AVISOS AOS NAVEGANTES

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AVISOS AOS NAVEGANTES"

Transcrição

1 S. R. MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MARINHA INSTITUTO HIDROGRÁFICO AVISOS AOS NAVEGANTES GRUPO MENSAL AVISOS DE 267 a 280 Nº setembro de 2014 Recomenda-se vivamente a todos os Navegantes que comuniquem, imediatamente, e pela via mais rápida, a descoberta de novos perigos ou suspeita de perigos para a navegação, assim como qualquer alteração ou anomalia encontradas nas ajudas à navegação, nas cartas náuticas, nas publicações náuticas e noutros documentos náuticos. A comunicação deve ser dirigida pela via mais rápida a qualquer Autoridade Marítima ou diretamente ao Instituto Hidrográfico. É mais importante o CONTEÚDO E A RAPIDEZ na comunicação da informação do que a sua FORMA

2 Secção I SUMÁRIO GEOGRÁFICO Atlântico Norte Portugal Portugal Continental Págs. 3 e 4 Atlântico Norte Portugal Arquipélago dos Açores Págs. 4 e 5 CARTAS NÁUTICAS AFETADAS CN N.º AVISO N.º PÁGINA N.º CN N.º AVISO N.º PÁGINA N.º /14(T) 3 27M01 267/ /14(T), 271/14(T) /14(T), 270/14(T), 271/14(T) 3 INT /14(T) /14(T), 273/14(T), 274/14(T), 3, 4 INT /14(T), 271/14(T) 3 275/14(T), 276/14(T), 277/14(T) INT /14(T), 270/14(T), 271/14(T) /14(T), 274/14(T), 275/14(T) 3, 4 INT /14(T) 3 276/14(T), 277/14(T) INT /14(T), 273/14(T), 274/14(T), 3, / /14(T), 276/14(T), 277/14(T) /14(T) 3 INT /14(T), 274/14(T), 275/14(T) 3, /14(T), 280/14(T) 5 276/14(T), 277/14(T) 24P01 269/14(T), 270/14(T), 271/14(T) 3 INT / R01 269/14(T), 270/14(T) 3 INT /14(T), 280/14(T) 5 CARTAS ELETRÓNICAS DE NAVEGAÇÃO AFETADAS CEN N.º AVISO N.º PÁGINA N.º CEN N.º AVISO N.º PÁGINA N.º PT /14(T), 271/14(T) 3 PT /14(T), 273/14(T) 3 PT /14(T), 271/14(T) 3 PT /14(T), 275/14(T), 4 PT /14(T), 270/14(T), 3 276/14(T), 277/14(T) 271/14(T) PT /14 2 PT /14(T) 3 PT /14(T) 3 PT /14(T), 280/14(T) 5 PT /14(T) 5 PUBLICAÇÕES NÁUTICAS AFETADAS Página Ajuda Aviso N.º Suplemento a esta informação Página Ajuda Aviso N.º Suplemento a esta informação Secção Pág. Secção Pág. LISTA DE LUZES, BOIAS, BALIZAS E SINAIS DE NEVOEIRO, Vol. I 10ª edição, /14(T) /14(T) /14(T) /14(T) /14(T) /14(T) /14(T) /14(T) /14(T) /14(T) /14(T) /14(T) Grupo Mensal Nº09/

3 CATÁLOGO DE CARTAS E PUBLICAÇÕES NÁUTICAS CN 27M01 367/14 VII Secção II TABELAS DE RECAPITULAÇÃO São publicadas nos grupos de abril, agosto e dezembro NIL Secção III PUBLICAÇÃO E CANCELAMENTO DE CARTAS NÁUTICAS E PUBLICAÇÕES NÁUTICAS Nº Título Escala (1/...) ou Edição (nº e data) Informação Aviso nº Suplemento a esta informação Secção Pág. 27M01 Planos e Portos Militares 4ª Edição Publicada 267/14 VII 7 Secção IV AVISOS ESPECIAIS NIL Secção V AVISOS PERMANENTES, TEMPORÁRIOS E PRELIMINARES A informação contida nos Avisos Temporários e Preliminares deve estar anotada a lápis nas cartas náuticas e publicações náuticas enquanto estiver em vigor * 267/14 - CARTAS NÁUTICAS DO INSTITUTO HIDROGRÁFICO CN 27M01 Publicação 1. Foi publicada pelo Instituto Hidrográfico a 4ª edição, referida a setembro de 2014, da seguinte Carta Náutica: 27M01 Planos de Portos Militares 2. Esta carta é para uso exclusivo da Marinha Portuguesa. 3. Com a publicação da 4ª edição desta Carta Náutica, a 3ª edição é cancelada. 4. No Catálogo de Cartas e Publicações Náuticas, página 55, inserir a correção contida na secção VII. CN afetada 27M01 [-;-] PN afetada Catálogo de Cartas e Publicações Náuticas, 2007 Origem Instituto Hidrográfico * 268/14 - CARTAS NÁUTICAS DO INSTITUTO HIDROGRÁFICO CN (INT 1884) Correções Na CN (INT 1884), proceder às seguintes correções (WGS84): Inserir por colagem os anexos gráficos contidos na Secção VII. CN afetada (INT 1884) [198/10;209/14] CEN afetada PT [272/10;229/14(P)] Origem Instituto Hidrográfico Grupo Mensal Nº09/

4 * 269/14(T) - ATLÂNTICO NORTE - PORTUGAL - PORTUGAL CONTINENTAL - COSTA OESTE - Viana do Castelo Farolim apagado Avisos cancelados ANAV 1931/14, ANAV 1798/14, AN 248/14(T) Farolim Molhe Exterior, 41º40,46 N / 008º50,66 W (WGS 84), apagado. CN afetadas (INT 1813) [166/07;207/14], (INT 1870) [443/01;107/14], 24P01 [185/07;207/14], 25R01 [101/09;207/14] CEN afetadas PT [191/09;261/14(T)], PT [232/06;107/14], PT [235/06;109/14(T)] PN afetada Lista de Luzes, Boias, Balizas e Sinais de Nevoeiro, Vol I, 2013 [22(D )] Origem Capitania do Porto de Viana do Castelo * 270/14(T) - ATLÂNTICO NORTE - PORTUGAL - PORTUGAL CONTINENTAL - COSTA OESTE - Esposende Sinal sonoro inoperativo Sinal sonoro do Farol de Esposende, 41º32,51 N / 008º47,54 W (WGS 84), inoperativo. CN afetadas (INT 1810) [315/01;389/13], (INT 1813) [166/07;207/14], 24P01 [185/07;207/14], 25R01 [101/09;207/14] CEN afetadas PT [102/14;179/14], PT [131/14;233/14], PT [191/09;261/14(T)] PN afetada Lista de Luzes, Boias, Balizas e Sinais de Nevoeiro, Vol I, 2013 [31.001] Origem Capitania do Porto de Viana do Castelo * 271/14(T) - ATLÂNTICO NORTE - PORTUGAL - PORTUGAL CONTINENTAL - COSTA OESTE - Boia ODAS retirada Aviso cancelado ANAV 1962/14 Boia ODAS CSA 89/1, posição 41º08,92 N / 009º34,90 W (WGS 84), retirada. CN afetadas (INT 1081) [247/02;233/14], (INT 1810) [315/01;389/13], (INT 1813) [166/07;207/14], 24P01 [185/07;207/14] CEN afetadas PT [131/14;233/14], PT [191/09;261/14(T)] PN afetada Lista de Luzes, Boias, Balizas e Sinais de Nevoeiro, Vol I, 2013 [80.5] Origem Instituto Hidrográfico * 272/14(T) - ATLÂNTICO NORTE - PORTUGAL - PORTUGAL CONTINENTAL - COSTA OESTE - Setúbal Canal Norte Farolim apagado Farolim Clube Naval W, 38º31,21 N / 008º53,60 W (WGS 84), apagado. CN afetada (INT 1880) [301/08;305/13] CEN afetada PT [153/10;305/13] PN afetada Lista de Luzes, Boias, Balizas e Sinais de Nevoeiro, Vol I, 2013 [387.5(D )] Origem Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, S. A. * 273/14(T) - ATLÂNTICO NORTE - PORTUGAL - PORTUGAL CONTINENTAL - COSTA OESTE - Setúbal Canal Norte Farolim apagado Farolim Clube Naval E, 38º31,21 N / 008º53,58 W (WGS 84), apagado. CN afetada (INT 1880) [301/08;305/13] CEN afetada PT [153/10;305/13] PN afetada Lista de Luzes, Boias, Balizas e Sinais de Nevoeiro, Vol I, 2013 [387.51(D )] Origem Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, S. A. 3 Grupo Mensal Nº09/

5 * 274/14(T) - ATLÂNTICO NORTE - PORTUGAL - PORTUGAL CONTINENTAL - COSTA OESTE - Setúbal Canal Norte Boia apagada Boia nr 9CN, posição 38º29,70 N / 008º50,40 W (WGS 84), apagada. CN afetada (INT 1880) [301/08;305/13], (INT 1881) [302/08;302/08] CEN afetada PT [154/10;374/12(T)] PN afetada Lista de Luzes, Boias, Balizas e Sinais de Nevoeiro, Vol I, 2013 [388.9] Origem Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, S. A. * 275/14(T) - ATLÂNTICO NORTE - PORTUGAL - PORTUGAL CONTINENTAL - COSTA OESTE - Setúbal Canal Norte Boia apagada Boia nr 11CN, posição 38º29,55 N / 008º50,06 W (WGS 84), apagada. CN afetada (INT 1880) [301/08;305/13], (INT 1881) [302/08;302/08] CEN afetada PT [154/10;374/12(T)] PN afetada Lista de Luzes, Boias, Balizas e Sinais de Nevoeiro, Vol I, 2013 [388.11] Origem Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, S. A. * 276/14(T) - ATLÂNTICO NORTE - PORTUGAL - PORTUGAL CONTINENTAL - COSTA OESTE - Setúbal Canal Norte Boia apagada Boia nr 15CN, posição 38º29,25 N / 008º49,40 W (WGS 84), apagada. CN afetada (INT 1880) [301/08;305/13], (INT 1881) [302/08;302/08] CEN afetada PT [154/10;374/12(T)] PN afetada Lista de Luzes, Boias, Balizas e Sinais de Nevoeiro, Vol I, 2013 [388.15] Origem Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, S. A. * 277/14(T) - ATLÂNTICO NORTE - PORTUGAL - PORTUGAL CONTINENTAL - COSTA OESTE - Setúbal Canal Norte Boia apagada Boia nr 17CN, posição 38º29,11 N / 008º49,25 W (WGS 84), apagada. CN afetada (INT 1880) [101/09;207/14], (INT 1881) [302/08;302/08] CEN afetada PT [154/10;374/12(T)] PN afetada Lista de Luzes, Boias, Balizas e Sinais de Nevoeiro, Vol I, 2013 [388.17] Origem Administração dos Portos de Setúbal e Sesimbra, S. A. * 278/14(T) - ATLÂNTICO NORTE PORTUGAL ARQUIPÉLAGO DOS AÇORES ILHA S. MIGUEL Porto da Povoação Farolim com característica alterada Aviso cancelado ANAV 1883/14 Farolim Molhe W, 37º44,71 N / 025º14,82 W (WGS 84), alterou temporariamente as características para: Fl R 5s (Lt 1s;Ec 4s). PN afetada Origem Lista de Luzes, Boias, Balizas e Sinais de Nevoeiro, Vol I, 2011 [704.1(D )] Capitania do Porto de Ponta Delgada Grupo Mensal Nº09/

6 * 279/14(T) - ATLÂNTICO NORTE PORTUGAL ARQUIPÉLAGO DOS AÇORES ILHA DO FAIAL Porto da Horta Farolim com luz fixa Aviso cancelado ANAV 1865/14 Farolim Molhe Norte, 38º32,26 N / 028º37,32 W (WGS 84), com luz fixa. CN afetada (INT 1891) [345/99;189/14] CEN afetada PT [256/10;189/14], PT [163/13;189/14] PN afetada Lista de Luzes, Boias, Balizas e Sinais de Nevoeiro, Vol I, 2011 [860.5(D-2695)] Origem Capitania do Porto da Horta * 280/14(T) - ATLÂNTICO NORTE PORTUGAL ARQUIPÉLAGO DOS AÇORES ILHA DO FAIAL Porto Pim Farolim apagado Aviso cancelado ANAV 1950/14 Farolim Cabos Pim, 38º31,50 N / 028º38,46 W (WGS 84), apagado. CN afetada (INT 1891) [345/99;189/14] CEN afetada PT [256/10;279/14(T)] PN afetada Lista de Luzes, Boias, Balizas e Sinais de Nevoeiro, Vol I, 2011 [863(D )] Origem Capitania do Porto da Horta Secção VI TABELA DE AVISOS CANCELADOS AVISOS CANCELADOS AVISOS GRUPO LOCAL E ASSUNTO CN CEN LISTA DE LUZES ANAV 1931/14, ANAV 1798/14, AN 248/14(T) 7 Viana do Castelo Farolim Molhe Exterior apagado 24201, 26401, 24P01, 25R01 PT PT PT , 23202, 24201, 24P01 PT PT ANAV 1962/14 - Costa Oeste Boia ODAS CSA 89/1 apagada ANAV 1883/14 - Porto da Povoação Farolim com característica alterada ANAV 1541/14 - Porto da Horta Farolim com luz PT fixa PT ANAV 1950/14 - Porto Pim Farolim apagado PT AN 264/14(T) 8 Canal CUF/Quimigal Boia retirada PT AN 236/14(T) 6 Canal Montijo Boia retirada PT ANAV 1821/14, AN 253/14(T) 7 Albufeira Farolim Molhe S apagado 24206, 27503, 24P06, 25R11 PT PT528M Grupo Mensal Nº09/

7 Secção VII CORREÇÕES ÀS PUBLICAÇÕES NÁUTICAS CATÁLOGO DE CARTAS E PUBLICAÇÕES NÁUTICAS 2007 Página 55 27M01 Planos de Portos Militares 4ª set 2014 (1ª abr 2010) WGS84 A Alfeite (38º45 ) 38º39,80 N 9º09,20 W 38º41,10 N 9º07,60 W B Doca da Marinha (38º45 ) 38º42,08 N 9º08,19 W 38º42,60 N 9º07,45 W C Portinho da Costa (38º45 ) 38º40,47 N 9º13,79 W 38º40,93 N 9º13,05 W D Pan Troia (38º30 ) 38º28,20 N 8º52,65 W 38º29,00 N 8º51,40 W E Pan Portimão (37º00 ) 37º07,25 N 8º31,92 W 37º08,00 N 8º31,31 W 7 Grupo Mensal Nº09/

8 Secção VIII CORREÇÕES ÀS CARTAS NÁUTICAS Anexos gráficos AN 268/14 CN (INT 1884) 9 Grupo Mensal Nº09/

9

10

11 Secção IX CARTAS NÁUTICAS DO I. H. Atualização PORTUGAL CONTINENTAL ARQUIPÉLAGO DOS AÇORES ªABR02 FEV /14 06/14 30JUN ªABR01 MAI /13 12/13 31DEZ ªSET06 233/14 06/14 30JUN ªJAN02 FEV /14 07/14 31JUL ªJUN07 207/14 05/14 31MAI ªDEZ11 181/14 04/14 30ABR ªABR12 182/14 04/14 30ABR ªJUN05 151/14 03/14 31MAR ªJUN05 294/13 09/13 30SET ªJAN07 233/14 06/14 30JUN ªFEV14 130/14 02/14 28FEV ªMAI12 208/14 05/14 31MAI ªMAI12 359/13 10/13 31OUT ªMAI13 108/14 01/14 31JAN ªDEZ08 108/14 01/14 31JAN ªOUT11 134/14 02/14 28FEV ªNOV08 305/13 09/13 30SET ªNOV08 302/08 11/08 30NOV ªABR10 268/14 09/14 30SET ªMAI04 SET /14 04/14 30ABR ªMAI11 309/13 09/13 30SET ªDEZ01 JAN /14 01/14 31JAN JUN07 184/14 04/14 30ABR ªMAI09 199/14 04/14 30ABR ªJAN14 247/14 07/14 31JUL ªJUL08 316/13 09/13 30SET ªJUN02 NOV /13 05/13 31MAI ªJAN10 390/13 12/13 31DEZ ªDEZ11 318/13 09/13 30SET ªABR14 178/14 04/14 30ABR ªJUL99 SET /13 09/13 30SET ªDEZ09 321/13 09/13 30SET ªDEZ10 160/14 03/14 31MAR ARQUIPÉLAGO DA MADEIRA ªNOV03 MAI /14 05/14 31MAI ªDEZ02 JUL /14 05/14 31MAI ªFEV01 DEZ /13 12/13 31DEZ ªOUT07 270/13 08/13 31AGO ªMAR08 271/13 08/13 31AGO ªSET10 272/13 08/13 31AGO ªJUN10 189/11 03/11 31MAR ªOUT07 273/13 08/13 31AGO ªJUN00 JUN /14 04/14 30ABR ªAGO11 186/14 04/14 30ABR ªJAN13 232/14 06/14 30JUN ªDEZ11 384/11 12/11 31DEZ ªNOV12 343/12 11/12 30NOV ªDEZ02 DEZ /14 04/14 30ABR ªOUT99 OUT /14 04/14 30ABR ªJAN11 232/14 06/14 30JUN ªMAR01 NOV /14 06/14 30JUN ªAGO01 JUL /14 05/14 31MAI ªMAR00 SET /12 09/12 30SET ªDEZ10 353/13 10/13 31OUT ªNOV10 260/14 08/14 31AGO CARTAS GERAIS ªABR72 103/10 01/10 31JAN ªJUL70 192/9 4 17/94 31AGO ªMAR68 JAN /94 17/94 31AGO ªSET74 174/93 20/93 15OUT ªJAN75 132/97 03/97 15JUL ªJUN12 179/14 04/14 30ABR ªMAI13 256/14 08/14 31AGO CARTAS DE APOIO À PESCA 24P01 1ªJUL07 207/14 05/14 31MAI 24P02 1ªDEZ11 181/14 04/14 30ABR 24P03 1ªJAN12 182/14 04/14 30ABR 24P04 2ªJUN05 151/14 03/14 31MAR 24P05 2ªJUN05 294/13 09/13 30SET 24P06 2ªNOV06 233/14 06/14 30JUN CARTAS MILITARES 26M01 3ªMAI12 354/13 10/13 31OUT 27M01 4ªSET14 267/14 09/14 30SET 11 Grupo Mensal Nº09/

12 CARTAS DE RECREIO REPÚBLICA DE S. TOMÉ E PRÍNCIPE N.º EDIÇÃO REIMP. AN GRUPO Nº DATA 25R01 2ªJAN09 207/14 05/14 31MAI 25R02 2ªJAN09 207/14 05/14 31MAI 25R03 2ªJAN09 181/14 04/14 30ABR 25R04 2ªSET08 150/14 03/14 31MAR 25R05 2ªSET08 328/13 09/13 30SET 25R06 2ªJAN08 111/13 01/13 31JAN 25R07 2ªJUL06 154/14 03/14 31MAR 25R08 2ªJAN08 257/13 07/13 31JUL 25R09 3ªJAN08 330/13 09/13 30SET 25R10 2ªJUL06 331/13 09/13 30SET 25R11 3ªJAN08 246/14 07/14 31JUL 25R12 2ªMAI06 335/13 09/13 30SET 321 1ª FEV67 SET90 115/06 02/06 20JAN 322 1ª FEV66 JUN93 115/06 02/06 20JAN 323 2ª MAR95 115/06 02/06 20JAN 393 2ª NOV72 239/13 06/13 30JUN 394 1ª /06 02/06 20JAN 395 1ª FEV66 SET70 115/06 02/06 20JAN 397 1ª DEZ61 JUL70 115/06 02/06 20JAN 398 1ª MAI66 AGO70 115/06 02/06 20JAN REPÚBLICA DE ANGOLA REPÚBLICA DE CABO VERDE 201 1ª JUL71 SET90 139/10 02/10 28FEV 205 2ª JUN72 ABR83 115/06 02/06 20JAN 208 1ª FEV71 JUN87 115/06 02/06 20JAN 209 1ª FEV71 DEZ92 115/06 02/06 20JAN 252 1ª 1951 SET70 115/06 02/06 20JAN 261 1ª MAI56 SET70 115/06 02/06 20JAN 271 1ª DEZ62 SET70 115/06 02/06 20JAN ª MAI06 188/13 04/13 30ABR ª DEZ08 191/11 03/11 31MAR ª JUL11 271/11 07/11 31JUL ª MAR12 162/12 03/12 31MAR ª JUN09 292/11 08/11 31AGO REPÚBLICA DA GUINÉ-BISSAU 212 1ª JAN69 JAN90 411/98 22/98 30NOV 216 1ª /98 22/98 30NOV 218 1ª FEV62 OUT82 411/98 22/98 30NOV 220 1ª JUN65 OUT82 411/98 22/98 30NOV 222 1ª AGO68 JAN83 411/98 22/98 30NOV 223 2ª JUL82 DEZ86 411/98 22/98 30NOV 280 2ª MAI71 411/98 22/98 30NOV 281 1ª /98 22/98 30NOV 282 1ª /98 22/98 30NOV 283 1ª JAN52 411/98 22/98 30NOV 284 1ª SET54 411/98 22/98 30NOV 285-A 1ª JUL55 411/98 22/98 30NOV 285-B 1ª JUL56 411/98 22/98 30NOV 285-C 1ª JUL57 411/98 22/98 30NOV 287 1ª MAR62 SET82 411/98 22/98 30NOV 288 1ª /98 22/98 30NOV 289 1ª SET56 411/98 22/98 30NOV 290 1ª JUN68 SET82 411/98 22/98 30NOV 291 1ª ABR68 SET82 411/98 22/98 30NOV 292 2ª 1967 SET82 411/98 22/98 30NOV 332 1ª JUN72 AGO91 115/06 02/06 20JAN 332-A 1ª MAI68 AGO91 115/06 02/06 20JAN 333 1ª JUL73 115/06 02/06 20JAN 333-A 1ª SET72 115/06 02/06 20JAN 334 1ª NOV75 115/06 02/06 20JAN 334-A 1ª SET72 115/06 02/06 20JAN 334-B 1ª ABR73 115/06 02/06 20JAN 334C 1ªAGO73 115/06 02/06 20JAN 341 1ª JUN64 MAR92 115/06 02/06 20JAN 342 2ª ABR72 115/06 02/06 20JAN 343 1ª ABR64 MAR92 115/06 02/06 20JAN 351 1ª FEV55 115/06 02/06 20JAN 352 2ª 1968 JUN70 115/06 02/06 20JAN 353 3ª 1962 JAN75 115/06 02/06 20JAN 355 1ª FEV55 115/06 02/06 20JAN 356 1ª FEV55 115/06 02/06 20JAN 357 2ª ABR66 JUN70 115/06 02/06 20JAN 358 1ª FEV55 115/06 02/06 20JAN 359 1ª JAN54 115/06 02/06 20JAN 360 4ª FEV71 FEV82 115/06 02/06 20JAN 363 2ª DEZ74 115/06 02/06 20JAN 365 2ª 1972 OUT91 115/06 02/06 20JAN 366 2ª NOV75 115/06 02/06 20JAN 367 2ª NOV75 115/06 02/06 20JAN 369 4ª MAI74 MAR87 115/06 02/06 20JAN 370 2ª MAR72 115/06 02/06 20JAN 372 1ª OUT71 115/06 02/06 20JAN 373 2ª SET74 115/06 02/06 20JAN 374 2ª /06 02/06 20JAN 375 2ª NOV75 115/06 02/06 20JAN 376 1ª MAI41 115/06 02/06 20JAN 377 1ª SET74 115/06 02/06 20JAN 380 1ª SET42 115/06 02/06 20JAN 383 3ª /06 02/06 20JAN 383-A 1ª MAI68 JUN70 115/06 02/06 20JAN 384 2ª SET72 OUT91 115/06 02/06 20JAN 385 1ª /06 02/06 20JAN 386 1ª DEZ62 JUL70 115/06 02/06 20JAN 387 1ª MAI60 115/06 02/06 20JAN ª ABR /14 05/14 31MAI ª ABR /14 04/14 30ABR ª DEZ /14 08/14 31AGO ª MAR /14 04/14 30ABR ª MAR /14 04/14 30ABR ª MAR /14 04/14 30ABR ª MAR /14 04/14 30ABR Grupo Mensal Nº09/

13 REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE 401 2ª MAR75 SET87 132/97 13/97 15JUL 411 2ª MAI75 115/06 02/06 20JAN 415 2ª JUL73 NOV85 115/06 02/06 20JAN 416 2ª OUT73 NOV85 115/06 02/06 20JAN 417 3ª MAR74 JAN83 115/06 02/06 20JAN 418 2ª MAI75 115/06 02/06 20JAN 423 2ª MAI75 115/06 02/06 20JAN 429 1ª MAR65 FEV86 115/06 02/06 20JAN 430 1ª JAN65 SET87 115/06 02/06 20JAN 431 1ª JAN71 NOV88 115/06 02/06 20JAN 432 1ª OUT71 MAR87 115/06 02/06 20JAN 435 1ª MAI75 115/06 02/06 20JAN 436 1ª M0AI75 115/06 02/06 20JAN 437 1ª JAN66 MAR84 115/06 02/06 20JAN 438 1ª AGO63 OUT82 115/06 02/06 20JAN 439 3ª FEV72 JAN84 115/06 02/06 20JAN 440 1ª DEZ63 NOV88 115/06 02/06 20JAN 445 1ª DEZ60 JAN71 115/06 02/06 20JAN 446 1ª ABR60 FEV71 115/06 02/06 20JAN 447 1ª DEZ60 FEV71 115/06 02/06 20JAN 448 1ª DEZ60 AGO86 115/06 02/06 20JAN 449 1ª FEV61 FEV86 115/06 02/06 20JAN 451 1ª NOV74 115/06 02/06 20JAN 451-A 1ª SET72 115/06 02/06 20JAN 451-B 1ª JUN72 115/06 02/06 20JAN 453 2ª JAN74 115/06 02/06 20JAN 455 2ª MAR65 JUL70 316/08 11/08 30NOV 456 1ª /06 02/06 20JAN 459 2ª MAI75 115/06 02/06 20JAN 466 2ª MAI54 115/06 02/06 20JAN 471 2ª MAI75 NOV88 115/06 02/06 20JAN 476 4ª AGO84 115/06 02/06 20JAN 482 3ª JUN64 OUT82 115/06 02/06 20JAN 484 2ª AGO91 115/06 02/06 20JAN 485 3ª /06 02/06 20JAN 486 2ª JUL64 115/06 02/06 20JAN 488 5ª MAI75 JAN84 115/06 02/06 20JAN 489 4ª /06 02/06 20JAN 492 2ª ABR61 115/06 02/06 20JAN 493 2ª JUN65 JUN70 115/06 02/06 20JAN 495 3ª NOV72 MAI84 115/06 02/06 20JAN 496 2ª MAI60 115/06 02/06 20JAN 13 Grupo Mensal Nº09/

14 Secção X CARTAS ELETRÓNICAS DE NAVEGAÇÃO DO I. H. Atualização PORTUGAL CONTINENTAL CEN EDIÇÃO UPDATE CN EQUIVALENTE AN GRUPO N º DATA PT ªOUT ªed /14(T) 09/14 30SET PT ªJAN ªed /14(T) 09/14 30SET PT ªABR ªed /14(T) 09/14 30SET PT ªSET ªed /14 04/14 30ABR PT ªFEV ªed /14(T) 03/14 31MAR PT ªFEV ªed /14(T) 06/14 30JUN PT ªABR ªed NIL PT ªABR ªed NIL PT ªMAI ªed /14 01/14 31JAN PT ªOUT ªed NIL PT ªFEV ªed /14 04/14 30ABR PT ªJUN ªed /14 07/14 31JUL PT ªABR ªed NIL PT ªDEZ ªed NIL PT ªOUT ªed /13 12/13 31DEZ PT ªFEV ªed (T)/14 01/14 31JAN PT ªSET ªed /14(T) 07/14 31JUL PT ª SET ªed /14(T) 08/14 31AGO PT ª JAN ªed NIL PT ª SET ªed /14(T) 07/14 31JUL PT ªSET ªed /14 02/14 28FEV PT ªFEV ªed /13 09/13 30SET PT ªFEV ªed NIL PT ªJUL ªed /14 09/14 30SET PT ªFEV ªed NIL PT ªNOV ªed /13 09/13 30SET PT ªMAI ªed (T)/14 01/14 31JAN PT ªJAN ªed /13 11/13 30NOV PT ªFEV ªed /14 02/14 28FEV PT ªJUN ªed /14 07/14 31JUL PT ªMAR ªed /09 05/09 31MAI PT ªJUN ªed /13 08/13 31AGO PT ªOUT ªed /13 12/13 31DEZ PT ªOUT ªed /13 08/13 31AGO PT ªJUL ªed /13 09/13 30SET PT ªFEV ªed /13 09/13 30SET ARQUIPÉLAGO DA MADEIRA CEN EDIÇÃO UPDATE CN EQUIVALENTE AN GRUPO N º DATA PT ªMAI ªed PT ªAGO ªed /14 05/14 31MAI 226/14(T) 05/14 31MAI PT ªSET ªed /13 08/13 31AGO PT ªNOV ªed (T)/14 01/14 31JAN PT ªJAN ªed /14(T) 05/14 31MAI PT ªMAI ªed /14(T) 03/14 31MAR PT ªFEV ªed /13 08/13 31AGO PT ªMAR ªed (T)/14 01/14 31JAN PT ªMAR ªed /11 03/11 31MAR PT ªJAN ªed /08 02/08-29FEV PT ªJAN ªed PT ªMAI ªed NIL 226/14(T) 05/14 31MAI PT ªMAR ªed /13 08/13 31AGO 15 Grupo Mensal Nº09/

15 ARQUIPÉLAGO DOS AÇORES CEN EDIÇÃO UPDATE CN EQUIVALENTE AN GRUPO N º DATA PT ªMAI ªed /14 05/14 31MAI PT ªJAN ªed /14 04/14 30ABR PT ªSET ªed /14 06/14 30JUN PT ªABR ªed NIL PT ªSET ªed /13 10/13 31OUT PT ªMAI ªed PT ªNOV ªed /14 04/14 30ABR 279/14(T) 09/14 30SET PT ª JUL ªed PT ªMAI ªed /14 06/14 30JUN 234/14 06/14 30JUN PT ªDEZ ªed /14 05/14 31MAI PT ªSET ªed /14(T) 05/14 31MAI PT ªSET ªed /14 04/14 30ABR PT ªJUL ªed /13 08/13 31AGO PT ªJUL ªed /13 09/13 30SET PT ªJAN ªed /14(T) 09/14 30SET PT ªOUT ªed /14 08/14 31AGO PT ª JUN ªed /13 11/13 30NOV PT ª DEZ ªed /12 12/12 31DEZ PT ª DEZ ªed /13 10/13 31OUT PT ªSET ªed /12 12/12 31DEZ PT ªMAI ªed NIL PT ªSET ªed /12 07/12 31JUL PT ªDEZ ªed /07 12/07 31DEZ PT ªOUT ªed /12 09/12 30SET PT ªSET ªed /14(T) 05/14 31MAI CARTAS MILITARES CEN EDIÇÃO UPDATE CN EQUIVALENTE AN GRUPO N º DATA PT436M ªSET ªed /13 08/13 31AGO PT436M ªSET ªed /13 08/13 31AGO PT528M ªNOV ªed /13 09/13 30SET PT528M ªJUN ªed /13 08/13 31AGO PT528M ªNOV ªed /13 08/13 31AGO PT528M ªAGO ªed /13 08/13 31AGO PT528M ªAGO ªed /13 08/13 31AGO PT538M ªMAR ªed /11 07/11 31JUL PT548M ªJUN ªed /12 12/12 31DEZ PT548M ªJUL ªed /11 07/11 31JUL PT548M ªSET ªed /12 12/12 31DEZ PT548M ªNOV ªed NIL PT548M ªSET ªed /12 12/12 31DEZ PT548M ªMAR ªed /11 03/11 31MAR PT548M ªMAR ªed /14 08/14 31AGO PT548M ªMAR ªed /11 03/11 31MAR PT548M ªMAR ªed /13 10/13 31OUT PT548M ªMAR ªed /11 03/11 31MAR PT627M ªNOV M01-2ªed NIL PT627M ªMAR M01-1ªed /13 08/13 31AGO PT627M ªAGO NIL 265/13 08/13 31AGO PT627M ªMAR M01-1ªed /11 03/11 31MAR PT627M ªMAR M01-1ªed /14(P) 05/14 31MAI Grupo Mensal Nº09/

16 REPÚBLICA DE CABO VERDE CEN EDIÇÃO UPDATE CN EQUIVALENTE AN GRUPO N º DATA PT ªABR ªed /10 05/10 31MAI PT56601A.000 1ªNOV ªed /11 12/11 31DEZ PT56601B.000 1ªNOV ªed /11 12/11 31DEZ PT56601C.000 1ªJAN ªed /12 03/12 31MAR PT56602A.000 1ªFEV ª ed /13 02/13 28FEV PT56602B.000 1ªOUT ª ed /12 11/12 30NOV PT56602C.000 1ªFEV ª ed /13 02/13 28FEV PT56602D.000 1ªOUT ª ed /12 12/12 31DEZ PT56603A.000 1ªABR ªed /11 08/11 31AGO PT56603B.000 1ªABR ªed /11 07/11 31JUL 281/11 07/11 31JUL PT56603C.000 1ªMAR ªed PT ªMAI ªed PT ªFEV ªed /13(P) 11/13 30NOV NIL REPÚBLICA DE ANGOLA CEN EDIÇÃO UPDATE CN EQUIVALENTE AN GRUPO N º DATA PT ªFEV ªed /14 08/14 31AGO ªed REPÚBLICA DE MOÇAMBIQUE CEN EDIÇÃO UPDATE CN EQUIVALENTE AN GRUPO N º DATA PT ªSET ªed /08 09/08 30 SET 17 Grupo Mensal Nº09/

17 Poluição por derrames Portugal é um dos países Europeus com maior costa marítima. O Estado Português tem direitos e deveres sobre a sua Zona Económica Exclusiva, que foram determinados pela Convenção das Nações Unidas sobre o Direito do Mar. Os direitos são essencialmente explorar, aproveitar, gerir e conservar os recursos naturais vivos e não vivos das águas, do leito do mar e do seu subsolo. A estes direitos estão associados os deveres de proteção e preservação do meio marinho e de combate à poluição marítima da ZEE. Por outro lado a ZEE é uma área de importantes corredores marítimos atravessada por navios petroleiros e outros, sendo que a gestão e proteção desta área é fundamental e passa obrigatoriamente pela vigilância marítima. A importância do transporte de produtos petrolíferos por via marítima, leva a que seja frequente o lançamento de produtos poluentes no meio marinho. Cabe à Autoridade Marítima aplicar a legislação com vista a detetar, controlar e autuar procedimentos ilícitos de poluição marítima. Os derrames de produtos petrolíferos são, infelizmente, bastante frequentes, quer por se tratar de acidentes, quer por incúria ou derrame voluntário e nem sempre é fácil demonstrar a responsabilidade da ocorrência. Assim, quando não é possível comprovar a responsabilidade do arguido por outros meios, poderão ser feitas análises do produto poluente. A entidade competente para efetuar análises destes produtos é o Instituto Hidrográfico, cujo Laboratório de Hidrocarbonetos da Divisão de Química e Poluição do Meio Marinho está razoavelmente equipado e assim capacitado a comprovar a responsabilidade dos possíveis infratores, possibilitando os meios de prova necessários ao correto apuramento das responsabilidades. O Equipamento mais eficaz que permite fazer este tipo de análises é o chamado GC/MS, composto por um Cromatógrafo em fase gasosa (GC) que separa os vários componentes das amostras a que se segue um Espectrómetro de massa (MS) que permite não só identificar e quantificar os compostos como também melhorar a separação. Os dados são registado se trabalhados em computador com recurso a software específico. Os resíduos petrolíferos derramados, compreendem centenas de compostos mas a Cromatografia de gás/espectrometria de massa é uma poderosa técnica analítica que permite a obtenção de um conjunto de «impressões» do mesmo produto poluente. Isto leva a que ao compararmos as amostras recolhidas na água e as amostras recolhidas dos possíveis infratores, ou seja os suspeitos, possamos dizer com fiabilidade que esses mesmos poluentes são semelhantes. Com a implementação e desenvolvimento do estudo desta matéria pelo Laboratório de Hidrocarbonetos do Instituto Hidrográfico, o país têm ao dispor um instrumento de apoio na luta contra a poluição marítima por hidrocarbonetos.

18

AVISOS AOS NAVEGANTES

AVISOS AOS NAVEGANTES S. R. MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MARINHA INSTITUTO HIDROGRÁFICO PN59 AVISOS AOS NAVEGANTES GRUPO MENSAL AVISOS DE 184 a 200 Nº 06 30 junho de 2015 Recomenda-se vivamente a todos os Navegantes que comuniquem,

Leia mais

CARTAS NÁUTICAS E CARTAS ELECTRÓNICAS DE NAVEGAÇÃO DE PORTUGAL

CARTAS NÁUTICAS E CARTAS ELECTRÓNICAS DE NAVEGAÇÃO DE PORTUGAL S. R. MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MARINHA INSTITUTO HIDROGRÁFICO CARTAS NÁUTICAS E CARTAS ELECTRÓNICAS DE NAVEGAÇÃO DE PORTUGAL ÍNDICE 2009 SISTEMA DE NUMERAÇÃO DAS CARTAS NÁUTICAS E DAS CARTAS ELECTRÓNICAS

Leia mais

2 Cartas Náuticas. Edição Reimpressão ª Ago Portugal Continental, Arquipélago dos Açores. Título Escala 1: e Arquipélago da Madeira

2 Cartas Náuticas. Edição Reimpressão ª Ago Portugal Continental, Arquipélago dos Açores. Título Escala 1: e Arquipélago da Madeira Publicação Título Escala 1: Nac. INT Edição Reimpressão 11101 Portugal Continental, Arquipélago dos Açores e Arquipélago da Madeira 2 500 000 1ª Ago 2002 21101 1081 Cabo Finisterre a Casablanca 1 000 000

Leia mais

CARTAS NÁUTICAS E CARTAS ELETRÓNICAS DE NAVEGAÇÃO DE PORTUGAL

CARTAS NÁUTICAS E CARTAS ELETRÓNICAS DE NAVEGAÇÃO DE PORTUGAL S. R. MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MARINHA INSTITUTO HIDROGRÁFICO CARTAS NÁUTICAS E CARTAS ELETRÓNICAS DE NAVEGAÇÃO DE PORTUGAL ÍNDICE 2013 A imagem da capa do Índice 2013 resulta da sobreposição da 1.ª

Leia mais

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES

DEMONSTRATIVO DE CÁLCULO DE APOSENTADORIA - FORMAÇÃO DE CAPITAL E ESGOTAMENTO DAS CONTRIBUIÇÕES Página 1 de 28 Atualização: da poupança jun/81 1 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00 26.708,00-0,000% - 26.708,00 26.708,00 26.708,00 jul/81 2 133.540,00 15,78 10,00% 13.354,00 10,00% 13.354,00

Leia mais

CARTAS NÁUTICAS E CARTAS ELECTRÓNICAS DE NAVEGAÇÃO DE PORTUGAL

CARTAS NÁUTICAS E CARTAS ELECTRÓNICAS DE NAVEGAÇÃO DE PORTUGAL S. R. MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MARINHA INSTITUTO HIDROGRÁFICO CARTAS NÁUTICAS E CARTAS ELECTRÓNICAS DE NAVEGAÇÃO DE PORTUGAL ÍNDICE 2011 SISTEMA DE NUMERAÇÃO DAS CARTAS NÁUTICAS E DAS CARTAS ELECTRÓNICAS

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 1.72.380,00 0,00 0,00 0,00 361.00,00 22,96 22,96 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl

Leia mais

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10

PRÓ-TRANSPORTE - MOBILIDADE URBANA - PAC COPA 2014 - CT 318.931-88/10 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE Simpl Acum Simpl Acum jul/10 a jun/11 jul/11 12 13 (%) (%) (%) (%) 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 0,00 1/11 AMPLIAÇÃO DA CENTRAL DE ago/11 Simpl Acum Simpl Acum Simpl Acum 14 set/11 15

Leia mais

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+

DATA DIA DIAS DO FRAÇÃO DATA DATA HORA DA INÍCIO DO ANO JULIANA SIDERAL T.U. SEMANA DO ANO TRÓPICO 2450000+ 2460000+ CALENDÁRIO, 2015 7 A JAN. 0 QUARTA -1-0.0018 7022.5 3750.3 1 QUINTA 0 +0.0009 7023.5 3751.3 2 SEXTA 1 +0.0037 7024.5 3752.3 3 SÁBADO 2 +0.0064 7025.5 3753.3 4 DOMINGO 3 +0.0091 7026.5 3754.3 5 SEGUNDA

Leia mais

O Instituto Hidrográfico (IH): Ciência e Tecnologia do Mar ao serviço dos Países da Lusofonia

O Instituto Hidrográfico (IH): Ciência e Tecnologia do Mar ao serviço dos Países da Lusofonia O Instituto Hidrográfico (IH): Ciência e Tecnologia do Mar ao serviço dos Países da Lusofonia Carlos Ventura Soares Capitão-de-mar-e-guerra Engenheiro Hidrógrafo DIRECTOR TÉCNICO Encontro sobre Produtos

Leia mais

AVISOS AOS NAVEGANTES

AVISOS AOS NAVEGANTES S. R. MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL MARINHA INSTITUTO HIDROGRÁFICO AVISOS AOS NAVEGANTES GRUPO MENSAL AVISOS DE 382 A 401 Nº 12 31 de dezebro de 2012 Recoenda-se vivaente a todos os Navegantes que counique,

Leia mais

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS

Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS Data Moeda Valor Vista Descrição Taxa US$ 07-Jul-00 Real 0,5816 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,81 14-Jul-00 Real 0,5938 Sem frete - PIS/COFINS (3,65%) NPR 1,8 21-Jul-00 Real 0,6493 Sem frete - PIS/COFINS

Leia mais

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12

TABELA PRÁTICA PARA CÁLCULO DOS JUROS DE MORA ICMS ANEXA AO COMUNICADO DA-87/12 JANEIRO 2,8451 2,7133 2,4903 2,3303 2,1669 1,9859 1,7813 1,6288 1,4527 1,3148 1,1940 1,0684 FEVEREIRO 2,8351 2,6895 2,4758 2,3201 2,1544 1,9676 1,7705 1,6166 1,4412 1,3048 1,1840 1,0584 MARÇO 2,8251 2,6562

Leia mais

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016

Safra 2016/2017. Safra 2015/2016 Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado do Paraná Safra 2016/2017 Mar/16 0,6048 0,6048 0,6048 66,04 73,77 Abr 0,6232 0,6232 0,5927 64,72 72,29 Mai 0,5585 0,5878 0,5868

Leia mais

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE

RECALL SMITHS LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE DOCUMENTO 2 LISTA DOS PRODUTOS ENVOLVIDOS, IMPORTADOS AO BRASIL PELA CIRÚRGICA FERNANDES, COM INFORMAÇÕES SOBRE PRODUTOS VENDIDOS E EM ESTOQUE 100.105.025 644425 10 10 fev/05 fev/10 9660 10/10/2005 13/10/2005

Leia mais

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA

RELATÓRIO DE ACOMPANHAMENTO DA EXECUÇÃO FINANCEIRA CONTRATO 07/2013 EXERCÍCIO 2013 jan/13 fev/13 mar/13 abr/13 mai/13 jun/13 jul/13 ago/13 set/13 out/13 nov/13 dez/13 Número da Nota Fiscal emitida - - - - - - 92 99 110 121/133-157 - - Depósitos realizados

Leia mais

EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO

EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO EMPREGO E SALÁRIO DE SERVIÇOS DE SALVADOR (BA) - AGOSTO 2010 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico AD HOC Revisão Técnica: José Varela Donato SUMÁRIO 1. RESULTADOS SINTÉTICOS

Leia mais

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31de Agosto e em 15 de Setembro de 2012.

Figura 1 Distribuição espacial do índice de seca meteorológica em 31de Agosto e em 15 de Setembro de 2012. Situação de Seca Meteorológica em 15 de setembro Contributo do Instituto de Meteorologia, I.P. para o Acompanhamento e Avaliação dos Efeitos da Seca 1. Situação Atual de Seca Meteorológica A situação de

Leia mais

Balanço Oficial da época balnear 2011 em Portugal. Comandante Nuno Leitão

Balanço Oficial da época balnear 2011 em Portugal. Comandante Nuno Leitão DGAM AUTORIDADE INSTITUTO DE SOCORROS MARÍTIMA A NÁUFRAGOS NACIONAL DGAM INSTITUTO DE SOCORROS A NÁUFRAGOS Balanço Oficial da época balnear 2011 em Portugal Comandante Nuno Leitão Portugal, uma Nação Marítima

Leia mais

PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR/A DE CONSTRUÇÃO E REPARAÇÃO NAVAL

PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR/A DE CONSTRUÇÃO E REPARAÇÃO NAVAL PERFIL PROFISSIONAL OPERADOR/A DE CONSTRUÇÃO E REPARAÇÃO NAVAL Publicação e atualizações Publicado no Despacho n.º13456/2008, de 14 de Maio, que aprova a versão inicial do Catálogo Nacional de Qualificações.

Leia mais

DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES PÚBLICAS E DOCUMENTAÇÃO

DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES PÚBLICAS E DOCUMENTAÇÃO DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES PÚBLICAS E DOCUMENTAÇÃO Outubro 2010 LEGISLAÇÃO MARÍTIMO-PORTUÁRIA 2008-2009 ÍNDICES DEPARTAMENTO DE RELAÇÕES PÚBLICAS E DOCUMENTAÇÃO Outubro 2010 SUMÁRIO NOTA INTRODUTÓRIA. 3

Leia mais

Dados mensais. Barómetro setorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal

Dados mensais. Barómetro setorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal Período 2010-2014 Dados mensais Análise fenómeno a fenómeno Análise de tendências Barómetro setorial Barómetro distrital Nascimentos Nascimentos vs encerramentos Mensal Acumulado Mensal Acumulado Encerramentos

Leia mais

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo

Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Valores de ATR e Preço da Tonelada de Cana-de-açúcar - Consecana do Estado de São Paulo Safra 2015/2016 Mensal Acumulado Cana Campo (1) Cana Esteira (2) R$/Kg ATR R$/Kg ATR R$/Ton. R$/Ton. Abr/15 0,4909

Leia mais

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940

Vênus Em Aquário 25 Dez 1939. Vênus Em Peixes 18 Jan 1940. Vênus Em Áries 12 Fev 1940. Vênus Em Touro 8 Mar 1940. Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Aquário 25 Dez 1939 Vênus Em Peixes 18 Jan 1940 Vênus Em Áries 12 Fev 1940 Vênus Em Touro 8 Mar 1940 Vênus Em Gêmeos 4 Abr 1940 Vênus Em Câncer 6 Maio 1940 Vênus Em Gêmeos 5 Jul 1940 Vênus Em

Leia mais

Dados mensais. Barómetro sectorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal

Dados mensais. Barómetro sectorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal Período 2009-2013 Dados mensais Análise fenómeno a fenómeno Análise de tendências Barómetro sectorial Barómetro distrital Nascimentos Nascimentos vs encerramentos Mensal Acumulado Mensal Acumulado Encerramentos

Leia mais

Alturas mensais de precipitação (mm)

Alturas mensais de precipitação (mm) Secretaria do Meio Ambiente e Recursos Hídricos AGUASPARANÁ - Instituto das Águas do Paraná Sistema de Informações Hidrológicas - SIH Alturas mensais de precipitação (mm) Estação: Município: Tipo: Altitude:

Leia mais

Boletim Climatológico Anual - Ano 2009

Boletim Climatológico Anual - Ano 2009 Boletim Climatológico Anual - Ano 2009 CONTEÚDOS IM 01 Resumo Anual 04 Caracterização Climática Anual 04 Temperatura do Ar 07 Precipitação 09 Factos e Fenómenos Relevantes RESUMO ANUAL Temperatura em 2009

Leia mais

9 o 25b 00n 39 o 41b 10n 9 o 25b 00n 38 o 40b 40n 9 o 16b 50n 38 o 34b 50n. 9 o 12b 00n 38 o 24b 30n

9 o 25b 00n 39 o 41b 10n 9 o 25b 00n 38 o 40b 40n 9 o 16b 50n 38 o 34b 50n. 9 o 12b 00n 38 o 24b 30n N. o 213 14 de Setembro de 2002 DIÁRIO DA REPÚBLICA I SÉRIE-B 6441 3. o A eficácia da concessão está dependente de prévia sinalização, de acordo com as condições definidas nas Portarias n. os 1103/2000

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos

Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Calendário Pós-graduação 2014 - MBA em Gestão de Projetos Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Análise de Cenários Econômicos (Disciplina

Leia mais

Dados mensais. Barómetro sectorial. Análise fenómeno a fenómeno. Barómetro distrital. Análise de tendências. Constituições

Dados mensais. Barómetro sectorial. Análise fenómeno a fenómeno. Barómetro distrital. Análise de tendências. Constituições Dados mensais Análise fenómeno a fenómeno Análise de tendências Barómetro sectorial Barómetro distrital Constituições Constituições vs dissoluções naturais Mensal Acumulado Mensal Acumulado Dissoluções

Leia mais

Evolução dos Preços dos Combustíveis MAOTE

Evolução dos Preços dos Combustíveis MAOTE Evolução dos Preços dos Combustíveis MAOTE Janeiro de 2015 Evolução dos preços dos combustíveis em Portugal Continental Preços dos Combustíveis em Portugal Continental ( /l e /kg) GPL Propano ( /kg) GPL

Leia mais

BRASIL DEPARTAMENTO DO CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO SUBDEPARTAMENTO DE OPERAÇÕES AV. GENERAL JUSTO, 160 2º Andar RIO DE JANEIRO RJ

BRASIL DEPARTAMENTO DO CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO SUBDEPARTAMENTO DE OPERAÇÕES AV. GENERAL JUSTO, 160 2º Andar RIO DE JANEIRO RJ BRASIL DEPARTAMENTO DO CONTROLE DO ESPAÇO AÉREO SUBDEPARTAMENTO DE OPERAÇÕES AV. GENERAL JUSTO, 160 2º Andar 20021-130 RIO DE JANEIRO RJ AIC N 25 / 14 11 DEZ 2014 http://ais.decea.gov.br/ dpln4@decea.gov.br

Leia mais

MÊS DIA(S) ASSOCIAÇÃO / CLUBE / LOCAL DESIGNAÇÃO DA COMPETIÇÃO PRATOS DISCIPLINA. C.D.C.L. Leiria 1ª Prova CDCL CS FPTAC

MÊS DIA(S) ASSOCIAÇÃO / CLUBE / LOCAL DESIGNAÇÃO DA COMPETIÇÃO PRATOS DISCIPLINA. C.D.C.L. Leiria 1ª Prova CDCL CS FPTAC Clube Desportivo de Tiro de S. Miguel Prova dos Reis 50 TRAP 3 10 Clube Desportivo de Tiro da Ilha Terceira Prova dos Reis 50 TRAP 3 JAN Clube Desportivo de Tiro de S. Miguel 1ª Contagen Campeonato S.

Leia mais

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil

Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Calendário Pós-graduação 2014 - Educação Infantil Disciplina Data Início Data fim Atividade acadêmica ENTRADA 1 10/03/2014 20/12/2014 17/03/2014 24/03/2014 Gestão criativa e inovadora nas instituições

Leia mais

Enlaces útiles/ Esteka Interesgarriak. Jornais e revistas

Enlaces útiles/ Esteka Interesgarriak. Jornais e revistas DEPARTAMENTO DE PORTUGUES // PORTUGALERA DEPARTAMENTUA PORTUGAL Nacionais http://www.publico.clix.pt http://www.expresso.pt http://www.correiomanha.pt http://www.dn.pt http://www.visaoonline.pt http://www.acapital.pt

Leia mais

DIPLOMAS RELATIVOS À ACTIVIDADE SEGURADORA

DIPLOMAS RELATIVOS À ACTIVIDADE SEGURADORA Legislação 73 DIPLOMAS RELATIVOS À ACTIVIDADE SEGURADORA JUNHO DE 2008 A OUTUBRO DE 2008 2008 Lei n.º 25/2008, de 5 de Junho D.R. n.º 108, I Série Estabelece medidas de natureza preventiva e repressiva

Leia mais

A RAA em números. Geografia

A RAA em números. Geografia 09 Foto: Espectro A RAA em números Geografia O arquipélago dos Açores é constituído por nove ilhas dispersas no Atlântico Norte ao longo de 600 km, segundo uma orientação noroeste-sudeste e enquadrado

Leia mais

QUESTÕES MARÍTIMAS PÓS CNUDM UMA BREVE ANÁLISE EM PERSPECTIVA COOPERATIVA

QUESTÕES MARÍTIMAS PÓS CNUDM UMA BREVE ANÁLISE EM PERSPECTIVA COOPERATIVA UMA BREVE ANÁLISE EM PERSPECTIVA COOPERATIVA Professora Drª Daniele Dionisio da Silva Graduação em Defesa e Gestão Estratégica Internacional UFRJ Laboratório de Simulações e Cenários EGN/Marinha do Brasil

Leia mais

MEDIA KIT REVISTA TÉCNICO-CIENTÍFICA DE ENGENHARIA CIVIL

MEDIA KIT REVISTA TÉCNICO-CIENTÍFICA DE ENGENHARIA CIVIL MEDIA KIT 2016 REVISTA TÉCNICO-CIENTÍFICA DE ENGENHARIA CIVIL www.construcaomagazine.pt Porquê anunciar na Construção Magazine? A Construção Magazine é uma revista técnico-científica de Engenharia Civil

Leia mais

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14

Série 34 E 35 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-14 31-jan-14 a - Juros 6.691.919,50 a - Juros 1.672.979,81 b - Amortização 3.757.333,97 b - Amortização 939.333,65 a - Saldo atual dos CRI Seniors (984.936.461,48) b - Saldo atual dos CRI Junior (246.234.105,79)

Leia mais

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2016/2017 ESTUDO DO MEIO - 4ºANO. Calendarização Blocos / Conteúdos Objetivos

PLANIFICAÇÃO ANUAL 2016/2017 ESTUDO DO MEIO - 4ºANO. Calendarização Blocos / Conteúdos Objetivos Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares Direção de Serviços da Região do Algarve Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (Sede: Escola Secundária José Belchior Viegas) PLANIFICAÇÃO ANUAL 2016/2017

Leia mais

RESOLUÇÃO de novembro de 2012

RESOLUÇÃO de novembro de 2012 RESOLUÇÃO 52 20 de novembro de 2012 O DIRETOR-PRESIDENTE DA COMPANHIA DOCAS DO ESPÍRITO SANTO - CODESA, no uso da atribuição que lhe confere a letra g, do artigo 17, do Estatuto Social da Companhia, e

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO N.º, DE O CONGRESSO NACIONAL decreta:

PROJETO DE LEI DO SENADO N.º, DE O CONGRESSO NACIONAL decreta: PROJETO DE LEI DO SENADO N.º, DE 2008 Altera a alínea "c" do art. 2º do Decreto nº 2.784, de 18 de junho de 1913, a fim de modificar os fusos horários dos Estados do Mato Grosso e do Mato Grosso do Sul

Leia mais

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números. Rodapé

Portugal. Turismo Interno. Mercados em Números. Rodapé Turismo Interno Mercados em Números 1 Rodapé Designação oficial: República Portuguesa Capital: Lisboa Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Espanha (1.241 km) Fronteiras marítimas: Madeira(1076,6

Leia mais

REGIÃO DO OESTE & SISTEMA PORTUÁRIO NACIONAL. Lídia Sequeira

REGIÃO DO OESTE & SISTEMA PORTUÁRIO NACIONAL. Lídia Sequeira REGIÃO DO OESTE & SISTEMA PORTUÁRIO NACIONAL Lídia Sequeira REGIÃO OESTE NA ECONOMIA NACIONAL dgqehth População residente: 338 711 População empregada: 151 172 Empresas não financeiras: 40 866 Volume de

Leia mais

CALENDÁRIO COMUM DE LANÇAMENTO DE CONCURSOS

CALENDÁRIO COMUM DE LANÇAMENTO DE CONCURSOS 1 DOMÍNIO COMPETITIVIDADE E INTERNACIONALIZAÇÃO PORTUGAL 2020 CALENDÁRIO COMUM DE LANÇAMENTO DE CONCURSOS março 2015 / março 2016 SISTEMAS DE INCENTIVOS MODERNIZAÇÃO E CAPACITAÇÃO DA ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Leia mais

PLANO DE TRABALHO CEED - CDS 2013 ESTUDOS E PESQUISAS ÁREA 1: POLÍTICA DE DEFESA ATIVIDADES CRONOGRAMA PRODUTOS DATAS

PLANO DE TRABALHO CEED - CDS 2013 ESTUDOS E PESQUISAS ÁREA 1: POLÍTICA DE DEFESA ATIVIDADES CRONOGRAMA PRODUTOS DATAS PLANO DE TRABALHO CEED - CDS 2013 O presente Plano de Trabalho está estruturado considerando as atividades e produtos correspondentes a: 1. Áreas de estudo e pesquisa CEED-CDS. 2. Requerimentos específicos

Leia mais

S.R. DO MAR, CIÊNCIA E TECNOLOGIA Portaria n.º 53/2016 de 21 de Junho de 2016

S.R. DO MAR, CIÊNCIA E TECNOLOGIA Portaria n.º 53/2016 de 21 de Junho de 2016 S.R. DO MAR, CIÊNCIA E TECNOLOGIA Portaria n.º 53/2016 de 21 de Junho de 2016 Em cumprimento com a Política Comum das Pescas, o Governo Regional tem vindo a tomar medidas que visam a conservação dos recursos

Leia mais

Mercado Imobiliário da Região Metropolitana de Maceió

Mercado Imobiliário da Região Metropolitana de Maceió Mercado Imobiliário da Região Metropolitana de Maceió Residencial e Comercial JANEIRO/2014 Ano XIV Nº 168 CONSTRUTOR DO MERCADO IMOBILIÁRIO Participe também da pesquisa IVV. Contatos: Ademi Rita (32319499)

Leia mais

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 -

PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 - PESQUISA MENSAL DO COMERCIO VAREJISTA DA REGIÃO METROPOLITANA DE FORTALEZA (CE) - MARÇO 2016 - Elaboração: Francisco Estevam Martins de Oliveira, Estatístico Coordenação de Campo: Roberto Guerra SUMÁRIO

Leia mais

Portugal. Turismo Interno. Mercado em Números. Rodapé

Portugal. Turismo Interno. Mercado em Números. Rodapé Turismo Interno Mercado em Números 1 Rodapé Designação oficial: República Portuguesa Capital: Lisboa Localização: Sudoeste da Europa Fronteiras terrestres: Espanha (1.241 km) Fronteiras marítimas: Madeira(1076,6

Leia mais

Gerenciamento de Resíduos

Gerenciamento de Resíduos Gerenciamento de Resíduos Hospital São Paulo HSP/SPDM HU da Universidade Federal de São Paulo UNIFESP Dr. João Luiz Grandi Gerente de Meio Ambiente Gerência Executiva de Engenharia e Infraestrutura Hospitalar

Leia mais

III REUNIÃO ORDINÁRIA DE MINISTROS DOS ASSUNTOS DO MAR DA CPLP

III REUNIÃO ORDINÁRIA DE MINISTROS DOS ASSUNTOS DO MAR DA CPLP III REUNIÃO ORDINÁRIA DE MINISTROS DOS ASSUNTOS DO MAR DA CPLP Díli, 18 de maio de 2016 DECLARAÇÃO DE DÍLI Os Ministros dos Assuntos do Mar da CPLP ou seus representantes de Angola, Brasil, Cabo Verde,

Leia mais

Dados mensais. Barómetro setorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal

Dados mensais. Barómetro setorial. Barómetro distrital. Análise fenómeno a fenómeno. Análise de tendências. Nascimentos. Mensal Período 2009-2013 Dados mensais Análise fenómeno a fenómeno Análise de tendências Barómetro setorial Barómetro distrital Nascimentos Nascimentos vs encerramentos Mensal Acumulado Mensal Acumulado Encerramentos

Leia mais

02 Clube Desportivo de Tiro da Ilha Terceira 1ª Contagen Campeonato Regional 50 TRAP 3. C.D.C.L. Leiria 1ª Prova CDCL 2015 100 CS FPTAC

02 Clube Desportivo de Tiro da Ilha Terceira 1ª Contagen Campeonato Regional 50 TRAP 3. C.D.C.L. Leiria 1ª Prova CDCL 2015 100 CS FPTAC Clube de Tiro de S. Miguel Prova dos Reis 50 TRAP 3 10 Clube de Tiro da Ilha Terceira Prova dos Reis 50 TRAP 3 JAN Clube de Tiro de S. Miguel 1ª Contagen Campeonato S. Miguel/ Regional 50 TRAP 3 31 C.D.T.C.

Leia mais

Wilson Filipe Moniz Silva

Wilson Filipe Moniz Silva INFORMAÇÃO PESSOAL Wilson Filipe Moniz Silva Lomba do Cavaleiro Chã de Baixo Nº2A, 9650-330 Ponta Delgada (Portugal) 912433018 wsilva_19@hotmail.com Sexo Masculino Data de nascimento 19/02/1992 Nacionalidade

Leia mais

OPERAÇÕES DE FRETE/2011

OPERAÇÕES DE FRETE/2011 JAN (lta) 213.840 213.840 48.693,90 213.840 213.840 48.693,90 FEV 48.300 48.300 4.859,10 91.839 91.839 8.767,52 722.756 722.756 45.937,39 MAR 862.895 862.895 59.564,01 142.600 142.600 12.482,77 290.232

Leia mais

CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS: ANUAL

CURSOS TÉCNICOS INTEGRADOS: ANUAL JANEIRO JANEIRO 01 Feriado Nacional (Confraternização Universal) 04 Início das férias dos docentes 05 Publicação das notas e faltas de 2015 05 a 29 Solicitação de retificação de notas de 2015 18 a 20 Matrícula

Leia mais

3º Ciclo de Palestras sobre. Pré-Sal - o Papel da. Defesa do Patrimônio e Alocação de Recursos para essa Finalidade.

3º Ciclo de Palestras sobre. Pré-Sal - o Papel da. Defesa do Patrimônio e Alocação de Recursos para essa Finalidade. 3º Ciclo de Palestras sobre Defesa Nacional Pré-Sal - o Papel da Marinha ih do Brasil na Defesa do Patrimônio e Alocação de Recursos para essa Finalidade. Apresentação para a Comissão de Relações Exteriores

Leia mais

Política de atenção integral à saúde da mulher - Rede Cegonha. Balanço da mortalidade materna 2011

Política de atenção integral à saúde da mulher - Rede Cegonha. Balanço da mortalidade materna 2011 Política de atenção integral à saúde da mulher - Rede Cegonha Balanço da mortalidade materna 2011 Brasília, 23 de fevereiro de 2012 Mortalidade Materna É a morte de uma mulher durante a gestação ou em

Leia mais

DAILY BRIEFING COMPORTAMENTO DOS MERCADOS 02 DE SETEMBRO DE 2011

DAILY BRIEFING COMPORTAMENTO DOS MERCADOS 02 DE SETEMBRO DE 2011 DAILY BRIEFING COMPORTAMENTO DOS MERCADOS 02 DE SETEMBRO DE 2011 p Índice ÍNDICE S&P 500... 2 ÍNDICE BOVESPA FUTURO OUT/11... 3 PETRÓLEO SPOT TIPO BRENT... 4 PETROBRÁS PN... 5 TAXA DE CÂMBIO SPOT USD/EURO...

Leia mais

% 70 54,5. 2 Inclui atividades de inovação abandonadas ou incompletas

% 70 54,5. 2 Inclui atividades de inovação abandonadas ou incompletas Principais resultados do CIS 214 - Inquérito Figura 1 Atividades de, CIS 212 - CIS 214 () Comunitário à Inovação 7 6 54,5 53,8 Setembro de 216 5 4 3 41,2 44,6 25,9 28,3 35,2 33,5 33, 32,6 26,1 2 A Direção-Geral

Leia mais

TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DO SEGURADO EMPREGADO, DOMÉSTICO E AVULSO

TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DO SEGURADO EMPREGADO, DOMÉSTICO E AVULSO TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DO SEGURADO EMPREGADO, DOMÉSTICO E AVULSO A PARTIR DE 1º DE JANEIRO DE 2010 Salário-de-contribuição (R$) INSS até 1.040,22 8,00% de 1.040,23 até 1.733,70 9,00% de 1.733,71 até 3.467,40

Leia mais

Palestra DPC IIDM : Remoção de Destroços e as Ferramentas que o Estado Brasileiro possui para lidar com tais Situações.

Palestra DPC IIDM : Remoção de Destroços e as Ferramentas que o Estado Brasileiro possui para lidar com tais Situações. TRIBUNAL MARÍTIMO JUIZ MARCELO DAVID Palestra DPC IIDM : Remoção de Destroços e as Ferramentas que o Estado Brasileiro possui para lidar com tais Situações. Destroço, em decorrência de um acidente marítimo,

Leia mais

PORTUGAL A CRESCER ECONOMIA DO MAR. Roadshow Portugal Global Setúbal, 2 de março de May 2015

PORTUGAL A CRESCER ECONOMIA DO MAR. Roadshow Portugal Global Setúbal, 2 de março de May 2015 PORTUGAL A CRESCER ECONOMIA DO MAR Roadshow Portugal Global Setúbal, 2 de março de 2016 May 2015 Uma oportunidade económica Área: 92,152 Km 2 (108 º maior país do Mundo) Linha de Costa: 1,859 Km (incluindo

Leia mais

Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição

Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição 25 de novembro de 2014 Inquérito à Avaliação Bancária na Habitação Outubro de 2014 Valor médio de avaliação bancária acentua diminuição O valor médio de avaliação bancária 1 do total do País diminuiu 1,5%

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor DESPACHO N.º 2016/R/11 Assunto: Calendário Escolar e Académico Ano Letivo 2016/2017 Nos termos do estabelecido n.º 1 do artigo 24.º dos Estatutos determino que: 1. O Calendário Escolar e Académico para

Leia mais

OPERAÇÃO 2015 Balanço

OPERAÇÃO 2015 Balanço OPERAÇÃO 2015 Balanço 29-03-2016 OPERAÇÃO SAZONAL 2015 Capital Social 7.145.400 Euros Contribuinte n.º 512 091 773 PRINCIPAIS INDICADORES Operação de 6/05 a 27/09 REUNIÃO GERAL DE COLABORADORES Foram realizadas

Leia mais

Universidade de Lisboa,

Universidade de Lisboa, Universidade de Lisboa, 2016.03.04 Os Espaços Marítimos Nacionais 200 MI SUBÁREA AÇORES SUBÁREA CONTINENTE SUBÁREA MADEIRA LEGENDA MAR TERRITORIAL ZONA CONTÍGUA ZEE (coluna de água) e PLATAFORMA CONTINENTAL

Leia mais

Jornadas da Meteorologia Abril Vila do Conde

Jornadas da Meteorologia Abril Vila do Conde ENTIDADE ESTÁTICA CAUSA DETERMINANTE 7ºC Terras altas do interior Centro 18ºC Litoral Sul Diferença significativa entre o Norte e o Sul de Portugal Temperatura média anual (1961-1990) Diferença significativa

Leia mais

Resolução n.º 39/141, de Dezembro de 1984, da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas; CAPÍTULO I Definições e campo de aplicação

Resolução n.º 39/141, de Dezembro de 1984, da Assembleia Geral da Organização das Nações Unidas; CAPÍTULO I Definições e campo de aplicação Decreto n.º 12/88 Convenção sobre Assistência Mútua Administrativa entre Estados de Língua Oficial Portuguesa em Matéria de Luta contra o Tráfico Ilícito de Estupefacientes e de Substâncias Psicotrópicas

Leia mais

Perfil de Água Balnear de Aldeia do Mato

Perfil de Água Balnear de Aldeia do Mato Perfil de Água Balnear de Aldeia do Mato Identificação da Água Balnear Nome da Água Balnear ALDEIA DO MATO Código da Água Balnear PTCT9H Ano de Identificação 2004 Categoria/Tipo Água balnear interior em

Leia mais

Mérito Desenvolvimento Imobiliário I FII. Fundo de Investimento Imobiliário

Mérito Desenvolvimento Imobiliário I FII. Fundo de Investimento Imobiliário 03 09 10 11 13 15 16 18 20 22 24 26 28 29 31 33 02 1. Imobiliário I 03 1. Imobiliário I 04 1. Imobiliário I 05 1. Imobiliário I 06 1. Imobiliário I 07 1. Imobiliário I 1. LANÇAMENTO 2. OBRAS 3. CONCLUÍDO

Leia mais

ESCALA DE EXPOSITORES

ESCALA DE EXPOSITORES NÚCLEO HUMBERTO DE CAMPOS A SAÚDE DA MÃE E DO BEBÊ ESCALA DE ES - 2017 Emitido em: 19/03/2017 22:42:45 JAN - Aleitamento materno 12 Aleitamento Materno - preparando a gestante; Como amamentar; Gravidez

Leia mais

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural, I.P. Índice

PRESIDÊNCIA DO CONSELHO DE MINISTROS Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Intercultural, I.P. Índice Índice Duração Média Mensal dos Trabalhadores por Conta de Outrem (TCO) Estrangeiros (a tempo completo e incompleto) no Período do Trabalho Normal, por Nacionalidade, 2010-2012... 2 Número de Trabalhadores

Leia mais

Nome do Condomínio. Demonstrativo Financeiro

Nome do Condomínio. Demonstrativo Financeiro Mês: Janeiro 1.5 - Mês: Fevereiro 1.5 - Mês: Março 1.5 - Mês: Abril 1.5 - Mês: Maio 1.5 - Mês: Junho 1.5 - Mês: Julho 1.5 - Mês: Agosto 1.5 - Mês: Setembro 1.5 - Mês: Outubro 1.5 - Mês: Novembro 1.5 -

Leia mais

ADVOCACIA GERAL DA UNIAO Procuradoria Geral da Uniao Departamento de Calculos e Pericias - DECAP ( NECAP NO ESTADO DO

ADVOCACIA GERAL DA UNIAO Procuradoria Geral da Uniao Departamento de Calculos e Pericias - DECAP ( NECAP NO ESTADO DO FICHA FINANCEIRA REFERENTE A 2002 JAN FEV MAR ABR MAI JUN 00182 ADIANT.GRATIF.NATALINA - APOS. R 1 82118 GRAT.DES.TEC.ADM.L10404/GDATA R 1 142,12 142,12 142,12 142,12 142,12 142,12 63,00 63,00 63,00 70,00

Leia mais

RELATÓRIO E PARECER À PROPOSTA DE DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL REGIME JURÍDICO DA PESCA LÚDICA NAS AGUAS DOS AÇORES.

RELATÓRIO E PARECER À PROPOSTA DE DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL REGIME JURÍDICO DA PESCA LÚDICA NAS AGUAS DOS AÇORES. RELATÓRIO E PARECER À PROPOSTA DE DECRETO LEGISLATIVO REGIONAL REGIME JURÍDICO DA PESCA LÚDICA NAS AGUAS DOS AÇORES. PONTA DELGADA, 6 DE FEVEREIRO DE 2007 A Comissão Permanente de Economia reuniu no dia

Leia mais

RECEBIMENTOS EM ATRASO

RECEBIMENTOS EM ATRASO Página: 1 RECEBIMENTOS EM ATRASO Recibo Unidade: Histórico Valor Total 14107481 46645165 46543815 46653454 46322894 46334708 46653377 46657430 46512906 46652358 46652273 46649795 46415955 46645056 46640429

Leia mais

SCR - Cronograma 2011

SCR - Cronograma 2011 SCR - Cronograma 2011 1. Introdução O que compõe o cronograma Algumas informações que não são atualmente enviadas nos documentos 3020 e 3030 serão introduzidas no documento 3040, e deverão ser enviadas

Leia mais

Boletim climatológico mensal Junho 2011

Boletim climatológico mensal Junho 2011 Boletim climatológico mensal Junho 2011 CONTEÚDOS IM,I.P. 01 Resumo Mensal 04 Resumo das Condições Meteorológicas 05 Caracterização Climática Mensal 05 Temperatura do Ar 06 Precipitação Total 08 Insolação

Leia mais

MISSÕES DAS FORÇAS ARMADAS

MISSÕES DAS FORÇAS ARMADAS S. R. MINISTÉRIO DA DEFESA NACIONAL CONSELHO DE CHEFES DE ESTADO-MAIOR MISSÕES DAS FORÇAS ARMADAS Aprovado em CSDN de 30 de julho de 2014. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 2. MISSÕES a. Segurança e defesa do território

Leia mais

IX CONGRESSO DA AGEPOR 9 e 10 de Outubro/Douro

IX CONGRESSO DA AGEPOR 9 e 10 de Outubro/Douro IX CONGRESSO DA AGEPOR 9 e 10 de Outubro/Douro ORIENTAÇÕES ESTRATÉGICAS PARA O SETOR MARÍTIMO-PORTUÁRIO (2006) VISÃO ESTRTÉGICA Reforçar a centralidade euro-atlântica de Portugal Aumentar fortemente a

Leia mais

Acompanhamento dos Processos de Despacho. Conaportos Agosto de 2013

Acompanhamento dos Processos de Despacho. Conaportos Agosto de 2013 Acompanhamento dos Processos de Despacho Conaportos Agosto de 2013 Fluxo Logístico/Processual da Carga na Importação 1 2a 4 Atracação do Navio no Porto Deferimento de LI pelo Órgão Anuente, nos casos em

Leia mais

Série 108 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-15

Série 108 Relatório de Acompanhamento do CRI 31-jan-15 31-jan-15 a - Saldo atual dos CRI Seniors (37.502.102,11) c - Saldo devedor total da carteira, encargos e valores a processar 37.502.133,30 f - Excedente / (Falta) 1.034,16 28-fev-15 a - Saldo atual dos

Leia mais

ÍNDICE DE VELOCIDADE DE VENDAS IVV DF IMÓVEIS NOVOS

ÍNDICE DE VELOCIDADE DE VENDAS IVV DF IMÓVEIS NOVOS ÍNDICE DE VELOCIDADE DE VENDAS IVV DF IMÓVEIS NOVOS Setembro de 2015 Realização: Apoio: INTRODUÇÃO O Indicador de Velocidade de Vendas (IVV) do mercado imobiliário do Distrito Federal é produzido mensalmente

Leia mais

T A B E L A D E M A R É S L I S B O A 2 O 1 2

T A B E L A D E M A R É S L I S B O A 2 O 1 2 Rua da Junqueira, 94 1349-026 Lisboa Portugal Edifício Infante D. Henrique Doca de Alcântara (Norte) 1399-012 Lisboa Portugal Tel.: +351 21 361 10 00 Fax: +351 21 361 10 05 www.portodelisboa.pt E D I Ç

Leia mais

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS Direcção-Geral dos Assuntos Comunitários SERVIÇO JURÍDICO E - NAVEGAÇÃO MARÍTIMA

MINISTÉRIO DOS NEGÓCIOS ESTRANGEIROS Direcção-Geral dos Assuntos Comunitários SERVIÇO JURÍDICO E - NAVEGAÇÃO MARÍTIMA E - NAVEGAÇÃO MARÍTIMA I.E.1.379 L 0115 Directiva 79/115/CEE do Conselho, de 21 de Dezembro de 1978, relativa à pilotagem de navios por pilotos de alto mar no Mar do Norte e no Canal da Mancha. (JO L 33/32

Leia mais

Mercado Imobiliário da Região Metropolitana de Maceió Residencial e Comercial NOVEMBRO/2014 Ano XIV - Nº 178

Mercado Imobiliário da Região Metropolitana de Maceió Residencial e Comercial NOVEMBRO/2014 Ano XIV - Nº 178 Mercado Imobiliário da Região Metropolitana de Maceió Residencial e Comercial NOVEMBRO/2014 Ano XIV Nº 178 CONSTRUTOR DO MERCADO IMOBILIÁRIO Participe também da pesquisa IVV. Contatos: Ademi Rita (32319499)

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE A DISTÂNCIA CRONOGRAMA ACADÊMICO 2011 MBA EM ADMINISTRAÇÃO E MARKETING TURMAS 2011

PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MODALIDADE A DISTÂNCIA CRONOGRAMA ACADÊMICO 2011 MBA EM ADMINISTRAÇÃO E MARKETING TURMAS 2011 2 3 4 5 6 7 8 9 0 2 3 4 5 6 7 8 9 20 22 Aula Data Evento 7/0 a 22/0 Período para solicitação de provas de 2ª chamada 23 24 25 26 27 28 29 26/jan Entrada de novos alunos + AVA (OFERTA JANEIRO 20) 30 3 3/0

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS. Observatório de Recursos Humanos em Saúde SETEMBRO / 2015

SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS. Observatório de Recursos Humanos em Saúde SETEMBRO / 2015 1 SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS Indicadores de Recursos Humanos- SES/SP Observatório de Recursos Humanos em Saúde SETEMBRO / 2015 Equipe Técnica: Adriana R. L. Carro -

Leia mais

síntese dos resultados obtidos

síntese dos resultados obtidos síntese dos resultados obtidos a. consumos de energia A análise detalhada dos consumos energéticos incluiu uma visita técnica realizada no dia 10 de julho de 2013, a análise das faturas de eletricidade

Leia mais

Relatório Avaliação de Risco: SOCIEDADE EXEMPLO, LDA

Relatório Avaliação de Risco: SOCIEDADE EXEMPLO, LDA Data: 27/09/ Relatório Avaliação de Risco SOCIEDADE EXEMPLO, LDA Nº Contribuinte: 123456789 Nº DUNS : 453390494 Resumo executivo Identificação Razão Social Outras Denominações SOCIEDADE EXEMPLO, LDA Não

Leia mais

MBA em Gestão de Projetos

MBA em Gestão de Projetos MBA em Gestão de Projetos Legenda: Aulas ao vivo Avaliações Desafio Profissional Feriados Importantes MBA EM GESTÃO DE PROJETOS Turma 203- Aulas ao vivo: Quarta-feira INFORMAÇÕES GERAIS IMPORTANTES - Os

Leia mais

INTELIGÊNCIA IMOBILIÁRIA

INTELIGÊNCIA IMOBILIÁRIA RELATÓRIO DE INTELIGÊNCIA IMOBILIÁRIA Rio de Janeiro Janeiro - 2017 Ano 1 Edição 10 Somos referência e uma das maiores empresas em gestão condominial e negócios imobiliários do Brasil, levando solidez

Leia mais

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quinta-feira, 29 de dezembro de Série. Número 227

JORNAL OFICIAL. 2.º Suplemento. Sumário REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA. Quinta-feira, 29 de dezembro de Série. Número 227 REGIÃO AUTÓNOMA DA MADEIRA JORNAL OFICIAL Quinta-feira, 29 de dezembro de 2016 Série 2.º Suplemento Sumário PRESIDÊNCIA DO GOVERNO REGIONAL E SECRETARIA REGIONAL DE AGRICULTURA E PESCAS Despacho conjunto

Leia mais

Audiência Pública sobre segurança dos consumidores de cruzeiros marítimos no Brasil Responsabilidades da Autoridade Marítima

Audiência Pública sobre segurança dos consumidores de cruzeiros marítimos no Brasil Responsabilidades da Autoridade Marítima MARINHA DO BRASIL DIRETORIA DE PORTOS E COSTAS Audiência Pública sobre segurança dos consumidores de cruzeiros marítimos no Brasil Responsabilidades da Autoridade Marítima CMG MAURO GUIMARÃES CARVALHO

Leia mais

EXPLICAÇÕES DA SEÇÃO B 1 B

EXPLICAÇÕES DA SEÇÃO B 1 B EXPLICAÇÕES DA SEÇÃO B 1 B Os instantes do nascer, passagem meridiana e ocaso dos planetas ( exceto Plutão ), Sol e Lua são apresentados para seis cidades brasileiras : Longitude ( W ) Latitude ( S ) o

Leia mais

TERMINAL DE CRUZEIROS DO PORTO DE LEIXÕES

TERMINAL DE CRUZEIROS DO PORTO DE LEIXÕES TERMINAL DE CRUZEIROS DO PORTO DE LEIXÕES APDL - Administração dos Portos do Douro, Leixões e Viana do Castelo, SA Avenida da Liberdade 4450-718 Leça da Palmeira, Portugal Tel: +351 22 999 07 00 O novo

Leia mais

Prova Escrita de Geografia A

Prova Escrita de Geografia A Exame Final Nacional do Ensino Secundário Prova Escrita de Geografia A.º Ano de Escolaridade Decreto-Lei n.º 39/202, de de julho Prova 79/.ª Fase Critérios de Classificação 9 Páginas 204 Prova 79/.ª F.

Leia mais