1.1 - Campo 17 - Indicador de entidade sujeita a auditoria independente

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1.1 - Campo 17 - Indicador de entidade sujeita a auditoria independente"

Transcrição

1 SPED Contábil Alterações do Layout 3.0 Produto : RM TOTVS Gestão Contábil Processo : SPED Contábil Subprocesso : Data da publicação : 16/04/15 Este documento tem o objetivo de apresentar as alterações no SPED Contábil que foram divulgadas pela Receita Federal através do layout 3.0 e demonstrar os impacatos dentro do sistema nos cadastros/geração do SPED Contábil. Para maiores informações acesse o site da RFB: Neste mesmo endereço é possível baixar o documento do Manual do Layout do SPED Contábil onde consta o layout 3.0 Desenvolvimento/Procedimento Abaixo vamos apresentar quais foram as alterações no layout 3.0 do SPED Contábil e demonstrar os impactos dentro dos cadastros/geração do SPED Contábil. 1. Registro 0000 (ABERTURA DO ARQUIVO DIGITAL E IDENTIFICAÇÃO DO EMPRESÁRIO OU DA SOCIEDADE EMPRESÁRIA ) Campo 17 - Indicador de entidade sujeita a auditoria independente Este campo no layout 3.0 passa a contar com 2 opções no layout: Indicador de entidade sujeita a auditoria independente: 0 - Empresa não é entidade sujeita a auditoria independente. 1 - Empresa é entidade sujeita a auditoria independente Ativo Total superior a R$ ,00 ou Receita Bruta Anual superior R$ , Impacto desta alteração na geração do SPED Contábil Na geração do SPED Contábil versão layout 3.0, estas opções estão disponíveis na etapa onde constam as informações complementares para o SPED Contábil conforme print abaixo. Esta tela é apresentada na 3ª tela do processo de geração do SPED Contábil (após clicar em Avançar 3 vezes). Versão 9.0 1

2 1.2 Novos campos No registro 0000 foi criado o campo 18 Indicador do tipo de ECD (TIP_ECD). Este campo possui as seguintes opções: : 0 ECD de empresa não participante de SCP como sócio ostensivo. 1 ECD de empresa participante de SCP como sócio ostensivo. 2 ECD da SCP. Foi criado também o campo 19 Identificação da SCP (COD_SCP). No caso das escriturações do tipo SCP, este campo será preenchido com o CNPJ da filial SCP para identificação das mesmas Funcionamento destas opções: Quando a empresa não possui sociedades em conta de participação, chamadas de SCP s, a mesma deverá gerar o SPED Contábil utilizando a opção 0 - ECD de empresa não participante de SCP como sócio ostensivo. Neste caso significa que a empresa não possui nenhuma sociedade do tipo SCP. Quando a empresa possui alguma sociedade do tipo SCP, deverá enviar para o SPED Contábil escriturações distintas. Uma escrituração do sócio ostensivo e uma escrituração para cada SCP. Ex: No Corpore RM o controle de SCP s é feito por filial. Se a coligada possui alguma SCP deve-se acessar o cadastro da filial, editar a mesma e selecionar Anexos/Dados Fiscais. Dentro da aba Dados Adicionais, selecionar a opção Filial é SCP. Marcando esta opção deve-se informar qual é a filial Sócio Ostensivo. Desta forma as empresas conseguem apurar os resultados (Lucro/Prejuízo) de cada SCP, realizando no sistema a transferência de grupos contábeis por filial. Segue print abaixo onde consta a opção para selecionar a filial como SCP. 2 Versão 9.0

3 Vamos supor o seguinte cenário: Uma coligada possui 3 filiais, a filial 1 Matriz, a filial 2 - ABC, e a filial 3 XYZ. A filial 2 é SCP e o seu sócio ostensivo é a filial 1 - Matriz. A filial 3 não é SCP. Neste cenário, a empresa deverá enviar 2 arquivos para o SPED Contábil. No primeiro arquivo irá utilizar a opção 1 - ECD de empresa participante de SCP como sócio ostensivo. e no segundo arquivo irá utilizar a opção 2 ECD da SCP. Na escrituração do sócio ostensivo será informada como filial matriz a filial 1 e será enviada as movimentações contábeis da filial 1 e da filial 3 (filial que em nosso exemplo não é uma SCP). Em nosso exemplo, na escrituração da SCP filial 2 será enviada somente as movimentações contábeis da filial 2. Para cada Filial SCP deverá ser enviado um arquivo para o SPED Contábil. Quando a escrituração a ser enviada for do tipo SCP deverá ser informado a forma de escrituração Escrituração SCP mantida pelo sócio ostensivo. Esta forma de escrituração é nova e deve ser vinculada somente no envio das escriturações das SCP s Impactos destas alterações na geração do SPED Contábil Conforme citado no tópico anterior, no envio das informações das SCP s deve existir uma forma de escrituração para este tipo. Acessando pela MDI, deve-se entrar em Obrigações Acessórias/Cadastros/Escriturações contábeis e cadastrar esta nova escrituração. Se o acesso foi feito pelo RM Saldus.exe deve-se acessar o menu Rotinas Legais/SPED Contábil/Escriturações Contábeis. Versão 9.0 3

4 Depois de cadastrar uma escrituração para as SCP s, na primeira tela de geração do SPED Contábil deverá ser informado o tipo de ECD a ser enviado. Importante As demonstrações contábeis (Balanço, Demonstração de Resultado do Exercício DRE, Demonstração de Lucros/Prejuízos Acumulados DLPA ou Demonstração das Mutações do Patrimônio Líquido - DMPL, devem ser feitas para cada SCP e para o sócio ostensivo, quando as empresas possuírem sociedades do tipo SCP. Caso contrário será apresentada advertência no validador do SPED Contábil, pois os saldos do registro I155 (saldos periódicos) não irão fechar com os saldos das demonstrações (registro J100, J150 e J210). Quando se trabalha com SCP s, na geração da escrituração SCP, será enviado somente a movimentação da respectiva SCP (Filial). Por este motivo as demonstrações contábeis (Balanço, DRE, DLPA/DMPL) devem corresponder somente aquela filial SCP. Da mesma maneira, na geração do arquivo da escrituração do sócio ostensivo, será enviada a movimentação da filial matriz mais as movimentações de todas as filiais que não são SCP s, sendo assim deve-se também montar as demonstrações contábeis do sócio ostensivo de acordo com estas movimentações. Para importação de nossos templates padrões, favor acessar o link abaixo. Neste documento apresentamos as orientações para criação de uma DLPA. 4 Versão 9.0

5 2- Registro J935 Identificação dos Auditores Independentes Foi criado um novo registro para identificação dos Auditores Independentes. 2.1 Impacto desta alteração nos cadastros/geração do SPED Contábil. Acessando o sistema pela MDI foi disponibilizado o cadastro de auditores independentes dentro do menu Obrigações Acessórias/Cadastros/Auditores Independentes. Este cadastro está disponível dentro da escrituração contábil na pasta Layout 2.0/3.0 Importante No layout 3.0 as informações complementares do contador estão sendo exigidas. Estas informações são preenchidas editando o signatário do tipo Contador e acessando a pasta Dados Adicionais. Se estas informações não estiverem preenchidas ocorrerão erros na validação do arquivo. Versão 9.0 5

6 3. Registro I051 Plano de Contas Referencial Foram criadas novas opções para o campo Código da instituição responsável pela manutenção do plano de contas referencial, conforme tabela publicada pelo SPED. Opções: Código Grupo/Conta 1 PJ em Geral (L100A + L300A da ECF) 2 PJ em Geral Lucro Presumido (P100 + P150 da ECF) 3 Financeiras (L100B + L300B da ECF) 4 Seguradoras (L100C + L300C da ECF) 5 Imunes e Isentas em Geral (U100A + U150A da ECF) 6 Financeiras Imunes e Isentas (U100B + U150B da ECF) 7 Seguradoras Imunes e Isentas (U100C + U150C da ECF) 8 Entidades Fechadas de Previdência Complementar (U100D + U150D da ECF) 9 Partidos Políticos (U100E + U150E da ECF) Impacto desta alteração nos cadastros/geração do SPED Contábil Estas opções estão disponíveis dentro da edição do plano de contas paralelo, que pode ser feita pelo menu Cadastros/Paralelo. Ao editar o plano de contas paralelo as novas opções são apresentadas: 6 Versão 9.0

7 Importante A TOTVS disponibiliza todos os planos referenciais para importação no TOTVS Gestão Contábil. Para importação dos arquivos, favor seguir os procedimentos que se encontram no documento disponível no link abaixo: Neste documento, orientamos as empresas a realizarem a atualização dos planos referenciais quando necessário, pois as estas tabelas são constantemente atualizadas pela RECEITA FEDERAL. 4. Registro I053 Subcontas Correlatas (Novo) Conceito: Na adoção inicial da NOVA LEI, a empresa deverá evidenciar em ATIVO ou PASSIVO a diferença entre Ativos e Passivos pela Contabilidade Moderna (Lei nº6.404/76 c/ alterações) e a Contabilidade pelos critérios vigentes em DEZ/07 (Fiscal - RTT). Para poder excluir o saldo negativo ou não adicionar tudo em JAN/15 no E-lalur da ECF (caso seja esta a opção) se o saldo for positivo, deverá destacar a diferença em subcontas específicas. Portanto, se as empresas desejam controlar as diferenças existentes entre o saldo contábil (societário) e saldo fiscal (FCONT) deverão criar subcontas em seu plano de contas para controle das adições e exclusões no LALUR Livro de Apuração do Lucro Real. Com o controle em subcontas não é necessário que as empresas realize o controle dos valores apurados na parte B do LALUR. Exemplo numérico: Um veículo comprado em JAN/11, por R$ 700 e prazo de vida útil de 7 anos (sem valor residual) será depreciado por R$ 100 a cada ano na escrituração contábil, mas dedutível pelo FISCO em 5 anos (140). Em 31/DEZ/14, os saldos líquidos do Veículo serão: Saldo Contabilidade Moderna - R$ 300 Saldo Contabilidade DEZ/07 - R$ 140 (RTT) Diferença de Ativo Positiva de - R$ 160 Esta diferença (160) deverá ser transferida em JAN/15 para uma subconta, no mesmo grupo da conta original (veículo, cujo saldo será 140). Ex: Versão 9.0 7

8 No exemplo acima, após a criação da subconta podemos evidenciar que o saldo da conta Veículos será de 140 conforme citado no exemplo. Chegamos neste valor subtraindo o valor do Veículo 540 menos a depreciação acumulada de 400. O saldo contábil do grupo não será afetado uma vez que temos na subconta o valor de 160 que somado ao valor de 540 chegamos em 700,00 (valor contábil do bem). O valor registrado na subconta será utilizado para controle da adição/exclusão na ECF (dentro do LALUR). Portanto, o controle em subcontas nada mais é que o controle das diferenças entre saldo contábil e saldo para que a RECEITA FEDERAL possa conferir os valores que foram apurados. As empresas deverão realizar todo o levantamento das suas operações para que possa identificar quais serão as subcontas que devem ser criadas. O registro I053 nada mais é que o envio destas subcontas para o SPED Contábil Impacto desta alteração nos cadastros/geração do SPED Contábil A conta contábil que possuir uma subconta, deverá ser informada nos anexos da conta contábil. Deve-se acessar o menu Cadastros/Plano de Contas Contábil, editar a conta contábil que irá possuir uma subconta e seleciona a opção Anexos/Subcontas. Após deve-se clicar em Incluir e informar o código da conta contábil que será uma subconta da conta contábil que está editada. Portanto, antes de informar uma subconta, a mesma já deve estar cadastrada no plano de contas contábil. Em caso de dúvidas consulte o help do aplicativo ou entre em contato nossa equipe técnica do suporte. 8 Versão 9.0

1. Registro 0000 (ABERTURA DO ARQUIVO DIGITAL E IDENTIFICAÇÃO DO EMPRESÁRIO OU DA SOCIEDADE EMPRESÁRIA ).

1. Registro 0000 (ABERTURA DO ARQUIVO DIGITAL E IDENTIFICAÇÃO DO EMPRESÁRIO OU DA SOCIEDADE EMPRESÁRIA ). SPED Contábil Alterações do Layout 3.0 Produto : RM TOTVS Gestão Contábil 11.82 Processo : SPED Contábil Subprocesso : Data da publicação : 16/04/15 Este documento tem o objetivo de apresentar as alterações

Leia mais

Boletim Técnico. Sped Contábil Layout 3.00. Procedimento para Implementação. Datasul, MLF (Configuração Livros Fiscais), TOTVS 12 / EMS 2.

Boletim Técnico. Sped Contábil Layout 3.00. Procedimento para Implementação. Datasul, MLF (Configuração Livros Fiscais), TOTVS 12 / EMS 2. Produto : Data da criação Sped Contábil Layout 3.00 País(es) : Brasil Datasul, MLF (Configuração Livros Fiscais), TOTVS 12 / EMS 2.06B Chamado : PCREQ-3700 : 19/03/2015 Data da revisão : 30/04/15 Banco(s)

Leia mais

Manual de Geração da ECF Escrituração Contábil e Fiscal Contábil Phoenix

Manual de Geração da ECF Escrituração Contábil e Fiscal Contábil Phoenix Manual de Geração da ECF Escrituração Contábil e Fiscal Contábil Phoenix A seguir iremos demonstrar o processo para uma perfeita geração da ECF (Escrituração Contábil e Fiscal). Fique atento as telas e

Leia mais

SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF)

SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) Este tutorial destina-se a empresas de Regime Lucro Presumido. A exportação para o SPED Escrituração Contábil Fiscal (ECF) no Sistema LedWin, deverá ser feita da

Leia mais

É necessário que a contabilidade de 2013 da empresa esteja com o período encerrado.

É necessário que a contabilidade de 2013 da empresa esteja com o período encerrado. Geração do SPED ECD e FCONT referente ao exercício de 2013. É necessário que a contabilidade de 2013 da empresa esteja com o período encerrado. Porém antes de encerrar o exercício, efetue os procedimentos

Leia mais

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL Geração da ECF para empresas optantes pelo Lucro Presumido Informações importantes A Escrituração Contábil Fiscal é uma nova obrigação acessória, cuja primeira entrega

Leia mais

SOFTWARE DE GESTÃO EMPRESARIAL. Instrução Alterações ECD (Layout 2.00)

SOFTWARE DE GESTÃO EMPRESARIAL. Instrução Alterações ECD (Layout 2.00) Página 1 de 6 1 Objetivo Orientar os usuários do sistema Consultor s referente alterações na geração da Escrituração Contábil Digital (ECD) atendendo a versão 2.00 do layout (a partir do ano-calendário

Leia mais

Resumo Socion das configurações no JB Cepil para geração da ECF

Resumo Socion das configurações no JB Cepil para geração da ECF Resumo Socion das configurações no JB Cepil para geração da ECF 1 - Configurações Necessárias Empresa Lucro Real: 1.1 Pacote 3000 Apontar o plano referencial a ser utilizado pela empresa; 1.2 Pacote 3012

Leia mais

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL SPED ECF. PROFESSOR: FELLIPE GUERRA Sergipe, 24 de Agosto de 2015.

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL SPED ECF. PROFESSOR: FELLIPE GUERRA Sergipe, 24 de Agosto de 2015. ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL SPED ECF PROFESSOR: FELLIPE GUERRA Sergipe, 24 de Agosto de 2015. PROFESSOR: FELLIPE GUERRA Contador, Consultor Empresarial e Especialista em SPED. Coordenador da Comissão

Leia mais

Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A

Cordilheira Escrita Fiscal 2.109A LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA WCONTÁBIL GERAÇÃO DO ARQUIVO FCONT

MANUAL DO SISTEMA WCONTÁBIL GERAÇÃO DO ARQUIVO FCONT MANUAL DO SISTEMA WCONTÁBIL GERAÇÃO DO ARQUIVO FCONT Página 1 INTRODUÇÃO Este material traz as informações necessárias de como proceder a preparação os dados e configuração do sistema Wcontábil na geração

Leia mais

FCONT 2013 - Correção dos erros apresentados na validação

FCONT 2013 - Correção dos erros apresentados na validação FCONT 2013 - Correção dos erros apresentados na validação Produto: Totvs Gestão Contábil Versão: 11.52 Processo do Sistema: SPED FCONT Sub-processo: Listagem e correção dos erros apresentados na validação

Leia mais

Boletim Técnico. Geração Sped Contábil Layout 2.00. Procedimento para Implementação. Procedimentos para Utilização

Boletim Técnico. Geração Sped Contábil Layout 2.00. Procedimento para Implementação. Procedimentos para Utilização Boletim Técnico Geração Sped Contábil Layout 2.00 Produto : Data da criação EMS2/TOTVS 11 MLF - Layout Fiscal/Gerador de Arquivos do Layout Sped Contábil : 01/07/2013 País(es) : Brasil Chamado : THOGB3

Leia mais

Instruções SPED Fiscal ECF

Instruções SPED Fiscal ECF Instruções SPED Fiscal ECF DESENVOLVENDO SOLUÇÕES Autora: Laila Maria Doc. Vrs. 02 Revisão: Aprovado em: Agosto de 2015. Nota de copyright Copyright 2015 Teorema Informática, Guarapuava. Todos os direitos

Leia mais

PALESTRA. A ECF e a Eficiência no Controle Fiscal

PALESTRA. A ECF e a Eficiência no Controle Fiscal PALESTRA A ECF e a Eficiência no Controle Fiscal Palestrante: Ivo Ribeiro Viana Advogado, contabilista, especialista em direito tributário pela PUC-SP, MBE em gestão e controladoria pela FECAP-SP. Consultor

Leia mais

Sugestão de criação de eventos de baixa clientes que não utilizavam eventos

Sugestão de criação de eventos de baixa clientes que não utilizavam eventos Sugestão de criação de eventos de baixa clientes que não utilizavam eventos Produto : RM TOTVS Gestão Financeira - 11.82 Processo : Eventos Contábeis Subprocesso : Data publicação da : 06/03/15: A partir

Leia mais

1. O que é ECF? 2. Obrigatoriedade; 3. Prazo de Entrega; 4. Informações e Estrutura; 5. Penalidades; 6. Considerações Finais.

1. O que é ECF? 2. Obrigatoriedade; 3. Prazo de Entrega; 4. Informações e Estrutura; 5. Penalidades; 6. Considerações Finais. ECF Escrituração Contábil Fiscal Aspectos gerais. Por: Luana Romaniuk. Em junho de 2015. SUMÁRIO 1. O que é ECF? 2. Obrigatoriedade; 3. Prazo de Entrega; 4. Informações e Estrutura; 5. Penalidades; 6.

Leia mais

SPED Contábil - Versão 2.0

SPED Contábil - Versão 2.0 SPED Contábil - Versão 2.0 A Escrituração Contábil Digital (ECD) é parte integrante do projeto SPED e tem por objetivo a substituição da escrituração em papel pela escrituração transmitida via arquivo,

Leia mais

Adoção Inicial dos arts. 1º a 70 da Lei 12.973/2014. Lei 12.973/14 e IN RFB 1.515/14

Adoção Inicial dos arts. 1º a 70 da Lei 12.973/2014. Lei 12.973/14 e IN RFB 1.515/14 Adoção Inicial dos arts. 1º a 70 da Lei 12.973/2014 Adoção Inicial dos arts. 1º a 70 da Lei 12.973/2014 Lei 12.973/14 e IN RFB 1.515/14 Lei nº 12.973/2014 arts. 64 a 70 Adoção Inicial => procedimentos

Leia mais

Informações Importantes Escrituração Contábil Digital ECD. 2 Existe um ambiente de treinamento dentro do próprio Sped Contábil?

Informações Importantes Escrituração Contábil Digital ECD. 2 Existe um ambiente de treinamento dentro do próprio Sped Contábil? Informações Importantes Escrituração Contábil Digital ECD 1 - Onde eu consigo visualizar o manual de orientação do ECD? No help do validador, em Ajuda Ajuda. Ou no link: file:///c:/arquivos%20de%20programas%20rfb/programas

Leia mais

ECF - escrituração contábil fiscal

ECF - escrituração contábil fiscal ECF - escrituração contábil fiscal O que é a ECF? Escrituração Contábil Fiscal é uma nova obrigação do SPED Sistema Público de Escrituração Digital, que entrará em vigor em 2015 e nessa deverão ser informados

Leia mais

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF)

ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL (ECF) Grant Thornton - Brasil Junho de 2015 Agenda Considerações Iniciais; Obrigatoriedade de Transmissão; Penalidades (Multas); Informações a serem Transmitidas; Recuperação

Leia mais

ECF Considerações Iniciais

ECF Considerações Iniciais Outubro de 2014 ECF Considerações Iniciais A ECF é mais um dos projetos da RFB que integrará o SPED (Disciplinada pela Instrução Normativa RFB 1.422/2013). O layout da ECF pode ser encontrado no website

Leia mais

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL Geração da ECF para empresas optantes pelo Lucro Real Informações importantes Este roteiro visa apresentar uma sugestão para a geração e entrega da ECF para as empresas

Leia mais

Criar nova ECF(Escrituração Contabil Fiscal) e recuperar dados da ECD no PVA(Validador do SPED)

Criar nova ECF(Escrituração Contabil Fiscal) e recuperar dados da ECD no PVA(Validador do SPED) Criar nova ECF(Escrituração Contabil Fiscal) e recuperar dados da ECD no PVA(Validador do SPED) Tabela de Conteudo - Indices 1 - Criando Nova declaração... 3 1.1 - Procedimentos Iniciais... 3 1.2 - Recuperando

Leia mais

SPED CONTÁBIL CONTABILIDADE NOVA

SPED CONTÁBIL CONTABILIDADE NOVA SPED CONTÁBIL CONTABILIDADE NOVA RMS Software S.A. Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio

Leia mais

1. FCONT CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO

1. FCONT CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO 1. FCONT CONTROLE FISCAL CONTÁBIL DE TRANSIÇÃO Conforme disciplina a Instrução Normativa RFB nº 949/09, O FCONT é uma escrituração, das contas patrimoniais e de resultado, em partidas dobradas, que considera

Leia mais

Criar nova ECF(Escrituração Contabil Fiscal) e recuperar dados da ECD no PVA(Validador do SPED)

Criar nova ECF(Escrituração Contabil Fiscal) e recuperar dados da ECD no PVA(Validador do SPED) Criar nova ECF(Escrituração Contabil Fiscal) e recuperar dados da ECD no PVA(Validador do SPED) TABELA DE CONTEUDO - INDICES 1 - Criando Nova declaração... 3 1.1 - Procedimentos Iniciais... 3 1.2 - Recuperando

Leia mais

Manual. EFD Contribuições

Manual. EFD Contribuições Treinamento Escrita Fiscal Material desenvolvido por: Saiba que este documento não poderá ser reproduzido, seja por meio eletrônico ou mecânico, sem a permissão expressa por escrito da Implantta Serviços

Leia mais

Sistema de Livros Fiscais Imediata

Sistema de Livros Fiscais Imediata 1 Sistema de Livros Fiscais Imediata 2 Descritivo das Rotinas Operacionais do Sistema de Livros Fiscais para geração EFD PIS/Cofins SPED Contribuições Após a instalação do Sistema de Livros Fiscais, basta

Leia mais

Disponível nova versão do SPED Contábil contemplando todas as alterações disponibilizadas pela Receita Federal para o ano de 2015:

Disponível nova versão do SPED Contábil contemplando todas as alterações disponibilizadas pela Receita Federal para o ano de 2015: * Inovações: 1. SPED Contábil 2015 (Pct. 3811). Disponível nova versão do SPED Contábil contemplando todas as alterações disponibilizadas pela Receita Federal para o ano de 2015: Importação dos planos

Leia mais

AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI

AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI AC FISCAL MANUAL SPED ICMS & IPI Esse manual tem por objetivo mostrar os campos que necessariamente devem estar preenchidos no AC Fiscal e os principais erros por conta da falta nas informações. A seguir,

Leia mais

Manual Escrituração Contábil Digital

Manual Escrituração Contábil Digital SPED Contábil Vínculo de Contas e Geração do Arquivo O SPED Sistema Público de Escrituração Digital é composto por três grandes subprojetos: Escrituração Contábil Digital, Escrituração Fiscal Digital e

Leia mais

Resumo Socion das configurações no JB Cepil para geração da ECF

Resumo Socion das configurações no JB Cepil para geração da ECF Resumo Socion das configurações no JB Cepil para geração da ECF 1 - Configurações Necessárias: 1.1 Pacote 3000 Apontar o plano referencial a ser utilizado pela empresa; 1.2 Pacote 3012 (planos referenciais)

Leia mais

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins

Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins Manual De Sped Fiscal E Sped Pis / Cofins 29/05/2012 1 O Sped fiscal e Pis/Confins é uma arquivo gerado através do sistema da SD Informática, onde este arquivo contem todos os dados de entrada e saída

Leia mais

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00

NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 NOVIDADES COMPLY VERSÃO 4.00 Página 1 de 15 Maiores informações a respeito dos assuntos destacados abaixo devem ser obtidas no Manual do Comply v4.00 disponível no Portal de Produtos. Página 2 de 15 CADASTROS

Leia mais

Roteiro de geração do SPED

Roteiro de geração do SPED Roteiro de geração do SPED 1 Índice Introdução...3 Cadastro da Empresa...3 Histórico Padrão...4 Plano de Contas...4 Código de Aglutinação...5 Inserindo plano de contas de aglutinação de forma automática...5

Leia mais

Procedimento para Configurar a Importação/Exportação de Arquivos Texto

Procedimento para Configurar a Importação/Exportação de Arquivos Texto Procedimento para Configurar a Importação/Exportação de Arquivos Texto Produto : RM Gestão de Estoque, Compras e Faturamento 12.1.4 Processo : Importação/Exportação de Arquivos Texto Subprocesso : N/A

Leia mais

Procedimento para Configurar a Importação/Exportação de Arquivos Texto

Procedimento para Configurar a Importação/Exportação de Arquivos Texto Procedimento para Configurar a Importação/Exportação de Arquivos Texto Produto : RM Gestão de Estoque, Compras e Faturamento 12.1.3 Processo : Importação/Exportação de Arquivos Texto Subprocesso : N/A

Leia mais

ÍNDICE. GERAÇÃO FCONT CTB VERSÃO 1.1 - RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. Todos Direitos Reservados.

ÍNDICE. GERAÇÃO FCONT CTB VERSÃO 1.1 - RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS. Todos Direitos Reservados. GERAÇÃO FCONT CTB RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio e varejo.

Leia mais

1. Controle de exercício

1. Controle de exercício 1 1. Controle de exercício Para realizar lançamentos e emitir relatório o módulo Contabil obriga a criação de exercícios, que na verdade representam os anos de atividade da empresa. Confira algumas dicas

Leia mais

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL

TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL TUTORIAL UTILIZAÇÃO DE FUNCIONALIDADES AUDITOR FISCAL VERSÃO DO SISTEMA 3.0/2015 VERSÃO DO DOCUMENTO 1.0 Índice 1. OBJETIVO GERAL... 2 2. ACESSO AO SISTEMA AUDITOR FISCAL... 3 3. SISTEMA AUDITOR FISCAL

Leia mais

Posição Financeira ABRACAF

Posição Financeira ABRACAF Nota Técnica de Configurações Em caso de dúvidas operacionais, entrar em contato com o Help Desk da Ação Informática, ura contábil. RECOMENDAÇÕES: 1. Confirmar se a operação da PEF, no FiatNet, está atualizada

Leia mais

Mapeamento ECF. w w w. b r l c o n s u l t o r e s. c o m. b r

Mapeamento ECF. w w w. b r l c o n s u l t o r e s. c o m. b r Mapeamento ECF Projeto SPED ECF Introdução A Escrituração Contábil Fiscal (ECF) substitui a Declaração de Informações Econômico- Fiscais da Pessoa Jurídica (DIPJ), a partir do ano-calendário 2014. São

Leia mais

DMS 5.0. 1. Apresentação

DMS 5.0. 1. Apresentação 1 5.0 1. Apresentação O sistema Declaração Mensal de Serviços 5.0 é um aplicativo para acesso de declarantes e/ou responsáveis autorizados para escrituração dos documentos fiscais emitidos e recebidos.

Leia mais

Posição Financeira ABRACAF Nota Técnica de Configurações

Posição Financeira ABRACAF Nota Técnica de Configurações Posição Financeira ABRACAF Nota Técnica de Configurações Em caso de dúvidas operacionais, entrar em contato com o Help Desk da Ação Informática, ura contábil. NOTA TÉCNICA 1. Descrição: Posicao Economica

Leia mais

ECF Escrituração Contábil Fiscal. Maio de 2015

ECF Escrituração Contábil Fiscal. Maio de 2015 Maio de 2015 Histórico Desde o ano de 2007, com a criação Sistema público de Escrituração Digital (SPED), por meio do Decreto nº 6.022, o fisco vem gradativamente migrando sua base de análises para os

Leia mais

ECF- Escrituração Contábil Fiscal 2015

ECF- Escrituração Contábil Fiscal 2015 ECF- Escrituração Contábil Fiscal 2015 Versão 1.0 (08/2015) Prazo de entrega 2015-30/09/2015. Instrução Normativa RFB nº 1524, de 08 de dezembro de 2014) Art. 3º A ECF será transmitida anualmente ao Sistema

Leia mais

Guia rápido para configuração e geração do SPED Contábil

Guia rápido para configuração e geração do SPED Contábil Guia rápido para configuração e geração do SPED Contábil Acessar no módulo Domínio Contabilidade o menu controle/parâmetros e marcar a opção Gera informativo SPED. No campo Plano de contas referencial

Leia mais

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É?

ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? ESCRITURAÇÃO FISCAL DIGITAL - EFD O QUE É? A Escrituração Fiscal Digital - EFD é um arquivo digital, que se constitui de um conjunto de escriturações de documentos fiscais e de outras informações de interesse

Leia mais

Simples Nacional. Principais Roteiros e o Comunicado 11

Simples Nacional. Principais Roteiros e o Comunicado 11 Simples Nacional Principais Roteiros e o Comunicado 11 Simples Nacional Roteiro de acesso aos aplicativos Menu Roteiro para acesso ao Certificado Digital Roteiro para acesso ao e-cac Roteiro para Habilitação

Leia mais

O que é um inventário?

O que é um inventário? Com a chegada do fim de ano e os encerramentos fiscais e contábeis, as empresas fazem o processo de inventário do seu estoque. O que é um inventário? Inventário basicamente é uma lista de bens e materiais

Leia mais

CARTILHA DE ORIENTAÇÕES PARA USUÁRIOS DO HÁBIL EMPRESARIAL

CARTILHA DE ORIENTAÇÕES PARA USUÁRIOS DO HÁBIL EMPRESARIAL CARTILHA DE ORIENTAÇÕES PARA USUÁRIOS DO HÁBIL EMPRESARIAL ÍNDICE Página 1. Orientações iniciais 3 2. Regularização de documentos perante a Receita 3 3. Verificando software e equipamento 4 3.1. Versão

Leia mais

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL

ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL ECF ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL FISCAL Geração da ECF para empresas optantes pelo Lucro Real INFORMAÇÕES IMPORTANTES Este roteiro visa apresentar uma sugestão para a geração e entrega da ECF para as empresas

Leia mais

SPED CONTÁBIL TREINAMENTO CONTABIL, 2014

SPED CONTÁBIL TREINAMENTO CONTABIL, 2014 SPED CONTÁBIL TREINAMENTO CONTABIL, 2014 SPED PRAZOS O que é SPED? Sistema Público de Escrituração Digital (SPED) ou Escrituração Digital Contábil (ECD) é a substituição da escrituração em papel pela Escrituração

Leia mais

Corrigir detalhamento das Contas Correntes.

Corrigir detalhamento das Contas Correntes. Corrigir detalhamento das Contas Correntes. A seguir, tem-se o Informativo AUDESP-SP, publicado no dia 24/09/2014, no site do Tribunal de Contas do Estado de São Paulo 1 : VARIAÇÃO NA NATUREZA DO SALDO

Leia mais

PROGRAMAÇÃO DA ENTREGA DA PRESTAÇÃO DE CONTAS ANUAIS DE 2009 DA 2ª FASE SISTEMA AUDESP

PROGRAMAÇÃO DA ENTREGA DA PRESTAÇÃO DE CONTAS ANUAIS DE 2009 DA 2ª FASE SISTEMA AUDESP PROGRAMAÇÃO DA ENTREGA DA PRESTAÇÃO DE CONTAS ANUAIS DE 2009 DA 2ª FASE SISTEMA AUDESP Índice Introdução... 03 Contas Anuais: Exercício 2009... 03 1.1 Relação de Contratos de Concessão e Permissão... 04

Leia mais

Manual de Integração - E-Fiscal X Telecont

Manual de Integração - E-Fiscal X Telecont Atualizado em Maio/2008 Pág 1/36 Para integrar os dados do sistema Efiscal com o sistema Telecont, efetue os procedimentos abaixo: CADASTRO DE EMPRESAS ABA BÁSICO Acesse menu Arquivos Empresas Usuárias

Leia mais

ECF- Escrituração Contábil Fiscal 2015

ECF- Escrituração Contábil Fiscal 2015 ECF- Escrituração Contábil Fiscal 2015 Versão 1.4 (03/09/2015) Prazo de entrega 2015-30/09/2015. Instrução Normativa RFB nº 1524, de 08 de dezembro de 2014) Art. 3º A ECF será transmitida anualmente ao

Leia mais

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL

TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL TUTORIAL WINTHOR CONTABIL PARAMETRIZAÇÃO CONTABIL Tutorial do Sistema WinThor Módulo Contábil Copyright - PC Informática Ltda. Todos os direitos reservados. Proibida a reprodução parcial ou total por qualquer

Leia mais

1.0 ADMINISTRAÇÃO DE INSTÂNCIAS

1.0 ADMINISTRAÇÃO DE INSTÂNCIAS 1.0 ADMINISTRAÇÃO DE INSTÂNCIAS Apresentação Este documento tem por objetivo auxiliar a usabilidade do aplicativo IOB Administração de Instâncias de maneira simplificada e ilustrativa. 2 1.0 Sumário 1.0

Leia mais

SPED ECD 2015 Conteúdo

SPED ECD 2015 Conteúdo Conteúdo Apresentação... 3 Para gerar o Arquivo... 4 1. Passo a passo... 4 2. Referenciação do Plano de Contas... 7 3. Relatórios... 8 4. Obrigações Federais... 8 2 Apresentação Bem-vindo ao Guia SPED

Leia mais

IOB Mitrius WWW.IOB.COM.BR/SOLUCOES. Software de auditoria eletrônica de arquivos digitais de SPED. O que faz: O que oferece:

IOB Mitrius WWW.IOB.COM.BR/SOLUCOES. Software de auditoria eletrônica de arquivos digitais de SPED. O que faz: O que oferece: IOB Mitrius Software de auditoria eletrônica de arquivos digitais de SPED O que faz: Valida os arquivos digitais através de regras automatizadas e constantemente validadas / aprimoradas; Antecipa a análise

Leia mais

LEI 12.973/2014 E SPED: ADAPTAÇÃO ÀS NOVAS OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS

LEI 12.973/2014 E SPED: ADAPTAÇÃO ÀS NOVAS OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS LEI 12.973/2014 E SPED: ADAPTAÇÃO ÀS NOVAS OBRIGAÇÕES TRIBUTÁRIAS Visão geral dos impactos das novas evidenciações e diferenças de práticas contábeis advindas da IN 1.515. Subcontas. ECF e suas implicações.

Leia mais

FECHAMENTO FISCAL ENTRADAS

FECHAMENTO FISCAL ENTRADAS FECHAMENTO FISCAL ENTRADAS FECHAMENTO FISCAL - ENTRADAS LOGIX 10.02/11 Versão 1.0 ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 3 1.1 Principais Mudanças... 3 1.2 Fluxo dos relacionamentos... 3 1.3 Relação dos programas do

Leia mais

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas

Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas Para facilitar o entendimento do processo de geração da DIRF 2010 nos Sistemas Cordilheira, a equipe de Suporte Técnico da EBS Sistemas disponibilizou este pequeno manual que contém dicas importantes sobre

Leia mais

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS

MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS MANUAL SPED(EFD) PIS-COFINS O que é SPED? É um arquivo de texto que detalha todas as movimentações fiscais da empresa em um determinado período, listando todas as operações de compra (Notas de compra)

Leia mais

SPED ECF. ECF Escrituração Contábil Fiscal. Danilo Lollio São Paulo - SP. Esta apresentação é de propriedade da Wolters Kluwer Prosoft.

SPED ECF. ECF Escrituração Contábil Fiscal. Danilo Lollio São Paulo - SP. Esta apresentação é de propriedade da Wolters Kluwer Prosoft. SPED ECF ECF Escrituração Contábil Fiscal Danilo Lollio São Paulo - SP Esta apresentação é de propriedade da Wolters Kluwer Prosoft. É proibida a reprodução, distribuição ou comercialização deste conteúdo.

Leia mais

Instrução Normativa RFB n 1.353/13 MAIO DE 2.013

Instrução Normativa RFB n 1.353/13 MAIO DE 2.013 Instrução Normativa RFB n 1.353/13 MAIO DE 2.013 PRINCIPAIS CONSIDERAÇÕES O Art. 1 da IN RFB n 1353/13 instituiu a Escrituração Fiscal Digital do Imposto sobre a Renda e da Contribuição Social sobre o

Leia mais

Manual do Usuário Alteração de Empresa

Manual do Usuário Alteração de Empresa Manual do Usuário Alteração de Empresa Empro - Tecnologia & Informação São José do Rio Preto, São Paulo Sumário Introdução... 3 Acesso... 4 Alteração de empresa... 6 Identificação... 7 Questionário sobre

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP

MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS. Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP MANUAL DO USUÁRIO WFISCAL SPED PIS COFINS Lucro Presumido Regime de Competência Escrituração Consolidada por CFOP Página: 1 INTRODUÇÃO Este material traz as informações sobre as características do SPED

Leia mais

14 - Como para gerar o boleto para pagamento do período das notas lançadas? 16 - Se no mês, o meu cliente não tiver movimento, o que devo fazer?

14 - Como para gerar o boleto para pagamento do período das notas lançadas? 16 - Se no mês, o meu cliente não tiver movimento, o que devo fazer? Manual do Sistema SUMÁRIO 1 O que é o sistema GEFISCO? 2 - Como acessar o sistema GEFISCO? 3 - Como criar um login e uma senha? 4 - Esqueci minha senha, e agora? 5 - Como acessar o Livro Fiscal? 6 - Como

Leia mais

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice

Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice Este Procedimento Operacional Padrão define as etapas necessárias de como fazer o Cadastro de Tributos no Sistema TOTVS RM. Índice I. Acesso ao Cadastro... 2 II. Seleção de Filtros... 3 III. Cadastro...

Leia mais

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED

ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED ECF DIPJ INCLUÍDA NO SPED O que é ECF Escrituração Contábil Fiscal? Demonstra o cálculo do IRPJ e da CSLL Sucessora da DIPJ Faz parte do projeto SPED Instituída pela Instrução Normativa RFB 1.422/2013

Leia mais

GUIA RAPIDO PARA GERAR SINTEGRA

GUIA RAPIDO PARA GERAR SINTEGRA GUIA RAPIDO PARA GERAR SINTEGRA VERSAO 2.0 GUIA SINTEGRA - (33) 8819-4143 Pagina 1/14 GUIA RAPIDO PARA GERAR O SINTEGRA INDICE ANALÍTICO 1 - INTRODUÇÃO 2 PROCEDIMENTOS INICIAIS 2.1 Recebendo XML do Fornecedor

Leia mais

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e)

NOTA FISCAL DE SERVIÇOS ELETRÔNICA (NFS-e) Manual da Declaração Eletrônica de Serviços de Instituições Financeiras (DES-IF) Todos os dados e valores apresentados neste manual são ficticios. Qualquer dúvida consulte a legislação vigente. Página

Leia mais

MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS

MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS MANUAL FINANCEIRO MANUAL - TABELAS CONTÁBEIS E ORÇAMENTÁRIAS SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO...3 2 REALIZANDO UMA ARRECADAÇÃO...4 2.1 IMPORTAÇÃO TRIBUTOS COM A CONTABILIDADE...4 2.2 BOLETIM DE ARRECADAÇÃO...4 2.1.1

Leia mais

Curva ABC. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br

Curva ABC. Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Curva ABC Tecinco Informática Ltda. Av. Brasil, 5256 3º Andar Centro Cascavel PR www.tecinco.com.br Sumário Introdução... 3 Utilização no sistema TCar-Win... 3 Configuração da curva ABC... 4 Configuração

Leia mais

Help Contabilização Rápida E&L Produções de Software

Help Contabilização Rápida E&L Produções de Software Help Contabilização Rápida Note: To change the product logo for your ow n print manual or PDF, click "Tools > Manual Designer" and modify the print manual template. Contents 5 Table of Contents Foreword

Leia mais

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido)

Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Fluxograma - Configuração EFD Contribuições (Lucro Presumido) Parametrizar a empresa como Lucro Presumido. 1 - Regime de Competência Qual o Regime de apuração adotado? 2 - Regime de Caixa Qual será a forma

Leia mais

Manual do Visualizador NF e KEY BEST

Manual do Visualizador NF e KEY BEST Manual do Visualizador NF e KEY BEST Versão 1.0 Maio/2011 INDICE SOBRE O VISUALIZADOR...................................................... 02 RISCOS POSSÍVEIS PARA O EMITENTE DA NOTA FISCAL ELETRÔNICA.................

Leia mais

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica

Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica Introdução A emissão de Nota Fiscal de Serviço Eletrônica traz ao cliente TTransp a possibilidade de documentar eletronicamente as operações de serviço prestadas

Leia mais

Boletim Técnico. Para isto deverão ser cadastrados os Mapas de Rateio que serão utilizados no Processo de Execução do Rateio Gerencial.

Boletim Técnico. Para isto deverão ser cadastrados os Mapas de Rateio que serão utilizados no Processo de Execução do Rateio Gerencial. Mapa de Rateio Produto : Totvs Gestão Contábil - Versão 11.50 Processo Subprocesso : Rateio Gerencial : Mapa de Rateio Data da publicação : 29/10/2012 O processo de Rateio Gerencial tem como finalidade

Leia mais

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido

Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido Sumário Aspectos gerais para validação da EFD Contribuições Lucro Presumido 1. Cadastro de Empresas... 2 2. Cadastro de Participantes...

Leia mais

Agendamento para Importação de Notas Fiscais

Agendamento para Importação de Notas Fiscais LIBERAÇÃO DE ATUALIZAÇÃO CORDILHEIRA VERSÃO 2 (Orientamos aos clientes que utilizam banco de dados SQL, para efetuarem a atualização preferencialmente após o encerramento das atividades do dia, acessando

Leia mais

Foram criadas três empresas padrões que podem ser importadas na criação de novas siglas no SIGER, sendo uma para cada forma de tributação.

Foram criadas três empresas padrões que podem ser importadas na criação de novas siglas no SIGER, sendo uma para cada forma de tributação. Foram implementadas no módulo de Contabilidade do ERP SIGER, a partir da versão 15.30a, melhorias que visam agilizar e facilitar principalmente o trabalho dos Escritórios Contábeis e também poderá ser

Leia mais

Prof. Filemon Augusto de Oliveira

Prof. Filemon Augusto de Oliveira Prof. Filemon Augusto de Oliveira Mini Curriculum Prof. Filemon Augusto de Oliveira Contador Especialista em Gestão Financeira MBA Controladoria e Auditoria Empresário Contábil Membro do GT Tributário

Leia mais

WK Sped Contábil WK Sistemas

WK Sped Contábil WK Sistemas WK Sped Contábil Rua Alm. Barroso, 730 Vila Nova Blumenau SC 1 SPED O que é: Sistema Público de Escrituração Digital, instituido pelo Decreto nº. 6.022, de 22 de janeiro de 2007. Faz parte do Programa

Leia mais

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 05.07.01. Abaixo constam as alterações referentes a versão 05.07.01 do dia 28/09/2012:

ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 05.07.01. Abaixo constam as alterações referentes a versão 05.07.01 do dia 28/09/2012: ATUALIZAÇÃO DA VERSAO 05.07.01 Abaixo constam as alterações referentes a versão 05.07.01 do dia 28/09/2012: ATENÇÃO: Versões intermediarias não são de atualização obrigatório para todos os clientes, apenas

Leia mais

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174

Versão Liberada. www.gerpos.com.br. Gerpos Sistemas Ltda. info@gerpos.com.br. Av. Jones dos Santos Neves, nº 160/174 Versão Liberada A Gerpos comunica a seus clientes que nova versão do aplicativo Gerpos Retaguarda, contendo as rotinas para emissão da Nota Fiscal Eletrônica, já está disponível. A atualização da versão

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Adoção Inicial a Lei nº 12.973/2014 contabilização mantida em subcontas

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Adoção Inicial a Lei nº 12.973/2014 contabilização mantida em subcontas Adoção Inicial a Lei nº 12.973/2014 contabilização mantida em subcontas 24/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 3.1

Leia mais

2013 GVDASA Sistemas Cheques 1

2013 GVDASA Sistemas Cheques 1 2013 GVDASA Sistemas Cheques 1 2013 GVDASA Sistemas Cheques 2 AVISO O conteúdo deste documento é de propriedade intelectual exclusiva da GVDASA Sistemas e está sujeito a alterações sem aviso prévio. Nenhuma

Leia mais

Manual para geração do SINTEGRA Março/ 2010

Manual para geração do SINTEGRA Março/ 2010 As instruções que se seguem referem-se a geração do arquivo SINTEGRA para a Radio Extra. É importante esta informação pois as exigibilidades do SINTEGRA variam de acordo com tributação estadual incidente

Leia mais

ETEP TÉCNICO EM CONTABILIDADE MÓDULO 3 INFORMÁTICA 3 2012 PÓS MÉDIO

ETEP TÉCNICO EM CONTABILIDADE MÓDULO 3 INFORMÁTICA 3 2012 PÓS MÉDIO 2012 TÉCNICO EM CONTABILIDADE MÓDULO 3 INFORMÁTICA 3 PÓS MÉDIO 1 AULA 1 Verificação de Erros cometidos no Domínio Escrita Fiscal Para verificar o que já foi realizado no domínio escrita fiscal (e também

Leia mais

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL

MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL MANUAL DO SISTEMA NIVEL BÁSICO SPED FISCAL 1 INDICE Informações importantes sobre o SPED...... 03 Entrando no sistema...... 04 Configurando o acesso à base de dados Access ou MySQL... 04 Cadastros... 05

Leia mais

LINX POSTOS AUTOSYSTEM

LINX POSTOS AUTOSYSTEM LINX POSTOS AUTOSYSTEM Manual Sumário 1 CONCEITO... 3 2 REQUISITOS... 3 3 CONFIGURAÇÕES... 3 3.1 Permissões... 3 3.2 Motivo de Movimentação... 3 3.3 Natureza de Operação... 4 4 FUNCIONALIDADES... 5 4.1

Leia mais

E&L Controle de Estoque e Materiais. Perguntas Frequentes

E&L Controle de Estoque e Materiais. Perguntas Frequentes E&L Controle de Estoque e Materiais Perguntas Frequentes 1. Qual relatório deve ser tirado para fazer a prestação de contas? Balancete de Materiais por detalhado. Esse relatório está disponível no menu

Leia mais

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office

Treinamento. Módulo. Escritório Virtual. Sistema Office. Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office Treinamento Módulo Escritório Virtual Sistema Office Instruções para configuração e utilização do módulo Escritório Virtual do sistema Office 1. Atualização do sistema Para que este novo módulo seja ativado,

Leia mais

Manual Escrituração Fiscal Digital

Manual Escrituração Fiscal Digital Manual Escrituração Fiscal Digital NOVEMBRO/2013 Sumário Sumário... 2 1 Introdução... 3 2 Funcionalidade... 3 3 Navegação no Sistema... 4 3.1 Inicialização... 4 4 Configurações Gerais... 7 4.1 Domínios...

Leia mais

Módulo de Acesso Remoto

Módulo de Acesso Remoto Módulo de Acesso Remoto Manual do Usuário Página 1 de 30 Índice 1. Introdução 3 1.1. Objetivos deste documento 3 2. Requisitos do Sistema 4 2.1. Acrobat Reader 4 2.2. Pop Up Liberados 4 3. Acesso ao Sistema

Leia mais