dos Antigos Parlamentares dos Estados do Conselho

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "dos Antigos Parlamentares dos Estados do Conselho"

Transcrição

1 Senhor Presidente da Associação dos Antigos Parlamentares dos Estados do Conselho da Europa. Exmos Oradores convidados e demais participantes neste encontro Em nome da Assembleia Legislativa da Madeira dou as boas vindas a todos vós à nossa Região Autónoma. Afigura-se-me importante hoje refletir sobre a autonomia política regional no contexto europeu. A circunstância de não estarem hoje no exercício efetivo de funções parlamentares não retira importância ao contributo que podem trazer à discussão de um tema que por vezes é esquecido pelos diretórios europeus. Os objetivos da vossa associação em promover o ideal europeu numa perspetiva de liberdade política democrática, do primado da lei e de contribuição para a construção europeia são, no fundo partilhados pelos cidadãos europeus que acreditam que a União Europeia é um ponto de encontro de denominadores comuns que nos agregam, que fazem mais fortes os países que a compõem e que dá dimensão a um espaço simultaneamente de partilha e de comunhão de interesses e de ideais entre europeus. Tenho para mim seguro que a União Europeia tornou os países que a compõem mais fortes, mais prósperos, mais solidários e justos. A união faz a força; 1

2 isolados, num mundo cada vez mais global e exigente, seremos mais fracos. Mas há quem se iluda pensando que de fora fica melhor. É evidente que estar na União Europeia (UE) implica compromissos. Mas é isso mesmo que mantém viva a União. Um compromisso de partilhas de direitos e de responsabilidades. O ideal europeu implica a solidariedade entre os seus membros, solidariedade essa que tem de ser particularmente ativa no que respeita às Regiões Ultraperiféricas (RUP), como é o caso da Madeira. Há que reconhecer uma evidência: foi sobretudo graças à ajuda comunitária que a Região Autónoma da Madeira se desenvolveu de modo tão acentuado como é evidenciado por todos aqueles que nos visitam. Somos hoje uma Região com excelentes infraestruturas em vários domínios como sejam das acessibilidades externas e internas, saúde, desporto e telecomunicações. Mas apesar deste desenvolvimento registado nas últimas quatro décadas, persistem os nossos constrangimentos estruturais que decorrem da nossa situação geográfica, muito longe do centro europeu e em latitude já africana. Este posicionamento geográfico se por um lado acarreta custos elevados para quem vive na Região dá à União Europeia uma dimensão atlântica relevante em termos geoestratégicos e económicos. As RUP, para além disso, são uma mais-valia para a Europa pelos seus recursos marítimos, pelas condições propícias para o desenvolvimento das energias limpas e pelo turismo. 2

3 Senhor Presidente Senhores Oradores Convidados e demais participantes neste encontro O artº 349 do Tratado da União faz impender sobre o Conselho Europeu, sob proposta da Comissão e após consulta ao Parlamento Europeu, um dever de adoção de medidas específicas destinadas, em especial, a estabelecer as condições de aplicação dos Tratados às Regiões Ultra Periféricas. Este artigo que abre a porta para adaptar a aplicação do direito comunitário a estas regiões, não tem tido os desenvolvimentos que o seu conteúdo e alcance permitem, continuando hoje a subsistir um desfasamento entre as potencialidades deste preceito e a inadequação de algumas políticas em relação às regiões, designadamente as que respeitam aos transportes aéreos e marítimos, ambiente, concorrência e energia. De muito pouco servirá às RUP o plano Juncker se o mesmo não estiver em consonância com a realidade económica e financeira, pelo menos no que à Madeira diz respeito. A linguagem codificada, altamente técnica e complexa, que rege a atribuição dos fundos comunitários deve ser simplificada, por forma a que os destinatários entendam facilmente os propósitos da ajuda europeia e possam responder aos seus estímulos em tempo útil e oportuno. A intermediação de estruturas descodificadoras daquela linguagem é, em meu entender, perniciosa, dado que introduz na relação entre os organismos 3

4 comunitários, as empresas e os cidadãos um poder fático que constrange o acesso aos fundos e que é o primeiro a beneficiar das ajudas, mesmo antes dos destinatários finais. O desemprego tem de ser uma prioridade e merece uma especial atenção da Comissão Europeia. Para o combater, não é suficiente o apoio dos Fundos Estruturais e de Investimentos Europeus previstos para o período de , devendo as RUP ter acesso a programas horizontais da UE. Este apoio tem de ser permanente, pelo menos no que concerne à Região Autónoma da Madeira dada a sua natureza arquipelágica, à sua economia de pequena dimensão e dependente do turismo que permanecerá relativamente frágil se não for devidamente acarinhada quer pelo Estado Central quer pela União Europeia. O novo INTERREG representa um investimento de quase 111 milhões de euros para promover a cooperação entre os três arquipélagos da Madeira, Ilhadas Canárias e Açores, visando explorar o potencial económico destas regiões. É uma boa resposta da EU às necessidades destas regiões. Esperemos que os resultados correspondam à satisfação das cinco prioridades do programa. É neste contexto que a autonomia política é chamada a dar o seu contributo, determinando em cada momento através dos seus órgãos de governo próprio as suas opções de investimento e a afetação dos recursos disponíveis. As Regiões Ultraperiféricas ganharam, em termos institucionais maior peso no processo de decisão europeu. 4

5 Este ganho, deveu-se, em grande medida, ao empenho e determinação dos seus órgãos de governo próprio que não quiseram ficar à margem da construção europeia e muito legitimamente reclamam mais apoios face às dificuldades estruturais que apresentam. Madeira. Desejo a todos um bom trabalho e uma ótima estadia na Região Autónoma da Muito obrigado. O presidente da Assembleia Legislativa da Madeira 5

Temos, por isso, um longo histórico de contributos em prol do progresso e desenvolvimento de Portugal.

Temos, por isso, um longo histórico de contributos em prol do progresso e desenvolvimento de Portugal. Conferência Envelhecimento Ativo Uma prioridade para Portugal Centro Cultural de Belém, Lisboa, 7 de junho de 2017 Intervenção do Presidente da CIP, António Saraiva Exmo. Senhor Provedor da Santa Casa

Leia mais

DECLARAÇÃO DAS CANÁRIAS

DECLARAÇÃO DAS CANÁRIAS DECLARAÇÃO DAS CANÁRIAS Subscrita por: - Ana Luísa Pereira Luís, Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores - Carolina Darias San Sebastián, Presidente do Parlamento das Canárias

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Senhor Representante da República para a Região Autónoma da Madeira,

REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Senhor Representante da República para a Região Autónoma da Madeira, Senhor Representante da República para a Região Autónoma da Madeira, Excelência, Senhor o Presidente do Governo Regional da Madeira, Excelência, Excelentíssimo Senhor Presidente da Câmara Municipal do

Leia mais

Eixo Prioritário 5: Reforçar a capacidade institucional e a eficiência na Administração Pública

Eixo Prioritário 5: Reforçar a capacidade institucional e a eficiência na Administração Pública Eixo Prioritário 5: Reforçar a capacidade institucional e a eficiência na Administração Pública Identificação 5 Título Reforçar a capacidade institucional e a eficiência na administração pública A totalidade

Leia mais

ASSEMBLEIA NACIONAL. Senhores Presidentes dos Parlamentos Nacionais. Senhoras e senhores profissionais da Comunicação Social

ASSEMBLEIA NACIONAL. Senhores Presidentes dos Parlamentos Nacionais. Senhoras e senhores profissionais da Comunicação Social ASSEMBLEIA NACIONAL DISCURSO DO PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL, ENGº JORGE PEDRO MAURÍCIO DOS SANTOS, NA 9ª CONFERÊNCIA DOS PRESIDENTES DOS PARLAMENTOS AFRICANOS Senhor Presidente do PAP, Dr. Roger

Leia mais

Conselho da União Europeia Bruxelas, 27 de setembro de 2016 (OR. en)

Conselho da União Europeia Bruxelas, 27 de setembro de 2016 (OR. en) Conseil UE Conselho da União Europeia Bruxelas, 27 de setembro de 2016 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2016/0184 (NLE) 12256/16 LIMITE ATOS LEGISLATIVOS E OUTROS INSTRUMENTOS Assunto: PUBLIC CLIMA

Leia mais

SEMINÁRIO DE LANÇAMENTO PROGRAMA INTERREG V - A

SEMINÁRIO DE LANÇAMENTO PROGRAMA INTERREG V - A SEMINÁRIO DE LANÇAMENTO PROGRAMA INTERREG V - A MADEIRA-AÇORES-CANÁRIAS 2014-2020 Angra do Heroísmo, 29 janeiro 2016 QUAL O TERRITÓRIO DO ESPAÇO DE COOPERAÇÃO? - As regiões insulares ultraperiféricas de

Leia mais

O Mar no próximo QFP

O Mar no próximo QFP O Mar no próximo QFP 2014-2020 Fórum do Mar José Manuel Fernandes Deputado ao Parlamento Europeu Estratégia Europa 2020 A guia das próximas perspectivas financeiras Estratégia Europa 2020 2020 Crescimento

Leia mais

DIREITO DA UNIÃO EUROPEIA 2015/2016 TURMA: PROFESSOR DOUTOR EDUARDO PAZ FERREIRA PROGRAMA. I. Introdução

DIREITO DA UNIÃO EUROPEIA 2015/2016 TURMA: PROFESSOR DOUTOR EDUARDO PAZ FERREIRA PROGRAMA. I. Introdução DIREITO DA UNIÃO EUROPEIA 2015/2016 TURMA: PROFESSOR DOUTOR EDUARDO PAZ FERREIRA PROGRAMA I. Introdução 1. Apresentação da cadeira 1.1. Porquê estudar Direito da União Europeia 1.2. Programa da cadeira

Leia mais

JORNAL OFICIAL I SÉRIE NÚMERO 72 TERÇA-FEIRA, 14 DE JUNHO DE 2016

JORNAL OFICIAL I SÉRIE NÚMERO 72 TERÇA-FEIRA, 14 DE JUNHO DE 2016 I SÉRIE NÚMERO 72 TERÇA-FEIRA, 14 DE JUNHO DE 2016 ÍNDICE: SECRETARIA REGIONAL DO MAR, CIÊNCIA E TECNOLOGIA Portaria n.º 51/2016: Primeira alteração ao Regulamento do Regime de Compensação dos custos suplementares

Leia mais

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL

SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL Conferência Estratégia Nacional Lisboa, ISCSP, 20 de junho de 2013 Só serão válidas as palavras proferidas pelo orador

Leia mais

Ponta Delgada, 12 de janeiro de Com os melhores cumprimentos, O Grupo Parlamentar do BE/Açores. (Zuraida Soares) (Paulo Mendes)

Ponta Delgada, 12 de janeiro de Com os melhores cumprimentos, O Grupo Parlamentar do BE/Açores. (Zuraida Soares) (Paulo Mendes) Excelentíssima Senhora Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores Assunto: Apoio financeiro a pescadores e armadores durante a cessação temporária de atividades de pesca - captura

Leia mais

União Europeia Bruxelas, 9 de dezembro de 2016 (OR. en)

União Europeia Bruxelas, 9 de dezembro de 2016 (OR. en) Conselho da União Europeia Bruxelas, 9 de dezembro de 2016 (OR. en) 15375/16 NOTA de: para: POLGEN 163 INST 521 CODEC 1849 PE 119 Comité de Representantes Permanentes (2.ª Parte) Conselho n.º doc. ant.:

Leia mais

SEMINÁRIO «A LEGÍSTICA E A QUALIDADE DA LEI» 30 de maio a 2 de junho de 2016 CONCLUSÕES

SEMINÁRIO «A LEGÍSTICA E A QUALIDADE DA LEI» 30 de maio a 2 de junho de 2016 CONCLUSÕES SEMINÁRIO «A LEGÍSTICA E A QUALIDADE DA LEI» 30 de maio a 2 de junho de 2016 CONCLUSÕES Tendo em conta que a melhoria da qualidade da lei é uma prioridade na agenda estratégica dos Parlamentos, o XVI Encontro

Leia mais

PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 350/XIII/1ª

PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 350/XIII/1ª PROJETO DE RESOLUÇÃO Nº 350/XIII/1ª Recomendações ao Governo no âmbito das negociações em curso do Acordo de Parceria Transatlântica de Comércio e Investimento UE EUA TTIP Exposição de Motivos Uma das

Leia mais

Discurso. (Criação da Euro-região da Macaronésia)

Discurso. (Criação da Euro-região da Macaronésia) Discurso (Criação da Euro-região da Macaronésia) Apresento hoje, nesta casa da Autonomia, um Projecto de Resolução que considero fulcral para a afirmação externa e o desenvolvimento económico da Região.

Leia mais

O Papel dos Fundos Estruturais na promoção da competitividade

O Papel dos Fundos Estruturais na promoção da competitividade O Papel dos Fundos Estruturais na promoção da competitividade "A caminho da EUROPA 2020" Conferência Crescer & Competir Porto, 6 dezembro 2013 Virgílio Martins Unidade G3 Portugal Direção-Geral Política

Leia mais

O Território Português

O Território Português Atualmente, o país é composto por três unidades territoriais distintas: Portugal continental; Arquipélagos dos Açores e da Madeira (regiões autónomas, dotadas de estatutos político-administrativos próprios).

Leia mais

Nº 1. Boletim Trimestral. Fundos Europeus Estruturais e de Investimento na RAM

Nº 1. Boletim Trimestral. Fundos Europeus Estruturais e de Investimento na RAM Nº 1 Boletim Trimestral Fundos Europeus Estruturais e de Investimento na RAM 1º Trimestre 2017 Nota de Abertura O Instituto de Desenvolvimento Regional, IP-RAM, inicia a partir do presente ano, a edição

Leia mais

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO

Proposta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 10.6.2016 COM(2016) 395 final 2016/0184 (NLE) Proposta de DECISÃO DO CONSELHO relativa à celebração, em nome da União Europeia, do Acordo de Paris adotado no âmbito da Convenção-Quadro

Leia mais

A próxima geração de políticas de coesão para o período

A próxima geração de políticas de coesão para o período A próxima geração de políticas de coesão para o período 2014-2020 Seminário Fundos Estruturais: Prioridade máxima para a Coesão Social EAPN Portugal 20 março 2013 Painel 2 Quirino Mealha - REPER Portugal

Leia mais

Visita do Ministro Francês da Economia e das Finanças, Michel Sapin

Visita do Ministro Francês da Economia e das Finanças, Michel Sapin INTERVENÇÃO DO MINISTRO DAS FINANÇAS, MÁRIO CENTENO Visita do Ministro Francês da Economia e das Finanças, Michel Sapin MINISTÉRIO DAS FINANÇAS, LISBOA 07 DE MARÇO DE 2017 É para mim um prazer receber

Leia mais

Senhora Presidente da Assembleia Legislativa da Região. Senhor Presidente do Governo Regional dos Açores. Senhoras Deputadas e Senhores Deputados

Senhora Presidente da Assembleia Legislativa da Região. Senhor Presidente do Governo Regional dos Açores. Senhoras Deputadas e Senhores Deputados Senhora Presidente da Assembleia Legislativa da Região Senhor Presidente do Governo Regional dos Açores Senhoras Deputadas e Senhores Deputados Senhoras e Senhores Membros do Governo No passado dia 31

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 45/XIII. Exposição de Motivos

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS. Proposta de Lei n.º 45/XIII. Exposição de Motivos Exposição de Motivos A livre circulação de trabalhadores é uma liberdade fundamental dos cidadãos da União Europeia (UE) e assume um relevo determinante para o desenvolvimento de um verdadeiro mercado

Leia mais

Um momento em que nos perdemos na árvore e descuramos a floresta.

Um momento em que nos perdemos na árvore e descuramos a floresta. Texto integral da intervenção do Presidente do Governo, Vasco Cordeiro, proferida hoje, em Bruxelas, no 4.º Fórum das Regiões Ultraperiféricas da União Europeia: Nesta intervenção, que pretendo clara,

Leia mais

Orçamento da UE e perspetivas financeiras

Orçamento da UE e perspetivas financeiras Orçamento da UE e perspetivas financeiras 06 de julho de 2013 José Manuel Fernandes Deputado ao Parlamento Europeu O atual modelo de financiamento As receitas e despesas orçamentais da UE estão limitadas

Leia mais

O crescimento começa nas cidades

O crescimento começa nas cidades O crescimento começa nas cidades Fundo JESSICA Portugal 20 de novembro de 2014 Nuno Vitorino Secretário-Geral - JHFP 20/11/2014 Apresentação do Modelo de Governação JESSICA HFP 1 Racionalidade: Concentração

Leia mais

Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão

Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão IP/07/721 Bruxelas, 30 de Maio de 2007 Comissão avalia o impacto do financiamento para as regiões e lança um debate sobre a próxima ronda da política de coesão A política de coesão teve um efeito comprovado

Leia mais

José Alberto Azeredo Lopes

José Alberto Azeredo Lopes José Alberto Azeredo Lopes Ministro da Defesa Nacional Intervenção do Ministro da Defesa Nacional, José Alberto Azeredo Lopes, na XII Conferência de Ministros de Defesa das Américas Trinidade e Tobago,

Leia mais

VIII JORNADAS PARLAMENTARES ATLÂNTICAS

VIII JORNADAS PARLAMENTARES ATLÂNTICAS VIII JORNADAS PARLAMENTARES ATLÂNTICAS ILHAS CANÁRIAS, 20-22 DE JUNHO DE 2016 Macaronésia como espaço cultural comum ASSEMBLEIA NACIONAL VIII JORNADAS PARLAMENTARES ATLÂNTICAS ILHAS CANÁRIAS, 20-22 DE

Leia mais

ACORDO DE PARCERIA 2014-2020 PORTUGAL 2020

ACORDO DE PARCERIA 2014-2020 PORTUGAL 2020 ACORDO DE PARCERIA 2014-2020 PORTUGAL 2020 1 Portugal 2020, o Acordo de Parceria (AP) que Portugal irá submeter à Comissão Europeia estrutura as intervenções, os investimentos e as prioridades de financiamento

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 18.12.2014 C(2014) 10193 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 18.12.2014 que aprova determinados elementos do programa operacional «Regional da Madeira 2014-2020» do apoio

Leia mais

MAIS EUROPA, MELHOR PORTUGAL!

MAIS EUROPA, MELHOR PORTUGAL! MAIS EUROPA, MELHOR PORTUGAL! Conselho Nacional 1 de Outubro de 2013 O próximo desafio eleitoral do PSD serão as eleições europeias em Maio de 2014. No sentido de preparar estas eleições recorda-se a declaração

Leia mais

Plano de Situação do Ordenamento do Espaço Marítimo da Região Autónoma da Madeira (PSOEM-Madeira) Subárea 2 da ZEE Um Mar com Futuro

Plano de Situação do Ordenamento do Espaço Marítimo da Região Autónoma da Madeira (PSOEM-Madeira) Subárea 2 da ZEE Um Mar com Futuro Plano de Situação do Ordenamento do Espaço Marítimo da Região Autónoma da Madeira (PSOEM-Madeira) Subárea 2 da ZEE Um Mar com Futuro 1ª Reunião Plenária da Comissão Consultiva da Madeira 8 de abril de

Leia mais

VERSÃO DE TRABALHO. Exame Final Nacional de Geografia A Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade. Critérios de Classificação

VERSÃO DE TRABALHO. Exame Final Nacional de Geografia A Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade. Critérios de Classificação Exame Final Nacional de Geografia A Prova 719 1.ª Fase Ensino Secundário 017 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/01, de 5 de julho Critérios de Classificação 8 Páginas Prova 719/1.ª F. CC Página

Leia mais

CIDADANIA EUROPEIA ATIVA E INFORMADA

CIDADANIA EUROPEIA ATIVA E INFORMADA CIDADANIA EUROPEIA ATIVA E INFORMADA 2013 - Ano Europeu dos Cidadãos Objetivos: Colocar os cidadãos no centro do debate público Aproximação dos Cidadãos às instituições europeias; Promover e incentivar

Leia mais

Senhor Presidente do Parlamento da CEDEAO, Excelência. Senhoras e Senhores Deputados da Cedeao

Senhor Presidente do Parlamento da CEDEAO, Excelência. Senhoras e Senhores Deputados da Cedeao 1 Senhor Presidente do Parlamento da CEDEAO, Excelência Moustapha Cissé Lo Senhoras e Senhores Deputados da Cedeao Distintos Convidados Minhas Senhoras e Meus Senhores É com imenso prazer que aproveito

Leia mais

VERSÃO DE TRABALHO. Exame Final Nacional de Geografia A Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade. Critérios de Classificação

VERSÃO DE TRABALHO. Exame Final Nacional de Geografia A Prova ª Fase Ensino Secundário º Ano de Escolaridade. Critérios de Classificação Exame Final Nacional de Geografia A Prova 719 1.ª Fase Ensino Secundário 017 11.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 139/01, de 5 de julho Braille, DAISY, Entrelinha 1,5, sem figuras Critérios de Classificação

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Excelentíssimas Senhoras e Senhores Deputados,

Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Excelentíssimas Senhoras e Senhores Deputados, 1 Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Excelentíssimas Senhoras e Senhores Deputados, De acordo com o Estatuto Político Administrativo e a Lei de Enquadramento Orçamental,

Leia mais

Exposição de Motivos

Exposição de Motivos Proposta de Lei n.º 15/XIII Exposição de Motivos A contrafação de moeda tem efeitos nefastos consideráveis para a sociedade, prejudicando os cidadãos e as empresas, com significativo impacto na economia.

Leia mais

Fundos Europeus Estruturais e de Investimento

Fundos Europeus Estruturais e de Investimento GOVERNO DE MINISTERIO DA SOLIDARIEDADE E DA SEGURANÇA SOCIAL Fundos Europeus Estruturais e de Investimento FEEI 20142020 FEEI 2014 2020 C C )V hrn() Prioridades nacionais transversais: Promoção Prioridade

Leia mais

O Mar nos Programas Temáticos Regionais João Fonseca Ribeiro Diretor Geral de Politica do Mar

O Mar nos Programas Temáticos Regionais João Fonseca Ribeiro Diretor Geral de Politica do Mar O Mar nos Programas Temáticos Regionais 2014-2020 João Fonseca Ribeiro Diretor Geral de Politica do Mar O Panorama Nacional e Internacional Oceano Atlântico Norte Oceano Atlântico Sul Reafirmar Portugal

Leia mais

Discurso proferido por Vítor Caldeira, Presidente do Tribunal de Contas Europeu

Discurso proferido por Vítor Caldeira, Presidente do Tribunal de Contas Europeu TRIBUNAL DE CONTAS EUROPEU DISCURSO Luxemburgo, 22 de novembro de 2012 ECA/12/46 Discurso proferido por Vítor Caldeira, Presidente do Tribunal de Contas Europeu Apresentação do Relatório Anual relativo

Leia mais

Na génese da unificação europeia do pós-guerra

Na génese da unificação europeia do pós-guerra Na génese da unificação europeia do pós-guerra A II GUERRA MUNDIAL E A FORMAÇÃO DO MUNDO CONTEMPORÂNEO Instituto Cultural D. António Ferreira Gomes José Pedro Teixeira Fernandes 17/06/2015 PARTE I Os impulsos

Leia mais

Exmo. Senhor Presidente. Srs. Deputados. Srs. Membros do Governo

Exmo. Senhor Presidente. Srs. Deputados. Srs. Membros do Governo Intervenção proferida pelo Deputado Duarte Freitas na Sessão Plenária de Junho de 2010 da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores. Exmo. Senhor Presidente Srs. Deputados Srs. Membros do Governo

Leia mais

Bibliografia:

Bibliografia: Política de desenvolvimento regional e local na União Europeia: funcionamento e objetivos. Os Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEIE). A nova abordagem de Desenvolvimento Local de Base Comunitária.

Leia mais

A CPLP: ATOR MULTIPOLAR NO MUNDO GLOBAL. Excelentíssimo Presidente da Direção do Círculo de Conexão Lusófona

A CPLP: ATOR MULTIPOLAR NO MUNDO GLOBAL. Excelentíssimo Presidente da Direção do Círculo de Conexão Lusófona Intervenção do Secretário Executivo da CPLP Embaixador Murade Isaac Murargy A CPLP: ATOR MULTIPOLAR NO MUNDO GLOBAL Excelentíssimo Presidente da Direção do Círculo de Conexão Lusófona Dr. Francisco Murteira

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Excelentíssimas Senhoras e Senhores Deputados,

Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Excelentíssimas Senhoras e Senhores Deputados, Excelentíssimo Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Madeira, Excelentíssimas Senhoras e Senhores Deputados, É presente, hoje, a esta Assembleia, o diploma que adapta à Região Autónoma da Madeira,

Leia mais

AMP 2020: uma estratégia inteligente, sustentável e inclusiva Fórum do Empreendedorismo Social

AMP 2020: uma estratégia inteligente, sustentável e inclusiva Fórum do Empreendedorismo Social AMP 2020: uma estratégia inteligente, sustentável e inclusiva Fórum do Empreendedorismo Social Inovação e mudança social no contexto do Norte 2020 Emídio Gomes, Presidente da CCDR-N ccdr-n.pt/norte2020

Leia mais

Sensibilizar para o Desperdício Alimentar

Sensibilizar para o Desperdício Alimentar Sensibilizar para o Desperdício Alimentar 1. Descrição Sensibilizar para o Desperdício Alimentar 2. Razões justificativas da ação: Problema/Necessidade de formação identificado A nível mundial, são muitas

Leia mais

PROGRAMA QUADRO SOLID. Fundo para as Fonteiras Externas Casos de Sucesso DIREÇÃO DE SERVIÇOS DE GESTÃO DE FUNDOS COMUNITÁRIOS

PROGRAMA QUADRO SOLID. Fundo para as Fonteiras Externas Casos de Sucesso DIREÇÃO DE SERVIÇOS DE GESTÃO DE FUNDOS COMUNITÁRIOS PROGRAMA QUADRO SOLID Fundo para as Fonteiras Externas Casos de Sucesso Índice Gestão das Fronteiras na União Europeia Fronteiras da União Fundo Europeu para as Fronteiras Externas Fundo Europeu para as

Leia mais

Senhora Comissária responsável pelos Assuntos do Mar e Pescas,

Senhora Comissária responsável pelos Assuntos do Mar e Pescas, LANÇAMENTO DA ESTRATÉGIA EUROPEIA PARA O ATLÂNTICO LISBOA, 28 DE NOVEMBRO DE 2011 INTERVENÇÃO DA SENHORA MAMAOT Senhor Primeiro Ministro, Senhora Comissária responsável pelos Assuntos do Mar e Pescas,

Leia mais

PROCESSO DE CONSULTA PÚBLICA PARA APROVAÇÃO DE LEGISLAÇÃO NACIONAL RELATIVA AO REGULAMENTO GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS (RGPD)

PROCESSO DE CONSULTA PÚBLICA PARA APROVAÇÃO DE LEGISLAÇÃO NACIONAL RELATIVA AO REGULAMENTO GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS (RGPD) PROCESSO DE CONSULTA PÚBLICA PARA APROVAÇÃO DE LEGISLAÇÃO NACIONAL RELATIVA AO REGULAMENTO GERAL DE PROTEÇÃO DE DADOS (RGPD) A Associação Portuguesa de Imprensa ressalvando que de acordo com o previsto

Leia mais

HORIZONTE O Novo Programa-Quadro da UE para Pesquisa e Inovação Piero Venturi Comissão Europeia DG Pesquisa e Inovação

HORIZONTE O Novo Programa-Quadro da UE para Pesquisa e Inovação Piero Venturi Comissão Europeia DG Pesquisa e Inovação HORIZONTE 2020 O Novo Programa-Quadro da UE para Pesquisa e Inovação 2014-2020 Piero Venturi Comissão Europeia DG Pesquisa e Inovação A União Europeia (UE) é a principal potência econômica mundial UE é

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Documento de sessão 15.9.2010 B7-0519/2010 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência de declarações da Comissão nos termos do n.º 2 do artigo 110.º do Regimento sobre

Leia mais

INTERVENÇÃO. SECRETÁRIO REGIONAL DA PRESIDÊNCIA XV Conferência dos Presidentes das Regiões Ultraperiféricas. Las Palmas, Gran Canaria

INTERVENÇÃO. SECRETÁRIO REGIONAL DA PRESIDÊNCIA XV Conferência dos Presidentes das Regiões Ultraperiféricas. Las Palmas, Gran Canaria INTERVENÇÃO SECRETÁRIO REGIONAL DA PRESIDÊNCIA XV Conferência dos Presidentes das Regiões Ultraperiféricas Las Palmas, Gran Canaria Abertura Oficial 14 de Outubro de 2009 Exmo. Sr. Presidente do Governo

Leia mais

SUA EXCELÊNCIA FERNANDO DA PIEDADE DIAS DOS SANTOS, PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL DA REPÚBLICA DE ANGOLA

SUA EXCELÊNCIA FERNANDO DA PIEDADE DIAS DOS SANTOS, PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL DA REPÚBLICA DE ANGOLA SUA EXCELÊNCIA FERNANDO DA PIEDADE DIAS DOS SANTOS, PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL DA REPÚBLICA DE ANGOLA EXCELÊNCIAS SENHORES VICES-PRESIDENTE DA ASSEMBLEIA NACIONAL DISTINTOS SECRETÁRIOS DA MESA DA

Leia mais

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento SWD(2016) 26 final.

Envia-se em anexo, à atenção das delegações, o documento SWD(2016) 26 final. Conselho da União Europeia Bruxelas, 16 de fevereiro de 2016 (OR. en) Dossiê interinstitucional: 2016/0030 (COD) 6225/16 ADD 2 ENER 29 CODEC 174 IA 6 PROPOSTA de: Secretário-Geral da Comissão Europeia,

Leia mais

Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social. Programa EaSI. Antonieta Ministro

Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social. Programa EaSI. Antonieta Ministro Programa EaSI É um instrumento de financiamento, a nível europeu, gerido diretamente pela Comissão Europeia, para apoiar o emprego, a política social e a mobilidade profissional em toda a UE Visa contribuir

Leia mais

INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL. II Encontro Mundial de Luso-Eleitos

INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL. II Encontro Mundial de Luso-Eleitos INTERVENÇÃO DA SECRETÁRIA DE ESTADO ADJUNTA E DA DEFESA NACIONAL BERTA DE MELO CABRAL II Encontro Mundial de Luso-Eleitos Assembleia da República, 24 de outubro de 2013 Só serão válidas as palavras proferidas

Leia mais

Cooperação transfronteiriça Portugal Espanha 25 anos de cooperação Um território, um balanço, uma perspetiva de futuro

Cooperação transfronteiriça Portugal Espanha 25 anos de cooperação Um território, um balanço, uma perspetiva de futuro Cooperação transfronteiriça Portugal Espanha 25 anos de cooperação Um território, um balanço, uma perspetiva de futuro José Santos Soeiro A perspetiva de leitura Uma leitura baseada na experiência da gestão

Leia mais

InvestimoZ Fundo Português de Apoio ao. Oportunidades de Investimento. Novembro de 2015

InvestimoZ Fundo Português de Apoio ao. Oportunidades de Investimento. Novembro de 2015 InvestimoZ Parceiro no Investimento em Moçambique InvestimoZ Fundo Português de Apoio ao Investimento em Moçambique Oportunidades de Investimento Novembro de 2015 Aspetos a abordar História do InvestimoZ

Leia mais

Seminário Exportar, exportar, exportar A Experiência dos Principais Clusters Regionais

Seminário Exportar, exportar, exportar A Experiência dos Principais Clusters Regionais Seminário Exportar, exportar, exportar A Experiência dos Principais Clusters Regionais Paulo Lobo Viana do Castelo - 11 de fevereiro 1 Segmentos de Atividade da Construção e Imobiliário VAB Volume de Negócios

Leia mais

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO

PROPOSTA DE RESOLUÇÃO PARLAMENTO EUROPEU 2009-2014 Documento de sessão 6.3.2013 B7-0126/2013 PROPOSTA DE RESOLUÇÃO apresentada na sequência de declarações do Conselho e da Comissão nos termos do artigo 110.º, n.º 2, do Regimento

Leia mais

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE GALIZES. Voluntários contra a solidão

SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DE GALIZES. Voluntários contra a solidão Plano de Atividades e Orçamento 2013 Convocatória Empreitada Casa Nossa Senhora da Visitação Plano de Atividades 2013 VISÃO SCMG Plano de Atividades e Orçamento 2013 VISÃO SCMG Plano de Atividades e

Leia mais

LABORATÓRIO ESTRATÉGICO NORTE

LABORATÓRIO ESTRATÉGICO NORTE LABORATÓRIO ESTRATÉGICO NORTE Museu do Douro PESO DA RÉGUA, 6 de setembro de 2016 Nuno Fazenda O Turismo nos últimos 10 anos ESTRUTURA Gestão e Monitorização Grandes Desafios Referencial Estratégico GRANDES

Leia mais

(6) É necessário estabelecer regras relativas ao formato e à apresentação dos relatórios anuais de execução.

(6) É necessário estabelecer regras relativas ao formato e à apresentação dos relatórios anuais de execução. L 365/124 REGULAMENTO DE EXECUÇÃO (UE) N. o 1362/2014 DA COMISSÃO de 18 de dezembro de 2014 que estabelece as regras relativas a um procedimento simplificado para a aprovação de certas alterações dos programas

Leia mais

PROGRAMA PARLAMENTO DOS JOVENS

PROGRAMA PARLAMENTO DOS JOVENS PROGRAMA PARLAMENTO DOS JOVENS PROJETO DE PROTOCOLO DE COOPERAÇÃO ENTRE A ASSEMBLEIA DA REPÚBLICA, O MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E CIÊNCIA, A ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DA REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA, A ASSEMBLEIA

Leia mais

Proposta conjunta de DECISÃO DO CONSELHO

Proposta conjunta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA ALTA REPRESENTANTE DA UNIÃO PARA OS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS E A POLÍTICA DE SEGURANÇA Bruxelas, 21.4.2017 JOIN(2017) 14 final 2017/0084 (NLE) Proposta conjunta de DECISÃO DO CONSELHO relativa

Leia mais

GRUPO 4: A MACARONÉSIA COMO ESPAÇO CULTURAL COMUM

GRUPO 4: A MACARONÉSIA COMO ESPAÇO CULTURAL COMUM VIII JORNADAS PARLAMENTARIAS ATLÁNTICAS GRUPO 4: A MACARONÉSIA COMO ESPAÇO CULTURAL COMUM CONCLUSÕES FINAIS Macaronésia é um conceito atual para referenciar os vários grupos de ilhas do Atlântico Norte,

Leia mais

Intervenção. Fim do sistema de quotas leiteiras

Intervenção. Fim do sistema de quotas leiteiras Intervenção Fim do sistema de quotas leiteiras Senhora Presidente da Assembleia Senhoras e Senhores Deputados Senhor Presidente do Governo Senhoras e Senhores Membros do Governo No passado dia 31 de Março

Leia mais

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de

DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO. de COMISSÃO EUROPEIA Bruxelas, 13.2.2015 C(2015) 850 final DECISÃO DE EXECUÇÃO DA COMISSÃO de 13.2.2015 que aprova o programa de desenvolvimento rural de Portugal-Açores, para apoio pelo Fundo Europeu Agrícola

Leia mais

Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Ano lectivo de ºano, Turma A DIREITO DA UNIÃO EUROPEIA I. Exame escrito. 4 de Junho de 2009

Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa. Ano lectivo de ºano, Turma A DIREITO DA UNIÃO EUROPEIA I. Exame escrito. 4 de Junho de 2009 Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa Ano lectivo de 2008-2009 2ºano, Turma A DIREITO DA UNIÃO EUROPEIA I Exame escrito 4 de Junho de 2009 Regente: Prof. Doutor Fausto de Quadros Responda às duas

Leia mais

Sendo esta a minha primeira intervenção de tribuna, saúdo especialmente a:

Sendo esta a minha primeira intervenção de tribuna, saúdo especialmente a: ALRAA DISCURSO TRIBUNA PROGRAMA DO XI GOVERNO Sendo esta a minha primeira intervenção de tribuna, saúdo especialmente a: Senhora Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, as Senhoras

Leia mais

V. N. de Gaia Espaço Porto Cruz 17/06/2015. Hugo Marques Sousa

V. N. de Gaia Espaço Porto Cruz 17/06/2015. Hugo Marques Sousa V. N. de Gaia Espaço Porto Cruz 17/06/2015 Hugo Marques Sousa Contextualizaçã o 2 Setor tradicional Posicionamento Que resposta? + qualidade + inovação + valor acrescentado Eixos para o renascimento industrial

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Cascais

Agrupamento de Escolas de Cascais 1º PERÍODO -74 TEMPOS LETIVOS ENSINO SECUNDÁRIO Disciplina: Economia A 11.º Ano Planificação Apresentação mútua e da disciplina Estabelecimento de regras e de métodos de trabalho Apresentação/negociação

Leia mais

Cidadania Europeia. Trabalho realizado por: Joana Ferreira 11ºH Área de Integração

Cidadania Europeia. Trabalho realizado por: Joana Ferreira 11ºH Área de Integração Cidadania Europeia Trabalho realizado por: Joana Ferreira 11ºH Área de Integração UNIÃO EUROPEIA Momentos Importantes da construção Europeia 1950 - A 9 de Maio deu-se a declaração de Robert Schuman; 1951

Leia mais

INTERVENÇÃO DE SEXA O GENERAL CEMGFA. Senhor Representante da República na Região Autónoma da Madeira, Excelência;

INTERVENÇÃO DE SEXA O GENERAL CEMGFA. Senhor Representante da República na Região Autónoma da Madeira, Excelência; INTERVENÇÃO DE SEXA O GENERAL CEMGFA Por ocasião da Comemoração do Dia do Comando Operacional da Madeira (29 de fevereiro de 2016) Senhor Representante da República na Região Autónoma da Madeira, Excelência;

Leia mais

Estrutura do Jornal Oficial Adaptação na sequência da entrada em vigor do Tratado de Lisboa

Estrutura do Jornal Oficial Adaptação na sequência da entrada em vigor do Tratado de Lisboa Assunto: Jornal Oficial, série L Estrutura do Jornal Oficial Adaptação na sequência da entrada em vigor do Tratado de Lisboa L I Actos legislativos a) Regulamentos b) Directivas c) Decisões d) Orçamentos

Leia mais

PROJETO DE RELATÓRIO

PROJETO DE RELATÓRIO Parlamento Europeu 2014-2019 Comissão do Desenvolvimento Regional 2016/2148(INI) 22.7.2016 PROJETO DE RELATÓRIO Investir no emprego e no crescimento maximizar o contributo dos Fundos Europeus Estruturais

Leia mais

Discurso de Sua Excelência O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros Rui Machete

Discurso de Sua Excelência O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros Rui Machete Discurso de Sua Excelência O Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros Rui Machete na Cimeira de Chefes de Estado e de Governo para a adoção da Agenda do Desenvolvimento Pós-2015 MOD07 PR07/V02 Senhor

Leia mais

Fundos estruturais e convergência real: Um estudo de caso O plano operacional da Região do Norte Rui Monteiro Vasco Leite

Fundos estruturais e convergência real: Um estudo de caso O plano operacional da Região do Norte Rui Monteiro Vasco Leite Fundos estruturais e convergência real: Um estudo de O plano operacional da Região do Norte 2000-2006 Rui Monteiro Vasco Leite Índice I. Convergência e divergência real da Região do Norte 2. Distribuição

Leia mais

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL COMISSÃO PERMANENTE DE ASSUNTOS SOCIAIS

REGIÃO AUTÓNOMA DOS AÇORES ASSEMBLEIA LEGISLATIVA REGIONAL COMISSÃO PERMANENTE DE ASSUNTOS SOCIAIS COMISSÃO PERMANENTE DE ASSUNTOS SOCIAIS RELATÓRIO E PARECER AO PROJECTO DE DECRETO-LEI QUE REGULAMENTA OS CONSELHOS MUNICIPAIS DE EDUCAÇÃO E APROVA O PROCESSO DE ELABORAÇÃO DA CARTA EDUCATIVA, TRANSFERINDO

Leia mais

ASSEMBLEIA NACIONAL. Cidade da Praia, 25 de Outubro de Senhor Presidente da Câmara dos Deputados do Luxemburgo, Mars de Bartolomeo,

ASSEMBLEIA NACIONAL. Cidade da Praia, 25 de Outubro de Senhor Presidente da Câmara dos Deputados do Luxemburgo, Mars de Bartolomeo, ASSEMBLEIA NACIONAL Discurso do Presidente da Assembleia Nacional, Engº Jorge Santos, na Sessão Plenária de Boas Vindas, ao Presidente da Câmara dos Deputados do Luxemburgo, Mars de Bartolomeo Cidade da

Leia mais

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE Ministério de Economia e Finanças Autoridade Tributária de Moçambique

REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE Ministério de Economia e Finanças Autoridade Tributária de Moçambique REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE Ministério de Economia e Finanças Autoridade Tributária de Moçambique Discurso da Exma. Senhora Presidente da Autoridade Tributária Por Ocasião do Encerramento da 7ª Edição do Fórum

Leia mais

XXI CONFERÊNCIA DA ASEL

XXI CONFERÊNCIA DA ASEL XXI CONFERÊNCIA DA ASEL Intervenção do Presidente da ASF, Professor Doutor José Figueiredo Almaça, na sessão de abertura da XXI Conferência da Associação de Supervisores de Seguros Lusófonos (ASEL) Lisboa,

Leia mais

Todos Somos (+) Europa Boletim Informativo Europe Direct Algarve Maio/Junho 2016

Todos Somos (+) Europa Boletim Informativo Europe Direct Algarve Maio/Junho 2016 Todos Somos (+) Europa Boletim Informativo Europe Direct Algarve Maio/Junho 2016 Ver no seu navegador web Dia da Europa 2016 no Baixo Guadiana Todos Somos (+) Europa A campanha #30anos30iniciativas teve

Leia mais

Declaração Política. Fundos Comunitários Objectivos Estratégicos para os Açores

Declaração Política. Fundos Comunitários Objectivos Estratégicos para os Açores Intervenção Deputado José Manuel Bolieiro Período legislativo de 23 de Fevereiro de 2006 Declaração Política Fundos Comunitários Objectivos Estratégicos para os Açores O próximo futuro da União Europeia,

Leia mais

9.º Congresso Nacional da Contratação Pública Eletrónica. Lisboa, 9 de dezembro de 2015

9.º Congresso Nacional da Contratação Pública Eletrónica. Lisboa, 9 de dezembro de 2015 9.º Congresso Nacional da Contratação Pública Eletrónica Lisboa, 9 de dezembro de 2015 Intervenção do Senhor Ministro do Planeamento e Infraestruturas Pedro Marques Exmo. Senhor Presidente em exercício

Leia mais

PE-CONS 32/16 DGB 2A UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 13 de setembro de 2016 (OR. en) 2015/0308 (COD) PE-CONS 32/16 FRONT 282 PECHE 259 COMIX 500 CODEC 1005

PE-CONS 32/16 DGB 2A UNIÃO EUROPEIA. Bruxelas, 13 de setembro de 2016 (OR. en) 2015/0308 (COD) PE-CONS 32/16 FRONT 282 PECHE 259 COMIX 500 CODEC 1005 UNIÃO EUROPEIA PARLAMENTO EUROPEU CONSELHO 2015/0308 (COD) PE-CONS 32/16 Bruxelas, 13 de setembro de 2016 (OR. en) FRONT 282 PECHE 259 COMIX 500 CODEC 1005 ATOS LEGISLATIVOS E OUTROS INSTRUMENTOS Assunto:

Leia mais

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA GABINETE DO MINISTRO DE ESTADO E DAS FINANÇAS

MINISTÉRIO DAS FINANÇAS E DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA GABINETE DO MINISTRO DE ESTADO E DAS FINANÇAS 20º Encontro de Lisboa com as Delegações dos Bancos Centrais dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e de Timor Leste à Assembleia Anual do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial 04

Leia mais

Seminário Apoios Comunitários para o Ambiente e Energia

Seminário Apoios Comunitários para o Ambiente e Energia Seminário Apoios Comunitários para o Ambiente e Energia 4 de fevereiro de 2015 Enquadramento: Os Fundos Europeus Estruturais e de Investimento (FEEI) para o período de 2014-2020 serão determinantes no

Leia mais

colômbia bogotá e medellín

colômbia bogotá e medellín Internacionalização conquistar novos mercados com a aip missão à colômbia 22 A 28 outubro 17 colômbia bogotá e medellín MISSÃO EMPRESARIAL A AIP organiza de 22 a 28 de Outubro uma Missão Empresarial Portuguesa

Leia mais

Eixo Prioritário 4: Conservar e proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos

Eixo Prioritário 4: Conservar e proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos Eixo Prioritário 4: Conservar e proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos Identificação 4 Título Conservar e proteger o ambiente e promover a eficiência dos recursos A totalidade do eixo

Leia mais

Investimento nas regiões: A Política de Coesão reformada da UE

Investimento nas regiões: A Política de Coesão reformada da UE Investimento nas regiões: A Política de Coesão reformada da UE 2014-2020 Apresentação por política de coesão Princípios básicos da Política de Coesão da UE política de coesão A União Europeia caracteriza-se

Leia mais

CHECK AGAINST DELIVERY DISCURSO CONFERÊNCIA OIT SÓ FAZ FÉ A VERSÃO, EFECTIVAMENTE, LIDA -

CHECK AGAINST DELIVERY DISCURSO CONFERÊNCIA OIT SÓ FAZ FÉ A VERSÃO, EFECTIVAMENTE, LIDA - DISCURSO CONFERÊNCIA OIT 08.06.2015 - SÓ FAZ FÉ A VERSÃO, EFECTIVAMENTE, LIDA - SENHORA PRESIDENTE SENHOR DIRECTOR GERAL SENHORAS E SENHORES DELEGADOS, SRA. PRESIDENTE, PORTUGAL GOSTARIA DESDE JÁ DE DESTACAR

Leia mais

Intervenção sobre Políticas de Promoção da Região, no âmbito da. discussão do Plano Regional para 2011

Intervenção sobre Políticas de Promoção da Região, no âmbito da. discussão do Plano Regional para 2011 Intervenção sobre Políticas de Promoção da Região, no âmbito da discussão do Plano Regional para 2011 Senhor Presidente da Assembleia Legislativa da Região Autónoma dos Açores, Senhora e Senhores Deputados,

Leia mais

Carta de Missão. Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves

Carta de Missão. Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves Carta de Missão Ministério da Economia e do Emprego Gabinete de Prevenção e Investigação de Acidentes com Aeronaves Diretor De de de 201. a.. de. de 201 1. Missão do organismo O Gabinete de Prevenção e

Leia mais

TOMATE PARA INDÚSTRIA

TOMATE PARA INDÚSTRIA FICHA DE INTERNACIONALIZAÇÃO TOMATE PARA INDÚSTRIA CENÁRIO DE ANTECIPAÇÃO BREVE CARATERIZAÇÃO DIAGNÓSTICO O ANÁLISE INTERNA - PONTOS FORTES O ANÁLISE INTERNA - PONTOS FRACOS O ANÁLISE EXTERNA - OPORTUNIDADES

Leia mais

Proposta conjunta de DECISÃO DO CONSELHO

Proposta conjunta de DECISÃO DO CONSELHO COMISSÃO EUROPEIA ALTA REPRESENTANTE DA UNIÃO PARA OS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS E A POLÍTICA DE SEGURANÇA Bruxelas, 3.4.2017 JOIN(2017) 12 final 2017/0071 (NLE) Proposta conjunta de DECISÃO DO CONSELHO relativa

Leia mais