REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, LICENCIATURA.

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, LICENCIATURA."

Transcrição

1 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS, LICENCIATURA. Dispõe sobre a prática das Atividades de Estágio Supervisionado do Curso de Ciências Biológicas, Licenciatura da Faculdade de Castanhal. CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º. O presente Regulamento disciplina as atividades do estágio supervisionado, a ser desenvolvida no curso de Ciências Biológicas, Licenciatura, da FCAT. Art. 2º. O estágio supervisionado se caracteriza pela oportunidade de exercício e intervenção profissional de demonstrar competências e habilidades adquiridas e desenvolvidas ao longo da trajetória curricular. Art. 3º. As atividades de estágio são obrigatórias e preponderantemente práticas e devem proporcionar ao estudante a participação em situações reais de vida e trabalho, nas profissões da área dos cursos que integram. Parágrafo único. O Estágio Supervisionado é um componente direcionado à consolidação dos desempenhos profissionais desejados, inerentes ao perfil do formando. CAPÍTULO II DA ESTRUTURA DA PRÁTICA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 4º. São responsáveis pelo planejamento, organização, realização e avaliação do estágio supervisionado: I - Coordenação do Curso; II - Coordenação de Estágio/NIP; III - Docente-Orientador de Estágio. CAPITULO III DO NÚCLEO DE INICIAÇÃO PROFISSIONAL Art. 5º. O Núcleo de Iniciação Profissional/ NIP será o gerenciador das atividades de estágio supervisionado do curso de Ciências Biológicas, Licenciatura. 1

2 Art. 6º. São competências do Núcleo de Iniciação Profissional - NIP: I - atuar no processo de aperfeiçoamento do estágio supervisionado; II - providenciar cadastro das concedentes do estágio supervisionado; III - identificar as oportunidades, ajustando suas condições de realização; IV - cadastrar o estagiário, selecionando os locais à prática de estágio; V - providenciar seguros contra acidentes pessoais; VI - celebrar termo de compromisso com o estagiário; VII - manter as pastas do estagiário, devidamente, atualizadas. VIII - realizar os demais acompanhamentos administrativos. CAPÍTULO IV DA PRÁTICA DAS ATIVIDADES DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 7º. A prática de estágio supervisionado abrange o exercício prático das atividades e será realizada na comunidade em geral, junto a pessoas jurídicas de direito público ou privado, devidamente conveniadas com a Faculdade de Castanhal, através do Núcleo de Iniciação Profissional e que apresentem condições de proporcionar experiências na área de formação profissional do aluno. Parágrafo Único:. São considerados campos de desenvolvimento das atividades de Estágio Curricular as escolas da comunidade, públicas (municipais ou estaduais) e particulares, que partilhem da proposta de intervenção elaborada pelos alunos com seus Professores Orientadores e se disponham a propiciar instalações físicas e clientela para que o estagiário cumpra, com eficiência, o seu período de estágio. Art. 8º. As atividades do estágio supervisionado devem conter o seguinte conteúdo mínimo obrigatório: I - estudos e pesquisas da área da respectiva profissão; II - atividades práticas supervisionadas; III - estudos e pesquisas dirigidos para o tema escolhido pelo estagiário, sob a supervisão docente; IV - seminários, painéis ou eventos similares, para o debate a respeito de temas atuais. Art. 9º. Quando da necessidade de alterar a definição de conteúdos disciplinares ou de outras atividades didáticas há de se levar em conta as mudanças e perspectivas do mercado de trabalho e o ambiente sociocultural em que o curso é ministrado. 2

3 Parágrafo único. As normas devem definir, no mínimo, conteúdo e duração de cada atividade ou tarefa, metodologias a serem adotadas, bibliografia de apoio e o processo de avaliação de desempenho do estagiário. CAPÍTULO V DOS OBJETIVOS DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 10. O estágio supervisionado deverá consolidar os seguintes objetivos: I oportunizar o desenvolvimento de competências e o exercício das aptidões necessárias para o desempenho profissional; II possibilitar ao aluno vivência real e prática das atividades profissionais da docência, complementando seus conhecimentos; III assegurar formação profissional que permita ao aluno apreender processos teórico-críticos e operativo-instrumentais para a formulação de proposições e a mobilização de estratégias para o desempenho da docência em diferentes espaços educacionais. CAPÍTULO VI DA CARGA HORÁRIA A SER INTEGRALIZADA Art. 11. O estágio supervisionado é componente curricular obrigatório, a ser realizado no 6º, 7º e 8º semestres do curso de Ciências Biológicas. 2º. O estágio consiste na aplicabilidade de conhecimentos de ciências biológicas, psicologia, didática e demais conteúdos abordados no curso à metodologia dos processos de ensino e aprendizagem de ciências em situações concretas de escolarização, possibilitando a elaboração de miniprojetos diretamente ligados ao preparo de unidades de ensino, material didático e recursos paralelos para maior eficácia do trabalho formativo. Consiste ainda na atuação em diferentes tarefas em uma ou mais turmas de Ciências e Ciências Biológicas, lecionando sequencia de aulas que aborda conteúdo previsto na programação do professor do ensino básico. Art. 12. A carga horária a ser integralizada nas disciplinas Estágio Supervisionado I, II e III é de 400 (quatrocentas) horas de trabalho efetivo. 1º: O Estágio Supervisionado I será desenvolvido no 6º semestre com carga horária de 100 horas, o Estágio Supervisionado II será no 7º semestre com carga horária de 150 horas, e o Estágio Supervisionado III, no 8º semestre com carga horária de 150 horas. 3

4 2º: A totalização das horas destinadas ao Estágio Supervisionado é indispensável para a colação de grau. CAPÍTULO VII DAS OBRIGAÇÕES DOS ESTAGIÁRIOS Art. 13. Cabe ao estagiário: I. Elaborar e cumprir com assiduidade o seu programa de desenvolvimento de atividades, estabelecido sob a orientação do(s) Professor (es) Orientador(es). II. Participar de projetos de pesquisa, programas de extensão, trabalhos simulados ou execução de tarefas em situações reais de trabalho. III. Realizar todas as atividades programadas, sob a orientação do docenteorientador. IV. Submeter-se a processos de avaliação continuada e global, buscando a melhoria de seu desempenho acadêmico-científico e de iniciação profissional; V. Avaliar, como parte do processo de avaliação global de seu desempenho. VI. Apresentar relatórios periódicos de suas atividades práticas, sob supervisão profissional-docente. VII. realizar, com zelo, dedicação e espírito profissional, todas as atividades programadas. VIII. Cumprir as diretrizes deste regulamento e do Regimento da FCAT Parágrafo Único: Os discentes de Ciências Biológicas, Licenciatura, com ocupação profissional ou atividade de estágio não obrigatório na área do conhecimento específico do estágio estão obrigados a apresentar relatório periódico das atividades práticas desenvolvidas, sob supervisão do profissional e do orientador, de acordo com o período definido pelo Núcleo de Iniciação Profissional/NIP. CAPÍTULO VIII DAS OBRIGAÇÕES DOS DOCENTES ORIENTADORES DA PRÁTICA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 14. O processo de desenvolvimento das disciplinas Estágio Supervisionado I, II e III será de responsabilidade do docente orientador e do Núcleo de Iniciação Profissional - NIP. Art. 15. Compete ao Docente Orientador das disciplinas Estágio Supervisionado I, II e III: 4

5 I - Prestar diretamente ao estagiário as orientações técnicas e pedagógicas em suas áreas de atuação, bem como as instruções básicas ao desempenho das atividades práticas; II - Implementar a programação aprovada pelo Núcleo de Iniciação Profissional - NIP para cada período letivo; III - Acompanhar, supervisionar e orientar o estagiário na execução de suas atividades no ambiente da FCAT; IV - Supervisionar e orientar o discente na execução de suas atividades em entidades, instituições ou empresas privadas e órgãos públicos onde desenvolve os estágio; V - Assegurar a observância da carga horária prevista para as atividades do estágio supervisionado. VI. Encaminhar ao Núcleo de Iniciação Profissional, semestralmente, o relatório detalhado e consubstanciando o desempenho do aluno sob sua orientação. VII. Lançar a Frequência do estagiário no sistema acadêmico Life, no período estabelecido no calendário acadêmico. IX. Cumprir as diretrizes deste regulamento e do Regimento da FCAT CAPÍTULO IX DA AVALIAÇÃO DA PRÁTICA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 16. O processo de avaliação do discente da prática do estágio supervisionado I, II e III levará em conta as avaliações feitas pelo professor orientador, com base nos trabalhos apresentados no semestre e relatados sob a forma de relatório. Art. 17. Nas disciplinas Estágio Supervisionado I, II e III o estagiário deverá apresentar relatório mensal das atividades desempenhadas, conforme Art. 19, incisos I a III e cópia do controle de frequência, devidamente assinado pelo superior imediato da concedente. Parágrafo Único: Os relatórios serão avaliados pelo professor orientador com base no Art. 19. Incisos I a III. Art. 18. O processo de avaliação do desempenho do estagiário obedecerá às normas gerais estabelecidas no Regimento da FCAT, considerando-se aprovado o aluno que: I - atingir a frequência mínima de 75% das aulas práticas; II - obtiver média de aproveitamento no período, igual ou superior a 7 (sete). Art. 19. As disciplinas Estágio Supervisionado I, II e III serão avaliadas sob três aspectos: 5

6 I - Processo - Compreende todo o desenvolvimento do trabalho realizado pelo estagiário incluindo a assiduidade, iniciativa, autonomia, responsabilidade, desempenho e capacidade técnica; II - Produto - Caracteriza-se pelos resultados alcançados no trabalho, sua relevância para o conhecimento científico, relação de coerência entre o plano teórico e prático, conteúdo e consistência técnica, e aplicabilidade, consistindo de pesquisas, análises, interpretações, diagnósticos, tecnologias e sistemas propostos, planos de trabalho, políticas e estratégias recomendadas, objetivos e metas alcançadas, entre outros; III - Apresentação de Relatório do Estágio Supervisionado - O relatório do Estágio Supervisionado assume a forma de Relatório de Experiência. Como tal, envolve uma indispensável fundamentação teórico-conceitual, numa linguagem técnica, isto é, com referencial teórico dos conceitos abordados e a observância das normas expressas no Manual de Trabalhos Acadêmico-Científicos da FCAT e no Guia Didático para Elaboração de TCC da FCAT, disponíveis no site e na Biblioteca David Sá. CAPÍTULO X DAS DISPOSIÇÕES FINAIS Art. 20. As situações omissas ou de interpretação duvidosas surgidas das aplicações deste Regulamento deverão ser dirimidas pelo Colegiado do Curso de Ciências Biológicas, Licenciatura. Art. 21. Este Regulamento foi aprovado pelo Colegiado do Curso de Ciências Biológicas, Licenciatura. Art. 22. Este Regulamento entra em vigor na data de sua aprovação pelo Conselho Superior CONSU em e terá vigência a partir de Castanhal, 02 de Outubro de Mário Alves do Nascimento Neto Presidente do Conselho Superior - CONSU 6

REGULAMENTO INTERNO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FAIMI/UNIESP

REGULAMENTO INTERNO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FAIMI/UNIESP REGULAMENTO INTERNO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FAIMI/UNIESP Mirassol/SP 2014 REGULAMENTO INTERNO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FAIMI/UNIESP CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO PÚBLICA RESOLUÇÃO CSTGP Nº 02/2015 Regulamenta o Estágio Supervisionado obrigatório do Curso

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO FACULDADE PROMOVE DE SETE LAGOAS ENGENHARIA CIVIL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO FACULDADE PROMOVE DE SETE LAGOAS ENGENHARIA CIVIL REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO FACULDADE PROMOVE DE SETE LAGOAS ENGENHARIA CIVIL 2013/2014 REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO O presente regulamento normatiza o Estágio

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE FONOAUDIOLOGIA Dispõe sobre o Estágio Supervisionado do Curso de Fonoaudiologia do Centro Universitário do Cerrado-Patrocínio - UNICERP. Capítulo I - Das

Leia mais

FACULDADE JAUENSE REGULAMENTO PROJETO INTEGRADOR

FACULDADE JAUENSE REGULAMENTO PROJETO INTEGRADOR FACULDADE JAUENSE REGULAMENTO PROJETO INTEGRADOR JAÚ/ SP - 2014 REGULAMENTO DO PROJETO INTEGRADOR DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I

INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I INSTRUÇÃO NORMATIVA DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM QUIMICA SECÃO I DA DEFINIÇÃO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Art. 1º - A Coordenação do Curso de Licenciatura em Química da UTFPR Campus

Leia mais

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. São Paulo, 25 de junho de 2008.

RESOLUÇÃO. Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogadas as disposições contrárias. São Paulo, 25 de junho de 2008. RESOLUÇÃO CONSEPE 17/2008 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO, DO CÂMPUS DE BRAGANÇA PAULISTA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Presidente

Leia mais

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAMETRO

REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAMETRO REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES OBRIGATÓRIOS E NÃO OBRIGATÓRIOS DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA FACULDADE FAMETRO CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS Art. 1º O presente Regulamento fixa diretrizes e normas

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO DO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE ALAGOAS IESA

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO DO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE ALAGOAS IESA REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO DO INSTITUTO DE ENSINO SUPERIOR DE ALAGOAS IESA Dispõe sobre a estruturação e operacionalização do Núcleo de Prática

Leia mais

REGIMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO, E DE ENSINO TÉCNICO TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO I DA NATUREZA

REGIMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO, E DE ENSINO TÉCNICO TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO I DA NATUREZA 1 REGIMENTO GERAL DOS ESTÁGIOS CURRICULARES DE CURSOS DE GRADUAÇÃO, E DE ENSINO TÉCNICO TÍTULO I DA NATUREZA E DOS OBJETIVOS CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º. Estas normas regulamentam os estágios dos cursos

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA HABILITAÇÃO EM GESTÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA HABILITAÇÃO EM GESTÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE BIBLIOTECONOMIA HABILITAÇÃO EM GESTÃO DA INFORMAÇÃO FLORIANÓPOLIS, SC 2011 CAPITULO I CONCEPÇÃO E OBJETIVOS Art. 1º O Curso de Biblioteconomia

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSOS DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UTFPR-DV

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSOS DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UTFPR-DV Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSOS DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DA UTFPR-DV APROVADO EM REUNIÃO ORDINÁRIA DO COLEGIADO

Leia mais

CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO E INSCRIÇÃO. Parágrafo Único Somente poderá inscrever-se no Estágio, aluno regularmente matriculado.

CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO E INSCRIÇÃO. Parágrafo Único Somente poderá inscrever-se no Estágio, aluno regularmente matriculado. REGULAMENTO GERAL DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CONSTITUIÇÃO E INSCRIÇÃO Artigo 1º - O Estágio Supervisionado, dos Cursos de Graduação, de caráter de iniciação à prática profissional, nos termos

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO UNIDADE UNIVERSITÁRIA DE CIÊNCIAS SÓCIO- ECONÔMICAS E HUMANAS DE ANÁPOLIS CURSO DE PEDAGOGIA ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO REGULAMENTO Anápolis, 2 UNIVERSIDADE ESTADUAL DE GOIÁS UNIDADE UNIVERSITÁRIA

Leia mais

EDITAL N. 11 /2013. Este edital entrará em vigor a partir desta data, revogando os dispositivos anteriores. Curitiba, 15 de abril de 2013

EDITAL N. 11 /2013. Este edital entrará em vigor a partir desta data, revogando os dispositivos anteriores. Curitiba, 15 de abril de 2013 GOVERNO DO ESTADO DO PARANÁ SECRETARIA DE ESTADO DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E ENSINO SUPERIOR FACULDADE DE ARTES DO PARANÁ Reconhecida pelo Decreto Governamental n.º 70.906 de 01/08/72 e Portaria n.º 1.062

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. TÍTULO I Da definição do Estágio Supervisionado e suas finalidades

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO. TÍTULO I Da definição do Estágio Supervisionado e suas finalidades REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO TÍTULO I Da definição do Estágio Supervisionado e suas finalidades Art. 1 - Nos termos da lei 11.788 de Vinte e Cinco de Setembro de Dois Mil e Oito, considera-se

Leia mais

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DO NÚCLEO DE PRÁTICA JURÍDICA E DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Dispõe sobre a estruturação e operacionalização do Núcleo de Prática Jurídica e do Estágio Supervisionado no Curso de Direito da Faculdade

Leia mais

Resolução n 279, de 09 de agosto de 2017.

Resolução n 279, de 09 de agosto de 2017. Resolução n 279, de 09 de agosto de 2017. O Conselho Universitário - CONSUNI, da Universidade do Planalto Catarinense UNIPLAC, no uso de suas atribuições, e em conformidade com decisão unânime registrada

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado

FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL-FACIMED Autorizado Portaria Nº 306, de 20 de maio de 2014 CURSO DE BACHARELADO EM ARQUITETURA E URBANISMO Cacoal - RO 2016 2 REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE RORAIMA DEPARTAMENTO DE ENSINO DE GRADUAÇÃO CÂMPUS BOA VISTA REGULAMENTO

Leia mais

RESOLUÇÃO CCLEEAD N O 3/2016

RESOLUÇÃO CCLEEAD N O 3/2016 Universidade Federal da Paraíba Unidade de Educação a Distância UFPB - Virtual Centro de Ciências Aplicadas e Educação Curso de Licenciatura em Letras - Língua Espanhola RESOLUÇÃO CCLEEAD N O 3/2016 Regulamenta

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 36/2002, DE 13 DE JUNHO DE 2002

RESOLUÇÃO Nº 36/2002, DE 13 DE JUNHO DE 2002 RESOLUÇÃO Nº 36/2002, DE 13 DE JUNHO DE 2002 Altera o Regulamento do Estágio Supervisionado do Curso de Psicologia - Habilitação Formação do Psicólogo, na forma do Anexo. O REITOR DA UNIVERSIDADE REGIONAL

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO UGB PARTE I - DOS ASPECTOS GERAIS DO ESTÁGIO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO UGB PARTE I - DOS ASPECTOS GERAIS DO ESTÁGIO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DO UGB PARTE I - DOS ASPECTOS GERAIS DO ESTÁGIO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO DO ESTÁGIO Art. 1º - Este regulamento tem por finalidade, fixar

Leia mais

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO

FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE DO TOCANTINS REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E ESTÁGIO NÃO-OBRIGATÓRIO PALMAS/2011 SUMÁRIO CAPÍTULO I - DA NATUREZA...03 CAPÍTULO II - DO ESTÁGIO OBRIGATÓRIO...03 Seção I - Da

Leia mais

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO

Licenciatura em Ciências Exatas Revisão 3 REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO NÃO OBRIGATÓRIO O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas do Setor Palotina da UFPR prevê a realização de estágios nas modalidades de estágio obrigatório e

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE LICENCIATURA EM FÍSICA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente instrumento dispõe sobre as normas e procedimentos a serem observados

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E FINALIDADES

REGULAMENTO DE ESTÁGIO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E FINALIDADES REGULAMENTO DE ESTÁGIO Aprovado pelo CAS Resolução nº 155/2017 REGULAMENTO DE ESTÁGIO TÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES E FINALIDADES Art. 1 Este Regulamento tem por finalidade normatizar o sistema

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado o Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Enfermagem, bacharelado, da Faculdade do Maranhão FACAM.

R E S O L U Ç Ã O. Fica aprovado o Regulamento de Estágio Supervisionado do Curso de Enfermagem, bacharelado, da Faculdade do Maranhão FACAM. RESOLUÇÃO CSA N 06/2010 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENFERMAGEM, BACHARELADO, DA FACULDADE DO MARANHÃO FACAM. O Presidente do Conselho Superior de Administração CSA, no uso

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO DO IF BAIANO - CAMPUS URUÇUCA

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TURISMO DO IF BAIANO - CAMPUS URUÇUCA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA BAIANO CAMPUS URUÇUCA REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO SUPERIOR

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO 1 UNIVERSIDADE ESTADUAL DA PARAÍBA PRÓ-REITORIA DE ENSINO DE GRADUAÇÃO MINUTA RESOLUÇÃO/UEPB/CONSEPE/XX/2013 Regulamenta e define a carga horária e a ementa do componente curricular Estágio Supervisionado,

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO REGULAMENTO DE ESTÁGIO DO CURSO DE LICENCIATURA EM COMPUTAÇÃO Capítulo I DA NATUREZA Art. 1º. O Projeto Pedagógico do Curso de Licenciatura em Computação do Câmpus Jandaia do Sul da UFPR prevê a realização

Leia mais

RESOLUÇÃO. Art. 1 o Aprova a alteração no REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO das Faculdades Integradas Machado de Assis;

RESOLUÇÃO. Art. 1 o Aprova a alteração no REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO das Faculdades Integradas Machado de Assis; RESOLUÇÃO CAS nº 35/2009, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2009. ALTERA A RESOUÇÃO CAS Nº 26/2009 QUE DISPÕE SOBRE O REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE ADMINISTRAÇÃO DAS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO

Leia mais

Manual do estágio supervisionado

Manual do estágio supervisionado Manual do estágio supervisionado ORIENTAÇÃO PARA ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS E ARTES CÊNICAS 1 Manual de orientação do estágio supervisionado Manual de orientação ORIENTAÇÃO

Leia mais

UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE UNIARP CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE UNIARP CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE UNIARP CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO MATRIZ CURRICULAR 2017 Fabieli Spessatto Coordenadora do Curso Caçador, 2016

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM MARKETING Dispõe sobre a Orientação do Trabalho de Conclusão de Curso Superior de Tecnologia em Marketing da Faculdade de

Leia mais

2

2 REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE IBIRAPUERA 2 REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DA UNIVERSIDADE IBIRAPUERA CAPÍTULO I DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

Leia mais

ANEXO II REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES SUPERVISIONADOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS - LICENCIATURA

ANEXO II REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES SUPERVISIONADOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS - LICENCIATURA ANEXO II REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES SUPERVISIONADOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS - LICENCIATURA REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS CURRICULARES SUPERVISIONADOS SEÇÃO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

Leia mais

Art. 1º Aprovar a nova política do Estágio Curricular Supervisionado na UNIVILLE, estabelecendo as diretrizes para sua regulamentação.

Art. 1º Aprovar a nova política do Estágio Curricular Supervisionado na UNIVILLE, estabelecendo as diretrizes para sua regulamentação. UNIVERSIDADE DA REGIÃO DE JOINVILLE - UNIVILLE CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 11/01 Aprova diretrizes para regulamentação dos Estágios Curriculares Supervisionados. A Presidente do

Leia mais

ISES INSTITUTO SUMARÉ DE EDUCAÇÃO SUPERIOR FACULDADE SUMARÉ REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR

ISES INSTITUTO SUMARÉ DE EDUCAÇÃO SUPERIOR FACULDADE SUMARÉ REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR ISES INSTITUTO SUMARÉ DE EDUCAÇÃO SUPERIOR FACULDADE SUMARÉ REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR CAPÍTULO I DA CONCEPÇÃO E FINALIDADE Art. 1º Respeitada a legislação vigente e as normas específicas aplicáveis

Leia mais

Capítulo I Das Disposições Gerais. Capítulo II Do Estágio Supervisionado

Capítulo I Das Disposições Gerais. Capítulo II Do Estágio Supervisionado 17. REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO Capítulo I Das Disposições Gerais Art. 1º. Este Regulamento dispõe sobre o Estágio Supervisionado do Curso de Graduação em Medicina Veterinária do Centro Universitário

Leia mais

REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular

REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular REGULAMENTO INSTITUCIONAL Estágio Curricular CAPITULO I DA DEFINIÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR E SUAS FINALIDADES Art. 1º Este regulamento tem por finalidade orientar a operacionalização do Estágio Curricular

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 034/ CEPE DE 23 de Agosto de 2006.

RESOLUÇÃO Nº 034/ CEPE DE 23 de Agosto de 2006. RESOLUÇÃO Nº 034/2006 - CEPE DE 23 de Agosto de 2006. APROVA A ALTERAÇÃO DA RESOLUÇÃO CEPE N.º 003- A/2003 NORMAS DE ESTÁGIO. O Reitor da Universidade Castelo Branco, usando de suas atribuições legais

Leia mais

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância)

ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) FACULDADE DE CIÊNCIAS BIOMÉDICAS DE CACOAL DIREÇÃO ACADÊMICA REGULAMENTO INSTITUCIONAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO (cursos presenciais e à distância) CACOAL 2015 CAPÍTULO I DO CONCEITO, FINALIDADE

Leia mais

Ciências Contábeis Regulamento Estágio Curricular Supervisionado Curso de Ciências Contábeis

Ciências Contábeis Regulamento Estágio Curricular Supervisionado Curso de Ciências Contábeis Regulamento Estágio Curricular Supervisionado Curso de REGULAMENTO GERAL PROCEDIMENTOS PARA ESTÁGIO OBRIGATÓRIO PARA O CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS DA FAPE TÍTULO I INTRODUÇÃO O presente regulamento normatiza

Leia mais

Faculdade Adventista da Bahia. Regulamento de Monitoria Acadêmica Fisioterapia

Faculdade Adventista da Bahia. Regulamento de Monitoria Acadêmica Fisioterapia Faculdade Adventista da Bahia Regulamento de Monitoria Acadêmica Fisioterapia Cachoeira BA Abril de 2011 Capítulo I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O presente regulamento disciplina o Programa de Monitoria

Leia mais

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC PRÓ-REITORIA DE ENSINO CURSO: CIENCIAS BIOLÓGICAS REGIMENTO DE ESTÁGIO (BACHARELADO)

UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC PRÓ-REITORIA DE ENSINO CURSO: CIENCIAS BIOLÓGICAS REGIMENTO DE ESTÁGIO (BACHARELADO) UNIVERSIDADE DO CONTESTADO UnC PRÓ-REITORIA DE ENSINO CURSO: CIENCIAS BIOLÓGICAS REGIMENTO DE ESTÁGIO (BACHARELADO) Novembro / 2003 APRESENTAÇÃO/JUSTIFICATIVA O estágio curricular caracteriza-se pelo envolvimento

Leia mais

REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO

REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO REGULAMENTO DO COMPONENTE: ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPÍTULO I DA CARACTERIZAÇÃO Art. 1º O componente Estágio Curricular Supervisionado em Biotecnologia éparte integrante do currículo pleno do

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO A Coordenadora da FACULDADE DE CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE MONTES CLAROS - FACIT, no uso das atribuições que lhe são conferidas pelo Regimento Geral e Legislação

Leia mais

NORMA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO

NORMA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE TECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL NORMA DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO I - Disposições Preliminares Art. 1º - O Estágio Supervisionado é uma atividade

Leia mais

RESOLUÇÃO N 43/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE no uso de suas atribuições legais e;

RESOLUÇÃO N 43/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE no uso de suas atribuições legais e; SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO N 43/2009/CONEPE Aprova Normas de Estágio Curricular Obrigatório do

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº01/2016 PPGENF-EEM/UFAM, 17 DE OUTUBRO DE 2016.

RESOLUÇÃO Nº01/2016 PPGENF-EEM/UFAM, 17 DE OUTUBRO DE 2016. RESOLUÇÃO Nº01/2016 PPGENF-EEM/UFAM, 17 DE OUTUBRO DE 2016. Dispõe sobre Estágio de Docência para mestrandos vinculados ao Mestrado Associado da Universidade do Estado do Pará e. A Coordenação do Mestrado

Leia mais

R E S O L U Ç Ã O. Art. 2º Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogando a Resolução CONSEACC/BP 76/2009 e demais disposições contrárias.

R E S O L U Ç Ã O. Art. 2º Esta Resolução entra em vigor nesta data, revogando a Resolução CONSEACC/BP 76/2009 e demais disposições contrárias. RESOLUÇÃO CONSEACC/BP 20/2017 ALTERA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA DO CAMPUS BRAGANÇA PAULISTA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO USF. A Presidente do Conselho Acadêmico de Campus

Leia mais

ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES PRELIMINARES ANEXO II REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Este regulamento é próprio das Atividades Complementares do Curso de Direito do Centro Universitário Dinâmica das Cataratas - UDC e será regido por essas

Leia mais

REGIMENTO INTERNO DE ESTAGIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTORIA LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO

REGIMENTO INTERNO DE ESTAGIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTORIA LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO REGIMENTO INTERNO DE ESTAGIO CURSO DE GRADUAÇÃO EM HISTORIA LICENCIATURA DA UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Dispõe sobre o cumprimento da carga horária de Estágio Supervisionado

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO O Estágio Curricular Supervisionado é componente curricular obrigatório dos cursos Superiores da FAC FUNAM, realizado em módulos determinados em seus

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE MARÇO DE 2012

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N , DE 22 DE MARÇO DE 2012 SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DO PARÁ CONSELHO SUPERIOR DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO RESOLUÇÃO N. 4.262, DE 22 DE MARÇO DE 2012 Institui o Regulamento para a realização dos Estágios Supervisionados,

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO 1 MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENGENHARIA ELÉTRICA 2 Este manual tem como objetivo orientar e auxiliar o aluno na compreensão das atividades, normas e diretrizes a serem observadas na realização

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA REGULAMENTO DE ESTÁGIOS DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM FONOAUDIOLOGIA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 001/2013 DO COLEGIADO DO CURSO DE PEDAGOGIA

RESOLUÇÃO Nº 001/2013 DO COLEGIADO DO CURSO DE PEDAGOGIA RESOLUÇÃO Nº 001/2013 DO COLEGIADO DO Regulamenta o funcionamento das disciplinas Projeto Integrado de Prática Educativa (PIPE) 1 e 2 Estágio Supervisionado 1 e 2 como atividades planejadas do Curso. O

Leia mais

DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENFERMAGEM

DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENFERMAGEM DIRETORIA ACADÊMICA COORDENAÇÃO PEDAGÓGICA COORDENAÇÃO DE ENFERMAGEM REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENFERMAGEM CACOAL 2011 REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO 1 MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO ENGENHARIA DE CONTROLE E AUTOMAÇÃO BETIM MG 2 Este manual tem como objetivo orientar e auxiliar o aluno na compreensão das atividades, normas e diretrizes

Leia mais

Monografia REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE NUTRIÇÃO

Monografia REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE NUTRIÇÃO Monografia Um dos critérios necessários para a conclusão da graduação em Nutrição do Centro Universitário do Cerrado Patrocínio é a elaboração de uma monografia que é apresentado a uma banca de professores

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL

REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA UNIVERSIDADE ESTADUAL DE ALAGOAS - UNEAL REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO NOS CURSOS DE GRADUAÇÃO DA Este Regulamento e a Resolução do Conselho Superior da Uneal (CONSU/UNEAL) que o aprovou foram publicados na edição do Diário

Leia mais

FACULDADE DE PRESIDENTE VENCESLAU

FACULDADE DE PRESIDENTE VENCESLAU REGULAMENTO GERAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CAPÍTULO I Das Disposições Legais Art.1º - O estágio deve propiciar a complementação do ensino e da aprendizagem e ser planejado, executado, acompanhado e avaliado

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 171/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e,

RESOLUÇÃO Nº 171/2009/CONEPE. O CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO da UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE, no uso de suas atribuições legais e, SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE CONSELHO DO ENSINO, DA PESQUISA E DA EXTENSÃO RESOLUÇÃO Nº 171/2009/CONEPE Aprova alteração nas Normas de Estágio do Curso

Leia mais

ANEXO V REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA À DISTÂNCIA CAPÍTULO I DA REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO

ANEXO V REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA À DISTÂNCIA CAPÍTULO I DA REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS ANEXO V REGULAMENTO DOS ESTÁGIOS SUPERVISIONADOS DO CURSO LICENCIATURA EM PEDAGOGIA À DISTÂNCIA CAPÍTULO I DA REGULAMENTAÇÃO DO ESTÁGIO

Leia mais

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC DO CURSO DE DESIGN

MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC DO CURSO DE DESIGN UNIVERSIDADE DO OESTE DE SANTA CATARINA UNOESC ÁREA DAS CIÊNCIAS EXATAS E DA TERRA CURSO DE DESIGN MANUAL DE PROCEDIMENTOS DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO - TCC DO CURSO DE DESIGN São Miguel do Oeste,

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE TURISMO CAPÍTULO I DA NATUREZA

REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE TURISMO CAPÍTULO I DA NATUREZA REGULAMENTO DE ESTÁGIO OBRIGATÓRIO E NÃO OBRIGATÓRIO DO CURSO DE TURISMO CAPÍTULO I DA NATUREZA Art. 1º O Projeto Pedagógico do Curso Turismo da UFPR prevê a realização de estágio nas modalidades de obrigatório

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CAMPUS I Centro de Ciências Exatas e da Natureza Departamento de Estatística Curso de Bacharelado em Estatística RESOLUÇÃO INTERNA DE AUTOAVALIAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO

Leia mais

Coordenação do Curso de Geografia - PCO

Coordenação do Curso de Geografia - PCO RESOLUÇÃO DO COLEGIADO DE COORDENAÇÃO DIDÁTICA DO CURSO DE GEOGRAFIA PUC MINAS EM CONTAGEM N. 01/2007 Regulamenta os estágios curriculares obrigatórios e não obrigatórios, no âmbito do Curso de Geografia

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº. 075, DE 20 DE ABRIL DE 2016.

RESOLUÇÃO Nº. 075, DE 20 DE ABRIL DE 2016. RESOLUÇÃO Nº. 075, DE 20 DE ABRIL DE 2016. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA, EXTENSÃO E CULTURA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS, no uso de suas atribuições legais e considerando o Parecer nº 44/2016

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DO CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS Baseando-se no Regulamento dos Cursos de Graduação da UFF e na Instrução de Serviço PROAC n.º 02, o Colegiado do Curso de Ciências

Leia mais

NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO FUNDAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Colegiado de Engenharia de Produção NORMAS DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO COLEGIADO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CAPÍTULO I Das Disposições Preliminares

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM PROCESSOS GERENCIAIS

REGULAMENTO DO ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM PROCESSOS GERENCIAIS REGULAMENTO DO ESTÁGIO DO CURSO DE GRADUAÇÃO TECNOLÓGICA EM PROCESSOS GERENCIAIS EMENTA: Estabelece normas para o funcionamento do Estágio do Curso de Graduação Tecnológica em Processos Gerenciais. O Colegiado

Leia mais

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES

REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES Curso de Graduação em Pedagogia - Licenciatura - Piracanjuba-GO 2016 SUMÁRIO CAPÍTULO I - DAS FINALIDADES... 5 CAPITULO II - DO LOCAL DE REALIZAÇÃO... 6 CAPÍTULO

Leia mais

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO DO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - LICENCIATURA CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso TCC é uma atividade curricular obrigatória para

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS. Dos Princípios. Do Local de Estágio

DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS. Dos Princípios. Do Local de Estágio UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS, LETRAS E ARTES DEPARTAMENTO DE LETRAS CLÁSSICAS E VERNÁCULAS COORDENAÇÃO DO CURSO DE GRADUAÇÃO EM LETRAS/LIBRAS RESOLUÇÃO Nº 04/2011 - CLL Regulamenta

Leia mais

APÊNDICE B REGULAMENTO DE ESTÁGIO

APÊNDICE B REGULAMENTO DE ESTÁGIO APÊNDICE B REGULAMENTO DE ESTÁGIO Regulamentação do Componente Curricular ATIVIDADES DE ESTÁGIO Esta norma estabelece as linhas gerais para a atividade de Estágio Supervisionado Obrigatório e Estágio Supervisionado

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO I - DAS BASES CONCEITUAIS Art. 1.º O Estágio Curricular constitui-se numa atividade de investigação, explicitação, interpretação e intervenção na realidade

Leia mais

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - BACHARELADO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - BACHARELADO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES REGULAMENTO DO TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO CURSO DE EDUCAÇÃO FÍSICA - BACHARELADO CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES Art. 1º O Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) é uma atividade curricular obrigatória

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO Praia Grande São Paulo Dezembro de 2008 CAPÍTULO I DA NATUREZA Artigo 1º O presente regulamento tem como objetivo normatizar as atividades relacionadas com o estágio

Leia mais

Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais Alves Fortes MANUAL COORDENADOR

Faculdade de Ciências Jurídicas e Gerenciais Alves Fortes MANUAL COORDENADOR MANUAL DO COORDENADOR COLABORADORES Prof.ª Rogéria Aparecida de Souza Oliveira Prof. Allan Lima Ferreira Prof. Roque Hudson da Silveira Resolução Direção/FACE nº 12, de 01 de Janeiro de 2010. Regula o

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO FMR - FACULDADE MARECHAL RONDON REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE DIREITO São Manuel 2017 Sumário CAPÍTULO I - DAS ATIVIDADES DE ESTÁGIO... 3 CAPÍTULO II - DAS VISITAS ORIENTADAS... 3 CAPÍTULO

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PEDAGOGIA VIGENTE (2012) 4.7 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA UENP/CP CAPITULO I

PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PEDAGOGIA VIGENTE (2012) 4.7 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA UENP/CP CAPITULO I PROJETO PEDAGÓGICO DO CURSO DE PEDAGOGIA VIGENTE (2012) 4.7 REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO DO CURSO DE PEDAGOGIA UENP/CP CAPITULO I Disposições Preliminares Art.1º- Este regulamento normatiza os

Leia mais

REGULAMENTAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS E FINALIDADES CAPITULO II DA DEFINIÇÃO

REGULAMENTAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS E FINALIDADES CAPITULO II DA DEFINIÇÃO REGULAMENTAÇÃO DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO CAPITULO I DAS DISPOSIÇÕES INICIAIS E FINALIDADES Artigo 1º - O presente regulamento visa disciplinar o Estágio Curricular Supervisionado dos cursos

Leia mais

FAMEC REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DAS ENGENHARIAS

FAMEC REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DAS ENGENHARIAS FAMEC REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DAS ENGENHARIAS 1 REGULAMENTO DO ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DAS ENGENHARIAS (Lei Nº 11.788 / 2008) Regulamenta as atividades do Estágio Curricular

Leia mais

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 16 de dezembro de José Antonio Cruz Duarte, OFM Vice-Reitor no exercício da Presidência

RESOLUÇÃO. Bragança Paulista, 16 de dezembro de José Antonio Cruz Duarte, OFM Vice-Reitor no exercício da Presidência RESOLUÇÃO CONSEPE 98/2009 APROVA O REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO EM ARQUITETURA E URBANISMO, DO CAMPUS DE ITATIBA DA UNIVERSIDADE SÃO FRANCISCO. O Vice-Reitor da Universidade São Francisco, no

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 01/2008 REGULAMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL OBRIGATÓRIO DOS CURSOS TÉCNICOS

RESOLUÇÃO Nº 01/2008 REGULAMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL OBRIGATÓRIO DOS CURSOS TÉCNICOS RESOLUÇÃO Nº 01/2008 REGULAMENTO DO ESTÁGIO PROFISSIONAL OBRIGATÓRIO DOS CURSOS TÉCNICOS CAPÍTULO I DO ESTÁGIO PROFISSINAL OBRIGATÓRIO E SUAS FINALIDADES Art. 1º - O Estágio Profissional Obrigatório, previsto

Leia mais

Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES

Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado ENGENHARIA ELÉTRICA - TELECOMUNICAÇÕES CAMPO LIMPO PAULISTA 2014 Regulamento de Estágio Curricular Supervisionado do Curso de Engenharia Elétrica - Telecomunicações

Leia mais

ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO

ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO ESTÁGIO SUPERVISIONADO REGULAMENTO CAPÍTULO I APRESENTAÇÃO Artigo 1º O presente regulamento disciplina as atividades de Estágio Supervisionado dos cursos de graduação oferecidos pela Faculdade Jauense.

Leia mais

REGULAMENTO N. 001 /2010 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA

REGULAMENTO N. 001 /2010 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA REGULAMENTO N. 001 /2010 REGULAMENTO GERAL DO NÚCLEO DE ESTÁGIO DA FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS DE ITAPEVA Simone da Silva Gomes Cardoso, Diretora da FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS E AGRÁRIAS

Leia mais

Resolução nº 014, de 06 de dezembro de 2010.

Resolução nº 014, de 06 de dezembro de 2010. Resolução nº 014, de 06 de dezembro de 2010. Resolução nº 014, de 06 de dezembro de 2010. A Presidenta do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão da Universidade Federal do Acre, no uso de suas atribuições

Leia mais

UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE UNIARP CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO

UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE UNIARP CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO UNIVERSIDADE ALTO VALE DO RIO DO PEIXE UNIARP CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO REGULAMENTO DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO MATRIZ CURRICULAR 2013 Fabieli Spessatto Coordenadora do Curso Caçador, 2016

Leia mais

PEDAGOGIA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012

PEDAGOGIA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO. 2º Semestre de 2012 PEDAGOGIA MANUAL DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO 2º Semestre de 2012 COORDENAÇÃO GERAL Diretor Geral Prof. Adalberto Miranda Distassi Coordenadoria Geral de Estágios Prof. Ricardo Constante Martins Coordenador

Leia mais

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS

REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS REGULAMENTO DO ESTÁGIO SUPERVISIONADO OBRIGATÓRIO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º Este regulamento rege as atividades de estágio no Núcleo de Prática Jurídica do curso de Direito da Faculdade Cesmac do

Leia mais

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO

UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO REGULAMENTO DAS ATIVIDADES COMPLEMENTARES DA UNIVERSIDADE CASTELO BRANCO CAPÍTULO I Das Considerações Preliminares Art.1º O presente Regulamento disciplina a oferta, o funcionamento e o registro acadêmico

Leia mais

FACULDADE DE HORTOLÂNDIA

FACULDADE DE HORTOLÂNDIA INSTITUTO EDUCACIONAL DO ESTADO DE SÃO PAULO Faculdade de Hortolândia REGULAMENTO DE ESTÁGIO CURSO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO Hortolândia 2015 1 REGULAMENTO DE ESTÁGIO SUPERVISIONADO CAPÍTULO I

Leia mais

REGULAMENTO DE ESTÁGIO

REGULAMENTO DE ESTÁGIO REGULAMENTO DE ESTÁGIO FACULDADE DE TECNOLOGIA SENAI CIMATEC NÚCLEO DE CARREIRA PROFISSIONAL MAIO 2012 CAPÍTULO I DOS PRINCÍPIOS GERAIS Art. 1º. Este regulamento tem por finalidade disciplinar as atividades

Leia mais

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES

DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES O Curso de Educação Física - Licenciatura - objetiva a formação pedagógica, ao contemplar uma visão geral da educação e dos processos formativos dos educandos. Adequar-se-á

Leia mais

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA

MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA 1 MANUAL DE ESTÁGIO CURRICULAR SUPERVISIONADO DO CURSO DE ENGENHARIA MECÂNICA BETIM MG (ANEXO I - PPC) 2 Este manual tem como objetivo orientar e auxiliar o aluno na compreensão das atividades, normas

Leia mais