PARECER TÉCNICO DO PERITO ASSISTENTE ANEXO I - NOTAS EXPLICATIVAS

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PARECER TÉCNICO DO PERITO ASSISTENTE ANEXO I - NOTAS EXPLICATIVAS"

Transcrição

1 PARECER TÉCNICO DO PERITO ASSISTENTE ANEXO I - NOTAS EXPLICATIVAS JUSTIÇA ESTADUAL DO ESTADO DO TOCANTINS 3ª VARA DA FAZENDA E REGISTROS PÚBLICOS DA COMARCA DE PALMAS AUTOS DE EMBARGOS A EXECUÇÃO Nº: AUTOS PRINCIPAIS EM APENSO Nº AUTOR EMBARGANTE: ESTADO DO TOCANTINS/PROCURADORIA GERAL DO ESTADO RÉU EMBARGADO: SINDICATO DOS AUDITORES FISCAIS DA RECEITA ESTADUAL DO TOCANTINS DATA DE ENTREGA DO PARECER: 20 de junho de 2016

2 EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 3ª VARA DA FAZENDA E REGISTROS PÚBLICOS DA COMARCA DE PALMAS, ESTADO DO TOCANTINS. Referente aos Autos de Embargos à Execução nº FERNANDA DE SÁ ALVES, brasileira, contadora, portadora do CRC-TO /O e do CPF , com escritório profissional situado a Quadra 806 Sul, Alameda 19, Lote 9/11, Palmas/TO, Assistente Técnico à perícia contábil deferida nos autos em epígrafe, vem à presença de Vossa Excelência para apresentar NOTAS EXPLICATIVAS SOBRE O RESUMO DO CÁLCULO DAS HORAS EXTRAS E DIÁRIAS, assim o fazendo nos termos a seguir apresentados. I DOS OBJETIVOS 1. A presente nota de esclarecimento tem por objetivo propiciar melhor interpretação e compreensão quanto aos cálculos e valores atualizados das horas extras e diárias constantes do Parecer do Assistente Técnico da Pericia, Anexo II e III, devidas aos Agentes do Fisco do Estado do Tocantins no período de Janeiro de a outubro de Objetiva ainda facilitar o entendimento do relatório dos documentos utilizados como base e prova dos cálculos dos valores devidos a título de diárias e horas extraordinárias. II DAS PROVAS DOCUMENTAIS 3. O trabalho de assistência técnica da Pericia Oficial foi desenvolvido com base na metodologia utilizada pelo Perito Oficial e se ateve em conferir a veracidade das quantidades de diárias e horas extras levantadas e lançadas nos levantamentos do Laudo da Pericia Oficial, em relação à documentação constante dos autos.

3 4. Durante o trabalho de conferência, com relação aos dados relativos às escalas e plantões cumpridos pelos Agentes do Fisco, foi registrada toda a documentação existente nos autos, as quais eram passíveis de mensuração de diárias, conforme consta no Anexo IV - Prova Documental das Escalas nos Autos de Embargo à Execução. II DAS ALTERAÇÕES DE DADOS DO LAUDO OFICIAL 5. Na elaboração do laudo do Assistente Técnico da Pericia, foram realizados vários ajustes nos cálculos do Perito Oficial, a fim de corrigir equívocos e inconsistências, os quais demonstramos nos anexos ao presente e relacionados a seguir: Anexo I - Resumo dos cálculos já anexados, para que os interessados possam acessar seus valores individuais com maior agilidade; Anexo II - Relação de Alterações de Salários na Pericia Oficial: trata-se das alterações de salários digitados incorretamente no Laudo Pericial Oficial; Anexo III - Relação de Exclusão de Dias da Pericia Oficial: quantidades de dias registrados nos cálculos do Perito Oficial sem que houvesse a documentação comprobatória nos autos, sendo excluídos, nesta oportunidade, a fim de proceder a correção das quantidades de diárias e horas extraordinárias. Anexo IV - Relação da localização das provas documentais que também embasaram o cálculo; III DO LEVANTAMENTO INDIVIDUAL DOS ES DAS DIÁRIAS E HORAS EXTRAS 6. Devidamente levantadas as quantidades de diárias devidas e horas trabalhadas por mês, foram ativadas no relatório retro citado, as Ordens de Serviços, REMAF, Escalas e Registro em Livros de Ocorrências válidas para o cálculo e inativadas aquelas que não fazem parte do cálculo por se tratar de documentação em duplicidade e/ou de determinações em documentos diferentes do exercício da mesma atividade.

4 7. Feito isso, foram levantadas as quantidades de diárias recebidas no período por mês e lançadas nas planilhas individuais de cada servidor, a fim que fosse descontadas daquelas devidas por dia de trabalho, chegando assim, à quantidade das diferenças das diárias a liquidar por servidor. 8. Simultaneamente, foram lançadas nas planilhas de cálculos das horas extraordinárias, as quantidades de horas correspondentes à carga horária mensal normal que, deduzidas das quantidades de horas trabalhadas, obteve como produto as quantidades de horas excedentes (horas extraordinárias) à carga de trabalho mensal. 9. Também foram registrados nas planilhas de cálculo das horas extras, os valores das remunerações recebidas por mês, o qual foi dividido pela carga horária normal, apurando assim o valor da hora normal a qual foi acrescida de 50% (cinquenta por cento) de adicional de horas extraordinárias, perfazendo então o valor da hora extraordinária que foi multiplicado pelas quantidades de horas excedentes à carga horaria de trabalho, totalizando finalmente os valores principais das horas extras. 10. Após a obtenção dos valores originários das diárias e horas extras inadimplentes, foi multiplicado cada valor/mês pelo índice de atualização monetária pertinente à demanda do mês seguinte e deduzido do resultado do valor original, apurando assim o valor da atualização monetária. Tal procedimento foi adotado em razão do prazo para pagamento das verbas remuneratórias do servidor público vencer no mês seguinte. Por exemplo, se o servidor tinha direito a receber diárias ou horas extras em janeiro de 1995, foi utilizado para atualização monetária o índice de atualização do mês de fevereiro de 1995, por ser o mês do vencimento da obrigação trabalhista. 11. Realizadas as atualizações monetárias dos valores originários devidos a títulos de diárias e horas extraordinárias, foram calculados sobre os mesmos os valores dos juros moratórios à taxa de 0,5% (meio por cento) de forma não capitalizáveis, os quais foram somados aos valores da atualização monetária e originários da obrigação, perfazendo assim o total atualizado devido por mês

5 que, somados, resultaram nos valores devidos totais atualizados por Agente do Fisco, como se pode observar dos cálculos constantes dos Anexos I e II da Parecer do Assistente Técnico da Pericia. 12. Também foi calculado o valor atualizado dos honorários de sucumbência, conforme decisão do TJ/TO acostadas aos autos e memória de cálculo reportada no parecer técnico. 13. Após a realização dos procedimentos de apuração dos valores originários e suas devidas atualizações, resta claro, através das somas dos valores totais dos Anexo I e II do Parecer do Assistente Técnico, o valor total das diárias, horas extras e honorários de sucumbência a liquidar, conforme Anexo I deste, e memória de cálculo abaixo. MEMÓRIA DE CÁLCULO ATUALIZADA ESPECIFICAÇÃO PRINCIPAL DIÁRIAS TOTAL PRINCIPAL HORAS EXTRAS TOTAL TOTAL ATUALIZADO TOTAL DIÁRIAS E HORAS EXTRAS ATUALIZADO , , , , ,20 ES HONORÁRIOS DE SUCUMBÊNCIAS PRINCIPAL ,00 ATUALIZAÇÃ O MONETÁRIA ,19 JUROS MORA ,10 TOTAL ATUAL ,29 TOTAL DA ATUALIZADO PARA LIQUIDAÇÃO (DIÁRIAS, HORAS EXTRAS E HONORÁRIOS DE SUCUMBÊNCIAS) , A memória de cálculo esclarece os valores devidos a título de diárias, horas extraordinárias e honorários de sucumbência, sendo o valor total geral da execução de R$ ,49 (cento e trinta e dois milhões, trezentos e oitenta e nove mil, setecentos e trinta e cinco reais e quarenta e nove centavos), fruto da soma de R$ ,20 (cento e trinta e um milhões, trezentos e quinze mil, quatrocentos e quarenta e três reais e vinte centavos) provenientes das somatórias dos valores devidos das diárias e horas extras constantes do Anexo II e II do Parecer Técnico do Assistente e R$ ,29 (um milhão, setenta e quatro mil e duzentos e noventa e dois reais e vinte e nove centavos), relativos aos valores atualizados dos honorários de sucumbência. MEMORIA DISCRIMINADA DE CALCULO DOS HONORÁRIOS DE SUCUMBÊNCIA ORIGINAL ÍNDICE ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA ATUALIZAÇÃO MONETÁRIA TAXA JUROS MORA JUROS MORA TOTAL HONORÁRIOS SUCUMBÊNCIA ATUALIZADO ,00 3, ,19 97,20% , ,29

6 VI DOS ESCLARECIMENTOS FINAIS 15. A presente nota explicativa deixa claro que os valores das somatórias das diárias e das horas extras atualizadas, Anexo I e II do parecer Técnico do Assistente da Pericia, com os valores dos honorários de sucumbência totalizam a quantia para liquidação da execução de R$ ,49 (cento e trinta e dois milhões, trezentos e oitenta e nove mil, setecentos e trinta e cinco reais e quarenta e nove centavos), atualizados até 31/01/2016, para liquidação até 28/02/2016. Era o que tínhamos a esclarecer. Palmas - TO, em 20 de junho de Fernanda de Sá Alves Contadora - CRC nº TO /O Assistente Técnico da Perícia

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DO 2º JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE LONDRINA - PARANÁ

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DO 2º JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE LONDRINA - PARANÁ EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DE DIREITO DO 2º JUIZADO ESPECIAL CÍVEL DA COMARCA DE LONDRINA - PARANÁ Autos nº 0054426-11.2014.8.16.0014 Prioridade de Tramitação (Estatuto do Idoso) xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx,

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 3ª VARA DOS FEITOS DAS FAZENDAS E REGISTROS PÚBLICOS DA COMARCA DE PALMAS - TOCANTINS.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 3ª VARA DOS FEITOS DAS FAZENDAS E REGISTROS PÚBLICOS DA COMARCA DE PALMAS - TOCANTINS. EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA 3ª VARA DOS FEITOS DAS FAZENDAS E REGISTROS PÚBLICOS DA COMARCA DE PALMAS - TOCANTINS. Cumprimento de Sentença Autos nº: 5001947-94-2007-827.2729 EXECUTADO:

Leia mais

ANEXO V PREÇO UNITÁRIO (R$) DEPENDENTES LEGAIS anos , , anos , , anos ,95 2.

ANEXO V PREÇO UNITÁRIO (R$) DEPENDENTES LEGAIS anos , , anos , , anos ,95 2. TABELA I PLANILHA INFORMATIVA DE BENEFICIÁRIOS E PREÇOS ESTIMADOS DO GRUPO A TITULARES E DEPENDENTES LEGAIS NO PLANO BÁSICO A - ENFERMARIA - SUBITEM 3.2.1 DO TERMO DE REFERÊNCIA - BENEFICIÁRIOS - TITULARES

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA DA COMARCA DE SANTA CATARINA LAUDO PERICIAL

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA DA COMARCA DE SANTA CATARINA LAUDO PERICIAL EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA VARA DA COMARCA DE SANTA CATARINA LAUDO PERICIAL Nº DO PROCESSO: 0000000 CLASSE: AÇÃO ORDINÁRIA AUTOR: RÉU:, brasileira, solteira, contadora, estabelecida

Leia mais

EXECUÇÃO DEFINITIVA DE SENTENÇA

EXECUÇÃO DEFINITIVA DE SENTENÇA EXMO. SENHOR, DR. JUIZ DE DIREITO DA 2ª. VARA CÍVEL DA COMARCA DE IRATI - PR AUTOS : N. 0001882-31.2013.8.16.0095 AUTORAS : MARIA TAIOKI DZIADZIO e LINDONEIA APARECIDA DZIADZIO RÉU : MUNICIPIO DE IRATI

Leia mais

Conselho Regional de Educação Física da 11ª Região Mato Grosso do Sul

Conselho Regional de Educação Física da 11ª Região Mato Grosso do Sul Resolução CREF11/MS nº 155/2015 Campo Grande, 01 de dezembro de 2015. Dispõe sobre valores e formas de pagamentos das anuidades do CREF11/MS para o Exercício de 2016 e dá outras providencias. O PRESIDENTE

Leia mais

Prestando Contas. Filiado à FASUBRA PRESTANDO CONTAS SINTUFES - BALANÇO PATRIMONIAL

Prestando Contas. Filiado à FASUBRA PRESTANDO CONTAS SINTUFES - BALANÇO PATRIMONIAL Prestando Contas JORNAL DO SINTUFES www.sintufes.org.br 1 INFORMATIVO ESPECIAL DO SINDICATO DOS TRABALHADORES NA UFES BALANÇO PATRIMONIAL 2014 - EDIÇÃO Nº 161 - MARÇO/ABRIL 2015 SINTUFES Filiado à FASUBRA

Leia mais

CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO ESTADO DO AMAZONAS. Relatório dos auditores independentes. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2015

CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO ESTADO DO AMAZONAS. Relatório dos auditores independentes. Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2015 CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO ESTADO DO AMAZONAS Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2015 AFMF/FERS/RC/YTV 1936/16 CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO

Leia mais

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE CNPJ-MF n / DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM BALANÇO PATRIMONIAL

Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais - APAE CNPJ-MF n / DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM BALANÇO PATRIMONIAL Fls: 266 Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais APAE CNPJMF n 36.046.068/000159 DEMONSTRAÇÃO CONTÁBIL LEVANTADA EM 31.12.2008 BALANÇO PATRIMONIAL ATIVO CONTAS 31/12/2007 31/12/2008 PASSIVO CONTAS

Leia mais

Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Apurado por Meio dos Livros Contábeis em 28 de fevereiro de 2014

Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Apurado por Meio dos Livros Contábeis em 28 de fevereiro de 2014 Companhia Providência Indústria e Comércio S.A. Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Apurado por Meio dos Livros Contábeis em KPMG Auditores Independentes Março de 2014 KPDS 82952 Companhia Providência

Leia mais

Número: Data Autuação: 28/01/2005

Número: Data Autuação: 28/01/2005 Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região - 1º Grau PJe - Processo Judicial Eletrônico Consulta Processual Número: 0001500-52.2005.5.21.0023 Data Autuação: 28/01/2005 Classe: AÇÃO TRABALHISTA - RITO

Leia mais

ODONTOPREV S.A. Senhores Acionistas,

ODONTOPREV S.A. Senhores Acionistas, ODONTOPREV S.A. Proposta de Destinação do Lucro Líquido do Exercício - Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária a ser realizada em 25/03/2010 (art. 9º da Instrução CVM 481/2009) Senhores Acionistas,

Leia mais

CORE/SC Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Santa Catarina CNPJ: /

CORE/SC Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Santa Catarina CNPJ: / Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Santa Catarina CNPJ: 83.896.068/0001-28 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO Especificação ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS

Leia mais

CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DE PERÍCIAS FINANCEIRAS. Paulo Cordeiro de Mello Giancarlo Zannon

CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DE PERÍCIAS FINANCEIRAS. Paulo Cordeiro de Mello Giancarlo Zannon CRITÉRIOS E PROCEDIMENTOS PARA ELABORAÇÃO DE PERÍCIAS FINANCEIRAS Paulo Cordeiro de Mello Giancarlo Zannon Instituições Financeiras e a Justiça: O setor bancário está em destaque na lista que classifica

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE DOU DE 03/01/2011

PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE DOU DE 03/01/2011 PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº 568, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2010 - DOU DE 03/01/2011 Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores

Leia mais

Administração. limite constitucional será devidamente respeitado quando da implantação dos proventos.

Administração. limite constitucional será devidamente respeitado quando da implantação dos proventos. Salvador, Bahia Quarta-Feira 11 de fevereiro de 2015 Ano XCIX N o 21.637 Administração PORTARIA Nº 235 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2015 I JOÃO AUGUSTO DE SOUZA NETO, proc. 0200140388156 - SEFAZ, Auditor Fiscal,

Leia mais

Yara Brasil Agronegócios Ltda. Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Ajustado a Valor de Mercado em 31 de maio de 2007

Yara Brasil Agronegócios Ltda. Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Ajustado a Valor de Mercado em 31 de maio de 2007 Yara Brasil Agronegócios Ltda. Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Ajustado a Valor de Mercado em 31 de maio de 2007 Laudo de Avaliação do Patrimônio Líquido Contábil Ajustado a Valor de

Leia mais

PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU )

PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU ) PORTARIA MPS/MF Nº 333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 (DOU 30.06.2010) Dispõe sobre o salário mínimo e o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores constantes

Leia mais

O PREFEITO MUNICIPAL DE LAURO DE FREITAS, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições legais, DECRETA: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

O PREFEITO MUNICIPAL DE LAURO DE FREITAS, Estado da Bahia, no uso de suas atribuições legais, DECRETA: CAPÍTULO I DAS DISPOSIÇÕES GERAIS DECRETO N o 3.594 DE 14 DE JANEIRO DE 2013. Regulamenta o art. 5 da Lei Municipal 618, de 16 de maio de 1990, na forma que indica e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL DE LAURO DE FREITAS, Estado

Leia mais

SENADO FEDERAL COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 526, DE 2016

SENADO FEDERAL COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 526, DE 2016 SENADO FEDERAL COMISSÃO DIRETORA PARECER Nº 526, DE 2016 Redação, para o segundo turno, da Proposta de Emenda à Constituição nº 159, de 2015 (nº 74, de 2015, na Câmara dos Deputados). A Comissão Diretora

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA CARBOCLORO INDÚSTRIAS QUÍMICAS LTDA. PELA UNIPAR CARBOCLORO S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA CARBOCLORO INDÚSTRIAS QUÍMICAS LTDA. PELA UNIPAR CARBOCLORO S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA CARBOCLORO INDÚSTRIAS QUÍMICAS LTDA. PELA UNIPAR CARBOCLORO S.A. Os administradores das sociedades (a) UNIPAR CARBOCLORO S.A. sociedade por ações com capital

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 7 DE MARÇO DE 2017 (DOU 08/03/2017)

INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 7 DE MARÇO DE 2017 (DOU 08/03/2017) INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 11, DE 7 DE MARÇO DE 2017 (DOU 08/03/2017) Dá nova redação à Instrução Normativa nº 22, de 14 de dezembro de 2015, do Ministério das Cidades, que regulamenta o Programa Carta de

Leia mais

2. Moeda Funcional e de Apresentação As demonstrações financeiras estão apresentadas em reais, que é a moeda funcional do país.

2. Moeda Funcional e de Apresentação As demonstrações financeiras estão apresentadas em reais, que é a moeda funcional do país. 1 ANO: / EDIÇÃO Nº NOTA EXPLICATIVA 1. Contexto Operacional O Consorcio Intermunicipal de Saúde Paraná Centro, com personalidade jurídica de direito público, com sede estabelecida na Rua Machado de Assis,

Leia mais

R$ ,15 (dezesseis milhões, seiscentos e trinta e quatro mil, duzentos e quatorze reais e quinze centavos)

R$ ,15 (dezesseis milhões, seiscentos e trinta e quatro mil, duzentos e quatorze reais e quinze centavos) DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO 1) Lucro líquido do exercício: R$ 16.634.214,15 (dezesseis milhões, seiscentos e trinta e quatro mil, duzentos e quatorze reais e quinze centavos) 2) Montante global e valor

Leia mais

Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região - 1º Grau Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região - 1º Grau

Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região - 1º Grau Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região - 1º Grau Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região - 1º Grau Tribunal Regional do Trabalho da 18ª Região - 1º Grau O documento a seguir foi juntado ao autos do processo de número 0010035-87.2015.5.18.0221 em

Leia mais

Lei Complementar nº 4.284, de 22 de setembro de 2015.

Lei Complementar nº 4.284, de 22 de setembro de 2015. Lei Complementar nº 4.284, de 22 de setembro de 2015. Institui o Programa de Recuperação Fiscal REFIS do Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Taquaritinga SAAET, e dá outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

Memorial Descritivo. Unidade Autônoma no. 23 Condomínio Villavista Golf

Memorial Descritivo. Unidade Autônoma no. 23 Condomínio Villavista Golf Unidade Autônoma no. 23 Área Total do Lote: 2.751,35m² Área livre do Lote: 2.751,35 m² nas LOTE 23: FRENTE segue com o azimute de 62 34 02 e 6,71 metros, mais 24,44 metros em arco, com o raio de 27,50

Leia mais

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 94, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2016

EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 94, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2016 EMENDA CONSTITUCIONAL Nº 94, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2016 Altera o art. 100 da Constituição Federal, para dispor sobre o regime de pagamento de débitos públicos decorrentes de condenações judiciais; e acrescenta

Leia mais

Nota Técnica: Autos nº da 20ª VARA FEDERAL DO DISTRITO FEDERAL

Nota Técnica: Autos nº da 20ª VARA FEDERAL DO DISTRITO FEDERAL Brasília, 14 de junho de 2013. Nota Técnica: Autos nº 1999.34.00.014681-2 da 20ª VARA FEDERAL DO DISTRITO FEDERAL Interessado: SINDICATO NACIONAL DOS FUNCIONÁRIOS FEDERAIS AUTÁRQUICOS NOS ENTES DE FORMULAÇÃO,

Leia mais

COPEL PARTICIPAÇÕES S.A. LAUDO DE AVALIAÇÃO CONTÁBIL DATA-BASE EM 31 DE OUTUBRO DE 2008

COPEL PARTICIPAÇÕES S.A. LAUDO DE AVALIAÇÃO CONTÁBIL DATA-BASE EM 31 DE OUTUBRO DE 2008 COPEL PARTICIPAÇÕES S.A. DATA-BASE EM 31 DE OUTUBRO DE 2008 A BDO International é uma rede mundial de empresas de auditoria, denominada firmas-membro BDO, com presença em 111 países e 626 escritórios.

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 891/ CONFERE

RESOLUÇÃO Nº 891/ CONFERE RESOLUÇÃO Nº 891/2013 - CONFERE Corrige os valores máximos autorizados pela Lei nº 4.886, de 09.12.1965, com a alteração da Lei nº 12.246, de 27.05.2010, e fixa as anuidades para o exercício de 2014 que

Leia mais

Vaga no 01 Pequena. Matrícula no , Contribuinte no Avaliação (Atualizada

Vaga no 01 Pequena. Matrícula no , Contribuinte no Avaliação (Atualizada 38o OFÍCIO CÍVEL CENTRAL Fórum Central Civel João Mendes Júnior - Comarca de São Paulo JUIZ: NILSON WILFRED IVANHOÉ PINHEIRO JUIZ: CAROLINA DE FIGUEIREDO DORLHIAC NOGUEIRA JUSTIÇA GRATUITA - EDITAL DE

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS CÂMARA MUNICIPAL DE OURO BRANCO MG EXERCÍCIO DE 2014

NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS CÂMARA MUNICIPAL DE OURO BRANCO MG EXERCÍCIO DE 2014 NOTAS EXPLICATIVAS ÀS DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS CÂMARA MUNICIPAL DE OURO BRANCO MG EXERCÍCIO DE 2014 DIRETRIZES CONTÁBEIS Tendo em vista as inovações da Contabilidade no Setor Público, o Poder Legislativo

Leia mais

Atualiza o valor das custas judiciais, dos emolumentos e do Fundo de Reaparelhamento da Justiça.

Atualiza o valor das custas judiciais, dos emolumentos e do Fundo de Reaparelhamento da Justiça. RESOLUÇÃO N. 10/2011 CM Atualiza o valor das custas judiciais, dos emolumentos e do Fundo de Reaparelhamento da Justiça. O Conselho da Magistratura do Tribunal de Justiça do Estado de Santa Catarina, considerando

Leia mais

Leitura e escrita de números - milhões. Leitura e escrita de números - milhões Duzentos e quatro milhões, dois mil e trezentos e três.

Leitura e escrita de números - milhões. Leitura e escrita de números - milhões Duzentos e quatro milhões, dois mil e trezentos e três. A1 1. Regista os na tabela e escreve a sua leitura. 1534879 20359451 835359424 100000001 204002303 52500500 999888777 101101101 Milhões Milhares Unidades C D U C D U C D U 1534879 - Um milhão, quinentos

Leia mais

AMC - CONSTRUÇÕES E PARTICIPAÇÕES LTDA. C.N.P.J./M.F /

AMC - CONSTRUÇÕES E PARTICIPAÇÕES LTDA. C.N.P.J./M.F / 1 - CONTEXTO OPERACIONAL A Sociedade tem como objetivos a prestação de serviços de construção civil e edificações, a participação no capital de outras empresas, do mesmo ramo ou não, de qualquer natureza

Leia mais

CORE/RO Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Rondonia CNPJ: /

CORE/RO Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Rondonia CNPJ: / Conselho Regional dos Representantes Comerciais do Estado de Rondonia CNPJ: 84.646.397/0001-83 Balanço Patrimonial ATIVO PASSIVO Especificação ATIVO CIRCULANTE CAIXA E EQUIVALENTES DE CAIXA CRÉDITOS A

Leia mais

TABELA DE SALÁRIO-DE CONTRIBUIÇÃO, BENEFÍCIOS, MULTAS, DEMAIS VALORES: ATUALIZAÇÃO A PARTIR DE JANEIRO DE 2014

TABELA DE SALÁRIO-DE CONTRIBUIÇÃO, BENEFÍCIOS, MULTAS, DEMAIS VALORES: ATUALIZAÇÃO A PARTIR DE JANEIRO DE 2014 TABELA DE SALÁRIO-DE CONTRIBUIÇÃO, BENEFÍCIOS, MULTAS, DEMAIS VALORES: ATUALIZAÇÃO A PARTIR DE JANEIRO DE 2014 TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DOS SEGURADOS EMPREGADO, EMPREGADO DOMÉSTICO E TRABALHADOR AVULSO,

Leia mais

Assunto: Contabilização do pagamento da Contribuição ao Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público PIS/PASEP

Assunto: Contabilização do pagamento da Contribuição ao Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público PIS/PASEP Nota Técnica n 003/2012/GECON Vitória, 08 de Março de 2012. Assunto: Contabilização do pagamento da Contribuição ao Programa de Integração Social e de Formação do Patrimônio do Servidor Público PIS/PASEP

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 01 (DE 08 DE JANEIRO DE 2016)

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 01 (DE 08 DE JANEIRO DE 2016) PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 01 (DE 08 DE JANEIRO DE 2016) Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores constantes do Regulamento da

Leia mais

BANCO DO ESTADO DO PIAUÍ S/A - BEP. Teresina PI. Laudo de Avaliação

BANCO DO ESTADO DO PIAUÍ S/A - BEP. Teresina PI. Laudo de Avaliação BANCO DO ESTADO DO PIAUÍ S/A - BEP Teresina PI Laudo de Avaliação LAUDO DE AVALIAÇÃO DO ACERVO LÍQUIDO DO BANCO DO ESTADO DO PIAUÍ S/A BEP EM 30 DE JUNHO DE 2008 GLOBAL AUDITORES INDEPENDENTES, sociedade

Leia mais

1) do termo final do período de apuração;

1) do termo final do período de apuração; RESOLUÇÃO NO 2.554, DE 17 DE AGOSTO DE 1994 (MG de 18 e ret. em 25) REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 2.880/97 Trata da atualização monetária dos créditos tributários do Estado, da cobrança de juros de mora,

Leia mais

ESTADO MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VARZEA GRANDE NOTIFICAÇÃO DE RECEBIMENTO DE RECURSOS FEDERAIS

ESTADO MATO GROSSO PREFEITURA MUNICIPAL DE VARZEA GRANDE NOTIFICAÇÃO DE RECEBIMENTO DE RECURSOS FEDERAIS 03.507.548/0001-10 Arrecadação: 661/13 03/01/2013 SUS-MAC-MEDIA ALTA COMPLEX. AMB. HOSP-624.004-1 Fonte de recursos: 0202 - Recurso de Convênio e Programa Saúde Total geral : Fica liquidada a importância

Leia mais

TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DA PREVIDENCIA SOCIAL E SALÁRIO FAMÍLIA Portaria Interministerial MTPS/MF nº 1/2016, de 8 de janeiro de 2016.

TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DA PREVIDENCIA SOCIAL E SALÁRIO FAMÍLIA Portaria Interministerial MTPS/MF nº 1/2016, de 8 de janeiro de 2016. Data do boletim informativo Volume 1, Edição 1 Di Informativo 02/2016 TABELA DE CONTRIBUIÇÃO DA PREVIDENCIA SOCIAL E SALÁRIO FAMÍLIA Portaria Interministerial MTPS/MF nº 1/2016, de 8 de janeiro de 2016.

Leia mais

Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz Federal do Trabalho, da Vara Trabalhista de Fortaleza Estado do Ceará.

Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz Federal do Trabalho, da Vara Trabalhista de Fortaleza Estado do Ceará. Excelentíssimo Senhor Doutor Juiz Federal do Trabalho, da Vara Trabalhista de Fortaleza Estado do Ceará. Reclamante: F A O L Reclamada: I C E T XXXXXXXXXXXXX, brasileiro, casado, administrador, portador

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO 2ª Vara do Trabalho de Sorocaba

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO 2ª Vara do Trabalho de Sorocaba PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO 2ª Vara do Trabalho de Sorocaba PODER JUDICIÁRIO FEDERAL Justiça do Trabalho - 15ª Região 2ª Vara do Trabalho de Sorocaba

Leia mais

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DESEMB - FÁBIO CLEM DE OLIVEIRA 12 de junho de 2012

ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DESEMB - FÁBIO CLEM DE OLIVEIRA 12 de junho de 2012 ESTADO DO ESPÍRITO SANTO PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL DE JUSTIÇA GAB. DESEMB - FÁBIO CLEM DE OLIVEIRA 12 de junho de 2012 AGRAVO DE INSTRUMENTO Nº 0901387-12.2012.8.08.0000 (030129000284) - LINHARES - 2ª

Leia mais

PARECER TÉCNICO N.º 01/2017 DO CONSELHO FISCAL DO SINDIFISCAL- TO SOBRE A PRESTAÇÃO DE CONTAS DE 2016

PARECER TÉCNICO N.º 01/2017 DO CONSELHO FISCAL DO SINDIFISCAL- TO SOBRE A PRESTAÇÃO DE CONTAS DE 2016 PARECER TÉCNICO N.º 01/2017 DO CONSELHO FISCAL DO SINDIFISCAL- TO SOBRE A PRESTAÇÃO DE CONTAS DE 2016 Certificamos, como membros do conselho fiscal do SINDIFISCAL- TO (Sindicato dos Auditores Fiscais da

Leia mais

AUTOPISTA LITORAL SUL S.A. CNPJ/MF N / NIRE Companhia Aberta

AUTOPISTA LITORAL SUL S.A. CNPJ/MF N / NIRE Companhia Aberta ATA DE ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA REALIZADA EM 20 DE FEVEREIRO DE 2017 1. Data, Hora e Local: Aos vinte dias do mês de fevereiro de 2017, às 14:00 horas, na sede social da Autopista Litoral Sul S.A.

Leia mais

Nova Tabela INSS 2010

Nova Tabela INSS 2010 Nova Tabela INSS 2010 PORTARIA INTERMINISTERIAL MPS/MF Nº333, DE 29 DE JUNHO DE 2010 - DOU DE 30/06/2010 Dispõe sobre o salário mínimo e o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro

Leia mais

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA SOCIEDADE LABORATÓRIO WEINMANN S.A. PELA FLEURY S.A.

INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA SOCIEDADE LABORATÓRIO WEINMANN S.A. PELA FLEURY S.A. INSTRUMENTO PARTICULAR DE PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA SOCIEDADE LABORATÓRIO WEINMANN S.A. PELA FLEURY S.A. Pelo presente instrumento particular, e na melhor forma de direito, as partes

Leia mais

ESTADO DE SÃO PAULO MUNICIPIO DE CRAVINHOS LEGISLATIVO MUNICIPAL

ESTADO DE SÃO PAULO MUNICIPIO DE CRAVINHOS LEGISLATIVO MUNICIPAL ESTADO DE SÃO PAULO MUNICIPIO DE CRAVINHOS LEGISLATIVO MUNICIPAL RELATÓRIO DE CONTROLE INTERNO REFERÊNCIA 1º QUADRIM/2014 JANEIRO-ABRIL/2014 MAIO DE 2014 1. INTRODUÇÃO Atendendo ao que preceitua a Legislação

Leia mais

Curso de Cálculo Trabalhista Parte Teórica Módulo 01

Curso de Cálculo Trabalhista Parte Teórica Módulo 01 Curso de Cálculo Trabalhista Parte Teórica Módulo 01 MÓDULO I Conhecimentos necessários para elaboração de cálculos trabalhistas Para a realização dos cálculos trabalhistas são necessários conhecimentos

Leia mais

José Aparecido dos Santos Juiz titular da 17ª Vara do Trabalho de Curitiba 21/10/2015

José Aparecido dos Santos Juiz titular da 17ª Vara do Trabalho de Curitiba 21/10/2015 José Aparecido dos Santos Juiz titular da 17ª Vara do Trabalho de Curitiba 21/10/2015 1. Para que servem os cálculos trabalhistas? O objetivo é liquidar a sentença Sentença líquida e sentença ilíquida

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE PARANAGUÁ PR

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE PARANAGUÁ PR EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DA VARA DO TRABALHO DE PARANAGUÁ PR JOÃO DA SILVA, brasileiro, casado, auxiliar de produção, portador da Cédula de Identidade RG nº, inscrito no CPF sob nº, portador da

Leia mais

LOCAWEB PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº: / NIRE

LOCAWEB PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº: / NIRE LOCAWEB PARTICIPAÇÕES S.A. CNPJ/MF nº: 09.255.757/0001-09 NIRE 35.300.350.626 Ata de Assembléia Geral Extraordinária realizada em 28 de dezembro de 2007 Data, Hora e Local: No dia 28 de dezembro de 2007,

Leia mais

MÉRITO DO CONTRATO DE TRABALHO

MÉRITO DO CONTRATO DE TRABALHO PEÇA TREINO JOÃO CIDADÃO distribuiu, em 07/03/2014, Reclamação Trabalhista em face de seu empregador EMPRESA VIGILÂNCIA TOTAL LTDA e do tomador de serviços, BANCO FATURANDO S/A. Alegou, em síntese, que

Leia mais

LEI Nº 3.905, DE 19 DE DEZEMBRO DE O Prefeito Municipal: Faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I

LEI Nº 3.905, DE 19 DE DEZEMBRO DE O Prefeito Municipal: Faço saber que a Câmara Municipal decreta e eu sanciono a seguinte Lei: CAPÍTULO I LEI Nº 3.905, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2016. Estima a receita e fixa a despesa do Município para o exercício financeiro de 2017 e dá outras disposições. O Prefeito Municipal: Faço saber que a Câmara Municipal

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA. Edital nº 001/2017 AVISO DE RETIFICAÇÃO

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA. Edital nº 001/2017 AVISO DE RETIFICAÇÃO GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DA FAZENDA Edital nº 001/2017 AVISO DE RETIFICAÇÃO A Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo torna públicas as retificações nos documentos do leilão para

Leia mais

BAHIA SUL CELULOSE S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado. CNPJ nº / N.I.R.E. nº

BAHIA SUL CELULOSE S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado. CNPJ nº / N.I.R.E. nº BAHIA SUL CELULOSE S.A. Companhia Aberta de Capital Autorizado CNPJ nº 16.404.287/0001-55 N.I.R.E. nº 29.300.016.331 Ata de Assembléia Geral Extraordinária DATA: 29 de junho de 2004. HORÁRIO: 10:00 horas.

Leia mais

LAUDO DE PERÍCIA CONTÁBIL

LAUDO DE PERÍCIA CONTÁBIL LAUDO DE PERÍCIA CONTÁBIL AÇÃO ORDINÁRIA 3ª Vara da Fazenda Estadual da Comarca de Belo Horizonte/MG Processo n.º 024.03.162.201-2 Autor: Sandra Bertoldo Ramiro e Outros Réu: Junta Comercial do Estado

Leia mais

TCE EXERCÍCIO 2014 RESUMO DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA RECEITA / COTA FINANCEIRA

TCE EXERCÍCIO 2014 RESUMO DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA RECEITA / COTA FINANCEIRA RESUMO DA DOTAÇÃO ORÇAMENTÁRIA E FINANCEIRA RECEITA / COTA FINANCEIRA De acordo com a Lei n 951, de 22 de janeiro de 2014, foi destinado a esta Corte de Contas recursos na ordem de R$ 49.685.685,00 (quarenta

Leia mais

Avaliação do patrimônio líquido contábil apurado por meio dos livros 31 de Dezembro de 2013

Avaliação do patrimônio líquido contábil apurado por meio dos livros 31 de Dezembro de 2013 Marck Holdings S.A. contábil apurado por meio dos livros 31 de Dezembro de 2013 KPDS 80638 KPMG Auditores Independentes Rua Sete de Setembro, 1.950 13560-180 - São Carlos, SP - Brasil Caixa Postal 708

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAÚ DO TOCANTINS RUA02 ESQUINA COM AV. B Nº388 CENTRO CEP: FONE/FAX: /1108/1112 CNPJ:

PREFEITURA MUNICIPAL DE JAÚ DO TOCANTINS RUA02 ESQUINA COM AV. B Nº388 CENTRO CEP: FONE/FAX: /1108/1112 CNPJ: LEI Nº. 393/2014, DE 15 DE DEZEMBRO DE 2014. ESTIMA A RECEITA E FIXA A DESPESA DO MUNICÍPIO PARA O EXERCÍCIO DE 2015. A CÂMARA MUNICIPAL DE JAÚ, Estado do Tocantins, no uso de suas atribuições legais e

Leia mais

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO LABS CARDIOLAB EXAMES COMPLEMENTARES S.A FLEURY S.A. POR DATADO DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011

PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO LABS CARDIOLAB EXAMES COMPLEMENTARES S.A FLEURY S.A. POR DATADO DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO DE LABS CARDIOLAB EXAMES COMPLEMENTARES S.A POR FLEURY S.A. DATADO DE 14 DE DEZEMBRO DE 2011 1 PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil COMO UTILIZAR A TABELA PRÁTICA NO CÁLCULO DE CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS EM ATRASO

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil COMO UTILIZAR A TABELA PRÁTICA NO CÁLCULO DE CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS EM ATRASO MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil COMO UTILIZAR A TABELA PRÁTICA NO CÁLCULO DE CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS EM ATRASO Orientação para divulgação na Internet e Intranet Prezados

Leia mais

2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos, incluindo dividendos antecipados e juros sobre capital próprio já declarados

2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos, incluindo dividendos antecipados e juros sobre capital próprio já declarados PROPOSTA DE DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO DO EXERCÍCIO QUE CONTENHA, NO MÍNIMO, AS INFORMAÇÕES INDICADAS NO ANEXO 9.1.II DA INSTRUÇÃO NORMATIVA CVM n. 481/09 1. Informar o lucro líquido do exercício O lucro

Leia mais

IPLF Holding S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil apurado por meio dos livros contábeis

IPLF Holding S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil apurado por meio dos livros contábeis IPLF Holding S.A Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil apurado por meio dos livros contábeis KPMG Assurance Services Ltda. Agosto de 2016 KPDS 159478 KPMG Assurance Services Ltda. Rua Arquiteto

Leia mais

ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM EVENTO: Reunião do Conselho de Administração Ata lavrada em forma de sumário.

ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM EVENTO: Reunião do Conselho de Administração Ata lavrada em forma de sumário. M. DIAS BRANCO S.A. INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE ALIMENTOS CNPJ 07.206.816/0001-15 NIRE 2330000812-0 ATA DE REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO REALIZADA EM 28.02.2011 1. EVENTO: Reunião do Conselho de Administração

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL EXERCÍCIO CEMIG GERAÇÃO E TRANSMISSÃO S.A. - CEMIG GT 1ª Emissão de Debêntures Simples

RELATÓRIO ANUAL EXERCÍCIO CEMIG GERAÇÃO E TRANSMISSÃO S.A. - CEMIG GT 1ª Emissão de Debêntures Simples RELATÓRIO ANUAL EXERCÍCIO 2011 CEMIG GERAÇÃO E TRANSMISSÃO S.A. - CEMIG GT 1ª Emissão de Debêntures Simples ÍNDICE CARACTERIZAÇÃO DA EMISSORA...3 CARACTERÍSTICAS DAS DEBÊNTURES...3 DESTINAÇÃO DE RECURSOS...6

Leia mais

Aos Senhores Acionistas da

Aos Senhores Acionistas da Laudo de Avaliação do Acervo Líquido da CERÂMICA SÃO CAETANO LTDA. Página 1 de 13 Aos Senhores Acionistas da MAGNESITA REFRATÁRIOS S.A. Praça Louis Ensch, 240 Contagem, MG I INTRODUÇÃO Laudo de Avaliação

Leia mais

PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO: 14/12/06 RELATOR: CONSELHEIRO PRESIDENTE ELMO BRAZ PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº NOTAS TAQUIGRÁFICAS

PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO: 14/12/06 RELATOR: CONSELHEIRO PRESIDENTE ELMO BRAZ PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº NOTAS TAQUIGRÁFICAS PRIMEIRA CÂMARA SESSÃO: 14/12/06 RELATOR: CONSELHEIRO PRESIDENTE ELMO BRAZ PROCESSO ADMINISTRATIVO Nº 25584 NOTAS TAQUIGRÁFICAS CONSELHEIRO PRESIDENTE ELMO BRAZ: Tratam os autos de Processo Administrativo

Leia mais

2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos, incluindo dividendos antecipados e juros sobre capital próprio já declarados

2. Informar o montante global e o valor por ação dos dividendos, incluindo dividendos antecipados e juros sobre capital próprio já declarados 1. Informar o lucro líquido do exercício ANEXO 9-1-II DESTINAÇÃO DO LUCRO LÍQUIDO O lucro líquido do exercício de 2009 foi de R$198.263.226,61 (cento e noventa e oito milhões, duzentos e sessenta e três

Leia mais

ATO NORMATIVO Nº. 32/09

ATO NORMATIVO Nº. 32/09 ATO NORMATIVO Nº. 32/09 Dispõe sobre os valores das anuidades de pessoas físicas a serem pagas ao Conselho Regional de Engenharia, Arquitetura e Agronomia do Estado do Espírito Santo - Crea-ES para o exercício

Leia mais

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABAIANA FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE ITABAIANA CONTRATO N 071/2014

ESTADO DE SERGIPE PREFEITURA MUNICIPAL DE ITABAIANA FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE DE ITABAIANA CONTRATO N 071/2014 CONTRATO N 071/2014 CONTRATADA: EMPRESA: WD COMERCIAL E EQUIPAMENTOS MÉDICOS LTDA EPP (CNPJ: 10.492.910/0001-92). VALOR: R$ 116.794,50 (cento e dezesseis mil seiscentos setecentos e noventa e quatro reais

Leia mais

Pedro, na qualidade de locatário, contratou com Antônio, locador, menor púbere, assistido por seu genitor, Fernando, a locação do imóvel residencial

Pedro, na qualidade de locatário, contratou com Antônio, locador, menor púbere, assistido por seu genitor, Fernando, a locação do imóvel residencial Pedro, na qualidade de locatário, contratou com Antônio, locador, menor púbere, assistido por seu genitor, Fernando, a locação do imóvel residencial de sua propriedade, unidade autônoma e integrante do

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 081/2016 DISPÕE SOBRE PARCELAMENTOS DE DÉBITO PREVIDENCIÁRIO DO MUNICÍPIO DE SEBERI-RS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS.

PROJETO DE LEI Nº 081/2016 DISPÕE SOBRE PARCELAMENTOS DE DÉBITO PREVIDENCIÁRIO DO MUNICÍPIO DE SEBERI-RS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. PROJETO DE LEI Nº 081/2016 DISPÕE SOBRE PARCELAMENTOS DE DÉBITO PREVIDENCIÁRIO DO MUNICÍPIO DE SEBERI-RS E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS. Art. 1º. Fica o Poder Executivo Municipal autorizado a parcelar débitos

Leia mais

Laboratório Atalaia Ltda.

Laboratório Atalaia Ltda. Laboratório Atalaia Ltda. Laudo de avaliação (Inclui balanço patrimonial) KPMG Auditores Independentes R. Dr. Renato Paes de Barros, 33 04530-904 - São Paulo, SP - Brasil Caixa Postal 2467 01060-970 -

Leia mais

Índice de Reajuste (%)

Índice de Reajuste (%) ACORDO COLETIVO DE TRABALHO QUE ENTRE SI FAZEM O SINDICATO DOS TRABALHADORES NAS INDÚSTRIAS DA CONSTRUÇÃO, DO MOBILIÁRIO E DA EXTRAÇÃO DE MÁRMORE, CALCÁRIO E PEDREIRAS DE PEDRO LEOPOLDO, MATOZINHOS, PRUDENTE

Leia mais

ORÇAMENTO 2014 QUADRO COMPARATIVO ENTRE A LEI Nº 9.979/13 E O PROJETO Nº 307/13

ORÇAMENTO 2014 QUADRO COMPARATIVO ENTRE A LEI Nº 9.979/13 E O PROJETO Nº 307/13 1 ORÇAMENTO 2014 QUADRO COMPARATIVO ENTRE A LEI Nº 9.979/13 E O PROJETO Nº 307/13 LEI Nº 9.979/13 Estima a receita e fixa a despesa do Estado para o exercício Financeiro de 2013. PROJETO DE LEI Nº 307/13

Leia mais

N o 8.949, DE 26 DE AGOSTO DE D E C R E T A: Seção I Das Disposições Gerais

N o 8.949, DE 26 DE AGOSTO DE D E C R E T A: Seção I Das Disposições Gerais D E C R E T O N o 8.949, DE 26 DE AGOSTO DE 2013 DISCIPLINA O PARCELAMENTO DOS CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS E NÃO TRIBUTÁRIOS, INSCRITOS OU NÃO EM DÍVIDA ATIVA, DO MUNICÍPIO DE ANGRA DOS REIS, DE SUAS AUTARQUIAS

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DA 20ª. VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO RJ

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DA 20ª. VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO RJ EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DA 20ª. VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO RJ RT n 0001948-10.2011.5.03.0020 PEDRO DE OLIVEIRA (completo, sem abreviaturas e em caixa alta), pessoa física, brasileiro, estado

Leia mais

VISUAL COMERCIO ATACADISTA LTDA CNPJ/MF / NIRE LAUDO DE AVALIAÇÃO Data base: 30 de abril de 2016 PERITO AVALIADOR

VISUAL COMERCIO ATACADISTA LTDA CNPJ/MF / NIRE LAUDO DE AVALIAÇÃO Data base: 30 de abril de 2016 PERITO AVALIADOR VISUAL COMERCIO ATACADISTA LTDA CNPJ/MF 13.578.967/0001-05 NIRE 52.202.931.181 LAUDO DE AVALIAÇÃO Data base: 30 de abril de 2016 PERITO AVALIADOR MILENIUM CONSULTORIA CONTABIL SC LTDA., com sede na Rua

Leia mais

PLANILHA ORIENTATIVA/REFERENCIAL PARA FIXAÇÃO DE HONORÁRIOS SERVIÇOS DE CONTABILIDADE

PLANILHA ORIENTATIVA/REFERENCIAL PARA FIXAÇÃO DE HONORÁRIOS SERVIÇOS DE CONTABILIDADE PLANILHA ORIENTATIVA/REFERENCIAL PARA FIXAÇÃO DE HONORÁRIOS SERVIÇOS DE CONTABILIDADE PERÍODO DE VIGÊNCIA: 01 de janeiro de 2017 a 31 de dezembro de 2017. INTRODUÇÃO: A presente planilha orientativa/referencial

Leia mais

SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTES DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS

SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTES DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS SECRETARIA DE ESTADO DE TRANSPORTES DEPARTAMENTO DE TRANSPORTES RODOVIÁRIOS ATO DO PRESIDENTE PORTARIA DETRO/PRES n 1339/2017 de 04 de outubro de 2017. DISPÕE SOBRE PARCELAMENTO DE DÉBITOS REFERENTES ÀS

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SMF Nº 01, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2013.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SMF Nº 01, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2013. INSTRUÇÃO NORMATIVA SMF Nº 01, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2013. Estabelece procedimentos a serem adotados pelos estabelecimentos bancários quanto à arrecadação de tributos e demais receitas do município. CAPÍTULO

Leia mais

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA AMULYA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA. PELA SUZANO PAPEL E CELULOSE S.A.

PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA AMULYA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA. PELA SUZANO PAPEL E CELULOSE S.A. PROTOCOLO E JUSTIFICAÇÃO DE INCORPORAÇÃO DA AMULYA EMPREENDIMENTOS IMOBILIÁRIOS LTDA. PELA SUZANO PAPEL E CELULOSE S.A. Pelo presente instrumento particular e na melhor forma de direito, os órgãos de administração

Leia mais

Coordenação-Geral de Tributação

Coordenação-Geral de Tributação Fls. 2 1 Coordenação-Geral de Tributação Solução de Consulta nº 199 - Data 5 de agosto de 2015 Processo Interessado CNPJ/CPF ASSUNTO: NORMAS GERAIS DE DIREITO TRIBUTÁRIO PARCELAMENTO DA LEI Nº 12.996,

Leia mais

PRÁTICA JURÍDICA TRIBUTÁRIA. Denis Domingues Hermida

PRÁTICA JURÍDICA TRIBUTÁRIA. Denis Domingues Hermida PRÁTICA JURÍDICA TRIBUTÁRIA Denis Domingues Hermida - Locadora Carro Bom Ltda. foi autuada pela Receita Federal por ter deixado de recolher a Contribuição para Financiamento da Seguridade Social (COFINS)

Leia mais

PROCESSO ADMINISTRATIVO. Número 002/2011. De 23 de Fevereiro de 2011 CONCESSÃO DE ESTABILIDADE ECONÔMICA

PROCESSO ADMINISTRATIVO. Número 002/2011. De 23 de Fevereiro de 2011 CONCESSÃO DE ESTABILIDADE ECONÔMICA PROCESSO ADMINISTRATIVO Número 002/2011 De 23 de Fevereiro de 2011 CONCESSÃO DE ESTABILIDADE ECONÔMICA PROCESSO ADMINISTRATIVO Número 002/2011 De 23 de Fevereiro de 2011 CONCESSÃO DE ESTABILIDADE ECONÔMICA

Leia mais

LEI Nº /04/92

LEI Nº /04/92 LEI Nº 9937-20/04/92 Publicado no Diário Oficial Nº 3746 de 20/04/92 Súmula: REAJUSTA, A PARTIR DE 1º DE ABRIL DE 1992, OS NÍVEIS DE VENCIMENTOS DOS CARGOS QUE ESPECIFICA, DO PODER EXECUTIVO, ASSIM COMO

Leia mais

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 23, DE 29 DE SETEMBRO DE 2015

DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 23, DE 29 DE SETEMBRO DE 2015 DELIBERAÇÃO PLENÁRIA CAU/GO Nº 23, DE 29 DE SETEMBRO DE 2015 Aprova o Quadro de Pessoal do Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás (CAU/GO) e dá outras providências. O Conselho de Arquitetura e Urbanismo

Leia mais

TERMO DE ADJUDICAÇÃO

TERMO DE ADJUDICAÇÃO TERMO DE ADJUDICAÇÃO Atendendo a decisão da Comissão Permanente de Licitação da Prefeitura Municipal de Jaborandi, Estado da Bahia, referente à licitação Tomada de Preços n.º 007/2014, fica adjudicado

Leia mais

RESOLUÇÃO CRESS N.º 4211/ de outubro de 2013.

RESOLUÇÃO CRESS N.º 4211/ de outubro de 2013. RESOLUÇÃO CRESS N.º 4211/2013 31 de outubro de 2013. Estabelece o valor da anuidade para o exercício de 2014 de pessoa física e jurídica no âmbito do CRESS 6ª Região e determina outras providências. O

Leia mais

AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S.A. CNPJ nº / NIRE nº Companhia Aberta

AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S.A. CNPJ nº / NIRE nº Companhia Aberta AMPLA ENERGIA E SERVIÇOS S.A. CNPJ nº 33.050.071/0001-58 NIRE nº 3330005494-4 Companhia Aberta Ata da Reunião do Conselho de Administração realizada em 21 de fevereiro de 2017. 1. Data, hora e local: No

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA MM. VARA DE FALÊNCIAS E CONCORDATAS DA COMARCA DE PORTO ALEGRE - RS

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA MM. VARA DE FALÊNCIAS E CONCORDATAS DA COMARCA DE PORTO ALEGRE - RS EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA MM. VARA DE FALÊNCIAS E CONCORDATAS DA COMARCA DE PORTO ALEGRE - RS Ref. Processo n.º 1050331633-8 Falência MASSA FALIDA DE BAR DRINK TALISMÃ LTDA., por

Leia mais

Programa Regularize. Novo prazo para utilização de crédito acumulado

Programa Regularize. Novo prazo para utilização de crédito acumulado Programa Regularize Novo prazo para utilização de crédito acumulado Decreto 47.020/2016 O que é o Programa Regularize? O estado de Minas Gerais publicou o Decreto n.º 46.817/2015, instituindo o Programa

Leia mais

Relatório de Conclusão

Relatório de Conclusão Relatório de Conclusão Atualização Cadastral de Dados de Servidores Ativos Outubro/2013 Página 1 de 11 1. Do Processo A Atualização Cadastral Anual Obrigatória dos Servidores Públicos Ativos da Administração

Leia mais

Prefeitura Municipal de Sidrolândia ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL

Prefeitura Municipal de Sidrolândia ESTADO DE MATO GROSSO DO SUL LEI COMPLEMENTAR N 32/2007. S Ú M U L A Institui e Autoriza o programa de Reabilitação Fiscal Municipal REFIM de débitos tributários e não tributários e dá outras providências O Prefeito Municipal de Sidrolândia,

Leia mais

Excertos do Código de Processo Civil/2015

Excertos do Código de Processo Civil/2015 Excertos do Código de Processo Civil/2015 Art. 85. A sentença condenará o vencido a pagar honorários ao advogado do vencedor. 1º - São devidos honorários advocatícios na reconvenção, no cumprimento de

Leia mais