MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Recursos Humanos

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Recursos Humanos"

Transcrição

1 MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Recursos Humanos Define o TERMO DE ACORDO resultante das negociações havidas entre o Governo Federal e as entidades sindicais representativas dos servidores públicos, com vistas à regulamentação do funcionamento do Sistema Nacional de Negociação Permanente e o afastamento sindical dos servidores públicos do governo federal. A representação governamental, neste ato composta pelo Secretário de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão SRH/MP e a Bancada Sindical representativa dos servidores públicos composta pelas entidades Central Única dos Trabalhadores CUT, Confederação Nacional de Seguridade Social CNTSS/CUT, Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal CONDSEF, Sindicato Nacional dos Auditores-fiscais da Receita Federal do Brasil SINDFISCO NACIONAL, Sindicato Nacional dos Analistas e Técnicos de Finanças e Controle UNACON, Sindicato Nacional da Carreira Auditoria da Receita Federal do Brasil SINDIRECEITA, Sindicato Nacional dos Servidores Públicos do MPU SINASEMPU, Fórum dos Professores de Instituições Federais de Ensino Superior PROIFES, Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais do Trabalho SINAIT, Sindicato Nacional dos Servidores das Agências Nacionais de Regulação SINAGÊNCIAS, Sindicato Nacional dos Funcionários do Banco Central SINAL ao final assinaladas, tem como justo e acordado o conteúdo material referente à regulamentação do funcionamento do Sistema Nacional de Negociação Permanente e o afastamento sindical dos servidores públicos do governo federal, cuja forma pode ser alterada para responder a melhor técnica legislativa, caracterizado nos seguintes termos: Cláusula Primeira. As partes signatárias deste instrumento reconhecem os termos deste Acordo, cientes do devido valor para as partes.

2 Cláusula Segunda. A representação governamental compromete-se a encaminhar projeto de lei que contemple a regulamentação do funcionamento do Sistema Nacional de Negociação Permanente e o afastamento sindical, conforme minutas que passam a fazer parte integrante deste Termo de Acordo. Cláusula Terceira. As partes acordam que o Sistema Nacional de Negociação Permanente, atuará pautado pelos princípios da legalidade, finalidade, indisponibilidade do interesse público, moralidade, publicidade, transparência e liberdade sindical. Cláusula Quarta. O respeito à pluralidade de concepções políticas e ideológicas é pressuposto do processo de negociação coletiva, incluindo a exteriorização de idéias divergentes; Cláusula Quinta. A liberdade de expressão dos membros da MNNP é inconteste e incondicional; Cláusula Sexta. O reconhecimento da liberdade sindical e associativa dos servidores públicos é amplo, geral e irrestrito, vedado ao governo federal qualquer interferência na organização dos servidores públicos. Cláusula Sétima. É assegurada a liberdade de pauta dos assuntos atinentes aos servidores públicos. Cláusula Oitava. É resguardada a participação dos usuários dos serviços públicos e da sociedade civil organizada na MNNP. Cláusula Nona. O processo de negociação coletiva observará, sem prejuízo de outros valores e princípios democráticos, a autonomia das partes, a ética e boa fé, a liberdade do exercício do mandato sindical para representação da coletividade dos servidores públicos, a legitimidade da representação sindical com respeito à vontade soberana da maioria dos representados e a indisponibilidade do interesse público. Cláusula Décima. O Sistema Nacional de Negociação Permanente será formada por uma bancada governamental, uma bancada sindical e um Observatório das Relações de Trabalho, cabendo a Coordenação Executiva a Secretaria de Recursos Humanos do Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão. Parágrafo único. A bancada sindical será composta por entidades representativas dos servidores públicos de âmbito geral, que detenham representação nacional e congreguem proporcionalmente o maior número de servidores do Poder Executivo Federal. 2

3 Cláusula Décima Primeira. O Observatório das Relações de Trabalho na Administração Pública Federal, órgão permanente e de relevância pública, terá por objetivo: I atuar como observador, instância consultiva e moderadora nos eventuais conflitos advindos da negociação coletiva; II - analisar projetos de auto-regulamentação de greve, com vistas ao seu acolhimento; e III - desenvolver estudos e pesquisas na área das relações de trabalho no serviço público. Cláusula Décima Segunda. A composição do Observatório das Relações de Trabalho no Serviço Público, órgão permanente e de relevância pública, observará a relação de proporção entre seus membros, que deverá contar com representantes da sociedade civil organizada na ordem de cinqüenta por cento e indicados pelas bancadas governamental e sindical na ordem de cinqüenta por cento, sendo estes na conformidade de gestores públicos na ordem de vinte e cinco por cento e representantes de entidades sindicais na ordem de vinte e cinco por cento. 1º. O Observatório das Relações de Trabalho contará com 4 (quatro) suplentes indicados por proporção, vedada a figura de suplência pessoal. 2º. O mandato dos observadores será de 2 anos, admitida a recondução uma vez. Cláusula Décima Terceira. Comporão a Mesa Nacional de Negociação Permanente as seguintes Comissões Temáticas: I II III - Comissão de Saúde, Previdência e Benefícios do Servidor; - Comissão do Orçamento; - Comissão de Diretrizes de Carreiras. Cláusula Décima Quarta. Fica assegurado aos servidores do Poder Executivo Federal, o afastamento dos respectivos cargos ou funções exercidas, quando investidos em mandato de dirigente sindical ou classista, observados os seguintes limites: I - para entidade de classe ou fiscalizadora de profissão que congregue, no mínimo, 600 (seiscentos) servidores da Administração Pública Federal associados, será assegurado o afastamento de 1 (um) dirigente, desde que o número de cargos da categoria esteja por lei limitado a menos de (dois mil) servidores; 3

4 II - para entidade de classe ou fiscalizadora de profissão que congregue, no mínimo, (dois mil) servidores da Administração Pública Federal associados, será assegurado o afastamento de 2 (dois) dirigentes; III - para entidade de classe ou fiscalizadora de profissão que congregue, no mínimo, (dois mil e quinhentos) servidores da Administração Pública Federal associados, será assegurado o afastamento de 3 (três) dirigentes; IV - para entidade de classe ou fiscalizadora de profissão cujo número de servidores da Administração Pública Federal associados seja superior a (quatro mil), será assegurado o afastamento de mais 1 (um) dirigente para cada grupo de (um mil) associados, obedecido o limite máximo de 18 (dezoito) afastamentos. Parágrafo único: Ficam resguardados os afastamentos já concedidos para entidades sindicais que congreguem menos de 600 servidores filiados, desde que anteriores a promulgação desta lei e cujos cargos da categoria estejam limitados, por lei, a menos de dois (2) mil servidores. Cláusula Décima Quinta. Para fins de cálculo de afastamento destinado ao exercício de mandato sindical ou classista em sindicatos, entidades federativas e centrais sindicais, será levado em consideração 50% (cinquenta por cento) do número total de associados nas bases das entidades filiadas, limitado ao número de 7 (sete) afastamentos por entidade, na seguinte conformidade: I - 1 dirigente afastado para o mínimo de (um mil e duzentos) associados; II - 2 dirigentes afastados para o mínimo de (quatro mil) associados; III - 3 dirigentes afastados para o mínimo de (cinco mil) associados; IV - 4 dirigentes afastados para o mínimo de (oito mil) associados; V - 5 dirigentes afastados para o mínimo de (dez mil) associados; VI - 6 dirigentes afastados para o mínimo de (doze mil) associados; VII - 7 dirigentes afastados para o mínimo de (catorze mil) associados. 4

5 Cláusula Décima Sexta. Fica resguardada a possibilidade de adesão de entidades sindicais não nomeadas no preâmbulo ao presente TERMO DE ACORDO. E, por estarem justas e acordadas as partes assinam o presente Termo de Acordo no anverso de 3 (três) vias de igual teor e forma para a produção de todos os seus políticos e legais efeitos a que se destina. DUVANIER PAIVA FERREIRA SECRETÁRIO DE RECURSOS HUMANOS DO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO SRH/MP CENTRAL ÚNICA DOS TRABALHADORES CUT FÓRUM DOS PROFESSORES DE INSTITUIÇÕES FEDERAIS DE ENSINO SUPERIOR PROIFES CONFEDERAÇÃO NACIONAL DE SEGURIDADE SOCIAL CNTSS/CUT SINDICATO NACIONAL DOS AUDITORES FISCAIS DO TRABALHO SINAIT CONFEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES NO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL CONDSEF FEDERAÇÃO NACIONAL DOS AUDITORES- FISCAIS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL FENAFISP SINDICATO NACIONAL DOS AUDITORES- FISCAIS DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SINDFISCO NACIONAL SINDICATO NACIONAL DOS FUNCIONÁRIOS DO BANCO CENTRAL SINAL SINDICATO NACIONAL DOS ANALISTAS E TÉCNICOS DE FINANÇAS E CONTROLE UNACON SINDICAL ASSIBGE SINDICATO NACIONAL SINDICATO NACIONAL DA CARREIRA AUDITORIA DA RECEITA FEDERAL DO BRASIL SINDIRECEITA SINDICATO NACIONAL DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MPU SINASEMPU 5

Trabalho no SUS. Programa Sala Virtual de Apoio

Trabalho no SUS. Programa Sala Virtual de Apoio Programa Sala Virtual de Apoio à Negociação do Trabalho no SUS Conteúdos para suporte, monitoramento e atividades de formação no âmbito do Sistema Nacional de Negociação Permanente do SUS Regimento Interno

Leia mais

REGIMENTO INSTITUCIONAL DA MESA NACIONAL DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE DOS CORREIOS

REGIMENTO INSTITUCIONAL DA MESA NACIONAL DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE DOS CORREIOS Ministério das Comunicações Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos Vice Presidência de Gestão de Pessoas Mesa Nacional de Negociação Permanente da ECT Protocolo da Mesa Nacional de Negociação Permanente

Leia mais

BASES CONCEITUAIS - SISTEMA DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE da Administração Pública Federal - SINP/FEDERAL

BASES CONCEITUAIS - SISTEMA DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE da Administração Pública Federal - SINP/FEDERAL BASES CONCEITUAIS - SISTEMA DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE da Administração Pública Federal - SINP/FEDERAL 1- As bases conceituais do Sistema de Negociação Permanente da Administração Pública Federal - SINP/FEDERAL

Leia mais

Regimento Institucional da Mesa Nacional de Negociação Permanente - MNNP

Regimento Institucional da Mesa Nacional de Negociação Permanente - MNNP Regimento Institucional da Mesa Nacional de Negociação Permanente - MNNP Implementa o Protocolo Institucional da MESA NACIONAL DE NEGOCIAÇÃO PERMANENTE MNNP, celebrado entre a Administração Pública Federal

Leia mais

Assunto: Sugestões de emendas aos Projetos de Lei Complementar nº 007/2017 (IPREV) e nº 008/2017 (Conselho do FUNBEN).

Assunto: Sugestões de emendas aos Projetos de Lei Complementar nº 007/2017 (IPREV) e nº 008/2017 (Conselho do FUNBEN). Ofício nº 034/2017 SINDSEMP/MA São Luís (MA), 21 de setembro de 2017. Excelentíssimo Senhor Humberto Coutinho Presidente da Assembleia Legislativa Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão NESTA Assunto:

Leia mais

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO

MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO MINISTÉRIO DO PLANEJAMENTO, ORÇAMENTO E GESTÃO Secretaria de Relações de Trabalho no Serviço Público Coordenação-Geral de Negociação e Relações Sindicais. TERMO DE ACORDO N Define os Termos do Acordo resultante

Leia mais

Parágrafo Primeiro: O reajuste concedido será pago a partir do terceiro dia útil do mês de agosto de 2009.

Parágrafo Primeiro: O reajuste concedido será pago a partir do terceiro dia útil do mês de agosto de 2009. ADITAMENTO AO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2008/2010 (registrado no MTBE sob o nº 46218.013272/2008-91) CELEBRADO ENTRE SINTTEL/RS E ETE ENGENHARIA DE TELECOMUNICAÇÕES E ELETRICIDADE S.A O SINDICATO DOS

Leia mais

DIREITOS SINDICAIS DOS SERVIDORES PÚBLICOS. Direitos Sociais Constitucionais art. 39, 3º CF.

DIREITOS SINDICAIS DOS SERVIDORES PÚBLICOS. Direitos Sociais Constitucionais art. 39, 3º CF. DIREITOS SINDICAIS DOS SERVIDORES PÚBLICOS Direitos Sociais Constitucionais art. 39, 3º CF. DIREITOS SINDICAIS AS TRÊS DIMENSÕES QUE ESTRUTURAM A ATIVIDADE SINDICAL A associação sindical A negociação coletiva

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAÇOIABA DA SERRA

PREFEITURA MUNICIPAL DE ARAÇOIABA DA SERRA DECRETO Nº. 1491, DE 10 DE JANEIRO DE 2013. Institui a Mesa Permanente de Negociação com os Servidores Municipais - MESA e dá outras providências.. MARA LÚCIA FERREIRA DE MELO, Prefeita Municipal da Cidade

Leia mais

TAEs da UFSC encerram greve. e retornam ao trabalho

TAEs da UFSC encerram greve. e retornam ao trabalho BOLETIM INFORMATIVO DE GREVE - Comando Local de Greve #4-2015 - www.sintufsc.ufsc.br Foto: Flávia Destri Garcia TAEs da UFSC encerram greve e retornam ao trabalho Em assembleia geral de greve na quarta-feira

Leia mais

PEC 369/2005 Poder Executivo

PEC 369/2005 Poder Executivo PEC 369/2005 Poder Executivo Dá nova redação aos arts. 8o, 11, 37 e 114 da Constituição. Art. 1o Os arts. 8o, 11, 37 e 114 da Constituição passam a vigorar com a seguinte redação: Art. 8o É assegurada

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017/2018 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR002368/2017 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/07/2017 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039881/2017 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.012988/2017-11 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR038600/2011 SINDICATO DOS TECNICOS AGRICOLAS DE NIVEL MEDIO DE SC, CNPJ n. 80.460.785/0001-14, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL

PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA-GERAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA NACIONAL DE ARTICULAÇÃO SOCIAL TERMO DE ADESÃO AO COMPROMISSO NACIONAL PELA PARTICIPAÇÃO SOCIAL O Município (NOME), representado

Leia mais

ESTATUTO SOCIAL DA FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO ESTADO DA BAHIA - PREVBAHIA

ESTATUTO SOCIAL DA FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DO ESTADO DA BAHIA - PREVBAHIA DE ESTATUTO SOCIAL DA FUNDAÇÃO DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO ESTADO DA BAHIA - PREVBAHIA Art. 1º A Fundação de Previdência Complementar dos Servidores Públicos do Estado da Bahia

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001718/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR033973/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.003965/2014-74 DATA

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001482/2011 DATA DE REGISTRO NO MTE: 15/07/2011 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR039019/2011 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.003376/2011-43 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DA PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DA PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DA PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS TERMO DE ACORDO COLETIVO DE TRABALHO, que entre si fazem, de um lado, como Legítima entidade Representativa dos Empregados, a FEDERAÇÃO DOS TRABALHADORES

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC001551/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 14/07/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR038324/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46220.003880/2014-96 DATA

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 22/12/2011

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 22/12/2011 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061899/2012 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 47998.008319/2011-22 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

} Entendemos que o Movimento Sindical deve cumprir um papel civilizatório, inclusive no processo de Negociação Coletiva;

} Entendemos que o Movimento Sindical deve cumprir um papel civilizatório, inclusive no processo de Negociação Coletiva; } Entendemos que o Movimento Sindical deve cumprir um papel civilizatório, inclusive no processo de Negociação Coletiva; } Nossa estratégia é entender o conflito colocado entre as partes (governo x trabalhadores)

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2011/2012 PREÂMBULO Acordam os signatários, no contexto das negociações coletivas iniciadas no mês de agosto de 2011 e concluídas com a aprovação pelos empregados em Assembléia

Leia mais

Parágrafo Segundo - Recebida a reivindicação do ex-empregado, será impulsionado o processo de solução do conflito.

Parágrafo Segundo - Recebida a reivindicação do ex-empregado, será impulsionado o processo de solução do conflito. FEDERAL (CAIXA) E A CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS EMPRESAS DE CRÉDITO (CONTEC) PARA INSTITUIÇÃO DA COMISSÃO DE, REGIDO PELAS SEGUINTES CLÁUSULAS: CLÁUSULA PRIMEIRA Acordam os signatários

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR034459/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 15/06/2015 ÀS 13:21 SINDICATO DOS TECNICOS AGRICOLAS DE NIVEL MEDIO DE SC, CNPJ n. 80.460.785/0001-14,

Leia mais

TERMO DE ACORDO COLETIVO QUE FIRMAM O SINDICATO DOSTRABALHADORES NO COMÉRCIO HOTELEIRO E SIMILARES DE

TERMO DE ACORDO COLETIVO QUE FIRMAM O SINDICATO DOSTRABALHADORES NO COMÉRCIO HOTELEIRO E SIMILARES DE SINDICATO DOS TRABALHADORES NO COMÉRCIO HOTELEIRO E SIMILARES DE GRAMADO TERMO DE ACORDO COLETIVO QUE FIRMAM O SINDICATO DOSTRABALHADORES NO COMÉRCIO HOTELEIRO E SIMILARES DE GRAMADO E A EMPRESA GARDEN

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS003159/2014 DATA DE REGISTRO NO MTE: 30/12/2014 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR083251/2014 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.022886/2014-10

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS000964/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 13/07/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR033480/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.009935/2010-97

Leia mais

SUGESTÃO DO FÓRUM NACIONAL PERMANENTE DE CARREIRAS TÍPICAS DE ESTADO FONACATE Projeto de Lei de Greve dos Servidores Públicos

SUGESTÃO DO FÓRUM NACIONAL PERMANENTE DE CARREIRAS TÍPICAS DE ESTADO FONACATE Projeto de Lei de Greve dos Servidores Públicos SUGESTÃO DO FÓRUM NACIONAL PERMANENTE DE CARREIRAS TÍPICAS DE ESTADO FONACATE Projeto de Lei de Greve dos Servidores Públicos Dispõe sobre as relações do trabalho, o tratamento de conflitos, o direito

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 28/12/2011

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 28/12/2011 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR061900/2012 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46268.004620/2011-49 DATA DE REGISTRO DA CONVENÇÃO COLETIVA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001127/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/06/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR035726/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.008327/2012-27 DATA DO

Leia mais

PROCESSO ELEITORAL DO CNAS 2014 PARTICIPE!

PROCESSO ELEITORAL DO CNAS 2014 PARTICIPE! PROCESSO ELEITORAL DO CNAS 2014 PARTICIPE! 1 O QUE É O CONSELHO NACIONAL DE ASSISTÊNCIA SOCIAL? Os Conselhos de Assistência Social são espaços fundamentais para consolidação da participação social na Política

Leia mais

Participação nos Lucros ou Resultados - PLR 2003

Participação nos Lucros ou Resultados - PLR 2003 CONVENÇÃO COLETIVA A FEDERAÇÃO NACIONAL DOS SECURITÁRIOS, REPRESENTADA POR SEU PRESIDENTE SERAFIM GIANOCARO, CONSTITUÍDO REPRESENTANTE DE TODOS OS EMPREGADOS DA CATEGORIA NOS LUGARES INORGANIZADOS EM SINDICATOS

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE CONDIÇÕES SALARIAIS E DE TRABALHO DOS SERVIDORES DO CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 3ª REGIÃO. DATA BASE 2016

ACORDO COLETIVO DE CONDIÇÕES SALARIAIS E DE TRABALHO DOS SERVIDORES DO CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 3ª REGIÃO. DATA BASE 2016 ACORDO COLETIVO DE CONDIÇÕES SALARIAIS E DE TRABALHO DOS SERVIDORES DO CONSELHO REGIONAL DE BIOMEDICINA 3ª REGIÃO. DATA BASE 2016 O ACORDO COLETIVO DE CONDIÇÕES SALARIAIS E DE TRABALHO QUE ENTRE SI CELEBRAM

Leia mais

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS Escrito por Administrator Seg, 31 de Janeiro de :40 -

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS Escrito por Administrator Seg, 31 de Janeiro de :40 - CONVENÇÃO COLETIVA A FEDERAÇÃO NACIONAL DOS SECURITÁRIOS, REPRESENTADA POR SEU PRESIDENTE SERAFIM GIANOCARO, CONSTITUÍDO REPRESENTANTE DE TODOS OS EMPREGADOS DA CATEGORIA NOS LUGARES INORGANIZADOS EM SINDICATOS

Leia mais

Escrito por FENESPIC Qua, 29 de Fevereiro de :53 - Última atualização Qua, 29 de Fevereiro de :02

Escrito por FENESPIC Qua, 29 de Fevereiro de :53 - Última atualização Qua, 29 de Fevereiro de :02 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO ESPECÍFICA SOBRE PARTICIPAÇÃO DOS EMPREGADOS NOS LUCROS OU RESULTADOS DAS EMPRESAS DE SEGUROS PRIVADOS E DE CAPITALIZAÇÃO EM 2012. A FEDERAÇÃO NACIONAL DOS SECURITÁRIOS-

Leia mais

A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) dos técnicos agrícolas, com abrangência territorial em SC.

A presente Convenção Coletiva de Trabalho abrangerá a(s) categoria(s) dos técnicos agrícolas, com abrangência territorial em SC. CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017/2018 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR031080/2017 SINDICATO DOS TECNICOS AGRICOLAS DE NIVEL MEDIO DE SC, CNPJ n. 80.460.785/0001-14, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ002081/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/10/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR060629/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46215.086832/2016-66 DATA

Leia mais

Prefeitura Municipal de Valente-BA. A Prefeitura Municipal de Valente, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR.

Prefeitura Municipal de Valente-BA. A Prefeitura Municipal de Valente, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. ANO. 2013 DIÁRIO DO MUNICÍPIO DE VALENTE - BAHIA 1 A Prefeitura Municipal de Valente, Estado Da Bahia, Visando a Transparência dos Seus Atos Vem PUBLICAR. LEI N.º 598, DE. Valente - Bahia Gestor: Ismael

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2017/2018 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS002117/2017 DATA DE REGISTRO NO MTE: 25/08/2017 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR051464/2017 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.012583/2017-23 DATA DO

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº., DE A PRESIDENTA DA REPÚBLICA. Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

PROJETO DE LEI Nº., DE A PRESIDENTA DA REPÚBLICA. Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: PROJETO DE LEI Nº., DE 2012. Dispõe sobre as relações de trabalho entre os servidores públicos e o Estado, definindo diretrizes para negociação coletiva dos servidores públicos, para o tratamento dos conflitos,

Leia mais

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MG000151/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 18/01/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR074821/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46504.000112/2016-66

Leia mais

PREÂMBULO DAS DISPOSIÇÕES LEGAIS

PREÂMBULO DAS DISPOSIÇÕES LEGAIS Acordo Coletivo de Trabalho de âmbito nacional celebrado entre o BANCO DO BRASIL S.A. e a CONFEDERAÇÃO NACIONAL DOS TRABALHADORES NAS EMPRESAS DE CRÉDITO CONTEC, representante dos funcionários, sobre Participação

Leia mais

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 574, DE 21 DE JULHO DE 2016.

RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 574, DE 21 DE JULHO DE 2016. RIO GRANDE DO NORTE LEI COMPLEMENTAR Nº 574, DE 21 DE JULHO DE 2016. Cria o Conselho Estadual de Juventude do Rio Grande do Norte (CEJUV/RN) e dá outras providências. O GOVERNADOR DO ESTADO DO RIO GRANDE

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 2015

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 2015 PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 2015, DE Dá nova redação aos arts. 45 e 46 da Constituição Federal para reduzir o número de membros da Câmara dos Deputados e do Senado Federal. As Mesas da Câmara

Leia mais

ACORDO DE ELEGIBILIDADE PARA PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS

ACORDO DE ELEGIBILIDADE PARA PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS ACORDO DE ELEGIBILIDADE PARA PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E RESULTADOS Que fazem, de um lado o SIMECAT Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias Metalúrgicas e Material Elétrico de Catalão Goiás, e de outro

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2016/2017 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000512/2016 DATA DE REGISTRO NO MTE: 03/08/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR031860/2016 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001586/2016-21 DATA DO

Leia mais

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS DE QUE TRATA A LEI DE

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS DE QUE TRATA A LEI DE CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO ESPECÍFICA SOBRE PARTICIPAÇÃO DOS EMPREGADOS NOS LUCROS OU RESULTADOS DAS EMPRESAS DE SEGUROS PRIVADOS E DE CAPITALIZAÇÃO EM 2006. A FEDERAÇÃO NACIONAL DOS SECURITÁRIOS-

Leia mais

Dispõe sobre a criação do Comitê Gestor da Internet no Brasil - CGI.br, sobre o modelo de governança da Internet no Brasil, e dá outras providências.

Dispõe sobre a criação do Comitê Gestor da Internet no Brasil - CGI.br, sobre o modelo de governança da Internet no Brasil, e dá outras providências. Decreto Nº 4.829, de 3 de setembro de 2003 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Dispõe sobre a criação do Comitê Gestor da Internet no Brasil - CGI.br, sobre o modelo de

Leia mais

PRIMEIRA DATA BASE A data-base da categoria profissional, para todos os efeitos legais, continuará sendo primeiro de julho (1º/07) de cada ano.

PRIMEIRA DATA BASE A data-base da categoria profissional, para todos os efeitos legais, continuará sendo primeiro de julho (1º/07) de cada ano. O SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO DE BARBACENA E O SINDICATO DO COMÉRCIO VAREJISTA DE. BARBACENA, REPRESENTADOS POR SEUS PRESIDENTES, CELEBRAM CONVENÇÃO COLETIVA MEDIANTE AS SEGUINTESCLÁUSULASE CONDIÇÕES.

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SOBRE PARTICIPAÇÃO DOS EMPREGADOS NOS LUCROS OU RESULTADOS DOS BANCOS EM 2003.

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO SOBRE PARTICIPAÇÃO DOS EMPREGADOS NOS LUCROS OU RESULTADOS DOS BANCOS EM 2003. Região, Venceslau, Ribeirão Preto, Rio Claro, Santos, São Carlos, São José dos Campos, São A FEDERAÇÃO DOS EMPREGADOS EM ESTABELECIMENTOS BANCÁRIOS DOS ESTADOS DE SÃO PAULO E MATO GROSSO DO SUL, os SINDICATOS

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos 1 de 5 01/09/2016 09:30 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO N o 3.017, DE 6 DE ABRIL DE 1999. Aprova o Regimento do Serviço Nacional de Aprendizagem do Cooperativismo

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017/2018

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017/2018 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2017/2018 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR041032/2017 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 24/07/2017 ÀS 16:14 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46473.002520/2016-67

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DA PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DA PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS ACORDO COLETIVO DE TRABALHO DA PARTICIPAÇÃO NOS RESULTADOS TERMO DE ACORDO COLETIVO DE TRABALHO, que entre si fazem, de um lado, como Legítima entidade Representativa dos Empregados, o SINDICATO DOS TRABALHADORES

Leia mais

Mediador - Extrato Instrumento Coletivo

Mediador - Extrato Instrumento Coletivo Página 1 de 5 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001006/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/03/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR012177/2012 NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS NO RIO GRANDE DO SUL CIRCULAR ESPECIAL CONVENÇÃO COLETIVA CUT 2010/2011

SINDICATO DAS INDÚSTRIAS DE MÁQUINAS E IMPLEMENTOS AGRÍCOLAS NO RIO GRANDE DO SUL CIRCULAR ESPECIAL CONVENÇÃO COLETIVA CUT 2010/2011 CIRCULAR ESPECIAL CONVENÇÃO COLETIVA CUT 2010/2011 Pela presente informamos que foram encerradas as negociações coletivas do ano em curso, resultando na Convenção Coletiva de Trabalho com a Federação e

Leia mais

DEPUTADO ESTADUAL FRENTES PARLAMENTARES E FÓRUNS SUPRAPARTIDÁRIOS O QUE SÃO? O QUE OS DIFERENCIA? QUAL É SUA IMPORTÂNCIA?

DEPUTADO ESTADUAL FRENTES PARLAMENTARES E FÓRUNS SUPRAPARTIDÁRIOS O QUE SÃO? O QUE OS DIFERENCIA? QUAL É SUA IMPORTÂNCIA? DEPUTADO ESTADUAL FRENTES PARLAMENTARES E FÓRUNS SUPRAPARTIDÁRIOS O QUE SÃO? O QUE OS DIFERENCIA? QUAL É SUA IMPORTÂNCIA? FRENTES PARLAMENTARES As frentes parlamentares têm como objetivo organizar a ação

Leia mais

CLÁUSULA 1ª - PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS (P.L.R.) - EXERCÍCIO 2016 E 2017

CLÁUSULA 1ª - PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS (P.L.R.) - EXERCÍCIO 2016 E 2017 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO ESPECÍFICA SOBRE PARTICIPAÇÃO DOS EMPREGADOS NOS LUCROS OU RESULTADOS DAS EMPRESAS DE SEGUROS PRIVADOS E DE CAPITALIZAÇÃO EM 2017. SINDICATO DOS EMPREGADOS EM EMPRESAS DE

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001260/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 17/07/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR034965/2012 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.008742/2012-81 DATA DO

Leia mais

Parágrafo Primeiro - Recebida a reivindicação do ex-funcionário, será impulsionado o processo de solução do conflito.

Parágrafo Primeiro - Recebida a reivindicação do ex-funcionário, será impulsionado o processo de solução do conflito. Acordo Coletivo de Trabalho celebrado entre o Banco do Brasil S.A. (BANCO), a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro CONTRAF, Federações e Sindicatos, representados pela Comissão de

Leia mais

Sindicatos Patronais e Profissionais do Setor Químico no Estado de São Paulo Grupo 10

Sindicatos Patronais e Profissionais do Setor Químico no Estado de São Paulo Grupo 10 1 São Paulo, 07 de novembro de 2014. Aos Sindicatos Patronais e Profissionais do Setor Químico no Estado de São Paulo Grupo 10 Com a divulgação na data de hoje, do INPC do período de 01.11.2013 a 31.10.2014,

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA Nº XXX, de XX de Agosto de 2015

MEDIDA PROVISÓRIA Nº XXX, de XX de Agosto de 2015 MEDIDA PROVISÓRIA Nº XXX, de XX de Agosto de 2015 Altera a Lei nº 10.593, de 06 de dezembro de 2002, que dispõe sobre a reestruturação da Carreira Auditoria do Tesouro Nacional, dispõe sobre o exercício

Leia mais

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010

TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 TERMO ADITIVO A ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: MT000124/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 07/05/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR011080/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46210.001765/2009-39

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RJ000583/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/05/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR017375/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46666.001300/2009-20 DATA

Leia mais

Lei n o de 28/12/1990

Lei n o de 28/12/1990 Lei n o 8.142 de 28/12/1990 Dispõe sobre a participação da comunidade na gestão do Sistema Único de Saúde (SUS) e sobre as transferências intergovernamentais de recursos financeiros na área da saúde e

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2009/2010 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: RS001017/2009 DATA DE REGISTRO NO MTE: 02/09/2009 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR037177/2009 NÚMERO DO PROCESSO: 46218.011895/2009-18 DATA

Leia mais

DIREITO COLETIVO DO TRABALHO - II

DIREITO COLETIVO DO TRABALHO - II DIREITO COLETIVO DO TRABALHO - II ocriação e Registro do Sindicato o Receitas dos sindicato (contribuição sindical, confederativa, assistencial e mensalidade associativa) ofunções do sindicato / Prerrogativas

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2016

PROJETO DE LEI Nº, DE 2016 PROJETO DE LEI Nº, DE 2016 (Da Comissão Especial destinada a estudar e apresentar propostas com relação ao financiamento da atividade sindical) Altera os artigos 529, 530, 548, 580 e 592 da Consolidação

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2011/2012 SINDICATO DOS PUBLICITÁRIOS E TRABALHADORES EM AGÊNCIAS DE PROPAGANDA DE BELO HORIZONTE, CNPJ n. 20.991.758/0001-46, neste ato representado(a) por seu Presidente,

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO REAJUSTES/CORREÇÕES SALARIAIS Página 1 de 5 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: GO000473/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR030859/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46208.007344/2015-17 DATA

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2013/2014 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP005372/2013 DATA DE REGISTRO NO MTE: 23/05/2013 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023931/2013 NÚMERO DO PROCESSO: 47998.003161/2013-66

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL LEI Nº 3.244, DE 6 DE JULHO DE 2006. Dispõe sobre a eleição de diretores, diretores-adjuntos e do colegiado escolar da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul e dá outras

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS TÍTULO I DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DO CENTRO CAPÍTULO I DO CENTRO E DE SEUS OBJETIVOS

REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS TÍTULO I DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DO CENTRO CAPÍTULO I DO CENTRO E DE SEUS OBJETIVOS REGIMENTO INTERNO DO CENTRO DE PROCESSAMENTO DE DADOS TÍTULO I DOS OBJETIVOS E ORGANIZAÇÃO DO CENTRO CAPÍTULO I DO CENTRO E DE SEUS OBJETIVOS Art. 1º O Centro de Processamento de Dados, Órgão Suplementar

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DA CONFERÊNCIA NACIONAL DE NORMATIVA Nº 10, DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC, DE - REGIMENTO INTERNO DA CONAE - CAPÍTULO I

REGIMENTO INTERNO DA CONFERÊNCIA NACIONAL DE NORMATIVA Nº 10, DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC, DE - REGIMENTO INTERNO DA CONAE - CAPÍTULO I REGIMENTO INTERNO DA CONFERÊNCIA NACIONAL DE EDUCAÇÃO - CONAE, DEFINIDO PELA COMISSÃO ORGANIZADORA, CONFORME O QUE DISPÕE A PORTARIA NORMATIVA Nº 10, DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO - MEC, DE 2008. - REGIMENTO

Leia mais

Acordo de Valores de Remuneração de Redes VU-T da NEXTEL VU-M da OPERADORA

Acordo de Valores de Remuneração de Redes VU-T da NEXTEL VU-M da OPERADORA Acordo de Valores de Remuneração de Redes VU-T da NEXTEL VU-M da OPERADORA da CO-ITX-0XX-2006 SME SMP Versão Data V 1.0-2006 19/05/2006 Índice: Acordo de Valores de Remuneração das Redes Móveis da Nextel

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 813/07.

LEI MUNICIPAL Nº 813/07. LEI MUNICIPAL Nº 813/07. Este ato esteve fixado no painel de publicação no período de 31/07/2007 a 31/08/2007. Responsável. Reestrutura o Conselho Municipal da Saúde, revoga a Lei Municipal nº 055/91,

Leia mais

Confira a autenticidade no endereço

Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2017/2018 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: CE000750/2017 DATA DE REGISTRO NO MTE: 29/05/2017 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR023620/2017 NÚMERO DO PROCESSO: 46205.004891/2017-24 DATA DO

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2010/2011 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SC002835/2010 DATA DE REGISTRO NO MTE: 01/12/2010 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR069100/2010 NÚMERO DO PROCESSO: 46301.002083/2010-68 DATA

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016. Confira a autenticidade no endereço ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: PR001404/2015 DATA DE REGISTRO NO MTE: 20/04/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR019141/2015 NÚMERO DO PROCESSO: 46212.005615/2015-22 DATA DO

Leia mais

CONSELHO CURADOR DO FUNDO DE GARANTIA DO TEMPO DE SERVIÇO RESOLUÇÃO Nº 836, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2017 Dá nova redação à Resolução nº 702, de 4 de

CONSELHO CURADOR DO FUNDO DE GARANTIA DO TEMPO DE SERVIÇO RESOLUÇÃO Nº 836, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2017 Dá nova redação à Resolução nº 702, de 4 de CONSELHO CURADOR DO FUNDO DE GARANTIA DO TEMPO DE SERVIÇO RESOLUÇÃO Nº 836, DE 6 DE FEVEREIRO DE 2017 Dá nova redação à Resolução nº 702, de 4 de outubro de 2012, que estabelece diretrizes para elaboração

Leia mais

TERMO DE ADESÃO PARA AS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR (IES)

TERMO DE ADESÃO PARA AS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR (IES) ANEXO I TERMO DE ADESÃO PARA AS INSTITUIÇÕES DE EDUCAÇÃO SUPERIOR (IES) Termo de Adesão da Instituição de Educação Superior [ nome da IES ] ao Acordo de Cooperação celebrado entre o Ministério da Justiça

Leia mais

DIÁRIO OFICIAL do Município de Nova Colinas - MA

DIÁRIO OFICIAL do Município de Nova Colinas - MA PREFEITURA MUNICIPAL DE NOVA COLINAS Rua São Francisco, s/n, Centro - Nova Colinas - MA CNPJ: 01.608.768/0001-05 Lei n 193/2017. EDITAL DE PUBLICAÇÃO DE SANÇÃO E PROMULGAÇÃO LEGAL Pelo presente EDITAL

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO ACORDO COLETIVO DE TRABALHO Companhia Acordante Petróleo Brasileiro S/A - PETROBRAS, sociedade de economia mista, com sede na Avenida República do Chile, 65, Rio de Janeiro - RJ. Sindicatos Acordantes

Leia mais

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016

TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2015/2016 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR028406/2015 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 21/05/2015 ÀS 11:39 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46473.003191/2014-18

Leia mais

Direito Constitucional. Professor Marcelo Miranda facebook.com/professormarcelomiranda

Direito Constitucional. Professor Marcelo Miranda facebook.com/professormarcelomiranda Direito Constitucional Professor Marcelo Miranda professormiranda@live.com facebook.com/professormarcelomiranda Direitos sociais coletivos dos trabalhadores Art. 8º É livre a associação profissional ou

Leia mais

Art. 2º O Conselho Estadual de Cultura tem por competências: II - acompanhar e fiscalizar a execução do Plano Estadual de Cultura;

Art. 2º O Conselho Estadual de Cultura tem por competências: II - acompanhar e fiscalizar a execução do Plano Estadual de Cultura; DECRETO Nº 24.720 DE 3 DE NOVEMBRO DE 2008 Dispõe sobre a composição e o funcionamento do Conselho Estadual de Cultura - CONSEC, de que trata a Lei nº 8.319, de 12 de dezembro de 2005, e dá outras providências.

Leia mais

Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências.

Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências. Altera o Ato das Disposições Constitucionais Transitórias, para instituir o Novo Regime Fiscal, e dá outras providências. AS MESAS DA CÂMARA DOS DEPUTADOS E DO SENADO FEDERAL, nos termos do 3º do art.

Leia mais

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE DESENVOLVIMENTO DE WEB SITE

CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE DESENVOLVIMENTO DE WEB SITE CONTRATO PRESTAÇÃO DE SERVIÇO DE DESENVOLVIMENTO DE WEB SITE CONTRATADA: Via X Criações e Produções Ltda - ME., estabelecida à Avenida Maria Quitéria, 2719 2º andar, São João, na cidade de Feira de Santana

Leia mais

CENTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA ELETRÔNICA AVANÇADA CEITEC S/A REGIMENTO INTERNO ÍNDICE

CENTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA ELETRÔNICA AVANÇADA CEITEC S/A REGIMENTO INTERNO ÍNDICE CENTRO NACIONAL DE TECNOLOGIA ELETRÔNICA AVANÇADA CEITEC S/A REGIMENTO INTERNO ÍNDICE TÍTULO I - DA NATUREZA JURÍDICA DA COMPANHIA TÍTULO II - DA FINALIDADE DO REGIMENTO INTERNO DA COMPANHIA TÍTULO III

Leia mais

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2009

ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2009 ACORDO COLETIVO DE TRABALHO 2007/2009 Que entre si fazem, de um lado: CIEN COMPANHIA DE INTERCONEXÃO ENERGÉTICA, empresa com sede nesta cidade do Rio de Janeiro na Praia do Flamengo 200 neste ato representada

Leia mais

Proposta de Regulamento nº 01/2015 do II CONSEJU De 25 de março de Capítulo I Da Realização

Proposta de Regulamento nº 01/2015 do II CONSEJU De 25 de março de Capítulo I Da Realização Proposta de Regulamento nº 01/2015 do II CONSEJU De 25 de março de 2015 Cria as regras para Eleição dos Delegados(as) e Observadores, e apresentação de teses ao II CONSEJU-SE. Capítulo I Da Realização

Leia mais

ACORDO DE PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS DA DATAMEC PARA O EXERCÍCIO DE 2009

ACORDO DE PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS DA DATAMEC PARA O EXERCÍCIO DE 2009 ACORDO DE PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS OU RESULTADOS DA DATAMEC PARA O EXERCÍCIO DE 2009 Por este instrumento e na melhor forma de direito, de um lado, como representantes da categoria profissional, a FENADADOS

Leia mais

As tabelas vigentes dos Planos de Cargos e Salários das Empresas serão reajustadas em 6,5% (seis e meio por cento), em 1º de setembro de 2009.

As tabelas vigentes dos Planos de Cargos e Salários das Empresas serão reajustadas em 6,5% (seis e meio por cento), em 1º de setembro de 2009. ACORDO COLETIVO DE TRABALHO, que entre si fazem, de um lado o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social - BNDES, CNPJ 33.657.248/0001-89 e suas subsidiárias, a BNDES Participações S/A - BNDESPAR,

Leia mais

Salários, Reajustes e Pagamento

Salários, Reajustes e Pagamento TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2014/2015 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR071972/2014 DATA E HORÁRIO DA TRANSMISSÃO: 02/12/2014 ÀS 14:30 NÚMERO DO PROCESSO DA CONVENÇÃO COLETIVA PRINCIPAL: 46254.001157/2014-85

Leia mais

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO

SALÁRIOS, REAJUSTES E PAGAMENTO Page 1 of 6 TERMO ADITIVO A CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO 2012/2013 NÚMERO DE REGISTRO NO MTE: SP003406/2012 DATA DE REGISTRO NO MTE: 11/04/2012 NÚMERO DA SOLICITAÇÃO: MR014980/2012 NÚMERO DO PROCESSO:

Leia mais

2. Transcreve-se a seguir as informações constantes no Despacho: Solicito parecer jurídico em relação ao assunto.

2. Transcreve-se a seguir as informações constantes no Despacho: Solicito parecer jurídico em relação ao assunto. Parecer Jurídico nº 14/2015 Interessado: CAU/DF. Assunto: Questionamento sobre a obrigatoriedade do pagamento da contribuição sindical Ementa: Direito Administrativo. Questionamento sobre a obrigatoriedade

Leia mais

REGIMENTO DOS ÓRGÃOS DE REPRESENTAÇÃO DO PSB CAPÍTULO I

REGIMENTO DOS ÓRGÃOS DE REPRESENTAÇÃO DO PSB CAPÍTULO I REGIMENTO DOS ÓRGÃOS DE REPRESENTAÇÃO DO PSB Art. 1º - São Órgãos de Representação do PSB: CAPÍTULO I a) a Juventude Socialista Brasileira; b) a Coordenação do Movimento Sindical; c) a Coordenação dos

Leia mais

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO

CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO CONVENÇÃO COLETIVA DE TRABALHO - 2000 Entre as partes, de um lado: SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS FABRICANTES DE PEÇAS E PRÉ-FABRICADOS EM CONCRETO DO ESTADO DE SÃO PAULO e de outro lado: SINDICATO

Leia mais

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL LEI Nº 3.669, DE 15 DE MAIO DE 2009. Aprova tabelas de vencimento e de subsídio dos servidores das categorias funcionais integrantes das carreiras do Plano de Cargos, Empregos

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 241-D, DE 2016

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 241-D, DE 2016 CÂMARA DOS DEPUTADOS PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 241-D, DE 2016 REDAÇÃO PARA O SEGUNDO TURNO DE DISCUSSÃO DA PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 241-C, DE 2016, que altera o Ato das Disposições

Leia mais

PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU )

PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU ) PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU 30.06.2010) Dispõe sobre o salário mínimo e o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores constantes

Leia mais