Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 17 (pág. 88) AD TM TC. Aula 18 (pág. 88) AD TM TC. Aula 19 (pág.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 17 (pág. 88) AD TM TC. Aula 18 (pág. 88) AD TM TC. Aula 19 (pág."

Transcrição

1 Física Setor B Prof.: Índice-controle de Estudo ula 17 (pág. 88) D TM TC ula 18 (pág. 88) D TM TC ula 19 (pág. 90) D TM TC ula 20 (pág. 90) D TM TC ula 21 (pág. 92) D TM TC ula 22 (pág. 94) D TM TC Revisanglo Semi Caderno 3 Código:

2 ulas 17 e 18 Gases, transformações gasosas e trabalho de força de pressão 3. (UNESP) Um cilindro contendo no seu interior uma amostra de gás ideal é vedado por um êmbolo, que pode deslizar na direção vertical, livremente, como nos mostra o esquema a seguir. êmbolo gás ideal 1. Considere um gás em um recipiente fechado. Para esse gás, responda: a) quais são as suas variáveis de estado? pressão, o volume e a temperatura. b) quando é que ele sofre uma transformação? Quando suas variáveis de estado (pelo menos duas) se modificam. 2. ssinale verdadeiro (V) ou falso (F) em cada uma das afirmações a seguir. a) ( F ) umentando-se a temperatura de um gás contido em um recipiente fechado, de paredes rígidas, ocorre uma diminuição de pressão do gás. b) ( V ) Numa transformação isotérmica de um gás perfeito, a pressão do gás é inversamente proporcional ao volume. c) ( V ) Numa transformação isobárica, o quociente do volume pela temperatura absoluta se mantém constante. d) ( V ) Numa transformação isométrica, o quociente da pressão pela temperatura absoluta se mantém constante. e) ( F ) alteração da temperatura de um corpo ocorre devido à ausência de outros corpos ou à ausência de ação de forças. amostra de gás ideal ocupa inicialmente um volume de 1, m 3, e a pressão exercida sobre ele pelo êmbolo e pela coluna de ar atmosférico acima dele é de 1, N/m 2. Recebendo uma certa quantidade de calor, o gás expande e passa a ocupar o volume de 1, m 3. Nessas condições, o trabalho realizado pela força de pressão que a amostra do gás ideal aplica ao êmbolo é, em joules, de: a) 70 b) 140 c) 210 d) 360 e) 430 τ p V τ 1, (1,5 1,0) 10 3 τ 70 J Portanto, a alternativa correta é a alternativa a. 88 sistema anglo de ensino

3 4. (PUC-MG) Uma certa massa de gás ideal sofre uma transformação que está representada no gráfico a seguir. P (N/m 2 ) a) Qual o trabalho realizado pela força de pressão que essa amostra de gás ideal aplica ao êmbolo, no processo BC? Como no processo BC não há variação do volume do gás, o trabalho realizado pela força de pressão é nulo. 400 natureza da transformação e o trabalho realizado são, respectivamente: a) isobárica; 160 J b) isobárica; 240 J c) isocórica; 240 J d) isocórica; 160 J e) qualquer; 240 J partir do gráfico, podemos verificar que se trata de uma transformação isobárica e que o trabalho realizado pode ser obtido por meio da área sob o gráfico, como mostra a figura ,20 0,60 0,40 V (m 3 ) τ F τ F 400 0,40 τ F 160 J b) Qual o trabalho realizado pela força de pressão que essa amostra de gás ideal aplica ao êmbolo ao percorrer, uma única vez, o ciclo completo? o percorrer uma única vez o ciclo completo, o trabalho realizado pela força de pressão corresponde à área representada na figura a seguir. D B C (4,0 1,5) 10 6 τ 0,5 J (4 2) 10 5 τ (4,0 1,5) (4 2) Portanto, a alternativa correta é a alternativa a. 5. (FUVEST) O diagrama (P V) indicado na figura a seguir se refere à pressão e ao volume de uma amostra de um gás ideal que se encontra no interior de um pistão (cilindro e êmbolo). P ( 10 5 N/m 2 ) 4 B 2 D C 0 1,5 4,0 V ( 10 6 m 3 ) ensino médio 3ª série 89

4 c) Em que ponto do ciclo a temperatura dessa amostra de gás ideal é menor? Como a figura mostra, é no ponto D que a temperatura da amostra do gás é menor, pois é o ponto que pertence à isoterma mais próxima da origem dos eixos. P ( 10 5 N/m 2 ) D 1,5 4,0 V ( 10 6 m 3 ) B C T C T T D T D T T C T B T B Consulte Roteiro Unidade 18 Caderno de Exercícios Unidade 18 Tarefa Mínima UL Leia o item Faça os exercícios 39 e 40. UL 18 Faça os exercícios de 43 a 45. Tarefa Complementar UL 17 Faça os exercícios 41 e 42. UL 18 Faça os exercícios de 46 a 49. ulas 19 e 20 Primeiro Princípio da Termodinâmica 1. ssinale verdadeiro (V) ou falso (F) em cada uma das afirmações a seguir. a) ( V ) pesar de serem processos distintos, trabalho e calor podem resultar no mesmo efeito: fazer variar a energia interna de um sistema. b) ( V ) variação da energia interna de um sistema é a diferença entre o calor trocado com o meio e o trabalho realizado pela força que o sistema exerce na vizinhança. c) ( V ) Embora o Primeiro Princípio da Termodinâmica possa ser aplicado a qualquer fenômeno da natureza que envolva calor, trabalho e variação de energia interna, sua principal aplicação ocorre nos sistemas gasosos. d) ( V ) Em uma transformação isotérmica, não há variação da energia interna do sistema. e) ( V )Na transformação adiabática não há troca de calor entre o sistema e o meio. f) ( V ) Numa compressão isotérmica, a energia mecânica transferida do meio para o sistema é retirada do sistema sob a forma de calor. g) ( V ) Numa expansão adiabática, a energia mecânica é fornecida ao meio pelo sistema às custas de uma diminuição da energia interna. 90 sistema anglo de ensino

5 2. (UFRGS-RS) Enquanto se expande, um gás recebe o calor Q 100 J e realiza o trabalho W 70 J. o final do processo, podemos afirmar que a energia interna do gás: a) aumentou 170 J. b) aumentou 100 J. c) aumentou 30 J. d) diminuiu 70 J. e) diminuiu 30 J. Utilizando a Primeira Lei da Termodinâmica: U Q W, vem: U J Como U 0, concluímos que houve aumento da energia interna do gás. lternativa correta: c 4. energia interna de um gás encerrado em um recipiente fechado aumenta de J em duas transformações diferentes: transformação 1 sobre o sistema é realizado um trabalho cujo valor absoluto é J. transformação 2 o ambiente cede, em valor absoluto, 600 J de calor ao sistema. a) Determine a quantidade de calor envolvida na transformação 1. Utilizando a Primeira Lei da Termodinâmica, e considerando que o trabalho realizado sobre o sistema é negativo, vem: Q ( 2 000) Então: Q 800 J 3. Um corpo recebe 40 J de calor de outro corpo e rejeita 10 J para um ambiente. Simultaneamente, o corpo realiza um trabalho de 200 J. Estabeleça, baseado na Primeira Lei da Termodinâmica, o que acontece com a temperatura do corpo. O calor absorvido pelo corpo foi de: Q J Como o trabalho realizado pelo corpo sobre o ambiente foi de 200J, podemos calcular, a partir da Primeira Lei da Termodinâmica, a variação da energia interna do corpo: U U 170 J Como a variação da energia interna é negativa, conclui- -se que a temperatura do corpo diminuiu. b) Na transformação 1, a quantidade de calor é cedida ou absorvida pelo sistema? Justifique sua resposta. Como a quantidade de calor é negativa, conclui-se que esta quantidade de calor é cedida pelo sistema para o ambiente. c) Calcule o trabalho realizado quando o sistema recebe 600 J de calor do ambiente. Como o sistema recebe calor do ambiente, a quantidade de calor envolvida no processo é positiva: Q 600 J. Utilizando o Primeiro Princípio da Termodinâmica, vem: τ Logo: τ 600 J ensino médio 3ª série 91

6 d) Na transformação 2, o trabalho foi realizado pelo sistema ou sobre o sistema? Justifique sua resposta. Sendo o trabalho negativo, conclui-se que ele foi realizado sobre o sistema. Consulte Roteiro Unidade 18 Caderno de Exercícios Unidade 18 Tarefa Mínima UL Leia o item Faça os exercícios de 50 a 52. UL 20 Faça os exercícios de 55 a 57. Tarefa Complementar UL 19 Faça os exercícios 53 e 54. UL 20 Faça os exercícios de 58 a 62. ula 21 Força elétrica 1. Dois corpos e B, inicialmente neutros e isolados, são atritados um com o outro e, em seguida, separados. Verifica-se que o corpo adquire carga de 3,2 C. a) Qual a carga adquirida pelo corpo B? Pelo princípio da conservação da carga elétrica, podemos escrever: Q Q B 0 Q B 3,2 C b) Sendo o valor absoluto da carga do elétron e 1, C, determine a quantidade de elétrons que foram transferidos do corpo para o corpo B. Como Q n e, vem: Q B n e Logo: 3, n 1, Então: n elétrons 92 sistema anglo de ensino

7 2. Duas partículas possuem cargas elétricas de mesma intensidade e distam 4 m uma da outra, no vácuo. intensidade da força de atração elétrica entre elas é de 14,4 N. (Considere k Nm 2 /C 2 ) Com base no enunciado, responda: a) os sinais das cargas são iguais ou diferentes? Justifique sua resposta. Como as forças de origem elétrica trocadas entre as partículas são de atração, conclui-se que as cargas possuem sinais contrários. 3. figura mostra duas partículas e B eletrizadas com carga Q 1 e Q 2, separadas por uma distância d. o movimentarmos uma outra partícula C com carga q, sobre a reta que une e B, verificamos que a resultante elétrica é zero na posição indicada na figura. d 3 2d 3 Q 1 q Q 2 C B b) qual é o valor absoluto da carga de cada partícula? q 2 Utilizando a lei de Coulomb: F k, vem: d 2 14, q 2 q 1, C 4 2 Podemos então afirmar que o valor de é: 1 a) 4 2 b) 3 c) 4 Q 1 Q 2 d) 1 4 e) 4 figura mostra as forças elétricas aplicadas na partícula C, cuja soma vertorial é nula. Essa configuração só é possível se: 1. as partículas e B forem portadoras de cargas de mesmo sinal. 2. a partícula C tiver carga de mesmo sinal ou sinal contrário ao das outras duas. q c) mantendo-se os valores das cargas, o que acontece se a distância entre as partículas for duplicada? Como, mantendo-se os valores das cargas e o meio, a força elétrica varia com o inverso do quadrado da distância, conclui-se que se a distância for duplicada a intensidade da força elétrica entre as partículas fica quatro vezes menor, passando a valer; F 3,6 N. Como as forças elétricas que atuam na partícula C devem estar em equilíbrio, vem: (qq Q k k 1 1 ) (qq 2 ) 1 4 d 3 2 2d 3 2 F BC Q 2 F C B ensino médio 3ª série 93

8 Consulte Roteiro Unidade 22 Caderno de Exercícios Unidade 22 Tarefa Mínima 1. Leia os itens 1 e Faça os exercícios 1, 3, 9 e 10. Tarefa Complementar Faça os exercícios 5, 11, 12 e 15. ula 22 Campo elétrico 1. ssinale verdadeiro (V) ou falso (F) em cada uma das afirmações a seguir. a) ( V ) presença de corpos eletrizados fixos produz, na região ao seu redor, a propriedade de gerar forças sobre corpos eletrizados. b) ( V ) Regiões perturbadas pela presença de corpos eletrizados fixos são denominadas campos elétricos. c) ( F ) unidade de intensidade para o vetor campo elétrico, no Sistema Internacional, é o newton. d) ( V ) Um campo elétrico é representado pelo vetor campo elétrico associado a cada ponto da região. e) ( V )O vetor campo elétrico, em cada ponto da região onde existe um campo elétrico, não depende da carga de prova colocada naquele ponto. 2. Determine a intensidade da carga elétrica de um corpo colocado em um campo elétrico de intensidade E N/C e que sofre a ação de uma força de intensidade F N. Como F q E Vem: q Então: q C 3. Determine a intensidade do campo elétrico criado por uma carga puntiforme fixa no vácuo, a 9 cm da carga, sendo a carga Q 9 C. (considere k N m 2 /C 2 ) Q E k d 2 Então: E ( ) ( ) 2 Logo: E 1, N/C 94 sistema anglo de ensino

9 4. (UNICMP) Considere uma esfera de massa m e carga q pendurada no teto e sob ação da gravidade e do campo elétrico E, como indicado na figura. E m q θ a) Qual é o sinal da carga q? De acordo com a figura, a força elétrica aplicada na esfera tem a mesma direção e sentido contrário ao do campo elétrico. Portanto, a carga q é negativa. Consulte Roteiro Unidade 22 Caderno de Exercícios Unidade 22 Tarefa Mínima 1. Leia os itens 3 e Faça os exercícios de 18 a 21. Tarefa Complementar Faça os exercícios 30 e 31. T F q E P m g b) Qual é o valor do ângulo no equilíbrio? soma vetorial das forças na esfera é nula. Portanto, de acordo com o triângulo mostrado na figura, temos: q E m g θ T q E tg mg Portanto: arc tg q E mg ensino médio 3ª série 95

Preencha a tabela a seguir, de acordo com as informações do texto.

Preencha a tabela a seguir, de acordo com as informações do texto. 1. Uma amostra de um gás está contida em um cilindro ao qual se adapta um êmbolo. A figura a seguir mostra o diagrama pressão X volume das transformações sofridas pelo gás. A energia interna do gás no

Leia mais

Aluno (a): nº: Professor: Fernanda Tonetto Surmas Data: / /2015 Turma: ORIENTAÇÕES DE ESTUDO REC 2º TRI

Aluno (a): nº: Professor: Fernanda Tonetto Surmas Data: / /2015 Turma: ORIENTAÇÕES DE ESTUDO REC 2º TRI 1º EM E.M. FÍSICA Aluno (a): nº: Professor: Fernanda Tonetto Surmas Data: / /2015 Turma: ORIENTAÇÕES DE ESTUDO REC 2º TRI VERIFICAR DATA e HORÁRIO da PROVA de REC de FÍSICA!!!!!!! /09 ª feira Física CONTEÚDO

Leia mais

Lei de Coulomb. Página 1 de 9

Lei de Coulomb. Página 1 de 9 1. (Unesp 2015) Em um experimento de eletrostática, um estudante dispunha de três esferas metálicas idênticas, A, B e C, eletrizadas, no ar, com cargas elétricas 5Q, 3Q e 2Q, respectivamente. Utilizando

Leia mais

Questão 4. Questão 5

Questão 4. Questão 5 Questão 1 Um mol de gás ideal sofre transformação AëBëC indicada no diafragma pressão x volume da figura a seguir. a) qual é a temperatura do gás no estado A? b) Qual é o trabalho realizado pelo gás na

Leia mais

Ciclo e máquinas térmicas

Ciclo e máquinas térmicas Questão 01 - (UFJF MG) Em um experimento controlado em laboratório, uma certa quantidade de gás ideal realizou o ciclo ABCDA, representado na figura abaixo. desenho abaixo. As transformações FG e HI são

Leia mais

A) 2,5 B) 4 C) 5 D) 7,5 E) 10

A) 2,5 B) 4 C) 5 D) 7,5 E) 10 1-Uma massa gasosa, inicialmente num estado A, sofre duas transformações sucessivas e passa para um estado C. A partir do estado A esse gás sofre uma transformação isobárica e passa para o estado B. A

Leia mais

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO 1. (Ufpe 96) Duas cargas elétricas - Q e + q são mantidas nos pontos A e B, que distam 82 cm um do outro (ver figura). Ao se medir o potencial elétrico no ponto C, à direta de B e situado sobre a reta

Leia mais

Unidade 11 - Termodinâmica

Unidade 11 - Termodinâmica Unidade 11 - Termodinâmica 1ª Lei da Termodinâmica 1ª Lei da Termodinâmica É simplesmente uma extensão do Princípio da Conservação da Energia, envolvendo transformações gasosas. Para podermos compreender

Leia mais

PROVA DE FÍSICA 2º ANO - 2ª MENSAL - 2º TRIMESTRE TIPO A

PROVA DE FÍSICA 2º ANO - 2ª MENSAL - 2º TRIMESTRE TIPO A PROVA DE FÍSICA º ANO - ª MENSAL - º TRIMESTRE TIPO A 01) No gráfico abaixo, temos uma seqüência de transformações gasosas, que seguem a seguinte ordem: ABCDA. De acordo com o apresentado, assinale verdadeiro

Leia mais

Física 20 Questões [Médio]

Física 20 Questões [Médio] Física 20 Questões [Médio] 01 - (UFRRJ ) Uma pessoa retira um botijão de gás de um local refrigerado e o coloca em um outro lugar, sobre o qual os raios solares incidem diretamente. Desprezando qualquer

Leia mais

Física 20 Questões [Fácil]

Física 20 Questões [Fácil] Física 20 Questões [Fácil] 01 - (ITA SP) Uma máquina térmica reversível opera entre dois reservatórios térmicos de temperaturas 100 C e 127 C, respectivamente, gerando gases aquecidos para acionar uma

Leia mais

CENTRO EDUCACIONAL SESC CIDADANIA

CENTRO EDUCACIONAL SESC CIDADANIA CENTRO EDUCACIONAL SESC CIDADANIA Professor: Vilson Mendes Lista de exercícios de Física I ENSINO MÉDIO NOTA: Aluno (: Data SÉRIE/TURMA 3ª Lista 2 Campo Elétrico 1. Em certa região existe um vetor campo

Leia mais

FORÇA ELÉTRICA. 1)Entre duas partículas eletrizadas, no vácuo, e a distância d, a força de interação eletrostática tem intensidade F.

FORÇA ELÉTRICA. 1)Entre duas partículas eletrizadas, no vácuo, e a distância d, a força de interação eletrostática tem intensidade F. FORÇA ELÉTRICA 1)Entre duas partículas eletrizadas, no vácuo, e a distância d, a força de interação eletrostática tem intensidade F. Se dobrarmos as cargas das duas partículas e aumentarmos a separação

Leia mais

Universidade de São Paulo Instituto de Física

Universidade de São Paulo Instituto de Física Universidade de São Paulo Instituto de Física FEP - FÍSICA II para o Instituto Oceanográfico º Semestre de 009 Sexta Lista de Exercícios a. Lei da Termodinâmica e Teoria Cinética dos Gases ) Uma máquina

Leia mais

COLÉGIO MARIA IMACULADA

COLÉGIO MARIA IMACULADA Conteúdos trabalhados: COLÉGIO MARIA IMACULADA Orientação de Estudos de Recuperação Disciplina: Física - B - Professor: Fausto 2º ano do Ensino Médio Termodinâmica: trabalho de um gás, primeira e segunda

Leia mais

0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3

0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3 0 0 A carga elétrica que passa nesse condutor nos 4 primeiros segundos vale 3 1 1 Sendo a carga elementar e = 1,6.10-19 C, a quantidade de elétrons que passa condutor nos 10 s vale 3,75.10 17. 2 2 A corrente

Leia mais

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Final. 3ª Etapa 2013

COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE. Programa de Recuperação Final. 3ª Etapa 2013 COLÉGIO NOSSA SENHORA DA PIEDADE Programa de Recuperação Final 3ª Etapa 2013 Disciplina:Física Ano: 2º Professor (a): Marcos Vinicius Turma: 2º FG Caro aluno, você está recebendo o conteúdo de recuperação.

Leia mais

EXERCICIOS PARA A LISTA 3 CAPÍTULO 17 TRABALHO, CALOR E A 1ª LEI DA TERMODINAMICA. NOME: Turma:

EXERCICIOS PARA A LISTA 3 CAPÍTULO 17 TRABALHO, CALOR E A 1ª LEI DA TERMODINAMICA. NOME: Turma: Conceituais QUESTÃO 1. No diagrama P-V ao lado são apresentados dois processos térmicos que conectam os mesmos estados inicial e final doe um gás. a) O trabalho realizado sobre o gás no processo 1 é maior,

Leia mais

Campo Elétrico Linhas de Campo

Campo Elétrico Linhas de Campo Campo Elétrico Linhas de Campo 1 Campo Elétrico uma carga elétrica q cria um campo elétrico E 2 1 Campo Elétrico forças à distância linhas de força elétrica linhas de campo 3 linhas de campo: Campo Elétrico:

Leia mais

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 11 ELETROSTÁTICA: POTENCIAL, TRABALHO E ENERGIA

FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 11 ELETROSTÁTICA: POTENCIAL, TRABALHO E ENERGIA FÍSICA - 2 o ANO MÓDULO 11 ELETROSTÁTICA: POTENCIAL, TRABALHO E ENERGIA + - + + + + + A B + d + q q - - - - - Q q P d 6.V 5.V V -V c 2.d3.d 4.d 5.d 6.d d 4.V 3.V 2.V Q>0-2.V -3.V -4.V Q

Leia mais

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO TREINO PARA O SIMULADO DE FÍSICA F.3 PROF. Peixinho 3 o Ano E.M. 2 o Bimestre-2010

CURSO E COLÉGIO OBJETIVO TREINO PARA O SIMULADO DE FÍSICA F.3 PROF. Peixinho 3 o Ano E.M. 2 o Bimestre-2010 1. (Cesgranrio 90) Uma pequena esfera de isopor, aluminizada, suspensa por um fio "nylon", é atraída por um pente plástico negativamente carregado. Pode-se afirmar que a carga elétrica da esfera é: a)

Leia mais

CAMPO ELÉTRICO E POTENCIAL ELÉTRICO

CAMPO ELÉTRICO E POTENCIAL ELÉTRICO AULA 24 1- CAMPO ELÉRTRICO CAMPO ELÉTRICO E POTENCIAL ELÉTRICO Campo elétrico é uma região do espaço modificada (perturbação eletrostática) pela presença de um corpo eletrizado (carga fonte). Considere

Leia mais

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA - EEL. Profª Drª Marivone Nunho Sousa

UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA - EEL. Profª Drª Marivone Nunho Sousa UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA DE ENGENHARIA DE LORENA - EEL Profª Drª Marivone Nunho Sousa 5 de agosto de 2016 ALGUNS ILUSTRES PESQUISADORES QUE CONSTRUÍRAM A TERMODINÂMICA Sadi Carnot 1796-1832 James

Leia mais

APROFUNDAMENTO DO PRIMEIRO CAPÍTULO Extensivo Prof. Adson Filizzola

APROFUNDAMENTO DO PRIMEIRO CAPÍTULO Extensivo Prof. Adson Filizzola APROFUNDAMENTO DO PRIMEIRO CAPÍTULO Extensivo 2016 - Prof. Adson Filizzola 01. A figura ilustra dois pêndulos elétricos feitos com esferas condutoras de mesmo raio. Elas foram eletrizadas por contato com

Leia mais

Potencial elétrico e energia potencial elétrica Capítulo

Potencial elétrico e energia potencial elétrica Capítulo Potencial elétrico e energia potencial elétrica Capítulo Potencial elétrico e energia potencial elétrica Potencial elétrico Se uma carga de prova q for colocada em um campo elétrico, ficará sujeita a uma

Leia mais

Termodinâmica. Lucy V. C. Assali

Termodinâmica. Lucy V. C. Assali Termodinâmica Calor Física II 2016 - IO O Equivalente Mecânico da Caloria A relação entre a caloria (unidade de quantidade de calor em termos da variação de temperatura que produz numa dada massa de água)

Leia mais

2/Mar/2016 Aula 4. 26/Fev/2016 Aula 3

2/Mar/2016 Aula 4. 26/Fev/2016 Aula 3 6/Fev/016 Aula 3 Calor e Primeira Lei da Termodinâmica Calor e energia térmica Capacidade calorífica e calor específico Calor latente Diagrama de fases para a água Primeira Lei da Termodinâmica Trabalho

Leia mais

Exercícios sobre Força de Coulomb

Exercícios sobre Força de Coulomb Exercícios sobre Força de Coulomb 1-Duas cargas elétricas iguais de 2 10 6 C se repelem no vácuo com uma força de 0,1 N. Sabendo que a constante elétrica do vácuo é de 9 10 9 N m 2 /C 2, qual a distância

Leia mais

PROVA DE FÍSICA 2º ANO - 3ª MENSAL - 2º TRIMESTRE TIPO A

PROVA DE FÍSICA 2º ANO - 3ª MENSAL - 2º TRIMESTRE TIPO A PROVA DE FÍSICA º ANO - ª MENSAL - º RIMESRE IPO A 0) Um gás sofre a transformação termodinâmica cíclica ABCA representada no gráfico p x V. No trecho AB, a transformação é isotérmica. Analise as afirmações

Leia mais

Professora Florence. 1,0 C e q3

Professora Florence. 1,0 C e q3 TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Dados: Aceleração da gravidade: 10 m/s 3 Densidade do mercúrio: 13,6 g/cm Pressão atmosférica: 5 1,0 10 N/m Constante eletrostática: k 1 4,0 10 N m C 0 0 1. (Ufpe 01) Três

Leia mais

ELETROSTÁTICA. 20 C) toca a esfera B (Q B. 2 C); após alguns instantes, afasta-se e toca na esfera C (Q C. 6 C), retornando à posição inicial.

ELETROSTÁTICA. 20 C) toca a esfera B (Q B. 2 C); após alguns instantes, afasta-se e toca na esfera C (Q C. 6 C), retornando à posição inicial. EETROSTÁTIC 01 Dizer que a carga elétrica é quantizada significa que ela: a) só pode ser positiva b) não pode ser criada nem destruída c) pode ser isolada em qualquer quantidade d) só pode existir como

Leia mais

Exercício 3) A formação de cargas elétrica em objetos quotidianos é mais comum em dias secos ou úmidos? Justifique a sua resposta.

Exercício 3) A formação de cargas elétrica em objetos quotidianos é mais comum em dias secos ou úmidos? Justifique a sua resposta. Exercícios Parte teórica Exercício 1) Uma esfera carregada, chamada A, com uma carga 1q, toca sequencialmente em outras 4 esferas (B, C, D e E) carregadas conforme a figura abaixo. Qual será a carga final

Leia mais

Termodinâmica Aplicada. (PF: comunicar eventuais erros para Exercícios 6

Termodinâmica Aplicada. (PF: comunicar eventuais erros para Exercícios 6 Termodinâmica Aplicada (PF: comunicar eventuais erros para pmmiranda@fc.ul.pt) Exercícios 6 1. Um mole de um gás de van der Waals sofre uma expansão isotérmica (à temperatura ) entre um volume inicial

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física Termodinâmica

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física Termodinâmica Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física Termodinâmica 1 - Qual a energia interna de 1,5 mols de um gás perfeito na

Leia mais

Vejamos agora alguns casos particulares dessas transformações com quantidade de gás constante.

Vejamos agora alguns casos particulares dessas transformações com quantidade de gás constante. Setor 2306 Aula 06 Transformações Gasosas em sistemas fechados Complemento. Como vimos em aula, as transformações realizadas em sistemas fechados tem sua quantidade de gás constante. Nessa situação, a

Leia mais

Lei de Coulomb. Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes

Lei de Coulomb. Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes Lei de Coulomb Interação entre Duas Cargas Elétricas Puntiformes A intensidade F da força de interação eletrostática entre duas cargas elétricas puntiformes q 1 e q 2, é diretamente proporcional ao produto

Leia mais

corpos eletrizados carg r a g s campo elétrico

corpos eletrizados carg r a g s campo elétrico Introdução A princípio vimos que corpos eletrizados ficam sujeitos a forças de atração ou de repulsão, dependendo dos tipos de cargas que possuem. Um corpo eletrizado é capaz de repelir e de ser repelido

Leia mais

PROVA DE FÍSICA - 1 o TRIMESTRE 2012

PROVA DE FÍSICA - 1 o TRIMESTRE 2012 PROVA DE FÍSICA - 1 o TRIMESTRE 2012 PROF. VIRGÍLIO NOME Nº 9º ANO A compreensão do enunciado faz parte da questão. Não faça perguntas ao examinador. A prova deve ser feita com caneta azul ou preta. É

Leia mais

CAPITULO 2 A Primeira lei da termodinâmica

CAPITULO 2 A Primeira lei da termodinâmica Neste capítulo são introduzidos alguns dos conceitos fundamentais da termodinâmica. O foco da exposição é a conservação de energia a observação experimental de que a energia não pode ser destruída nem

Leia mais

Física. Setor A. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 9 (pág. 92) AD TM TC. Aula 10 (pág. 92) AD TM TC. Aula 11 (pág.

Física. Setor A. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 9 (pág. 92) AD TM TC. Aula 10 (pág. 92) AD TM TC. Aula 11 (pág. Física Setor Prof.: Índice-controle de Estudo ula 9 (pág. 9) D TM TC ula 0 (pág. 9) D TM TC ula (pág. 94) D TM TC ula (pág. 95) D TM TC ula 3 (pág. 95) D TM TC ula 4 (pág. 97) D TM TC ula 5 (pág. 98) D

Leia mais

Conceitos Básicos sobre gases

Conceitos Básicos sobre gases Conceitos Básicos sobre gases ara este estudo não vamos fazer distinção entre gás e vapor, desta forma neste capítulo, o estado gasoso (gás ou vapor) será sempre referido como gás... ressão dos gases Suponha

Leia mais

Considerando que o fio e a polia são ideais, qual o coeficiente de atrito cinético entre o bloco B e o plano?

Considerando que o fio e a polia são ideais, qual o coeficiente de atrito cinético entre o bloco B e o plano? 2ª Série do Ensino Médio 01. No sistema a seguir, A e B têm massa m = 10 kg e a = 45 0. A aceleração da gravidade é de 10 m/s 2 e o peso da corda, o atrito no eixo da roldana e a massa da roldana são desprezíveis:

Leia mais

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física Gases ideais e Termodinâmica

Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física Gases ideais e Termodinâmica Lista de Exercícios Pré Universitário Uni-Anhanguera Aluno(a): Nº. Professor: Fabrízio Gentil Série: 2 o ano Disciplina: Física Gases ideais e Termodinâmica 01 - (ACAFE SC) No estudo da termodinâmica é

Leia mais

Márcio Nasser Medina Moisés André Nisenbaum

Márcio Nasser Medina Moisés André Nisenbaum A Márcio Nasser Medina Moisés André Nisenbaum Este documento tem nível de compartilhamento de acordo com a licença 3.0 do Creative Commons. http://creativecommons.org.br http://creativecommons.org/licenses/by-sa/3.0/br/legalcode

Leia mais

Centro Educacional ETIP

Centro Educacional ETIP Centro Educacional ETIP Trabalho Trimestral 2 Trimestre/2015 Data: Professor: Leandro Nota: Valor : [0,0 2,0] Nome do(a) aluno(a): Nº Turma: 2 M INSTRUÇÕES Preencha corretamente o cabeçalho a caneta. Essa

Leia mais

DRAFT. Termodinâmica CONCURSO PETROBRAS. Questões Resolvidas TÉCNICO(A) DE OPERAÇÃO JÚNIOR. Produzido por Exatas Concursos

DRAFT. Termodinâmica CONCURSO PETROBRAS. Questões Resolvidas TÉCNICO(A) DE OPERAÇÃO JÚNIOR. Produzido por Exatas Concursos CONCURSO PETROBRAS TÉCNICO(A) DE OPERAÇÃO JÚNIOR Termodinâmica Questões Resolvidas QUESTÕES RETIRADAS DE PROVAS DA BANCA CESGRANRIO Produzido por Exatas Concursos www.exatas.com.br rev.2a Índice de Questões

Leia mais

Eletrostática. (Ufmg 2005) Em uma aula, o Prof. Antônio apresenta uma montagem com dois anéis dependurados, como representado na figura.

Eletrostática. (Ufmg 2005) Em uma aula, o Prof. Antônio apresenta uma montagem com dois anéis dependurados, como representado na figura. Eletrostática Prof: Diler Lanza TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO (Ufmg 2005) Em uma aula, o Prof. Antônio apresenta uma montagem com dois anéis dependurados, como representado na figura. Um dos anéis é de

Leia mais

PRÉ-VESTIBULAR COMUNITÁRIO DOM HÉLDER CÂMARA PVCDHC 3ª LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA PROF.: AURÉLIO

PRÉ-VESTIBULAR COMUNITÁRIO DOM HÉLDER CÂMARA PVCDHC 3ª LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA PROF.: AURÉLIO PRÉ-VESTIBULAR COMUNITÁRIO DOM HÉLDER CÂMARA PVCDHC 3ª LISTA DE EXERCÍCIOS DE FÍSICA 2-2009 PROF.: AURÉLIO Dilatação 1) Questão 19 UERJ EF 2004 Em uma casa emprega-se um cano de cobre de 4 m a 20ºC para

Leia mais

FÍSICA. kg. s N m. Analisando a alternativa C, nota-se que: . s. = s = J. Resolução. O sistema está inicialmente em repouso (Q 0

FÍSICA. kg. s N m. Analisando a alternativa C, nota-se que: . s. = s = J. Resolução. O sistema está inicialmente em repouso (Q 0 FÍSICA Resolução Obtendo a unidade SI da grandeza definida pelo enunciado, resulta: m. t G = d. p u(g) = kg. s N m. m = kg. s. m = s m kg. s 3 Analisando a alternativa C, nota-se que: J. s W = J. s J s

Leia mais

1 - Na eletrosfera de um átomo de magnésio temos 12 elétrons. Qual a carga elétrica de sua eletrosfera?

1 - Na eletrosfera de um átomo de magnésio temos 12 elétrons. Qual a carga elétrica de sua eletrosfera? 1 - Na eletrosfera de um átomo de magnésio temos 12 elétrons. Qual a carga elétrica de sua eletrosfera? 2 - Na eletrosfera de um átomo de carbono temos 6 elétrons. Qual a carga elétrica de sua eletrosfera?

Leia mais

FÍSICA II. 02. Uma das extremidades de um fio de comprimento 3,0 m é presa a um diapasão elétrico; a outra passa por

FÍSICA II. 02. Uma das extremidades de um fio de comprimento 3,0 m é presa a um diapasão elétrico; a outra passa por FÍSICA II Esta prova tem por finalidade verificar seus conhecimentos das leis que regem a natureza. Interprete as questões do modo mais simples e usual. Não considere complicações adicionais por fatores

Leia mais

Aula 00 Aula Demonstrativa

Aula 00 Aula Demonstrativa Aula 00 Aula Demonstrativa Apresentação... 2 Eletrostática... 3 Princípios da Eletrostática... 4 Princípio da atração e da repulsão (Lei de DuFay)... 4 Princípio da Conservação das Cargas Elétricas...

Leia mais

Campo Elétrico Uniforme

Campo Elétrico Uniforme Campo Elétrico Uniforme 1. (Upf 2012) Uma pequena esfera de 1,6 g de massa é eletrizada retirando-se um número n de elétrons. Dessa forma, quando a esfera é colocada em um campo elétrico uniforme de 9

Leia mais

Interbits SuperPro Web

Interbits SuperPro Web 1. (Pucrj 013) Duas cargas pontuais q1 = 3,0μC e q = 6,0μC são colocadas a uma distância de 1,0 m entre si. Calcule a distância, em metros, entre a carga q 1 e a posição, situada entre as cargas, onde

Leia mais

CAMPO ELÉTRICO UNIFORME 2 LISTA

CAMPO ELÉTRICO UNIFORME 2 LISTA 1. (Fatec 2008) Um elétron é colocado em repouso entre duas placas paralelas carregadas com cargas iguais e de sinais contrários. Considerando desprezível o peso do elétron, pode-se afirmar que este: a)

Leia mais

Interação entre cargas elétricas

Interação entre cargas elétricas Interação entre cargas elétricas Cargas elétricas de mesmo sinal repelem-se. Cargas elétricas de sinais contrários atraem-se. A força de interação tem a direção da reta que une as cargas, depende do meio

Leia mais

2. Considere um bloco de gelo de massa 300g á temperatura de 20 C, sob pressão normal. Sendo L F

2. Considere um bloco de gelo de massa 300g á temperatura de 20 C, sob pressão normal. Sendo L F 1. Considere um bloco de gelo de massa 300g encontra-se a 0 C. Para que todo gelo se derreta, obtendo água a 0 C são necessárias 24.000 cal. Determine o calor latente de fusão do gelo. 2. Considere um

Leia mais

Aula Calor e 1ª Lei da Termodinâmica. As leis da Termodinâmica foram inicialmente obtidas empiricamente e somente

Aula Calor e 1ª Lei da Termodinâmica. As leis da Termodinâmica foram inicialmente obtidas empiricamente e somente 1 Aula Calor e 1ª Lei da Termodinâmica Tema: Termodinâmica a serem abordados os assuntos: - Lei zero da Termodinâmica; - 1ª Lei da Termodinâmica calor e energia; - 2ª Lei entropia; - Aplicações da Termodinâmica

Leia mais

Colégio de aplicação Dr. Alfredo José Balbi prof. Thomaz Barone Lista de exercícios Lei de Coulomb

Colégio de aplicação Dr. Alfredo José Balbi prof. Thomaz Barone Lista de exercícios Lei de Coulomb 1. (Fuvest 016) Duas pequenas esferas, E 1 e E, feitas de materiais isolantes diferentes, inicialmente neutras, são atritadas uma na outra durante 5s e ficam eletrizadas. Em seguida, as esferas são afastadas

Leia mais

Turma: 2201 Turno: Manhã Professor: Douglas Baroni

Turma: 2201 Turno: Manhã Professor: Douglas Baroni Colégio Zaccaria TELEFAX: (0 XX 21) 3235-9400 www.zaccaria.g12.br Lista de exercícios Física II (Recuperação) 1º Período 2014 Aluno(a): N.º Turma: 2201 Turno: Manhã Professor: Douglas Baroni QUESTÃO 1

Leia mais

Professor: Renan Oliveira

Professor: Renan Oliveira Professor: Renan Oliveira 1. (FUVEST SP/2015) O desenvolvimento de teorias científicas, geralmente, tem forte relação com contextos políticos, econômicos, sociais e culturais mais amplos. A evolução dos

Leia mais

Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Força Eletrostática e Campo Elétrico

Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Força Eletrostática e Campo Elétrico Sala de Estudos FÍSICA Lucas 3 trimestre Ensino Médio 3º ano classe: Prof.LUCAS Nome: nº Sala de Estudos Força Eletrostática e Campo Elétrico 1. (Pucrj 2010) O que acontece com a força entre duas cargas

Leia mais

2º Lei da Termodinâmica. Introdução Enunciado da 2º lei Rendimento de uma máquina térmica Ciclo de Carnot

2º Lei da Termodinâmica. Introdução Enunciado da 2º lei Rendimento de uma máquina térmica Ciclo de Carnot 2º Lei da Termodinâmica Introdução Enunciado da 2º lei Rendimento de uma máquina térmica Ciclo de Carnot Introdução Chamamos, genericamente, de máquina a qualquer dispositivo que tenha por finalidade transferir

Leia mais

EXERCÍCIOS TERMODINÂMICA

EXERCÍCIOS TERMODINÂMICA RSE LISTA DE EXERCÍCIOS RECUPERAÇÃO FINAL Nome: Objetivo: Preparar-se para a prova de recuperação final 27/Novembro/2010 3º ANO Nº ENSINO MÉDIO EXERCÍCIOS TERMODINÂMICA 1. Um corpo recebe 40 Joules de

Leia mais

6) Qual a energia interna de 1,5 mols de um gás perfeito na temperatura de 20 C? Considere R= 8,31 J/mol.K.

6) Qual a energia interna de 1,5 mols de um gás perfeito na temperatura de 20 C? Considere R= 8,31 J/mol.K. 1) (UFRGS-RS) Um gás encontra-se contido sob a pressão de 5.10 3 N/m 2 no interior de um recipiente cúbico cujas faces possuem uma área de 2m 2. Qual é o módulo da força média exercida pelo gás sobre cada

Leia mais

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia Departamento de Estudos Básicos e Instrumentais 4 Termodinâmica Física II Ferreira 1 ÍNDICE 1. Conceitos Fundamentais; 2. Sistemas Termodinâmicos; 3. Leis da

Leia mais

Campo Elétrico. Campo elétrico de uma carga puntiforme: O campo elétrico em cargas com dimensões desprezíveis em relação à distância.

Campo Elétrico. Campo elétrico de uma carga puntiforme: O campo elétrico em cargas com dimensões desprezíveis em relação à distância. Campo Elétrico Campo elétrico: O campo elétrico desempenha o papel de transmissor de interações entre cargas elétrica, ou seja, é o campo estabelecido em todos os pontos do espaço sob a influência de uma

Leia mais

QUESTÃO 16 PROVA DE FÍSICA I

QUESTÃO 16 PROVA DE FÍSICA I 6 PROVA DE FÍSICA I QUESTÃO 16 A figura representa um bloco de massa m que, após ser lançado com velocidade v, sobe uma rampa de comprimento L, sem atrito, inclinada de um ângulo θ. Assinale a opção que

Leia mais

2.1 Breve história da termodinâmica

2.1 Breve história da termodinâmica 2.1 Breve história da termodinâmica TERMODINÂMICA calor força, movimento No início, estudava os processos que permitiam converter calor em trabalho (força e movimento). 2.1 Breve história da termodinâmica

Leia mais

LISTA DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE 3º ANO

LISTA DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE 3º ANO Maceió - Alagoas FÍSICA TIO BUBA LISTA DE RECUPERAÇÃO DE FÍSICA 1º SEMESTRE 3º ANO Professor(a): JOÃO CARLO ( BUBA) 01) O campo elétrico gerado em P, por uma carga puntiforme positiva de valor +Q a uma

Leia mais

Testes gerais

Testes gerais Testes gerais Termometria. Em uma escala termométrica arbitrária A, atribui-se 0ºA à temperatura de fusão do gelo e 20ºA à temperatura de ebulição da água. Quando a temperatura for de 20ºC, na escala A,

Leia mais

Fisica 1 A B. k = 1/4πε 0 = 9, N.m 2 /C Um automóvel faz o percurso Recife-Gravatá a uma velocidade média de 50 km/h.

Fisica 1 A B. k = 1/4πε 0 = 9, N.m 2 /C Um automóvel faz o percurso Recife-Gravatá a uma velocidade média de 50 km/h. Fisica 1 Valores de algumas constantes físicas celeração da gravidade: 10 m/s 2 Densidade da água: 1,0 g/cm 3 Calor específico da água: 1,0 cal/g C Carga do elétron: 1,6 x 10-19 C Velocidade da luz no

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 2º EM Física A/B Renato Av. Mensal 05/08/16 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos. 2. Esta prova

Leia mais

Quais dos materiais citados acima são bons condutores de eletricidade? Marque a alternativa correta.

Quais dos materiais citados acima são bons condutores de eletricidade? Marque a alternativa correta. LISTA DE EXERCÍCIOS Convenientemente foi elaborada uma lista em dada ordem que um elemento ao ser atritado com o sucessor da lista fica eletrizado positivamente. Esta lista é chamada série triboelétrica:

Leia mais

estudos 3º trimestre. Matemática-Física-Química Orientação de estudos

estudos 3º trimestre. Matemática-Física-Química Orientação de estudos estudos 3º trimestre. Roteiro de Matemática-Física-Química O roteiro foi montado especialmente para reforçar os conceitos dados em aula. Com os exercícios você deve fixar os seus conhecimentos e encontrar

Leia mais

QUESTÕES DE FÍSICA A RESUMO BIMESTRAL AULA 25 A 32

QUESTÕES DE FÍSICA A RESUMO BIMESTRAL AULA 25 A 32 Processo Avaliativo AVP - 3º Bimestre/2016 Disciplina: Física 2ª série EM A Data: Nome do aluno Nº Turma Atividade Avaliativa: entregar a resolução de todas as questões. ATENÇÃO: Esta lista é o trabalho

Leia mais

1. Suponha que em uma escala linear de temperatura X a água ferva a 53,3 o X e congele a -170 o X. Qual a temperatura de 340K na escala X?

1. Suponha que em uma escala linear de temperatura X a água ferva a 53,3 o X e congele a -170 o X. Qual a temperatura de 340K na escala X? BC0303: Fenômenos Térmicos - 1 a Lista de Exercícios Termômetros, Temperatura e Escalas de Temperatura 1. Suponha que em uma escala linear de temperatura X a água ferva a 53,3 o X e congele a -170 o X.

Leia mais

Cinemática, Eletrostática, Óptica Geométrica e Leis de Newton

Cinemática, Eletrostática, Óptica Geométrica e Leis de Newton Imersão Total ITA ETAPA Cinemática, Eletrostática, Óptica Geométrica e Leis de Newton PROVA DIAGNÓSTICO 1. Três formigas estão localizadas nos vértices de um triângulo eqüilátero cujos lados medem a. Elas

Leia mais

Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 25 (pág. 102) AD TM TC. Aula 26 (pág. 102) AD TM TC. Aula 27 (pág.

Física. Setor B. Índice-controle de Estudo. Prof.: Aula 25 (pág. 102) AD TM TC. Aula 26 (pág. 102) AD TM TC. Aula 27 (pág. Física Setor B Prof.: Índice-controle de Estudo Aula 5 (pág. 0) AD TM TC Aula 6 (pág. 0) AD TM TC Aula 7 (pág. 04) AD TM TC Aula 8 (pág. 05) AD TM TC Aula 9 (pág. 07) AD TM TC Aula 30 (pág. 07) AD TM TC

Leia mais

Primeira Lei da Termodinâmica Trabalho, Calor e Energia Entalpia

Primeira Lei da Termodinâmica Trabalho, Calor e Energia Entalpia Química Geral e Inorgânica QGI0001 Eng a. de Produção e Sistemas Prof a. Dr a. Carla Dalmolin Primeira Lei da Termodinâmica Trabalho, Calor e Energia Entalpia Sistemas Em termodinâmica, o universo é formado

Leia mais

Física Experimental III. Compressão isotérmica de um gás ideal

Física Experimental III. Compressão isotérmica de um gás ideal Física Experimental III Compressão isotérmica de um gás ideal Lei dos Gases Ideias Definimos um gás ideal como um gás para o qual a razão PV/nT é constante em todas as pressões. Portanto, essas variáveis

Leia mais

Apesar de ter estudado muito, Ulisses errou essa questão. Marque a resposta que os candidatos deveriam ter assinalado como correta:

Apesar de ter estudado muito, Ulisses errou essa questão. Marque a resposta que os candidatos deveriam ter assinalado como correta: QUESTÃO 1 Ulisses prestou um concurso para trabalhar como engenheiro em Furnas Centrais Elétricas, que é uma subsidiária das Centrais Elétricas Brasileiras, vinculada ao Ministério de Minas e Energia,

Leia mais

01- (UPF-RS) Um corpo que tenha sido eletrizado com uma carga de 10μC deverá ter recebido, aproximadamente, em elétrons:

01- (UPF-RS) Um corpo que tenha sido eletrizado com uma carga de 10μC deverá ter recebido, aproximadamente, em elétrons: Arrastão 2 o EM sem resolução 01- (UPF-RS) Um corpo que tenha sido eletrizado com uma carga de 10μC deverá ter recebido, aproximadamente, em elétrons: 02-(UEPG-PR) Considere quatro esferas metálicas idênticas

Leia mais

Física E Semiextensivo V. 2

Física E Semiextensivo V. 2 GABARIO Física E Semiextensivo Exercícios 1) C ) A I erdadeira Caso ocorra a redução de temperatura do ambiente, o fio sofrerá contração, com o risco de rompimento II Falsa A distância entre os fios é

Leia mais

Sistemas termodinâmicos

Sistemas termodinâmicos Sistemas termodinâmicos Sistemas termodinâmicos Prof. Luís C. Perna TERMODINÂMICA O QUE SIGNIFICA ESTE TERMO? TERMODINÂMICA calor força, movimento No início a termodinâmica, ocupava-se do estudo dos processos

Leia mais

P R O V A DE FÍSICA II

P R O V A DE FÍSICA II 6 P R O V A DE FÍSICA II QUESTÃO 16 Um aquecedor de imersão (ebulidor) tem uma potência de 000W. Esse ebulidor é mergulhado em um recipiente que contém 1 litro de água a 0ºC. Supondo-se que 70% da potência

Leia mais

1 a Questão: (2,0 pontos)

1 a Questão: (2,0 pontos) a Questão: (, pontos) Um bloco de massa m, kg repousa sobre um plano inclinado de um ângulo θ 37 o em relação à horizontal. O bloco é subitamente impulsionado, paralelamente ao plano, por uma marretada,

Leia mais

1. (Ufrgs) Sob condições de pressão constante, certa quantidade de calor Q, fornecida a um gás ideal monoatômico, eleva sua temperatura em T.

1. (Ufrgs) Sob condições de pressão constante, certa quantidade de calor Q, fornecida a um gás ideal monoatômico, eleva sua temperatura em T. 1. (Ufrgs) Sob condições de pressão constante, certa quantidade de calor Q, fornecida a um gás ideal monoatômico, eleva sua temperatura em T. Quanto calor seria necessário, em termos de Q, para concluir

Leia mais

TERMODINÂMICA. Radiação Solar. Anjo Albuquerque

TERMODINÂMICA. Radiação Solar. Anjo Albuquerque TERMODINÂMICA Radiação Solar 1 Anjo Albuquerque TERMODINÂMICA Termodinâmica - é a área da Física que nos permite compreender o mundo que nos rodeia, desde a escala dos átomos até à escala do universo.

Leia mais

Aula 4 A 2ª Lei da Termodinâmica

Aula 4 A 2ª Lei da Termodinâmica Universidade Federal do ABC P O S M E C Aula 4 A 2ª Lei da Termodinâmica MEC202 As Leis da Termodinâmica As leis da termodinâmica são postulados básicos aplicáveis a qualquer sistema que envolva a transferência

Leia mais

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r

As figuras acima mostram as linhas de indução de um campo magnético uniforme B r 1) No sistema mostrado abaixo, as roldanas e os fios são ideais e o atrito é considerado desprezível. As roldanas A, B, e C são fixas e as demais são móveis sendo que o raio da roldana F é o dobro do raio

Leia mais

Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças

Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças Tipos de forças, Efeito produzido pela atuação de forças, Representação vetorial de forças, Resultante de um sistema de forças Equilíbrio de forças Efeito rotativo das forças 1 Tipos de forças Forças devidas

Leia mais

Dado: g = 10 m/s 2. (A) 5,6 x 10 2 J (D) 1,4 x 10 2 J (B) 1,4 x 10 3 J (C) 3,5 x 10 3 J

Dado: g = 10 m/s 2. (A) 5,6 x 10 2 J (D) 1,4 x 10 2 J (B) 1,4 x 10 3 J (C) 3,5 x 10 3 J 41 A quantidade de calor Q transferida para o ar durante o tempo t através da superfície aquecida de um ferro de passar roupa de área A é dada por Q = h t A (q - q 0 ), onde q é a temperatura da superfície

Leia mais

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO QUÍMICA GASES I

EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO QUÍMICA GASES I Aluno (a): Profº: RICARDO Série: Data: / / Disc: QUÍMICA EXERCÍCIOS DE FIXAÇÃO QUÍMICA GASES I 1. Uma Massa fixa de um gás ideal foi submetida a uma série de transformações isotérmicas e alguns dos valores

Leia mais

Estudo dos Gases. Equação de estado de um gás f(m, p, V, T) Estado de um gás m (p, V, T) estado inicial: p 1, V 1, T 1. estado final: p 2, V 2, T 2

Estudo dos Gases. Equação de estado de um gás f(m, p, V, T) Estado de um gás m (p, V, T) estado inicial: p 1, V 1, T 1. estado final: p 2, V 2, T 2 Estudo dos Gases Introdução Na fase gasosa as forças de atração entre as artículas são raticamente desrezíveis quando comaradas com as das fases sólida e líquida; or isso elas se movimentam desordenadamente

Leia mais

ELETRIZAÇÃO E FORÇA DE COULOMB

ELETRIZAÇÃO E FORÇA DE COULOMB ELETRIZAÇÃO E FORÇA DE COULOMB 1. (FUVEST 2008) Três esferas metálicas, M 1, M 2 e M 3, de mesmo diâmetro e montadas em suportes isolantes, estão bem afastadas entre si e longe de outros objetos. Inicialmente

Leia mais

c) qual o lado do cubo que ele teria que ocupar com essas bolinhas, de modo a representar 1cm 3 de gás? A) 1km B) 10km C) 100km D) 1000km E) 10000km

c) qual o lado do cubo que ele teria que ocupar com essas bolinhas, de modo a representar 1cm 3 de gás? A) 1km B) 10km C) 100km D) 1000km E) 10000km 1- Imagine que, na impossibilidade de reduzir seus alunos ao tamanho das moléculas de um gás, um professor resolva trazer as moléculas para o tamanho de seus alunos. Usa, para isso, bolinhas de gude, de

Leia mais

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Termodinâmica

Física. Leo Gomes (Vitor Logullo) Termodinâmica Termodinâmica Termodinâmica 1. Um cilindro, com comprimento de 1,5m, cuja base inferior é constituída por um bom condutor de calor, permanece semi-imerso em um grande tanque industrial, ao nível do mar,

Leia mais

RESOLUÇÕES DA PROVA DE FÍSICA UFC PROFESSOR Célio Normando

RESOLUÇÕES DA PROVA DE FÍSICA UFC PROFESSOR Célio Normando PROFESSOR Célio Normando Ari Duque de Caxias Ari Washington Soares Ari Aldeota Da 5ª Série ao Pré-Vestibular Sede Hildete de Sá Cavalcante (da Educação Infantil ao Pré-Vestibular) Rua Monsenhor Catão,

Leia mais

= Q moeda F at. . t = 0 mv 0. g t

= Q moeda F at. . t = 0 mv 0. g t 25 e FÍSICA Uma moeda é lançada horizontalmente, com velocidade inicial de 10 m/s, sobre uma superfície áspera, horizontal. Sabendo-se que a moeda atinge o repouso 10 s após o lançamento, o coeficiente

Leia mais