Responsabilidade Social e Sustentabilidade. Case

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Responsabilidade Social e Sustentabilidade. Case"

Transcrição

1 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Case

2 Responsabilidade Social e Sustentabilidade A A Empresa O O Compromisso A A Sustentabilidade Responsabilidade Econômico-Financeira Responsabilidade Ambiental Responsabilidade Social Considerações Finais

3 Responsabilidade Social e Sustentabilidade A Empresa Braskem: Petroquímica de porte global Composição Acionária ODEBRECHT NORQUISA 60,6% 37,3% 25,0% PETROBRAS FREE FLOAT PETROQUISA 30,0% 9,4% 37,7% Observação: 2007 Fonte: Braskem % Capital Votante % Capital Total

4 Responsabilidade Social e Sustentabilidade A Empresa Receita Bruta R$ 23,9 bilhões US$ 12,3 bi US$ 1,6 bi EBITDA R$ 3,2 bilhões Exportações US$ 2.3 bilhões US$ 2,3 bi US$ 11,7 bi Número de Integrantes Observação: 2007 em base pro forma, considera 100% da Ipiranga e da Copesul Fonte: Braskem

5 Responsabilidade Social e Sustentabilidade A Empresa Integrando a Cadeia

6 Responsabilidade Social e Sustentabilidade A Empresa : 19 plantas Maceió Camaçari Escritórios: São Paulo (matriz) Argentina EUA Holanda (Roterdã) São Paulo Novas Plantas: Paulínia(SP) Venezuela Triunfo

7 Sustentabilidade Diferencial Responsabilidade ou Condição?

8 O Compromisso A Braskem, ao longo de sua história, vem evoluindo no apoio às s demandas sociais e ambientais, buscando, de acordo com seu Compromisso Público P e as Políticas de Responsabilidade Social e de Qualidade, Saúde, Segurança a e Meio Ambiente, contribuir para a inserção social, a preservação ambiental e o desenvolvimento das comunidades onde está presente. Responsabilidade

9 Sustentabilidade Responsabilidade Econômico-Financeira - Prosperidade - Resultado econômico - Competitividade - Retorno aos acionistas - Governança Corporativa - Relação clientes e fornecedores Responsabilidade Social - Direitos humanos - Direitos dos trabalhadores - Transparência - Valores, Ética - Qualidade de Vida no Trabalho - Envolvimento e inserção na Comunidade Responsabilidade Ambiental - Proteção ambiental - Prevenção de Impactos - Uso de recursos renováveis - Ecoeficiência - Gestão de resíduos - Gestão de riscos - Remediação de passivos

10 Responsabilidade Social e Sustentabilidade A Sustentabilidade na Braskem Sustentabilidade 2002 Tornar-se líder em resinas termoplásticas na América Latina Responsabilidade Pessoas e Cultura 2012 Estar entre as 10 maiores petroquímicas do mundo em valor de mercado

11 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Econômico-Financeira Crescimento forte e consistente Receita LíquidaL US$ milhões EBITDA US$ milhões Exportações US$ milhões +33% CAGR % CAGR % CAGR * * * SUSTENTADO POR AUMENTOS DE CAPACIDADE DE PRODUÇÃO, LIDERANÇA A DE MERCADO E CONSOLIDAÇÃO DO SETOR * Base pro forma. Considera 100% da Ipiranga e Copesul. Outros períodos em base real.

12 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Econômico-Financeira Competência na criação de valor por meio de Fusões & Aquisições Ganhos anuais e recorrentes R$ 200 MILHÕES R$ 350 MILHÕES 2002 Produção Total Capacidade: 6,4 milhões t R$ 30 MILHÕES 2006 EV: US$ 417 milhões EBITDA: US$ 87 milhões Capacidade adicional: 360 mil t 2007 EV: US$ milhões EBITDA: US$ 390 milhões Capacidade adicional: 3,9 milhões t Fonte: Braskem 12

13 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Econômico-Financeira Novo porte e patamar de competitividade 3º maior produtor das Américas * PVC PP PE Dow Exxon Braskem 3º Formosa Equistar Chevron 2ª maior margem EBITDA da petroquímica mundial 40% 30% 20% Braskem 17% 10% 0% Sabic Reliance Nova Dow Westlake * Considera 160 mil t de PE da Petroquímica Triunfo Chemicals Fonte: Braskem Dados das empresas de 2007, somente Sabic é 2006 Georgia Gulf 13

14 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Econômico-Financeira Criação de valor com inovação e tecnologia Mais de US$ 160 milhões em ativos de P&D 200 pesquisadores 8 plantas-piloto 187 registros de patente Foco em nanocompostos e plástico inteligente 18% das vendas de resinas resultam de produtos lançados nos últimos três anos Parcerias com universidades e centros de P&D no Brasil e exterior. 14

15 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Ambiental Foco: Sistemas de gestão : SEMPRE, ISO , Ecoeficiência: fazer mais com menos (matériasprimas, insumos, energia); Responsabilidade Otimização do uso dos recursos naturais; Processos mais eficientes que geram menos resíduos, efluentes, emissões, exposição ocupacional (uso de tecnologias mais limpas); Análise do Ciclo de Vida dos produtos; Investimentos em 2007, aprox. R$ 100 milhões.

16 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Ambiental Programas de Minimização Meta ZERO Efluentes LíquidosL Resíduos SólidosS Emissões Atmosféricas Responsabilidade PRINCÍPIOS PIOS: - Não gerar - Reusar - Reciclar - Tratar - Disposição Final

17 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Ambiental Ecoindicadores Geração de Efluentes (m 3 /t) % Responsabilidade Consumo de Água (m 3 /t) -7% Geração de Resíduos Solidos (kg/t) Consumo de Energia (GJ/t) % %

18 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Ambiental Investindo em MPs Renováveis: Projeto Plástico Verde Produção disponível de eteno-alcool em planta piloto: 12 ta Investimento em planta industrial de eteno-álcool 200 kta Maior valor agregado para a cadeia: rótulo verde Convênio Responsabilidade de Cooperação Tecnológica com a Fapesp R$ 50 milhões nos próximos 5 anos Matéria-prima 100% renovável Etanol de cana-de-açúcar Certificado pela Beta Analytics USA Parcerias com empresas nacionais e multinacionais

19 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Ambiental Ciclo de vida do PE-verde: From Cradle to Cradle Cana de açúcar Etanol Eteno PE-Verde Responsabilidade Destilação Desidratação Polimerização 2,5 t CO 2 / t PE 100% RECICLÁVEL Transformação Balanço positivo CO 2

20 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Social Comunidade Interna Comunidade Externa 20

21 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Social Comunidade Interna Compromisso com quem fará a Braskem atingir sua visão Diferencial da TEO Valorização dos Integrantes Braskem Novos Talentos para o crescimento Estar entre as 10 maiores petroquímicas do mundo em valor de mercado

22 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Social Comunidade Interna Tecnologia Empresarial Odebrecht - TEO É um conjunto sistematizado de concepções filosóficas e práticas empresariais que orienta a atuação dos integrantes da Odebrecht no rumo da sobrevivência, do crescimento e da perpetuidade. 22

23 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Social Comunidade Interna TEO: Valores e Princípios Empresariais CONFIANÇA NO SER HUMANO em sua capacidade e desejo de evoluir SERVIR O CLIENTE com qualidade, produtividade, inovação e responsabilidade PARCERIA: Participação na concepção e realização do trabalho, produzindo e partilhando resultados REINVESTIMENTO DOS RESULTADOS gerando novas oportunidades AÇÃO DESCENTRALIZADA através de DELEGAÇÃO PLANEJADA 23 Empresários Parceiros DESENVOLVIMENTO DAS PESSOAS através da Educação pelo e para o Trabalho

24 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Social Comunidade Interna Programas de Desenvolvimento Corporativos Desenvolvimento de Pessoas Programa Estágio Programa Trainee Introdução à Cultura Odebrecht PDL MBA PDE PDCs Dirigentes Sucessão 24 Educação pelo Trabalho

25 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Social Comunidade Interna Segurança e Qualidade de Vida no Trabalho Taxa de Freqüência SAF +CAF (integrantes e parceiros HHT) % Responsabilidade Taxa de Freqüência CAF (integrantes e parceiros HHT) %

26 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Responsabilidade Social Comunidade Externa Focos de Atuação: Inclusão Social Promoção Cultural Educação Ambiental Bahia Alagoas Mais de 100 projetos no país Mais de R$ 20 milhões investidos São Paulo Rio Grande do Sul 26

27 Alagoas Bahia São Paulo Rio Grande do Sul Arte com Plástico Objetivo: promover o espírito de cidadania e criar a consciência sobre as questões ambientais. Público: Alagoas : crianças Bahia : crianças São Paulo : 615 crianças Rio Grande do Sul : crianças TOTAL :

28 Mapeamento de Projetos - Alagoas Educação Ambiental Cinturão Verde Ecovela Lagoa Viva Promoção Cultural Núcleo de Ação Educativa Théo Brandão Prêmio Nacional Academia Alagoana de Letras Prêmio de Jornalismo Ambiental Octávio Brandão Outras AçõesA Meia Maratona Braskem de Revezamento 28

29 Mapeamento de Projetos - Alagoas Cinturão Verde Objetivo: O Cinturão Verde tem o objetivo de ser um espaço-referência de pesquisa e educação ambiental no entorno da Unidade de Cloro-Soda, em Maceió. Detém o certificado de Criadouro Conservacionista da Fauna Silvestre Brasileira, concedido pelo IBAMA, e o selo de Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, concedido pela Unesco. Parceria: (Não temos parceria) Público: Comunidade em geral. Em 2007 foram visitantes.

30 Mapeamento de Projetos - Alagoas Ecovela Objetivo: conscientizar a população do entorno das lagoas Mundaú e Manguaba para a preservação do meio ambiente. A conscientização é realizada através de uma gincana para a retirada de lixo do fundo da lagoa e uma competição de canoas à vela. Parceria: Comunidade do Pontal. Público: Comunidades dos municípios do entorno das lagoas de Mundaú e Manguaba. 190 barcos participaram em

31 Mapeamento de Projetos - Alagoas Lagoa Viva Objetivo: promover mudanças de atitude e comportamento em crianças, jovens, professores e lideranças comunitárias com relação à questão ambiental, contribuindo, assim, para a melhoria da qualidade de ensino na escola e de vida nas comunidades. Parceria: Secretaria Estadual de Educação, Secretarias Municipais, UFAL e Ministério da Educação. Público: professores e alunos da rede pública de ensino e comunidades ao redor das escolas atingidas pelo programa. 361 Escolas Municipais 123 Escolas Estaduais alunos 22 Municípios professores 31

32 Mapeamento de Projetos Bahia Promoção Cultural Prêmio Braskem Cultura e Arte Prêmio Braskem de Teatro Prêmio Braskem Academia de Letras Inclusão Social Creche Esperança I Projeto Cidade do Saber Núcleo de Multimeios Programa de Fomento e Formação da Cultura Ambiental Faz Universitário Ler o Mundo Outras AçõesA Meia Maratona Braskem de Revezamento BA Programa de Voluntariado Braskem 32

33 Mapeamento de Projetos - Bahia Prêmio Braskem Cultura e Arte Objetivo: incentivar a produção cultural na Bahia por meio de patrocínio a produções artísticas inéditas nas artes plásticas, literatura, música e cinema. Parceria: Fundação Casa de Jorge Amado apenas para a categoria Literatura. Público: classe artística baiana (autores inéditos). 220 projetos inscritos em

34 Mapeamento de Projetos - Bahia Prêmio Braskem de Teatro Objetivo: reconhecer, valorizar e premiar a produção teatral na Bahia, abrindo espaço para o surgimento de novos talentos por meio do reconhecimento público. Parceria: Caderno 2 Produções Público: classe teatral e formadores de opinião. 15ª edição em Concorreram 41 peças adultas e 14 infantojuvenis divididas em dez categorias. 34

35 Mapeamento de Projetos - Bahia Meia Maratona Braskem de Revezamento Objetivo: incentivar a prática da atividade física como promoção da melhoria da qualidade de vida. Parcerias: Secretaria de Engenharia de Tráfego, Superintendência de Serviços Públicos, Polícia Militar e Corpo de Bombeiros, Associação Cultural e Esportiva Braskem (ACEB), Federação Baiana de Atletismo. Público: atletas amadores e profissionais. Em 2007 foram mais de atletas 35

36 Mapeamento de Projetos São Paulo Educação Ambiental Projeto Pomar 36

37 Mapeamento de Projetos São Paulo Projeto Pomar Objetivo: O Projeto Pomar tem o compromisso de recuperar áreas urbanas e envolver a sociedade na defesa e preservação do meio ambiente. Início Novembro/2007. Parcerias: Secretaria do Meio Ambiente de São Paulo. Público: Sociedade em geral Investimento : R$ 90 mil 37 Marginal do Rio Pinheiros - SP

38 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Promoção Cultural Prêmio Braskem em Cena Feira do Livro Edição de Livros Fronteiras do Pensamento Estação da Cultura de Montenegro Instituto Simões Lopes Neto Centro Histórico Vila Santa Thereza 38

39 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Inclusão Social Fundo de Incentivo Rede de Qualificação para a Juventude Unidade Copesul Projeto Pescar Projeto Rumo Jr. Achievement Projeto Spirulina Projeto Escuna Nossas Escolas 39

40 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Inclusão Social (cont.) Casa-Lar LEAD Conviver para Aprender Semeando para Colher Amanhã Programa de Inclusão Digital Programa Bolsas de Mestrado em Engenharia nos EUA- Inst.Ling Escola Esperança Parceiros Voluntários De Volta para Casa Alimentação Solidária PURAS Hospital de Pronto Socorro de Porto Alegre Instituto da Criança com Diabetes Fadem 40

41 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Educação Ambiental Centro de Educação Ambiental Vila Pinto Parque Copesul de Proteção Ambiental Apoio a eventos técnicos na área ambiental Institucional Conselho Comunitário Consultivo Encontros com o Professor Editoração de Periódicos Campanha do Agasalho The Best Jump 41

42 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Parque Copesul de Proteção Ambiental Objetivo: Propiciar contato e conhecimento da natureza funcionando como um centro de educação ambiental. O Parque é monitorado cientificamente pela Fundação Zoobotânica do RS, e aberto ao público. Está localizado na área do Pólo Petroquímico, a menos de 1 km de distância da área industrial da empresa, ocupando uma área de 68 ha. Início: 1994 Parcerias: Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul FZB; Instituto Estadual do Livro visitantes em espécies identificadas no local 4 espécies novas para a Ciência Publicação do Guia ilustrado de Fauna e Flora do Parque de Proteção Ambiental 42

43 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Centro de Educação Ambiental Vila Pinto Objetivo: gerar renda para famílias da comunidade da periferia da região metropolitana de Porto Alegre e fornecer os materiais necessários para o trabalho de triagem e venda dos resíduos para reciclagem. Parcerias: CEFET-RS Centro Federal de Educação Tecnológica; Departamento Municipal de Limpeza Urbana de Porto Alegre. 43 Público: comunidade da Vila Pinto Ações : Apoio no trabalho de codificação dos processos produtivos do CEA - Centro de Educação Ambiental Vila Pinto, Apoio às atividades de comemoração dos 10 anos do CEA Vila Pinto Apoio na criação e organização da Biblioteca do CEA.

44 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Prêmio Braskem em Cena Objetivo: oferecer ao público gaúcho espetáculos representativos da cena contemporânea nacional e internacional, promovendo Porto Alegre como pólo artístico e cultural e realçando a vocação da cidade como portal de acesso ao Mercosul. Parcerias: Prefeitura de Porto Alegre. Público: classe teatral gaúcha e formadores de opinião. Em 2007 Melhor Espetáculo: A Tempestade e os Mistérios da Ilha Melhor Ator: Adão Barbosa (Fim de Jogo) Melhor Diretor: Décio Antunes (A Casa e Mulheres Insones) Melhor Atriz: Luciana Paz (No Vão da Escada) 44

45 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Maratona Internacional de Porto Alegre e Maratona de Revezamento Braskem Objetivo: incentivar a adoção de comportamentos saudáveis para a melhoria da qualidade de vida por meio da prática esportiva. Público: atletas amadores e profissionais. Em 2008 foram mais de 4 mil atletas 45

46 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Feira do Livro Objetivo: Contribuir para a produção, democratização e difusão cultural no Estado, através de feira de exposição de livros. oferecendo as tradicionais bancas de livros e programação de eventos para escolas, sessões de autógrafos, palestras, oficinas e apresentações artísticas. Início: 1994 Parcerias: Prefeitura Municipal de Porto Alegre; Câmara do Livro de Porto Alegre Público: Comunidade em geral Lei de Incentivo: Rouanet Na Edição 2007, a Feira do Livro recebeu cerca de 120 mil pessoas por dia. 46

47 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Fronteiras do Pensamento Objetivo: curso de altos estudos realizado na cidade de Porto Alegre que contemplou debates sobre arte, cultura, mundo e pensamento. Em 2008 o projeto terá sua segunda edição em Porto Alegre e primeira edição em Salvador, abordando o tema arte e a linguagem na cultura contemporânea Início: 2007 Parcerias: UFRGS; PUC-RS; UERGS; Telos e Unisinos. Público: Universitários, formadores de opinião, empresários e público em geral Lei de Incentivo: Rouanet e LIC Em 2007: participantes 26 conferências 35 conferencistas 47

48 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Unidade Copesul Projeto Pescar Objetivo: Formação de jovens, qualificação para o mercado de trabalho, geração de renda e melhoria da qualidade de vida. O projeto oferece ensino profissionalizante de Auxiliar em Eletroeletrônica e Serviços a jovens da comunidade de Nova Santa Rita, em curso de 800 horas/aula. Início: 2000 Público: Jovens de 16 a 19 anos, estudantes da Rede Pública de Ensino. São beneficiados 15 alunos por ano. Parceria: Fundação Projeto Pescar; Prefeitura de Nova Sta Rita; Secretaria de Educação de Nova Santa Rita; Junior Achievement; Sebrae; IPA O projeto já formou 129 jovens Índice de empregabilidade: 92% 48

49 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Projeto Rumo Objetivo: Possibilitar o desenvolvimento de habilidades através de cursos profissionalizantes em marcenaria naval e mecânica de motores náuticos, além de introduzir jovens no esporte a vela. Em 2008 serão oferecidas duas novas modalidades de qualificação: serralheria e laminação em fibra de vidro. Início: 2004 Público: Crianças e adolescentes de 7 a 17 anos alunos da Fundação Pão dos Pobres Parceria: Fundação Pão dos Pobres de Santo Antônio, Clube Veleiros do Sul e ONG Aldeia da Fraternidade Lei de Incentivo: Funcriança - 83% de empregabilidade - Capacitação para 80 alunos - Iniciação a vela para 140 alunos 49

50 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Junior Achievement Objetivo: Despertar o espírito empreendedor de jovens e estimular o desenvolvimento pessoal. A Junior Achievement é uma organização de educação prática em economia, negócios e cultura empreendedora. Início: 1996 Público: Jovens de 12 a 24 anos Parceria: Associação Junior Achievement A Junior Achievement está no Rio Grande do Sul desde 1994 e mais de alunos já foram capacitados. 50

51 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Projeto Spirulina Objetivo: Produzir e cultivar a microalga Spirulina, proporcionando o enriquecimento de alimentos para fins nutricionais para crianças carentes em escolas de Rio Grande. Início: 2004 Público: Alunos das escolas da rede municipal de ensino de Rio Grande Parceria: Fundação Universidade Federal do Rio Grande e Fundação ZERI Brasil 375 crianças são beneficiadas diariamente com a distribuição de merenda enriquecida com a microalga Spirulina. 51

52 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Nossas Escolas Objetivo: Apoio a 6 escolas da rede pública localizadas nas periferias e zonas rurais dos municípios que fazem parte da área de atuação da Copesul, através de melhorias na infraestrutura escolar e capacitação de professores para a qualificação do ensino fundamental nessas comunidades. Início: 1985 Público: Escolas públicas; estudantes do Ensino Fundamental Parceria: Prefeitura Municipal de Montenegro; Prefeitura Municipal de Nova Santa Rita; Prefeitura Municipal de Triunfo; Prefeitura Municipal de Rio Grande e Secretaria da Educação do Estado do Rio Grande do Sul O projeto Nossas Escolas atende diretamente crianças por ano 52

53 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Parceiros Voluntários Objetivo: Promover, ampliar e qualificar o trabalho voluntário, proporcionando melhor qualidade de vida no Rio Grande do Sul. A ONG estimula, capta, qualifica e encaminha voluntários à comunidade gaúcha, para promover a cultura do voluntariado organizado. Início: 1997 Público: Escolas, empresas, ONGs e público em geral Parceria: ONG Parceiros Voluntários NÚMEROS 2007: voluntários beneficiados 53

54 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Instituto da Criança com Diabetes Objetivo: Contribuir na promoção da saúde de crianças e adolescentes com diabetes através de processo educativo e assistência interdisciplinar para uma convivência saudável e vitoriosa com a doença. O Instituto funciona nas modalidades hospital-dia e ambulatorial. Início: 2004 Público: Crianças e adolescentes portadores do Diabetes de 0 a 18 anos Parceria: Instituto da Criança com Diabetes Lei de Incentivo: Funcriança NÚMEROS/ANO: pacientes em Educação em Diabetes atendimentos atendimentos no hospital-dia 54

55 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Estação da Cultura de Montenegro Objetivo: Recuperação patrimônio histórico Antiga Estação Ferroviária de Montenegro (1909) transformando-a em centro cultural (Estação da Cultura de Montenegro), abrigando o Centro Ambiental e o Centro de Atividades Sócioculturais do município. Início: 2005 Parcerias: Prefeitura Municipal de Montenegro; Entidade e Filantropia, Cultura e Arte (EFICA) Público: Comunidade em geral Lei de Incentivo: LIC PÚBLICO: 18 mil pessoas nas oficinas, cursos e eventos 55

56 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Instituto Simões Lopes Neto Objetivo: Promover a pesquisa e a divulgação da obra e da memória do escritor Simões Lopes Neto, considerado um dos mais importantes da literatura gaúcha. O Instituto conta com um centro de estudos para documentação e divulgação do legado literário do escritor, além de biblioteca, acervo de raridades, auditório e centro de pesquisas. A empresa apoiou nas instalações do Instituto e nas atividades realizadas. Início: 2004 Parcerias: Instituto Simões Lopes Neto Público: Comunidade de Pelotas, especialmente escolares, e público de literatura nacional Lei de Incentivo: LIC Em 2007 o Instituto recebeu cerca de visitantes, atraídos pelas diversas programações oferecidas durante todo o ano. 56

57 Mapeamento de Projetos Rio Grande do Sul Campanha do Agasalho Objetivo: Participar do projeto do Governo do Estado com o objetivo de minimizar o sofrimento da população de baixa renda no rigoroso inverno gaúcho. A empresa participa com a doação de cobertores. Início: 1999 Público: População carente do Estado do Rio Grande do Sul Parceria: Governo do Estado do Rio Grande do Sul DOAÇÕES 2007: cobertores industrializados cobertores artesanais de pura lã de ovelha 57

58 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Reconhecimentos ISE - Bovespa 20 Melhores em Sustentabilidade - Exame Melhores Empresas para Trabalhar - Exame e Você S.A. Melhor empresa em Governança Corporativa - Latibex Troféu Transparência - Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac)

59 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Reconhecimentos The Most Shareholder-Friendly Company no setor de Químicos & Óleo e Gás, em todo o mundo pela Institutional Investor Magazine Best Innovation in Bioplastics, pela revista European Bioplastics News no contexto do Global Bioplastics Award 2007 Mais Admirada no setor Químico & Petroquímico, segundo o jornal econômico DCI, de São Paulo

60 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Reconhecimentos Benchmark em SSMA - Saúde, Segurança e Meio Ambiente na implantação de empreendimentos, conforme o Independent Project Analysis/EUA Prêmio de Empresa Brasileira Sustentável conferido pela revista Meio Ambiente Industrial. Prêmio Liderança Return On Enviroment 2008 concedido pela empresa General Eletric

61 Responsabilidade Social e Sustentabilidade Considerações Finais Diferencial ou Condição?

62 Obrigado! Roberto Simões Vice-Presidente de Negócios Internacionais

O Desafio da Sustentabilidade no Setor Petroquímico

O Desafio da Sustentabilidade no Setor Petroquímico Seminário Nacional de Gestão Sustentável nos Municípios Relato de Experiências O Desafio da Sustentabilidade no Setor Petroquímico Porto Alegre, 28 de Março de 2008 Roteiro Empresa Cenários Conceitos Dimensão

Leia mais

Química Verde e Petroquímica Impactos na Distribuição Décio Oddone Vice-presidente responsável pela quantiq

Química Verde e Petroquímica Impactos na Distribuição Décio Oddone Vice-presidente responsável pela quantiq Química Verde e Petroquímica Impactos na Distribuição Décio Oddone Vice-presidente responsável pela quantiq AGENDA BRASKEM DESENVOLVIMENTO QUÍMICA PILARES FUTURO FUTURO DA DISTRIBUIÇÃO AGENDA BRASKEM DESENVOLVIMENTO

Leia mais

QUÍMICA SUSTENTÁVEL Carlos Fadigas 24/08/2011

QUÍMICA SUSTENTÁVEL Carlos Fadigas 24/08/2011 QUÍMICA SUSTENTÁVEL Carlos Fadigas 24/08/2011 AGENDA BRASKEM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL QUÍMICA SUSTENTÁVEL PILARES BRASKEM FUTURO VISÃO E ESTRATÉGIA AGENDA BRASKEM DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL QUÍMICA

Leia mais

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À BRASKEM. PROIBIDA REPRODUÇÃO OU ALTERAÇÃO DO DOCUMENTO.

TODOS OS DIREITOS RESERVADOS À BRASKEM. PROIBIDA REPRODUÇÃO OU ALTERAÇÃO DO DOCUMENTO. Agenda A BRASKEM PORQUE INOVAR? A INOVAÇÃO NA BRASKEM A GESTÃO DA INOVAÇÃO E O PLANEJAMENTO TECNOLÓGICO Indústria Petroquímica Brasileira INTEGRAÇÃO COMPETITIVA NAFTA CONDENSADO GÁS VALOR ADICIONADO COMPETITIVIDADE

Leia mais

Realização de rodas de conversa e de troca de conhecimento para intercâmbio do que foi desenvolvido e produzido.

Realização de rodas de conversa e de troca de conhecimento para intercâmbio do que foi desenvolvido e produzido. Realização de rodas de conversa e de troca de conhecimento para intercâmbio do que foi desenvolvido e produzido. Criar novos mecanismos de intercâmbio e fortalecer os programas de intercâmbio já existentes,

Leia mais

NOVA ATITUDE SOCIAL PARA A SUSTENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO

NOVA ATITUDE SOCIAL PARA A SUSTENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO Maio 2005 NOVA ATITUDE SOCIAL PARA A SUSTENTAÇÃO DO DESENVOLVIMENTO Uma empresa cidadã tem direitos e deveres, assim como qualquer indivíduo. Trata-se de uma consciência crítica que nasce a partir do respeito

Leia mais

O papel da comunicação na formação da reputação corporativa

O papel da comunicação na formação da reputação corporativa O papel da comunicação na formação da reputação corporativa Nelson Letaif Porto Alegre, 22 de janeiro de 2007 1 Grandes Mudanças Contexto Global De regras para valores Da informação para o conhecimento

Leia mais

LAMSA (Recurso Direto)

LAMSA (Recurso Direto) O Instituto Invepar e as empresas do grupo - Linha Amarela S/A - LAMSA (RJ), Concessionária Litoral Norte - CLN (BA), Concessionária Auto Raposo Tavares - CART (SP), MetrôRio (RJ) e Concessionária Bahia

Leia mais

FACULDADE METODISTA DE BIRIGUI REGIMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO EMPRESARIAL (NEXEM)

FACULDADE METODISTA DE BIRIGUI REGIMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO EMPRESARIAL (NEXEM) FACULDADE METODISTA DE BIRIGUI REGIMENTO DO NÚCLEO DE EXTENSÃO EMPRESARIAL (NEXEM) A extensão é o processo educativo, cultural e científico que articula, amplia, desenvolve e reforça o ensino e a pesquisa,

Leia mais

Capacitação Gerencial PST

Capacitação Gerencial PST Capacitação Gerencial PST Secretaria Nacional de Esporte, Educação, Lazer e Inclusão Social SNELIS Ministério do Esporte Direito Social É dever do estado fomentar práticas desportivas formais e não formais:

Leia mais

Desenvolvimento Sustentável na Braskem Importância da Visão Ampliada

Desenvolvimento Sustentável na Braskem Importância da Visão Ampliada Desenvolvimento Sustentável na Braskem Importância da Visão Ampliada Jorge Soto 08/06/2015 Objetivo Discutir a importância da contribuição empresarial para o Desenvolvimento Sustentável com uma visão que

Leia mais

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013

Relat a óri r o Despert r ar r 2 013 Relatório Despertar 2013 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

Processos de Gerenciamento de Portfólio e Projetos da Braskem

Processos de Gerenciamento de Portfólio e Projetos da Braskem Processos de Gerenciamento de Portfólio e Projetos da Braskem ABEAV Carlos Eduardo Pereira Peninha 07/10/2008 Agenda Apresentação da Braskem Gestão do Portfólio de Investimentos CAPEX Sistemática de Implantação

Leia mais

A Fundação Espaço ECO

A Fundação Espaço ECO www.espacoeco.org Sustentabilidade que se mede A Fundação Espaço ECO (FEE ) é um Centro de Excelência em Educação e Gestão para a sustentabilidade, que mede e avalia a sustentabilidade por meio de metodologias

Leia mais

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das empresas Eletrobras 1. DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente para o desenvolvimento sustentável, das áreas onde atuamos e

Leia mais

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO

OBJETIVO CARACTERIZAÇÃO OBJETIVO Incrementar a economia digital do Estado de Alagoas e seus benefícios para a economia local, através de ações para qualificação, aumento de competitividade e integração das empresas e organizações

Leia mais

Mudanças Climáticas Ameaças e Oportunidade para a Braskem. Jorge Soto 11/08/2015

Mudanças Climáticas Ameaças e Oportunidade para a Braskem. Jorge Soto 11/08/2015 Mudanças Climáticas Ameaças e Oportunidade para a Braskem Jorge Soto 11/08/2015 1 Braskem INTEGRAÇÃO COMPETITIVA EXTRAÇÃO Matérias Primas 1 ª GERAÇÃO Petroquímicos Básicos 2 ª GERAÇÃO Resinas Termoplásticas

Leia mais

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL

POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL POLíTICA DE PATROCíNIOS E DOAÇÕES VOLVO DO BRASIL índice APRESENTAÇÃO...3 POLíTICA DE PATROCíNIOS DA VOLVO DO BRASIL...3 1. Objetivos dos Patrocínios...3 2. A Volvo como Patrocinadora...3 3. Foco de Atuação...4

Leia mais

Como colaborar para obter sucesso em um mercado cada vez mais competitivo

Como colaborar para obter sucesso em um mercado cada vez mais competitivo Como colaborar para obter sucesso em um mercado cada vez mais competitivo Patrick Teyssonneyre Novembro 2015 AGENDA Inovação na Braskem Inovação colaborativa Braskem Exemplos AGENDA Inovação na Braskem

Leia mais

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão:

CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável Missão: O CIEDS, Centro Integrado de Estudos e Programas de Desenvolvimento Sustentável, é uma Instituição Social Sem Fins Lucrativos, de Utilidade Pública Federal, fundada em 1998, com sede na cidade do Rio de

Leia mais

COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016

COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016 COLIGAÇÃO INOVAR É PRECISO PROPOSTA DE GOVERNO 2013/2016 ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL Implantar o Plano Diretor. Implantar o Orçamento participativo. Valorização pessoal do funcionário público municipal. Implantação

Leia mais

CULTURA OBJETIVOS E METAS

CULTURA OBJETIVOS E METAS CULTURA OBJETIVOS E METAS 1. Garantir a participação juvenil na elaboração das políticas públicas na área de cultura com a participação de mais entidades e partidos políticos, via projetos e via mobilização

Leia mais

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade?

Perguntaram à teóloga alemã. Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Perguntaram à teóloga alemã Dorothee Sölle: Como a senhora explicaria a um menino o que é felicidade? Não explicaria, Daria uma bola para que ele jogasse... ESPORTE EDUCAÇÃO CULTURA QUALIFICAÇÃO PLACAR

Leia mais

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES

PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 TENDÊNCIAS E OPORTUNIDADES Organizador Patrocínio Apoio PANORAMA EMPRESARIAL DO TURISMO RURAL BRASILEIRO 2010 O Turismo é uma das maiores fontes de

Leia mais

RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. R E S O L V E: I DA CONCEITUAÇÃO

RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. R E S O L V E: I DA CONCEITUAÇÃO RESOLUÇÃO N.º 36, DE 04 DE ABRIL DE 2005. Dispõe sobre alterações à Resolução CONSEPE n. 57, de 14 de maio de 2001. O CONSELHO DE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO, no

Leia mais

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis.

Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis. Nossos Valores Quem Somos? Nossa Missão Nossa Visão Nossa Atuação Nossos Resultados Modelos de Ecovilas e Projetos Sustentáveis Localização Missão, Valores e Visão Os 5 Pilares Objetivos e estratégias

Leia mais

Inclusão Social - mudanças K A T I A C A V A L C A N T E 2 0 1 4

Inclusão Social - mudanças K A T I A C A V A L C A N T E 2 0 1 4 Inclusão Social - mudanças K A T I A C A V A L C A N T E 2 0 1 4 Sumário Assistência Social Saúde Educação Infraestrutura - Comunicação e Energia Moradia Bolsa Família Bolsa Verde Direitos Culturais A

Leia mais

Atuando com responsabilidade para. colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos

Atuando com responsabilidade para. colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos Atuando com responsabilidade para colher um futuro melhor. Fábrica de São José dos Campos Compromisso com um futuro melhor. Com o nosso trabalho, somos parte da solução para uma agricultura mais sustentável.

Leia mais

Guia para Boas Práticas

Guia para Boas Práticas Responsabilidade Social Guia para Boas Práticas O destino certo para seu imposto Leis de Incentivo Fiscal As Leis de Incentivo Fiscal são fruto da renúncia fiscal das autoridades públicas federais, estaduais

Leia mais

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de:

1. Centro para a Juventude. 199 jovens frequentaram os cursos de: Relatório Despertar 2014 2 Apoiada na crença de que é possível contribuir para o desenvolvimento humano na totalidade dos seus potenciais, a Associação Comunitária Despertar, realiza anualmente ações que

Leia mais

Guia de sustentabilidade para plásticos

Guia de sustentabilidade para plásticos Guia de sustentabilidade para plásticos Maio 2014 1 2 3 4 5 6 7 8 Introdução... 4 Contextualização dos plásticos... 6 Composição dos móveis e utensílios de plásticos...7 Requerimentos para materiais que

Leia mais

BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais

BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais Financiamento e apoio técnico BrazilFoundation abre edital para de projetos e negócios sociais Estão abertas inscrições online até 30 de novembro para o edital bianual da BrazilFoundation que selecionará

Leia mais

12ª EDIÇÃO DO SELO AMBIENTAL DE GUARULHOS

12ª EDIÇÃO DO SELO AMBIENTAL DE GUARULHOS 12ª EDIÇÃO DO SELO AMBIENTAL DE GUARULHOS 1. APRESENTAÇÃO O Selo Ambiental de Guarulhos é uma premiação anual criada em 2002 pela Câmara Municipal de Guarulhos através do Decreto Legislativo 003/2002.

Leia mais

Relatório Anual. Instituto Nossa Ilhéus. Instituto Nossa Ilhéus

Relatório Anual. Instituto Nossa Ilhéus. Instituto Nossa Ilhéus Resumo da ONG O é uma iniciativa da sociedade civil organizada que tem por objetivo fortalecer a cidadania e a democracia participativa, tendo por base a sustentabilidade e o monitoramento social. O age

Leia mais

Programa Acreditar Case Odebrecht. Antonio Cardilli

Programa Acreditar Case Odebrecht. Antonio Cardilli Programa Acreditar Case Odebrecht Antonio Cardilli Agenda Organização Odebrecht Programa Acreditar Programa Acreditar Jr A Organização Pessoas Integrantes de mais de 60 nacionalidades 180.278 Integrantes

Leia mais

Responsabilidade Social e Ambiental na Petrobras

Responsabilidade Social e Ambiental na Petrobras Responsabilidade Social e Ambiental na Petrobras Carlos Alberto Ribeiro de Figueiredo Janice Dias PETROBRAS - Comunicação Nacional RESPONSABILIDADE SOCIAL SOCIAL CORPORATIVA Necessidade Assistencialismo

Leia mais

Edmundo Aires São Paulo Dezembro de 2010

Edmundo Aires São Paulo Dezembro de 2010 Estratégia de Inovação e Tecnologia da Braskem Edmundo Aires São Paulo Dezembro de 2010 Evolução da Braskem Aquisições EUA Sunoco 2002 Trikem Polialden Politeno 2006 Ipiranga / Copesul 2007 Triunfo 2009

Leia mais

Comunicação Institucional Visão de Futuro

Comunicação Institucional Visão de Futuro Comunicação Institucional Visão de Futuro Organograma Presidente Comunicação Institucional Assistente Imagem Corporativa e Marcas Comitê Estratégico Imprensa Planejamento e Gestão Atendimento e Articulação

Leia mais

PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL

PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL PROAC PROGRAMA DE AÇÃO CULTURAL Permite o apoio financeiro a projetos culturais credenciados pela Secretaria de Cultura de São Paulo, alcançando todo o estado. Segundo a Secretaria, o Proac visa a: Apoiar

Leia mais

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL

METODOLOGIA SEBRAE BAHIA PARA PÓLOS DE EMPREENDEDORISMO CULTURAL Trabalho apresentado no III ENECULT Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura, realizado entre os dias 23 a 25 de maio de 2007, na Faculdade de Comunicação/UFBa, Salvador-Bahia-Brasil. METODOLOGIA

Leia mais

Viver a Responsabilidade Social sem fronteiras

Viver a Responsabilidade Social sem fronteiras Telecom Social Viver a Responsabilidade Social sem fronteiras Eduardo Octaviano Diretor de Comunicação Corporativa Brasília, 4 de maio de 2005 TIM Empresa do Grupo Telecom Italia Início das atividades

Leia mais

PUCRS -REGINP -ANPROTEC. Antônio L. Bragança Diretor de Tecnologia

PUCRS -REGINP -ANPROTEC. Antônio L. Bragança Diretor de Tecnologia PUCRS -REGINP -ANPROTEC Experiência da Braskem Antônio L. Bragança Diretor de Tecnologia XXI Seminário Nacional de Parques Tecnológicos e Incubadoras de Empresas Porto Alegre, 26 Out 2011 AGENDA A BRASKEM

Leia mais

Inovação & Sustentabilidade

Inovação & Sustentabilidade Inovação & Sustentabilidade O Sapiens Parque O Sapiens Parque Projeto de Desenvolvimento Regional que integra público e privado Novo conceito: Parque de Inovação Idealizado para promover : turismo, serviços

Leia mais

Pronac Nº 1111032 Você em Cenna é um concurso cultural que irá eleger atores e atrizes amadores de todo o país, que enviarão vídeos de suas performances para votação popular e de júri especializado. Os

Leia mais

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA

PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA PRÓ-REITORIA DE EXTENSÃO E ASSUNTOS ESTUDANTIS - PROEXAE PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE EXTENSÃO - PIBEX EDITAL Nº 006/2015 PROEXAE/UEMA A Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Estudantis da Universidade

Leia mais

ABMES - 10 ANOS DA CAMPANHA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS Brasília, 7 de julho de 2015

ABMES - 10 ANOS DA CAMPANHA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS Brasília, 7 de julho de 2015 ABMES - 10 ANOS DA CAMPANHA DE RESPONSABILIDADE SOCIAL AVANÇOS E PERSPECTIVAS Brasília, 7 de julho de 2015 A ESTÁCIO HÁ 45 ANOS NOSSA VIDA É TRANSFORMAR A SUA. Somos uma empresa que tem na Educação o motivo

Leia mais

APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás

APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento. CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás APLs como Estratégia de Desenvolvimento: Inovação e conhecimento CNI e o Projeto de APLs Petróleo e Gás Dezembro 2013 Tópicos Cenário P&G Rede de Núcleos de P&G - CNI e Federações Desenvolvimento de APLs

Leia mais

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

PREFEITURA DE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA MUNICIPAL DE PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO, CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO PROGRAMA DE METAS Gestão 2013/2016 APRESENTAÇÃO... 2 I - VISÃO DO MUNICÍPIO... 3 II COMPROMISSO... 3 III PRINCÍPIOS DE GESTÃO... 3 IV DIRETRIZES ESTRATÉGIAS... 4 PROGRAMA DE METAS DESENVOLVIMENTO URBANO...

Leia mais

JOVEM ÍNDIO E JOVEM AFRODESCENDENTE/JOVEM CIGANO E OUTRAS ETNIAS OBJETIVOS E METAS

JOVEM ÍNDIO E JOVEM AFRODESCENDENTE/JOVEM CIGANO E OUTRAS ETNIAS OBJETIVOS E METAS JOVEM ÍNDIO E JOVEM AFRODESCENDENTE/JOVEM CIGANO E OUTRAS ETNIAS OBJETIVOS E METAS 1. Assegurar com políticas públicas e programas de financiamento o direito dos jovens índios, afrodescendentes, camponeses

Leia mais

PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36

PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36 PLANO DE GOVERNO TULIO BANDEIRA PTC 36 GESTÃO PÚBLICA Garantir ampla participação popular na formulação e acompanhamento das políticas públicas; Criação do SOS Oprimidos, onde atenda desde pessoas carentes

Leia mais

Sustentabilidade: O que tem haver com seu negócio. (Associação Comercial de Porto Alegre) (Mário Pino, 01/06/2010)

Sustentabilidade: O que tem haver com seu negócio. (Associação Comercial de Porto Alegre) (Mário Pino, 01/06/2010) Sustentabilidade: O que tem haver com seu negócio (Associação Comercial de Porto Alegre) (Mário Pino, 01/06/2010) Agenda Alinhamento Conceitual O Desafio da Sustentabilidade O que a Braskem tem feito?

Leia mais

Associação sem fins lucrativos, fundada em 1998, por um grupo de 11 empresários; 1475 associados: empresas de diferentes setores e portes.

Associação sem fins lucrativos, fundada em 1998, por um grupo de 11 empresários; 1475 associados: empresas de diferentes setores e portes. Instituto Ethos Associação sem fins lucrativos, fundada em 1998, por um grupo de 11 empresários; 1475 associados: empresas de diferentes setores e portes. MISSÃO: Mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG

NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG NÚCLEO CONSTRUÇÃO E CIDADANIA DO SICEPOT-MG SICEPOT-MG CONSTRUINDO UM MUNDO MELHOR O Núcleo Construção e Cidadania foi criado em 1995 para coordenar, planejar e executar as ações de Responsabilidade Social

Leia mais

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática

Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática Seminário: Caminhos para a Inovação Debate: A Atividade de CT&I e a Estratégia Nacional de Ciência Tecnologia e Inovação (ENCTI) Infraestrutura

Leia mais

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina

Primeiro escritório de inclusão social da América Latina Primeiro escritório de inclusão social da América Latina 18 de setembro Nós do Centro: mais uma ação para a comunidade do Grupo Orsa O Grupo Orsa, por meio da Fundação Orsa, inaugura um espaço inovador

Leia mais

PREFEITURA DE XINGUARA

PREFEITURA DE XINGUARA 50/000-20 Anexo IV - Programas, Metas e Ações - (PPA Inicial) Página de 5 Programa: 000 AÇÃO LEGISLATIVA Manutenção da CMX através do apoio financeiro às atividades legislativas, custeio de despesas administrativas,

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 1 Relatório de Sustentabilidade 2014 2 Linha do Tempo TAM VIAGENS 3 Política de Sustentabilidade A TAM Viagens uma Operadora de Turismo preocupada com a sustentabilidade, visa fortalecer o mercado e prover

Leia mais

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE)

O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) O que é o Plano de Mobilização Social Pela Educação (PMSE) É o chamado do Ministério da Educação (MEC) à sociedade para o trabalho voluntário de mobilização das famílias e da comunidade pela melhoria da

Leia mais

PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO AMBIENTAL DA ARCELORMITTAL TUBARÃO 1997-2007

PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO AMBIENTAL DA ARCELORMITTAL TUBARÃO 1997-2007 PROGRAMA DE COMUNICAÇÃO AMBIENTAL DA ARCELORMITTAL TUBARÃO 1997-2007 OBJETIVO Estabelecer um canal de comunicação entre empresa e sociedade, contribuindo com ações sócio-ambientais na comunidade escolar,

Leia mais

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras

Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras Setembro de 2010 Política de Sustentabilidade das Empresas Eletrobras DECLARAÇÃO Nós, das empresas Eletrobras, comprometemo-nos a contribuir efetivamente

Leia mais

1ª Retificação do Edital Nº 024/2015

1ª Retificação do Edital Nº 024/2015 1ª Retificação do Edital Nº 024/2015 O Diretor Geral do Câmpus Juiz de Fora do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sudeste de Minas Gerais (IF Sudeste MG), no uso de suas atribuições

Leia mais

Você sabe onde quer chegar?

Você sabe onde quer chegar? Você sabe onde quer chegar? O Ibmec te ajuda a chegar lá. Gabriel Fraga, Aluno de Administração, 4º periodo, Presidente do Ibmex, Empresa Jr. Ibmec. Administração Ciências Contábeis Ciências Econômicas

Leia mais

Relatório Anual. CADI Centro de Assistência e Desenvolvimento Integral de SC

Relatório Anual. CADI Centro de Assistência e Desenvolvimento Integral de SC Resumo da ONG O CADI Palhoça é uma instituição não governamental cujo objetivo é executar, articular e fomentar ações e projetos que facilitem o desenvolvimento de comunidades. Desenvolve projetos em 6

Leia mais

Programa Lixo e Cidadania

Programa Lixo e Cidadania Programa Lixo e Cidadania São Bernardo do Campo (SP) Elisabeth Grimberg e Sonia Lima in Segurança Alimentar e Nutricional: a contribuição das empresas para a sustentabilidade das iniciativas locais Fechar

Leia mais

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo:

Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade FGR: Gustavo: Esporte como fator de inclusão de jovens na sociedade Entrevista cedida à FGR em Revista por Gustavo de Faria Dias Corrêa, Secretário de Estado de Esportes e da Juventude de Minas Gerais. FGR: A Secretaria

Leia mais

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia

Ana Lúcia Vitale Torkomian. Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério da Ciência e Tecnologia Sessão Plenária 5: Programas Nacionais de Estímulo e Apoio às Incubadoras de Empresas e Parques Tecnológicos Ana Lúcia Vitale Torkomian Secretária Adjunta de Desenvolvimento Tecnológico e Inovação do Ministério

Leia mais

Política de Sustentabilidade

Política de Sustentabilidade Política de Sustentabilidade Síntese O Compromisso ALIANSCE para a Sustentabilidade demonstra o nosso pacto com a ética nos negócios, o desenvolvimento das comunidades do entorno de nossos empreendimentos,

Leia mais

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA

DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA DIRETRIZ NACIONAL DE EDUCAÇÃO, PROMOCÃO SOCIAL E DESENVOLVIMENTO COOPERATIVISTA Área de Atuação 1. Formação Profissional Cooperativista São ações voltadas à formação, qualificação e capacitação dos associados,

Leia mais

Não fique para trás! Submeta seu projeto. Fonte de recursos para projetos julho 2012

Não fique para trás! Submeta seu projeto. Fonte de recursos para projetos julho 2012 Não fique para trás! Submeta seu projeto. Fonte de recursos para projetos julho 2012 1. Patrocínios 1.1 Patrocínio a Eventos e Publicações Data limite: 60 dias de antecedência da data de início do evento

Leia mais

Conhecendo a Fundação Vale

Conhecendo a Fundação Vale Conhecendo a Fundação Vale 1 Conhecendo a Fundação Vale 2 1 Apresentação Missão Contribuir para o desenvolvimento integrado econômico, ambiental e social dos territórios onde a Vale atua, articulando e

Leia mais

10 ANOS DO PROGRAMA COMUNITÁRIO PETROBRAS/REVAP.

10 ANOS DO PROGRAMA COMUNITÁRIO PETROBRAS/REVAP. POP: Prêmio Nacional de Relações Públicas Categoria: Relações Públicas e Responsabilidade Social Profissional: Aislan Ribeiro Greca Empresa: Petrobras 10 ANOS DO PROGRAMA COMUNITÁRIO PETROBRAS/REVAP. 2008

Leia mais

11. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES

11. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES 11. CRONOGRAMA DE ATIVIDADES AÇÕES 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 2 0 21 2 2 2 3 24 Segmento do Estímulo à Participação (ESP) 1) Constituição da Equipe Técnica Social executora do projeto:

Leia mais

Promover maior integração

Promover maior integração Novos horizontes Reestruturação do Modelo de Gestão do SESI leva em conta metas traçadas pelo Mapa Estratégico Promover maior integração entre os departamentos regionais, as unidades de atuação e os produtos

Leia mais

Cultura Oficina Litoral Sustentável

Cultura Oficina Litoral Sustentável Cultura Oficina Litoral Sustentável 1 ESTRUTURA DA AGENDA REGIONAL E MUNICIPAIS 1. Princípios 2. Eixos 3. Diretrizes 4. Ações 4.1 Natureza das ações (planos, projetos, avaliação) 4.2 Mapeamento de Atores

Leia mais

1.2 - Implantação do programa de habitação rural (construção de casas de qualidade nas propriedades rurais).

1.2 - Implantação do programa de habitação rural (construção de casas de qualidade nas propriedades rurais). PLANO DE GOVERNO - ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA PARTICIPATIVA PARA 2013/2016 COLIGAÇÃO O PRESENTE NOS PERMITE SEGUIR EM FRENTE - CANDIDATO A PREFEITO PEDRINHO DA MATA 11 Ações a serem realizadas por Secretarias:

Leia mais

1) Campanha do Agasalho

1) Campanha do Agasalho 1) Campanha do Agasalho A Cruz Vermelha Brasileira Filial do Estado de São Paulo realiza a Campanha do Agasalho para ajudar comunidades carentes a enfrentar o inverno. Neste ano, além da arrecadação e

Leia mais

LEI Nº 4.791 DE 2 DE ABRIL DE

LEI Nº 4.791 DE 2 DE ABRIL DE Lei nº 4791/2008 Data da Lei 02/04/2008 O Presidente da Câmara Municipal do Rio de Janeiro nos termos do art. 79, 7º, da Lei Orgânica do Município do Rio de Janeiro, de 5 de abril de 1990, não exercida

Leia mais

SUSTENTABILIDADE: estratégia de geração de valor para a MMX. Agosto 2013

SUSTENTABILIDADE: estratégia de geração de valor para a MMX. Agosto 2013 SUSTENTABILIDADE: estratégia de geração de valor para a MMX Agosto 2013 ESTRATÉGIA EM SUSTENTABILIDADE Visão Uma estratégia de sustentabilidade eficiente deve estar alinhada com o core business da empresa

Leia mais

Combate à Pobreza, Crescimento Inclusivo e Nova Agenda Social. Centro de Políticas Sociais FGV Wanda Engel Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2015

Combate à Pobreza, Crescimento Inclusivo e Nova Agenda Social. Centro de Políticas Sociais FGV Wanda Engel Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2015 Combate à Pobreza, Crescimento Inclusivo e Nova Agenda Social Centro de Políticas Sociais FGV Wanda Engel Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2015 Marcos da Política de Combate à Pobreza Antecedentes: Assistência

Leia mais

Prefeitura Municipal de Botucatu

Prefeitura Municipal de Botucatu I- Identificação: Projeto Empresa Solidária II- Apresentação : O Fundo Social de Solidariedade é um organismo da administração municipal, ligado ao gabinete do prefeito, que atua em diversos segmentos

Leia mais

Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS

Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS Projeto Cidades da Copa PLANO DE AÇÃO PORTO ALEGRE - RS PORTO ALEGRE EM AÇÃO É ESPORTE E EDUCAÇÃO O esporte não é educativo a priori, é o educador que precisa fazer dele ao mesmo tempo um objeto e meio

Leia mais

2. Objetivos do Projeto:

2. Objetivos do Projeto: 1. Apresentação: O Projeto Cia de Dança Negra Contemporânea Kina Mutembua consiste numa iniciativa da ONG Ação Comunitária do Brasil do Rio de Janeiro selecionada por um edital da Secretaria de Políticas

Leia mais

Instituto Ethos. de Empresas e Responsabilidade Social. Emilio Martos Gerente Executivo de Relacionamento Empresarial

Instituto Ethos. de Empresas e Responsabilidade Social. Emilio Martos Gerente Executivo de Relacionamento Empresarial Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social Emilio Martos Gerente Executivo de Relacionamento Empresarial Missão do Instituto Ethos Mobilizar, sensibilizar e ajudar as empresas a gerir seus negócios

Leia mais

Programa de Educação Ambiental

Programa de Educação Ambiental Programa de Educação Ambiental Programa Saber Faz Bem Sensibilizar professores e alunos de escolas municipais, estaduais e particulares, e moradores bairros periféricos sobre a necessidade da preservação

Leia mais

Top de Marketing 2005

Top de Marketing 2005 Top de Marketing 2005 :: Introdução :: Responsabilidade Social e Ambiental :: Imagem :: Investimentos Introdução Cadeia da Petrobras - Resumo Cliente (ex.: Posto) Organograma Missão e Visão MISSÃO Atuar

Leia mais

Indústria Oceânica (offshore) do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, Agosto de 2011 Rev. 6

Indústria Oceânica (offshore) do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, Agosto de 2011 Rev. 6 Indústria Oceânica (offshore) do Rio Grande do Sul Porto Alegre, Agosto de 2011 Rev. 6 Panorama Ciclo econômico do Pré-Sal Prioridade de Governo Sustentabilidade socioeconômica e ambiental Indústria offshore

Leia mais

(ANALFABETO FUNCIONAL)

(ANALFABETO FUNCIONAL) Cenário : Indice Alfabetismo Funcional / 2007 7% dos brasileiros são analfabetos e 21% têm habilidades rudimentares (ANALFABETO FUNCIONAL), ou seja, são capazes de localizar uma informação explícita em

Leia mais

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO

PROGRAMAS E PROJETOS PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO º PROGRAMAS E S PARA O DESENVOLVIMENTO DO ECOTURISMO NO PÓLO DO CANTÃO Programa de utilização sustentável dos atrativos turísticos naturais Implementação do Plano de Manejo do Parque do Cantão Garantir

Leia mais

O Mercado como instrumento de conservação da Mata Atlântica. Consumo Responsável, Compromisso com a Vida!

O Mercado como instrumento de conservação da Mata Atlântica. Consumo Responsável, Compromisso com a Vida! Mercado Mata Atlântica Reserva da Biosfera da Mata Atlântica O Mercado como instrumento de conservação da Mata Atlântica Consumo Responsável, Compromisso com a Vida! Apresentação O Programa "Mercado Mata

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO

PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO PREFEITURA MUNICIPAL DE MOGI DAS CRUZES PLANO DE GOVERNO 2009 / 2012 EDUCAÇÃO O que buscamos Proporcionar educação com qualidade social para todas as crianças. Erradicar o analfabetismo, ampliar o nível

Leia mais

PROJETOS DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL

PROJETOS DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL PROJETOS DE DEMOCRATIZAÇÃO CULTURAL Semana Cidades Catraca Livre: Cultura e Educação São Paulo, junho de 2010 AGENDA A B C PRODUÇÃO X ACESSO À CULTURA PROJETOS CULTURAIS ELABORAÇÃO DE PROJETOS CULTURAIS

Leia mais

Profa. Cláudia Palladino. Unidade I RESPONSABILIDADE SOCIAL NAS

Profa. Cláudia Palladino. Unidade I RESPONSABILIDADE SOCIAL NAS Profa. Cláudia Palladino Unidade I RESPONSABILIDADE SOCIAL NAS ORGANIZAÇÕES Antes de falarmos sobre RSE Ambiente das empresas: Incertezas Pressões das partes interessadas em: desempenho global que promova

Leia mais

BRASIL - 170 MILHÕES DE HABITANTES. - Taxa média de crescimento nos últimos 10 anos: 1,5 %

BRASIL - 170 MILHÕES DE HABITANTES. - Taxa média de crescimento nos últimos 10 anos: 1,5 % REALIZAÇÃO GLOBAL BRASIL - 170 MILHÕES DE HABITANTES - Taxa média de crescimento nos últimos 10 anos: 1,5 % - Previsão de crescimento da população: 2,5 milhões habitantes/ano ESTADO DE SÃO PAULO -35,1

Leia mais

RESUMO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR TIPO SEGUNDO O ÓRGÃO

RESUMO DOS PROGRAMAS E AÇÕES POR TIPO SEGUNDO O ÓRGÃO - Tipo: 01 - FINALÍSTICO Programa: 5111 - MANUTENÇÃO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS GERAIS Objetivo: PROMOVER O APERFEIÇOAMENTO DOS SERVIÇOS ADMINISTRATIVOS TENDO EM VISTA MAXIMIZAR A PRODUTIVIDADE DO SERVIÇO

Leia mais

Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes

Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes Financiamento e apoio técnico Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Conselho Nacional dos Direitos

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores grupos de bebidas do mundo, a japonesa Kirin Holdings

Leia mais

Relatório de Sustentabilidade 2014

Relatório de Sustentabilidade 2014 Relatório de Sustentabilidade 2014 Sumário Executivo Março de 2015 BrKirin_RAS2014_Compacta.indd 1 02/06/15 13:03 A Brasil Kirin Jovem, mas cheia de história A Brasil Kirin faz parte de um dos maiores

Leia mais

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes

POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes POLÍTICA DE SEGURANÇA, MEIO AMBIENTE E SAÚDE - SMS. Elaboração Luiz Guilherme D CQSMS 10 00 Versão Data Histórico Aprovação 00 20/10/09 Emissão de documento Aldo Guedes Avaliação da Necessidade de Treinamento

Leia mais

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2008/2010. Vonpar - Divisão Bebidas

RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 2008/2010. Vonpar - Divisão Bebidas RELATÓRIO DE SUSTENTABILIDADE 200/200 Neste documento você terá o extrato em números dos dados contidos no Relatório de Sustentabilidade 200/200 da Vonpar. Conforme a versão digital animada (disponível

Leia mais