Proposta comercial Laudo de avaliação. OPA pela Diagnósticos da América S.A. lançada pela Cromossomo Participações II S.A.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Proposta comercial Laudo de avaliação. OPA pela Diagnósticos da América S.A. lançada pela Cromossomo Participações II S.A."

Transcrição

1 Proposta comercial Laudo de avaliação OPA pela Diagnósticos da América S.A. lançada pela Cromossomo Participações II S.A. Maio de 2015

2 Conteúdo Seções 1 Introdução 2 2 Credenciais do Rothschild 4 3 Termos da nossa proposta 8 1

3 1. Introdução

4 1.1 Introdução 1. Introdução O Rothschild está posicionado de forma única para realizar o laudo de avaliação prevista para a oferta pública voluntária lançada pela Cromossomo Participações II S.A. ( Cromossomo ) para a aquisição de até a totalidade das ações ordinárias de emissão da Diagnósticos da América S.A. ( DASA ) detidas pelos acionistas não controladores da DASA, para fins da saída da companhia do segmento especial de negociação de valores mobiliários denominado Novo Mercado da BM&F BOVESPA ( Novo Mercado ), sem o cancelamento de registro da DASA na CVM como emissora de valores mobiliários categoria A Posição de liderança em situações similares no Brasil Conhecimento profundo da indústria de Saúde Time de execução experiente Independente: sem conflitos de interesse 3

5 2. Credenciais do Rothschild

6 2. Credenciais do Rothschild 2.1 Rothschild: conjunto único de habilidades para o trabalho Líder global em assessoria de M&A 200 anos de tradição em assessoria financeira Consistentemente na liderança dos rankings de M&A Assessor de confiança de grandes clientes em suas transações mais sensíveis Presença global com mais de 40 escritórios pelo mundo Assessoria independente e imparcial Não somos credores ou acionistas da DASA Não publicamos relatórios de research nem negociamos ações da companhia Expertise global no setor de saúde Extensa experiência em transações Conhecimento das métricas principais de avaliação e dos comparáveis adequados no setor Experiência em laudos de avaliação Como assessor independente, estamos unicamente posicionados para elaborar o Laudo de Avaliação para DASA Experiência em casos precedentes com grandes clientes no Brasil (transações recentes com Souza Cruz, BHG, Santander, Redecard e Oi-TNCP) 5

7 2. Credenciais do Rothschild 2.2 Liderança em M&A no Brasil com consolidada rede de clientes Brasil M&A US$bi No. 1 Rothschild 26, Itaú BBA 25, Credit Suisse 22, BTG Pactual 18, Lazard 14,8 8 6 Goldman Sachs 14, Deutsche Bank 12,8 6 8 Santander 12, JP Morgan 12, Morgan Stanley 11,6 7 Líder nos rankings, com conhecimento profundo do mercado local: Uma das firmas mais ativas em fusões e aquisições no país Time consistente de profissionais dedicados ao relacionamento de longo prazo com clientes Excelência na execução, evidenciada pelo grande número de clientes recorrentes Por valor de transações anunciadas Companhias alvo brasileiras (01/Jan/14 até 31/Dez/14) Fonte Thomson Reuters 06 Jan 2015 Transações de destaque BR Properties British American Tobacco Rumo Banco do Brasil Santander Brasil AmBev Groupe Casino Petróleo Brasileiro R$4,8bi Assessoria na intenção de oferta em caixa lançada pelo BTG Pactual R$10,4bi Oferta pública para fechamento de capital da Souza Cruz R$11bi Fusão entre Rumo e ALL Logística R$11,6bi JV de processamento de cartões com a Cielo US$6,6bi Oferta voluntária de permuta feita pelo Santander para aquisição de até a totalidade das ações do Santander Brasil Migração para uma estrutura de capital de 1 ação = 1 voto Análise e rejeição de oferta não solicitada pelo Pão de Açúcar US$70bi Processo de capitalização através de emissões de ações Em andamento Em andamento Compromisso de longo prazo com o mercado brasileiro com sólida experiência 6

8 2.3 Vasta experiência em Laudos de Avaliação no Brasil 2. Credenciais do Rothschild Rothschild foi eleito assessor financeiro nas 2 maiores transações de fechamento de capital já realizadas no Brasil para ações do segmento Novo Mercado Eleito com mais de 2/3 do total de votos dos acionistas minoritários em ambos os casos Laudos de avaliação no Brasil US$bi No. 1 Rothschild 17,4 5 2 Credit Suisse 3,5 1 3 Itaú BBA 3,2 1 4 Deutsche Bank 1,1 1 5 Bradesco BBI 0,7 2 6 Santander 0,6 3 Transações anunciadas, por valor (1 jan 2010 a 28 abr 2015) Fonte Thomson Reuters 28 abr 2015 Santander Brasil US$6,6bi Oferta voluntária de permuta feita pelo Santander para aquisição de até a totalidade das ações do Santander Brasil 2015 British American Tobacco R$10,4bi Oferta pública para fechamento de capital da Souza Cruz Em andamento BHG R$1,2bi Oferta pública do controlador para fechamento de capital Em andamento Redecard US$6,8bi OPA de fechamento de capital proposta pelo Itaú 2012 B2W Cimpor Dasa Terna SPA R$2,4bi Aumento de capital privado garantido pela Lojas Americanas e Tiger Global Management 4,8bi Reorganização societária e swap de ativos com a InterCement US$1,2bi Aquisição da MD1 US$2,2bi Venda da Terna Participações para a Cemig Gafisa Comitê Independente Unibanco BM&F US$577MM Aquisição dos 40% restantes da Construtora Tenda S.A. US$10,0bi Fusão com a Perdigão US$45,0bi Fusão do Unibanco com o Banco Itaú Holding Financeira US$20,0bi Integração de atividades com Bovespa Holding

9 3. Termos da nossa proposta

10 3. Termos da nossa proposta 3.1 Visão geral Avaliação conforme o Instrução CVM nº361 e Regulamento do Novo Mercado Valor à agregar Compromisso de longo prazo com o Brasil Time forte e experiente Dedicação sênior integral Experiência no setor de Saúde Experiência comprovada em avaliações semelhantes Assessoria independente sem conflitos de interesse Capacidade técnica íntegra Banqueiros sênior e experientes sempre envolvidos O Rothschild está unicamente posicionado para realizar o Laudo de Avaliação solicitado pela DASA 9

11 3. Termos da nossa proposta 3.2 Escopo do trabalho Nós entendemos que o Relatório de Avaliação a ser elaborado deva cumprir com a instrução CVM nº361 e o Regulamento do Novo Mercado A avaliação será realizada em Reais ( R$ ) Intervalo de avaliação não superior a 10% Normalmente, baseamos nossa análise numa avaliação por fluxo de caixa descontado ( FCD ), suportada por uma avaliação por múltiplos. Entretanto, será necessário um estudo das informações que serão disponibilizadas pelo DASA para decidirmos qual metodologia é mais adequada Será necessário que tenhamos acesso ao Plano de Negócios de Longo Prazo da DASA para analisarmos: Fluxo de caixa normalizado da companhia, a fim de capturar efeitos não recorrentes Cotação média das ações em bolsa (i) dos últimos 12 meses imediatamente anteriores à publicação até a data do fato relevante, se aplicável; e (ii) entre a data da publicação do fato relevante e a data do laudo de avaliação Valor patrimonial líquido por ação, apurado nas últimas informações periódicas enviadas à CVM Outras metodologias previstas em lei ou aceitas pela CVM 10

12 3. Termos da nossa proposta 3.3 Time proposto Luiz Muniz Thiago Osório Milla Junqueira Lucas Moreira Head do Brasil e da América Latina Diretor Associada Analista Mais de 25 anos de experiência em M&A, captação de recursos, assessoria estratégica e privatizações No Rothschild desde 2003 Transações recentes incluem assessoria para a Gafisa, Groupe Casino, Ambev, QGOG, The Carlyle Group, Copersucar, Oi e BM&F Bovespa 10 de experiência em M&A No Rothschild desde 2005 Transações recentes incluem assessoria para a Vale, Andrade Gutierrez, Gafisa, CVC, Usiminas e Oi 9 de experiência em M&A No Rothschild desde 2006 Transações recentes incluem assessoria para o Banco do Brasil, Cargill, Oi, CVC, The Carlyle Group, Camargo Corrêa e JBS No Rothschild desde 2013 Transações recentes incluem assessoria para Banco do Brasil, Vale, Gafisa e Andrade Gutierrez Propomos que este trabalho seja executado através do nosso escritório de São Paulo e conduzido pelos executivos listados acima Contaremos com o guidance da nossa equipe global do setor de Saúde na realização da avaliação O Laudo de Avaliação será discutido e aprovado por um time de profissionais seniores não envolvidos na transação ( Comitê de Avaliação ) 11

13 3. Termos da nossa proposta 3.4 Declarações Para a preparação do Laudo de Avaliação, o Rothschild declara o seguinte: Que o Laudo de Avaliação das ações da DASA será feito à Valor Econômico, conforme termo definido no Regulamento do Novo Mercado transcrito a seguir: Valor Econômico significa o valor da companhia e de suas ações que vier a ser determinado por empresa especializada, mediante a utilização de metodologia reconhecida ou com base em outro critério que venha a ser definido pela CVM. ; Que inexiste conflito de interesse do Rothschild que lhe diminua a independência necessária para a realização do Laudo de Avaliação; Que autoriza que a presente proposta e o Laudo de Avaliação a ser elaborado sejam divulgados ao mercado, nos termos da legislação vigente; Que possui autorizações necessárias para emissão do Laudo de Avaliação; Que não detém nenhum valor mobiliário de emissão da DASA, e que na presente data não há valores mobiliários de emissão da DASA sob sua administração discricionária; Que nos 3 anos anteriores à presente data, o Rothschild não recebeu nenhum valor da DASA a título de remuneração por quaisquer serviços de consultoria, avaliação, auditoria e assemelhados. Adicionalmente declaramos que não tivemos nenhuma relação relevante nos últimos 3 anos com partes relacionadas à DASA, tal como definidas pelo Pronunciamento Técnico CPC 05(R1); Que não há informações comerciais e creditícias de qualquer natureza que possam impactar o Laudo de Avaliação; 12

14 3. Termos da nossa proposta 3.5 Proposta comercial Normalmente, para uma tarefa dessa natureza, a remuneração é estruturada como uma remuneração fixa, que será cobrada independentemente da conclusão da transação. Desta forma, nossa proposta foi estruturada da seguinte maneira: Remuneração: US$ ,00 (Seiscentos mil dólares americanos, líquido de impostos) devidos no momento da entrega do relatório Despesas: As despesas razoáveis incorridas durante a realização do trabalho serão reembolsadas ao Rothschild, incluindo honorários de advogados para analisar o relatório, passagens aéreas, custos de telecomunicação, despesas de pesquisa de terceiros e outros custos razoáveis. Este montante irá variar ao longo da tarefa e será principalmente influenciado pelo grau de deslocamento requerido. Neste contexto, temos sido capazes de reduzir consideravelmente as despesas de viagem com o uso de vídeo e tele-conferência Outros: Termos usuais de contratação, incluindo indenização, confidencialidade, propriedade intelectual, marketing e outras disposições que serão enviadas para a DASA assim que os termos comerciais forem acordados 13

15 Itaú BBA S.A. Av. Brigadeiro Faria Lima, 3500 CEP São Paulo Brasil São Paulo, 28 de abril de 2015 ESTRITAMENTE CONFIDENCIAL À Cromossomo Participações II S.A. C/c Diagnósticos da América S.A. At.: Sr. Carlos de Barros Jorge Neto Sra. Lilian Pacheco Ref.: Proposta de Assessoria Financeira Prezados Senhores, O Itaú BBA S.A. ( Itaú BBA ) tem a satisfação de encaminhar a presente proposta comercial ( Proposta ) para integrar a lista tríplice a ser apresentada pelo Conselho de Administração da Diagnósticos da América S.A. ( Dasa ou Companhia ) à Assembléia de Acionistas da Dasa, que selecionará o assessor financeiro que irá elaborar o laudo de avaliação da Companhia no contexto da oferta pública voluntária para a aquisição de até a totalidade das ações ordinárias de emissão da Dasa pela Cromossomo Participações II S.A. ( Ofertante ) para fins da saída do segmento especial de negociação de valores mobiliários denominado Novo Mercado da BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros ( Laudo de Avaliação e Transação, respectivamente). I. Escopo dos Serviços Caso seja selecionado e sua contratação efetivada, o Itaú BBA irá preparar um Laudo de Avaliação indicando, de acordo com premissas acordadas com o Conselho de Administração da Companhia e informações recebidas da Companhia, além de informações públicas, intervalos de valor potenciais para Dasa para utilização no contexto da Transação com base em: (i) análises de fluxo de caixa descontado, (ii) análises de múltiplos de companhias comparáveis e transações precedentes e (iii) valor das ações negociadas em mercado de emissão da Dasa. O Laudo de Avaliação será entregue e utilizado apenas para aferição do Valor Econômico da Companhia, conforme definido no Regulamento do Novo Mercado, e não poderá ser utilizado para qualquer outro fim, incluindo, mas não limitado à satisfação de qualquer exigência legal ou regulamentar aplicável à V. Sa. ou decorrente da Transação, incluindo-se, mas sem limitação, a Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976, conforme alterada, e toda e qualquer regulamentação, incluindo-se aquelas editadas pela Comissão de Valores Mobiliários CVM (exceto em relação artigo 11.2 do Regulamento do Novo Mercado e às disposições da Instrução da CVM nº 361, na estrita medida em que previstas nas disposições aplicáveis contidas no Regulamento do Novo Mercado). A fim de emitir o Laudo de Avaliação, o Itaú BBA requererá, dentre outras coisas, (i) acesso a toda documentação relacionada à Transação, incluindo apresentações à administração da Companhia, memorandos internos, planos de negócios, modelos financeiros, dentre outros documentos aplicáveis/necessários a critério do Itaú BBA; (ii) acesso a informações financeiras, auditadas ou não, da 1

16 Companhia; (iii) contato com a administração da Companhia, a fim de esclarecer eventuais dúvidas necessárias aos serviços a serem prestados pelo Itaú BBA. O Itaú BBA conduzirá seus trabalhos de acordo com as melhores práticas de mercado e regulamentação aplicável. Na elaboração do Laudo de Avaliação, o Itaú BBA tomará por base informações que forem prestadas pela Companhia e sua administração, adicionalmente a fontes públicas e confiará que todas as informações e dados necessários aos serviços a serem prestados pelo Itaú BBA na emissão do Laudo de Avaliação foram devidamente prestados, não se responsabilizando por qualquer dado ou informação que tenha sido omitida ou não disponibilizada. O Itaú BBA não realizará qualquer tipo de avaliação financeira da Transação nem tampouco assumirá qualquer responsabilidade por uma avaliação independente, estimativa ou inspeção da Companhia. Ao prestar seus serviços, o Itaú BBA confiará em, e tomará por base, todas as avaliações e premissas negociais da Transação conforme informadas pela administração da Companhia. O Laudo de Avaliação será emitido em língua portuguesa de acordo com a redação que o Itaú BBA entender necessária, sendo certo que não caberá à Companhia solicitar quaisquer alterações no seu teor. Não obstante, caberá à Companhia a revisão prévia do conteúdo de tais documentos, visando a (i) verificar a existência de erros materiais, (ii) confirmar o atendimento da legislação e/ou regulamentação em vigor aplicável à matéria; (iii) solicitar esclarecimento de dúvidas; ou (iv) solicitar outros ajustes ou complementações necessários ao cumprimento integral do escopo dos serviços ora contratados. Em qualquer caso, ajustes ou complementações nos documentos objeto dessa Proposta dependerão de prévia concordância expressa do Itaú BBA. Fica certo e ajustado entre as partes que o Itaú BBA não tem qualquer responsabilidade em relação a questões (i) de auditoria; (ii) de verificação de regularidades dos contratos firmados pela Dasa e/ou por suas afiliadas; e (iii) advindas de quaisquer riscos, inclusos riscos de imagem e reputação assumidos pela Dasa em relação a Transação. Em relação a cada um dos pontos acima é de responsabilidade exclusiva da Companhia, e seus assessores legais a verificação e seu conforto sobre tais questões. O Itaú BBA não presta serviços de assessoria com relação a assuntos jurídicos, tributários, contábeis e/ou regulatórios e, portanto, não cabe ao Itaú BBA qualquer responsabilidade em relação a questões não inerentes a assessores financeiros, como questões de due diligence, auditoria, fiscais, tributárias, jurídicas, regulatórias e outras, devendo o Ofertante contratar, às suas expensas, assessores especializados para tais temas. Dessa forma, o Itaú BBA não será responsável, sob qualquer hipótese, pela identificação e/ou prevenção de quaisquer contingências, irregularidades, distorções ou condutas entre as companhias envolvidas em uma Transação, sua administração, sócios ou empregados, bem como quaisquer fornecedores, prestadores de serviços, assessores, escritórios de advocacia ou quaisquer outros terceiros envolvidos direta ou indiretamente na Transação. Ao contratar o Itaú BBA, o Ofertante reconhece expressamente que o Itaú BBA não tem expertise e não foi contratado para detectar quaisquer tipos de contingências, irregularidades, fraudes, distorções ou condutas relativas às pessoas e entidades direta ou indiretamente envolvidas em uma Transação, ficando o Itaú BBA plenamente isento caso no futuro quaisquer destas condutas venham a ser revelados. II. Remuneração e Despesas Pelos serviços descriminados nesta Proposta, o Itaú BBA fará jus a honorários conforme descritos abaixo: Remuneração: Na data de entrega do Laudo de Avaliação, o Itaú BBA fará jus a uma remuneração fixa de R$ ,00 (quinhentos mil reais). A remuneração deverá ser paga pelo Ofertante, em reais, no Brasil, na data de entrega do Laudo de Avaliação. 2

17 Todos os tributos, incluindo impostos, contribuições e taxas, bem como quaisquer outros encargos que incidam ou venham a incidir, inclusive em decorrência de majoração de alíquota ou base de cálculo, com fulcro em norma legal ou regulamentar, sobre os pagamentos feitos pela Companhia ao Itaú BBA no âmbito da presente Proposta ( Tributos ) serão integralmente suportados pela Companhia, de modo que a Companhia deverá acrescer a esses pagamentos valores adicionais suficientes para que o Itaú BBA receba tais pagamentos líquidos de quaisquer Tributos. Para fins da presente cláusula, sem prejuízo de quaisquer outros Tributos que incidam ou venham a incidir sobre os referidos pagamentos, considerarse-ão os seguintes Tributos: a Contribuição ao Programa de Integração Social e Formação do Patrimônio do Servidor Público PIS, a Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social COFINS e o Imposto sobre Serviços de Qualquer Natureza ISS (gross-up). Ademais, a Companhia concorda em reembolsar o Itaú BBA por todas as despesas out-of-pocket incorridas para a execução dos serviços determinados neste instrumento, incluindo as despesas com viagens, locomoção, refeição, acomodação e comunicações, entre outras, mediante a apresentação de documentos comprobatórios. Tal pagamento deverá ser realizado no prazo de 05 (cinco) dias úteis após simples solicitação do Itaú BBA neste sentido. Quaisquer pagamentos ou reembolso de despesas ao Itaú BBA devem ser feitos no Brasil, em Reais. O Ofertante reconhece que o Itaú BBA e suas afiliadas (assim entendidas aquelas entidades controladoras, controladas, coligadas ou sob controle comum) ( Afiliadas ) estão envolvidos em uma ampla gama de atividades no mercado de capitais e na prestação de serviços financeiros, e podem, a qualquer tempo, prestar serviços ou conceder crédito a clientes que estejam, eventualmente, em posição de conflito de interesse com a Companhia, o Ofertante e/ou suas respectivas Afiliadas. O recebimento de informações, a celebração desta Proposta ou qualquer contato ou discussão subsequente entre o Itaú BBA, a Companhia e o Ofertante não cria e não criará qualquer restrição com relação à concessão de crédito ou prestação de qualquer serviço pelo Itaú BBA e suas afiliadas a seus clientes atuais ou potenciais, não configurando, portanto, um compromisso de exclusividade por parte do Itaú BBA Caso o Itaú BBA seja selecionado para a elaboração do Laudo de Avaliação, sua contratação será formalizada por uma Carta Mandato, que definirá detalhadamente os direitos e as obrigações das partes e conterá cláusulas usuais para esse tipo de prestação de serviços incluindo, mas não se limitando, a confidencialidade, exclusividade e indenização. Gostaríamos de ressaltar que a Oferta é absolutamente confidencial e prioritária para o Itaú BBA e que nos comprometemos a dedicar nossos melhores esforços visando o sucesso da mesma. Esperamos que este entendimento esteja de acordo com as expectativas do Ofertante. Colocamo-nos à disposição para prestar quaisquer esclarecimentos adicionais. Atenciosamente, ITAÚ BBA S.A. 3

18 APÊNDICE Credenciais do Itaú BBA Itaú BBA: O Banco de Investimento Mais Completo do Brasil Posição de liderança e amplo reconhecimento em todos os produtos de Banco de Investimento Oferta Pública de Ações Ranking Brasil 2015YTD Coordenador Volume (US$ mm) # de Transações M&A Ranking Brasil 2015YTD Assessor Volume (US$ mm) # de Transações 1º Best Investment Bank in Latin America, 2013, 2012, º Itaú BBA º Bradesco BBI º Banco do Brasil º Itaú BBA º BTG Pactual º Santander º Best Investment Bank in Brazil, 2013, 2012, 2009, 2008, º Citigroup º Santander º Credit Suisse º Rothschild º Investment Bank of the Year in Brazil, 2011, 2008, 2006 Renda Fixa Internacional Ranking Brasil 2015YTD Volume # de Coordenador (US$ mm) Transações 1º Banco do Brasil º Bradesco BBI Renda Fixa Local Ranking Brasil 2015YTD Volume % de Coordenador (R$ mm) Transações 1º Bradesco BBI % 2º Itaú BBA % 1º 1º Latin America Equity House and Equity Issue of the Year Best Investment Bank in Brazil 2012, º HSBC º Itaú BBA º Morgan Stanley º BTG Pactual % 4º Votorantim % 5º Banco do Brasil % 1º Most Innovative Bank in Latin America, 2011 Fonte: Prospectos das ofertas, Thomson e ANBIMA, em 24 de abril de 2015 Nota: 1 O volume e a participação total nas transações se referem, respectivamente, ao ranking de Distribuição e Originação da ANBIMA Equity: Liderança no Mercado de Capitais O Itaú BBA é a referência no mercado de ações brasileiro nos últimos 5 anos e foi coordenador em 94% das ofertas em 2013/ Rankings de Ofertas de Ações 1,2 Número de Transações YTD Coordenador # Volume Coordenador # Volume Coordenador # Volume Coordenador # Volume Coordenador # Volume Coordenador # Volume (US$ mm) (US$ mm) (US$ mm) (US$ mm) (US$ mm) (US$ mm) 1º Itaú BBA º Itaú BBA º Itaú BBA º BTG Pactual º Itaú BBA º Itaú BBA º Santander º BTG Pactual º Credit Suisse º Itaú BBA º B TG Pactual º Bradesco BB I º BTG Pactual º Credit Suisse º BTG Pactual º Bradesco BBI º Bradesco BBI º Banco do Brasil º Credit Suisse º Bradesco BBI º Bradesco BBI º Banco do Brasil º Credit Suisse º Citigroup º Bradesco BBI º Santander º Santander º Goldman Sachs º M errill Lynch º Santander º M errill Lynch º M errill Lynch º M errill Lynch º Santander º Banco do Brasil º Credit Suisse º Citigroup º JP M organ º Morgan Stanley º Merrill Lynch º Santander º BTG Pactual Total Total Total Total Total Total Bookrunner em Bookrunner em Bookrunner em Bookrunner em Bookrunner em Bookrunner em 58% das 61% das 82% das 67% das 94% das 100% das transações transações transações transações transações transações Fonte: Prospectos das ofertas, em 24 de abril de 2015 Notas: 1 Considera taxa de câmbio R$/US$ Sisbacen PTAX800 na data da precificação da oferta 2 100% de crédito para os bookrunners, exceto para a oferta da Petrobras, a qual considera somente Global Bookrunners 4

19 Equity: Liderança Absoluta nas Ofertas de Ações Desde 2009, 99 ofertas foram precificadas no Brasil, com um volume captado de aproximadamente US$149 bilhões Companhia Volume Tipo (US$ mm) FON 981 FON 361 IPO FON 432 FON 388 FON 403 FON FON 800 FON 442 IPO 321 FON 595 FON 522 IPO FON 589 FON 381 FON 725 FON 237 IPO 451 FON 682 FON 878 IPO 160 FON 256 FON 429 IPO 359 IPO 348 Companhia Volume Tipo (US$ mm) FON 134 IPO 378 FON 865 IPO 522 IPO FON 597 IPO 762 FON 692 IPO 393 FON 289 IPO 272 FON 919 FON FON IPO 91 FON FON 405 IPO FON 123 IPO 377 FON 496 IPO 384 IPO 338 IPO 280 FON 239 Companhia Volume Tipo (US$ mm) IPO 272 FON 113 IPO 903 FON 185 FON 167 IPO 274 IPO 318 FON IPO 559 FON 455 FON 514 IPO 261 IPO 680 FON 436 IPO 292 FON 252 FON 196 IPO 238 FON 913 FON 411 IPO 145 IPO FON 725 IPO 226 Companhia Volume Tipo (US$ mm) FON 705 IPO 870 FON 239 FON 478 FON 683 FON 215 FON 376 IPO 265 FON 312 IPO 350 FON 176 IPO 407 FON 258 IPO 563 IPO FON 200 IPO 409 FON 241 IPO 229 IPO 296 IPO 227 IPO FON IPO 170 Ranking de Bookrunners pelo Número de Ofertas FON 271 IPO Follow-on Fonte: CVM e Prospectos das Ofertas, em 24 de abril de Equity: Time de Sales Equipe de profissionais experientes de Sales & Trading localizados em escritórios em Nova York, Londres, Tóquio, Santiago e São Paulo Time Experiente de Sales e Sales Trading Rodrigo Magalhães Head de Sales - Brasil 12 anos de experiência José Henrique Sapag Arvelos Sales 20 anos de experiência Rodrigo Ache Sales 14 anos de experiência Pedro Feres Trader 10 anos de experiência Pedro Maciel Trader 7 anos de experiência José Pedro Trader 3 anos de experiência Fernando Lasalvia Head de Sales Trading - Brasil 11 anos de experiência Aureo Bernardo Sales Trader 26 anos de experiência Thierry Decoene Sales Trader 9 anos de experiência Marcio Caires Head de Derivativos 12 anos de experiência José Dezene Head de BMF 17 anos de experiência Mark Fenton Head de Sales - Europa e Asia 34 anos de experiência Aneli Gonzalez Sales 13 anos de experiência Co - Head Carlos Constantini Head Global de Fixed Income e Equities Christian Egan Co - Head Carlos Maggioli Pedro Villa Sales 8 anos de experiência Kevin Hard Global Head de Trading & Sales Trading 14 anos de experiência Eric Krall Sales Trader 24 anos de experiência Colin Heath Sales Trader 7 anos de experiência Dylan Curtis Sales Trader 7 anos de experiência Adam Cherry Head de Sales - America do Norte 17 anos de experiência Kahlil Adam Sales 11 anos de experiência Raimundo Valdes Sales 11 anos de experiência Yoshie Nasuno Sales 25 anos de experiência Ricardo Cavangh Sales & Research 15 anos de experiência Gianmarco Italo Pruzzo Gonzalez Sales 7 anos de experiência Pablo Moya Sales 1 anos de experiência Álvaro Farías Trader 3 anos de experiência Nicolás Kolubakin Trader 2 anos de experiência Caio Napoli Galvão Sales 6 anos de experiência Fonte: Itaú BBA Experiência prévia 5

20 Itaú BBA: Analistas de Research Maior cobertura de research da América Latina, reconhecida por investidores como um dos melhores times do Brasil e da América Latina Analistas Ranqueados no Institutional Investors LatAm e Brasil Carlos Constantini Head de Research e Estratégia Strategy Brasil 2º Strategy LatAm 2º 1 º 1 º LatAm 1 2 o Brasil 1 2 o Thiago Macruz Saúde Renata Faber Cobertura de Bens de Capital/Indústrias, Transportes e Infraestrutura Paula Kovarsky Cobertura de Óleo, Gás, Petroquímicos e Utilities Joaquim Ley Head de Research - México e Cobertura de Varejo Gregorio Tomassi Cobertura de TMT Saúde - Brasil 3 o Capital Goods - LatAm 3 o Capital Goods - Brasil LatAm 3º o Oil & Gas - LatAm 1 o Retail - LatAm 2 o Mexico Equity Strategy LatAm R/U Saúde - LatAm 2 o Transportation Capital Goods - LatAm Brasil R/U 3º Oil & Gas - Brasil 1 o Education - Brasil 2 o Transportation - LatAm R/U Utilities - LatAm R/U Retail Retail LatAm LatAm 1º 2º TMT TMT - LatAm LatAm 1º 2º Eleita a segunda melhor casa de research da América Latina em, com 22 analistas ranqueados Considerada a 2ª melhor casa de research do Brasil pela Institutional Investor em, 2013 e 2012 e 1ª em 2011 e 2010, com 16 analistas ranqueados Maior universo de cobertura, com 200 empresas: 137 no Brasil, que correspondem a 99% do Ibovespa 1 65 na América Latina, que correspondem a 87% do Índice MSCI LatAm 1 Maior time de research, com 42 profissionais Promove a maior e mais prestigiosa conferência de CEOs com foco na América Latina Marcos Assumpção Cobertura de Metais & Mineração e Papel & Celulose Pulp & Paper - LatAm 3 o Metals & Mining - LatAm R/U Pulp & Paper - Brasil 2 o Metals & Mining - Brasil 2 o Ranking Ponderado pela Posição dos Analistas Ranking por Número de Analistas Ilan Goldfajn Economics Economics Economia LatAm - Brasil 3 o 1 o Regina Sanches Bancos e Serviços Financeiros Banking & Financial Serv. - LatAm R/U Banking & Financial Serv. - Brasil 2 o Brasil 2 o 1 o o 2 o 2013 Ciro Matuo Renda Fixa Fixed Income - LatAm 1 o Fixed Income - Brasil 1 o Giovana Araújo Cobertura de Agribusiness Agribusiness - LatAm 3 o Agribusiness - Brasil 2 o LatAm 2 o 1 o o 1 o 2013 Fonte: Itaú BBA e Institutional Investor; Nota: 1 Excluindo-se Itaú Unibanco e Itaúsa; 2 Considera o ranking ponderado pela posição dos analistas ranqueados M&A: Franquia Líder O Itaú BBA tem se destacado entre os principais assessores em transações de Fusões e Aquisições no Brasil nos últimos anos Rankings de Operações de M&A YTD Assessor Volume # Assessor Volume # Assessor Volume # Assessor Volume # (US$ mm) (US$ mm) (US$ mm) (US$ mm) 1º BTG Pactual º Itaú BBA º BTG Pactual º Itaú BBA º Itaú BBA º BTG Pactual º Itaú BBA º BTG Pactual º Credit Suisse º Credit Suisse º Credit Suisse º Santander º Bradesco BBI º Bradesco BBI º Bradesco BBI º Credit Suisse º BR Partners º Rothschild º Santander º Rothschild º Goldman Sachs º BR Partners º Goldman Sachs º Evercore º Rothschild º Goldman Sachs º Rothschild º Bradesco BBI Total: US$63,5 bi Total: US$45,5 bi Total: US$59,3 bi Total: US$49,9 bi Fonte: Thomson Financial, em 24 de abril de

Fusões e Aquisições. Fusões e aquisições movimentam R$ 43 bi no primeiro semestre. Destaque. Fusões e Aquisições

Fusões e Aquisições. Fusões e aquisições movimentam R$ 43 bi no primeiro semestre. Destaque. Fusões e Aquisições Fusões e Boletim Ano VIII Nº 9 Primeiro Semestre de 03 Fusões e aquisições movimentam R$ 3 bi no primeiro semestre Fusões e Anúncios Fusões,, OPAs e Reest. Societárias R$ bilhões N o º Semestre/ 3 3,0

Leia mais

Fusões e Aquisições. Coletiva de Imprensa 2011 15/02/2012. Classificação da Informação: Pública

Fusões e Aquisições. Coletiva de Imprensa 2011 15/02/2012. Classificação da Informação: Pública Fusões e Aquisições Coletiva de Imprensa 2011 15/02/2012 Principais Características da Metodologia de Fusões e Aquisições 2 Fusões e Aquisições Metodologia A partir de 2010, os critérios da metodologia

Leia mais

fls.45 REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. DE 23.7.12 FAIRNESS OPINION

fls.45 REUNIÃO DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DO ITAÚ UNIBANCO HOLDING S.A. DE 23.7.12 FAIRNESS OPINION fls.45 FAIRNESS OPINION Em 13 de julho de 2012 e 11 de julho de 2012, os bancos Goldman Sachs do Brasil Banco Múltiplo S.A. ("Goldman Sachs") e J. P. Morgan Securities LLC ("J. P. Morgan"), respectivamente,

Leia mais

Proposta de Assessoria Financeira Resumo da Proposta, Escopo e Equipe de Trabalho. Confidencial

Proposta de Assessoria Financeira Resumo da Proposta, Escopo e Equipe de Trabalho. Confidencial Proposta de Assessoria Financeira Resumo da Proposta, Escopo e Equipe de Trabalho Confidencial 19 de março de 2012 Índice I. Sumário da Proposta II. Equipe Dedicada aos Trabalhos III. Credenciais do Bradesco

Leia mais

Informações aos Acionistas em atendimento a Instrução CVM 481, de 17 de dezembro de 2009, conforme alterada

Informações aos Acionistas em atendimento a Instrução CVM 481, de 17 de dezembro de 2009, conforme alterada Informações aos Acionistas em atendimento a Instrução CVM 481, de 17 de dezembro de 2009, conforme alterada Proposta da Administração Banco Daycoval S.A. (Assembleia Geral Extraordinária de 24 de julho

Leia mais

Proposta de Assessoria Financeira Resumo da Proposta, Escopo e Equipe de Trabalho. Confidencial

Proposta de Assessoria Financeira Resumo da Proposta, Escopo e Equipe de Trabalho. Confidencial Proposta de Assessoria Financeira Resumo da Proposta, Escopo e Equipe de Trabalho Confidencial 22 de março de 2012 Índice I. Sumário da Proposta II. Equipe Dedicada aos Trabalhos III. Credenciais do Bradesco

Leia mais

Instituto Ling. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012

Instituto Ling. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 em 31 de dezembro de 2013 e 2012. em 31 de dezembro de 2013 e 2012 Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 3 Balanços patrimoniais 5 Demonstrações de superávit

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 e 2010

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 e 2010 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 e 2010 KPMG Assurance Services Ltda. Agosto de 2012 KPDS 41367 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 e 2010 Conteúdo Relatório dos auditores

Leia mais

Instituto Ling. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2010 e 2009

Instituto Ling. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2010 e 2009 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2010 e 2009 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2010 e 2009 Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 3-4

Leia mais

31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras

31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Geração Futuro Fundo de Investimento em Ações Duque de Caxias (Administrado pela Geração Futuro Corretora de Valores S.A. CNPJ: 27.652.684/0001-31 de dezembro de 2014 e 2013 com

Leia mais

Telefônica Brasil S.A.

Telefônica Brasil S.A. Este anúncio é de caráter exclusivamente informativo, não se tratando de oferta de venda de valores mobiliários. ANÚNCIO DE ENCERRAMENTO DE OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO PRIMÁRIA DE AÇÕES ORDINÁRIAS E

Leia mais

Demonstrações financeiras em 28 de fevereiro de 2009 e 29 de fevereiro de 2008

Demonstrações financeiras em 28 de fevereiro de 2009 e 29 de fevereiro de 2008 ABCD BRAM Fundo de Investimento em Ações IBrX-50 CNPJ nº 07.667.245/0001-16 (Administrado pela BRAM - Bradesco Asset Management S.A. Distribuidora Demonstrações financeiras em 28 de fevereiro de 2009 e

Leia mais

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de

MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de MBK Securitizadora S.A. Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 MBK Securitizadora S.A. Demonstrações Financeiras

Leia mais

Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2015 e de 2014

Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2015 e de 2014 Ibiuna Equities Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento em Ações CNPJ nº 13.401.715/0001-06 (Administrado pela BEM - Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.) Demonstrações

Leia mais

Unopar. Dezembro 2011 KROT11

Unopar. Dezembro 2011 KROT11 Unopar Dezembro 2011 KROT11 Notas Importantes As afirmações contidas neste documento relacionadas a perspectivas sobre os negócios, projeções sobre resultados operacionais e financeiros e aquelas relacionadas

Leia mais

Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2014 e de 2013 KPDS 94669

Demonstrações financeiras em 30 de junho de 2014 e de 2013 KPDS 94669 Ágora Bolsa Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento em Ações CNPJ nº 08.909.429/0001-08 (Administrado pela BEM Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.) Demonstrações financeiras

Leia mais

BICBANCO STOCK INDEX AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS

BICBANCO STOCK INDEX AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS BICBANCO STOCK INDEX AÇÕES FUNDO DE INVESTIMENTO EM TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS (Administrado pelo Banco Industrial e Comercial S.A.) DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AO EXERCÍCIO FINDO EM 30 DE SETEMBRO

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e 2012 KPDS 82388 Ourinvest Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A. Demonstrações

Leia mais

Produção, Divulgação e Distribuição de Relatórios de Análise

Produção, Divulgação e Distribuição de Relatórios de Análise Produção, Divulgação e Distribuição de Relatórios de Análise Introdução Em cumprimento à Instrução nº 483 da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), de 6 de julho de 2010, alterada pela Instrução nº 538,

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de agosto de 2014 e de 2013 KPDS 97640

Demonstrações financeiras em 31 de agosto de 2014 e de 2013 KPDS 97640 Gávea Apoena Plus Fundo de Investimento em Cotas de Fundos de Investimento CNPJ nº 08.893.093/0001-32 (Administrado pela BEM - Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.) Demonstrações financeiras

Leia mais

31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras

31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Geração Futuro Fundo de Investimento em Ações Programado Ibovespa Ativo (Administrado pela Geração Futuro Corretora de Valores S.A. com Relatório dos Auditores Independentes sobre

Leia mais

Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012

Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 Relatório sobre as demonstrações financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2012 Demonstrações Financeiras Período de 13 de abril de 2012 (Data de

Leia mais

Manual para Participação de Acionistas na Assembleia Geral Extraordinária da CCX Carvão da Colômbia S.A. a ser realizada em 8 de fevereiro de 2013

Manual para Participação de Acionistas na Assembleia Geral Extraordinária da CCX Carvão da Colômbia S.A. a ser realizada em 8 de fevereiro de 2013 Manual para Participação de Acionistas na Assembleia Geral Extraordinária da CCX Carvão da Colômbia S.A. a ser realizada em 8 de fevereiro de 2013 Sumário 1. Mensagem da Administração da Companhia... 2

Leia mais

INSTRUÇÃO CVM Nº 565, DE 15 DE JUNHO DE 2015

INSTRUÇÃO CVM Nº 565, DE 15 DE JUNHO DE 2015 INSTRUÇÃO CVM Nº 565, DE 15 DE JUNHO DE 2015 Dispõe sobre operações de fusão, cisão, incorporação e incorporação de ações envolvendo emissores de valores mobiliários registrados na categoria A. O PRESIDENTE

Leia mais

31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras

31 de dezembro de 2014 e 2013 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Geração Futuro Fundo de Investimento em Ações Meninas Iradas (CNPJ: 08.608.189/0001-01) (Administrado pela Geração Futuro Corretora de Valores S.A. CNPJ: 27.652.684/0001-62) 31

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de maio de 2013 e 2012

Demonstrações financeiras em 31 de maio de 2013 e 2012 Bradesco Private Fundo de Investimento em CNPJ nº 06.190.203/0001-74 (Administrado pela BEM - Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.) KPDS 65521 Conteúdo Bradesco Private Fundo de Investimento

Leia mais

BANCO BTG PACTUAL S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n. 30.306.294/0001-45 Código CVM nº 22616 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO

BANCO BTG PACTUAL S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n. 30.306.294/0001-45 Código CVM nº 22616 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO BANCO BTG PACTUAL S.A. Companhia Aberta CNPJ/MF n. 30.306.294/0001-45 Código CVM nº 22616 PROPOSTA DA ADMINISTRAÇÃO A administração do Banco BTG Pactual S.A. ( Banco ), no contexto da proposta de incorporação

Leia mais

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ MF 02.558.157/0001-62 - NIRE 35.3.001.5881-4 F A TO RELEV A N TE

TELEFÔNICA BRASIL S.A. Companhia Aberta CNPJ MF 02.558.157/0001-62 - NIRE 35.3.001.5881-4 F A TO RELEV A N TE F A TO RELEV A N TE A Telefônica Brasil S.A. ("Companhia" ou Telefônica Brasil ), na forma e para os fins das Instruções CVM nºs 319/99 e 358/02, conforme alteradas e, em complementação aos Fatos Relevantes

Leia mais

Private Equity ADVISORY

Private Equity ADVISORY Private Equity ADVISORY Private Equity Excelentes profissionais que trabalham em equipe, transformando conhecimento em valor, em benefício de nossos clientes. Private Equity 1 Qualidade e integridade são

Leia mais

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015

Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Divulgação de Resultados Segundo Trimestre de 2015 Apresentação da Teleconferência 06 de agosto de 2015 Para informações adicionais, favor ler cuidadosamente o aviso ao final desta apresentação. Divulgação

Leia mais

BRB FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS PETROBRÁS (Administrado pela BRB Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.)

BRB FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS PETROBRÁS (Administrado pela BRB Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.) BRB FUNDO MÚTUO DE PRIVATIZAÇÃO FGTS PETROBRÁS (Administrado pela BRB Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários S.A.) Relatório dos auditores independentes Demonstrações contábeis Em 31 de março de

Leia mais

HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes

HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS E VALORES MOBILIÁRIOS LTDA. Parecer dos auditores independentes Demonstrações contábeis Em 31 de dezembro de 2009 e 2008 HENCORP COMMCOR DISTRIBUIDORA DE TÍTULOS

Leia mais

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda.

Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. Demonstrações Financeiras Ático Distribuidora de Títulos e Valores Mobiliários Ltda. com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações financeiras Índice Relatório

Leia mais

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A.

POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES RELEVANTES, PRESERVAÇÃO DE SIGILO E DE NEGOCIAÇÃO DA ALIANSCE SHOPPING CENTERS S.A. I - DEFINIÇÕES 1. As definições utilizadas na presente Política de Divulgação de

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico. Referência: Ofício n 2584/2006/SDE/GAB de 31 de maio de 2006

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico. Referência: Ofício n 2584/2006/SDE/GAB de 31 de maio de 2006 MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria de Acompanhamento Econômico Parecer n o 06246/2006/RJ COGAM/SEAE/MF Rio de janeiro, 26 de junho de 2006. Referência: Ofício n 2584/2006/SDE/GAB de 31 de maio de 2006 Assunto:

Leia mais

São Paulo, 26 de fevereiro de 2015. Aos Membros do Conselho de Administração da BR Properties S.A. e à

São Paulo, 26 de fevereiro de 2015. Aos Membros do Conselho de Administração da BR Properties S.A. e à São Paulo, 26 de fevereiro de 2015 Aos Membros do Conselho de Administração da BR Properties S.A. e à Diretoria de Relações com Investidores da BR Properties S.A. Ref.: Manifestação de Intenção de Realização

Leia mais

ABCD. Banco Nossa Caixa S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil

ABCD. Banco Nossa Caixa S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil ABCD Banco Nossa Caixa S.A. Laudo de avaliação do patrimônio líquido contábil ABCD KPMG Auditores Independentes R. Dr. Renato Paes de Barros, 33 04530-904 - São Paulo, SP - Brasil Caixa Postal 2467 01060-970

Leia mais

Demonstrações Financeiras Cromossomo Participações III S.A.

Demonstrações Financeiras Cromossomo Participações III S.A. Demonstrações Financeiras Cromossomo Participações III S.A. 31 de dezembro de 2013 com Relatório dos Auditores Independentes Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes sobre

Leia mais

Oportunidades do Private Equity no Brasil

Oportunidades do Private Equity no Brasil Oportunidades do Private Equity no Brasil Leonardo L. Ribeiro Swisscam 4 de agosto de 2010 Confidencial Agenda Tópicos 1. O que é Private Equity? 2. Mercado brasileiro 3. Transações recentes 4. Caso 5.

Leia mais

O Papel do Conselho de Administração em Fusões e Aquisições

O Papel do Conselho de Administração em Fusões e Aquisições O Papel do Conselho de Administração em Fusões e Aquisições Richard Blanchet Fone: (11) 9 8426-1866 rblanchet@uol.com.br São Paulo, 11 de novembro de 2013 São Paulo, 06 de outubro de 2011 Material elaborado

Leia mais

Esclarecimento ao Mercado divulgado pela Oi

Esclarecimento ao Mercado divulgado pela Oi Comunicado Lisboa 31 de outubro de 2014 Esclarecimento ao Mercado divulgado pela Oi A Portugal Telecom, SGPS S.A. informa sobre o comunicado divulgado pela Oi, S.A. com esclarecimento ao mercado, de acordo

Leia mais

Reunião APIMEC 2013. São Paulo, 19 de dezembro de 2013

Reunião APIMEC 2013. São Paulo, 19 de dezembro de 2013 Reunião São Paulo, 19 de dezembro de Importante O presente material tem caráter somente informacional. Não constitui uma oferta ou solicitação de investimento em qualquer fundo aqui mencionado ou quaisquer

Leia mais

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF nº 02.387.241/0001-60 NIRE nº 413 00 019886 Companhia Aberta Categoria A

ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF nº 02.387.241/0001-60 NIRE nº 413 00 019886 Companhia Aberta Categoria A ALL AMÉRICA LATINA LOGÍSTICA S.A. CNPJ/MF nº 02.387.241/0001-60 NIRE nº 413 00 019886 Companhia Aberta Categoria A Conforme item (1) da ordem do dia da Assembleia Geral Extraordinária da ALL América Latina

Leia mais

Relatório da Administração Dommo 2014

Relatório da Administração Dommo 2014 Relatório da Administração Dommo 2014 A Administração da Dommo Empreendimentos Imobiliários S.A. apresenta o Relatório da Administração e as correspondentes Demonstrações Financeiras referentes aos exercícios

Leia mais

Demonstrações Financeiras Enel Green Power Damascena Eólica S.A.

Demonstrações Financeiras Enel Green Power Damascena Eólica S.A. Demonstrações Financeiras Enel Green Power Damascena Eólica S.A. 31 de dezembro de 2014 com Relatório dos Auditores Independentes sobre as Demonstrações Financeiras Demonstrações financeiras 31 de dezembro

Leia mais

Demonstrações Financeiras UPCON SPE 17 Empreendimentos Imobiliários S.A.

Demonstrações Financeiras UPCON SPE 17 Empreendimentos Imobiliários S.A. Demonstrações Financeiras UPCON SPE 17 Empreendimentos Imobiliários S.A. 31 de dezembro de 2014 com o relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras Índice Relatório dos auditores independentes

Leia mais

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF

1 - CÓDIGO CVM 2 - DENOMINAÇÃO SOCIAL 3 - CNPJ 01896-1 MEHIR HOLDINGS S.A. 04.310.392/0001-46 3 - CEP 4 - MUNICÍPIO 5 - UF SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL ITR - INFORMAÇÕES TRIMESTRAIS Data-Base - 3/9/25 EMPRESA COMERCIAL, INDUSTRIAL E OUTRAS Divulgação Externa O REGISTRO NA CVM NÃO IMPLICA QUALQUER APRECIAÇÃO SOBRE A COMPANHIA, SENDO

Leia mais

TELEFÔNICA BRASIL S.A.

TELEFÔNICA BRASIL S.A. PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO DE AÇÕES E INSTRUMENTO DE JUSTIFICAÇÃO DE GVT PARTICIPAÇÕES S.A. POR TELEFÔNICA BRASIL S.A. DATADO DE 12 DE MAIO DE 2015 TEXT_SP/9643470v13/2523/923 PROTOCOLO DE INCORPORAÇÃO

Leia mais

ANDRADE GUTIERREZ CONCESSÕES S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014

ANDRADE GUTIERREZ CONCESSÕES S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 ANDRADE GUTIERREZ CONCESSÕES S.A. 1ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2014 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2015. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade

Leia mais

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.

Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (C.N.P.J. nº 04.890.401/0001-15) (Administrado pelo Banco J. Safra S.A. Safra Fundo Mútuo de Privatização - FGTS Vale do Rio Doce (Administrado pelo Banco J. Safra S.A.) Demonstrações Financeiras em 30 de setembro de 2015 e relatório dos auditores independentes Relatório dos

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e 2011

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e 2011 CNPJ nº 00.826.600/0001-03 (Administrado pelo Banco Cooperativo Sicredi S.A. CNPJ nº 01.181.521/0001-55) KPMG Auditores Independentes Março de 2013 KPDS 45892 Conteúdo Relatório dos auditores independentes

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e 2013

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2014 e 2013 KPDS 120934 Conteúdo Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras 3 Balanços patrimoniais 5 Demonstrações do resultado 6 Demonstrações dos resultados abrangentes 7 Demonstrações

Leia mais

4T07 Divulgação de Resultados

4T07 Divulgação de Resultados Divulgação de Resultados Teleconferência em inglês 04 de Março de 2008 11:00 (BRT) 13:00 (USA EST) Tel: +1 (973) 935 8893 Código: 35688265 Replay: +1 (706) 645 9291 Código: 35688265 Webcast ao vivo pela

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA COMPANHIA NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA TECNISA S.A., OU A ELES REFERENCIADOS, POR POTENCIAIS OU EFETIVOS DETENTORES DE INFORMAÇÃO

Leia mais

Diretrizes de Governança Corporativa

Diretrizes de Governança Corporativa Diretrizes de Governança Corporativa DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA BM&FBOVESPA Objetivo do documento: Apresentar, em linguagem simples e de forma concisa, o modelo de governança corporativa da

Leia mais

As principais alterações trazidas pela Instrução CVM 571 encontram-se resumidas abaixo.

As principais alterações trazidas pela Instrução CVM 571 encontram-se resumidas abaixo. MERCADO DE CAPITAIS 01/12/2015 CVM ALTERA INSTRUÇÃO QUE DISPÕE SOBRE A CONSTITUIÇÃO, A ADMINISTRAÇÃO, O FUNCIONAMENTO, A OFERTA PÚBLICA DE DISTRIBUIÇÃO E A DIVULGAÇÃO DOS FUNDOS DE INVESTIMENTO IMOBILIÁRIO

Leia mais

1. Os termos e expressões relacionados abaixo, quando utilizados nesta Política, terão o seguinte significado:

1. Os termos e expressões relacionados abaixo, quando utilizados nesta Política, terão o seguinte significado: POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS 1. Os termos e expressões relacionados abaixo, quando utilizados nesta Política, terão o seguinte significado: 1.1. Companhia : Braskem S.A. 1.2. Controladora

Leia mais

Reestruturação Societária Grupo Telesp. Criando Valor

Reestruturação Societária Grupo Telesp. Criando Valor Reestruturação Societária Grupo Criando Valor Novembro, 1999 Índice 8 Visão Geral da Reestruturação 2 8 Passos da Reestruturação 3 8 Benefícios da Reestruturação 4 8 Bases da Reestruturação 5 8 As Relações

Leia mais

1.Introdução... 2. 2. Definições... 2. 3. Objetivos e Princípios... 3. 4. Negociação por meio de Corretoras Credenciadas e Períodos de Bloqueio...

1.Introdução... 2. 2. Definições... 2. 3. Objetivos e Princípios... 3. 4. Negociação por meio de Corretoras Credenciadas e Períodos de Bloqueio... Índice 1.Introdução... 2 2. Definições... 2 3. Objetivos e Princípios... 3 4. Negociação por meio de Corretoras Credenciadas e Períodos de Bloqueio... 4 5. Restrições à Negociação na Pendência de Divulgação

Leia mais

Acordo de Acionistas. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A.

Acordo de Acionistas. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. Acordo de Acionistas Diretrizes da CPFL de Energia Governança S.A. Corporativa da CPFL Energia S.A. Atual Denominação Social da Draft II Participações S.A. 1 Sumário I Introdução 3 II Estrutura Corporativa

Leia mais

Demonstrativo de Preço

Demonstrativo de Preço 11:24 1/13 Demonstrativo de Preço 1. Sumário das Análises Apresentadas Nas análises apresentadas nesse documento demonstramos: (i) Como foi atingido o valor implícito da Telemig Celular (Operadora) (ii)

Leia mais

HTL SP Participações S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e relatório dos auditores independentes

HTL SP Participações S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e relatório dos auditores independentes Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2013 e relatório dos auditores independentes Relatório dos auditores independentes sobre as demonstrações financeiras Aos Administradores e Acionistas HTL

Leia mais

Governança Corporativa Pequena e Média Empresa IBGC e ACRJ

Governança Corporativa Pequena e Média Empresa IBGC e ACRJ Governança Corporativa Pequena e Média Empresa IBGC e ACRJ Patrícia Pellini Superintendência de Regulação e Orientação a Emissores 23/9/2014 Confidencial Restrita Confidencial Uso Interno X Público 1 AGENDA

Leia mais

Graal Investimentos S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 (em fase pré-operacional)

Graal Investimentos S.A. Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 (em fase pré-operacional) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2011 (em fase pré-operacional) Demonstrações financeiras Período de 10 de agosto de 2011 (data de constituição da Companhia) a 31 de dezembro de 2011 (em

Leia mais

Ranking ANBIMA de Fusões & Aquisições

Ranking ANBIMA de Fusões & Aquisições Ranking ANBIMA de Fusões & Aquisições Setembro/2014 Operações Elegíveis 1. Haverá uma única modalidade de Ranking, que será nomeada como: Ranking de Fusões e Aquisições ( Ranking ). Para efeito de apuração

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Concórdia Set Fundo de Investimento em Ações CNPJ: 05.922.544/0001-24 (Administrado pela Concórdia S.A. Corretora de Valores Mobiliários, Câmbio e Commodities - CNPJ: 52.904.364/0001-08)

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

Capital/Bolsa Capital/ Balcão. Mesmas informações para os 2 últimos exercícios

Capital/Bolsa Capital/ Balcão. Mesmas informações para os 2 últimos exercícios Identificação das pessoas responsáveis pelo formulário Capital/Bolsa Capital/ Balcão Declaração do Presidente e do Diretor de Relação com Investidores Dívida / Investimento Coletivo IAN Apenas informações

Leia mais

PHAROL, SGPS S.A. informa sobre eventos relacionados à execução da nova estrutura da Oi

PHAROL, SGPS S.A. informa sobre eventos relacionados à execução da nova estrutura da Oi Comunicado Lisboa 22 de julho de 2015 PHAROL, SGPS S.A. informa sobre eventos relacionados à execução da nova estrutura da Oi O Conselho de Administração da Pharol, SGPS S.A. ( Pharol ), em complemento

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO COM VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA TRISUL S.A. Companhia Aberta CNPJ nº o8.811.643/0001-27 / NIRE 35.300.341.627 Av. Paulista, 37 15º andar Bairro Paraíso, CEP 01311-000 - São

Leia mais

Relatório Analítico 27 de março de 2012

Relatório Analítico 27 de março de 2012 VENDA Código de Negociação Bovespa TGM A3 Segmento de Atuação Principal Logística Categoria segundo a Liquidez 2 Linha Valor de M ercado por Ação (R$) 29,51 Valor Econômico por Ação (R$) 32,85 Potencial

Leia mais

Seminário do Valor Econômico Capital privado e agricultura: oportunidades e mecanismos de financiamento

Seminário do Valor Econômico Capital privado e agricultura: oportunidades e mecanismos de financiamento Seminário do Valor Econômico Capital privado e agricultura: oportunidades e mecanismos de financiamento Palestrante: Guilherme Fleury 10 de maio de 2012 Para informações adicionais, leia atentamente os

Leia mais

Brazilian Securities Companhia de Securitização Informações Trimestrais Setembro de 2015

Brazilian Securities Companhia de Securitização Informações Trimestrais Setembro de 2015 Brazilian Securities Companhia de Securitização Informações Trimestrais Setembro de 2015 03 de novembro de 2015 Brazilian Securities Cia de Securitização Relatório da Administração 3T15 03 de novembro

Leia mais

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA

COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA COMITÊ DE PRONUNCIAMENTOS CONTÁBEIS PRONUNCIAMENTO TÉCNICO CPC 03 DEMONSTRAÇÃO DE FLUXOS DE CAIXA Correlação às Normas Internacionais de Contabilidade IAS 7 (IASB) PRONUNCIAMENTO Conteúdo Item OBJETIVO

Leia mais

EDITAL DE OFERTA PÚBLICA DE AQUISIÇÃO DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA

EDITAL DE OFERTA PÚBLICA DE AQUISIÇÃO DE AÇÕES ORDINÁRIAS DE EMISSÃO DA Este edital de oferta pública não está sendo direcionado e não será direcionado, direta ou indiretamente, a nenhum país diferente do Brasil e, em particular, aos Estados Unidos da América, nem tampouco

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e Fundo de Investimento Imobiliário Península Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2009 e de 2008 e parecer dos auditores independentes 2 3 Balanços patrimoniais em 31 de dezembro Ativo 2009 2008

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA TOTVS S.A. I. DEFINIÇÕES E ADESÃO

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA TOTVS S.A. I. DEFINIÇÕES E ADESÃO POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS DE EMISSÃO DA TOTVS S.A. I. DEFINIÇÕES E ADESÃO 1. As definições utilizadas na presente Política de Negociação têm os significados que lhes são atribuídos

Leia mais

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto

SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL. Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto SÉRIE IPO s: TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE ABERTURA DE CAPITAL Parte 4: Como tornar sua Empresa uma Companhia de Capital Aberto o O que é Abertura de Capital o Vantagens da abertura o Pré-requisitos

Leia mais

Relatório dos auditores independentes sobre a aplicação de procedimentos previamente acordados em 30 de junho de 2014

Relatório dos auditores independentes sobre a aplicação de procedimentos previamente acordados em 30 de junho de 2014 Vale S.A. - Estrada de Ferro Carajás Relatório dos auditores independentes sobre a aplicação de procedimentos previamente acordados em 30 de junho de 2014 KPMG Auditores Independentes Setembro de 2014

Leia mais

CEMIG GERAÇÃO E TRANSMISSÃO S.A. 3ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013

CEMIG GERAÇÃO E TRANSMISSÃO S.A. 3ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 CEMIG GERAÇÃO E TRANSMISSÃO S.A. 3ª. EMISSÃO PÚBLICA DE DEBÊNTURES RELATÓRIO ANUAL DO AGENTE FIDUCIÁRIO EXERCÍCIO DE 2013 Rio de Janeiro, 30 de Abril de 2014. Prezados Senhores Debenturistas, Na qualidade

Leia mais

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda

- Assessoria de Mercado de Capitais e Empresarial Ltda - Consultores Ltda 19/02/2010 CETIP S.A BALCÃO ORGANIZADO DE ATIVOS E DERIVATIVOS A Companhia A CETIP S.A. - Balcão Organizado de Ativos e Derivativos ( Companhia ou CETIP ) opera o maior Mercado Organizado para Ativos de

Leia mais

BICBANCO Stock Index Ações Fundo de Investimento em Títulos e Valores Mobiliários (Administrado pelo Banco Industrial e Comercial S.A.

BICBANCO Stock Index Ações Fundo de Investimento em Títulos e Valores Mobiliários (Administrado pelo Banco Industrial e Comercial S.A. BICBANCO Stock Index Ações Fundo de Investimento em Títulos e Valores Mobiliários (Administrado pelo Banco Industrial e Comercial S.A.) Demonstrações Financeiras Referentes ao Exercício Findo em 30 de

Leia mais

Balanço Anual dos Fundos Imobiliários 2010

Balanço Anual dos Fundos Imobiliários 2010 Balanço Anual dos Fundos Imobiliários 2010 Autor: Sérgio D. O. Belleza Filho Colaborou: Henrique P.S. de Carvalho FUNDO IMOBILIÁRIO Consultoria de Investimentos Ltda. 1 APRESENTAÇÃO O Relatório BALANÇO

Leia mais

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.)

Fundo de Investimento Imobiliário Península (Administrado pelo Banco Ourinvest S.A.) Balanço patrimonial em 31 de dezembro Ativo 2008 2007 Passivo e patrimônio líquido 2008 2007 Circulante Circulante Bancos 3 14 Rendimentos a distribuir 3.599 2.190 Aplicações financeiras de renda fixa

Leia mais

Fato Relevante. conferir ao Grupo Cosan a capacidade de aproveitar as oportunidades de crescimento em diferentes mercados e regiões;

Fato Relevante. conferir ao Grupo Cosan a capacidade de aproveitar as oportunidades de crescimento em diferentes mercados e regiões; Fato Relevante São Paulo, 25 de junho de 2007 - Nos termos da Instrução da Comissão de Valores Mobiliários ( CVM ) n.º 358, de 30 de janeiro de 2002, e alterações posteriores e com a finalidade de informar

Leia mais

PORTIFÓLIO SERVIÇOS MERIDIONAL INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL. Atualizado em Setembro/2014

PORTIFÓLIO SERVIÇOS MERIDIONAL INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL. Atualizado em Setembro/2014 PORTIFÓLIO DE SERVIÇOS MERIDIONAL INTELIGÊNCIA EMPRESARIAL Atualizado em Setembro/2014 Sobre a Meridional A Meridional Inteligência Empresarial é uma empresa de consultoria e assessoria em gestão com atuação

Leia mais

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2

ITR - Informações Trimestrais - 30/06/2012 - BPMB I Participações S.A. Versão : 1. Composição do Capital 1. Balanço Patrimonial Ativo 2 Índice Dados da Empresa Composição do Capital 1 DFs Individuais Balanço Patrimonial Ativo 2 Balanço Patrimonial Passivo 3 Demonstração do Resultado 4 Demonstração do Resultado Abrangente 5 Demonstração

Leia mais

FORPART S.A. - EM LIQUIDAÇÃO

FORPART S.A. - EM LIQUIDAÇÃO DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2013 E 2012 Demonstrações Contábeis Em 31 de Dezembro de 2013 e 2012 Conteúdo Relatório da Administração e do Liquidante Relatório dos Auditores Independentes

Leia mais

BB ETF S&P DIVIDENDOS BRASIL FUNDO DE ÍNDICE

BB ETF S&P DIVIDENDOS BRASIL FUNDO DE ÍNDICE (Administrado pela BB Gestão de Recursos - Distribuidora de Títulos e Valores DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS REFERENTES AO PERÍODO DE 28 DE NOVEMBRO DE 2014 (DATA DE INÍCIO DAS OPERAÇÕES) A 31 DE MARÇO DE 2015

Leia mais

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 4.0 - Março/2015)

Política de Exercício de Direito de Voto. (Versão 4.0 - Março/2015) Política de Exercício de Direito de Voto (Versão 4.0 - Março/2015) 1. Objeto e Aplicação 1.1. Esta Política de Exercício de Direito de Voto ( Política de Voto ), em conformidade com as disposições do Código

Leia mais

00009-4 PANATLANTICA SA 92.693.019/0001-89

00009-4 PANATLANTICA SA 92.693.019/0001-89 01 - CONTEXTO OPERACIONAL A Companhia, com sede em Gravataí (RS) e unidade industrial em Glorinha (RS), tem por objeto a industrialização, comércio, importação, exportação e beneficiamento de aços e metais,

Leia mais

Laudo de Avaliação Independente da Souza Cruz S.A.

Laudo de Avaliação Independente da Souza Cruz S.A. Laudo de Avaliação Independente da Souza Cruz S.A. 27 de fevereiro de 2015 Conteúdo Seções 1 Sumário executivo 2 2 Informações e declarações do avaliador 7 3 Informações sobre a Companhia e o seu mercado

Leia mais

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS

POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS POLÍTICA DE NEGOCIAÇÃO DE VALORES MOBILIÁRIOS TEGMA GESTÃO LOGÍSTICA S.A. ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO E PRINCÍPIOS GERAIS 2. DEFINIÇÕES 3. OBJETIVOS E ABRANGÊNCIA 4. PERÍODO DE VEDAÇÕES ÀS NEGOCIAÇÕES 5. AUTORIZAÇÃO

Leia mais

Divulgação de Resultados 1T15

Divulgação de Resultados 1T15 São Paulo - SP, 06 de Maio de 2015. A Tarpon Investimentos S.A. ( Tarpon ou Companhia ), por meio de suas subsidiárias, realiza a gestão de fundos e carteiras de investimentos em bolsa e private equity

Leia mais

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e 2011 (em fase pré-operacional)

Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e 2011 (em fase pré-operacional) Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e 2011 KPMG Auditores Independentes Abril de 2013 KPDS 59052 Demonstrações financeiras em 31 de dezembro de 2012 e 2011 Conteúdo Relatório da Administração

Leia mais

UNICASA INDÚSTRIA DE MÓVEIS S.A.

UNICASA INDÚSTRIA DE MÓVEIS S.A. POLÍTICA DE DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÃO RELEVANTE DA COMPANHIA DIVULGAÇÃO DE INFORMAÇÕES E MANUTENÇÃO DE SIGILO POR POTENCIAIS OU EFETIVOS DETENTORES DE INFORMAÇÃO RELEVANTE, NOS TERMOS DA INSTRUÇÃO CVM Nº

Leia mais

Apresentação Institucional

Apresentação Institucional Apresentação Institucional Credenciais da 2Finance -Rápida análise da situação da empresa, elaborando relatórios que permitam ao empreendedor e seus dirigentes compreenderem a real situação da empresa

Leia mais