INTEMPERISMO DE ROCHAS MINERALOGIA DE SOLOS

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INTEMPERISMO DE ROCHAS MINERALOGIA DE SOLOS"

Transcrição

1 INTEMPERISMO DE ROCHAS X MINERALOGIA DE SOLOS

2 INTEMPERISMO DE ROCHAS 1-CONCEITO: conjunto de processos que ocorrem na superfície terrestre envolvendo ação de agentes atmosféricos, água, calor solar, gelo,vento, etc...em condições de T e P normais 2- Tipos de intemperismo físico...predomina em regiões frias e secas químico... predomina em regiões quentes e úmidas 3- Intemperismo físico: conjunto de processos que levam a desagregação das rochas liberando seus minerais, sem alteração na estrutura cristalina. Ocorre redução do tamanho das particulas da rocha primitiva devido a quebras e a processo de abrasão a- ação do calor: principal agente de desintegração coeficiente de dilatação linear: quartzo... // ao eixo longitudinal = 8 μm/m perpendicular...= 14 μm/m feldspatos...1.5, 2.0 e 19.0 μm/m granitos... 6 a 2 μm/m

3 VARIAÇÃO DE TEMPERATURA EM ROCHAS, NA BAHIA (LEINZ e AMARAL, 1978) TEMPERATURA 0 C 17 HORAS 5 HORAS VARIAÇÃO da atmosfera de norito (rocha escura) de gnaisse (rocha clara)

4 AÇÃO DO CONGELAMENTO DE ÁGUA NA DESAGREGAÇÃO DE ROCHAS (LEINZ e AMARAL, 1978) ROCHA POROSIDADE A* B** ( %) Mármore O, ,05 Arenito cimentado ,3 Arenito ,7 Calcário 30 1 O,9 A*- Número de vezes de congelamento e descongelamento, necessário para o aparecimento das primeiras fendas. B**- Quantidade (g/m 2 ) de detritos originados em cada processo de congelamento e descongelamento

5 Bloco de gnaisse fraturado pela ação do gelo nas fissuras (Antártida) Ação do crescimento de raízes, alargando as fissuras e contribuindo para a fragmentação das rochas

6 Formação das juntas de alívio em conseqüência da expansão do corpo rochoso sujeito a alívio de pressão pela erosão do material sobreposto. Estas descontinuidades servem de caminhos para percolação das águas que promovem o intemperismo químico

7

8 4-Intemperismo Químico resultado de reações químicas minerais X soluções aquosas ocorre decomposição dos minerais primários devido a alterações de sua estrutura e a liberação de cátions e ânions caracteriza-se; remoção de ions solúveis e concentração ions de baixa solubilidade. Ca, Na, Mg e K são rapida/ eliminados.. lixiviação...al e Fe tri tendem a se concentrar profundidade muito superior ao físico: Serra do Mar chega a 120m, RO... 60m

9 PROCESSOS DE INTEMPERISMO QUÍMICO Hidrólise é o mais importante reação que atua nos processos de intemperização, ação destrutiva nos silicatos... Silicato + H 2 O + H + Mineral secundário + ácido silícico + cátions KAlSi 3 O 8 + 7H 2 O + H + Al (OH) 3 + 3H 4 SiO 4 + K + Gibbsita 2KAlSi 3 O 8 + 9H 2 O + 2 H + Al 2 (OH) Si 2 O 5 + 4H 4 SiO K + caulinita 3KAlSi 3 O H 2 O +2 H+ ortoclásio KAl 2 (OH) 2 (Al, Si) 4 O H 4 SiO K + ilita

10 Carbonatação íons carbonato CO -2 3 e bicarbonato HCO - 3 estrutura dos minerais CO 2 + H 2 O HCO 3- + H + quebra de Oxidação processo mais comum e importantes da natureza. O ferro dos minerais ferromagnesianos das rochas ígneas e metamórficas que estão sob a forma de Fe 2+ em contato com oxigenio oxida-se a Fe 3+ Redução ambientes redutores aeração deficiente Fe 3+ passa a Fe 2+ Mudança de coloração vermelha ou amarela passa a verde ou cinza Dissolução / Hidratação

11 5- GÊNESE DE ARGILOMINERAIS resultado da interação do material original com uma solução aquosa. a partir do intemperismo de um grande variedade de minerais através de dois mecanismos principais: hidrólise e acidólise a natureza dos argilo-minerais dependerá de 3 fatôres principais: -composição Mineralógica e textural da rocha original; -composição química da solução aquosa e -velocidade de fluxo de solução através do material. para diferentes mecanismos importância de diferentes fatôres: -hidrólise + importante o fluxo que a comp. química;

12 HIDRÓLISE... Valores de ph 5 a 9.6 Nessas condições o Al e Fe são insolúveis...acumulam. Elementos alcalinos e alc. Terrosos são lixiviados Sílica mobilizada com veloc. inferior...lixiviação parcial e Recombinação com Al argilo-minerais Drenagem muito importante regula a v. de fluxo de soluções

13

14 DIFERENTES GRAUS DE HIDRÓLISE TOTAL......ALITIZAÇÃO.. oncentração de Al..(Fe)... Não há formação de A.M. GIBBSITA Al 2 (OH) 6 Condições de drenagem livre e intensa, Regiões úmidos e/ou zonas elevadas do relevo PARCIAL despolimerização da sílica parcial (eliminação parcial): Todas as bases, 2/3 da sílica e 0% do Al eliminadas... MONOSSIALITIZAÇÃO... (A.M. 1:1) CAULINITA 87% bases, 46% de sílica e 0% de Al eliminadas... BISSIALITIZAÇÃO..(A.M) 2:1 ESMECTITAS Montmorilonitas condições de drenagem fraca ou parcialmente impedida regiões mais secas e/ou nas partes mais baixas do relevo

15

16

17

18 Série de Goldich: ordem de estabilidade dos minerais mais comuns frente ao Intemperismo

19 MINERAIS NAS ROCHAS intemperismo MINERAIS NOS SOLOS QUARTZO AREIA (quartzo) FELSPATOS Argilas FERRO MAGNESIANO Piroxênios, anfibólios, biotitas Argilas + Óxidos e hidróxidos Fe e Al

20

21

22

Geodinâmica externa. UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. 3 Intemperismo FUNDAMENTOS DE GEOLOGIA

Geodinâmica externa. UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia. 3 Intemperismo FUNDAMENTOS DE GEOLOGIA UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Centro de Ciências Exatas, Biológicas e Ambientais UFRB - Universidade Federal do Recôncavo da Bahia Centro de Ciências Exatas, Biológicas e Ambientais

Leia mais

Aula 8: recapitulando os exercícios da avaliação...

Aula 8: recapitulando os exercícios da avaliação... Aula 8: recapitulando os exercícios da avaliação... Aula 8: Intemperismo INTEMPERISMO Rocha tenaz Solo friável INTEMPERISMO FÍSICO 1. Variação de temperatura (termoclastia); 2. Alívio de pressões; 3. Congelamento

Leia mais

Intemperismo. Profa. Maristela Bagatin Silva

Intemperismo. Profa. Maristela Bagatin Silva Intemperismo Profa. Maristela Bagatin Silva Uma vista do sul do escarpamento de Omã, próximo ao mar da Arábia Intemperismo Conjunto de modificações de ordem Física (desagregação) Química (decomposição)

Leia mais

GEOTÉCNICA Bibliografia

GEOTÉCNICA Bibliografia GEOTÉCNICA Intemperismo - Físico - Químico - Solução ou carbonatação Bibliografia: Notas de aula (apostila) de Geotécnica, Prof. Reno Reine Castello (1998) Teixeira, W.; Toledo, M.C.M.; Fairchild, T.R.;

Leia mais

Como as rochas se transformam em solos?

Como as rochas se transformam em solos? Como as rochas se transformam em solos? Na natureza existe uma tendência ao equilíbrio físico-químico entre as substâncias sólidas, líquidas e gasosas. A maior parte das rochas origina-se em grandes profundidades

Leia mais

INTEMPERISMO QUÍMICO MUDANÇAS QUÍMICAS DE MINERAIS DA SUA FORMA MAIS INSTÁVEL PARA MAIS ESTÁVEL

INTEMPERISMO QUÍMICO MUDANÇAS QUÍMICAS DE MINERAIS DA SUA FORMA MAIS INSTÁVEL PARA MAIS ESTÁVEL INTEMPERISMO QUÍMICO MUDANÇAS QUÍMICAS DE MINERAIS DA SUA FORMA MAIS INSTÁVEL PARA MAIS ESTÁVEL PERDA DE ELEMENTOS QUÍMICOS PRIMÁRIOS TRASFORMAÇÃO DE ELEMENTOS PRIMÁRIOS DA ROCHA EM SECUNDÁRIOS ALTERAÇÃO

Leia mais

Fatores de Formação do Solo. Unidade III - Fatores de Formação do Solo

Fatores de Formação do Solo. Unidade III - Fatores de Formação do Solo Unidade III - SILVA J.R.T., 2005 1. Material de Origem. 2. Clima. 3. Relevo. 4. Organismos Vivos. 5. Tempo. Estudo da influência de cada fator é difícil Interdependência entre eles. Fatores Ativos: Clima

Leia mais

GEOLOGIA GERAL GEOGRAFIA

GEOLOGIA GERAL GEOGRAFIA GEOLOGIA GERAL GEOGRAFIA Segunda 18 às 20h Quarta 20 às 22h museu IC II Aula 11 Intemperismo Turma: 2016/01 Profª. Larissa Bertoldi larabertoldi@gmail.com INTEMPERISMO INTEMPERISMO Conceito: conjunto de

Leia mais

Intemperismo e erosão

Intemperismo e erosão Intemperismo e erosão Intemperismo 1 Conceito 2 Tipos de intemperismo 3 Fatores que controlam o intemperismo (rocha, topografia, clima, vegetação) 4 Os produtos do intemperismo (solos, saprolitos, jazidas)

Leia mais

Curso de Engenharia Civil

Curso de Engenharia Civil Curso de Engenharia Civil Disciplina: Período: 5º semestre Professor: Luiz Antonio do Nascimento Email: ladnascimento@gmail.com Página: www.lnascimento.com.br Origem e Formação dos Solos: Os solos se originam

Leia mais

Processos Geológicos. Oliveira, Francisco Sérgio Silva de. Processos geológicos / Francisco Sérgio Silva de Oliveira. Varginha, slides; il.

Processos Geológicos. Oliveira, Francisco Sérgio Silva de. Processos geológicos / Francisco Sérgio Silva de Oliveira. Varginha, slides; il. Processos Geológicos Oliveira, Francisco Sérgio Silva de. O48p Processos geológicos / Francisco Sérgio Silva de Oliveira. Varginha, 2015. 26 slides; il. Sistema requerido: Adobe Acrobat Reader Modo de

Leia mais

MÓDULO 2: PROCESSOS ENDÓGENOS E EXÓGENOS NA FORMAÇÃO DO RELEVO A Tectônica e as Formas do Relevo Forças internas na Formação do Relevo Forças

MÓDULO 2: PROCESSOS ENDÓGENOS E EXÓGENOS NA FORMAÇÃO DO RELEVO A Tectônica e as Formas do Relevo Forças internas na Formação do Relevo Forças MÓDULO 2: PROCESSOS ENDÓGENOS E EXÓGENOS NA FORMAÇÃO DO RELEVO A Tectônica e as Formas do Relevo Forças internas na Formação do Relevo Forças externas - Intemperismo Processos Geomorfológicos são todas

Leia mais

Origem e Formação dos Solos

Origem e Formação dos Solos UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL MSO1 - Mecânica dos Solos I Origem e Formação dos Solos Prof.: Flavio A. Crispim SINOP - MT 2012 Definição de solo Pode ser definido

Leia mais

Liberação de nutrientes pelas rochas Intemperismo

Liberação de nutrientes pelas rochas Intemperismo 3. Fluxo de nutrientes em ecossistemas florestais Liberação de nutrientes pelas rochas Retenção e liberação de nutrientes pelo solo Absorção de nutrientes pelas plantas Ciclagem de nutrientes em ecossistemas

Leia mais

Da rocha ao solo. Intemperismo: contexto aplicado Mudança ambiental O tipo e o grau de intemperismo da rocha pode informar sobre mudanças ambientais.

Da rocha ao solo. Intemperismo: contexto aplicado Mudança ambiental O tipo e o grau de intemperismo da rocha pode informar sobre mudanças ambientais. ROCHA NUTRIENTES PEDOGÊNESE Intemperismo Prof. J.Miguel Reichert (Prof. Ricardo Dalmolin) PRODUTOS INTERMEDIÁRIOS NUTRIENTES SOLO NUTRIENTES 2KAlSi 3 O 8 + H 2 O Primário (rocha) Da rocha ao solo Al 2

Leia mais

MINERAIS SECUNDÁRIOS

MINERAIS SECUNDÁRIOS MINERAIS SECUNDÁRIOS -Aula 27- Alexandre Paiva da Silva Minerais primários: diretamente da rocha Ex.: micas, feldspatos, quartzo, etc Minerais secundários: formados no solo a partir de outros minerais

Leia mais

FATORES DE FORMAÇÃO DO SOLO

FATORES DE FORMAÇÃO DO SOLO FATORES DE FORMAÇÃO DO SOLO DEFINIÇÕES DE SOLO Geólogo: Camada de materiais inconsolidados Engenheiro de Minas: material solto sobre o minério que precisa ser removido Engenheiro Civil: matéria-prima para

Leia mais

MINERALOGIA DOS SOLOS COMPOSIÇÃO MINERALÓGICA DOS SOLOS

MINERALOGIA DOS SOLOS COMPOSIÇÃO MINERALÓGICA DOS SOLOS COMPOSIÇÃO MINERALÓGICA DOS SOLOS minerais resistentes ao intemperismo. Ex: quartzo minerais intemperizáveis em diferentes graus de alteração. Exs: feldspatos, micas minerais secundários originados do

Leia mais

Intemperismo e Formas de Relevo

Intemperismo e Formas de Relevo Geomorfologia 2009 - Módulo 4 Intemperismo e Formas de Relevo Itatiaia (RJ) Serra do Cipó (MG) Serra Gaúcha Canyon Fortaleza (RS) Módulo 4 Intemperismo e Formas de Relevo Introdução Intemperismo Físico

Leia mais

Material de apoio. Origem e Constituição. Origem e Constituição. Curso básico de mecânica dos solos (Carlos Souza Pinto, Oficina de Textos, 2006);

Material de apoio. Origem e Constituição. Origem e Constituição. Curso básico de mecânica dos solos (Carlos Souza Pinto, Oficina de Textos, 2006); Universidade Paulista Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia Departamento de Engenharia Civil Professora Moema Castro, MSc. Material de apoio 2 Curso básico de mecânica dos solos (Carlos Souza Pinto,

Leia mais

Revisão sobre Rochas e Minerais

Revisão sobre Rochas e Minerais Revisão sobre Rochas e Minerais Quando conhecemos melhor as pedras, elas deixam de ser simples objetos inanimados e transformam-se em pequenos capítulos da história do planeta Terra e da nossa própria

Leia mais

A importância dos minerais de argila: Estrutura e Características. Luiz Paulo Eng. Agrônomo

A importância dos minerais de argila: Estrutura e Características. Luiz Paulo Eng. Agrônomo A importância dos minerais de argila: Estrutura e Características Luiz Paulo Eng. Agrônomo Argilo-minerais O Quando se fala em minerais, normalmente vemnos à mente a imagem de substâncias sólidas, duras,

Leia mais

Ciclo das Rochas e Formação dos Solos

Ciclo das Rochas e Formação dos Solos Ciclo das Rochas e Formação dos Solos Conjunto de transformações do material rochoso no qual rochas são geradas, recicladas, destruídas e alteradas devido à dinâmica interna e externa da Terra! CICLO

Leia mais

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ - UNOCHAPECÓ INTEMPERISMO

UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ - UNOCHAPECÓ INTEMPERISMO UNIVERSIDADE COMUNITÁRIA DA REGIÃO DE CHAPECÓ - UNOCHAPECÓ INTEMPERISMO Prof. Carolina R. Duarte Maluche Baretta Chapecó (SC), Abril de 2013. Intemperismo? Definição: Intemperismo: alterações físicas e

Leia mais

A. PROCESSOS GEOMORFOLÓGICOS B. MAGNITUDE E FREQÜÊNCIA C. TEORIA DOS SISTEMAS D. PROCESSOS EXTERNOS (INTEMPERISMO)

A. PROCESSOS GEOMORFOLÓGICOS B. MAGNITUDE E FREQÜÊNCIA C. TEORIA DOS SISTEMAS D. PROCESSOS EXTERNOS (INTEMPERISMO) MÓDULO 01: Introdução à Geomorfologia e Conceitos Fundamentais 1.1 A Geomorfologia no Contexto da Geografia e das Geociências 1.2 Evolução Histórica da Geomorfologia e as Principais Escolas 1.3 Conceitos

Leia mais

SEDIMENTOS E ROCHAS SEDIMENTARES

SEDIMENTOS E ROCHAS SEDIMENTARES SEDIMENTOS E ROCHAS SEDIMENTARES 21/03/2012 Prof. Patrício Pires patricio.pires@gmail.com Definição 2 Sedimentos 1. Coleção de partículas agrupadas ou segregadas por processos físicos, químicos ou biológicos.

Leia mais

Forças exógenas na elaboração do relevo

Forças exógenas na elaboração do relevo Forças exógenas na elaboração do relevo Agentes da dinâmica externa sobre o relevo; Processos morfogenéticos: e Geomorfologia do Carste Intemperismo (físico e químico) PROCESSOS EXÓGENOS NA ELABORAÇÃO

Leia mais

CAPITULO 6: INTEMPERISMO 6.1. INTRODUÇÃO

CAPITULO 6: INTEMPERISMO 6.1. INTRODUÇÃO CAPITULO 6: INTEMPERISMO 6.1. INTRODUÇÃO A afirmação a crosta terrestre é constituída por rochas faz parece que estas rochas estejam sempre à superfície possibilitando assim os trabalhos de quem se interessem

Leia mais

Fatores de Formação do Solo

Fatores de Formação do Solo Clima Forma ativa e diferencial de atuação na formação do solo; Rochas iguais + condições climáticas diferentes = solos diferentes Rochas diferentes + condições climáticas iguais = solos iguais Sheila

Leia mais

INTEMPERISMO. Intemperismo físico. Intemperismo Químico

INTEMPERISMO. Intemperismo físico. Intemperismo Químico O ciclo das Rochas INTEMPERISMO É um conjunto de fenômenos físicos e químicos que levam à transformação das Rochas que estão na superfície da terra e ocorrem In Situ, ou seja sem haver deslocamento do

Leia mais

clima. O material intemperizado das rochas ou minerais podem permanecer no mesmo local durante um certo tempo. Mais cedo ou mais tarde porém esse

clima. O material intemperizado das rochas ou minerais podem permanecer no mesmo local durante um certo tempo. Mais cedo ou mais tarde porém esse FORMAÇÃO DOS SOLOS A maioria das rochas se forma em profundidade, em ambientes diferentes dos que existem na superfície terrestre. Ao ficarem expostas à atmosfera e à hidrosfera, adaptam-se ao novo ambiente

Leia mais

Relação Rocha - Solo

Relação Rocha - Solo Relação Rocha - Solo ROCHA MINERAIS Primários (Litogênicos) Elementos Químicos INTEMPERISMO FÍSICO INTEMPERISMO QUÍMICO INTEMPERISMO QUÍMICO LIXIVIAÇÃO (excesso de água) Mineral Secundário (Pedogênico)

Leia mais

1 ROCHAS Assembléia de minerais Rocha = mineral essencial (principal) + minerais assessórios

1 ROCHAS Assembléia de minerais Rocha = mineral essencial (principal) + minerais assessórios ROCHAS 1 ROCHAS Assembléia de minerais Rocha = mineral essencial (principal) + minerais assessórios Mineral essencial: sempre aparecem na rocha Minerais acessórios: aparecem ou não na rocha 2 CLASSIFICAÇÃO

Leia mais

MECÂNICA DOS SOLOS I (TEC00259)

MECÂNICA DOS SOLOS I (TEC00259) MECÂNICA DOS SOLOS I (TEC00259) Origem dos Solos Perfis de Solos Grãos e Partículas dos Solos Prof. Manoel Isidro de Miranda Neto Eng.Civil, DSc A ORIGEM DO SOLO Decomposição das rochas que constituíam,

Leia mais

Mecânica dos Solos I. Eng. Mucambe

Mecânica dos Solos I. Eng. Mucambe 1 Mecânica dos Solos I gylcambine@icloud.com Eng. Mucambe 2 Em que campos podemos utilizar a mecânica dos Solos? Fundações: As cargas de qualquer estrutura têm de ser, em 3 última instância, descarregadas

Leia mais

Composição do solo. Luciane Costa de Oliveira

Composição do solo. Luciane Costa de Oliveira Composição do solo Luciane Costa de Oliveira Introdução O solo é composto por matéria mineral, matéria orgânica, água e ar; Além da areia, argila e MO (fase sólida), o solo apresenta canais ou poros, importantes

Leia mais

Geoquímica de Superfície Bases conceituais Interação lito, hidro, pedo e bio-esferas

Geoquímica de Superfície Bases conceituais Interação lito, hidro, pedo e bio-esferas Geoquímica de Superfície Bases conceituais Interação lito, hidro, pedo e bio-esferas Adaptado do curso de Hidrogeoquímica, ministrado pelo prof. Jorge de Lena UFOP/EM/DEGEO Ciclo das rochas Intemperismo

Leia mais

Composição dos Solos

Composição dos Solos Composição dos Solos Composição do Solo Fragmentos de rocha Minerais primários Minerais secundários: Argilo-minerias Silicatos não cristalinos Óid Óxidos e hidróxidos hidóid de ferro e alumínio íi Carbonatos

Leia mais

INTERACÇÃO ÁGUA-ROCHA O caso das rochas ígneas, sedimentares e metamórficas

INTERACÇÃO ÁGUA-ROCHA O caso das rochas ígneas, sedimentares e metamórficas INTERACÇÃO ÁGUA-ROCHA O caso das rochas ígneas, sedimentares e metamórficas As rochas apresentam composições mineralógicas variáveis, As condições climáticas, a composição da água de recarga, o tempo de

Leia mais

Fundamentos de mineralogia e o ciclo de geração das rochas

Fundamentos de mineralogia e o ciclo de geração das rochas UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Fundamentos de mineralogia e o ciclo de geração das rochas Prof. Paulo Jorge de Pinho Itaqui, março de 2017 Generalidades Crosta terrestre composta por ROCHAS compostas por

Leia mais

FLG Pedologia AULA 12. Distribuição dos processos de alteração na superfície da Terra e os solos do mundo

FLG Pedologia AULA 12. Distribuição dos processos de alteração na superfície da Terra e os solos do mundo FLG 1254 - Pedologia AULA 12 Distribuição dos processos de alteração na superfície da Terra e os solos do mundo Varia em função dos parâmetros climáticos atuais, distinguindo dois domínios: 1) Regiões

Leia mais

Origem e Formação dos Solos

Origem e Formação dos Solos Origem e Formação dos Solos Disciplina: Mecânica dos Solos Professor: Marcel Sena Campos E-mail: senagel@gmail.com Várzea Grande - MT 2014 Ciclo das rochas e Origem dos Solos Rochas Ígneas Rochas formadas

Leia mais

NUTRIÇÃO MINERAL GÊNESE DO SOLO. Rochas da Litosfera expostas ao calor, água e ar. Alterações físicas e químicas (intemperismo)

NUTRIÇÃO MINERAL GÊNESE DO SOLO. Rochas da Litosfera expostas ao calor, água e ar. Alterações físicas e químicas (intemperismo) NUTRIÇÃO MINERAL GÊNESE DO SOLO Rochas da Litosfera expostas ao calor, água e ar Alterações físicas e químicas (intemperismo) Físico (Altera o tamanho) Químico (Altera a composição) Intemperismo Físico

Leia mais

ROCHAS SEDIMENTARES. Escola Secundária de Viriato A.S.

ROCHAS SEDIMENTARES. Escola Secundária de Viriato A.S. ROCHAS SEDIMENTARES METEORIZAÇÃO Ò Conjunto de processos que leva à alteração das características iniciais das rochas, por acção de processos físicos e químicos, que ocorrem na superfície da Terra. Ò Ajuda

Leia mais

Revisão sobre Rochas e Minerais. Sheila R. Santos 1

Revisão sobre Rochas e Minerais. Sheila R. Santos 1 Revisão sobre Rochas e Minerais 1 Definição de rocha: Corpos sólidos naturais que contém um ou mais minerais. Uma determinada rocha é sempre composta de um agregado de minerais com padrão definido, formados

Leia mais

GEOLOGIA. Professor: Adilson Soares E- mail: Site:

GEOLOGIA. Professor: Adilson Soares E- mail: Site: GEOLOGIA Professor: Adilson Soares E- mail: adilson.soares@unifesp.br Site: www.geologia.tk Intemperismo e Erosão Intemperismo e Erosão 1.Fatores condicionantes do intemperismo 2.Intemperismo físico 3.Intemperismo

Leia mais

Rochas Sedimentares. Rochas Sedimentares 01/09/2016

Rochas Sedimentares. Rochas Sedimentares 01/09/2016 Rochas Sedimentares Rochas Sedimentares Rochas que resultam da desintegração e decomposição de rochas preexistentes (magmáticas, metamórficas ou sedimentares), graças a ação de intemperismo (conjunto de

Leia mais

Estudos Ambientais. Solos CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ - CEAP

Estudos Ambientais. Solos CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ - CEAP Estudos Ambientais Solos CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ - CEAP Objetivos da aula Definir os conceitos de solo e intemperismo Compreender o processo de formação do solo Conhecer os tipos de solos existentes.

Leia mais

Tipos de intemperismo

Tipos de intemperismo INTEMPERISMO Conjunto de processos que transformam rochas maciças e tenazes em materiais friáveis solos DESEQUILÍBRIO Tipos de intemperismo Intemperismo físico (desintegração) Processos físicos fragmentação

Leia mais

Intemperismo. Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Curso de Bacharelado em Engenharia Civil. Disciplina: Geologia Básica de Engenharia

Intemperismo. Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Curso de Bacharelado em Engenharia Civil. Disciplina: Geologia Básica de Engenharia Fundação Carmelitana Mário Palmério - FUCAMP Curso de Bacharelado em Engenharia Civil Intemperismo Disciplina: Geologia Básica de Engenharia Professora: Carolina Angélica Ghelli email: carolinaghelli@gmail.com

Leia mais

A geologia é uma ciência que estuda a composição, estruturas e movimentos formadores da crosta terrestre. Esta subdivide-se em:

A geologia é uma ciência que estuda a composição, estruturas e movimentos formadores da crosta terrestre. Esta subdivide-se em: Colégio Henrique Hennry Curso: Técnico de operações em Sistemas de petróleo Disciplina: Princípio de Geologia Introdução -1 A geologia é uma ciência que estuda a composição, estruturas e movimentos formadores

Leia mais

Fatores de Formação de Solos

Fatores de Formação de Solos Fatores de Formação de Solos De onde vem o solo? O solo resulta da ação simultânea do clima e organismos que atuam sobre um material de origem (rocha), que ocupa determinada paisagem ou relevo, durante

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE

ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA UNIVERSIDADE DO ESTADO DE MATO GROSSO CAMPUS UNIVERSITÁRIO DE SINOP DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL A ORIGEM DOS SOLOS Todos os solos se originam

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE UNIVERSIDADE FEDERAL DO ACRE QUÍMICA E FERTILIDADE DO SOLO MACRONUTRIENTE DOCENTE: Dr. Ribamar Silva Potássio ------------------------------------------------------------------------ I. Introdução. K +

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E ENGENHARIAS DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO VEGETAL. DPV 053 Geologia e Pedologia

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E ENGENHARIAS DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO VEGETAL. DPV 053 Geologia e Pedologia UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS E ENGENHARIAS DEPARTAMENTO DE PRODUÇÃO VEGETAL DPV 053 Geologia e Pedologia Rochas Ígneas Alegre - ES 2017 ROCHAS ÍGNEAS Etnologia termo

Leia mais

Intemperismo tópicos gerais

Intemperismo tópicos gerais Universidade Federal de São Paulo Departamento de Ciências do Mar Curso de Bacharel em C&T Ciências do Mar Módulo: Geologia Geral Prof. Dr. Gilberto Pessanha Ribeiro gilberto.unifesp@gmail.com Intemperismo

Leia mais

GSA0621-Princípios de Geologia Sedimentar. Professores: André Oliveira Sawakuchi Renato Paes de Almeida

GSA0621-Princípios de Geologia Sedimentar. Professores: André Oliveira Sawakuchi Renato Paes de Almeida GSA0621-Princípios de Geologia Sedimentar Professores: André Oliveira Sawakuchi Renato Paes de Almeida 1. Introdução Objetivos da disciplina Introduzir os principais conceitos da Geologia Sedimentar: -

Leia mais

PROPRIEDADES GEOMORFOLÓGICAS DAS ROCHAS

PROPRIEDADES GEOMORFOLÓGICAS DAS ROCHAS PROPRIEDADES GEOMORFOLÓGICAS DAS ROCHAS Aula 3 META Entender como as propriedades geomorfológicas de uma rocha podem infl uenciar no modo de escoamento superfi cial, na desagregação mecânica e na decomposição

Leia mais

PROCESSOS GEOMORFOLÓGICOS

PROCESSOS GEOMORFOLÓGICOS PROCESSOS GEOMORFOLÓGICOS FORÇAS EXÓGENAS ATUAÇÃO DE FORÇAS ENDÓGENAS E EXÓGENAS 1-agradação;b)degradação gradação a) Tectônica b) Vulcanismo c) Processos desnudacionais PROCESSOS GEOMORFOLÓGICOS: condição

Leia mais

Composição da crosta terrestre e o intemperismo

Composição da crosta terrestre e o intemperismo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA Composição da crosta terrestre e o intemperismo Prof. Paulo Jorge de Pinho Itaqui, agosto de 2017 Pitágoras (580 500 a.c) A terra e suas origens A terra e suas origens Eudoxus

Leia mais

TEXTURA DO SOLO. Atributos físicos e químicos do solo -Aula 4- Prof. Alexandre Paiva da Silva

TEXTURA DO SOLO. Atributos físicos e químicos do solo -Aula 4- Prof. Alexandre Paiva da Silva TEXTURA DO SOLO Atributos físicos e químicos do solo -Aula 4- Prof. Alexandre Paiva da Silva Introdução Textura vs Granulometria Tamanho das partículas minerais Frações de interesse Atributo intrínseco

Leia mais

O SOLO COMO F0RNECEDOR DE NUTRIENTES

O SOLO COMO F0RNECEDOR DE NUTRIENTES O SOLO COMO F0RNECEDOR DE NUTRIENTES LIQUIDA (SOLUÇÃO DO SOLO) ÍONS INORGÂNICOS E ORGÂNICOS/MICROPOROS SÓLIDA - RESERVATORIO DE NUTRIENTES - SUPERFÍCIE QUE REGULA A CONCENTRAÇÃO DOS ELEMENTOS NA SOLUÇÃO

Leia mais

GEOLOGIA GERAL GEOGRAFIA

GEOLOGIA GERAL GEOGRAFIA GEOLOGIA GERAL GEOGRAFIA Segunda 18 às 20h Quarta 20 às 22h museu IC II Aula 5 Rochas Ígneas Turma: 2016/01 Profª. Larissa Bertoldi larabertoldi@gmail.com Minerais Rochas Rochas são agregados naturais

Leia mais

Roberta Bomfim Boszczowski e Laryssa Petry Ligocki. Características Geotécnicas dos Solos Residuais de Curitiba e RMC

Roberta Bomfim Boszczowski e Laryssa Petry Ligocki. Características Geotécnicas dos Solos Residuais de Curitiba e RMC Roberta Bomfim Boszczowski e Laryssa Petry Ligocki Características Geotécnicas dos Solos Residuais de Curitiba e RMC MAPA GEOLÓGICO CARACTERÍSTICAS REGIONAIS Rochas do embasamento: condições muito boas

Leia mais

GEOQUÍMICA DO SOLO DEFINIÇÃO:

GEOQUÍMICA DO SOLO DEFINIÇÃO: GEOQUÍMICA DO SOLO DEFINIÇÃO: Ciência que se dedica ao estudo do solo e de suas relações com as demais esferas geoquímicas (pedosfera, atmosfera, hidrosfera, litosfera e biosfera). Nos ecossistemas terrestres...

Leia mais

Capítulo 5 ROCHAS SEDIMENTARES

Capítulo 5 ROCHAS SEDIMENTARES Capítulo 5 ROCHAS SEDIMENTARES 1- DEFINIÇÕES Rochas que resultam da desintegração e decomposição de rochas preexistentes (magmáticas, metamórficas ou sedimentares), graças a ação de intemperismo (conjunto

Leia mais

Propriedades Químicas

Propriedades Químicas Propriedades Químicas Fertilidade 1. Armazenar micro e macro nutrientes em moléculas estáveis no solo 2. Disponibilização desses nutrientes às plantas 3. ph 4. Depende da composição mineral e orgânica

Leia mais

NITOSSOLOS. Ordem. Sheila R. Santos 1

NITOSSOLOS. Ordem. Sheila R. Santos 1 NITOSSOLOS Ordem Solos medianamente profundos, bastante intemperizados, e com fraca diferenciação de horizontes, mas com macroagregados nítidos e reluzentes no horizonte B. Sheila R. Santos 1 SiBCS: NITOSSOLOS

Leia mais

Universidade Federal do Paraná Departamento de Construção Civil. Universidade Federal do Paraná Departamento de Construção Civil

Universidade Federal do Paraná Departamento de Construção Civil. Universidade Federal do Paraná Departamento de Construção Civil Rochas Magmáticas 1 Rochas É um agregado natural de um ou mais minerais, ou vidro vulcânico, ou ainda matéria orgânica, e que faz parte importante da crosta sólida da Terra 2 1 Classificação das rochas

Leia mais

Estrutura de silicatos

Estrutura de silicatos Estrutura de silicatos Tetraedros de SiO 2. ângulo de 109,2 o. O silício ocupa o centro do tetraedro e os oxigênios, os vértices do tetraedro Silicatos Átomos de silício e oxigênio Cadeias estruturais

Leia mais

GEOTÉCNICA Bibliografia

GEOTÉCNICA Bibliografia GEOTÉCNICA Formação de Solos - Solos Residuais - Solos Transportados Bibliografia: Notas de aula (apostila) de Geotécnica, Prof. Reno Reine Castello (1998) Chiossi, N. J. (1979); Geologia Aplicada à Engenharia

Leia mais

REAÇÃO DO SOLO. Atributos físicos e químicos do solo -Aula 11- Prof. Alexandre Paiva da Silva INTRODUÇÃO. Solos ácidos: distribuição geográfica

REAÇÃO DO SOLO. Atributos físicos e químicos do solo -Aula 11- Prof. Alexandre Paiva da Silva INTRODUÇÃO. Solos ácidos: distribuição geográfica REAÇÃO DO SOLO Atributos físicos e químicos do solo -Aula 11- Prof. Alexandre Paiva da Silva INTRODUÇÃO Solos ácidos: distribuição geográfica Efeito sobre as culturas e nos atributos do solo Acidez superficial

Leia mais

FSP Avaré 1º semestre 2013 Prof. Fabio Tonin MECÂNICA DOS SOLOS

FSP Avaré 1º semestre 2013 Prof. Fabio Tonin MECÂNICA DOS SOLOS FSP Avaré 1º semestre 2013 Prof. Fabio Tonin fabio.tonin@gmail.com MECÂNICA DOS SOLOS Mecânica dos Solos REVISÃO: CONCEITOS DE SOLOS SOLO Palavra oriunda do latim solum Na língua portuguesa, terreno sobre

Leia mais

AGG00209 INTRODUÇÃO A PETROFÍSICA QUESTIONÁRIO 1 MINERAIS E ROCHAS

AGG00209 INTRODUÇÃO A PETROFÍSICA QUESTIONÁRIO 1 MINERAIS E ROCHAS AGG00209 INTRODUÇÃO A PETROFÍSICA QUESTIONÁRIO 1 MINERAIS E ROCHAS 1) Qual das sentenças abaixo é verdadeira? a) Os minerais originam-se e são destruídos por reações químicas. b) A maior parte dos minerais

Leia mais

1) Introdução CONCEITO:

1) Introdução CONCEITO: Rafael Montanari SOLOS 1) Introdução CONCEITO: Coleção de corpos naturais, constituido por partes sólidas, líquidas e gasosas, tridimensionais, dinâmicos. Formado por partes minerais e orgânicas, ocupando

Leia mais

FORMAÇÃO DO SOLO. *Vieira, M. A. RESUMO

FORMAÇÃO DO SOLO. *Vieira, M. A. RESUMO FORMAÇÃO DO SOLO *Vieira, M. A. RESUMO O solo é a superfície inconsolidada, constituído por camadas que diferem pela natureza física, química, biológica e mineralógica. Com a ação de quatro agentes formadores

Leia mais

Metamorfismo. Roches metamórficas

Metamorfismo. Roches metamórficas METAMORFISMO Introdução - Definição Metamorfismo Processo que leva a uma modificação de mineralogia ou de textura das rochas, no estado sólido, sob o efeito da temperatura, da pressão e dos flúidos Roches

Leia mais

Capítulo 1 Origem e formação dos solos

Capítulo 1 Origem e formação dos solos Capítulo 1 Origem e formação dos solos Geotecnia I SLIDES 02 Prof. MSc. Douglas M. A. Bittencourt prof.douglas.pucgo@gmail.com A origem do solo Em geral, os solos são formados pela decomposição das rochas

Leia mais

Capítulo 1 Origem e formação dos solos

Capítulo 1 Origem e formação dos solos Capítulo 1 Origem e formação dos solos Geotecnia I SLIDES 02 Prof. MSc. Douglas M. A. Bittencourt prof.douglas.pucgo@gmail.com A origem do solo Em geral, os solos são formados pela decomposição das rochas

Leia mais

Composição da água do mar

Composição da água do mar Composição da água do mar Vanessa Hatje Sumário das propriedades da água Pontes de Hidrogênio são responsáveis pelo alto calor latente de fusão e evaporação e alta capacidade calorífica da água. Transporte

Leia mais

CIÊNCIAS O CICLO DAS ROCHAS

CIÊNCIAS O CICLO DAS ROCHAS Texto para estudo CIÊNCIAS O CICLO DAS ROCHAS A Terra é um planeta vivo e seus continentes estão em constante movimento, devido à dissipação de calor do interior do planeta. A geologia é a ciência que

Leia mais

ANO INTERNACIONAL DOS SOLOS

ANO INTERNACIONAL DOS SOLOS 2015 - ANO INTERNACIONAL DOS SOLOS FALANDO DOS SOLOS (7) Em condições normais, coexistem no solo uma componente mineral e uma orgânica, a que se associam uma fase líquida e uma fase gasosa essenciais ao

Leia mais

3 Aspectos Geológicos e Geotécnicos

3 Aspectos Geológicos e Geotécnicos 3 Aspectos Geológicos e Geotécnicos Nos itens a seguir serão abordados os aspectos geológicos e geotécnicos de maior interesse na área da Barragem de Terra da Margem Esquerda. 3.1. Características Gerais

Leia mais

VERTISSOLOS. Ordem. Conhecidos como os solos de Deus. Deus nos defenda! Deus nos gilgai! Sheila R. Santos 3

VERTISSOLOS. Ordem. Conhecidos como os solos de Deus. Deus nos defenda! Deus nos gilgai! Sheila R. Santos 3 VERTISSOLOS Ordem Conhecidos como os solos de Deus. Deus nos defenda! Deus nos gilgai! Sheila R. Santos 3 VERTISSOLOS Deus nos defenda! Deus nos gilgai! Sheila R. Santos 4 VERTISSOLOS do latim vertere

Leia mais

Prof. lucasmarqui. Rochas e Solos Geologia

Prof. lucasmarqui. Rochas e Solos Geologia Rochas e Solos Geologia Nosso planeta, a Terra, existe a aproximadamente 4,5 bilhões de anos e trabalha como um sistema de muitos componentes interativos, tanto sob sua superfície como em sua atmosfera

Leia mais

Classificação dos Solos

Classificação dos Solos Classificação dos Solos SOLOS BRASILEIROS exemplo - solos do RS Lemos e outros,1973- escala 1:750.000 Levantamento semelhante p/ Santa Catarina Levantamentos Brasileiros - EMBRAPA e IBGE - RADAMBRASIL

Leia mais

Materiais constituintes do Concreto. Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira

Materiais constituintes do Concreto. Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira Materiais constituintes do Concreto Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira Cimento Portland Prof. M.Sc. Ricardo Ferreira Fonte: Egydio Herve Neto Dario Dafico Silvia Selmo P.K. Mehta and P.J.M. Monteiro Eletrobras

Leia mais

Disciplina: Mineralogia e Tratamento de Minérios. Prof. Gustavo Baldi de Carvalho

Disciplina: Mineralogia e Tratamento de Minérios. Prof. Gustavo Baldi de Carvalho Disciplina: Mineralogia e Tratamento de Minérios Prof. Gustavo Baldi de Carvalho Indústrias: Plásticos Cerâmica Metalúrgica Amplamente utilizado nas indústrias de plásticos, tintas, papel e cosméticos,

Leia mais

A Meteorização Química das Rochas e o Ambiente. 32º Curso de Atualização de Professores de Geociências

A Meteorização Química das Rochas e o Ambiente. 32º Curso de Atualização de Professores de Geociências A Meteorização Química das Rochas e o Ambiente 32º Curso de Atualização de Professores de Geociências SUMÁRIO 1 OBJECTIVOS 2 A METEORIZAÇÃO QUÍMICA DAS ROCHAS E O AMBIENTE 2.1 Efeitos da Meteorização Química

Leia mais

Magmas e formação de rochas ígneas

Magmas e formação de rochas ígneas Magmas e formação de rochas ígneas O que é um magma? Um fundido (geralmente silicatado) + cristais + gases (H 2 O, CO 2 SO 2, Cl, F, etc ), que é gerado no interior da Terra, provido de mobilidade. Quando

Leia mais

EPL Hélder Giroto Paiva. Principais etapas da formação de rochas sedimentares

EPL Hélder Giroto Paiva. Principais etapas da formação de rochas sedimentares EPL Hélder Giroto Paiva Principais etapas da formação de rochas sedimentares Terra um planeta geologicamente activo: 2 Geodinâmica externa o Sol fornece energia para que, na superfície terrestre, ocorra

Leia mais

AS ROCHAS E OS SOLOS MÓDULO 12

AS ROCHAS E OS SOLOS MÓDULO 12 AS ROCHAS E OS SOLOS MÓDULO 12 COMO AS ROCHAS SE FORMAM? A litosfera é a camada de rocha que existe sobre o manto, ou seja, a nossa crosta terrestre, que se transforme e se cria por meio do vulcanismo

Leia mais

Formação dos solos. Introdução e conceitos. Formação do solo. Solo residual. Rocha alterada. Rocha intacta. Fatores de formação dos solos

Formação dos solos. Introdução e conceitos. Formação do solo. Solo residual. Rocha alterada. Rocha intacta. Fatores de formação dos solos Introdução e conceitos Formação dos solos Geologia de Engenharia III ENG05103 Solo é a superfície inconsolidada Constituído por camadas que diferem pela natureza física, química, mineralógica e biológica

Leia mais

GEOMORFOLOGIA I. Professor: Diego Alves de Oliveira 2017

GEOMORFOLOGIA I. Professor: Diego Alves de Oliveira 2017 GEOMORFOLOGIA I Professor: Diego Alves de Oliveira 2017 MATERIAIS CONSTITUINTES DO RELEVO TERRESTRE Composição da crosta As rochas se dispõem irregularmente na superfície em camadas delgadas dispostas

Leia mais

U3 PROCESSOS E MATERIAIS GEOLÓGICOS IMPORTANTES EM AMBIENTES TERRESTRES II MINERALOGIA E TEXTURAS DAS R. METAMÓRFICAS

U3 PROCESSOS E MATERIAIS GEOLÓGICOS IMPORTANTES EM AMBIENTES TERRESTRES II MINERALOGIA E TEXTURAS DAS R. METAMÓRFICAS U3 PROCESSOS E MATERIAIS GEOLÓGICOS IMPORTANTES EM AMBIENTES TERRESTRES II MINERALOGIA E TEXTURAS DAS R. METAMÓRFICAS Metamorfismo 2 Durante o processo de metamorfismo ocorrem processos de recristalização

Leia mais

ARGILOMINERAIS PROPRIEDADES E APLICAÇÕES

ARGILOMINERAIS PROPRIEDADES E APLICAÇÕES Departamento de Engenharia Civil Pós-graduação ARGILOMINERAIS PROPRIEDADES E APLICAÇÕES Classificação Estrutural dos Argilominerais Introdução 1 Conceitos Geotécnicos Básicos 05/10/2011 Origem dos Solos

Leia mais

Apêndice VIII Teste diagnóstico da componente de Geologia. Formação das Rochas Magmáticas

Apêndice VIII Teste diagnóstico da componente de Geologia. Formação das Rochas Magmáticas O TRABALHO LABORATORIAL SEGUNDO A APRENDIZAGEM BASEADA NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS: CONSTRUÇÃO DE ÁRVORES FILOGENÉTICAS E ESTUDO DA FORMAÇÃO E EVOLUÇÃO DOS MAGMAS 1 Apêndice VIII Teste diagnóstico da componente

Leia mais

PROCESSOS E MATERIAIS GEOLÓGICOS IMPORTANTES EM AMBIENTES TERRESTRES

PROCESSOS E MATERIAIS GEOLÓGICOS IMPORTANTES EM AMBIENTES TERRESTRES PROCESSOS E MATERIAIS GEOLÓGICOS IMPORTANTES EM AMBIENTES TERRESTRES PRINCIPAIS ETAPAS DE FORMAÇÃO DAS ROCHAS SEDIMENTARES A Terra é um planeta geologicamente ativo e distingue-se: Geodinâmica externa

Leia mais

CAPÍTULO 4: ROCHAS SEDIMENTARES 4.1. INTRODUÇÃO:

CAPÍTULO 4: ROCHAS SEDIMENTARES 4.1. INTRODUÇÃO: CAPÍTULO 4: ROCHAS SEDIMENTARES 4.1. INTRODUÇÃO: As rochas sedimentos podem ser definidas como tipo rochoso derivado de outras rochas, depositado na forma de fragmentos ou precipitado quimicamente, que

Leia mais

Intemperismo, rochas e ciclo do carbono

Intemperismo, rochas e ciclo do carbono GIFT Geophysical Information for Teachers: Training Workshop for Teachers IG-Unicamp Intemperismo, rochas e ciclo do carbono Celso Dal Ré Carneiro Depto. Geociências Aplicadas ao Ensino Instituto de Geociências,

Leia mais