MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO"

Transcrição

1 O PORTUGUÊS e-flap Sistema semi-automático de comando do flap MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO Outubro 2009 revisão 3 sistema semi-automático de comando do flap e-flap controla a movimentação do flap da aeronave após um toque do piloto na chave de comando. Atenção: O sistema foi testado somente nas aeronaves Vans RV-9A, com flap elétrico de curso limitado por micro chaves (micro switches), com duas posições intermediárias. Os procedimentos para operação do e-flap, que estão descritos nas próximas páginas deste manual, se referem à aeronave supracitada. Pode-se utilizar o e-flap em outras aeronaves experimentais, com flap elétrico, desde que haja duas limitações de cursos intermediárias, além das que limitam a movimentação do flap em cima e embaixo. Leia com atenção e entre em contato com o suporte técnico da Eletroleve se necessitar de mais informações. ELETROLEVE Ind. e Com. Ltda. w w w. e l e t r o l e v e. c o m. b r

2 I- Descrição e operação O e-flap consiste de uma central eletrônica que é interligada em paralelo com a chave de comando do flap. Quando liga a chave MÁSTER da aeronave, o flap é posicionado automaticamente em zero grau e todas as luzes de indicação de posição do flap piscam simultaneamente, indicando que o e-flap está funcionando corretamente. Atenção: Antes de iniciar a operação normal do e-flap, é necessário fazer o ajuste de temporização, descrito no capítulo II deste manual, na página 5. Há dois tipos de comandos: a) Com toque rápido; b) Com toque prolongado. Ao comandar o flap com um toque rápido, o e-flap fará piscar a lâmpada da posição seguinte, indicando para onde ele irá, e manterá o motor acionado até atingir aquela posição. Exemplo: 1- Flap posicionado em zero grau. 2- Um toque rápido para baixo na chave de comando, 3- a luz de 10 0 pisca, 4- o flap movimenta até a posição O sistema é desligado. 2

3 O procedimento se repete para baixá-lo para 20 0, 32 0 e para subir de 32 0 para 20 0, 10 0 e zero grau. Ao comandar com um toque prolongado, o e-flap manterá o motor ligado até o flap atingir a posição totalmente em cima ou totalmente embaixo. O procedimento é feito da seguinte maneira: O piloto aciona a chave de comando do flap para cima ou para baixo e a mantém pressionada até que a luz 0 0 ou 32 0, respectivamente, comece a piscar. Exemplo: 1- Flap posicionado em zero grau. 2- Um toque na chave de comando para baixo, mantendo-a pressionada. 3- A luz 32 0 começa a piscar. 4- Solta a chave de comando do flap. 5- O flap movimenta de forma contínua, passando por 10 0, 20 0 até atingir a posição O sistema é desligado. Para subir o flap totalmente, repete o procedimento. Atenção: Para interromper a movimentação do flap, após um comando prolongado, basta efetuar um toque rápido no sentido oposto ao que foi comandado. O flap pára na posição mais próxima para onde -- estava se dirigindo. Exemplo (interrupção de comando prolongado para baixo): 1- Flap posicionado em zero grau. 2- Um toque na chave de comando para baixo, mantendo-a pressionada. 3

4 3- A luz 32 0 começa a piscar. 4- Solta a chave de comando do flap. 5- O flap movimenta de forma contínua, passando por (Nesse momento, o piloto quer interromper a operação.) 6- Um toque rápido para cima na chave de comando. 7- A luz 20 0 pisca. 8- O flap pára em O sistema é desligado. Chave de segurança: Uma chave de segurança, inclusa no e-flap, deve ser instalada no painel da aeronave, em local de fácil acesso, para que o piloto possa desligar o e-flap se ocorrer uma eventual falha. Atenção: Uma vez comandada a chave de segurança, o piloto não deve religá-la em vôo, ou, se fazê-lo, deve ficar atento, porque, ao religar o e-flap, ele movimentará o flap automaticamente para a posição zero grau. Se o e-flap for instalado juntamente com o sensor de velocidade SW-90, quando a aeronave atingir velocidade superior a *100 knots (aproximadamente 115 m.p.h.), o e-flap será desligado. Ao reduzir a velocidade da aeronave para menos de 100 knots, o sensor de velocidade SW-90 ligará novamente o e-flap, dando condição para o piloto abaixar o flap. Nesse momento, ao ser religado, o e-flap fará o teste automático do sistema, acendendo todas as luzes de indicação simultaneamente. Esse teste servirá como aviso ao piloto que o e-flap já está em condições de ser acionado, embora caiba ao piloto atentar-se quanto à velocidade prevista para essa operação. 4

5 * Nota: A velocidade de 100 knots (aproximadamente 115 MPH), é o valor que o sensor de velocidade SW-90 é ajustado na fábrica para desligar o e-flap, considerando que ele seja instalado em uma aeronave RV-9A. Para outras aeronaves, deve-se entrar em contato com o suporte técnico da Eletroleve. II- Temporização e ajuste 1- Descrição: O e-flap depende da atuação das chaves limitadoras de curso, instaladas no sistema de flap da aeronave, para desligar o motor na posição desejada pelo piloto. (São as mesmas chaves que acendem as luzes de indicação de posição do flap.) Caso não receba comando para ser desligado, se uma ou mais luzes de indicação não acenderem, por algum problema técnico no sistema de atuação do flap na aeronave, o e-flap desligará automaticamente o sistema após alguns segundos de funcionamento do motor. O ajuste desse tempo é feito de forma automática pelo e-flap e o procedimento para que esse ajuste seja feito será descrito neste capítulo. Exemplo de funcionamento do e-flap, supondo que haja uma pane na micro-switch de fim de curso embaixo (32º): 1- Flap posicionado em zero grau. 2- Um toque na chave de comando para baixo, mantendo-a pressionada. 3- A luz 32 0 começa a piscar. 4- Solta a chave de comando do flap. 5- O flap movimenta de forma contínua, passando por 10 0,

6 Ele teria que parar ao atingir a posição 32 0, mas, se a luz não acender, por uma falha técnica (uma pane na micro-switch limitadora de curso), o motor do flap continuará funcionando. O e-flap, porém, desligará o motor do flap alguns segundos depois, de acordo com o tempo que ele foi pré-ajustado. O mesmo ocorrerá se houver uma falha em posições intermediárias. Após o tempo programado pelo e- Flap, ele desligará o motor do flap e ficará em condições de ser novamente comandado. 2- Ajuste do tempo de funcionamento do e-flap: 1- Flap posicionado em zero grau. 2- Dê um toque na chave de comando para cima, mantendo-a pressionada por 5 segundos e solte-a. 3- As luzes de 10, 20 e 32 graus vão acender e apagar sucessivamente. 4- Em seguida, o e-flap movimentará o motor do flap, baixando-o até 32º e retornando para a posição zero grau. 5- Término do ajuste. 3- Observações: A primeira vez que ligar a chave MÁSTER, com o e-flap instalado, o flap, se estiver embaixo, poderá não subir até zero grau, porque o tempo máximo de funcionamento do e-flap ainda não foi ajustado. Nesse caso deve comandá-lo para cima, com um toque na chave, para ele terminar o procedimento de subida. Após o ajuste automático de tempo de atuação do e-flap, a cada comando que for feito o timer interno será disparado. Em condições normais, as switches limitadoras de curso do flap atuarão antes do timer, mas se elas não atuarem, o e-flap desligará o motor ao término dessa contagem de tempo. 6

7 III- Instalação O diagrama abaixo mostra as ligações da caixa de controle do flap (e-flap) na aeronave Vans RV-9A, com interruptor de comando do flap no painel. Para aeronave com comando no punho do manche, solicite instruções à Eletroleve. As identificações dos fios e terminais estão no padrão encontrado nas aeronaves montadas pela Flyer. Da caixa de controle e-flap (identificada no desenho como FLAP CONTROL) saem 12 fios. Todos estão identificados com etiquetas adesivas. Deve-se soltar do painel de instrumentos a chave de comando do flap e retirar também os equipamentos necessários para ter acesso aos terminais atrás da chave. Em seguida, executar os seguintes passos: 1- Soltar os parafusos que prendem os fios +19 e 0, que chegam aos contados do centro da chave. 2- Emendar os fios +19 e 0, que foram soltos, aos fios 19in (vermelho) e 0in (preto), respectivamente, do e-flap. 3- Fixar os fios 19out e 0out, do e-flap, nos terminais do centro da chave, onde estavam os fios +19 e 0, respectivamente. 4- Fixar o fio 19A, do e-flap, no mesmo terminal onde está fixado o fio 19A do sistema do avião (os dois ficam conectados juntos no mesmo terminal). 5- Repetir o passo 4 (acima) para os fios 19B, 19C e 19D. 7

8 6- Soldar o fio 19G, do e-flap, ao 19G do sistema do avião, que vai para a luz de zero grau. 7- Repetir o passo 6 para os fios 19H, 19I e 19J, que vão para as luzes de 10 0, 20 0 e 32 0 respectivamente. 8- Isolar as emendas, fixar a chave de comando no painel e prender a caixa e-flap em local adequado atrás do painel da aeronave. 9- Fazer uma inspeção geral quanto à segurança da instalação e testar o funcionamento do sistema. A foto acima mostra a chave do flap com a fiação do e- Flap conectada; a seta vermelha indica os 4 fios que vão para as lâmpadas de indicação da posição do flap. Na foto da direita, vê-se a caixa e-flap fixada atrás do painel de instrumentos da aeronave. 8

9 IV- Segurança do sistema 1- Chave de segurança: A chave de segurança, que é fornecida junto com o e-flap, deve ser instalada no painel da aeronave, em um local de fácil acesso pelo piloto. Ela deve ser acionada em caso de ocorrência de uma eventual falha do e-flap. Desligando-a, o e-flap deixa de atuar e o sistema de comando do flap passa a funcionar apenas através da chave do painel. Ao religar a chave de segurança, o piloto deve ficar atento, porque, se o flap não estiver em zero grau, o e- Flap o comandará para essa posição. Por isso é recomendado que, se a chave de segurança for acionada em vôo, que ela venha a ser religada somente no solo. A figura ao lado mostra o esquema interno do e-flap.

10 2- Sensor de velocidade: É recomendado que se instale o sensor de velocidade SW-90 para desligar o e-flap quando a aeronave estiver em vôo de cruzeiro, para que não haja a menor possibilidade do flap ser comandado em velocidades acima do previsto, porque pode causar danos estruturais à asa. V- Informações complementares O tempo de movimentação do flap no solo é diferente do tempo em vôo, porque em vôo o vento relativo força o flap, dificultado o seu movimento para baixo. Foi observado em algumas aeronaves, quando comandado o flap para abaixar no solo, que ele parou após acender e apagar a luz de 10 ou 20 graus. Ou seja, o flap desce rápido e quando a luz acende, dando sinal ao e-flap que ele deve desligar o motor, o desligamento ocorre um instante após, quando a luz já apagou. Mas em vôo o funcionamento tem sido normal. Diagramas e outras informações técnicas, incluindo eventuais mudanças ou atualizações no software do e-flap, são disponibilizadas na seção Boletim Técnico da página da Eletroleve na internet: VI- Especificações técnicas Tensão de alimentação: 12 a 14,5V. Corrente de carga suportada pelo e-flap (do sistema de comando do flap da aeronave): até 5A. Corrente de operação (circuito interno): 0,25A Proteção: fusível interno de 2A. Eletroleve Indústria & Comércio Ltda. Caixa Postal 2094, CEP Campo Grande, MS BRASIL Telefones: /

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Bloco Autônomo de Iluminação de Emergência À Prova de Tempo (IP 65) - Com 01 Lâmpada Fluorescente de 8 W. Código AFMAC8IP O Bloco Autônomo com uma lâmpada fluorescente de 8 Watts é um equipamento de iluminação

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO PORTUGUÊS Modelo ACT-2 Intercom ativado pela voz Com filtro de freqüência e amplificador diferencial MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO LEIA ESTE MANUAL ANTES DE USAR O INTERCOM. O intercom modelo ACT-2,

Leia mais

Módulo 32 ED 24 Vdc Opto

Módulo 32 ED 24 Vdc Opto Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, possui 32 pontos de entrada digital para tensão de 24 Vdc. O módulo é do tipo lógica positiva ( tipo `sink`) e destina-se ao uso com sensores com

Leia mais

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO ALÍVIO DE PRESSÃO INTERNA

CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO MODOS DE OPERAÇÃO DOS BOTÕES PROTEÇÃO ANTIESMAGAMENTO ALÍVIO DE PRESSÃO INTERNA CARACTERÍSTICAS E MODOS DE FUNCIONAMENTO Os módulos da linha TOTALSAFE PRO foram desenvolvidos para agregar além de conforto, segurança total na automação dos vidros elétricos. Essa linha de produtos oferece

Leia mais

VIDROS ELÉTRICOS RETROVISORES TETO SOLAR KIT CONFORT

VIDROS ELÉTRICOS RETROVISORES TETO SOLAR KIT CONFORT VIDROS ELÉTRICOS RETROVISORES TETO SOLAR KIT CONFORT Índice Termo de Garantia de 2 Anos... pág. 3 Introdução... pág. 4 Características... pág. 5 Diagrama de Conexões... pág. 6 Proteção Antiesmagamento...

Leia mais

Presente em seus projetos.

Presente em seus projetos. Manual de configuração do módulo de relê receptor RF de 1 canal para tensões de 12V, 127V e 220V Objetivos: Explicar como configurar os modos de funcionamento, cadastrar controles e apagar os controles

Leia mais

Catálogo Técnico 2013

Catálogo Técnico 2013 Catálogo Técnico 203 Design e Tecnologia incomparáveis Identificação Esquema de ligação Interruptor imples - 0A/250V~ 2 FAE Permite comandar uma o u m a i s l â m p a d a s exclusivamente de um único local.

Leia mais

Manual de instalação e configuração

Manual de instalação e configuração Manual de instalação e configuração 2 SMART CLICK Controle remoto para Luzes com dimmer Índice 1. Configuração do módulo SMART CLICK... 3 2. Instalação em lâmpadas com um interruptor... 3 2.1. Conexão

Leia mais

Versão do Firmware: F03 Opera com chamador seqüencial. Periféricos: Chamador seqüencial, Impressora de Senha, Bico de Pato

Versão do Firmware: F03 Opera com chamador seqüencial. Periféricos: Chamador seqüencial, Impressora de Senha, Bico de Pato Versão do Firmware: F03 Opera com chamador seqüencial Periféricos: Chamador seqüencial, Impressora de Senha, Bico de Pato Revisão do manual: R01 23/01/2008 1 1 PAINEL DE SENHA SEQÜENCIAL...3 1.1 DESCRIÇÃO...3

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. EX Vde INVERSORA. frequência

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO. EX Vde INVERSORA. frequência MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO EX Vde INVERSORA frequência Índice 1. Apresentação... 3 2. Características técnicas... 3 3. LEDS... 4 4. Como codificar um novo controle... 4 5. Como Resetar a memória...

Leia mais

Painel de Extinção BC8013

Painel de Extinção BC8013 Painel de Extinção BC8013 Características O Painel de Extinção BC8013 é usado para controlar seções em extinção. Existem dois tipos de módulos de funcionamento que podem ser operados: modo automático e

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Bloco Autônomo de Iluminação de Emergência, com 1 Lâmpada de 20 W. Código AFLEA1X20 O Bloco Autônomo com uma lâmpada de 20 Watts é um equipamento de iluminação de emergência que tem a função de iluminar

Leia mais

Manual do Usuário Bicicleta elétrica VERDE BIKE

Manual do Usuário Bicicleta elétrica VERDE BIKE Manual do Usuário Bicicleta elétrica VERDE BIKE Modelo PEROBA VBX18 Os Direitos autorais pertencem a VB IMPORTAÇAO LTDA proibindo a reprodução sem previa autorização Obrigado por escolher a VERDE BIKE.

Leia mais

Informativo de Assistência Técnica

Informativo de Assistência Técnica Informativo de Assistência Técnica Circular N.º: 056/04 Responsável: André Betarello Data: 29/10/2002 Revisão: 001 Para: Técnicos PST Eletrônica e Instaladores Assunto: Instruções de Instalação para o

Leia mais

MÓDULO ANTI-FURTO COM SENSOR DE PRESENÇA

MÓDULO ANTI-FURTO COM SENSOR DE PRESENÇA MÓDULO ANTI-FURTO COM SENSOR DE PRESENÇA PRODUTOS ELETRÔNICOS 1 - APRESENTAÇÃO A FKS sente-se honrada em ter sido escolhida por você. Ao tornar-se proprietário de um ANTI-FURTO FKS, você acrescentou ao

Leia mais

Modelo EP-02

Modelo EP-02 Modelo EP-02 Manual de Instruções EP-02 EP-02 Funcionamento Atenção Sr. Usuário Confirme com o instalador a localização do fusível 10A. - Função Chave Geral: Desativa o alarme. - Função cadastramento dos

Leia mais

IRRITRON SEGUNDA 12:00

IRRITRON SEGUNDA 12:00 IRRIMASTER PROGRAMAÇÃO CÍCLICA E SIMPLES Facilidade de manuseio Não perde a programação Display alfanumérico O Irricontrol é um aparelho destinado ao controle de qualquer tipo de irrigação. Esse controle

Leia mais

DISCADORA DIALER VOX TOM/PULSO

DISCADORA DIALER VOX TOM/PULSO DISCADORA DIALER VOX TOM/PULSO APRESENTAÇÃO: ESTE EQUIPAMENTO É UM SISTEMA ELETRÔNICO AUTOMÁTICO DE DISCAGEM TELEFÔNICA ACOPLÁVEL A QUALQUER SISTEMA DE ALARME NO QUAL A ALIMENTAÇÃO SEJA 12 VCC. MEMORIZA

Leia mais

EXPERIÊNCIA N O 1 ACINAMENTO DE UMA LÂMPADA POR UMA CHAVE

EXPERIÊNCIA N O 1 ACINAMENTO DE UMA LÂMPADA POR UMA CHAVE I EXPERIÊNCIA N O 1 ACINAMENTO DE UMA LÂMPADA POR UMA CHAVE Ligar e desligar uma lâmpada através de uma única chave pulsante. Toda vez que a chave for pressionada a lâmpada deve mudar de estado, mantendo

Leia mais

SISTEMA DE AUTOMATIZAÇÃO DE VENTILADORES COM CONTROLE REMOTO. manual de instruções

SISTEMA DE AUTOMATIZAÇÃO DE VENTILADORES COM CONTROLE REMOTO. manual de instruções SISTEMA DE AUTOMATIZAÇÃO DE VENTILADORES COM CONTROLE REMOTO manual de instruções PARABÉNS! Você está adquirindo um equipamento de alta tecnologia e qualidade que certamente atenderá às suas necessidades.

Leia mais

ECOMASOL MANUAL CONTROLADOR SOLAR

ECOMASOL MANUAL CONTROLADOR SOLAR ECOMASOL MANUAL CONTROLADOR SOLAR ecomasol.com.br ECOMASOL - EFICIÊNCIA EM COMANDO SOLAR Obrigado por escolher a ECOMASOL. Este produto foi desenvolvido com a melhor tecnologia eletrônica microprocessada,

Leia mais

PARABÉNS! Temos procurado aprimorar o produto constantemente, proporcionando maior segurança e confiabilidade ao sistema.

PARABÉNS! Temos procurado aprimorar o produto constantemente, proporcionando maior segurança e confiabilidade ao sistema. CAPA PARABÉNS! O sistema de segurança que você adquiriu é o que há de mais avançado no mercado, pois une à tecnologia dos modernos micro-controladores a experiência de nossos técnicos e engenheiros de

Leia mais

Manual Técnico CENTRAL DUPLA 5T. ATENÇÃO: Não utilize o equipamento sem antes ler o manual de instruções.

Manual Técnico CENTRAL DUPLA 5T. ATENÇÃO: Não utilize o equipamento sem antes ler o manual de instruções. Manual Técnico CENTRAL DUPLA 5T ATENÇÃO: Não utilize o equipamento sem antes ler o manual de instruções. Principais características -Fim de curso analógico. -Módulo receptor RF 433,92 MHz. -Code learning:

Leia mais

CARACTERÍSTICAS GERAIS

CARACTERÍSTICAS GERAIS O Hidrosystem é um aparelho destinado ao controle de qualquer tipo de irrigação. Esse controle é feito através da programação, no aparelho, escolhendose os dias da semana e o horário que deverá haver irrigação

Leia mais

Manual de Referência e Instalação

Manual de Referência e Instalação ST 162 ST 162 Manual de Referência e Instalação Descrições 2 1 3 Número Descrição 1 2 3 4 5 6 7 8 9 0 * 5 4 1 Indicador de modo 2 Indicador de porta 3 Antena 4 Matriz do Teclado 5 Parafuso Especificações

Leia mais

INTERLOCK. INTERTRAVAMENTO Para Portões Automáticos Fechaduras Magnéticas e Elétricas. Manual de instalação e configuração

INTERLOCK. INTERTRAVAMENTO Para Portões Automáticos Fechaduras Magnéticas e Elétricas. Manual de instalação e configuração INTERLOCK INTERTRAVAMENTO Para Portões Automáticos Fechaduras Magnéticas e Elétricas Manual de instalação e configuração 2 INTERLOCK Intertravamento de Portões MOREY Índice 1. Instalação do módulo INTERLOCK...

Leia mais

Utilização da electricidade. Maria do Anjo Albuquerque

Utilização da electricidade. Maria do Anjo Albuquerque Utilização da electricidade C U I D A D O S A T E R A O M A N U S E A R A E L E T R I C I D A D E Cuidados a ter na instalação de circuitos elétricos Cuidados a ter para poupar eletricidade Qualquer instalação

Leia mais

Manual de Instruções. Máquina de Costura Galoneira Industrial SM-500-5Z SM-500-Z SM-500 W500

Manual de Instruções. Máquina de Costura Galoneira Industrial SM-500-5Z SM-500-Z SM-500 W500 Manual de Instruções Máquina de Costura Galoneira Industrial Máquina de Costura Galoneira Industrial SM-500-5Z SM-500-Z SM-500 W500 1 1. 2. 3. 4. 5. 6. 7. A. LUBRIFICAÇÃO COM ÓLEO. B. LUBRIFICAÇÃO COM

Leia mais

MOTOR PARA PERSIANA ATENÇÃO! O SEU MOTOR JÁ ESTA PROGRAMADO.

MOTOR PARA PERSIANA ATENÇÃO! O SEU MOTOR JÁ ESTA PROGRAMADO. MOTOR PARA PERSIANA ATENÇÃO O SEU MOTOR JÁ ESTA PROGRAMADO. Alimentação: MARROM: FASE Com controle Verifique no corpo do motor a atenção (v) correta, para não queimar o mesmo. AZUL: NEUTRO Cada motor deve

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO CATEGORIA: ILUMINAÇÃO DE Central de Iluminação de Emergência 24 V(cc), 41,7 A - com Capacidade de 1000 W. Código AFUSE241000 A central de iluminação de emergência é alimentada pela rede elétrica predial

Leia mais

Módulo 16 ED 125 Vdc Opto

Módulo 16 ED 125 Vdc Opto Descrição do Produto O módulo, integrante da Série Ponto, possui 16 pontos de entrada digital para tensão de 125 Vdc. O módulos é de lógica positiva (tipo sink ) e destina-se ao uso com sensores tipo 1

Leia mais

Manual de Instruções Auxiliar Para Troca de Baterias 12V.

Manual de Instruções Auxiliar Para Troca de Baterias 12V. Manual de Instruções Auxiliar Para Troca de Baterias 12V. A&C Automação e Controle Rua: Itápolis nº 84 SBC SP CEP:09615-040 Tel.: (11) 4368-4202 SAC: (11) 4368-5958 E-mail: sac@aecautomacao.com.br www.aecautomacao.com.br

Leia mais

MP-6 CENTRAL DE ALARME 6 SETORES MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO

MP-6 CENTRAL DE ALARME 6 SETORES MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO CENTRAL DE ALARME 6 SETORES MP6 MANUAL DE OPERAÇÃO E INSTALAÇÃO JFL EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS IND. COM. LTDA Rua João Mota, 471 Jardim das Palmeiras 37540000 Santa Rita do SapucaÍ MG Telefax: 55 (35) 34711990

Leia mais

PS 9100 Manual de Operação

PS 9100 Manual de Operação PS 9100 ÍNDICE 1 Identificação...Error! Bookmark not defined. 2 Instalação...3 2.1 Conteúdo...3 2.2 Desembalagem...3 2.3 Instruções de Instalação...3 3 Documentos...4 3.1 Especificações das Moedas...4

Leia mais

SENSOR DE BARREIRA (ATIVO)

SENSOR DE BARREIRA (ATIVO) SENSOR DE BARREIRA (ATIVO) Manual de Referência e Instalação Leia atentamente o manual antes do manuseio do equipamento ÍNDICE 1. O Produto...3 2. Especificações Técnicas...3 3. LEDs Indicadores...4 4.

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO. Controlo remoto BRC1D528

MANUAL DE INSTALAÇÃO. Controlo remoto BRC1D528 MANUAL DE INSTALAÇÃO BRCD58 3 S M S M PCB 4 3 7 5 6 4 5 6 a b c 4 3 UNIT No. GROUP SETTING d e P P P P 7 7 6 5 8 3 + 4 5 6 8 BRCD58 LEIA ESTE MANUAL ATENTAMENTE ANTES DE LIGAR A UNIDADE. NÃO O DEITE FORA.

Leia mais

Manual de instruções. Retificador de corrente Microprocessado

Manual de instruções. Retificador de corrente Microprocessado Página 1 de 7 Manual de instruções Retificador de corrente Microprocessado Monofásicos e trifásicos Versão: 4 Índice 1 Display LCD...2 2 Controles...2 3 Ajuste...4 4 Proteção...4 5 Manual/Automático...5

Leia mais

STOPSAT 01M. Índice. Revisão 01/10/2003

STOPSAT 01M. Índice. Revisão 01/10/2003 Revisão 01/10/2003 TECMORE AUTOMAÇÃO COMÉRCIO LTDA Rua Marechal Deodoro, 2709-Centro São Carlos-SP CEP 13.560-201 Tel (16) 274-3885 / Fax (16) 274-7300 www.tecmore.com.br STOPSAT 01M Índice 1 Descrição

Leia mais

Este boletim tem por finalidade apresentar uma análise de defeitos comuns do VF50F/E.

Este boletim tem por finalidade apresentar uma análise de defeitos comuns do VF50F/E. Este boletim tem por finalidade apresentar uma análise de defeitos comuns do VF50F/E. Introdução Os equipamentos VF50F/E são conhecidos pela complexidade de seus esquemas elétricos, isso se deve ao fato

Leia mais

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, TELEFONE: Revisado em 23/08/2007 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP:

LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, TELEFONE: Revisado em 23/08/2007 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 267 - TELEFONE: 6823-8800 Revisado em 23/08/2007 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 www.linear-hcs.com.br CENTRAL ELETRÔNICA TRI-MONO DE CONTROLE DE PORTÃO rev1 CARACTERÍSTICAS

Leia mais

Sistema de Segurança Anti Levantamento de Caçamba

Sistema de Segurança Anti Levantamento de Caçamba Sistema de Segurança Anti Levantamento de Caçamba ESPONTÂNEO OU NÃO ESPONTÂNEO Sistema de Segurança Anti Levantamento de Caçamba A MAKSEN empresa a mais de 20 anos atuante na área de SEGURANÇA HUMANA,

Leia mais

Manual de Instruções de Instalação e Garantia. Risco Zero 2

Manual de Instruções de Instalação e Garantia. Risco Zero 2 Manual de Instruções de Instalação e Garantia Risco Zero 2 -Acionador Eletrônico com Rebaixador de Tensão e Sensor de Nível Revisão 0 - V. Jan/2013 Parabéns! Você acabou de adquirir a solução para o acionamento

Leia mais

Manual do Proprietário. Batedeira planetaria BTI 18/ BT I36

Manual do Proprietário. Batedeira planetaria BTI 18/ BT I36 Manual do Proprietário Batedeira planetaria BTI 18/ BT I36 Índice 1- Apresentação. 2- Instalação e Instruções. 3- Operação. 4- Limpeza. 5- Manutenção. 6- Possíveis Problemas e Soluções. 7- Esquema Elétrico.

Leia mais

Manual de Instruções de Instalação e Garantia. Risco Zero1. -Acionador Eletrônico com Rebaixador de Tensão

Manual de Instruções de Instalação e Garantia. Risco Zero1. -Acionador Eletrônico com Rebaixador de Tensão Manual de Instruções de Instalação e Garantia Risco Zero1 -Acionador Eletrônico com Rebaixador de Tensão Revisão 0 - V. Jan/2013 Parabéns! Você acabou de adquirir a solução para o acionamento da motobomba

Leia mais

VIDROS ELÉTRICOS TETO SOLAR KIT CONFORT FC VT CF+

VIDROS ELÉTRICOS TETO SOLAR KIT CONFORT FC VT CF+ VIDROS ELÉTRICOS TETO SOLAR KIT CONFORT FC VT CF+ Índice Termo de Garantia de 2 Anos... pág. 3 Introdução... pág. 4 Características... pág. 5 Diagrama de Conexões... pág. 6 Proteção Antiesmagamento...

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO 07S RQC. Quadro de Comando

MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO 07S RQC. Quadro de Comando MANUAL DE INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO RQC 07S Quadro de Comando www.compatec.com.br 1. Apresentação... 3 2. Características Gerais... 3 3. Conhecendo o seu produto... 4 4. Diagrama de Ligação... 4 5. Como resetar

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO

MANUAL DE INSTRUÇÕES INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO AQUECEDORES ELÉTRICOS Aquecedores de 30 kw, 36 kw e 48 kw Aquecedores em série: 2 x 30 (60 kw) e 2 x 36 (72 kw) REV. B: AGOSTO/2010 E-384832-3 ÍNDICE PÁGINA Descrição 3 GERAL 3 EQUIPAMENTO

Leia mais

CENTRAL DE ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA EQUILUX III

CENTRAL DE ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA EQUILUX III CENTRAL DE ILUMINAÇÃO DE EMERGÊNCIA EQUILUX III Equipamento desenvolvido para controlar uma rede de luminárias de aclaramento e balizamento de iluminação de emergência, e também fazer a reposição da carga

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DETECTOR DE TENSÃO ALTERNADA (VAC) MODELO VT-2020

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DETECTOR DE TENSÃO ALTERNADA (VAC) MODELO VT-2020 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO DETECTOR DE TENSÃO ALTERNADA (VAC) MODELO VT-2020 Julho de 2017 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do detector ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 1

Leia mais

Temporizador NT240. TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x D INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAÍDAS DO TEMPORIZADOR

Temporizador NT240. TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x D INTRODUÇÃO ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS SAÍDAS DO TEMPORIZADOR TEMPORIZADOR PROGRAMÁVEL - MANUAL DE INSTRUÇÕES V2.0x D INTRODUÇÃO O temporizador programável tem como função básica monitorar o tempo e acionar sua saída de acordo com programação previamente realizada

Leia mais

Cabo Serial RS-232 para conexão com computador (somente para configuração do equipamento). Cabo para conexão com sensores de temperatura e umidade.

Cabo Serial RS-232 para conexão com computador (somente para configuração do equipamento). Cabo para conexão com sensores de temperatura e umidade. 4 Conexão dos cabos Cabo Serial RS-232 para conexão com computador (somente para configuração do equipamento). Cabo para conexão com sensores de temperatura e umidade. Conector para os cabos da bateria

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Módulo Transformador para Iluminação de Emergência, até 2 Lâmpadas, Autonomia 1,5 h. Código AFILSI-NICAD Equipamento com a função de transformar uma ou mais luminárias fluorescentes comuns, instalada em

Leia mais

C/L TIMER v4.x _

C/L TIMER v4.x  _ O temporizador ativo controla o ESC atuando na rotação do motor durante o voo com base dos dados recebido pelo acelerômetro mantendo a velocidade de voo mais estável e possibilitando realizar voos estilo

Leia mais

SAS816FHL-0 Termostato para aquecimento de piso

SAS816FHL-0 Termostato para aquecimento de piso SAS816FHL-0 Termostato para aquecimento de piso SAS816FHL-0 é um termostato de ambientes não programável projetado para sistemas de aquecimento de piso com água quente e sistemas de aquecimento elétrico.

Leia mais

Manual de Operação AET - AP

Manual de Operação AET - AP Manual de Operação AET - AP (Atuador Eletrônico de Temperatura para Alimentadores à Palha) Revisão A HIGH-Z VALE INDÚSTRIA ELETRÔNICA LTDA. Av: Sebastião Reginaldo da Cunha 451A - Jardim dos Estados CEP

Leia mais

PAINEL DE ALARME ACTIVE 10 E 10 LITE

PAINEL DE ALARME ACTIVE 10 E 10 LITE PAINEL DE ALARME ACTIVE 10 E 10 LITE 1- FUNÇÕES BÁSICAS 1.1 VISUALIZAÇÃO DOS PROBLEMAS NO SISTEMA Para visualizar os problemas, pressione a tecla P por segundos. O led SISTEMA começa a piscar, continue

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES REF. MS08

MANUAL DE INSTRUÇÕES REF. MS08 MANUAL DE INSTRUÇÕES REF. MS08 CARACTERÍSTICAS: O seu Mormaii ref. MS08, 5 ATM, é um relógio digital com pulseira e caixa termoplástica, com funções de Horário Normal, Calendário auto programável, Alarmes,

Leia mais

ATUADORES ELÉTRICOS QUARTO DE VOLTA SÉRIE OM

ATUADORES ELÉTRICOS QUARTO DE VOLTA SÉRIE OM ATUADORES ELÉTRICOS QUARTO DE VOLTA SÉRIE OM Descrição Os atuadores da série OM são atuadores quarto de volta que podem gerar um torque de até 4500 Nm. Podem ser aplicados em variados tipos de válvulas,

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ANEMÔMETRO C/ TERMO-HIGRÔMETRO MODELO WM-1800

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ANEMÔMETRO C/ TERMO-HIGRÔMETRO MODELO WM-1800 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO ANEMÔMETRO C/ TERMO-HIGRÔMETRO MODELO WM-1800 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do instrumento ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... - 1-2. CUIDADOS

Leia mais

Dispositivo anti-curtos passo a passo

Dispositivo anti-curtos passo a passo Dispositivo anti-curtos passo a passo Lista de componentes necessários: Caixa para a montagem Pulsador normalmente fechado Relé 12 V CC Ponte retificadora 1,5 A Condensador eletrolítico 4,7µF/35v 6 leds

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO (VT01 / VT09)

MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO (VT01 / VT09) MANUAL DE INSTALAÇÃO E CONFIGURAÇÃO (VT01 / VT09) Pagina 1 / 5 1.0) VOLTÍMETRO - RACETRONIX A principal função do Voltímetro é indicar o valor da tensão (em volts) do sistema elétrico do veículo. O Voltímetro

Leia mais

FONTE FITA LED RGB 20M

FONTE FITA LED RGB 20M FONTE FITA LED RGB 20M Obrigado por ter escolhido um produto da Star Lighting Division. Você tem agora um produto de qualidade e confiabilidade. Esse produto deixou a fábrica em perfeitas condições. Para

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Laboratório de Soldagem- LABSOLDA/ EMC Campus Universitário, Cx. P. 476 - Trindade 88040-900 - Florianópolis - SC Fones: (048) 234 2783 / 331 9471 - Fax: 234 6516

Leia mais

Inversor Inteligente de Potência DC/AC 1000W FPI 1K0

Inversor Inteligente de Potência DC/AC 1000W FPI 1K0 Inversor Inteligente de Potência DC/AC 1000W FPI 1K0 Manual de Usuário 1 Seu novo HGX FPI 1K0 é um dos mais avançados inversores de potencia DC/AC atualmente disponíveis no mercado. Quando usado de acordo

Leia mais

Informativo de Assistência Técnica

Informativo de Assistência Técnica Prezado Instalador - O Fiat Stilo é um veículo com um grande volume de tecnologia eletrônica e a utilização de ferramental inadequado pode causar sérios danos ao sistema elétrico. IMPORTANTE: Antes de

Leia mais

MÓDULO DE PASSAGEM LINEAR HCS

MÓDULO DE PASSAGEM LINEAR HCS LINEAR-HCS RUA SÃO JORGE, 269 - TELEFONE: 6823-8800 SÃO CAETANO DO SUL - SP - CEP: 09530-250 1 Revisado em 15/03/2007 MÓDULO DE PASSAGEM LINEAR HCS DESCRIÇÃO GERAL: O Módulo de passagem é um equipamento

Leia mais

Just do it yourself ;)

Just do it yourself ;) Just do it yourself ;) Datasheet Iluminadores ITSLUX modelos I1516, I1522, I3016, I3022, I6022, I6090, W6032 e W6075 Versão 1.7 Dezembro 2015 Sumário 1. VISÃO GERAL... 2 2. RISCOS DE MANUSEIO... 3 3. ESPECIFICAÇÕES

Leia mais

INSTRUMENTAÇÃO DIGITAL

INSTRUMENTAÇÃO DIGITAL INSTRUMENTAÇÃO DIGITAL Faça-nos também uma visita ao site www.guster.com.br E conheça nossos produtos e serviços GUSTER INDÚSTRIA DE EQUIPAMENTOS ELETRÔNICOS LTDA. RUA SIGFREDO DAY, 50 CIC CEP 81170-650

Leia mais

Manual de instruções

Manual de instruções Manual de instruções Carregador de Bateria Monofásico Versão: 4 Sumario 1. Descrição---------------------------------------------------------------------- 3 1.1 Composição Básica----------------------------------------------

Leia mais

APLICATIVOS VW. DIGIFANT Mi

APLICATIVOS VW. DIGIFANT Mi Página 1 de 16 CAPITULO 70 APLICATIVOS VW DIGIFANT Mi GOLF GL/GLX 2.0 - Mi. COMO FUNCIONA O SISTEMA DIGIFANT Mi GOLF 2.0 Este sistema de injeção é digital multiponto ou seja com quatro válvulas injetoras

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES RELÓGIO MORMAII DIGITAL YP9458

MANUAL DE INSTRUÇÕES RELÓGIO MORMAII DIGITAL YP9458 MANUAL DE INSTRUÇÕES RELÓGIO MORMAII DIGITAL YP9458 CARACTERÍSTICAS O relógio MORMAII referência YP9458 é um relógio com leitura digital, com caixa e pulseira termoplástica. Operam com as seguintes funções:

Leia mais

Modelo EP-03 i

Modelo EP-03 i Modelo EP-03 i EP-03 i B A Manual de Instruções MICROCONTROLADO SENSOR ULTRA-SOM com filtro CONTROLE REMOTO com 7 funções cadastra 3 CONTROLES c/ cód. diferentes dois TIPOS DE ATIVAÇÃO AVISO SONORO DE

Leia mais

Prime LED. Manual do Proprietário. Instalação e Manutenção

Prime LED. Manual do Proprietário. Instalação e Manutenção Prime LED Manual do Proprietário Instalação e Manutenção Índice Manual do Proprietário / Instalação e Manutenção - Descrição/Informações Técnicas... 01 - Material de Instalação... 02 - Programação de cores

Leia mais

INFORMATIVO DE PRODUTO

INFORMATIVO DE PRODUTO Bloco Autônomo com Balizamento Acrílico Iluminação Normal e Emergência Código: AFLPA25X16NE O Bloco Autônomo de Balizamento é constituído de um suporte de ferro e duas placas acrílicas que fixam, em seu

Leia mais

K&M Carregadores de Baterias

K&M Carregadores de Baterias Sumário 1.0 - CARACTERÍSTICAS TÉCNICAS....2 2.0 - INFORMAÇÕES IMPORTANTES.... 2 3.0- INSTALAÇÃO.... 2 3.1- Local.... 3 3.2 - Tomadas de rede.... 3 3.3 4.0 - Conectores....3 - FUNCIONAMENTO.... 3 4.1- Característica

Leia mais

Série 14 - Minuteria multifunção 16 A. Características

Série 14 - Minuteria multifunção 16 A. Características Características 14.01 14.71 Minuteria multifunção Largura do módulo 17.5 mm Escala de temporização de 30s a 20min Chaveamento da carga em Zero crossing Chaveamento pisca com aviso de fim de temporização

Leia mais

CENTRAL DE ALARME ASD-650 SINAL

CENTRAL DE ALARME ASD-650 SINAL CENTRAL DE ALARME ASD-650 SINAL 1- PAINEL FRONTAL Led REDE: Indica que o aparelho está sendo alimentado pela rede AC. Led BAT: Indica que o aparelho está sendo alimentado pela bateria. Led ARMADO: Aceso

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TESTADOR DE CABOS 4 em 1 MODELO CT-350

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TESTADOR DE CABOS 4 em 1 MODELO CT-350 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TESTADOR DE CABOS 4 em 1 MODELO CT-350 Fevereiro 2017 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho 1. INTRODUÇÃO Obrigado por adquirir

Leia mais

TELE - VENDAS: (0xx41) FAX GRÁTIS:

TELE - VENDAS: (0xx41) FAX GRÁTIS: TELE - ENDAS: (0xx41) 2102-1100 - FAX GRÁTIS: 0800-704 2080 PROA DE LÂMPADAS Testando a Lâmpada Com a lâmpada fora do soquete, encoste uma ponta de prova no encaixe e a outra ponta no pólo como é mostrado

Leia mais

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMO-HIGRÔMETRO MODELO HT-208

MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMO-HIGRÔMETRO MODELO HT-208 MANUAL DE INSTRUÇÕES DO TERMO-HIGRÔMETRO MODELO HT-208 Leia atentamente as instruções contidas neste manual antes de iniciar o uso do aparelho ÍNDICE 1. Introdução... 01 2. Regras de segurança... 01 3.

Leia mais

CENTRAL DE ALARME AS-322 SINAL

CENTRAL DE ALARME AS-322 SINAL PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS CENTRAL DE ALARME AS SINAL Central de alarme de zonas, sendo que a zona é mista e a zona somente sem fio; Tempo de entrada e saída programável para a zona; Tempo de sirene de

Leia mais

Testador de rotação de fases sem contato

Testador de rotação de fases sem contato Manual do utilizador Testador de rotação de fases sem contato Modelo PRT00 Traduções adicionais do manual do usuário disponíveis em www.extech.com Introdução Parabéns por ter adquirido este medidor Extech.

Leia mais

Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Comandos Elétricos

Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Comandos Elétricos Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Engenharia de Computação e Automação Comandos Elétricos Heitor Medeiros Florencio Comandos Elétricos na Automação Industrial Conhecimentos de

Leia mais

RX-2 RECEPTOR DE 2 CANAIS MICROCONTROLADO LEARNING CODE

RX-2 RECEPTOR DE 2 CANAIS MICROCONTROLADO LEARNING CODE RX-2 RECEPTOR DE 2 CANAIS MICROCONTROLADO LEARNING CODE Características Aprende até 32 códigos diferentes; Compatível com transmissores e sensores da linha LEARNING CODE; Compatível também com transmissores

Leia mais

bambozzi Manual de Instruções Fonte de Energia para Soldagem MAC-250ED

bambozzi Manual de Instruções Fonte de Energia para Soldagem MAC-250ED A SSISTÊNCIAS T ÊCNICASAUTORIZADAS acesse: www.bambozzi.com.br/assistencias.html ou ligue: +55 (16) 33833806 / 33833807 bambozzi Manual de Instruções BAMBOZZI SOLDAS LTDA. Rua Bambozzi, 522 Centro CEP

Leia mais

Receptor RX 4000 Modelo R2

Receptor RX 4000 Modelo R2 Receptor RX 4000 Modelo R2 Manual de Referência e Instalação Introdução Parabéns, você adquiriu um Receptor Microprocessado da CS Eletrônica. Este equipamento foi desenvolvido para lhe oferecer anos de

Leia mais

Manual do Usuário Bicicleta elétrica VERDE BIKE

Manual do Usuário Bicicleta elétrica VERDE BIKE Manual do Usuário Bicicleta elétrica VERDE BIKE Modelo Figueira VBX88 Os Direitos autorais pertencem a VB IMPORTAÇAO LTDA proibindo a reprodução sem previa autorização Obrigado por escolher a VERDE BIKE.

Leia mais

Diagrama de Conexões. Comando para fechamento de vidros (travamento) Comando para fechamento de vidros (seta)

Diagrama de Conexões. Comando para fechamento de vidros (travamento) Comando para fechamento de vidros (seta) FTW4 ECO SAFE Índice Introdução... 3 Diagrama de Conexões... 4 Características... 5 Proteção Antiesmagamento... 6 Alívio de Pressão Interna... 6 Comandos para Acionamentos... 7 Alerta de Falha... 8 Função

Leia mais

QTA-ST100M. Quadro de Transferência Automática para Grupos-Geradores QTA-ST100M MANUAL DE OPERAÇÃO. Manual de Operação página 1

QTA-ST100M. Quadro de Transferência Automática para Grupos-Geradores QTA-ST100M MANUAL DE OPERAÇÃO. Manual de Operação página 1 Quadro de Transferência Automática para Grupos-Geradores QTA-ST100M MANUAL DE OPERAÇÃO Manual de Operação página 1 Nos dias atuais, devido ao excesso do consumo de energia elétrica, ocasionada pelo crescimento

Leia mais

SISTEMAS DE CONFORTO E CONVENIÊNCIA (Telecomandos/ acionadores de alarme)

SISTEMAS DE CONFORTO E CONVENIÊNCIA (Telecomandos/ acionadores de alarme) Fiat Palio, Marea, Tempra, Tipo Procedimento para programação de transmissor de entrada por controle remoto Com este sistema de programação, todos os códigos dos telecomandos; sem limite de quantidade,

Leia mais

Instruções de Operação. OJH Sensor de reflexão-difusa com supressão de fundo

Instruções de Operação. OJH Sensor de reflexão-difusa com supressão de fundo Instruções de Operação OJH Sensor de reflexão-difusa com supressão de fundo Função e características O sensor de reflexão difusa detecta objetos e materiais sem contato e indica sua presença por um sinal

Leia mais

ATUADORES ELÉTRICOS APLICAÇÃO:

ATUADORES ELÉTRICOS APLICAÇÃO: Rev. 25/08/2015 ATUADORES ELÉTRICOS APLICAÇÃO: Os atuadores Elétricos MGA São equipamentos utilizados na automação de válvulas operadas por ¼ de volta, em locais onde não se dispõe de ar comprimido. Disponíveis

Leia mais

Manual de operação. Fonte de alimentação MT 0 300V 0 1A

Manual de operação. Fonte de alimentação MT 0 300V 0 1A Manual de operação Fonte de alimentação MT 0 300V 0 1A 1 Fonte de alimentação de tensão C.C. MT CUIDADO! ESTA FONTE DE ALIMENTAÇÃO PODE CAUSAR A MORTE MESMO ESTANDO DESLIGADA! LEIA ESTAS INSTRUÇÕES ATÉ

Leia mais

16. SISTEMA DE IGNIÇÃO

16. SISTEMA DE IGNIÇÃO 16. SISTEMA DE IGNIÇÃO INFORMAÇÕES DE SERVIÇO 16-1 LOCALIZAÇÃO DOS COMPONENTES 16-2 DIAGRAMA DO SISTEMA 16-2 DIAGNOSE DE DEFEITOS 16-3 INSPEÇÃO DO SISTEMA DE IGNIÇÃO 16-4 16-5 BOBINA DE EXCITAÇÃO DO ALTERNADOR

Leia mais

Luzes avisadoras LUZES AVISADORAS E INDICADORES TRAVÃO DE MÃO (VERMELHA) VERIFICAÇÃO DAS LÂMPADAS

Luzes avisadoras LUZES AVISADORAS E INDICADORES TRAVÃO DE MÃO (VERMELHA) VERIFICAÇÃO DAS LÂMPADAS Luzes avisadoras LUZES AVISADORAS E INDICADORES As luzes avisadoras VERMELHAS referem-se a avisos primários. O condutor deve investigar imediatamente um aviso primário e recorrer a assistência qualificada

Leia mais

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO TESTES DE CONTROLE ELETRÔNICO DE REGULADORES DE TENSÃO MONOFÁSICOS. Sumário

ORIENTAÇÃO TÉCNICA - DISTRIBUIÇÃO TESTES DE CONTROLE ELETRÔNICO DE REGULADORES DE TENSÃO MONOFÁSICOS. Sumário 1/19 Sumário 1. Objetivo... 2 2. Aplicação... 2 3. Documentos de referência... 2 4. Considerações Gerais... 2 5. Controle TB-IR300 Toshiba... 2 5.1. Descrição dos componentes do controle... 3 5.2. Procedimentos

Leia mais

CENTRAL DE ALARME AD-423R / AD422R COM CONTROLE REMOTO

CENTRAL DE ALARME AD-423R / AD422R COM CONTROLE REMOTO CENTRAL DE ALARME AD-423R / AD422R COM CONTROLE REMOTO CARACTERÍSTICAS GERAIS - 4 Zonas progamáveis sendo 2 mistas, com fio e sem fio, e 2 com fio - Discadora com módulo de voz de 2 segundos;( Para a central

Leia mais

Rev BR1

Rev BR1 AVISO LEGAL! DEVIDO A PERIGOS INERENTES ASSOCIADOS AOS PROCEDIMENTOS DE MANUTENÇÂO AUTOMOTIVA, O FABRICANTE E TODAS AS PARTES ENVOLVIDAS COM A DISTRIBUIÇÂO E / OU VENDA DESTE EQUIPAMENTO NÃO SE RESPONSABILIZAM,

Leia mais

Ler este manual antes da instalação UMBER KGT-75 UMBER KGT-100. Motor de ataque ao veio. Página 1

Ler este manual antes da instalação UMBER KGT-75 UMBER KGT-100. Motor de ataque ao veio. Página 1 Ler este manual antes da instalação OHMLINE 2010 UMBER KGT-75 UMBER KGT-100 Motor de ataque ao veio Página 1 Na instalação e utilização deve ter muita Atenção 1) Cuidado! Para sua segurança, é importante

Leia mais

PEA LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS I DISPOSITIVOS DE COMANDO (COM_EA) RELATÓRIO

PEA LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS I DISPOSITIVOS DE COMANDO (COM_EA) RELATÓRIO PEA 2401 - LABORATÓRIO DE INSTALAÇÕES ELÉTRICAS I DISPOSITIVOS DE COMANDO (COM_EA) RELATÓRIO NOTA Grupo:......... Professor:...Data:... Objetivo:......... 1 - ROTEIRO 1.1 - Análise das características

Leia mais