TRANSMISSÃO DE DADOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "TRANSMISSÃO DE DADOS Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar"

Transcrição

1 - Aula 1-1. A CAMADA DE ENLACE DE DADOS (Parte 1) Relembrando as aulas do semestre passado quando estudamos os modelos de referência, lembramos que a Camada de Enlace de Dados é a camada responsável pela comunicação confiável entre computadores adjacentes. No entanto, o ambiente de interação dos computadores introduz erros, oferecem uma taxa de transmissão limitada e uma demora no tempo de propagação. Alguns meios físicos de comunicação (ex: linhas telefônicas), requerem o uso de técnicas específicas para que se possam transmitir dados entre sistemas, mesmo quando sob condições de taxas de erro relativamente altas. Essas técnicas são usadas em procedimentos de controle de enlace de dados. A camada de enlace de dados tem as seguintes funções: a. Fornecer uma interface de serviço bem definida à camada de rede; b. Lidar com erros de transmissão; c. Regular o fluxo de dados, de tal forma que receptores lentos não sejam atropelados por transmissores rápidos. Para que tudo isso seja possível, a camada ao receber os pacotes da camada de rede os encapsula em quadros para transmissão. Cada quadro contém um cabeçalho (header), um campo de carga útil, que conterá o pacote, e um final (trailer). O gerenciamento de quadros constitui o núcleo das atividades da camada de enlace de dados. PACOTE Cabeçalho Campo de Carga Útil Quadro Final 1

2 1.1. Serviços Oferecidos à Camada De Rede Como já aprendemos a função da camada de enlace de dados é fornecer serviços à camada de rede. Seu principal serviço é transferir dados da camada de rede da máquina de origem para a camada de rede da máquina de destino. Ela pode ser projetada de modo a oferecer diversos serviços, que podem variar de sistema para sistema. Três possibilidades razoáveis oferecidas com freqüência são: a. Serviço sem conexão e sem confirmação; b. Serviço sem conexão com confirmação; c. Serviço orientado a conexão com confirmação; Serviço sem conexão e sem confirmação Consiste em fazer a máquina de origem enviar quadros independentes à máquina de destino, sem que a máquina de destino confirme o recebimento desses quadros. Nenhuma conexão lógica é estabelecida. Caso um quadro seja perdido devido a ruídos na linha, não haverá tentativa de detecção da perda ou de recuperação. Essa classe de serviço é apropriada quando a taxa de erros é baixa e a recuperação fica a cargo das camadas superiores e para tráfego em tempo real. É comum na maioria das LAN s utilizar esse tipo de serviço sem conexão e sem confirmação na camada de enlace de dados. 2

3 Serviço sem conexão com confirmação Quando o serviço é oferecido, ainda não há conexões lógicas sendo usadas, mas cada quadro enviado é individualmente confirmado. Assim o transmissor sabe se o quadro chegou corretamente ou não. Se não chegar dentro de um intervalo de tempo a informação é enviada novamente. Muito útil em canais não-confiáveis, com os sistemas sem fios. Recurso de confirmação na camada de enlace de dados é uma questão de otimização e não uma exigência. Em canais confiáveis como a fibra ótica, o uso de um protocolo de enlace de dados muito sofisticado talvez seja desnecessário, no entanto, em canais sem fio, devido a sua falta de confiabilidade, é uma alternativa viável Serviço orientado a conexão com confirmação É o tipo de serviço mais sofisticado que a camada pode oferecer. Com ele, as máquinas de origem e de destino estabelecem uma conexão antes de os dados serem transferidos. Cada quadro enviado é numerado e a camada de enlace de dados garante que cada quadro será de fato recebido. Garante ainda que os quadros sejam recebidos uma única vez e na ordem em que foram enviados. Neste tipo de serviço, as transferências passam por três fases distintas: 1ª A conexão é estabelecida, fazendo ambos os lados inicializarem as variáveis e os contadores necessários para controlar os quadros. 2ª Um ou mais quadros são realmente transmitidos. 3ª A conexão é desfeita, liberando-se as variáveis, os buffers e outros recursos utilizados. O quadro em linha pontilhada representa o protocolo da camada de enlace de dados, que é responsável pela confiabilidade das linhas de comunicação. 3

4 1.2. Enquadramento Para oferecer serviço à camada de rede, a camada de enlace de dados deve usar o serviço fornecido a ela pela camada física, aceitando um fluxo de bits brutos e tentar entregá-lo ao destino. Não há uma garantia de que esse fluxo de bits esteja livre de erros. A camada de enlace de dados é responsável por detectar e, se necessário corrigir os eventuais erros. A estratégia adotada pela camada de enlace de dados é dividir o fluxo de bits em quadros e calcular o total de verificação (checksum) em relação a cada quadro. Quando um quadro chega ao seu destino o checksum é recalculado, assim a camada de enlace de dados saberá se houve erro. A divisão do fluxo de bits em quadros é bastante complicada. Uma forma utilizada foi a temporização, contudo ela não foi muito eficiente considerando a falta de padronização na atribuição do tempo. Outros métodos foram utilizados: a. Contagem de caracteres; b. Bytes de flags; c. Flags iniciais e finais, com inserção de bits; d. Violações de codificação da camada física; O primeiro método utiliza um campo no cabeçalho para especificar o número de caracteres do quadro. O problema é que a contagem pode ser alterada por um erro de transmissão, causando a perda de sincronização e a não localização do início do quadro subseqüente. O segundo método contorna o problema da ressincronização após um erro, fazendo cada quadro começar e terminar com bytes especiais chamados byte de flag, como delimitador de início e fim. FLAG Cabeçalho Carga Útil Final FLAG 4

5 A terceira técnica consiste em inserir um bit 0 a cada seqüência de bits 1 na transmissão mantendo-se os flags. Ao ver cinco bits 1 consecutivos sendo recebidos, seguidos por um bit 0, o receptor remove automaticamente o bit 0. Este trabalho é totalmente transparente para a camada de rede. O último método só se aplica a redes nas quais a decodificação no meio físico contém algum tipo de redundância. Para isso acrescenta-se 2 bits a fim de criar uma transmissão intermediária. Todos esses algoritmos têm uma única função: delimitar os quadros transmitidos Controle de Erros O trabalho realizado pelo controle de erros é assegurar que todos os quadros serão entregues na camada de rede de destino, e na ordem apropriada. A forma mais comum de dar esta garantia é utilizar algum tipo de feedback. Normalmente, o protocolo solicita que o receptor retorne quadros de controle especiais com confirmações positivas ou negativas sobre os quadros recebidos. O que deve ficar claro é que com esta prática enquanto o transmissor não receber a confirmação, este ficará suspenso para continuar seu trabalho. Isto pode ser resolvido com a utilização de timers na camada de enlace de dados. Contudo, quando os quadros são transmitidos várias vezes, existe o período de o receptor aceitar o mesmo quadro duas vezes. Para impedir isso, geralmente é necessário atribuir números de seqüência aos quadros enviados. Este gerenciamento do seqüenciamento dos quadros e a temporização da confirmação é uma das partes mais importantes da camada de enlace de dados. 5

6 1.4. Controle de Fluxo O controle de fluxo opera quando um transmissor quer enviar quadros mais rapidamente do que o receptor é capaz de aceitar. Isso acontece com freqüência quando se utiliza computadores de configurações bastante divergentes em termos de performance. Mesmo que não haja erros na transmissão, em um determinado ponto os quadros começaram a ser perdidos. Para isso são usadas duas abordagens: 1ª Controle de fluxo baseado em feedback: O receptor envia de volta ao transmissor informações que permitem ao transmissor enviar mais dados. 2ª Controle de fluxo baseado na velocidade: protocolo tem um mecanismo interno que limita a velocidade com que os transmissores podem enviar os dados, sem usar o feedback. Existem diversos esquemas de controle de fluxo. No entanto, a maioria deles utiliza o mesmo princípio. O protocolo contém regras que impedem o quadro de ser enviados até que o receptor tenha concedido permissão para transmissão. 6

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Marcelo Gonçalves Rubinstein Programa de Pós-Graduação em Engenharia Eletrônica Faculdade de Engenharia Universidade do Estado do Rio de Janeiro Ementa Introdução a Redes de

Leia mais

Nível de Enlace. Nível de Enlace. Serviços. Serviços. Serviços. Serviços. Serviços oferecidos os nível de rede

Nível de Enlace. Nível de Enlace. Serviços. Serviços. Serviços. Serviços. Serviços oferecidos os nível de rede Nível de Enlace Enlace: caminho lógico entre estações. Permite comunicação eficiente e confiável entre dois computadores. Funções: fornecer uma interface de serviço à camada de rede; determinar como os

Leia mais

Capítulo 3. A camada de enlace de dados

Capítulo 3. A camada de enlace de dados slide 1 Capítulo 3 A camada de enlace de dados slide 2 Onde vive o protocolo de camada de enlace? slide 3 Questões de projeto da camada de enlace Serviços de rede da camada de enlace Quadros Controle de

Leia mais

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto

Redes de Computadores. Prof. André Y. Kusumoto Redes de Computadores Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Prof. André Y. Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Nível de Enlace A comunicação entre dois equipamentos geograficamente separados

Leia mais

Redes de Computadores II. Módulo 1 Introdução e a camada de enlace

Redes de Computadores II. Módulo 1 Introdução e a camada de enlace Redes de Computadores II Módulo 1 Introdução e a camada de enlace 1 Comunicação de Dados e Redes de Computadores O problema fundamental da comunicação é reproduzir em um ponto exatamente ou aproximadamente

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Nível de Enlace Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Camada de enlace de dados Introdução Aula 06 Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Físico Protocolo nível de

Leia mais

Lista de Exercícios. Camada de Enlace de Dados

Lista de Exercícios. Camada de Enlace de Dados Lista de Exercícios Camada de Enlace de Dados 1. Um pacote de uma camada superior de redes é dividido em 10 quadros, e cada quadro tem 80% de chances de chegar sem danos. Se o protocolo de enlace de dados

Leia mais

Camada de Enlace de Dados

Camada de Enlace de Dados Camada de Enlace de Dados Camada de Enlace de Dados aborda algoritmos que permitem uma comunicação eficiente e confiável entre dois computadores adjacentes em nível da camada de enlace de dados (adjacentes

Leia mais

A camada de Enlace. Serviços e Protocolos

A camada de Enlace. Serviços e Protocolos A camada de Enlace Serviços e Protocolos Camada de Enlace Segunda camada do modelo OSI Primeira Camada do Modelo TCP/IP Modelo OSI Modelo TCP/IP Aplicação Apresentação Aplicação Sessão Transporte Rede

Leia mais

Protocolo de transporte em tempo-real (Real- Time Transport Protocol) Definido na RFC 3350 Normalmente usado sobre o UDP Serviços

Protocolo de transporte em tempo-real (Real- Time Transport Protocol) Definido na RFC 3350 Normalmente usado sobre o UDP Serviços RTP Protocolo de transporte em tempo-real (Real- Time Transport Protocol) Definido na RFC 3350 Normalmente usado sobre o UDP Serviços Identificação do tipo de carga útil (mídia) Números de sequência Estampa

Leia mais

Princípios de detecção e correção de erros, princípios de controle de link e princípios de acesso múltiplo

Princípios de detecção e correção de erros, princípios de controle de link e princípios de acesso múltiplo Princípios de detecção e correção de erros, princípios de controle de link e princípios de acesso múltiplo Verificar na camada de enlace do modelo OSI os principais mecanismos de detecção e correção de

Leia mais

PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO

PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO PROTOCOLOS DE COMUNICAÇÃO 3º ANO / 2º SEMESTRE 2014 INFORMÁTICA avumo@up.ac.mz Ambrósio Patricio Vumo Computer Networks & Distribution System Group Serviços de Transporte na Internet Arquitectura TCP/IP

Leia mais

Definição das 7 Camadas do Modelo OSI e Explicação das Funções

Definição das 7 Camadas do Modelo OSI e Explicação das Funções O modelo OSI (Open Systems Interconnect) tem sete camadas. Este artigo as descreve e explica, começando pela camada "inferior" na hierarquia (a camada física) e avançando até a "superior" (a camada de

Leia mais

Redes de computadores e a Internet. Redes de computadores e a Internet. Prof. Gustavo Wagner. Capítulo 3. Camada de transporte

Redes de computadores e a Internet. Redes de computadores e a Internet. Prof. Gustavo Wagner. Capítulo 3. Camada de transporte Redes de computadores e a Internet Redes de computadores e a Internet Prof. Gustavo Wagner Capítulo 3 Camada de transporte Camada de transporte 3.1 Serviços da camada de transporte 3.2 Multiplexação e

Leia mais

Redes TCP/IP. Prof. M.Sc. Alexandre Fraga de Araújo. INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Campus Cachoeiro de Itapemirim

Redes TCP/IP. Prof. M.Sc. Alexandre Fraga de Araújo. INSTITUTO FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Campus Cachoeiro de Itapemirim Redes TCP/IP alexandref@ifes.edu.br Camada de Transporte 2 Camada de Transporte Função: Fornecer comunicação lógica entre processos de aplicação em diferentes hospedeiros. Os protocolos de transporte são

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte - Parte II Prof. Thiago Dutra Agenda n Parte I n Introdução n Protocolos de Transporte Internet n Multiplexação e Demultiplexação n

Leia mais

Protocolos TCP e UDP. Protocolo TCP. Protocolo TCP. A necessidade de uma comunicação segura: Transmission Control Protocol

Protocolos TCP e UDP. Protocolo TCP. Protocolo TCP. A necessidade de uma comunicação segura: Transmission Control Protocol Protocolos TCP e UDP Transmission Control Protocol Protocolo de transporte orientado à conexão. Transferência de dados confiável fim-a-fim recuperação de dados perdidos, duplicados organização dos dados

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte Antonio Alfredo Ferreira Loureiro loureiro@dcc.ufmg.br Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais UFMG/DCC Redes de Computadores

Leia mais

Nível de Rede. Funções do nível de rede GCAR

Nível de Rede. Funções do nível de rede GCAR Nível de Rede Funções do nível de rede Multiplexação Endereçamento Mapeamento entre endereços de rede e de enlace Roteamento Estabeleciment/Liberação conexões de rede Controle de Congestionamento 1 Funções

Leia mais

Redes de Computadores e Telecomunicações - Camada de Transporte

Redes de Computadores e Telecomunicações - Camada de Transporte Redes de Computadores e Telecomunicações - Camada de Transporte Objetivos Motivação Os serviços oferecidos pelo protocolo IP não oferecem garantia de confiabilidade. Problemas como congestionamento, perda

Leia mais

ARQUITETURA FDDI P E D R O M O N T E I R O N º 14 G P S I

ARQUITETURA FDDI P E D R O M O N T E I R O N º 14 G P S I ARQUITETURA FDDI P E D R O M O N T E I R O N º 14 G P S I O QUE É A ARQUITETURA FDDI? FDDI é um padrão designado pela ANSI (National Standards Institute) comité X3T9.5 com a participação de várias empresas

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores s de Computadores Prof. Macêdo Firmino Modelo TCP/IP e OSI Macêdo Firmino (IFRN) s de Computadores Setembro de 2011 1 / 19 Modelo de Camadas Para que ocorra a transmissão de uma informação entre o transmissor

Leia mais

Prof. Carlos Messani

Prof. Carlos Messani Prof. Carlos Messani A Camada de Enlace Serviços: Encapsulamento HDLC HDLC - o tipo de encapsulamento padrão em conexões point-to-point, links dedicados e conexões com comutação por circuito quando o link

Leia mais

A camada de Enlace. Serviços e Protocolos

A camada de Enlace. Serviços e Protocolos A camada de Enlace Serviços e Protocolos Camada de Enlace Segunda camada do modelo OSI Primeira Camada do Modelo TCP/IP Modelo OSI Modelo TCP/IP Aplicação Apresentação Aplicação Sessão Transporte Rede

Leia mais

Níkolas Timóteo Paulino da Silva Redes de Computadores I ADS 2ºTermo

Níkolas Timóteo Paulino da Silva Redes de Computadores I ADS 2ºTermo Níkolas Timóteo Paulino da Silva Redes de Computadores I ADS 2ºTermo 1) Desenhe duas redes com 7 e 8 computadores e defina a configuração IP de cada máquina com classe B e C, respectivamente. REDE A (7

Leia mais

Redes de Computadores I

Redes de Computadores I Redes de Computadores I Prof.ª Inara Santana Ortiz Aula 3 Protocolos de Comunicação Protocolos de Comunicação Protocolos de Comunicação Para que ocorra a transmissão de uma informação entre o transmissor

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Camada de Transporte Parte I Prof. Thiago Dutra Agenda n Parte I n Introdução n Protocolos de Transporte Internet n Multiplexação e n UDP n Parte II n TCP

Leia mais

SSC0641 Redes de Computadores

SSC0641 Redes de Computadores SSC0641 Redes de Computadores Capítulo 4 Camada de Rede 4.1 a 4.3 Prof. J ó Ueyama Abril/2011 SSC0641-2011 1 Objetivos do Capítulo 4 Camada de Rede Entender os princípios dos serviços da camada de rede:

Leia mais

Camada de Enlace de Dados. Prof. Leonardo Barreto Campos 1

Camada de Enlace de Dados. Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Camada de Enlace de Dados Prof. Leonardo Barreto Campos 1 Sumário Introdução; Serviços Oferecidos à Camada de Rede; Enquadramento; Detecção e Correção de Erros; Correção de Erros Protocolos Elementares

Leia mais

Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP

Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP Arquitetura de Redes de Computadores e Tecnologia de Implementação de Redes 2016.1 Camada de Transporte Protocolos TCP e UDP Curso Técnico Integrado em Informática Turma: INT.INF.3M Arquitetura de Redes

Leia mais

Conceitos básicos de comunicação. Prof. Marciano dos Santos Dionizio

Conceitos básicos de comunicação. Prof. Marciano dos Santos Dionizio Conceitos básicos de comunicação Prof. Marciano dos Santos Dionizio Conceitos básicos de comunicação A comunicação é um processo de transferência e processamento de informações entre dois pontos por meio

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA 1. O modelo de referência OSI (Open Systems Interconnection) baseia-se no conceito de camadas sobrepostas, onde cada camada executa um conjunto bem definido de funções. Relacione cada uma das camadas do

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA 1. O modelo de referência OSI (Open Systems Interconnection) baseia-se no conceito de camadas sobrepostas, onde cada camada executa um conjunto bem definido de funções. Relacione cada uma das camadas do

Leia mais

Capítulo 2: Introdução às Redes de Computadores - A Camada de Enlace de Dados. Redes para Automação Industrial Luiz Affonso Guedes

Capítulo 2: Introdução às Redes de Computadores - A Camada de Enlace de Dados. Redes para Automação Industrial Luiz Affonso Guedes Capítulo 2: Introdução às Redes de Computadores - A Camada de Enlace de Dados Redes para Automação Industrial Luiz Affonso Guedes Introdução Como obter comunicação entre duas máquinas fisicamente conectadas?

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA 1. O modelo de referência OSI (Open Systems Interconnection) baseia-se no conceito de camadas sobrepostas, onde cada camada executa um conjunto bem definido de funções. Relacione cada uma das camadas do

Leia mais

Capítulo6-7 Redes de Computadores Camada 2 Conceitos

Capítulo6-7 Redes de Computadores Camada 2 Conceitos Há três formas de se calcular o frame check sum: cyclic redundancy check (CRC) - executa cálculos polinomiais sobre os dados paridade bidimensional - adiciona um 8 th oitavo bit que faz uma seqüência de

Leia mais

Modelo de Camadas. Redes de Computadores

Modelo de Camadas. Redes de Computadores Modelo de Camadas Redes de Computadores Sumário Visão Geral de uma Rede de Computadores Protocolos Modelo de Camadas Porque utilizar Tipos de Modelos de Referência Modelo de Referência ISO/OSI Histórico

Leia mais

Capítulo 6 - Conceitos Básicos de Ethernet. Associação dos Instrutores NetAcademy - Fevereiro Página

Capítulo 6 - Conceitos Básicos de Ethernet. Associação dos Instrutores NetAcademy - Fevereiro Página Capítulo 6 - Conceitos Básicos de Ethernet 1 Introdução à Ethernet A maior parte do tráfego na Internet origina-se e termina com conexões Ethernet. A idéia original para Ethernet surgiu de problemas de

Leia mais

Funções da Camada de

Funções da Camada de Camada de Transporte Funções da Camada de Transporte Responsável pela movimentação de dados, de forma eficiente e confiável, entre processos em execução nos equipamentos conectados a uma rede de computadores,

Leia mais

Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 6 de Janeiro de o Teste A

Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 6 de Janeiro de o Teste A Número: Nome: Redes de Computadores I Licenciatura em Eng. Informática e de Computadores 1 o Semestre, 6 de Janeiro de 2006 3 o Teste A Duração: 1 hora O teste é sem consulta O teste deve ser resolvido

Leia mais

CST em Redes de Computadores

CST em Redes de Computadores CST em Redes de Computadores Comunicação de Dados II Aula 10 Camada de Enlace de Dados Prof: Jéferson Mendonça de Limas Introdução Função das Camadas Anteriores: Aplicação: fornece a interface com o usuário;

Leia mais

Prof. Marcelo Cunha Parte 6

Prof. Marcelo Cunha Parte 6 Prof. Marcelo Cunha Parte 6 www.marcelomachado.com ARP (Address Resolution Protocol) Protocolo responsável por fazer a conversão entre os endereços IPs e os endereços MAC da rede; Exemplo: Em uma rede

Leia mais

Trabalho do Curso de Redes de Computadores COS765/MAB /1

Trabalho do Curso de Redes de Computadores COS765/MAB /1 Trabalho do Curso de Redes de Computadores COS765/MAB731 2015/1 Universidade Federal do Rio de Janeiro Rosa M.M. Leão e Daniel Sadoc Menasché Primeiro Período de 2015 1 Introdução O objetivo deste trabalho

Leia mais

Fornecer serviços independentes da tecnologia da subrede; Esconder do nível de transporte o número, tipo e a topologia das subredes existentes;

Fornecer serviços independentes da tecnologia da subrede; Esconder do nível de transporte o número, tipo e a topologia das subredes existentes; 2.3 A CAMADA DE REDE Fornece serviços para o nível de transporte, sendo, freqüentemente, a interface entre a rede do cliente e a empresa de transporte de dados (p.ex. Embratel). Sua principal função é

Leia mais

Trabalho Prático: Camada de Enlace de Dados Enquadramento

Trabalho Prático: Camada de Enlace de Dados Enquadramento Enquadramento Descrição Acrescentar ao código do simulador de redes os protocolos vistos para o enquadramento da informação Contagem de caracteres (framing) Inserção de bytes ou caracteres (character stufing)

Leia mais

Redes de Computadores 2 Prof. Rodrigo da Rosa Righi - Aula 6

Redes de Computadores 2 Prof. Rodrigo da Rosa Righi - Aula 6 Agenda Redes de Computadores 2 Prof. Rodrigo da Rosa Righi - Aula 6 professor.unisinos.br/righi rrrighi@unisinos.br Camada de Rede na Internet Formato de Datagrama IP Fragmentação IP ICMP Camada de Rede

Leia mais

Multiplexação por Divisão de Tempo UNIP. Renê Furtado Felix.

Multiplexação por Divisão de Tempo UNIP. Renê Furtado Felix. Multiplexação por Divisão de Tempo UNIP rffelix70@yahoo.com.br Comunicação Serial Como funciona a comunicação serial? Você sabe que a maioria dos PCs têm portas seriais e paralelas. Você também sabe que

Leia mais

AULA 4 - REDES. Prof. Pedro Braconnot Velloso

AULA 4 - REDES. Prof. Pedro Braconnot Velloso AULA 4 - REDES Prof. Pedro Braconnot Velloso Resumo da última aula Camada aplicação Serviços Requisitos das aplicações Camada transporte Serviços TCP UDP Arquitetura TCP/IP APLICAÇÃO TRANSPORTE TH AH mensagem

Leia mais

1 Exercícios da Parte 3 Camada de Enlace de Dados. 2. Qual a importância da tarefa de enquadramento em uma transmissão de dados?

1 Exercícios da Parte 3 Camada de Enlace de Dados. 2. Qual a importância da tarefa de enquadramento em uma transmissão de dados? BCC361 Redes de Computadores (2012-02) Departamento de Computação - Universidade Federal de Ouro Preto - MG Professor Reinaldo Silva Fortes (www.decom.ufop.br/reinaldo) Lista de Exercícios 02 - Camadas

Leia mais

Prof. Antonio P. Nascimento Filho. Tecnologias de rede. Ethernet e IEEE Token ring ATM FDDI Frame relay. Uni Sant Anna Teleprocessamento e Redes

Prof. Antonio P. Nascimento Filho. Tecnologias de rede. Ethernet e IEEE Token ring ATM FDDI Frame relay. Uni Sant Anna Teleprocessamento e Redes Tecnologias de rede Ethernet e IEEE 802.3 Token ring ATM FDDI Frame relay Ethernet A Ethernet é uma tecnologia de broadcast de meios compartilhados. Entretanto, nem todos os dispositivos da rede processam

Leia mais

AULA 3 - REDES. Prof. Pedro Braconnot Velloso

AULA 3 - REDES. Prof. Pedro Braconnot Velloso AULA 3 - REDES Prof. Pedro Braconnot Velloso Resumo da última aula Começo da Internet Princípios básicos Comutação pacotes x circuitos Protocolos Arquitetura em camadas Arquitetura TCP/IP APLICAÇÃO TRANSPORTE

Leia mais

BC-0504 Natureza da Informação

BC-0504 Natureza da Informação BC-0504 Natureza da Informação Aula 3 Transmissão serial e paralela da informação e medida da informação transmitida Equipe de professores de Natureza da Informação Parte 0 Sistemas de numeração Decimal

Leia mais

Licenciatura Plena em Computação

Licenciatura Plena em Computação Licenciatura Plena em Computação Professor Ivan Pires Pacote Divide dados em blocos pequenos chamados de pacote Redes de comutação de pacotes Quando ocorrem erros de transmissão, os dados podem ser perdido

Leia mais

Fundamentos de Rede. Aula 2 - Modelo OSI

Fundamentos de Rede. Aula 2 - Modelo OSI Fundamentos de Rede Aula 2 - Modelo OSI Protocolo e Arquitetura de Protocolos Problema Permitir a comunicação entre entidades de diferentes sistemas Solução Criar convenções de quando e como se comunicar

Leia mais

Lista de exercícios - 1º bimestre 2016 REDES

Lista de exercícios - 1º bimestre 2016 REDES Lista de exercícios - 1º bimestre 2016 REDES Jean Nicandros Stragalinos Neto. Prontuário: 1616251. Curso: ADS 2º Módulo. 1) Desenhe duas redes com 7 e 8 computadores e defina a configuração IP de cada

Leia mais

Universidade Federal de Minas Gerais Departamento de Ciência da Computação

Universidade Federal de Minas Gerais Departamento de Ciência da Computação Redes de Computadores Camada de Transporte Capítulo 3 Kurose & Ross Prof: José Marcos Silva Nogueira Universidade Federal de Minas Gerais Departamento de Ciência da Computação Belo Horizonte - 2006 Capítulo

Leia mais

Arquitetura de Redes. Redes TCP-IP. Agenda. Introdução à Arquitetura TCP/IP. Tipos de Serviços. Modelo de Referênca ISO/OSI

Arquitetura de Redes. Redes TCP-IP. Agenda. Introdução à Arquitetura TCP/IP. Tipos de Serviços. Modelo de Referênca ISO/OSI Arquitetura de s Volnys 1999-2001 1 Volnys 1999-2001 2 Agenda Introdução à Modelo de Referênica OSI Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br http://www.lsi.usp.br/~volnys Volnys 1999-2001 3 Volnys 1999-2001

Leia mais

Fragmentos das máquinas de estados finitos do RDT 2.2 (fonte: Kurose)

Fragmentos das máquinas de estados finitos do RDT 2.2 (fonte: Kurose) RDT 2.2 Não usa NACK Destinatário deve incluir o número de sequência do pacote que está sendo reconhecido Remetente deve verificar o número de sequência do pacote que está sendo reconhecido ACKs duplicados

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIADO RIO GRANDE DO NORTE IFRN

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIADO RIO GRANDE DO NORTE IFRN INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIADO RIO GRANDE DO NORTE IFRN Disciplina: Arquitetura de redes de computadores Professor: M. Sc. Rodrigo Ronner T. da Silva E-mail: rodrigo.tertulino@ifrn.edu.br

Leia mais

Teleprocessamento e Redes Universidade Católica do Salvador. Aula 05 - OSI - O modelo em camadas da ISO. Objetivo : Roteiro da Aula :

Teleprocessamento e Redes Universidade Católica do Salvador. Aula 05 - OSI - O modelo em camadas da ISO. Objetivo : Roteiro da Aula : Teleprocessamento e Redes Universidade Católica do Salvador Aula 05 - OSI - O modelo em camadas da ISO Objetivo : Nesta aula, vamos conhecer o sistema desenvolvido pela ISO para a interconexão de sistemas

Leia mais

Funcionalidades da camada de rede

Funcionalidades da camada de rede Camada de Rede Objetivo Conhecer as características, funcionalidades e protocolos da camada de rede, especialmente os protocolos IP e ICMP Entender as principais características e princípios operacionais

Leia mais

Sistemas de Entrada e Saídas II

Sistemas de Entrada e Saídas II Sistemas de Entrada e Saídas II José Costa Introdução à Arquitetura de Computadores Departamento de Engenharia Informática (DEI) Instituto Superior Técnico 2013-12-11 José Costa (DEI/IST) Sistemas de Entrada

Leia mais

Tecnologia de Redes. Arquitetura de Rede de Computadores

Tecnologia de Redes. Arquitetura de Rede de Computadores Volnys B. Bernal (c) 1 Tecnologia de Redes Arquitetura de Rede de Computadores Volnys Borges Bernal volnys@lsi.usp.br http://www.lsi.usp.br/~volnys Volnys B. Bernal (c) 2 Agenda Modelo de Referênica OSI

Leia mais

Redes de Computadores (LTIC) 2014/15. Parte 1 (8 valores) Exame Final (1ª Época) 24 de junho de Nome:

Redes de Computadores (LTIC) 2014/15. Parte 1 (8 valores) Exame Final (1ª Época) 24 de junho de Nome: Redes de Computadores (LTIC) 2014/15 Exame Final (1ª Época) 24 de junho de 2015 ATENÇÃO: A duração da prova é de 2,5 horas (150 minutos). Só poderá haver desistências após 60 minutos. Todas as respostas

Leia mais

Transporte Multimídia em Redes. Transporte Multimídia em Redes. Transmissão multimídia em tempo real. Categorias dos protocolos

Transporte Multimídia em Redes. Transporte Multimídia em Redes. Transmissão multimídia em tempo real. Categorias dos protocolos Transporte Multimídia em Redes Transporte Multimídia em Redes A transmissão multimídia requer que garantias diversas de Qualidade de Serviço (QoS) sejam estabelecidas e mantidas para que se atendam aos

Leia mais

Ethernet. IEEE padronizou várias redes locais e metropolitanas com o nome IEEE 802 Os mais importantes são:

Ethernet. IEEE padronizou várias redes locais e metropolitanas com o nome IEEE 802 Os mais importantes são: Ethernet IEEE padronizou várias redes locais e metropolitanas com o nome IEEE 802 Os mais importantes são: 802.3 (Ethernet) 802.11 (LAN sem fio) 802.15 (Bluetooth) 802.16 (MAN sem fio) Ethernet Os tipos

Leia mais

REVISÃO - Questões de Redes em Concursos. Semestre: 2 Bimestre:2 Data: / / 2013

REVISÃO - Questões de Redes em Concursos. Semestre: 2 Bimestre:2 Data: / / 2013 Redes de Computadores REVISÃO - Questões de Redes em Concursos Semestre: 2 Bimestre:2 Data: / / 2013 Disciplina: Redes de Computadores Professor: Jéfer Benedett Dörr Q234360 Prova: AOCP - 2012 - BRDE -

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Prof. Esp. Fabiano Taguchi fabianotaguchi@gmail.com http://fabianotaguchi.wordpress.com BENEFÍCIOS MODELO OSI Menor complexidade; Interfaces padronizadas; Interoperabilidade entre

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Arquiteturas de Redes Prof. Thiago Dutra Agenda n Introdução n Organização em Camadas n Arquiteturas de Redes n Arquitetura RM-OSI n Arquitetura TCP/IP

Leia mais

Sistemas Distribuídos Capítulo 8 - Aula 14

Sistemas Distribuídos Capítulo 8 - Aula 14 Sistemas Distribuídos Capítulo 8 - Aula 14 Aula Passada Tolerância a Falhas Conceitos básicos Modelos de falha Redundância Resiliência de Processo Aula de hoje Comunicação Confiável Cliente-Servidor Comunicação

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Introdução Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Controle de acesso ao meio (Medium Access Control - MAC) Aula 09 Enlaces podem ser divididos em duas grandes categorias: Enlace

Leia mais

Open Systems Interconnection

Open Systems Interconnection Introdução 0 A tecnologia LAN FDDI (Fiber Distributed Data Interface) é uma tecnologia de acesso à rede em linhas de tipo fibra óptica. 0 Trata-se, com efeito, de um par de anéis (um é primário, o outro,

Leia mais

Faculdade de Engenharia da Computação

Faculdade de Engenharia da Computação Faculdade de Engenharia da Computação Disciplina Redes de Computadores - II Protocolo de Comunicação de Dados (Parte-I) Prof. Wagner dos Santos C. de Jesus www1.univap.br/wagner/ec.html 1 Conceito de transmissão

Leia mais

Camada de Enlace. OSI x IEEE. Arquitetura IEEE 802. Redes. Nível de Enlace: Controle de Erros e Fluxo Multiplexação

Camada de Enlace. OSI x IEEE. Arquitetura IEEE 802. Redes. Nível de Enlace: Controle de Erros e Fluxo Multiplexação Camada de Enlace Redes Nível de Enlace: Controle de Erros e Fluxo Multiplexação Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Enlace Físico Delimitação e transmissão de quadros Detecção de erros Controle

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA 1. A arquitetura TCP/IP possui diferentes protocolos organizados em uma estrutura hierárquica. Nessa arquitetura, exemplos de protocolos das camadas de Rede, Transporte e Aplicação, são, respectivamente,

Leia mais

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA

CURSO TÉCNICO EM INFORMÁTICA 1. A arquitetura TCP/IP possui diferentes protocolos organizados em uma estrutura hierárquica. Nessa arquitetura, exemplos de protocolos das camadas de Rede, Transporte e Aplicação, são, respectivamente,

Leia mais

Agenda Camada de Enlace

Agenda Camada de Enlace Infraestrutura de Redes de Computadores Turma : TMS 20171.3.01112.1M Camada de Enlace Parte I Prof. Thiago Dutra Agenda Camada de Enlace nintrodução nprotocolos de Acesso Múltiplo

Leia mais

Rede de computadores Protocolos UDP. Professor Carlos Muniz

Rede de computadores Protocolos UDP. Professor Carlos Muniz Rede de computadores Professor Carlos Muniz User Datagram Protocol O User Datagram Protocol (UDP) é um protocolo simples da camada de transporte. Ele é descrito na RFC 768 [1] e permite que a aplicação

Leia mais

Protocolos de Interligação de Redes Locais e a Distância Modelos de Referência. Thiago Leite

Protocolos de Interligação de Redes Locais e a Distância Modelos de Referência. Thiago Leite Protocolos de Interligação de Redes Locais e a Distância Modelos de Referência Thiago Leite thiago.leite@udf.edu.br As redes são organizadas em camadas Forma de reduzir a complexidade Um conjunto de camadas

Leia mais

FDDI. Marcelo Assunção 10º13. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Disciplina: Redes de Comunicação

FDDI. Marcelo Assunção 10º13. Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos. Disciplina: Redes de Comunicação FDDI Marcelo Assunção 10º13 Curso Profissional Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos Disciplina: Redes de Comunicação 2013/2014 Introdução O padrão FDDI (Fiber Distributed Data Interface)

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Nível de rede Inst tituto de Info ormátic ca - UF FRGS Redes de Computadores Nível de rede Trabalho sob a Licença Atribuição-SemDerivações-SemDerivados 3.0 Brasil Creative Commons. Para visualizar uma

Leia mais

Redes de Computadores e Aplicações. Aula 16 Protocolo IP

Redes de Computadores e Aplicações. Aula 16 Protocolo IP Prof. Diego Pereira Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte Campus Currais Novos Redes de Computadores e Aplicações Aula 16 Protocolo IP Objetivos

Leia mais

Organização e Arquitetura de Computadores I

Organização e Arquitetura de Computadores I Organização e Arquitetura de Computadores I Entrada e Saída Slide 1 Entrada e Saída Dispositivos Externos E/S Programada Organização e Arquitetura de Computadores I Sumário E/S Dirigida por Interrupção

Leia mais

Redes de Computadores I

Redes de Computadores I Redes de Computadores I Prof.ª Inara Santana Ortiz Aula 4 Camada Física Camada Física - Sinais Funções Características físicas (mecânicas e elétricas) das interfaces e dos meios. Define quais os tipos

Leia mais

Rede de computadores Protocolos IP. Professor Carlos Muniz

Rede de computadores Protocolos IP. Professor Carlos Muniz Rede de computadores Professor Carlos Muniz Protocolo de Internet IP é um acrônimo para a expressão inglesa "Internet Protocol" (ou Protocolo de Internet), que é um protocolo usado entre duas ou mais máquinas

Leia mais

FDDI (Fiber Distributed Data Interface)

FDDI (Fiber Distributed Data Interface) FDDI (Fiber Distributed Data Interface) O padrão FDDI (Fiber Distributed Data Interface) foi desenvolvido pelo ASC X3T9.5 da ANSI nos EUA e adotado pela ISO como padrão internacional (ISO 9314/1/2/3) em

Leia mais

TRANSPORTE. Prof. Me. Hélio Esperidião

TRANSPORTE. Prof. Me. Hélio Esperidião TRANSPORTE 1 Prof. Me. Hélio Esperidião DEFINIÇÃO Na arquitetura OSI, o serviço de transporte é realizado pela camada quatro. A camada de transporte fornece serviços à camada superior - de sessão Utiliza-se

Leia mais

Capítulo 4: Camada de rede

Capítulo 4: Camada de rede Capítulo 4: Camada de Objetivos do capítulo: entender os princípios por trás dos serviços da camada de : modelos de serviço da camada de repasse versus roteamento como funciona um roteador roteamento (seleção

Leia mais

Funções dos protocolos. Tipos de Protocolos. Tipos de Protocolos

Funções dos protocolos. Tipos de Protocolos. Tipos de Protocolos Funções dos protocolos Apostila 02 Endereçamento Estabelecimento e término de conexões Confirmação de recebimento Funções básicas: Controle de erro Controle de enquadramento Controle de fluxo OBS: NEM

Leia mais

Controller Area Network CAN bus. Introdução

Controller Area Network CAN bus. Introdução Controller Area Network CAN bus Introdução Desenvolvido pela Bosch para automóveis Padronizado pela ISO 11898 Camada física Camada de enlace Comunicação serial até 1Mbps e até 1km. Sinalização diferencial

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES. Infraestrutura de Redes de Computadores

REDES DE COMPUTADORES. Infraestrutura de Redes de Computadores Objetivos Gerais da Cadeira Apresentar a camada de enlace e suas principais tecnologias de comutação em LAN, MAN, e WAN. Objetivos Específicos da Cadeira Entender os conceitos fundamentais sobre a camada

Leia mais

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores

Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Faculdade Integrada do Ceará FIC Graduação em Redes de Computadores Disciplina Redes de Banda Larga Prof. Andrey Halysson Lima Barbosa Aula 1 Conceitos básicos de comunicação Sumário Técnicas de transmissão

Leia mais

Rede de computadores Protocolos TCP. Professor Carlos Muniz

Rede de computadores Protocolos TCP. Professor Carlos Muniz Rede de computadores Professor Carlos Muniz Transmission Control Protocol O TCP (acrônimo para o inglês Transmission Control Protocol) é um dos protocolos sob os quais assenta o núcleo da Internet. A versatilidade

Leia mais

Erros e Protocolos de Recuperação Códigos detectores e correctores de erros.

Erros e Protocolos de Recuperação Códigos detectores e correctores de erros. Erros e Protocolos de Recuperação Códigos detectores e correctores de erros. Instituto Superior de Engenharia de Lisboa Departamento de Engenharia, Electrónica, Telecomunicações e Computadores Redes de

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores Redes de Computadores Prof. Macêdo Firmino Camada Física Macêdo Firmino (IFRN) Redes de Computadores Setembro de 2011 1 / 32 Pilha TCP/IP A B M 1 Aplicação Aplicação M 1 Cab M T 1 Transporte Transporte

Leia mais

Redes de Computadores

Redes de Computadores 3. Camada de Enlace de Dados DIN/CTC/UEM 2008 Funções Principais Lidar com erros de transmissão Regular o fluxo de dados : Funções Principais Divide informação em quadros: Verifica se quadros chegaram

Leia mais

SISTEMAS OPERACIONAIS DE REDE

SISTEMAS OPERACIONAIS DE REDE SISTEMAS OPERACIONAIS DE REDE Questão 01 O sistema operacional gerencia o sistema de arquivos, que irá armazenar as informações/arquivos. Para esta tarefa, durante a formatação do disco rígido, são criados

Leia mais

Camada de Transporte Parte II Gerson Porciúncula 5 semestre

Camada de Transporte Parte II Gerson Porciúncula 5 semestre Camada de Transporte Parte II Gerson Porciúncula 5 semestre 1)Explicar os seguintes mecanismos e conceitos do protocolo TCP: 1. Slow Start Ocorre no início de uma conexão ou de uma reconexão, serve para

Leia mais

Redes de computadores Lista de exercícios # 2

Redes de computadores Lista de exercícios # 2 1 UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ICMC Departamento de Ciências de Computação Capitulo 3 Redes de computadores Lista de exercícios # 2 1. Suponha que o cliente A inicie uma sessão Telnet com o servidor S. Quase

Leia mais

Conceito de Serviço Universal. Conceito de Serviço Universal. Arquitetura de uma internet. Hardware básico de uma internet. Serviço universal:

Conceito de Serviço Universal. Conceito de Serviço Universal. Arquitetura de uma internet. Hardware básico de uma internet. Serviço universal: Redes de Computadores Antonio Alfredo Ferreira Loureiro loureiro@dcc.ufmg.br Camada de Rede Departamento de Ciência da Computação Universidade Federal de Minas Gerais Motivação para interconexão Motivação

Leia mais