Os eventos que aqui estamos a apresentar pretendem ser um espaço de visibilidade, de promoção e de negócios em relação a

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Os eventos que aqui estamos a apresentar pretendem ser um espaço de visibilidade, de promoção e de negócios em relação a"

Transcrição

1 Intervenção do presidente da Fundação AIP, Comendador Jorge Rocha de Matos, por ocasião da apresentação oficial da Alimentaria&Horexpo Lisboa e do Portugal Agro 17 Julho 2015 Senhora Ministra da Agricultura e do Mar; Caros parceiros e demais responsáveis pela organização da Alimentaria&Horexpo Lisboa e do Portugal Agro; Caros convidados; Caros jornalistas; Minhas Senhoras e Meus Senhores Permitam-me que as minhas primeiras palavras sejam de saudação e de agradecimento a todos, e muito particularmente para me congratular com a presença da Senhora Ministra da Agricultura e do Mar nesta apresentação oficial da Alimentaria&Horexpo Lisboa e do Portugal Agro. É uma honra e acima de tudo um importante estímulo para os promotores e organizadores deste evento, poder contar com a presença da Page 1

2 Senhora Ministra, que aliás tem incentivado pessoalmente e por via das políticas públicas do seu ministério uma maior dinâmica com ênfase na internacionalização dos setores que estão representados neste evento. A Alimentaria & Horexpo Lisboa e o Portugal Agro dão expressão a duas importantes fileiras interligadas da economia portuguesa que veem experimentando dinâmicas de crescimento muito significativas e com um contributo cada vez mais importante para a criação de riqueza. São fileiras e cadeias de valor que impulsionam a exportação, que permitem substituir competitivamente importações, que favorecem a economia local e regional, e onde o casamento feliz entre inovação e tradição permite gerar novos produtos e serviços, essenciais para as indústrias relacionadas em causa, nomeadamente as ligadas ao agroalimentar, ao turismo e à restauração. Os eventos que aqui estamos a apresentar pretendem ser um espaço de visibilidade, de promoção e de negócios em relação a Page 2

3 todas as atividades desta cadeia de valor extremamente abrangente. Para a realização e sucesso da Alimentaria & Horexpo Lisboa e do Portugal Agro todos são importantes e preponderantes, nas suas diversas qualidades em que se expressa a sua participação. É por isso de inteira justiça agradecer a todos os parceiros e entidades, sejam os que apoiam há já algumas edições a Alimentaria & Horexpo Lisboa, que nesta edição de 2015 realiza a sua 13ªedição, sejam eles os parceiros mais recentes, que uma vez mais se disponibilizaram para apoiar a realização da 2ªedição do Portugal Agro, um evento de importância nacional. Não posso no entanto deixar de referir alguns que têm uma ação mais direta e que têm trabalhado de forma contínua junto da Organização destes eventos, contribuindo e participando ativamente na definição da estratégia do evento e na valorização dos projetos junto das suas estruturas associativas e de outras entidades e empresas a que estão ligados. Em primeiro ligar uma alusão muito especial às 3 Presidências: Page 3

4 Desde logo a FIPA, através do seu Presidente, Dr. Jorge Henriques, que nos tem concedido a honra de presidir à Comissão Organizadora da Alimentaria Lisboa nas suas últimas edições e que tem acompanhado de perto a participação da indústria, o seu desempenho e crescimento, estreitando um forte relacionamento com todos os agentes económicos que têm participado. Também uma referência especial à AHRESP, na pessoa do Seu Presidente Comendador Mário Pereira Gonçalves, que nos concede a honra de presidir à Comissão Organizadora do Horexpo e que é a entidade que nos aproxima do canal Horeca, bem como do Turismo. Os seus contributos têm sido para enriquecer o conteúdo programático da Horexpo com a realização das suas Jornadas, o que acontecerá uma vez mais nesta edição, concorrendo visitantes qualificados. ainda para reforçar a feira com Não pretendendo valorizar de forma diferente qualquer entidade associativa, tenho o privilégio de poder afirmar que a Page 4

5 grande maioria estão connosco nestes projetos, permitindo-me uma palavra de apreço à Confagri, cujo Presidente, Comendador Santos Gomes que preside à Comissão Organizadora do Portugal Agro e que agrega na sua estrutura uma parte significativa dos parceiros com os quais vamos contar. Não deixando de referir a sua importância e aproximação a todo o setor cooperativo ligado ao agro alimentar. Não poderei deixar de referir o Patrocinador Oficial do Portugal Agro, o Crédito Agrícola, que, uma vez mais, apadrinhou este projecto de referência nacional, sendo também ele a entidade que no seu domínio de intervenção melhor conhece, representa e trabalha o sector agrícola, promovendo e apoiando significativamente o aumento das exportações e fundamentalmente no trabalho empenhado que têm desenvolvido junto dos agricultores portugueses. Expresso ao Seu Presidente Dr. Licínio Pina, o nosso muito obrigado. Page 5

6 Uma palavra também à APED, referindo-vos que foi a entidade responsável, através dos seus elementos da Direcção, das primeiras presidências da Comissão Organizadora, o que de facto foi determinante, pois a distribuição teve e continua a ter um papel preponderante nomeadamente através dos seus compradores, no estabelecimento de parcerias económicas e de negócio com a produção e com a indústria que habitualmente participam nas feiras. Foi a entidade responsável pelo surgimento e crescimento de alguns sectores e tem contribuído para a cadeia de contactos que é necessária estabelecer desde o sector agro-alimentar, passando pela indústria e pelo canal Horeca. A Portugal Foods, a Portugal Fresh e a Viniportugal, que têm desenvolvido um trabalho excepcional junto das empresas produtoras nacionais e da indústria nacional, promovendo-os juntos de mercados internacionais e cujos conhecimentos serão igualmente determinantes para o sucesso das estratégias de internacionalização que estão a ser trabalhadas, Page 6

7 nomeadamente na estratégia de aproximação aos mercados externos e na definição dos compradores internacionais a convidar. Estas são parcerias e parceiros essenciais para o sucesso dos eventos. Aproveitando a sua presença, gostaria também de mencionar o nosso parceiro espanhol Tony Valls, Director Geral da AESA Alimentaria Exhibitions, que desde 1991 tem estado envolvido ativamente nesta parceria. São os organizadores em Espanha da Alimentaria Barcelona e são também os organizadores da Alimentaria México e de outros eventos deste sector noutros países, sobretudo na América do Sul e como tal também contribuem e apoiam através de nós as nossas empresas nesses mercados. Ainda um agradecimento muito especial a todos quantos se disponibilizaram para participar no filme da Alimentaria&Horexpo Lisboa / Portugal AGRO 2015 que está aqui a ser exibido em permanência, porque a valia das suas Page 7

8 intervenções é um elemento decisivo para promover este evento a nível interno e externo. Todas as entidades que referi, e bem assim as pessoas que as representam, mas também as que não tive oportunidade de referir, são não só importantes mas também a razão do dinamismo que caracteriza estes dois eventos, pelas acções de formação e animação temática a que já nos habituámos a assistir. Posso desde já referir entre outros eventos, que estão já agendados e a ser trabalhados, o 2º Concurso de Vinhos promovido pelo Crédito Agrícola, bem como a final do Concurso Chefe Cozinheiro do Ano, ainda o Concurso de Baristas, eventos que estão a ser desenvolvidos no âmbito de um novo espaço, a Alimentaria Experience e que permitirá aproximar as marcas aos consumidores. Relevo também a agenda de ações em auditório, como sejam o Congresso dos 30 anos da Distribuição Moderna em Portugal, a apresentação de estudos sectoriais, as Jornadas da AHRESP e muitas outras acções que por certo vão enriquecer o Programa geral. Page 8

9 Termino, renovando os meus agradecimentos a todos quantos direta e indiretamente contribuem para o sucesso destes eventos. Estou certo que estão em causa realizações que engrandecem a nossa oferta qualificada de bens e serviços de uma fileira que tem um elevado potencial e que muito pode contribuir para a criação de riqueza e para o reforço da competitividade da economia portuguesa. Todos teremos muito a ganhar com isso. Muito obrigado Jorge Rocha de Matos Page 9

28 a 30 de Outubro Feira Internacional de Lisboa. Patrocinador Oficial Apoio

28 a 30 de Outubro Feira Internacional de Lisboa. Patrocinador Oficial Apoio 28 a 30 de Outubro Feira Internacional de Lisboa Patrocinador Oficial Apoio Um reflexo de PORTUGAL enquanto nação, com as suas regiões, características, potencialidades e raízes TRADIÇÃO SUSTENTABILIDADE

Leia mais

Reunião Técnica - ENOTURISMO PRODUTO ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL - CONCLUSÕES

Reunião Técnica - ENOTURISMO PRODUTO ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL - CONCLUSÕES Reunião Técnica - ENOTURISMO PRODUTO ESTRATÉGICO PARA PORTUGAL - CONCLUSÕES Cartaxo, 30 de Junho de 2009 Na sequência da reflexão desenvolvida ao longo deste dia de trabalho, foi possível comprovar que

Leia mais

colômbia bogotá e medellín

colômbia bogotá e medellín Internacionalização conquistar novos mercados com a aip missão à colômbia 22 A 28 outubro 17 colômbia bogotá e medellín MISSÃO EMPRESARIAL A AIP organiza de 22 a 28 de Outubro uma Missão Empresarial Portuguesa

Leia mais

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18 financiamento financiamento qualificação relações relações sector sector seguros comunicação comunicação desenvolvimento desenvolvimento legislação legislação logística keting keting keting keting mercado

Leia mais

II CONGRESSO PORTUGAL FRESH

II CONGRESSO PORTUGAL FRESH 20 e 21 de NOVEMBRO de 2014 FIL PARQUE DAS NAÇÕES Este ano a Portugal Fresh vai realizar o II Congresso das Frutas, Legumes e Flores no âmbito da feira Portugal Agro, em parceria com a Fundação AIP, Crédito

Leia mais

Sector alimentar em foco de 14 a 17 de Abril de 2013 em Lisboa

Sector alimentar em foco de 14 a 17 de Abril de 2013 em Lisboa Sector alimentar em foco de 14 a 17 de Abril de 2013 em Lisboa ALIMENTARIA&HOREXPO 2013 É A PORTA DE ENTRADA PARA UM MERCADO DE 250 MILHÕES DE CONSUMIDORES Lisboa, 26 de Março de 2012 Promovida pela AIP

Leia mais

Certificar para Ganhar o Futuro Funchal, 2 Março 2007 José Leitão CEO APCER

Certificar para Ganhar o Futuro Funchal, 2 Março 2007 José Leitão CEO APCER Certificar para Ganhar o Futuro Funchal, 2 Março 2007 José Leitão CEO APCER www.apcer.pt AGENDA APCER: Quem Somos Porquê Certificar para Ganhar o Futuro? Campanha Nacional Objectivos Madeira como Mercado

Leia mais

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18 financiamento financiamento geoestratégia geoestratégia geoestratégia qualificação recursos recursos recursos relações relações sector sector seguros governação governação governação governação agronegócio

Leia mais

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18 financiamento financiamento geoestratégia geoestratégia geoestratégia qualificação recursos recursos recursos relações relações sector sector seguros governação governação governação governação agronegócio

Leia mais

DIA INTERNACIONAL DAS COOPERATIVAS. 2 DE JULHO DE 2016 Paços de Ferreira

DIA INTERNACIONAL DAS COOPERATIVAS. 2 DE JULHO DE 2016 Paços de Ferreira DIA INTERNACIONAL DAS COOPERATIVAS 2 DE JULHO DE 2016 Paços de Ferreira INTERVENÇÃO DO PRESIDENTE DA CONFAGRI Manuel dos Santos Gomes Em primeiro lugar quero saudar e agradecer a presença do Senhor Ministro

Leia mais

Seminário Nacional sobre a Avaliação do Programa do FIDA em Moçambique nos últimos 10 anos

Seminário Nacional sobre a Avaliação do Programa do FIDA em Moçambique nos últimos 10 anos REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE MINISTÉRIO DA PLANIFICAÇÃO E DESENVOLVIMENTO Seminário Nacional sobre a Avaliação do Programa do FIDA em Moçambique nos últimos 10 anos Discurso de Abertura de Sua Excelência o

Leia mais

Campanha de sensibilização do pnase

Campanha de sensibilização do pnase São Tomé, 28 de Fevereiro de 2017. Campanha de sensibilização do pnase Em alusão a 1 de Março, Dia Africano da Alimentação Escolar, o Ministério da Educação Cultura de São Tomé e Príncipe dá início à campanha

Leia mais

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18

Programa de Internacionalização Agronegócios CPLP 2017/18 financiamento financiamento geoestratégia geoestratégia geoestratégia qualificação recursos recursos recursos relações relações sector sector seguros governação governação governação governação agronegócio

Leia mais

CONCURSO DESIGN TO SALE by CAPITAL EUROPEIA DO MÓVEL

CONCURSO DESIGN TO SALE by CAPITAL EUROPEIA DO MÓVEL CONCURSO DESIGN TO SALE by CAPITAL EUROPEIA DO MÓVEL EMPREENDEDORISMO INOVAÇÃO CRIATIVIDADE ÍNDICE 1. PREÂMBULO... 2 2. OBJECTIVO DO DESIGN TO SALE by CAPITAL EUROPEIA DO MÓVEL... 4 3. CANDIDATOS... 4

Leia mais

Cooperação LEADER Balanço e Perspetivas de Futuro

Cooperação LEADER Balanço e Perspetivas de Futuro Cooperação LEADER Balanço e Perspetivas de Futuro Fatores facilitadores, condicionantes, boas práticas, e o seu contributo para o desenvolvimento dos territórios. 1 - OBJECTIVOS DA ELD DO RIBATEJO NORTE

Leia mais

Cumprimentos: - Todos os presentes, especialmente Bombeiros;» Sr. Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes;

Cumprimentos: - Todos os presentes, especialmente Bombeiros;» Sr. Secretário de Estado da Administração Interna, Jorge Gomes; 01 de maio Aniversário dos Bombeiros Permitam-me algum informalismo e que não leve à risca o Protocolo. - Gostaria de pedir um minuto de silêncio em memória de todos os Bombeiros já falecidos em particular

Leia mais

OPORTUNIDADES DE FINANCIAMENTO PARA AS EMPRESAS NO PORTUGAL 2020

OPORTUNIDADES DE FINANCIAMENTO PARA AS EMPRESAS NO PORTUGAL 2020 OPORTUNIDADES DE FINANCIAMENTO PARA AS EMPRESAS NO PORTUGAL 2020 Sessão de apresentação/divulgação Barreiro Vítor Escária 28.01.2015 1. Enquadramento 2. Condições de Elegibilidade e Apoios Máximos 3. Apoio

Leia mais

NOTA DE APRECIAÇÃO DO DOCUMENTO ESPANHOL

NOTA DE APRECIAÇÃO DO DOCUMENTO ESPANHOL NOTA DE APRECIAÇÃO DO DOCUMENTO ESPANHOL Linhas Estratégicas para a Internacionalização do setor agroalimentar ANÁLISE COMPARATIVA COM O DOCUMENTO PORTUGUÊS Estratégia Nacional para a Internacionalização

Leia mais

Caro amigo Dr. Jaime Gama, Senhor Patriarca de Lisboa, Senhor Núncio Apostólico, Senhora Secretária-Geral, Senhores Embaixadores e Diretores-Gerais,

Caro amigo Dr. Jaime Gama, Senhor Patriarca de Lisboa, Senhor Núncio Apostólico, Senhora Secretária-Geral, Senhores Embaixadores e Diretores-Gerais, Caro amigo Dr. Jaime Gama, Senhor Patriarca de Lisboa, Senhor Núncio Apostólico, Senhora Secretária-Geral, Senhores Embaixadores e Diretores-Gerais, Senhores Professores, Senhores Membros da Comissão Paritária,

Leia mais

Intervenção Senhor Presidente da Direcção, Comendador Mário Pereira Gonçalves

Intervenção Senhor Presidente da Direcção, Comendador Mário Pereira Gonçalves Intervenção Senhor Presidente da Direcção, Comendador Mário Pereira Gonçalves Debatemos a sobrevivência das nossas milhares de empresas, e dos respectivos centenas de milhares de postos de trabalho. Concluímos

Leia mais

78ª Feira Internacional de Agricultura Sérvia - Novi Sad 14 a 21 Maio 2011 Dossier de Divulgação

78ª Feira Internacional de Agricultura Sérvia - Novi Sad 14 a 21 Maio 2011 Dossier de Divulgação Dossier de Divulgação 01 Este documento tem como objectivo lançar o desafio às empresas para participação na Feira Internacional de Agricultura a ter lugar em Novi Sad (Sérvia) em Maio de 2011, promovida

Leia mais

plano COMUNICAÇÃO 2015

plano COMUNICAÇÃO 2015 plano COMUNICAÇÃO 2015 plano de comunicação Feira do Cavalo A Feira do Cavalo é uma das grandes apostas. Este evento não só posiciona Ponte de Lima e Portugal no circuito mundial equestre, como é, sem

Leia mais

APOIOS À INTERNACIONALIZAÇÃO DA ECONOMIA

APOIOS À INTERNACIONALIZAÇÃO DA ECONOMIA APOIOS À INTERNACIONALIZAÇÃO DA ECONOMIA Seminário Exportar, exportar, exportar A Experiência dos Principais Clusters Regionais Piedade Valente Vogal da Comissão Diretiva do COMPETE Viana do Castelo, 11

Leia mais

Programa para a Inovação nas Escolas do Concelho. Pensar Planear Praticar Partilhar

Programa para a Inovação nas Escolas do Concelho. Pensar Planear Praticar Partilhar Programa para a Inovação nas Escolas do Concelho Pensar Planear Praticar Partilhar Gestão da Inovação Janeiro de 2017 Pensar Como se torna possível a inovação para a educação no Concelho? O município através

Leia mais

5ª Edição da Conferência económica franco-portuguesa Marca Portugal - O contributo das empresas francesas

5ª Edição da Conferência económica franco-portuguesa Marca Portugal - O contributo das empresas francesas 5ª Edição da Conferência económica franco-portuguesa Marca Portugal - O contributo das empresas francesas Dr. Paulo Macedo 7 de Março 2017 1 Quero saudar o Senhor Ministro da Economia de Portugal, Manuel

Leia mais

ACÇÕES FUNDAÇÃO AIP EM MOÇAMBIQUE EM 2016

ACÇÕES FUNDAÇÃO AIP EM MOÇAMBIQUE EM 2016 ACÇÕES FUNDAÇÃO AIP EM MOÇAMBIQUE EM 2016 11 a 14 de Maio Expoconstrução Tektónica Moçambique (parceria Fundação AIP com o Ministério da Industria e do Comércio de Moçambique através do Ipex) e apoio da

Leia mais

Os instrumentos institucionais para a internacionalização das empresas

Os instrumentos institucionais para a internacionalização das empresas Seminário Importância da internacionalização na BTID nacional Lisboa, 25 de Janeiro de 2013 Os instrumentos institucionais para a internacionalização das empresas O papel do QREN Tópicos Formas de internacionalização

Leia mais

Enquadramento/Considerandos

Enquadramento/Considerandos Enquadramento/Considerandos a. O MBIA Agrolab é uma iniciativa da MBIA McDonald s Business Initiative for Agriculture que pretende apoiar os jovens agricultores portugueses, promovendo o desenvolvimento

Leia mais

Apresentação _ Pólos de Competitividade e Clusters Audição da Comissão Parlamentar de Assuntos Económicos, Inovação e Energia. 22 de Outubro de 2010

Apresentação _ Pólos de Competitividade e Clusters Audição da Comissão Parlamentar de Assuntos Económicos, Inovação e Energia. 22 de Outubro de 2010 Apresentação _ Pólos de Competitividade e Clusters Audição da Comissão Parlamentar de Assuntos Económicos, Inovação e Energia 22 de Outubro de 2010 ÍNDICE Objectivos Traçados Projectos Estruturantes do

Leia mais

Portugal Uma estratégia para o crescimento Grupo de Trabalho III. Exportação e Subcontratação Especializada. Relatório sectorial

Portugal Uma estratégia para o crescimento Grupo de Trabalho III. Exportação e Subcontratação Especializada. Relatório sectorial Portugal Uma estratégia para o crescimento Grupo de Trabalho III. Exportação e Subcontratação Especializada Relatório sectorial 8 de Maio de 2017 Membros do Grupo de Trabalho... 2 Resumo executivo... 3

Leia mais

Fórum das Exportações

Fórum das Exportações Ponta Delgada 27 de Junho de 2011 Arnaldo Machado Director Regional de Apoio ao Investimento e à Competitividade 1 Internacionalização Delimitação do conceito compreende todo o tipo de intervenção qualitativamente

Leia mais

Certificar para Ganhar o Futuro Ponta Delgada, 19 de Junho 2007 José Leitão CEO APCER

Certificar para Ganhar o Futuro Ponta Delgada, 19 de Junho 2007 José Leitão CEO APCER Certificar para Ganhar o Futuro Ponta Delgada, 19 de Junho 2007 José Leitão CEO APCER www.apcer.pt AGENDA APCER: Quem Somos Porquê Certificar para Ganhar o Futuro? Região Autónoma dos Açores como Mercado

Leia mais

Plano de Promoção e Internacionalização para 2013

Plano de Promoção e Internacionalização para 2013 Plano de Promoção e Internacionalização para 2013 Apresentação O Plano de Promoção e Internacionalização do IVDP para 2012, integrado na estratégia trienal aprovada no ano transato, configura uma evolução

Leia mais

PROJECTO DE LEI N.º637/X APROVA O ESTATUTO DO PROFISSIONAL DE ENOLOGIA. Exposição de motivos

PROJECTO DE LEI N.º637/X APROVA O ESTATUTO DO PROFISSIONAL DE ENOLOGIA. Exposição de motivos PROJECTO DE LEI N.º637/X APROVA O ESTATUTO DO PROFISSIONAL DE ENOLOGIA Exposição de motivos Ao longo da história, o sector vitivinícola tem tido um papel de relevo no nosso país enquanto actividade produtora

Leia mais

Projecto Vitalidade XXI. FIPA Federação das Indústrias Agro-Alimentares. Conclusões do estudo. A Indústria Alimentar e os Estilos de Vida Saudáveis

Projecto Vitalidade XXI. FIPA Federação das Indústrias Agro-Alimentares. Conclusões do estudo. A Indústria Alimentar e os Estilos de Vida Saudáveis Projecto Vitalidade XXI FIPA Federação das Indústrias Agro-Alimentares Conclusões do estudo A Indústria Alimentar e os Estilos de Vida Saudáveis A Percepção das Partes Interessadas e Apresentação dos compromissos

Leia mais

FarmPath Transições na Agricultura: Trajectórias para a Sustentabilidade Regional da Agricultura na Europa

FarmPath Transições na Agricultura: Trajectórias para a Sustentabilidade Regional da Agricultura na Europa FarmPath Transições na Agricultura: Trajectórias para a Sustentabilidade Regional da Agricultura na Europa DRAPAL, 8 Abril 2014 Teresa Pinto Correia (mtpc@uevora.pt) Cecília Fonseca (ceciliaf@uevora.pt)

Leia mais

CRIAR VALOR, CONSTRUIR O FUTURO

CRIAR VALOR, CONSTRUIR O FUTURO Federação das Indústrias Portuguesas Agro-Alimentares º DA INDÚSTRIA CONGRESSO PORTUGUESA AGRO-ALIMENTAR CRIAR VALOR, CONSTRUIR O FUTURO PROPOSTA DE PARCERIA CONVENTO DO BEATO LISBOA 4 DE ABRIL 2017 6º

Leia mais

Quem somos e o quê fazemos?

Quem somos e o quê fazemos? Quem somos e o quê fazemos? Uma entidade sem fins lucrativos dedicada a pensar estrategicamente o setor, conduzindo programas direcionados ao desenvolvimento tecnológico das empresas e a sua inserção no

Leia mais

O projecto SALSA - Agricultura familiar,

O projecto SALSA - Agricultura familiar, O projecto SALSA - Agricultura familiar, pequenas empresas agroalimentares e segurança alimentar sustentável 28 de Outubro de 2016 O Projecto SALSA (Small farms, small food businesses and sustainable food

Leia mais

Excelências, Senhoras e Senhores Embaixadores e membros das delegações;

Excelências, Senhoras e Senhores Embaixadores e membros das delegações; Excelências, Senhoras e Senhores Embaixadores e membros das delegações; Caros convidados Senhoras e Senhores, Permitam-me, em primeiro lugar, cumprimentar V. Exªs e agradecer pelo facto de terem aceite

Leia mais

Exmo. Sr. Ministro da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento, Uma primeira palavra de boas-vindas à Universidade de Aveiro, e de

Exmo. Sr. Ministro da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento, Uma primeira palavra de boas-vindas à Universidade de Aveiro, e de Exmo. Sr. Ministro da Economia, da Inovação e do Desenvolvimento, Exmo. Sr. Secretário de Estado da Energia e da Inovação, Exmo. Sr. Director Geral da Agência para a Energia, Caros membros da Comunidade

Leia mais

ÂMBITO. De 27 a 29 de Outubro 2016 a Exponor será palco de um evento inovador e pioneiro. so food so good. portugal taste

ÂMBITO. De 27 a 29 de Outubro 2016 a Exponor será palco de um evento inovador e pioneiro. so food so good. portugal taste ÂMBITO De 27 a 29 de Outubro 2016 a Exponor será palco de um evento inovador e pioneiro. so food so good portugal taste APRESENTAÇÃO O evento So Food So Good pretende ser uma referência nacional para os

Leia mais

10-13 NOV 2017 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA, JUNQUEIRA

10-13 NOV 2017 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA, JUNQUEIRA 10-13 NOV 2017 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA, JUNQUEIRA UM EVENTO REVISTA DE VINHOS 10-13 NOV 2017 CENTRO DE CONGRESSOS DE LISBOA (JUNQUEIRA) Caro(a) Produtor(a), 4 DIAS INTENSOS DEDICADOS AO MUNDO DO

Leia mais

A Cooperativa. Ponte da Barca, 14 de Maio de 2013

A Cooperativa. Ponte da Barca, 14 de Maio de 2013 A Cooperativa Ponte da Barca, 14 de Maio de 2013 Historial Constituição em 1977 Inicio de actividade em 1980 Inicio da laboração na central fruteira em 1988 Organização Assembleia Geral Conselho Fiscal

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES FEDERAÇÃO DE DOENÇAS RARAS DE PORTUGAL

PLANO DE ACTIVIDADES FEDERAÇÃO DE DOENÇAS RARAS DE PORTUGAL PLANO DE ACTIVIDADES 2017 FEDERAÇÃO DE DOENÇAS RARAS DE PORTUGAL INTRODUÇÃO Na base da elaboração deste plano de actividades, está a intenção desta Direcção de implementar uma estratégia de acção baseada

Leia mais

TRANSFORMAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS. Alguns Indicadores

TRANSFORMAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS. Alguns Indicadores TRANSFORMAÇÃO E COMERCIALIZAÇÃO DE PRODUTOS AGRÍCOLAS Alguns Indicadores FICHA TÉCNICA COORDENAÇÃO E EQUIPA TÉCNICA: Área de Monitorização e Avaliação AUTORIDADE DE GESTÃO DO PDR2020 Rua de São Julião,

Leia mais

PROGRAMA O MELHOR DE PORTUGAL. Bruxelas 28 e 29 de Junho de 2014

PROGRAMA O MELHOR DE PORTUGAL. Bruxelas 28 e 29 de Junho de 2014 O MELHOR DE PORTUGAL Bruxelas 28 e 29 de Junho de 2014 A CAP, Ponte e Nuno Melo, promovem Portugal em Bruxelas O melhor de Portugal Entre os dias 28 e 29 de Junho de 2014, vai realizar-se a segunda grande

Leia mais

DÉLÉGATION PERMANENTE DU PORTUGAL AUPRÈS DE L'UNESCO. Portugal. Debate de Política Geral da 39ª Sessão da Conferência Geral da UNESCO

DÉLÉGATION PERMANENTE DU PORTUGAL AUPRÈS DE L'UNESCO. Portugal. Debate de Política Geral da 39ª Sessão da Conferência Geral da UNESCO Portugal Debate de Política Geral da 39ª Sessão da Conferência Geral da UNESCO Intervenção do Senhor Ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues (1 de novembro de 2017- de tarde) Senhora Presidente da

Leia mais

Gostaria de manifestar todo o nosso reconhecimento aos Senhores Ministro da Economia e do Emprego e Secretário

Gostaria de manifestar todo o nosso reconhecimento aos Senhores Ministro da Economia e do Emprego e Secretário SESSÃO DE LANÇAMENTO DO MOVIMENTO PARA O EMPREGO FCG (SALA DIRECÇÕES) - 23.05.2013, 15H30 Senhor Ministro da Economia e do Emprego Senhor Secretário de Estado do Emprego Senhores Deputados Senhor Presidente

Leia mais

FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DE PROJETO INTERNACIONALIZAÇÃO. 1. Identificação e enquadramento do projeto no Plano de Ação

FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DE PROJETO INTERNACIONALIZAÇÃO. 1. Identificação e enquadramento do projeto no Plano de Ação FICHA DE CARACTERIZAÇÃO DE PROJETO INTERNACIONALIZAÇÃO 1. Identificação e enquadramento do projeto no Plano de Ação Código da Operação Projeto Nº.: NORTE-02-0752-FEDER-000910 Designação do Projeto Internacionalização

Leia mais

PRIORIDADES ESTRATÉGICAS PARA A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SETOR AGROALIMENTAR

PRIORIDADES ESTRATÉGICAS PARA A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SETOR AGROALIMENTAR PRIORIDADES ESTRATÉGICAS PARA A INTERNACIONALIZAÇÃO DO SETOR AGROALIMENTAR DOCUMENTO DE COMPROMISSO 04.02.2013 I. ENQUADRAMENTO No início de 2012 o MAMAOT consultou as várias organizações ligadas ao setor

Leia mais

ENCONTRO DE PARCEIROS

ENCONTRO DE PARCEIROS ENCONTRO DE PARCEIROS UDIPSSSetúbal e BANCO ALIMENTAR Setúbal, 18 de Maio de 2016 Ao dirigir-me, em nome da de Solidariedade Social do Distrito de Setúbal, quero em primeiro lugar felicitar todos os presentes

Leia mais

Mulheres na Ciência: contributo para o crescimento inteligente. CIEJD, 2 de Março de Boas-vindas

Mulheres na Ciência: contributo para o crescimento inteligente. CIEJD, 2 de Março de Boas-vindas SEMINÁRIO Mulheres na Ciência: contributo para o crescimento inteligente CIEJD, 2 de Março de 2011 Boas-vindas Agradecimento às oradoras, Prof. Ana Maria Trindade Lobo, Dra. Maria João Botelho e Dra. Graça

Leia mais

Fórum da OIT Trabalho Digno para uma Globalização Justa

Fórum da OIT Trabalho Digno para uma Globalização Justa Fórum da OIT Trabalho Digno para uma Globalização Justa Abertura pelo Senhor Primeiro Ministro Lisboa, FIL (Junqueira), 31 de Outubro de 2007, 17H00 Senhor Director-Geral do BIT, Senhoras e Senhores, Saúdo

Leia mais

Exmo. Senhor Presidente do Comité Olímpico de Portugal. Exmo. Senhor Secretário-Geral do Comité Olímpico de Portugal

Exmo. Senhor Presidente do Comité Olímpico de Portugal. Exmo. Senhor Secretário-Geral do Comité Olímpico de Portugal Exmo. Senhor Presidente do Comité Olímpico de Portugal Exmo. Senhor Secretário-Geral do Comité Olímpico de Portugal Exmo. Senhor Presidente do Instituto Português do Desporto e da Juventude Exmo. Senhor

Leia mais

01 de maio Aniversário dos Bombeiros Permitam-me algum informalismo e que não leve à risca o Protocolo. - Gostaria de pedir um minuto de silêncio em

01 de maio Aniversário dos Bombeiros Permitam-me algum informalismo e que não leve à risca o Protocolo. - Gostaria de pedir um minuto de silêncio em 01 de maio Aniversário dos Bombeiros Permitam-me algum informalismo e que não leve à risca o Protocolo. - Gostaria de pedir um minuto de silêncio em memória de todos os Bombeiros já falecidos e particularmente

Leia mais

Posse da Comissão de Acompanhamento do Plano Nacional de Saúde Lisboa, Palácio Foz

Posse da Comissão de Acompanhamento do Plano Nacional de Saúde Lisboa, Palácio Foz Posse da Comissão de Acompanhamento do Plano Nacional de Saúde 2004-2010 Lisboa, Palácio Foz 19-01-2005 Senhor Director-Geral e Alto Comissário da Saúde Senhores Membros da Comissão de Acompanhamento PROF.

Leia mais

O contributo do Cluster Habitat Sustentável

O contributo do Cluster Habitat Sustentável O contributo do Cluster Habitat Sustentável Victor Ferreira congresso LiderA, Lisboa 25/05/2011 Plataforma para a Construção Sustentável Visão e Missão OClusterHabitat? agregador em rede de actividades

Leia mais

Senhora Comissária responsável pelos Assuntos do Mar e Pescas,

Senhora Comissária responsável pelos Assuntos do Mar e Pescas, LANÇAMENTO DA ESTRATÉGIA EUROPEIA PARA O ATLÂNTICO LISBOA, 28 DE NOVEMBRO DE 2011 INTERVENÇÃO DA SENHORA MAMAOT Senhor Primeiro Ministro, Senhora Comissária responsável pelos Assuntos do Mar e Pescas,

Leia mais

«Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP» Dia 5 de maio de 2017 SESSÃO SOLENE «POLÍTICAS CULTURAIS E ECONOMIA AUDIOVISUAL NA CPLP»

«Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP» Dia 5 de maio de 2017 SESSÃO SOLENE «POLÍTICAS CULTURAIS E ECONOMIA AUDIOVISUAL NA CPLP» «Dia da Língua Portuguesa e da Cultura na CPLP» Dia 5 de maio de 2017 SESSÃO SOLENE «POLÍTICAS CULTURAIS E ECONOMIA AUDIOVISUAL NA CPLP» Intervenção S. Ex.ª Maria do Carmo Silveira, Secretária Executiva

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia Gabinete do Secretário Regional

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia Gabinete do Secretário Regional Sessão Comemorativa do 75º aniversário da Mútua dos Pescadores, 3 junho Intervenção do Secretário Regional do Mar Srs. Deputados Sr. Presidente da Camara Municipal da Horta Sr. Presidente da Assembleia

Leia mais

Grupo Portucel Soporcel promove Conferência Internacional As Plantações na Floresta de Amanhã

Grupo Portucel Soporcel promove Conferência Internacional As Plantações na Floresta de Amanhã Grupo Portucel Soporcel promove Conferência Internacional As Plantações na Floresta de Amanhã A Floresta foi o tema central da Conferência Internacional As Plantações na Floresta de Amanhã, que o grupo

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 21/2015 de 30 de Janeiro de 2015

PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 21/2015 de 30 de Janeiro de 2015 PRESIDÊNCIA DO GOVERNO Resolução do Conselho do Governo n.º 21/2015 de 30 de Janeiro de 2015 Considerando a firme convicção do Governo dos Açores de continuar a prosseguir e intensificar a sua estratégia

Leia mais

eficiência energética estratégia iniciativa inovação mat

eficiência energética estratégia iniciativa inovação mat ambiente competência competitividade construção s eficiência energética estratégia iniciativa inovação sinergias sustentabilidade tecnologias transformação sustentável desenvolvimento diferenciação dinamism

Leia mais

Caro Paulo Lopes Lourenço, Consul Geral de Portugal em São Paulo. Estimado Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto

Caro Paulo Lopes Lourenço, Consul Geral de Portugal em São Paulo. Estimado Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto Caro Paulo Lopes Lourenço, Consul Geral de Portugal em São Paulo Estimado Rui Moreira, presidente da Câmara Municipal do Porto Caros empresários e empreendedores aqui presentes, Minhas senhoras e meus

Leia mais

A Empresa Promoção, Imagem e Comunicação Eventos e Congressos Traduções e Interpretacções Trabalho temporário Recrutamento e Selecção

A Empresa Promoção, Imagem e Comunicação Eventos e Congressos Traduções e Interpretacções Trabalho temporário Recrutamento e Selecção A Empresa Promoção, Imagem e Comunicação Eventos e Congressos Traduções e Interpretacções Trabalho temporário Recrutamento e Selecção A Hospedeiras de Portugal são uma empresa nacional com experiência

Leia mais

Exmo. Senhor Presidente da Comissão Directiva do Mais Centro. Sras. Srs. Presidentes de Câmara Municipais e Vice-Presidentes

Exmo. Senhor Presidente da Comissão Directiva do Mais Centro. Sras. Srs. Presidentes de Câmara Municipais e Vice-Presidentes Exmo. Senhor Presidente da Comissão Directiva do Mais Centro Prof. Dr. Alfredo Marques Sras. Srs. Presidentes de Câmara Municipais e Vice-Presidentes Sr. Presidente da AIRV- Dr. João Cotta Sr. Presidente

Leia mais

Programa de Doutoramento em Gestão, Liderança e Políticas no Sector Agroalimentar

Programa de Doutoramento em Gestão, Liderança e Políticas no Sector Agroalimentar Programa de Doutoramento em Gestão, Liderança e Políticas no Sector Agroalimentar Workshop Colaboração entre Moçambique e Portugal nos Sectores Agrícola, Alimentar e Florestal, Maputo, 2 de Junho 2015

Leia mais

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas. 20 de Junho de 2016

O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas. 20 de Junho de 2016 O papel da AICEP na Internacionalização das Empresas Portuguesas 20 de Junho de 2016 Internacionalização - Desafios Diversificar Mercados Alargar a Base Exportadora Enquadramento Evolução Recente Peso

Leia mais

Cluster Habitat Sustentável rede de cooperação

Cluster Habitat Sustentável rede de cooperação Cluster Habitat Sustentável rede de cooperação COIMBRA, 19/04/2012 Victor Ferreira (Plataforma Construção Sustentável) Cluster Habitat Sustentável - Rede de Cooperação O cluster Habitat? agregador em rede

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO PROJETO

APRESENTAÇÃO DO PROJETO APRESENTAÇÃO DO PROJETO ENQUADRAMENTO OBJETIVO CENTRAL ENTIDADES PROMOTORAS PARCEIROS SETORES ECONÓMICOS ALVO ATIVIDADES E CRONOGRAMA INDICADORES DE RESULTADOS GABINETES DE APOIO À INTERNACIONALIZAÇÃO

Leia mais

Sistemas de Incentivos do QREN

Sistemas de Incentivos do QREN Sistemas de Incentivos do QREN Sistemas de Incentivos do QREN 1. Sistema de Incentivos à Qualificação e Internacionalização de PME 2. Sistema de Incentivos à Inovação 3. Sistema de Incentivos à Investigação

Leia mais

PortugalFoods - Pólo de Competitividade e Tecnologia Agro-Alimentar. ALTO MINHO Desafio Isabel Braga da Cruz

PortugalFoods - Pólo de Competitividade e Tecnologia Agro-Alimentar. ALTO MINHO Desafio Isabel Braga da Cruz PortugalFoods - Pólo de Competitividade e Tecnologia Agro-Alimentar ALTO MINHO Desafio 2020 Isabel Braga da Cruz Vila Nova de Cerveira, 19 de Abril 2012 O Pólo de Competitividade e Tecnologia Agro-Alimentar

Leia mais

PLANO DE ACÇÃO REGIONAL ALENTEJO 2020

PLANO DE ACÇÃO REGIONAL ALENTEJO 2020 FORUM REGIONAL ALENTEJO 2020 DESAFIOS E OPORTUNIDADES PLANO DE ACÇÃO REGIONAL ALENTEJO 2020 COMISSÃO DE COORDENAÇÃO E DESENVOLVIMENTO REGIONAL DO ALENTEJO Joaquim Fialho joaquim.fialho@ccdr-a.gov.pt Vendas

Leia mais

M I N H O R E G I Ã O E U R O P E I A D A G A S T R O N O M I A

M I N H O R E G I Ã O E U R O P E I A D A G A S T R O N O M I A M I N H O R E G I Ã O E U R O P E I A D A G A S T R O N O M I A 2 de março de 2016 16H15 1 1- APRESENTAÇÃO Candidatura submetida pelo Consórcio Minho In ao IGCAT Instituto Internacional de Gastronomia,

Leia mais

Exmo. Senhor Secretário de Estado da Saúde, Dr. Manuel Teixeira,

Exmo. Senhor Secretário de Estado da Saúde, Dr. Manuel Teixeira, Ciclo de Conferências Saber Investir Saber Inovar 2015 Adicionar Valor ao Sistema de Saúde em Portugal 2 de Junho - CCB Intervenção do Presidente da APIFARMA Exmo. Senhor Secretário de Estado da Saúde,

Leia mais

Unidade-Disciplina-Trabalho MINISTÉRIO DO EMPREGO E DOS ASSUNTOS SOCIAIS Gabinete do Ministro. 104ª Conferencia Internacional do Trabalho

Unidade-Disciplina-Trabalho MINISTÉRIO DO EMPREGO E DOS ASSUNTOS SOCIAIS Gabinete do Ministro. 104ª Conferencia Internacional do Trabalho 104ª Conferencia Internacional do Trabalho Discurso do Ministro do Emprego e dos Assuntos Sociais de São Tomé e Príncipe (08 de Junho 2015) Senhora Presidente da centésima quarta Conferencia Internacional

Leia mais

ORGANIZAÇÕES INTERPROFISSIONAIS. 10.ª reunião plenária 07 Maio 2014

ORGANIZAÇÕES INTERPROFISSIONAIS. 10.ª reunião plenária 07 Maio 2014 ORGANIZAÇÕES INTERPROFISSIONAIS 10.ª reunião plenária 07 Maio 2014 Agenda Organizações Interprofissionais Introdução Enquadramento do tema Enquadramento das OI Regulamentação UE Situação nacional Exemplos

Leia mais

OPORTUNIDADES NA PRODUÇÃO PRIMÁRIA 6 março 2015

OPORTUNIDADES NA PRODUÇÃO PRIMÁRIA 6 março 2015 OPORTUNIDADES NA PRODUÇÃO PRIMÁRIA 6 março 2015 1 QUEM SOMOS A CONSULAI (www.consulai.com) possui atualmente cerca de 600 clientes, passando por todos os sectores da produção e transformação de produtos

Leia mais

AGENDA 21 LOCAL DE MOGADOURO

AGENDA 21 LOCAL DE MOGADOURO AGENDA 21 LOCAL DE MOGADOURO Resultados da primeira reunião do Fórum Participativo Realizada no dia 2 de Junho de 2006 4 de Agosto de 2006 Versão para o Grupo Coordenador Equipa Técnica Na realização do

Leia mais

Medida de apoio à inovação

Medida de apoio à inovação Medida de apoio à inovação Programa de Desenvolvimento Rural 2014-2020 Maria Pedro Silva Organização: Apoio Institucional: Grupos Crescimento Valor Acrescentado Rentabilidade Económica Inovação Capacitação

Leia mais

José Alberto Azeredo Lopes

José Alberto Azeredo Lopes José Alberto Azeredo Lopes Ministro da Defesa Nacional Intervenção do Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, na XII Conferência de Ministros de Defesa das Américas Trinidade e Tobago,

Leia mais

Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança

Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança Apresentação de Angola na XII Reunião dos Ministros do Trabalho e dos Assuntos Sociais Os Desafios na Protecção Social para alcançar a Segurança Alimentar e Nutricional Maputo, 25 de Abril de 2013 Constituição

Leia mais

CABO VERDE. AERLIS - Oeiras

CABO VERDE. AERLIS - Oeiras CABO VERDE AERLIS - Oeiras 20.01.2010 Relações Económicas com Portugal Cabo Verde Relações Económicas com Portugal Importância de Cabo Verde nos Fluxos Comerciais de Portugal 2004 2005 2006 2007 2008 COMO

Leia mais

Pequena Agricultura Familiar e Dieta Mediterrânica

Pequena Agricultura Familiar e Dieta Mediterrânica Conferência Internacional A Pequena Agricultura Familiar: Chayanov revisitado? Lisboa, 27 de Outubro 2014 Pequena Agricultura Familiar e Dieta Mediterrânica Proposta de cooperação integrada com base na

Leia mais

FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA. Seminário Internacional no Porto. 26 de março de Intervenção do Presidente da CIP

FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA. Seminário Internacional no Porto. 26 de março de Intervenção do Presidente da CIP FAZER ACONTECER A REGENERAÇÃO URBANA Seminário Internacional no Porto 26 de março de 2013 Intervenção do Presidente da CIP Minhas Senhoras e Meus Senhores, Antes de mais quero agradecer a Vossa presença

Leia mais

Um Caso de Estudo na Produção: Pera Rocha

Um Caso de Estudo na Produção: Pera Rocha Um Caso de Estudo na Produção: Pera Rocha WORKSHOP Sustentabilidade e Carbono no Sector Agro-Alimentar @ Óbidos 26-05-2011 psantos@consulai.com AGENDA PROJECTO Apresentação do projecto associado à produção

Leia mais

Digníssimo Director Geral Adjunto para a Investigação Científica e Pós Graduação; Suas Reverendíssimas Bispos Auxiliares;

Digníssimo Director Geral Adjunto para a Investigação Científica e Pós Graduação; Suas Reverendíssimas Bispos Auxiliares; Discurso de abertura das Jornadas Científico- Académicas e Culturais alusivas ao dia 17 de Outubro, dia Oficial do ISPT, Proferido pela Directora Geral Eng. Elsa Domingas Pedro Luanda, 09 de Outubro 2017

Leia mais

Resultados da Pesquisa sobre Políticas de CTI e Instrumentos de Política (GO-SPIN)

Resultados da Pesquisa sobre Políticas de CTI e Instrumentos de Política (GO-SPIN) Resultados da Pesquisa sobre Políticas de CTI e Instrumentos de Política (GO-SPIN) República de Moçambique Ministério da Ciência e Tecnologia, Ensino Superior e Técnico Profissional Maputo, 19 de Novembro

Leia mais

Formação em Desenho de Estratégias Financeiras Integradas Organização: TCP CPLP/FAO

Formação em Desenho de Estratégias Financeiras Integradas Organização: TCP CPLP/FAO Formação em Desenho de Estratégias Financeiras Integradas Organização: TCP CPLP/FAO A EXPERIÊNCIA DA ADRA NO ESTABELECIMENTO DE ALIANÇAS ESTRATÉGICAS ANGOLA Belisário dos Santos Lisboa / Junho 2009 1.Em

Leia mais

Seminário Os Novos Requisitos ISO 9001-ISO 14001:2015 Contributos para a Melhoria da Competitividade Muito boa tarde,

Seminário Os Novos Requisitos ISO 9001-ISO 14001:2015 Contributos para a Melhoria da Competitividade Muito boa tarde, Seminário Os Novos Requisitos ISO 9001-ISO 14001:2015 Contributos para a Melhoria da Competitividade Muito boa tarde, Em nome da CONQUISTAR, gostaria de agradecer e saudar Vossa presença neste evento a

Leia mais

VALORIZAÇÃO DA PRODUÇÃO NACIONAL

VALORIZAÇÃO DA PRODUÇÃO NACIONAL VALORIZAÇÃO DA PRODUÇÃO NACIONAL 04 julho 2012 Agenda Valorização da Produção Nacional Enquadramento Síntese das respostas ao questionário Outros países Iniciativas nacionais Propostas de atuação Enquadramento

Leia mais

As PME s em Moçambique

As PME s em Moçambique MINISTÉRIO DA INDÚSTRIA E COMÉRCIO Seminário Económico Moçambique Portugal As em Moçambique Por Claire Zimba Existimos para Auditório da Culturgest, 10:40Hrs 11:00Hrs, 17 de Julho de 2015, Lisboa - Portugal

Leia mais

III convenção Sou de Peniche Peniche, 12 de Junho de Plano para o desenvolvimento da gastronomia do Oeste

III convenção Sou de Peniche Peniche, 12 de Junho de Plano para o desenvolvimento da gastronomia do Oeste Peniche, 12 de Junho de 2009 Plano para o desenvolvimento da gastronomia do Oeste O que é? Um conjunto de acções, directas e indirectas, para alavancar um movimento que elevaráa gastronomia do Oeste a

Leia mais

Guia para um consumo sustentável

Guia para um consumo sustentável Guia para um consumo sustentável Contexto O consumo sustentável traduz-se na utilização adequada dos recursos naturais de forma a satisfazer as actuais necessidades de consumo sem comprometer as gerações

Leia mais

Sessão de Divulgação TAGUS2020 Ribatejo Interior. Diversificação de Atividades na Exploração Agrícola e Bolsa Nacional de Terras

Sessão de Divulgação TAGUS2020 Ribatejo Interior. Diversificação de Atividades na Exploração Agrícola e Bolsa Nacional de Terras Sessão de Divulgação TAGUS2020 Ribatejo Interior Diversificação de Atividades na Exploração Agrícola e Bolsa Nacional de Terras A nossa Visão Potenciar o máximo aproveitamento e utilização do território

Leia mais

TOMATE PARA INDÚSTRIA

TOMATE PARA INDÚSTRIA FICHA DE INTERNACIONALIZAÇÃO TOMATE PARA INDÚSTRIA CENÁRIO DE ANTECIPAÇÃO BREVE CARATERIZAÇÃO DIAGNÓSTICO O ANÁLISE INTERNA - PONTOS FORTES O ANÁLISE INTERNA - PONTOS FRACOS O ANÁLISE EXTERNA - OPORTUNIDADES

Leia mais

"Actors Emergentes em África, Diplomacia Económica e a Procura de Segurança Económica"

Actors Emergentes em África, Diplomacia Económica e a Procura de Segurança Económica "Actors Emergentes em África, Diplomacia Económica e a Procura de Segurança Económica" Discurso de Sua Excelência Henrique Banze Vice - Ministro dos Negócios Estrangeiros e Cooperação da República de Moçambique

Leia mais

PLANO MUNICIPAL DE CULTURA

PLANO MUNICIPAL DE CULTURA PLANO MUNICIPAL DE CULTURA A cultura e o dinamismo de uma comunidade podem medir-se pelo número de associações culturais e recreativas que desenvolvem uma atividade regular, organizada e estruturada, sendo

Leia mais