CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PRAIA GRANDE PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA PRAIA GRANDE

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PRAIA GRANDE PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA PRAIA GRANDE"

Transcrição

1 PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA PRAIA GRANDE

2 Pedagogo Comunitário Objetivo: O projeto de Pedagogia Comunitária consiste em trazer da escola uma extensão da comunidade e vice-versa, oportunizando o envolvimento da família/ comunidade na vida das crianças e adolescentes, a fim de melhorar significativamente o rendimento escolar e formar efetivos cidadãos. É desenvolvido nas 52 unidades escolares da rede municipal e seu entorno por professores pedagogos, que foram eleitos em suas escolas a fim de realizarem este trabalho. Para tanto constantemente são realizadas pesquisas com intervenção imediata através de cursos, palestras e oficinas, interagindo junto à comunidade, transformando-a em colaboradora nos processos educativos. Público alvo: Alunos, família e comunidade. Duração: Enquanto for necessário. Alguns projetos desenvolvidos: Alimentação (Projeto Nutrir Nestlé), Lixo Solidário, Caminhada para a paz, Pais Presentes, Filhos Contentes. Valor financiado: R$ 5.000,00. Origem dos recursos: Projeto Nutrir Alimentação NESTLÈ - Via FMDCA.

3 Projeto PIC Programa de Integração e Cidadania Objetivo: Após pesquisa entre as crianças e adolescentes que freqüentam os PICs (Programa de Integração e Cidadania), elaboramos oficinas, cursos e palestras de interesse comum. Partindo desse ponto, o projeto foi elaborado para amenizar as dificuldades apresentadas pelas crianças e adolescentes, durante o processo educativo estimulando o seu potencial e valorizando sua formação individual e social, além de resgatar valores pessoais objetivando a retirada das ruas e afastando-os da drogadição e marginalização. Público alvo: Crianças e adolescentes dos bairros onde está localizado o Programa de Integração e Cidadania: Jd. Melvi, Vila Alice e Vila Sônia. Duração: 10 meses. Projetos Desenvolvidos: Oficinas de Bijuterias com material reciclável, lacre, garrafas PET, E.V.A., customização de roupas pessoais, patchwork. Palestras: Gravidez na adolescência; Orientação de comportamento e etiqueta. Órgão financiador: Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente CMDCA. Valor financiado: R$ ,00 (trinta mil reais). Observação: O projeto possibilitou ampliação de atendimento a esta faixa etária.

4 Poéticas da Cidade Cidadão e Cidadania Objetivo: Pretende-se desenvolver um trabalho coletivo utilizando o referencial urbano, para construir significações compartilhadas, comprometidas com oportunidades de formação cultural humanista, amenizando a situação de risco de crianças e jovens e que ao mesmo tempo tenha na cidade um espaço para a criação de contextos mais humanos, baseados na prática e reflexão da arte. Com isto, busca-se a construção de obras projetos que serão criados por esse público, e implantados na cidade comemorando também os 40 anos de Praia Grande. Público alvo: Integrantes dos programas Agente Jovem, PETI (programa de Erradicação do Trabalho Infantil, Casa da Criança e Retaguarda, crianças e jovens carentes da comunidade em geral, totalizando 345 atendimentos. Duração: 12 meses. Valor financiado: R$

5 Supervisão Técnica de Medida Sócio-Educativa Objetivo: Oferecer um espaço de orientação e reflexão, livre de envolvimento emocional e mais capaz de promover o entendimento teórico/cientifico da prática desenvolvida. Publico alvo: Equipe Técnica do Projeto de Medida Sócio-Educativas em Meio Aberto (pedagogos, assistentes sociais e psicólogos) que atendem adolescentes em conflito com a lei, cumprindo medida sócio-educativa em meio aberto e a rede de serviço, que desenvolve trabalhos em conjunto. Duração: 12 (doze) meses. Valor financiado: R$ 9.600,00. Origem dos recursos: Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente.

6 Comissão de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil Projeto: Mapeamento da Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes no Município de Praia Grande. Objetivo: Identificar as características da exploração sexual comercial de crianças e adolescentes, o perfil sócio-econômico das vitimas e de suas famílias e a percepção das principais instituições governamentais e não-governamentais a respeito do tema. Publico alvo: Crianças e adolescentes vítimas de exploração sexual comercial. Duração: 06 meses. Valor financiado: R$ ,00 (quarenta e sete mil reais). Origem dos recursos: Companhia Piratininga de Força e Luz Via FMDCA

7 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente de Praia Grande no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Estatuto da Criança e do Adolescente, Lei Federal nº 8069/90, torna pública a Planilha de Receita e Despesa do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente de Praia Grande FMDCAPG, do ano fiscal de Do total de recursos disponível para 2008, já existem projetos sendo analisados e aprovados por este Conselho, através da Resolução nº 001/07 e sua atualização na Resolução nº 001/2008. Para garantir a transparência da utilização destes recursos, trimestralmente será publicada a relação de Projetos aprovados e o valor total do mesmo. SALDO EM DEZEMBRO DE 2006 R$ ,07 DESCRIÇÃO RECEITAS 2007 Destinação Pessoa Jurídica (Companhia Siderúrgica Paulista - COSIPA) R$ ,00 Destinação Pessoa Jurídica (Companhia Piratininga de Força e Luz - CPFL) R$ ,00 Destinação Pessoa Jurídica (Terraplanagem Construção Civil Escavações - TERMAQ) R$ ,00 Prêmio Nestle R$ 5.000,00 Destinações Pessoas Físicas e não identificadas R$ ,25 SUB-TOTAL R$ ,25 RENDIMENTO (JUROS) R$ ,39 TOTAL DE RECEITAS R$ ,71 DESCRIÇÃO DESPESAS 2007 Missão Plantando a Semente - Proc. Nº /06 - Gestor: Missão PAS Projeto Poéticas da Cidadade - Cidadão e Cidadania - Proc. Nº /06 - Gestor: SECULT Supervisão da Equipe Técnica de Medidas Sócio-Educativas - Proc. Nº /06 - Gestor: SEPROS R$ ,00 R$ 3.632,52 R$ 9.600,00

8 Cursos Profissionalizantes para Adolescentes do PETI - Proc. Nº /06 - Gestor: SEPROS R$ ,00 Cursos para o Programa de Integração e Cidadania - Proc. Nº /06 - Gestor: SEPROS R$ ,00 UTI Infantil Neo-Natal - Proc. Nº /06 - Gestor: SESAP R$ ,00 Mapeamento da Exploração Sexual Comercial Infanto- Juvenil - Proc. Nº /07; /07; /07 - R$ ,00 Gestor: CMDCA Capacitação dos Conselheiros Municipais para Elaboração de Projetos - Proc. Nº /07 - Gestor: CMDCA R$ 5.700,00 Publicação de Edital em Jornal - Proc. Nº /07 R$ 387,85 Pastas para a V Conferência Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente - Proc. Nº /07 - Gestor: R$ 2.980,00 CMDCA Faixas de Lona para a Campanha "Não Dê Esmola" - Proc. Nº /07 - Gestor: CMDCA R$ 3.875,00 Exemplares do Estatuto da Criança e do Adolescente - Proc. Nº /07 - Gestor: CMDCA R$ ,00 SUB-TOTAL I R$ ,37 DESCRIÇÃO DESPESAS À PAGAR EM 2008 Projeto Pedagogas Comunitárias - Nestlé - Gestor: SEDUC R$ 5.000,00 Projeto Poéticas da Cidadade - Cidadão e Cidadania - Proc. Nº /06 - Gestor: SECULT R$ ,98 Projeto Brincar de Brincar - Proc. Nº /06 - Gestor: SEPROS R$ ,00 Cursos para o Programa de Integração e Cidadania - Proc. Nº /06 - Gestor: SEPROS R$ ,00 Mapeamento da Exploração Sexual Comercial Infanto- Juvenil - Proc. Nº /07 - Gestor: CMDCA R$ 4.495,00

9 Cartazes e Folders para a Campanha "Não Dê Esmola" - Proc. Nº /07 - Gestor: CMDCA R$ 4.044,00 SUB-TOTAL II R$ ,98 TOTAL DE DESPESAS R$ ,35 SALDO DISPONÍVEL PARA 2008 R$ ,36

Projetos Financiados em CMDCA de Praia Grande

Projetos Financiados em CMDCA de Praia Grande Projetos Financiados em 2008 CMDCA de Praia Grande Comissão de Enfrentamento à Violência Sexual Infanto-Juvenil Projeto: Mapeamento da Exploração Sexual Comercial de Crianças e Adolescentes no Município

Leia mais

Revitalização de Salas de Aula da Sede Círculo de Amigos do Menor Patrulheiro de Praia Grande

Revitalização de Salas de Aula da Sede Círculo de Amigos do Menor Patrulheiro de Praia Grande Revitalização de Salas de Aula da Sede Círculo de Amigos do Menor Patrulheiro de Praia Grande Objetivo: Propiciar ampliação dos locais de capacitação profissional de adolescentes na entidade, para que

Leia mais

PROJETO FINANCIADO EM CMDCA de Cubatão

PROJETO FINANCIADO EM CMDCA de Cubatão PROJETO FINANCIADO EM 2007 - CMDCA de Cubatão Assistência e Promoção Social Exército de Salvação APROSES. Centro Comunitário Vila dos Pescadores. Projeto: Caminhando para o Futuro. Objetivo:. Desenvolvimento

Leia mais

Projetos para os municípios Motivação

Projetos para os municípios Motivação PROJETOS Projetos para os municípios Motivação A FNP é referência na interlocução com os municípios, envolvendo diretamente os prefeitos e prefeitas na coordenação política dos projetos. Por isso, é constantemente

Leia mais

PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA de Cubatão -

PROJETOS FINANCIADOS EM CMDCA de Cubatão - PROJETOS FINANCIADOS EM 2006 - CMDCA de Cubatão - APAE - Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de Cubatão. Projetos Desenvolvidos: Oficina de Cerâmica e Vidro. Projeto: Oficina de Cerâmica de Vidro.

Leia mais

PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA

PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA 2013 PLANO DE AÇÃO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE PALHOÇA 1- POLÍTICAS DE PROTEÇÃO POLÍTICA PÚBLICA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL/ PROTEÇÃO ESPECIAL 1.1- META: COMBATE AO TRABALHO

Leia mais

1. O Papel Histórico das Universidades na luta pelos Direitos Humanos no Brasil

1. O Papel Histórico das Universidades na luta pelos Direitos Humanos no Brasil Direitos Humanos e a Universidade 1. O Papel Histórico das Universidades na luta pelos Direitos Humanos no Brasil Na década de sessenta, as Universidades Públicas nesse contexto histórico foi parceira

Leia mais

Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte

Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte Projeto de Financiamento para Aquisição de Transporte Objetivo Geral:Agilizar e dinamizar ações no atendimento às crianças/adolescentes e familiares, assistidos pela OSCIP/FEAS Fundação Educativa Albert

Leia mais

GRUPO DE VOLUNTÁRIAS AMIGO DA CRIANÇA DO HOSPITAL MATERNIDADE INTERLAGOS PROJETO CONTAR HISTÓRIAS, A ARTE DE HUMANIZAR

GRUPO DE VOLUNTÁRIAS AMIGO DA CRIANÇA DO HOSPITAL MATERNIDADE INTERLAGOS PROJETO CONTAR HISTÓRIAS, A ARTE DE HUMANIZAR GRUPO DE VOLUNTÁRIAS AMIGO DA CRIANÇA DO HOSPITAL MATERNIDADE INTERLAGOS PROJETO CONTAR HISTÓRIAS, A ARTE DE HUMANIZAR PROJETO CONTAR HISTÓRIAS, A ARTE DE HUMANIZAR. Missão Fomentar a Educação e Cultura

Leia mais

ASSOCIAÇÃO PROJETO PROVIDÊNCIA

ASSOCIAÇÃO PROJETO PROVIDÊNCIA ASSOCIAÇÃO PROJETO PROVIDÊNCIA A Associação Projeto Providência é uma associação civil, de cunho filantrópico, de natureza educacional, cultural e assistencial, fundada em 1988, por Pe. Mário Pozzoli,

Leia mais

ALICE ROMÃO DA SILVA

ALICE ROMÃO DA SILVA 1 ALICE ROMÃO DA SILVA EDUCAÇÃO NÃO FORMAL Trabalho apresentado como instrumento de avaliação da(s) disciplina(s) "Gestão Escolar" do curso de Pedagogia. PARANAGUÁ 2012 2 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO 03 2. EDUCAÇÃO

Leia mais

PLANO DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS

PLANO DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS PLANO DE CAPTAÇÃO DE RECURSOS Avenida Juca Batista, 7570, Bairro Belém Novo, Porto Alegre - RS - Brasil Telefones: 51 3264-0913 / 51 3266-4494 e 51 9113-5110 E-mail: secretaria@nccbelem.org.br DIREÇÃO

Leia mais

UMA PARCERIA DE AGENCIAS EM UM SÓ ESPAÇO GEOGRAFICO.

UMA PARCERIA DE AGENCIAS EM UM SÓ ESPAÇO GEOGRAFICO. Projeto Segurança Humana: São Paulo UMA PARCERIA DE AGENCIAS EM UM SÓ ESPAÇO GEOGRAFICO. SETEMBRO 2009 ANÁLISE DO PROJETO PROJETO SEGURANÇA A HUMANA NO MUNICÍPIO DE SÃO PAULO: Agências envolvidas: OPAS/OMS

Leia mais

Relatório Anual. Associação Catarinense para Integração do Cego. Associação Catarinense para Integração do Cego

Relatório Anual. Associação Catarinense para Integração do Cego. Associação Catarinense para Integração do Cego Resumo da ONG A ASSOCIAÇÃO CATARINENSE PARA INTEGRAÇÃO DO CEGO-ACIC é uma é uma associação civil sem fins econômicos, de âmbito estadual que promove ações no campo político nas áreas de habilitação, reabilitação,

Leia mais

Projetos Financiados em CMDCA de Cubatão

Projetos Financiados em CMDCA de Cubatão Projetos Financiados em 2008 CMDCA de Cubatão Assistência e Promoção Social Exército de Salvação APROSES Centro Comunitário Vila dos Pescadores Projeto: Novos Horizontes. Objetivo: Resgate de valores,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO

PROCESSO SELETIVO PROCESSO SELETIVO 2017-2019 PROGRAMA NOSSAS CRIANÇAS EDITAL PROCESSO SELETIVO 2017 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 02 1.QUEM PODE PARTICIPAR 03 2. NÃO SERÃO CONSIDERADOS OS PROJETOS 04 3. EIXOS E LINHAS DE ATUAÇÃO

Leia mais

e produtivo (CEDES 1. Centro de Desenv envolvimento Social ESP) Conv nvênio 260 pessoas frequentaram os cursos de:

e produtivo (CEDES 1. Centro de Desenv envolvimento Social ESP) Conv nvênio 260 pessoas frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2016 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

PLANO DE AÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE EMBU DAS ARTES / SP CMDCA 2012 / 2013

PLANO DE AÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE EMBU DAS ARTES / SP CMDCA 2012 / 2013 PLANO DE AÇÃO DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DE EMBU DAS ARTES / SP CMDCA 2012 / 2013 Índice 1. Composição do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente...

Leia mais

Instituto Pobres Servos da Divina Providência - Centro Educacional e Social de Marituba

Instituto Pobres Servos da Divina Providência - Centro Educacional e Social de Marituba Instituto Pobres Servos da Divina Providência - Centro Educacional e Social de Marituba Relatório Social Marituba Pa Ano 2016 CNPJ/MF 92.726.819/0013-91 O presente relatório apresenta as ações, programas

Leia mais

TEMA: 1 - A MULHER NOS ESPAÇOS DO PODER. Implementação e implantação da Secretaria ou Departamento dos Direitos e das Políticas para a Mulher.

TEMA: 1 - A MULHER NOS ESPAÇOS DO PODER. Implementação e implantação da Secretaria ou Departamento dos Direitos e das Políticas para a Mulher. TEMA: 1 - A MULHER NOS ESPAÇOS DO PODER DIF IC UL DAD ES A falta de recursos financeiros (orçamentos específicos para a área) dos entes federados. Desconhecimento dos Conselhos dos Direitos da Mulher Falta

Leia mais

TÍTULO: CENTRO DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS

TÍTULO: CENTRO DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS TÍTULO: CENTRO DE REFERÊNCIA EM DIREITOS HUMANOS CATEGORIA: CONCURSO DE PRÁTICAS EXITOSAS Endereço: Rua Caldas Júnior, nº 352, bairro Centro Histórico. Cidade: Porto Alegre Estado: Rio Grande do Sul Autoras:

Leia mais

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR PROGRAMA INTERSETORIAL DE ENFRENTAMENTO ÀS SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIAS

SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR PROGRAMA INTERSETORIAL DE ENFRENTAMENTO ÀS SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR PROGRAMA INTERSETORIAL DE ENFRENTAMENTO ÀS SITUAÇÕES DE VIOLÊNCIAS SECRETARIA MUNICIPAL DE SAÚDE DE IVAIPORÃ-PR Nova estratégia de gestão em redes em matéria

Leia mais

Plano de Trabalho e Relatório de atividades. Justificativa:

Plano de Trabalho e Relatório de atividades. Justificativa: Plano de Trabalho e Relatório de atividades Justificativa: Nova Campinas é uma comunidade carente de infraestrutura e de serviços como a pratica de esporte, lazer, cultura, cursos, etc. A Fundação Jesus

Leia mais

Acesse:http://www.institutodoar.org

Acesse:http://www.institutodoar.org Conteúdo desta apresentação Objetivo FUMCAD Por que destinar parte do IR a pagar para a Instituição Dr. Klaide? Parceiros Instituição Dr. Klaide Fontes de Recursos Instituição Dr. Klaide Procedimentos

Leia mais

Relatório Anual. Instituto Arte,Cidadania,Educação,Saúde,Solidariedade

Relatório Anual. Instituto Arte,Cidadania,Educação,Saúde,Solidariedade Resumo da ONG O ACESSO é uma instituição de direito privado e utilidade pública,localizada no bairro da Aerolândia, periferia de Fortaleza -CE ; começou suas atividades em 2008 com a implantação da Biblioteca

Leia mais

VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGO CENTRO DE REFERÊNCIA ASSISTÊNCIA SOCIAL VILA ROSA - PALMEIRA - PR

VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGO CENTRO DE REFERÊNCIA ASSISTÊNCIA SOCIAL VILA ROSA - PALMEIRA - PR VIII JORNADA DE ESTÁGIO DE SERVIÇO SOCIAL GARCIA, Andressa de Oliveira 1. TRENTINI, Fabiana Vosgerau 2. CARACTERIZAÇÃO DO CAMPO DE ESTÁGO CENTRO DE REFERÊNCIA ASSISTÊNCIA SOCIAL VILA ROSA - PALMEIRA -

Leia mais

Critérios de para análise Projetos para captação de recursos do FIA Palhoça

Critérios de para análise Projetos para captação de recursos do FIA Palhoça Critérios de para análise Projetos para captação de recursos do FIA Palhoça Resolução 001/2013 O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), de Palhoça, No uso de suas atribuições

Leia mais

SERVIÇO SOCIAL na Educação. Profa. Dra. Silvia da Costa STOCKINGER UFPA/CRESS

SERVIÇO SOCIAL na Educação. Profa. Dra. Silvia da Costa STOCKINGER UFPA/CRESS SERVIÇO SOCIAL na Educação Profa. Dra. Silvia da Costa STOCKINGER UFPA/CRESS A ESCOLA Um cenário próprio: instituição que reflete as problemáticas vivenciadas pela sociedade; apresenta expressões da Questão

Leia mais

Respeito ao Meio Ambiente Programa de Educação Ambiental Eco-Social

Respeito ao Meio Ambiente Programa de Educação Ambiental Eco-Social Respeito ao Meio Ambiente Programa de Educação Ambiental Eco-Social Objetivos Objetivos Cognitivos sobre meio ambiente Levar os indivíduos e os grupos sociais a adquirirem largas experiências, contatos

Leia mais

Fabio Atanasio de Morais Chefe do Escritório do Unicef/Belém

Fabio Atanasio de Morais Chefe do Escritório do Unicef/Belém Fabio Atanasio de Morais Chefe do Escritório do Unicef/Belém QUEM SOMOS Agência de Desenvolvimento da ONU, criada em 1946 e presente em 191 países e territórios. Presente no Brasil desde 1950 com atuação

Leia mais

OF. CMDH / GAB Nº 013/2016. Ref.: Resposta ao Instituto Alana. Belo Horizonte, 19 de fevereiro de Prezada Senhora,

OF. CMDH / GAB Nº 013/2016. Ref.: Resposta ao Instituto Alana. Belo Horizonte, 19 de fevereiro de Prezada Senhora, OF. CMDH / GAB Nº 013/2016 Ref.: Resposta ao Instituto Alana Prezada Senhora, Belo Horizonte, 19 de fevereiro de 2016. Em resposta ao pedido de informações solicitadas através da correspondência S/Nº,

Leia mais

PLANOS DECENAIS DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES: FORTALECENDO OS CONSELHOS DE DIREITOS

PLANOS DECENAIS DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES: FORTALECENDO OS CONSELHOS DE DIREITOS X CONFERÊNCIA DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES PLANOS DECENAIS DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES: FORTALECENDO OS CONSELHOS DE DIREITOS Objetivos do encontro Esclarecer sobre

Leia mais

comunitária, além de colocá-los a salvo de todas as formas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão.

comunitária, além de colocá-los a salvo de todas as formas de negligência, discriminação, exploração, violência, crueldade e opressão. SISTEMA DE GARANTIA DOS DIREITOS HUMANOS DE CRIANÇAS E ADOLESCENTES Art. 227 - É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança e ao adolescente, com absoluta prioridade, o direito à vida,

Leia mais

PECP Programa Einstein na Comunidade de Paraisopolis. Lidio Moreira

PECP Programa Einstein na Comunidade de Paraisopolis. Lidio Moreira PECP Programa Einstein na Comunidade de Paraisopolis Lidio Moreira 1. Estrutura Organizacional SBIBAE SOCIEDADE BENEFICENTE ISRAELITA BRASILEIRA ALBERT EINSTEIN Dept. de Voluntários I I R S INSTITUTO ISRAELITA

Leia mais

Período: Dezembro de 2010 a Abril de Docentes: Prof. Dr.ª Danielle Franco da Rocha e Prof. Ms. Eribelto Peres Castilho

Período: Dezembro de 2010 a Abril de Docentes: Prof. Dr.ª Danielle Franco da Rocha e Prof. Ms. Eribelto Peres Castilho PARCERIAS CELEBRADAS ENTRE O CEHAL E INSTITUIÇÕES SOCIAIS QUE MANTÉM SERVIÇOS DE ACOMPANHAMENTO INSTITUCIONAL A CRIANÇAS E ADOLESCENTES. MSE-MA Medida Socioeducativa em Meio Aberto. Serviço de acompanhamento

Leia mais

Quadro - RPA 06. Nome da Entidade Endereço Fone Público Alvo / Principais Atividades R. Badejo, 285 - Brasília 33275928 / 3088.

Quadro - RPA 06. Nome da Entidade Endereço Fone Público Alvo / Principais Atividades R. Badejo, 285 - Brasília 33275928 / 3088. Quadro - RPA 06 Nome da Entidade Endereço Fone Público Alvo / Principais Atividades R. Badejo, 285 - Brasília 33275928 / Teimosa Recife/PE 3326.4776 / 51010-040 3088.3040 / Associação de Ação Comunitária

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei Municipal Nº:1935/ Lei Federal Nº: CASA DA CIDADANIA DE MONTES CLAROS/MG

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE Lei Municipal Nº:1935/ Lei Federal Nº: CASA DA CIDADANIA DE MONTES CLAROS/MG Resolução nº 01/2014 DISPÕE SOBRE O PLANO DE AÇÃO 2014 DO CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA DE MONTES CLAROS/MG O CMDCA no uso de suas atribuições legais que lhe conferem a Lei Municipal nº1.935/1991

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE POLÍTICAS E PROGRAMAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO

SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE POLÍTICAS E PROGRAMAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DA EDUCAÇÃO DIRETORIA DE POLÍTICAS E PROGRAMAS EDUCACIONAIS COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO SOCIOEDUCACIONAL COORDENAÇÃO DE DESENVOLVIMENTO SOCIOEDUCACIONAL

Leia mais

ANEXO I CARGO: PROFESSOR ATRIBUIÇÕES:

ANEXO I CARGO: PROFESSOR ATRIBUIÇÕES: ANEXO I CARGO: PROFESSOR ATRIBUIÇÕES: a) Descrição Sintética: Orientar a aprendizagem do aluno; participar no processo de planejamento das atividades da escola; organizar as operações inerentes ao processo

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ROLÂNDIA ESTADO DO PARANÁ

PREFEITURA MUNICIPAL DE ROLÂNDIA ESTADO DO PARANÁ FUNÇÃO: JUDICIÁRIA Defesa do interesse público APOIO ADMINISTRATIVO Manutenção da Procuradoria Jurídica no processo judiciário ENCARGOS ESPECIAIS Encargos com precatórios e requisitórios FUNÇÃO: ADMINISTRAÇÃO

Leia mais

1. OBJETIVOS. 2. Justificativa

1. OBJETIVOS. 2. Justificativa Julho\2009 1. OBJETIVOS 1.1. Este projeto visa promover a inserção de jovens em situação de vulnerabilidade social na sua família e na sociedade, por meio do trabalho, do empreendedorismo e da educação,

Leia mais

CRIANÇA E ADOLESCENTE FORA DA ESCOLA NÃO PODE (EVASAO ESCOLA)

CRIANÇA E ADOLESCENTE FORA DA ESCOLA NÃO PODE (EVASAO ESCOLA) UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DE PERNAMBUCO PRÓ-RETORIA DE EXTENSÃO CURSO DE APERFEIÇOAMENTO EM TEORIA E PRÁTICA DOS CONSELHOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE-SER CONSELHEIRO SILVIA ADRIANA DE SOUZA LIMA MARIA

Leia mais

Relatório de Diárias e Passagens

Relatório de Diárias e Passagens Portal da Transparência CRC SP Relatório de Diárias e Passagens - 2014 APOIO DIDÁTICO PARA PADRONIZAÇÃO DE APOSTILAS E METODOLOGIA DESPESAS C/ DIARIAS E PASSAGENS DE COLABORADORES R$ 1.210,00 R$ 4.986,00

Leia mais

ASSOCIAÇÃO SANTISTA DE PESQUISA PREVENÇÃO E EDUCAÇÃO. Relatório de Atividades

ASSOCIAÇÃO SANTISTA DE PESQUISA PREVENÇÃO E EDUCAÇÃO. Relatório de Atividades ASSOCIAÇÃO SANTISTA DE PESQUISA PREVENÇÃO E EDUCAÇÃO Relatório de Atividades 2012 2 MISSÃO Busca da melhoria da qualidade de vida tendo por bases o investimento na saúde, educação, na garantia da cidadania,

Leia mais

Dra Hedi Martha Soeder Muraro

Dra Hedi Martha Soeder Muraro Dra Hedi Martha Soeder Muraro hemuraro@sms.curitiba.pr.gov.br Missão da SMS Planejar e executar a política de saúde para o Município de Curitiba, responsabilizando-se pela gestão e regulação dos serviços

Leia mais

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DELIBERAÇÃO Nº 1.172/2016 DS/CMDCA

CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DELIBERAÇÃO Nº 1.172/2016 DS/CMDCA CONSELHO MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DELIBERAÇÃO Nº 1.172/2016 DS/CMDCA Dispõe sobre o registro das entidades de atendimento no CMDCA-Rio. O Conselho Municipal dos Direitos da Criança

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA FAMÍLIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO PARANÁ CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DO PARANÁ

SECRETARIA DE ESTADO DA FAMÍLIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO PARANÁ CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DA FAMÍLIA E DESENVOLVIMENTO SOCIAL DO PARANÁ CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE DO PARANÁ A SEDS A Secretaria de Estado da Família e Desenvolvimento Social

Leia mais

Instituto Camargo Corrêa: responsável pelo investimento social do Grupo Camargo Corrêa

Instituto Camargo Corrêa: responsável pelo investimento social do Grupo Camargo Corrêa Instituto Camargo Corrêa: responsável pelo investimento social do Grupo Camargo Corrêa Missão: Articular e fortalecer organizações que contribuam para a formação integral de crianças, adolescentes e jovens,

Leia mais

COMO DESTINAR PARTE DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDO. Existe hoje uma grande valorização para pessoas engajadas e responsáveis socialmente.

COMO DESTINAR PARTE DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDO. Existe hoje uma grande valorização para pessoas engajadas e responsáveis socialmente. COMO DESTINAR PARTE DO IMPOSTO DE RENDA DEVIDO. Flávia Boavista F. Ruiz Existe hoje uma grande valorização para pessoas engajadas e responsáveis socialmente. É importante que se faça a destinação de parte

Leia mais

Aprimoramento do Programa diante dos avanços da cobertura e da qualificação da

Aprimoramento do Programa diante dos avanços da cobertura e da qualificação da 1. Redesenho do PETI Fortalecer a Prevenção e Erradicação do Trabalho Infantil por meio de ações estratégicas intersetoriais voltadas ao enfrentamento das novas incidências de atividades identificadas

Leia mais

RELAT RELA ÓRIO T ANUAL ANU AL 2016

RELAT RELA ÓRIO T ANUAL ANU AL 2016 RELATÓRIO ANUAL 2016 A Organização da Sociedade Civil - OSC, Instituto Tibagi, é uma instituição que trabalha para a qualidade de vida de adolescentes e jovens. Sua missão é auxiliá-los a se tornarem autônomos,

Leia mais

Quinta-feira, 21 de setembro de 2017 Ano IV Edição nº 846 Página 1 de 15

Quinta-feira, 21 de setembro de 2017 Ano IV Edição nº 846 Página 1 de 15 Quinta-feira, 21 de setembro de 2017 Ano IV Edição nº 846 Página 1 de 15 SUMÁRIO PODER EXECUTIVO DE PEREIRA BARRETO 2 - CMDCA 2 PODER LEGISLATIVO DE PEREIRA BARRETO 10 Outros Atos 10 EXPEDIENTE O Diário

Leia mais

NOTA TÉCNICA N o 19/2017

NOTA TÉCNICA N o 19/2017 NOTA TÉCNICA N o 19/2017 Brasília, 18 de abril de 2017. ÁREA: Assistência Social TÍTULO: Recursos para os Fundos Municipais da Infância e Adolescência (FIA) REFERÊNCIAS: Lei Federal 4.320, de 17 de março

Leia mais

POLÍTICA DA FUNDAÇÃO 10 DE AGOSTO

POLÍTICA DA FUNDAÇÃO 10 DE AGOSTO POLÍTICA DA FUNDAÇÃO 10 DE AGOSTO A Fundação 10 de Agosto, entidade social e educativa, sem fins lucrativos, com sede na Riviera de São Lourenço- Bertioga, SP tem como visão para sua existência proporcionar

Leia mais

CADERNO DE ORIENTAÇÕES

CADERNO DE ORIENTAÇÕES CADERNO DE ORIENTAÇÕES COMO ELABORAR UM PROJETO DE PROTAGONISMO JUVENIL PROTAGONISMO JUVENIL, O QUE É? O Protagonismo Juvenil, enquanto modalidade de ação educativa, é a criação de espaços e condições

Leia mais

PLANOS DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR

PLANOS DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR S DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR DE MONITORAMENTO E ACOMPANHAMENTO DO PAIR ANÁLISE DA SITUAÇÃO NACIONAL 1. Identificar causas/ fatores de vulnerabilidade e modalidades de violência sexual contra

Leia mais

Centro de Convivência da Pessoa Idosa

Centro de Convivência da Pessoa Idosa Centro de Convivência da Pessoa Idosa Deve-se basear numa concepção de cuidado para um envelhecimento ativo, que privilegie a reintegração sócio-política cultural da pessoa idosa, em conformidade com a

Leia mais

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS

PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS PROJETO ESCOLA DE PAIS E FILHOS EMEF-I Prof. Manoel Ignácio de Moraes Professor(es) Apresentador(es): Sônia Maria Romano Rosemary de Almeida Teixeira Oliveira Realização: Foco do Projeto A programação

Leia mais

Relatório Mapeamento da Escola

Relatório Mapeamento da Escola Relatório Mapeamento da Escola Bolsista: Luziane Machado Dados de Identificação Escola: Escola Municipal de Ensino Fundamental Augusto Vitor Costa Localidade: Durasnal BR 290 km 306 Município: Caçapava

Leia mais

CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO

CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL RESGATE HISTÓRICO Assistência Social enquanto política pública de direitos. Relevante marco no processo histórico de construção de um sistema de

Leia mais

Relatório Anual FEAI FEDERAÇÃO DAS ENTIDADES ASSISTENCIAIS DE INDAIATUBA

Relatório Anual FEAI FEDERAÇÃO DAS ENTIDADES ASSISTENCIAIS DE INDAIATUBA Resumo da ONG A Federação das Entidades Assistenciais de Indaiatuba FEAI, instituída em 09 de setembro de 1999 é uma Entidade sem fins lucrativos, A FEAI, esta devidamente cadastrada no Conselho Municipal

Leia mais

Relatório Anual. Associaçao Crista de Osasco-Centro Social Carisma

Relatório Anual. Associaçao Crista de Osasco-Centro Social Carisma Resumo da ONG Os projetos do Centro Social têm como fundamento e importância o desenvolvimento de ações no campo da prevenção. Nossa atuação é orientada no sentido de promover a articulação entre as famílias

Leia mais

Secretaria de Políticas Para Crianças Adolescentes e Juventude do Distrito Federal

Secretaria de Políticas Para Crianças Adolescentes e Juventude do Distrito Federal Secretaria de Políticas Para Crianças Adolescentes e Juventude do Distrito Federal Criada pelo Decreto nº 32.716 de 01 de janeiro de 2011 CONSTITUIÇÃO FEDERAL Art. 227. É dever da família, da sociedade

Leia mais

Programa Social Bola Bacana Bola Bacana envolvimento nas atividades escolares

Programa Social Bola Bacana Bola Bacana envolvimento nas atividades escolares PROGRAMA A ineficiência dos Governos na resolução dos problemas em nossa sociedade, os olhos fechados, pelo menos para estes assuntos, de uma parcela dos empresários, e as situações de miséria e sofrimento

Leia mais

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DO NATAL, no uso de suas atribuições legais. Faço saber que a Câmara Municipal de Natal aprovou e eu sanciono a seguinte lei.

O PREFEITO DO MUNICÍPIO DO NATAL, no uso de suas atribuições legais. Faço saber que a Câmara Municipal de Natal aprovou e eu sanciono a seguinte lei. Estado do Rio Grande do Norte Câmara Municipal do Natal Palácio Padre Miguelinho GABINETE DA VEREADORA PROFESSORA ELEIKA BEZERRA GUERREIRO Projeto de Lei Nº 093 /2016 Autoriza a criação do Programa PAZ

Leia mais

PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO E COMBATE AO TRABALHO INFANTIL. Araucária 2016

PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO E COMBATE AO TRABALHO INFANTIL. Araucária 2016 PROGRAMA DE ERRADICAÇÃO E COMBATE AO TRABALHO INFANTIL. Araucária 2016 Soeli do Rocio Nunes Lechinhoski Pedagoga do Departamento de Ensino Fundamental da Secretaria Municipal de Educação (2013-2016) Secretaria

Leia mais

LDB Lei de Diretrizes e Bases

LDB Lei de Diretrizes e Bases PEDAGOGIA LDB Lei de Diretrizes e Bases Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional O pedagogo estuda as teorias da ciência da educação e do ensino É

Leia mais

Seção: SISTEMA DE CONTROLES INTERNOS. Manual do Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social - FATES do Sistema Unicred

Seção: SISTEMA DE CONTROLES INTERNOS. Manual do Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social - FATES do Sistema Unicred Capítulo: ÍNDICE Manual do Fundo de Assistência Técnica, Educacional e Social - FATES do Sistema Unicred Capítulo: ÍNDICE DESCRIÇÃO NUMERAÇÃO CAPÍTULO 1 DISPOSIÇÕES GERAIS 1. CAPÍTULO 2 FORMAÇÃO E CONSTITUIÇÃO

Leia mais

Censo da Pastoral da Saúde Nacional-2001/2002

Censo da Pastoral da Saúde Nacional-2001/2002 Censo da Pastoral da Saúde Nacional-2001/2002 Conforme foi combinado no XXII Congresso Brasileiro de Humanização e Pastoral da Saúde, a Coordenação Nacional da Pastoral da Saúde publicará mensalmente partes

Leia mais

PROPOSTAS APROVADAS NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA. EIXO 1 Implementação do Sistema Municipal de Cultura/Sistema Nacional de Cultura

PROPOSTAS APROVADAS NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA. EIXO 1 Implementação do Sistema Municipal de Cultura/Sistema Nacional de Cultura PROPOSTAS APROVADAS NA 3ª CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE CULTURA EIXO 1 Implementação do Sistema Municipal de Cultura/Sistema Nacional de Cultura Foco: Impactos da Emenda Constitucional do SNC na organização

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES E APLICAÇÃO DE RECURSOS EDITAL 01/ PONTINHOS DE CULTURA

RELATÓRIO DE ATIVIDADES E APLICAÇÃO DE RECURSOS EDITAL 01/ PONTINHOS DE CULTURA RELATÓRIO DE ATIVIDADES E APLICAÇÃO DE RECURSOS EDITAL 01/2012 - PONTINHOS DE CULTURA 1. Identificação da Entidade Nome do Proponente / Instituição: CNPJ: Título da Proposta: Território de Identidade:

Leia mais

Relatório Anual. Conselho Comunitário de Aririú da Formiga. Conselho Comunitário de Aririú da Formiga

Relatório Anual. Conselho Comunitário de Aririú da Formiga. Conselho Comunitário de Aririú da Formiga Resumo da ONG No ano de 2012 atendemos: 78 crianças de 2 a 6 anos a maioria em período integral oferecendo-lhes alimentação, educação, saúde, lazer etc. 46 Idosos desenvolvendo atividades como: trabalhos

Leia mais

Relatório de Atividades

Relatório de Atividades P á g i n a 1 2016 Relatório de Atividades Fundação Comunidade da Graça Polo da Beleza 31/12/2016 P á g i n a 2 Sumário 1. Apresentação...3 2.Objetivos...4 3.Metodologia...4 4.Formaturas...7 6.Execução

Leia mais

Documento Preliminar para Consulta Pública Outubro de Atendimento de crianças e adolescentes com direitos violados ou ameaçados:

Documento Preliminar para Consulta Pública Outubro de Atendimento de crianças e adolescentes com direitos violados ou ameaçados: Documento Preliminar para Consulta Pública Outubro de 2010 2.4 Atendimento de crianças e adolescentes com direitos violados ou ameaçados: 2.4.6 Trabalho infantil A exploração do trabalho é uma violação

Leia mais

Relatório de Atividades

Relatório de Atividades P á g i n a 1 2016 Relatório de Atividades Fundação Comunidade da Graça Escola da Moda 31/12/2016 P á g i n a 2 Sumário Relatório Anual de Atividades... 3 Apresentação da Fundação Comunidade da Graça...

Leia mais

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL-CRAS DRA. ZILDA ARNS NEUMANN

CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL-CRAS DRA. ZILDA ARNS NEUMANN CENTRO DE REFERÊNCIA DE ASSISTÊNCIA SOCIAL-CRAS DRA. ZILDA ARNS NEUMANN PROJETO PILOTO PROMOTORES DE CIDADANIA Maio/2016 Gaspar - Santa Catarina Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. OBJETIVO GERAL... 3 3. OBJETIVO

Leia mais

Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular SBBq

Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular SBBq A 1. Nome do Evento: 2. Organizador Sociedade Brasileira de Bioquímica e Formulário de Proposta para SBBq Conferences IDENTIFICAÇÃO DO EVENTO 3. Período da Realização: Início: Fim: 4. Local do Evento 5.

Leia mais

Fundação ArcelorMittal Investimento Social. Está em suas mãos fazer a diferença na vida de crianças e adolescentes.

Fundação ArcelorMittal Investimento Social. Está em suas mãos fazer a diferença na vida de crianças e adolescentes. Fundação ArcelorMittal Investimento Social Está em suas mãos fazer a diferença na vida de crianças e adolescentes. Caro(a) colega, Estamos iniciando mais uma edição do programa Cidadãos do Amanhã e convido-lhe

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 9.795, DE 27 DE ABRIL DE 1999. Mensagem de Veto Regulamento Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional

Leia mais

Orçamento e financiamento da política integrada para infância e adolescência

Orçamento e financiamento da política integrada para infância e adolescência Orçamento e financiamento da política integrada para infância e adolescência Brasília, agosto de 2010. INESC Trajetória Fundado em 1979 a história do INESC se confunde com a história da democratização

Leia mais

Transforme seu imposto em música

Transforme seu imposto em música FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA Transforme seu imposto em música Associação Cultural Casa de Música de Ouro Branco O QUE É O FUNDO DA INFÂNCIA E DA ADOLESCÊNCIA O Fundo da Infância e da Adolescência

Leia mais

PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL. 1. Centro de Referência Especializado de Assistência Social CREAS

PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL. 1. Centro de Referência Especializado de Assistência Social CREAS PROTEÇÃO SOCIAL ESPECIAL 1. Centro de Referência Especializado de Assistência Social CREAS Coordenadora: Vera Lúcia Rodrigues Renó Endereço: Rua José Hamilcar congro Bastos 235 Santo André-Três Lagoas/MS

Leia mais

INSTITUIÇÃO RECANTO INFANTIL TIA CÉLIA CNPJ: 05.028.042/0001-54 Rua Eucalipto N 34 Jardim - Ypê - Mauá SP Fone: 4546-9704/ 3481-6788

INSTITUIÇÃO RECANTO INFANTIL TIA CÉLIA CNPJ: 05.028.042/0001-54 Rua Eucalipto N 34 Jardim - Ypê - Mauá SP Fone: 4546-9704/ 3481-6788 Relatório de Atividades Mensal Esse relatório tem como objetivo apresentar as principais atividades desenvolvidas pela Instituição Recanto Infantil Tia, de acordo com o Projeto Biblioteca e Cidadania Ativa.

Leia mais

Relatório de Cumprimento das Metas Financeiras do PPA do Ano de 2017

Relatório de Cumprimento das Metas Financeiras do PPA do Ano de 2017 CÓDIGO: 0201 PROGRAMA: Ação Governamental OBJETIVO: Desenvolvimento de ações visando a execução das metas propostas no plano de governo, com melhores condições para o atendimento às autoridades constituídas

Leia mais

Programa IOS de Capacitação Profissional. Tecnologia Social - 1ª edição Maio/2017

Programa IOS de Capacitação Profissional. Tecnologia Social - 1ª edição Maio/2017 Programa IOS de Capacitação Profissional Tecnologia Social - 1ª edição Maio/2017 ANEXO I - Formulário de Inscrição Leia atentamente o regulamento do nosso edital antes de iniciar o preenchimento deste

Leia mais

Projeto Psicossocial de Orientação

Projeto Psicossocial de Orientação 1 Projeto Psicossocial de Orientação Projeto que institui o Programa Itinerante de Medidas Protetivas e Educativas, com a finalidade de: I Aumentar o alcance dos serviços interdisciplinares necessários

Leia mais

REDUZIR É OMITIR, EDUCAR É AGIR!

REDUZIR É OMITIR, EDUCAR É AGIR! REDUZIR É OMITIR, EDUCAR É AGIR! MANIFESTO DE DEFESA Contra a Redução da Maioridade Penal A ORGANIZAÇÃO Aldeias Infantis SOS Brasil, presente em 12 estados brasileiros e Distrito Federal, integrante da

Leia mais

ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO

ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO ELEIÇÕES 2012 DIRETRIZES DO PROGRAMA DE GOVERNO DO CANDIDATO JOSÉ SIMÃO DE SOUSA PARA A PREFEITURA DE MANAÍRA/PB ZÉ SIMÃO 45 - PREFEITO OBJETIVOS DO GOVERNO: Consolidar e aprofundar os projetos e ações

Leia mais

PSE. Programa de Saúde nas Escolas. 68 Relatório de Gestão 2009, 2010, 2011 e 2012 (Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS)

PSE. Programa de Saúde nas Escolas. 68 Relatório de Gestão 2009, 2010, 2011 e 2012 (Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS) PSE 68 Relatório de Gestão 200, 2010, 2011 e 2012 (Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS) b lanço soci l (Copyright. Proibida cópia ou reprodução sem autorização do IABAS) Relatório

Leia mais

7. CARACTERIZAÇÃO DOS SERVIÇOS OFERTADOS NESTE CREAS

7. CARACTERIZAÇÃO DOS SERVIÇOS OFERTADOS NESTE CREAS CENTRO DE REFERÊNCIA ESPECIALIZADO DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Coordenador: Cristiane picine os santos milles Fundação: 05 de Junho de 2010 Endereço: Rua Dom Pedro I nº 43 Bairro: Maruípe Telefone: 3235-2880/

Leia mais

Enfrentamento da Exclusão Escolar UNICEF

Enfrentamento da Exclusão Escolar UNICEF Enfrentamento da Exclusão Escolar UNICEF 2010 UNICEF no Brasil começa a participar da iniciativa global Out of School Children Pelas Crianças Fora da Escola. A iniciativa é desenvolvida em parceria com

Leia mais

DESENVOLVIMENTO SOCIAL LDO 2016 ANEXO III

DESENVOLVIMENTO SOCIAL LDO 2016 ANEXO III DESENVOLVIMENTO SOCIAL LDO 2016 ANEXO III Assistência Social Código: 5241 Nome do Programa Benefícios Eventuais Objetivo do Programa Fornecer benefícios previstos em Lei, em forma de benefício, para atender

Leia mais

FESTIVAL DE INICIAÇÃO ESPORTIVA

FESTIVAL DE INICIAÇÃO ESPORTIVA FESTIVAL DE INICIAÇÃO ESPORTIVA Projeto: Festival de Iniciação Esportiva Publicação no D.O.U 28/12/2015 Seção 1 Pág 125 Beneficiários Diretos: 300 crianças/adolescentes Valor Total aprovado: R$ 302.681,74

Leia mais

ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA JOÃO XXIII PROJETO ESCOLA LIMPA

ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA JOÃO XXIII PROJETO ESCOLA LIMPA ESCOLA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO BÁSICA JOÃO XXIII PROJETO ESCOLA LIMPA INTRODUÇÃO O município de São João do Polêsine faz parte da Quarta Colônia de Imigração Italiana, pertencente a região central do Estado

Leia mais

Projeto Parentalidade Positiva

Projeto Parentalidade Positiva Curso de Conversação de Francês Projeto Parentalidade Positiva projeto EIDH - Uma escola amiga das famílias 1 Nota introdutória O Externato Infante D. Henrique (EIDH) é uma Escola Cooperativa, contratualizada

Leia mais

RELATORIO DE ATIVIDADE 2016

RELATORIO DE ATIVIDADE 2016 RELATORIO DE ATIVIDADE 2016 OBJETIVOS E METAS 2016 O QUE FOI CONQUISTADO? 1. Implantar o Núcleo de Assistência Social operando projetos próprios e cooperando em projetos de terceiros, que atendam às demandas

Leia mais

RECURSOS PREVISTOS PARA OS PROGRAMAS, INICIATIVAS E AÇÕES POR CATEGORIA DA DESPESA SEGUNDO ORGÃO E UNIDADE

RECURSOS PREVISTOS PARA OS PROGRAMAS, INICIATIVAS E AÇÕES POR CATEGORIA DA DESPESA SEGUNDO ORGÃO E UNIDADE GOVERNO DO ESTADO DA PARAÍBA SECRETARIA DE ESTADO DO PLANEJAMENTO E GESTÃO PPA - Exercício - RECURSOS PREVISTOS PARA OS PROGRAMAS, INICIATIVAS E AÇÕES POR CATEGORIA DA DESPESA SEGUNDO ORGÃO E UNIDADE Órgão

Leia mais

Programas de Atendimento aos Estudantes

Programas de Atendimento aos Estudantes Programas de Atendimento aos Estudantes Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo - IFSP Câmpus Guarulhos 1. Integração dos Ingressantes O atendimento ao estudante no IFSP Guarulhos

Leia mais

IX CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CMDCA CAMPINAS II ENCONTRO ESTADUAL DE GESTORES MUNICIPAIS DE CONVÊNIO

IX CONFERÊNCIA MUNICIPAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE CMDCA CAMPINAS II ENCONTRO ESTADUAL DE GESTORES MUNICIPAIS DE CONVÊNIO II ENCONTRO ESTADUAL DE GESTORES MUNICIPAIS DE CONVÊNIO FUNDO DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE FIA O Estatuto da Criança e Adolescente - ECA estabelece a Política de Atendimento a Criança e Adolescente:

Leia mais