Proposta de Painel. Democracia Brasileira: O que Sabemos?

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Proposta de Painel. Democracia Brasileira: O que Sabemos?"

Transcrição

1 Proposta de Painel Democracia Brasileira: O que Sabemos? Coordenação/Moderação Dr. Paulo Peres Departamento de Ciência Política Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS Contato Telefones: e Participantes Dr. Gustavo Grohmann - UFRGS Dr. Humberto Dantas - INSPER Dr. Ernani Carvalho - UFPE Dra. Flávia Biroli - UnB

2 Descrição Geral Apresentação Já se passaram mais de vinte anos desde a complementação da transição democrática no Brasil, encerrada com a primeira eleição direta para a Presidência da República depois de um longo período de regime autoritário. Desde então, a Ciência Política brasileira veio se desenvolvimento de maneira significativa, assim como suas investigações acerca das várias dimensões de nossa recente democracia. Toda essa produção acadêmica trouxe à luz diversas contribuições empíricas e teóricas, possibilitando uma compreensão mais acurada do funcionamento das instituições políticas do país. Sob tal aspecto, a proposta do painel é apresentar uma balanço crítico do conhecimento produzido por algumas linhas de investigação, procurando destacar o que sabemos atualmente sobre determinados temas, com base nas pesquisas realizadas até o momento. Nosso objetivo é oferecer uma síntese panorâmica de conceitos, dados, indicadores e da dinâmica institucional de nossa democracia. Para tanto, o painel será composto por um especialista em cada uma das cinco áreas de pesquisa abordadas. Evidentemente, não será possível cobrir todas as áreas temáticas, porém, as que foram selecionadas compreendem alguns dos aspectos mais relevantes para a compreensão da atual política brasileira, quais sejam: (1) as relações entre Executivo e Legislativo, (2) a judicialização da política, (3) eleições e poder local, (4) gênero e política e (5) partidos e sistema partidário. Comunicações 1ª - Processo legislativo no Brasil: Balanço e Perspectivas Autor: Dr. Gustavo Grohmann Instituição: Universidade Federal do Rio Grande do Sul Departamento de Ciência Política Resumo: O trabalho analisa a recente produção brasileira sobre o processo legislativo, focando especialmente suas implicações sobre as políticas públicas. A permanência dos dilemas do presidencialismo de coalizão (multipartidarismo combinado com centralização de poderes no Executivo) sugere que a reflexão sobre este fenômeno está longe de se esgotar, especialmente considerando a complexa realidade estadual e municipal da organização de poderes e do seu processo legislativo. Apesar da institucionalidade dessas esferas ser razoavelmente semelhante, seus efeitos políticos variam de região para região. A literatura dá Painel Democracia Brasileira: O que Sabemos? 1

3 diferentes interpretações sobre essa realidade, desde uma relativa uniformidade de efeitos (ultrapresidencialismo) até a heterogênea complexidade de subsistemas regionais. 2ª - Judicialização da Política no Brasil: O que Sabemos? Autor: Dr. Ernani Carvalho Instituição: Universidade Federal de Pernambuco Departamento de Ciência Política Resumo: Um dos fenômenos contemporâneos de maior destaque na vida pública é o excesso de acionamento dos Tribunais. Isso tem ocorrido em todos os níveis da dinâmica social em todos os países democráticos e, obviamente, no contexto brasileiro. O objetivo da apresentação é fazer uma análise crítica do estado da arte do debate acadêmico sobre a judicialização da política no Brasil, procurando demarcar o que, afinal, sabemos sobre esse fenômeno no país. Ou seja, por quê, como e quando os Tribunais têm sido chamados a participar mais ativamente do processo decisório? 3ª - Eleições Municipais no Brasil: Aspectos Centrais da maior Eleição do País Autor: Dr. Humberto Dantas Instituição: INSPER Instituto de Ensino e Pesquisa Resumo: As eleições municipais no Brasil ocorrem simultaneamente em cidades, movimentando 135 milhões de eleitores, 28 partidos e 400 mil candidatos que disputam Prefeituras (pleitos majoritários) e vagas nas Câmaras de Vereadores (pleitos proporcionais). A data não coincide com as demais eleições do país, o que sugere que as eleições municipais seguem uma lógica própria. Nesse cenário, é necessário analisar o peso do sistema eleitoral e sua relação com o funcionamento dessas disputas. Em termos de coordenação eleitoral, no nível local os partidos não respeitam alianças estabelecidas em outras esferas de poder, sendo comum coligações municipais que discrepam substancialmente das alianças nacionais. Além disso, também é possível confirmar a hipótese de Duverger sobre o caráter bipolar de eleições majoritárias de turno único (adotada em mais de 98% das cidades), o que torna necessária a compreensão desses processos de coordenação local dos partidos. Estes e outros aspectos serão discutidos com o intuito de apresentar um panorama analítico que auxilie na compreensão mais acurada do sistema político-partidário brasileiro sob a ótica das disputas municipais. Painel Democracia Brasileira: O que Sabemos? 2

4 4ª Gênero e Política no Brasil: Suas Transformações e seus Limites Autora: Dra. Flávia Biroli Instituição: Universidade Nacional de Brasília Resumo: O paper analisa a posição social da mulher no Brasil a partir de duas variáveis, consideradas aqui de maneira complementar: a presença de mulheres na política institucional (a partir de dados e estudos relativos à representação política de mulheres no legislativo e no executivo federais) e a presença de mulheres na mídia noticiosa (a partir de dados e estudos relativos à representação social das mulheres, sobretudo das mulheres políticas, no noticiário das principais revistas semanais brasileiras de notícias). Discute o impacto da divisão convencional dos papeis sexuais nesses dois campos, da política e da mídia. Nos dois casos, estereótipos de gênero, em transformação, são vistos como parte da dinâmica complexa de restrição à presença feminina e de delimitação das transformações em curso das relações de gênero na sociedade brasileira. 5ª - O Sistema Partidário Brasileiro: O que Sabemos sobre sua Evolução? Autor: Dr. Paulo Peres Instituição: Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS Resumo: As análises de política comparada que enfocam os sistemas partidários latino-americanos são praticamente unânimes em duas conclusões: a primeira delas é que os países da região teriam sistemas menos institucionalizados do que seus congêneres europeus; a segunda é que, dentre eles, o Brasil teria um dos sistemas mais instáveis. Porém, essa literatura apresenta problemas importantes, como a ausência de dados empíricos mais sistemáticos. Desse modo, a proposta consiste na apresentação de dados que possibilitam uma melhor avaliação acerca do formato e da dinâmica dos sistemas partidários brasileiros nos níveis nacional e sub-nacional, com o foco voltado especialmente ao grau de institucionalização dos sistemas partidários, à distorção da representação e ao grau de fragmentação eleitoral. Painel Democracia Brasileira: O que Sabemos? 3

5 Informações sobre os Membros do Painel Dr. Paulo Peres Possui graduação em Ciências Sociais pela Universidade Federal de São Carlos (1997), mestrado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (2000) e doutorado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (2005). Fez estágio de pós-doutorado no Consórcio de Informações Sociais da USP/ANPOCS (2005/ 2006). Foi professor do Departamento de Ciências Sociais, na Universidade Federal de São Carlos (2004/2005) e professor adjunto de Ciência Política na Universidade Federal de São Paulo ( ). Atualmente, é professor adjunto do Departamento de Ciência Política e do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Publicou artigos recentemente na Revista Brasileira de Ciências Sociais e Latin American Research Review. Faz parte do comitê científico da Revista Política Hoje e é parecerista da Revista de Sociologia e Política, Opinião Pública e Revista Brasileira de Ciência Política. Tem interesse principalmente nos seguintes temas: instituições políticas brasileiras, partidos e sistemas partidários, teoria democrática e história, epistemologia e metodologia da Ciência Política. Contato: Avenida Independência, 805, apto. 31, Bom Fim, Porto Alegre, RS, Bra- sil. Telefone: Dr. Gustavo Grohmann Concluiu o doutorado em Ciência Política e Sociologia pelo Instituto Universitário de Pesquisas do Rio de Janeiro (IUPERJ), em Atualmente é Professor Adjunto da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Foi coordenador do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da UFRGS. Atua na área de Ciência Política, em especial nas linhas de pesquisa "Comportamento e Instituições Políticas" e "Instituições Políticas". É filiado à Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP) e à International Political Science Association (IPSA). Contato: Rua Ferreira Viana 763, apto 301, CEP , Porto Alegre RS Brasil. Telefone: Dr. Ernani Carvalho Doutorado em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (2005). Foi pesquisador visitante na Universidade de Coimbra ( ). Foi Coordenador do curso de Bacharelado em Ciência Política e Relações Internacionais na UFPE ( ) e coordenador local do 7º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política (ABCP), em Foi Diretor da Associação Brasileira de Relações Internacionais (ABRI / ). Atualmente é Coordenador do Programa de Pós-Graduação Painel Democracia Brasileira: O que Sabemos? 4

6 em Ciência Política e Professor do Programa de Gestão Pública para Desenvolvimento do Nordeste da Universidade Federal de Pernambuco e Bolsista de Produtividade em Pesquisa (Nível 2) do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico CNPq. Coordena projetos de pesquisa financiados pela FA- CEPE, CNPq e CAPES. Atualmente também é Editor da Revista Política Hoje e parecerista de várias Revistas da área de Ciências Sociais, entre elas a Revista Brasileira de Ciências Sociais e a Revista de Sociologia e Política. Tem interesse nas áreas de Instituições Políticas, Controles Democráticos, Poder Judiciário, Política Comparada e Política Externa. Contato: Estrada das Ubaias, 170, Apto. 201, Casa Amarela, Recife, PE, Brasil. Telefone: Dr. Humberto Dantas Cientista social, mestre e doutor em Ciência Política pela Universidade de São Paulo. Leciona desde 1999, com experiência em diversas escolas de graduação e pós-graduação. Atualmente é coordenador de cursos de pós-graduação na FIPE- USP, docente visitante do curso de Gestão de Políticas Públicas da USP e professor do INSPER, uma escola de negócios de São Paulo. Desde 2003 dedica-se a ações de educação política, tendo formado 180 turmas em programas voltados à disseminação de aspectos políticos suprapartidários. Autor e organizador de diversos livros e artigos que tratam do sistema eleitoral brasileiro e suas características, com destaque para "Introdução à Política Brasileira" (Paulus, 2007) e "Coligações eleitorais na nova democracia brasileira" (Konrad Adenauer, 2010). Na área de pesquisa, desenvolve estudos sobre educação política no Brasil em grupo de pesquisas do CEFO (Centro de Formação da Câmara dos Deputados). Durante três anos apresentou um programa de rádio sobre política nacional e, atualmente, é comentarista político da Rede Vida de Televisão. Contato: Rua Aibi, 33, apto. 61, Alto da Lapa, São Paulo, SP, Brasil, CEP e Dra. Flávia Biroli Doutora em História pela Unicamp. Pesquisadora do CNPq e professora do Instituto de Ciência Política da Universidade de Brasília, onde coordena o Grupo de Pesquisa Democracia e Desigualdades. Edita a Revista Brasileira de Ciência Política e é coordena o Programa de Pós-Graduação em Ciência Política da UnB. Autora dos livros Mídia, Representação e Democracia (co-organização com Luis Felipe Miguel e publicado pela editora Hucitec, São Paulo, 2010) e Caleidoscópio Convexo: Mulheres, Política e Mídia (co-autoria com Luis Felipe Miguel; publica- Painel Democracia Brasileira: O que Sabemos? 5

7 do pela editora UNESP, São Paulo, 2011), entre outras publicações nas áreas de gênero, mídia e teoria política. Contato: SQS 113, C, 102, Brasília, DF, Brasil, CEP Telefone: Painel Democracia Brasileira: O que Sabemos? 6

SEMINÁRIO Reforma Política: Sistema Eleitoral em Debate. LOCAL: Auditório Prof. Oswaldo Fadigas Fontes - USP DATA: 30 de maio de 2011 RELATÓRIO

SEMINÁRIO Reforma Política: Sistema Eleitoral em Debate. LOCAL: Auditório Prof. Oswaldo Fadigas Fontes - USP DATA: 30 de maio de 2011 RELATÓRIO SEMINÁRIO Reforma Política: Sistema Eleitoral em Debate LOCAL: Auditório Prof. Oswaldo Fadigas Fontes - USP DATA: 30 de maio de 2011 RELATÓRIO O seminário teve a duração de um dia e contou com a participação

Leia mais

19/08/17. Atualidades. Projeto de Reforma Política. Prof. Grega

19/08/17. Atualidades. Projeto de Reforma Política. Prof. Grega Atualidades Projeto de Reforma Política A Comissão Especial da Câmara dos Deputados concluiu nesta terça-feira (15/08/2017) a votação das emendas da parte da reforma política que necessita de alterações

Leia mais

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 145, DE 2011

SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 145, DE 2011 SENADO FEDERAL PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 145, DE 2011 Altera a Lei n 4.737, de 15 de julho de 1965, (Código Eleitoral), e a Lei n 9.504, de 30 de setembro de 1997, para instituir o sistema eleitoral

Leia mais

Sistema Político Brasileiro, Democracia e Sistema Eleitoral

Sistema Político Brasileiro, Democracia e Sistema Eleitoral Sistema Político Brasileiro, Democracia e Sistema Eleitoral Universidade Federal Fluminense UFF Faculdade de Economia Núcleo Transdisciplinar de Estudos de Gênero Programa de Estudos Pós-Graduados em Política

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BOTÂNICA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BOTÂNICA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE BOTÂNICA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 101, de 15 de dezembro

Leia mais

Sistema de governo no qual o presidente da República é o chefe de governo e chefe de Estado. Caracteriza pela separação de poderes (Leg/Jud/Exec);

Sistema de governo no qual o presidente da República é o chefe de governo e chefe de Estado. Caracteriza pela separação de poderes (Leg/Jud/Exec); O Poder Executivo 1 Presidencialismo Conceito Formal Sistema de governo no qual o presidente da República é o chefe de governo e chefe de Estado. Caracteriza pela separação de poderes (Leg/Jud/Exec); EUA

Leia mais

BIOGRAFIA SANDRO ROBERTO VALENTINI

BIOGRAFIA SANDRO ROBERTO VALENTINI BIOGRAFIA SANDRO ROBERTO VALENTINI CANDIDATO A REITOR Formado em Farmácia-Bioquímica pela Unesp. Ingressou na Unesp como Auxiliar de Ensino em 1987. Mestrado em Microbiologia e Imunologia pela Unifesp,

Leia mais

Definição como se transformam votos em poder

Definição como se transformam votos em poder Definição. Sistema eleitoral é o conjunto de regras que define como, em uma determinada eleição, o eleitor pode fazer suas escolhas e como os votos são contabilizados para serem transformados em mandatos.

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE HISTOLOGIA E EMBRIOLOGIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 05, de

Leia mais

CURSO MULHERES NO PODER LEGISLATIVO

CURSO MULHERES NO PODER LEGISLATIVO CURSO MULHERES NO PODER LEGISLATIVO Manhattan Plaza Brasília - DF 09 de dezembro de 2010 RELATÓRIO Aline Bruno Soares A Fundação Konrad Adenauer convidou mulheres eleitas para o Poder Legislativo a participarem

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIENCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA E FARMACOLOGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIENCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA E FARMACOLOGIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIENCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE FISIOLOGIA E FARMACOLOGIA Edital nº 68, de 22 de julho de 2014, publicado no Diário Oficial da União

Leia mais

Palavras-chave: formação de professores; profissão docente; profissionalização docente.

Palavras-chave: formação de professores; profissão docente; profissionalização docente. A PRODUÇÃO ACADÊMICA SOBRE A PROFISSIONALIZAÇÃO DOCENTE NA REGIÃO CENTRO-OESTE RELATOS DE UM ANO DE INICIAÇÃO CIENTIFICA (PIBIC) Jackeline Império Soares 1 Resumo Este trabalho tem como objetivo relatar

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE XXX DEPARTAMENTO DE XXX

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE XXX DEPARTAMENTO DE XXX SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE XXX DEPARTAMENTO DE XXX CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 101, de 15 de dezembro de 2014, publicado no

Leia mais

Periscope ao-vivo Direito Eleitoral com Bruno Oliveira. Resolução das Questões de Direito Eleitoral do Concurso TRE/SP 2012

Periscope ao-vivo Direito Eleitoral com Bruno Oliveira. Resolução das Questões de Direito Eleitoral do Concurso TRE/SP 2012 Periscope ao-vivo Direito Eleitoral com Bruno Oliveira Resolução das Questões de Direito Eleitoral do Concurso TRE/SP 2012 QUESTÃO 01 (LC 64/90 - Ações Eleitorais) Um partido político pretende pedir a

Leia mais

A REFORMA DO SISTEMA PARTIDÁRIO ELEITORAL: DIAGNÓSTICO, POSSIBILIDADES E LIMITES FERNANDO LUIZ ABRUCIO

A REFORMA DO SISTEMA PARTIDÁRIO ELEITORAL: DIAGNÓSTICO, POSSIBILIDADES E LIMITES FERNANDO LUIZ ABRUCIO A REFORMA DO SISTEMA PARTIDÁRIO ELEITORAL: DIAGNÓSTICO, POSSIBILIDADES E LIMITES FERNANDO LUIZ ABRUCIO CONTEXTO O MODELO POLÍTICO DA CONSTITUIÇÃO DE 1988 CARACTERÍSTICAS 1) SISTEMA PROPORCIONAL E MULTIPARTIDARISMO

Leia mais

PONTUAÇÃO PARA PROGRESSÃO FUNCIONAL DE DOCENTES (Aprovada na 207ª Reunião do Conselho da Unidade do IM, em 25/09/2009)

PONTUAÇÃO PARA PROGRESSÃO FUNCIONAL DE DOCENTES (Aprovada na 207ª Reunião do Conselho da Unidade do IM, em 25/09/2009) UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE MATEMÁTICA Av. Bento Gonçalves 9500 - Agronomia - 91509-900 Porto Alegre - RS - BRASIL Tel: (051) 3308-6189/3308-6225 FAX: (051) 3308-7301 e-mail:

Leia mais

Ofício nº 1028 (SF) Brasília, em 27 de setembro de 2017.

Ofício nº 1028 (SF) Brasília, em 27 de setembro de 2017. Ofício nº 1028 (SF) Brasília, em 27 de setembro de 2017. A Sua Excelência o Senhor Deputado Giacobo Primeiro-Secretário da Câmara dos Deputados Assunto: Projeto de Lei do Senado à revisão. Senhor Primeiro-Secretário,

Leia mais

EMENTAS DAS DISCIPLINAS

EMENTAS DAS DISCIPLINAS EMENTAS DAS DISCIPLINAS CURSO DE GRADUAÇÃO DE CIÊNCIA POLÍTICA Planejamento de Campanha Eleitoral Estudo dos conteúdos teóricos introdutórios ao marketing político, abordando prioritariamente os aspectos

Leia mais

A presença das mulheres no parlamento brasileiro

A presença das mulheres no parlamento brasileiro A Transparência Brasil é uma organização brasileira, independente e autônoma. e-mail: tbrasil@transparencia.org.br www.transparencia.org.br A presença das mulheres no parlamento brasileiro Renato Abramowicz

Leia mais

Administração Pública

Administração Pública Administração Pública Sistema Político Brasileiro Professor Cássio Albernaz www.acasadoconcurseiro.com.br Administração Pública SISTEMA POLÍTICO BRASILEIRO O Brasil é uma república federal presidencialista,

Leia mais

CURSO DE DIREITO DIREITO ELEITORAL. Prof. Gilberto Kenji Futada SISTEMAS ELEITORAIS

CURSO DE DIREITO DIREITO ELEITORAL. Prof. Gilberto Kenji Futada SISTEMAS ELEITORAIS CURSO DE DIREITO Prof. A CF/88 prevê dois sistemas para a escolha dos representantes que, em nome do titular da soberania, o povo, exercerão o poder: Sistema Majoritário a) Presidência da República b)

Leia mais

ADALBERTO MOREIRA CARDOSO Matrícula: Carga Horária Contratual: 40 hs/sem

ADALBERTO MOREIRA CARDOSO Matrícula: Carga Horária Contratual: 40 hs/sem ADALBERTO MOREIRA CARDOSO Matrícula: 00360263 Pós Stricto Sensu 01 4 QUI - 14:20 às 15:10-15:10 às 16:00-16:10 às 17:00-17:00 às 17:50 Disciplina "Seminário de Tese", obrigatória no âmbito do Doutorado

Leia mais

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1102D - Comunicação Social: Radialismo. Ênfase

Plano de Ensino. Identificação. Câmpus de Bauru. Curso 1102D - Comunicação Social: Radialismo. Ênfase Curso 1102D - Comunicação Social: Radialismo Ênfase Identificação Disciplina 0003129A - Realidade Socioeconômica e Política Brasileira Docente(s) Carlo Jose Napolitano Unidade Faculdade de Arquitetura,

Leia mais

Processo de Inscrição 2006 Convênio CNPq/Centro de Estudos Brasileiros da Universidade de Oxford

Processo de Inscrição 2006 Convênio CNPq/Centro de Estudos Brasileiros da Universidade de Oxford Processo de Inscrição 2006 Convênio CNPq/Centro de Estudos Brasileiros da Universidade de Oxford Bolsas para estágios de pesquisa e ensino (júnior e sênior), no âmbito do Convênio de cooperação entre o

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CLÍNICA E ODONTOLOGIA PREVENTIVA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CLÍNICA E ODONTOLOGIA PREVENTIVA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CLÍNICA E ODONTOLOGIA PREVENTIVA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 05,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Tecnologia e Geociências Departamento de Engenharia Química

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Tecnologia e Geociências Departamento de Engenharia Química SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Tecnologia e Geociências Departamento de Engenharia Química CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 42, de 27

Leia mais

ELEIÇÕES 2016 O QUE VOCÊ PRECISAR SABER

ELEIÇÕES 2016 O QUE VOCÊ PRECISAR SABER ADVOCACIA & CONSULTORIA EVILSON BRAZ Rua Rodrigues de Aquino, n.º 267, 9º Andar/Sala 903 Edf. Asplan, Centro, João Pessoa/PB - (083) 98761-0375/99989-6277/3021-8444 E-mail: evilsonbraz@ig.com.br / Site:

Leia mais

INFORME ESPECIAL ASSESSORIA PARLAMENTAR Nº 01

INFORME ESPECIAL ASSESSORIA PARLAMENTAR Nº 01 INFORME ESPECIAL ASSESSORIA PARLAMENTAR Nº 01 Elaborado em 09 de julho de 2013 REFORMA POLÍTICA DEPUTADOS DESCARTAM REFORMA POLÍTICA VÁLIDA PARA 2014 O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, afirmou

Leia mais

A ESPIRAL DA CULTURA CIENTÍFICA

A ESPIRAL DA CULTURA CIENTÍFICA CONTECC 2016 - Congresso Técnico Científico da Engenharia e da Agronomia 29 de agosto a 1 de setembro de 2016 A ESPIRAL DA CULTURA CIENTÍFICA Carlos Vogt Coordenador do Laboratório de Estudos Avançados

Leia mais

SELEÇÃO DE ALUNOS PARA ESTÁGIO REMUNERADO EM PROJETO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA REFERENTE AO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA 01/2012 EDITAL 03/2012

SELEÇÃO DE ALUNOS PARA ESTÁGIO REMUNERADO EM PROJETO DE EXTENSÃO UNIVERSITÁRIA REFERENTE AO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA 01/2012 EDITAL 03/2012 Ministério da Educação Universidade Tecnológica Federal do Paraná Campus Apucarana DIREC - Diretoria de Relações Empresariais e Comunitárias. DEPEX Departamento de Projetos de Extensão. PR UNIVERSIDADE

Leia mais

Quem reforma o sistema eleitoral?

Quem reforma o sistema eleitoral? Quem reforma o sistema eleitoral? O nó que amarra a reforma política no Brasil nunca foi desatado. O motivo é simples. Não há interesse. Historicamente, parlamentares só mudam as regras em benefício próprio.

Leia mais

Faculdade de Ciências Farmacêuticas Departamento de Farmácia

Faculdade de Ciências Farmacêuticas Departamento de Farmácia U N I V E R S I D A D E D E S Ã O P A U L O Departamento de Farmácia Ilma.Sra. Profa.Dra. Primavera Borelli Garcia Diretora da USP São Paulo, 06 de março de 07 Prezada Professora A Comissão de Atividades

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO ANEXO I QUADRO PONTUAÇÃO ÁREAS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO ANEXO I QUADRO PONTUAÇÃO ÁREAS ANEXO I QUADRO PONTUAÇÃO ÁREAS Pontuação para avaliação de desempenho para fins de progressão e promoção na Classe A, com as denominações de Professor Adjunto A, Professor Assistente A, e Professor Auxiliar,

Leia mais

Opinião dos Vereadores sobre a Reforma Política

Opinião dos Vereadores sobre a Reforma Política Opinião dos Vereadores sobre a Reforma Política Resultado da pesquisa sobre Reforma Política com Vereadores presentes na 1ª Mobilização Nacional de Vereadores realizada, em Brasília, nos dias 06 e 07 de

Leia mais

ANEXO I - PIT. Plano de Individual de Trabalho - PIT ELEMENTOS PARA COMPOSIÇÃO DE CARGA HORÁRIA.

ANEXO I - PIT. Plano de Individual de Trabalho - PIT ELEMENTOS PARA COMPOSIÇÃO DE CARGA HORÁRIA. ANEXO I - PIT Plano de Individual de Trabalho - PIT ELEMENTOS PARA COMPOSIÇÃO DE CARGA HORÁRIA. Docente Centro Categoria Titulação Reg. Trabalho Semestre Atividades Acadêmicas 1 Ensino Código/Disciplina

Leia mais

TABELA UNIFICADA DE PONTUAÇÃO DA PROVA DE TÍTULOS CCB

TABELA UNIFICADA DE PONTUAÇÃO DA PROVA DE TÍTULOS CCB SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE GENÉTICA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 101, de 15 de dezembro

Leia mais

Processo de Seleção Bolsista de Pós-Doutorado do PNPD/CAPES EDITAL Pós-Doutorado PPGQTA/FURG

Processo de Seleção Bolsista de Pós-Doutorado do PNPD/CAPES EDITAL Pós-Doutorado PPGQTA/FURG UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE- FURG ESCOLA DE QUÍMICA E ALIMENTOS PPG EM QUÍMICA TECNOLÓGICA E AMBIENTAL Av. Itália, km 08, Campus Carreiros - Rio Grande - RS CEP 96203-900 E-mail: ppgquimica@furg.br

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIRURGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIRURGIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CIRURGIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 101, de 15 de dezembro de

Leia mais

A produção Científica no Stricto Sensu em Design no Brasil 1

A produção Científica no Stricto Sensu em Design no Brasil 1 A produção Científica no Stricto Sensu em Design no Brasil 1 André Luis Marques da Silveira 2 Ana Clara Marques 3 1. Introdução Esta resumo descreve o projeto de pesquisa intitulado A produção Científica

Leia mais

EDITAL DE SELEÇÃO PARA BOLSISTAS DO PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO (PNPD 2016) - CAPES

EDITAL DE SELEÇÃO PARA BOLSISTAS DO PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO (PNPD 2016) - CAPES UNIVERSIDADE DO GRANDE RIO PROFESSOR JOSÉ DE SOUZA HERDY ESCOLA DE CIÊNCIAS, EDUCAÇÃO, LETRAS, ARTES E HUMANIDADES PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO HUMANIDADES, CULTURAS E ARTES poshumanas@unigranrio.com.br EDITAL

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ATUARIAIS

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ATUARIAIS SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS E ATUARIAIS CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital

Leia mais

Francisco Miraglia é candidato a Reitor da USP

Francisco Miraglia é candidato a Reitor da USP Francisco Miraglia é candidato a Reitor da USP O candidato defende uma Universidade Autonôma e Democrática com eleições diretas para todos os cargos executivos, inclusive para Reitor Entre outubro e novembro

Leia mais

Alternativas políticas e respostas jurídicas diante da crise das instituições

Alternativas políticas e respostas jurídicas diante da crise das instituições UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA JÚLIO DE MESQUITA FILHO Campus de Franca SP Brasil V SEMINÁRIO DE DIREITO DO ESTADO Alternativas políticas e respostas jurídicas diante da crise das instituições Data: 15

Leia mais

UnB/Universidade de Brasília

UnB/Universidade de Brasília UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA EDITAL DE SELEÇÃO DE CANDIDATOS A BOLSA PÓS-DOUDORADO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS (BIOLOGIA MOLECULAR PPG-BIOMOL/UNB) PROGRAMA NACIONAL DE PÓS-DOUTORADO

Leia mais

RESOLUÇÃO 01/2015-PPGO-UNIOESTE, DE 04 DE AGOSTO DE 2015.

RESOLUÇÃO 01/2015-PPGO-UNIOESTE, DE 04 DE AGOSTO DE 2015. Centro de Ciências Biológicas e da Saúde CCBS Programa de pós-graduação, stricto sensu em Odontologia, nível de mestrado PPGO. Rua Universitária, 269. Fone (45) 322-3159. Jardim Universitário. CEP 85.819-11.

Leia mais

JORNAL IMPRESSO E POLÍTICA: A COBERTURA DAS ELEIÇÕES 2010 E 2012 NAS CAPAS DOS JORNAIS FOLHA DE LONDRINA E GAZETA DO POVO

JORNAL IMPRESSO E POLÍTICA: A COBERTURA DAS ELEIÇÕES 2010 E 2012 NAS CAPAS DOS JORNAIS FOLHA DE LONDRINA E GAZETA DO POVO JORNAL IMPRESSO E POLÍTICA: A COBERTURA DAS ELEIÇÕES 2010 E 2012 NAS CAPAS DOS JORNAIS FOLHA DE LONDRINA E GAZETA DO POVO Leonardo Migues de Léon, Centro Universitário Internacional Uninter leomiguesleon@gmail.com

Leia mais

ANEXO VI PORTARIA CONJUNTA SAD/UPE Nº 70, DE 03 DE JULHO DE 2012 TABELA DE PONTUAÇÃO PARA JULGAMENTO DE TÍTULOS E DE CURRÍCULO. Títulos Acadêmicos

ANEXO VI PORTARIA CONJUNTA SAD/UPE Nº 70, DE 03 DE JULHO DE 2012 TABELA DE PONTUAÇÃO PARA JULGAMENTO DE TÍTULOS E DE CURRÍCULO. Títulos Acadêmicos 1 ANEXO VI PORTARIA CONJUNTA SAD/UPE Nº 70, DE 03 DE JULHO DE 2012 TABELA DE PONTUAÇÃO PARA JULGAMENTO DE TÍTULOS E DE CURRÍCULO Julgamento dos Títulos e do Currículo. Essa prova tem peso 02 (dois). Pontuação

Leia mais

EDITAL PROFLETRAS/UESPI Nº 001/2017, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2017 EDITAL RELATIVO ÀS SOLICITAÇÕES DE CREDENCIAMENTO DE DOCENTES

EDITAL PROFLETRAS/UESPI Nº 001/2017, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2017 EDITAL RELATIVO ÀS SOLICITAÇÕES DE CREDENCIAMENTO DE DOCENTES EDITAL PROFLETRAS/UESPI Nº 001/2017, DE 01 DE FEVEREIRO DE 2017 EDITAL RELATIVO ÀS SOLICITAÇÕES DE CREDENCIAMENTO DE DOCENTES A Coordenação do Programa de Mestrado Profissional em Letras em Rede Nacional

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 49, de 09

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA - CCS

FACULDADE DE MEDICINA - CCS FACULDADE DE MEDICINA - CCS Critérios para a Avaliação Docente referente à Promoção para a Categoria de PROFESSOR TITULAR do Curso de Medicina da Faculdade de Medicina Perfil do Professor Titular do Curso

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS UNIVERSIDADE ESTADUAL DE PONTA GROSSA PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS EDITAL Nº 14/2017 CREDENCIAMENTO DE DOCENTES PERMANENTES NO

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE GEOLOGIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 10, de 06 de março

Leia mais

COMISSÃO EXECUTIVA ESTADUAL DO PT-PE REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE PAULISTA : TÁTICA ELEITORAL E ALIANÇA VOTO DO DIRIGENTE BRUNO RIBEIRO

COMISSÃO EXECUTIVA ESTADUAL DO PT-PE REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE PAULISTA : TÁTICA ELEITORAL E ALIANÇA VOTO DO DIRIGENTE BRUNO RIBEIRO COMISSÃO EXECUTIVA ESTADUAL DO PT-PE REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA DE 04.08.2016 PAULISTA : TÁTICA ELEITORAL E ALIANÇA VOTO DO DIRIGENTE BRUNO RIBEIRO FUNDAMENTAÇÃO ESCRITA O presente voto é fundamentado com

Leia mais

Outras áreas Área do concurso Cursos: até 80 horas Acima de 80 horas. Pesquisa ou estágio extra-curricular (mínimo 120 horas)

Outras áreas Área do concurso Cursos: até 80 horas Acima de 80 horas. Pesquisa ou estágio extra-curricular (mínimo 120 horas) Barema Concurso Docente Magisério Superior Escola de Medicina Veterinária APROVADO EM REUNIÃO CONGREGAÇÃO MEV 8/2/211 Àrea de Concentração:Med.Vet.Prev.e Saúde Pública/Anatomia Patoló Edital /211 Tipo

Leia mais

Julgamento de títulos Peso 4 Prova escrita Peso 3 Prova didática e/ou didáticoprática.

Julgamento de títulos Peso 4 Prova escrita Peso 3 Prova didática e/ou didáticoprática. UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE TECNOLOGIA E GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL INFORMAÇÕES COMPLEMENTARES AO EDITAL N 127, DE 09 DE SETEMBRO DE 2010, PUBLICADO NO D.O.U. Nº 179,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DEPARTAMENTO DE TEORIA GERAL DO DIREITO E DIREITO PRIVADO

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DEPARTAMENTO DE TEORIA GERAL DO DIREITO E DIREITO PRIVADO SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS JURÍDICAS DEPARTAMENTO DE TEORIA GERAL DO DIREITO E DIREITO PRIVADO CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DOS INCRITOS NO EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTA DE PÓS- DOUTORADO PNPD-CAPES EDITAL 005/2017

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DOS INCRITOS NO EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTA DE PÓS- DOUTORADO PNPD-CAPES EDITAL 005/2017 CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DOS INCRITOS NO EDITAL PARA PROCESSO SELETIVO DE BOLSISTA DE PÓS- DOUTORADO PNPD-CAPES EDITAL 005/2017 Os critérios de avaliação aprovado em reunião de colegiado do FQMAT serão compostos

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR ADJUNTO DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA

CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR ADJUNTO DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA CONCURSO PÚBLICO PARA PROFESSOR ADJUNTO DO DEPARTAMENTO DE HISTÓRIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO

Leia mais

A diversidade arquivística brasileira

A diversidade arquivística brasileira A diversidade arquivística brasileira Literatura arquivística Fonte: Costa, Alexandre de Souza. A bibliografia arquivística no Brasil Análise quantitativa e qualitativa. www.arquivistica.net, Rio de janeiro,

Leia mais

Grande doador ignora candidatos negros e mulheres

Grande doador ignora candidatos negros e mulheres A Transparência Brasil é uma organização brasileira, independente e autônoma. e-mail: tbrasil@transparencia.org.br www.transparencia.org.br Grande doador ignora candidatos negros e mulheres Natália Paiva

Leia mais

Cooperativismo e Eleições 2014 Resultados do 2º turno

Cooperativismo e Eleições 2014 Resultados do 2º turno Cooperativismo e Eleições 2014 Resultados do 2º turno Apresentação Dando continuidade ao estudo realizado após o fim do 1º turno, o Sistema OCB apresenta esta análise com a intenção de subsidiar as lideranças

Leia mais

SUBSTITUTIVO ADOTADO

SUBSTITUTIVO ADOTADO Comissão Especial destinada a proferir parecer à Proposta de Emenda à Constituição nº 282-A, de 2016, do Senado Federal, que "altera a Constituição Federal para vedar as coligações nas eleições proporcionais,

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE FILOSOFIA E CIÊNCIAS HUMANAS DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 6, de 30 de abril

Leia mais

Ficha de Avaliação QUÍMICA

Ficha de Avaliação QUÍMICA QUÍMICA Tipo de Avaliação: AVALIAÇÃO DE CURSOS NOVOS Instituição de Ensino: UNIVERSIDADE FEDERAL DA GRANDE DOURADOS (UFGD) Programa: Química Número/Ano: 183/2016 Modalidade: ACADÊMICO Área de Avaliação:

Leia mais

PROJETO CBEC ELEITORAL

PROJETO CBEC ELEITORAL PROJETO CBEC ELEITORAL AGOSTO DE 2016 1. DEFINIÇÃO DO CBEC ELEITORAL O CBEC Eleitoral integrará o Centro Brasileiro de Estudos Constitucionais CBEC, compondo-se de 02 (dois) Coordenadores Assistentes,

Leia mais

Nacionalização Partidária e Concentração Estadual dos Partidos Brasileiros 1

Nacionalização Partidária e Concentração Estadual dos Partidos Brasileiros 1 Nacionalização Partidária e Concentração Estadual dos Partidos Brasileiros 1 Introdução Carlos Machado 2 Universidade Federal de Minas Gerais Brasil Filipe Recch 3 Fundação João Pinheiro - Brasil Dentro

Leia mais

Fone: (47)

Fone: (47) RELATÓRIO DE PESQUISA AVALIAÇÃO DE INSTITUIÇÕES E SERVIÇOS PÚBLICOS DE ITAJAÍ 2009 E 2010 JULHO-2009 ABRIL-2010 TERMO DE RESPONSABILIDADE TÉCNICA SÃO TECNICAMENTE RESPONSÁVEIS PELOS RESULTADOS APRESENTADOS

Leia mais

FACULDADE DE EDUCAÇÃO / UERJ COORDENAÇÕES E DEPARTAMENTOS

FACULDADE DE EDUCAÇÃO / UERJ COORDENAÇÕES E DEPARTAMENTOS FACULDADE DE EDUCAÇÃO / UERJ COORDENAÇÕES E DEPARTAMENTOS Professoras Paula Cid e Luciana Velloso Coordenação do Curso de Pedagogia da Faculdade de Educação. Faculdade de Educação Estrutura Direção e Vice-Direção:

Leia mais

PROCESSO SELETIVO PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES NO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR APLICADA

PROCESSO SELETIVO PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES NO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR APLICADA PROCESSO SELETIVO PARA CREDENCIAMENTO DE DOCENTES NO PROGRAMA DE PÓS- GRADUAÇÃO EM BIOLOGIA CELULAR E MOLECULAR APLICADA O colegiado do Programa de Pós-Graduação em Biologia Celular (PPGBCMA), no uso de

Leia mais

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: Ciência Política NOME DO CURSO: Ciências Econômicas.

CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: Ciência Política NOME DO CURSO: Ciências Econômicas. 1. IDENTIFICAÇÃO CÓDIGO DA DISCIPLINA: PERÍODO: III CARGA HORÁRIA SEMANAL: 04 CARGA HORÁRIA SEMESTRAL: 60 CRÉDITO: 04 NOME DA DISCIPLINA: Ciência Política NOME DO CURSO: Ciências Econômicas. 2. EMENTA

Leia mais

PARTIDO VERDE Comissão Diretora Municipal Provisória do Município de Mâncio Lima

PARTIDO VERDE Comissão Diretora Municipal Provisória do Município de Mâncio Lima PARTIDO VERDE O da Comissão Diretora Municipal Provisória do PV Partido Verde, do município de, nos termos da Legislação Vigente e em conformidade com as disposições do Estatuto Partidário, CONVOCA os

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS/UEL EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTÁGIO PÓS-DOUTORAL 2016

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS/UEL EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTÁGIO PÓS-DOUTORAL 2016 CENTRO DE LETRAS E CIÊNCIAS HUMANAS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS SOCIAIS/UEL EDITAL DE SELEÇÃO DE ESTÁGIO PÓS-DOUTORAL 2016 SELEÇÃO DE BOLSISTA PARA

Leia mais

REGISTRO DE CANDIDATURA. Eduardo Rangel

REGISTRO DE CANDIDATURA. Eduardo Rangel REGISTRO DE CANDIDATURA Eduardo Rangel 1 Conceito: É a fase inicial do chamado microprocesso eleitoral na qual um partido político ou coligação requer, junto a Justiça Eleitoral, a inscrição de seus candidatos

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Fundação Universidade Federal do ABC Pró-Reitoria de Pós-Graduação Programa de Pós-Graduação em Evolução e Diversidade Avenida dos Estados, 5001 Bairro Bangu Santo André - SP CEP

Leia mais

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau

CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA. Victor Barau CURSO FORMAÇÃO CIDADÃ DEMOCRACIA REPRESENTATIVA Victor Barau 1- O Conceito da palavra Democracia Democracia demos = povo, e kratos = autoridade Origem Conceito Moderno: Revoluções Francesa e Americana.

Leia mais

Edital nº 74, de NOVEMBRO de 2015, publicado no Diário Oficial da União nº 211, de 05 de NOVEMBRO de 2015.

Edital nº 74, de NOVEMBRO de 2015, publicado no Diário Oficial da União nº 211, de 05 de NOVEMBRO de 2015. SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO ACADÊMICO DO AGRESTE NÚCLEO DE DESIGN CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 74, de NOVEMBRO de 2015, publicado

Leia mais

FGV DIREITO RIO. QUALIS Periódicos selecionados CENTRO DE JUSTIÇA E SOCIEDADE. MPPJ Mestrado Profissional em Poder Judiciário

FGV DIREITO RIO. QUALIS Periódicos selecionados CENTRO DE JUSTIÇA E SOCIEDADE. MPPJ Mestrado Profissional em Poder Judiciário FGV DIREITO RIO QUALIS Periódicos selecionados MPPJ Mestrado Profissional em Poder Judiciário CENTRO DE JUSTIÇA E SOCIEDADE WebQualis - CAPES WebQualis/CAPES O WebQualis é o sistema digital concebido pela

Leia mais

Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR)

Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR) Programa de Pós-Graduação em Jornalismo (POSJOR) Ementário - Doutorado Eixo de Disciplinas Comuns Metodologia de Pesquisa em Jornalismo M e D Obrigatória 60 horas 04 Conhecimento e campo científico. Campo

Leia mais

PROCEDIMENTOS UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DA PESQUISA:

PROCEDIMENTOS UTILIZADOS NA REALIZAÇÃO DA PESQUISA: Curitiba, 27 de julho de 2017. Apresentamos a seguir os resultados da pesquisa de opinião pública realizada no Brasil, com o objetivo de consultar à população sobre avaliação do panorama político atual.

Leia mais

FACULDADE DE MEDICINA - CCS

FACULDADE DE MEDICINA - CCS FACULDADE DE MEDICINA - CCS Critérios para a Avaliação Docente referente à Promoção da categoria de PROFESSOR ADJUNTO IV para ASSOCIADO I e demais progressões nas categorias de PROFESSOR ASSOCIADO (I a

Leia mais

Parecer da Comissão de Avaliação de Desempenho. nível 11da Classe Adjunto do Professor 8halchandra Digambar Thatte

Parecer da Comissão de Avaliação de Desempenho. nível 11da Classe Adjunto do Professor 8halchandra Digambar Thatte UFmG DEPARTAMENTO DE MATEMÁTICA - ICEx 11IIIII Parecer da Comissão de Avaliação de Desempenho para fins de Progressão funcional do nível I para o nível 11da Classe Adjunto do Professor 8halchandra Digambar

Leia mais

DIFUSÃO E DIVULGAÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO

DIFUSÃO E DIVULGAÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO DIFUSÃO E DIVULGAÇÃO DO CONHECIMENTO CIENTÍFICO A Espiral da Cultura Científica Carlos Vogt Coordenador do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo Labjor/Unicamp Presidente da Universidade Virtual

Leia mais

EDITAL PPGSP PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD-CAPES 2016

EDITAL PPGSP PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD-CAPES 2016 EDITAL PPGSP PROCESSO SELETIVO PARA BOLSA DE PÓS-DOUTORADO PNPD-CAPES 2016 O Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política da Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro - UENF informa que

Leia mais

PROGRAMA DA DISCIPLINA

PROGRAMA DA DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS FACULDADE DE CIÊNCIAS SOCIAIS PROFESSOR PEDRO VASCONCELOS CIÊNCIA POLÍTICA I E-mail: pedrovr1@gmail.com Atendimento: Agendar por e-mail PROGRAMA DA DISCIPLINA Ementa: Oferecer

Leia mais

Jaime Barreiros Neto REFORMA ELEITORAL. Comentários à Lei , de 29 de setembro de 2015

Jaime Barreiros Neto REFORMA ELEITORAL. Comentários à Lei , de 29 de setembro de 2015 Jaime Barreiros Neto REFORMA ELEITORAL Comentários à Lei 13.165, de 29 de setembro de 2015 Barreiros Neto-Reforma Eleitoral-1ed.indb 3 30/05/2016 09:16:57 Capítulo 2 A LEI 13.165/2015 E AS REGRAS RELATIVAS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E DA NATUREZA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM GEOGRAFIA PROCESSO DE SELEÇÃO DE BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO/PPGG O Programa de Pós-Graduação em Geografia

Leia mais

Fábio Dias Leal Professor do Uniritter Laureate International Universities.

Fábio Dias Leal Professor do Uniritter Laureate International Universities. SOBRE OS AUTORES Anselmo Peres Alós Possui Doutorado em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul Brasil (2007). É professor de Literatura nos Cursos de Graduação e Pòs-Graduação em Letras

Leia mais

Relação Lattes/ Avaliação Cultura e Extensão Pesquisa em processo*

Relação Lattes/ Avaliação Cultura e Extensão Pesquisa em processo* Relação Lattes/ Avaliação Pesquisa em processo* Comissão de Universitária FAU/USP * Dúvidas ou sugestões nos envie um e-mail Detalhamento. (Atividades externas à USP e da especialidade em docência e pesquisa

Leia mais

Myrian Massarollo Presidente

Myrian Massarollo Presidente Cálculos eleitorais No Brasil adotamos o sistema político denominado Democracia Representativa. Nele os eleitores concedem um mandato eletivo, ou seja, através do voto, a alguns cidadãos que se candidataram

Leia mais

Programa de Pós-graduação em Psicologia: Mestrado e Doutorado. Universidade Federal de Pernambuco

Programa de Pós-graduação em Psicologia: Mestrado e Doutorado. Universidade Federal de Pernambuco Programa de Pós-graduação em Psicologia: Mestrado e Doutorado Universidade Federal de Pernambuco Síntese da apresentação 1. Caracterização 2. Linhas de Pesquisa 3. Corpo docente 4. Demanda 5. Fluxo de

Leia mais

(Do Senhor Marcus Pestana)

(Do Senhor Marcus Pestana) PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Senhor Marcus Pestana) Dispõe sobre o sistema eleitoral para as eleições proporcionais, alterando a Lei nº 4.737, de 15 de julho de 1965 (Código Eleitoral), a Lei nº 9.096,

Leia mais

EDITAL Nº 01/2017 ML/PNPD SELEÇÃO DE BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO MODALIDADE PNPD/CAPES

EDITAL Nº 01/2017 ML/PNPD SELEÇÃO DE BOLSISTA DE PÓS-DOUTORADO MODALIDADE PNPD/CAPES MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO PIAUÍ CENTRO DE CIÊNCIAS HUMANAS E LETRAS COORDENAÇÃO DO MESTRADO ACADÊMICO EM LETRAS Campus Universitário Poeta Torquato Neto Bairro Pirajá Teresina-PI

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PRODUÇÃO E POLÍTICA CULTURAL

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS JAGUARÃO CURSO DE PRODUÇÃO E POLÍTICA CULTURAL PLANO DE ENSINO 2012-1 DISCIPLINA: Ciência Política PROFESSOR: Alan Dutra de Melo I DADOS DE IDENTIFICAÇÃO Carga Horária Teórica: 60h II EMENTA O estudo da ciência política. A sociedade e o Estado. A população

Leia mais

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Filosofia e Ciências Humanas Departamento de Ciências Geográficas

SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Filosofia e Ciências Humanas Departamento de Ciências Geográficas SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO Centro de Filosofia e Ciências Humanas Departamento de Ciências Geográficas CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR Edital nº 42,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CLÍNICA E ODONTOLOGIA PREVENTIVA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CLÍNICA E ODONTOLOGIA PREVENTIVA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PERNAMBUCO CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE DEPARTAMENTO DE CLÍNICA E ODONTOLOGIA PREVENTIVA CONCURSO PÚBLICO PARA DOCENTES DO MAGISTÉRIO SUPERIOR EDITAL nº, de de setembro de 12, publicado

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO UNIFESP ESCOLA PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS EPPEN

UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO UNIFESP ESCOLA PAULISTA DE POLÍTICA, ECONOMIA E NEGÓCIOS EPPEN UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO UNIFESP EPPEN MESTRADO PROFISSIONAL EM GESTÃO DE POLÍTICAS E ORGANIZAÇÕES PÚBLICAS EDITAL 00/206 CREDENCIAMENTO DE DOCENTES O Coordenador do Programa de Pós-Graduação

Leia mais

AS MULHERES NA POLÍ TÍCA EM NU MEROS

AS MULHERES NA POLÍ TÍCA EM NU MEROS AS MULHERES NA POLÍ TÍCA EM NU MEROS Número de deputados Federais Eleitos em 2006, 2010 e 2014 MULHERES % HOMENS % TOTAL 2006 45 8,8 468 91,2 2010 45 8,8 468 91,2 513 2014 51 9,9 462 90,1 Número de Senadores

Leia mais

Escola Nacional de Administração Pública Diretoria de Formação Profissional Coordenação-Geral de Formação

Escola Nacional de Administração Pública Diretoria de Formação Profissional Coordenação-Geral de Formação Curso de Formação Inicial para a Carreira de EPPGG 16ª edição 2011 EIXO 4 POLÍTICAS PÚBLICAS Disciplina: D 4.2 Planejamento Estratégico Governamental Professores: Antônio Lassance Maria Lúcia de Oliveira

Leia mais

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS)

COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS) COMISSÃO ESPECIAL DESTINADA A DAR PARECER ÀS PROPOSTAS DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO RELACIONADAS À REFORMA POLÍTICA (PEC 182, DE 2007, E APENSADAS) SUBSTITUTIVO À PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO N o 14,

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE CIÊNCIAS ECONÔMICAS DEPARTAMENTO DE ECONOMIA E RELAÇÕES INTERNACIONAIS PRÉ-REQUISITO PARA CONCURSO PARA PROVIMENTO DE CARGO DE PROFESSOR ADJUNTO A NA ÁREA MACROECONOMIA ABERTA E FINANÇAS INTERNACIONAIS Pré-requisito: Doutorado em Ciências Econômicas, Ciência Política ou Relações

Leia mais