DEPARTAMENTO CURRICULAR DE LÍNGUAS. Critérios de Avaliação. Componente Específica 80%

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "DEPARTAMENTO CURRICULAR DE LÍNGUAS. Critérios de Avaliação. Componente Específica 80%"

Transcrição

1 ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE MELGAÇO DEPARTAMENTO CURRICULAR DE LÍNGUAS Critérios de Avaliação Inglês 2. Ciclo 5. Ano Nível de Desempenho A1.1 (QECRL) Componente Específica 80% Testes e Trabalhos 50% Média de Testes e Trabalhos a multiplicar por 0.50 Compreensão O aluno reconhece um número muito limitado de palavras e expressões em instruções e mensagens simples e curtas (anúncios públicos, publicidade e canções, entre outros), relativas à identificação e caracterização pessoais, a hábitos e necessidades do quotidiano, desde que o discurso seja muito claro, pausado e cuidadosamente articulado. O aluno reconhece palavras e expressões relativas à identificação e caracterização pessoais, a hábitos e necessidades do quotidiano em instruções e textos muito curtos e simples (mapas, horários, postais, cartazes, banda desenhada, entre outros). O aluno interage em situações do quotidiano previamente preparadas. Estabelece contactos sociais (cumprimentos, desculpas e agradecimentos) e pede ou dá informações (dados pessoais, hábitos, gostos e preferências) apoiando-se no discurso do interlocutor. Pronuncia, geralmente, de forma compreensível, um repertório memorizado de palavras, expressões isoladas e frases simples e curtas. O aluno completa formulários com dados pessoais e escreve mensagens curtas e muito simples, (20-30 palavras). Pede e dá informações breves, felicita (aniversários e outras celebrações) e aceita ou recusa convites, respeitando as convenções textuais e sociolinguísticas das mensagens. Utiliza um leque muito elementar de palavras, expressões e frases muito simples de um repertório memorizado. Produção O aluno exprime-se, de forma muito simples para falar de si, de outras pessoas e de lugares. Apoia-se num texto memorizado contendo um repertório muito limitado de palavras, expressões isoladas e frases curtas. Pronuncia geralmente de forma compreensível. O aluno escreve frases simples e muito curtas (20-30 palavras). Apresenta-se, apresenta e descreve outras pessoas, hábitos, gostos e preferências. Utiliza palavras, expressões e frases muito simples de um repertório memorizado.

2 Inglês 2. Ciclo 5. Ano Nível de Desempenho A1.1 (QECRL) Componente Transversal 20% INDICADORES DE DESEMPENHO PERFIL % Educação para a Cidadania Responsabilidade Comportamento Participação O aluno assume e cumpre os seus deveres e tarefas de aprendente. Adota posturas e atitudes que contribuem para o bom funcionamento das atividades letivas e não letivas. Participa de forma ordeira e respeita as regras de intervenção. Relaciona-se de forma respeitosa e educada com todos os membros da comunidade educativa. 10 APRENDIZAGENS Compreensão e Expressão em Língua Portuguesa Compreensão Oral Compreensão Escrita Expressão Oral Expressão Escrita O aluno compreende claramente todos os enunciados, orais ou escritos, e decodifica diferentes tipos de texto. É capaz de se expressar com correção e propriedade sobre diferentes tópicos ou assuntos, revelando domínio do léxico e funcionamento da língua portuguesa. 7 Utilização das TIC Suite Office Internet Pesquisa Plataformas O aluno utiliza adequadamente e em diferentes situações processadores de texto, folhas de cálculo e apresentações. Faz uma utilização segura, criteriosa e educativa da Internet. Revela capacidade de pesquisa destrinçando informação essencial e sítios da internet fidedignos. Utiliza diferentes plataformas e suportes e constitui a aprendizagem eletrónica como um valor acrescentado para a sua educação e formação. 3 O Coordenador do DECL: Fernando Augusto Braz dos Santos 2

3 ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE MELGAÇO DEPARTAMENTO CURRICULAR DE LÍNGUAS Critérios de Avaliação Inglês 2. Ciclo 6. Ano Nível de Desempenho A1.2 (QECRL) Componente Específica 80% Testes e Trabalhos 50% Média de Testes e Trabalhos a multiplicar por 0.50 Compreensão O aluno identifica um número limitado de palavras e de frases simples em instruções, mensagens e textos simples e curtos (anúncios públicos, publicidade e canções, entre outros) relativos à identificação e caracterização pessoais, hábitos, necessidades do quotidiano e meio envolvente (família, escola, lugares, lazer, serviços), desde que o discurso seja muito claro, pausado e cuidadosamente articulado. O aluno identifica palavras e frases simples em instruções, mensagens e textos ilustrados e curtos (instruções, mapas, cartazes, horários, publicidade, catálogos, receitas, ementas, postais, mensagens pessoais, banda desenhada, entre outros), relativos à identificação e caracterização pessoais, hábitos e necessidades do quotidiano e do meio envolvente (família, escola, lugares, lazer e serviços). O aluno interage em situações do quotidiano previamente preparadas. Estabelece contactos sociais (cumprimentos, desculpas e agradecimentos), pede ou dá informações (dados pessoais, hábitos, gostos e preferências, lugares, serviços, factos e projetos), apoiando-se no discurso do interlocutor. Pronuncia, geralmente, de forma compreensível, um repertório muito limitado de expressões e de frases simples, mobilizando estruturas gramaticais muito elementares. O aluno completa formulários com os dados adequados e escreve mensagens simples e curtas (30-40 palavras). Pede e dá informações breves, agradece, desculpase, felicita (aniversários e outras celebrações) e aceita ou recusa convites, respeitando as convenções textuais e sociolinguísticas das mensagens. Utiliza expressões e frases muito simples com estruturas gramaticais muito elementares. Produção O aluno exprime-se, de forma muito simples para falar de si, de outras pessoas, lugares, hábitos, factos e projetos. Apoia-se num texto memorizado contendo um repertório muito limitado de palavras, expressões isoladas e frases curtas. Pronuncia geralmente de forma compreensível. O aluno escreve textos simples e muito curtos (30-40 palavras). Apresenta-se, apresenta e descreve outras pessoas, hábitos, gostos, preferências, lugares e acontecimentos. Utiliza expressões e frases muito simples com estruturas gramaticais muito elementares.

4 Inglês 2. Ciclo 6. Ano Nível de Desempenho A1.2 (QECRL) Componente Transversal 20% INDICADORES DE DESEMPENHO PERFIL % Educação para a Cidadania Responsabilidade Comportamento Participação O aluno assume e cumpre os seus deveres e tarefas de aprendente. Adota posturas e atitudes que contribuem para o bom funcionamento das atividades letivas e não letivas. Participa de forma ordeira e respeita as regras de intervenção. Relaciona-se de forma respeitosa e educada com todos os membros da comunidade educativa. 10 APRENDIZAGENS Compreensão e Expressão em Língua Portuguesa Compreensão Oral Compreensão Escrita Expressão Oral Expressão Escrita O aluno compreende claramente todos os enunciados, orais ou escritos, e decodifica diferentes tipos de texto. É capaz de se expressar com correção e propriedade sobre diferentes tópicos ou assuntos, revelando domínio do léxico e funcionamento da língua portuguesa. 7 Utilização das TIC Suite Office Internet Pesquisa Plataformas O aluno utiliza adequadamente e em diferentes situações processadores de texto, folhas de cálculo e apresentações. Faz uma utilização segura, criteriosa e educativa da Internet. Revela capacidade de pesquisa destrinçando informação essencial e sítios da internet fidedignos. Utiliza diferentes plataformas e suportes e constitui a aprendizagem eletrónica como um valor acrescentado para a sua educação e formação. 3 O Coordenador do DECL: Fernando Augusto Braz dos Santos 2

5 ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE MELGAÇO DEPARTAMENTO CURRICULAR DE LÍNGUAS Critérios de Avaliação Inglês 3. Ciclo 7. Ano Nível de Desempenho A2.1 (QECRL) Componente Específica 80% Testes e Trabalhos 50% Média de Testes e Trabalhos a multiplicar por 0.50 Compreensão O aluno identifica palavras-chave e frases simples e infere o sentido geral em mensagens e textos simples e curtos (anúncios públicos, mensagens telefónicas, publicidade, canções, clips, entre outros) relacionados com o meio envolvente, situações do quotidiano e experiências pessoais, sempre que sejam articulados de forma clara e pausada. O aluno identifica palavras-chave e frases simples e infere o sentido geral em mensagens e textos simples e curtos (cartas e mensagens, folhetos, publicidade, catálogos, receitas, ementas, artigos de jornal, banda desenhada, entre outros), relacionados com o meio envolvente, situações do quotidiano e experiências pessoais, sempre que sejam constituídos essencialmente por frases simples e vocabulário familiar. O aluno interage em conversas curtas, bem estruturadas e ligadas a situações familiares. Pede e dá informações e troca opiniões sobre o meio envolvente, situações do quotidiano e experiências pessoais, tendo em conta o discurso do interlocutor e respeitando os princípios de delicadeza. Pronuncia, geralmente, de forma compreensível, um repertório limitado de expressões e de frases, mobilizando estruturas gramaticais elementares. O aluno escreve cartas e mensagens simples e curtas (50-60 palavras). Pede e dá informações sobre o meio envolvente e situações do quotidiano e experiências pessoais. Respeita as convenções textuais e sociolinguísticas das mensagens e cartas, adequando-as ao destinatário. Utiliza vocabulário elementar e frases simples, articulando as ideias com conectores básicos de coordenação e subordinação. Produção O aluno exprime-se, de forma simples, em monólogos curtos preparados previamente. Descreve o meio envolvente e situações do quotidiano; conta experiências pessoais e acontecimentos reais ou imaginários, presentes ou passados e exprime opiniões, gostos e preferências. Usa um repertório limitado de expressões e de frases, mobilizando estruturas gramaticais elementares. Pronuncia de forma suficientemente clara para ser entendido. O aluno escreve textos simples e curtos (50-60 palavras). Descreve situações do quotidiano; conta experiências pessoais e acontecimentos reais ou imaginários, presentes ou passados e exprime opiniões, gostos e preferências. Respeita as convenções textuais e utiliza vocabulário elementar e frases simples, articulando as ideias com conectores básicos de coordenação e subordinação.

6 Inglês 3. Ciclo 7. Ano Nível de Desempenho A2.1 (QECRL) Componente Transversal 20% INDICADORES DE DESEMPENHO PERFIL % Educação para a Cidadania Responsabilidade Comportamento Participação O aluno assume e cumpre os seus deveres e tarefas de aprendente. Adota posturas e atitudes que contribuem para o bom funcionamento das atividades letivas e não letivas. Participa de forma ordeira e respeita as regras de intervenção. Relaciona-se de forma respeitosa e educada com todos os membros da comunidade educativa. 10 APRENDIZAGENS Compreensão e Expressão em Língua Portuguesa Compreensão Oral Compreensão Escrita Expressão Oral Expressão Escrita O aluno compreende claramente todos os enunciados, orais ou escritos, e decodifica diferentes tipos de texto. É capaz de se expressar com correção e propriedade sobre diferentes tópicos ou assuntos, revelando domínio do léxico e funcionamento da língua portuguesa. 7 Utilização das TIC Suite Office Internet Pesquisa Plataformas O aluno utiliza adequadamente e em diferentes situações processadores de texto, folhas de cálculo e apresentações. Faz uma utilização segura, criteriosa e educativa da Internet. Revela capacidade de pesquisa destrinçando informação essencial e sítios da internet fidedignos. Utiliza diferentes plataformas e suportes e constitui a aprendizagem eletrónica como um valor acrescentado para a sua educação e formação. 3 O Coordenador do DECL: Fernando Augusto Braz dos Santos 2

7 ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE MELGAÇO DEPARTAMENTO CURRICULAR DE LÍNGUAS Critérios de Avaliação Inglês 3. Ciclo 8. Ano Nível de Desempenho A2.2 (QECRL) Componente Específica 80% Testes e Trabalhos 50% Média de Testes e Trabalhos a multiplicar por 0.50 Compreensão Produção O aluno compreende as ideias principais e informação relevante explícita em mensagens e textos curtos (anúncios públicos, mensagens telefónicas, noticiários, reportagens, publicidades, canções, clips, entre outros) sobre experiências pessoais e situações do quotidiano, interesses próprios e temas da atualidade, sempre que sejam constituídos, essencialmente, por frases simples e vocabulário muito frequente e sejam articulados de forma clara e pausada. O aluno compreende as ideias principais e informação relevante explícita em mensagens e textos simples e curtos (cartas e mensagens, folhetos, ementas, horários, avisos, artigos de imprensa, textos literários, entre outros) que descrevam e/ou narrem experiências pessoais e situações do quotidiano, interesses próprios e temas da atualidade, sempre que sejam constituídos essencialmente por frases simples e vocabulário muito frequente. O aluno interage em conversas curtas bem estruturadas e ligadas a situações familiares. Troca ideias, informações e opiniões sobre situações do quotidiano e experiências pessoais, interesses próprios e temas da atualidade, tendo em conta o discurso do interlocutor e respeitando os princípios de delicadeza. Usa vocabulário muito frequente e frases simples mobilizando as estruturas gramaticais adequadas. Pronuncia de forma suficientemente clara para ser entendido. O aluno escreve cartas e mensagens diversas (70-90 palavras). Pede e dá informações sobre o meio envolvente, situações do quotidiano, experiências pessoais, acontecimentos reais ou imaginários, preferências e opiniões. Respeita as convenções textuais e sociolinguísticas das mensagens e cartas, adequando- as ao destinatário. Utiliza vocabulário muito frequente e frases curtas, articulando as ideias com diferentes conectores de coordenação e subordinação. O aluno exprime-se, de forma simples, em monólogos curtos preparados previamente. Descreve o meio envolvente e situações do quotidiano; conta experiências pessoais e acontecimentos reais ou imaginários, presentes ou passados e exprime opiniões, gostos e preferências sobre temas da atualidade. Usa vocabulário muito frequente e frases simples mobilizando estruturas gramaticais elementares. Pronuncia de forma suficientemente clara para ser entendido. O aluno escreve textos diversos (70-90 palavras). Descreve situações do quotidiano; conta experiências pessoais e acontecimentos reais ou imaginários, presentes ou passados e exprime opiniões, gostos e preferências. Respeita as convenções textuais e utiliza vocabulário muito frequente e frases curtas, articulando as ideias com diferentes conectores de coordenação e subordinação.

8 Inglês 3. Ciclo 8. Ano Nível de Desempenho A2.2 (QECRL) Componente Transversal 20% INDICADORES DE DESEMPENHO PERFIL % Educação para a Cidadania Responsabilidade Comportamento Participação O aluno assume e cumpre os seus deveres e tarefas de aprendente. Adota posturas e atitudes que contribuem para o bom funcionamento das atividades letivas e não letivas. Participa de forma ordeira e respeita as regras de intervenção. Relaciona-se de forma respeitosa e educada com todos os membros da comunidade educativa. 10 APRENDIZAGENS Compreensão e Expressão em Língua Portuguesa Compreensão Oral Compreensão Escrita Expressão Oral Expressão Escrita O aluno compreende claramente todos os enunciados, orais ou escritos, e decodifica diferentes tipos de texto. É capaz de se expressar com correção e propriedade sobre diferentes tópicos ou assuntos, revelando domínio do léxico e funcionamento da língua portuguesa. 7 Utilização das TIC Suite Office Internet Pesquisa Plataformas O aluno utiliza adequadamente e em diferentes situações processadores de texto, folhas de cálculo e apresentações. Faz uma utilização segura, criteriosa e educativa da Internet. Revela capacidade de pesquisa destrinçando informação essencial e sítios da internet fidedignos. Utiliza diferentes plataformas e suportes e constitui a aprendizagem eletrónica como um valor acrescentado para a sua educação e formação. 3 O Coordenador do DECL: Fernando Augusto Braz dos Santos 2

9 ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE MELGAÇO DEPARTAMENTO CURRICULAR DE LÍNGUAS Critérios de Avaliação Inglês 3. Ciclo 9. Ano Nível de Desempenho B1.1 (QECRL) Componente Específica 80% Testes e Trabalhos 50% Média de Testes e Trabalhos a multiplicar por 0.50 Compreensão Produção O aluno compreende as ideias principais e seleciona informação pertinente em textos diversos (noticiários, reportagens, documentários, entrevistas, canções, clips e sequências fílmicas, entre outros) sobre pessoas, experiências, produtos, serviços, situações do quotidiano, do mundo do trabalho e do lazer, e sobre temas da atualidade, sempre que as ideias sejam estruturadas com marcadores explícitos, predomine vocabulário frequente e a articulação seja clara. O aluno compreende as ideias principais e seleciona informação pertinente em textos descritivos, narrativos, explicativos e argumentativos (cartas e mensagens, catálogos, artigos de imprensa, publicidade e textos literários, entre outros) sobre pessoas, experiências, produtos, serviços, situações do quotidiano, do mundo do trabalho e do lazer, e sobre temas da atualidade, sempre que as ideias sejam estruturadas com marcadores explícitos e predomine vocabulário frequente. O aluno interage em conversas inseridas em situações familiares. Troca ideias, informações e opiniões sobre pessoas, experiências, produtos, serviços, o mundo do trabalho e do lazer e temas da atualidade. Reage, de forma pertinente, ao discurso do interlocutor e respeita os princípios de delicadeza. Usa vocabulário frequente e estruturas frásicas diversas, mobilizando recursos gramaticais adequados para ligar, clarificar e reformular as ideias. Pronuncia geralmente de forma clara e com ritmo e entoação apropriados. O aluno escreve cartas e mensagens ( palavras). Pede e dá informações, exprimindo com clareza opiniões e argumentos sobre assuntos do seu interesse e temas de atualidade. Respeita as convenções textuais e sociolinguísticas das mensagens e cartas, adequando-as ao destinatário. Utiliza vocabulário frequente, estruturas gramaticais simples e recursos adequados para construir textos coerentes e coesos (conectores, marcadores e tempos verbais, entre outros). O aluno exprime-se, com alguma fluência, em monólogos preparados previamente. Descreve, narra e/ou expõe informações sobre assuntos do seu interesse e temas da atualidade, exprimindo opiniões, gostos e preferências. Usa vocabulário frequente e estruturas frásicas diversas, mobilizando recursos gramaticais adequados para construir uma sequência linear de informações. Pronuncia geralmente de forma clara, com ritmo e entoação apropriados. O aluno escreve textos diversos ( palavras). Descreve situações, narra acontecimentos e expõe informações, opiniões e argumentos sobre assuntos do seu interesse e temas da atualidade. Respeita as convenções textuais e utiliza vocabulário frequente, estruturas gramaticais simples e recursos adequados para construir textos coerentes e coesos (conectores, marcadores e tempos verbais, entre outros).

10 Inglês 3. Ciclo 9. Ano Nível de Desempenho B1.1 (QECRL) Componente Transversal 20% INDICADORES DE DESEMPENHO PERFIL % Educação para a Cidadania Responsabilidade Comportamento Participação O aluno assume e cumpre os seus deveres e tarefas de aprendente. Adota posturas e atitudes que contribuem para o bom funcionamento das atividades letivas e não letivas. Participa de forma ordeira e respeita as regras de intervenção. Relaciona-se de forma respeitosa e educada com todos os membros da comunidade educativa. 10 APRENDIZAGENS Compreensão e Expressão em Língua Portuguesa Compreensão Oral Compreensão Escrita Expressão Oral Expressão Escrita O aluno compreende claramente todos os enunciados, orais ou escritos, e decodifica diferentes tipos de texto. É capaz de se expressar com correção e propriedade sobre diferentes tópicos ou assuntos, revelando domínio do léxico e funcionamento da língua portuguesa. 7 Utilização das TIC Suite Office Internet Pesquisa Plataformas O aluno utiliza adequadamente e em diferentes situações processadores de texto, folhas de cálculo e apresentações. Faz uma utilização segura, criteriosa e educativa da Internet. Revela capacidade de pesquisa destrinçando informação essencial e sítios da internet fidedignos. Utiliza diferentes plataformas e suportes e constitui a aprendizagem eletrónica como um valor acrescentado para a sua educação e formação. 3 O Coordenador do DECL: Fernando Augusto Braz dos Santos 2

11 ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE MELGAÇO DEPARTAMENTO CURRICULAR DE LÍNGUAS Critérios de Avaliação Inglês Secundário 10. Ano Nível de Desempenho B2.1 (QECRL) Componente Específica 180 pontos (90%) Testes e Trabalhos 90 Média de Testes e Trabalhos a multiplicar por 0.45 Compreensão Produção Oral 20 Escrita 10 Oral 20 Escrita 10 Oral 20 Escrita 10 O aluno compreende as ideias principais de um discurso, em língua-padrão, linguística ou proposicionalmente complexo, tanto acerca de assuntos abstratos como concretos, incluindo discussões técnicas sobre a sua área de especialização. Segue um discurso longo e linhas de argumentação complexas desde que o assunto lhe seja razoavelmente familiar e que a organização da exposição seja marcada explicitamente. O aluno é capaz de ler textos objetivos simples acerca de assuntos relacionados com a sua área de interesse, com um grau satisfatório de compreensão. É capaz de percorrer textos longos de forma a localizar a informação desejada e de reunir informações de diferentes partes de um texto ou de diferentes textos de modo a cumprir uma dada tarefa. O aluno é capaz de comunicar com um nível de fluência e de espontaneidade que torna possíveis as interações com os falantes nativos sem que haja tensão para nenhuma das partes. É capaz de dar ênfase àquilo que para ele é importante num acontecimento ou numa experiência. É capaz de participar numa discussão informal, num contexto familiar, fazendo comentários, expondo um ponto de vista com clareza. É capaz, com algum esforço, de compreender o essencial do que ouve numa conversa e na qual não participa, mas pode achar difícil participar eficazmente numa conversa entre vários falantes nativos e que não modificam em nada o seu modo de expressão. O aluno é capaz de dar informações e ideias sobre assuntos abstratos e concretos, verificar as informações e fazer perguntas sobre problemas ou explicá-los com razoável precisão. É capaz de escrever cartas pessoais e notas para fazer um pedido ou transmitir informações de interesse imediato, fazendo compreender os pontos que considera importantes. É capaz de escrever cartas pessoais descrevendo com pormenor experiências, sentimentos e acontecimentos. O aluno é capaz de se exprimir com relativo à-vontade. Apesar de alguns problemas de formulação que resultam em pausas e impasses, é capaz de prosseguir com eficácia e sem ajuda. É capaz de transmitir informação simples e direta de pertinência imediata, destacando a questão que lhe parece mais importante. É capaz de exprimir o essencial do que deseja tornar compreensível. O aluno escreve textos coesos e simples acerca de um leque de temas que lhe são familiares, relativos aos seus interesses, ligando uma série de elementos pequenos e discretos para formar uma sequência linear. É capaz de escrever descrições pormenorizadas sobre uma variedade de assuntos relacionados com as suas áreas de interesse. É capaz de escrever uma recensão de um filme, de um livro ou de uma peça. É capaz de escrever ensaios ou composições que desenvolvam uma argumentação, dando razões a favor ou contra um ponto de vista específico e explicando as vantagens e desvantagens de várias opiniões. É capaz de sintetizar informações e argumentos retirados de várias fontes.

12 Inglês Secundário 10. Ano Nível de Desempenho B2.1 (QECRL) Componente Transversal 20 pontos (10%) INDICADORES DE DESEMPENHO PERFIL PONTOS Educação para a Cidadania Responsabilidade Comportamento Participação O aluno assume e cumpre os seus deveres e tarefas de aprendente. Adota posturas e atitudes que contribuem para o bom funcionamento das atividades letivas e não letivas. Participa de forma ordeira e respeita as regras de intervenção. Relaciona-se de forma respeitosa e educada com todos os membros da comunidade educativa. 10 APRENDIZAGENS Compreensão e Expressão em Língua Portuguesa Compreensão Oral Compreensão Escrita Expressão Oral Expressão Escrita O aluno compreende claramente todos os enunciados, orais ou escritos, e decodifica diferentes tipos de texto. É capaz de se expressar com correção e propriedade sobre diferentes tópicos ou assuntos, revelando domínio do léxico e funcionamento da língua portuguesa. 7 Utilização das TIC Suite Office Internet Pesquisa Plataformas O aluno utiliza adequadamente e em diferentes situações processadores de texto, folhas de cálculo e apresentações. Faz uma utilização segura, criteriosa e educativa da Internet. Revela capacidade de pesquisa destrinçando informação essencial e sítios da internet fidedignos. Utiliza diferentes plataformas e suportes e constitui a aprendizagem eletrónica como um valor acrescentado para a sua educação e formação. 3 O Coordenador do DECL: Fernando Augusto Braz dos Santos 2

13 ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA DE MELGAÇO DEPARTAMENTO CURRICULAR DE LÍNGUAS Critérios de Avaliação Inglês Secundário 11. Ano Nível de Desempenho B2.2 (QECRL) Componente Específica 180 pontos (90%) Testes e Trabalhos 90 Média de Testes e Trabalhos a multiplicar por 0.45 Compreensão Oral 20 Escrita 10 Oral 20 O aluno compreende a linguagem-padrão falada, em direto ou transmitida pela rádio, quer acerca de assuntos que lhe são familiares quer acerca de outras áreas comuns na vida pessoal, social, académica ou profissional. Apenas a ocorrência de ruído de fundo extremo, uma estrutura discursiva inadequada e/ou os usos idiomáticos influenciam a capacidade de compreender O aluno é capaz de ler com um elevado grau de independência, adaptando o estilo e a velocidade de leitura a diferentes textos e fins e utilizando de forma seletiva fontes de referência adequadas. Possui um amplo vocabulário de leitura, mas pode sentir alguma dificuldade com expressões idiomáticas pouco frequentes. É capaz de percorrer rapidamente um texto longo e complexo, localizando pormenores relevantes. É capaz de identificar rapidamente o conteúdo e a relevância de novas questões, artigos e relatórios acerca de um vasto leque de assuntos profissionais, decidindo se vale a pena um estudo mais aprofundado. É capaz de utilizar a língua com fluência, correção e eficácia, em relação a uma vasta gama de assuntos de ordem geral, profissional ou de lazer, indicando as relações entre as ideias. É capaz de comunicar com um bom controlo gramatical, sem dar a impressão de estar a restringir aquilo que quer dizer e usando o grau de formalidade adequado às circunstâncias. É capaz de seguir uma conversa animada entre falantes nativos. É capaz de exprimir as suas ideias e as suas opiniões e é capaz de argumentar sobre assuntos complexos e de reagir a argumentos de outrem. Produção Escrita 10 Oral 20 Escrita 10 O aluno é capaz de relatar notícias e de exprimir eficazmente pontos de vista por escrito, relacionando-os com os dos outros. É capaz de escrever cartas pessoais, dando notícias e expressando as suas opiniões sobre temas abstratos ou culturais como música e filmes. O aluno produz discursos longos em velocidade regular; embora possa hesitar quando procura expressões e formas, faz poucas pausas longas evidentes. É capaz de interagir com um grau de fluência e de espontaneidade que torna relativamente fácil a interação regular com falantes nativos sem que ninguém se sinta constrangido. É capaz de explicar, com uma precisão razoável, os aspetos principais de uma ideia ou de um problema. O aluno escreve textos pormenorizados, com clareza, acerca de vários assuntos relacionados com os seus interesses, sintetizando e avaliando informações e argumentos recolhidos em diversas fontes. É capaz de escrever descrições claras e pormenorizadas de acontecimentos e experiências reais ou imaginários, articulando as ideias num texto coeso e coerente e seguindo convenções estipuladas para o género utilizado. É capaz de escrever um ensaio ou um relatório que desenvolva sistematicamente uma argumentação, sublinhando questões significativas e destacando pormenores relevantes. É capaz de avaliar ideias diferentes ou soluções para um problema.

14 Inglês Secundário 11. Ano Nível de Desempenho B2.2 (QECRL) Componente Específica 20 pontos (10% ) INDICADORES DE DESEMPENHO PERFIL PONTOS Educação para a Cidadania Responsabilidade Comportamento Participação O aluno assume e cumpre os seus deveres e tarefas de aprendente. Adota posturas e atitudes que contribuem para o bom funcionamento das atividades letivas e não letivas. Participa de forma ordeira e respeita as regras de intervenção. Relaciona-se de forma respeitosa e educada com todos os membros da comunidade educativa. 10 APRENDIZAGENS Compreensão e Expressão em Língua Portuguesa Compreensão Oral Compreensão Escrita Expressão Oral Expressão Escrita O aluno compreende claramente todos os enunciados, orais ou escritos, e decodifica diferentes tipos de texto. É capaz de se expressar com correção e propriedade sobre diferentes tópicos ou assuntos, revelando domínio do léxico e funcionamento da língua portuguesa. 7 Utilização das TIC Suite Office Internet Pesquisa Plataformas O aluno utiliza adequadamente e em diferentes situações processadores de texto, folhas de cálculo e apresentações. Faz uma utilização segura, criteriosa e educativa da Internet. Revela capacidade de pesquisa destrinçando informação essencial e sítios da internet fidedignos. Utiliza diferentes plataformas e suportes e constitui a aprendizagem eletrónica como um valor acrescentado para a sua educação e formação. 3 O Coordenador do DECL: Fernando Augusto Braz dos Santos 2

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: FRANCÊS

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: FRANCÊS Interação Produção Interação CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: FRANCÊS Ensino Básico Ano letivo: 2016/2017 7º ANO Perfil de Aprendizagens Específicas O aluno é capaz: O aluno identifica

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Competências de Interpretação CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 3.º Ciclo do Ensino Básico 7º Ano Departamento de Línguas Disciplina: Inglês Domínios Objeto de avaliação Domínios/ Metas de aprendizagem Instrumentos

Leia mais

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA

ESCOLA BÁSICA DE MAFRA Língua Estrangeira I- Inglês 5ºANO Oral / Listening Compreender sons, entoações e ritmos da língua. Leitura / Reading Compreender palavras, conceitos simples e frases isoladas. Compreender palavras, frases

Leia mais

Manual adotado. Caderno diário. Fichas policopiada

Manual adotado. Caderno diário. Fichas policopiada AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde Escola Básica 1/JI do Casal do Sapo DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE FRANCÊS 7º Ano Nível I Ano letivo

Leia mais

ANO LETIVO 2016/2017 PROFISSIONAIS

ANO LETIVO 2016/2017 PROFISSIONAIS ANO LETIVO 2016/2017 PROFISSIONAIS Departamento: Línguas Românicas Grupo Disciplinar: 350 Disciplina: ESPANHOL Módulo: 1 a 6 Ano: 1º, 2º, 3º Curso: Ensino Profissional- componente sociocultural Objeto

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017

AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 AGRUPAMENTO de ESCOLAS de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2016/2017 FRANCÊS CEF TIPO 2 - TÉCNICO DE HOTELARIA E RESTAURAÇÃO EMPREGADO DE RESTAURANTE / BAR 1º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es):

Leia mais

Planificação anual Ano letivo: 2016/2017

Planificação anual Ano letivo: 2016/2017 Módulo 4 Número total de aulas previstas: 44 Competências Compreensão oral textos simples e curtos (anúncios públicos, mensagens telefónicas, publicidade, canções, clips, entre outros) relacionados com

Leia mais

METAS DE APRENDIZAGEM PARA AS LÍNGUAS ESTRANGEIRAS

METAS DE APRENDIZAGEM PARA AS LÍNGUAS ESTRANGEIRAS METAS DE APRENDIZAGEM PARA AS LÍNGUAS ESTRANGEIRAS ALEMÃO, FRANCÊS, INGLÊS LE I 1º, 2º e 3º CICLOS Direcção Regional da Educação e Formação 2011 Metas de Aprendizagem para as Línguas Estrangeiras Alemão,

Leia mais

Curso: 1ºciclo Disciplina: Inglês Ano(s): 4º

Curso: 1ºciclo Disciplina: Inglês Ano(s): 4º Domínios Objetivos Instrumentos de avaliação Peso Domínio Intercultural Compreensão / Listening Interação Leitura / Reading e Escrita / Writing - Conhecer-se a si e ao outro. - Conhecer o dia a dia na

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA II ESPANHOL / FRANCÊS 3º CICLO 80% A- Domínio linguístico comunicativo (80%)

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA II ESPANHOL / FRANCÊS 3º CICLO 80% A- Domínio linguístico comunicativo (80%) A- Domínio linguístico comunicativo (80%) CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA ESTRANGEIRA II ESPANHOL / FRANCÊS 3º CICLO COMPETÊNCIAS INSTRUMENTOS PERCENTAGEM 1. COMPREENDER (Quadro 1 e 2) 1.1. Compreensão

Leia mais

DGEstE - Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE MARCO DE CANAVESES (150745) NIPC

DGEstE - Direção de Serviços da Região Norte AGRUPAMENTO DE ESCOLAS N.º 1 DE MARCO DE CANAVESES (150745) NIPC Prova Escrita e Oral - 06 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês 2016 2º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as caraterísticas da Prova de Equivalência

Leia mais

PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO MATERNA (PLNM) ENSINO SECUNDÁRIO 2016/2017

PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO MATERNA (PLNM) ENSINO SECUNDÁRIO 2016/2017 Critérios Específicos de Avaliação PORTUGUÊS LÍNGUA NÃO MATERNA (PLNM) ENSINO SECUNDÁRIO 2016/2017 Domínio de Avaliação Saber e Saber Fazer Instrumentos de Avaliação Domínios a desenvolver Descritores

Leia mais

INGLÊS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Prova º Ciclo do Ensino Básico AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA.

INGLÊS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Prova º Ciclo do Ensino Básico AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA. AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Prova 21 2014 Tipo de prova: Escrita e Oral 1ª e 2ª Fases 3º Ciclo do Ensino Básico O presente documento divulga

Leia mais

Número de aulas. Períodos Unidades Temáticas Atos Comunicativos Gramática Avaliação

Número de aulas. Períodos Unidades Temáticas Atos Comunicativos Gramática Avaliação AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde Escola Básica 1/JI do Casal do Sapo DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE ESPANHOL 9º Ano Ano letivo 2015/2016

Leia mais

Competências-Chave Comunicativas (Ouvir, Ler, Falar, Escrever e Conversar)

Competências-Chave Comunicativas (Ouvir, Ler, Falar, Escrever e Conversar) Competências-Chave Comunicativas (Ouvir, Ler, Falar, Escrever e Conversar) e Elementos Linguísticos Correspondentes por Luís Aguilar Professor Convidado da Universidade de Montreal e Docente do Instituto

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA SECUNDÁRIA DE AVELAR BROTERO Ano Letivo 2015/2016 ENSINO SECUNDÁRIO RECORRENTE (Avaliação em regime Não Presencial)

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA SECUNDÁRIA DE AVELAR BROTERO Ano Letivo 2015/2016 ENSINO SECUNDÁRIO RECORRENTE (Avaliação em regime Não Presencial) MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO ESCOLA SECUNDÁRIA DE AVELAR BROTERO Ano Letivo 2015/2016 ENSINO SECUNDÁRIO RECORRENTE (Avaliação em regime Não Presencial) DISCIPLINA - Espanhol (Iniciação) - Formação Geral 10º

Leia mais

3º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril)

3º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril) INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS Nível 5 2016 Prova 21 / 2016 1ª e 2ª Fase 3º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº 17/2016, de 4 de abril) O presente documento divulga informação

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE 7ºANO

PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE 7ºANO AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE MARTIM DE FREITAS ESCOLA BÁSICA 2,3 MARTIM DE FREITAS Ano letivo de 2016/2017 PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE 7ºANO DISCIPLINA: INGLÊS (LE I - nível 3) adotado: Your Turn (Oxford)

Leia mais

Departamento de 2.º Ciclo Disciplina de Inglês

Departamento de 2.º Ciclo Disciplina de Inglês Aprender a ser / Aprender a viver com os outros Pilar de Aprendizagem Aprender a conhecer / Aprender a fazer CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Departamento de 2.º Ciclo ED. SETEMBRO DE 2016 DOMÍNIOS DE AVALIAÇÃO

Leia mais

Planificação anual Ano letivo: 2016/2017

Planificação anual Ano letivo: 2016/2017 Módulo 1 Número total de aulas previstas: 44 Competências Compreensão oral: Compreender globalmente intervenções sobre temas relacionados com a escola, os seus interesses, as atividades e relações quotidianas,

Leia mais

DOMÍNIOS PARÂMETROS OBJETIVOS PERFIL DE SAÍDA

DOMÍNIOS PARÂMETROS OBJETIVOS PERFIL DE SAÍDA TRANSVERSALID ADE (5%) ATITUDES E VALORES (15%) CONHECIMENTOS (80%) DEPARTAMENTO CURRICULAR DE LÍNGUAS ANO LETIVO 2014/2015 DOMÍNIOS PARÂMETROS OBJETIVOS COMPREENSÃO/ INTERAÇÃO /PRODUÇÃO ORAL LEITURA ESCRITA

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO A lectivo:2016/2017 O trabalho desenvolvido na disciplina de Inglês,, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos cinco as dos dois Ciclos, competências de comunicação s domínios da oralidade

Leia mais

10 O meu P assaporte COUNCIL CONSEIL OF EUROPE DE L E UROP E European Language Portfolio Portfolio européen des langues Accredited model No. 116.2010 Modèle accrédité no. 116.2010 de L ínguas Passaporte

Leia mais

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar,

Interpretar discursos orais com diferentes graus de formalidade e complexidade. Registar, DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 8º ANO A Ano Letivo: 2012/2013 Introdução /Metas Consigna-se no Despacho n.º 5306/2012, de 18 de abril de 2012, que o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas

Leia mais

Inglês Prova 21 2016. 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº17/2016, de 4 de abril) 1. Introdução. 2. Objeto de avaliação

Inglês Prova 21 2016. 3.º Ciclo do Ensino Básico (Decreto-Lei nº17/2016, de 4 de abril) 1. Introdução. 2. Objeto de avaliação INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês Prova 21 2016 PROVA ESCRITA E ORAL -----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Ano Letivo 2012/2013

Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Ano Letivo 2012/2013 Ensino Básico Informação Prova de Equivalência à Frequência - 15 Disciplina: Espanhol Ano Letivo 2012/2013 9º Ano de escolaridade 1. Objeto de avaliação A prova tem por referência o Programa de Espanhol

Leia mais

RELATÓRIO DE PONTUAÇÃO AMOSTRA

RELATÓRIO DE PONTUAÇÃO AMOSTRA Número de Identificação do Teste: 12345678 Data de conclusão do teste: 1 de janeiro de 2016 Horário de conclusão do teste: 1:23 PM (UTC) PONTUAÇÃO TOTAL HABILIDADE PONTUAÇÃO 20 30 40 50 60 70 80 Pontuação

Leia mais

Escola Secundária António Damásio

Escola Secundária António Damásio Critérios de Avaliação de Português Língua Não Materna Níveis A1, A2 e B1 Ano Letivo 2012/2013 1. Introdução Por solicitação do Conselho Pedagógico, a professora de Português Língua não materna definiu

Leia mais

ESPANHOL INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Prova º Ciclo do Ensino Básico AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA

ESPANHOL INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA. Prova º Ciclo do Ensino Básico AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS VERGÍLIO FERREIRA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ESPANHOL Prova 15 2014 Tipo de prova: Escrita / Oral 1ª e 2ª Fases 3º Ciclo do Ensino Básico O presente documento

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE INGLÊS

PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE INGLÊS PLANIFICAÇÃO DA DISCIPLINA DE INGLÊS Cursos Profissionais -10º Ano Módulos 1, 2, 3, 4, 5 e 6 Ano letivo 2014-2015 1 Competências a desenvolver (de uso da língua, socioculturais e de aprendizagem): Ouvir

Leia mais

Contrato de Leitura / Exercício de Expressão Oral Critérios de Avaliação. 1. Domínio da leitura e da escrita (organização e prefácio de uma antologia)

Contrato de Leitura / Exercício de Expressão Oral Critérios de Avaliação. 1. Domínio da leitura e da escrita (organização e prefácio de uma antologia) Contrato de Leitura / Exercício de Expressão Oral Critérios de Avaliação. Domínio da leitura e da escrita (organização e prefácio de uma antologia) Constrói uma antologia, respeitando os pormenores técnicos

Leia mais

Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º

Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º 1.º CEB Agrupamento de Escolas Ano Letivo: 2014 / 2015 Ano de Escolaridade: 1º Saber escutar para reproduzir pequenas mensagens e Compreensão do oral Leitura Escrita para cumprir ordens e pedidos Prestar

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO. Planificação Anual - Ano letivo 20123/2014

ESCOLA SECUNDÁRIA DR. GINESTAL MACHADO. Planificação Anual - Ano letivo 20123/2014 Planificação Anual - Ano letivo 20123/2014 Módulo 1- Eu e o Mundo Profissional Disciplina de Inglês- Cursos Profissionais 10º Ano Duração de Referência: 27horas (18 blocos) - diagnostica a sua situação

Leia mais

Os programas das disciplinas em causa preconizam atividades linguísticas, estratégias e tarefas reportadas a usos comunicativos da língua.

Os programas das disciplinas em causa preconizam atividades linguísticas, estratégias e tarefas reportadas a usos comunicativos da língua. INFORMACÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INGLÊS (cód. 358) 2016 Prova de Equivalência à Frequência - 2016 12º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) O presente documento divulga

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1º Ciclo Ano letivo 2016/2017 Critérios de Avaliação Português 1º ciclo

Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1º Ciclo Ano letivo 2016/2017 Critérios de Avaliação Português 1º ciclo Agrupamento de Escolas de Eugénio de Castro 1º Ciclo Ano letivo 2016/2017 Critérios de Avaliação Português 1º ciclo Domínios Ponderação (80%) Operacionalização/Indicadores Instrumentos de avaliação Oralidade

Leia mais

INFORMAÇÃO Prova de Equivalência à Frequência Ensino Secundário Decreto Lei n.º 74/2004, de 26 de março AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DRª LAURA AYRES

INFORMAÇÃO Prova de Equivalência à Frequência Ensino Secundário Decreto Lei n.º 74/2004, de 26 de março AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DRª LAURA AYRES AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DRª LAURA AYRES INFORMAÇÃO Prova de Equivalência à Frequência Ensino Secundário Decreto Lei n.º 74/2004, de 26 de março Disciplina: INGLÊS (12º Ano) Código: 358 Tipos de Prova: Escrita

Leia mais

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade

AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade AGRUPAMENTO ESCOLAS DE REDONDO Escola Básica e Secundária Dr. Hernâni Cidade INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA (ORAL E ESCRITA) PORTUGUÊS Abril de 2016 Prova 61 2016 2º Ciclo do Ensino Básico

Leia mais

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS NÍVEL 2 NÍVEL 3 NÍVEL 4 NÍVEL 5. * Consegue compreender aquilo que ouve.

COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS NÍVEL 2 NÍVEL 3 NÍVEL 4 NÍVEL 5. * Consegue compreender aquilo que ouve. PORTUGUÊS 3º CICLO CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO COMPREENSÃO DO ORAL Compreensão de formas complexas do oral, exigidas para o prosseguimento de estudos e para a entrada na vida profissional. * Capacidade de extrair

Leia mais

INFORMAÇÃO. Prova de Equivalência à Frequência de Espanhol 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Iniciação (Formação Geral)

INFORMAÇÃO. Prova de Equivalência à Frequência de Espanhol 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Iniciação (Formação Geral) 2015/2016 INFORMAÇÃO (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) Prova de Equivalência à Frequência de Espanhol 10.º e 11.º Anos de Escolaridade Iniciação (Formação Geral) PROVA ESCRITA Código: 375 A prova

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS IBN MUCANA

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS IBN MUCANA AGRUPAMENTO DE ESCOLAS IBN MUCANA INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês - Prova Escrita e Prova Oral 2016 11º Ano de Escolaridade (Decreto-lei nº 139/2012 de 5 de Julho) O presente documento

Leia mais

Testes Sumativos Peso 3*

Testes Sumativos Peso 3* I. INTEGRAÇÃO ESCOLAR E PROFISSIONALIZANTE Participação no contexto escolar de forma responsável e cooperativa Assiduidade e pontualidade Material (portefólio, outro material necessário) Sentido de responsabilidade

Leia mais

Dados pessoais. Nome. Apelido. Morada. Estado Civil

Dados pessoais. Nome. Apelido. Morada. Estado Civil Competências Gerais Competências gerais de comunicação: competência lexical, competência gramatical, competência sociolinguística, competência pragmática, competência discursiva, competência estratégica.

Leia mais

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO

CRITÉRIOS ESPECÍFICOS DE AVALIAÇÃO A letivo: 2016/2017 O trabalho desenvolvido na disciplina de Francês, 3º Ciclo, visa propiciar, estimular e desenvolver, ao longo dos três as do Ciclo, competências de comunicação s domínios da oralidade

Leia mais

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO PORTUGUÊS

CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO PORTUGUÊS CRITÉRIOS GERAIS DE AVALIAÇÃO PORTUGUÊS DIRETRIZES GERAIS A Avaliação no Ensino Básico de 2º e 3º Ciclos: Resulta da ponderação das evidências das competências manifestadas pelo aluno nas diferentes atividades

Leia mais

11º Ano de Escolaridade Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Despacho Normativo nº 1-D/2016, de 4 de março

11º Ano de Escolaridade Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Despacho Normativo nº 1-D/2016, de 4 de março Informação-Prova de Equivalência à Frequência Inglês Nível de Continuação - Prova Escrita Prova 367/ 2016 11º Ano de Escolaridade Decreto-Lei nº 139/2012, de 5 de julho Despacho Normativo nº 1-D/2016,

Leia mais

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO

PLANIFICAÇÃO A MÉDIO / LONGO PRAZO 1 ESCOLA SECUNDÁRIA EÇA DE QUEIRÓS PÓVOA DE VARZIM 2015/201 FRANCÊS II 9º ANO ENSINO BÁSICO TOTAL DE AULAS PREVISTAS: 2 MANUAL ADOTADO: C EST TOP! NÍVEL 3 ASA 2 2015/201 1º Período DISCIPLINA: Francês

Leia mais

Português. 1º Período Mês Competência Descritores de Desempenho Conteúdos

Português. 1º Período Mês Competência Descritores de Desempenho Conteúdos Português 1º Período Mês Competência Descritores de Desempenho Conteúdos Setembro Prestar atenção ao que ouve de modo a cumprir instruções. Manifestar sensações e sentimentos pessoais, suscitados pelos

Leia mais

Departamento de Pré-Escolar/1.ºciclo

Departamento de Pré-Escolar/1.ºciclo Departamento de Pré-Escolar/1.ºciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO-1.º CICLO ANO LETIVO 2015 / 2016 Disciplina: Português 1.º Ano Introdução: A avaliação incide sobre as aprendizagens e capacidades definidas

Leia mais

847- ESPANHOL (NÍVEL- CONTINUAÇÃO 10.º/ 11.º ANO)

847- ESPANHOL (NÍVEL- CONTINUAÇÃO 10.º/ 11.º ANO) 847- ESPANHOL (NÍVEL- CONTINUAÇÃO 10.º/ 11.º ANO) FORMAÇÃO ESPECÍFICA 1ª/2ª FASE 1.INTRODUÇÃO O presente documento visa divulgar as características do Exame de Espanhol a nível de escola a realizar em

Leia mais

CURRÍCULO DA DISCIPLINA DE PORTUGUÊS/ CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014

CURRÍCULO DA DISCIPLINA DE PORTUGUÊS/ CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Metas/Domínios Objetivos gerais Conteúdos Programáticos Critérios 2º Ano Oralidade O2 Comprensão do oral Expressão oral Respeitar regras da interação discursiva Respeitar o princípio de cortesia

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 2º CICLO Gestão curricular 6ºano

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 2º CICLO Gestão curricular 6ºano DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS 2º CICLO Gestão curricular 6ºano UNIDADES /TEXTOS UNIDADE 0 Ponto de partida UNIDADE 5 Apanha-me também um poeta 1º PERÍODO DOMÍNIOS / CONTEÚDOS Expressão oral: memória

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO E CLASSIFICAÇÃO Disciplina: Português Ensino Básico Ano letivo: 16/17 5º ANO Perfil de Aprendizagens Específicas O aluno é capaz: Domínios Interpretar discursos orais breves (Referir

Leia mais

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral de Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação CIREP

Informação n.º Data: Para: Direção-Geral da Educação. Inspeção-Geral de Educação e Ciência. Direções Regionais de Educação CIREP Prova Final / Prova de Exame Nacional de Português Língua Não Materna (B1) Prova 64/94/839 2013 6.º Ano, 9.º Ano ou 12.º Ano de Escolaridade Para: Direção-Geral da Educação Inspeção-Geral de Educação e

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GOLEGÃ, AZINHAGA E POMBALINHO. Informação - Prova de Equivalência à Frequência à disciplina de Português

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GOLEGÃ, AZINHAGA E POMBALINHO. Informação - Prova de Equivalência à Frequência à disciplina de Português AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE GOLEGÃ, AZINHAGA E POMBALINHO Informação - Prova de Equivalência à Frequência à disciplina de Português Data: 1ª FASE e 2ª FASE 1º Ciclo - 2015/2016 Prova Escrita e Prova Oral

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Porto de Mós

Agrupamento de Escolas de Porto de Mós Prova de Equivalência à Frequência - INGLÊS - Prova Código 21 2016 9º Ano do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características do exame de equivalência à frequência na disciplina

Leia mais

Prova Escrita de Inglês

Prova Escrita de Inglês EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Prova Escrita de Inglês 12.º ano de Escolaridade Iniciação - trienal Prova 750/2.ª Fase 5 Páginas Duração da Prova: 120 minutos.

Leia mais

Prova Escrita de Inglês

Prova Escrita de Inglês EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Prova Escrita de Inglês 11.º/1º Anos de Escolaridade Continuação bienal Prova 550/1.ª Fase 5 Páginas Duração da Prova: 120 minutos.

Leia mais

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais:

As Metas Curriculares de Português, para o 3º Ciclo, apresentam cinco características essenciais: DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PORTUGUÊS º ANO A Ano Letivo: 204 / 205. Introdução / Metas Curriculares Na disciplina de Português o desenvolvimento do ensino será orientado por Metas Curriculares cuja definição

Leia mais

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Disciplina Inglês Prova 2013 Tipo de Prova Escrita e Oral 2.º Ciclo do Ensino Básico 1. Introdução O presente documento visa divulgar

Leia mais

Escola Básica Integrada de Angra do Heroísmo

Escola Básica Integrada de Angra do Heroísmo Escola Básica Integrada de Angra do Heroísmo Área: Língua Portuguesa Programa de Recuperação de Escolaridade 2º/3º ANO Blocos/Conteúdos Objectivos Avaliação Comunicação Oral - Comunica oralmente, com progressiva

Leia mais

Europass Curriculum Vitae

Europass Curriculum Vitae uropass Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Pinto da Silva, Sara Manuel Morada(s) ua Augusto Gomes, 136 4420-033 Gondomar Portugal Identificação BI Nº. 12375668 20/01/2006

Leia mais

Cursos Profissionais Disciplina: PORTUGUÊS Anos: 10º; 11º e 12º

Cursos Profissionais Disciplina: PORTUGUÊS Anos: 10º; 11º e 12º PARÂMETROS GERAIS DE AVALIAÇÃO Integração escolar e profissionalizante Intervenções e Atividades na sala de aula: PESOS PARÂMETROS ESPECÍFICOS INSTRUMENTOS Peso 2 Peso 5 Comportamento-assiduidade-pontualidadecumprimento

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência de INGLÊS I Nível 5 (Código da Prova 21) 2016

Informação - Prova de Equivalência à Frequência de INGLÊS I Nível 5 (Código da Prova 21) 2016 Informação - Prova de Equivalência à Frequência de INGLÊS I Nível 5 (Código da Prova 21) 2016 3ºCiclo - 9º Ano de Escolaridade (Decreto-Lei n.º 17/2016, de 4 de abril) O presente documento divulga informação

Leia mais

EDMA DISCIPLINA: Espanhol ANO: 7º ANO LETIVO 2013/2014 ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Ä Resolução do teste diagnóstico. Ä Interação professora - alunos.

EDMA DISCIPLINA: Espanhol ANO: 7º ANO LETIVO 2013/2014 ATIVIDADES ESTRATÉGIAS. Ä Resolução do teste diagnóstico. Ä Interação professora - alunos. ENSINO BÁSICO Agrupamento de Escolas Nº 1 de Abrantes EDMA DISCIPLINA: Espanhol ANO: 7º ANO LETIVO 2013/2014 CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS METAS DE APRENDIZAGEM (Registo global simplificado) ATIVIDADES ESTRATÉGIAS

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ERICEIRA. 1º Ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Disciplina: Português

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA ERICEIRA. 1º Ciclo CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO Disciplina: Português Disciplina: Português Lê com fluência, correção e expressividade Lê para apreciar textos literários Compreende mensagens orais Oralidade (O) Leitura e Escrita (LE) Educação Literária (EL) Gramática (G)

Leia mais

Agrupamento de Escolas Piscinas Olivais PORTUGUÊS. Planificação Anual / Mensal 2º ANO

Agrupamento de Escolas Piscinas Olivais PORTUGUÊS. Planificação Anual / Mensal 2º ANO Agrupamento de Escolas Piscinas Olivais PORTUGUÊS Planificação Anual / Mensal 2º ANO 2014/2015 Agrupamento PARA O de Escolas Piscinas - Olivais PLANIFICAÇÃO ANUAL / MENSAL DE PORTUGUÊS 2º ANO 1.º PERÍODO

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações e

Leia mais

ÁREA DO CONHECIMENTO: LÍNGUA E LINGUAGEM 4º ANO EF

ÁREA DO CONHECIMENTO: LÍNGUA E LINGUAGEM 4º ANO EF ÁREA DO CONHECIMENTO: LÍNGUA E LINGUAGEM Bingo de nomes (Para começo de conversa) Game LP - Interface 3 - Pág. 18 Circunstâncias/Apresentação pessoal (Para começo de conversa) Animação Interativa LP -

Leia mais

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014

AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 AGRUPAMENTO de ESCOLAS Nº1 de SANTIAGO do CACÉM Ano Letivo 2013/2014 3º CICLO LÍNGUA PORTUGUESA CEF - INSTALAÇÃO E OPERAÇÃO DE SISTEMAS INFORMÁTICOS 1º ANO PLANIFICAÇÃO ANUAL Documento(s) Orientador(es):

Leia mais

Are Metas de Aprendizagem cool or what?

Are Metas de Aprendizagem cool or what? Are Metas de Aprendizagem cool or what? Manuela C. Farinha Cristina Marques Marina Nogueira Colaboração Fitch O Connell A definição de níveis de desempenho nas LE é facilitada desde a publicação, em 2001,

Leia mais

PLANIFICAÇÃO DE FRANCÊS

PLANIFICAÇÃO DE FRANCÊS PLANIFICAÇÃO DE FRANCÊS Escola Básica e Secundária de Velas 8º ANO 1º PERÍODO Governo dos Açores COMPETÊNCIAS-CHAVE Competência em Línguas Competência Matemática Competência Científica e Tecnológica Competência

Leia mais

Grelha de Avaliação Oral (a preencher pelo professor)

Grelha de Avaliação Oral (a preencher pelo professor) 1 Grelha de Avaliação Oral (a preencher pelo professor) Compreende as instruções do professor Compreende enunciados orais simples Compreende enunciados orais complexos Escuta atentamente COMPREENSÃO O

Leia mais

Escola Secundária de Camões

Escola Secundária de Camões Escola Secundária de Camões INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA 11º Ano Espanhol (Continuação) Código 368 (Decreto-Lei nº 74/2004, de 26 de março) Modalidade da Prova: Escrita + Oral Duração

Leia mais

Título: Curso de Difusão da Cultura Hispânica e da Língua Espanhola. Unidade: Faculdade de Ciências e Tecnologia FCT-CLAE-PROEX

Título: Curso de Difusão da Cultura Hispânica e da Língua Espanhola. Unidade: Faculdade de Ciências e Tecnologia FCT-CLAE-PROEX Título: Curso de Difusão da Cultura Hispânica e da Língua Espanhola Unidade: FCT-CLAE-PROEX Instituição: Universidade Estadual Paulista Julio de Mesquita Filho Início do Curso: Término do Curso: Período

Leia mais

ESPANHOL 1ª e 2ª fase de 2014

ESPANHOL 1ª e 2ª fase de 2014 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ESPANHOL 1ª e 2ª fase de 2014 Prova 15 2014 9ºano de Escolaridade - 3.º Ciclo do Ensino Básico PROVA ESCRITA 50% 1. Objeto de avaliação, características e

Leia mais

INFORMAÇÃO DE PROVA EQUIVALENTE A EXAME NACIONAL

INFORMAÇÃO DE PROVA EQUIVALENTE A EXAME NACIONAL INFORMAÇÃO DE PROVA EQUIVALENTE A EXAME NACIONAL Espanhol Continuação (Bienal)- Prova Escrita Prova 847 2016 Duração da Prova: 120 minutos. Tolerância: 30 minutos 11º Ano de Escolaridade (Decreto-lei nº

Leia mais

PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA

PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA ASSOCIAÇÃO ESCOLA 31 DE JANEIRO 2012/13 PROJETO DE LÍNGUA PORTUGUESA TRANSVERSALIDADE NA CORREÇÃO DA ESCRITA E DA EXPRESSÃO ORAL DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS E CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS INTRODUÇÃO A língua

Leia mais

Informação - Prova de Equivalência à Frequência

Informação - Prova de Equivalência à Frequência Informação - Prova de Equivalência à Frequência 12º Ano de Escolaridade [Dec.Lei nº 139/2012] Cursos Científico-Humanísticos Prova 358 / 2016 Inglês (Continuação anual) 1ª e 2ª Fases A prova é composta

Leia mais

ESPANHOL. Prova ENSINO SECUNDÁRIO. Introdução INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA

ESPANHOL. Prova ENSINO SECUNDÁRIO. Introdução INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA INFORMAÇÃO - PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA ESPANHOL Prova 375 2013-2014 ENSINO SECUNDÁRIO Introdução O presente documento visa divulgar as informações relativas à prova de exame de equivalência à

Leia mais

Perfil do Aluno Final do 1.º Ciclo Ano letivo 2016/2017

Perfil do Aluno Final do 1.º Ciclo Ano letivo 2016/2017 Perfil do Aluno Final do 1.º Ciclo Ano letivo 2016/2017 Perfil de aprendizagens específicas do aluno à saída 1.º Ciclo do Ensino Básico Tendo em atenção as características estruturais e humanas das Escolas

Leia mais

O programa da disciplina em causa preconiza atividades linguísticas, estratégias e tarefas reportadas a usos comunicativos da língua.

O programa da disciplina em causa preconiza atividades linguísticas, estratégias e tarefas reportadas a usos comunicativos da língua. INFORMAÇÃO Prova de Equivalência à Frequência INGLÊS 2016 11º Ano de Escolaridade O presente documento divulga informação relativa à Prova de Equivalência à Frequência da disciplina de Inglês, a realizar

Leia mais

3.º Ciclo (ESPANHOL Língua Estrangeira II)

3.º Ciclo (ESPANHOL Língua Estrangeira II) INFORMAÇÃO Prova de Equivalência à Frequência 3.º Ciclo (ESPANHOL Língua Estrangeira II) Ano de escolaridade 9.º ano OBJETO DE AVALIAÇÃO A prova a que esta informação se refere incide nos conhecimentos

Leia mais

LÍNGUA PORTUGUESA 1º ANO

LÍNGUA PORTUGUESA 1º ANO Escutar para aprender e construir conhecimentos LÍNGUA PORTUGUESA 1º ANO COMPREENSÂO DO ORAL Prestar atenção ao que ouve de modo a tornar possível: -apropriar-se de padrões de entoação e ritmo; - memorizar

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês LE I (2 anos) 2016

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês LE I (2 anos) 2016 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA Inglês LE I (2 anos) 2016 Prova 06 --------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA DE SAMPAIO Ano Lectivo 2008/ Planificação a Longo Prazo ESPANHOL L/E (Iniciação nível I) 10ºAno Formação Específica

ESCOLA SECUNDÁRIA DE SAMPAIO Ano Lectivo 2008/ Planificação a Longo Prazo ESPANHOL L/E (Iniciação nível I) 10ºAno Formação Específica ESCOLA SECUNDÁRIA DE SAMPAIO Ano Lectivo 2008/ 2009 Planificação a Longo Prazo ESPANHOL L/E (Iniciação nível I) 10ºAno Formação Específica Objectivos de aprendizagem Competências comunicativas Conteúdos

Leia mais

CC8 Comunicação e colaboração

CC8 Comunicação e colaboração CC8 Comunicação e colaboração Uso da Língua e adequação linguística aos contextos de comunicação através da internet Diferentes usos da língua associados aos contextos de comunicação através da internet.

Leia mais

EMENTA OBJETIVO GERAL. Ampliar os conhecimentos gramaticais, utilizando-os de forma apropriada nas práticas de linguagem oral e escrita.

EMENTA OBJETIVO GERAL. Ampliar os conhecimentos gramaticais, utilizando-os de forma apropriada nas práticas de linguagem oral e escrita. Ensino Fundamental II 7º ano PLANO DE ENSINO DISCIPLINA Língua Portuguesa PROFESSOR Ana Paula dos Santos Cabral CARGA HORÁRIA TURMA ANO LETIVO TOTAL SEMANAL 7º ano A 2017 1.1 - Gêneros literários: poema

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DA QUINTA DO CONDE Escola Básica Integrada/JI da Quinta do Conde Escola Básica 1/JI do Casal do Sapo DEPARTAMENTO DE LÍNGUAS PLANIFICAÇÃO ANUAL DE LÍNGUA INGLESA 9º Ano Ano letivo

Leia mais

CURSOS E EXAMES DE ALEMÃO

CURSOS E EXAMES DE ALEMÃO CURSOS E EXAMES DE ALEMÃO Fevereiro Junho 2017 Goethe-Institut Lisboa Sprache. Kultur. Deutschland. BENEFÍCIOS PARA OS ALUNOS DO GOETHE-INSTITUT Aconselhamento e acompanhamento individual Sala de aula

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações e

Leia mais

1. Introdução INFORMAÇÃO - EXAME EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO 2012

1. Introdução INFORMAÇÃO - EXAME EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO 2012 AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE PINHEIRO ESCOLA BÁSICA E SECUNDÁRIA INFORMAÇÃO - EXAME EXAME DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA FRANCÊS 3º CICLO DO ENSINO BÁSICO 2012 1. Introdução O presente documento visa divulgar

Leia mais

CURRÍCULO DA DISCIPLINA DE PORTUGUÊS/ CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014

CURRÍCULO DA DISCIPLINA DE PORTUGUÊS/ CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO 2013/2014 1º Ciclo Metas/Domínios Objetivos gerais Conteúdos Programáticos Critérios 4º Ano Oralidade O4 Comprensão do oral Expressão oral Escutar para aprender e construir conhecimentos Utilizar técnicas para registar

Leia mais

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS PORTUGUÊS 1.º CICLO

CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS PORTUGUÊS 1.º CICLO Leitura e escrita Aprendizagem cognitiva (80%) Oralidade CRITÉRIOS DE AVALIAÇÃO - PERFIL DE APRENDIZAGENS ESPECÍFICAS PORTUGUÊS 1.º CICLO ANO LETIVO 2016 / 2017 Domínio Insuficiente Suficiente Bom Muito

Leia mais

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano B 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS

DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano B 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS DISCIPLINA DE LÍNGUA PORTUGUESA - 5.º Ano B 1. COMPETÊNCIAS ESSENCIAIS COMPETÊNCIAS GERAIS Mobilizar saberes culturais, científicos e tecnológicos para compreender a realidade e para abordar situações

Leia mais

INFORMAÇÃO DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA EQUIVALENTE A NACIONAL Secundário - 1.ª e 2.ª FASES CÓDIGO: 847

INFORMAÇÃO DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA EQUIVALENTE A NACIONAL Secundário - 1.ª e 2.ª FASES CÓDIGO: 847 2015/2016 ANO DE ESCOLARIDADE: 11.º ANO DURAÇÃO DO EXAME: 120 minutos TOLERÂNCIA: 30 minutos INFORMAÇÃO DE EXAME A NÍVEL DE ESCOLA EQUIVALENTE A NACIONAL Secundário - 1.ª e 2.ª FASES CÓDIGO: 847 DISCIPLINA:

Leia mais

Introdução ao Exame de Português como Língua Estrangeira

Introdução ao Exame de Português como Língua Estrangeira Introdução ao Exame de Português como Língua Estrangeira Charles W Stansfield Language Learning and Testing Foundation cstansfield@lltf.net Palestra do 98º Congresso da American Association of Teachers

Leia mais

Planificação anual Ano letivo: 2016/2017

Planificação anual Ano letivo: 2016/2017 Planificação anual Período: 1.º Número total de aulas previstas:+- 93 Competências Compreensão oral: seleção da mensagens emitidas em situação de presença, sobre temas familiares para os alunos e deteção

Leia mais

Europass-Curriculum Vitae

Europass-Curriculum Vitae Europass-Curriculum Vitae Informação pessoal Apelido(s) / Nome(s) próprio(s) Esteves Alves Freire Duarte, André Morada(s) Rua Joaquim Leitão, 297 C, 3º Drt, 4100-289, Porto, Portugal Telefone(s) +351 22

Leia mais

Completa correctamente 2 ou 3 espaços. Não é penalizado por incorrecções de grafia. Erra ou omite os restantes. Actividade B

Completa correctamente 2 ou 3 espaços. Não é penalizado por incorrecções de grafia. Erra ou omite os restantes. Actividade B 3. Completa correctamente 6 ou 7 espaços. 1 Chave: a. is Chave: b. find Chave: c. are Chave: d. kills Chave: e. look Chave: f. manage Chave: g. should Não é penalizado por incorrecções de grafia. Completa

Leia mais

Departamento Curricular de Língua Materna e Humanidades 1

Departamento Curricular de Língua Materna e Humanidades 1 DOMÍNIOS Oralidade Metas curriculares 1. Escutar para aprender e construir conhecimentos. 2. Produzir um discurso oral com correção. 3. Produzir discursos com diferentes finalidades, tendo em conta a situação

Leia mais