AGENDA PARA INTENSIFICAÇÃO DO MONITORAMENTO E DO CUIDADO DA CRIANÇA COM EXCESSO DE PESO

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AGENDA PARA INTENSIFICAÇÃO DO MONITORAMENTO E DO CUIDADO DA CRIANÇA COM EXCESSO DE PESO"

Transcrição

1 AGENDA PARA INTENSIFICAÇÃO DO MONITORAMENTO E DO CUIDADO DA CRIANÇA COM EXCESSO DE PESO

2 Excesso de peso infantil no Brasil A prevalência de excesso de peso triplicou no Brasil nos últimos 20 anos (IBGE, ). No Brasil, 33,5% das crianças apresentam excesso de peso e 14,3% obesidade (IBGE, ). 60,8% das crianças com menos de 2 anos de idade comem biscoitos, bolachas ou bolo, e 32,3% tomam refrigerante ou suco artificial (PNS, 2013).

3 Determinação Multifatorial e Social do Sobrepeso e Obesidade SISTEMAS ALIMENTARES Demanda de Ações: MODOS DE COMER MODOS DE VIVER Perante o sistema alimentar. Promoção da Alimentação Adequada e Saudável. MÁ ALIMENTAÇÃO Vigilância Alimentar e Nutricional. Atenção integral à saúde. Regulação e Controle. SOBREPESO E OBESIDADE

4 Linhas de ações estratégicas Compromissos globais frente ao cenário de crescimento do sobrepeso e obesidade Plano de Ação para a Prevenção da Obesidade Infantil em Crianças e Adolescentes da OPAS/OMS. Atenção primária à saúde e promoção de aleitamento materno e alimentação complementar Melhoria dos ambientes escolares Políticas fiscais e regulamentação do marketing e rotulagem de alimentos Outras ações intersetoriais Vigilância, pesquisa e avaliação

5 Compromissos globais frente ao cenário de crescimento do sobrepeso e obesidade Relatório pelo fim da Obesidade Infantil OMS, 2016 Propõe uma série de recomendações aos governos voltadas para a reversão da tendência de crescimento do sobrepeso e obesidade em menores de 5 anos. Abordagem intersetorial por meio de um pacote abrangente e integrado de intervenções para intervir no ambiente obesogênico. Exemplo: Tributação efetiva sobre as bebidas adoçadas com açúcar e redução da propaganda de alimentos não saudáveis.

6 **Department of Health, Victoria, Australia. ACE-Obesity. Assessing cost-eff ectiveness of obesity interventions in children and adolescents. Summary of results. Melbourne: State Government of Victoria, Custo efetividade das ações para prevenção da obesidade infantil DOMINANTES (benefícios financeiros e ganhos em saúde) Redução da propaganda de alimentos não saudáveis Programa escolar de educação para reduzir consumo de bebidas adoçadas** Ações escolares multicomponentes (EAN, envolvimento familiar, atividades escolares)** Ações escolares multicomponentes com atividade física (componentes de educação + componente de atividade física + envolvimento familiar) ** Ações para reduzir tempo frente à televisão** Ações de saúde junto às famílias (ações de educação, terapia familiar, etc) ** Fonte: The Lancet, *Magnus A, Haby MM, Carter R, Swinburn B. The cost-eff ectiveness of removing television advertising of high-fat and/or high-sugar food and beverages to Australian children. Int J Obes (Lond) 2009; 33:

7 Objetivos da Agenda Estruturação e qualificação de ações de prevenção e controle do excesso de peso em crianças; Organização do cuidado integral à criança com excesso de peso na Rede de Atenção à Saúde, em especial no âmbito da Atenção Básica;

8 Eixos de ação Vigilância Alimentar e Nutricional - Diagnóstico do estado nutricional e perfil de consumo alimentar nos territórios - Identificação precoce de fatores de risco Promoção da Saúde e Prevenção do Excesso de Peso - Alimentação Adequada e Saudável - Incentivo à Práticas Corporais e Atividade Física Cuidado integral à criança com sobrepeso e obesidade - Organização da rede de atenção à saúde - Capacitação dos profissionais de saúde para manejo da obesidade infantil

9 Adesão Adesão via Programa de Saúde na Escola municípios elegíveis que aderirem ao PSE poderão aderir a agenda da Obesidade Infantil Metas pré-estabelecidas segundo porte populacional Repasse de recurso fundo a fundo para cumprimento de metas

10 Critérios para eleger municípios prioritários Com mais de 20 mil habitantes; Com cobertura > 10% do Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional (SISVAN) para crianças < de 10 anos (ano de 2015); Com prevalência de excesso de peso > 20% em crianças < de 10 anos, segundo dados do SISVAN (ano de 2015). * Para o Distrito Federal e o estado de Roraima, foram elegíveis os municípios com mais de 20 mil habitantes, cobertura > 5% do SISVAN e prevalência de excesso de peso > 15%.

11 Número de municípios prioritários por estado UF Número de municípios Número de habitantes Acre Alagoas Amapá Amazonas Bahia Ceará Distrito Federal Espírito Santo Goiás Maranhão Mato Grosso Mato Grosso do Sul Minas Gerais Pará Paraíba Paraná Pernambuco Piauí Rio de Janeiro Rio Grande do norte Rio Grande do Sul Rondônia Roraima Santa Catarina São Paulo Sergipe Tocantins Total Fonte: Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição (CGAN/DAB/SAS/MS).

12 Repasse de recursos Nº habitantes/ município Recurso financeiro/ município R$ , R$ , R$ , R$ , R$ , R$ , R$ , R$ , R$ , R$ , R$ ,00 Acima de 5 milhões R$ ,00 Fonte: Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição (CGAN/DAB/SAS/MS).

13 Repasse de recursos e metas 1. Anual (no 1º ano será transferido o valor integral, de acordo com o porte populacional); 2. Anos seguintes (dependerá do cumprimento das metas): METAS 5% das crianças < de 10 anos com registro de acompanhamento de consumo alimentar no SISVAN; 25% das crianças com excesso de peso identificadas no SISVAN com registro de Retorno para cuidado continuado/programado no e-sus; Atividade coletiva sobre promoção da alimentação saudável para 10% das mães/responsáveis pelas crianças < de 2 anos do município; Atividade coletiva sobre promoção da alimentação saudável e práticas corporais e atividade física em, no mínimo, 50% da escolas pactuadas no Programa Saúde na Escola.

14 Materiais de apoio Guia Alimentar para a População Brasileira 2014 EAD Guia Alimentar Instrumento de Educação Alimentar e Nutricional. Repercussão Internacional. Enviado às UBS, SES, NASF, universidades, escolas PSE (recorte PBF) Alimentos Regionais Brasileiros Resgate, valorização e fortalecimento da cultura alimentar brasileira. Materiais de apoio às ações coletivas para promoção da alimentação adequada e saudável no âmbito do Academia da Saúde. - Na Cozinha com as Frutas, Legumes e Verduras; - Instrutivo: Metodologias de trabalho em grupos para ações de alimentação e nutrição na Atenção Básica; - Desmistificando dúvida sobre alimentação e nutrição - Folders

15 Materiais de apoio Parceria CGAN/UERJ Desenvolvimento de materiais sobre alimentação e nutrição para apoiar os profissionais da saúde e educação do Programa Saúde na Escola. Cadernos de atividades para promoção da alimentação adequada e saudável para educação infantil, ensino fundamental I e II; Livreto sobre aleitamento materno e alimentação complementar na creche; Vídeos sobre promoção da alimentação adequada e saudável: Para alunos do ensino fundamental I e II; Para profissionais da saúde e da educação.

16 Educação, Comunicação e Informação Materiais para apoiar ações coletivas para promoção da alimentação adequada e saudável

17 Obrigada! Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição CGAN/ DAB / SAS Ministério da Saúde SAF Sul, Quadra 2, Lote 5/6, Edifício Premium - Torre II, Auditório, Sala Brasília-DF 55 (61)

Acre Previsão por Coeficiente no Estado

Acre Previsão por Coeficiente no Estado Acre 0,6 121.073,55 262.729,59 0,8 161.431,39 350.306,12 1,0 201.789,24 437.882,66 1,2 242.147,09 525.459,19 1,4 - - 1,6 322.862,79 700.612,25 1,8 363.220,64 788.188,78 2,0 - - 2,2 - - 2,4 - - 2,6 524.652,03

Leia mais

9, R$ , , R$ ,

9, R$ , , R$ , Rondônia 2005 R$ 601.575,17 2005 10.154 2004 1.027.983 2004 108.139 2004 10,52 2006 R$ 609.834,21 2006 10.757 2005 1.025.249 2005 101.539 2005 9,90 2007 R$ 1.229.490,00 2007 9.100 2006 1.047.004 2006 111.068

Leia mais

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007

Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 Quantidade de Acessos / Plano de Serviço / Unidade da Federação - Novembro/2007 REGIÃO NORTE 5.951.408 87,35 861.892 12,65 6.813.300 RONDÔNIA 760.521 88,11 102.631 11,89 863.152 ACRE 298.081 85,86 49.094

Leia mais

AGENDA PARA INTENSIFICAÇÃO DA ATENÇÃO NUTRICIONAL À DESNUTRIÇÃO INFANTIL (e estímulo ao desenvolvimento infantil)

AGENDA PARA INTENSIFICAÇÃO DA ATENÇÃO NUTRICIONAL À DESNUTRIÇÃO INFANTIL (e estímulo ao desenvolvimento infantil) MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO AGENDA PARA INTENSIFICAÇÃO DA ATENÇÃO NUTRICIONAL À DESNUTRIÇÃO INFANTIL (e

Leia mais

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas

Contabilizando para o Cidadão Entendendo as Finanças Públicas - ano 2015 Pernambuco 5,20% Ceará 5,44% Maranhão 5,14% Pará 4,89% Paraná 4,43% Rio Grande do Sul 4,37% Santa Catarina 2,54% Rio Grande do Norte 2,48% Espírito Santo 2,14% Amazonas 2,06% Sergipe 1,87% Alagoas

Leia mais

Balanço da Agenda para Intensificação da Atenção Nutricional à Desnutrição Infantil - Andi

Balanço da Agenda para Intensificação da Atenção Nutricional à Desnutrição Infantil - Andi Balanço da Agenda para Intensificação da Atenção Nutricional à Desnutrição Infantil - Andi 212-215 Agenda para Intensificação da Atenção Nutricional à Desnutrição Infantil - ANDI Portaria nº 2.387 de 18/1/212;

Leia mais

Marco de Referência de Educação Alimentar e Nutricional para as Políticas Públicas

Marco de Referência de Educação Alimentar e Nutricional para as Políticas Públicas Congresso Internacional de Alimentação Escolar: Construindo caminhos para a educação alimentar e nutricional 04 de outubro de 2017 Marco de Referência de Educação Alimentar e Nutricional para as Políticas

Leia mais

AVANÇOS E PRIORIDADES NA AGENDA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

AVANÇOS E PRIORIDADES NA AGENDA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO XIV Encontro Nacional da Rede de Alimentação e Nutrição do SUS Reunião do Programa Bolsa Família na Saúde AVANÇOS E PRIORIDADES NA AGENDA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO Michele Lessa de Oliveira Coordenadora-Geral

Leia mais

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014

FNPETI FÓRUM NACIONAL DE PREVENÇÃO E ERRADICAÇÃO DO TRABALHO INFANTIL. Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Cenário do Trabalho Infantil Dados PNAD 2014 Fonte: IBGE/Pnad. Elaboração própria. Nota: a PNAD até o ano de 2003 não abrangia a área rural da região Norte (exceto o Tocantins). Nos anos de 1994, 2000

Leia mais

ção: Motivaçõ ções e Metas

ção: Motivaçõ ções e Metas Equidade e Eficiência Educaçã ção: Motivaçõ ções e Metas RANKINGS REGIONAIS MOTIVOS DE EVASÃO Ranking Motivo de Evasão: TRABALHO (Demanda1) TOTAL BRASIL 1,43 0 a 17 anos 1 Minas Gerais 2,27 2 Pernambuco

Leia mais

Políticas Públicas para o Enfrentamento da Obesidade no Brasil

Políticas Públicas para o Enfrentamento da Obesidade no Brasil Políticas Públicas para o Enfrentamento da Obesidade no Brasil Patricia Constante Jaime Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição CGAN/ DAB / SAS Ministério da Saúde Audiência Pública da Comissão de

Leia mais

Produção Brasileira de Melão por Estado 2007 Estados Área (ha) Volume (Ton) Valor (Mil R$) Rio Grande do Norte Ceará 6.

Produção Brasileira de Melão por Estado 2007 Estados Área (ha) Volume (Ton) Valor (Mil R$) Rio Grande do Norte Ceará 6. Produção Brasileira de Abacaxi por Estado 2007 Pará 15.462 701.948 125.596 Paraíba 11.600 625.527 150.054 Minas Gerais 7.593 596.668 127.597 Bahia 6.430 282.634 63.185 São Paulo 3.620 271.380 76.161 Rio

Leia mais

ENCARGOS SOCIAIS SOBRE A MÃO DE OBRA HORISTA % GRUPO A

ENCARGOS SOCIAIS SOBRE A MÃO DE OBRA HORISTA % GRUPO A ACRE B1 Repouso Semanal Remunerado 18,06 0,00 18,06 0,00 B2 Feriados 4,77 0,00 4,77 0,00 B3 Auxílio - Enfermidade 0,91 0,69 0,91 0,69 B4 13º Salário 10,97 8,33 10,97 8,33 B7 Dias de Chuvas 1,68 0,00 1,68

Leia mais

Piores trechos por Unidade Federativa por número de mortos

Piores trechos por Unidade Federativa por número de mortos Piores trechos por Unidade Federativa por número de mortos - 2016 Data: 24/05/2017 FILTROS: Veículos: Todos Valores: Absolutos Estado: Todos BR: Todas Piores trechos por Estado número de mortos 2016 Estado

Leia mais

EDUCAÇÃO BÁSICA NO BRASIL: DESAFIOS E POSSIBILIDADES DOS ENSINOS INFANTIL E MÉDIO PAINEL 1: A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO INFANTIL

EDUCAÇÃO BÁSICA NO BRASIL: DESAFIOS E POSSIBILIDADES DOS ENSINOS INFANTIL E MÉDIO PAINEL 1: A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO INFANTIL EDUCAÇÃO BÁSICA NO BRASIL: DESAFIOS E POSSIBILIDADES DOS ENSINOS INFANTIL E MÉDIO PAINEL 1: A IMPORTÂNCIA DA EDUCAÇÃO INFANTIL Rio de Janeiro, 25 de Setembro de 2017 161905-Implementando o m... 016 v2

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO Nota Técnica elaborada em 08/2011 pela CGAN/DAB/SAS. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NOTA TÉCNICA Nº /2011-CGAN/DAB/SAS/MS

Leia mais

TÊNIS DE MESA Nº 04 13/09/2017

TÊNIS DE MESA Nº 04 13/09/2017 TÊNIS DE MESA Nº 04 13/09/2017 Relatório de Resultados TÊNIS DE MESA - EQUIPES - Feminino 13/09/2017 HORA JOGO FASE UF RESULTADO UF PARCIAIS CAT 09:00 J1 ELIM GOIAIS 1 X 3 MATO GROSSO 0-2\2-1\0-2\0-2 F

Leia mais

Cantinas Escolares Saudáveis

Cantinas Escolares Saudáveis PROMOÇÃO DA ALIMENTAÇÃO SAUDÁVEL NO AMBIENTE ESCOLAR: Cantinas Escolares Saudáveis Patrícia Constante Jaime Coordenadora-Geral de Alimentação e Nutrição/DAB/SAS/MS Fortaleza, 25 de outubro de 2012 TÓPICOS

Leia mais

B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO SÍFILIS ano I nº 01

B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO SÍFILIS ano I nº 01 B O L E T I M EPIDEMIOLÓGICO SÍFILIS 2 012 ano I nº 01 2012. Ministério da Saúde É permitida a reprodução parcial ou total desta obra, desde que citada a fonte. Expediente Boletim Epidemiológico - Sífilis

Leia mais

PATRICIA CONSTANTE JAIME

PATRICIA CONSTANTE JAIME Importância da articulação intersetorial e intergovernamental na gestão de condicionalidades do PATRICIA CONSTANTE JAIME 03 de Outubro de 2011 Condicionalidades de saúde do O compromisso do Sistema Único

Leia mais

MATERIAL SUPLEMENTAR. Tabela 1. Total de mamógrafos existentes e em uso no SUS, de acordo com tipo, em Salvador, Bahia e Brasil no ano de 2015.

MATERIAL SUPLEMENTAR. Tabela 1. Total de mamógrafos existentes e em uso no SUS, de acordo com tipo, em Salvador, Bahia e Brasil no ano de 2015. MATERIAL SUPLEMENTAR Tabela 1. Total de mamógrafos existentes e em uso no SUS, de acordo com tipo, em Salvador, Bahia e Brasil no ano de 2015. EQUIPAMENTOS DE DIAGNÓSTICO POR IMAGEM - Brasil Equipamento

Leia mais

BALANÇO DAS AÇÕES DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

BALANÇO DAS AÇÕES DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO BALANÇO DAS AÇÕES DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO - 2013 Patrícia Constante Jaime Coordenadora Geral de Alimentação e Nutrição Departamento de Atenção Básica Secretária de Atenção à Saúde Ministério da Saúde

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM nº 2.157/2016

RESOLUÇÃO CFM nº 2.157/2016 RESOLUÇÃO CFM nº 2.157/2016 (Publicada no D.O.U. de 20 de dezembro 2016, Seção I, p. 75) Aprova previsão orçamentária do Conselho Federal de Medicina e dos Conselhos Regionais de Medicina para o exercício

Leia mais

Análise da situação alimentar e nutricional no Brasil. Eduardo Nilson CGAN/DAB/MS

Análise da situação alimentar e nutricional no Brasil. Eduardo Nilson CGAN/DAB/MS Análise da situação alimentar e nutricional no Brasil. Eduardo Nilson CGAN/DAB/MS Grande redução da desnutrição em crianças menores de 5 anos de idade nas últimas décadas: alcance antecipado de meta do

Leia mais

1ª Conferência nacional de Vigilância em Saúde. Etapa Nacional - de 21 a 24 de novembro de 2017

1ª Conferência nacional de Vigilância em Saúde. Etapa Nacional - de 21 a 24 de novembro de 2017 1ª Conferência nacional de Vigilância em Saúde Etapa Nacional - de 21 a 24 de novembro de 2017 Motivação Debater na sociedade brasileira: Direito à Promoção e Proteção da Saúde - compreendendo a Vigilância

Leia mais

RESOLUÇÃO CFM nº 2.134/15

RESOLUÇÃO CFM nº 2.134/15 RESOLUÇÃO CFM nº 2.134/15 (Publicada no D.O.U. de 15 de dezembro de 2015, Seção I, p. 248) Aprova previsão orçamentária do Conselho Federal de Medicina e dos Conselhos Regionais de Medicina para o exercício

Leia mais

CENSO BRASILEIRO DE SHOPPING CENTERS 2015/2016 CENSO BRASILEIRO DE SHOPPING CENTERS 2015/2016

CENSO BRASILEIRO DE SHOPPING CENTERS 2015/2016 CENSO BRASILEIRO DE SHOPPING CENTERS 2015/2016 CENSO BRASILEIRO DE SHOPPING CENTERS 2015/2016 V2 1 1. SETOR 2 UNIVERSO DISTRIBUIÇÃO MACRO REGIÕES SHOPPINGS EM OPERAÇÃO - UNIDADES 26 NORTE 80 NORDESTE 50 CENTRO OESTE 292 SUDESTE 520 +3,5% 538 SHOPPINGS

Leia mais

Apresentação da Equipe Estadual. Coordenadora: Terezinha de Jesus Pinheiro Franco

Apresentação da Equipe Estadual. Coordenadora: Terezinha de Jesus Pinheiro Franco ESTADO DO TOCANTINS Apresentação da Equipe Estadual Estado: Tocantins Coordenadora: Terezinha de Jesus Pinheiro Franco Equipe Técnica: Renata Batista Vasconcelos Soraya Rodrigues Dodero Vilma Maciel Dias

Leia mais

Atualização do custo total dos acidentes de trânsito no Brasil Histórico da Revisão

Atualização do custo total dos acidentes de trânsito no Brasil Histórico da Revisão Atualização do custo total dos acidentes de trânsito no Brasil Histórico da Revisão Data Versão Descrição Autor Atualização do custo total dos acidentes de trânsito no Brasil O presente documento tem por

Leia mais

VIGILÂNCIA EM SAÚDE DE POPULAÇÕES EXPOSTAS A AGROTÓXICOS

VIGILÂNCIA EM SAÚDE DE POPULAÇÕES EXPOSTAS A AGROTÓXICOS Ministério da Saúde Secretaria de Vigilância em Saúde Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador - CGST VIGILÂNCIA EM SAÚDE DE POPULAÇÕES

Leia mais

Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A Divulgação dos resultados parciais do programa em 2013.

Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A Divulgação dos resultados parciais do programa em 2013. Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A Divulgação dos resultados parciais do programa em 2013. O Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A tem por objetivo a prevenção e controle da hipovitaminose

Leia mais

SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO TAÍS ARRUTI LYRIO LISBOA AUDITORA FISCAL DO TRABALHO RESPONSÁVEL NACIONAL PELO PROJETO DE INSERÇÃO DE APRENDIZES

SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO TAÍS ARRUTI LYRIO LISBOA AUDITORA FISCAL DO TRABALHO RESPONSÁVEL NACIONAL PELO PROJETO DE INSERÇÃO DE APRENDIZES SECRETARIA DE INSPEÇÃO DO TRABALHO TAÍS ARRUTI LYRIO LISBOA AUDITORA FISCAL DO TRABALHO RESPONSÁVEL NACIONAL PELO PROJETO DE INSERÇÃO DE APRENDIZES APRENDIZAGEM: CARACTERIZAÇÃO, LIMITES E POSSIBILIDADES

Leia mais

METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL

METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL GT Mortalidade Infantil METODOLOGIA DE CÁLCULO DA TAXA DE MORTALIDADE INFANTIL RIPSA - Rede Interagencial de Informações para a Saúde A taxa de mortalidade infantil é um indicador utilizado para medir

Leia mais

GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA

GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA GUIA ALIMENTAR PARA A POPULAÇÃO BRASILEIRA CONGRESSO INTERNACIONAL DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR: CONSTRUINDO CAMINHOS PARA A EDUCAÇÃO ALIMENTAR E NUTRICIONAL GISELE ANE BORTOLINI Coordenação-Geral de Alimentação

Leia mais

Cursos de Dança no Brasil. Dulce Aquino

Cursos de Dança no Brasil. Dulce Aquino Cursos de Dança no Brasil Dulce Aquino Cursos de Dança no Brasil Instituições Federais Instituições Estaduais 3 cursos 9 cursos Total 3 Total de Cursos de Dança nas IES - 3 3 11 Norte - 3 Nordeste - 11

Leia mais

Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição. Brasília, junho de 2015

Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição. Brasília, junho de 2015 Coordenação-Geral de Alimentação e Nutrição Brasília, junho de 2015 Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A Mapa da cobertura de suplementação de vitamina A para crianças de 6 a 11 meses, em

Leia mais

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SECRETARIA DE ORÇAMENTO FEDERAL ORÇAMENTOS DA UNIÃO EXERCÍCIO FINANCEIRO 2015 PROJETO DE LEI ORÇAMENTÁRIA INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES

Leia mais

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil

Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Ministério da Educação Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira Estatísticas sobre Analfabetismo no Brasil Audiência pública Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa

Leia mais

ESTUDO TÉCNICO N.º 10/2012

ESTUDO TÉCNICO N.º 10/2012 ESTUDO TÉCNICO N.º 10/2012 Análise da sub-declaração do recebimento de Benefícios pelo Programa Bolsa Família (PBF) e/ou Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (PETI) no Censo Demográfico 2010 MINISTÉRIO

Leia mais

Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A Divulgação dos resultados parciais do programa em 2013.

Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A Divulgação dos resultados parciais do programa em 2013. Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A Divulgação dos resultados parciais do programa em 2013. O Programa Nacional de Suplementação de Vitamina A tem por objetivo a prevenção e controle da hipovitaminose

Leia mais

Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes

Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes Piores trechos por Unidade Federativa por número de acidentes - 2015 Data: 18/05/2016 FILTROS: Veículos: Todos Valores: Absolutos Estado: Todos BR: Todas Piores trechos por Estado número de acidentes -

Leia mais

PIB 2012 Estado do Tocantins

PIB 2012 Estado do Tocantins PIB 2012 Estado do Tocantins Parceiros: GOVERNO DO ESTADO DO TOCANTINS SANDOVAL LÔBO CARDOSO Governador do Estado TOM LYRA Vice-governador do Estado JOAQUIM CARLOS PARENTE JUNIOR Secretário JOAQUÍN EDUARDO

Leia mais

Pesquisa de Emprego em Tecnologia da Informação MARÇO DE 2016

Pesquisa de Emprego em Tecnologia da Informação MARÇO DE 2016 Pesquisa de Emprego em Tecnologia da Informação MARÇO DE 2016 DEFINIÇÕES A Pesquisa de Emprego em Serviços é desenvolvida pela CNS/FESESP/SEPROSP com base em dados do sistema RAIS-CAGED do Ministério do

Leia mais

Pesquisa de Emprego em Tecnologia da Informação JULHO DE 2017

Pesquisa de Emprego em Tecnologia da Informação JULHO DE 2017 Pesquisa de Emprego em Tecnologia da Informação JULHO DE 2017 DEFINIÇÕES A Pesquisa de Emprego em Serviços é desenvolvida pela CNS/FESESP/SEPROSP com base em dados do sistema RAIS-CAGED do Ministério do

Leia mais

INFORME SOBRE O RESULTADO DA PESQUISA SOBRE CONDUTAS DE SUPLEMENTAÇÃO PROFILÁTICA PARA PREVENÇÃO DA ANEMIA EM CRIANÇAS DE 6 A 24 MESES.

INFORME SOBRE O RESULTADO DA PESQUISA SOBRE CONDUTAS DE SUPLEMENTAÇÃO PROFILÁTICA PARA PREVENÇÃO DA ANEMIA EM CRIANÇAS DE 6 A 24 MESES. INFORME SOBRE O RESULTADO DA PESQUISA SOBRE CONDUTAS DE SUPLEMENTAÇÃO PROFILÁTICA PARA PREVENÇÃO DA ANEMIA EM CRIANÇAS DE 6 A 24 MESES. Entre 28 de junho de 2016 e 20 de julho de 2016, foi realizada pesquisa

Leia mais

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014)

8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) 8ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos (2014) Elaboração: Contraf-CUT, CNTV e Federação dos Vigilantes do Paraná Fonte: Notícias da imprensa, SSP e sindicatos Apoio: Sindicato dos Vigilantes de Curitiba

Leia mais

Estatísticas do Registro Civil Data 17 / 12 / 2012

Estatísticas do Registro Civil Data 17 / 12 / 2012 Estatísticas do Registro Civil 2011 Data 17 / 12 / 2012 Em 2011, o total de registros foi 2,0% maior que em 2010, indicando a melhoria da cobertura do registro civil de nascimento no País. Houve acréscimo

Leia mais

Mercado de Trabalho Empregos formais. Estado de São Paulo Município: Capivari

Mercado de Trabalho Empregos formais. Estado de São Paulo Município: Capivari Mercado de Trabalho Empregos formais Estado de São Paulo Município: Capivari SÍNTESE Estado de São Paulo População estimada em 2014 44.035.304 População 2010 41.262.199 Área (km²) 248.222,36 Densidade

Leia mais

ETHANOL SUMMIT 2017 PAINEL. Açúcar: O Consumo Equilibrado Como Melhor Escolha. São Paulo junho/17

ETHANOL SUMMIT 2017 PAINEL. Açúcar: O Consumo Equilibrado Como Melhor Escolha. São Paulo junho/17 ETHANOL SUMMIT 2017 PAINEL Açúcar: O Consumo Equilibrado Como Melhor Escolha São Paulo junho/17 Estudo VIGITEL 2016* do Ministério da Saúde aponta: brasileiros trocam alimentos naturais por industrializados

Leia mais

NOTA TÉCNICA Nº 16/2013-CGAN/DAB/SAS/MS

NOTA TÉCNICA Nº 16/2013-CGAN/DAB/SAS/MS Nota Técnica elaborada em 02/2013 pela CGAN/DAB/SAS. SIPAR: 25000.026663/2013-16 MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

Leia mais

A Fonoaudiologia nos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador no Brasil

A Fonoaudiologia nos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador no Brasil A Fonoaudiologia nos Centros de Referência em Saúde do Trabalhador no Brasil Autores: ALINE CRISTINA ALMEIDA GUSMÃO SOUZA, TATIANE COSTA MEIRA, FRANCIANA CRISTINA CAVALCANTE NUNES DOS SANTOS, VILMA SOUSA

Leia mais

PORTARIA Nº 1.007, DE 4 DE MAIO DE 2010

PORTARIA Nº 1.007, DE 4 DE MAIO DE 2010 PORTARIA Nº 1.007, DE 4 DE MAIO DE 2010 Define critérios para regulamentar a incorporação do Agente de Combate às Endemias - ACE, ou dos agentes que desempenham essas atividades, mas com outras denominações,

Leia mais

PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD

PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD PROGRAMA DE COMPRAS GOVERNAMENTAIS PARCERIAS E PERSPECTIVAS CONVÊNIO SEBRAE / CONSAD 92º Fórum Nacional de Secretários de Estado da Administração Canela/RS Nov/2013 Convênio com Ministério do Planejamento

Leia mais

Caracterização dos Recursos Físicos e Humanos dos Órgãos Estaduais de Segurança Pública. Efetivo Armas Letais Viaturas Coletes a Prova de Balas

Caracterização dos Recursos Físicos e Humanos dos Órgãos Estaduais de Segurança Pública. Efetivo Armas Letais Viaturas Coletes a Prova de Balas Ministério da Justiça Caracterização dos Recursos Físicos e Humanos dos Órgãos Estaduais de Segurança Pública Efetivo Armas Letais Viaturas Coletes a Prova de Balas Uma Perspectiva Democrática e Contemporânea

Leia mais

Econômico Contabilidade Nacional

Econômico Contabilidade Nacional Tabela 3.7.1 - Produto Interno Bruto a preço de mercado corrente (milhões de R$), do e Estados da região Norte - 2008-2011 Acre Roraima 3.032.205 3.239.404 3.770.085 4.143.013 154.251 163.207 201.511 230.011

Leia mais

TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015

TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015 ! TÊNIS DE MESA Nº 03 04/09/2015! Jogos Escolares da Juventude 2015 12 a 14 anos Boletim Oficial de Resultados 04/09/2015 CENTRO DE FORMAÇÃO OLÍMPICA - QUADRA 1 TÊNIS DE MESA - EQUIPE - Feminino 1 09:00

Leia mais

ANÁLISE DA REPARTIÇÃO REGIONAL DE RECEITAS E RECURSOS PÚBLICOS

ANÁLISE DA REPARTIÇÃO REGIONAL DE RECEITAS E RECURSOS PÚBLICOS ANÁLISE DA REPARTIÇÃO REGIONAL DE RECEITAS E RECURSOS PÚBLICOS MONTANTE DE RECEITAS E RECURSOS PÚBLICOS (em R$ milhões) Receita Estadual () BNDES Estatais Agências Financeiras União Royalties e Participações

Leia mais

COMPILAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS

COMPILAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS COMPILAÇÃO DE INDICADORES SOCIAIS PNAD Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio última atualização da pesquisa: 2011 1 2 CARACTERÍSTICAS DOS DOMICÍLIOS 3 ACESSO A SERVIÇOS PÚBLICOS EVOLUÇÃO DO PERCENTUAL

Leia mais

4ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos 2012

4ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos 2012 4ª Pesquisa Nacional de Ataques a Bancos 2012 Fonte: Notícias da imprensa, SSP e sindicatos Apoio: Sindicato dos Vigilantes de Curitiba e Região Sindicato dos Bancários de Curitiba e Região Fetec-CUT(PR)

Leia mais

jan/17 fev/17 mar/17 abr/17 mai/17 jun/17 jul/17 ago/17 set/17

jan/17 fev/17 mar/17 abr/17 mai/17 jun/17 jul/17 ago/17 set/17 Superintendência de Defesa da Concorrência, Evolução Estudos e Regulação dos preços Econômica de GLP - SDR (R$ / botijão de 13 kg) Brasil Preço de Realização do Produtor 13,24 13,25 13,88 14,64 14,64 15,51

Leia mais

Vigilância Alimentar e Nutricional - SISVAN ampliado -

Vigilância Alimentar e Nutricional - SISVAN ampliado - Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação-Geral da Política de Alimentação e Nutrição Vigilância Alimentar e Nutricional - SISVAN ampliado - Natacha Toral

Leia mais

A saúde dos adolescentes em Portugal: respostas e desafios

A saúde dos adolescentes em Portugal: respostas e desafios A saúde dos adolescentes em Portugal: respostas e desafios Andreia Jorge Silva Direção de Serviços de Prevenção da Doença e Promoção da Saúde 1 PNS/ELS - Obesidade Saúde dos Adolescentes PNS/Saúde dos

Leia mais

Assunto: Acompanhamento das condicionalidades da Saúde dos beneficiários do Programa Bolsa Família, 2º semestre de 2007.

Assunto: Acompanhamento das condicionalidades da Saúde dos beneficiários do Programa Bolsa Família, 2º semestre de 2007. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO GERAL DA POLÍTICA DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO SEPN 511- Bloco C Edifício Bittar IV 4º andar - Brasília/DF CEP:70750.543

Leia mais

Vigilância em Saúde do Trabalhador Agenda Estratégica e a Renast

Vigilância em Saúde do Trabalhador Agenda Estratégica e a Renast Vigilância em Saúde do Trabalhador Agenda Estratégica e a Renast Coordenação Geral de Saúde do Trabalhador Departamento de Vigilância em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador Secretaria de Vigilância

Leia mais

SONDAGEM SOBRE HÁBITOS DE LEITURA E DE PESQUISA JURÍDICA ASSOCIADOS AASP. Q1 Sexo. Respondidas: Ignoradas: 36

SONDAGEM SOBRE HÁBITOS DE LEITURA E DE PESQUISA JURÍDICA ASSOCIADOS AASP. Q1 Sexo. Respondidas: Ignoradas: 36 Q1 Sexo Respondidas: 5.469 Ignoradas: 36 Feminino Masculino Feminino Masculino 36,83% 2.014 63,17% 3.455 Total 5.469 1 / 14 Q2 Faixa etária Respondidas: 5.485 Ignoradas: 20 Até 25 anos 26 a 35 anos 36

Leia mais

Bolsa Família: Relações intersetorial e intergovernamental

Bolsa Família: Relações intersetorial e intergovernamental Bolsa Família: Relações intersetorial e intergovernamental Subtema 3: Taller de Análises y Reflexión de Programas de Transferências Condicionada - México - janeiro/2008 Relação Intersetorial Articulação

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Março/15) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade

Agência Nacional de Telecomunicações. Entidade Aferidora da Qualidade Agência Nacional de Telecomunicações Entidade Aferidora da Qualidade Qualidade da Banda Larga Publicação de Indicadores (Maio/15) Medição Banda Larga Fixa (SCM) Para a medição da banda larga fixa (SCM)

Leia mais

Política Nacional da Educação Infantil Desafios e alternativas para o aumento do atendimento na educação infantil com qualidade

Política Nacional da Educação Infantil Desafios e alternativas para o aumento do atendimento na educação infantil com qualidade Política Nacional da Educação Infantil Desafios e alternativas para o aumento do atendimento na educação infantil com qualidade 161905-Implementando o m... 016 v2 1 Como está a Educação Básica no Brasil,

Leia mais

Educação Superior Enade e IGC dos Estados e DF

Educação Superior Enade e IGC dos Estados e DF Educação Superior Enade e IGC dos Estados e DF Enade 2015 O Conceito Enade é um indicador de qualidade que avalia o desempenho dos estudantes a partir dos resultados obtidos anualmente para os cursos que

Leia mais

COMISSÃO INTERSETORIAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO - CIAN

COMISSÃO INTERSETORIAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO - CIAN COMISSÃO INTERSETORIAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO - CIAN Prevista na Lei n.º 8.080/90 - Art. 13 item I Reinstalada pela Resolução CNS n.º 299, de maio de 1999. OBJETIVO DA CIAN Integrar a Política Nacional

Leia mais

jan/16 fev/16 mar/16 abr/16 mai/16 jun/16 jul/16 ago/16 set/16 out/16 nov/16 dez/16

jan/16 fev/16 mar/16 abr/16 mai/16 jun/16 jul/16 ago/16 set/16 out/16 nov/16 dez/16 Brasil Preço de Realização do Produtor 13,09 13,08 13,07 13,08 13,07 13,09 13,09 13,08 13,08 13,09 13,23 13,23 Preço do Produtor s/ ICMS c/ CIDE/PIS/COFINS 15,28 15,26 15,26 15,27 15,26 15,27 15,28 15,26

Leia mais

NOTA TÉCNICA PROJETO VIDA NO TRÂNSITO

NOTA TÉCNICA PROJETO VIDA NO TRÂNSITO NOTA TÉCNICA 20 2012 PROJETO VIDA NO TRÂNSITO Repasse de recursos financeiros do Piso Variável de Vigilância e Promoção da Saúde para os Estados, o Distrito Federal, as Capitais de Estados e os Municípios

Leia mais

Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional SISVAN WEB Vilma Ramos de Cerqueira Gestão em Sistemas de Saúde

Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional SISVAN WEB Vilma Ramos de Cerqueira Gestão em Sistemas de Saúde Sistema de Vigilância Alimentar e Nutricional SISVAN WEB Vilma Ramos de Cerqueira Gestão em Sistemas de Saúde OBJETIVOS DO SISVAN I -Fornecer informação contínua e atualizada sobre a situação alimentar

Leia mais

O Estado de Rondônia majorou de 17% para 17,5%, por meio do Decreto nº /2016, com efeitos a partir de

O Estado de Rondônia majorou de 17% para 17,5%, por meio do Decreto nº /2016, com efeitos a partir de O Estado de Rondônia majorou de 17% para 17,5%, por meio do Decreto nº 20.453/2016, com efeitos a partir de 20.03.2016. AUTOPEÇAS 01/16 ESTADO SIGNATÁRIA PROTOCOLO ICMS 41/2008 SIGNATÁRIA PROTOCOLO ICMS

Leia mais

CONVITE II ENCONTRO NACIONAL DE JOVENS VIVENDO COM HIV AIDS

CONVITE II ENCONTRO NACIONAL DE JOVENS VIVENDO COM HIV AIDS CONVITE II ENCONTRO NACIONAL DE JOVENS VIVENDO COM HIV AIDS Caros(as) Companheiros(as), É com muita alegria que divulgamos e convidamos para o II Encontro Nacional de Jovens Vivendo com HIV/Aids, organizado

Leia mais

AUTOPEÇAS ALÍQ ICMS INTERNA

AUTOPEÇAS ALÍQ ICMS INTERNA AUTOPEÇAS ESTADO SIGNATÁRIA PROT- ICMS 41/2008 SIGNATÁRIA PROT- ICMS 97/2010 ALÍQ ICMS INTERNA MVA INTERNA Orientação Acre SIM SIM 17% 71,78% do Decreto n 648/2015, com efeitos a partir de 01.02.2015.

Leia mais

Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família na Saúde

Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família na Saúde Sistema de Gestão do Programa Bolsa Família na Saúde Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição / DAB / SAS/ MS bfasaude@saude.gov.br Outubro de 2016 - Novidades para a 2ª vigência de 2016; - Período

Leia mais

O saneamento básico no Brasil não condiz com o país que é a 7ª. economia do mundo

O saneamento básico no Brasil não condiz com o país que é a 7ª. economia do mundo O saneamento básico no Brasil não condiz com o país que é a 7ª. economia do mundo da população não possui coleta de esgoto (SNIS 2013) dos esgotos são tratados (SNIS 2013) Milhões sem banheiros (Organização

Leia mais

Inovação e Criatividade na Educação Básica

Inovação e Criatividade na Educação Básica MEC Inovação e Criatividade na Educação Básica 2015 Objetivo Criar as bases para uma política pública de fomento a inovação e criatividade na educação básica Desafios da Educação Básica no Brasil hoje

Leia mais

RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15

RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15 RESULTADO DO LIRAa JANEIRO FEVEREIRO/15 1º LIRAa 2015 - Situação dos municípios brasileiros Participação voluntária de 1.844 municípios Pesquisa realizada entre janeiro/fevereiro de 2015; Identifica focos

Leia mais

1º. Encontro Nacional sobre a Agenda Estratégica de Pesquisas em Alimentação e Nutrição no SUS 22 e 23 de agosto Fiocruz/ Brasília-DF

1º. Encontro Nacional sobre a Agenda Estratégica de Pesquisas em Alimentação e Nutrição no SUS 22 e 23 de agosto Fiocruz/ Brasília-DF Mesa I Pesquisas e Políticas Públicas em Alimentação e Nutrição A Agenda Estratégica de Pesquisas em Alimentação e Nutrição: instrumento orientador dos trabalhos de grupo do Encontro 1º. Encontro Nacional

Leia mais

O Comércio de Serviços do Brasil

O Comércio de Serviços do Brasil Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior Secretaria de Comércio e Serviços IV Seminário Estadual de Negócios Internacionais do Paraná O Comércio de Serviços do Brasil Curitiba, 17 de

Leia mais

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL

CONFEDERAÇÃO BRASILEIRA DE FUTEBOL CAMPEONATO BRASILEIRO DA SÉRIE D TABELA BÁSICA / EDIÇÃO 2016 PRIMEIRA FASE REF ROD DATA - DIA HORA GR JOGO ESTÁDIO CIDADE 1ª 12/06 - Dom A1 Rondônia RO x Amazonas AM A1 Acre AC x Amapá AP A2 Tocantins

Leia mais

CENÁRIO DA GESTÃO DO FINANCIAMENTO DAS AÇÕES DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO FAN ELEMENTOS DA GESTÃO ORÇAMENTÁRIA: A EXPERIÊNCIA DE TERESINA-PI

CENÁRIO DA GESTÃO DO FINANCIAMENTO DAS AÇÕES DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO FAN ELEMENTOS DA GESTÃO ORÇAMENTÁRIA: A EXPERIÊNCIA DE TERESINA-PI CENÁRIO DA GESTÃO DO FINANCIAMENTO DAS AÇÕES DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO FAN ELEMENTOS DA GESTÃO ORÇAMENTÁRIA: A EXPERIÊNCIA DE TERESINA-PI Theonas Gomes Pereira FMS/DAA/GEAP/ Núcleo de Alimentação e Nutrição

Leia mais

DESAFIOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA BRASILEIRA

DESAFIOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA BRASILEIRA DESAFIOS DA EDUCAÇÃO BÁSICA BRASILEIRA José Francisco Soares Presidente do Inep Novembro 2015 SUMÁRIO I. Desafios conceituais II. Desafios relativos às escolas III.Desafios relativos aos resultados IV.

Leia mais

Instituto Trata Brasil - por um Brasil com saneamento básico Cenário do saneamento básico no país, desafios e oportunidades

Instituto Trata Brasil - por um Brasil com saneamento básico Cenário do saneamento básico no país, desafios e oportunidades Instituto Trata Brasil - por um Brasil com saneamento básico Cenário do saneamento básico no país, desafios e oportunidades SANEAMENTO E TRATAMENTO DA ÁGUA nos Processos de Abastecimento Público e Produtivos

Leia mais

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA ATUAL

SITUAÇÃO EPIDEMIOLÓGICA ATUAL INFORME EPIDEMIOLÓGICO Nº 09 SEMANA EPIDEMIOLÓGICA (SE) 02/2016 (10 A 16/01/2016) MONITORAMENTO DOS CASOS DE MICROCEFALIA NO BRASIL A partir desta edição, o informe epidemiológico do COES passa a apresentar

Leia mais

Atenção Integral à Desnutrição Infantil

Atenção Integral à Desnutrição Infantil Atenção Integral à Desnutrição Infantil PROTOCOLOS DE ATENÇÃO À CRIANÇA COM DESNUTRIÇÃO GRAVE Ministério da Saúde Secretaria de Atenção à Saúde Departamento de Atenção Básica Coordenação Geral da Política

Leia mais

Política de Desenvolvimento Regional e as Propostas de Reforma Tributária

Política de Desenvolvimento Regional e as Propostas de Reforma Tributária Política de Desenvolvimento Regional e as Propostas de Reforma Tributária Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo do Senado Audiência Pública em 18 de junho de 2008 Maria Helena Zockun Recursos

Leia mais

Estratégias e Ações do Governo Federal para a Prevenção e Controle da Obesidade

Estratégias e Ações do Governo Federal para a Prevenção e Controle da Obesidade Estratégias e Ações do Governo Federal para a Prevenção e Controle da Obesidade Encontro com as referências estaduais de Alimentação e Nutrição 16 e 17/06/2015 - Brasília/DF Ministério do Desenvolvimento

Leia mais

, Considerando Considerando Considerando Considerando Considerando Considerando

, Considerando Considerando Considerando Considerando Considerando Considerando RESOLUÇÃO CNS Nº O Plenário do Conselho Nacional de Saúde, em sua 192ª Reunião Ordinária, realizada nos dias 10 e 11 de dezembro de 2008, no uso de suas competências regimentais e atribuições conferidas

Leia mais

Ceará: Resultados do PIB Trimestral 3 0 Trimestre/2007

Ceará: Resultados do PIB Trimestral 3 0 Trimestre/2007 Ceará: Resultados do PIB Trimestral 2003-2007 eloisa@ipece.ce.gov.br rogerio.soares@ipece.ce.gov.br Fortaleza 2009 CEARÁ: COMPOSIÇÃO Ceará: DO Resultados PRODUTO INTERNO do PIB BRUTO Trimestral A PREÇOS

Leia mais

PORTARIA Nº. 3252/GM, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010

PORTARIA Nº. 3252/GM, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010 PORTARIA Nº. 3252/GM, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2010 DOU-245 PG-65-69 SEÇÃO 1 DE 23.12.09 Aprova as diretrizes para execução e financiamento das ações de Vigilância em Saúde pela União, Estados, Distrito Federal

Leia mais

Dados Básicos sobre Recursos Humanos. ObservaRH - NESP/CEAM/UnB

Dados Básicos sobre Recursos Humanos. ObservaRH - NESP/CEAM/UnB Dados Básicos sobre Recursos Humanos ObservaRH - NESP/CEAM/UnB Brasília/DF 2007 Apresentação O conjunto de dados básicos sobre recursos humanos integra as expectativas das delegações que participaram da

Leia mais

ESTUDO SOBRE ARRECADAÇÃO DE IPVA E SUA PROPORCIONALIDADE EM RELAÇÃO À FROTA DE VEÍCULOS E À POPULAÇÃO BRASILEIRA

ESTUDO SOBRE ARRECADAÇÃO DE IPVA E SUA PROPORCIONALIDADE EM RELAÇÃO À FROTA DE VEÍCULOS E À POPULAÇÃO BRASILEIRA ESTUDO SOBRE ARRECADAÇÃO DE IPVA E SUA PROPORCIONALIDADE EM RELAÇÃO À FROTA DE VEÍCULOS E À POPULAÇÃO BRASILEIRA JOÃO ELOI OLENIKE GILBERTO LUIZ DO AMARAL LETÍCIA MARY FERNANDES DO AMARAL FERNANDO STEINBRUCH

Leia mais

MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014

MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014 MERCADO BRASILEIRO DE SUPLEMENTOS MINERIAS 2014 ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DAS INDUSTRIAS DE SUPLEMENTOS MINERAIS RUA AUGUSTA, 2676 13 ANDAR SALA 132 CEP 01412-100 SÃO PAULO SP Telefone: (011) 3061-9077 e-mail:

Leia mais

Prévia do Mapa da Violência Os jovens do Brasil

Prévia do Mapa da Violência Os jovens do Brasil Prévia do Mapa da Violência 2014. Os jovens do Brasil A recente divulgação das bases de dados do Sistema de Informações de Mortalidade (SIM) do Ministério da Saúde (MS), correspondentes ao ano de 2012,

Leia mais

Panorama Econômico do Rio Grande do Sul Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS

Panorama Econômico do Rio Grande do Sul Unidade de Estudos Econômicos UNIDADE DE ESTUDOS ECONÔMICOS Panorama Econômico do Rio Grande do Sul 2008 Unidade de Estudos Econômicos COMPOSIÇÃO DO PIB PIB DO RIO GRANDE DO SUL 62% 9% 29% Estamos mais sujeitos a refletir crises agrícolas que a média da economia

Leia mais

Estatísticas e Indicadores do Ensino Fundamental e Médio. Tiragem Limitada

Estatísticas e Indicadores do Ensino Fundamental e Médio. Tiragem Limitada Estatísticas e Indicadores do Ensino Fundamental e Médio Tiragem Limitada República Federativa do Brasil Fernando Henrique Cardoso Ministério da Educação e do Desporto - MEC Paulo Renato Souza Secretaria

Leia mais