Prêmio Abradee de Responsabilidade Social

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Prêmio Abradee de Responsabilidade Social"

Transcrição

1 Prêmio Abradee de Responsabilidade Social Pedro Eugênio Pereira ABRADEE 11 de junho de 2007

2 ABRADEE: 99% do Mercado e 49 Associadas Reunião CIER-Eletropaulo

3 Reunião CIER-Eletropaulo BENCHMARKING ABRADEE Histórico 1. SIG Sistemas de Informação para a Gestão Indicadores Internos 1.2 Pesquisa Abradee de Satisfação do Cliente Residencial 2. Prêmio Abradee Satisfação do Cliente Gestão Operacional Gestão Econômico-Financeira Qualidade da Gestão Responsabilidade Social 3. Seminário Abradee de Melhores Práticas 4. Mapa Estratégico (BSC) e Banco de Melhores Práticas 5. Plano de Ação da Abradee

4 Reunião CIER-Eletropaulo BENCHMARKING ABRADEE Ciclo Anual Coleta de Dados Internos Pesquisa 1 Até MAI Plano de Ação 5 NOV-DEZ JUL 2 Premiação (Ranking) Mapa Estratégico (BSC) Banco de Melhores Práticas OUT-NOV AGO-OUT 4 3 Seminários de Melhores Práticas

5 PRÊMIO ABRADEE Logomarca e Troféu Reunião CIER-Eletropaulo

6 Reunião CIER-Eletropaulo PRÊMIO ABRADEE PARCERIAS Metodologia e Apuração Pesquisa de Satisfação do Cliente Qualidade da Gestão Responsabilidade Social

7 Reunião CIER-Eletropaulo PRÊMIO ABRADEE Prêmios Concedidos Categorias Prêmios Concedidos Associadas com mil consumidores mais menos Melhor Distribuidora de Energia Elétrica do Brasil Geral Melhor Distribuidora de Energia Elétrica da Região Maior Evolução do Desempenho Melhor Avaliação pelo Cliente Melhor Gestão Operacional Específica Melhor Gestão Econômico-Financeira Qualidade da Gestão Responsabilidade Social

8 Reunião CIER-Eletropaulo PRÊMIO ABRADEE Pesos em cada versão dos Prêmios da Categorial Geral CRITÉRIO a Avaliação pelo Cliente 31, Gestão Operacional 31, Gestão Econômico-Financeira 31, Qualidade da Gestão 5, Responsabilidade Social

9 PRÊMIO ABRADEE Critérios, Indicadores e Pesos Critério de Avaliação Peso do Critério Indicador do Critério Peso do Indicador nos Prêmios da Categoria Específica Geral Avaliação pelo Cliente 28 ISQP da Pesquisa de Satisfação - VOX-POPULI 100,0 28,000 Gestão Operacional Gestão Econômico - Financeira 28 Qualidade do Faturamento Inadimplência Cobertura de Juros Técnica 12,5 3,500 Comercial 12,5 3,500 DEC 15,0 4,200 FEC 15,0 4,200 TG 7,2 2,016 TF 10,8 3,024 TG 0,8 0,224 TF 1,2 0,336 10,0 2,800 15,0 4,200 20,0 5,600 20,0 5,600 15,0 4,200 15,0 4,200 20,0 5,600 10,0 2,800 Qualidade da Gestão 11 Relatório da Gestão - FNQ 100,0 11,000 Responsabilidade Social 28 5 Perdas de Energia na MT e BT Continuidade do Fornecimento Segurança Força de Trabalho População Remuneração no Critério Setorial Resultado Operacional sobre a Parcela Gerenciável Cobertura de Dívida Eficiência no Uso de Capitais Próprios e de Terceiros Capital de Giro Indicador IDAR de de Resp. Resp. Social Social da da Pesquisa de Satisfação Balanço Social Ibase Indicadores Ethos - Abradee de RSE Laborais / Folha Cidadania / Valor Adicionado Meio Ambiente / Valor Adicionado 30,0 1,500 50,0 2,500 16,0 0,800 2,0 0,100 2,0 0,100 Reunião CIER-Eletropaulo

10 Reunião CIER-Eletropaulo PRÊMIO ABRADEE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Indicadores Utilizados na Apuração Indicadores Peso Indicadores de Resp. Social da Pesquisa de Satisfação 30 Indicadores Ethos-Abradee de RSE 50 Laboriais / Folha 16 Balanço Social Modelo IBASE Cidadania / Valor Adicionado Meio Ambiente / Valor Adicionado 2 2

11 Reunião CIER-Eletropaulo PRÊMIO ABRADEE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Atributos da Área de Responsabilidade Social (Pesquisa de Satisfação feita pela VOX no mês de março) 1 Empresa que patrocina ou promove programas sociais 2 Empresa que patrocina ou promove ações culturais para a comunidade 3 Empresa que investe para levar energia elétrica para regiões não atendidas 4 Empresa que contribui para o desenvolvimento econômico da sua cidade 5 Empresa que facilita o acesso dos cidadãos com necessidades especiais 6 Orientação para o uso adequado de energia, para não desperdiçar 7 Orientação sobre os riscos e perigos da energia elétrica 8 Esclarecimento sobre seus direitos e deveres como cliente do serviço de energia elétrica 9 Empresa humana, que respeita os direitos dos clientes 10 Empresa que se preocupa em combater fraudes e furtos de energia ("gatos") 11 Empresa que presta o mesmo atendimento a todos os clientes, que não faz qualquer tipo de discriminação 12 Empresa que se preocupa com o meio ambiente, com a preservação da natureza

12 Público Interno Meio Ambiente Fornecedores Comunidade Setor Elétrico PRÊMIO ABRADEE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Questionário Ethos-Abradee de RSE Temas (8) Valores e Transparência Consumidores e Clientes Governo e Sociedade Relações Transparentes com a Sociedade Dialogo e Participação Respeito ao Indivíduo Trabalho Decente Responsabilidade Frente às Gerações Futuras Gerenciamento do Impacto Ambiental Seleção, Avaliação e Parceria com Fornecedores Dimensão Social do Consumo Relações com a Comunidade Local Ação Social Transparência Política Liderança Social Saúde e Segurança Manejo de Resíduos Sub-Temas (15) Auto Regulação de Conduta Indicadores (44) Reunião CIER-Eletropaulo

13 PRÊMIO ABRADEE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Balanço Social IBASE Reunião CIER-Eletropaulo

14 PRÊMIO ABRADEE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Empresas Participantes Reunião CIER-Eletropaulo

15 Reunião CIER-Eletropaulo PRÊMIO ABRADEE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Empresas Vencedoras Empresas com até 400 mil consumidores Empresas com mais de 400 mil consumidores

16 Reunião CIER-Eletropaulo PRÊMIO ABRADEE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Empresas Finalistas 2006 Empresas com até 400 mil consumidores Empresas com mais de 400 mil consumidores

17 Posicionamento do Setor de Distribuição em relação a Sustentabilidade, Responsabilidade Social, Qualidade da Gestão e Governança Corporativa Reunião CIER-Eletropaulo

18 SUSTENTABILIDADE Liderança do Setor Elétrico ISE Índice de Sustentabilidade da Bovespa, lançado em 1º de dezembro de De 34 empresas empresas listadas, 7 são empresas que atuam na distribuição de energia elétrica. É o setor com maior participação no ISE Reunião CIER-Eletropaulo

19 Reunião CIER-Eletropaulo SUSTENTABILIDADE Cemig: Destaque Internacional Dow Jones Sustainability World Index 8 empresas do setor elétrico mundial no seu portfólio Cemig é a única da América Latina.

20 Reunião CIER-Eletropaulo SUSTENTABILIDADE E RESPONSABILIDADE SOCIAL Pacto Global e os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs) ONU 6 empresas signatárias do Pacto Global e que contribuem com os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio (ODMs)

21 RESPONSABILIDADE SOCIAL Fundação ABRINQ Programa Empresa Amiga da Criança Reunião CIER-Eletropaulo O setor elétrico possui 10 empresas participantes do Programa Empresa Amiga da Criança

22 Reunião CIER-Eletropaulo RESPONSABILIDADE SOCIAL Parceria com o Instituto Ethos Desde 2000, a Abradee é parceira do Instituto Ethos na sua missão de desenvolver e disseminar os conceitos de RS. Foi o primeiro setor a utilizar e customizar os Indicadores Ethos Anualmente concede o Prêmio Abradee de Responsabilidade Social 20 distribuidoras são associadas do Instituto Ethos

23 PRÊMIO ABRADEE DE RESPONSABILIDADE SOCIAL Evolução da Pontuação do Questionário Ethos-Abradee Reunião CIER-Eletropaulo

24 Reunião CIER-Eletropaulo QUALIDADE DA GESTÃO CPFL: Destaque Nacional 15 anos promovendo a excelência da gestão para o aumento da competitividade das empresas e do Brasil Setor elétrico possui 7 empresas mantenedoras da FNQ CPFL é a única do setor elétrico vencedora do PNQ

25 PRÊMIO ABRADEE DE QUALIDADE DA GESTÃO Evolução da Pontuação do Relatório da Gestão Reunião CIER-Eletropaulo

26 Reunião CIER-Eletropaulo GOVERNANÇA CORPORATIVA A Bovespa possui 68 empresas listadas nos níveis de Governança Corporativa Novo Mercado e Níveis 1 e 2 O setor elétrico possui a maior participação setorial com 7 empresas: Nível 1: Nível 2: Novo Mercado:

27 Evolução dos Indicadores de Atendimento e de Satisfação do Cliente Reunião CIER-Eletropaulo

28 Reunião CIER-Eletropaulo X 10 3 UNIVERSALIZAÇÃO DO ATENDIMENTO Número de Consumidores De 6 para 60 milhões, de 1966 a 2006 (40 anos) 2 milhões de novas ligações por ano, em média, nos últimos cinco anos Em 1966, a taxa de atendimento era de 40% 3,6% a.a. 3,6% a.a. 4,3% a.a. 5,6% a.a. 7,4% a.a. 8,2% a.a. Fonte: Abradee

29 Reunião CIER-Eletropaulo EVOLUÇÃO DA TAXA DE ATENDIMENTO (%) (*) rede coletora + fossa séptica Fonte : IBGE / PNAD - Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (A partir de 2004, inclui a área rural da Região Norte)

30 Reunião CIER-Eletropaulo CONFIABILIDADE DO FORNECIMENTO ,19 Redução de 40% no DEC e de 46% no FEC ,68 24,05 19,88 17,59 19,85 FEC DEC 17,44 16,57 15,29 14,56 18,07 14,84 16,66 13,10 15,81 12,12 16,83 12,62 16,28 11, Fonte: Aneel

31 Reunião CIER-Eletropaulo ISQP da Pesquisa Abradee de Satisfação do Cliente Residencial - Margem de erro de mais ou menos 1,3% e intervalo de confiança de 95,5% - Em 2007, foram realizadas entrevistas em 853 municípios

32 Reunião CIER-Eletropaulo SATISFAÇÃO DO CLIENTE Média Aritimética dos 12 IDAT S da Área de Respons. Social 80 73,5 72, ,3 62,4 59,6 65,0 60,0 62,3 68, Tx Cresc. Anual: 2,1 p.p.

33 SATISFAÇÃO DO CLIENTE Empresa que se Preocupa com o Meio Ambiente, com a Preservação da Natureza Reunião CIER-Eletropaulo Aumento de 28 Pontos Percentuais 75,9 74,0 69,9 64,9 69,3 65,7 66,4 78, , Tx Cresc. Anual: 2,6 p.p.

34 SATISFAÇÃO DO CLIENTE Empresa que Contribui para o Desenvolvimento Econômico da sua Cidade Reunião CIER-Eletropaulo Aumento de 22 Pontos Percentuais 77,4 73,3 71,1 69, ,3 78,9 79, , Tx Cresc. Anual: 2,1 p.p.

35 SATISFAÇÃO DO CLIENTE Esclarecimentos sobre seus Direitos e Deveres como Cliente do Serviço de Energia Elétrica Reunião CIER-Eletropaulo Aumento de 13 Pontos Percentuais 60 59,1 58,4 59,0 52,5 53,4 51,5 52, ,8 45, Tx Cresc. Anual: 1,6 p.p.

36 Reunião CIER-Eletropaulo SATISFAÇÃO DO CLIENTE Orientação para o Uso Adequado de Energia, para não Desperdiçar Aumento de 9 Pontos Percentuais 70 67,8 67,4 66,9 68, ,5 63,0 59,2 59,9 61, Tx Cresc. Anual: 1,0 p.p.

37 SATISFAÇÃO DO CLIENTE Orientação sobre os Riscos e Perigos da Energia Elétrica 70 Aumento de 14 Pontos Percentuais 66,6 66,2 68, ,1 59,8 56,9 60,7 56,8 58, Tx Cresc. Anual: 1,5 p.p. Reunião CIER-Eletropaulo

38 Reunião CIER-Eletropaulo Segurança de Próprios, Contratados e População Dados de Segurança do Setor de Distribuição Elétrica Taxa de Gravidade e Taxa de Frequência ANO Próprios Contratados Força de Trabalho População TG TF TG TF TG TF TG TF , , , , , , , , , , , , , , , ,89 Dados de Segurança do Setor de Distribuição Elétrica Número Mor ANO Próprios Contratados Força de Trabalho População Total Mortes Acidentados Mortes Acidentados Mortes Acidentados Mortes Acidentados Mortes Obs.: O total de acidentados inclui os casos fatais

39 Reunião CIER-Eletropaulo SEGURANÇA DA POPULAÇÃO Acidentados nas Redes das Distribuidoras TG Redução de 20% na TG e de 10% na TF (cinco acidentados para cada um milhão de habitantes) TF

40 Muito Obrigado! Pedro Eugênio Pereira Abradee Rio de Janeiro (Sede) Rua da Assembléia Nº 10 Grupo Ed. Cândido Mendes CEP Rio de Janeiro RJ Brasil Tel Fax Brasília SCN - Quadra 02 - Bloco D - Torre A Sala Edifício Liberty Mall CEP Brasilia DF Brasil Tel Fax Reunião CIER-Eletropaulo

Segurança do Trabalho e da População no setor de energia elétrica.

Segurança do Trabalho e da População no setor de energia elétrica. Segurança do Trabalho e da População no setor de energia elétrica. Semana Nacional da Segurança da População com Energia Elétrica Objetivos Ações Resultados Desafios Seminário ANEEL 07 de agosto/2014 1

Leia mais

ÍNDICE. Informações corporativas 163. Próxima página. Sumário GRI 97 Balanço Social Ibase 101 Demonstrações financeiras 103

ÍNDICE. Informações corporativas 163. Próxima página. Sumário GRI 97 Balanço Social Ibase 101 Demonstrações financeiras 103 ÍNDICE Principais indicadores 2 Perfil 5 Visão, Missão e Valores 5 Marcos históricos 7 Mensagem da Administração 8 Reconhecimentos 11 Apresentação do relatório 13 Compromissos 17 Relacionamento com as

Leia mais

José Gabino Matias dos Santos

José Gabino Matias dos Santos José Gabino Matias dos Santos Assessor da Diretoria da ABRADEE Brasília, 25 de setembro de 2008 Informações Gerais ABRADEE: 48 Associadas (99% do Mercado) Seminário Internacional de Medição Eletrônica

Leia mais

Compliance e a Valorização da Ética. Brasília, outubro de 2014

Compliance e a Valorização da Ética. Brasília, outubro de 2014 Compliance e a Valorização da Ética Brasília, outubro de 2014 Agenda 1 O Sistema de Gestão e Desenvolvimento da Ética Compliance, Sustentabilidade e Governança 2 Corporativa 2 Agenda 1 O Sistema de Gestão

Leia mais

Qualidade dos Serviços Situação Atual e Perspectivas COELCE 30/06/2011

Qualidade dos Serviços Situação Atual e Perspectivas COELCE 30/06/2011 Qualidade dos Serviços Situação Atual e Perspectivas COELCE 30/06/2011 Agenda O grupo Endesa 1 Características da COELCE e do estado do Ceará 2 Qualidade dos Serviços Técnicos e Comerciais 3 Investimentos

Leia mais

O Desafio da Sustentabilidade no Setor Petroquímico

O Desafio da Sustentabilidade no Setor Petroquímico Seminário Nacional de Gestão Sustentável nos Municípios Relato de Experiências O Desafio da Sustentabilidade no Setor Petroquímico Porto Alegre, 28 de Março de 2008 Roteiro Empresa Cenários Conceitos Dimensão

Leia mais

ÍNDICE. Informações corporativas 174. Próxima página. Sumário GRI 105 Balanço Social Ibase 110 Demonstrações financeiras 113

ÍNDICE. Informações corporativas 174. Próxima página. Sumário GRI 105 Balanço Social Ibase 110 Demonstrações financeiras 113 ÍNDICE Principais indicadores 2 Perfil 5 Visão, Missão e Valores 5 Marcos históricos 8 Mensagem da Administração 10 Reconhecimentos 13 Apresentação do relatório 15 Compromissos 19 Incorporação e apoio

Leia mais

Comunicação Institucional Visão de Futuro

Comunicação Institucional Visão de Futuro Comunicação Institucional Visão de Futuro Organograma Presidente Comunicação Institucional Assistente Imagem Corporativa e Marcas Comitê Estratégico Imprensa Planejamento e Gestão Atendimento e Articulação

Leia mais

IMPACTOS SOCIAIS E SUSTENTABILIDADE NAS EMPRESAS DE GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

IMPACTOS SOCIAIS E SUSTENTABILIDADE NAS EMPRESAS DE GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA IMPACTOS SOCIAIS E SUSTENTABILIDADE NAS EMPRESAS DE GERAÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA Introdução - Comentários Informações baseadas em abril de 2010. Furnas Centrais Elétricas S. A. - Empresa de geração e transmissão,

Leia mais

Ligação Nova Baixa Tensão com Agendamento. Roland Artur Salaar Junior

Ligação Nova Baixa Tensão com Agendamento. Roland Artur Salaar Junior XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2010 22 a 26 de novembro São Paulo - SP - Brasil Ligação Nova Baixa Tensão com Agendamento Roland Artur Salaar Junior Companhia Paulista

Leia mais

PNQS 2014 IGS RDPG PRÊMIO CIPA

PNQS 2014 IGS RDPG PRÊMIO CIPA PNQS 2014 IGS RDPG PRÊMIO CIPA Mudança de cultura na gestão de segurança e saúde por meio do estímulo e reconhecimento das Comissões Internas de Prevenção de Acidentes A. A OPORTUNIDADE A.1 Qual foi a

Leia mais

Gestão da Ética na BR

Gestão da Ética na BR Gestão da Ética na BR Por que precisamos de um Modelo de Gestão ISO 14000 Segurança das Informações Gestão da Ambiência Avaliação de Fornecedor ISO 14000 Código de Ética Pesq. Satisf.Client e Gestão de

Leia mais

INDICADORES ETHOS. De Responsabilidade Social Empresarial Apresentação da Versão 2000

INDICADORES ETHOS. De Responsabilidade Social Empresarial Apresentação da Versão 2000 INDICADORES ETHOS De Responsabilidade Social Empresarial Apresentação da Versão 2000 Instrumento de avaliação e planejamento para empresas que buscam excelência e sustentabilidade em seus negócios Abril/2000

Leia mais

Agenda Regulatória ANEEL 2014/2015 - Destaques

Agenda Regulatória ANEEL 2014/2015 - Destaques Agenda Regulatória ANEEL 2014/2015 - Destaques Carlos Alberto Mattar Superintendente - SRD 13 de março de 2014 Rio de Janeiro - RJ Sumário I. Balanço 2013 II. Pautas para GTDC - 2014 III. Principais audiências

Leia mais

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO

GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO GESTÃO DE PROJETOS PARA A INOVAÇÃO Indicadores e Diagnóstico para a Inovação Primeiro passo para implantar um sistema de gestão nas empresas é fazer um diagnóstico da organização; Diagnóstico mapa n-dimensional

Leia mais

1. DIRECIONADORES DAS RELAÇÕES E AÇÕES

1. DIRECIONADORES DAS RELAÇÕES E AÇÕES 1 A Endesa Brasil é uma das principais multinacionais privadas do setor elétrico no País com ativos nas áreas de distribuição, geração, transmissão e comercialização de energia elétrica. A companhia está

Leia mais

III Workshop Inovação para o Estabelecimento do Setor de Energia Solar Fotovoltaica no Brasil. Nelson Fonseca Leite Presidente 06/03/2013

III Workshop Inovação para o Estabelecimento do Setor de Energia Solar Fotovoltaica no Brasil. Nelson Fonseca Leite Presidente 06/03/2013 III Workshop Inovação para o Estabelecimento do Setor de Energia Solar Fotovoltaica no Brasil Nelson Fonseca Leite Presidente 06/03/2013 PRINCIPAIS INDICADORES DO SETOR DE DISTRIBUIÇÃO DE ENERGIA ELÉTRICA

Leia mais

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL

DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL DIRETRIZES PARA UM FORNECIMENTO SUSTENTÁVEL APRESENTAÇÃO A White Martins representa na América do Sul a Praxair, uma das maiores companhias de gases industriais e medicinais do mundo, com operações em

Leia mais

Relatórios de Sustentabilidade: oportunidade de diálogo e inovação

Relatórios de Sustentabilidade: oportunidade de diálogo e inovação Relatórios de Sustentabilidade: oportunidade de diálogo e inovação 03 de janeiro de 2009 14ª Audiência de Sustentabilidade Sabesp Perfil Itaú 69 mil colaboradores 24 milhões de clientes 60 mil acionistas

Leia mais

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM

MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM MELHORES PRÁTICAS DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES SOBRE SUSTENTABILIDADE Pronunciamento de Orientação CODIM COLETIVA DE IMPRENSA Participantes: Relatores: Geraldo Soares IBRI; Haroldo Reginaldo Levy Neto

Leia mais

cadernos Desenvolvimento sustentável petrobras Em nome do futuro Ano 9 N o 10 dezembro 2009

cadernos Desenvolvimento sustentável petrobras Em nome do futuro Ano 9 N o 10 dezembro 2009 cadernos petrobras Ano 9 N o 10 dezembro 2009 Desenvolvimento Em nome do futuro Cuidando do presente para garantir o futuro Desenvolvimento é um dos dez valores com que a Petrobras trabalha para transformar

Leia mais

FILOSOFIA EMPRESARIAL

FILOSOFIA EMPRESARIAL FILOSOFIA EMPRESARIAL FILOSOFIA EMPRESARIAL Bebidas S/A Troféu Prata FILOSOFIA EMPRESARIAL MISSÃO SACIAR NATURALMENTE A SEDE DOS GAÚCHOS. Bebidas S/A Troféu Prata FILOSOFIA EMPRESARIAL VISÃO QUEREMOS SER

Leia mais

ABNT NBR 16001:2004 Responsabilidade social Sistema da gestão Requisitos

ABNT NBR 16001:2004 Responsabilidade social Sistema da gestão Requisitos FUNDAÇÃO VANZOLINI ABNT NBR 16001:2004 Responsabilidade social Sistema da gestão Requisitos 1 Das 100 maiores economias do mundo, 51 são empresas 1 2 5 11 14 23 24 25 27 28 29 31 37 38 40 42 43 PAÍS/EMPRESA

Leia mais

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna

A estratégia do PGQP frente aos novos desafios. 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna A estratégia do PGQP frente aos novos desafios 40ª Reunião da Qualidade 09-10-2006 Eduardo Guaragna PROCESSO DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO MACROFLUXO ENTRADAS PARA O PROCESSO - Análise de cenários e conteúdos

Leia mais

A Responsabilidade Social no Setor Elétrico

A Responsabilidade Social no Setor Elétrico Fórum de Responsabilidade Socioambiental do Setor Elétrico Organização: ANEEL A Responsabilidade Social no Setor Elétrico Claudio J. D. Sales Presidente Instituto Acende Brasil Instituto Israel Pinheiro,

Leia mais

Compromissos de Sustentabilidade. Coelce

Compromissos de Sustentabilidade. Coelce Compromissos de Sustentabilidade Coelce ÍNDICE 5 5 5 6 6 6 7 8 8 9 INTRODUÇÃO 1. DIRECIONADORES DAS RELAÇÕES E AÇÕES 1.1 Valores 1.2 Política de Sustentabilidade 2. COMPROMISSOS INSTITUCIONAIS 2.1 Pacto

Leia mais

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade

Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade Faça parte da Fundação Nacional da Qualidade A BUSCA CONTÍNUA DA EXCELÊNCIA DA GESTÃO É O QUE NOS MOVE! A Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) é uma instituição sem fins lucrativos, que conta com uma rede

Leia mais

PREMIER AMBIENTAL COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO PACTO GLOBAL ONU - 2015 COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO 1

PREMIER AMBIENTAL COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO PACTO GLOBAL ONU - 2015 COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO 1 COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO PACTO GLOBAL ONU - 2015 COMUNICAÇÃO DE PROGRESSO 1 PERFIL DA EMPRESA A Premier Ambiental é uma empresa de Consultoria em Gerenciamento de Requisitos Legais, implantação e manutenção

Leia mais

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Conteúdo

INDICADORES ETHOS PARA NEGÓCIOS SUSTENTÁVEIS E RESPONSÁVEIS. Conteúdo Conteúdo O Instituto Ethos Organização sem fins lucrativos fundada em 1998 por um grupo de empresários, que tem a missão de mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios de forma socialmente

Leia mais

ISO 9001:2008 Sistema de Gestão da Qualidade

ISO 9001:2008 Sistema de Gestão da Qualidade Consultoria ISO 9001:2008 Sistema de Gestão da Qualidade Demonstre o seu compromisso com a qualidade e a satisfação dos seus clientes O Sistema de Gestão da Qualidade tem a função de suportar o alinhamento

Leia mais

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento. 26 Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental

Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento. 26 Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento 26 Congresso Brasileiro de Engenharia Sanitária e Ambiental Da gestão da qualidade à excelência em gestão Gestão Operação Ao longo dos anos 90, as experiências

Leia mais

Desafios Técnicos e Socioeconômicos da Oferta de Energia

Desafios Técnicos e Socioeconômicos da Oferta de Energia Desafios Técnicos e Socioeconômicos da Oferta de Energia Nelson Leite Presidente da ABRADEE 1 Porto Alegre, 18 de junho de 2015 1 Agenda 1 - Panorama do setor de distribuição de E. Elétrica 2 - Perspectivas

Leia mais

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte

Análise Mensal do Comércio Varejista de Belo Horizonte Março/15 A mostra o desempenho dos negócios do comércio no mês de Fevereiro/2015 e identifica a percepção dos empresários para o mês de Março/2015. Neste mês, 20,8% dos empresários conseguiram aumentar

Leia mais

Crescer agregando valor

Crescer agregando valor Crescer agregando valor Marcio Araujo de Lacerda Presidente do Conselho de Administração Maio de 2008 1/XX Orientações do Governo Mineiro Para Minas Gerais: Um Estado para Resultados Visão: Tornar Minas

Leia mais

A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais. Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras

A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais. Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras A gestão das empresas estatais: contribuições para agências governamentais Augusto José Mendes Riccio Gerente de Práticas de Gestão Petrobras Visão e Missão da Petrobras Visão 2020 Ser uma das cinco maiores

Leia mais

Aplicar na Bolsa, visando à formação de. envolve normalmente um horizonte de longo prazo. socialmente responsáveis e sustentabilidade

Aplicar na Bolsa, visando à formação de. envolve normalmente um horizonte de longo prazo. socialmente responsáveis e sustentabilidade OQUEABOLSATEMA A VER COM SUSTENTABILIDADE? Aplicar na Bolsa, visando à formação de patrimônio ou reservas para a utilização futura, envolve normalmente um horizonte de longo prazo. Selecionar empresas

Leia mais

Filmes. Na mídia... Gestão de RH. Responsabilidade Social Empresarial. Prof. Rafael Marcus Chiuzi. Sesi responsabilidade social Duração: 2 09

Filmes. Na mídia... Gestão de RH. Responsabilidade Social Empresarial. Prof. Rafael Marcus Chiuzi. Sesi responsabilidade social Duração: 2 09 Gestão de RH Prof. Rafael Marcus Chiuzi Responsabilidade Social Empresarial Filmes Sesi responsabilidade social Duração: 2 09 Na mídia... Empresa socialmente responsável. Responsabilidade social corporativa.

Leia mais

Programa Tear. Objetivo: Propósito: Sustentabilidade. Competitividade

Programa Tear. Objetivo: Propósito: Sustentabilidade. Competitividade Programa Tear Objetivo: Competitividade & Sustentabilidade Propósito: Implementação da RSE em PMEs da cadeia de valor de empresas estratégicas em 07 setores da economia Parceiros Parceiros do projeto:

Leia mais

4 Principais indicadores. 6 Perfil Visão, Missão e Valores Reconhecimentos. 11 Mensagem da Administração. 13 Apresentação do relatório

4 Principais indicadores. 6 Perfil Visão, Missão e Valores Reconhecimentos. 11 Mensagem da Administração. 13 Apresentação do relatório Índice 4 Principais indicadores 6 Perfil Visão, Missão e Valores Reconhecimentos 11 Mensagem da Administração 13 Apresentação do relatório 18 Estratégia e gestão 22 Compromissos Apoio a iniciativas externas

Leia mais

Cooperativa de Eletricidade de Gravatal Cooperativismo, filosofia de vida para um mundo melhor.

Cooperativa de Eletricidade de Gravatal Cooperativismo, filosofia de vida para um mundo melhor. RELATÓRIO SOCIOAMBIENTAL Cooperativa de Eletricidade de Gravatal ele veio para este nome. fundaram no ponto bem em frente a antiga sede da prefeitura municipal. -438, E asa, e que o cooperativismo visa

Leia mais

Estratégias de atuação da FNQ

Estratégias de atuação da FNQ Estratégias de atuação da FNQ Mudanças na estrutura organizacional FNQ Estrutura organizacional principais mudanças Direção Executiva COMEX Diretor Executivo: Ricardo Correa Martins Principais Processos

Leia mais

Resultados de Pesquisa DESAFIOS PARA A SUSTENTABILIDADE E O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS EMPRESAS NO BRASIL

Resultados de Pesquisa DESAFIOS PARA A SUSTENTABILIDADE E O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS EMPRESAS NO BRASIL Núcleo Andrade Gutierrez de Sustentabilidade e Responsabilidade Corporativa Resultados de Pesquisa DESAFIOS PARA A SUSTENTABILIDADE E O PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DAS EMPRESAS NO BRASIL Prof s. Cláudio Boechat

Leia mais

Profa. Cláudia Palladino. Unidade I RESPONSABILIDADE SOCIAL NAS

Profa. Cláudia Palladino. Unidade I RESPONSABILIDADE SOCIAL NAS Profa. Cláudia Palladino Unidade I RESPONSABILIDADE SOCIAL NAS ORGANIZAÇÕES Antes de falarmos sobre RSE Ambiente das empresas: Incertezas Pressões das partes interessadas em: desempenho global que promova

Leia mais

Responsabilidade na Gestão do Relacionamento com os Clientes. Política de comunicação Comercial; Excelência do atendimento;

Responsabilidade na Gestão do Relacionamento com os Clientes. Política de comunicação Comercial; Excelência do atendimento; Responsabilidade na Gestão do Relacionamento com os Clientes Política de comunicação Comercial; Excelência do atendimento; Danos potenciais dos produtos e serviços. PNQ 2007 - critérios: clientes e sociedade.

Leia mais

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão

Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão Ajudamos empresas a prosperar por meio da Excelência em Gestão v5 Sobre o IPEG Organização sem fins lucrativos Fundação em 2001 Lei no 11594/2003 cria o PPQG Mais de 300 empresas reconhecidas 13 Associadas

Leia mais

Resultados 3T11. Teleconferência de Resultados 18 de Novembro de 2011

Resultados 3T11. Teleconferência de Resultados 18 de Novembro de 2011 Resultados 3T11 Teleconferência de Resultados 18 de Novembro de 2011 Agenda Perfil Coelce e Conquistas 1 Mercado de Energia 2 Resultados Operacionais 3 Resultados Econômico-Financeiros 4 Perguntas e Respostas

Leia mais

RELATÓRIOS DE SUSTENTABILIDADE

RELATÓRIOS DE SUSTENTABILIDADE PALESTRA RELATÓRIOS DE SUSTENTABILIDADE COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL CRA - RJ ADM Luiz Fernando Rodrigues 26/08/2014 ALINHANDO CONCEITOS Desenvolvimento Sustentável O objetivo do desenvolvimento

Leia mais

Apresentação dos Resultados do 3T 2006. 07 de dezembro de 2006

Apresentação dos Resultados do 3T 2006. 07 de dezembro de 2006 Apresentação dos Resultados do 3T 2006 07 de dezembro de 2006 Perfil Corporativo e do Setor Focos Estratégicos da Escalada Coelce Diretoria Administrativa Financeira e de Relações com Investidores 2 Perfil

Leia mais

PRINCIPAIS NORTEADORES ESTRATÉGICOS DA UNIMED VALE DAS ANTAS/RS.

PRINCIPAIS NORTEADORES ESTRATÉGICOS DA UNIMED VALE DAS ANTAS/RS. UNIMED VALE DAS ANTAS, RS - COOPERATIVA DE ASSISTÊNCIA À SAÚDE LTDA Ramo: Cooperativa Médica de Serviços de Saúde Período de Relato: de 27/02/2014 a 24/02/2015 E-mail: rh@valedasantas.unimed.com.br / gerencia@valedasantas.unimed.com.br

Leia mais

PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº 14, de 04 de setembro de 2012.

PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº 14, de 04 de setembro de 2012. CODIM COMITÊ DE ORIENTAÇÃO PARA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES AO MERCADO (ABRAPP ABRASCA AMEC ANBIMA ANCORD ANEFAC APIMEC BM&FBOVESPA CFC IBGC IBRACON IBRI) PRONUNCIAMENTO DE ORIENTAÇÃO Nº 14, de 04 de setembro

Leia mais

O papel da comunicação na formação da reputação corporativa

O papel da comunicação na formação da reputação corporativa O papel da comunicação na formação da reputação corporativa Nelson Letaif Porto Alegre, 22 de janeiro de 2007 1 Grandes Mudanças Contexto Global De regras para valores Da informação para o conhecimento

Leia mais

Cemig - líder mundial do Setor de Utilities em 2007 no Dow Jones Sustainability World Index

Cemig - líder mundial do Setor de Utilities em 2007 no Dow Jones Sustainability World Index Cemig - líder mundial do Setor de Utilities em 2007 no Dow Jones Sustainability World Index Luiz Augusto Barcelos de Almeida Superintendência de Sustentabilidade Empresarial Maio de 2008 1/XX 2007 - Líder

Leia mais

Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor

Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor Parte integrante da Metodologia Tear de Trabalho em Cadeia de Valor 2 Apresentando as etapas da Metodologia Tear de forma simplificada, esta versão resumida foi preparada para permitir um acesso rápido

Leia mais

Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores e Sustentabilidade. Augusto Riccio Coordenador de Organização Gestão &Governança

Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores e Sustentabilidade. Augusto Riccio Coordenador de Organização Gestão &Governança Desenvolvimento da Cadeia de Fornecedores e Sustentabilidade Augusto Riccio Coordenador de Organização Gestão &Governança Destaques Petrobras --------------------------------------------------------------------------

Leia mais

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL E DESENVOLVIMENTO PETROBRÁS UNIVERSIDADE COORPORATIVA OFICINA2

PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL E DESENVOLVIMENTO PETROBRÁS UNIVERSIDADE COORPORATIVA OFICINA2 PROGRAMA DE CAPACITAÇÃO EM GESTÃO DA RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL E DESENVOLVIMENTO PETROBRÁS UNIVERSIDADE COORPORATIVA OFICINA2 ESTRATÉGIAS E INSTRUMENTOS DE RESPONSABILIDADE SOCIAL AMBIENTAL E

Leia mais

FOME ZERO. O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza

FOME ZERO. O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza FOME ZERO O papel do Brasil na luta global contra a fome e a pobreza Seminário Internacional sobre Seguro de Emergência e Seguro Agrícola Porto Alegre, RS -- Brasil 29 de junho a 2 de julho de 2005 Alguns

Leia mais

Seminário sobre Sustentabilidade Corporativa. 28 de agosto de 2007 São Paulo - SP

Seminário sobre Sustentabilidade Corporativa. 28 de agosto de 2007 São Paulo - SP Seminário sobre Sustentabilidade Corporativa 28 de agosto de 2007 São Paulo - SP Sustentabilidade Corporativa Marcos Kisil Desafios do século XXI Crescimento populacional Urbanização Inovações tecnológicas

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Programa Excelência na Gestão das Organizações de Software

Programa Excelência na Gestão das Organizações de Software Programa Excelência na Gestão das Organizações de Software EQPS Recife PE - 26 SET 05 Carlos Mathias Mota Varga CBM Tecnologia POLÍTICA DE SOFTWARE - QUALIDADE META DA POLÍTICA AUMENTAR A COMPETITIVIDADE

Leia mais

Pesquisa de opinião pública. sobre. Energia elétrica. Brasil

Pesquisa de opinião pública. sobre. Energia elétrica. Brasil 2ª Pesquisa de opinião pública sobre Energia Elétrica Brasil Outubro/ 2015 Pesquisa de opinião pública sobre Energia elétrica Brasil Junho de 2014 IBOPE Metodologia Pesquisa quantitativa com aplicação

Leia mais

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE

PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE PRINCÍPIOS PARA SUSTENTABILIDADE EM SEGURO 2014 GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE O modelo de Gestão da Sustentabilidade do GRUPO SEGURADOR BANCO DO BRASIL E MAPFRE é focado no desenvolvimento de

Leia mais

Associação de Reguladores de Energia dos Países de Língua Oficial Portuguesa

Associação de Reguladores de Energia dos Países de Língua Oficial Portuguesa II Conferência RELOP Associação de Reguladores de Energia dos Países de Língua Oficial Portuguesa AES SUL - Concessionária de Distribuição de Energia Elétrica da Região Sul do Brasil Estratégias Empresariais:

Leia mais

Aplicar na Bolsa, visando à formação de. envolve normalmente um horizonte de longo prazo. socialmente responsáveis e sustentabilidade

Aplicar na Bolsa, visando à formação de. envolve normalmente um horizonte de longo prazo. socialmente responsáveis e sustentabilidade OQUEABOLSATEMA A VER COM SUSTENTABILIDADE? Aplicar na Bolsa, visando à formação de patrimônio ou reservas para a utilização futura, envolve normalmente um horizonte de longo prazo. Selecionar empresas

Leia mais

Café com Responsabilidade. Sustentabilidade: a competência empresarial do futuro. Vitor Seravalli

Café com Responsabilidade. Sustentabilidade: a competência empresarial do futuro. Vitor Seravalli Café com Responsabilidade Sustentabilidade: a competência empresarial do futuro Vitor Seravalli Manaus, 11 de Abril de 2012 Desafios que o Mundo Enfrenta Hoje Crescimento Populacional Desafios que o Mundo

Leia mais

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014 Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2014 Sobre a FNQ História Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ) procura

Leia mais

Premio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS

Premio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS Gestão do desempenho das ações de RSE por meio dos indicadores Ethos Premio Nacional da Qualidade em Saneamento - PNQS Inovação da Gestão em Saneamento - IGS 0 Organograma Superintendência Controladoria

Leia mais

Seminário "Governança Corporativa: Experiências em Empresas Estatais"

Seminário Governança Corporativa: Experiências em Empresas Estatais Seminário "Governança Corporativa: Experiências em Empresas Estatais" Marco Geovanne Tobias da Silva 17 de maio de 2005 O que é Governança Corporativa? Conjunto de normas de conduta a serem adotadas por

Leia mais

ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL (ISE) DA BOVESPA

ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL (ISE) DA BOVESPA ÍNDICE DE SUSTENTABILIDADE EMPRESARIAL (ISE) DA BOVESPA IV CONFERÊNCIA INTER-AMERICANA DE RSE Um bom negócio para todos PAINEL: Avaliação e Comunicação da Responsabilidade Social Corporativa: o desafio

Leia mais

Investimentos da AES Brasil chegam a R$ 1,1 bi em 2010 e meta é R$ 1,2 bi para 2011

Investimentos da AES Brasil chegam a R$ 1,1 bi em 2010 e meta é R$ 1,2 bi para 2011 Investimentos da AES Brasil chegam a R$ 1,1 bi em 2010 e meta é R$ 1,2 bi para 2011 Grupo aumentou quadro de colaboradores próprios em 29%. Juntas, AES Eletropaulo e AES Sul distribuíram energia para mais

Leia mais

Gestão da Inovação - CEMIG. Arlindo Porto Neto Diretor Vice-Presidente (DVP) Data:03/06/2011

Gestão da Inovação - CEMIG. Arlindo Porto Neto Diretor Vice-Presidente (DVP) Data:03/06/2011 Gestão da Inovação - CEMIG Arlindo Porto Neto Diretor Vice-Presidente (DVP) Data:03/06/2011 Sustentabilidade Mineirão Solar Cemig classificada no Índice Dow Jones de Sustentabilidade DJSI World nos últimos

Leia mais

PNQS - Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Gestão Classe Mundial

PNQS - Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Gestão Classe Mundial PNQS - Prêmio Nacional da Qualidade em Saneamento Gestão Classe Mundial O principal vetor para alavancar a universalização dos serviços de saneamento ambiental com competitividade e sustentabilidade PNQS

Leia mais

RUMO DAS FORMAS DE GESTÃO E SUSTENTABILIDADE DOS PROGRAMAS

RUMO DAS FORMAS DE GESTÃO E SUSTENTABILIDADE DOS PROGRAMAS Natureza Jurídica Característica da Qualidade Rio Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços do Rio de Janeiro Critérios de Excelência da FNQ e Norma ISO 9001:2000

Leia mais

Sustentabilidade em energia e o concreto. Sonia Maria Capraro Alcântara, MSc

Sustentabilidade em energia e o concreto. Sonia Maria Capraro Alcântara, MSc Sustentabilidade em energia e o concreto Sonia Maria Capraro Alcântara, MSc RESPONSABILIDADE SOCIAL EMPRESARIAL GRI IBASE Responsabilidade Social & Sustentabilidade Empresarial 1999 2001 a 2003 2006 AÇÃO

Leia mais

Modelo de premiação para Incentivo à Excelência das Prestadoras de Serviços. Coelba Coelba Coelba

Modelo de premiação para Incentivo à Excelência das Prestadoras de Serviços. Coelba Coelba Coelba XIX Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2010 22 a 26 de novembro São Paulo - SP - Brasil Modelo de premiação para Incentivo à Excelência das Prestadoras de Serviços Rita de Cassia

Leia mais

Nossa História Linha do tempo

Nossa História Linha do tempo Nossa História Linha do tempo 1958- Jul 2000 Controle da PPL Global Ago 2000 Ago 2002 Ago 2002 Maio 2004 Empresa estatal Intervenção da ANEEL Uma das empresas menos eficientes do setor Controladores anteriores

Leia mais

Balanço do Crédito do Comércio Varejista

Balanço do Crédito do Comércio Varejista Receitas de Vendas A vista (cartão de débito, dinheiro e cheque) Vendas a Prazo (cartão de crédito, cheque pré-datado, etc.) Total Formas de vendas a prazo que a empresa aceita Cheque Cartão de Crédito

Leia mais

Relatório SOCIAL 2008

Relatório SOCIAL 2008 Relatório SOCIAL 2008 investimentos socialmente responsáveis 65 investimentos socialmente responsáveis Cada vez mais investidores compartilham a opinião de que questões ambientais, sociais e de governança

Leia mais

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide

Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide Gestão eficaz de pessoas melhorando a produtividade, qualidade e resultados organizacionais. Mário Ibide A Nova América na vida das pessoas 8 Cultural Empresarial Missão Do valor do campo ao campo de valor

Leia mais

Código. de Conduta do Fornecedor

Código. de Conduta do Fornecedor Código de Conduta do Fornecedor 03/2014 Índice 1. Considerações... 03 2. Decisões... 04 3. Diretrizes... 05 3.1. Quanto à Integridade nos Negócios... 05 3.2. Quanto aos Direitos Humanos Universais... 06

Leia mais

Investimentos da AES Brasil crescem 32% e atingem R$ 641 milhões nos primeiros nove meses do ano

Investimentos da AES Brasil crescem 32% e atingem R$ 641 milhões nos primeiros nove meses do ano Investimentos da AES Brasil crescem 32% e atingem R$ 641 milhões nos primeiros nove meses do ano Valor faz parte de plano de investimentos crescentes focado em manutenção, modernização e expansão das operações

Leia mais

Gislene Santos Rodrigues Gerente de Projetos Sociais Ampla Brasil

Gislene Santos Rodrigues Gerente de Projetos Sociais Ampla Brasil Gislene Santos Rodrigues Gerente de Projetos Sociais Ampla Brasil 28 a 30 de Setembro de 2010 Centro de Convenções Frei Caneca São Paulo BRASIL Ações sociais integradas às ações técnicas para redução das

Leia mais

Ferramentas normativas de Responsabilidade Social

Ferramentas normativas de Responsabilidade Social Ferramentas normativas de Responsabilidade Social A presente pesquisa busca apresentar algumas ferramentas normativas de Responsabilidade Social descrevendo a sua finalidade, como e por quem ela tem sido

Leia mais

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014

Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014 Faça parte da nossa história! Plano de Patrocínio 2º semestre 2014 Sobre a FNQ História Criada em 1991, por um grupo de representantes dos setores público e privado, a Fundação Nacional da Qualidade (FNQ)

Leia mais

Anexo 1 1/19. RT-PP/PC-25/2013 27/08/2013 Classificação: Reservado. Classificação: Reservado

Anexo 1 1/19. RT-PP/PC-25/2013 27/08/2013 Classificação: Reservado. Classificação: Reservado Anexo 1 RT-PP/PC-25/2013 27/08/2013 Classificação: Reservado Classificação: Reservado 1/19 Experiência CEMIG com a João José Magalhães Soares Engenheiro Eletricista e de Segurança do Trabalho Gerente de

Leia mais

VIII Congresso Brasileiro de Gestão Educacional

VIII Congresso Brasileiro de Gestão Educacional VIII Congresso Brasileiro de Gestão Educacional A responsabilidade social integrada às práticas da gestão O que isso tem a ver com o Modelo de Gestão da minha Instituição de Ensino? São Paulo, 25 de março

Leia mais

Responsabilidade Social Empresarial

Responsabilidade Social Empresarial Responsabilidade Social Empresarial Henry Ford: produto e preço - Gestão de Produto e Processo. Jerome McCarty e Philip Kotler: produto, preço, praça (ponto de venda) e promoção. - Gestão de Marketing.

Leia mais

REUNIÃO APIMEC-SP 3T04. 30 de novembro 2004

REUNIÃO APIMEC-SP 3T04. 30 de novembro 2004 REUNIÃO APIMEC-SP 3T04 30 de novembro 2004 Índice Perfil Corporativo Desempenho Econômico-Financeiro Mercado de Capitais Responsabilidade Corporativa Perspectivas Disclaimer Declarações contidas nesta

Leia mais

Cobertura de saneamento básico no Brasil segundo Censo Demográfico, PNAD e PNSB

Cobertura de saneamento básico no Brasil segundo Censo Demográfico, PNAD e PNSB Cobertura de saneamento básico no Brasil segundo Censo Demográfico, PNAD e PNSB Painel Cobertura e Qualidade dos Serviços de Saneamento Básico Zélia Bianchini Diretoria de Pesquisas 1 São Paulo, 08/10/2013

Leia mais

As organizações Sociais no novo espaço público brasileiro

As organizações Sociais no novo espaço público brasileiro As organizações Sociais no novo espaço público brasileiro CESA Centro de Estudos das Sociedades de Advogados São Paulo, 25 de setembro de 2007. Contexto Planetário Equação Insustentável O planeta Terra

Leia mais

Economia,Mercado e Empresas de Construção Civil: a sustentabilidade na prática. Paulo Itacarambi Instituto Ethos Setembro de 2008

Economia,Mercado e Empresas de Construção Civil: a sustentabilidade na prática. Paulo Itacarambi Instituto Ethos Setembro de 2008 Economia,Mercado e Empresas de Construção Civil: a sustentabilidade na prática Paulo Itacarambi Instituto Ethos Setembro de 2008 Paulo Itacarambi SBCS08 1 Como Alcançar o Desenvolvimento Sustentável? Políticas

Leia mais

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos

Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras. Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Reflexões sobre a Ética em Empresas de Tecnologia O Caso Petrobras Heitor Chagas de Oliveira Gerente Executivo Recursos Humanos Sustentabilidade e Competitividade SUSTENTABILIDADE pode ser entendida como

Leia mais

Responsabilidade do Setor Privado na Prevenção e no Combate à Corrupção. 23º encontro Comitê de especialistas MESICIC/ OEA

Responsabilidade do Setor Privado na Prevenção e no Combate à Corrupção. 23º encontro Comitê de especialistas MESICIC/ OEA Responsabilidade do Setor Privado na Prevenção e no Combate à Corrupção 23º encontro Comitê de especialistas MESICIC/ OEA O Instituto Ethos Fundado em 1998 por um grupo de empresários Conselho Deliberativo

Leia mais

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente

Conselho Deliberativo Nacional Roberto Simões Presidente. Diretoria Executiva Luiz Barretto Diretor-Presidente SISTEMA SEBRAE DIRECIONAMENTO ESTRATÉGICO 2013-2022 1 2 2012 Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas Sebrae Todos os direitos reservados. A reprodução não autorizada desta publicação,

Leia mais

Patrocínio Institucional da FNQ

Patrocínio Institucional da FNQ Patrocínio Institucional da FNQ 1 Fundação Nacional da Qualidade 2 MISSÃO Disseminar os fundamentos da excelência em gestão para o aumento de competitividade das organizações e do Brasil. VISÃO 2010 Ser

Leia mais

Glossário do Investimento Social*

Glossário do Investimento Social* Glossário do Investimento Social* O IDIS Instituto para o Desenvolvimento do Investimento Social é uma organização da sociedade civil de interesse público, que tem como missão promover e estruturar o investimento

Leia mais

RDPG - Programa de Desenvolvimento da Liderança com foco nas Estratégias

RDPG - Programa de Desenvolvimento da Liderança com foco nas Estratégias RDPG - Programa de Desenvolvimento da Liderança com foco nas Estratégias A. A OPORTUNIDADE A.1 Qual foi a oportunidade de melhoria de gestão (problema, desafio, dificuldade), solucionada pela prática

Leia mais

DA INSERÇÃO REGIONAL A RESPONSABILIDADE SOCIAL UM CASE DE SUCESSO

DA INSERÇÃO REGIONAL A RESPONSABILIDADE SOCIAL UM CASE DE SUCESSO DA INSERÇÃO REGIONAL A RESPONSABILIDADE SOCIAL UM CASE DE SUCESSO A GENESE DA INSERÇÃO REGIONAL DE EMPREENDIMENTOS HIDRELÉTRICOS A GENESE DA INSERÇÃO REGIONAL DE EMPRENDIMENTOS HIDRELÉTRICOS DÉCADA DE

Leia mais

GESTÃO CORPORATIVA - DGE

GESTÃO CORPORATIVA - DGE GESTÃO CORPORATIVA Heleni de Mello Fonseca Diretoria de Gestão Empresarial - DGE Apresentador: Lauro Sérgio Vasconcelos David Belo Horizonte, 29 de maio de 2006 1 AGENDA Direcionamento Estratégico Iniciativas

Leia mais