ARQUITETURA E URBANISMO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ARQUITETURA E URBANISMO"

Transcrição

1 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos CERTIFICAÇÃO EM HABILIDADES ESPECÍFICAS/ Edital Nº 02/ de maio de 2013 ARQUITETURA E URBANISMO

2 QUESTÃO 01 DESENHO DE MEMÓRIA Utilizando-se apenas da imaginação, desenhe um aparelho de celular. (i) (ii) qualidade do traço. perspectiva e proporções. QUESTÃO 02 DESENHO DE IMAGINAÇÃO E CRIATIVIDADE Em seu livro As cidades Invisíveis, Ítalo Calvino recria um diálogo imaginário entre o mercador veneziano Marco Polo, experimentado viajante e o Imperador dos tártaros, Kublai Khan. No diálogo, Polo narra as belezas do vasto império de Khan que passa a construir mentalmente as cidades que não pode ver com os próprios olhos. A partir do trecho abaixo, crie um desenho da cidade de Diomira de maneira a dar vida à imaginação de Khan. Partindo dali e caminhando por três dias em direção ao levante, encontrase Diomira, cidade com sessenta cúpulas de prata, estátuas de bronze de todos os deuses, ruas lajeadas de estanho, um teatro de cristal, um galo de ouro que canta todas as manhãs no alto de uma torre. Todas essas belezas o viajante já conhece por tê-las visto em outras cidades. Mas a peculiaridade desta é que quem chega numa noite de setembro, quando os dias se tornam mais curtos e as lâmpadas multicoloridas se acendem juntas nas portas das tabernas, e de um terraço ouve-se a voz de uma mulher que grita: uh!, é levado a invejar aqueles que imaginam ter vivido uma noite igual a esta e que na ocasião se sentiram felizes. Trecho do livro de: Calvino, Ítalo. As cidades Invisíveis. São Paulo: Companhia das Letras, (i) (ii) imaginação e criatividade expressividade e equilíbrio da composição.

3 QUESTÃO 03 RACIOCÍNIO ESPACIAL Ao final do ano de 2012, faleceu o arquiteto brasileiro Oscar Niemeyer, uma das figuras centrais na produção da arquitetura do século XX. Sua obra, com reconhecida importância em todo o mundo, foi constantemente visitada e estudada. Um de seus importantes edifícios é uma pequena casa, construída para ele e sua família, no Rio de Janeiro, na década de Abaixo, tem-se a descrição de um momento da visita do arquiteto italiano Ernesto Rogers a esta obra: Duvido que alguma vez possa esquecer aquela cena: o Sol tinha apenas mergulhado por trás do horizonte, deixando-nos num escuro mar de laranja, violeta, verde e anil. A casa repetia os temas da orgiástica paisagem (fragrância, zumbido de insetos); uma vasta rapsódia, começando no telhado, descia vibrando as paredes e seus nichos para acabar na piscina, onde a água, em vez de ser ordenadamente murada, espalhava-se com liberdade ao longo das rochas de um tipo de piscina floresta. Rogers, E. Architectural Review, n. 116, out. 1954, p. 240 apud Underwood, D. K. Oscar Niemeyer e o modernismo de formas livres no Brasil. São Paulo: Cosac & Naify, p. 77. A partir desta descrição e da planta da casa, fornecida abaixo, desenhe uma perspectiva se imaginando na posição do observador [ ], marcado na planta, atentando para a indicação da posição do seu campo visual.

4 LEGENDA 1 sala 2 cozinha 3 piscina 4 pedra (i) criatividade do desenho. (ii) técnica da perspectiva.

5 QUESTÃO 04 RACIOCÍNIO GEOMÉTRICO Uma estação espacial foi construída pela junção de cubos. Cada um dos desenhos mostra a estação vista de direções diferentes. A face vermelha indica a vista frontal, a face amarela indica a vista lateral e a face verde indica a vista superior. A) Quantos cubos foram utilizados na montagem da estação? Resposta na folha da Questão 04. B) Represente nos quadros a vista superior, a frontal e a lateral da estação. (i) correção do exercício; (ii) qualidade do traço e proporções.

6

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA 1ª Questão: O texto apresentado abaixo é fragmento de um relato do Dr. Dráuzio Varella sobre a dinâmica na construção de moradias em favelas. Os barracos das favelas são construídos inicialmente a partir

Leia mais

INSTRUÇÕES. 1 Este caderno é constituído de quatro questões.

INSTRUÇÕES. 1 Este caderno é constituído de quatro questões. INSTRUÇÕES 1 Este caderno é constituído de quatro questões. 2 Caso o caderno de prova esteja incompleto ou tenha qualquer defeito, solicite ao fiscal de sala mais próximo que tome as providências cabíveis.

Leia mais

Processo Seletivo Vagas Ociosas

Processo Seletivo Vagas Ociosas SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos Processo Seletivo Vagas Ociosas 16 de fevereiro de 2014 Início:

Leia mais

2.ª Certificação de Habilidade Específica de 2014

2.ª Certificação de Habilidade Específica de 2014 sala n.º Prova de Habilidades Específicas - Arquitetura e Urbanismo 2.ª Certificação de Habilidade Específica de 2014 1 Este caderno é constituído de quatro questões. Caso o caderno de prova esteja incompleto

Leia mais

2.ª Certificação de Habilidade Específica de 2013

2.ª Certificação de Habilidade Específica de 2013 sala n.º máscara Prova de Habilidades Específicas - Arquitetura e Urbanismo 2.ª Certificação de Habilidade Específica de 2013 1 Este caderno é constituído de quatro questões. Caso o caderno de prova esteja

Leia mais

PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA

PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA PROCESSO SELETIVO UEG 2013/1 SISTEMA DE AVALIAÇÃO SERIADO SAS/UEG 2010/3 Domingo, 30 de setembro de 2012. PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA ARQUITETURA E URBANISMO CADERNO I Desenho à mão livre Instruções

Leia mais

NISMO UEG 2012/2. Instruções. pela banca) caso apresente falha de impressão. Processo Seletivo. empréstimo DIREITO. Questão POLEGAR.

NISMO UEG 2012/2. Instruções. pela banca) caso apresente falha de impressão. Processo Seletivo. empréstimo DIREITO. Questão POLEGAR. PROCESSO SELETIVO UEG 2012/2 PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA (Resposta esperada pela banca) ARQUITETURA E URBAU NISMO Desenho à mão livre, Desenho geométrico, Geometria e Visualização espacial Instruções

Leia mais

2.ª Certificação. Arquitetura e Urbanismo Prova de Habilidades Específicas. Específica de Habilidade LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO

2.ª Certificação. Arquitetura e Urbanismo Prova de Habilidades Específicas. Específica de Habilidade LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO Quando autorizado pelo chefe de sala, no momento da identificação, escreva, no espaço apropriado abaixo, com a sua caligrafia usual, a seguinte frase: 2 Na duração da prova, está incluído o tempo destinado

Leia mais

RESPOSTA ESPERADA Prova de Habilidade Específica

RESPOSTA ESPERADA Prova de Habilidade Específica Processo Seletivo UEG 2015/2 Domingo, 17 de maio de 2015. RESPOSTA ESPERADA Prova de Habilidade Específica Arquitetura e Urbanismo CADERNO I - Desenho à Mão Livre PS/UEG 2015/2 Prova de Habilidade Específica

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos CERTIFICAÇÃO EM HABILIDADES ESPECÍFICAS 2013-2 24 de novembro

Leia mais

UFT/COPESE Vestibular

UFT/COPESE Vestibular QUESTÃO 01 João Filgueiras Lima (1932-2014), apelidado Lelé, foi um arquiteto que participou como protagonista no movimento moderno da arquitetura brasileira. Atuou em diversos projetos, em diferentes

Leia mais

1.ª Certificação de Habilidade Específica de 2013

1.ª Certificação de Habilidade Específica de 2013 sala n.º máscara Prova de Habilidades Específicas - Arquitetura e Urbanismo 1.ª Certificação de Habilidade Específica de 2013 1 Este caderno é constituído de quatro questões. Caso o caderno de prova esteja

Leia mais

DESENHO DE OBSERVAÇÃO

DESENHO DE OBSERVAÇÃO QUESTÃO 1 DESENHO DE OBSERVAÇÃO Tendo como motivação as imagens abaixo, desenhe, no espaço reservado da página seguinte, o que está apresentado à sua frente, buscando, sobretudo, registrar o movimento.

Leia mais

um objeto tridimensional por meio de suas vistas Serão apresentados os posicionamentos das vistas Serão mostrados exemplos de projeção de objetos

um objeto tridimensional por meio de suas vistas Serão apresentados os posicionamentos das vistas Serão mostrados exemplos de projeção de objetos Vistas Ortogonais Prof. Cristiano Arbex 2012 Introdução O objetivo desta aula é mostrar como se representa um objeto tridimensional por meio de suas vistas ortogonais. Serão apresentados os posicionamentos

Leia mais

Processo Seletivo Vagas Ociosas/ Transferência Facultativa Externa Portador de Diploma de Graduação

Processo Seletivo Vagas Ociosas/ Transferência Facultativa Externa Portador de Diploma de Graduação SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA Pró-Reitoria de Graduação Diretoria de Processos Seletivos Processo Seletivo Vagas Ociosas/2016-1 Transferência Facultativa

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2017 Edital N.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2017 Edital N. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS PRÓ-REITORIA DE GRADUAÇÃO PROGRAD CENTRO DE SELEÇÃO PROCESSO SELETIVO 2017 Edital N. 69/2016 ANEXO V PROGRAMAS DAS PROVAS PARA OS CURSOS QUE EXIGEM

Leia mais

METODOLOGIA DE ANÁLISE DE PROJETO

METODOLOGIA DE ANÁLISE DE PROJETO METODOLOGIA DE ANÁLISE DE PROJETO construindo o discurso pela análise gráfica leitura de projeto REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS SUJESTÃO DE CONSULTA: REIS, Antônio T. Repertório, Análise e síntese: Uma introdução

Leia mais

Catálogo de Brincos. (Setembro de 2013)

Catálogo de Brincos. (Setembro de 2013) Catálogo de Brincos (Setembro de 2013) Destaques do Mês!! Desde 0,85 2 Refª: BR0001 Descrição: Brincos anti-alérgicos com pendente em metal, de cor prateada, em forma de Borboleta (25x21mm), lantejoulas

Leia mais

DESENHO DE OBSERVAÇÃO

DESENHO DE OBSERVAÇÃO QUESTÃO 1 DESENHO DE OBSERVAÇÃO As expressões humanas chamaram a atenção de artistas do século XIX, entre os quais Honoré Daumier, que se ocupou da retratação de tipos populares e curiosos de sua época,

Leia mais

Análise e comentário dos desenhos do conto A receita de Mandrágora

Análise e comentário dos desenhos do conto A receita de Mandrágora Análise e comentário dos desenhos do conto A receita de Mandrágora Teberosky, A., Ribera, N. Universidade de Barcelona Índice Página 1 do conto Página 3 do conto Página 4 do conto Página 5 do conto Página

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 1ª Etapa Ano: 7 Turma: 71

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Paralela. 1ª Etapa Ano: 7 Turma: 71 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Paralela 1ª Etapa 2014 Disciplina: ARTE Professor (a): JANAINA Ano: 7 Turma: 71 Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação. Faça

Leia mais

Residência. Cenários para o dia-a-dia e ocasiões especiais. c a s e. Por Claudia Sá

Residência. Cenários para o dia-a-dia e ocasiões especiais. c a s e. Por Claudia Sá c a s e Fotos: Rafael Leão Residência Por Claudia Sá Cenários para o dia-a-dia e ocasiões especiais ATMOSFERA ACOLHEDORA PARA O DIA-A-DIA E FLEXIBILIDADE para criação de cenários para eventos distintos.

Leia mais

CURSO DE DANÇA MANUAL DO CANDIDATO

CURSO DE DANÇA MANUAL DO CANDIDATO CURSO DE DANÇA MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO DE CERTIFICAÇÃO EM HABILIDADES ESPECÍFICAS UFU 2013-1 Edital UFU/PROGRAD/DIRPS 02/2013 Composição da Certificação A Certificação de Habilidades Específicas

Leia mais

A Música da Arquitetura

A Música da Arquitetura A Música da Arquitetura 1 Cláudia Borges de Miranda Deve haver um código que traduza as formas espaciais em música. Esse código são as relações numéricas. Baseando em estudos de diversos autores, colocamos

Leia mais

A aplicação do método se resume em algumas partes: Apostila escrita e desenvolvida por Renan Cerpe Versão 1.0

A aplicação do método se resume em algumas partes: Apostila escrita e desenvolvida por Renan Cerpe Versão 1.0 Introdução: O método Bindfolded, traduzido como "olhos vendados", é um dos maiores desafios para um Speed Cuber. Solucionar o Cubo Mágico com os olhos vendados parece ser algo impossível e que impressiona

Leia mais

Computação Gráfica. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto

Computação Gráfica. Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto Computação Gráfica Prof. MSc. André Yoshimi Kusumoto andrekusumoto.unip@gmail.com Para que objetos tridimensionais possam ser visualizados é necessário que suas imagens sejam geradas na tela. Para isso,

Leia mais

CARTA SOLAR LUZ E SOMBRA

CARTA SOLAR LUZ E SOMBRA Universidade Ibirapuera Arquitetura e Urbanismo CONFORTO AMBIENTAL: INSOLAÇÃO E ILUMINAÇÃO CARTA SOLAR LUZ E SOMBRA Aplicação da Carta Solar para Sombreamento Docente: Claudete Gebara J. Callegaro 2º semestre

Leia mais

ARTES 4ª FASE PROF.ª ARLENE AZULAY PROF.ª LÚCIA REGINA

ARTES 4ª FASE PROF.ª ARLENE AZULAY PROF.ª LÚCIA REGINA ARTES 4ª FASE PROF.ª ARLENE AZULAY PROF.ª LÚCIA REGINA CONTEÚDOS E HABILIDADES Unidade I Tecnologia- Corpo, movimento e linguagem na era da informação 2 CONTEÚDOS E HABILIDADES Aula 2.2 Conteúdos Cores

Leia mais

Módulo 3-2. O alargamento do conhecimento do mundo O conhecimento científico da Natureza

Módulo 3-2. O alargamento do conhecimento do mundo O conhecimento científico da Natureza Módulo 3-2. O alargamento do conhecimento do mundo. 2.2. O conhecimento científico da Natureza - A matematização do real - Álgebra (equações, operações, polinómios ) - Geometria (forma, tamanho, posição

Leia mais

CURSO DE DANÇA MANUAL DO CANDIDATO

CURSO DE DANÇA MANUAL DO CANDIDATO CURSO DE DANÇA MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO DE CERTIFICAÇÃO EM HABILIDADES ESPECÍFICAS UFU 2013-2 EDITAL UFU/PROGRAD/DIRPS 10/2013 Composição da Certificação A Certificação de Habilidades Específicas

Leia mais

LINGUAGEM ARQUITETÔNICA DESENHO GEOMÉTRICO

LINGUAGEM ARQUITETÔNICA DESENHO GEOMÉTRICO LINGUAGEM ARQUITETÔNICA E DESENHO GEOMÉTRICO O QUE FAREMOS POR AQUI? Linguagem Arquitetônica: Diz respeito à área de estudos de linguagens de construção à transmissão da arquitetura como forma de conhecimento.

Leia mais

Radiação visível - iluminação

Radiação visível - iluminação Iluminação Radiação visível - iluminação É a faixa do espectro eletromagnético capaz de ser detectada pelo olho humano. A sensibilidade do olho a esta região visível varia, dependendo do comprimento de

Leia mais

Prof. Regis de Castro Ferreira

Prof. Regis de Castro Ferreira PROJEÇÕES ORTOGRÁFICAS 1. INTRODUÇÃO A projeção ortográfica é uma forma de representar graficamente objetos tridimensionais em superfícies planas, de modo a transmitir suas características com precisão

Leia mais

ÓPTICA GEOMÉTRICA 9º ANO E.F. Professor Gustavo H.

ÓPTICA GEOMÉTRICA 9º ANO E.F. Professor Gustavo H. ÓPTICA GEOMÉTRICA 9º ANO E.F. Professor Gustavo H. ÓPTICA GEOMÉTRICA (Conceitos básicos) FONTE DE LUZ PRIMÁRIA OU CORPO LUMINOSO Emite luz própria. Exemplos: estrelas, Sol, lâmpada acesa. FONTE

Leia mais

QUESTÕES. 03- Observe a figura a seguir.

QUESTÕES. 03- Observe a figura a seguir. QUESTÕES 01- A fim de construir um jardim na frente de sua escola, o diretor contratou um Arquiteto Paisagista. Após combinarem como seria o referido jardim, concluíram que todas as plantas deveriam ficar

Leia mais

DESENHO BÁSICO AULA 01. Desenho Técnico. Desenho. História do Desenho Técnico. Desenho Artístico Desenho Técnico

DESENHO BÁSICO AULA 01. Desenho Técnico. Desenho. História do Desenho Técnico. Desenho Artístico Desenho Técnico desenho de planta-baixa DESENHO BÁSICO AULA 01 Introdução ao Desenho Técnico Desenho Desenho Artístico Desenho Técnico Desenho Técnico Ramos do Desenho Técnico Mecânico Desenho Não-Projetivo: peças máquinas

Leia mais

MATEMÁTICA. O aluno achou interessante e continuou a escrever, até a décima linha. Somando os números dessa linha, ele encontrou:

MATEMÁTICA. O aluno achou interessante e continuou a escrever, até a décima linha. Somando os números dessa linha, ele encontrou: MATEMÁTICA Passando em uma sala de aula, um aluno verificou que, no quadro-negro, o professor havia escrito os números naturais ímpares da seguinte maneira: 1 3 5 7 9 11 13 15 17 19 21 23 25 27 29 O aluno

Leia mais

A MENOR DISTÂNCIA ENTRE SUAS ESCOLHAS E UM NOVO MUNDO.

A MENOR DISTÂNCIA ENTRE SUAS ESCOLHAS E UM NOVO MUNDO. A MENOR DISTÂNCIA ENTRE SUAS ESCOLHAS E UM NOVO MUNDO. A escolha da profissão vai influenciar muito os seus próximos anos. O Mundo Feevale é um evento pensado para quem está nesse momento decisivo. Com

Leia mais

CURSO DE DANÇA MANUAL DO CANDIDATO

CURSO DE DANÇA MANUAL DO CANDIDATO CURSO DE DANÇA MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO DE CERTIFICAÇÃO EM HABILIDADES ESPECÍFICAS UFU 2014-1 EDITAL UFU/PROGRAD/DIRPS 02/2014 Composição da Certificação A Certificação de Habilidades Específicas

Leia mais

CURSO DE DANÇA MANUAL DO CANDIDATO

CURSO DE DANÇA MANUAL DO CANDIDATO CURSO DE DANÇA MANUAL DO CANDIDATO PROCESSO SELETIVO DE CERTIFICAÇÃO EM HABILIDADES ESPECÍFICAS UFU 2015-1 EDITAL UFU/PROGRAD/DIRPS 02/2015 Composição da Certificação A Certificação de Habilidades Específicas

Leia mais

ARQUITETURA E URBANISMO

ARQUITETURA E URBANISMO ARQUITETURA E URBANISMO MATÉRIA: PROFESSOR: MODELAGEM BIDIMENSIONAL Arquiteto VALENTIM CÉSAR BIGESCHI E-mail: valentim@faccat.com.br vcbigeschi@gmail.com Site: www.bigeschi.com.br CURSO: NÚCLEO : DEPARTAMENTO:

Leia mais

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação.

Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. Unidade I Tecnologia Corpo, movimento e linguagem na era da informação. 2 Aula 3.1 Conteúdo: Luz e sombra. 3 Habilidade: Reconhecer, diferenciar e saber utilizar diversas técnicas de arte, com procedimentos

Leia mais

Construa uma. Celestial Casinha na Árvore de Papel em 3D

Construa uma. Celestial Casinha na Árvore de Papel em 3D Construa uma Celestial Casinha na Árvore de Papel em 3D 2 Modelos de folhagens Obs: Imprima as páginas 2 e 3 em papel branco. Recorte os modelos para usar como molde para criar a folhagem de fundo. Coloque

Leia mais

RESPOSTA ESPERADA Prova de Habilidade Específica Arquitetura e Urbanismo

RESPOSTA ESPERADA Prova de Habilidade Específica Arquitetura e Urbanismo Processo Seletivo UEG 2014/1 Sistema de Avaliação Seriado SAS/UEG 2011/3 Domingo, 20 de outubro de 2013. RESPOSTA ESPERADA Prova de Habilidade Específica Arquitetura e Urbanismo CADERNO I - Desenho à Mão

Leia mais

Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores. Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES. Professora Arq.

Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores. Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES. Professora Arq. Colégio Técnico Educáre Curso Técnico de Design de Interiores Modulo 1 - CORES NOS AMBIENTES TEORIA DAS CORES Professora Arq. SIMONE CAMILLO Você já tentou perceber o mundo em preto e branco? Você já pensou

Leia mais

FL2100. Revestido em Couro. Dimensões: 94 x 28 x 4 mm. Capacidade: 64MB 128MB 256MB 512MB 1GB 2GB 4GB 8GB FL2110. Revestido em Couro

FL2100. Revestido em Couro. Dimensões: 94 x 28 x 4 mm. Capacidade: 64MB 128MB 256MB 512MB 1GB 2GB 4GB 8GB FL2110. Revestido em Couro FL2100 Revestido em Couro 94 x 28 x 4 mm Preto Castanho Claro Vermelho Azul Verde Castanho Escuro 8GB FL2110 Revestido em Couro 23 x 4 x 82 mm Preto Castanho Claro Vermelho Azul Verde Castanho Escuro 8GB

Leia mais

RUÍNAS DA MEMÓRIA Coleção André Luiz Joanilho BR PRNDPH ALJ.FT. Arranjo, Descrição e Produção: Laureci Silvana Cardoso

RUÍNAS DA MEMÓRIA Coleção André Luiz Joanilho BR PRNDPH ALJ.FT. Arranjo, Descrição e Produção: Laureci Silvana Cardoso 0008 RUÍNAS DA MEMÓRIA Coleção André Luiz Joanilho BR PRNDPH ALJ.FT Arranjo, Descrição e Produção: Laureci Silvana Cardoso RUÍNAS DA MEMÓRIA Do esquecimento quase não se fala, afinal, é esquecimento. É

Leia mais

REPRESENTAÇÕES EM MÚLTIPLAS VISTAS

REPRESENTAÇÕES EM MÚLTIPLAS VISTAS INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA REPRESENTAÇÕES EM MÚLTIPLAS VISTAS Professor: João Carmo INTRODUÇÃO A representação de Objetos em Desenho Técnico é feita, principalmente, a partir de

Leia mais

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AEROMODELISMO

FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AEROMODELISMO FEDERAÇÃO PORTUGUESA DE AEROMODELISMO CURSO DE TÉCNICOS DE NÍVEL 1 11 - Interpretação de Planos NOÇÕES DE DESENHO TÉCNICO O desenho constitui uma linguagem específica, utilizada através dos tempos para

Leia mais

HOSPITAL ANÁLISE DE CORES

HOSPITAL ANÁLISE DE CORES UFU Arquitetura e Urbanismo e Design Análise da Forma Luis Eduardo Jacqueline Avelhaneda Pablo Augusto Sofia Peliciari Ulisses Rocha HOSPITAL ANÁLISE DE CORES A cor pode ser entendida como sensações visuais

Leia mais

3 JEITOS DE CRIAR SUAS PRÓPRIAS CARTAS PARA BRINCAR DE CAÇA AO TESOURO

3 JEITOS DE CRIAR SUAS PRÓPRIAS CARTAS PARA BRINCAR DE CAÇA AO TESOURO 3 JEITOS DE CRIAR SUAS PRÓPRIAS CARTAS PARA BRINCAR DE CAÇA AO TESOURO Não importa a idade, todos nós adoramos um desafio. E uma caça ao tesouro especialmente se exigir que você trabalhe as pernas e o

Leia mais

A CIDADE E AS TROCAS. Trabalho realizado por: Guilherme Sobral Turma A Paulo Azenha Turma B MIUrbanismo

A CIDADE E AS TROCAS. Trabalho realizado por: Guilherme Sobral Turma A Paulo Azenha Turma B MIUrbanismo A CIDADE E AS TROCAS Trabalho realizado por: Guilherme Sobral 20141474 Turma A Paulo Azenha 20141320 Turma B MIUrbanismo Italo Calvino (1923-1985) Passa-se no Século XIII Viagem 30 meses Marco Polo permanece

Leia mais

FUVEST 2002

FUVEST 2002 FUVEST 2002 www.aescolaide.com.br FACULDADE DE ARQUITETURA E URBANISMO FACULDADE DE SÃO PAULO PROVAS DE HABILIDADE ESPECÍFICAS 10 de janeiro de 2002 das 14h às 18h PROVA DE GEOMETRIA Observações gerais

Leia mais

RESPOSTA ESPERADA Prova de Habilidade Específica Arquitetura e Urbanismo

RESPOSTA ESPERADA Prova de Habilidade Específica Arquitetura e Urbanismo Processo Seletivo UEG 2015/1 Sistema de Avaliação Seriado SAS/UEG 2012/3 Domingo, 19 de outubro de 2014. RESPOSTA ESPERADA Prova de Habilidade Específica Arquitetura e Urbanismo CADERNO II - Desenho Geométrico,

Leia mais

Princípios da Óptica Geométrica

Princípios da Óptica Geométrica Princípios da Óptica Geométrica Caderno 2 Frente 2 Módulo 2 Introdução Óptica é a parte da Física que estuda a luz e os fenômenos luminosos. Seu desenvolvimento se deu com a publicação da Teoria Corpuscular

Leia mais

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: Aula 1: O ponto e a linha Aula 2: Logotipos e símbolos

FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I CONTEÚDO E HABILIDADES ARTES. Conteúdo: Aula 1: O ponto e a linha Aula 2: Logotipos e símbolos CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA DINÂMICA LOCAL I Conteúdo: Aula 1: O ponto e a linha Aula 2: Logotipos e símbolos 2 CONTEÚDO E HABILIDADES FORTALECENDO SABERES DESAFIO DO DIA

Leia mais

Universidade Ibirapuera Arquitetura e Urbanismo Conforto Ambiental: Insolação e Iluminação MÓDULO 2: ILUMINAÇÃO NATURAL

Universidade Ibirapuera Arquitetura e Urbanismo Conforto Ambiental: Insolação e Iluminação MÓDULO 2: ILUMINAÇÃO NATURAL Universidade Ibirapuera Arquitetura e Urbanismo Conforto Ambiental: Insolação e Iluminação MÓDULO : INSOLAÇÃO MÓDULO : ILUMINAÇÃO NATURAL MÓDULO : ILUMINAÇÃO DE INTERIORES Docente: Claudete Gebara J. Callegaro

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CONCURSO VESTIBULAR e PISM III (triênio ) PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA - ARQUITETURA QUESTÃO 01

UNIVERSIDADE FEDERAL DE JUIZ DE FORA CONCURSO VESTIBULAR e PISM III (triênio ) PROVA DE HABILIDADE ESPECÍFICA - ARQUITETURA QUESTÃO 01 QUESTÃO 01 Rubem Braga, cronista brasileiro, escreveu uma crônica, em 1973, sobre a Passarela Paulo Bittencourt, projeto do arquiteto Affonso Eduardo Reidy (1909 1964). Aquela ponte lançada sobre a pista

Leia mais

PUC-Rio Desafio em Matemática 11 de outubro de 2014

PUC-Rio Desafio em Matemática 11 de outubro de 2014 PUC-Rio Desafio em Matemática 11 de outubro de 2014 Nome: Assinatura: Inscrição: Identidade: Questão Valor Nota Revisão 1 1,0 2 1,5 3 1,5 4 2,0 5 2,0 6 2,0 Nota final 10,0 Instruções Mantenha seu celular

Leia mais

SEDE SESC-DF. CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D

SEDE SESC-DF. CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D SEDE SESC-DF CADERNO DE ENCARGOSE ESPECIFICAÇÕES GERAIS Graficação em Auto-Cad 2013 e Confecção de Imagens em 3D SUMÁRIO 1. OBJETIVO...03 2. DESCRIÇÃO TÉCNICA: GRAFICAÇÃO EM AUTO-CAD 2013...03 3. OBSERVAÇÕES

Leia mais

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB

ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB ACERVO CARTOGRÁFICO DE EGON BELZ ACERVO CENTRO DE MEMÓRIA UNIVERSITÁRIA BU/FURB CATEGORIA Cartografia OBJETO 15 pranchas:implantação; Térreo, primeiro pavimento e subsolo; Terceiro pavimento, segundo pavimento

Leia mais

Praticidade com requinte

Praticidade com requinte Praticidade com requinte Criar um projeto aconchegante e sofisticado para receber a família e, ao mesmo tempo, prático e funcional. Essa foi a linha seguida pela designer de interiores ao planejar este

Leia mais

Sérgio Ferreira de Paula Silva

Sérgio Ferreira de Paula Silva Instalações Elétricas 1 Projeto de Instalações Elétricas Projetar uma instalação elétrica para qualquer tipo de prédio ou local consiste essencialmente em selecionar, dimensionar e localizar, de maneira

Leia mais

PLANTA BAIXA AULA 02 (parte I) Introdução ao Desenho Técnico (continuação) Escalas

PLANTA BAIXA AULA 02 (parte I) Introdução ao Desenho Técnico (continuação) Escalas PLANTA BAIXA AULA 02 (parte I) Introdução ao Desenho Técnico (continuação) Escalas 1 Escalas escala medida _ no _ desenho medida _ real _ ou _ verdadeira _ grandeza D VG Escala de ampliação Objeto real

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS - BARREIRO Ficha de avaliação 03 de História A. 10º Ano Turma C Professor: Renato Albuquerque. 8.junho.

ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS - BARREIRO Ficha de avaliação 03 de História A. 10º Ano Turma C Professor: Renato Albuquerque. 8.junho. ESCOLA SECUNDÁRIA DE CASQUILHOS - BARREIRO Ficha de avaliação 03 de História A 10º Ano Turma C Professor: Renato Albuquerque Duração da ficha: 15 minutos. Tolerância: 5 minutos 3 páginas 8.junho.2012 NOME:

Leia mais

Conceitos Básicos de Óptica Geométrica

Conceitos Básicos de Óptica Geométrica Conceitos Básicos de Óptica Geométrica FRENTE 2 MÓDULOS 1, 2 E 3 Introdução Óptica é a parte da Física que estuda a luz e os fenômenos luminosos. Seu desenvolvimento se deu com a publicação da Teoria Corpuscular

Leia mais

009. Artes Visuais. PROVA DE HABILIDADES (14 horas) VESTIBULAR Confira seus dados.

009. Artes Visuais. PROVA DE HABILIDADES (14 horas) VESTIBULAR Confira seus dados. VESTIBULAR 2012 PROVA DE HABILIDADES 13.12.2011 (14 horas) Assinatura do Candidato 009. Artes Visuais Confira seus dados. Assine com caneta de tinta azul ou preta apenas nos locais indicados. Qualquer

Leia mais

VESTIBULAR 2017 ARQUITETURA E URBANISMO

VESTIBULAR 2017 ARQUITETURA E URBANISMO UNIVERSIDADE FEDERAL DE RORAIMA PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO COMISSÃO PERMANENTE DE VESTIBULAR VESTIBULAR 2017 ARQUITETURA E URBANISMO INSTRUÇÕES GERAIS Ø Escreva seu nome e assine na capa da prova.

Leia mais

Índice. Quadro de giz 4. Mesa e banco 6. Mesa de jogos - Xadrez 8. Mesa de areia 10. Mesa de raquetes 12. Bóia 14

Índice. Quadro de giz 4. Mesa e banco 6. Mesa de jogos - Xadrez 8. Mesa de areia 10. Mesa de raquetes 12. Bóia 14 Índice Quadro de giz 4 Mesa e banco 6 Mesa de jogos - Xadrez 8 Mesa de areia 10 Mesa de raquetes 12 Bóia 14 2 Jogar e brincar é um comportamento comum e natural durante a infância. Estas actividades são

Leia mais

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO (40 h)

ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO (40 h) ELEMENTOS DE ARQUITETURA E URBANISMO (40 h) AULA 01 - APRESENTAÇÃO Faculdade de Tecnologia e Ciências - FTC Unidade Vitória da Conquista BA Colegiado de Engenharia Civil APRESENTAÇÃO Philipe do Prado Santos

Leia mais

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS

ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS LINHA PROFISSIONAL FIBRAS PRODUTOS Super-British Fibra Limpeza Macia Super British Edição: 4 Fibra Limpeza Macia Super-British Composta de manta não tecida de fibras sintéticas,

Leia mais

Um olhar estrangeiro acerca da cidade de Évora

Um olhar estrangeiro acerca da cidade de Évora Um olhar estrangeiro acerca da cidade de Évora Ana Carolina Pereira 1 Entre silêncios e ruídos os locais de chegada e partida normalmente são repletos de memórias, como também formadores de outras mais.

Leia mais

Ciência para um desenvolvimento sustentável: III Feira de Ciências da Educação Básica do Mucuri Edital 01/2012

Ciência para um desenvolvimento sustentável: III Feira de Ciências da Educação Básica do Mucuri Edital 01/2012 III FECBAM SUPERINTENDÊNCIA DE ENSINO DO ESTADO DE MINAS GERAIS REGIONAL TEÓFILO OTONI SECRETARIA MUNICIPAL DE TEÓFILO OTONI PREFEITURA MUNICIPAL DE TEÓFILO OTONI UNIVERSIDADE FEDERAL DOS VALES DO JEQUITINHONHA

Leia mais

1.1- Vamos começar com a planta baixa, na escala 1:20. Obs: passe a planta, com as medidas indicadas em uma folha separada, na escala 1:20.

1.1- Vamos começar com a planta baixa, na escala 1:20. Obs: passe a planta, com as medidas indicadas em uma folha separada, na escala 1:20. 1 PONTO DE FUGA 1.1- Vamos começar com a planta baixa, na escala 1:20. Obs: passe a planta, com as medidas indicadas em uma folha separada, na escala 1:20. 30 1.2- Coloque essa planta na parte de cima

Leia mais

ESCOLA EMEF PROFª MARIA MARGARIDA ZAMBON BENINI

ESCOLA EMEF PROFª MARIA MARGARIDA ZAMBON BENINI ESCOLA EMEF PROFª MARIA MARGARIDA ZAMBON BENINI Plano 12 Sólidos Geométricos Setembro/2015 Bolsistas: Mévelin Maus e Natacha Subtil Supervisora: Marlete Basso Romam Disciplina: Matemática Série: 6º ano

Leia mais

Carlos Alberto Maciel. Alexandre Brasil. Residência RP Sete Lagoas, MG. Juliana Barros e Michelle Andrade (colaboradoras)

Carlos Alberto Maciel. Alexandre Brasil. Residência RP Sete Lagoas, MG. Juliana Barros e Michelle Andrade (colaboradoras) Alexandre Brasil Carlos Alberto Maciel Juliana Barros e Michelle Andrade (colaboradoras) projeto: 2005 construção: em andamento A residência RP apresenta uma resposta sintética que busca conciliar o atendimento

Leia mais

CLASSIFICAÇÃO DOS POLIEDROS

CLASSIFICAÇÃO DOS POLIEDROS COLÉGIO SHALOM 65 Ensino Fundamental II 6º ANO Profº: Sâmia M. Corrêa Disciplina: Geometria Aluno (a):. No. TRABALHO DE RECUPERAÇÃO 1) Complete os quadros com as respectivas características: TRABALHO DE

Leia mais

Desenhos componentes do Projeto de Arquitetura

Desenhos componentes do Projeto de Arquitetura Desenhos componentes do Projeto de Arquitetura FACHADAS Universidade Federal de Juiz de Fora - UFJF Faculdade de Arquitetura e Urbanismo - FAU Departamento de Projeto, Representação e Tecnologia Disciplina:

Leia mais

BRUNA SIQUEIRA DANNENHAUER. TUTORIAL RHINOCEROS Celular Nokia 2760

BRUNA SIQUEIRA DANNENHAUER. TUTORIAL RHINOCEROS Celular Nokia 2760 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ARQUITETURA DESIGN VISUAL ARQ 03071 - COMPUTAÇÃO GRÁFICA 1 Prof. Sérgio L. dos Santos - Prof. José Luis Aymone BRUNA SIQUEIRA DANNENHAUER TUTORIAL

Leia mais

Técnico Design Interior

Técnico Design Interior Técnico Design Interior A ARTE NA GRÉCIA Professora Alba Baroni Arquiteta A ARTE NA GRÉCIA Dos povos da antiguidade os gregos apresentaram uma produção cultural mais livre. Não se submeteram as imposições

Leia mais

TÍTULO: ARQUITETURA DA PERSUASÃO E A CIDADE DO DESEJO. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ARQUITETURA E URBANISMO

TÍTULO: ARQUITETURA DA PERSUASÃO E A CIDADE DO DESEJO. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ARQUITETURA E URBANISMO 16 TÍTULO: ARQUITETURA DA PERSUASÃO E A CIDADE DO DESEJO. CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: ENGENHARIAS E ARQUITETURA SUBÁREA: ARQUITETURA E URBANISMO INSTITUIÇÃO: UNIVERSIDADE ANHEMBI MORUMBI AUTOR(ES): BÁRBARA

Leia mais

Arte Alvaro Roteiro de estudos 2º/ /08/2016 Capítulos:

Arte Alvaro Roteiro de estudos 2º/ /08/2016 Capítulos: Nome Nº Ano Ensino Turma 9 o Fund. II Disciplina Professor Natureza Trimestre/Ano Data Arte Alvaro Roteiro de estudos 2º/2016 03/08/2016 Capítulos: 4 - A Arte na Hélade Grécia Antiga 5 - A Arte na Roma

Leia mais

Breve introdução à Orientação

Breve introdução à Orientação Orientação Aula nº1 Prof. Joana Correia A Orientação é um desporto onde os praticantes visitam vários pontos de controlo, marcados num mapa, por uma ordem previamente definida. o desafio de interpretar

Leia mais

ESCOLA MUNICIPAL DA PALMÉIA Antiga Estação Moçambo Da Cia. Mogyana De Estradas De Ferro.

ESCOLA MUNICIPAL DA PALMÉIA Antiga Estação Moçambo Da Cia. Mogyana De Estradas De Ferro. ESCOLA MUNICIPAL DA PALMÉIA Antiga Estação Moçambo Da Cia. Mogyana De Estradas De Ferro. O que hoje é um bairro da zona rural de Muzambinho, já foi uma importante estação ferroviária no início do Século

Leia mais

QUESTÃO 1. 1. a Certificação de Habilidade Específica de 2011 Prova de Habilidades Específicas Arquitetura e Urbanismo 1

QUESTÃO 1. 1. a Certificação de Habilidade Específica de 2011 Prova de Habilidades Específicas Arquitetura e Urbanismo 1 QUESTÃO 1 Desenho de Observação A mão desenhava. Mas não desenhava em uma superfície plana. Gravar era desenhar em três dimensões. Era cavar ou criar um relevo. Ver o volume. E o volume tanto era interno

Leia mais

Linha: Pedra Ferro. Arqª Ana Paula Tramontini 30 XT - Pedra Ferro. Arqº André Brannão e Arqª Márcia Varizo 001 PLT - Pedra Ferro. Arqº Pedro Ernesto

Linha: Pedra Ferro. Arqª Ana Paula Tramontini 30 XT - Pedra Ferro. Arqº André Brannão e Arqª Márcia Varizo 001 PLT - Pedra Ferro. Arqº Pedro Ernesto Linha: Pedra Ferro 001 BD - Pedra Ferro 001 CCN - Pedra Ferro Cinza 002 CQT - Pedra Ferro 13 T - Pedra Ferro 13 XT - Pedra Ferro 26 T - Pedra Ferro 20 XT - Pedra Ferro 30 XT - Pedra Ferro 32 ST - Pedra

Leia mais

Sem luz não existe cor

Sem luz não existe cor Estudo da cor Sem luz não existe cor Aristóteles, um filósofo grego, que viveu de 384 a 322 ac, parece ter sido o primeiro a perceber que os olhos não podem ver a cor sem luz. A cor está presente na nossa

Leia mais

PLACA DE OBRA Resolução e sugestão de identidade visual Publicação original pertence ao CAU/GO, gentilmente cedida ao CAU/PI

PLACA DE OBRA Resolução e sugestão de identidade visual Publicação original pertence ao CAU/GO, gentilmente cedida ao CAU/PI Publicação original pertence ao CAU/GO, gentilmente cedida ao CAU/PI Teresina - PI, 2016 CONFECÇÃO DAS PLACAS Arquiteto e Urbanista, a placa de identificação da obra é um instrumento importante e essencial

Leia mais

Código da Disciplina CCE0047. Aula 1.

Código da Disciplina CCE0047. Aula 1. Código da Disciplina CCE0047 Aula 1 e-mail:clelia.monasterio@estacio.br http://cleliamonasterio.blogspot.com/ PLANO DE ENSINO EMENTA Implementação da representação bidimensional e tridimensional do objeto

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE MATEMÁTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE MATEMÁTICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE MATEMÁTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE MATEMÁTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE MATEMÁTICA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENSINO DE MATEMÁTICA A Visualização No Ensino De Geometria Espacial: Possibilidades Com O Software Calques

Leia mais

SIMPÓSIO NACIONAL DA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA

SIMPÓSIO NACIONAL DA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA SIMPÓSIO NACIONAL DA FORMAÇÃO DO PROFESSOR DE MATEMÁTICA OFICINA GEOGEBRA NA ESCOLA : ATIVIDADES EM GEOMETRIA E ÁLGEBRA PROFA. MARIA ALICE GRAVINA INSTITUTO DE MATEMÁTICA DA UFRGS BRASÍLIA SETEMBRO 2013

Leia mais

AS CIDADES INVISÍVEIS

AS CIDADES INVISÍVEIS ITALO CALVINO AS CIDADES INVISÍVEIS Tradução: DIOGO MAINARDI 2 a edição 21 a reimpressão Copyright 2002 by Espólio de Italo Calvino Proibida a venda em Portugal Grafia atualizada segundo o Acordo Ortográfico

Leia mais

Nível. Cole aqui a etiqueta com os dados do aluno. Visite nossas páginas na Internet:

Nível. Cole aqui a etiqueta com os dados do aluno. Visite nossas páginas na Internet: Cole aqui a etiqueta com os dados do aluno. Nível 2 8º e 9º anos do Ensino Fundamental 2ª FASE 14 de setembro de 2013 Nome completo do aluno Endereço completo do aluno (Rua, Av., nº) Complemento Bairro

Leia mais

Dicas para fazer esboços da natureza. adriaans.com/on- painting/

Dicas para fazer esboços da natureza.  adriaans.com/on- painting/ Dicas para fazer esboços da natureza. http://www.pieter- adriaans.com/on- painting/ geral Sempre Obrigue- se a trabalhar para e na natureza. Nunca copiar imagens, especialmente desenhos de outros. Estudá-

Leia mais

A ARTE NA CONSTRUÇÃO DA CIDADE

A ARTE NA CONSTRUÇÃO DA CIDADE A ARTE NA CONSTRUÇÃO DA CIDADE Ana Estevens Project RUcaS- FCT [PTDC/CS-GEO/115603/2009 IX Congresso da Geografia Portuguesa, 28 e 30 de novembrode 2013, Évora. Aartecomoveículodemudançaede transformaçãosocial

Leia mais

ARTE GÓTICA Inicialmente, o estilo gótico era aplicado exclusivamente na construção de edifícios religiosos. As características mais importantes

ARTE GÓTICA Inicialmente, o estilo gótico era aplicado exclusivamente na construção de edifícios religiosos. As características mais importantes ARTE GÓTICA Inicialmente, o estilo gótico era aplicado exclusivamente na construção de edifícios religiosos. As características mais importantes desse estilo são os arcos visíveis da estrutura da abóbada;

Leia mais

PISO, TETO, DEMOLIR-CONSTRUIR

PISO, TETO, DEMOLIR-CONSTRUIR PISO, TETO, DEMOLIR-CONSTRUIR - Detalhamento - Interiores Professor: Kaled Barakat PLANTA DE PISO - exemplos - Planta de piso Paginação A paginação de um piso determina a melhor distribuição das peças

Leia mais

A Acrilex é uma empresa brasileira, líder no segmento de materiais artísticos e escolares, sempre desenvolvendo e oferecendo produtos com

A Acrilex é uma empresa brasileira, líder no segmento de materiais artísticos e escolares, sempre desenvolvendo e oferecendo produtos com A Acrilex é uma empresa brasileira, líder no segmento de materiais artísticos e escolares, sempre desenvolvendo e oferecendo produtos com certificados de qualidade e segurança, seguindo também os padrões

Leia mais