Procedimentos de Gestão da Qualidade NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Procedimentos de Gestão da Qualidade NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR"

Transcrição

1 Versão: 01 Pág.: 1/7 NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Luiz Carlos de Lima Assessor de TI 01/08/2009 DE ACORDO Ivo Fernandes Sobreiro Gerente da Qualidade 08/08/2009 APROVADO POR Dr. Jose Carlos dos Santos Diretor Executivo 10/08/2009 HISTÓRICO DAS REVISÕES Versão Revisado por Data Assinatura Aprovado por Data Assinatura REVALIDAÇÃO ANUAL Versão Responsável Data Versão Responsável Data 1 Ivo 01/08/ Ivo 1 Ivo 1. OBJETIVO Este documento tem como finalidade padronizar a utilização do suporte de informática, garantido a otimização dos recursos e seus resultados. 2. ABRANGÊNCIA/APLICAÇÃO Todos os setores do LABclim. 3. DEFINIÇÃO E CONCEITOS N/A 4. ESTRUTURA DE PESSOAL E RESPONSABILIDADES Assessor de informática AR Responsável pelos sistemas laboratoriais. 5. EQUIPAMENTOS Servidor Dell Bancos de Dados e Sistema Servidor backup - Montado Servidor de Internet Virtual Servidor TS Virtual Banco de dados ORACLE Todos os equipamentos de informática do Laboratório (Anexo 1 Lista Mestra equipamentos de informática)

2 Versão: 01 Pág.: 2/7 6. PROCEDIMENTO OPERACIONAL 6.1 Backup Quando: Todos os dias da semana Onde: Um servidor de backup, e um backup remoto(data Center) Como: Automatico 6.2 Cadastro de Usuários para acesso ARLAB Quando: Quando há necessidade de cadastro de acesso de um usuário, admissão de funcionário, que irá utilizar o sistema ou usuário de um novo contrato. Onde: Em qualquer terminal que acesse o Sistema Como: através de solicitação por , descrevendo a função e o nível de usuário, O deve ficar arquivado em pasta própria da TI no próprio Outlook. Por quem deve ser autorizado: Diretor do laboratório 6.3 Alteração ou Exclusão de Usuários no ARLAB Quando: Quando há necessidade de alteração (mudança de nível de senha) ou desligamento de um usuário que utiliza o sistema Onde: Em qualquer terminal que acesse o Sistema Como: : através de solicitação por * Por quem deve ser autorizado: Diretor do laboratório *Observação: devido a proteção a rastreabiliade de Log o usuários é apenas inativado, impossibilitando qualquer acesso. 6.4 Solicitação de Manutenção Quando: Em caso de pane /falhas ou erros em programas no módulo laboratório ou no auxilio de um suporte remoto. Como: Através de solicitação por telefone (em caso de urgência), ou em caso de manutenções preventivas ou corretivas programadas. Por quem deve ser solicitado: No caso de pane/falhas por qualquer usuário do sistema, no caso de manutenções preventivas coordenador/supervisor. Acompanhamento e avaliação do serviço de manutenção: Cabe ao Diretor ADM acompanhar e avaliar as manutenções preventivas ou corretivas realizadas, visando a otimização do uso do sistema e a solução de continuidade dos trabalhos.

3 Versão: 01 Pág.: 3/7 6.5 Solicitação de Atualização e Adpatações. Por quem deve ser executado: AR Quando: De acordo com as necessidades atuais dos serviços. Como: Através de solicitação por telefone (em caso de urgência), . Por quem deve ser solicitado: Assessor de Informática 6.6 Inclusão de Novos Exames Quando: Quando há necessidade de fazer a inclusão de novos exames no ARlab Onde: Em qualquer terminal que acesse o Sistema Como: : através de solicitação FO-012. Por quem deve ser autorizado: Diretor Técnico. 6.7 Mudança de Laudo Idem Estratificação das senhas de acesso O ARLAB é monitorado por um sistema de senhas, estratificadas por perfis, as quais permitem aos usuários acesso apenas as opções do programas a que estão habilitados de acordo com a função. Perfil Acessos exclusivos ADM Todos Diretor Todos com execeção de Cód 69 Técnico Superior Cód 69 Coordenador Acessos técnicos Técnico Acessos técnicos Cadastrador Acessos de cadastro Faturamento Acessos de cadastro, inclusive o Cód 70 Triagem Acessos de Triagem Função Codigos BAIXA DE EXAME 1 BAIXA DE MATERIAL 2 CADASTRO DE APOIO 3 CADASTRO DE BACTERIA, FUNGOS OU VIRUS 4 CADASTRO DE CID 5 CADASTRO DE CONVÊNIO 6 CADASTRO DE EMPRESA 7 CADASTRO DE ENTREGA 8 CADASTRO DE EXAMES 9 CADASTRO DE FONTE PAGADORA 10 CADASTRO DE GRUPO DE ANTIBIOTICO 11

4 Versão: 01 Pág.: 4/7 CADASTRO DE LAUDO 12 CADASTRO DE MAPA 13 CADASTRO DE MATERIAL 14 CADASTRO DE MEDICO 15 CADASTRO DE METODO 16 CADASTRO DE PACIENTES 17 CADASTRO DE PARASITO 18 CADASTRO DE POSTO 19 CADASTRO DE TEXTO 20 CADASTRO DE USUARIO 21 CORREIO INTERNO 22 EMISSÃO DE CADERNO 23 EMISSÃO DE ESTATISTICA 24 EMISSÃO DE FATURA 25 EMISSÃO DE GUIAS 26 EMISSÃO DE LAUDO 27 EMISSÃO DE ORÇAMENTO 28 EMISSÃO DE PROTOCOLO 29 FORMATAÇÃO DE LAUDO 30 INGRESSO DE RESULTADOS 31 MANUTENÇÃO DE TABELA 32 MAPA 33 BAIXA DE EXAME 34 BAIXA DE MATERIAL 35 CADASTRO DE APOIO 36 CADASTRO DE BACTERIA, FUNGOS OU VIRUS 37 CADASTRO DE CID 38 CADASTRO DE CONVÊNIO 39 CADASTRO DE EMPRESA 40 CADASTRO DE ENTREGA 41 CADASTRO DE EXAMES 42 CADASTRO DE FONTE PAGADORA 43 CADASTRO DE GRUPO DE ANTIBIOTICO 44 CADASTRO DE MAPA 45 CADASTRO DE MATERIAL 46 CADASTRO DE MEDICO 47 CADASTRO DE METODO 48 CADASTRO DE PACIENTES 49 CADASTRO DE PARASITO 50 CADASTRO DE POSTO 51 CADASTRO DE TEXTO 52 CADASTRO DE USUARIO 53 CORREIO INTERNO 54 EMISSÃO DE CADERNO 55 EMISSÃO DE ESTATISTICA 56 EMISSÃO DE FATURA 57 EMISSÃO DE GUIAS 58 EMISSÃO DE LAUDO 59 EMISSÃO DE ORÇAMENTO 60

5 Versão: 01 Pág.: 5/7 EMISSÃO DE PROTOCOLO 61 FORMATAÇÃO DE LAUDO 62 INGRESSO DE RESULTADOS 63 MANUTENÇÃO DE TABELA 64 MAPA 65 MAPA INGRESSO 66 RELATORIOS 67 TRIAGEM 68 PODER DE ASSINATURA 69 Poder de Faturamento Interfaceamento O laboratório possui equipamentos analíticos interfaceados ao sistema ARlab, garantindo maior segurança e agilidade na transferência de dados, minorando os possíveis erros de digitação. A comunicação entre os equipamentos e o ARlab é feito através de um programa (Ginter),gerenciado pelo assessor de informático. A operacionalização deste programa encontra-se descrito nos Procedimentos Operacionais dos equipamentos interfaceados Assinatura Eletrônica Todo procedimento referente à assinatura eletrônica encontra-se descrito no PGQ REGISTROS N/A 8. DADOS Formulário FO-66 Ordem de serviço de TI. 9. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA - Manual do ARLAB e Ginter 10. ANEXOS ANEXO 1 LISTA MESTRA EQUIPAMENTOS DE INFORMÁTICA

6 Versão: 01 Pág.: 6/7 ANEXO 1 Equipamento Modelo S/N Windows Localização Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB451009D MTWJK-R28VK-T9QWJ-6M496-JHTTY Receb. Amostra Monitor HP 5500 BR444WC418 Receb. Amostra Leitor de Cód. Barras Impressora Zebra 41A Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB HCJQT-8XKJV-TRFFY-QV28H-4M3Q8 Receb. Amostra Monitor HP 5500 BR444WC501 Receb. Amostra Leitor de Cód. Barras Impressora Zebra 41A Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB QGGPQ-2WCTP-JHVMF-6DTCM-C7HD3 Centrifugaçao Monitor HP 5500 BR444WC741 Centrifugaçao Leitor de Cód. Barras Impressora Zebra 41A Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB451004Y KD9F2-W7GDT-RRYDP-QM3KD-W2MMQ Hemato Monitor HP 5500 BR444WC785 Hemato Leitor de Cód. Barras Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB45100FS CP4B3-PPKMQ-BKQ9H-R3KXJ-46XKT Hemato Monitor HP 5500 BR444WC744 Hemato Leitor de Cód. Barras Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB45100F8 B479C-9B28H-JD6GC-V9W4W-6XWRQ Imuno Química Monitor HP 5500 BR444WC798 Imuno Química Leitor de Cód. Barras Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB CTMKJ-YPYVD-PD678-29YV3-HH326 Imuno Química Monitor HP 5500 BR444WC736 Imuno Química Leitor de Cód. Barras Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB451008Z CY4P6-HFM9V-DRKBW-JTR6H-68YP6 Imuno Química Monitor HP 5500 BR444WC535 Imuno Química Leitor de Cód. Barras Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB45100G6 G9WMF-H2HRC-2D4HR-2RF23-7CC7D Micro Monitor HP 5500 BR444WC495 Micro Leitor de Cód. Barras Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB451006L WT6G8-6DH3T-QWWJK-WYKFT-R3JD3 Micro Monitor HP 5500 BR444WC453 Micro Leitor de Cód. Barras Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB45100CZ KBB7D-7CJ89-BJ2JM-QHBXF-8K72T Micro Monitor HP 5500 BR445WA063 Micro Leitor de Cód. Barras Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB451006N H9X9Y-7B624-VMTXR-RTYKY-6CM4M Triagem II Monitor HP 5500 BR445WA061 Triagem II

7 Versão: 01 Pág.: 7/7 Leitor de Cód. Barras Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB451008N GWRYG DYGMP-332K3-FX666 Triagem II Monitor HP 5500 BR444WC515 Triagem II Leitor de Cód. Barras Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB GGKWD-YGR2H-VBHTJ-MCCJ9-GVHMM Urinalise Monitor HP 5500 BR444WC737 Urinalise Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB451002J F9R2H-C29PG-VPMYG-HG2DX-82MKB Urinalise Monitor HP 5500 BR444WC778 Urinalise Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB451007J HVHPC-46GVK-J34VT-6D274-JTW83 Gerencia Monitor HP 5500 BR444WC747 Gerencia Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB451006P DQXF3-YWC6K-BQ8P7-78PDC-G29B8 Gerencia Monitor HP 5500 BR444WC746 Gerencia Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB45200DC DJQJJ-KQM6Q-H7557-Y47WH-BPYHQ Parasito Monitor HP 5500 BR444WC777 Parasito Leitor de Cód. Barras Parasito Computador D325M-A2600/40BC/256E/4BR BRB45100FP MKH8B-43DV7-GCFYT-638CP-FGCDB Parasito Monitor HP 5500 BR444WC499 Parasito Leitor de Cód. Barras

WWW.TCMNET.COM.BR. Apresentação da TCM Informática Ltda. Apresentação individual dos participantes

WWW.TCMNET.COM.BR. Apresentação da TCM Informática Ltda. Apresentação individual dos participantes Segunda Apresentação da TCM Informática Ltda Apresentação individual dos participantes Apresentação do site TCMNet: - Esmeralda Visual - Interfaceamento Visual - Web Service Apoio - Web Call Center - Web

Leia mais

VISÃO GERAL POR QUE ADQUIRIR A SOLUÇÃO SCOLA? CATÁLOGO D ESCRITIVO

VISÃO GERAL POR QUE ADQUIRIR A SOLUÇÃO SCOLA? CATÁLOGO D ESCRITIVO CATÁLOGO D ESCRITIVO VISÃO GERAL A solução SCOLA (Sistema de Controle Laboratorial) é um sistema de gestão de alto nível voltado para Laboratórios de Análises Clinicas, que controla desde o atendimento

Leia mais

GERENCIAMENTO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO LABORATORIAL 1. OBJETIVO

GERENCIAMENTO DO SISTEMA DE INFORMAÇÃO LABORATORIAL 1. OBJETIVO 1/7 1. OBJETIVO Estabelecer padrão para o gerenciamento do sistema de informação laboratorial, de forma a garantir a confiabilidade dos dados relacionados aos pacientes, precisão dos cálculos e preservação

Leia mais

GUIA DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA HOSP7

GUIA DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA HOSP7 GUIA DE INSTALAÇÃO DO SISTEMA HOSP7 LEALDATA INFORMÁTICA RECEPÇÃO FATURAMENTO CADASTRANDO E FATURANDO PACIENTES INSTALAÇÃO DO SISTEMA EM OUTROS COMPUTADORES RECEPÇÃO Segue abaixo passo a passo os cadastros

Leia mais

Apresentação Fenix Empresas

Apresentação Fenix Empresas Apresentação Fenix Empresas Agilidade nas operações Redução de erros humanos Redução de custos Confiabilidade das informações Melhor atendimento ao consumidor Informações para tomada de decisão futura

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos padronizados necessários para utilização do Help Desk da Coco do Vale.

Estabelecer critérios e procedimentos padronizados necessários para utilização do Help Desk da Coco do Vale. Objetivo Estabelecer critérios e procedimentos padronizados necessários para utilização do Help Desk da Coco do Vale. Responsabilidades As informações neste tópico são as responsabilidades, descritas de

Leia mais

MEDCLIN Software de Clínica Médica

MEDCLIN Software de Clínica Médica MEDCLIN Software de Clínica Médica WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Menu Diversos -> 5.1 Licenciamento do Sistema... 1

Leia mais

PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA CÓD. 11

PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA CÓD. 11 15 PROVA DE NOÇÕES DE INFORMÁTICA CÓD. 11 QUESTÃO 41 Para se imprimir no ambiente do Microsoft Windows, é necessário que a impressora esteja cadastrada no sistema. Na configuração padrão do sistema, o

Leia mais

BH PARK Software de Estacionamento

BH PARK Software de Estacionamento BH PARK Software de Estacionamento WWW.ASASSOFTWARES.COM.BR Índice 1 Informações Básicas... 1 1.1 Sair da aplicação... 1 1.2 Travar aplicação... 1 1.3 Licenciando a aplicação... 1 1.4 Contrato de Manutenção...

Leia mais

Dados técnicos Linguagem Microsoft Visual Basic 2008 sobre plataforma DotNet compatível com o sistema operacional Windows versões XP, Vista e Sete

Dados técnicos Linguagem Microsoft Visual Basic 2008 sobre plataforma DotNet compatível com o sistema operacional Windows versões XP, Vista e Sete Dados técnicos Linguagem Microsoft Visual Basic 2008 sobre plataforma DotNet compatível com o sistema operacional Windows versões XP, Vista e Sete (32 e 64 bits). Banco de dados Microsoft Access 2007 ou

Leia mais

TCM. Inicie uma nova era no seu Laboratório: a era da tranquilidade.

TCM. Inicie uma nova era no seu Laboratório: a era da tranquilidade. TCM Inicie uma nova era no seu Laboratório: a era da tranquilidade. tranquilidade Esqueça tudo o que você já ouviu falar sobre sistemas para gestão de Laboratórios Clínicos. Abandone limites, fronteiras

Leia mais

Padronizar o processo de cobrança de exames, conforme PCMSO ou guia de atendimento para liberação de ASO.

Padronizar o processo de cobrança de exames, conforme PCMSO ou guia de atendimento para liberação de ASO. PO-CL-AT- 1/6 1. OBJETIVO Padronizar o processo de cobrança de exames, conforme PCMSO ou guia de atendimento para liberação de ASO. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO PCMSO: Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional

Leia mais

1 INTRODUÇÃO. 1.2 Novo modelo operacional do Sistema do Cadastro Único

1 INTRODUÇÃO. 1.2 Novo modelo operacional do Sistema do Cadastro Único Instrução Operacional nº 35 SENARC/MDS Brasília, 15 de abril de 2010. Assunto: Divulga as orientações necessárias para a solicitação de cadastramento de usuários municipais no novo sistema de Cadastro

Leia mais

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX)

CEP 2 100 99010-640 0 (XX) 54 3316 4500 0 (XX) ANEXO 2 INFORMAÇÕES GERAIS VISTORIA 1. É obrigatória a visita ao hospital, para que a empresa faça uma vistoria prévia das condições, instalações, capacidade dos equipamentos, migração do software e da

Leia mais

Módulo: R_LAU_EXA - Relatório de Laudo de Exames

Módulo: R_LAU_EXA - Relatório de Laudo de Exames Page 1 of 42 120988 Módulo: R_LAU_EXA - Relatório de Laudo de Exames PDA 120988: Criação de Numeração de Página do Laudo do Laboratório. SOLICITAÇÃO DO CLIENTE Solicito que na impressão dos resultados

Leia mais

Gerenciador de Log Documento Visão. Versão 2.0

Gerenciador de Log Documento Visão. Versão 2.0 Gerenciador de Log Documento Visão Versão 2.0 Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 29/05/2014 1.0 Objetivo, descrição, problema. Melina, Kárita, Rodrigo 29/05/2014 1.5 Produto. Melina 30/05/2014

Leia mais

FOUR Soluções. Projeto Integrador Documento Visão. Versão <1.0>

FOUR Soluções. Projeto Integrador Documento Visão. Versão <1.0> FOUR Soluções Projeto Integrador Documento Visão Versão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 24/11/2014 001 Reunião para discussão e divisão do trabalho Eudes Pina 24/11/2014 002 Apresentação

Leia mais

Manual para conexão e utilização do VETORH (Sistema de Recursos Humanos) via acesso ao terminal remoto

Manual para conexão e utilização do VETORH (Sistema de Recursos Humanos) via acesso ao terminal remoto Manual para conexão e utilização do VETORH (Sistema de Recursos Humanos) via acesso ao terminal remoto Objetivo: Fornecer informações técnicas necessárias aos administradores e helpdesk dos usuários do

Leia mais

SEC Sistema de Padronização

SEC Sistema de Padronização SEC Sistema de Padronização PROCESSO Código: Responsável: Emissão: Revisão: Validade: PRO 17.3.01.00 SUDEPE /SUDEB 00 02/06/2015 1. Objetivo Orientar as Unidades Escolares no processo de cadastro de Servidores

Leia mais

Hospitalares(HIS) com o. e Arquivamento de Imagens Médicas(PACS) Serviço de Informática - SINFO

Hospitalares(HIS) com o. e Arquivamento de Imagens Médicas(PACS) Serviço de Informática - SINFO Integração do Sistema de Informações Hospitalares(HIS) com o Sistema de Transmissão, Distribuição e Arquivamento de Imagens Médicas(PACS) Serviço de Informática - SINFO Instituto tuto do Coração de São

Leia mais

Levantamento de Requisitos de Software. Sistema Integrado de ATendimento (SIAT)

Levantamento de Requisitos de Software. Sistema Integrado de ATendimento (SIAT) Levantamento de Requisitos de Software Sistema Integrado de ATendimento (SIAT) o 1. Técnicas Levantamento de Requisitos 3 1.1 Levantamento Orientado a Ponto de Vista-----------------------------------------------

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0

MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0 SCM Sistema de Controle de Manutenção MANUAL DO USUÁRIO VERSÃO 2.0 Sumário 1 INTRODUÇÃO...1 2 USUÁRIOS E PERFIS...1 3 UTILIZAÇÃO DO SISTEMA...1 4 VISÃO GERAL DO SISTEMA...2 4.1 Fluxo normal...2 4.2 Fluxo

Leia mais

Apresentação Análise Essencial Projeto Implantação do Sistema Treinamento Suporte Técnico

Apresentação Análise Essencial Projeto Implantação do Sistema Treinamento Suporte Técnico Apresentação Um projeto de informatização tem como principal função analisar as características da empresa e apontar os pontos onde são necessários controles informatizados, fazendo uma análise junto à

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2012

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2012 INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 28 DE NOVEMBRO DE 2012 Estabelece os critérios de concessão de acesso ao Sistema de Gestão de Convênios e Contratos de Repasse SICONV. O SECRETÁRIO DE LOGÍSTICA E TECNOLOGIA

Leia mais

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1

Índice. Atualizado em: 01/04/2015 Página: 1 MANUAL DO USUÁRIO Índice 1. Introdução... 3 2. Acesso ao Sistema... 4 2.1. Instalação... 4 2.1.1. Servidor - Computador Principal... 4 2.1.2. Estação - Computador na Rede... 6 2.1.3. Estação - Mapeamento

Leia mais

Apresentação Fenix Alimento

Apresentação Fenix Alimento Apresentação Fenix Alimento Março/2009 Agilidade nas operações Redução de erros humanos Redução de custos Confiabilidade das informações Melhor atendimento do consumidor Informações para tomada de decisão

Leia mais

CADASTRO DO PCMSO INTERNO 1. OBJETIVO. Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO

CADASTRO DO PCMSO INTERNO 1. OBJETIVO. Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO 1/8 1. OBJETIVO Padronizar o processo de confecção do PCMSO Interno. 2. DEFINIÇÃO E CONCEITO PCMSO Programa de Controle Médico da Saúde Ocupacional; PPRA Programa de Prevenção de Riscos Ambientais; PCMAT

Leia mais

Procedimentos de Gestão da Qualidade. NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Ivo Fernandes Gerente da Qualidade 01/09/2010 DE ACORDO

Procedimentos de Gestão da Qualidade. NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Ivo Fernandes Gerente da Qualidade 01/09/2010 DE ACORDO Versão: 2 Pág: 1/6 NOME FUNÇÃO ASSINATURA DATA ELABORADO POR Dr. Ivo Fernandes Gerente da Qualidade 01/09/2010 DE ACORDO Dr. Renato de Lacerda Diretor Técnico 02/09/2010 APROVADO POR Dr. Jose Carlos dos

Leia mais

MANUAL DE INSTAÇÃO DO DRIVER ORACLE PARA O OUTLOOK

MANUAL DE INSTAÇÃO DO DRIVER ORACLE PARA O OUTLOOK MANUAL DE INSTAÇÃO DO DRIVER ORACLE PARA O OUTLOOK - Instalação - O usuário devera se conectar ao site do Portal da Unisa: http://portal.unisa.br - O sistema irá apresentar a tela abaixo. - O usuário deverá

Leia mais

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9

GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 GLADIADOR INTERNET CONTROLADA v.1.2.3.9 Pela grande necessidade de controlar a internet de diversos clientes, a NSC Soluções em Informática desenvolveu um novo produto capaz de gerenciar todos os recursos

Leia mais

MANUAL PARA USO DO SISTEMA

MANUAL PARA USO DO SISTEMA Clínicas Odontológicas MANUAL PARA USO DO SISTEMA (GCO) GERENCIADOR CLÍNICO ODONTOLÓGICO SmilePrev Versão 2.0 SmilePrev Clínicas Odontológicas www.smilepev.com 2008 REQUISITOS BÁSICOS DO SISTEMA HARDWARE

Leia mais

SISTEMA DE SOLUÇÕES PARA GESTÃO DE CLÍNICAS DE DIAGNÓSTICO POR IMAGENS

SISTEMA DE SOLUÇÕES PARA GESTÃO DE CLÍNICAS DE DIAGNÓSTICO POR IMAGENS SISTEMA DE SOLUÇÕES PARA GESTÃO DE CLÍNICAS DE DIAGNÓSTICO POR IMAGENS OBJETIVO DA SOLUÇÃO GERCLIM WEB A solução GERCLIM WEB tem por objetivo tornar as rotinas administrativas e profissionais de sua clínica,

Leia mais

Assuntos relacionados ao departamento de TI que requer suporte para encontrar uma solução

Assuntos relacionados ao departamento de TI que requer suporte para encontrar uma solução Assuntos relacionados ao departamento de TI que requer suporte para encontrar uma solução Procedimentos a serem seguidos pela diretoria, gerentes e funcionários. As informações serão passadas para os gerentes

Leia mais

Instrução de Trabalho. Criar Imagem

Instrução de Trabalho. Criar Imagem Aprovado por Comitê da Qualidade Analisado criticamente por Chefe do Departamento 1. OBJETIVOS Orientar o colaborador da Seção do Laboratório de Informática da Superintendência de Informática a criar ou

Leia mais

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO

LEI DE ACESSO A INFORMAÇÃO DIREITO DO CIDADÃO DESCRIÇÃO DO SIGAI O SIGAI (Sistema Integrado de Gestão do Acesso à Informação) é uma solução de software que foi desenvolvida para automatizar os processos administrativos e operacionais visando a atender

Leia mais

gladiador INTERNET CONTROLADA

gladiador INTERNET CONTROLADA gladiador INTERNET CONTROLADA funcionalidades do sistema gladiador sistema Gerenciamento de usuários, gerenciamento de discos, data e hora do sistema, backup gladiador. Estações de Trabalho Mapeamento

Leia mais

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04

Guia de Prática. Windows 7 Ubuntu 12.04 Guia de Prática Windows 7 Ubuntu 12.04 Virtual Box e suas interfaces de rede Temos 04 interfaces de rede Cada interface pode operar nos modos: NÃO CONECTADO, que representa o cabo de rede desconectado.

Leia mais

TOPLAB VERSÃO WEB 3.0 Solução completa para o gerenciamento de laboratórios de análises clínicas Interface web

TOPLAB VERSÃO WEB 3.0 Solução completa para o gerenciamento de laboratórios de análises clínicas Interface web Página 01 TOPLAB VERSÃO WEB 3.0 Solução completa para o gerenciamento de laboratórios de análises clínicas Interface web Página 02 Plataforma O TOPLAB foi projetado para funcionar na web, nasceu 'respirando

Leia mais

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Unidades de Diagnóstico 11.8. março de 2015. Versão: 2.0

TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Unidades de Diagnóstico 11.8. março de 2015. Versão: 2.0 TOTVS Gestão Hospitalar Manual Ilustrado - Unidades de Diagnóstico 11.8 março de 2015 Versão: 2.0 1 Sumário 1 Objetivos... 4 2 Introdução... 4 3 Cadastros... 5 3.1 Cadastro de Departamentos do Laboratório...

Leia mais

2. O que informatizar?

2. O que informatizar? A INFORMÁTICA NO CONSULTÓRIO MÉDICO No fascículo anterior, comentamos como a gestão de custos, mesmo sendo feita de maneira simplista, auxilia o consultório a controlar e avaliar seus resultados, permitindo

Leia mais

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: TECNOLOGIA MANUAL DE PROCESSOS

CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: TECNOLOGIA MANUAL DE PROCESSOS CONCEPCIONISTAS MISSIONÁRIAS DO ENSINO SETOR: TECNOLOGIA MANUAL DE PROCESSOS 110 SETOR: TECNOLOGIA Nº DOC.: FOLHA:02/16 MATRIZ DE PROCESSOS E ATIVIDADES APROVADO POR: Ir. 25/03/2010 REVISÃO: 13/09/2013

Leia mais

O e-docs foi testado e homologado pela Microsoft via certificadora internacional Verisign.

O e-docs foi testado e homologado pela Microsoft via certificadora internacional Verisign. O e-docs Uma ferramenta com interface intuitiva, simples e dinâmica para você que necessita: Centralizar e estruturar o conhecimento corporativo. Manter a flexibilidade necessária para a colaboração. Permite

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES 1.3

Leia mais

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS

HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS HELP DE UTILIZAÇÃO DO SISTEMA ONLINE DOCTOR/SBOT PARA MÉDICOS 1 CADASTRANDO CLIENTES 1.1 BUSCANDO CLIENTES 1.1.1 BUSCANDO CLIENTES PELO NOME 1.1.2 BUSCANDO CLIENTES POR OUTRAS BUSCAS 1.2 CAMPO OBSERVAÇÕES

Leia mais

Apresentação Fenix Moda

Apresentação Fenix Moda Apresentação Fenix Moda ABRIL/2009 Agilidade nas operações Redução de erros humanos Redução de custos Confiabilidade das informações Melhor atendimento do consumidor Informações para tomada de decisão

Leia mais

EMPRESA DE SANEAMENTO DE MATO GROSSO DO SUL S.A. SUMÁRIO. Acessar o sistema MICROSIGA... 3. Elaborar Solicitação de Compra... 5

EMPRESA DE SANEAMENTO DE MATO GROSSO DO SUL S.A. SUMÁRIO. Acessar o sistema MICROSIGA... 3. Elaborar Solicitação de Compra... 5 Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul S.A. SANESUL MANUAL OPERACIONAL COMPRAS Gerência de Suprimentos SUP/GESU SUMÁRIO Acessar o sistema MICROSIGA... 3 Elaborar Solicitação de Compra... 5 Gerar Relatório

Leia mais

Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo

Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo FARMAINFOR Modernização da Farmácia do Hospital Mater Day Documento de Requisitos Versão 1.1 Histórico de Revisão

Leia mais

SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição Configurando a Conexão com o Banco de Dados

SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição Configurando a Conexão com o Banco de Dados SSE 3.0 Guia Rápido Parametrizando o SISTEMA DE SECRETARIA Nesta Edição 1 Configurando a Conexão com o Banco de Dados 2 Primeiro Acesso ao Sistema Manutenção de Usuários 3 Parametrizando o Sistema Configura

Leia mais

GEST - SISTEMA DE GESTOR DE ESTACIONAMENTOS

GEST - SISTEMA DE GESTOR DE ESTACIONAMENTOS GEST - SISTEMA DE GESTOR DE ESTACIONAMENTOS VISÃO GERAL 1- INTRODUÇÃO GEST Sistema Gestor de Estacionamentos é o sistema desenvolvido pela INFRAERO para o controle operacional e financeiro do fluxo e permanência

Leia mais

Manual de Operacionalização do Software Integrado para Gestão Ocupacional SOC Entrega e Controle dos Equipamentos de Proteção Individual E.P.I.

Manual de Operacionalização do Software Integrado para Gestão Ocupacional SOC Entrega e Controle dos Equipamentos de Proteção Individual E.P.I. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO...02 2. OBJETIVO...02 3. ACESSO AO SOFTWARE SOC...02 4. OPERACIONALIZAÇÃO DO SOFTWARE SOC...03 5. ENTREGA DE EQUIPAMANTO DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL...04 5.1 ALTERAÇÃO OU EXCLUSÃO DE UM

Leia mais

Portal do Servidor Publico. Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL

Portal do Servidor Publico. Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL Portal do Servidor Publico Cartilha de Orientação Acesso ao PORTAL 1 Indice Apresentação do Portal... 03 Acesso ao Portal do Servidor Publico... 04 Solicitar Senha... 04 Disponibilidade do Portal... 06

Leia mais

Sistema de Informações Gerenciais do GPNCEBT-PA

Sistema de Informações Gerenciais do GPNCEBT-PA Sistema de Informações Gerenciais do GPNCEBT-PA Versão 1.0 Desenvolvedor: João Victor Almeida E-mail: jvta2004@yahoo.com.br (91) 9 8948-8509 MANUAL DO SISTEMA DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS DO GPNCEBT-PA [MÓDULOS:

Leia mais

GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI

GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI GUIA DE MELHORES PRATICAS NA AREA DE TI Ambiente Windows Small Business Rev 10501 DATA : 5 / 07/ 2007 Pag : 1 de7 1) Servidores a) Hardware o Servidor Alocado em Rack Fechado em ambiente reservado e refrigerado

Leia mais

Jan.2012. Características Gerais do Sistema:

Jan.2012. Características Gerais do Sistema: Jan.2012 Características Gerais do Sistema: O Software Global Cartórios traz um conceito novo em uma plataforma inovadora que reúne todas as especialidades em um único sistema. O Global Cartórios é um

Leia mais

NOVIDADES NOVIDADES DA VERSÃO ACD. Prezado Cliente, Neste documento estão descritas todas as novidades da versão 4.4.0 do Nefrodata-ACD.

NOVIDADES NOVIDADES DA VERSÃO ACD. Prezado Cliente, Neste documento estão descritas todas as novidades da versão 4.4.0 do Nefrodata-ACD. NOVIDADES Prezado Cliente, Neste documento estão descritas todas as novidades da versão 4.4.0 do Nefrodata-ACD. Fique atento às últimas alterações do sistema. Desta forma, você poderá interagir e usufruir

Leia mais

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo SISRH

Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI. Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo SISRH Assessoria Técnica de Tecnologia da Informação - ATTI Projeto de Informatização da Secretaria Municipal de Saúde do Município de São Paulo SISRH Sistema de Gestão de Pessoas Versão 2.0a Manual de Operação

Leia mais

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte

Cláudia Araújo Coordenadora Diego Macêdo Programador Marcelo Rodrigues Suporte BCON Sistema de Controle de Vendas e Estoque Declaração de escopo Versão 1.0 Histórico de Revisão Elaborado por: Filipe de Almeida do Amaral Versão 1.0 Aprovado por: Marcelo Persegona 22/03/2011 Time da

Leia mais

INTEGRADOR WEB INTEGRADOR

INTEGRADOR WEB INTEGRADOR O produto e seus processos. - Automatização das operações repetitivas. - Formatação de estilos de entrada e de saída para as várias mídias. Acesso remoto via Web. Diagrama Base INTEGRADOR WEB INTEGRADOR

Leia mais

BDCC BANCO DE DADOS COMUM DE CREDENCIAMENTO

BDCC BANCO DE DADOS COMUM DE CREDENCIAMENTO BDCC BANCO DE DADOS COMUM DE CREDENCIAMENTO 1 ORIGEM problemas - ISPS Code CFRB, art.37, inciso XVII: A Administração Fazendária e seus servidores fiscais terão, dentro de suas áreas de competência e jurisdição,

Leia mais

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários

MENUS TELA INICIAL. Movimento de Ferramentaria. Alternar entre casas do grupo. Cadastro de Ferramentas. Não Implementado. Cadastro de Funcionários FERRAMENTARIA TELA INICIAL Ao autenticar no sistema com usuário e senha cadastrados é apresentada a seguinte tela ao lado esquerdo, sendo essa tela a página inicial do sistema de Ferramentaria. MENUS TELA

Leia mais

Manual do Sistema "Vida Controle de Contatos" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Vida Controle de Contatos Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Vida Controle de Contatos" Editorial Brazil Informatica I Vida Controle de Contatos Conteúdo Part I Introdução 2 1 Vida Controle... de Contatos Pessoais 2 Part II Configuração 2 1 Configuração...

Leia mais

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI

Nome da Empresa Sistema digitalizado no almoxarifado do EMI Nome da Empresa Documento Visão Histórico de Revisões Data Versão Descrição Autor 23/02/2015 1.0 Início do projeto Anderson, Eduardo, Jessica, Sabrina, Samuel 25/02/2015 1.1 Correções Anderson e Eduardo

Leia mais

Índice. 1 Requisitos para Funcionamento do Módulo Cedente... 05. 1.1 Instalação do Java... 05. 2 Acesso ao Sicoobnet... 09

Índice. 1 Requisitos para Funcionamento do Módulo Cedente... 05. 1.1 Instalação do Java... 05. 2 Acesso ao Sicoobnet... 09 MÓDULO CEDENTE 2 Índice 1 Requisitos para Funcionamento do Módulo Cedente... 05 1.1 Instalação do Java... 05 2 Acesso ao Sicoobnet... 09 3 Informações Referente Emissão de Boletos e Carnês... 11 4 Instalação

Leia mais

MANUAL DE ACESSO AO SITE Instruções para associados

MANUAL DE ACESSO AO SITE Instruções para associados MANUAL DE ACESSO AO SITE Instruções para associados 03/09/2014 Sindicamp SUPORTE SINDICAMP http://www.sindicamp.org.br 1 SUMÁRIO 1-) SENHA MASTER... 3 2-)CADASTRO DE FUNCIONÁRIOS... 4 3-) INFORMAÇÕES PARA

Leia mais

Acesse: www.eyenet.com.br ou ligue : (11) 5049-0441

Acesse: www.eyenet.com.br ou ligue : (11) 5049-0441 1 2 1) Proposta Comercial 2) Cases 3) Apresentação Eyenet 3 Objetivos do Projeto Construir uma intranet, oferecendo aos gestores, uma ferramenta web de fácil atualização de conteúdos, tornando-o um meio

Leia mais

Documento de Visão. Sistema de Ponto Eletrônico A2MEPonto. Versão 1.0

Documento de Visão. Sistema de Ponto Eletrônico A2MEPonto. Versão 1.0 Documento de Visão Sistema de Ponto Eletrônico A2MEPonto Versão 1.0 HISTÓRICO DE REVISÕES Data Versão Descrição Autor 23/10/2010 #1 Elaboração do documento. Eduardo Neto Versão 1.0 Documento de Visão A2ME

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO SInAE Sistema Integrado de Administração Escolar Fevereiro - 2006 Sumário INTRODUÇÃO... 2 APRESENTAÇÃO DOS MÓDULOS... 3 Módulo Acadêmico... 3 Módulo de Cofigurações da Escola...

Leia mais

1. Um servidor rodando Windows 7 (um computador onde o SIPAR ficará instalado e com os dados neste computador);

1. Um servidor rodando Windows 7 (um computador onde o SIPAR ficará instalado e com os dados neste computador); Manual informativo para configuração do SIPAR por acesso via Área de Trabalho Remota (ATR) do Windows 7 Página: 1 / 5 COMO CONFIGURAR O SIPAR PARA ACESSO VIA INTERNET Você vai precisar de: 1. Um servidor

Leia mais

Catálogo de Serviços de Tecnologia da Informação. Versão 0.2

Catálogo de Serviços de Tecnologia da Informação. Versão 0.2 Catálogo de Serviços de Tecnologia da Informação Versão 0.2 Apresentação...3 Objetivos... 3 1.Serviço e-mail corporativo...4 Apresentação Este documento visa organizar e documentar os serviços prestados

Leia mais

Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo

Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo Maximus Software Soluções Tecnológicas Ltda. A empresa que desenvolve o seu Produto ao Máximo FARMAINFOR Modernização da Farmácia do Hospital Mater Day Documento de Requisitos Versão 2.0 Histórico de Revisão

Leia mais

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC.

Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento dos sistemas e demais aplicações informatizadas do TJAC. Código: MAP-DITEC-001 Versão: 00 Data de Emissão: 01/01/2013 Elaborado por: Gerência de Sistemas Aprovado por: Diretoria de Tecnologia da Informação 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos para o gerenciamento

Leia mais

Gravação da quantidade de expostos por grupo homogêneo

Gravação da quantidade de expostos por grupo homogêneo Gravação da quantidade de expostos por grupo homogêneo Produto : TOTVS + PPRARobot + PMedPPRACfg + 6.3.27.14/11.7.0.5 Chamado : TDURCI Data da publicação : 13/12/12 País(es) : Brasil Banco(s) de Dados

Leia mais

Medware Clínicas Sistema de Gerenciamento de Clínicas e Consultórios

Medware Clínicas Sistema de Gerenciamento de Clínicas e Consultórios Medware Clínicas Sistema de Gerenciamento de Clínicas e Consultórios A Empresa MEDWARE Sistemas Médicos Ltda A Medware Sistemas Médicos é uma empresa de desenvolvimento de sistemas voltada para a criação

Leia mais

1ª aula LOGANDO NO SISTEMA / TROCANDO A SENHA

1ª aula LOGANDO NO SISTEMA / TROCANDO A SENHA 1ª aula LOGANDO NO SISTEMA / TROCANDO A SENHA 1º Passo: Verificar se todos os usuários (professores, alunos, funcionários ou visitantes) já possuem a senha gerada pelo sistema e que foi entregue a cada

Leia mais

SISCVP SISTEMA DE CONTROLE VARANDAS

SISCVP SISTEMA DE CONTROLE VARANDAS SISCVP SISTEMA DE CONTROLE VARANDAS DECLARAÇÃO DE ESCOPO SCOPE STATEMENT Preparado por CCPD- Companhia de Criação, Programação e Desenvolvimento 1.3 Aprovado por Erick Richards Data 08/08/2010 I - Time

Leia mais

Manual de Instalação ( Client / Server ) Versão 1.0

Manual de Instalação ( Client / Server ) Versão 1.0 1 pág. PROCEDIMENTO DE INSTALAÇÃO DO SGCOM ATENÇÃO: É OBRIGATÓRIO UMA CONEXÃO COM A INTERNET PARA EXECUTAR A INSTALAÇÃO DO SGCOM. Após o Download do instalador do SGCOM versão Server e Client no site www.sgcom.inf.br

Leia mais

Menu Acesso - Lista de Operações Acessíveis Trade Solution - Versão 2.23g

Menu Acesso - Lista de Operações Acessíveis Trade Solution - Versão 2.23g Menu Acesso - Lista de Operações Acessíveis Trade Solution - Versão 2.23g Esta listagem apresenta as operações de acesso de acordo com o módulo do Trade Solution onde elas causam impacto. Se a operação

Leia mais

Documento de Requisitos Projeto SisVendas Sistema de Controle de Vendas para Loja de Informática.

Documento de Requisitos Projeto SisVendas Sistema de Controle de Vendas para Loja de Informática. Documento de Requisitos Projeto SisVendas Sistema de Controle de Vendas para Loja de Informática. 1 Introdução 1.1 Propósito O propósito deste documento de especificação de requisitos é definir os requisitos

Leia mais

InfoMix Tecnologia. Soluções em Tecnologia da Informação. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias. Documento Requisitos Versão 1.

InfoMix Tecnologia. Soluções em Tecnologia da Informação. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias. Documento Requisitos Versão 1. SYSFARM Sistema de Gerenciamento de Farmácias Documento Requisitos Versão 1.1 Histórico de Revisão Data Versão Descrição Autor 06/09/2009 1.0 Elaboração da para análise da 1º versão Marcos Silva do documento

Leia mais

Projeto: Implantação de Sistema Objetivo

Projeto: Implantação de Sistema Objetivo Projeto: Implantação de Sistema Objetivo Permitir ao aluno o contato com sistemas de informação gerenciais e com algumas fases de implantação de sistemas, como, análise do sistema, definição da matriz

Leia mais

Manual NetBank PAN. Título da apresentação

Manual NetBank PAN. Título da apresentação Manual NetBank PAN Título da apresentação Sumário Sumário 1. Acesso ao NetBank Pan p. 04 2. Tela principal e funcionalidades p. 05 3. Opções de Conta Corrente p. 06 4. Extrato de Conta-Corrente p. 07 5.

Leia mais

Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica

Manual do Sistema Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Editorial Brazil Informatica Manual do Sistema "Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro" Editorial Brazil Informatica I Venda - Gerenciamento de Vendas, Estoque, Clientes e Financeiro Conteúdo Part I Introdução

Leia mais

INTRODUÇÃO REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE

INTRODUÇÃO REQUISITOS TECNOLÓGICOS E DE AMBIENTE INTRODUÇÃO Na intenção de realizar um novo sistema financeiro para a gestão de recursos de convênios celebrados pela Academia Brasileira de Ciências, o setor de informática juntamente com o setor financeiro

Leia mais

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB

MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB MANUAL DO PRESTADOR FATURAMENTO WEB 0 Sumário Introdução... 2 Funcionalidades... 2 Requisitos Necessários... 2 Faturamento Web... 3 Faturamento Simplificado... 4 Faturamento Detalhado... 9 Faturamento

Leia mais

Volume ACRONUS SOFTWARE GUIA DE UTILIZAÇÃO DO ACRONUS SYSTEM. Manual Técnico 4.28

Volume ACRONUS SOFTWARE GUIA DE UTILIZAÇÃO DO ACRONUS SYSTEM. Manual Técnico 4.28 Volume 1 ACRONUS SOFTWARE GUIA DE UTILIZAÇÃO DO ACRONUS SYSTEM Manual Técnico 4.28 P A C O T E I N S T I T U I Ç Õ E S D E E N S I N 0 - E M P R E S A S Manual Técnico 4.28 ACRONUS SOFTWARE 08.104.732/0001-33

Leia mais

MANUAL DE IMPLEMENTAÇÃO DO MÓDULO NOTA FISCAL ELETRONICA

MANUAL DE IMPLEMENTAÇÃO DO MÓDULO NOTA FISCAL ELETRONICA MANUAL DE IMPLEMENTAÇÃO DO MÓDULO NOTA FISCAL ELETRONICA MARKANTY INFORMÁTICA Sistemas para Automação Comercial Gestão Empresarial e Fábrica de Software (Específicos) Princípios de nossos Profissionais:

Leia mais

EXPLORANDO OS MÓDULOS COMPRAS E ESTOQUE / VENDAS E FATURAMENTO

EXPLORANDO OS MÓDULOS COMPRAS E ESTOQUE / VENDAS E FATURAMENTO EXPLORANDO OS MÓDULOS COMPRAS E ESTOQUE / VENDAS E FATURAMENTO No mundo competitivo em que estamos inseridos torna -se necessário que os gestores possuam ferramentas para dinamizar as operações internas.

Leia mais

Consignação Manual do Correspondente Consignação

Consignação Manual do Correspondente Consignação Manual do Correspondente Consignação Banestes S.A. - Banco do Estado do Espírito Santo GCONS - Gerência de Consignação SUMÁRIO 1. Conceito...3 2. Apresentação...3 3. Informações Gerais...3 3.1. Condições

Leia mais

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário

Smart Laudos 1.9. A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos. Manual do Usuário Smart Laudos 1.9 A Forma Inteligente de Criar seus Laudos Médicos Manual do Usuário Conteúdo 1. O que é o Smart Laudos?... 3 2. Características... 3 3. Instalação... 3 4. Menu do Sistema... 4 5. Configurando

Leia mais

Optiview Dermatologia Software Sistema Especialista para Dermatologistas

Optiview Dermatologia Software Sistema Especialista para Dermatologistas Optiview, software médico, sistema para dermatologia, captura de imagens médicas, sistema médico, gerenciamento de clínicas médicas, laudo médico, imagem médica, dermatologia, congresso médico, duosistem,

Leia mais

Carta de Versão. TOTVS Saúde Hospitalar. Informações relacionadas a versão 1.0.112.0

Carta de Versão. TOTVS Saúde Hospitalar. Informações relacionadas a versão 1.0.112.0 Carta de Versão TOTVS Saúde Hospitalar Informações relacionadas a versão 1.0.112.0 Caminho: GENSHOSPPR-13 SADT SADT > ATENDIMENTO > RESULTADO DE EXAMES Nova integração permite que resultados de exames

Leia mais

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010. Manual do Usuário

CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR 2010. Manual do Usuário MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA DIRETORIA DE ESTATÍSTICAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO GERAL DO CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR CENSO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE II. Primeiro Trabalho

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE II. Primeiro Trabalho UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE INSTITUTO DE CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO ENGENHARIA DE SOFTWARE II Primeiro Trabalho Descrição do trabalho: Escrever um Documento de Visão. Projeto: Automatização do sistema que

Leia mais

Sphinx iq2 Utilização da ferramenta SphinxMobile

Sphinx iq2 Utilização da ferramenta SphinxMobile Sphinx iq2 Utilização da ferramenta SphinxMobile Pré-requisitos: Lista de variáveis Hospedagem ativa em um Servidor da SPHINX Brasil Módulo Mobile Offline ativo na conta Aplicativo SphinxMobile instalado

Leia mais

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO

Manual de Usuário do UnB Webmail Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Destinado aos usuários de e-mail da Universidade de Brasília MODO DINÂMICO Elaboração: Equipe de Suporte Avançado do CPD SA/SRS/CPD/UnB suporte@unb.br Universidade de Brasília Brasília / 2014 Resumo A

Leia mais

Evandro sistemas comerciais e web.

Evandro sistemas comerciais e web. Evandro sistemas comerciais e web. Sistema de Gerenciamento Comercial. Contatos: Site: www.evandropf.ubbi.com.br e-mail: acraseado@yahoo.com.br msn: evanf@bol.com.br Tel. (19)9212-7827 O Sistema Este sistema

Leia mais

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis

Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Módulo Cadastro SIGLA Digital Relação de Controles de Acesso Página 1 de 22 Documentação de Controle de Acesso Descrição das opções disponíveis Agenda Telefônica Cadastro simplificado de telefones. Tem

Leia mais

Almoxarifado SEF. Manual do Usuário Versão 1.3. União Sul Brasileira da IASD. Departamento de TI 01/01/2008

Almoxarifado SEF. Manual do Usuário Versão 1.3. União Sul Brasileira da IASD. Departamento de TI 01/01/2008 2008 Almoxarifado SEF Manual do Usuário Versão 1.3 União Sul Brasileira da IASD Departamento de TI 01/01/2008 SUMÁRIO SEF - Almoxarifado Introdução... 3 Cadastro da Entidade/Loja... 3 Menu Almoxarifado...

Leia mais

As instruções referentes ao atendimento ao cliente são destinadas aos recepcionistas que se encontram nas unidades de coleta laboratorial.

As instruções referentes ao atendimento ao cliente são destinadas aos recepcionistas que se encontram nas unidades de coleta laboratorial. PO-LB-CO-2 1/5 1. OBJETIVO Padronizar o processo de cobrança de exames, conforme guia de atendimento. 2. ABRANGÊNCIA As instruções referentes ao atendimento ao cliente são destinadas aos recepcionistas

Leia mais

SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO. Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br

SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO. Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br SISTEMA DE CONTROLE FINANCEIRO Curitiba PR www.softwar.com.br suporte@softwar.com.br Esta é a primeira tela, aonde o usuário irá colocar o código de acesso para utilizar o software. Se for a primeira vez

Leia mais