INSTRUÇÕESS - EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSTRUÇÕESS - EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015"

Transcrição

1 INSTRUÇÕESS - EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015 Introdução Este roteiro contem instruçõess para configuração e emissão de notas com base nas alterações de Partilha de ICMS e Calculo do Fundo de Combate a pobreza (FCP) conforme determina a EC 87/2015. Atualização do sistema Gestor Prime Antes de iniciar as configurações é necessário atualizar o sistema Gestor para ultima versão disponível em nosso site, caso ainda utilize o gestor New (Versão 8) é necessário converter para o Gestor prime, pois as alterações para esse calculo foram realizadas apenas no sistema Gestor Prime. Cadastro das alíquotas de ICMS Para calculo da Partilha do ICMS em vendas interestaduais é necessário uma utilizada para calculo: analise na tabela de ICMS - Acesse o cadastro de um dos produtos vendidos para outro estado.- Clique na aba TRIBUTAÇÃO - No campo tabela de ICMS clique no botão a frente para acessar o cadastro da tabela de ICMS - Caso ainda não tenha tabela de ICMS cadastrada será necessário clicar em NOVO e realizar um cadastro com base nas alíquotas. Vamos citar como exemplo a venda de produto do PR com destino a RS. Neste caso a alíquota interna no RS é 18% e a alíquota interestadual é 12%. Para uma situação igual a essa a linha RS na tabela de ICMS deve ficar 1

2 Cadastro da alíquota do Fundo de Combate a pobreza (FCP) Para calculo do fundo de Combate a pobreza é necessária o preenchimento da alíquota no cadastro da tabela de ICMS dos produtos. - Acesse o cadastro de um dos produtos vendidos para outro estado.- Clique na aba TRIBUTAÇÃO - No campo tabela de ICMS clique no botão à frente para acessar o cadastro da tabela de ICMS - Caso ainda não tenha tabela de ICMS cadastrada será necessário clicar em NOVO e realizar um cadastro com base nas alíquotas. Vamos citar como exemplo a venda de produto do PR com destino a BA com alíquota de FCP de 2% - Clique na linha do estado de destino e preencha a coluna FCP com a alíquota do fundo. - Salve o cadastro da tabela. - As alíquotas apresentadas neste roteiro tem caráter de simulação e não devem ser utilizadas como referente. - Consulte seu escritório de contabilidade caso tenha duvidas sobre o calculo do FCP. Informações importantes sobre a Tabela de ICMS - A linha do estado de origem, no exemplo acima PR, não sofre alterações para situações de vendas interestaduais citadas neste documento. - A alíquota interna deverá ser informadaa na coluna %ICMS desta tabela. - O percentual interestadual de venda deverá ser informado na coluna INTERESTAD da linha do estado de origem. - Para saber as alíquotas a serem utilizadas recomendamos que consulte o escritório de contabilidade. - Não é necessário o cadastro de uma tabela para cada estado, cadastre apenas uma tabela e pode ser adicionado os percentuais de todos os estados nesta. 2

3 Cadastro de Tabela de ICMS para os Produtos Após cadastrar a tabela é necessário vincular ela ao cadastro do produto, pois ao realizar a nota o sistema vai consultar a tabela e quais alíquotas devem ser aplicadas. Código de CST e CSOSN e suas influencias no calculo Dentro do cadastro do Produto é necessário analisar a CST e CSOSN utilizados, pois a partilha de ICMS não será aplicada para todas as CST ou CSOSN. A tabela abaixo demonstra em quais casos será calculada a partilha de ICMS conforme a nota técnica do Governo. Tipo da empresa Regras a ser aplicadas Empresa Normal (Lucro presumido / real) Somente p/ CST= 00, 20, 40, 41 e 60 Empresa Optante pelo Simples Nacional CSOSN= 102, 103, 300, 400, 500 CST= 00, 20, 40, 41 e 60 Lançamento da Venda com partilha de ICMS A partilha de ICMS somente é aplicada para vendas ao Consumidor Final não contribuinte, para identificar isso ao realizar a Venda, é necessário alterar o campo Destino como CONSUMIDOR na tela de outras notas. Caso não seja selecionada essa opção conforme a imagem abaixo não será calculada a Partilha 3

4 Emissão da Nota Fiscal com Partilha de ICMS Quando a nota for emitida diretamente pela tela de Outras notas, não passando pela Venda, também é necessário alterar o campo Destino comoo CONSUMIDOR. Caso não seja selecionada essa opção conforme a imagem abaixo não será calculada a Partilha. Apresentação do cálculo na tela Outras Notas Ao informar os produtos na nota fiscal os valores de partilha serão apresentados no rodapé da tela para conferencia. ATENÇÃO: O valor apresentado no campo Vlr Icms Dest é a soma do valor da partilha do destino + o valor do do Fundo de Combate a pobreza que também será recolhido ao destino. 4

5 Apresentação das informações na DANFE Não existe um campo especifico para impressão dos valores da partilha na DANFE, sendo assim, esses valores serão impressos nas informações Complementares da Nota fiscal. Simulador de cálculo da partilha de ICMS e FCP Acesse clique em utilitários e na seqüência clique em Simulador de cálculo da Partilha de ICMS. Essa opção vai permitir simular o cálculo a ser realizado pelo sistema gestor. Exemplo de Calculo da Partilha Segue um exemplo de venda do PR com destino a RS. Valor total de produtos: 100,00 Base de calculo do ICMS Alíquota de ICMS próprio/interestadual Calculo do ICMS Próprio Valor do ICMS ICMS NORMAL 100,00 12% 100,00 * 12% = 12,00 R$ 12,00 PARTILHA DE ICMS (Novo calculo) Base de calculo do ICMS Alíquota interna Alíquota Interestadual Diferença entre alíquotas (Alíquota DIFAL) Calculo da Diferença para Partilhaa (Base * Alíquota DIFAL) Valor a Ser Partilhado (Valor DIFAL) Parte a recolher no estado de Origem (PR) Valor a recolher no estado de Origem (Valor do DIFAL * 60%) Parte a recolher no estado de Destino (RS) Valor a recolher no estado de Destino (RS) 100,00 18% 12% 6% 100,00 * 6% = 6,00 6,00 60% 6,00 * 60% = 3,60 40% 6,00 * 40% = 2,40 Perguntas e respostas sobre Partilha de ICMS 5

6 Perg.: Empresas optantes pelo simples nacional, precisam calcular esta partilhaa na emissão de notas? R.: Até a publicação deste material, uma liminar do STF de 17/02/2016 desobriga as empresas optantes pelo simples de realizar este calculo, porem recomenda-se a verificação junto ao escritório de Contabilidade., Perg.: Quando devem ser destacadas essas informações de partilha de ICMS na nota fiscal? R.: Essa partilha de ICMS vai ocorrer paraa as vendas ao Consumidor Final não contribuinte de outro estado, porem dentro do sistema existem outras regras: Tipo da empresa Regras a ser aplicadas Empresa Normal CST= 00, 20, 40, 41 e 60 Empresa Optante pelo Simples CSOSN= 102, 103, 300, 400, 500 CST= 00, 20, 40, 41 e 60 Perg.: Os percentuais de partilha de ICMS para o estado de Origem e destino são definidos como? R.: A emenda constitucional criou uma tabela com os percentuais que vão ser ajustados a cada ano, aumentando a fatia do estado de destino até chegar a 100%. Confira a tabela. Ano Estado de Destino Estado de Origem % % % 60% 40% 20% % Perg.: Qual a diferença do código de CSOSN e CST? R.: O código de CSOSN é utilizado exclusivamente para empresas optantes pelo simpless nacional, já os códigos de CST são utilizados pela receita para as notas de empresas não optantes pelo simples, ou seja, empresas do Lucro Presumido, real e outros. Porem dentro do sistema mesmo se sua empresa é optante pelo simples é necessário o preenchimento dos dois códigos. Perg.: Como recolher o valor calculo de Partilha para o estado de destino? R.: O recolhimento do diferencial de alíquotas calculado na forma descrita, deverá ser efetuado por meio da Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais(GNRE) ou outro documento de arrecadação, de acordo com a legislação da Unidade Federada de destino, por ocasião da saída do bem ou do início da prestação de serviço, em relação a cada operação ou prestação (cláusula quarta do Convênio ICMS nº 93/15). Logo, por meio do Ajuste SINIEF nº 11/15 foram acrescentadas as alíneas "n", "o", "p" e "q" ao inciso I do 1º do art. 88-A do Convênio SINIEF nº 6/89, que dispõe sobre a utilização da Guia Nacional de Recolhimento de Tributos Estaduais On-Line (GNRE On-Line). 6

7 Os códigos de recolhimento a seguir indicados referem-se às alterações promovidas pela Emenda Constitucional nº 87/15 e pelo Convênio ICMS nº 93/15, que tratam da repartição do imposto entre a origem e o destino das mercadorias ou serviços, bem como para o recolhimento do Fundo Estadual de Combate à Pobreza: a) ICMS Consumidor Final não contribuinte de outra UF por Operação Código ; b) ICMS Consumidor Final não contribuinte de outra UF por Apuração Código ; c) ICMS Fundo Estadual de Combate à Pobreza por Operação Código ; d) ICMS Fundo Estadual de Combate à Pobreza por Apuração Código O documento de arrecadação deve mencionar o número do respectivo documento fiscal e acompanhar o trânsito do bem ou a prestação do serviço. O recolhimento do imposto de que trata a letra b do subtópico deve ser feito em documento de arrecadação ou GNRE distintos. As Unidades Federadas de destino do bem ou do serviço podem, na forma de sua legislação, disponibilizar aplicativo que calcule o imposto a que se refere as letras a.3 e b.3 do Subtópico 4.3.1, devendo o imposto ser recolhido no décimo quinto dia do mês subsequente à saída do bem ou ao início da prestação de serviço. Fonte: Perg.: O que é o Fundo de Combate a pobreza (FCP)? R.: O adicional de até 2% na alíquota de ICMS aplicável às operações e prestações, nos termos previstos no art. 82, 1º, do ADCT da Constituição Federal/88, destinado ao financiamento dos fundos estaduais e distrital de combate à pobreza, é considerado para o cálculo do imposto, conforme disposto nas letras a.1 e b.1 do subtópico 4.3 cujo recolhimento deve observar a legislação da respectiva Unidade Federada de destino (cláusula segunda, 4º, do Convênio ICMS nº 93/15). No cálculo do imposto devido à Unidade Federada de destino, o remetentee deve calcular, separadamente, o imposto correspondente ao diferencial de alíquotas, por meio da aplicação sobre a respectiva base de cálculo de percentual correspondente: a) à alíquota interna da Unidade Federada de destino sem considerar o adicional de até 2%; b) ao adicional de até 2%. Fonte: 7

1 PARÂMETROS DA EMPRESA

1 PARÂMETROS DA EMPRESA Como realizar o cálculo do ICMS Diferencial de Alíquota, nas Saídas para Fora do estado a Não Contribuinte de ICMS, conforme Emenda Constitucional nº 87/2015? Através desta solução, será possível realizar

Leia mais

Título: Como realizar o cálculo do ICMS Diferencial de Alíquota, nas Saídas para Fora do estado a não contribuinte para empresas do Simples Nacional?

Título: Como realizar o cálculo do ICMS Diferencial de Alíquota, nas Saídas para Fora do estado a não contribuinte para empresas do Simples Nacional? Título: Como realizar o cálculo do ICMS Diferencial de Alíquota, nas Saídas para Fora do estado a não contribuinte para empresas do Simples Nacional? 1 PARÂMETROS; 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em

Leia mais

Roteiro apuração Diferencial de alíquota nas vendas a consumidor final de outra UF.

Roteiro apuração Diferencial de alíquota nas vendas a consumidor final de outra UF. Roteiro apuração Diferencial de alíquota nas vendas a consumidor final de outra UF. Versão 1.0.0 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. CONFIGURAÇÕES... 4 2.1 Pacote 3623 Rotinas especiais... 4 2.2 Novos códigos

Leia mais

Guia do Usuário Linx Microvix. ICMS Interestadual (Diferencial de alíquotas e partilha) P&D Joinville Publicado em Julho/2016

Guia do Usuário Linx Microvix. ICMS Interestadual (Diferencial de alíquotas e partilha) P&D Joinville Publicado em Julho/2016 Guia do Usuário Linx Microvix ICMS Interestadual (Diferencial de alíquotas e partilha) P&D Joinville Publicado em Julho/2016 Sumário Apresentação Informações Configurações Básicas Finalização da Nota Fiscal

Leia mais

Nome do Processo: Emissão de notas fiscais com ICMS para consumidor final não contribuinte do imposto Nota Técnica 2015/003

Nome do Processo: Emissão de notas fiscais com ICMS para consumidor final não contribuinte do imposto Nota Técnica 2015/003 Desenvolvimento BM-1396 / 1447 / 1452 - Venda para consumidor final não contribuinte do imposto Versão 5 2009 2006_98 2006_93 Basic Release 30_2 80_2 62_2 120_2 70_2 Autor Jaciara Silva Processo: Fiscal

Leia mais

Também é mostrado como configurar o Código de Enquadramento do IPI, especialmente exigido para operações sem o valor do tributo.

Também é mostrado como configurar o Código de Enquadramento do IPI, especialmente exigido para operações sem o valor do tributo. 1 Guia de Configuração do Sistema AtivaEmpresa para o ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final, conforme Emenda Constitucional 87/2015 e outros. Este guia tem o objetivo de orientar

Leia mais

Pontos Especiais IVA AJUSTADO CONVÊNIO ICMS 93/2015 E EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015

Pontos Especiais IVA AJUSTADO CONVÊNIO ICMS 93/2015 E EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015 Pontos Especiais IVA AJUSTADO CONVÊNIO ICMS 93/2015 E EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015 Substituição Tributária O regime de ST é uma obrigação tributária que transfere ao sujeito passivo a responsabilidade

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL

GOVERNO DO ESTADO DE RONDÔNIA SECRETARIA DE ESTADO DE FINANÇAS COORDENADORIA DA RECEITA ESTADUAL OPERAÇÕES E PRESTAÇÕES INTERESTADUAIS DESTINADAS A CONSUMIDOR FINAL NÃO CONTRIBUINTE EC 87/15 e CONVÊNIO ICMS 93/2015 1. APRESENTAÇÃO Este documento visa traçar as orientações gerais sobre alterações promovidas

Leia mais

Nome do Processo: Emissão de notas fiscais com ICMS para consumidor final não contribuinte do imposto Nota Técnica 2015/003

Nome do Processo: Emissão de notas fiscais com ICMS para consumidor final não contribuinte do imposto Nota Técnica 2015/003 Desenvolvimento - Venda para consumidor final não contribuinte do imposto BM-1396 / 1428 / 1447 / 1452 / BMMANU-8957-9152-9121 Versão 5_31 2009_81 2006_93_121 2006_90A_32 Release Autor Jaciara Silva Processo:

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 87, DE 16 DE ABRIL DE 2015

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 87, DE 16 DE ABRIL DE 2015 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 87, DE 16 DE ABRIL DE 2015 CONVÊNIO ICMS 93 DE 17/09/2015 AJUSTE SINIEF 5 DE 02/10/2015 AJUSTE SINIEF 6 DE 02/10/2015 2 Alterações advindas da Emenda Constitucional nº 87/2015

Leia mais

Como realizar as vendas interestaduais para consumidor final.

Como realizar as vendas interestaduais para consumidor final. Como realizar as vendas interestaduais para consumidor final. Conforme: NT_2015_003_v150. Clique para Baixar. Vamos apresentar 4 passos para realizar essa nota fiscal. 1.) Acertar o cadastro do cliente,

Leia mais

TUTORIAL ICMS UF DESTINO (ICMS PARTILHA) CT-E

TUTORIAL ICMS UF DESTINO (ICMS PARTILHA) CT-E Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Gerar Conhecimento de Frete... 3 2.1 Gerar Conhecimento de Frete por Cliente... 3 2.2 Gerar Conhecimento de Frete Por Região... 5 3. Editar Notas

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL nº 87/15

EMENDA CONSTITUCIONAL nº 87/15 EMENDA CONSTITUCIONAL nº 87/15 1. Quais as operações abrangidas pela EC nº 87/15, de 16/04/2015? As operações e prestações que destinem bens e serviços a consumidor final não contribuinte do ICMS, localizado

Leia mais

Boletim de Implementação BC Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2015/003

Boletim de Implementação BC Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2015/003 BC12156 Nota Fiscal Eletrônica Nota Técnica 2015/003 Sumário Apresentação... 3 Procedimentos... 4 Implementações Nota Técnica 2015/003... 5 Implementações Nota Técnica 2015/002... 10 2 Apresentação A Support

Leia mais

Nome do Processo: Emissão de notas fiscais com ICMS para consumidor final não contribuinte do imposto Nota Técnica 2015/003

Nome do Processo: Emissão de notas fiscais com ICMS para consumidor final não contribuinte do imposto Nota Técnica 2015/003 Desenvolvimento - Venda para consumidor final não contribuinte do imposto BM-1844 Versão 5.47 BM-1396 / 1428 / 1447 / 1452 BMMANU-8957-9152-9121 Versão 5_31 2009_81 2006_93_121 2006_90A_32 Release Autor

Leia mais

Guia do ICMS - São Paulo: Operações e prestaçãos interestaduais a consumidor final localizado em outro Estado-Regras nacional

Guia do ICMS - São Paulo: Operações e prestaçãos interestaduais a consumidor final localizado em outro Estado-Regras nacional Guia do ICMS - São Paulo: Operações e prestaçãos interestaduais a consumidor final localizado em outro Estado-Regras nacional Resumo: Visando auxiliar nossos leitores quanto aos procedimentos a serem aplicados

Leia mais

ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final

ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final ICMS em Operações Interestaduais de Vendas a Consumidor Final Nenhuma parte desta publicação poderá ser reproduzida ou transmitida por qualquer modo ou meio, sem autorização prévia da CISS. Todos os direitos

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE CONTRIBUINTE ESTADUAL E EC 87

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE CONTRIBUINTE ESTADUAL E EC 87 PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE CONTRIBUINTE ESTADUAL E EC 87 - Inscrição estadual para contribuintes de outras unidades da federação (1 a 4) - Mudança no nº da inscrição estadual de contribuintes de outras

Leia mais

AGENDA TRIBUTÁRIA PAULISTA: FEVEREIRO DE COM. CAT Nº 2, DE 26/01/2017

AGENDA TRIBUTÁRIA PAULISTA: FEVEREIRO DE COM. CAT Nº 2, DE 26/01/2017 AGENDA TRIBUTÁRIA PAULISTA: FEVEREIRO DE 2017 - COM. CAT Nº 2, DE 26/01/2017 Declara as datas fixadas para cumprimento das obrigações principais e acessórias do mês de fevereiro de 2017. O Coordenador

Leia mais

Nome do Processo: Emissão de notas fiscais com ICMS para consumidor final não contribuinte do imposto Nota Técnica 2015/003

Nome do Processo: Emissão de notas fiscais com ICMS para consumidor final não contribuinte do imposto Nota Técnica 2015/003 Desenvolvimento - Venda para consumidor final não contribuinte do imposto BM-1396 / 1428 / 1447 / 1452 / BMMANU-8957-9152-9121 Versão 5_31 2009_81 2006_93_121 2006_90A_32 Release Autor Jaciara Silva Processo:

Leia mais

Configuração de ICMS no Grupo dos Produtos

Configuração de ICMS no Grupo dos Produtos Configuração de ICMS no Grupo dos Produtos Para configurar o ICMS no grupo do produto: Primeiro é necessário verificar com a pessoa responsável pela tributação dos produtos da empresa quais as informações

Leia mais

Como Cadastrar Crédito ICMS Simples Nacional? - FS45

Como Cadastrar Crédito ICMS Simples Nacional? - FS45 Como Cadastrar Situação Tributária? - FS41 Caminho: Cadastros>Fiscal>Substituição Tributaria Referência: FS41 Versão: 2015.5.4 Como Funciona: A tela de Situação Tributária contém os códigos e as descrições

Leia mais

ROTEIRO DO SIMPLES NACIONAL

ROTEIRO DO SIMPLES NACIONAL ROTEIRO DO SIMPLES NACIONAL Explicação: Empresas enquadradas no regime de tributação do Simples Nacional poderão apurar o imposto seguindo as rotinas apresentadas abaixo. 1. Cadastro de empresa 2. Parâmetros

Leia mais

1.4 Ainda na guia GERAL, opção ESTADUAL, opção INCENTIVOS, clique em GERAL;

1.4 Ainda na guia GERAL, opção ESTADUAL, opção INCENTIVOS, clique em GERAL; Título: SC - Como calcular adicional de crédito presumido e de estorno de débito do TTD 409, 410 ou 411, para as notas que possuem o imposto 145 ICMS DIFAL Não Contribuinte? CONFIGURAÇÃO DO ADICIONAL DE

Leia mais

TUTORIAL CADASTROS INICIAIS ICMS PARTILHA NF-E

TUTORIAL CADASTROS INICIAIS ICMS PARTILHA NF-E Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Cadastrar Tipo de Tributação.... 2 3. Vincular Figura Tributária a UF Destino... 6 Apresentação Uma das alterações apresentadas na NT 2015/003

Leia mais

TUTORIAL CADASTROS INICIAIS ICMS PARTILHA NF-E

TUTORIAL CADASTROS INICIAIS ICMS PARTILHA NF-E Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Cadastrar Tipo de Tributação.... 3 3. Vincular Figura Tributária a UF Destino... 7 Apresentação Uma das alterações apresentadas na NT 2015/003

Leia mais

TUTORIAL CADASTROS INICIAIS ICMS PARTILHA NF-E

TUTORIAL CADASTROS INICIAIS ICMS PARTILHA NF-E Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Cadastrar Tipo de Tributação.... 3 3. Vincular Figura Tributária a UF Destino... 7 4. Cadastrar Exceções ICMS Partilha... 8 Apresentação Uma

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Partilha do DIFAL nas operações por Conta e Ordem

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Partilha do DIFAL nas operações por Conta e Ordem Partilha do DIFAL nas operações por Conta e Ordem 25/05/2016 Sumário Título do documento Sumário... 1 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 2.2 RICMS-RS... 3 3. Análise da Legislação...

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.122a

Cordilheira Escrita Fiscal 2.122a LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando o sistema

Leia mais

Posicionamento Consultoria de Segmentos Obrigações Acessórias para o AMPARA-RS

Posicionamento Consultoria de Segmentos Obrigações Acessórias para o AMPARA-RS Posicionamento Consultoria de Segmentos Obrigações Acessórias para o AMPARA-RS 09/11/2016 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 2.1. Procedimento SEFAZ -

Leia mais

Tela inicial do Gestor Prime

Tela inicial do Gestor Prime Tela inicial do Gestor Prime Tela inicial Módulos: São as partições criadas no sistema visando facilitar o controle de cada informação. A seleção de modulo pode ser realizada na tela inicial ou através

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS/ST - Serviço de transporte rodoviário de cargas -MG

Parecer Consultoria Tributária Segmentos ICMS/ST - Serviço de transporte rodoviário de cargas -MG ICMS/ST - Serviço de transporte rodoviário de cargas -MG 15/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 4 3.1. Responsabilidade

Leia mais

Liberação de Atualização

Liberação de Atualização Cordilheira Escrita Fiscal 2.174A Liberação de Atualização Criadas rotinas para possibilitar a parametrização da apuração automática do diferencial de alíquota, antecipação parcial do ICMS, e antecipação

Leia mais

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado de Santa Catarina.

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado de Santa Catarina. Título: SC - Como realizar a partilha ICMS do imposto 145 DIFAL quando nos lançamentos de saídas possuir lançamento configurado para gerar Crédito Presumido Confecção? Esta solução é exclusiva para empresas

Leia mais

Adicional na alíquota do ICMS destinado ao Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná - FECOP Versão 1.0

Adicional na alíquota do ICMS destinado ao Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná - FECOP Versão 1.0 Perguntas & Respostas Adicional na alíquota do ICMS destinado ao Fundo Estadual de Combate à Pobreza do Paraná - FECOP Versão 1.0 1. Qual a legislação aplicável ao adicional na alíquota do ICMS destinado

Leia mais

Tipo de Movimento de Entrada e Saída

Tipo de Movimento de Entrada e Saída Tipo de Movimento de Entrada Procedimentos de Configuração, para Parametrizar o SISGEM com os Tipos de Movimentações. Copyright 2010 flexlife todos diretos reservados www. flexlife.com.br Versão 1.1-19/08/15

Leia mais

Boletim de Implementação BC12159 SPED FISCAL

Boletim de Implementação BC12159 SPED FISCAL Sumário Apresentação... 3 Procedimentos... 4 Modificações nos Programas Liberados... 5 2 Apresentação A Support Informática está disponibilizando o boletim de implementação BC12159 com os novos programas

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Base de Cálculo do Diferencial de Alíquota nas Aquisições de Ativo, Materiais de Uso ou Consumo - PR

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Base de Cálculo do Diferencial de Alíquota nas Aquisições de Ativo, Materiais de Uso ou Consumo - PR Segmentos Base de Cálculo do Diferencial de Alíquota nas Aquisições de Ativo, Materiais de Uso ou Consumo - PR 26/08/2016 Título do documento Sumário 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente...

Leia mais

GNRE on-line LOGIX. Sumário. 1.1 Pré-requisitos Conversores Parametrização... 3

GNRE on-line LOGIX. Sumário. 1.1 Pré-requisitos Conversores Parametrização... 3 GNRE on-line LOGIX 07/2016 Sumário 1.1 Pré-requisitos... 3 1.2 Conversores... 3 1.3 Parametrização... 3 1.3.1 Parâmetros por empresa... 3 1.3.2 Configuração GNRE on-line... 5 1.3.3 Parametrização de produto

Leia mais

Emenda Constitucional 87/2015 NT 2015/003. Sistema JAD

Emenda Constitucional 87/2015 NT 2015/003. Sistema JAD WORKSHOP APRESETAÇÃO: Emenda Constitucional 87/2015 NT 2015/003 Sistema JAD CONSUMIDOR FINAL EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015 Para o Direito Tributário, o consumidor final é o adquirente da mercadoria ou

Leia mais

O que é isso? Emenda Constitucional nº 87/2015; Convênio ICMS 93/2015; NF-e Nota Técnica 2015/003; Ajuste SINIEF 5/2015; Lei 15.863/2015 SEFAZ/CE Decreto??? Alíquotas do ICMS = 7%, 12%, 4%; Alíquota

Leia mais

ICMS Emenda Constitucional 87/2015 Diferencial de Alíquotas/DIFAL

ICMS Emenda Constitucional 87/2015 Diferencial de Alíquotas/DIFAL ICMS Emenda Constitucional 87/2015 Diferencial de Alíquotas/DIFAL Em 16/04/2015 foi publicada a Emenda Constitucional (EC) nº 87/2015, com o objetivo de equiparar as operações de vendas interestaduais

Leia mais

Perguntas & Respostas sobre: Substituição Tributária do ICMS

Perguntas & Respostas sobre: Substituição Tributária do ICMS Perguntas & Respostas sobre: Substituição Tributária do ICMS Quem Pergunta? Nos Cursos, Palestras e Treinamentos realizados pela Meta Cursos com o Professor Níkolas Duarte, muitas são as dúvidas e perguntas

Leia mais

ICMS em Operações Interestaduais destinadas a não contribuite de ICMS e Fundo de combate à pobreza

ICMS em Operações Interestaduais destinadas a não contribuite de ICMS e Fundo de combate à pobreza ICMS em Operações Interestaduais destinadas a não contribuite de ICMS e Fundo de combate à pobreza OBJETIVO Atendimento às definições da Emenda Constitucional 87/2015: Cálculo do Diferencial de alíquotas

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Antecipação tributária do imposto - entrada de mercadoria proveniente de outra UF - SP

Parecer Consultoria Tributária Segmentos Antecipação tributária do imposto - entrada de mercadoria proveniente de outra UF - SP Segmentos mercadoria proveniente de outra UF - SP 11/05/2016 Título do documento Sumário 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 3.1 Antecipação Tributária...

Leia mais

NT 2013/003 Lei da Transparência dos Tributos Federais, Estaduais e Municipais. A partir do Sisloc v13.03

NT 2013/003 Lei da Transparência dos Tributos Federais, Estaduais e Municipais. A partir do Sisloc v13.03 NT 2013/003 Lei da Transparência dos Tributos Federais, Estaduais e Municipais A partir do Sisloc v13.03 Sumário: 1. Apresentação... 3 2. Alterações Sisloc... 4 Cadastro Empresa... 4 Modelo de nota fiscal...

Leia mais

Diferencial de ICMS em Operações Interestaduais - Fundo de Combate a Pobreza

Diferencial de ICMS em Operações Interestaduais - Fundo de Combate a Pobreza Diferencial de ICMS em Operações Interestaduais - Fundo de Combate a Pobreza Desenvolvido o cálculo de diferencial de ICMS em operações Interestaduais e fundo de combate a pobreza conforme Nota Técnica

Leia mais

Como Cadastrar Produto no Futura Cash? - FCSH04

Como Cadastrar Produto no Futura Cash? - FCSH04 Como Cadastrar Produto no Futura Cash? - FCSH04 Sistema: Futura Cash Caminho: Cadastros>Estoque>Produto Referência: FCSH04 Versão: 2015.5.4 Como funciona: O menu Cadastro de Produto é utilizado para registrar

Leia mais

Tributação do e-commerce

Tributação do e-commerce Tributação do e-commerce Alterações realizadas por meio da Emenda Constitucional 87/15 Tatiana Martines SEFAZ/SP EC 87/2015: Características principais O que é? A EC 87/2015 altera a sistemática de cobrança

Leia mais

b) Os CFOPs com substituição tributária são: Compra de mercadoria para uso ou consumo cuja mercadoria está sujeita ao regime de

b) Os CFOPs com substituição tributária são: Compra de mercadoria para uso ou consumo cuja mercadoria está sujeita ao regime de Primeiramente não existe no Regulamento do ICMS do Estado de São Paulo, Decreto 45.490/2000 o conceito de material de uso ou consumo, porém podese entender que tudo que não se utiliza como insumo e também

Leia mais

Ao clicar no botão NOVO, o contribuinte deverá fazer o preenchimento da BASE LEGAL, seguinte forma:

Ao clicar no botão NOVO, o contribuinte deverá fazer o preenchimento da BASE LEGAL, seguinte forma: ORIENTAÇÕES SOBRE O PREENCHIMENTO DA DMS PARA OS OPTANTES DO SIMPLES NACIONAL Conforme a Resolução CGSN Nº 010 de 28/06/2007 do Comitê Gestor do Simples Nacional, as microempresas (ME) e as empresas de

Leia mais

Manual Emissor Legal Atualizado 10/08/2016. Cadastro de Clientes

Manual Emissor Legal Atualizado 10/08/2016. Cadastro de Clientes Manual Emissor Legal Atualizado 10/08/2016 1.0 Menu superior Para utilizar o menu superior, clique com o mouse em cima da palavra que deseja abrir. No exemplo acima foi clicado na palavra cadastros, assim

Leia mais

Manual Operações Fiscais Gestor Loja - Versão 5.8. atualização

Manual Operações Fiscais Gestor Loja - Versão 5.8. atualização Manual Operações Fiscais Gestor Loja - Versão 5.8 atualização 23.03.11 O Manual sobre Operações Fiscais contém instruções sobre como consultar operações fiscais no Gestor. Operações Fiscais é uma opção

Leia mais

Título: SC - Como realizar a configuração de crédito presumido Ind. Prod. Informática conforme RICMS Art Anexo 2?

Título: SC - Como realizar a configuração de crédito presumido Ind. Prod. Informática conforme RICMS Art Anexo 2? Título: SC - Como realizar a configuração de crédito presumido Ind. Prod. Informática conforme RICMS Art. 142 - Anexo 2? 1 PARÂMETROS EMPRESA 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em PARÂMETROS; 1.2 Clique

Leia mais

Título: SC - Como realizar a configuração de crédito presumido de leite in natura An2, Art.15, X?

Título: SC - Como realizar a configuração de crédito presumido de leite in natura An2, Art.15, X? Título: SC - Como realizar a configuração de crédito presumido de leite in natura An2, Art.15, X? 1 PARÂMETROS EMPRESA 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em PARÂMETROS; 1.2 Clique no botão [Nova Vigência];

Leia mais

Lançamento das NFe no CONSISANET de acordo com a PORTARIA 07/2017 (MATERIAL DE CONSTRUÇÃO)

Lançamento das NFe no CONSISANET de acordo com a PORTARIA 07/2017 (MATERIAL DE CONSTRUÇÃO) Lançamento das NFe no CONSISANET de acordo com a PORTARIA 07/2017 (MATERIAL DE CONSTRUÇÃO) LANÇAMENTO LIVRO FISCAL COMPRA INTERESTADUAL VALOR RECOLHIDO ANTES DA SAIDA DA MERCADORIA Essa observação deve

Leia mais

ICMS/NACIONAL SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA E ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS COM ENCERRAMENTO DE TRIBUTAÇÃO Normas Gerais Confaz divulga convênio.

ICMS/NACIONAL SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA E ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS COM ENCERRAMENTO DE TRIBUTAÇÃO Normas Gerais Confaz divulga convênio. ICMS/NACIONAL SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA E ANTECIPAÇÃO TRIBUTÁRIA DO ICMS COM ENCERRAMENTO DE TRIBUTAÇÃO Normas Gerais Confaz divulga convênio. MAPA ETECNICO FISCAL - www.etecnico.com.br - facebook/mapaetecnicofiscal

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Page 1 of 6 GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO Decreto nº 54.976, de 29 de outubro de 2009 Introduz alterações no Regulamento do Imposto sobre Operações Relativas à Circulação de Mercadorias e sobre Prestações

Leia mais

Preenchimento do cadastro de produtos para adequação ao SAT ou NFC-e - Rev1.0

Preenchimento do cadastro de produtos para adequação ao SAT ou NFC-e - Rev1.0 PASSO-A-PASSO Preenchimento do cadastro de produtos para adequação ao SAT ou NFC-e - Rev1.0 JS SoftCom Documentação Automação Dropbox Pasta 07 Manuais e Procedimentos Configurações Retaguarda Informações

Leia mais

ICMS OPERAÇÕES COM CONSUMIDOR FINAL. Perguntas & Respostas

ICMS OPERAÇÕES COM CONSUMIDOR FINAL. Perguntas & Respostas ICMS OPERAÇÕES COM CONSUMIDOR FINAL Perguntas & Respostas EMENDA CONSTITUCIONAL 87/2015 PRINCIPAIS CARACTERÍSITCAS PERGUNTAS E RESPOSTAS 1) O que é? A EC 87/2015 altera a sistemática de cobrança do ICMS

Leia mais

RICMS BASE CALCULO DIFERENCIAL DE ALIQUOTA

RICMS BASE CALCULO DIFERENCIAL DE ALIQUOTA RICMS BASE CALCULO DIFERENCIAL DE ALIQUOTA Manual de Instalação LOGIX 10.02 ou superior Chamado TSKYHB Revisão do documento: 21/03/2016 1. Pré-requisitos Não há necessidade de aplicar este chamado caso

Leia mais

Pergunte à CPA. Regras da aplicação das ST dos Novos Protocolos entre São Paulo e Rio de Janeiro a partir de

Pergunte à CPA. Regras da aplicação das ST dos Novos Protocolos entre São Paulo e Rio de Janeiro a partir de 27/11/2014 Pergunte à CPA Regras da aplicação das ST dos Novos Protocolos entre São Paulo e Rio de Janeiro a partir de 27.11.2014 Apresentação: Helen Mattenhauer Convênio e Protocolos CONVÊNIO: Constitui

Leia mais

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Mato Grosso do Sul.

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Mato Grosso do Sul. Título: MS - Como realizar o cálculo do ICMS sobre o estoque das mercadorias incluídas do regime de Substituição Tributária conforme Art. 2º do Decreto nº 14.359/2015? Esta solução é exclusiva para empresas

Leia mais

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão

NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION. Versão VERSÃO 008.017 NOVID AD ES E MELHORIAS E107A9 Jéssica Pinheiro 20/01/2016 2/24 NOVIDADES/MELHORIAS ERP SOLUTION Versão 008.017 1. Envio de cópia de e-mail.... 3 2. Bloqueio de emissão de cupom fiscal com

Leia mais

GIA-ST GUIA NACIONAL DE INFORMAÇÃO E APURAÇÃO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA

GIA-ST GUIA NACIONAL DE INFORMAÇÃO E APURAÇÃO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA GIA-ST GUIA NACIONAL DE INFORMAÇÃO E APURAÇÃO DO ICMS SUBSTITUIÇÃO TRIBUTÁRIA INTRODUÇÃO A GIA-ST (Guia Nacional de Informação e Apuração do ICMS Substituição Tributária) é a declaração que contém as informações

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos ICMS/MT Mudanças no prenchimento da EFD ICMS/IPI em decorrências de alterações introduzidas na Portaria 7/2017

Orientações Consultoria de Segmentos ICMS/MT Mudanças no prenchimento da EFD ICMS/IPI em decorrências de alterações introduzidas na Portaria 7/2017 ICMS/MT Mudanças no prenchimento da EFD ICMS/IPI em decorrências de alterações introduzidas na Portaria 7/2017 26/05/2017 Título do documento Sumário Sumário... 2 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas

Leia mais

ORIENTAÇÕES SOBRE A NOVA FORMA DE CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS

ORIENTAÇÕES SOBRE A NOVA FORMA DE CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS ORIENTAÇÕES SOBRE A NOVA FORMA DE CONFIGURAÇÃO TRIBUTAÇÃO DE PIS E COFINS O método de configuração e tributação anterior não atendia as necessidades de grupos empresariais com regimes de apuração distintos,

Leia mais

Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos Substituição Tributária das Operações com Lâmpadas Elétricas

Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos Substituição Tributária das Operações com Lâmpadas Elétricas Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4. 13 Substituição Tributária das Operações com Lâmpadas Elétricas Protocolo ICMS 17/1985 Alterações: Protocolo 09/1986, 10/87, 51/91, 08/98, 26/01, 37/01, 42/08,

Leia mais

Informativo Mensal NÚMERO 052 JANEIRO DE 2016 INFORMATIVO. Página 1 de 19. Copyright - Todos os direitos reservados R&D Research & Development

Informativo Mensal NÚMERO 052 JANEIRO DE 2016 INFORMATIVO. Página 1 de 19. Copyright - Todos os direitos reservados R&D Research & Development NÚMERO 052 JANEIRO DE 2016 INFORMATIVO Página 1 de 19 ÍNDICE 1.... 3 1.1 SPED FISCAL... 3 1.1.1 Bloco C... 3 1.1.2 Bloco D... 5 1.1.3 Tela Associação dos Ajustes... 7 1.1.4 Bloco E... 8 1.1.5 Bloco 0...

Leia mais

A EMENDA CONSTITUCIONAL 87 E PARTILHA DO ICMS ENTRE OS ESTADOS O QUE VAI MUDAR PARA SUA EMPRESA

A EMENDA CONSTITUCIONAL 87 E PARTILHA DO ICMS ENTRE OS ESTADOS O QUE VAI MUDAR PARA SUA EMPRESA Meus Caros, A EMENDA CONSTITUCIONAL 87 E PARTILHA DO ICMS ENTRE OS ESTADOS O QUE VAI MUDAR PARA SUA EMPRESA Fizemos esse manual no formato - perguntas e respostas- com o objeto de ajudá-lo na emissão de

Leia mais

Page 1 of 5 RICMS 2000 - Atualizado até o Decreto 55.438, de 17-02-2010. SEÇÃO II - DAS OPERAÇÕES COM ÁLCOOL CARBURANTE SUBSEÇÃO I - DAS OPERAÇÕES COM ÁLCOOL ETÍLICO HIDRATADO CARBURANTE Artigo 418 - Na

Leia mais

Título: Como configurar uma empresa de atividade imobiliária com Sociedade em Conta de Participação - SCP?

Título: Como configurar uma empresa de atividade imobiliária com Sociedade em Conta de Participação - SCP? Título: Como configurar uma empresa de atividade imobiliária com Sociedade em Conta de Participação - SCP? 1 PARÂMETROS DA EMPRESA 1.1 Acesse o menu CONTROLE e clique em PARÂMETROS; 1.2 Clique no botão

Leia mais

TUTORIAL SIMULAR PRECIFICAÇÃO PRODUTOS IMPORTADOS

TUTORIAL SIMULAR PRECIFICAÇÃO PRODUTOS IMPORTADOS Sumário Apresentação... 2 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Pesquisar e Precificar Produto... 3 2.1 Aplicar Preço Futuro... 3 2.2 Aplicar Venda Externa... 10 2.3 Aplicar Preço Sugerido... 12 2.4 Analisar

Leia mais

Pergunte à CPA Decreto /2015

Pergunte à CPA Decreto /2015 Pergunte à CPA Decreto 61.084/2015 Alterações no artigo 132-A: Artigo 132-A - Ressalvado o disposto no artigo 132, nas demais hipóteses previstas na legislação, tais como não-obrigatoriedade de uso de

Leia mais

Atualização do Master Shop versão 8.2015.12.18

Atualização do Master Shop versão 8.2015.12.18 Atualização do Master Shop versão 8.2015.12.18 Master Shop Versão 8.2015.12.18 As mudanças contidas nesta atualização de versão do Master Shop visam, principalmente, aos Lojistas que realizam Vendas Interestaduais

Leia mais

Título: Como configurar uma empresa com Sociedade em Conta de Participação?

Título: Como configurar uma empresa com Sociedade em Conta de Participação? Título: Como configurar uma empresa com Sociedade em Conta de Participação? 1 PARÂMETROS EMPRESA 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em PARÂMETROS; 1.2 Clique no botão [Nova Vigência]; 1.3 Na guia GERAL,

Leia mais

2º Na hipótese do inciso I do parágrafo 1º, a substituição tributária caberá ao estabelecimento da empresa industrial ou ao contribuinte substituto

2º Na hipótese do inciso I do parágrafo 1º, a substituição tributária caberá ao estabelecimento da empresa industrial ou ao contribuinte substituto Anexos 4. 0 Substituição Tributária Anexos 4. 12 Substituição Tributária das Operações com Lâmina de Barbear, Aparelho de Barbear Descartável, Isqueiro. Protocolo ICMS 16/1985 Alterações: Protocolo 09/1986,10/87,50/91,07/98,14/00,

Leia mais

Tabela de Alterações. Antes de emitir NF-e simples remessa para vasilhames e engradados são necessários os procedimentos abaixo:

Tabela de Alterações. Antes de emitir NF-e simples remessa para vasilhames e engradados são necessários os procedimentos abaixo: Apresentação A NF-e de simples remessa já pode ser emitida para vasilhames e engradados no faturamento de pedidos de venda TV1, mediante parametrização. Para utilização desse processo deverá ser informado

Leia mais

ANO XXVII ª SEMANA DE JANEIRO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 03/2015

ANO XXVII ª SEMANA DE JANEIRO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 03/2015 IPI ANO XXVII - 2016 3ª SEMANA DE JANEIRO DE 2016 BOLETIM INFORMARE Nº 03/2015 CÁLCULO DO IPI EM OPERAÇÕES COM BEBIDAS... Pág. 8 ICMS - BA DEFINIÇÃO DE CONTRIBUINTE PARA FINS DE DIFAL EC 87/15... Pág.

Leia mais

Comunicado CAT 14, de

Comunicado CAT 14, de Comunicado CAT 14, de 25 07 2016 (DOE 26 07 2016) O Coordenador da Administração Tributária declara que as datas fixadas para cumprimento das Obrigações Principais e Acessórias, do mês de AGOSTO de 2016,

Leia mais

Título: MS - Como realizar a configuração de crédito outorgado nas operações interestaduais com milho, conforme IN/SEFAZ N. 001/2013?

Título: MS - Como realizar a configuração de crédito outorgado nas operações interestaduais com milho, conforme IN/SEFAZ N. 001/2013? Título: MS - Como realizar a configuração de crédito outorgado nas operações interestaduais com milho, conforme IN/SEFAZ N. 001/2013? 1 PARÂMETROS EMPRESA 1.1 Acesse o menu CONTROLE, clique em PARÂMETROS;

Leia mais

Aplicação da nova legislação do ICMS Emenda Constitucional 87/2015

Aplicação da nova legislação do ICMS Emenda Constitucional 87/2015 Aplicação da nova legislação do ICMS Emenda Constitucional 87/2015 O que é a emenda constitucional 87/2015? A Emenda Constitucional (EC) 87/2015, apresentou uma significativa alteração no conceito e no

Leia mais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais

Fiscal Configurar Impostos Fiscais Fiscal Configurar Impostos Fiscais Objetivo Configurar todos os impostos que refletirão na Nota Fiscal de Saída. Pré- Requisitos As Taxas Tributárias dos Produtos devem ser devidamente cadastradas ( Fiscal

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos IN 1.298/16 Alteração das Regras para Substituição Tributária no Serviço de Transportes Interestadual ICMS/GO

Orientações Consultoria de Segmentos IN 1.298/16 Alteração das Regras para Substituição Tributária no Serviço de Transportes Interestadual ICMS/GO IN 1.298/16 Alteração das Regras para Substituição Tributária no Serviço de Transportes Interestadual ICMS/GO 06/09/2017 Sumário 1 Questão... 3 2 Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 2.1 Conteúdo... 4

Leia mais

mail/cash? - FCSH10.4

mail/cash? - FCSH10.4 Como Enviar XML por mail/cash? - FCSH10.4 E- Sistema: Futura Cash Caminho: Cadastros>Fiscal>Envio de XML por e-mail Referência: FCSH10.4 Versão: 2015.9.18 Como Funciona: Está tela é utilizada para enviar

Leia mais

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Paraná.

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado do Paraná. Título: PR - Como realizar o cálculo do ressarcimento do ICMS Substituição Tributária, quando efetuado nova venda com a retenção do imposto conforme Art. 5º, Anexo X, do RICMS? Esta solução é exclusiva

Leia mais

CODIGO CEST. Sistema JAD

CODIGO CEST. Sistema JAD WORKSHOP APRESETAÇÃO: CODIGO CEST Sistema JAD SISTEMA JAD Conceito CEST O que é? Cest é uma sigla que significa "Código Especificador da Substituição Tributária". Foi criado para estabelecer uma sistemática

Leia mais

Título: GO - Como realizar o cálculo do diferencial de alíquota destinado ao uso, consumo ou ativo imobilizado?

Título: GO - Como realizar o cálculo do diferencial de alíquota destinado ao uso, consumo ou ativo imobilizado? Título: GO - Como realizar o cálculo do diferencial de alíquota destinado ao uso, consumo ou ativo imobilizado? Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado de Goiás. 1 - PARÂMETROS EMPRESA

Leia mais

Contribuinte emitente de CT e no transporte interestadual de carga fracionada

Contribuinte emitente de CT e no transporte interestadual de carga fracionada MDF e Manifesto Eletrônico de Documentos Fiscais 1 Objetivo 2 Visão Geral 3 Cadastro da Série do MDF e (Pfat005) 4 Cadastro do Veículo (Pcfr001) 5 Emissão do MDF e (Pfat085) 6 Transmissão, Encerramento

Leia mais

Declaração do Simples Nacional relativa à Substituição Tributária e ao Diferencial de Alíquota STDA

Declaração do Simples Nacional relativa à Substituição Tributária e ao Diferencial de Alíquota STDA Declaração do Simples Nacional relativa à Substituição Tributária e ao Diferencial de Alíquota STDA O que é A STDA é uma Declaração das operações interestaduais realizadas por contribuintes paulistas do

Leia mais

Nota de Devolução Eletrônica

Nota de Devolução Eletrônica Nota de Devolução Eletrônica A Nota de Devolução Eletrônica é utilizada para efetuar devoluções ou trocas de mercadorias, quando passado o prazo de estorno de uma nota fiscal eletrônica ou simplesmente

Leia mais

FS12. Sistema: Futura Server. Caminho: Cadastros>Estoque>Produto. Referência: FS12. Versão:

FS12. Sistema: Futura Server. Caminho: Cadastros>Estoque>Produto. Referência: FS12. Versão: Como FS12 Cadastrar Produto? - Sistema: Futura Server Caminho: Cadastros>Estoque>Produto Referência: FS12 Versão: 2015.12.2 Como funciona: O menu Cadastro de Produto é utilizado para registrar os produtos

Leia mais

Estado do Ceará DECRETO Nº , DE 29 DE FEVEREIRO 2016.

Estado do Ceará DECRETO Nº , DE 29 DE FEVEREIRO 2016. Estado do Ceará DECRETO Nº 31.894, DE 29 DE FEVEREIRO 2016. *Publicado no DOE em 29/02/2016. Estabelece procedimentos relativos ao cálculo e recolhimento do Adicional do ICMS destinado ao Fundo Estadual

Leia mais

Fiscal Emitir Nota Fiscal

Fiscal Emitir Nota Fiscal Fiscal Emitir Nota Fiscal Eletrônica Objetivo 1. Registrar uma nota fiscal de venda; 2. Emitir, transmitir, imprimir o DANFE e enviar o arquivo XML da nota fiscal eletrônica por e-mail; Pré -requisitos

Leia mais

Classificação Fiscal. Procedimentos para inserir uma nova classificação fiscal no SISGEM.

Classificação Fiscal. Procedimentos para inserir uma nova classificação fiscal no SISGEM. Procedimentos para inserir uma nova classificação fiscal no SISGEM. Copyright 2010 flexlife todos diretos reservados www. flexlife.com.br Versão 1.1-19/08/15 Para Inserir Uma Nova Classificação Fiscal

Leia mais

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Trimestral?

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Trimestral? Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Trimestral? Esta configuração é exclusiva para empresas do Lucro Real, que realizam a apuração do IRPJ e da CSLL pelo cálculo Trimestral. 1 PARÂMETROS;

Leia mais

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado de São Paulo.

Esta solução é exclusiva para empresas situadas no estado de São Paulo. Título: SP - Como realizar o cálculo do ICMS sobre estoque de mercadorias incluídas ou excluídas da Substituição Tributária conforme comunicado CAT - 26/2015? Esta solução é exclusiva para empresas situadas

Leia mais

NT 2013/003 Lei da Transparência dos Tributos Federais, Estaduais e Municipais. A partir do Sisloc v13.03

NT 2013/003 Lei da Transparência dos Tributos Federais, Estaduais e Municipais. A partir do Sisloc v13.03 NT 2013/003 Lei da Transparência dos Tributos Federais, Estaduais e Municipais A partir do Sisloc v13.03 Sumário: 1. Apresentação... 3 2. Alterações Sisloc... 4 Cadastro Empresa... 4 Modelo de nota fiscal...

Leia mais

Título: Configuração para registrar automaticamente na Parte B os valores do Incentivo Fiscal PAT

Título: Configuração para registrar automaticamente na Parte B os valores do Incentivo Fiscal PAT Título: Configuração para registrar automaticamente na Parte B os valores do Incentivo Fiscal PAT A partir da versão 8.2C-08, foi implementado no sistema, a opção para registrar automaticamente na Parte

Leia mais

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Recolhimento por Estimativa?

Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Recolhimento por Estimativa? Título: Como configurar uma empresa Lucro Real com calculo Anual Recolhimento por Estimativa? Esta configuração é exclusiva para empresas do Lucro Real, que realizam a apuração do IRPJ e da CSLL pelo cálculo

Leia mais