A importância da escolha do árbitro e da instituição arbitral. Palestrante: Alvaro de Carvalho Pinto Pupo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "A importância da escolha do árbitro e da instituição arbitral. Palestrante: Alvaro de Carvalho Pinto Pupo"

Transcrição

1 A importância da escolha do árbitro e da instituição arbitral Palestrante: Alvaro de Carvalho Pinto Pupo

2 Convenção de arbitragem Convenção de arbitragem Cláusula compromissório Compromisso arbitral

3 Convenção arbitral - compromisso arbitral Após instituído o conflito Judicial Compromisso arbitral Extrajudicial Por escrito e assinado por duas testemunhas

4 Convenção de arbitragem cláusula compromissória Anterior ao surgimento do conflito No próprio contrato ou documento com referência Convenção escrita Cláusula compromissória Adesão: aderente concorda expressamente

5 Histórico da arbitragem Lei 9.307/1996 SEC Cláusula Compromissória Vinculante x Art. 5, XXXV, CF Decisão Final Vinculativa

6 Convenção de arbitragem Autonomia da cláusula compromissória Competência-Competência Efeito negativo e positivo

7 Cláusula compromissória Cláusula Patológica regras de uma instituição em outra instituição Faculdade para recorrer à arbitragem Conflito entre arbitragem e judiciário

8 Cláusula compromissória Cláusula Vazia As partes elegem a arbitragem.

9 Cláusula compromissória Cláusula Cheia Forma de nomeação dos árbitros Regras de uma instituição Opcional: outras informações (sede, idioma, etc.)

10 Cláusula compromissória Solução para cláusula vazia Tentativa amigável Notifica a outra parte (comprovante de recebimento) Convoca para firmar compromisso em dia, hora e local Infrutífero Não comparece Comparece e se recusa a assinar Ação do Art. 7º Órgão do Poder Judiciário que decidiria a causa originariamente

11 Cláusula compromissória Solução para cláusula vazia (continuação) Audiência especial para assinatura de compromisso Sem acordo: juiz decidirá com base nas evidências Decisão valerá como compromisso

12 Cláusula compromissória Sugestões para inclusão na cláusulas compromissórias: Eleição de árbitro (nº de árbitros e forma de eleição)/regulamento Sede Idioma Legislação

13 Convenção de arbitragem Sentença arbitral fora dos limites da convenção Nulidade da sentença

14 Convenção de arbitragem - Controvérsias Assinatura eletrônica Alteração do compromisso

15 Convenção de arbitragem Alterações possíveis Projeto de Lei do Senado 406/2013 Diferenciar adesão (em negrito) e consumo (iniciativa) Procedimento para inclusão de cláusula compromissória no Contrato Social da empresa

16 Cláusula compromissória Sugestões CCI All disputes arising out of or in connection with the present contract shall be finally settled under the Rules of Arbitration of the International Chamber of Commerce by one or more arbitrators appointed in accordance with the said Rules. CAMARB Toda e qualquer controvérsia decorrente ou relacionada ao presente contrato será resolvida por Arbitragem, a ser administrada pela CAMARB Câmara de Arbitragem Empresarial Brasil, de acordo com as normas de seu Regulamento de Arbitragem.

17 Cláusula compromissória Sugestões CCBC - Qualquer litígio originário do presente contrato, inclusive quanto à sua interpretação ou execução, será definitivamente resolvido por arbitragem, administrada pelo Centro de Arbitragem e Mediação da Câmara de Comércio Brasil-Canadá ( CAM/CCBC ), de acordo com o seu Regulamento, constituindo-se o tribunal arbitral de [um/três] árbitros, indicados na forma do citado Regulamento. FIESP/CIESP Qualquer controvérsia decorrente da interpretação, cumprimento ou execução do presente contrato, ou com ele relacionado, será definitivamente resolvida por arbitragem, sob administração da Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem CIESP/FIESP e de acordo com seu Regulamento de Arbitragem. O procedimento será conduzido por (um/três) árbitro(s), indicados segundo o procedimento previsto no referido Regulamento.

18 Cláusula compromissória Sugestões Todos os litígios emergentes do presente contrato ou com ele relacionados serão submetidos a um Tribunal Arbitral, a ser regido de acordo com as regras do Regulamento da [Regulamento da câmara arbitral escolhida], ficando a [câmara escolhida] responsável pela administração do procedimento arbitral. O Tribunal Arbitral será composto por [nº ímpar de árbitros.] árbitros, sendo um deles nomeado pela(s) Parte(s) reclamante(s), o outro pela(s) Parte(s) reclamada(s) e o terceiro árbitro, que atuará como presidente do Tribunal Arbitral, pelos árbitros nomeados pelas Partes. A sede da arbitragem será a Cidade de [cidade], no Estado de [estado], onde deverá ser proferido o laudo arbitral, e o idioma da arbitragem será o [idioma]. Os árbitros deverão decidir com base no ordenamento jurídico [legislação aplicável], excluindo-se suas menções ao conflito de leis, e deverão fundamentar a sentença arbitral com base nessa legislação. Para conflitos não suscetíveis de serem solucionados por arbitragem nos termos acima, ou para a execução da decisão arbitral, as Partes elegem as cortes da cidade de São Paulo, Estado de São Paulo.

19 Instituições e árbitros Cuidados na eleição Peculiaridades (delibação CCI) Eleição de árbitro dentro de lista (CCBC) Custos Complexidade da demanda

20 Obrigado Alvaro de Carvalho Pinto Pupo Av. Dr. Cardoso de Melo º andar São Paulo SP Brasil Tel

Arbitragem Internacional. Renato Leite Monteiro

Arbitragem Internacional. Renato Leite Monteiro Arbitragem Internacional Renato Leite Monteiro Conceito É o mecanismo de solução de litígios pelo qual as partes decidem submeter um conflito a um ou mais especialistas em certo tema, que não pertencem

Leia mais

A Prova Técnica na Arbitragem

A Prova Técnica na Arbitragem 1 CRC/SP São Paulo, 25.11.2016 A Prova Técnica na Arbitragem Profa. Dra. Selma Ferreira Lemes Sumário 2 I. Arbitragem - Noções Gerais II. III. IV. A Instituição da Arbitragem A Prova Técnica e suas Formas

Leia mais

Visão geral da arbitragem no Brasil. Giovanni Ettore Nanni

Visão geral da arbitragem no Brasil. Giovanni Ettore Nanni Visão geral da arbitragem no Brasil Giovanni Ettore Nanni gnanni@tozzinifreire.com.br Visão Geral da Arbitragem no Brasil Arbitrabilidade Arbitragem Doméstica e Internacional Cláusula Compromissória Compromisso

Leia mais

DA OAB SP 28 de Maio de 2010 A CLÁUSULA COMPROMISSÓRIA NA ARBITRAGEM INTERNA E INTERNACIONAL

DA OAB SP 28 de Maio de 2010 A CLÁUSULA COMPROMISSÓRIA NA ARBITRAGEM INTERNA E INTERNACIONAL ORDEM DOS ADVOGADOS DO BRASIL II CONGRESSO INTERNACIONAL DE ARBITRAGEM DA OAB SP 28 de Maio de 2010 A CLÁUSULA COMPROMISSÓRIA NA ARBITRAGEM INTERNA E INTERNACIONAL REDIGIR CLÁUSULAS ARBITRAIS EFICAZES

Leia mais

ARBITRAGEM. TIRE SUAS DÚVIDAS

ARBITRAGEM. TIRE SUAS DÚVIDAS ARBITRAGEM. TIRE SUAS DÚVIDAS 1. O que é arbitragem? A arbitragem é uma forma de solução de conflitos, prevista em lei, que pode ser utilizada quando estamos diante de um impasse decorrente de um contrato.

Leia mais

Curso de Arbitragem 1 FRANCISCO JOSÉ CAHALI

Curso de Arbitragem 1 FRANCISCO JOSÉ CAHALI Curso de Arbitragem 1 Curso de Arbitragem 10 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 11 1. INTRODUÇÃO... 23 1.1 Introdução às alternativas adequadas de resolução de disputas... 25 1.2 Breve histórico... 30 1.3 Bibliografia

Leia mais

SUMÁRIO. 1 Introdução 1.1 Introdução aos meios alternativos de resolução de disputas 1.2 Breve histórico 1.3 Bibliografia recomendada

SUMÁRIO. 1 Introdução 1.1 Introdução aos meios alternativos de resolução de disputas 1.2 Breve histórico 1.3 Bibliografia recomendada Livro: Curso de Arbitragem, 2ª edição Professor Francisco José Cahali SUMÁRIO APRESENTAÇÃO 1 Introdução 1.1 Introdução aos meios alternativos de resolução de disputas 1.2 Breve histórico 1.3 Bibliografia

Leia mais

Reunião Técnica ANEFAC

Reunião Técnica ANEFAC Reunião Técnica ANEFAC ARBITRAGEM INTERNACIONAL: CONCEITOS, PROCEDIMENTO E A IMPORTÂNCIA DA SEDE Palestrante: Ramon Alberto dos Santos ramonlas@usp.br Arbitragem - Introdução Forma alternativa de solução

Leia mais

Arbitragem Internacional

Arbitragem Internacional Arbitragem Internacional Tânia Cascais Lisboa, 18 de Novembro de 2009 O que é a Arbitragem? É um dos modos alternativos de resolução de litígios. Mais concretamente, consiste num modo de resolução jurisdicional

Leia mais

CURSO DE ARBITRAGEM EMPRESARIAL

CURSO DE ARBITRAGEM EMPRESARIAL CURSO DE ARBITRAGEM EMPRESARIAL Princípios (Texto aprovado na reunião ordinária de 24 de abril de 1999) I. O Árbitro é o privilegiamento da autonomia da vontade das partes, que o elegem para dirimir uma

Leia mais

FRANCISCO JOSÉ CAHALI CURSO DE ARBITRAGEM. LivroAS pdf corrigido indb 3 26/07/ :14:50

FRANCISCO JOSÉ CAHALI CURSO DE ARBITRAGEM. LivroAS pdf corrigido indb 3 26/07/ :14:50 FRANCISCO JOSÉ CAHALI CURSO DE ARBITRAGEM LivroAS 7073 - pdf corrigido - 26.07.2011.indb 3 26/07/2011 15:14:50 SUMÁRIO APRESENTAÇÃO... 9 1 INTRODUÇÃO... 19 1.1 Introdução aos meios alternativos de resolução

Leia mais

Noções de Arbitragem

Noções de Arbitragem Noções de Arbitragem Conceito A arbitragem é a instituição pela qual um terceiro resolve o litígio que opõem duas ou mais partes, exercendo a missão jurisdicional que lhe é conferida pelas partes. (Charles

Leia mais

Clemenceau Chiabi Saliba Junior Presidente da CMA CREA-MG

Clemenceau Chiabi Saliba Junior Presidente da CMA CREA-MG Clemenceau Chiabi Saliba Junior Presidente da CMA CREA-MG cma@crea-mg.org.br TEORIA DO CONFLITO As divergências emocionais, sociais, políticas, ideológicas, familiares ou profissionais, que ocorrem nas

Leia mais

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA - SAFRA

CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA - SAFRA CONTRATO DE COMPRA E VENDA DE ENERGIA ELÉTRICA - SAFRA Pelo presente instrumento particular as partes abaixo identificadas celebram o contrato de compra e venda de energia elétrica (o Contrato ), de acordo

Leia mais

CONVENÇÃO ARBITRAL TÁCITA? CISG, ART. 9º (2) Eduardo Talamini

CONVENÇÃO ARBITRAL TÁCITA? CISG, ART. 9º (2) Eduardo Talamini CONVENÇÃO ARBITRAL TÁCITA? CISG, ART. 9º (2) Eduardo Talamini 1 Introdução CISG, Artigo 9º (1) As partes se vincularão pelos usos e costumes em que tiverem consentido e pelas práticas que tiverem estabelecido

Leia mais

www.momentoarbitragem.com.br www.youtube.com/momentoarbitragem A Jurisprudência do STJ A Reforma da Lei de Arbitragem Lei n. 13.129/2015 CAPÍTULO IV-A Lei 9.307/96 alterada pela Lei 13.129/2015 DAS TUTELAS

Leia mais

É uma forma judicial e alternativa de

É uma forma judicial e alternativa de Av. D N. 354 St. Oeste Goiânia-GOGO CEP 74160-140140 Fone/Fax (62) 32390801 Parceria e convênio com a Ordem dos Advogados do Brasil Seção de Goiás (OAB-GO) O que é Arbitragem? É uma forma judicial e alternativa

Leia mais

ATUALIDADES SOBRE ARBITRAGEM E O MERCADO

ATUALIDADES SOBRE ARBITRAGEM E O MERCADO ATUALIDADES SOBRE ARBITRAGEM E O MERCADO DE INFRAESTRUTURA IV FÓRUM NACIONAL DE INFRAESTRUTURA 6 e 7 de Dezembro de 2016 IBEJI / CREA-SP Flávia Bittar Neves Presidente do CBAr INTRODUÇÃO Para oferecer

Leia mais

PERGUNTAS FREQUENTES

PERGUNTAS FREQUENTES PERGUNTAS FREQUENTES 1. O que é arbitragem? A arbitragem é uma forma de solução de conflitos, prevista em lei, no qual as partes buscam voluntariamente uma solução rápida e definitiva do conflito por um

Leia mais

Reunião Técnica ANEFAC. Execução e Anulação de Sentença Arbitral. Palestrante: Elis Wendpap

Reunião Técnica ANEFAC. Execução e Anulação de Sentença Arbitral. Palestrante: Elis Wendpap Reunião Técnica ANEFAC Execução e Anulação de Sentença Arbitral Palestrante: Elis Wendpap elis.wendpap@veirano.com.br Arbitragem Marco legal no Brasil: Lei n. 9.307/1996 Supremo Tribunal Federal, 2001:

Leia mais

SILVIA RODRIGUES PEREIRA PACHIKOSKI

SILVIA RODRIGUES PEREIRA PACHIKOSKI SILVIA RODRIGUES PEREIRA PACHIKOSKI Brasileira, Advogada, Casada, Alameda Santos nº 2395, 4º andar, Bairro Cerqueira César CEP 01419-101. São Paulo/SP Brazil Fone: + 55 11 3061-6100 Cel: + 55 11 99189-8989

Leia mais

ARBITRAGEM Lei 9.307/96 SOLUÇÃO MODERNA DE CONFLITOS

ARBITRAGEM Lei 9.307/96 SOLUÇÃO MODERNA DE CONFLITOS 1 ARBITRAGEM Lei 9.307/96 SOLUÇÃO MODERNA DE CONFLITOS 2 O QUE SE BUSCA COM ESTA APRESENTAÇÃO: a) Desmistificar o instituto da arbitragem; b) Desenvolver um espírito crítico dos contadores em relação ao

Leia mais

Regulamento de Arbitragem. Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Algarve

Regulamento de Arbitragem. Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Algarve Regulamento de Arbitragem Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Algarve Capítulo 1 Objeto, natureza e âmbito geográfico Artigo 1.º Objeto O Centro de Informação, Mediação e Arbitragem de Conflitos

Leia mais

Arbitragem Institucionalizada: o melhor modelo para a resolução de litígios comerciais e de investimento. José Miguel Júdice

Arbitragem Institucionalizada: o melhor modelo para a resolução de litígios comerciais e de investimento. José Miguel Júdice Arbitragem Institucionalizada: o melhor modelo para a resolução de litígios comerciais e de investimento. José Miguel Júdice jmj@plmj.pt Sócio Fundador de PLMJ, Professor Associado Convidado da Faculdade

Leia mais

PODER NORMATIVO DA JUSTIÇA DO TRABALHO. Davi Furtado Meirelles

PODER NORMATIVO DA JUSTIÇA DO TRABALHO. Davi Furtado Meirelles PODER NORMATIVO DA JUSTIÇA DO TRABALHO Davi Furtado Meirelles Resultado Negativo da Negociação - Mediação - é mais uma tentativa de conciliação, após o insucesso da negociação direta, porém, desta feita,

Leia mais

Ofício nº 177 (SF) Brasília, em 11 de fevereiro de 2014.

Ofício nº 177 (SF) Brasília, em 11 de fevereiro de 2014. Ofício nº 177 (SF) Brasília, em 11 de fevereiro de 2014. A Sua Excelência o Senhor Deputado Marcio Bittar Primeiro-Secretário da Câmara dos Deputados Assunto: Projeto de Lei do Senado à revisão. Senhor

Leia mais

A visão francesa da arbitragem despois da reforma de 2011

A visão francesa da arbitragem despois da reforma de 2011 FIESP/ CIESP 29 de abril de 2014 A visão francesa da arbitragem despois da reforma de 2011 Diego P. Fernández Arroyo temas introdução: o contexto da reforma líneas maestras da reforma consolidar o direito

Leia mais

CURRICULUM VITAE DE JOSÉ EMILIO NUNES PINTO. José Emilio Nunes Pinto é advogado em São Paulo e sócio fundador de José Emilio Nunes Pinto Advogados.

CURRICULUM VITAE DE JOSÉ EMILIO NUNES PINTO. José Emilio Nunes Pinto é advogado em São Paulo e sócio fundador de José Emilio Nunes Pinto Advogados. CURRICULUM VITAE DE JOSÉ EMILIO NUNES PINTO José Emilio Nunes Pinto é advogado em São Paulo e sócio fundador de José Emilio Nunes Pinto Advogados. Além disso, José Emilio atuou em operações comerciais

Leia mais

Arbitragem no Contrato de. Trabalho em. Face da Reforma Trabalhista

Arbitragem no Contrato de. Trabalho em. Face da Reforma Trabalhista Arbitragem no Contrato de Trabalho em Face da Reforma Trabalhista Gostaria muito de agradecer a excelente equipe da LTr Editora, em especial: Armandinho Beatriz Costa Aline Jacote Vanessa Azevedo Luana

Leia mais

Arbitragem nos Contratos de Seguro e Resseguro. Marcia Cicarelli Barbosa de Oliveira

Arbitragem nos Contratos de Seguro e Resseguro. Marcia Cicarelli Barbosa de Oliveira Arbitragem nos Contratos de Seguro e Resseguro Marcia Cicarelli Barbosa de Oliveira Agenda Formas alternativas de resolução de conflitos (ADR) Noções Gerais de Mediação Noções gerais de Arbitragem Arbitragem

Leia mais

PAINEL 2 PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NO CNPC, CMCA E NO CONGRESSO NACIONAL

PAINEL 2 PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NO CNPC, CMCA E NO CONGRESSO NACIONAL PAINEL 2 PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NO CNPC, CMCA E NO CONGRESSO NACIONAL DANILO RIBEIRO MIRANDA MARTINS Procurador Federal da AGU em exercício na PREVIC, Especialista em Direito Previdenciário, Gestão Previdenciária

Leia mais

NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL (LEI DE 2015)

NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL (LEI DE 2015) BASE LEGAL LEI 9.307 DE 1996 LEI 13.129 DE 2015 DECRETO 8.465 DE 2015 NOVO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL (LEI 13.105 DE 2015) VANTAGENS PROPORCIONADAS PELA ARBITRAGEM Base legal eficiente: o Brasil possui leis

Leia mais

CENTRO DE ARBITRAGEM DE CONFLITOS DE CONSUMO DE LISBOA

CENTRO DE ARBITRAGEM DE CONFLITOS DE CONSUMO DE LISBOA REGULAMENTO DO TRIBUNAL ARBITRAL DO CENTRO DE ARBITRAGEM DE CONFLITOS DE CONSUMO DE LISBOA No quadro da Lei nº 31/86, de 29 de Agosto * e do Decreto-Lei nº425/86, de 27 de Dezembro, a Câmara Municipal

Leia mais

CARTILHA DE ARBITRAGEM

CARTILHA DE ARBITRAGEM CARTILHA DE ARBITRAGEM Apoio: A sentença arbitral deve ser proferida no prazo ajustado pelas partes ou, na ausência deste, no prazo de seis meses da instauração da arbitragem. As sentenças arbitrais são

Leia mais

RESOLUÇÃO DE CONFLITOS. FACULDADE ECONOMIA DA UNIVERSIDADE NOVA POST-GRADUAÇÃO DE GESTÃO PARA JURISTAS José Miguel Júdice

RESOLUÇÃO DE CONFLITOS. FACULDADE ECONOMIA DA UNIVERSIDADE NOVA POST-GRADUAÇÃO DE GESTÃO PARA JURISTAS José Miguel Júdice RESOLUÇÃO DE CONFLITOS FACULDADE ECONOMIA DA UNIVERSIDADE NOVA POST-GRADUAÇÃO DE GESTÃO PARA JURISTAS José Miguel Júdice A litigiosidade nas empresas. Suas características: a) o contencioso de cobranças

Leia mais

REGULAMENTO DO CENTRO NACIONAL DE INFORMAÇÃO E ARBITRAGEM DE CONFLITOS DE CONSUMO

REGULAMENTO DO CENTRO NACIONAL DE INFORMAÇÃO E ARBITRAGEM DE CONFLITOS DE CONSUMO REGULAMENTO DO CENTRO NACIONAL DE INFORMAÇÃO E ARBITRAGEM DE CONFLITOS DE CONSUMO CAPÍTULO I Objeto, natureza e atuação supletiva Artigo 1.º Objeto O Centro Nacional de Informação e Arbitragem de Conflitos

Leia mais

caminhos A busca por novos Negócios

caminhos A busca por novos Negócios Negócios Compliance SHUTTERSTOCK A busca por novos caminhos Meio de resolução de conflitos sem a participação do Poder Judiciário, a arbitragem movimentou mais de R$ 24 bilhões em 2016. Mecanismo aumenta

Leia mais

Roteiro da Reunião. Apresentação das peculiaridades da cláusula compromissória inserida em contrato da Administração Pública

Roteiro da Reunião. Apresentação das peculiaridades da cláusula compromissória inserida em contrato da Administração Pública 1ª REUNIÃO ANO II 21 DE MARÇO DE 2013 LOCAL: CAM-CCBC (SÃO PAULO) SUBGRUPO 05: CLÁUSULA COMPROMISSÓRIA Roteiro da Reunião I. Fechamento da Ata da 3ª Reunião II. III. Apresentação das peculiaridades da

Leia mais

A aquisição de bens com o resultado de infrações penais.

A aquisição de bens com o resultado de infrações penais. Para se pensar em termos de responsabilidades A aquisição de bens com o resultado de infrações penais. Balanços auditados 1 Lei 12.683/2012 Crimes de "lavagem" ou ocultação de bens, direitos e valores;

Leia mais

STJ FRANCISCO JOSÉ CAHALI. Curso de. Mediação Conciliação Resolução CNJ 125/ a edição

STJ FRANCISCO JOSÉ CAHALI. Curso de. Mediação Conciliação Resolução CNJ 125/ a edição FRANCISCO JOSÉ CAHALI Curso de ARBITRAGEM Mediação Conciliação Resolução CNJ 125/2010 5. a edição revista e atualizada, de acordo com a Lei 13.129/2015 (Reforma da Lei de Arbitragem), com a Lei 13.140/2015

Leia mais

Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Textos, filmes e outros materiais. Conteúdos/ Matéria. Semana. Tipo de aula UNIDADE I.

Categorias/ Questões. Habilidades e Competências. Textos, filmes e outros materiais. Conteúdos/ Matéria. Semana. Tipo de aula UNIDADE I. PLANO DE CURSO DISCIPLINA: RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE DISPUTAS (CÓD. ENEX 60133) ETAPA: 6ª TOTAL DE ENCONTROS: 15 SEMANAS Semana Conteúdos/ Matéria Categorias/ Questões Tipo de aula Habilidades e Competências

Leia mais

INDICAÇÃO DO ÁRBITRO PELO PODER PÚBLICO. Carmen Tiburcio Profª. Associada da UERJ

INDICAÇÃO DO ÁRBITRO PELO PODER PÚBLICO. Carmen Tiburcio Profª. Associada da UERJ INDICAÇÃO DO ÁRBITRO PELO PODER PÚBLICO Carmen Tiburcio Profª. Associada da UERJ Indicação de árbitros Trata-se da questão mais relevante da arbitragem. Mais do que as decisões relativas à arbitragem ad

Leia mais

www.momentoarbitragem.com.br www.youtube.com/momentoarbitragem REFORMA DA LEI DE ARBITRAGEM Lei 13.129/2015 REFORMA DA LEI DE ARBITRAGEM Lei 13.129/2015 Lei de Arbitragem 9.307/96 Art. 1º As pessoas capazes

Leia mais

Eng o /Adv Francisco Maia Neto Adv Mauro Cunha Azevedo Neto

Eng o /Adv Francisco Maia Neto Adv Mauro Cunha Azevedo Neto Promoção Realização 21 a 25 de setembro de 2009 Hotel Maksoud Plaza São Paulo Capacitação em arbitragem para peritos Eng o /Adv Francisco Maia Neto Adv Mauro Cunha Azevedo Neto O instituto da Arbitragem

Leia mais

REGULAMENTO DO PROCESSO DE ARBITRAGEM

REGULAMENTO DO PROCESSO DE ARBITRAGEM REGULAMENTO DO PROCESSO DE ARBITRAGEM CAPÍTULO I DO INÍCIO DO PROCESSO Art. 1º As partes poderão submeter à arbitragem da Câmara de Mediação e Arbitragem Especializada CAMES os conflitos sobre direitos

Leia mais

Regulamento do Centro de Informação de Consumo e Arbitragem do Porto. Capítulo 1 Objeto, natureza e âmbito geográfico. Artigo 1.

Regulamento do Centro de Informação de Consumo e Arbitragem do Porto. Capítulo 1 Objeto, natureza e âmbito geográfico. Artigo 1. Regulamento do Centro de Informação de Consumo e Arbitragem do Porto Capítulo 1 Objeto, natureza e âmbito geográfico Artigo 1.º Objeto O Centro de Informação de Consumo e Arbitragem do Porto/Tribunal Arbitral

Leia mais

Arbitragem Marítima em Londres

Arbitragem Marítima em Londres Arbitragem Marítima em Londres Juan Alegre, Sócio-Diretor America Latina e Espanha LONDON MADRID PARIS PIRAEUS SÃO PAULO SINGAPORE WWW.THOMASCOOPERLAW.COM Introdução. Londres surgiu como a sede dominante

Leia mais

REGIME JURÍDICO DA ARBITRAGEM SOCIETÁRIA. Artigo 1.º. (Objeto)

REGIME JURÍDICO DA ARBITRAGEM SOCIETÁRIA. Artigo 1.º. (Objeto) REGIME JURÍDICO DA ARBITRAGEM SOCIETÁRIA Artigo 1.º (Objeto) 1 O presente diploma estabelece o regime aplicável à resolução de litígios em matéria societária com recurso à arbitragem. 2 Podem ser submetidos

Leia mais

CONVENÇÃO ARBITRAL: CLÁUSULA COMPROMISSÓRIA E COMPROMISSO ARBITRAL

CONVENÇÃO ARBITRAL: CLÁUSULA COMPROMISSÓRIA E COMPROMISSO ARBITRAL CONVENÇÃO ARBITRAL: CLÁUSULA COMPROMISSÓRIA E COMPROMISSO ARBITRAL Adriely Nascimento Lima Núcleo de Estudos em Arbitragem e Processo Internacional - NEAPI Em nosso ordenamento jurídico a arbitragem pode

Leia mais

CURRICULUM VITAE. Especialização em Direito Processual Civil Pós-Graduação. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC/SP ( ).

CURRICULUM VITAE. Especialização em Direito Processual Civil Pós-Graduação. Pontifícia Universidade Católica de São Paulo PUC/SP ( ). CURRICULUM VITAE Identificação Pessoal e Profissional Vera Cecília Monteiro de Barros Nacionalidade: Brasileira Natural de São Paulo SP Advogada e Professora vera@selmalemes.com.br www.selmalemes.com.br

Leia mais

ANÁLISE ECONÔMICA DA ARBITRAGEM EXPEDITA

ANÁLISE ECONÔMICA DA ARBITRAGEM EXPEDITA ANÁLISE ECONÔMICA DA ARBITRAGEM EXPEDITA Flávia Neves Bittar Sócia de Flávia Bittar Sociedade de Advogados Presidente do Comitê Brasileiro Arbitragem (CBAr) ANÁLISE JURÍDICO-ECONÔMICA DA ARBITAGEM No mundo

Leia mais

Arbitragem. Métodos alternativos de Resolução de Conflitos. Prof. Leandro Gobbo 1

Arbitragem. Métodos alternativos de Resolução de Conflitos. Prof. Leandro Gobbo 1 Arbitragem Métodos alternativos de Resolução de Conflitos Prof. Leandro Gobbo 1 Arbitragem conceito Técnica para solução de controvérsias por meio da intervenção de uma ou mais pessoas que recebem seus

Leia mais

Procedimento de Arbitragem e Mediação da OMPI como alternativa. José Eduardo de V. Pieri

Procedimento de Arbitragem e Mediação da OMPI como alternativa. José Eduardo de V. Pieri Procedimento de Arbitragem e Mediação da OMPI como alternativa José Eduardo de V. Pieri pieri@bmapi.com.br Setembro 2011 OMPI Organização Mundial da Propriedade Intelectual Missão Promover a proteção internacional

Leia mais

Curriculum Vitae. Valeria Galíndez Advogada OAB/SP nº INFORMAÇÕES PESSOAIS EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL

Curriculum Vitae. Valeria Galíndez Advogada OAB/SP nº INFORMAÇÕES PESSOAIS EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL Curriculum Vitae Valeria Galíndez Advogada OAB/SP nº 184.239 INFORMAÇÕES PESSOAIS Local de Nascimento: San Miguel de Tucumán (Tucumán - Argentina) Data de Nascimento: 21 de agosto de 1976 Nacionalidades:

Leia mais

A CONVENÇÃO DE ARBITRAGEM: PROBLEMAS ATUAIS. Dário Moura Vicente Advogado Professor Catedrático da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa

A CONVENÇÃO DE ARBITRAGEM: PROBLEMAS ATUAIS. Dário Moura Vicente Advogado Professor Catedrático da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa A CONVENÇÃO DE ARBITRAGEM: PROBLEMAS ATUAIS Dário Moura Vicente Advogado Professor Catedrático da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa Introdução Problemas suscitados pela convenção de arbitragem:

Leia mais

Meios de solução de controvérsias nas relações de consumo de seguros GUSTAVO DA ROCHA SCHMIDT

Meios de solução de controvérsias nas relações de consumo de seguros GUSTAVO DA ROCHA SCHMIDT Meios de solução de controvérsias nas relações de consumo de seguros GUSTAVO DA ROCHA SCHMIDT Em razão do volume exorbitante de demandas, o Judiciário brasileiro torna-se, naturalmente, incapaz de pacificar

Leia mais

Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa. Isabel Morais Mendes Cabeçadas

Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa. Isabel Morais Mendes Cabeçadas Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo de Lisboa Isabel Morais Mendes Cabeçadas CONFERÊNCIA Crise - Meios Alternativos de Resolução de Conflitos Lisboa, 17, 18 e 19 de Junho de 2009 Conflito Processo

Leia mais

Regulamento do Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Distrito de Coimbra

Regulamento do Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Distrito de Coimbra Regulamento do Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Distrito de Coimbra Capítulo 1 Objeto, natureza e âmbito geográfico Artigo 1.º Objeto O Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Distrito

Leia mais

ARBITRAGEM E ANÁLISE DE RISCO LEGAL. Maurício Dantas Góes e Góes

ARBITRAGEM E ANÁLISE DE RISCO LEGAL. Maurício Dantas Góes e Góes ARBITRAGEM E ANÁLISE DE RISCO LEGAL Maurício Dantas Góes e Góes Banco Central (Res. 3.380) Art. 2º Para os efeitos desta resolução, definese como risco operacional a possibilidade de ocorrência de perdas

Leia mais

A RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE LITÍGIOS DE CONSUMO

A RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE LITÍGIOS DE CONSUMO A RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE LITÍGIOS DE CONSUMO Uma justiça simples, acessível e rápida: Mediação Conciliação Arbitragem O que é a resolução alternativa de litígios de consumo? A resolução alternativa de

Leia mais

FLUXOGRAMA DO PROCEDIMENTO ARBITRAL 3 ÁRBITROS

FLUXOGRAMA DO PROCEDIMENTO ARBITRAL 3 ÁRBITROS FLUXOGRAMA DO PROCEDIMENTO ARBITRAL 3 ÁRBITROS 1 Requerimento de Instauração de Arbitragem protocolado na Câmara. - Checar eventuais particularidades da cláusula compromissória para adaptação dos prazos

Leia mais

PROGRAMA DE DISCIPLINA

PROGRAMA DE DISCIPLINA Faculdade Anísio Teixeira de Feira de Santana Autorizada pela Portaria Ministerial nº 552 de 22 de março de 2001 e publicada no Diário Oficial da União de 26 de março de 2001. Endereço: Rua Juracy Magalhães,

Leia mais

Mediação, conciliação e arbitragem

Mediação, conciliação e arbitragem Mediação, conciliação e arbitragem Métodos alternativos de Resolução de Conflitos Prof. Leandro Gobbo 1 Conciliação e sua definição Processo técnico (não intuitivo), desenvolvido pelo método consensual,

Leia mais

I CONGRESSO INTERNACIONAL CBMA DE ARBITRAGEM ARBITRAGEM ENVOLVENDO A ACTIVIDADE PÚBLICA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A EXPERIÊNCIA PORTUGUESA

I CONGRESSO INTERNACIONAL CBMA DE ARBITRAGEM ARBITRAGEM ENVOLVENDO A ACTIVIDADE PÚBLICA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A EXPERIÊNCIA PORTUGUESA I CONGRESSO INTERNACIONAL CBMA DE ARBITRAGEM ARBITRAGEM ENVOLVENDO A ACTIVIDADE PÚBLICA DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA A EXPERIÊNCIA PORTUGUESA Pedro Leite Alves Jardim, Sampaio, Magalhães e Silva e Associados

Leia mais

Tribunais Regionais Federais e. Juízes Federais. Tribunais Regionais Federais e Juízes Federais. Tribunais Regionais Federais e Juízes Federais

Tribunais Regionais Federais e. Juízes Federais. Tribunais Regionais Federais e Juízes Federais. Tribunais Regionais Federais e Juízes Federais S Art. 106. São órgãos da Justiça Federal: I - os Tribunais Regionais Federais; II - os. 1 2 Art. 107. Os Tribunais Regionais Federais compõemse de, no mínimo, sete juízes, recrutados, quando possível,

Leia mais

Técnico Judiciário Área Administrativa

Técnico Judiciário Área Administrativa Técnico Judiciário Área Administrativa Material Complementar Direito Constitucional Prof. André Vieira TRE-Brasil Direito Constitucional Prof. André Vieira Art. 92. São órgãos do Poder Judiciário: I o

Leia mais

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS

CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS TERMO GERAL DE USO DO SERVIÇO CONDIÇÕES DE USO CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS CONTRATADA: NUCLEO MUNDIAL DE NEGOCIOS E INTERMEDIAÇÕES INTERNACIONAIS LTDA ME. CNPJ : 22.065.913/0001-29 Endereço: Rua

Leia mais

A VIABILIDADE DA ARBITRAGEM NO PLANO INTERNACIONAL

A VIABILIDADE DA ARBITRAGEM NO PLANO INTERNACIONAL A VIABILIDADE DA ARBITRAGEM NO PLANO INTERNACIONAL Camila Nogueira Cardozo, 5º período A arbitragem, ao longo dos períodos históricos, era conhecida como uma das únicas formas de jurisdição, pela qual

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo

TRIBUNAL DE JUSTIÇA PODER JUDICIÁRIO São Paulo Registro: 2012.0000111145 ACÓRDÃO Vistos, relatados e discutidos estes autos do Agravo de Instrumento nº 0260447-87.2011.8.26.0000, da Comarca de, em que são agravantes DENISSON MOURA DE FREITAS e MARIA

Leia mais

Minuta de Ata de Missão que Esta Sociedade Segue nos Processos Arbitrais

Minuta de Ata de Missão que Esta Sociedade Segue nos Processos Arbitrais Minuta de Ata de Missão que Esta Sociedade Segue nos Processos Arbitrais.... (nome da instituição de arbitragem e nº. do processo). Demandante (nome) vs.. Demandada (nome) ATA DE MISSÃO e ANEXOS O TRIBUNAL

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br. A transação na reclamação trabalhista. José Celso Martins*

BuscaLegis.ccj.ufsc.br. A transação na reclamação trabalhista. José Celso Martins* BuscaLegis.ccj.ufsc.br A transação na reclamação trabalhista José Celso Martins* A utilização do procedimento arbitral para solução de questões trabalhistas tem sido rejeitada em algumas decisões proferidas

Leia mais

ANEXO I TABELA DE CUSTAS E HONORÁRIOS DOS ÁRBITROS

ANEXO I TABELA DE CUSTAS E HONORÁRIOS DOS ÁRBITROS ANEXO I TABELA DE CUSTAS E HONORÁRIOS DOS ÁRBITROS Consoante dispõe o Regulamento de Arbitragem, doravante denominado simplesmente Regulamento, os custos dos procedimentos arbitrais comportam 1 : 1. TAXA

Leia mais

Direito da Arbitragem

Direito da Arbitragem Direito da Arbitragem ENSAIOS 2017 António Sampaio Caramelo NOTA INTRODUTÓRIA Reúnem-se no presente volume cinco estudos que versam sobre temas regidos pela nova Lei da Arbitragem Voluntária (LAV) e foram

Leia mais

A ARBITRAGEM NA ACÇÃO EXECUTIVA

A ARBITRAGEM NA ACÇÃO EXECUTIVA 2.º CONFERÊNCIA INTERNACIONAL PROMOVER A EFICÁCIA DAS EXECUÇÕES E WORKSHOP BOAS PRÁTICAS NA ACTIVIDADE DO AGENTE DE EXECUÇÃO A ARBITRAGEM NA ACÇÃO EXECUTIVA ANA CABRAL DIA 24 DE SETEMBRO DE 2011 SUMÁRIO

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE SEGUNDO ADITIVO AO ACORDO DE ACIONISTAS DA COSAN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO

INSTRUMENTO PARTICULAR DE SEGUNDO ADITIVO AO ACORDO DE ACIONISTAS DA COSAN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO INSTRUMENTO PARTICULAR DE SEGUNDO ADITIVO AO ACORDO DE ACIONISTAS DA COSAN S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO Por este instrumento, COSAN LIMITED, pessoa jurídica de direito privado constituída e existente de acordo

Leia mais

REGULAMENTO DE ARBITRAGEM 1. DA SUJEIÇÃO AO PRESENTE REGULAMENTO

REGULAMENTO DE ARBITRAGEM 1. DA SUJEIÇÃO AO PRESENTE REGULAMENTO REGULAMENTO DE ARBITRAGEM 1. DA SUJEIÇÃO AO PRESENTE REGULAMENTO 1.1. As partes que avençarem, mediante convenção de arbitragem, submeter qualquer controvérsia à Câmara de Conciliação, Mediação e Arbitragem

Leia mais

Estratégias para famílias empresárias

Estratégias para famílias empresárias Estratégias para famílias empresárias Ordem dos Economistas do Brasil MÉTODOS EXTRAJUDICIAIS DE SOLUÇÃO DE CONFLITOS: a nova tendência no Brasil e no mundo Direitos reservados proibida a reprodução 23.06.2010

Leia mais

A ARBITRAGEM CCI NOS PAÍSES LUSÓFONOS O INTERESSE DAS PRÁTICAS CCI E O CONTROLE DOS RISCOS. Marina MENDES COSTA Advogada em São Paulo e Paris

A ARBITRAGEM CCI NOS PAÍSES LUSÓFONOS O INTERESSE DAS PRÁTICAS CCI E O CONTROLE DOS RISCOS. Marina MENDES COSTA Advogada em São Paulo e Paris A ARBITRAGEM CCI NOS PAÍSES LUSÓFONOS O INTERESSE DAS PRÁTICAS CCI E O CONTROLE DOS RISCOS Marina MENDES COSTA Advogada em São Paulo e Paris ESTATÍSTICAS STICAS CCI DOS ÚLTIMOS 5 ANOS RELATIVAS AS PARTES

Leia mais

QUADRO COMPARATIVO. Vinculada à Confederação das Associações Comerciais e Empresariais. Vinculada à. Associação

QUADRO COMPARATIVO. Vinculada à Confederação das Associações Comerciais e Empresariais. Vinculada à. Associação QUADRO COMPARATIVO 1. Vinculação vinculação a associação, sindicato ou feração 2. Natureza jurídica CAMES CAM-CCBC CAMARB CBMA CBMAE Socieda empresarial 3. Unidas unidas em oito Estados Comércio Brasil-Canadá

Leia mais

CIMACE -Centro de Informação, Mediação e Arbitragem do Comércio Electrónico

CIMACE -Centro de Informação, Mediação e Arbitragem do Comércio Electrónico CIMACE -Centro de Informação, Mediação e Arbitragem do Comércio Electrónico 1 ADAPTAÇÃO DOS MEIOS DE RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE LITÍGIOS AOS MEIOS DE COMUNICAÇÃO MAIS EFICAZES 2 ADAPTAÇÃO PROCESSUAL E TECNOLÓGICA

Leia mais

MEDIAÇÃO EMPRESARIAL

MEDIAÇÃO EMPRESARIAL MEDIAÇÃO EMPRESARIAL *Regulamento atualizado com base na Lei brasileira de mediação (Lei nº 13.140/15) ÍNDICE REGULAMENTO DE MEDIAÇÃO EMPRESARIAL... 3 I DISPOSIÇÕES INICIAIS... 3 II DOS MEDIADORES... 3

Leia mais

Pelo presente instrumento particular, de um lado, como emissora:

Pelo presente instrumento particular, de um lado, como emissora: PRIMEIRO ADITAMENTO AO INSTRUMENTO PARTICULAR DE ESCRITURA DA 1ª EMISSÃO PRIVADA DE DEBÊNTURES CONVERSÍVEIS EM AÇÕES, EM SÉRIE ÚNICA, DA ESPÉCIE SUBORDINADA, DA HRT PARTICIPAÇÕES EM PETRÓLEO S.A. Pelo

Leia mais

Manual de Negociação

Manual de Negociação Disciplina: Processo Decisório Prof. Gustavo Nogueira Manual de Negociação Organizador: Gilberto Sarfati 1º Edição 2010 Clarissa Brandão Clarissa Brandão é advogada, mestre em Direito Internacional e Integração

Leia mais

ARBITRAGEM UMA ATIVIDADE PARA CONTADORES. Este evento é uma homenagem póstuma ao ilustre contador: José Rojo Alonso

ARBITRAGEM UMA ATIVIDADE PARA CONTADORES. Este evento é uma homenagem póstuma ao ilustre contador: José Rojo Alonso ARBITRAGEM UMA ATIVIDADE PARA CONTADORES Este evento é uma homenagem póstuma ao ilustre contador: José Rojo Alonso 1 BREVE HISTÓRICO DA ARBITRAGEM Idade média - séculos V e XV; Tratado de Tordesilhas 1494;

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO 2015/01

EDITAL DE SELEÇÃO 2015/01 UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS E ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE DIREITO Av. Fernando Ferrari, 514, Campus Universitário, CCJE, ED V, Goiabeiras, Vitória ES. Cep.: 29075-910.

Leia mais

Câmara de Arbitragem do Mercado

Câmara de Arbitragem do Mercado Câmara de Arbitragem do Mercado O canal mais rápido e econômico para a solução de conflitos societários e do mercado de capitais. A Câmara de Arbitragem do Mercado (CAM) é o foro adequado para resolver

Leia mais

III PÓS-GRADUAÇÃO EM ARBITRAGEM PLANO DE ESTUDOS

III PÓS-GRADUAÇÃO EM ARBITRAGEM PLANO DE ESTUDOS 1º MÓDULO 6 horas 6 e 8 de Janeiro 2010 Profª Mariana França Gouveia Dr. José Vasconcelos e Sousa III PÓS-GRADUAÇÃO EM ARBITRAGEM PLANO DE ESTUDOS 1. A ARBITRAGEM E RESOLUÇÃO ALTERNATIVA DE LITÍGIOS 0,5

Leia mais

FLUXOGRAMA DO PROCEDIMENTO ARBITRAL ÁRBITRO ÚNICO

FLUXOGRAMA DO PROCEDIMENTO ARBITRAL ÁRBITRO ÚNICO FLUXOGRAMA DO PROCEDIMENTO ARBITRAL ÁRBITRO ÚNICO 1 Indicações do árbitro único pelas Partes. Requerimento de Recebido o requerimento, a Secretaria 15 dias Instauração de Arbitragem protocolado na Câmara.

Leia mais

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações

Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações Uma viagem pelas instalações elétricas. Conceitos & aplicações A ENGENHARIA BRASILEIRA E A ADMINISTRAÇÃO DOS CONTRATOS DE SERVIÇOS TÉCNICOS CLAUDE FRANCK LOEWENTHAL Eng. Eletricista e Seg. do Trabalho

Leia mais

A ATUAÇÃO DO CONTADOR NA ARBITRAGEM

A ATUAÇÃO DO CONTADOR NA ARBITRAGEM A ATUAÇÃO DO CONTADOR NA ARBITRAGEM Bianca Ferreira Oliveira 1 ; Zilane Maria Sousa de Carvalho Silva 1 ; Adriano Barreira de Andrade 2 ; Marli Terezinha Vieira 3 1 Aluno do Curso de Ciências Contábeis;

Leia mais

2. Arbitragem na atividade portuária visão do terminal;

2. Arbitragem na atividade portuária visão do terminal; ARBRITRAGEM NA ATIVIDADE PORTUÁRIA TEMAS PARA DISCUSSÃO 1. Métodos de solução de controvérsias; 2. Arbitragem na atividade portuária visão do terminal; 3. Reforma da Lei dos Portos arbitragem em controvérsia

Leia mais

CONTRATOS INTERNACIONAIS

CONTRATOS INTERNACIONAIS CONTRATOS INTERNACIONAIS DIREITO DO COMÉRCIO INTERNACIONAL Andrei Sander Contratos Definição: Clóvis Beviláqua: Acordo de vontades de duas ou mais pessoas com a finalidade de adquirir, transferir, modificar

Leia mais

REGULAMENTO ARBITRAGEM

REGULAMENTO ARBITRAGEM REGULAMENTO ARBITRAGEM [EXTRATO DO REGULAMENTO DA CMA/CREA-MG] Capítulo Terceiro Seção I Normas Gerais de Mediação e Arbitragem Artigo 16º. Qualquer questão que envolva direitos patrimoniais disponíveis

Leia mais

FORMAS DE SOLUÇÃO DOS CONFLITOS TRABALHISTAS

FORMAS DE SOLUÇÃO DOS CONFLITOS TRABALHISTAS FORMAS DE SOLUÇÃO DOS CONFLITOS TRABALHISTAS AUTO DEFESA: Nesta espécie a solução do conflito se faz diretamente pelos envolvidos, com a imposição do interesso de um sobre o do outro. O significado da

Leia mais

Quando as Cláusulas Compromissórias Demandam Interpretação 1

Quando as Cláusulas Compromissórias Demandam Interpretação 1 Quando as Cláusulas Compromissórias Demandam Interpretação 1 A cláusula compromissória inserida em contrato ou em documento apartado, classificada como incompleta, ambígua, contraditória etc., não se verifica

Leia mais

A ARBITRAGEM TRIBUTÁRIA E A ATIVIDADE ECONÓMICA,

A ARBITRAGEM TRIBUTÁRIA E A ATIVIDADE ECONÓMICA, Lisboa, 7 de novembro de 2016 A ARBITRAGEM TRIBUTÁRIA E A ATIVIDADE ECONÓMICA, Tributação do Petróleo: O arsenal fiscal na guerra pelo ouro negro Senior Partner UM ADVOGADO NA HISTÓRIA DO PETRÓLEO UM PARA

Leia mais

ACORDO DE ACIONISTAS DA CTX PARTICIPAÇÕES S.A.

ACORDO DE ACIONISTAS DA CTX PARTICIPAÇÕES S.A. ACORDO DE ACIONISTAS DA CTX PARTICIPAÇÕES S.A. Pelo presente instrumento, as Partes: 1. AG TELECOM PARTICIPAÇÕES S.A., com sede na Av. do Contorno, 8123 Bairro Cidade Jardim, Cidade de Belo Horizonte,

Leia mais

PROTOCOLO DE BUENOS AIRES SOBRE JURISDIÇÃO INTERNACIONAL EM MATÉRIA CONTRATUAL

PROTOCOLO DE BUENOS AIRES SOBRE JURISDIÇÃO INTERNACIONAL EM MATÉRIA CONTRATUAL MERCOSUL/CMC/DEC Nº 1/94 PROTOCOLO DE BUENOS AIRES SOBRE JURISDIÇÃO INTERNACIONAL EM MATÉRIA CONTRATUAL TENDO EM VISTA: o Art. 10 do Tratado de Assunção, a Decisão Nº 4/91 do Conselho do Mercado Comum,

Leia mais

TECHNOS S.A. NIRE CNPJ/MF n.º /

TECHNOS S.A. NIRE CNPJ/MF n.º / TECHNOS S.A. NIRE 33.3.0029837-1 CNPJ/MF n.º 09.295.063/0001-97 PLANO DE OPÇÃO DE COMPRA DE AÇÕES I. OBJETIVO DA OUTORGA DE OPÇÕES 1.1. O objetivo do Plano de Opção de Compra de Ações da TECHNOS S.A. ("Companhia"),

Leia mais

Regulamento e Normas de Funcionamento da Mediação e Arbitragem no TNA TRIBUNAL NACIONAL DE MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM CNPJ/MF no

Regulamento e Normas de Funcionamento da Mediação e Arbitragem no TNA TRIBUNAL NACIONAL DE MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM CNPJ/MF no Regulamento e Normas de Funcionamento da Mediação e Arbitragem no TNA TRIBUNAL NACIONAL DE MEDIAÇÃO E ARBITRAGEM CNPJ/MF no.06.152.354/0001-38 Registrado no 4º. Registro de Títulos e Documentos sob no.

Leia mais