Ministério das Comunicações

Save this PDF as:
Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Ministério das Comunicações"

Transcrição

1 Revisão dos Contratos de Concessão: o que precisa mudar? Perspectivas sobre o futuro das concessões de STFC 39º Encontro Tele.Síntese Ministério das Comunicações

2 Evolução dos serviços de telecomunicações

3 Telefonia fixa Acessos em serviço , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , Total Concessionarias Autorizadas O número total de acessos do STFC cresce marginalmente e as concessionárias perdem participação no mercado. Apesar disso, a receita das concessionárias oriunda da telefonia fixa ainda é mais que o dobro daquela oriunda da banda larga fixa.

4 Telefonia fixa Participação de mercado por número de acessos 1 91,8% 88,4% 83,4% 80,3% 0,8 75,8% 71,1% 67,2% 0,6 0,4 0,2 8,2% 11,6% 16,6% 19,7% 24,2% 28,9% 32,8% Concessionarias Autorizadas Fonte: Anatel Dados referentes ao mês de Janeiro

5 Telefonia fixa e TV paga Acessos autorizadas STFC vs. TV Paga Milhões ,0 16,2 14,6 12,7 12,4 9,8 10,2 6,9 7,5 8,2 6,3 4,2 4,6 5,3 4,6 3,2 1,6 2, Telefones fixos - Autorizadas Acessos TV paga Fonte: Anatel O crescimento dos acessos de autorizadas de STFC acompanha o crescimento da TV Paga

6 Banda Larga móvel Acessos em serviço (milhões) Junho/2014: 128,5 milhões , ,19 41,11 20,63 3,9 8, ,27 milhões de acessos 4G em 06/14 Enquanto isso, a banda larga móvel cresce vigorosamente Fonte: Anatel

7 Milhões Telefonia móvel e banda larga móvel 148,6 169,4 3,9 8,7 196,9 20,6 234,4 41,1 248,3 255,8 59,2 103, Acessos SMP e banda larga móvel (milhões) Junho/ , , 5 Acessos móveis Acessos banda larga móvel Fonte: Anatel

8 Milhões Telefonia fixa, móvel e banda larga móvel ,3 255,8 234,4 196, ,4 148, ,0 125, ,2 99,9 79,0 59,3 39, ,8 42,1 43,5 43,7 42,1 44,3 44,1 4,0 6,0 9,0 14,9 21,7 35,9 43, Acessos em serviço (milhões) Acessos móveis Acessos banda larga Telefones fixos Fonte: Anatel

9 E as concessões de STFC?

10 Para que servem as concessões? Regime público Concessão ou permissão Obrigações de universalização e de continuidade. Serviço de interesse coletivo Existência, universalização e continuidade assegurados pela União Incluem-se neste caso as diversas modalidades do serviço telefônico fixo comutado

11 Visão de futuro Infraestrutura robusta de telecomunicações em todo o país, capaz de suportar múltiplos serviços, inclusive o acesso à Internet em banda larga, com qualidade e a preços razoáveis Como compatibilizar essa visão com o fato de que o único serviço hoje prestado em regime público é o STFC?

12 Possíveis estratégias Ações regulatóri as e de política pública Mudanças infralegais Mudanças legais

13 Possíveis estratégias Ações regulatórias e de política pública Editais de espect ro Metas no PGMU TAC Comp romisso s volunt á-rios Regula ção assimé trica

14 Possíveis estratégias Mudanças infralegais (1/2) Mudança do objeto do atual contrato de concessão? Novo contrato de concessão ou adaptação dos atuais? Licitação? Bens reversíveis? Cenário pós-2025? Instituição de novo serviço em regime público Qual serviço? Licitação? Como tornar a nova concessão atraente? Como lidar com as redes existentes? Fim dos serviços em regime público e regulação para a competição A LGT permite? Bens reversíveis? Regular o atacado garante a oferta no varejo?

15 Possíveis estratégias Medid as que não exige m alteraç ão legal Mudanças infralegais (2/2) Instituição ou eliminação de serviço em regime público Criação de PGO e PGMU, com áreas de outorga e metas regionais Liberdade tarifária, desde que haja competição Inexistência de bens reversíveis Regulação assimétrica em função de poder de mercado Exigência de compartilhamento de infraestrutura Estabelecimento de medidas de separação contábil e funcional Licença única para serviços convergentes

16 Possíveis estratégias Mudanças legais Prazo/ prorroga ção da concessã o Incentivo s tributário s Leilões reversos Lógica regime público vs. privado Subsídio direto ao usuário Financiamento serviços regime privado Vedação à alteração da LGT por Medida Provisória

17 Questões a serem enfrentadas Estimular expansão das redes de suporte à banda larga Atualidade do objeto do Contrato de Concessão Segurança jurídica quanto aos bens reversíveis Manutenção do pacto econômico-financeiro dos contratos Oferta de serviços tanto no varejo quanto no atacado Atuação do Estado para correção de falhas de mercado

18 Miriam Wimmer Diretora do Departamento de Serviços e de Universalização de Telecomunicações comunicacoes.gov.br conexaominicom.mc.gov.br flickr.com/conexaominicom twitter.com/minicombrasil youtube.com/conexaominicom

A expansão da Banda Larga no contexto da revisão do Modelo Setorial

A expansão da Banda Larga no contexto da revisão do Modelo Setorial A expansão da Banda Larga no contexto da revisão do Modelo Setorial Março/2017 Do Marco Legal de Telecomunicações Conforme a Lei Geral de Telecomunicações (LGT), quanto ao Regime Jurídico de Prestação,

Leia mais

WORKSHOP FIESP LGT: 20 ANOS. Novo Marco Legal das Telecomunicações

WORKSHOP FIESP LGT: 20 ANOS. Novo Marco Legal das Telecomunicações WORKSHOP FIESP LGT: 20 ANOS Novo Marco Legal das Telecomunicações Julho/2017 Fonte: Smart Insights Demanda e Investimentos Fonte: The Boston Consulting Group, com adaptações. No Ecossistema Digital Visão

Leia mais

NOVA POLÍTICA PÚBLICA DE TELECOMUNICAÇÕES. Secretaria de Telecomunicações

NOVA POLÍTICA PÚBLICA DE TELECOMUNICAÇÕES. Secretaria de Telecomunicações NOVA POLÍTICA PÚBLICA DE TELECOMUNICAÇÕES Secretaria de Telecomunicações PANORAMA STFC Declínio no interesse Fim das concessões Bens reversíveis Convergência tecnológica SMP e SCM: interesse e expansão

Leia mais

IMPACTO DA REVERSIBILIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

IMPACTO DA REVERSIBILIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS IMPACTO DA REVERSIBILIDADE NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO ESPECIAL DA LGT BRASÍLIA, 20 DE OUTUBRO DE 2015 MODALIDADES DE SERVIÇOS PREVISTAS NA LGT Serviço Público Outorga: Concessão

Leia mais

44º Tele.Síntese Brasília 22 de Março Revisão do modelo de prestação de serviços de telecomunicações no Brasil

44º Tele.Síntese Brasília 22 de Março Revisão do modelo de prestação de serviços de telecomunicações no Brasil 44º Tele.Síntese Brasília 22 de Março Revisão do modelo de prestação de serviços de telecomunicações no Brasil Razón Telefonica social do Brasil SA 00.00.2015 22.03.2016 Declínio da relevância do serviço

Leia mais

51º Encontro Tele.Síntese. PLC 79/2016: Criação de Valor

51º Encontro Tele.Síntese. PLC 79/2016: Criação de Valor 51º Encontro Tele.Síntese PLC 79/2016: Criação de Valor Novembro/2017 Do Marco Legal de Telecomunicações (LGT nº 9.472/97) Regime Público: Regime Privado: 1) Obrigações de Universalização e de Continuidade;

Leia mais

Seminário FGV EPGE Modernização da Infraestrutura Brasileira. Novo modelo regulatório para o setor de Telecomunicações

Seminário FGV EPGE Modernização da Infraestrutura Brasileira. Novo modelo regulatório para o setor de Telecomunicações Seminário FGV EPGE Modernização da Infraestrutura Brasileira Novo modelo regulatório para o setor de Telecomunicações Outubro/2017 Causalidade entre Banda Larga e Crescimento Econômico Fonte: Smart Insights

Leia mais

A ANATEL E O WIMAX Redes comunitárias e redes competitivas

A ANATEL E O WIMAX Redes comunitárias e redes competitivas A ANATEL E O WIMAX Redes comunitárias e redes competitivas PORTO ALEGRE WIRELESS Eduardo Ramires 1 Abordagem As novas tecnologias de acesso sem fio à INTERNET. Regulação da Internet e redes municipais

Leia mais

31º Encontro Provedores Regionais SALVADOR/BA, 25/04/2017

31º Encontro Provedores Regionais SALVADOR/BA, 25/04/2017 31º Encontro Provedores Regionais SALVADOR/BA, 25/04/2017 Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações - MCTIC A POLITICA DE BANDA LARGA DO GOVERNO FEDERAL A política nacional de telecomunicações

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Ministério das Comunicações Acessos dez/2010 a mar/2014 Internet móvel (3G+4G) 454% Cidades com cobertura 3G de 824 para 3.253 295% 2 Crescimento da banda larga móvel por região Período: dez/2010 a mar/2014

Leia mais

Painel Telebrasil Novo modelo: Migração para autorizações e Novas regras para o espectro

Painel Telebrasil Novo modelo: Migração para autorizações e Novas regras para o espectro Painel Telebrasil 2017 Novo modelo: Migração para autorizações e Novas regras para o espectro Setembro/2017 Fonte: Smart Insights Demanda e Investimentos Fonte: The Boston Consulting Group, com adaptações.

Leia mais

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL AUDIÊNCIA PÚBLICA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS ALEXANDER CASTRO BRASÍLIA, 1º DE MARÇO DE 2016 Solução para novo modelo de telecomunicações precisa garantir a estabilidade

Leia mais

Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática 08 de outubro de 2013

Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática 08 de outubro de 2013 Marco Regulatório Senado Federal Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática 08 de outubro de 2013 Panorama do Setor Em 1997, na corrida pelo usuário, a telefonia fixa era o destaque

Leia mais

Cidadãos Inteligentes

Cidadãos Inteligentes Cidadãos Inteligentes Senador Walter Pinheiro Março/2015 Agenda O panorama brasileiro Oportunidades Smart People 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 Panorama 8.00 6.00 4.00

Leia mais

Tele.Síntese 2019 Secretaria de Desenvolvimento da Infraestrutura SDI 09/04/2019

Tele.Síntese 2019 Secretaria de Desenvolvimento da Infraestrutura SDI 09/04/2019 Tele.Síntese 2019 Secretaria de Desenvolvimento da Infraestrutura SDI 09/04/2019 Os três eixos de ação da SDI Planejamento de longo prazo claro, estável e intersetorial; Desenho de mercados setoriais que

Leia mais

TELE.SÍNTESE: PERSPECTIVA DE EVOLUÇÃO DO MODELO DE CONCESSÃO. Brasília Março 2016

TELE.SÍNTESE: PERSPECTIVA DE EVOLUÇÃO DO MODELO DE CONCESSÃO. Brasília Março 2016 TELE.SÍNTESE: PERSPECTIVA DE EVOLUÇÃO DO MODELO DE CONCESSÃO Brasília Março 2016 O modelo atual brasileiro de concessão de telefonia fixa se esgotou, e precisa ser modernizado O regime de Concessão atingiu

Leia mais

Telecomunicações no Brasil Oportunidades, Avanços e Desafios para o Novo Governo

Telecomunicações no Brasil Oportunidades, Avanços e Desafios para o Novo Governo Humberto Pontes Chefe da Assessoria Técnica - Anatel Junho/2019 Telecomunicações no Brasil Oportunidades, Avanços e Desafios para o Novo Governo Agenda 1 2 3 4 5 Anatel Panorama Setorial Desafios do Setor

Leia mais

PROJETO DE LEI 465/11

PROJETO DE LEI 465/11 PROJETO DE LEI 465/11 CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 29 DE MAIO DE 2012 Fonte: Telebrasil mais de 328 milhões de clientes mais de

Leia mais

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS AGENDA REGULATÓRIA DE 2007

OBJETIVOS ESTRATÉGICOS AGENDA REGULATÓRIA DE 2007 OBJETIVOS ESTRATÉGICOS AGENDA REGULATÓRIA DE 2007 José Leite Pereira Filho Conselheiro 2 de Junho de 2007 Conteúdo OBJETIVOS ESTRATÉGICOS 1. UNIVERSALIZAÇÃO 2. COMPETIÇÃO 3. QUALIDADE 4. EXCELÊNCIA REGULATÓRIA

Leia mais

A REGULAÇÃO DO WIMAX. WIMAX BRASIL Conference & Expo 2007 Eduardo Ramires

A REGULAÇÃO DO WIMAX. WIMAX BRASIL Conference & Expo 2007 Eduardo Ramires A REGULAÇÃO DO WIMAX WIMAX BRASIL Conference & Expo 2007 Eduardo Ramires 1 Abordagem O que é o WIMAX? A Regulação dos serviços de Telecom. Administração do espectro. A Licitação do Wimax e a Competição

Leia mais

Ministério das Comunicações. Definições de espectro para o futuro dos serviços digitais

Ministério das Comunicações. Definições de espectro para o futuro dos serviços digitais 56 o Painel Telebrasil O papel das telecomunicações no desenvolvimento do País Definições de espectro para o futuro dos serviços digitais Miriam Wimmer Ministério das Comunicações Brasília, 29 de agosto

Leia mais

44º. Encontro Telesíntese O NOVO MARCO REGULATÓRIO

44º. Encontro Telesíntese O NOVO MARCO REGULATÓRIO flavia@lladvogados.com.br http://www.wirelessbrasil.org/flavia_lefevre/blog_01.html 44º. Encontro Telesíntese O NOVO MARCO REGULATÓRIO 22 de março de 2016 Flávia Lefèvre Guimarães Representante do 3º Setor

Leia mais

Instituto da Brasilidade

Instituto da Brasilidade Instituto da Brasilidade Seminários da Brasilidade: Infraestrutura de Comunicação e Mídia Resultados da Privatização das Telecomunicações e Perspectivas 1 Marcio Patusco Lana Lobo Clube de Engenharia Maio

Leia mais

Agosto/2018. Desafios de Infraestrutura de telecomunicações no Brasil: Aspectos Regulatórios

Agosto/2018. Desafios de Infraestrutura de telecomunicações no Brasil: Aspectos Regulatórios Agosto/2018 Desafios de Infraestrutura de telecomunicações no Brasil: Aspectos Regulatórios Crescimento Exponencial de Serviços e Tráfego de dados Demanda exponencial de Tráfego Necessidade de mais capacidade

Leia mais

Atuação Regulatória da ANATEL e o papel da AGU:

Atuação Regulatória da ANATEL e o papel da AGU: Universidade de Brasília UnB Faculdade de Direito Núcleo de Direito Setorial e Regulatório Atuação Regulatória da ANATEL e o papel da AGU: principais questões jurídicas e seus encaminhamentos PAULO FIRMEZA

Leia mais

Plano Geral de Metas de Qualidade -PGMQ STFC. Curso de Regulação e Defesa do Consumidor Brasília - Outubro 2009

Plano Geral de Metas de Qualidade -PGMQ STFC. Curso de Regulação e Defesa do Consumidor Brasília - Outubro 2009 Plano Geral de Metas de Qualidade -PGMQ STFC Curso de Regulação e Defesa do Consumidor Brasília - Outubro 2009 Diretrizes Gerais para a Abertura do Mercado de Telecomunicações (abril de 1997) O novo modelo

Leia mais

55º Tele.Síntese Brasília

55º Tele.Síntese Brasília 55º Tele.Síntese Brasília Os impactos esperados do PLC 79/2016 10 de dezembro de 2018 Flávia Lefèvre Guimarães flavia@lladvogados.com.br www.flavialefevre.com.br As premissas que orientam o PLC 79 são

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações - MCTIC A POLÍTICA DE BANDA LARGA DO GOVERNO FEDERAL

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações - MCTIC A POLÍTICA DE BANDA LARGA DO GOVERNO FEDERAL Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações - MCTIC A POLÍTICA DE BANDA LARGA DO GOVERNO FEDERAL O Programa Nacional de Banda Larga PNBL INSTITUÍDO EM 2010 DECRETO Nº 7.175 DE 12 DE MAIO

Leia mais

51º Encontro Tele Síntese

51º Encontro Tele Síntese 51º Encontro Tele Síntese Critérios para a precificação dos ônus das concessões de telefonia fixa. O que considerar. 21 de novembro de 2017 Setor precisa de modernização regulatória Modelo antigo O modelo

Leia mais

Diretrizes e programas prioritários do Ministério das Comunicações

Diretrizes e programas prioritários do Ministério das Comunicações Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática (CCTCI) Diretrizes e programas prioritários do Ministério das Comunicações Paulo Bernardo Silva Ministro de Estado das Comunicações Brasília,

Leia mais

REVISÃO DO MODELO DE TELECOM

REVISÃO DO MODELO DE TELECOM REVISÃO DO MODELO DE TELECOM 45º ENCONTRO TELE.SÍNTESE BRASÍLIA 06 DE SETEMBRO DE 2016 0 A perda da atratividade da concessão vêm sido evidenciada pelos principais indicadores do setor dos últimos anos

Leia mais

O Setor de Telecomunicações

O Setor de Telecomunicações O Setor de Telecomunicações 2ª CODE Conferência do Desenvolvimento IPEA/2011 Brasília, 25 de novembro de 2011 Eduardo Levy 83 empresas representadas 17 empresas associadas Serviços de telefonia fixa Serviços

Leia mais

I Forum Lusófono de Comunicações. Painel III A Regulação do Mercado de Telecomunicações Lusófonas

I Forum Lusófono de Comunicações. Painel III A Regulação do Mercado de Telecomunicações Lusófonas I Forum Lusófono de Comunicações Painel III A Regulação do Mercado de Telecomunicações Lusófonas Experiências Brasileiras de Sucesso na Regulação Nelson Mitsuo Takayanagi ANATEL 30 de abril de 2010 Experiências

Leia mais

MARCO REGULATÓRIO DA TELEFONIA EDUARDO LEVY AUDIÊNCIA PÚBLICA - CÂMARA DOS DEPUTADOS

MARCO REGULATÓRIO DA TELEFONIA EDUARDO LEVY AUDIÊNCIA PÚBLICA - CÂMARA DOS DEPUTADOS MARCO REGULATÓRIO DA TELEFONIA AUDIÊNCIA PÚBLICA - CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO URBANO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO Brasília, 10 de dezembro de 2013 EDUARDO

Leia mais

SERVIÇOS PÚBLICOS: A busca pela Qualidade, Universalização e Transparência

SERVIÇOS PÚBLICOS: A busca pela Qualidade, Universalização e Transparência SERVIÇOS PÚBLICOS: A busca pela Qualidade, Universalização e Transparência Gustavo Eugenio Maciel Rocha AZEVEDO SETTE ADVOGADOS Brasil Digital Telebrasil 2007 51º Painel Telebrasil Ordenamento normativo

Leia mais

PLANO ESTRUTURAL DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES PERT 2018

PLANO ESTRUTURAL DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES PERT 2018 PLANO ESTRUTURAL DE REDES DE TELECOMUNICAÇÕES PERT 2018 PAINEL TELEBRASIL 2018 Sessão Temática 13 Novas Tecnologias: Uma Esperança Ameaçada Brasília, 22 de maio de 2018. Anatel Conselheiro Aníbal Diniz

Leia mais

Setor de Autarquias Sul SAUS Quadra 6, Bloco F, Térreo Biblioteca Brasília DF Fax. (061)

Setor de Autarquias Sul SAUS Quadra 6, Bloco F, Térreo Biblioteca Brasília DF Fax. (061) São Paulo, 22 de junho de 2.009. AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL SUPERINTENDÊNCIA DE UNIVERSALIZAÇÃO CONSULTA PÚBLICA nº 13, DE 30 DE MARÇO DE 2009 Proposta de Consulta Pública do Plano Geral

Leia mais

Regime Jurídico dos Serviços de Telecomunicações e Reversibilidade de Bens sob a perspectiva do garantismo do direito dos usuários

Regime Jurídico dos Serviços de Telecomunicações e Reversibilidade de Bens sob a perspectiva do garantismo do direito dos usuários Regime Jurídico dos Serviços de Telecomunicações e Reversibilidade de Bens sob a perspectiva do garantismo do direito dos usuários Miriam Wimmer Ministério das Comunicações Brasília, 20 de outubro de 2015

Leia mais

Encontros TeleSíntese 32

Encontros TeleSíntese 32 Encontros TeleSíntese 32 Competição e concorrência: o mercado, as ações do estado e o PGMC Brasília, 26 de março de 13 Este documento é classificado como confidencial. Os direitos de reprodução pertencem

Leia mais

SERVIÇOS DE INTERNET BRASIL EM 2016 E TELEFONIA NO AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS

SERVIÇOS DE INTERNET BRASIL EM 2016 E TELEFONIA NO AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS SERVIÇOS DE INTERNET E TELEFONIA NO BRASIL EM 2016 AUDIÊNCIA PÚBLICA NA COMISSÃO DE LEGISLAÇÃO PARTICIPATIVA DA CÂMARA DOS DEPUTADOS BRASÍLIA, 17 DE OUTUBRO DE 2017 ALEXANDER CASTRO Os serviços de telecomunicações

Leia mais

Instalação de Infraestrutura de Telecomunicações

Instalação de Infraestrutura de Telecomunicações Instalação de Infraestrutura de Telecomunicações Um desafio a ser vencido Conselho Consultivo da Anatel Francisco Carlos Monteiro Filho Brasília, 27 de abril de 2012 Telefones fixos 43 milhões Fonte: Telebrasil,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 388, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004

RESOLUÇÃO Nº 388, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004 Agência Nacional de Telecomunicações RESOLUÇÃO Nº 388, DE 7 DE DEZEMBRO DE 2004 Aprova a Norma Sobre Condições de Prestação de Serviços de Telefonia para Chamadas Destinadas a "Assinante 0300". O PRESIDENTE

Leia mais

Edital de Licitação das Faixas de 450 MHz e de 2,5 GHz Proposta. Brasília/DF Janeiro/2012

Edital de Licitação das Faixas de 450 MHz e de 2,5 GHz Proposta. Brasília/DF Janeiro/2012 Edital de Licitação das Faixas de 450 MHz e de 2,5 GHz Proposta Brasília/DF Janeiro/2012 Aspectos gerais Implementação do Decreto 7.512, de 30 de junho de 2011 Art. 3º A ANATEL deverá, para fins de ampliação

Leia mais

Contrato de Concessão em Telecom: Regulando um Setor em Processo de Destruição Criativa

Contrato de Concessão em Telecom: Regulando um Setor em Processo de Destruição Criativa Contrato de Concessão em Telecom: Regulando um Setor em Processo de Destruição Criativa César Mattos Consultor da Câmara dos Deputados 44º ENCONTRO TELE.SÍNTESE - A Concessão e o Novo Marco Regulatório

Leia mais

Painel: Modelagens de Atendimento

Painel: Modelagens de Atendimento Painel: Modelagens de Atendimento Átila Augusto Souto Departamento de Serviços de Universalização de Telecomunicações Secretaria de Telecomunicações 20-10-2010 Consulta Pública do (2008): - 300 contribuições

Leia mais

FIESP Workshop de Telecomunicações LEI GERAL DAS TELECOMUNICAÇÕES: 20 ANOS (LGT +20) Oscar Petersen

FIESP Workshop de Telecomunicações LEI GERAL DAS TELECOMUNICAÇÕES: 20 ANOS (LGT +20) Oscar Petersen FIESP Workshop de Telecomunicações LEI GERAL DAS TELECOMUNICAÇÕES: 20 ANOS (LGT +20) Oscar Petersen Vice Presidente Jurídico Regulatório e Institucional AGENDA Setor de telecomunicações no Brasil Evolução

Leia mais

PROVEDORES REGIONAIS MOMENTO EDITORIAL NOVO HAMBURGO (RS) DEZEMBRO/2016

PROVEDORES REGIONAIS MOMENTO EDITORIAL NOVO HAMBURGO (RS) DEZEMBRO/2016 PROVEDORES REGIONAIS MOMENTO EDITORIAL NOVO HAMBURGO (RS) DEZEMBRO/2016 O papel do Provedor Regional no novo modelo das telecomunicações Os provedores foram colocados no centro da Política Pública de

Leia mais

39º Encontro Tele Síntese Revisão dos Contratos de Concessão: O que Precisa Mudar? 02 de Setembro de 2014

39º Encontro Tele Síntese Revisão dos Contratos de Concessão: O que Precisa Mudar? 02 de Setembro de 2014 39º Encontro Tele Síntese Revisão dos Contratos de Concessão: O que Precisa Mudar? 02 de Setembro de 2014 As Obrigações das Concessionárias. Um balanço. Juliano Stanzani Gerente de Controle de Universalização

Leia mais

De 1997 a 2007, foi Conselheiro Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, órgão regulador de telecomunicações no Brasil.

De 1997 a 2007, foi Conselheiro Diretor da Agência Nacional de Telecomunicações - ANATEL, órgão regulador de telecomunicações no Brasil. Objetivos Estratégicos da Anatel e Agenda Regulatória para 2007 Este tutorial apresenta os Objetivos Estratégicos da Anatel e a Agenda Regulatória. São apresentadas as estratégias de abordagem que a Anatel

Leia mais

Balanço 2018 Eduardo Levy

Balanço 2018 Eduardo Levy x 2018 Balanço 2018 Eduardo Levy Brasília, 04 de dezembro de 2018 Telefonia móvel mantém alto percentual de uso pela população Chips (milhões) % de pessoas que usam o celular 259 270 279 274 84% 86% 88%

Leia mais

P A I N E L T E L E B R A S I L T E L E F Ô N I C A B R A S I L M a i o 2018

P A I N E L T E L E B R A S I L T E L E F Ô N I C A B R A S I L M a i o 2018 P A I N E L T E L E B R A S I L 2018 T E L E F Ô N I C A B R A S I L M a i o 2018 0 O S E T O R D E T E L E C O M U N I C A Ç Õ E S INVESTIU FORTEMENTE NOS ÚLTIMOS ANOS CONTRIBUINDO PARA O DESENVOLVIMENTO

Leia mais

1. Considerações iniciais 2. Contexto 3. O PLC A proposta da sociedade civil para universalizar o acesso

1. Considerações iniciais 2. Contexto 3. O PLC A proposta da sociedade civil para universalizar o acesso 51o Encontro Tele.Síntese PLC 79: As tarefas para o momento seguinte :: A Concessão e a Banda Larga a visão da sociedade 1. Considerações iniciais 2. Contexto 3. O PLC 79 4. A proposta da sociedade civil

Leia mais

São Paulo, 18 de agosto de A ANATEL Agência Nacional de Telecomunicações SAUS Quadra 06 Blocos E e H Brasília DF CEP 70.

São Paulo, 18 de agosto de A ANATEL Agência Nacional de Telecomunicações SAUS Quadra 06 Blocos E e H Brasília DF CEP 70. São Paulo, 18 de agosto de 2011 A ANATEL Agência Nacional de Telecomunicações SAUS Quadra 06 Blocos E e H Brasília DF CEP 70.070-940 Att.: Ronaldo Mota Sardenberg Diretor Presidente REF.: REVISÃO EXTRAORDINÁRIA

Leia mais

Trabalho: TE12 Atividade: Fazer um resumo do artigo abaixo e responder corretamente as 3 perguntas Data de Entrega: 28/03/2007

Trabalho: TE12 Atividade: Fazer um resumo do artigo abaixo e responder corretamente as 3 perguntas Data de Entrega: 28/03/2007 Trabalho: TE12 Atividade: Fazer um resumo do artigo abaixo e responder corretamente as 3 perguntas Data de Entrega: 28/03/2007 Autorização STFC: Teste seu entendimento 1) Você precisa de uma autorização

Leia mais

ENTIDADE AFERIDORA DA QUALIDADE DA BANDA LARGA EDUARDO LEVY

ENTIDADE AFERIDORA DA QUALIDADE DA BANDA LARGA EDUARDO LEVY ENTIDADE AFERIDORA DA QUALIDADE DA BANDA LARGA AUDIÊNCIA PÚBLICA SENADO FEDERAL COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 22 DE MARÇO DE 2012 Banda Larga

Leia mais

POLÍTICAS PÚBLICAS DE BANDA LARGA NO BRASIL ( ): CRÍTICAS E IMPASSES

POLÍTICAS PÚBLICAS DE BANDA LARGA NO BRASIL ( ): CRÍTICAS E IMPASSES POLÍTICAS PÚBLICAS DE BANDA LARGA NO BRASIL (2014-2017): CRÍTICAS E IMPASSES Rafael A. F. Zanatta, Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor Senado Federal, 24/05/17 O Idec Organização civil criada

Leia mais

PROVEDORES REGIONAIS MOMENTO EDITORIAL

PROVEDORES REGIONAIS MOMENTO EDITORIAL PROVEDORES REGIONAIS MOMENTO EDITORIAL Manaus Janeiro de 2017 NOSSA MISSÃO Representar e defender os interesses das pequenas e médias empresas provedoras de serviços de Internet e telecomunicações autorizadas

Leia mais

APRESENTAÇÃO EVOLUÇÃO ARCABOUÇO LEGAL E REGULATÓRIO GILBERTO MAYOR, DIRETORIA REGULATÓRIA CLARO

APRESENTAÇÃO EVOLUÇÃO ARCABOUÇO LEGAL E REGULATÓRIO GILBERTO MAYOR, DIRETORIA REGULATÓRIA CLARO APRESENTAÇÃO EVOLUÇÃO ARCABOUÇO LEGAL E REGULATÓRIO GILBERTO MAYOR, DIRETORIA REGULATÓRIA CLARO Encontro TeleSíntese, 06 de Setembro de 2016 CONTEXTO ATUAL LEVA A NECESSIDADE DE EVOLUÇÃO DO ARCABOUÇO LEGAL

Leia mais

Ministério das Comunicações

Ministério das Comunicações Ministério das Comunicações Incentivos à implantação de infraestrutura de banda larga INVESTIMENTOS NO SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES R$ bilhões correntes 25 20 15 10 5 4.6% 3.3 3.3% 4.3 5.2% 4.7% 7.4 7.6 7.4%

Leia mais

EVOLUÇÃO DO MODELO REGULATÓRIO E O FINANCIAMENTO DA BANDA LARGA

EVOLUÇÃO DO MODELO REGULATÓRIO E O FINANCIAMENTO DA BANDA LARGA EVOLUÇÃO DO MODELO REGULATÓRIO E O FINANCIAMENTO DA BANDA LARGA 47º ENCONTRO TELE.SÍNTESE BRASÍLIA 14 DE MARÇO DE 2017 0 O aumento de investimentos em Banda Larga no Brasil depende da modernização do modelo

Leia mais

IX Seminário TelComp 2016 Perspectivas para as Telecomunicações em Momento Regulatório

IX Seminário TelComp 2016 Perspectivas para as Telecomunicações em Momento Regulatório IX Seminário TelComp 2016 Perspectivas para as Telecomunicações em 2017 Momento Regulatório Novembro/2016 Aspectos Constitucionais Constituição de 1988: Art. 21. Compete à União: (...) XI - explorar, diretamente

Leia mais

BANDA LARGA A PAUTA REGULATÓRIA E OS PROVEDORES REGIONAIS. Agência Nacional de Telecomunicações Gerência Regional no Estado de São Paulo (GR01)

BANDA LARGA A PAUTA REGULATÓRIA E OS PROVEDORES REGIONAIS. Agência Nacional de Telecomunicações Gerência Regional no Estado de São Paulo (GR01) BANDA LARGA A PAUTA REGULATÓRIA E OS PROVEDORES REGIONAIS Agência Nacional de Telecomunicações Gerência Regional no Estado de São Paulo (GR01) Fevereiro de 2018 - Cenário dos Provedores Regionais no País

Leia mais

Ministério das Comunicações Políticas de incentivo a provedores regionais

Ministério das Comunicações Políticas de incentivo a provedores regionais Ministério das Comunicações Políticas de incentivo a provedores regionais Representatividade dos provedores regionais Grandes Médios Pequenos > 900 mil clientes de 20 mil a 900 mil clientes < 20 mil clientes

Leia mais

49º Tele.Síntese. Leandro Vilela Gerente de Evolução e Impacto Regulatório

49º Tele.Síntese. Leandro Vilela Gerente de Evolução e Impacto Regulatório 49º Tele.Síntese Leandro Vilela Gerente de Evolução e Impacto Regulatório São diversas as fontes de financiamento possíveis para a construção de infraestrutura, mas nem todas podem ser usadas para leilão

Leia mais

O Mercado de voz e de telefonia fixa no mundo. Há sobrevida? 350 Encontro Tele.Síntese

O Mercado de voz e de telefonia fixa no mundo. Há sobrevida? 350 Encontro Tele.Síntese O Mercado de voz e de telefonia fixa no mundo. Há sobrevida? 350 Encontro Tele.Síntese Mario Dias Ripper F&R Consultores Brasília, 08 de outubro de 2013. O Mercado de voz e de telefonia fixa no mundo.

Leia mais

BANDA LARGA E POLÍTICAS PÚBLICAS

BANDA LARGA E POLÍTICAS PÚBLICAS BANDA LARGA E POLÍTICAS PÚBLICAS A PAUTA REGULATÓRIA E AS DEMANDAS DAS PEQUENAS PRESTADORAS Agência Nacional de Telecomunicações Superintendência de Planejamento e Regulamentação (SPR) Outubro de 2017

Leia mais

A QUALIDADE DOS SERVIÇOS SOB OUTROS OLHARES

A QUALIDADE DOS SERVIÇOS SOB OUTROS OLHARES A QUALIDADE DOS SERVIÇOS SOB OUTROS OLHARES 46º Tele.Síntese Brasília ANIBAL DINIZ Conselheiro da Anatel e Presidente do CDUST 06/12/2016 Dimensão do setor 2 Mais celulares do que gente: 252 milhões de

Leia mais

44º ENCONTRO TELE.SÍNTESE PERSPECTIVA DE EVOLUÇÃO DO MARCO REGULATÓRIO

44º ENCONTRO TELE.SÍNTESE PERSPECTIVA DE EVOLUÇÃO DO MARCO REGULATÓRIO 44º ENCONTRO TELE.SÍNTESE PERSPECTIVA DE EVOLUÇÃO DO MARCO REGULATÓRIO BRASÍLIA 22 DE MARÇO DE 2016 Objetivos da apresentação: 1 Compartilhar lições aprendidas e melhores práticas de outros países com

Leia mais

Infraestrutura Passiva: A Base do Iceberg

Infraestrutura Passiva: A Base do Iceberg Infraestrutura Passiva: A Base do Iceberg Painel 1: Desafios no Escopo Federal Compartilhamento de Infraestrutura Bruno de Carvalho Ramos Superintendente de Serviços Privados São Paulo/SP 19 de junho de

Leia mais

Atendimento Rural. 24º encontro Tele Síntese São Paulo

Atendimento Rural. 24º encontro Tele Síntese São Paulo Atendimento Rural 24º encontro Tele Síntese São Paulo 20.10. 2010 UNIVERSALIZAÇÃO DA TELEFONIA FIXA LOCALIDADES ATENDIDAS (Mil.) 3ª. maior 2ª. maior Oi 20,4 1,2 33 19,2 36,9 1,5 2,4 89% 1998 2010 Aldeia

Leia mais

Os riscos do PL 3453/15 para o futuro da internet no Brasil

Os riscos do PL 3453/15 para o futuro da internet no Brasil Nota pública Os riscos do PL 3453/15 para o futuro da internet no Brasil O PL 3453/2015, que se encontra em análise na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados, propõe alterações no regime

Leia mais

31 ENCONTRO PROVEDORES REGIONAIS SALVADOR (BA) ABRIL/2017

31 ENCONTRO PROVEDORES REGIONAIS SALVADOR (BA) ABRIL/2017 31 ENCONTRO PROVEDORES REGIONAIS SALVADOR (BA) ABRIL/2017 O Papel do Provedor Regional Frente ao Novo Marco Legal do Setor O que diz o PLC 79/2016? Concessionárias do STFC poderão adaptar a concessão para

Leia mais

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES

SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES NO BRASIL COMISSÃO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA, INOVAÇÃO, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA DO SENADO FEDERAL EDUARDO LEVY SALVADOR, 29 DE AGOSTO DE 2014 crescimento do setor de telecomunicações

Leia mais

CT-DRJ/015/00 Rio de Janeiro, 07 de agosto de 2000

CT-DRJ/015/00 Rio de Janeiro, 07 de agosto de 2000 CT-DRJ/015/00 Rio de Janeiro, 07 de agosto de 2000 AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES ANATEL SUPERINTENDÊNCIA DE SERVIÇOS PRIVADOS CONSULTA PÚBLICA n o 241, DE 10 JULHO DE 2000 Proposta de Diretrizes

Leia mais

Explorando a visão do setor privado brasileiro sobre o potencial e possibilidades de projetos governamentais de Banda Larga no Brasil

Explorando a visão do setor privado brasileiro sobre o potencial e possibilidades de projetos governamentais de Banda Larga no Brasil TIM BRASIL Salvador, 22 de Fevereiro de 2016 Painel: Iniciativas de Projetos de Banda Larga: Experiências brasileiras e britânicas Explorando a visão do setor privado brasileiro sobre o potencial e possibilidades

Leia mais

Revisão do Contrato de Concessão e Modernização dos Serviços

Revisão do Contrato de Concessão e Modernização dos Serviços Revisão do Contrato de Concessão e Modernização dos Serviços 1 01 A sustentabilidade do modelo atual de Concessão de Telefonia Fixa está ameaçada 2 O declínio da telefonia fixa é uma tendência mundial,

Leia mais

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES RESOLUÇÃO Nº 576, DE 31 DE OUTUBRO DE 2011.

AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES RESOLUÇÃO Nº 576, DE 31 DE OUTUBRO DE 2011. AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES RESOLUÇÃO Nº 576, DE 31 DE OUTUBRO DE 2011. O CONSELHO DIRETOR DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES, no uso das atribuições que lhe foram conferidas pelo art. 22

Leia mais

Compartilhamento de infraestrutura e de frequência Riscos e vantagens

Compartilhamento de infraestrutura e de frequência Riscos e vantagens TIM BRASIL Brasília, 21 de novembro de 2017 Compartilhamento de infraestrutura e de frequência Riscos e vantagens Leandro Guerra Diretor de Relações Institucionais A realidade do compartilhamento da infraestrutura

Leia mais

Prestadoras de Serviços de Telecomunicações

Prestadoras de Serviços de Telecomunicações Prestadoras de Serviços de Telecomunicações 100 Maiores Litigantes Conselho Nacional de Justiça São Paulo, 03 de maio de 2011 Eduardo Levy 83 empresas representadas 17 empresas associadas Serviços de telefonia

Leia mais

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações A POLÍTICA DE BANDA LARGA DO GOVERNO FEDERAL

Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações A POLÍTICA DE BANDA LARGA DO GOVERNO FEDERAL Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações A POLÍTICA DE BANDA LARGA DO GOVERNO FEDERAL Panorama mundial 23% dos países pesquisados ainda não tem plano de banda larga implementado. Fontes:

Leia mais

O SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES

O SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES O SETOR DE TELECOMUNICAÇÕES AUDIÊNCIA PÚBLICA CÂMARA DOS DEPUTADOS COMISSÃO DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA, COMUNICAÇÃO E INFORMÁTICA EDUARDO LEVY BRASÍLIA, 15 DE MAIO DE 2012 Fonte: Telebrasil mais de 324 milhões

Leia mais

Políticas de incentivo a provedores regionais

Políticas de incentivo a provedores regionais 14º Encontro Provedores Regionais Políticas de incentivo a provedores regionais Montes Claros, julho de 2015 Evolução da penetração do acesso domiciliar à Internet Fonte: IBGE, PNAD Acessos fixos e móveis

Leia mais

As Telecomunicações no Brasil

As Telecomunicações no Brasil As Telecomunicações no Brasil Comissão de Serviços de Infraestrutura do Senado 02/10/2013 2 Pauta O setor de Telecomunicações. A expansão dos serviços de comunicações no Brasil. Ações do. 3 Pauta O setor

Leia mais

MESA DE ABERTURA PLENÁRIA INICIAL

MESA DE ABERTURA PLENÁRIA INICIAL MESA DE ABERTURA PLENÁRIA INICIAL TRILHA 1 Revisão do modelo de prestação de serviços de telecomunicações no Brasil Coordenadores Flávia Lefèvre e Eduardo Parajo Os integrantes da Câmara de Universalização

Leia mais

CONSIDERANDO o que consta dos autos do Processo nº /2007;

CONSIDERANDO o que consta dos autos do Processo nº /2007; RESOLUÇÃO ANATEL Nº 536, DE 9 DE NOVEMBRO DE 2009 Aprova o Regulamento de Acompanhamento e Controle das Obrigações de Universalização do Serviço Telefone Fixo Comutado destinado ao uso do público em geral

Leia mais

STFC UMA OPORTUNIDADE PARA SUA EMPRESA. Willian Prenzler de Souza

STFC UMA OPORTUNIDADE PARA SUA EMPRESA. Willian Prenzler de Souza STFC UMA OPORTUNIDADE PARA SUA EMPRESA Willian Prenzler de Souza 1 TELECOM NO BRASIL Com o crescimento do serviço de banda larga fixa no Brasil, nos últimos 10 anos, hoje os provedores regionais (ISP),

Leia mais

OS PRÓXIMOS 20 ANOS 54º

OS PRÓXIMOS 20 ANOS 54º OS PRÓXIMOS 20 ANOS 54º Encontro Tele.Síntese 11 de Setembro de 2018 Juarez Quadros do Nascimento Presidente da Anatel Os arranjos institucionais atuais são compatíveis para estimular o desenvolvimento

Leia mais

IMPLANTAÇÃO DA TECNOLOGIA 4G NO BRASIL XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES

IMPLANTAÇÃO DA TECNOLOGIA 4G NO BRASIL XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES IMPLANTAÇÃO DA TECNOLOGIA 4G NO BRASIL XIV SEMINÁRIO NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES SÉRGIO KERN CURITIBA, 15 A 17 DE OUTUBRO DE 2013 crescimento do setor de telecomunicações está acelerado 8% 10% telefonia

Leia mais

O PAPEL DO LEGISLATIVO NAS COMUNICAÇÕES SEMINÁRIO POLÍTICAS DE TELECOMUNICAÇÕES BRASÍLIA, 20 DE FEVEREIRO DE 2018 EDUARDO LEVY

O PAPEL DO LEGISLATIVO NAS COMUNICAÇÕES SEMINÁRIO POLÍTICAS DE TELECOMUNICAÇÕES BRASÍLIA, 20 DE FEVEREIRO DE 2018 EDUARDO LEVY O PAPEL DO LEGISLATIVO NAS COMUNICAÇÕES SEMINÁRIO POLÍTICAS DE TELECOMUNICAÇÕES BRASÍLIA, 20 DE FEVEREIRO DE 2018 EDUARDO LEVY 4.031 projetos que tramitam no Legislativo afetam direta ou indiretamente

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº xxx, DE xx DE xxxxxxxxxxx DE 2016

RESOLUÇÃO Nº xxx, DE xx DE xxxxxxxxxxx DE 2016 RESOLUÇÃO Nº xxx, DE xx DE xxxxxxxxxxx DE 2016 Aprova o modelo de Termo de Autorização para Exploração de Serviços de Telecomunicações, observado o disposto no Plano Geral de Outorgas PGO, aprovado pelo

Leia mais

CENÁRIO NO PROVIMENTO DE INTERNET NO BRASIL. SÃO PAULO IX Fórum 10 DEZEMBRO/2016

CENÁRIO NO PROVIMENTO DE INTERNET NO BRASIL. SÃO PAULO IX Fórum 10 DEZEMBRO/2016 CENÁRIO NO PROVIMENTO DE INTERNET NO BRASIL SÃO PAULO IX Fórum 10 DEZEMBRO/2016 SCM Banda larga no Brasil Mapa de faixa de velocidade* * Taxa de Transmissão Fonte: http://especiais.g1.globo.com/tecnologia/banda-larga-brasil/2015/

Leia mais

Destaques da semana. TIM & OpenFiber, na Itália. Agenda cheia até o final do ano

Destaques da semana. TIM & OpenFiber, na Itália. Agenda cheia até o final do ano Destaques da semana TIM & OpenFiber, na Itália O noticiário internacional destacou ontem, 26 de novembro, a possibilidade de fusão entre o segmento de atacado da TIM na Itália, que deve ser objeto de separação

Leia mais

Brasil Digital Quadro de Referência Conceitual. Cesar Rômulo Silveira Neto Superintendente-Executivo

Brasil Digital Quadro de Referência Conceitual. Cesar Rômulo Silveira Neto Superintendente-Executivo Brasil Digital Quadro de Referência Conceitual Cesar Rômulo Silveira Neto Superintendente-Executivo 01 JUN 2007 Roteiro da Apresentação 51 Painel TELEBRASIL - Brasil Digital - Quadro de Referência Conceitual

Leia mais

Detalhamento do Plano

Detalhamento do Plano PLANO ALTERNATIVO LOCAL A. Empresa: S/A (Região II exceto os Setores 20, 22 e 25 do PGO) PLANO Nº 139 B. Nome do Plano: Plano Alternativo de Serviço Nº 139 C. Identificação para a Anatel: Plano Alternativo

Leia mais

São Paulo, 7 de agosto de 2000

São Paulo, 7 de agosto de 2000 São Paulo, 7 de agosto de 2000 À Agência Nacional de Telecomunicações - Anatel Superintendência de Serviços Privados Consulta Pública No. 241, de 10 de julho de 2000 Proposta de Diretrizes para Implementação

Leia mais

Painel Tele.Síntese 36

Painel Tele.Síntese 36 Painel Tele.Síntese 36 Espectro e ampliação do acesso Katia Costa da Silva Pedroso Brasília, 4 de fevereiro de 2014. A DEMANDA POR DADOS CONTINUA ACELERANDO E A BANDA LARGA MÓVEL SEGUE AVANÇANDO FORTEMENTE

Leia mais

20 anos de privatização e o começo de um novo ciclo

20 anos de privatização e o começo de um novo ciclo 20 anos de privatização e o começo de um novo ciclo Marina Cigarini Lider da prática de Telecomunicações, Mídia e Tecnologia PAINEL Telebrasil Brasília, 23 de maio de 2018 Marco de 20 anos da privatização

Leia mais

Setor de Telecomunicações Passado, Presente e Futuro

Setor de Telecomunicações Passado, Presente e Futuro Setor de Telecomunicações Passado, Presente e Futuro Evento CNI Coinfra Eduardo Levy Brasília, 13 de março de 2012 12 pessoas em cada 100 possuíam telefone fixo Fonte: Telebrasil 4 pessoas em cada 100

Leia mais

NOVO MARCO LEGAL DAS TELECOMUNICAÇÕES

NOVO MARCO LEGAL DAS TELECOMUNICAÇÕES NOVO MARCO LEGAL DAS TELECOMUNICAÇÕES SÃO PAULO, 21 DE JULHO DE 2017 FIESP LGT 20 ANOS EDUARDO LEVY A Federação Brasileira de Telecomunicações é composta por 8 sindicatos, representando toda a cadeia dos

Leia mais