PROVA DISCURSIVA II PROVA DISCURSIVA II

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROVA DISCURSIVA II PROVA DISCURSIVA II"

Transcrição

1 Escola de Administração Fazendária Concurso Público PROCURADOR DA FAZENDA NACIONAL /2008 PROVA DISCURSIVA II Nota Identi que-se apenas nos campos próprios, abaixo da linha pontilhada. Escola de Administração Fazendária PROVA DISCURSIVA II Nome do Candidato: Número de Inscrição: Cidade de realização da prova: Data: Assinatura do Candidato:

2 CONCURSO PÚBLICO PARA PROCURADOR DA FAZENDA NACIONAL /2008 ORIENTAÇÕES 1 - Esta prova tem a duração de 5 horas e consiste na elaboração de uma peça judicial e de respostas a três questões discursivas. 2 - Identifi que-se apenas na capa da prova; seu parecer e suas respostas não poderão ser assinados ou rubricados nem conter marcas ou sinais identifi cadores. 3 - Use as folhas pautadas desta prova para desenvolver a peça judicial e para as respostas aos questionamentos. 4 - Não escreva nada no espaço à direita. 5 - As folhas em branco, no final deste caderno, poderão ser usadas para rascunho. 6 - Procure ser claro, conciso e preciso, de modo que seu trabalho possa ser concluído no tempo previsto. 7 - Ao fi nal de sua prova, devolva todo o material recebido ao Fiscal de Sala. Peça Judicial O Estado-Membro X propôs, em 10 de agosto de 2007, perante a respectiva Seção Judiciária da Justiça Federal, ação declaratória de inexistência de obrigação tributária cumulada com repetição de indébito em face da União. Fundamentando-se na imunidade tributária recíproca dos entes da Federação, pleiteou a não-incidência do imposto sobre operações de crédito, câmbio e seguro, ou relativas a títulos ou valores mobiliários IOF sobre suas aplicações financeiras. Segundo alegou, a União estaria cobrando, ao arrepio da Constituição da República, imposto sobre seu patrimônio e suas rendas. Ademais, objetivou a devolução dos valores pagos desde Ao final da petição inicial, o autor requereu: a) a concessão de tutela antecipada, para que se suspendesse, desde logo, a incidência do IOF sobre suas aplicações fi nanceiras, bem como fossem seqüestradas e bloqueadas verbas federais suficientes à satisfação de sua pretensão condenatória; b) a procedência do pedido, declarando-se, defi nitivamente, a não-incidência do IOF sobre suas aplicações fi nanceiras; e c) a condenação da União a restituir os valores cobrados e pagos desde 01 de janeiro de O processo foi distribuído ao juízo da 3 a Vara Federal da Capital do Estado-Membro X, onde o juiz federal substituto, no dia 15 de agosto de 2007, proferiu despacho determinando a citação da União, sem proceder ao exame da requerida medida de urgência. O mandado citatório foi devidamente cumprido no dia 20 de agosto de 2007, e juntado aos autos no dia 23 do mesmo mês. Diante desse caso, na condição de Procurador da Fazenda Nacional, elabore a peça processual adequada, alegando toda a matéria de defesa e fazendo referência, sempre que possível, às correspondentes normas legais e constitucionais. Ao fi nal, a título de assinatura, consigne apenas a inscrição Procurador da Fazenda Nacional e, valendo-se dos calendários abaixo, lance a data correspondente ao último dia de prazo para o protocolo tempestivo da peça. 08 / 2007 Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab / 2007 Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab / 2007 Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab / 2007 Dom Seg Ter Qua Qui Sex Sab Feriados Nacionais: 7 de setembro / 12 de outubro / 2 de novembro / 15 de novembro Procurador da Fazenda Nacional /2008 2

3 Peça Judicial Nota conteúdo Nota uso do Idioma Desenvolvimento (mínimo de 3 laudas) Procurador da Fazenda Nacional /2008 3

4 Peça Judicial Continuação Procurador da Fazenda Nacional /2008 4

5 Peça Judicial Continuação Procurador da Fazenda Nacional /2008 5

6 Peça Judicial Continuação Procurador da Fazenda Nacional /2008 6

7 Peça Judicial Continuação Procurador da Fazenda Nacional /2008 7

8 Peça Judicial Continuação Procurador da Fazenda Nacional /2008 8

9 Primeira questão Nota conteúdo Nota uso do Idioma Determinada pessoa física, que é sujeito passivo de crédito tributário da União (com regular inscrição na dívida ativa), realiza uma declaração na qual manifesta a intenção de doar à determinada instituição de caridade praticamente todo seu patrimônio móvel. A referida declaração é registrada em Cartório de Títulos e Documentos. Examine a situação, sob a ótica e interesses da Fazenda Nacional e considerando a disciplina do Direito Civil. Considere, ainda, que não foi proposta execução fi scal. Desenvolvimento (mínimo de 20 linhas) Procurador da Fazenda Nacional /2008 9

10 Primeira questão Continuação Procurador da Fazenda Nacional /

11 Segunda questão Nota conteúdo Nota uso do Idioma Discorra sobre a natureza jurídica da contribuição social e o prazo decadencial da contribuição previdenciária (5 anos ou 10 anos?), no âmbito da Constituição Federal, da Lei de Custeio Previdenciária (Lei 8.212/91), do Código Tributário Nacional (Lei 5.172/66), da jurisprudência e da doutrina, abordando, necessariamente: 1) a natureza jurídica da contribuição social (é um tributo ou não é um tributo?); 2) refl exos da sua natureza jurídica na contagem do prazo decadencial (deve prevalecer a Lei de Custeio Previdenciária (art. 45 da Lei 8.212/91, o prazo decadencial é de 10 anos) ou o Código Tributário Nacional (art. 173, incisos I e II do CTN, o prazo decadencial é de 5 anos)); 3) a posição do Supremo Tribunal Federal e do Superior Tribunal de Justiça sobre a matéria. Desenvolvimento (mínimo de 20 linhas) Procurador da Fazenda Nacional /

12 Segunda questão Continuação Procurador da Fazenda Nacional /

13 Terceira questão Nota conteúdo Nota uso do Idioma Raimundo da Silva juntamente com seu empregador, proprietário da Panifi cadora Lusitana Ltda., fi rmaram acordo extrajudicial buscando rescindir o contrato de trabalho mantido entre as partes. A aludida avença fora formalizada no escritório do advogado da empresa, Dr. Gonçalves Prado. Raimundo estava desacompanhado de advogado durante a assinatura do citado termo. No dia seguinte à formalização do acordo, as partes manejaram na justiça do trabalho, fi rme nos artigos 114, inciso IX da CF, 475-N, inciso V do CPC, 769 e 876 ambos da CLT e 840 do Código Civil, ação buscando homologação judicial da referida composição. Ao enfrentar a matéria, o juiz de primeiro grau julgou extinto o processo sem apreciação do mérito, com fulcro no artigo 267, inciso IV do CPC, por entender ausente pressuposto de desenvolvimento válido e regular do processo. A par dos elementos fáticos constantes do enunciado da pergunta, na sua opinião, a decisão prolatada pelo juiz de primeiro grau se evidencia acertada? Fundamente sua resposta à luz dos postulados inerentes tanto ao direito material quanto processual do trabalho. Desenvolvimento (mínimo de 20 linhas) Procurador da Fazenda Nacional /

14 Terceira questão Continuação Procurador da Fazenda Nacional /

15 Área para rascunho Procurador da Fazenda Nacional /

16 Área para rascunho Procurador da Fazenda Nacional /

17 Área para rascunho Procurador da Fazenda Nacional /

18 Área para rascunho Procurador da Fazenda Nacional /

19 Área para rascunho Procurador da Fazenda Nacional /

20 Área para rascunho Procurador da Fazenda Nacional /

21 Escola de Administração Fazendária

Nota PROVA DISCURSIVA PROVA DISCURSIVA

Nota PROVA DISCURSIVA PROVA DISCURSIVA ESAF Missão: Desenvolver pessoas para o aperfeiçoamento da gestão das finanças públicas e a promoção da cidadania. PROVA DISCURSIVA Concurso Público - (Edital ESAF n. 18, de 07/3/2014) Cargo: Auditor-Fiscal

Leia mais

PRÁTICA JURÍDICA TRIBUTÁRIA. Denis Domingues Hermida

PRÁTICA JURÍDICA TRIBUTÁRIA. Denis Domingues Hermida PRÁTICA JURÍDICA TRIBUTÁRIA Denis Domingues Hermida - Locadora Carro Bom Ltda. foi autuada pela Receita Federal por ter deixado de recolher a Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (COFINS)

Leia mais

www.tecconcursos.com.br Cargo: Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil Área: GERAL Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil

www.tecconcursos.com.br Cargo: Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil Área: GERAL Analista-Tributário da Receita Federal do Brasil ESAF Missão: Desenvolver pessoas para o aperfeiçoamento da gestão das finanças públicas e a promoção da cidadania. PROVA DISSERTATIVA Concurso Público - (Edital ESAF n. 23, de 6/7/12) Cargo: Analista-Tributário

Leia mais

Nota. Prova Discursiva I. Prova Discursiva I. Cargo: Procurador da Fazenda Nacional. Concurso Público - PFN/2012. Concurso Público - PFN/2012

Nota. Prova Discursiva I. Prova Discursiva I. Cargo: Procurador da Fazenda Nacional. Concurso Público - PFN/2012. Concurso Público - PFN/2012 Missão: Desenvolver pessoas para o aperfeiçoamento da gestão das finanças públicas e a promoção da cidadania. Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional Cargo: Procurador da Fazenda Nacional Concurso Público

Leia mais

Analista de Planejamento e Orçamento - APO CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES

Analista de Planejamento e Orçamento - APO CADERNO DE QUESTÕES INSTRUÇÕES Escola de Administração Fazendária Missão: Desenvolver pessoas para o aperfeiçoamento da gestão das fi nanças públicas e a promoção da cidadania. Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão CONCURSO

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DIREITO TRIBUTÁRIO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DIREITO TRIBUTÁRIO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DIREITO TRIBUTÁRIO Prof. Thiago Gomes 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS A ação declaratória visa a obtenção de certeza jurídica da existência ou inexistência de fato e das consequências

Leia mais

Nota. Prova Discursiva III. Prova Discursiva III. Procurador da Fazenda Nacional. Cargo: Procurador da Fazenda Nacional. Cargo:

Nota. Prova Discursiva III. Prova Discursiva III. Procurador da Fazenda Nacional. Cargo: Procurador da Fazenda Nacional. Cargo: Missão: Desenvolver pessoas para o aperfeiçoamento da gestão das finanças públicas e a promoção da cidadania. Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional Cargo: Procurador da Fazenda Nacional Concurso Público

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DIREITO TRIBUTÁRIO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DIREITO TRIBUTÁRIO ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM DIREITO TRIBUTÁRIO AÇÃO DE REPETIÇÃO DE INDÉBITO Prof. Thiago Gomes 1. CONSIDERAÇÕES INICIAIS A ação empregada para o contribuinte recuperar valor já pago indevidamente ou a maior.

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 13 CAPÍTULO I A PROCURADORIA-GERAL DA FAZENDA NACIONAL... 15 1. Breve reconstrução histórica... 15 1.1. Do Procurador dos Feitos da Coroa, da Fazenda e do Fisco ao Procurador

Leia mais

Nota. Prova Discursiva II. Prova Discursiva II. Cargo: Procurador da Fazenda Nacional. Concurso Público - PFN/2012. Concurso Público - PFN/2012

Nota. Prova Discursiva II. Prova Discursiva II. Cargo: Procurador da Fazenda Nacional. Concurso Público - PFN/2012. Concurso Público - PFN/2012 Missão: Desenvolver pessoas para o aperfeiçoamento da gestão das finanças públicas e a promoção da cidadania. Cargo: Procurador da Fazenda Nacional Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional Concurso Público

Leia mais

DIREITO TRIBUTÁRIO. Ponto 1. Ponto 2. Ponto 3

DIREITO TRIBUTÁRIO. Ponto 1. Ponto 2. Ponto 3 DIREITO TRIBUTÁRIO PEÇA PROFISSIONAL Ponto 1 A&D Consultoria Ltda. firmou contrato de prestação de serviços de consultoria com o Banco Claro S.A., para desenvolver e propor a implementação de estratégias

Leia mais

DIREITO EMPRESARIAL PROVA ESCRITA CADERNO 1

DIREITO EMPRESARIAL PROVA ESCRITA CADERNO 1 JUIZ DE DIREITO SUBSTITUTO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Edital n. 01/2009 DIREITO EMPRESARIAL PROVA ESCRITA CADERNO 1 ATENÇÃO Leia as instruções deste Caderno. Elas fazem parte da sua prova 1. Este caderno

Leia mais

003. Prova de conhecimentos específicos Ii

003. Prova de conhecimentos específicos Ii secretaria dos negócios jurídicos snj Procuradoria Geral do Município PGM 7.º concurso público 003. Prova de conhecimentos específicos Ii Peça Judicial Assinatura do Candidato Procurador do município I

Leia mais

PARTE I. Auto Viação Gaivota Ltda., concessionária de transporte urbano do município de Belo

PARTE I. Auto Viação Gaivota Ltda., concessionária de transporte urbano do município de Belo PROVA DISCURSIVA P 3 Nas partes I (peça judicial) e II (questões) desta prova que valem dez pontos cada uma, faça o que se pede, usando as páginas correspondentes do presente caderno para rascunho. Em

Leia mais

Capítulo 1. A Interdisciplinaridade do Direito Tributário... 3

Capítulo 1. A Interdisciplinaridade do Direito Tributário... 3 Sumário Parte I Introdução... 1 Capítulo 1. A Interdisciplinaridade do Direito Tributário... 3 Parte II Petição inicial e contestação... 7 Capítulo 1. Introdução... 9 Capítulo 2. Estrutura da petição inicial...

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIACICA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO

PREFEITURA MUNICIPAL DE CARIACICA ESTADO DO ESPÍRITO SANTO ESPELHO DE CORREÇÃO PROVA DISCURSIVA PROCURADOR MUNICIPAL DE CARIACICA 01) PEÇA JUDICIAL Nota 0,00 a 10,00 pontos. O enunciado exigia do candidato apresentação de uma contestação à ação proposta. O candidato

Leia mais

Direito Tributário. Direito Tributário

Direito Tributário. Direito Tributário DIREITO TRIBUTÁRIO PEÇA PROFISSIONAL A sociedade empresária Móveis Ltda., com um único estabelecimento comercial na cidade de Belo Horizonte MG, celebrou contrato comercial com sociedade de país estrangeiro,

Leia mais

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS

Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS Sumário PARTE I ASPECTOS PROCESSUAIS GERAIS 1 Jurisdição 1.1 Introdução 1.2 Conceito e características 1.3 Divisão da jurisdição 1.4 Organização judiciária 2 Direito Processual Civil 2.1 Conceito e delimitação

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S CONCURSO PÚBLICO 5 / NOVEMBRO / 01 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE MINAS GERAIS CONCURSO PÚBLICO PARA OUTORGA DE DELEGAÇÕES DE NOTAS E DE REGISTRO DO ESTADO DE MINAS GERAIS EDITAL 0/011 C A D E R N O

Leia mais

PartE I PrÁtICa ProCEssuaL

PartE I PrÁtICa ProCEssuaL sumário PartE I PrÁtICa ProCEssuaL capítulo 1 evolução Histórica... 3 capítulo 2 PrincíPios... 5 2.1. Celeridade... 5 2.2. Informalidade... 5 2.3. oralidade... 6 2.4. Concentração... 6 2.5. Jus Postulandi...

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PORTARIA Nº 1250-D.M

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PORTARIA Nº 1250-D.M TRIBUNAL DE JUSTIÇA PORTARIA Nº 1250-D.M O PRESIDENTE DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ, no uso das atribuições que lhe são conferidas por lei e tendo em vista o contido no protocolado sob nº

Leia mais

www.questoesdeconcursos.com.br www.questoesdeconcursos.com.br DIREITO ADMINISTRATIVO PEÇA PROFISSIONAL O Ministério Y publicou edital para provimento de vinte vagas para determinado cargo previsto em

Leia mais

MÉRITO DO CONTRATO DE TRABALHO

MÉRITO DO CONTRATO DE TRABALHO PEÇA TREINO JOÃO CIDADÃO distribuiu, em 07/03/2014, Reclamação Trabalhista em face de seu empregador EMPRESA VIGILÂNCIA TOTAL LTDA e do tomador de serviços, BANCO FATURANDO S/A. Alegou, em síntese, que

Leia mais

DIREITO PENAL PROVA ESCRITA CADERNO 1

DIREITO PENAL PROVA ESCRITA CADERNO 1 JUIZ DE DIREITO SUBSTITUTO DO ESTADO DE MINAS GERAIS Edital n. 01/2009 DIREITO PENAL PROVA ESCRITA CADERNO 1 ATENÇÃO Leia as instruções deste Caderno. Elas fazem parte da sua prova 1. Este caderno contém

Leia mais

DIREITO TRIBUTÁRIO. Exame de Ordem Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL

DIREITO TRIBUTÁRIO. Exame de Ordem Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL DIREITO TRIBUTÁRIO PEÇA PROFISSIONAL A igreja São Francisco, sediada no município de Natal RN, possui um extenso imóvel, dividido em vários prédios. Um desses prédios é destinado aos cultos e os demais

Leia mais

PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO DE MACEIÓ Estado de Alagoas Município de Maceió CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL 2012

PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO DE MACEIÓ Estado de Alagoas Município de Maceió CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL 2012 PROCURADORIA GERAL DO MUNICÍPIO DE MACEIÓ Estado de Alagoas Município de Maceió CONCURSO PÚBLICO MUNICIPAL 2012 PROVA DISCURSIVA Procurador Questão 1: 1 (uma) peça processual conforme programa de Direito

Leia mais

Estabelecer critérios e procedimentos para verificar e atualizar cálculos.

Estabelecer critérios e procedimentos para verificar e atualizar cálculos. Proposto por: Diretores de Secretaria de Vara do Trabalho Analisado por: Diretor Geral de Coordenação Judiciária Aprovado por: Presidente TRT/RJ ATENÇÃO: Cópias impressas não são controladas. 1 OBJETIVO

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS CURSO DE DIREITO CALENDÁRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1º SEMESTRE DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 3º.

FACULDADE DE EDUCAÇÃO SÃO LUÍS CURSO DE DIREITO CALENDÁRIO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 1º SEMESTRE DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 3º. 20-02-16 Sábado 08:30h 02-04-16 - Sábado 08:30h ESTÁGIO SUPERVISIONADO I 3º. Período * As aulas práticas têm início às 08:30h, impreterivelmente, não sendo tolerados atrasos. A aprovação. Em caso de reprovação

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 12ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 12ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 12ª REGIÃO PROCESSO nº 0000073-50.2016.5.12.0034 (ROPS) RECORRENTE: VES COMERCIO DE ALIMENTOS EIRELI - ME RECORRIDO: SIND DE HOTEIS

Leia mais

PROVA DISCURSIVA PARTE I

PROVA DISCURSIVA PARTE I PROVA DISCURSIVA PARTE I Nesta parte da prova que vale cinco pontos, sendo meio ponto para cada questão, faça o que se pede, usando os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA. Concurso Público Edital n 03/2015. Prova Dissertativa 2ª Etapa - Tarde 23/08/2015.

PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA. Concurso Público Edital n 03/2015. Prova Dissertativa 2ª Etapa - Tarde 23/08/2015. PREFEITURA MUNICIPAL DE CURITIBA Concurso Público Edital n 03/2015 Prova Dissertativa 2ª Etapa - Tarde 23/08/2015 301 Procurador INSTRUÇÕES 1. Confira, abaixo, o seu número de inscrição, turma e nome.

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL PEÇA PROFISSIONAL Um contingente de servidores públicos do município A, inconformado com a política salarial adotada pelo governo municipal, decidiu, após ter realizado paralisação

Leia mais

PROVA DISCURSIVA II PARTE I

PROVA DISCURSIVA II PARTE I PROVA DISCURSIVA II Nesta prova, faça o que se pede, usando os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO DE TEXTOS DEFINITIVOS DA PROVA DISCURSIVA

Leia mais

Nota Técnica: Autos nº da 20ª VARA FEDERAL DO DISTRITO FEDERAL

Nota Técnica: Autos nº da 20ª VARA FEDERAL DO DISTRITO FEDERAL Brasília, 14 de junho de 2013. Nota Técnica: Autos nº 1999.34.00.014681-2 da 20ª VARA FEDERAL DO DISTRITO FEDERAL Interessado: SINDICATO NACIONAL DOS FUNCIONÁRIOS FEDERAIS AUTÁRQUICOS NOS ENTES DE FORMULAÇÃO,

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ERBETTA FILHO (Presidente) e RAUL DE FELICE. São Paulo, 4 de maio de 2017.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores ERBETTA FILHO (Presidente) e RAUL DE FELICE. São Paulo, 4 de maio de 2017. Registro: 2017.0000327714 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 1023287-36.2014.8.26.0114, da Comarca de Campinas, em que é apelante ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA IGREJA DE JESUS CRISTO

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores LUIS CARLOS DE BARROS (Presidente sem voto), ÁLVARO TORRES JÚNIOR E CORREIA LIMA.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores LUIS CARLOS DE BARROS (Presidente sem voto), ÁLVARO TORRES JÚNIOR E CORREIA LIMA. ACÓRDÃO Registro: 2012.0000626196 Vistos, relatados e discutidos estes autos de Apelação nº 0001752-55.2011.8.26.0411, da Comarca de Pacaembu, em que é apelante M. G. CALÇADOS DE PACAEMBU INDUSTRIA E COMERCIO

Leia mais

BRANDÃO FILHO & ADVOGADOS Othórgenes Brandão André Sturaro André Dantas Virna Bentes Tarcila Neri RELATÓRIO ANDAMENTO PROCESSUAL AÇÕES COLETIVAS

BRANDÃO FILHO & ADVOGADOS Othórgenes Brandão André Sturaro André Dantas Virna Bentes Tarcila Neri RELATÓRIO ANDAMENTO PROCESSUAL AÇÕES COLETIVAS BRANDÃO FILHO & ADVOGADOS Othórgenes Brandão André Sturaro André Dantas Virna Bentes Tarcila Neri RELATÓRIO ANDAMENTO PROCESSUAL AÇÕES COLETIVAS SINASEFE DEZEMBRO / 2014 Rua Bahia, nº 206 Sala 101 Edf.

Leia mais

Número: Data Autuação: 17/02/2016

Número: Data Autuação: 17/02/2016 Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região - 1º Grau PJe - Processo Judicial Eletrônico Consulta Processual Número: 0000184-77.2016.5.06.0009 Data Autuação: 17/02/2016 Classe: AÇÃO TRABALHISTA - RITO SUMÁRIO

Leia mais

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA

SEGUNDA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA SEGUNDA CÂMARA CÍVEL DO TRIBUNAL DE JUSTIÇA APELAÇÃO CÍVEL Nº 0014628-88.2009.8.19.0061 Ação Declaratória 2.ª Vara Cível da Comarca de Teresópolis APELANTE: VANIA DOS SANTOS APELADO: DETRAN- DEPARTAMENTO

Leia mais

APELAÇÃO CÍVEL nº , DA COMARCA DE CASCAVEL 2ª VARA CÍVEL. ANDERSON JEFFERSON PEREIRA DE QUADROS

APELAÇÃO CÍVEL nº , DA COMARCA DE CASCAVEL 2ª VARA CÍVEL. ANDERSON JEFFERSON PEREIRA DE QUADROS APELAÇÃO CÍVEL nº. 745.424-6, DA COMARCA DE CASCAVEL 2ª VARA CÍVEL. APELANTE: ANDERSON JEFFERSON PEREIRA DE QUADROS APELADA: OMNI S/A CRÉDITO, FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO REL. DESIGNADO: DES. STEWALT

Leia mais

Direito Civil Direito Civil

Direito Civil Direito Civil DIREITO CIVIL PEÇA PROFISSIONAL Ercília, ao parar diante de faixa de pedestre, na cidade de Patos de Minas MG, teve seu veículo abalroado pelo automóvel conduzido por Otávio e, em razão do acidente, teve

Leia mais

SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 21

SUMÁRIO INTRODUÇÃO... 21 LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS... 17 INTRODUÇÃO... 21 CAPÍTULO 1 DA SEGURIDADE SOCIAL... 25 1. Evolução da seguridade social... 26 1.1. No direito estrangeiro... 26 1.2. No Brasil... 28 2. A seguridade

Leia mais

SUMÁRIO PARTE I PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS INTRODUÇÃO GERAL... 21

SUMÁRIO PARTE I PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS INTRODUÇÃO GERAL... 21 SUMÁRIO PARTE I PEÇAS PRÁTICO-PROFISSIONAIS... 19 INTRODUÇÃO GERAL... 21 CAPÍTULO I PETIÇÃO INICIAL DE AÇÃO PELO RITO ORDINÁRIO... 23 1. Considerações gerais... 23 2. Elementos da ação... 24 2.1. Partes...

Leia mais

SEGUNDA PROVA DISCURSIVA NOTA TOTAL. Identifique-se apenas nos campos próprios, abaixo da linha pontilhada. SEGUNDA PROVA DISCURSIVA

SEGUNDA PROVA DISCURSIVA NOTA TOTAL. Identifique-se apenas nos campos próprios, abaixo da linha pontilhada. SEGUNDA PROVA DISCURSIVA Escola de Administração Fazendária CONCURSO PÚBLICO PARA PROCURADOR DA FAZENDA NACIONAL DE 2ª CATEGORIA 2002/2003 SEGUNDA PROVA DISCURSIVA Peça Judicial Questão 1 Questão 2 Questão 3 Uso do Idioma Uso

Leia mais

PROVA DISCURSIVA P 3

PROVA DISCURSIVA P 3 PROVA DISCURSIVA P 3 Nesta prova, faça o que se pede, usando os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO DE TEXTOS DEFINITIVOS DA PROVA DISCURSIVA

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE PARANAGUÁ PR

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE PARANAGUÁ PR EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE PARANAGUÁ PR JOÃO DA SILVA, brasileiro, casado, auxiliar de produção, portador da Cédula de Identidade RG nº, inscrito no CPF sob nº, portador da

Leia mais

OAB 2ª Fase Direito Tributário Técnicas Para Prova Rafael Saldanha

OAB 2ª Fase Direito Tributário Técnicas Para Prova Rafael Saldanha OAB 2ª Fase Direito Tributário Técnicas Para Prova Rafael Saldanha 2014 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. TÉCNICAS PARA PROVA FORMATO DA PROVA 1ª Parte Peça => pontuação

Leia mais

AGRAVO DE PETIÇÃO TRT/AP ExFis A C Ó R D Ã O 4ª Turma

AGRAVO DE PETIÇÃO TRT/AP ExFis A C Ó R D Ã O 4ª Turma Prescrição. Multa administrativa - A multa administrativa, desde sua imposição até a sua cobrança submetese aos princípios do direito público, e assim está sujeita à prescrição quinquenal prevista no art.

Leia mais

002. Prova Prático-Profissional

002. Prova Prático-Profissional 03002001 PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES ESTADO DE SÃO PAULO Concurso Público 002. Prova Prático-Profissional Procurador Jurídico Você recebeu este caderno contendo um tema de a ser desenvolvido.

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL www.questoesdeconcursos.com.br PEÇA PROFISSIONAL O Conselho de Magistratura do Tribunal de Justiça do Estado X, órgão judicial com atribuições disciplinares, emitiu o provimento

Leia mais

TERCEIRA FASE 3. PROVA ESCRITA E DISCURSIVA

TERCEIRA FASE 3. PROVA ESCRITA E DISCURSIVA Concurso Público TERCEIRA FASE 3. PROVA ESCRITA E DISCURSIVA Assinatura do Candidato Caderno de questões INSTRUÇÕES Verifique se estão corretos seu nome e número de inscrição impressos na capa dos cadernos.

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo fls. 238 Registro: 2014.0000492060 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Apelação nº 1005329-60.2013.8.26.0053, da Comarca de, em que é apelante PREFEITURA MUNICIPAL DE SÃO PAULO, é apelado.

Leia mais

Bom dia, hoje trago um modelo de petição de auxílio reclusão previdenciário com pedido de tutela antecipada em face do INSS perante a Justiça Federal.

Bom dia, hoje trago um modelo de petição de auxílio reclusão previdenciário com pedido de tutela antecipada em face do INSS perante a Justiça Federal. Bom dia, hoje trago um modelo de petição de auxílio reclusão previdenciário com pedido de tutela antecipada em face do INSS perante a Justiça Federal. Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz de Direito da Vara

Leia mais

JF CONVOCADO ANTONIO HENRIQUE CORREA DA SILVA em substituição ao Desembargador Federal PAULO ESPIRITO SANTO

JF CONVOCADO ANTONIO HENRIQUE CORREA DA SILVA em substituição ao Desembargador Federal PAULO ESPIRITO SANTO Apelação Cível - Turma Especialidade I - Penal, Previdenciário e Propriedade Industrial Nº CNJ : 0101807-06.2014.4.02.5101 (2014.51.01.101807-8) RELATOR JF CONVOCADO ANTONIO HENRIQUE CORREA DA SILVA em

Leia mais

NÃO ESCREVA NESTE ESPAÇO

NÃO ESCREVA NESTE ESPAÇO Concurso Público de Provas e Títulos 002. Prova escrita subjetiva teórica Assinatura do Candidato Defensor Público Você recebeu este caderno contendo 5 questões dissertativas. Confira seu nome e número

Leia mais

PROVA DISCURSIVA P 3

PROVA DISCURSIVA P 3 PROVA DISCURSIVA P 3 Nesta prova, faça o que se pede, usando, caso deseje, os espaços para rascunho indicados no presente caderno. Em seguida, transcreva os textos para o CADERNO DE TEXTOS DEFINITIVOS

Leia mais

Estágio Supervisionado I

Estágio Supervisionado I Estágio Supervisionado I 5ª etapa TRABALHO Nº 01 Ativ. Acomp. e Obs. em Órgãos Públicos Ministério Público Estadual ou Federal TRABALHO Nº 02 Ativ. Acomp. e Obs. em Órgãos Públicos Advocacia Geral da União

Leia mais

Renovação de Reconhecimento CEE/GP 266/06 de 13 de julho de D.O.E. 14/07/2006 Autarquia Municipal

Renovação de Reconhecimento CEE/GP 266/06 de 13 de julho de D.O.E. 14/07/2006 Autarquia Municipal DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL 2013 EMENTA DIREITO CIVIL: Noções gerais. Capacidade Civil e disponibilidade e indisponibilidade de direitos. Atos e negócios jurídicos. Vícios de consentimento. Prescrição

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE EMBU GUAÇU ESTADO DE SÃO PAULO

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA... VARA CÍVEL DO FORO DA COMARCA DE EMBU GUAÇU ESTADO DE SÃO PAULO QUESTÃO Na data de 11 de agosto de 2013, Ana Isabel Figueira, residente e domiciliada na Rua Solavanco, 111, Vila Esmeralda, Embu Guaçu, recebeu uma correspondência de cobrança da Loja Borboleta Azul LTDA,

Leia mais

ENERGIA E SERVICOS S A MUNICIPIO DE PETROPOLIS

ENERGIA E SERVICOS S A MUNICIPIO DE PETROPOLIS Tribunal de Justiça 12ª Câmara Cível Apelação Cível nº 0045893-97.2011.8.19.0042 Apelantes: AMPLA ENERGIA E SERVICOS S A MUNICIPIO DE PETROPOLIS Apelado: IZABEL DE AZEVEDO SILVA Relator: Desembargador

Leia mais

COMARCA DE PORTO ALEGRE 6ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA 2º JUIZADO Processo nº: 001/ Natureza: Autora:

COMARCA DE PORTO ALEGRE 6ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA 2º JUIZADO Processo nº: 001/ Natureza: Autora: COMARCA DE PORTO ALEGRE 6ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA 2º JUIZADO Processo nº: 001/1.07.0150175-1 Natureza: Autora: Réu: Juíza Prolatora: AÇÃO CAUTELAR DE CAUÇÃO STEM PHARMACEUTICAL SUPLEMENTOS ALIMENTARES

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVI EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVI EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL A pessoa jurídica A, fabricante de refrigerantes, recolheu em montante superior ao devido o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) incidente nas operações

Leia mais

PORTARIA Nº 152, DE 3 DE MAIO DE Art. 1º O Anexo II da Portaria MF nº 343, de 9 de junho de 2015, passa a vigorar com a seguinte redação:

PORTARIA Nº 152, DE 3 DE MAIO DE Art. 1º O Anexo II da Portaria MF nº 343, de 9 de junho de 2015, passa a vigorar com a seguinte redação: PORTARIA Nº 152, DE 3 DE MAIO DE 2016 Altera a Portaria MF nº 343, de 9 de junho do 2015, que aprovou o Regimento Interno do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (CARF). O MINISTRO DE ESTADO DA

Leia mais

DIREITO CIVIL. Exame de Ordem Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL

DIREITO CIVIL. Exame de Ordem Prova Prático-Profissional 1 PEÇA PROFISSIONAL DIREITO CIVIL PEÇA PROFISSIONAL Marta, aos seis anos de idade, sofreu sérios danos estéticos ao receber a terceira dose da vacina antirrábica fornecida pelo Estado. Quando Marta estava com treze anos de

Leia mais

OAB 2ª Fase Direito Constitucional Meta 8 Cristiano Lopes

OAB 2ª Fase Direito Constitucional Meta 8 Cristiano Lopes OAB 2ª Fase Direito Constitucional Meta 8 Cristiano Lopes 2012 Copyright. Curso Agora eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. META 8 LEITURA OBRIGATÓRIA Legislação: CF, art. 5 o, LXIX e LXX;

Leia mais

DIREITO CONSTITUCIONAL

DIREITO CONSTITUCIONAL DIREITO CONSTITUCIONAL PEÇA PRÁTICO-PROFISSIONAL O tema envolve, de início, o exame da competência para julgamento da causa que envolve a União Federal e Universidade particular havendo fatos encadeados

Leia mais

APELANTE: FAZENDA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE CASCAVEL APELADO: FARMÁCIA VIDAS VIVE LTDA RELATOR: DES. DIMAS ORTÊNCIO DE MELO

APELANTE: FAZENDA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE CASCAVEL APELADO: FARMÁCIA VIDAS VIVE LTDA RELATOR: DES. DIMAS ORTÊNCIO DE MELO APELAÇÃO CÍVEL Nº 1.010.190-3, DA 1ª VARA CÍVEL DA COMARCA DE CASCAVEL APELANTE: FAZENDA PÚBLICA DO MUNICÍPIO DE CASCAVEL APELADO: FARMÁCIA VIDAS VIVE LTDA RELATOR: DES. DIMAS ORTÊNCIO DE MELO APELAÇÃO

Leia mais

AULA ) Competência de 1 Grau para exame da Tutela Provisória. 12.8) Natureza Jurídica da Decisão da Tutela Provisória

AULA ) Competência de 1 Grau para exame da Tutela Provisória. 12.8) Natureza Jurídica da Decisão da Tutela Provisória Turma e Ano: Master A (2015) 06/07/2015 Matéria / Aula: Direito Processual Civil / Aula 23 Professor: Edward Carlyle Silva Monitor: Alexandre Paiol CONTEÚDO DA AULA: Tutela provisória : AULA 23 12.7) Competência

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA Processo 2011/ (137/2011-E]

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA Processo 2011/ (137/2011-E] CGJ (137/2011-E] 00003460* TABELIÃO DE PROTESTO DE LETRAS E TÍTULOS - Protesto de contrato de locação - Recusa fundada na falta de assinatura de duas testemunhas instrumentarias - Título executivo extrajudicial

Leia mais

DIREITO PROCESSUAL CIVIL

DIREITO PROCESSUAL CIVIL DIREITO PROCESSUAL CIVIL FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS (FCC) TÉCNICO TRT s 07 PROVAS 34 QUESTÕES (2012 2010) A apostila contém provas de Direito Processual Civil de concursos da Fundação Carlos Chagas (FCC),

Leia mais

SIMULADO 2ª FASE XVII EXAME DE ORDEM DIREITO TRIBUTÁRIO GABARITO

SIMULADO 2ª FASE XVII EXAME DE ORDEM DIREITO TRIBUTÁRIO GABARITO SIMULADO 2ª FASE XVII EXAME DE ORDEM DIREITO TRIBUTÁRIO GABARITO CANAL EXAME DE ORDEM - SIMULADO XVII EXAME DE ORDEM - DIREITO TRIBUTÁRIO Página 1 ENUNCIADO A sociedade empresária XYZ Ltda., citada em

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO

DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO DIREITO DO TRABALHO E DIREITO PROCESSUAL DO TRABALHO PEÇA PROFISSIONAL Antônio pactuou um contrato de empreitada com Armando, engenheiro civil, com o objetivo de promover uma reforma em sua casa residencial.

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 237 - Data 16 de maio de 2017 Processo Interessado CNPJ/CPF Assunto: Normas Gerais de Direito Tributário INCLUSÃO DO ICMS E DAS PRÓPRIAS

Leia mais

José, já qualificado vem, respeitosamente, por meio de seu advogado interpor com fundamento nos arts. 893, II e art. 895, I da CLT Recurso Ordinário

José, já qualificado vem, respeitosamente, por meio de seu advogado interpor com fundamento nos arts. 893, II e art. 895, I da CLT Recurso Ordinário EXCELENTÍSSIMO DR. JUIZ DO TRABALHO DA VARA DO TRABALHO DE Processo número José, já qualificado, vem, respeitosamente, por meio de seu advogado, interpor, com fundamento nos arts. 893, II e art. 895, I

Leia mais

CÂMARA MUNICIPAL DE CAIEIRAS Prova prático-profissional. procurador geral

CÂMARA MUNICIPAL DE CAIEIRAS Prova prático-profissional. procurador geral CÂMARA MUNICIPAL DE CAIEIRAS Concurso Público 014. Prova prático-profissional procurador geral Assinatura do Candidato Você recebeu este caderno contendo um tema de Peça Processual a ser desenvolvido.

Leia mais

A Execução Fiscal e o novo CPC. < competência > Prof. Mauro Luís Rocha Lopes

A Execução Fiscal e o novo CPC. < competência > Prof. Mauro Luís Rocha Lopes A Execução Fiscal e o novo CPC < competência > Prof. Mauro Luís Rocha Lopes LEF, art. 5º A competência para processar e julgar a execução da Dívida Ativa da Fazenda Pública exclui a de qualquer outro juízo,

Leia mais

PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL

PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL Ordem dos Advogados do Brasil IV EXAME DE ORDEM UNIFICADO DIREITO CONSTITUCIONAL PROVA PRÁTICO-PROFISSIONAL Leia com atenção as instruções a seguir: Você está recebendo do fiscal de sala, além deste caderno

Leia mais

DA ADVOCACIA 1ª Parte

DA ADVOCACIA 1ª Parte Página1 1. O ADVOGADO Não é tarefa simples dissertar sobre o advogado. A profissão desperta paixões e ódios. Ao mesmo. Ao mesmo tempo em que se enaltece, de forma romântica e poética, aquele que tem por

Leia mais

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores CARVALHO VIANA (Presidente sem voto), RUBENS RIHL E CRISTINA COTROFE.

ACÓRDÃO. O julgamento teve a participação dos Exmos. Desembargadores CARVALHO VIANA (Presidente sem voto), RUBENS RIHL E CRISTINA COTROFE. fls. 1 ACÓRDÃO Registro: 2012.0000481493 Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 0091145-26.2012.8.26.0000, da Comarca de Campinas, em que é agravante FAZENDA DO ESTADO DE

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVI EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVI EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL ENUNCIADO Edir, pessoa idosa que vive com a ajuda de parentes e amigos, é portadora de grave doença degenerativa, cujo tratamento consta de protocolo clínico e da

Leia mais

CRÍTICAS À ALTERAÇÃO NO REGIMENTO INTERNO DO TST cancelamento de sustentações orais. Da Academia Nacional de Direito do Trabalho.

CRÍTICAS À ALTERAÇÃO NO REGIMENTO INTERNO DO TST cancelamento de sustentações orais. Da Academia Nacional de Direito do Trabalho. CRÍTICAS À ALTERAÇÃO NO REGIMENTO INTERNO DO TST cancelamento de sustentações orais. José Alberto Couto Maciel. Da Academia Nacional de Direito do Trabalho. O Tribunal Superior do Trabalho, em decisão

Leia mais

Da Solicitação. Do Prazo

Da Solicitação. Do Prazo ORIENTAÇÕES CONJUNTAS DO COLÉGIO NOTARIAL DO BRASIL SEÇÃO SÃO PAULO E DA ASSOCIAÇÃO DOS REGISTRADORES DE PESSOAS NATURAIS SOBRE O PROVIMENTO DA EGRÉGIA CORREGEDORIA GERAL DA JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

Leia mais

Petição Inicial - Conceito

Petição Inicial - Conceito Petição Inicial - Conceito A Petição Inicial é um documento escrito (ou digital) elaborado pelo advogado para defender e reivindicar os direitos de um cidadão ou instituição perante o Poder Judiciário,

Leia mais

DIREITO TRIBUTÁRIO XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRÁTICO - PROFISSIONAL

DIREITO TRIBUTÁRIO XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PROVA PRÁTICO - PROFISSIONAL XX EXAME DE ORDEM UNIFICADO DIREITO TRIBUTÁRIO PROVA PRÁTICO - PROFISSIONAL SEU CADERNO Além deste caderno de rascunho contendo o enunciado da peça prático-profissional e das quatro questões discursivas,

Leia mais

NÃO ESCREVA NESTA PÁGINA

NÃO ESCREVA NESTA PÁGINA PREFEITURA MUNICIPAL DE SERTÃOZINHO ESTADO DE SÃO PAULO Concurso Público 033. Prova Prático-Profissional Procurador Municipal Você recebeu este caderno contendo um tema de peça processual a ser desenvolvido.

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XIX EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL Zeta é uma sociedade empresária cujo objeto social é a compra, venda e montagem de peças metálicas utilizadas em estruturas de shows e demais eventos. Para o regular

Leia mais

DECISÃO. Processo Digital nº: Classe - Assunto Ação Civil Pública - Improbidade Administrativa

DECISÃO. Processo Digital nº: Classe - Assunto Ação Civil Pública - Improbidade Administrativa fls. 201 TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO COMARCA DE SÃO MANUEL FORO DE SÃO MANUEL 2ª VARA Rua Ettore Targa, s/n,., V. Consolata - CEP 18650-000, Fone: (14) 3841-2422, Sao Manuel-SP - E-mail:

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 22^ REGIÃO IV CONCURSO PÚBLICO DE JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 22^ REGIÃO IV CONCURSO PÚBLICO DE JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 22^ REGIÃO IV CONCURSO PÚBLICO DE JUIZ DO TRABALHO SUBSTITUTO PROVA ESCRITA DISCURSIVA - CADERNO DE PROVA CONTENDO 08 QUESTÕES NOME

Leia mais

A União Federal em Juízo. Editora Lumen Juris. 354:347.9(81) S728u 3.ed.

A União Federal em Juízo. Editora Lumen Juris. 354:347.9(81) S728u 3.ed. JOÃO CARLOS SOUTO Procurador da Fazenda Nacional. Mestre em Direito Público. Membro do Instituto dos Advogados da Bahia. Professor de Direito Constitucional. Diretor de Publicações e Relações Internacionais

Leia mais

COMARCA DE PORTO ALEGRE 6ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA 1º JUIZADO PROCESSO Nº 001/ NATUREZA: IMPETRANTE: IMPETRADO:

COMARCA DE PORTO ALEGRE 6ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA 1º JUIZADO PROCESSO Nº 001/ NATUREZA: IMPETRANTE: IMPETRADO: COMARCA DE PORTO ALEGRE 6ª VARA DA FAZENDA PÚBLICA 1º JUIZADO PROCESSO Nº 001/1.10.0126539-5 NATUREZA: IMPETRANTE: IMPETRADO: MANDADO DE SEGURANÇA NOVA PACK EMBALAGENS LTDA. DIRETOR DO DEPARTAMENTO DA

Leia mais

Ato TRT GP nº 120/2012 Seg, 04 de junho de :51 -

Ato TRT GP nº 120/2012 Seg, 04 de junho de :51 - TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO - 13ª REGIÃO PARAÍBA DOC: ATO NUM: 120 ANO: 2012 DATA: 07-05-2012 DEJT DATA: 08-05-2012 ATO TRT GP Nº 120/2012 João Pessoa, 07 de maio de 2012 Modifica o Projeto Negócio Legal,

Leia mais

SENTENÇA. A petição inicial foi instruída com os documentos de fls. 15/81.

SENTENÇA. A petição inicial foi instruída com os documentos de fls. 15/81. fls. 184 C O N C L U S Ã O Aos 27 de janeiro de 2017, faço estes autos conclusos à MM. Juíza de Direito da 37ª Vara Cível Central da Comarca de São Paulo, Dra. Adriana Cardoso dos Reis. Eu, Juliana Araki

Leia mais

PROVA DISCURSIVA P 2 PARTE I

PROVA DISCURSIVA P 2 PARTE I PROVA DISCURSIVA P 2 No parecer que vale sete pontos e nas três questões a seguir que valem um ponto cada uma, faça o que se pede, usando os espaços indicados no presente caderno para rascunho. Em seguida,

Leia mais

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVII EXAME DE ORDEM UNIFICADO

ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL XVII EXAME DE ORDEM UNIFICADO PADRÃO DE RESPOSTA - PEÇA PROFISSIONAL - C006034 A sociedade empresária XYZ Ltda., citada em execução fiscal promovida pelo município para a cobrança de crédito tributário de ISSQN, realizou depósito integral

Leia mais

Cassel & Ruzzarin Advogados

Cassel & Ruzzarin Advogados * PROCESSO: 1312 - STF - Supremo Tribunal Federal, Brasília - DF. POS. CLIENTE: Impetrante. 15/10/2012 Conclusos ao(à) Relator(a) Proc-000491 Aposentadoria Especial dos Agentes de Segurança Mandado de

Leia mais

DIREITO TRIBUTÁRIO E DIREITO PROCESSUAL TRIBUTÁRIO

DIREITO TRIBUTÁRIO E DIREITO PROCESSUAL TRIBUTÁRIO DIREITO TRIBUTÁRIO E DIREITO PROCESSUAL TRIBUTÁRIO PEÇA PROFISSIONAL BGM INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE CAFÉ LTDA. é uma sociedade com sede em São Paulo que possui filiais na capital do estado do Rio de Janeiro,

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: ACÓRDÃO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO. Registro: ACÓRDÃO ACÓRDÃO Registro: 2014.0000475816 Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 2077354-82.2014.8.26.0000, da Comarca de Registro, em que é agravante MUNICIPIO DE SETE BARRAS,

Leia mais

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ

CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ CENTRO DE ENSINO SUPERIOR DO AMAPÁ TRADIÇÃO, EXPERIÊNCIA E OUSADIA DE QUEM É PIONEIRO Curso: DIREITO Disciplina: DIREITO FINANCEIRO E TRIBUTÁRIO II Professora: ILZA MARIA DA SILVA FACUNDES Turma: 8ºDIV

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Acórdão 1a Turma PRINCÍPIO DA UNIRRECORRIBILIDADE PRECLUSÃO CONSUMATIVA. O princípio da unirrecorribilidade, preconiza que o direito da parte de se insurgir contra o julgado que lhe foi desfavorável, se

Leia mais

Sumário Capítulo 1 Direito tributário Capítulo 2 Espécies de tributo Capítulo 3 Empréstimos compulsórios e contribuições especiais

Sumário Capítulo 1 Direito tributário Capítulo 2 Espécies de tributo Capítulo 3 Empréstimos compulsórios e contribuições especiais Sumário Capítulo 1 Direito tributário... 1 1.1. Direito... 1 1.2. Direito público e direito privado... 1 1.3. Direito tributário... 2 1.4. Direito tributário e os demais ramos do Direito... 4 1.5. Estado...

Leia mais