Código de Conduta

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Código de Conduta"

Transcrição

1 Código de Conduta

2 Apresentação O presente documento, intitulado Código de Conduta Metadados, tem como objetivo estabelecer, de maneira formal, o conjunto de normas que regram a conduta dos colaboradores da Metadados, assim como, de maneira geral, a organização, nas suas relações internas e externas, ou seja, nas relações interpessoais e institucionais com e entre colaboradores, assim como, com clientes, parceiros, fornecedores, instituições governamentais e a sociedade em geral.

3 1 Diretrizes As diretrizes do presente código de conduta estão fundamentadas nas crenças expressas na Missão e no conjunto de valores defendidos pela Metadados, enquanto organização. A Missão da Metadados é prover soluções de apoio à gestão de recursos humanos, através de tecnologias e serviços ágeis, confiáveis e inovadores, sendo uma empresa rentável e um referencial de excelência para a sociedade. Os valores defendidos pela Metadados são: RESPEITO Respeito pelo ser humano, pelo trabalho coletivo e pela civilidade no trato interpessoal; HONESTIDADE Respeito aos princípios da retidão, da transparência, da legalidade e da coerência nas relações comerciais e interpessoais; COMPROMETIMENTO Respeito aos compromissos assumidos para com os clientes, funcionários, fornecedores, parceiros e a sociedade em geral; COOPERAÇÃO Defesa do ideal de que os seres humanos atingem os seus mais elevados objetivos somente quando cooperam entre si; EXCELÊNCIA Busca contínua pela excelência no cumprimento do que a Metadados se propõe como Missão. Estes valores são desdobrados nos seguintes princípios: a) Defesa da dignidade humana e da tolerância, assim como a observância da equidade e da transparência nas relações interpessoais, profissionais e institucionais, rejeitando o preconceito de raça, gênero, religião, nacionalidade, idade, qualquer tipo de deficiência, orientação sexual, posições políticas e, as práticas não

4 condizentes com a dignidade humana e o estado democrático de direito, tais como trabalho infantil ou escravo; b) Defesa da liberdade de expressão, visando à produção de um ambiente de diálogo e entendimento mútuo, no qual a comunicação seja clara, honesta e oportuna, na qual todos devem se empenhar para compreender, de maneira respeitosa, o ponto de vista de outras pessoas; c) Defesa da transparência nas relações interpessoais e institucionais, promovendo o exercício da cidadania, o respeito às leis e a construção de um mundo melhor.

5 2 Regras gerais de convivência e de relações no ambiente de trabalho 2.1 Não é permitido qualquer forma de preconceito, favorecimento ou desfavorecimento, em virtude de distinções de raça, gênero, religião, nacionalidade, idade, qualquer tipo de deficiência, orientação sexual ou posições políticas. 2.2 As oportunidades de contratação, crescimento e desenvolvimento profissional levarão em conta o perfil do candidato, assim como a sua competência, formação e experiência, conforme exigências estabelecidas para ocupar os cargos da empresa e/ou a participação em programas específicos de progressão e desenvolvimento pessoal e profissional, com especial atenção aos processos citados abaixo: Contratação e demissão de colaboradores; Distribuição de responsabilidades e promoções; Oportunidades de crescimento e desenvolvimento; Reconhecimento do trabalho; Definição de salários e benefícios. 2.3 Não devem ser elaboradas descrições de atividades (descritivos de cargo) que façam referência a exigências específicas em termos de raça, gênero, religião, nacionalidade, idade, qualquer tipo de deficiência, orientação sexual ou posições políticas. 2.4 As relações com os colaboradores devem estar obrigatoriamente dentro dos limites estabelecidos pela legislação em vigor no país.

6 2.5 As relações entre os colaboradores, seja entre pessoas de mesmo ou de diferentes níveis hierárquicos, devem ser pautadas pelo respeito e pela cortesia. 2.6 Todos os colaboradores da Metadados possuem o direito de livre expressão das suas opiniões, sem sofrer represálias por causa disso, desde que a sua manifestação não fira os princípios e as regras do presente Código de Conduta. 2.7 Não é permitida qualquer forma de assédio ou agressão, com especial atenção às situações expostas abaixo: Piadas, termos pejorativos, insultos, ameaças e outras ações similares, com especial atenção àquelas que façam referência à raça, cor, gênero, idade, nacionalidade, escolaridade, religião, orientação sexual, descendência, qualquer tipo de deficiência, posição social ou econômica Comportamentos ou insinuações de caráter sexual, pedidos de favores sexuais, atitudes verbais ou físicas de natureza sexual, ou exibição de objetos ou imagens com conotação sexual; Conduta verbal ou física que crie medo, danos, lesões ou hostilidade no ambiente de trabalho. 2.8 Não é permitido o uso de mão de obra infantil e de trabalho escravo nas atividades da Metadados. 2.9 Não é permitido ao colaborador, em situações de exercício profissional de suas atribuições na Metadados, estar alcoolizado ou sob efeito de drogas ilícitas A Metadados respeita a liberdade de cada colaborador de se filiar ou não a associações ou organizações legalmente constituídas Não é permitido o proselitismo religioso, político ou de qualquer outra natureza no ambiente de trabalho Os colaboradores da Metadados, no exercício das suas atividades profissionais, devem respeitar rigorosamente o disposto nas políticas, normas e regulamentos estabelecidos pela empresa, assim como, devem orientar as suas práticas conforme determina o Sistema de Gestão da Qualidade Não é permitido que os colaboradores comercializem produtos durante o horário de expediente e nunca junto aos postos de trabalho Não é permitido a entrada de terceiros para comercialização de produtos na empresa.

7 3 Regras para as relações com clientes, fornecedores e parceiros 3.1 As relações com clientes, fornecedores e parceiros incluem os procedimentos, as práticas comuns, as ações de relacionamento, o tráfego de informações e as transações comerciais realizados diretamente pela Metadados ou por seus representantes. 3.2 Não é permitido ao colaborador da Metadados realizar comentários depreciativos em relação às empresas Clientes, Fornecedoras ou Parceiras, ou ainda aos seus dirigentes e representantes. 3.3 Não é permitido ao colaborador realizar serviços, vender produtos ou celebrar contratos - em seu nome ou em nome de empresa da qual ele ou qualquer parente seu em 1º grau seja proprietário ou sócio - com Clientes ou Parceiros da Metadados. 3.4 Toda a seleção de Fornecedores e Parceiros deve ser orientada conforme padrão de processo específico, estabelecido pela Metadados, na qual, para cada processo, devem estar estabelecidos os critérios objetivos para a seleção. 3.5 Serão selecionados somente Fornecedores e Parceiros que respeitem a legislação brasileira e/ou de seu país de origem, não permitindo ou incentivando práticas consideradas ilegais. 3.6 Serão considerados de forma privilegiada os Fornecedores e Parceiros que adotarem práticas e políticas de respeito ao meio ambiente e de responsabilidade social. 3.7 Nos processos de seleção, avaliação, manutenção e revisão contratual de Fornecedores e Parceiros, devem ser considerados somente os critérios objetivos de escolha, não podendo servir como critérios de seleção os laços de parentesco ou amizade com proprietário ou representante do fornecedor, assim como benefícios ou privilégios pessoais que o representante da Metadados venha a auferir pela escolha de um Fornecedor ou Parceiro específicos. 3.8 Não serão celebrados contratos com Fornecedores e Parceiros que não respeitarem em suas práticas as normas vigentes em relação à saúde ocupacional e à segurança do trabalho. 3.9 Não é permitido ao representante da Metadados estabelecer contrato com Fornecedor cujo proprietário ou representante seja parente em 1º grau do representante da Metadados, na negociação.

8 3.10 Não é permitido contratar Fornecedor cujo representante da Metadados ou parente em 1º grau possua participação societária É permitido aos colaboradores da Metadados receber de Clientes, Fornecedores e Parceiros pequenos presentes, com valor de até 10% (dez por cento) do salário mínimo nacional É permitido aos colaboradores da Metadados aceitar o pagamento de refeições, por parte de Clientes, Fornecedores, Parceiros ou de seus representantes, desde que estejam inseridas em uma jornada de trabalho, fazendo parte de uma agenda profissional É permitido aos colaboradores da Metadados a participação em eventos de entretenimento promovidos ou patrocinados por Clientes, Fornecedores ou Parceiros, desde que seja em evento formal, na condição de representante da Metadados É permitido aos colaboradores da Metadados o recebimento de premiações e a participação em sorteios oriundos de campanhas comerciais ou de marketing de Fornecedores e Parceiros Não é permitido aos colaboradores da Metadados receber, pessoalmente, de Clientes, Fornecedores ou Parceiros, ingressos para espetáculos, passagens aéreas, estadias ou qualquer presente do gênero É permitido aos colaboradores da Metadados participar de eventos, com estadia e deslocamento pagos por Fornecedores e Parceiros, tais como, feiras, congressos, seminários, entre outros, desde que estejam relacionados com as suas atribuições e com as necessidades de sua função ou setor Os colaboradores devem restringir o acesso de informações da Metadados a Clientes, Fornecedores e Parceiros somente ao estritamente necessário para a execução das tarefas previstas nos procedimentos estabelecidos Não é permitido aos colaboradores da Metadados utilizar informações estratégicas da empresa para obter vantagem pessoal em processo de contratação de Fornecedores ou Parceiros Os colaboradores da Metadados devem guardar sob sigilo as informações que eventualmente obtiverem de Clientes, Fornecedores e Parceiros, não podendo utilizálas como forma de obter vantagem para si ou para pessoa de suas relações.

9 4 Regras de cuidados e usos do patrimônio da Metadados 4.1 É dever de todos os colaboradores zelar pela conservação e correta utilização do patrimônio da Metadados São considerados como patrimônio da empresa a sua imagem, as suas marcas, os códigos-fonte, os documentos, as edificações, o mobiliário, os equipamentos, os veículos, o material de expediente, os suprimentos, entre outros. 4.2 O uso das marcas e da imagem da Metadados deve ser feito conforme o disposto no Guia de Utilização da Imagem e das Marcas Metadados. 4.3 Não é permitido ao colaborador que este tenha conduta imprópria, quando estiver representando a Metadados em eventos. 4.4 Não é permitido aos colaboradores utilizar o corporativo para fins particulares Considera-se conduta imprópria todas aquelas que firam o disposto nos artigos 2.1, 2.4, 2.7 e 2.9 do presente instrumento Termo de Consentimento Li, e estou ciente das informações contidas no Código de Conduta Metadados. Colaborador

10 6 Regras para as relações com instituições públicas e a sociedade 6.1 É vedado a todos os colaboradores da Metadados a realização de práticas de corrupção de agentes públicos ou privados, seja no intuito de beneficiar a empresa, seja em benefício próprio. 6.2 Nas suas relações com a sociedade e com as Instituições Públicas, a Metadados estabelece o compromisso de: Obedecer às leis em vigor, nas esferas municipais, estaduais e federais; Adotar práticas que permitam o seu crescimento e desenvolvimento de forma sustentável, respeitando a dignidade humana e o meio ambiente; Colaborar nos esforços para a construção de uma sociedade mais justa e harmônica na comunidade em que está inserida, apoiando iniciativas de responsabilidade social, culturais e esportivas

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta INTRODUÇÃO O Código de Ética e conduta da Damasco Penna é dirigido à todos os colaboradores, estagiários e membros da administração para servir de referência da atuação pessoal

Leia mais

Cabe a todos os integrantes e colaboradores diretos ou indiretos fazer valer, respeitar e cumprir todos os itens abordados neste código de ética.

Cabe a todos os integrantes e colaboradores diretos ou indiretos fazer valer, respeitar e cumprir todos os itens abordados neste código de ética. CÓDIGO CORPORATIVO DE CONDUTA ÉTICA Introdução A Alta Engenharia de Consultoria Ltda tem como seu objetivo principal, a transparência e a ética de conduta em seus negócios orientados por um conjunto de

Leia mais

1 Código de Conduta do Fornecedor

1 Código de Conduta do Fornecedor 1 Código de Conduta do Fornecedor 2 Código de Conduta do Fornecedor Índice 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS...03 2. DIRETRIZES...03 2.1. QUANTO À INTEGRIDADE NOS NEGÓCIOS...03 2.2. QUANTO À CORRUPÇÃO... 04 2.3.

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA. Somos movidos por inovação, sustentabilidade e por você

CÓDIGO DE CONDUTA. Somos movidos por inovação, sustentabilidade e por você CÓDIGO DE CONDUTA Somos movidos por inovação, sustentabilidade e por você SUMÁRIO Mensagem do Presidente Sumário Missão, Visão e Valores 1. Sobre o Código 2. Relações com Clientes 3. Responsabilidades

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Nesse ano, estamos disponibilizando o nosso Código Ética nas versões impressa e eletrônica.

CÓDIGO DE ÉTICA. Nesse ano, estamos disponibilizando o nosso Código Ética nas versões impressa e eletrônica. CÓDIGO DE ÉTICA Nestes três anos de muitas realizações, as relações da Agência de Desenvolvimento Paulista com seus parceiros, clientes, fornecedores, acionistas, entre outros, foram pautadas por valores

Leia mais

Zell Ambiental CÓDIGO DE CONDUTA

Zell Ambiental CÓDIGO DE CONDUTA Zell Ambiental CÓDIGO DE CONDUTA Código de Conduta Zell Ambiental A Zell Ambiental tem como filosofia a excelência contínua de seus produtos e processos. Com base nessa filosofia, criamos o Código de Conduta,

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA EQS ENGENHARIA LTDA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA EQS ENGENHARIA LTDA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA EQS ENGENHARIA LTDA Revisão: 00 Data: 03/2016 Palavras chave: Ética, Conduta. 1. INTRODUÇÃO O presente Código de Ética e Conduta tem como objetivo apontar diretrizes e normas

Leia mais

POLÍTICA DE VALORIZAÇÃO DA DIVERSIDADE E NÃO DISCRIMINAÇÃO

POLÍTICA DE VALORIZAÇÃO DA DIVERSIDADE E NÃO DISCRIMINAÇÃO POLÍTICA DE VALORIZAÇÃO DA DIVERSIDADE E NÃO DISCRIMINAÇÃO A Petrol Industrial S/A está entre aquelas empresas que estão preocupadas com as questões trabalhistas, procurando adotar os Princípios de Direito

Leia mais

Conselho da Justiça Federal

Conselho da Justiça Federal RESOLUÇÃO N. 147, DE 15 DE ABRIL DE 2011. Institui o Código de Conduta do Conselho e da Justiça Federal de primeiro e segundo graus. O PRESIDENTE DO CONSELHO DA JUSTIÇA FEDERAL, usando de suas atribuições

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA. O presente Código tem por finalidade orientar a empresa como um todo sobre questões éticas e de conduta.

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA. O presente Código tem por finalidade orientar a empresa como um todo sobre questões éticas e de conduta. CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA O presente Código tem por finalidade orientar a empresa como um todo sobre questões éticas e de conduta. 1. Introdução O presente Código de Ética e Conduta tem por objetivo oferecer

Leia mais

1. CARTA DA DIRETORIA

1. CARTA DA DIRETORIA 1. CARTA DA DIRETORIA A ADVANCE EMBALAGENS adota o presente Código de Conduta Empresarial com o objetivo de conduzir seus negócios embasando-se na obediência a princípios éticos e legais no relacionamento

Leia mais

Código de Conduta do Grupo Cindapa

Código de Conduta do Grupo Cindapa Código de Conduta do Grupo Cindapa A MARCA DA SEGURANÇA 1 NOSSAS DIRETRIZES Nossa Missão Fornecer soluções em segurança patrimonial privada, mitigando os riscos e evitando perdas, por meio de uma Gestão

Leia mais

Código de Ética e Conduta dos Colaboradores da Fundação Educacional de Barretos

Código de Ética e Conduta dos Colaboradores da Fundação Educacional de Barretos Código de Ética e Conduta dos Colaboradores da Fundação Educacional de Barretos BARRETOS Agosto/2016 Podemos considerar ética como sendo aquilo que pode ser contado para a esposa, o filho e até publicado

Leia mais

Código. de Conduta do Fornecedor

Código. de Conduta do Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor da Odebrecht Óleo e Gás 1 CONSIDERAÇÕES INICIAIS A atuação no mercado nacional e internacional e em diferentes unidades de negócios, regiões

Leia mais

Código de conduta de fornecedores

Código de conduta de fornecedores Código de conduta de fornecedores Código de Conduta de Fornecedores 1 Caro fornecedor: A Cargill atua no mercado de maneira ética e responsável. Ser confiável implica ter integridade em todas as relações

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA Sumário Introdução Regras de Conduta da MIP Gestão do Código de Ética e Conduta da MIP Glossário Termo de Compromisso 03 05 10 12 15 2 Introdução A missão da MIP Engenharia S.A.

Leia mais

REDE NACIONAL PRIMEIRA INFÂNCIA CARTA DE PRINCÍPIOS. 10 de Dezembro 2013

REDE NACIONAL PRIMEIRA INFÂNCIA CARTA DE PRINCÍPIOS. 10 de Dezembro 2013 REDE NACIONAL PRIMEIRA INFÂNCIA CARTA DE PRINCÍPIOS 10 de Dezembro 2013 I Denominação Fundada no Brasil em 16 de março de 2007, denomina-se REDE NACIONAL PRIMEIRA INFÂNCIA o conjunto de organizações da

Leia mais

Código de Conduta e Ética Empresarial. Grupo Visium Build

Código de Conduta e Ética Empresarial. Grupo Visium Build Código de Conduta e Ética Empresarial Grupo Visium Build 1 Índice 2 Âmbito 3 Missão e Visão 4 Valores 4 Compromisso com as partes interessadas 5 Cumprimento deste Código 9 2 ÂMBITO Este Código de Conduta

Leia mais

POLÍTICA DE DIREITOS HUMANOS

POLÍTICA DE DIREITOS HUMANOS POLÍTICA DE DIREITOS HUMANOS Todos os seres humanos nascem livres e iguais em dignidade e em direitos. São dotados de razão e consciência e devem agir uns para com os outros com espírito de fraternidade.

Leia mais

Celpa. serviços. Código de ética do prestador de serviços da Celpa

Celpa. serviços. Código de ética do prestador de serviços da Celpa Código de ética do prestador de da Índice Apresentação... 04 Missão, visão e valores... 04 Bom senso... 06 Abrangência... 06 Definição de Prestador de Serviços... 06 1. Conflito de interesses 1.1. Recursos

Leia mais

Código de Conduta Ética

Código de Conduta Ética Código de Conduta Ética Dezembro 2015 2015 Delta Economics & Finance Índice 1 Introdução 1 2 Visão, Missão e Valores 1 3 Conduta Esperada dos Funcionários 2 4 Conflito de Interesse 2 5 Informações Sigilosas

Leia mais

INSTITUTO PACTO NACIONAL PELA ERRADICAÇÃO DO TRABALHO ESCRAVO INPACTO. Código de Conduta

INSTITUTO PACTO NACIONAL PELA ERRADICAÇÃO DO TRABALHO ESCRAVO INPACTO. Código de Conduta INSTITUTO PACTO NACIONAL PELA ERRADICAÇÃO DO TRABALHO ESCRAVO INPACTO Código de Conduta Nos termos do parágrafo quarto, do artigo quarto do Estatuto Social do INSTITUTO PACTO NACIONAL PELA ERRADICAÇÃO

Leia mais

Santa Casa da Misericórdia de Pombal

Santa Casa da Misericórdia de Pombal Manual de Políticas Santa Casa da Misericórdia de Pombal Índice 1. Política da Qualidade 2. Politica de Apoio Social 3. Politica de Recursos Humanos 4. Politica de Ética 5. Politica de Envolvimento Ativo

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E CONDUTA EMPRESARIAL

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E CONDUTA EMPRESARIAL E CONDUTA EMPRESARIAL R WEM EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS LTDA. Página 2 de 9 Ciente de sua responsabilidade como fabricante de produtos médicos, a WEM divulga seu manual de conduta ética e conduta empresarial.

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DE FORNECEDORES

CÓDIGO DE CONDUTA DE FORNECEDORES CÓDIGO DE CONDUTA DE FORNECEDORES SIGILO DAS INFORMAÇÕES respeitar a propriedade intelectual, segredos comerciais e outras informações confi denciais, exclusivas ou reservadas, e não devem fazer uso ou

Leia mais

Código de Conduta de Terceiros

Código de Conduta de Terceiros Código de Conduta de Terceiros ÍNDICE APRESENTAÇÃO...4 COMPROMISSO COM A INTEGRIDADE...5 CONFORMIDADE COM LEIS E NORMAS APLICÁVEIS...6 INTOLERÂNCIA ÀS PRÁTICAS DE CORRUPÇÃO E SUBORNO...6 RESPEITO AOS

Leia mais

Ética. Compras e Strategic Sourcing

Ética. Compras e Strategic Sourcing Ética Compras e Strategic Sourcing Ética é saber a diferença entre o que você tem direito de fazer e o que é de fato direito - Potter Stewart Relacionamentos com fornecedores devem: Objetivo A área de

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA. No relacionamento com colegas e outros Profissionais, cada Profissional deverá:

CÓDIGO DE CONDUTA. No relacionamento com colegas e outros Profissionais, cada Profissional deverá: CÓDIGO DE CONDUTA Introdução Este Código define as regras de conduta aos quais os Sócios, os Diretores, bem como todos os funcionários da AGROFEL Agro Comercial Ltda, e terceiros, que ajam em seu interesse

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta Mensagem da Diretoria Prezado(a), A conduta ética, compartilhada e reafirmada neste documento é o fundamento de sustentação, desenvolvimento e fortalecimento da Qualicorp. As

Leia mais

FUNDAÇÃO AGA KHAN PORTUGAL CÓDIGO DE CONDUTA

FUNDAÇÃO AGA KHAN PORTUGAL CÓDIGO DE CONDUTA FUNDAÇÃO AGA KHAN PORTUGAL CÓDIGO DE CONDUTA ÍNDICE 1. Introdução... 3 2. Missão... 3 3. Principais objetivos... 3 4. Legalidade... 4 5. Governação... 4 6. Principais regras de conduta... 4 7. Transparência...

Leia mais

Código de Ética e Conduta

Código de Ética e Conduta Código de Ética e Conduta 1 Índice 1. Introdução 1.1 Objetivo 1.2 Abrangência 2. Relações Internas 2.1 Compromissos éticos e de conduta da Viver para com os seus Colaboradores 2.2 Compromissos éticos e

Leia mais

Código de Conduta do Fornecedor

Código de Conduta do Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor Índice 1. Apresentação... 03 2. Abrangência... 04 3. Diretrizes de Conduta... 05 3.1. Quanto à Integridade nos Negócios... 05 3.2. Quanto à corrupção... 06 3.3. Quanto

Leia mais

Código de conduta ética

Código de conduta ética Código de conduta ética Mensagem da presidência O Código de Conduta Ética reflete os padrões de comportamento adotados por nossa empresa baseados na nossa Missão, Visão e Valores. Todos os nossos negócios

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA 1 Objetivos do Código de Ética A Câmara Municipal de Cascais está motivada em criar todas as condições necessárias para que os seus colaboradores desenvolvam as suas funções

Leia mais

GUIA DE RELACIONAMENTO MERCUR

GUIA DE RELACIONAMENTO MERCUR A Mercur S.A., empresa estabelecida desde 1924, se preocupa em conduzir as suas relações de acordo com padrões éticos e comerciais, através do cumprimento da legislação e das referências deste Guia. Seu

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DO GRUPO EDF

CÓDIGO DE ÉTICA DO GRUPO EDF CÓDIGO DE ÉTICA DO GRUPO EDF A energia elétrica não é uma mercadoria como outra qualquer. É por isso que sua geração, transmissão, distribuição e comercialização são assuntos do interesse de todos. Desde

Leia mais

Código de Conduta e Ética

Código de Conduta e Ética Código de Conduta e Ética R.P. Filho Serviços Hidráulicos LTDA Código de Conduta e Ética 1 INTRODUÇÃO É notório que o sucesso de uma organização depende, entre outros fatores, da imagem positiva que ela

Leia mais

O profissional de engenharia no contexto dos serviços, obras e licitações públicas. Engº José Luiz Azambuja SENGE-RS

O profissional de engenharia no contexto dos serviços, obras e licitações públicas. Engº José Luiz Azambuja SENGE-RS O profissional de engenharia no contexto dos serviços, obras e licitações públicas Engº José Luiz Azambuja SENGE-RS Presença em todas as etapas dos processos de licitações públicas: - Planejamento Presença

Leia mais

Código de Ética Empresarial da Metro do Porto

Código de Ética Empresarial da Metro do Porto Código de Ética Empresarial da Metro do Porto MP-848057/09 V1.0 Índice A. A EMPRESA Enquadramento Missão Visão Valores B. CÓDIGO Âmbito de Aplicação Acompanhamento C. PRINCÍPIOS ORIENTADORES DO RELACIONAMENTO

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DO CENTRO HOSPITALAR DE LISBOA CENTRAL

CÓDIGO DE ÉTICA DO CENTRO HOSPITALAR DE LISBOA CENTRAL CÓDIGO DE ÉTICA DO CENTRO HOSPITALAR DE LISBOA CENTRAL 1. O presente Código de Ética contém os princípios de actuação dos gestores, demais dirigentes e trabalhadores do Centro Hospital de Lisboa Central,

Leia mais

Código de Ética da CASSI

Código de Ética da CASSI Código de Ética da CASSI APRESENTAÇÃO O Código de Ética da Caixa de Assistência dos Funcionários do Banco do Brasil (CASSI) reflete a identidade cultural da Instituição e os compromissos a serem assumidos

Leia mais

GRUPO FIDELIDADE Código de Conduta Ética e Profissional. Referência Este documento só pode ser reproduzido na íntegra. 1/7

GRUPO FIDELIDADE Código de Conduta Ética e Profissional. Referência Este documento só pode ser reproduzido na íntegra. 1/7 GRUPO FIDELIDADE Código de Conduta Ética e Profissional Referência Este documento só pode ser reproduzido na íntegra. 1/7 CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA E PROFISSIONAL As regras de Conduta Ética e Profissional

Leia mais

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E NORMAS INTERNAS

MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E NORMAS INTERNAS MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E NORMAS INTERNAS FINALIDADE Por ser o conceito de ética subjetivo, estando sujeito às variações de valores culturais de cada pessoa, o MANUAL DE CONDUTA ÉTICA E NORMAS INTERNAS

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA EMPRESARIAL

CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA EMPRESARIAL CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA EMPRESARIAL ÍNDICE 1. Considerações 04 2. Direcionadores da Ação Empresarial 05 3. Políticas de Gestão 07 4. Cumprimento da Legislação 08 5. Uso de Recursos de Propriedade

Leia mais

Código de Conduta da SKF. para fornecedores e subcontratantes

Código de Conduta da SKF. para fornecedores e subcontratantes Código de Conduta da SKF para fornecedores e subcontratantes Código de Conduta da SKF para fornecedores e subcontratantes Os fornecedores e subcontratantes da SKF desempenham um papel importante em nossa

Leia mais

Este manual tem o objetivo de orientar, com clareza, suas ações e decisões, de acordo com tudo aquilo que acreditamos ser correto.

Este manual tem o objetivo de orientar, com clareza, suas ações e decisões, de acordo com tudo aquilo que acreditamos ser correto. OBJETIVO Este manual tem o objetivo de orientar, com clareza, suas ações e decisões, de acordo com tudo aquilo que acreditamos ser correto. Trata-se de um instrumento legal para orientação e direcionamento

Leia mais

MANUAL ANTICORRUPÇÃO

MANUAL ANTICORRUPÇÃO MQ.03 rev.00 Pagina 1 MANUAL ANTICORRUPÇÃO MQ.03 rev.00 Pagina 2 SUMÁRIO 1.Introdução... 3 2.Da abrangência... 3 3. Das condutas a serem observadas... 3 3.1 Vantagem indevida:... 3 3.2 Participação em

Leia mais

Código de Conduta. Mensagem do Presidente. Marcos Sawaya Jank Presidente

Código de Conduta. Mensagem do Presidente. Marcos Sawaya Jank Presidente Código de Conduta Código de Conduta Mensagem do Presidente Elaborado de acordo com os princípios e políticas definidos e aprovados pelos Conselhos Deliberativo e Fiscal da UNICA, este código de conduta

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DE FORNECEDORES

CÓDIGO DE ÉTICA DE FORNECEDORES CÓDIGO DE ÉTICA DE FORNECEDORES A Malwee está comprometida com a atuação ética. Por essa razão, necessita garantir que, todos com quem realiza negócios, incluindo fornecedores, indústrias, prestadores

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA Dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Sergipe

CÓDIGO DE ÉTICA Dos Servidores do Poder Judiciário do Estado de Sergipe 1 Resolução nº /2012 do Tribunal de Justiça de Sergipe, regulamenta o Estatuto do Servidores Públicos do Estado de Sergipe no que tange a conduta ética dos servidores do Judiciário Estadual. CÓDIGO DE

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA PARA FORNECEDORES

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA PARA FORNECEDORES CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA PARA FORNECEDORES 1. APRESENTAÇÃO: O Consórcio UHE Baguari (doravante simplesmente CBG) tem buscado, de maneira constante, padrões mais avançados de eficiência, considerando os

Leia mais

MASCARENHAS BARBOSA ROSCOE S/A CONSTRUÇÕES POLÍTICA DE CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS

MASCARENHAS BARBOSA ROSCOE S/A CONSTRUÇÕES POLÍTICA DE CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS MASCARENHAS BARBOSA ROSCOE S/A CONSTRUÇÕES POLÍTICA DE CONTRATAÇÃO DE TERCEIROS Objetivo Estabelecer regras gerais para os processos de contratação de terceiros e obrigações básicas que devem ser adotadas

Leia mais

Código de Ética e Conduta. Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e Vestuário de Portugal

Código de Ética e Conduta. Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e Vestuário de Portugal Código de Ética e Conduta Centro Tecnológico das Indústrias Têxtil e Vestuário de Portugal ÍNDICE ÍNDICE 1 PREÂMBULO 2 ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 4 Princípio 1 Proteção dos interesses dos associados 4 Princípio

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA DA BB PREVIDÊNCIA FUNDO DE PENSÃO BANCO DO BRASIL

CÓDIGO DE ÉTICA DA BB PREVIDÊNCIA FUNDO DE PENSÃO BANCO DO BRASIL CÓDIGO DE ÉTICA DA BB PREVIDÊNCIA FUNDO DE PENSÃO BANCO DO BRASIL 0 8 0 0 7 2 9 1 1 1 2 w w w. b b p r e v i d e n c i a. c o m. b r Código de Ética da BB Previdência Fundo de Pensão Banco do Brasil Introdução

Leia mais

Código de conduta. Aristóteles Ética a Nicómaco

Código de conduta. Aristóteles Ética a Nicómaco Código de conduta Toda a teoria da conduta tem de ser apenas um esquema, e não um sistema exacto ( ) os temas de conduta e comportamento não têm em si nada de fixo e invariável, tal como os temas de saúde.

Leia mais

Gestor Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle (DPOC)

Gestor Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle (DPOC) Título Norma de Responsabilidade Socioambiental Gestor Departamento de Planejamento, Orçamento e Controle (DPOC) Abrangência Agências, Departamentos, Empresas Ligadas e Unidades no Exterior Sinopse Diretrizes

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO QUE INSTITUI O CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA DA FPAS PREÂMBULO

REGULAMENTO INTERNO QUE INSTITUI O CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA DA FPAS PREÂMBULO REGULAMENTO INTERNO QUE INSTITUI O CÓDIGO DE ÉTICA E DE CONDUTA DA FPAS PREÂMBULO As obrigações de transparência, de responsabilidade, de solidariedade e cooperação que recaem sobre a Federação Portuguesa

Leia mais

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade...

POLÍTICA ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS ÍNDICE. 1. Objetivo...2. 2. Abrangência...2. 3. Definições...2. 4. Diretrizes...3. 5. Materialidade... ENGAJAMENTO DE STAKEHOLDERS Folha 1/8 ÍNDICE 1. Objetivo...2 2. Abrangência...2 3. Definições...2 4. Diretrizes...3 5. Materialidade...7 Folha 2/8 1. Objetivos 1. Estabelecer as diretrizes que devem orientar

Leia mais

POLÍTICA DE PATROCÍNIOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS. Política de Patrocínios das Empresas Eletrobras

POLÍTICA DE PATROCÍNIOS DAS EMPRESAS ELETROBRAS. Política de Patrocínios das Empresas Eletrobras Política de Patrocínios das Empresas Eletrobras Versão 2.0 19/05/2014 1 Sumário 1. Objetivo... 3 2. Conceito de Patrocínio... 3 3. Princípios... 3 4. Diretrizes... 4 4.1. Áreas de atuação... 4 4.2. Restrições...

Leia mais

A PETROBRAS E A GOVERNANÇA CORPORATIVA. Desenvolvimento de Sistemas de Gestão. Comunicação Institucional

A PETROBRAS E A GOVERNANÇA CORPORATIVA. Desenvolvimento de Sistemas de Gestão. Comunicação Institucional A PETROBRAS E A GOVERNANÇA CORPORATIVA Desenvolvimento de Sistemas de Gestão Comunicação Institucional A Petrobras já integra o grupo das grandes companhias que adotam as melhores práticas de governança

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA UNICRED ALAGOAS MAIO DE 2010

CÓDIGO DE ÉTICA UNICRED ALAGOAS MAIO DE 2010 CÓDIGO DE ÉTICA UNICRED ALAGOAS MAIO DE 2010 O QUE É CÓDIGO DE ÉTICA? É o documento que contém juízos de apreciação ou princípios de convivência válidos para um grupo de pessoas ou uma sociedade, procedimentos

Leia mais

Programa de monitorização do respeito pelos Direitos Humanos no Grupo EDP Quadro Ruggie

Programa de monitorização do respeito pelos Direitos Humanos no Grupo EDP Quadro Ruggie Programa de monitorização do respeito pelos Direitos Humanos no Grupo EDP Quadro Ruggie Guia de monitorização de impactos Nº Direitos Humanos Guia de monitorização de impactos Aplicá vel à EDP Temas incluídos

Leia mais

PL 055 POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL. Publicado em: 13/05/2016

PL 055 POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL. Publicado em: 13/05/2016 1. OBJETIVOS Estabelecer os princípios e diretrizes que norteiam as ações de práticas socioambientais da Getnet nos negócios e na relação com todas as partes interessadas, incluindo as diretrizes para

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DAS EMPRESAS DO GRUPO VINIPLAN

CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DAS EMPRESAS DO GRUPO VINIPLAN CÓDIGO DE ÉTICA E CONDUTA DAS EMPRESAS DO GRUPO VINIPLAN Viniplan Eficácia em Planejamento de Projetos Ltda. Viniplan Tecnologias para Gerenciar Projetos Ltda. 1 INTRODUÇÃO Para o GRUPO VINIPLAN, agir

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA 1/7

CÓDIGO DE CONDUTA 1/7 CÓDIGO DE CONDUTA 1/7 ÍNDICE Página A Missão da Fundação AEP 3 Visão 3 Valores 3 Objetivos 3 Objeto, Âmbito e Aplicação 4 Transparência na Atuação e Publicitação das Contas 4 Impedimentos ou Incompatibilidades

Leia mais

ABF ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FRANCHISING CÓDIGO DE CONDUTA E PRINCÍPIOS ÉTICOS CAPÍTULO I DA NATUREZA DO DOCUMENTO CAPÍTULO II OBJETIVOS E ABRANGÊNCIA

ABF ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FRANCHISING CÓDIGO DE CONDUTA E PRINCÍPIOS ÉTICOS CAPÍTULO I DA NATUREZA DO DOCUMENTO CAPÍTULO II OBJETIVOS E ABRANGÊNCIA ABF ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE FRANCHISING CÓDIGO DE CONDUTA E PRINCÍPIOS ÉTICOS CAPÍTULO I DA NATUREZA DO DOCUMENTO Art. 1º. O presente Código de Conduta é orientado por princípios éticos e desdobrado em

Leia mais

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS

MANUAL DE CONTROLES INTERNOS MANUAL DE CONTROLES INTERNOS POLÍTICAS & NORMAS INTERNAS Versão: 1- Objetivo O objetivo desta Política de Investimento Pessoal (ou Política) é estabelecer procedimentos e regras para os investimentos pessoais

Leia mais

REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA DE VOLUNTARIADO

REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA DE VOLUNTARIADO 2012 REGULAMENTO INTERNO PARA PROGRAMA DE VOLUNTARIADO 2 de 1 Índice 1. Enquadramento... 3 2. Definição... 3 3. Princípios... 4 4. Objetivos... 4 5. Direitos... 4 6. Deveres... 5 7. Inscrição... 7 8. Candidatura...

Leia mais

Política de Rateio e Divisão de Ordens entre Carteiras de Valores Mobiliários

Política de Rateio e Divisão de Ordens entre Carteiras de Valores Mobiliários CAPÍTULO I INTRODUÇÃO Apresentação 1.1. A ABM Gestora de Recursos Ltda. ( ABM Capital ) é uma sociedade limitada dedicada à prestação de serviços de administração de carteiras de valores mobiliários, notadamente

Leia mais

Código de Conduta Ética da CBVL

Código de Conduta Ética da CBVL Código de Conduta Ética da CBVL Capítulo I Dos Fundamentos Éticos Art. 1º O Código de Conduta e Ética da Confederação Brasileira de Voo Livre define os princípios de conduta que devem pautar as atividades

Leia mais

Política de Oferta e Recebimento de Brindes, Viagens e Entretenimento

Política de Oferta e Recebimento de Brindes, Viagens e Entretenimento Índice: 1 OBJETIVO... 2 2 TERMOS E DEFINIÇÔES... 2 3 POLÍTICA... 3 3.1 INTRODUÇÃO... 3 3.2 DIRETRIZES QUANTO À OFERTA E RECEBIMENTO DE COISA DE VALOR... 3 3.3 REGRAS PARA OFERECER COISAS DE VALOR... 34

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA

CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA CÓDIGO DE CONDUTA ÉTICA Quem tem princípios e valores para decidir, avaliar e julgar está submetido ao campo da ética. Quero? Devo? Posso? Três perguntas essenciais para cuidarmos da vida coletiva. A ética

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA 1. MENSAGEM DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO

CÓDIGO DE ÉTICA 1. MENSAGEM DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO CÓDIGO DE ÉTICA 1. MENSAGEM DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO O ISQ sendo hoje uma grande organização, com larga implantação nacional e uma presença estabelecida internacionalmente, é fundamental que caracterizemos

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Orlando Lopes CEO Kantar IBOPE Media

APRESENTAÇÃO. Orlando Lopes CEO Kantar IBOPE Media CÓDIGO DE CONDUTA 1 APRESENTAÇÃO O código de conduta da Kantar IBOPE Media, o código de conduta empresarial da WPP e o book de políticas, reúnem os valores e princípios éticos que orientam a conduta profissional

Leia mais

Política de Recrutamento e Seleção. Estabelecer critérios para o recrutamento e seleção de profissionais para a empresa.

Política de Recrutamento e Seleção. Estabelecer critérios para o recrutamento e seleção de profissionais para a empresa. Política de Recrutamento e Seleção 1. OBJETIVO: Estabelecer critérios para o recrutamento e seleção de profissionais para a empresa. 2. ABRANGÊNCIA: Abrange todas as contratações de profissionais da empresa.

Leia mais

Índice. 1. Princípios Gerais Valores Audaces Competências Essenciais Relações com os Sócios... 3

Índice. 1. Princípios Gerais Valores Audaces Competências Essenciais Relações com os Sócios... 3 Código de Ética 1 Índice 1. Princípios Gerais... 3 2. Valores Audaces... 3 3. Competências Essenciais... 3 4. Relações com os Sócios... 3 5. Relações com os Colaboradores... 4 6. Relações com os Clientes...

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL

CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL CÓDIGO DE ÉTICA E RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL O Santander busca fazer negócios que beneficiem não somente o Banco e o cliente, mas a sociedade e o

Leia mais

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA

POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA POLÍTICA DE RESPONSABILIDADE SOCIOAMBIENTAL DO BANCO DA AMAZÔNIA A Socioambiental (PRSA) substitui a Política Corporativa pela Sustentabilidade (2011), e incorpora a contribuição das partes interessadas

Leia mais

GESTÃO DE PESSOAS & RECURSOS HUMANOS IPEA, 06 de dezembro de 2010 EXTRA Nº3 DEZEMBRO INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA

GESTÃO DE PESSOAS & RECURSOS HUMANOS IPEA, 06 de dezembro de 2010 EXTRA Nº3 DEZEMBRO INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA Boletim GESTÃO DE PESSOAS & RECURSOS HUMANOS IPEA, 06 de dezembro de 2010 EXTRA Nº3 DEZEMBRO INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA PORTARIA Nº 458 DE 06 DE DEZEMBRO DE 2010. Institui o Código de Ética

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA. Rev. 02

CÓDIGO DE ÉTICA. Rev. 02 Rev. 02 24/10/2013 Página n.º: 1 / 12 Controle de Revisão Revisão Data Descrição das Informações Revisadas 00 01 14.08.2012 14.06.2013 Emissão Inicial. Alteração na formatação do documento. Alteração do

Leia mais

POLÍTICA RECEBIMENTO E ENTREGA DE BRINDES, PRESENTES, HOSPITALIDADES E VANTAGENS. Área Superintendência de Compliance

POLÍTICA RECEBIMENTO E ENTREGA DE BRINDES, PRESENTES, HOSPITALIDADES E VANTAGENS. Área Superintendência de Compliance 1. OBJETIVO 1.1 Esta Política tem por objetivo orientar e auxiliar a conduta dos profissionais da NEOENERGIA quanto a receber ou oferecer brindes, presentes, vantagens e cortesias nas suas relações profissionais

Leia mais

ENQUADRAMENTO CLIENTES

ENQUADRAMENTO CLIENTES ENQUADRAMENTO A promoção da integração na sociedade do cidadão com deficiência mental assim como a defesa dos seus direitos, são valores considerados como fundamentais pela APPACDM, no respeito pelos princípios

Leia mais

Carta de Direitos e Deveres do Cliente

Carta de Direitos e Deveres do Cliente Carta de Direitos e Deveres do Cliente CONTROLO DAS REVISÕES DO DOCUMENTO Versão Data Descrição Página(s) Próxima revisão 01 15.12.2009 Elaboração da 1ª versão do documento ----- Dezembro 2011 02 12.04.2010

Leia mais

Código de Ética Janeiro de 2013

Código de Ética Janeiro de 2013 Janeiro de 2013 Índice 1 PREÂMBULO... 3 2 ÂMBITO DE APLICAÇÃO... 3 3 OBJECTIVOS... 3 4 PRINCÍPIOS... 4 5 NORMAS DE CONDUTA... 4 6 CONFLITOS DE INTERESSES... 6 7 DISPOSIÇÕES FINAIS... 7 2013 espap Entidade

Leia mais

Carta. de Direitos e Deveres. do Cliente

Carta. de Direitos e Deveres. do Cliente Carta de Direitos e Deveres do Cliente Índice 1 - PREÂMBULO 3 2 - ÂMBITO DE APLICAÇÃO 3 3 - DIREITOS DOS IDOSOS 3 4 - DIREITOS DOS FAMILIARES 4 5 - DEVERES DOS IDOSOS 5 6 - DEVERES DOS FAMILIARES 6 7 -

Leia mais

POLÍTICA CORPORATIVA Responsabilidade Socioambiental

POLÍTICA CORPORATIVA Responsabilidade Socioambiental POLÍTICA - Versão: 1.0 POLÍTICA CORPORATIVA Área Reponsável: DIRETORIA DE CONTROLADORIA E COMPLIANCE 1. OBJETIVO A Política Corporativa de ( Política ) define um conjunto de princípios, diretrizes e responsabilidades

Leia mais

Política de Sustentabilidade. Junho /2010. PI Rev. A

Política de Sustentabilidade. Junho /2010. PI Rev. A Junho /2010 PI.034.00000001 Rev. A SUMÁRIO 1. SUSTENTABILIDADE : ESSÊNCIA DA CAB AMBIENTAL 2. MISSÃO 3.VISÃO 4. OBEJTIVO 5. SUSTENTABILIDADE NA PRÁTICA 6. COMUNICAÇÃO E ENGAJAMENTO CHAVES PARA O SUCESSO

Leia mais

CÓDIGO DE CONDUTA DE FORNECEDORES

CÓDIGO DE CONDUTA DE FORNECEDORES CÓDIGO DE CONDUTA DE FORNECEDORES ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVO E ABRANGÊNCIA... 3 3. REGRAS DE CONDUTA... 3 3.1 Princípios de Direitos Humanos... 3 3.2. Princípios de Direitos do Trabalho... 3

Leia mais

Política de Transparência nas Relações com Terceiros

Política de Transparência nas Relações com Terceiros Política de Transparência nas Relações com Terceiros Sumario Objetivo e Alcance 3 Princípios gerais 3 1. Declaração de conflito de interesses 4 1.1. Definição de conflito de interesses 4 1.2. Conflitos

Leia mais

Código de Ética da ABTT

Código de Ética da ABTT Código de Ética da ABTT Prezados (as) Associados (as), A ABTT, ao longo de sua existência, tem conduzido suas atividades na crença de que para seu associado desenvolver-se e ter sucesso, é imprescindível

Leia mais

Glossário Acordo entre sócios/acionistas Administração Agenda de reunião

Glossário Acordo entre sócios/acionistas Administração Agenda de reunião Glossário Acordo entre sócios/acionistas Regula os direitos e obrigações entre sócios/acionistas, as condições que regem as transferências de ações de emissão da organização, o exercício dos direitos políticos,

Leia mais

MENSAGEM DO PRESIDENTE

MENSAGEM DO PRESIDENTE MENSAGEM DO PRESIDENTE A Ética sempre se fez historicamente presente no ambiente corporativo da Schulz S/A, gerando relações exitosas e, por isso, duradouras entre clientes e fornecedores. A elaboração

Leia mais

CONHECER RESPEITAR PARTILHAR

CONHECER RESPEITAR PARTILHAR CONHECER RESPEITAR PARTILHAR VALORES EM COMUM DA SOCIEDADE QUEBEQUENSE VALORES A SEREM PARTILHADOS Québec, terra hospitaleira de muitos imigrantes vindos do mundo todo, é uma sociedade fundamentada em

Leia mais

Campanha de Respeito à Mulher Seja protagonista desta causa!

Campanha de Respeito à Mulher Seja protagonista desta causa! Campanha de Respeito à Mulher Seja protagonista desta causa! Respeitar as mulheres: na vida, no trabalho e no movimento sindical. Garantir e lutar pelos direitos delas, que ainda são negados, excluídos

Leia mais

Código de Conduta. Aplicável em matéria de contratos celebrados à distância, vendas ao domicílio e equiparados

Código de Conduta. Aplicável em matéria de contratos celebrados à distância, vendas ao domicílio e equiparados Código de Conduta da EDP Comercial Aplicável em matéria de contratos celebrados à distância, vendas ao domicílio e equiparados Código de Conduta da EDP Comercial Mensagem do Presidente O novo Código de

Leia mais

CÓDIGO DE ÉTICA SINDRECOM

CÓDIGO DE ÉTICA SINDRECOM CÓDIGO DE ÉTICA SINDRECOM Índice -Mensagem do Presidente -O Sindrecom *Missão *Visão *Bandeiras *Princípios do Sindicato 1-Introdução 2- Observação 3-Preceitos Éticos 4-Orientação de Conduta 5-Estrutura

Leia mais

Código de Ética e de Conduta

Código de Ética e de Conduta Código de Ética e de Conduta Edição: 1 Maio - 2015 CAPÍTULO I INTRODUÇÃO Art. 1º Finalidade O estabelecimento de princípios e regras gerais de ética e conduta que assegurem o cumprimento dos valores estabelecidos

Leia mais

Sonae Sierra Brasil Código de Conduta

Sonae Sierra Brasil Código de Conduta Sonae Sierra Brasil Código de Conduta INTRODUÇÃO O Que é Nosso Código de Conduta? Nosso Código de Conduta estabelece e promove os aspectos fundamentais de comportamento ético que, na opinião da nossa Companhia,

Leia mais

Código de Autorregulação Informações aos Participantes

Código de Autorregulação Informações aos Participantes MINUTA Código de Autorregulação Informações aos Participantes Capítulo I - Propósito Artigo 1º - O objetivo deste Código de Autorregulação (Código) é estabelecer os parâmetros relativos às informações

Leia mais

CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.

CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. CONHECENDO A UFRRJ: um olhar mais próximo da estrutura física, organizacional, funcional e cultural da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. A ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO CONCEITO Ética é palavra

Leia mais