Estruturas de Repetição em Java

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Estruturas de Repetição em Java"

Transcrição

1 1 Linguagem de Programação Estruturas de Repetição em Java A realização da repetição controlada por contador requer: 1. Uma variável de controle (ou contador de loop). 2. O valor inicial da variável de controle. 3. O incremento (ou decremento) pelo qual a variável de controle é modificada a cada passagem pelo loop (iteração do loop). 4. A condição de continuação do loop que determina se o loop deve continuar. Instrução de repetição FOR O Java fornece a instrução de repetição for, que especifica os detalhes da repetição controlada por contador em uma única linha de código. Exemplo 1: ler 8 números fornecidos pelo usuário, calcular e exibir a média entre eles. * o programa utiliza a classe Scanner * para ler os números digitados via teclado * pelo usuário import java.util.scanner; //classe (o nome do programa ex1_for.java) public class ex1_for { //método principal onde inicia a execução do programa //declaração de variáveis float soma, num, media; int cont; Scanner leia = new Scanner(System.in); //incializa a variável soma = 0; * para cont começando com 1; * até cont menor ou igual a 8; * increment cont de 1 em 1 for (cont = 1; cont <= 8; cont++){ * a variável leia armazena o valor digitado pelo usuário * esse valor é atribuído à num num = leia.nextfloat(); //soma armazena o valor de soma + o valor de num soma+=num; //soma = soma + num //fim do loop * calcula a média * o valor de soma dividido pelo número de iterações media = soma / cont; //exibe a média dos números digitados System.out.println("Média ="+media);

2 Estrutura de Repetição 2 Em Java a expressão cont cont + 1 é representada por cont++. As variáveis quando declaradas não possuem valores, seu conteúdo é nulo e operações aritméticas que envolvem nulos sempre resultam em nulos. Às vezes também será necessário acumular valores, isto é, calcular o somatório de um conjunto de valores. Para isso, também será necessário utilizar uma variável de apoio, que pode ser do tipo inteiro ou real, de acordo com os valores que serão acumulados acumulador = 0; acumulador = acumulador + valor; Componentes de cabeçalho Separador ponto-e-vírgula Separador ponto-e-vírgula for ( int cont = 1; cont <= 10; cont++ ) Palavra chave Variável de controle Condição de continuação do loop Incremento da variável de controle Valor inicial da variável de controle Em geral as instruções for são utilizadas para repetição controlada por contador. Se a expressão inicialização no cabeçalho for declara a variável de controle, a variável de controle pode ser utilizada somente nessa instrução for ela não existirá fora da instrução for. Essa utilização restrita do nome da variável de controle é conhecida como o escopo da variável. O escopo de uma variável define onde ela pode ser utilizada em um programa. Todas as três expressões em um cabeçalho for são opcionais. Se a condição de continuação do loop for omitida, o Java assume que a condição de continuação do loop é sempre verdadeira, criando um loop infinito. Você poderia omitir a expressão incremento se o programa calcular o incremento com instruções no corpo do loop ou se nenhum incremento for necessário. A expressão incremento em uma instrução for atua como se ela fosse uma instrução independente no fim do corpo do for. A instrução de repetição WHILE Uma instrução de repetição permite ao programador especificar que um programa deve repetir uma ação enquanto alguma condição permanecer verdadeira.

3 3 Linguagem de Programação A(s) instrução(ões) contida(s) na instrução de repetição while constitui(em) o corpo da instrução de repetição while, que pode ser uma única instrução ou um bloco. Por fim, a condição se tornaria falsa. Nesse ponto a repetição termina e a primeira instrução depois da instrução de repetição é executada. Exemplo 2: ler 8 números fornecidos pelo usuário, calcular e exibir a média entre eles. import java.util.scanner; //classe public class ex2_while { //método principal //declaração de variáveis float soma, num, media; int cont; Scanner leia = new Scanner(System.in); //inicialização de variáveis soma = 0; cont = 0; //enquanto a variável cont for menor que 8 while (cont < 8){ //inicia o loop //armazena na variável num o valor digitado via teclado num = leia.nextfloat(); //a variável soma acula a soma com num soma+=num; //incrementa o contador cont cont++; //fim do loop //calcula a média dos números somados media = soma / cont; //exibe (escreve) a média System.out.println("Média = "+media); // fim do método principal //fim da classe A estrutura de repetição DO...WHILE A instrução do... while é semelhante à instrução while. Em while o programa testa a condição de continuação do loop no começo do loop antes de executar o corpo do loop. Se a condição for falsa, o corpo nunca executa. A instrução do... while testa a condição de continuação do loop depos de executar o corpo do loop, portanto, o corpo sempre executa pelo menos uma vez. Quando uma instrução do... while termina a execução continua cm a próxima instrução na sequência. Exercício 3: ler 8 números fornecidos pelo usuário, calcular e exibir a média entre eles. import java.util.scanner; public class ex3_do_while { //método principal //declaração de variáveis float soma, num, media; int cont; Scanner leia = new Scanner(System.in); //inicialização de variáveis soma = 0; cont = 0; //faça (repita) do{ //armazene em num o valor digitado pelo usuário

4 Estrutura de Repetição 4 num = leia.nextfloat(); //acumula a soma dos números digitados soma+=num; //incrementa o contador cont++; while (cont < 8);//enquanto (até) cont ser menor que 8 //calcula a média dos números digitados media = soma / cont; //exibe a média System.out.println("Média = "+media); //fim do método principal //fim da classe ex3_do_while Exemplo 4: a cada iteração pergunta-se ao usuário se deseja continuar. Com base na resposta, a condição estabelecida é testada. import java.util.scanner; public class ex4_while { //declaração e inicialização de variáveis float soma=0, num, media; int cont = 0; char resposta='s'; Scanner leia = new Scanner(System.in); * enquanto a variável respostar * for igual a 'S' ou 's' faça while (resposta == 'S' resposta == 's'){//início do loop //armazena em num o valor digitado pelo usuário via teclado num = leia.nextfloat(); //acumula a soma dos números digitados soma+=num; //acumula um contador de quantos números foram digitados cont++; //exibe a mensagem se o usuário quer continuar System.out.println("Deseja continuar?"); //armazena em resposta o caractere digitado pelo usuário resposta = leia.next().charat(0); //fim do loop //calcula a média da soma dos números digitados media = soma / cont; //exibe a média System.out.println("Média = "+media); //fim do método principal //fim da classe Operadores de atribuição compostos O Java fornece vários operadores de atribuição compostos para abreviar expressões de atribuição. A tabela abaixo mostra os operadores de atribuição compostos aritméticos, expressões de exemplo que utilizam os operadores e explicações do que os operadores fazem. Operador de atribuição Expressão de exemplo Explicação Atribuições Suponha: int c = 3, d = 5, e = 4, f = 6, g = 12; += c += 7 c = c para c = d = 4 d = d 4 1 para d

5 5 Linguagem de Programação Operador de Expressão de exemplo Explicação Atribuições atribuição *= e *= 5 e = e * 5 20 para e /= f /= 3 f = f / 3 2 para f %= g %= 9 g = g % 9 3 para g Operadores de incremento e decremento O Java fornece dois operadores unários para adicionar 1 ou subtrair 1 do valor de uma variável numérica. Um operador de incremento ou de decremento que é colocado antes de uma variável é chamado operador de pré-incremento ou operador de pré-decremento, respectivamente. Um operador de incremento u decremento que é colocado depois de uma variável é chamado operador de pós-incremento ou operador de pós-decremento, respectivamente. Pré-incrementar (ou pré-decrementar) uma variável faz com que a variável seja incrementada (decrementada) por 1 e então o novo valor da variável é utilizado na expressão em que aparece. Pós-incrementar (pós-decrementar) a variável faz com que o valor atual da variável seja utilizado na expressão em que ela aparece e então o valor da variável é incrementado (decrementado) por 1. Os operadores de incremento e decremento unários devem ser colocados ao lado de seus operandos sem espaços no meio. A tabela abaixo demonstra os operadores de incremento e de decremento. Operador Chamado Expressão de exemplo Explicação ++ pré-incremento ++a ++ pós-incremento a++ -- pré-decremento --b -- pós-decremento b-- Incrementa a por 1 e então utiliza o novo valor de a na expressão em que a reside. Utiliza o valor atual de a na expressão em que a reside, então incrementa a por 1. Decrementa b por 1 e então utiliza o novo valor de b na expressão em que b reside. Utiliza o valor atual de b na expressão em que b reside, então decrementa b por 1. Exercícios 1. Identifique e corrija os erros em cada um dos seguintes conjuntos de código: a) while (c <= 5 ) { produto *= c; ++c; b) if (sexo == 1) System.out.println( Mulher ); else; System.out.println( Homem ); c) if (idade >= 65); System.out.println( idade maior oi igual a ); else

6 Estrutura de Repetição 6 System.out.println( a idade é menor que 65) ; d) int x = 1, total; while (x <= 10) { total += x; ++x; e) while (x <= 100) total += x; ++x; f) while (y > 0) { System.out.println(y); ++y; g) i = 1; while (i <= 10); i++; h) for (k = 0.1; k!= 1.0; k += 0.1) System.out.println(k); i) switch(n){ case 1: System.out.println( O número é 1 ); case 2: System.out.println( O número é 2 ); break; default: System.out.println( O número não é 1 nem 2 ); break; j) for (i = 100, i >= 1, i++) System.out.println(i); k) switch (valor % 2){ case 0: System.out.println( Inteiro par ); case 1: System.out.println( Inteiro ímpar ); 2. O que há de errado com a instrução while a seguir? while (z >= 0) soma += z; 3. O que os seguintes programas imprimem? public class prog4_16 { int y, x = 1, total = 0; while (x <= 10){ y = x * x; System.out.println(y); total += y; ++x;

7 7 Linguagem de Programação System.out.printf("O total é %d\n", total); public class prog4_17 { int i = 1; while (i <= 10){ System.out.println(i % 2 == 1? "*****" : "+++++"); ++i; public class prog4_18 { int linha = 10, coluna; while (linha >= 1){ coluna = 1; while (coluna <= 10){ System.out.print(linha % 2 == 1? "<" : ">"); ++coluna; --linha; System.out.println(); public class prog4_19 { for (int i = 1; i <= 10; i++){ for (int j = 1; j <= 5; j++) System.out.print('0'); System.out.println(); 4. O que os seguintes segmentos de programas fazem? for (i = 1; i <= 5; i++){ for (j = 1; j <= 3; j++){ for (k = 1; k <= 4; k++) System.out.print( * ); System.out.println(); n = 1;

8 while (n <= 10) System.out.println(n++); Estrutura de Repetição 8 for (int i = 19; i >= 1; i -= 2) System.out.println(i); cont = 2; do{ System.out.println(cont); cont += 2; while (cont <= 100) 5. Um programa Java está todo misturado. Reorganize os trechos de código para criar o programa. Adicione as chaves necessárias. if (x == 1) { System.out.print( d ); x = x 1; if (x == 2) { System.out.print( b c ); class embaralha{ if (x > 2) { System.out.print( a ); int x = 3; x = x 1; System.out.print( - ); while (x > 0){ Esse programa produz a saída listada abaixo: Bibliografia Lógica de programação e estrutura de dados, com aplicações em Java Sandra Puga, Gerson Rissetti São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2009 Java: como programar H. M. Deitel, P. J. Deitel São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2005 Estrutura de dados e algoritmos em Java

9 9 Linguagem de Programação Michael Goodrich, Roberto Tamassia Porto Alegre: Bookman, 2007 Use a cabeça Java Kathy Sierra e Bert Bates Rio de Janeiro: Alta Books, 2005

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO COLÉGIO ESTADUAL ULYSSES GUIMARÃES CURSO TÉCNICO PROFISSIONALIZANTE EM INFORMÁTICA ERINALDO SANCHES NASCIMENTO ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO FOZ DO IGUAÇU 2013 SUMÁRIO 5. ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO... 2 5.1. OPERADORES

Leia mais

Aula 4 Estruturas de Controle

Aula 4 Estruturas de Controle UNIP Universidade Paulista Ciência da Computação Aula 4 Estruturas de Controle Prof. Célio Ricardo Castelano 1 Tópicos Abordados 1) Instruções de seleção em Java: 2) Instruções de repetição em Java: 2

Leia mais

LINGUAGEM C: COMANDOS DE REPETIÇÃO

LINGUAGEM C: COMANDOS DE REPETIÇÃO LINGUAGEM C: COMANDOS DE REPETIÇÃO Prof. André Backes ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Uma estrutura de repetição permite que uma sequência de comandos seja executada repetidamente, enquanto determinadas condições

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) Estruturas Condicionais e de Repetição

Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) Estruturas Condicionais e de Repetição Algoritmos e Estruturas de Dados I (DCC/003) Estruturas Condicionais e de Repetição 1 Comando while Deseja-se calcular o valor de: 1 + 2 + 3 +... + N. Observação: não sabemos, a priori, quantos termos

Leia mais

9. Comando de repetição com variável de controle (para.. de.. até.. faça)

9. Comando de repetição com variável de controle (para.. de.. até.. faça) 9. Comando de repetição com variável de controle (para.. de.. até.. faça) Com o uso das estruturas enquanto e repita é possível elaborar rotinas que efetuam a execução de um looping um determinado número

Leia mais

Introdução à Linguagem de Programação Java 1 INTRODUÇÃO À LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO JAVA

Introdução à Linguagem de Programação Java 1 INTRODUÇÃO À LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO JAVA 1 INTRODUÇÃO À LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO JAVA 2 INDICE 1. COMENTÁRIOS... 4 1.1. Comentário de uma linha... 4 1.2. Comentário de múltiplas linhas... 4 2. IMPRESSÃO DE TEXTOS... 5 2.1. Imprimindo um texto

Leia mais

Variáveis primitivas e Controle de fluxo

Variáveis primitivas e Controle de fluxo Variáveis primitivas e Controle de fluxo Material baseado na apostila FJ-11: Java e Orientação a Objetos do curso Caelum, Ensino e Inovação, disponível para download em http://www.caelum.com.br/apostilas/

Leia mais

Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo

Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo Lógica e Linguagem de Programação Convertendo um algoritmo em pseudocódigo para a linguagem C Professor: Danilo Giacobo Este documento explica como transformar um algoritmo escrito na forma pseudocódigo

Leia mais

Linguagem C++ Estruturas de controle Parte II Estruturas de repetição

Linguagem C++ Estruturas de controle Parte II Estruturas de repetição Fundamentos de Programação Linguagem C++ Estruturas de controle Parte II Estruturas de repetição Prof. Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Estruturas de Controle Permitem o controle da sequência de execução de um

Leia mais

Revisão C++ - Parte 1

Revisão C++ - Parte 1 Revisão C++ - Parte 1 Prof. Gustavo Leitão Campus Natal Central Disciplina Programação para Ambiente de Redes 5/3/2010 Objetivo da Aula 5/3/2010 5/3/2010 OBJETIVO DA AULA Revisar os principais comandos

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Estruturas de Repetição Introdução As estruturas de repetição, permitem executar mais de uma vez um mesmo trecho de código. Trata-se de uma forma de executar blocos de comandos somente sob determinadas

Leia mais

Estruturas de Repetição e String. Vanessa Braganholo

Estruturas de Repetição e String. Vanessa Braganholo Estruturas de Repetição e String Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Aula de hoje... Estruturas de repetição while...do do...while for String Manipulação de textos 2 Estruturas de Repetição Permitem que

Leia mais

Algoritmos e Programação

Algoritmos e Programação Algoritmos e Programação Aula 5 Estruturas de Repetição Profa. Marina Gomes marinagomes@unipampa.edu.br 26/04/2017 Engenharia de Computação - Unipampa 1 Aula de Hoje Estrutura de repetição Comando for

Leia mais

Lógica de Programação. Lógica de Programação com Java

Lógica de Programação. Lógica de Programação com Java Lógica de Programação Lógica de Programação com Java Sumário Lógica de programação 1. Algoritmos 2. Comentários no código 3. Tipos de dados 4. Constantes e Variáveis 5. O que devemos saber para começar

Leia mais

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO II REVISÃO POO

CIÊNCIA DA COMPUTAÇÃO - LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO II REVISÃO POO REVISÃO POO INTRODUÇÃO À LINGUAGEM JAVA CRIANDO CLASSES EM JAVA Convenção de Nomes em Java Classes iniciam com letras maiúsculas Métodos, atributos e variáveis locais iniciam com minúsculas. Declaração

Leia mais

Sintaxe Básica de Java Parte 2

Sintaxe Básica de Java Parte 2 Sintaxe Básica de Java Parte 2 Universidade Católica de Pernambuco Ciência da Computação Prof. Márcio Bueno poonoite@marciobueno.com Fonte: Material da Profª Karina Oliveira Instruções Condicionais A instrução

Leia mais

para / for (com teste numérico) enquanto / while (com teste lógico no início) repita até que / do...while (com teste lógico no fim)

para / for (com teste numérico) enquanto / while (com teste lógico no início) repita até que / do...while (com teste lógico no fim) Algoritmos e Programação de Computadores1 Prof. Eduardo 1 1. ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Uma estrutura de repetição é utilizada para fazer com que um pedaço (trecho) do programa seja executado n vezes, ou

Leia mais

Arrays Mulditimensionais

Arrays Mulditimensionais Arrays Mulditimensionais Linguagem de Programação 1 Estruturas indexadas que necessitam de mais que um índice para identificar um de seus elementos são chamadas de matrizes de dimensão n, onde n representa

Leia mais

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões.

Estruturas da linguagem C. 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. 1 Estruturas da linguagem C 1. Identificadores, tipos primitivos, variáveis e constantes, operadores e expressões. Identificadores Os identificadores seguem a duas regras: 1. Devem ser começados por letras

Leia mais

Aula 08 Estruturas de Condição. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes

Aula 08 Estruturas de Condição. Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes Aula 08 Estruturas de Condição Disciplina: Fundamentos de Lógica e Algoritmos Prof. Bruno Gomes http://www.profbrunogomes.com.br/ Agenda da Aula Entrada de Dados; Estruturas de Controle: Estrutura de Sequência;

Leia mais

Métodos Computacionais. Comandos Condicionais e de Repetição em C

Métodos Computacionais. Comandos Condicionais e de Repetição em C Métodos Computacionais Comandos Condicionais e de Repetição em C Tópicos da Aula Hoje vamos acrescentar comportamentos mais complexos a programas em C Comandos Condicionais if-else switch Comandos de Repetição

Leia mais

Estruturas de Decisão

Estruturas de Decisão Motivação O controle do fluxo da execução em Java utiliza os mesmos comandos existentes em outras linguagens Decisão: if-else, switch-case Repetição: for, while, do-while Desvios: return, continue, break

Leia mais

Introdução a JAVA. Variáveis, tipos, expressões, comandos e blocos

Introdução a JAVA. Variáveis, tipos, expressões, comandos e blocos + Introdução a JAVA Variáveis, tipos, expressões, comandos e blocos +Roteiro 2 Variáveis e tipos Operadores aritméticos, lógicos, relacionais e bit-a-bit Atribuição Comandos básicos Ler, Escrever, Condicional,

Leia mais

AULA TEÓRICA 7. Tema 4. Estruturas de controlo (continuação).

AULA TEÓRICA 7. Tema 4. Estruturas de controlo (continuação). AULA TEÓRICA 7 Tema 4. Estruturas de controlo (continuação). Ø Selecção múltipla. Instrução switch-case. Ø Repetição. O ciclo while. O ciclo do-while. O ciclo for. Ciclos for encadeados. Ø Repetição. O

Leia mais

Linguagem C. Programação Estruturada. Estruturas de Controle. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo

Linguagem C. Programação Estruturada. Estruturas de Controle. Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo Programação Estruturada Linguagem C Estruturas de Controle Prof. Luis Nícolas de Amorim Trigo nicolas.trigo@ifsertao-pe.edu.br Sumário Introdução Tipos de Estruturas de Controle Estruturas de Seleção Simples

Leia mais

Manual de conversão de Pseudo-algoritmo para Java

Manual de conversão de Pseudo-algoritmo para Java Manual de conversão de para Criação e atribuição de valores à variáveis Objetivo inteiro: n; int n; real: valor; double valor; lógico: achou; boolean achou; string: nome; String nome; caractere: sexo;

Leia mais

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If...

Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação. Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If... Universidade Federal de Uberlândia Faculdade de Computação Linguagem C: Operadores relacionais e lógicos estruturas condicionais If... Else Switch Prof. Renato Pimentel 1 Operações relacionais Operações

Leia mais

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC DCC Departamento de Ciência da Computação Joinville-SC

UNIVERSIDADE DO ESTADO DE SANTA CATARINA - UDESC DCC Departamento de Ciência da Computação Joinville-SC CURSO: Bacharelado em Ciência da Computação DISCIPLINA: LPG-II - Linguagem de Programação II AULA NÚMERO: 02 DATA: PROFESSOR: Murakami Sumário 1 APRESENTAÇÃO...1 2 DESENVOLVIMENTO...1 2.1 Estrutura condicional

Leia mais

Programação Orientada a Objetos

Programação Orientada a Objetos Programação Orientada a Objetos Professor: Diego Oliveira Conteúdo 05: Linguagem Java Conteúdo da Aula Linguagem Java Tipos Primitivos Operadores Aritiméticos Operadores Lógicos Precedência de Operadores

Leia mais

Introdução à Ciência da Computação

Introdução à Ciência da Computação Introdução à Ciência da Computação Introdução à Linguagem C: Parte II Prof. Ricardo J. G. B. Campello Sumário Seleção Simples Seleção Composta Seleção Encadeada Seleção de Múltipla Escolha Repetição com

Leia mais

Algoritmos e Introdução à Programação. Lógica e Linguagem de Programação

Algoritmos e Introdução à Programação. Lógica e Linguagem de Programação Algoritmos e Introdução à Programação Lógica e Linguagem de Programação Prof. José Honorato Ferreira Nunes honoratonunes@softwarelivre.org http://softwarelivre.org/zenorato/honoratonunes Linguagem C Seleção

Leia mais

Introdução à Linguagem C++

Introdução à Linguagem C++ Introdução à Linguagem C++ C++: Definição C++ C A Linguagem de Programação C++ pode ser definida como uma extensão da Linguagem C; Todo código de programação em Linguagem C pode a priori ser compilado

Leia mais

Linguagem C (estruturas condicionais)

Linguagem C (estruturas condicionais) Linguagem C (estruturas condicionais) André Tavares da Silva atavares@joinville.udesc.br Comandos de Controle de Fluxo Todos os comandos devem ser terminados com um ;. { e são usados para delimitar um

Leia mais

PROGRAMAÇÃO A. Estrutura de Repetição

PROGRAMAÇÃO A. Estrutura de Repetição PROGRAMAÇÃO A Estrutura de Repetição INTRODUÇÃO Trechos de algoritmos e consequentemente comandos de um determinado programa que precisam ser repetidos para realizar algum tipo de leitura de dados ou cálculo

Leia mais

Comandos em C (cont.)

Comandos em C (cont.) Comandos em C (cont.) Operador ternário:? O operador condicional possui uma opção um pouco estranha. É o único operador C que opera sobre três expressões. Sua sintaxe geral possui a seguinte construção:

Leia mais

Estruturas de Repe,ção e String

Estruturas de Repe,ção e String Estruturas de Repe,ção e String Leonardo Gresta Paulino Murta leomurta@ic.uff.br Estruturas de repe

Leia mais

Semana 2 Estruturas de Condição, Seleção e Repetição. Prof. Tiago Jesus de Souza

Semana 2 Estruturas de Condição, Seleção e Repetição. Prof. Tiago Jesus de Souza Atualização Técnica e Pedagógica de Professores no componente de Lógica de Programação com C# (console) Semana 2 Estruturas de Condição, Seleção e Repetição Prof. Tiago Jesus de Souza Introdução Nesta

Leia mais

Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue;

Estruturas de Repetição. for() while() do-while() break; continue; Estruturas de Repetição for() while() do-while() break; continue; 1 Auto-Ajuda (!) Como ajudar a solucionar erros básicos do meu programa? Verificar os ; Verificar se não há comandos em maiúsculas; Verificar

Leia mais

Comando Switch. Embora a escada if else-if possa executar testes de várias maneiras, ela não é de maneira nenhuma elegante.

Comando Switch. Embora a escada if else-if possa executar testes de várias maneiras, ela não é de maneira nenhuma elegante. Comando Switch Embora a escada if else-if possa executar testes de várias maneiras, ela não é de maneira nenhuma elegante. O código pode ficar difícil de ser seguido e confundir até mesmo o seu autor no

Leia mais

Introdução a classes e objetos. Prof. Marcelo Roberto Zorzan Prof a. Rachel Reis

Introdução a classes e objetos. Prof. Marcelo Roberto Zorzan Prof a. Rachel Reis Introdução a classes e objetos Prof. Marcelo Roberto Zorzan Prof a. Rachel Reis Estruturas de Seleção if... else Operador condicional (? : ) switch Aula de Hoje Estruturas de Repetição: while/do... while/for

Leia mais

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero

Linguagem C. Prof.ª Márcia Jani Cícero Linguagem C Prof.ª Márcia Jani Cícero A estrutura Básica de um Programa em C Consiste em uma ou várias funções ou programas. main( ) // primeira função a ser executada // inicia a função // termina a função

Leia mais

ESTRUTURAS DE CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO

ESTRUTURAS DE CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO ESTRUTURAS DE CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Baseado nos slides de autoria de Rosely Sanches Estruturas de Controle ESTRUTURA SEQUENCIAL ESTRUTURAS CONDICIONAIS Estrutura Condicional Simples Estrutura

Leia mais

Operadores e Estruturas de Decisão. Vanessa Braganholo

Operadores e Estruturas de Decisão. Vanessa Braganholo Operadores e Estruturas de Decisão Vanessa Braganholo vanessa@ic.uff.br Aula de hoje Operadores Aritméticos (usados em contas) Relacionais (usados em comparações numéricas) Lógicos (usados em comparações

Leia mais

Lição 4 Fundamentos da programação

Lição 4 Fundamentos da programação Lição 4 Fundamentos da programação Introdução à Programação I 1 Objetivos Ao final desta lição, o estudante será capaz de: Identificar as partes básicas de um programa em Java Reconhecer as diferenças

Leia mais

Estruturas de Controle em c#

Estruturas de Controle em c# Estruturas de Controle em c# Fábio Moura Governo de Pernambuco Agenda Tipos de estruturas de controle; if; if-else; if-else-if; switch-case; while; do-while; for; foreach; Exercício. Tipos de Estruturas

Leia mais

Programação Aplicada à Engenharia

Programação Aplicada à Engenharia Universidade Federal Rural do Semi-Árido Departamento de Ciências Ambientais Programação Aplicada à Engenharia Aula 08: Comandos de repetição Silvio Fernandes 2009.1 1 Estrutura de repetição while Uma

Leia mais

Java - Estruturas de Decisão, Repetição e Arrays

Java - Estruturas de Decisão, Repetição e Arrays Java - Estruturas de Decisão, Repetição e Arrays Professor: Vilson Heck Junior vilson.junior@ifsc.edu.br Estruturas de Decisão: if; Clausulas em Java; switch; Exercícios; Estruturas de Repetição: while;

Leia mais

Programação de Computadores I Funções de Repetição da Linguagem C PROFESSORA CINTIA CAETANO

Programação de Computadores I Funções de Repetição da Linguagem C PROFESSORA CINTIA CAETANO Programação de Computadores I Funções de Repetição da Linguagem C PROFESSORA CINTIA CAETANO Comando WHILE O comando while executa um bloco de comandos enquanto a condição testada for verdadeira (diferente

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 ALGORITMOS

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 ALGORITMOS UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 ALGORITMOS Profª ª Danielle Casillo ESTRUTURA DE REPETIÇÃO Nos exemplos e exercícios que

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Estruturas de Repetição Alguns cálculos realizados pelo computador são feitos de forma repetitiva Exemplos: Cálculo de 25! fat = 25*24*23*22*21*20*19*18*17*16*15*14*13*12*11*10*9*8*7*6*5*4*3*2*1; Soma

Leia mais

ESTRUTURAS DE CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO

ESTRUTURAS DE CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO ESTRUTURAS DE CONTROLE ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO Baseado nos slides de autoria de Rosely Sanches Estruturas de Controle ESTRUTURA SEQUENCIAL ESTRUTURAS CONDICIONAIS Estrutura Condicional Simples Estrutura

Leia mais

Vetores. e o programa deverá ler os valores separadamente:

Vetores. e o programa deverá ler os valores separadamente: Vetores Vetor é um tipo de dado usado para representar uma certa quantidade de variáveis de valores homogêneos (do mesmo tipo). Imagine o seguinte problema: calcular a média das notas da prova de 5 alunos.

Leia mais

Estruturas de Repetição

Estruturas de Repetição Estruturas de Repetição Lista de Exercícios - 04 Programação de Computadores I Professor: Edwar Saliba Júnior Estruturas de Repetição O que são e para que servem? São comandos que são utilizados na programação

Leia mais

Comando de Seleção em Java

Comando de Seleção em Java Universidade Federal do ABC (UFABC) Disciplina: Processamento da Informação (BC-0505) Assunto: Comando de Seleção Comando de Seleção em Java Conteúdo 1. Introdução... 1 2. Comando de seleção... 2 3. Comandos

Leia mais

Comando Portugol (Visualg) Java

Comando Portugol (Visualg) Java Variável tipo inteiro i: inteiro short i; int i; long i; byte i; Variável tipo real d: real float d; double d; Variável tipo lógico b: logico boolean b; Variável tipo texto s: caractere char s; String

Leia mais

Módulo 5. Instruções if e switch. Algoritmos e Estruturas de Dados I C++ (Rone Ilídio)

Módulo 5. Instruções if e switch. Algoritmos e Estruturas de Dados I C++ (Rone Ilídio) Módulo 5 Instruções if e switch Algoritmos e Estruturas de Dados I C++ (Rone Ilídio) Comando de decisão if Executa uma determinada seqüência de comandos se sua condição for verdadeira Sintaxe if (condição)

Leia mais

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1

ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1 AULA 15 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO - PARTE 1 15.1 O comando enquanto-faca- Considere o problema de escrever um algoritmo para ler um número inteiro positivo, n, e escrever todos os números inteiros de 1 a

Leia mais

Programação de Computadores III

Programação de Computadores III Programação de Computadores III Pseudocódigo e Estruturas Básicas de Controle Professor Hugo de Oliveira Barbalho hbarbalho@ic.uff.br Material produzido pelo professor: Leandro Augusto Frata Fernandes

Leia mais

Java 2 Standard Edition Tipos, literais, operadores e controle de fluxo

Java 2 Standard Edition Tipos, literais, operadores e controle de fluxo Java 2 Standard Edition Tipos, literais, operadores e controle de fluxo Helder da Rocha www.argonavis.com.br 1 Operadores e controle de fluxo da execução Este módulo explora as estruturas procedurais da

Leia mais

Universidade de Mogi das Cruzes Implementação Orientada a Objetos - Profª. Danielle Martin. Guia da Sintaxe do Java

Universidade de Mogi das Cruzes Implementação Orientada a Objetos - Profª. Danielle Martin. Guia da Sintaxe do Java Guia da Sintaxe do Java TIPOS PRIMITIVOS DE DADOS DO JAVA São os tipos nativos de dados do Java, que podem ser usados na declaração de atributos, variáveis, parâmetros. Tipo primitivo Tamanho Valor padrão

Leia mais

Exercícios Repetição. 8.3 Exercícios

Exercícios Repetição. 8.3 Exercícios Curso de Graduação em Ciência da Computação Disciplina: Algoritmos Professor: Marcelo Cendron Exercícios Repetição 8.3 Exercícios 1. Faça um programa utilizando o comando while, que fica lendo números

Leia mais

#include Void main() { printf( Cheguei!\n"); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C

#include <stdio.h> Void main() { printf( Cheguei!\n); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C #include Void main() { printf( Cheguei!\n"); } INTRODUÇÃO A LINGUAGEM C ANTES DO C ERA A LINGUAGEM B B foi essencialmente uma simplificação da linguagem BCPL. B só tinha um tipo de dado, que

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO. Estruturas de repetição. Prof. Alex Camargo

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO. Estruturas de repetição. Prof. Alex Camargo UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA CAMPUS BAGÉ ALGORITMOS E PROGRAMAÇÃO Estruturas de repetição Prof. Alex Camargo alexcamargoweb@gmail.com Estruturas de repetição As estruturas de repetição provém uma maneira

Leia mais

Programação de Computadores:

Programação de Computadores: Instituto de C Programação de Computadores: Pseudocódigo e Estruturas Básicas de Controle Luis Martí Instituto de Computação Universidade Federal Fluminense lmarti@ic.uff.br - http://lmarti.com Roteiro

Leia mais

Noções de algoritmos - Aula 1

Noções de algoritmos - Aula 1 Noções de algoritmos - Aula 1 Departamento de Física UFPel Definição de algoritmo Sequência ordenada e finita de operações para a realização de uma tarefa. Tarefa: Experimento de Física I. Passo 1: Reunir

Leia mais

Exercícios Repetição

Exercícios Repetição Curso de Engenharia de Controle e Automação Disciplina: Informática para a Automação Professor: Marcelo Cendron Exercícios Repetição 1.1 8.3 Exercícios 1. Faça um programa utilizando o comando while, que

Leia mais

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO MATLAB

INTRODUÇÃO AO AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO MATLAB TURMA 1 AULA 5 INTRODUÇÃO AO AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO MATLAB MINICURSO PET-POTÊNCIA 2016.1 RÔMULLO RANDELL MINICURSO PET-POTÊNCIA 2016.1 INTRODUÇÃO AO AMBIENTE DE PROGRAMAÇÃO MATLAB RÔMULLO RANDELL Turma

Leia mais

Linguagens de Programação I

Linguagens de Programação I Linguagens de Programação I Tema # 4 Operadores em C Susana M Iglesias FUNÇÕES ENTRADA-SAÍDA I/O printf(), utilizada para enviar dados ao dispositivo de saída padrão (stdout), scanf(), utilizada para ler

Leia mais

C Comandos de Controle

C Comandos de Controle C Comandos de Controle Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br Instituto de Matemática Departamento de Ciência da Computação UFRJ 15 de agosto de 2013 Adriano Cruz adriano@nce.ufrj.br (IM-DCC-UFRJ)C Comandos

Leia mais

Controle de Fluxo. Laços e Desvios incondicionais

Controle de Fluxo. Laços e Desvios incondicionais Controle de Fluxo Laços e Desvios incondicionais Laços Em C, há três comandos de ITERAÇÃO ou LAÇOS: for while do... while Estes permitem que um conjunto de instruções seja executado até que ocorra uma

Leia mais

Vetores Unimensionais

Vetores Unimensionais Vetores Unimensionais Objetivos Entender a importância e a necessidade do uso de Vetores Definição de Manipulação de Vetores Inserir elementos em um vetor (usando laços ou não) Imprimir elementos de um

Leia mais

Programação de Computadores III

Programação de Computadores III Programação de Computadores III Pseudocódigo e Estruturas Básicas de Controle Professor Leandro Augusto Frata Fernandes laffernandes@ic.uff.br Material disponível em http://www.ic.uff.br/~laffernandes/teaching/2013.1/tcc-00.157

Leia mais

1) Operadores de auto incremento ++ e auto decremento --

1) Operadores de auto incremento ++ e auto decremento -- Aula 09 - Operadores de auto incremento e auto decremento, atribuição múltipla, atribuição na declaração, atribuição resumida e algumas regras de boa programação. 1) Operadores de auto incremento ++ e

Leia mais

Estruturas de Controle

Estruturas de Controle Estruturas de Controle Mário Meireles eixeira UMA DEIN ópicos Estruturas de Controle condicionais repetição Expressões Lógicas operadores relacionais operadores lógicos Estruturas de Controle 2 1 Introdução

Leia mais

Programação: Vetores

Programação: Vetores Programação de Computadores I Aula 09 Programação: Vetores José Romildo Malaquias Departamento de Computação Universidade Federal de Ouro Preto 2011-1 1/62 Motivação Problema Faça um programa que leia

Leia mais

A resposta apresentada em aula, no quadro, (em Chapin e/ou Português Estruturado) está correta?

A resposta apresentada em aula, no quadro, (em Chapin e/ou Português Estruturado) está correta? 23 Algoritmos com Repetição Nos exemplos e exercícios vistos até agora, sempre foi possível resolver os problemas com uma sequência de instruções que eram executadas apenas uma vez. Existem três estruturas

Leia mais

Estruturas de Dados Estáticas Cont.

Estruturas de Dados Estáticas Cont. Estruturas de Dados Estáticas 1 Estruturas de Dados Estáticas Cont. Matriz (arrays multidimensionais) Uma matriz é uma variável composta homogênea bidimensional formada por uma sequência de variáveis,

Leia mais

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S

PROGRAMAÇÃO I E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S PROGRAMAÇÃO I VA R I Á V E I S, C O N S TA N T E S, O P E R A D O R E S E N T R A DA E S A Í DA D E DA D O S Variáveis 2 Variáveis são locais onde são armazenados os valores na memória. Toda variável é

Leia mais

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia

PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia PROGRAMAS BÁSICOS EM C++ Disciplina: Introdução à Ciência da Computação Prof. Modesto Antonio Chaves Universidade estadual do Sudoeste da Bahia Calculo da área de um triângulo Algoritmo Área Var base,

Leia mais

Linguagens de Programação

Linguagens de Programação Linguagens de Programação Prof. Miguel Elias Mitre Campista http://www.gta.ufrj.br/~miguel Parte IV Introdução à Programação em C++ (Continuação) Relembrando da Última Aula... Definição de classes e objetos

Leia mais

AULA TEÓRICA 4. Tema 2. Introdução a programação em Java (Continuação) Tema 3. Instruções básicas de entrada e saída

AULA TEÓRICA 4. Tema 2. Introdução a programação em Java (Continuação) Tema 3. Instruções básicas de entrada e saída AULA TEÓRICA 4 Tema 2. Introdução a programação em Java (Continuação) Ø Expressões. Ø Operadores de incrementação e de decrementação unária de variáveis. Ø Classe Math. Ø Conversões de tipo. Ø Expressões

Leia mais

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java

Bacharelado em Ciência e Tecnologia Processamento da Informação. Equivalência Portugol Java. Linguagem Java Linguagem Java Objetivos Compreender como desenvolver algoritmos básicos em JAVA Aprender como escrever programas na Linguagem JAVA baseando-se na Linguagem Portugol aprender as sintaxes equivalentes entre

Leia mais

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 10. Revisão Aula Anterior Laços de Repetição While; Do-While; For.

CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 10. Revisão Aula Anterior Laços de Repetição While; Do-While; For. CURSO BÁSICO DE PROGRAMAÇÃO AULA 10 Revisão Aula Anterior Laços de Repetição While; Do-While; For. Estrutura de Decisão IF Portugol se () { se () { senao{

Leia mais

Programação C# + ASP.NET

Programação C# + ASP.NET Programação C# + ASP.NET Prof. MSc. Daniel Menin Tortelli e-mail: danielmenintortelli@gmail.com Site: http://sites.google.com/site/danielmenintortelli/home 30/04/2013 Programação C# ASP.NET - Prof. MSc.

Leia mais

Algoritmos. Algoritmos. Linguagem de programação. Conceitos. Conceitos. Conceitos. Sintaxe do comando para incluir bibliotecas no programa:

Algoritmos. Algoritmos. Linguagem de programação. Conceitos. Conceitos. Conceitos. Sintaxe do comando para incluir bibliotecas no programa: Algoritmos Algoritmos Leandro Tonietto Unisinos ltonietto@unisinos.br http://www.inf.unisinos.br/~ltonietto/inf/pg1/algoritmosi_java.pdf Mar-2008 Possuem sintaxe flexível e são mais úteis para descrição

Leia mais

Estruturas de controle Parte 1

Estruturas de controle Parte 1 1. Objetivos Estruturas de controle Parte 1 Nas lições anteriores, foram mostrados programas seqüenciais, onde as instruções foram executadas uma após a outra de forma fixa. Nesta lição, discutiremos estruturas

Leia mais

Estrutura do programa

Estrutura do programa Linguagem C Estrutura do programa Exemplo: #include #include main() { printf( Ola, mundo! ); system( pause ); }

Leia mais

4 TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS

4 TECNOLOGIA EM ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS Programação Orientada a Objetos Aula 4 Programação Orientada a Objetos Entrada e Saída de Dados GUI em Java: pacote Swing O exemplo abaixo emprega o pacote Swing (javax.swing), que emprega componentes

Leia mais

INF1007: Programação 2. 0 Revisão. 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1

INF1007: Programação 2. 0 Revisão. 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1 INF1007: Programação 2 0 Revisão 06/08/2015 (c) Dept. de Informática - PUC-Rio 1 Tópicos Principais Variáveis e Constantes Operadores e Expressões Entrada e Saída Tomada de Decisão Construção com laços

Leia mais

JAVA. Professor: Bruno Toledo

JAVA. Professor: Bruno Toledo JAVA Professor: Bruno Toledo Funcionamento de uma LP Em uma Linguagem de Programação (LP) como C e Pascal, temos o seguinte quadro quando vamos compilar um programa. Código fonte em c Teste.c Gera código

Leia mais

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++

INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO CURSO: Bacharelado em Ciências e Tecnologia INFORMÁTICA APLICADA AULA 05 LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO C++ Profª ª Danielle Casillo LAÇOS Laços são comandos da linguagem

Leia mais

Linguagem C para Microcontroladores

Linguagem C para Microcontroladores RESUMO Linguagem C para Microcontroladores Prof. Glauber G. O. Brante UTFPR Universidade Tecnológica Federal do Paraná DAELT Departamento Acadêmico de Eletrotécnica Sumário 1 Introdução...................................

Leia mais

AULA 07. HABILIDADES TRABALHADAS: Desenvolver algoritmos utilizando laços a partir da leitura de fluxogramas ou algoritmos em portugol.

AULA 07. HABILIDADES TRABALHADAS: Desenvolver algoritmos utilizando laços a partir da leitura de fluxogramas ou algoritmos em portugol. AULA 07 OBJETIVO: Estruturas de repetição: visão geral HABILIDADES TRABALHADAS: Desenvolver algoritmos utilizando laços a partir da leitura de fluxogramas ou algoritmos em portugol. ESTRUTURA DE REPETIÇÃO

Leia mais

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA CAPÍTULO 5 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO EM C#

LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA CAPÍTULO 5 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO EM C# LINGUAGEM DE PROGRAMAÇÃO ESTRUTURADA CAPÍTULO 5 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO EM C# As estruturas de repetição são muito úteis e empregadas quando se deseja executar uma, ou um bloco, de instruções diversas

Leia mais

Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C. Prof. Ramon Figueiredo Pessoa

Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C. Prof. Ramon Figueiredo Pessoa Programação de Computadores I Conhecendo a Linguagem C Prof. Ramon Figueiredo Pessoa 1 Variáveis e tipos Variáveis são simplesmente posições de memória que o compilador aloca ao programa Mas quantas posições

Leia mais

Estruturas Condicionais e de Repetição

Estruturas Condicionais e de Repetição Estruturas Condicionais e de Repetição Prof. Wylliams Barbosa Santos wylliamss@gmail.com Introdução à Programação Crédito de conteúdo: Professora Ceça Moraes Conteúdo Comando de Decisão Comandos de Repetição

Leia mais

LP II Estrutura de Dados

LP II Estrutura de Dados LP II Estrutura de Dados Linguagem C Seleção e Repetição Prof. José Honorato F. Nunes honorato.nunes@ifbaiano.bonfim.edu.br Resumo da aula Estruturas de Seleção Simples Composta Aninhada Estruturas de

Leia mais

Aula 4 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO (FOR)

Aula 4 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO (FOR) Aula 4 ESTRUTURAS DE REPETIÇÃO (FOR) Profa. Dra. Elisa Yumi Nakagawa 1o semestre/2017 Estruturas de Controle l ESTRUTURA SEQUENCIAL l ESTRUTURAS CONDICIONAIS l l l Estrutura Condicional Simples Estrutura

Leia mais

Estrutura de Seleção Múltipla Switch

Estrutura de Seleção Múltipla Switch Estrutura de Seleção Múltipla Switch Disciplina: Algoritmos e Programação Luciano Moraes Da Luz Brum Universidade Federal do Pampa Unipampa Campus Bagé Email: lucianobrum18@gmail.com Horários de atendimento:

Leia mais