PSICOLOGIA E DIREITOS HUMANOS: Formação, Atuação e Compromisso Social

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PSICOLOGIA E DIREITOS HUMANOS: Formação, Atuação e Compromisso Social"

Transcrição

1 O ESTADO DA ARTE DAS PESQUISAS SOBRE A EMOÇÃO - AS CONCEPÇÕES HEGEMÔNICAS E O ENFOQUE DA PSICOLOGIA HISTORICO-CULTURAL. *Renata da Silva (Mestre em Psicologia pela UEM; Maringá-Pr, Brasil). Contato: Silvana Calvo Tuleski (PPI;UEM; Maringá-Pr, Brasil). Palavras-chave: Emoções. Biologização. Teoria Histórico-cultural. Na sociedade contemporânea ocorre uma intensa busca por explicações naturalistas para os problemas emocionais que afetam as pessoas. Sintomas de ordem afetiva são cada vez mais caracterizados como patologias intrínsecas ao indivíduo, sendo o tratamento, na maioria das vezes, relacionado a diagnóstico médico e prescrição farmacológica. Moyses e Colares (2012) pesquisam sobre o crescente processo de patologização e medicalização na atualidade. Ao considerar tais pressupostos, foi realizada pesquisa bibliográfica sobre o tema emoções, como subsídio para a pesquisa de mestrado da primeira autora, sob orientação da segunda. Para isso foi realizado levantamento de artigos e resumos em periódicos indexados nas bases Scientific Electronic Library Online (Scielo) e Index Psi, e trabalhos acadêmicos desenvolvidos em programas de pós-graduação, por meio do banco de dados da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), na área de Psicologia. Tal busca compreendeu o período entre 2005 e 2009, com a utilização dos descritores: afeto, afetividade, sentimentos e emoções, foi possível obter os números e os principais temas abordados em artigos e resumos, apresentados na tabela a seguir: Tabela 1 - Quantidade de artigos e resumos - bases Index Psi e Scielo Psicometria Psicanálise Outros Emoção Sentimento Afeto

2 Afetividade Total Observa-se que há um predomínio na compreensão das emoções com base na Psicometria, cujos trabalhos referem-se à aplicação e validação de instrumentos na mensuração de aspectos emocionais específicos, como a dificuldades de identificá-los ou expressá-los; a prevalência de transtornos emocionais, como depressão; relações entre emoções e cognições, etc., como em Hernandez e Hutz (2008). Identificou-se também a prevalência da abordagem psicanalítica na discussão do tema, como nos trabalhos de Soussumi (2006). Em outros constam as discussões com base nas teorias piagentiana, representações sociais, inteligência emocional, psicologia ambiental, os aspectos biológicos da emoção, etc. No que se refere às pesquisas de pós-graduação, o levantamento utilizando a palavra emoção resultou em resumos e palavras-chave, que foram analisados para identificar as abordagens predominantes. Tabela 2 - Quantidade de pesquisas resultantes de levantamento na base de dados da CAPES de acordo com a abordagem. Psicometria Psicanálise Outras Total

3 Neste levantamento também observa-se que a Psicometria formou a base da pesquisa desenvolvida por muitos autores, como Bueno (2008). Em sua maioria as pesquisas envolveram a validação de instrumentos direcionados à mensuração de fatores emocionais em crianças ou grupos específicos. A categoria outras refere-se a trabalhos que compreendem as emoções por meio de metodologias como: pesquisa qualitativa, análise teórico-conceitual, como nos trabalhos de Vianna (2005) e Toassa (2009), entre outros. A realização destes levantamentos permitiu conhecer que, tanto em artigos científicos, como em pesquisas realizadas em programas de pós-graduação, a ênfase maior que é dada aos aspectos emocionais refere-se às formas desvinculadas do contexto social e histórico em que o indivíduo vive. A emoção é apresentada como expressões individualizadas, em que técnicas de mensuração são utilizadas para medir sua ocorrência e intensidade. Porém, são desconsiderados os fatores associados a esses acontecimentos, o que nos remete às formas mecanicistas de conceber as emoções desenvolvidas por James e Lange, que foram criticadas por Vigotski (2004) como limitadas, devido à ênfase nas emoções elementares e em suas manifestações orgânicas, sem a compreensão da historicidade que as envolve. A psicometria, empregada em grande parte das pesquisas, contém semelhanças com as formas de mensuração empregadas nos testes de inteligência, com a utilização de percentuais que possam indicar um maior ou menor desenvolvimento do sentimento de moralidade, de felicidade, de satisfação, entre outros. Vigotski (1997), em texto de 1931 em que discutiu procedimentos de avaliação com crianças, posicionou-se contra a investigação pedológica moderna, que se baseava na metodologia de Binet ( ), que por meio de atuações mecânicas elaborou números e índices acerca do desenvolvimento, mas deixava de lado o pensamento e a totalidade em que este é formado. Para Moysés e Collares (1997), a padronização presente nos testes de inteligência tem como pressuposto a existência de um determinismo biológico, que estabelece a ideologia de que existem indivíduos que possuem habilidades inatas que os tornam mais inteligentes do que outros. No que se refere às emoções, que algumas pessoas se tornam emocionalmente mais adequadas, mais ou menos amadurecidas emocionalmente, sendo aceitável medir e quantificar os aspectos emocionais e intelectuais, como também o nível de relação entre eles e do afeto com a cognição. As autoras ressaltam que o uso desses instrumentos possibilita apenas o

4 acesso às formas de expressão do objeto avaliado - o que se dá de forma indireta, embora haja o pressuposto de que é possível o acesso ao objeto em si. Elas apontam que os testes de inteligência - assim como a padronização das escalas que medem as emoções e sentimentos - partem de uma naturalização dos processos psíquicos fundamentada na Biologia e na Genética, o que se deve à transposição da teoria darwinista para a compreensão dos aspectos humanos. Esta ideologia foi muito difundida nas práticas eugenistas, que buscam no determinismo biológico a explicação para elementos que são, em sua realidade concreta, fenômenos sociais e históricos. Di Loreto (1997) apresenta posicionamento semelhante, ao argumentar que os fatores biológicos e genéticos são secundários na determinação dos aspectos que caracterizam as patologias psíquicas. Também afirma que não há, nem pode haver hereditariedade para as emoções, devido ao fato de que elas acompanham o conhecimento e a vivência dos indivíduos. Ao observarmos as publicações e pesquisas na área da Psicologia, nos pareceu que alguns objetivos acerca das emoções e sentimentos se modificaram ao longo do tempo, mas em grande parte delas, os métodos e instrumentos da ciência psicológica continuam sendo utilizados de forma descontextualizada da vida dos indivíduos, o que faz com que a visão biologicista seja mantida como forma de explicar as funções psíquicas humanas. No entanto, outras possibilidades de compreensão do ser humano e dos fatores que envolvem o seu psiquismo são apresentadas pela Psicologia Histórico-Cultural. Esta tem nos fundamentos sociais e históricos da sociedade as bases para a compreensão do homem e de sua personalidade, como ser singular que se relaciona com o contexto em que vive, contribuindo para transformá-lo e, ao mesmo tempo, transformar-se. Referências: Bueno, J.M.H. (2008). Construção de um Instrumento para Avaliação da Inteligencia Emocional em Crianças. Tese (Doutorado em psicologia). Universidade São Francisco, Itatiba.

5 Di Loreto, O.D.M. (1997, julho/dezembro). Em defesa do meu direito de ser triste. Revista Psicologia em Estudo, 2 (3), pp Hernandez, J. A. E. & Hutz, C. S. (2008, junho). Gravidez do primeiro filho: papéis sexuais, ajustamento conjugal e emocional. Psicologia: Teoria e Pesquisa, 24 (2). Recuperado em 12 de janeiro de 2010, da Scielo (Scientific Electronic Library On Line): Moysés, M. A. A. & Collares, C.A.L. (1997). Inteligência abstraída, crianças silenciadas: as avaliações de inteligência. Psicologia USP, 8 (1). Recuperado em 11 de setembro, 2010, da Scielo (Scientific Electronic Library On Line): Moysés, M. A. A.; Collares, C. A. L. (2012). O lado escuro da dislexia e do TDAH. In: Facci, M. G.; Meira, M. E. M.; Tuleski, S. C. (Orgs.). A exclusão dos incluídos : uma crítica da Psicologia da Educação à patologização e medicalização dos processos educativos. 2ª ed. Maringá: EDUEM, p Toassa, G. (2009). Emoções e vivências em Vigotski: investigação para uma perspectiva histórico-cultural. Tese (Doutorado em Psicologia). Instituto de Psicologia da Universidade de São Paulo. Soussumi, Y. (2006). Tentativa de integração entre algumas concepções básicas da psicanálise e da neurociência. Psicologia clínica, 18 (1). Recuperado em 11 de janeiro, 2010, da Scielo (Scientific Electronic Library On Line): Vianna, F.R.L. (2005). A Representação da Felicidade no Pensamento Ocidental. Tese (Doutorado em Psicologia). Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. Vigotski, L. S. (1997). Obras escogidas. Volume 5. Madri: Visor Distribuciones. Vigotski, L.S. (2004). Teoría de las emociones Estudio histórico-psicológico. Madrid: Ediciones Akal.

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO AVALIAÇÃO PSICOLÓGICA 1 - JUSTIFICATIVA A cada dia cresce a expectativa de que os profissionais da área da Psicologia possam oferecer para a população em geral,

Leia mais

TÍTULO: CONCEPÇÃO DE PRÉ-ADOLESCÊNCIA EM HENRI WALLON CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PSICOLOGIA

TÍTULO: CONCEPÇÃO DE PRÉ-ADOLESCÊNCIA EM HENRI WALLON CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PSICOLOGIA Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: CONCEPÇÃO DE PRÉ-ADOLESCÊNCIA EM HENRI WALLON CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS

Leia mais

Fracasso Escolar: um olhar psicopedagógico

Fracasso Escolar: um olhar psicopedagógico Fracasso Escolar: um olhar psicopedagógico Profa. Dra. Nádia Aparecida Bossa Doutora em Psicologia e Educação USP, Mestre em Psicologia da Educação PUC-SP, Neuropsicóloga, Psicopedagoga, Psicóloga, Pedagoga.

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Curso: Psicologia Núcleo Temático: Avaliação Psicológica Disciplina: Instrumentos de Avaliação Psicológica III Código da Disciplina: 0832414-1

Leia mais

A RECEPÇÃO DOS TEXTOS E IDEIAS DE DARWIN NO ACERVO BIBLIOGRÁFICO DA UEM: UMA QUESTÃO DE CIRCULAÇÃO DO CONHECIMENTO

A RECEPÇÃO DOS TEXTOS E IDEIAS DE DARWIN NO ACERVO BIBLIOGRÁFICO DA UEM: UMA QUESTÃO DE CIRCULAÇÃO DO CONHECIMENTO A RECEPÇÃO DOS TEXTOS E IDEIAS DE DARWIN NO ACERVO BIBLIOGRÁFICO DA UEM: UMA QUESTÃO DE CIRCULAÇÃO DO CONHECIMENTO Vitor Góis Ferreira (PIBIC/FA/UEM), Cristina de Amorim Machado(Orientadora, DFE-UEM),

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA HORÁRIO DAS DISCIPLINAS 1º SEMESTRE DE º SEMESTRE CURRICULAR NOTURNO. Psicologia da Personalidade I

CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA HORÁRIO DAS DISCIPLINAS 1º SEMESTRE DE º SEMESTRE CURRICULAR NOTURNO. Psicologia da Personalidade I 1º SEMESTRE CURRICULAR NOTURNO Leitura e produção de texto da Personalidade I Genética Humana Anatomia e Fisiologia Leitura e produção de texto da Personalidade I Genética Humana Anatomia e Fisiologia

Leia mais

82 TCC em Re-vista 2012

82 TCC em Re-vista 2012 82 TCC em Re-vista 2012 MARTINS, Juleide Lopes de Miranda 1. Reflexões sobre a medicalização do transtorno de déficit de atenção e hiperatividade. 2012. 20 f. Trabalho de Conclusão de Curso (graduação

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MESTRADO E DOUTORADO - DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA:

ESTRUTURA CURRICULAR DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MESTRADO E DOUTORADO - DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA: ESTRUTURA CURRICULAR DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA MESTRADO E DOUTORADO - DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA: Os cursos de Mestrado e Doutorado do PPGP/UFSC compreendem um conjunto

Leia mais

EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO

EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO 12.º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 286/89, de 29 de Agosto) PROVA 140/C/5 Págs. Duração da prova: 120 minutos 2007 1.ª FASE PROVA ESCRITA DE PSICOLOGIA 1. CRITÉRIOS

Leia mais

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES PREFEITURA DE BELO HORIZONTE (Parte I)

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES PREFEITURA DE BELO HORIZONTE (Parte I) RESOLUÇÃO DE QUESTÕES PREFEITURA DE BELO HORIZONTE (Parte I) TAUANE PAULA GEHM Mestre e doutorando em Psicologia Experimental Avaliação Psicológica: Fundamentos da medida psicológica; Instrumentos de avaliação:

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA Ano letivo de 2014/2015 Disciplina: PSICOLOGIA B 12º ANO Ensino Regular (Diurno) Planificação de Médio e Longo Prazo

ESCOLA SECUNDÁRIA DE AMORA Ano letivo de 2014/2015 Disciplina: PSICOLOGIA B 12º ANO Ensino Regular (Diurno) Planificação de Médio e Longo Prazo Problemas da Psicologia Conteúdos Conceitos fundamentais Objectivos Capacidades Tempos 1. Como interagem os planos do biológico e do cultural para a constituição do ser humano? Unidade 1 A ENTRADA NA VIDA

Leia mais

TDAH: DISFUNÇÕES (TRANSTORNO) INDIDUAL OU PROBLEMA SOCIAL?

TDAH: DISFUNÇÕES (TRANSTORNO) INDIDUAL OU PROBLEMA SOCIAL? TDAH: DISFUNÇÕES (TRANSTORNO) INDIDUAL OU PROBLEMA SOCIAL? Cláudia Elizabete da Costa Moraes Mondini Universidade Federal de Mato Grosso do Sul Nádia Cristina Bureman Universidade Federal de Mato Grosso

Leia mais

A ORIENTAÇÃO SEXUAL NA ESCOLA E SUA RELAÇÃO COM O TRABALHO DO PSICÓLOGO

A ORIENTAÇÃO SEXUAL NA ESCOLA E SUA RELAÇÃO COM O TRABALHO DO PSICÓLOGO A ORIENTAÇÃO SEXUAL NA ESCOLA E SUA RELAÇÃO COM O TRABALHO DO PSICÓLOGO SANTANA, Alanny Nunes de. Discente de Psicologia da Universidade Federal de Campina Grande. E-mail: alannysantana@hotmail.com FARIAS,

Leia mais

A disciplina apresenta as principais teorias do desenvolvimento biopsicossocial infantil, com ênfase na abordagem psicanalítica.

A disciplina apresenta as principais teorias do desenvolvimento biopsicossocial infantil, com ênfase na abordagem psicanalítica. Unidade Universitária Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso Psicologia Disciplina Psicologia do Desenvolvimento Infantil Professor(es) e DRTs Priscila Palermo Felipini 113088-8 Santuza Fernandes

Leia mais

Ciências Genéticas. Atividades Complementares 20. Ciências Humanas Ciências Sociais Ciências Biológicas. Atividades Complementares 20

Ciências Genéticas. Atividades Complementares 20. Ciências Humanas Ciências Sociais Ciências Biológicas. Atividades Complementares 20 MÓDULO I Bases Elementares para o Estudo e Compreensão do Comportamento: Aspectos Históricos INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE LONDRINA - INESUL CARGA HORÁRIATOTAL DO CURSO 4250 horas relógio CARGA HORÁRIA

Leia mais

Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação. Curso: PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM

Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação. Curso: PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Universidade Anhanguera-Uniderp Pró-Reitoria de Graduação Curso: PLANO DE ENSINO E APRENDIZAGEM Disciplina ou Módulo: Habilidades Específicas VII- Laboratório TP TTP VII- Clinica do adulto. Série/Semestre:

Leia mais

PROJETO CINEMAPSI: ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM PSICOLOGIA

PROJETO CINEMAPSI: ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM PSICOLOGIA CONEXÃO FAMETRO: ÉTICA, CIDADANIA E SUSTENTABILIDADE XII SEMANA ACADÊMICA ISSN: 2357-8645 RESUMO PROJETO CINEMAPSI: ESTRATÉGIA DE PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO EM PSICOLOGIA Monique Santos Ysmael Rocha Fátima

Leia mais

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO

CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS º PERÍODO CURSO: PEDAGOGIA EMENTAS - 2016.1 1º PERÍODO DISCIPLINA: HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO Estudo da história geral da Educação e da Pedagogia, enfatizando a educação brasileira. Políticas ao longo da história engendradas

Leia mais

Teorias Motivacionais

Teorias Motivacionais Teorias Motivacionais A perspectiva biológica A perspectiva Biológica da Motivação pode subdividir-se em 3 categorias: As contribuições genéticas para o comportamento motivado A Motivação como estimulação

Leia mais

PSICOLOGIA MATUTINO / NOTURNO

PSICOLOGIA MATUTINO / NOTURNO PSICOLOGIA MATUTINO / NOTURNO 1º Ano / 1º Semestre / 1º Período Epistemologia e História da Psicologia I Estatística Instrumentos e Projetos de Pesquisa em Psicologia I Metodologia de Pesquisa @ Neurofisiologia

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIA 1º PERÍODO

EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIA 1º PERÍODO EMENTAS DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM FILOSOFIA 1º PERÍODO FIL02457 - FILOSOFIA POLÍTICA I (60 h, OBR) O homem e sua ação política. A noção de polis no pensamento grego antigo e seus desdobramentos

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PSICOLOGIA DA ARTE E EXPRESSIVIDADE Ano Lectivo 2012/2013

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PSICOLOGIA DA ARTE E EXPRESSIVIDADE Ano Lectivo 2012/2013 Programa da Unidade Curricular PSICOLOGIA DA ARTE E EXPRESSIVIDADE Ano Lectivo 2012/2013 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Psicologia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Unidade Universitária Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso Psicologia Disciplina Processos Psicológicos Básicos Professor(es) Paulo Sérgio Boggio DRT 112311-5 Claudio Bastidas Martinez

Leia mais

Qual a relação entre a singularidade e a configuração do sintoma? Qual o lugar destinado ao sintoma escolar no contexto da clínica?

Qual a relação entre a singularidade e a configuração do sintoma? Qual o lugar destinado ao sintoma escolar no contexto da clínica? Fracasso Escolar: um olhar psicopedagógico Dra Nadia Bossa Q ue s tõ e s Diante do peso da cultura quais são as condições de possibilidade desse sintoma culturalmente determinada, ou seja qual a natureza

Leia mais

Faculdade Pernambucana de Saúde PSICOLOGIA. Detalhamento da Matriz Curricular

Faculdade Pernambucana de Saúde PSICOLOGIA. Detalhamento da Matriz Curricular Faculdade Pernambucana de Saúde PSICOLOGIA Detalhamento da Matriz Curricular Eixo Temático Módulo Carga Horária Código subjetividade: o sujeito o seu meio e a cultura O Homem como ser Social 70 PSI01-01

Leia mais

Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum

Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum Curso de Atualização em Psicopatologia 2ª aula Decio Tenenbaum Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica do Hospital Geral da Santa Casa da Misericórdia do Rio de Janeiro 2ª aula Diferenciação

Leia mais

FLUXOGRAMA DO CURSO DE PSICOLOGIA 1º SEMESTRE

FLUXOGRAMA DO CURSO DE PSICOLOGIA 1º SEMESTRE 6 FLUXOGRAMA DO CURSO DE PSICOLOGIA 1º SEMESTRE Introdução às Ciências Sociais Introdução à Filosofia Psicologia como Ciência e Profissão Introdução ao Pensamento Científico Português Instrumental e Produção

Leia mais

UNIDADE I A Construção do Conhecimento Psicológico: 1.1 Conceituações

UNIDADE I A Construção do Conhecimento Psicológico: 1.1 Conceituações PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Psicologia da Educação II Código da Disciplina: EDU312 Curso: Pedagogia Semestre de oferta da disciplina: 3º Faculdade responsável: Pedagogia Programa em vigência a partir

Leia mais

DISTÚRBIOS, TRANSTORNOS, DIFICULDADES E PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM

DISTÚRBIOS, TRANSTORNOS, DIFICULDADES E PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM DISTÚRBIOS, TRANSTORNOS, DIFICULDADES E PROBLEMAS DE APRENDIZAGEM Os termos distúrbios, transtornos, dificuldades e problemas de aprendizagem tem sido utilizados de forma aleatória, tanto na literatura

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES Nº 02/2016/PSI

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES Nº 02/2016/PSI UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES Nº 02/2016/PSI A Direção do Instituto de Psicologia e a Coordenação do Curso de Psicologia, baseadas no

Leia mais

PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA E O PAPEL DO ENSINO DE BIOLOGIA NA FORMAÇÃO DA CONCEPÇÃO DE MUNDO

PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA E O PAPEL DO ENSINO DE BIOLOGIA NA FORMAÇÃO DA CONCEPÇÃO DE MUNDO PEDAGOGIA HISTÓRICO-CRÍTICA E O PAPEL DO ENSINO DE BIOLOGIA NA FORMAÇÃO DA CONCEPÇÃO DE MUNDO PEREIRA, Lucas Monteiro UNESP lucasmontp@gmail.com CAMPOS, Luciana M. Lunardi UNESP camposml@ibb.unesp.br Introdução

Leia mais

CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA HORÁRIO DAS DISCIPLINAS 2º SEMESTRE DE º SEMESTRE CURRICULAR NOTURNO. Psicologia da.

CURSO DE GRADUAÇÃO EM PSICOLOGIA HORÁRIO DAS DISCIPLINAS 2º SEMESTRE DE º SEMESTRE CURRICULAR NOTURNO. Psicologia da. 1º SEMESTRE CURRICULAR NOTURNO da Leitura e produção de Filosofia e Ética Introdução a Anatomia e Fisiologia Personalidade I texto Filosofia e Ética Introdução a da Personalidade I Leitura e produção de

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: Centro de Comunicação e Letras Curso: Jornalismo Disciplina: Psicologia Professor(es): Nora Rosa Rabinovich Carga horária: 25,5h Ementa: (x) Teórica ( ) Prática Núcleo Temático:

Leia mais

GRUPO DE ATIVIDADES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (GAEPE) Maria Leonor Espinosa Enéas Camila Cruz Rodrigues

GRUPO DE ATIVIDADES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (GAEPE) Maria Leonor Espinosa Enéas Camila Cruz Rodrigues GRUPO DE ATIVIDADES DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO (GAEPE) GAEPE: Avaliação Psicológica COORDENADOR(ES): Santuza F. S. Cavalini e Sonia Maria da Silva PARTICIPANTES: Maria Leonor Espinosa Enéas Camila

Leia mais

RESOLUÇÃO. Parágrafo único. O novo currículo é o 0004-LS, cujas ementas e objetivos das disciplinas também constam do anexo.

RESOLUÇÃO. Parágrafo único. O novo currículo é o 0004-LS, cujas ementas e objetivos das disciplinas também constam do anexo. RESOLUÇÃO CONSEPE 28/2016 ALTERA MATRIZ CURRICULAR E APROVA O PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PÓS- GRADUAÇÃO LATO SENSU EM PSICOLOGIA DO TRÂNSITO DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF. O Presidente do Conselho

Leia mais

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico

UNIVERSIDADE PRESBITERIANA MACKENZIE Decanato Acadêmico Unidade Universitária: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso: Psicologia Núcleo Temático: Avaliação Psicológica Disciplina: Supervisão de Estágio Básico em Avaliação Psicológica e Psicodiagnóstico

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES Nº 01/2017/PSI

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES Nº 01/2017/PSI UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS INSTITUTO DE PSICOLOGIA CURSO DE PSICOLOGIA NORMAS COMPLEMENTARES Nº 01/2017/PSI A Direção do Instituto de Psicologia e a Coordenação do Curso de Psicologia, baseadas no

Leia mais

III SEMINÁRIO DE PRÁTICA DE PESQUISA EM PSICOLOGIA ISSN: Universidade Estadual de Maringá 23 de Novembro de 2013

III SEMINÁRIO DE PRÁTICA DE PESQUISA EM PSICOLOGIA ISSN: Universidade Estadual de Maringá 23 de Novembro de 2013 O DESENVOLVIMENTO DA PERSONALIDADE NA PERSPECTIVA HISTÓRICO- CULTURAL Juliana da Silva Prado; Yara Gonçalves Carobrez (Departamento de Psicologia, Universidade Estadual de Maringá); Adriana de Fátima Franco;

Leia mais

Matutino. Primeiro Período

Matutino. Primeiro Período GRADE CURRICULAR DE PSICOLOGIA 2016/1 Matutino CÓDIGO DISCIPLINAS CARGA HORÁRIA SEMESTRAL COMUNICAÇÃO E EXPRESSÃO PSI0465 FILOSOFIA DA PSICOLOGIA 30 PSI0277 PSICOLOGIA E DESENVOLVIMENTO HUMANO I 60 PSI0278

Leia mais

Metodologia SciELO. Odila Duru BIREME/OPAS/OMS. I Encontro de Editores de Revistas Científicas na Área de Psicologia São Paulo, 30 de agosto de 2004

Metodologia SciELO. Odila Duru BIREME/OPAS/OMS. I Encontro de Editores de Revistas Científicas na Área de Psicologia São Paulo, 30 de agosto de 2004 Metodologia SciELO Odila Duru BIREME/OPAS/OMS I Encontro de Editores de Revistas Científicas na Área de Psicologia São Paulo, 30 de agosto de 2004 Novas Perspectivas da Comunicação Científica Peer Review

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONSULTA PSICOLÓGICA E EXAME PSICOLÓGICO Ano Lectivo 2013/2014

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular CONSULTA PSICOLÓGICA E EXAME PSICOLÓGICO Ano Lectivo 2013/2014 Programa da Unidade Curricular CONSULTA PSICOLÓGICA E EXAME PSICOLÓGICO Ano Lectivo 2013/2014 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (2º Ciclo) 2. Curso Mestrado em Psicologia Clínica 3. Ciclo

Leia mais

Pedagogia. 1º Semestre. Biologia Educacional EDC602/ 60h

Pedagogia. 1º Semestre. Biologia Educacional EDC602/ 60h Pedagogia 1º Semestre Biologia Educacional EDC602/ 60h Ementa: Identificar os processos biológicos fundamentais diretamente relacionados à situação ensino-aprendizagem. Análise dos fatores genéticos e

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS 01. EDUCAÇÃO, COMUNICAÇÃO E MÍDIA Educação e comunicação como práticas culturais. Mídias como expressão simbólica das diferenças culturais. A tecnologia como cultura e potencializadora

Leia mais

Experiências de corpo inteiro: Contribuições de Wallon para a educação

Experiências de corpo inteiro: Contribuições de Wallon para a educação Experiências de corpo inteiro: Contribuições de Wallon para a educação Mariana Roncarati Mestranda em Educação - UNIRio/ CAPES; Psicomotricista Uni-IBMR; Especialista em Educação Infantil PUC-Rio m_roncarati@hotmail.com

Leia mais

Relações pedagógicas. Professor aluno. Ensino aprendizagem. Teoria e prática. Objetivo e avaliação. Conteúdo e método

Relações pedagógicas. Professor aluno. Ensino aprendizagem. Teoria e prática. Objetivo e avaliação. Conteúdo e método Relações pedagógicas Professor aluno Ensino aprendizagem Teoria e prática Objetivo e avaliação Conteúdo e método A linha mestra que norteia qualquer ação na educação está relacionada à relação humana.

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALBERTO SAMPAIO Exame de Equivalência à Frequência

ESCOLA SECUNDÁRIA DE ALBERTO SAMPAIO Exame de Equivalência à Frequência Disciplina: PSICOLOGIA B - FASE 2ª Ano(s) de Escolaridade: 12º ANO 2009/2010 Código: 340 Duração da Prova : 90 minutos Grupo I Este grupo é constituído por dez questões de escolha múltipla. Na sua folha

Leia mais

Para uma análise do livro didático de química proposto pela SEED, por meio de processos cognitivistas, primeiro faremos um pequeno exercício.

Para uma análise do livro didático de química proposto pela SEED, por meio de processos cognitivistas, primeiro faremos um pequeno exercício. Para uma análise do livro didático de química proposto pela SEED, por meio de processos cognitivistas, primeiro faremos um pequeno exercício. A CLASSIFICAÇÃO DOS OBJETIVOS EDUCACIONAIS Seu estudo é de

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PSICOLOGIA DA ARTE E EXPRESSIVIDADE Ano Lectivo 2015/2016

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular PSICOLOGIA DA ARTE E EXPRESSIVIDADE Ano Lectivo 2015/2016 Programa da Unidade Curricular PSICOLOGIA DA ARTE E EXPRESSIVIDADE Ano Lectivo 2015/2016 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Comunicação e Multimédia 3. Ciclo de Estudos

Leia mais

AS METODOLOGIAS DE ENSINO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: A METODOLOGIA CRÍTICO SUPERADORA

AS METODOLOGIAS DE ENSINO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: A METODOLOGIA CRÍTICO SUPERADORA AS METODOLOGIAS DE ENSINO DA EDUCAÇÃO FÍSICA ESCOLAR: A METODOLOGIA CRÍTICO SUPERADORA Gabriel Pereira Paes Neto LEPEL-UFPA/SEDUC-PA gabrieledfisica@hotmail.com Ney Ferreira França LEPEL-UFPA/SEDUC-PA

Leia mais

ETAPAS E CRONOGRAMA DO PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO

ETAPAS E CRONOGRAMA DO PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO ETAPAS E CRONOGRAMA DO PROGRAMA DE REESTRUTURAÇÃO ETAPA ATUAL: PROPOSIÇÕES DATA 12 e 15 de Abril Locais: Paranavaí e Curitiba Maio a julho (em cada Colegiado) ENCONTRO, ATIVIDADE E CONTEÚDOS 2º Encontro

Leia mais

PLANO DE ENSINO I EMENTA

PLANO DE ENSINO I EMENTA PLANO DE ENSINO CURSO: Psicologia SÉRIE: 4º período TURNO: Diurno e Noturno DISCIPLINA: Psicologia Sócio-Interacionista CARGA HORÁRIA SEMANAL: 2 horas CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 40 horas I EMENTA Estudo

Leia mais

Matriz Curricular do Curso de Psicologia Bacharelado 2014 Ênfase II Ênfase II Psicologia e Processos Educativos

Matriz Curricular do Curso de Psicologia Bacharelado 2014 Ênfase II Ênfase II Psicologia e Processos Educativos Matriz Curricular do Curso de Psicologia Bacharelado 2014 Ênfase II Ênfase II Psicologia e Processos Educativos 1º PERÍODO HR Antropologia Epistemologia e História da Psicologia I Filosofia Leitura e Produção

Leia mais

PONTUAÇÃO PARA PROGRESSÃO FUNCIONAL DE DOCENTES (Aprovada na 207ª Reunião do Conselho da Unidade do IM, em 25/09/2009)

PONTUAÇÃO PARA PROGRESSÃO FUNCIONAL DE DOCENTES (Aprovada na 207ª Reunião do Conselho da Unidade do IM, em 25/09/2009) UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE MATEMÁTICA Av. Bento Gonçalves 9500 - Agronomia - 91509-900 Porto Alegre - RS - BRASIL Tel: (051) 3308-6189/3308-6225 FAX: (051) 3308-7301 e-mail:

Leia mais

DISCIPLINAS DO PROGRAMA QUADRO DE DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROCESSOS DE DESENVOLVIMENTO HUMANO E SAÚDE

DISCIPLINAS DO PROGRAMA QUADRO DE DISCIPLINAS DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM PROCESSOS DE DESENVOLVIMENTO HUMANO E SAÚDE Universidade de Brasília-UnB Instituto de Psicologia - IP Departamento de Psicologia Escolar e do Desenvolvimento PED Coordenação do Programa de Pós-Graduação: Processos de Desenvolvimento Humano e Saúde

Leia mais

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA - EAD (Currículo iniciado em 2016)

EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA - EAD (Currículo iniciado em 2016) EMENTÁRIO DAS DISCIPLINAS DO CURSO DE LICENCIATURA EM EDUCAÇÃO FÍSICA - EAD (Currículo iniciado em 2016) ANATOMIA HUMANA APLICADA À EDUCAÇÃO FÍSICA D0041/I 68 H Introdução ao estudo da anatomia humana.

Leia mais

PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO DE CURSOS NOVOS MESTRADO ACADÊMICO

PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO DE CURSOS NOVOS MESTRADO ACADÊMICO PARÂMETROS DE AVALIAÇÃO DE CURSOS NOVOS MESTRADO ACADÊMICO Os projetos de cursos novos serão julgados pela Comissão de Avaliação da área de Educação com base nos dados obtidos pela aplicação dos critérios

Leia mais

A atuação do psicólogo na rede pública de educação do Paraná: contribuições da Psicologia Histórico-Cultural para a educação

A atuação do psicólogo na rede pública de educação do Paraná: contribuições da Psicologia Histórico-Cultural para a educação A atuação do psicólogo na rede pública de educação do Paraná: contribuições da Psicologia Histórico-Cultural para a educação Resumo: Patrícia Vaz de Lessa- UEM e Fundação Araucária 1 O presente trabalho

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE PSICOLOGIA Morfofisiológica e Comportamento Humano Estudo anátomo-funcional de estruturas orgânicas na relação com manifestações emocionais. Comunicação e

Leia mais

SciELO Scientific Eletronic Library Online GUIA DE ATUALIZAÇÃO DE PÁGINAS INFORMATIVAS

SciELO Scientific Eletronic Library Online GUIA DE ATUALIZAÇÃO DE PÁGINAS INFORMATIVAS SciELO Scientific Eletronic Library Online GUIA DE ATUALIZAÇÃO DE PÁGINAS INFORMATIVAS São Paulo Janeiro / 2016 APRESENTAÇÃO Este guia tem a função de auxiliar os editores no envio de solicitação de atualização

Leia mais

Fatores associados à depressão relacionada ao trabalho de enfermagem

Fatores associados à depressão relacionada ao trabalho de enfermagem Estudos de Psicologia Fatores associados à depressão relacionada ao trabalho de enfermagem Marcela Luísa Manetti Maria Helena Palucci Marziale Universidade de São Paulo Ribeirão Preto Resumo ao trabalho

Leia mais

TÍTULO: DIDÁTICA EM AÇÃO: ADAPTAÇÃO DOS CONTOS INFANTIS NAS AULAS DE YOGA PARA CRIANÇAS

TÍTULO: DIDÁTICA EM AÇÃO: ADAPTAÇÃO DOS CONTOS INFANTIS NAS AULAS DE YOGA PARA CRIANÇAS TÍTULO: DIDÁTICA EM AÇÃO: ADAPTAÇÃO DOS CONTOS INFANTIS NAS AULAS DE YOGA PARA CRIANÇAS CATEGORIA: EM ANDAMENTO ÁREA: CIÊNCIAS HUMANAS E SOCIAIS SUBÁREA: PEDAGOGIA INSTITUIÇÃO: FACULDADE ANHANGUERA DE

Leia mais

CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DA ATIVIDADE PARA O DEBATE SOBRE A NATUREZA DA ATIVIDADE DE ENSINO ESCOLAR EIDT,

CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DA ATIVIDADE PARA O DEBATE SOBRE A NATUREZA DA ATIVIDADE DE ENSINO ESCOLAR EIDT, CONTRIBUIÇÕES DA TEORIA DA ATIVIDADE PARA O DEBATE SOBRE A NATUREZA DA ATIVIDADE DE ENSINO ESCOLAR EIDT, Nadia Mara UNESP Araraquara nadiaeidt@uol.com.br GT:Psicologia Educacional/nº 20 Agência Financiadora:

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular INTRODUÇÃO ÀS CIÊNCIAS DA VIDA Ano Lectivo 2010/2011

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular INTRODUÇÃO ÀS CIÊNCIAS DA VIDA Ano Lectivo 2010/2011 Programa da Unidade Curricular INTRODUÇÃO ÀS CIÊNCIAS DA VIDA Ano Lectivo 2010/2011 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Psicologia 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade Curricular

Leia mais

Matriz Curricular - Curso de Psicologia

Matriz Curricular - Curso de Psicologia Matriz Curricular - Curso de Psicologia 1 o SEMESTRE 001 Fundamentos Epistemológicos da Psicologia 002 Introdução à Filosofia 40 40 00 003 Processos Psicológicos Básicos 004 Genética e Evolução 60 60 00

Leia mais

O PAPEL DA ESCOLA E DO PROFESSOR NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM EM CRIANÇAS COM TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE (TDAH) Introdução

O PAPEL DA ESCOLA E DO PROFESSOR NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM EM CRIANÇAS COM TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE (TDAH) Introdução 421 O PAPEL DA ESCOLA E DO PROFESSOR NO PROCESSO DE APRENDIZAGEM EM CRIANÇAS COM TRANSTORNO DE DÉFICIT DE ATENÇÃO E HIPERATIVIDADE (TDAH) Amanda Ferreira dos Santos², Felipe Vidigal Sette da Fonseca²,

Leia mais

os periódicos brasileiros na comunicação da pesquisa nacional

os periódicos brasileiros na comunicação da pesquisa nacional os periódicos brasileiros na comunicação da pesquisa nacional Abel L. Packer SciELO, Coordenação Operacional Consultor em Informação e Comunicação em Ciência Fundação da Universidade Federal de São Paulo

Leia mais

O desenvolvimento da imaginação por meio da leitura dos gêneros do discurso na escola

O desenvolvimento da imaginação por meio da leitura dos gêneros do discurso na escola O desenvolvimento da imaginação por meio da leitura dos gêneros do discurso na escola Gislaine Rossler Rodrigues Gobbo. Programa de Pós-Graduação em Educação Marília FFC Universidade Estadual Paulista

Leia mais

AULA 02 O Conhecimento Científico

AULA 02 O Conhecimento Científico 1 AULA 02 O Conhecimento Científico Ernesto F. L. Amaral 06 de agosto de 2010 Metodologia (DCP 033) Fonte: Aranha, Maria Lúcia de Arruda; Martins, Maria Helena Pires. 2003. Filosofando: introdução à filosofia.

Leia mais

AULA 01 Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos

AULA 01 Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos 1 AULA 01 Diretrizes para a leitura, análise e interpretação de textos Ernesto F. L. Amaral 08 de março de 2012 Metodologia (DCP 033) Fonte: Severino, Antônio Joaquim. 2007. Metodologia do trabalho científico.

Leia mais

O USO DE RECURSOS VISUAIS NA EDUCAÇÃO DE SURDOS

O USO DE RECURSOS VISUAIS NA EDUCAÇÃO DE SURDOS O USO DE RECURSOS VISUAIS NA EDUCAÇÃO DE SURDOS Daniella Zanellato 1 Universidade de São Paulo Elaine Cristina Paixão da Silva 2 Universidade de São Paulo Programa de Pós-graduação da Faculdade de Educação

Leia mais

NÚCLEO DE APOIO ACADÊMICO NAAC

NÚCLEO DE APOIO ACADÊMICO NAAC NÚCLEO DE APOIO ACADÊMICO Universidade de Santa Cruz do Sul Pró-Reitoria de Graduação COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA NAP Núcleo de Apoio Pedagógico Núcleo de Apoio Acadêmico Ações Gerais Coordenadora Profª Drª

Leia mais

ENSINO MÉDIO INOVADOR: AS EXPERIÊNCIAS NA COMPREENSÃO DA BIOLOGIA

ENSINO MÉDIO INOVADOR: AS EXPERIÊNCIAS NA COMPREENSÃO DA BIOLOGIA ENSINO MÉDIO INOVADOR: AS EXPERIÊNCIAS NA COMPREENSÃO DA BIOLOGIA Adiene Silva Araújo Universidade de Pernambuco - UPE adienearaujo@hotmail.com 1- Introdução A Biologia como ciência, ao longo da história

Leia mais

Tutorial de Pesquisa Bibliográfica- BVS. 2ª. Versão 2012

Tutorial de Pesquisa Bibliográfica- BVS. 2ª. Versão 2012 B I B L I O T E C A D E C I Ê N C I A S D A S A Ú D E SD DA Universidade Federal do Paraná - UFPR Tutorial de Pesquisa Bibliográfica- BVS 2ª. Versão 2012 1 Pesquisa Bibliográfica É o levantamento de um

Leia mais

Seleção SciELO Brasil: critérios e procedimentos para a admissão e a permanência de periódicos científicos na coleção

Seleção SciELO Brasil: critérios e procedimentos para a admissão e a permanência de periódicos científicos na coleção Seleção SciELO Brasil: critérios e procedimentos para a admissão e a permanência de periódicos científicos na coleção Universidade Estadual de Maringá Maringá, 15 de maio de 2008 Fabiana Montanari Lapido

Leia mais

UMA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA ACERCA DA ENFERMAGEM NO CUIDADO ÀS CRIANÇAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS

UMA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA ACERCA DA ENFERMAGEM NO CUIDADO ÀS CRIANÇAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS 1 UMA PESQUISA BIBLIOGRÁFICA ACERCA DA ENFERMAGEM NO CUIDADO ÀS CRIANÇAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS RESUMO: ¹Silvana Cruz da Silva ² Eliane Tatsch Neves ³Pâmela de Almeida Batista Este trabalho trata-se

Leia mais

LIVRO PRINCÍPIOS DE PSICOLOGIA TOPOLÓGICA KURT LEWIN. Profª: Jordana Calil Lopes de Menezes

LIVRO PRINCÍPIOS DE PSICOLOGIA TOPOLÓGICA KURT LEWIN. Profª: Jordana Calil Lopes de Menezes LIVRO PRINCÍPIOS DE PSICOLOGIA TOPOLÓGICA KURT LEWIN Profª: Jordana Calil Lopes de Menezes PESSOA E AMBIENTE; O ESPAÇO VITAL Todo e qualquer evento psicológico depende do estado da pessoa e ao mesmo tempo

Leia mais

A atuação psicopedagógica institucional

A atuação psicopedagógica institucional A atuação psicopedagógica institucional Psicopedagogia Dorival Rosa Brito 1 A psicopedagogia assume um compromisso com a melhoria da qualidade do ensino expandindo sua atuação para o espaço escolar, atendendo,

Leia mais

Ementário das disciplinas da Matriz Curricular 09

Ementário das disciplinas da Matriz Curricular 09 Ementário das disciplinas da Matriz Curricular 09 1º Período Psicologia: Ciência e Profissão A ciência psicológica. A regulamentação da psicologia como profissão. Psicologia: saúde e integralidade. Psicologia:

Leia mais

Para: Psicologia B. Escolas João de Araújo Correia. Objeto da Avaliação. Caracterização da Prova. Informação - Prova de Equivalência à Frequência

Para: Psicologia B. Escolas João de Araújo Correia. Objeto da Avaliação. Caracterização da Prova. Informação - Prova de Equivalência à Frequência Psicologia B Prova 340 2016 Tipo de Prova Escrita Secundário Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Para: Reprografias Portal do Agrupamento Diretores de Turma Associação de Pais e Encarregados de Educação

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA PROGRAMA DE DISCIPLINA Disciplina: Psicologia da Educação I Código da Disciplina: EDU 305 Curso: Pedagogia Semestre de oferta da disciplina: 2º Faculdade responsável: Pedagogia Programa em vigência a partir

Leia mais

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular EXPRESSÃO CORPORAL E ARTÍSTICA Ano Lectivo 2014/2015

UNIVERSIDADE LUSÍADA DE LISBOA. Programa da Unidade Curricular EXPRESSÃO CORPORAL E ARTÍSTICA Ano Lectivo 2014/2015 Programa da Unidade Curricular EXPRESSÃO CORPORAL E ARTÍSTICA Ano Lectivo 2014/2015 1. Unidade Orgânica Ciências Humanas e Sociais (1º Ciclo) 2. Curso Motricidade Humana 3. Ciclo de Estudos 1º 4. Unidade

Leia mais

A PESQUISA. Prof. M.Sc Janine Gomes da Silva, Arq.

A PESQUISA. Prof. M.Sc Janine Gomes da Silva, Arq. A PESQUISA Prof. M.Sc Janine Gomes da Silva, Arq. A pesquisa Etapas da pesquisa científica Tipos de trabalhos científicos O projeto de pesquisa A PESQUISA Conceitos e definições Prof. M.Sc Janine Gomes

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE MATERIAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE MATERIAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE PRÓ-REITORIA DE PÓS-GRADUAÇÃO E PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E ENGENHARIA DE MATERIAIS P 2 CEM PLANO DE ENSINO DAS DISCIPLINAS PESQUISA I A PESQUISA VII

Leia mais

PSICOLOGIA DO JOGO 1 PSYCHOLOGY OF THE GAME

PSICOLOGIA DO JOGO 1 PSYCHOLOGY OF THE GAME PSICOLOGIA DO JOGO 1 PSYCHOLOGY OF THE GAME Rodrigo Lima Nunes 2 Tatiane da Silva Pires Felix 3 A obra Psicologia do Jogo caracteriza-se enquanto um livro pensado e escrito por Daniil Borisovitch Elkonin

Leia mais

Karla Muniz Belém Secretaria Estadual de Educação do Estado da Bahia (SEC/BA)

Karla Muniz Belém Secretaria Estadual de Educação do Estado da Bahia (SEC/BA) EDUCAÇÃO INCLUSIVA E A FAMÍLIA DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA: ANÁLISE DOS ARTIGOS PUBLICADOS NA REVISTA BRASILEIRA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL NO PERÍODO DE 2000 A 2016. Karla Muniz Belém Secretaria Estadual de Educação

Leia mais

O processo de ensino e aprendizagem em Ciências no Ensino Fundamental. Aula 2

O processo de ensino e aprendizagem em Ciências no Ensino Fundamental. Aula 2 O processo de ensino e aprendizagem em Ciências no Ensino Fundamental Aula 2 Objetivos da aula Conhecer os a pluralidade de interpretações sobre os processos de ensino aprendizagem em Ciências; Discutir

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES SUBSTITUTOS EDITAL

PROCESSO SELETIVO PARA PROFESSORES SUBSTITUTOS EDITAL EDUCAÇÃO FÍSICA 01) Revendo as várias concepções que nortearam a Educação Física no Brasil, assinale a alternativa que IDENTIFICA a concepção competitivista. A( ) A ludicidade, a cooperação, o desporto,

Leia mais

UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DOM BOSCO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO PROJETO DE MONOGRAFIA 1. [TÍTULO DO PROJETO] [Subtítulo (se houver)] 2

UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DOM BOSCO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO PROJETO DE MONOGRAFIA 1. [TÍTULO DO PROJETO] [Subtítulo (se houver)] 2 UNIDADE DE ENSINO SUPERIOR DOM BOSCO CURSO DE GRADUAÇÃO EM DIREITO PROJETO DE MONOGRAFIA 1 [TÍTULO DO PROJETO] [Subtítulo (se houver)] 2 Acadêmico: [...] Orientador: Prof. [ ] São Luís Ano 1 Modelo de

Leia mais

Coordenação de Psicologia

Coordenação de Psicologia Coordenação de Psicologia ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PSICOLOGIA INESP/FUNEDI/UEMG 2º SEMESTRE 2011 ESTÁGIOS OFERECIDOS PARA OS ALUNOS DE 5º ao 7º PERÍODOS (Núcleo Básico) 1. ANÁLISE INSTITUCIONAL

Leia mais

A PESQUISA BIBLIOGRÁFICA. MMC01 Temas de Dissertação em Engenharia Mecânica

A PESQUISA BIBLIOGRÁFICA. MMC01 Temas de Dissertação em Engenharia Mecânica A PESQUISA BIBLIOGRÁFICA MMC01 Temas de Dissertação em Engenharia Mecânica Pesquisa Bibliográfica Obter informações sobre o tema; Conhecer as publicações e aspectos que já foram abordados; Verificar opiniões

Leia mais

Campus Itaperuna. Associação de Ensino Superior de Nova Iguaçu Universidade Iguaçu Curso de Graduação em Direito. Relatório de Periódico

Campus Itaperuna. Associação de Ensino Superior de Nova Iguaçu Universidade Iguaçu Curso de Graduação em Direito. Relatório de Periódico Associação de Ensino Superior de Nova Iguaçu Universidade Iguaçu Curso de Graduação em Direito Campus Itaperuna Relatório de Periódico Formulário Eletrônico Requisitos Legais 1 Maio/2015 RELAÇÃO DOS PERIÓDICOS

Leia mais

Metodologia Científica

Metodologia Científica FACULDADE DE ENGENHARIA Metodologia Científica Profa. Aline Sarmento Procópio Dep. Engenharia Sanitária e Ambiental 1 A ciência não é a principal atividade humana, mas é uma das importantes formas de interferir

Leia mais

PARECER CREMEC nº 10/ /11/2016

PARECER CREMEC nº 10/ /11/2016 PARECER CREMEC nº 10/2016 28/11/2016 Processo - Consulta Protocolo CREMEC nº 4174/2016 Assunto Escala de Depressão de Beck e Escala de Ansiedade de Beck Relatora: Conselheira Stela Norma Benevides Castelo

Leia mais

PROVA PARA AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE PARA FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS 2013/2014. Faculdade de Ciências Humanas e Sociais

PROVA PARA AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE PARA FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS 2013/2014. Faculdade de Ciências Humanas e Sociais PROVA PARA AVALIAÇÃO DE CAPACIDADE PARA FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS 2013/2014 Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Licenciatura em Psicologia Componente Específica de Psicologia

Leia mais

Fontes de produção científica

Fontes de produção científica Fontes de produção científica Patrícia Ruiz Spyere PATRÍCIA RUIZ SPYERE Levantamento bibliográfico PATRÍCIA RUIZ SPYERE LEVANTAMENTO BIBLIOGRÁFICO Procedimentos para localização e busca metódica dos documentos

Leia mais

Questões Conhecimentos Pedagógicos

Questões Conhecimentos Pedagógicos Questões Conhecimentos Pedagógicos PROVA 1: 12 Questões SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO, TECNOLOGIA E GESTÃO Questões PREFEITURA DE SALVADOR Concurso 2010 FUNDAMENTOS TEÓRICO-METODOLÓGICOS E POLÍTICO-FILOSÓFICOS

Leia mais

Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi

Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi Saúde Mental e Trabalho Abordagens de estudo Disciplina: Saúde no Trabalho Professora: Elisabeth Rossi Considerações gerais: Le Guillant (há 50 anos). - De um lado, o trabalho que demandava intervenção

Leia mais

Apresentação. Rosana Aparecida Albuquerque Bonadio Nerli Nonato Ribeiro Mori

Apresentação. Rosana Aparecida Albuquerque Bonadio Nerli Nonato Ribeiro Mori Rosana Aparecida Albuquerque Bonadio Nerli Nonato Ribeiro Mori SciELO Books / SciELO Livros / SciELO Libros BONADIO, RAA., and MORI, NNR. Apresentação. In: Transtorno de déficit de atenção/ hiperatividade:

Leia mais

A disciplina apresenta os aspectos conceituais do psicodiagnóstico clínico. Correlaciona conceitos teóricos e possibilidades técnicas.

A disciplina apresenta os aspectos conceituais do psicodiagnóstico clínico. Correlaciona conceitos teóricos e possibilidades técnicas. Unidade Universitária Centro de Ciências Biológicas e da Saúde - 040 Curso Psicologia Disciplina PSICODIAGNÓSTICO Professor (es) e DRTs 111923-8 Rosa Maria Lopes Affonso 112688-6 Lucia Cunha Lee Código

Leia mais

Palavras-chave: projeto, educação especial, aprendizagem significativa, adaptação curricular.

Palavras-chave: projeto, educação especial, aprendizagem significativa, adaptação curricular. A IMPORTÂNCIA DA APRENDIZAGEM SIGNIFICATIVA NA EDUCAÇÃO ESPECIAL Artur Carmello Neto Diretoria de Ensino Região de Araraquara RESUMO A prática docente bem sucedida foi realizada em uma Sala de Recursos

Leia mais