ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade"

Transcrição

1 ANIMAÇÃO BÍBLICA DA PASTORA: uma nova mentalidade

2 Tanto o Documento de Aparecida (248) como a Exortação Apostólica Verbum Domini (73) se referem à uma nova linguagem e a um novo passo na questão bíblica: Animação Bíblica da Pastoral.

3 A Palavra de Deus precisa se tornar, cada vez mais, o coração de toda a atividade eclesial (VD 1). A primeira mediação do encontro com Jesus Cristo é a Sagrada Escritura (DAp ).

4 Uma pastoral orgânica ou de conjunto não pode conceber a Sagrada Escritura como objeto específico de uma pastoral. O acesso à Sagrada Escritura não é privilégio dos que participam da Pastoral Bíblica, mas de todo o povo de Deus.

5 O caminho de encontro com Jesus Cristo mediante a Escritura exige, como disse Bento XVI, o conhecimento profundo e vivencial da Palavra de Deus (Discurso Inaugural da V Conferência, citado por DA 247).

6 Alguns exemplos de encontros com Jesus Cristo na Bíblia: a) Nicodemos e seu anseio de vida eterna (Jo 3,1-21) b) Samaritana com seu desejo de culto verdadeiro (Jo 4,1-42) c) Cego de nascença e seu desejo de luz interior (Jo 9) d) Zaqueu e seu anseio de conversão (Lc 19,1-10) Todas estas experiências buscam algo comum: a verdade, o Transcendente, o Reino de Deus... O sentido da vida.

7 Estes encontros não foram com ideias, e sim com o próprio Cristo. Um encontro de deslanchou um processo de discipulado, de vida em comunhão com os irmãos, de testemunho do Reino...

8 Os discípulos não foram convocados para algo, mas para Alguém (Mc 1,17: Vinde em meu seguimento...; Mc 2,14: Segue-me...). Para que estivessem com Ele e para enviá-los a pregar (Mc 3,14).

9 O Documento de Aparecida, neste sentido, lembra que a todos nos toca recomeçar a partir de Cristo reconhecendo que não se começa a ser cristão por uma decisão ética ou uma grande ideia, mas pelo encontro com um acontecimento, com uma pessoa, que dá um novo horizonte à vida e, com isso, uma orientação decisiva (12).

10 A Animação Bíblica da Pastoral pode ser compreendida a partir de três metáforas: Como seiva, como farol e como alma (coração, segundo Bento XVI). a) A Palavra de Deus não pode ser um ramo a mais no conjunto da árvore que é a Igreja, e sim a SEIVA que corre em seu tronco e nutre todos os ramos.

11 b) A Palavra de Deus é o FAROL que ilumina e guia o caminho e a atuação da Igreja de Cristo (DAp 180).

12 c) A Palavra de Deus é a alma/coração da ação evangelizadora da Igreja (DAp 248). Por isso, a ABP não quer ser uma pastoral entre outras, mas quer perpassar todas as pastorais, tendo a Bíblia como fonte teológica e espiritual do seguimento a Jesus Cristo, da santidade cristã e da proclamação do Evangelho. Fundamentar a vida na rocha da Palavra de Deus (Mt 7).

13 Três funções básicas da ABP: a) Oferecer e acompanhar a interpretação/ conhecimento da Sagrada Escritura. Não basta ler a Bíblia. É necessário como Filipe fez ao ministro etíope (At 8,30-35) saber interpretá-la;

14 b) Ajudar e ensinar o discípulo missionário a fazer da Bíblia uma escola de comunhão e oração encontro dialogante com o Senhor, escuta atenta da sua Palavra como Maria de Betânia aos pés de Jesus (Lc 10,39).

15 O encontro com a Palavra guia para a adesão de fé em Jesus Cristo. Foi o que aconteceu com o eunuco etíope que, após entender a Palavra, foi batizado (At 8,35-38). A Lectio Divina como método privilegiado de comunhão com Deus a partir da Sagrada Escritura.

16 c) Educar os discípulos para a proclamação da Palavra e para pô-la em prática, tendo os mesmos sentimentos de Jesus Cristo (Fl 2,5). É como o eunuco etíope que se tornou um discípulo missionário fascinado ( cheio de alegria At 8,39).

17 O Documento de Aparecida (146), usando as palavras de Bento XVI, diz que discipulado e missão são como as duas faces da mesma moeda: quando o discípulo está apaixonado por Cristo, não pode deixar de anunciar ao mundo que só Ele nos salva (At 4,12).

18 Desse modo, a pastoral bíblica, entendida como animação bíblica da pastoral, satisfaz a permanente necessidade dos discípulos missionários de Jesus de nutrir-se com o pão a Palavra mediante a interpretação adequada dos textos bíblicos, de seu emprego como mediação de diálogo com Jesus Cristo e como alma da própria evangelização e do anúncio de Jesus para todos. (Santiago Silva Retamales).

19 Escola de interpretação... Porque a Sagrada Escritura... É Palavra escrita de Deus. Escola de comunhão e oração... É Inspirada pelo Espírito Santo. Escola de evangelização inculturada... Para Anunciar Cristo, Vida nova para todos.

20 Porém, não basta levar em conta somente a natureza e a função da ABP É necessário também considerar a situação vital dos destinatários: As alegrias e as esperanças, as tristezas e as angústias dos homens do nosso tempo (GS 1); a realidade marcada por grandes mudanças que afetam profundamente a vida dos povos da América Latina e do Caribe (DAp 33).

21 Indicações: 1. Na área do conhecimento/interpretação: - Estudo iniciático da intepretação bíblica para lideranças pastorais; - Proporcionar o método da Lectio Divina; - Material bibliográfico para o povo; - Acentuar o uso da SE na catequese; - Todo batizado tenha a Bíblia em sua casa.

22 2. Na área da comunhão/oração: - Valorizar a Palavra de Deus na liturgia: procissões, ambão bem situado e somente para a Palavra, proclamação a partir da Bíblia ou Lecionário (e não de folhetos); - Celebrações da Palavra bem feitas; - Celebração dos sacramentos com a devida proclamação e pregação da Palavra; - Incentivar a Leitura Orante diária;

23 - Realizar a Leitura Orante nas reuniões das instâncias pastorais; - Organizar e realizar retiros centrados na compreensão, atualização e interpretação da Palavra de Deus;

24 3. Na área da evangelização/proclamação da Palavra: - Grupos de reflexão; - Mês da Bíblia; - Gincanas Bíblicas; - Uso dos MCS; - Ajudar as pequenas comunidades a pautar sua vida, espiritualidade e missão, tendo como eixo dinamizador a Palavra de Deus; - Vídeos; - Encontros ecumênicos.

RESUMO. Apresentação abreviada Recapitulação breve = repetição do que foi apresentado Para transmitir uma ideia geral do que foi apresentado

RESUMO. Apresentação abreviada Recapitulação breve = repetição do que foi apresentado Para transmitir uma ideia geral do que foi apresentado UMA TENTATIVA RESUMO Apresentação abreviada Recapitulação breve = repetição do que foi apresentado Para transmitir uma ideia geral do que foi apresentado SÍNTESE Mostra e revela as relações entre elementos

Leia mais

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e

O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e O Espírito Santo, que o Pai nos presenteia, identifica-nos com Jesus- Caminho, abrindo-nos ao seu mistério de salvação para que sejamos filhos seus e irmãos uns dos outros; identifica-nos com Jesus-Verdade,

Leia mais

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra);

1.1 Recuperar a comunidade (Base do Antigo Israel); 1.2 A nova experiência de Deus: o Abbá (Oração e escuta comunitária da Palavra); Uma nova paróquia Introdução DA: Conversão Pastoral Escolha de outro caminho; Transformar a estrutura paroquial retorno a raiz evangélica; Jesus: modelo (vida e prática); Metodologia: Nele, com Ele e a

Leia mais

Roteiro de leitura e síntese para compreender. o significado da Comunidade Eclesial

Roteiro de leitura e síntese para compreender. o significado da Comunidade Eclesial Roteiro de leitura e síntese para compreender o significado da Comunidade Eclesial Comunidade Eclesial Sinal do Reino no presente e no futuro O livro está dividido em 4 capítulos: Refletindo sobre Comunidade

Leia mais

ENCONTRAMOS O SENHOR! VEM E VÊ!

ENCONTRAMOS O SENHOR! VEM E VÊ! ENCONTRAMOS O SENHOR! VEM E VÊ! CATEQUESE: PERSPECTIVA CRISTOLÓGICO-BÍBLICA 1 Viram o Senhor e conheceram coisas maravilhosas: que coisas são estas? A catequese visa ajudar outros a encontrarem o Senhor

Leia mais

LINHA DE AÇÃO 1 - IGREJA QUE SAI PARA SERVIR Ícone Bíblico - A Parábola do Bom Samaritano (Lc 10,25-37):

LINHA DE AÇÃO 1 - IGREJA QUE SAI PARA SERVIR Ícone Bíblico - A Parábola do Bom Samaritano (Lc 10,25-37): LINHA DE AÇÃO 1 - IGREJA QUE SAI PARA SERVIR Ícone Bíblico - A Parábola do Bom Samaritano (Lc 10,25-37): Quem é o meu próximo? perguntou o Doutor da Lei a Jesus, que em seguida lhe contou a Parábola do

Leia mais

Diocese de Criciúma. Plano. Diocesano. de Pastoral

Diocese de Criciúma. Plano. Diocesano. de Pastoral Diocese de Criciúma Plano Diocesano de Pastoral 2012-2016 OBJETIVO GERAL Nós, povo de Deus da Diocese de Criciúma, animados pela Santíssima Trindade, queremos: Evangelizar vivendo em comunidade, como Igreja

Leia mais

Assessoria de Educação. Pastor Joel Nascimento Congresso Renovação Ministerial Fev/2016 Avivamento Bíblico - Jaçanã

Assessoria de Educação. Pastor Joel Nascimento Congresso Renovação Ministerial Fev/2016 Avivamento Bíblico - Jaçanã Assessoria de Educação Pastor Joel Nascimento Congresso Renovação Ministerial Fev/2016 Avivamento Bíblico - Jaçanã Agenda O que é a EBD? Considerações sobre o Ensino Algumas recomendações para os professores

Leia mais

DISCÍPULOS E SERVIDORES DA PALAVRA DE DEUS NA MISSÃO DA IGREJA

DISCÍPULOS E SERVIDORES DA PALAVRA DE DEUS NA MISSÃO DA IGREJA DISCÍPULOS E SERVIDORES DA PALAVRA DE DEUS NA MISSÃO DA IGREJA DEUS SE REVELA Revelação é o diálogo entre Deus e seus filhos, cuja iniciativa vem de Deus (8). A Palavra de Deus não se revela somente para

Leia mais

Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão.

Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão. Os bispos, como pastores e guias espirituais das comunidades a nós encomendadas, somos chamados a fazer da Igreja uma casa e escola de comunhão. Como animadores da comunhão, temos a missão de acolher,

Leia mais

Conversa de Formigas Uma formiga conversando com outra: -Qual é o seu nome? -Fu. -Fu o que? -Fu miga. E você? -Ota. -Ota o que?

Conversa de Formigas Uma formiga conversando com outra: -Qual é o seu nome? -Fu. -Fu o que? -Fu miga. E você? -Ota. -Ota o que? Conversa de Formigas Uma formiga conversando com outra: -Qual é o seu nome? -Fu. -Fu o que? -Fu miga. E você? -Ota. -Ota o que? -Ota fu miga Metodologia de uma Escola Bíblico-Catequética Método. [do gr.

Leia mais

EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA?

EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA? EM RESUMO, QUE LUZES NOS TRAZ O DOCUMENTO DE APARECIDA? O documento Conclusivo da V Conferência contém inúmeras e oportunas indicações pastorais, motivadas por ricas reflexões à luz da fé e do atual contexto

Leia mais

Módulo III O que anuncia a Catequese?

Módulo III O que anuncia a Catequese? Módulo III O que anuncia a Catequese? Diocese de Aveiro Objectivos Tomar consciência da realidade complexa do ser humano a quem levamos, hoje, uma Boa Nova. Compreender a importância da Sagrada Escritura

Leia mais

LIÇÃO 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA

LIÇÃO 13 A EVANGELIZAÇÃO INTEGRAL NESTA ÚLTIMA HORA INTRODUÇÃO - Concluindo o estudo deste trimestre sobre evangelização, estudaremos a necessária integralidade desta atividade mais importante, da razão de ser da igreja. - A evangelização tem de ser integral.

Leia mais

Minha alma tem sede de Deus e deseja o Deus vivo. (Sl

Minha alma tem sede de Deus e deseja o Deus vivo. (Sl 41,3) Assim como o povo de Deus no deserto, experimentou a provação, particularmente da sede. Jesus nos convida a saciarmos com água viva. Minha alma tem sede de Deus e deseja o Deus vivo. (Sl Todos nós

Leia mais

INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura.

INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. INTRODUÇÃO AO TRIMESTRE - Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. - A Igreja foi criada para dar seguimento ao ministério

Leia mais

ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO

ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO ORIENTAÇÕES PARA A PASTORAL DO DÍZIMO Sumário Introdução 1. A compreensão do dízimo 1.1 Os fundamentos do dízimo 1.2 O que é o dízimo? 1.3 As dimensões do dízimo 1.4 As finalidades do dízimo 2. Orientações

Leia mais

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA VIDA E DA PASTORAL 1

ANIMAÇÃO BÍBLICA DA VIDA E DA PASTORAL 1 ANIMAÇÃO BÍBLICA DA VIDA E DA PASTORAL 1 APRESENTAÇÃO GERAL Com o presente texto, em forma de síntese (resumo), desejamos introduzir o tema pastoral que envolverá nossa diocese durante o ano de 2015. As

Leia mais

Plano de Pastoral da Arquidiocese de São Salvador da Bahia

Plano de Pastoral da Arquidiocese de São Salvador da Bahia Arquidiocese de São Salvador da Bahia Plano de Pastoral da Arquidiocese de São Salvador da Bahia 2015 2019 O Filho do Homem não veio para ser servido, mas para servir e dar a sua vida como resgate em favor

Leia mais

INTRODUÇÃO - O ganhador de almas tem de preencher alguns requisitos para realizar seu trabalho de evangelização.

INTRODUÇÃO - O ganhador de almas tem de preencher alguns requisitos para realizar seu trabalho de evangelização. INTRODUÇÃO - O ganhador de almas tem de preencher alguns requisitos para realizar seu trabalho de evangelização. - O trabalho de ganhar almas é de iniciativa divina e somente quem tem comunhão com o Senhor

Leia mais

evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura.

evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. O Trimestre temático O desafio da evangelização obedecendo ao ide do Senhor Jesus de levar as boas novas a toda criatura. O A Igreja foi criada para dar seguimento ao ministério terreno do Nosso Senhor

Leia mais

OFICINA. Formadora: Helena Gaia

OFICINA. Formadora: Helena Gaia OFICINA Formadora: Helena Gaia Deus abre à Igreja os horizontes de uma humanidade mais preparada para a sementeira evangélica (João Paulo II, RM n. 3). DA, 548: Compartilhar o dom do Encontro c/ Cristo

Leia mais

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo,

Coleção Chamados à Vida Chamados À Vida, Chamados À Vida Em Jesus Cristo, Coleção Chamados à Vida Em preparação à Eucaristia 1ª Etapa: Chamados à vida 2ª Etapa: Chamados à vida em Jesus Cristo 3ª Etapa: Chamados à vida em Comunidade. 4ª Etapa: Chamados à vida para amar e servir.

Leia mais

Por uma liturgia mais animada. Giovanni Marques Santos

Por uma liturgia mais animada. Giovanni Marques Santos Por uma liturgia mais animada Giovanni Marques Santos liturgia animada liturgia des-animada liturgia animada COM ALMA (anima), ação sim-bólica em que nos colocamos por inteiro, para que a graça divina

Leia mais

P S A T S ORAL DA AC A OLHID OLHID

P S A T S ORAL DA AC A OLHID OLHID PASTORAL DA ACOLHIDA Paróquia Sagrada Família Itajubá 06 05 2012 PASTORAL DA ACOLHIDA Todos são de suma importância na comunidade paroquial A acolhida de vocês deve ser como a acolhida de Jesus que acolhe

Leia mais

1- ASSUNTO: Curso de liturgia na Paróquia Santo Antônio

1- ASSUNTO: Curso de liturgia na Paróquia Santo Antônio 1- ASSUNTO: Curso de liturgia na Paróquia Santo Antônio 2- TEMA: Liturgia 3- OBJETIVO GERAL Assessorar as 12 comunidades pertencentes à Paróquia Santo Antônio, motivando-as a celebrar com fé o Mistério

Leia mais

Teologia Bíblica de Missões SEFO 2013

Teologia Bíblica de Missões SEFO 2013 Teologia Bíblica de Missões SEFO 2013 2 ª Aula Fabio Codo Fábio Codo - http://teologiaaservicoevangelho.wordpress.com Igreja Evangélica Assembleia de Deus Ministério Madureira Campo de Mogi das Cruzes

Leia mais

CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA

CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS ANDRÉA ALMEIDA DE GÓES ANDRÉ LUIZ DE GÓES NUNES VITOR NUNES ROSA 1 2 ORIENTAÇÕES PARA A CELEBRAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS DOCUMENTO DA CNBB - 52 3 SENTIDO LITÚRGICO DA CELEBRAÇÃO

Leia mais

Partir de cada realidade e suas particularidades NOVA PAROQUIA, uma Comunidade Comunidades (setorização), Estado permanente de missão

Partir de cada realidade e suas particularidades NOVA PAROQUIA, uma Comunidade Comunidades (setorização), Estado permanente de missão PISTAS DE AÇÃO GRUPO 1 Partir de cada realidade e suas particularidades, para criar conselhos missionários diocesanos e paroquiais onde ainda não existem, e fortalecer aqueles existentes, para dinamizar

Leia mais

A DINÂMICA DA EVANGELIZAÇÃO NA ARQUIDIOCESE DE BELO HORIZONTE

A DINÂMICA DA EVANGELIZAÇÃO NA ARQUIDIOCESE DE BELO HORIZONTE A DINÂMICA DA EVANGELIZAÇÃO NA ARQUIDIOCESE DE BELO HORIZONTE INTRODUÇÃOODUÇÃO Só uma Igreja missionária e evangelizadora experimenta a fecundidade e a alegria de quem realmente realiza sua vocação. Assumir

Leia mais

Escutar a Palavra do Senhor

Escutar a Palavra do Senhor EMBARGO ATÉ ÀS 18H30M DO DIA 20 DE MARÇO DE 2011 Escutar a Palavra do Senhor Catequese do 2º Domingo da Quaresma Sé Patriarcal, 20 de Março de 2011 Introdução 1. Na primeira Catequese vimos que Deus, ao

Leia mais

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português

Catequese Paroquial e CNE Escutismo Católico Português 1º Ano Paroquial e CNE Escutismo Católico Português JESUS GOSTA DE MIM Proporcionar às crianças um bom acolhimento eclesial, pelos catequistas e por toda a comunidade cristã (cf CT 16 e 24). Ajudá-las

Leia mais

Paróquia missionária comunidades de comunidades. Animada pela Palavra de Deus

Paróquia missionária comunidades de comunidades. Animada pela Palavra de Deus Paróquia missionária comunidades de comunidades Animada pela Palavra de Deus Renovação paroquial Toda paróquia é chamada a ser o espaço onde se recebe e se acolhe a Palavra (172). Sua própria renovação

Leia mais

DIRECTÓRIO GERAL DA CATEQUESE - SDCIA/ISCRA -2 Oração inicial Cântico - O Espírito do Senhor está sobre mim; Ele me enviou para anunciar aos pobres o Evangelho do Reino! Textos - Mc.16,15; Mt.28,19-20;

Leia mais

Animação bíblica da escola

Animação bíblica da escola Animação bíblica da escola Coleção Animação Bíblica Da Pastoral Bíblica à Animação Bíblica da Pastoral, Gabriel Naranjo Salazar A animação Bíblica da Pastoral: sua identidade e missão, Santiago Silva Retamales

Leia mais

Dom Vilson Dias de Oliveira, DC Bispo Diocesano de Limeira (SP)

Dom Vilson Dias de Oliveira, DC Bispo Diocesano de Limeira (SP) Apresentação Que a paz do Cristo esteja com você e todos os seus. A mim pelo ofício do dever, apresento este Manual do Ministro Leigo, preparado e organizado pelo Revmo. Pe. Pedro Leandro Ricardo, Reitor

Leia mais

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico?

O ANO LITÚRGICO. Quando se inicia o Ano Litúrgico? O ANO LITÚRGICO Chama-se Ano Litúrgico o tempo em que a Igreja celebra todos os feitos salvíficos operados por Deus em Jesus Cristo. "Através do ciclo anual, a Igreja comemora o mistério de Cristo, desde

Leia mais

Princípios para uma Catequese Renovada. Eu vim para que tenham a vida Jo 10,10

Princípios para uma Catequese Renovada. Eu vim para que tenham a vida Jo 10,10 Princípios para uma Catequese Renovada Eu vim para que tenham a vida Jo 10,10 Por que Renovada? Podemos renovar o que ainda não existe? Como renovar? Introdução A renovação atual da catequese nasceu para

Leia mais

PLANO DE ENSINO TEOLOGIA NÍVEL B

PLANO DE ENSINO TEOLOGIA NÍVEL B PLANO DE ENSINO TEOLOGIA NÍVEL B (ENSINO MÉDIO) 1. PRÉ-REQUISITOS - Primeiro Grau Completo ou Segundo Grau Incompleto. - É necessária indicação da pároco/ministro encarregado e autorização do bispo diocesano.

Leia mais

Catequese e Renovação

Catequese e Renovação Catequese e Renovação Lugar de Magnificat e Conversão Alguns desafios que poderão ajudar a pensar o acto catequético: -----Pensar as dificuldades e as possibilidades da transmissão da fé no mundo de hoje

Leia mais

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20.

Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Oração Inicial: Leitura: Lucas 22, 7-20. Objetivo do encontro: Despertar amor a Eucaristia e a participação da santa missa, onde o sacramento é oferecido. Texto: Ë o sacramento pelo qual participamos,

Leia mais

PLANO TRIENAL DE FORMAÇÃO PERMANENTE para Catequistas

PLANO TRIENAL DE FORMAÇÃO PERMANENTE para Catequistas PLANO TRIENAL DE FORMAÇÃO PERMANENTE para Catequistas Crescer em humanidade e na fé através de processos ricos em humanidade e fé João Paulo II XV jornadas da Juventude Tor Vergata -2000 «Evangelizar constitui,

Leia mais

Processo de Formação na RCC Brasil

Processo de Formação na RCC Brasil Processo de Formação na RCC Brasil I Como entendemos a Formação na Vida do Movimento: A Formação está presente em todos os ministérios, de maneira sólida e abrangente. Por este motivo podemos dizer que

Leia mais

Itinerários e catequese Itinerário de conversão e de crescimento

Itinerários e catequese Itinerário de conversão e de crescimento Itinerários e catequese Itinerário de conversão e de crescimento Imersão progressiva na onda do Espírito, acompanhada por testemunhas feita de escuta, encontros e experiências no coração do REINO/COMUNIDADE

Leia mais

Os quatro "passos" da leitura orante

Os quatro passos da leitura orante A leitura orante nada mais é do que a maneira como gerações e gerações de judeus e cristãos leram as Sagradas Escrituras, procurando nelas uma palavra do Deus vivo para a sua vida, em cada momento de sua

Leia mais

Há quatro pontos importantes nesse livro: o primeiro anúncio, a catequese, a vida das comunidade e a missão

Há quatro pontos importantes nesse livro: o primeiro anúncio, a catequese, a vida das comunidade e a missão O livro dos Atos dos Apóstolos é a 2ªparte do Evangelho de São Lucas. Neste livro o autor apresenta a atividade dos apóstolos como uma grande viagem que vai de Jerusalém até Roma, o centro do mundo daquela

Leia mais

Assembleia Paroquial Ser Igreja: Comunidade de Comunidade.

Assembleia Paroquial Ser Igreja: Comunidade de Comunidade. Assembleia Paroquial Ser Igreja: Comunidade de Comunidade. EVANGELIZAR, a partir de Jesus Cristo, na força do Espírito Santo, como igreja discípula, missionaria, profética e misericordiosa, alimentanda

Leia mais

A COMUNICAÇÃO EVANGELIZADORA

A COMUNICAÇÃO EVANGELIZADORA A COMUNICAÇÃO EVANGELIZADORA Dom Vilson Dias de Oliveira, DC Diocese de Limeira SP Bispo referencial da Comunicação no Regional Sul 1 da CNBB domvilson@uol.com.br A importância da formação para a comunicação

Leia mais

Celebração para o dia do/a Catequista Sugestão 2014-CNBB

Celebração para o dia do/a Catequista Sugestão 2014-CNBB Celebração para o dia do/a Catequista Sugestão 2014-CNBB INTRODUÇÃO Queridos/as Catequistas! Com nossos cumprimentos e gratidão, colocamos em suas mãos uma sugestão para a Celebração do dia do Catequista,

Leia mais

PRIMEIRA URGÊNCIA Uma Igreja em estado permanente de missão

PRIMEIRA URGÊNCIA Uma Igreja em estado permanente de missão PRIMEIRA URGÊNCIA Uma Igreja em estado permanente de missão Na linha da primeira urgência das DGAE, uma Igreja em estado permanente de missão, destacam-se as seguintes ações concretas: - Formação e missão;

Leia mais

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO

PASTORAL DA COMUNICAÇÃO PASTORAL DA COMUNICAÇÃO MODELO E PARADIGMA Jesus é o modelo e o paradigma da nossa comunicação. Para aqueles que estiverem comprometidos na comunicação social, quer como responsáveis pelas políticas, como

Leia mais

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA

CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA CREIO NA SANTA IGREJA CATÓLICA 17-03-2012 Catequese com adultos 11-12 Chave de Bronze A Igreja no desígnio de Deus O que significa a palavra Igreja? Designa o povo que Deus convoca e reúne de todos os

Leia mais

GRUPO DE ORAÇÃO. Formação Missionária Diocese de Osasco

GRUPO DE ORAÇÃO. Formação Missionária Diocese de Osasco GRUPO DE ORAÇÃO Formação Missionária Diocese de Osasco Conceito Comunidade carismática presente em um lugar (...) que cultiva a oração, a partilha e todos os outros aspectos da vivência do Evangelho, a

Leia mais

O Ano Santo é um tempo de paz, reconciliação e perdão. Ele começa quando o Papa abre a

O Ano Santo é um tempo de paz, reconciliação e perdão. Ele começa quando o Papa abre a Neste mês ocorrerá a abertura do Ano Santo da Misericórdia: O jubileu dedicado à misericórdia de Deus. O rosto da misericórdia é o título da bula pela qual o Santo Padre convoca toda a Igreja para viver

Leia mais

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização

Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Luzes dos Documentos Conciliares Para a Nova Evangelização Prof. Denilson A. Rossi O que se entende por Nova Evangelização? Quais são as luzes dos documentos conciliares para a Nova Evangelização? Em que

Leia mais

Quem somos e no que cremos?

Quem somos e no que cremos? Vivendo e compartindo o caminho de Jesús Quem somos e no que cremos? Igreja Evangélica Paseo de Extremadura 179 Tel: 91 813 67 05; 626 468 629 http://www.comuniondelagracia.es E-mail: iduespana@yahoo.es

Leia mais

Igreja Metodista Segunda Região Eclesiástica - RS PRAM - Plano Regional de Ação Missionária 2016

Igreja Metodista Segunda Região Eclesiástica - RS PRAM - Plano Regional de Ação Missionária 2016 ÊNFASES DO PLANO NACIONAL 1. Intensificar o zelo evangelizador; 2. Fortalecer o ministério pastoral; 3. Valorizar o ministério leigo; 4. Disseminar discipulado; 5. Zelar com a criação do Senhor: meio ambiente;

Leia mais

Valores de uma Igreja RELACIONAL

Valores de uma Igreja RELACIONAL Valores de uma Igreja RELACIONAL O que já aprendemos... A Igreja deve valorizar e incentivar os relacionamentos Os que criam mantinham-se unidos e tinham tudo em comum... Da multidão dos que creram, uma

Leia mais

Treinamento de Instrutores Bíblicos. O Ministério dos Grupos Pequenos

Treinamento de Instrutores Bíblicos. O Ministério dos Grupos Pequenos North American Division Portuguese Ministry Treinamento de Instrutores Bíblicos O Ministério dos Grupos Pequenos O Poder dos Grupos Pequenos 1. Introdução Propósitos Grupo de pessoas que se reúnem para:

Leia mais

Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro I Semana de Liturgia 21 a 25 de setembro de 2015. Sacrosanctum Concilium 50 anos depois. Por uma participação ativa, consciente e plena. Abertura Solo: Abrirei

Leia mais

PASTORAL DO MENOR DFEFINIÇÃO DE PASTORAL

PASTORAL DO MENOR DFEFINIÇÃO DE PASTORAL 15/8/2011 CONSELHO DE PASTORAL DIOCESE DE CARAGUATATUBA 16/06/2010 PASTORAL DO MENOR DFEFINIÇÃO DE PASTORAL A pastoral consiste em atualizar para o nosso tempo as atitudes de Jesus como bom pastor. A boa

Leia mais

O povo que vivia nas trevas, viu uma grande luz (Is 9,1)

O povo que vivia nas trevas, viu uma grande luz (Is 9,1) O povo que vivia nas trevas, viu uma grande luz (Is 9,1) Eu sou a luz do mundo. Quem me segue não andará nas trevas, mas, possuirá a luz da vida. (Jo 8,12). Jesus é a luz que ilumina nosso caminho no

Leia mais

Métodos Teológicos. Prof. Me. Joerley Cruz

Métodos Teológicos. Prof. Me. Joerley Cruz Prof. Me. Joerley Cruz O objeto e o sujeito... O objeto do método teológico, do estudo teológico é a teologia é sobre quem nos debruçamos, e com imenso respeito, observamos com total cuidado O sujeito

Leia mais

Treinamento de Instrutores Bíblicos. Princípios de Testemunho Pessoal

Treinamento de Instrutores Bíblicos. Princípios de Testemunho Pessoal North American Division Portuguese Ministry Treinamento de Instrutores Bíblicos Princípios de Testemunho Pessoal Princípios de Testemunho Pessoal CRESCIMENTO DA IGREJA NO NOVO TESTAMENTO - Atos 1:15 -

Leia mais

Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma 10/02/2011. Crisma 2010/2011. Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma

Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma 10/02/2011. Crisma 2010/2011. Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma Crisma 2010/2011 Encontro 29 Tempo Liturgico e Quaresma O Ano litúrgico é o período de doze meses, divididos em tempos litúrgicos, onde se celebram como memorial, os mistérios de Cristo, assim como a memória

Leia mais

ITINERÁRIO CATEQUÉTICO. Iniciação à vida cristã: Um processo de inspiração catecumenal

ITINERÁRIO CATEQUÉTICO. Iniciação à vida cristã: Um processo de inspiração catecumenal ITINERÁRIO CATEQUÉTICO Iniciação à vida cristã: Um processo de inspiração catecumenal COMO É PROPOSTO O PROCESSO CATEQUÉTICO NO ITINERÁRIO? O Itinerário orienta a construção do processo catequético conforme

Leia mais

IGREJA. Sua Natureza

IGREJA. Sua Natureza IGREJA Sua Natureza A igreja é a comunidade de todos os cristãos de todos os tempos. Wayne Grudem A igreja é o novo Israel de Deus que revela nesse tempo Sua glória Thiessen A igreja é a a assembléia dos

Leia mais

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL

(ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL SACRAMENTOS - III (ANÁMNESIS) ATUALIZAÇÃO DA GRAÇA - SETENÁRIO SACRAMENTAL - 1 COMO OS SACRAMENTOS ATUALIZAM A GRAÇA NAS DIVERSAS SITUAÇÕES DA VIDA 2 1. O QUE ACONTECE NO BATISMO? 3 NO BATISMO, A PESSOA

Leia mais

LIÇÃO 9 NA IGREJA A FAMÍLIA ESPIRITUAL. Prof. Lucas Neto

LIÇÃO 9 NA IGREJA A FAMÍLIA ESPIRITUAL. Prof. Lucas Neto LIÇÃO 9 NA IGREJA A FAMÍLIA ESPIRITUAL Prof. A GLÓRIA É DE DEUS INTRODUÇÃO UM ORGANISMO VIVO A igreja é um organismo vivo e divino que prega a salvação em Jesus Cristo de modo a levar os salvos para a

Leia mais

COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA. Estudo 104 CNBB

COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA. Estudo 104 CNBB COMUNIDADE DE COMUNIDADES: UMA NOVA PARÓQUIA Estudo 104 CNBB ASPECTOS GERAIS DO DOCUMENTO PERSPECTIVAS PASTORAIS TEXTOS BASES DESAFIOS FUNÇÕES DA PARÓQUIA PERSPECTIVA TEOLÓGICA MÍSTICA DO DOCUMENTO PERSPECTIVA

Leia mais

DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR doc

DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR doc DIRETÓRIO DA PASTORAL FAMILIAR doc 79-2004 O trabalho da PF é amplo e abrangente; principal enfoque é PROMOVER, FORTALECER e EVANGELIZAR a família. Uma das principais ações: UNIR ESFORÇOS PARA QUE A FAMÍLIA

Leia mais

Diocese de Amparo - SP

Diocese de Amparo - SP Formação sobre o documento da V Conferência do Episcopado da América Latina e do Caribe Diocese de Amparo - SP INTRODUÇÃO De 13 a 31 de maio de 2007, celebrou-se em Aparecida, Brasil, a V Conferência Geral

Leia mais

INSTRUMENTO DE TRABALHO ETAPA ARQUIDIOCESANA 15/10/2016

INSTRUMENTO DE TRABALHO ETAPA ARQUIDIOCESANA 15/10/2016 INSTRUMENTO DE TRABALHO ETAPA ARQUIDIOCESANA 15/10/2016 Deus mostrou seu rosto amoroso na história do mundo e por ele se comoveu, envolvendose com ele (cf. Ex 3,7). Mostrou-se, de maneira definitiva, em

Leia mais

Workshop Ministério de Formação RCC/Brasil

Workshop Ministério de Formação RCC/Brasil Workshop Ministério de Formação RCC/Brasil Ensino: Aos Pés do Mestre Aos Pés do Mestre Escuta Profética Núcleo MF/Campinas/2015 Visualização: Jesus sentado ensinando e formando à todos. Ele voltassem para

Leia mais

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética

Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética Plano Diocesano da Animação Bíblico-Catequética 2 0 1 2-2 0 1 5 DIOCESE DE FREDERICO WESTPHALEN - RS Queridos irmãos e irmãs, Com imensa alegria, apresento-lhes o PLANO DIOCESANO DE ANIMAÇÃO BÍBLICO -

Leia mais

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO

CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO CATECISMO DA IGREJA CATÓLICA COMPÊNDIO Copyright 2005 - Libreria Editrice Vaticana «Motu Proprio» Introdução PRIMEIRA PARTE - A PROFISSÃO DA FÉ Primeira Secção: «Eu

Leia mais

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1

O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional. Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 O Matrimónio, uma vocação A família, lugar vocacional Maio-2011 Vocação Matrimonial e Familiar 1 Sumário O que é vocação Matrimónio, sinal e missão Matrimónio, aliança e compromisso Missão em casal Missão

Leia mais

O Rito de Iniciação Cristã de Adultos (= RICA) Características fundamentais e Perguntas mais frequentes...

O Rito de Iniciação Cristã de Adultos (= RICA) Características fundamentais e Perguntas mais frequentes... O Rito de Iniciação Cristã de Adultos (= RICA) Características fundamentais e Perguntas mais frequentes... O que é RICA? O Rito de Iniciação Cristã é destinado a adultos que ouviram o anúncio do mistério

Leia mais

INTRODUÇÃO A alegria do Evangelho é a nossa missão com Maria renovai-vos nas fontes da alegria.

INTRODUÇÃO A alegria do Evangelho é a nossa missão com Maria renovai-vos nas fontes da alegria. INTRODUÇÃO O Plano Diocesano para este ano 2016-2017 apresenta-nos um belíssimo texto que fala da Visita da Imagem Peregrina à nossa Diocese e do ano centenário das aparições de Fátima. Aí se tiram muitas

Leia mais

CATEQUESE: A ALEGRIA DO ENCONTRO COM JESUS CRISTO

CATEQUESE: A ALEGRIA DO ENCONTRO COM JESUS CRISTO CATEQUESE: A ALEGRIA DO ENCONTRO COM JESUS CRISTO Apresentação do documento de trabalho para os coordenadores da catequese PROPOSTA DE LEITURA E METODOLOGIA Como surgiu? Um novo documento era pedido pelos

Leia mais

Metas/Objetivos Descritores de Desempenho/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação

Metas/Objetivos Descritores de Desempenho/Conteúdos Estratégias/Metodologias Avaliação Domínio Religião e experiência religiosa Cultura cristã e visão cristã da vida Ética e moral cristã DEPARTAMENTO DE PASTORAL DISCIPLINA: EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA PLANIFICAÇÃO DE 5º ANO Calendarização:

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC)

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE SÁTÃO CURRÍCULO DISCIPLINAR 3º ANO EDUCAÇÃO MORAL E RELIGIOSA CATÓLICA (EMRC) (SNEC) 2015-16 3 º ANO Unidade Letiva 1 A Dignidade das Crianças 1. Tomar consciência de que as crianças

Leia mais

ESPIRITUALIDADE VICENTINA

ESPIRITUALIDADE VICENTINA SOCIEDADE DE SÃO VICENTE DE PAULO CONSELHO GERAL INTERNACIONAL ESPIRITUALIDADE VICENTINA Dai-me um homem de oração e ele será capaz de tudo SÃO VICENTE DE PAULO 2 CONTEÚDO 1 A EXPERIÊNCIA FUNDADORA DE

Leia mais

Formas de fazer discípulos. E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar e de anunciar a Jesus Cristo.

Formas de fazer discípulos. E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar e de anunciar a Jesus Cristo. Formas de fazer discípulos E todos os dias, no templo e nas casas, não cessavam de ensinar e de anunciar a Jesus Cristo. (At 5:42) OBJETIVO Instruir o estudante da Bíblia a adotar estas duas formas de

Leia mais

PRAM - Plano Regional Ação Missionária. Igreja Metodista Segunda Região Eclesiástica - RS

PRAM - Plano Regional Ação Missionária. Igreja Metodista Segunda Região Eclesiástica - RS PRAM - Plano Regional Ação Missionária Igreja Metodista Segunda Região Eclesiástica - RS 2014-2015 DEFINIÇÕES CONCILIARES ÊNFASES DO PLANO NACIONAL 1. Intensificar o zelo evangelizador; 2. Fortalecer o

Leia mais

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA EVANGELIZAÇÃO

PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA EVANGELIZAÇÃO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA EVANGELIZAÇÃO 1. NOSSA VISÃO Tornar o Espírito Santo mais conhecido, amado e adorado 1, difundindo a espiritualidade e a Cultura de Pentecostes a partir do Grupo de Oração.

Leia mais

4 O que é uma igreja baseada em princípios?

4 O que é uma igreja baseada em princípios? 4 O que é uma igreja baseada em princípios? Essa igreja é uma comunidade local onde todos os membros, vivenciando os princípios apresentados na Palavra de Deus, têm por objetivo glorificar a Deus e cumprir

Leia mais

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial

Catedral Diocesana de Campina Grande. II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia. ANO DA FÉ Rito Inicial Catedral Diocesana de Campina Grande Paróquia nossa Senhora da Conceição II Domingo da Páscoa Ano C Domingo da Divina Misericórdia Por suas chagas fomos curados, felizes aqueles que crêem sem terem visto.

Leia mais

A comunicação na Igreja do Brasil na ótica do Diretório de Comunicação Moisés Sbardelotto

A comunicação na Igreja do Brasil na ótica do Diretório de Comunicação Moisés Sbardelotto A comunicação na Igreja do Brasil na ótica do Diretório de Comunicação Moisés Sbardelotto Uma longa história de vivência e exercício da ação evangelizadora como prática de comunicação no Brasil 1963 Inter

Leia mais

Abraão Moisés Davi. Jesus

Abraão Moisés Davi. Jesus A natureza missionária da igreja Derivada da promessa de Deus de criar um Povo para Si dada para cada uma das três principais figuras : Abraão Moisés Davi Cumprida e exemplificada na pessoa de Jesus CTC

Leia mais

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM

EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM EVANGELHO DO DIA E HOMILIA (LECTIO DIVINA) REFLEXÕES DE FREI CARLOS MESTERS,, O. CARM REFLEXÕES E ILUSTRAÇÕES DE PE. LUCAS DE PAULA ALMEIDA, CM Terça-feira da 19ª Semana do Tempo Comum 1) Oração Deus eterno

Leia mais

MINISTÉRIO DE FORMAÇÃO RCCBRASIL

MINISTÉRIO DE FORMAÇÃO RCCBRASIL MINISTÉRIO DE FORMAÇÃO RCCBRASIL WORKSHOP ENCONTRO NACIONAL DE FORMAÇÃO 2013 Recordando o papel da formação na RCC O Ministério de Formação surgiu da necessidade de formação permanente daqueles que estão

Leia mais

AS OBRAS DE JESUS CRISTO NO MEIO DE SUA IGREJA Introdução. Sexta-feira, 22 de julho de 2016 Bogotá, Colômbia

AS OBRAS DE JESUS CRISTO NO MEIO DE SUA IGREJA Introdução. Sexta-feira, 22 de julho de 2016 Bogotá, Colômbia AS OBRAS DE JESUS CRISTO NO MEIO DE SUA IGREJA Introdução Sexta-feira, 22 de julho de 2016 Bogotá, Colômbia NOTA AO LEITOR Nossa intenção é fazer uma transcrição fiel e exata desta Mensagem, tal como foi

Leia mais

...batizando em nome do Pai, e do Filho, e do Espirito Santo...

...batizando em nome do Pai, e do Filho, e do Espirito Santo... ESTUDO DO BATISMO : O objetivo deste estudo é levar ao irmão(a), o conhecimento da verdade bíblica sobre o batismo ensinado por Jesus Cristo, que nestes dias possamos abrir nossa mente e coração para absorvermos

Leia mais

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS

COMUM DOS SANTOS E DAS SANTAS 279 I rmãs e irmãos: Ao celebrar a solenidade de São N. (de Santa N.), nosso irmão (nossa irmã) na fé e no Baptismo, oremos a Deus Pai todo-poderoso, dizendo (ou: cantando): R. Deus, fonte de toda a santidade,

Leia mais

HOMILÉTICA. Roney Ricardo. Site Teologia & Discernimento

HOMILÉTICA. Roney Ricardo. Site Teologia & Discernimento HOMILÉTICA Roney Ricardo roneyricardoteologia@gmail.com REFLEXÃO O Deus Todo-Poderoso tinha apenas um Filho, e este tornou-se pregador Anônimo DEFINIÇÃO O termo Homilética vem do grego e significa homiletike,

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 011/2007-PROEC/UNICENTRO

RESOLUÇÃO Nº 011/2007-PROEC/UNICENTRO RESOLUÇÃO Nº 011/2007-PROEC/UNICENTRO Aprova o projeto de extensão Escola de Teologia para Leigos Nossa Senhora das Graças, na modalidade de curso de extensão, na categoria de projeto de extensão permanente,

Leia mais

MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Por que pensar em Mística e Construção?

MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Por que pensar em Mística e Construção? MÍSTICA E CONSTRUÇÃO Espiritualidade e profecia são duas palavras inseparáveis. Só os que se deixam possuir pelo espírito de Deus são capazes de plantar sementes do amanhã e renovar a face da terra. Todo

Leia mais

FORMAÇÃO SUBSÍDIO MISSIONÁRIO. Oficina 5 Questões Práticas

FORMAÇÃO SUBSÍDIO MISSIONÁRIO. Oficina 5 Questões Práticas FORMAÇÃO SUBSÍDIO MISSIONÁRIO Oficina 5 Questões Práticas O Papa Francisco no Evangelho da Alegria diz: Hoje todos somos chamados a esta nova «saída» missionária. (EG n. 20) Fiel ao modelo do mestre, é

Leia mais

BÍBLIA NA FAMÍLIA E FAMILIARIDADE COM A BÍBLIA!

BÍBLIA NA FAMÍLIA E FAMILIARIDADE COM A BÍBLIA! Sexta-feira, 4 de maio de 2012 BÍBLIA NA FAMÍLIA E FAMILIARIDADE COM A BÍBLIA! FORMAÇÃO BÍBLICA DE LEITORES REUNIÃO DE PAIS - FESTA DA PALAVRA Bíblia na família e familiaridade com a Bíblia! Desde o Concílio

Leia mais