FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado"

Transcrição

1 FIESP - 8º Encontro de Logística e Transportes A Hora do Investimento Privado Painel: Logística e Competitividade Mineração e Agronegócio: Superando Obstáculos para o Escoamento da Produção (São Paulo-SP, 07 de MAIO de 2013)

2 APRESENTAÇÃO IBRAM-Instituto Brasileiro de Mineração Organização privada, sem fins lucrativos, que representa a Indústria Mineral Brasileira; Fundado em 1976; Congrega 230 empresas [mineração e não-mineração] ; Representa mais de 85% da Produção Mineral Brasileira (US$ 51 bilhões em 2012) Escritório Central: Brasília Filiais: Estados de Minas Gerais e Pará;

3 BRASIL NO MUNDO Area > 3 milhões km² Bangladesh Pop > 140 milhões BRASIL Nigéria Rússia Paquistão Índia Indonésia Austrália China EUA Canadá Fonte: Banco Mundial (2012) Alemanha Itália França Espanha Reino Unido Japão México PIB > US$ 900 bilhões Coréia do Sul

4 POUCOS PAÍSES POSSUEM OS ELEMENTOS NECESSÁRIOS PARA TORNAR-SE UMA POTÊNCIA AGRÍCOLA MUNDIAL. O BRASIL É O QUARTO MAIOR DO SETOR NO MUNDO E UM DOS MAIORES EXPORTADORES DE GRÃOS Área Cultivada > 30 milhões de hectares Pop. Urbana > 80 milhões de habitantes Argentina BRASIL Rússia Indonésia Canadá Índia Japão China Austrália EUA México Harvested area higher PIB than >US$ 30 1 Trilhão million hectares Alemanha Reino Unido Espanha França Itália Fonte: MB Agro Vale Fertilizantes

5 O SETOR AGRÍCOLA NO BRASIL O setor agrícola brasileiro continua se destacando como um grande produtor que precisa de fertilizantes e têm origem mineral, tais como fosfato e potássio

6 O SOLO BRASILEIRO EXIGE FERTILIZANTES PARA GARANTIR A PRODUTIVIDADE, TANTO NO CURTO E NO LONGO PRAZO

7 O SETOR AGRÍCOLA NO BRASIL Demanda de Fertilizantes 80% dos Fertilizantes são consumidos em 6 estados Consumo de Fertilizantes Fonte: CRU e ANDA

8 CONSUMO DE FERTILIZANTES (ÚLTIMOS DEZ ANOS) Regiões Norte e Nordeste: Demanda por fertilizantes vem crescendo Disponibilidade de terra e recursos hídricos Boas condições climáticas Desafio de infraestrutura(portos, rodovias e ferrovias) Fonte: Anglo American e ANDA

9 RANKING MUNDIAL DE CONSUMO DE FERTILIZANTES

10 CONSUMO DE FERTILIZANTES NO BRASIL EM 2011

11 CONSUMO DE FERTILIZANTES NO BRASIL (em milhões de toneladas de nutrientes)

12 NOS ÚLTIMOS ANOS, O BRASIL TEM AUMENTADO SUA DEPENDÊNCIA DE FERTILIZANTES IMPORTADOS, MANTENDO A SUA PRODUÇÃO DOMÉSTICA ESTAGNADA

13 ORIGEM DAS IMPORTÃÇÕES DE FOSFATO

14 MAPA INTERNACIONAL DE SUPRIMENTO DE POTÁSSIO Source: Fosfertil and Rio Verde Minerals

15 O SETOR AGRÍCOLA NO BRASIL MINAS EM ATIVIDADE 75% DAS IMPORTAÇÕES SE CONCENTRAM EM 3 PORTOS 1 MINA DE POTÁSSIO 8 MINAS DE FOSFATO 4 PLANTAS DE AMÔNIA Fonte: CRU Group

16 PRODUÇÃO MINERAL BRASILEIRA EM US$ BILHÕES Crescimento 1 década = 550% 2008 até 2011 = 78% 2009 até 2011 = 108% 2010 até 2011 = 28% Estimativa cresc. em 2012 de 5% a 8% Estimativa Fonte: IBRAM/DNPM

17 Fonte: IBRAM

18 CONSUMO DE MINERAIS A produção mundial de minerais, incluindo os energéticos, segundo estimativas para o ano 2000, foi de 32 bilhões de toneladas (Wellmer e Becker-Plate, 2002). Desse total, cerca de 60% são de minerais (dos quais 2/3 de agregados para a construção civil) e 40% de energéticos. Hoje temos ± 40 bilhões de toneladas. Material Cimento Consumo (Mt) 9,40 22,40 26,0 32,9 59 Cimento kg/hab Aço Consumo (Mt) 6,24 10,9 11,7 19,2 26,6 Aço kg/hab , Cobre Consumo (Mt) 85, Cobre kg/hab 0,92 1,8 1,4 1,9 2,4 Alumínio Consumo (Mt) Tabela para Consumo no Brasil , ,9 Alumínio kg/hab 1,1 3,0 2,2 3,5 6,9 Fonte: Rochas & Minerais Industriais, 2005 ; Sumário Mineral 2011

19 PRODUÇÃO MINERAL BRASIL 2005 ATÉ 2012 Mineral Produção 2005 (toneladas) Produção 2010 (toneladas) Produção 2011 (toneladas) Produção 2012 (toneladas) Agregados Ferro Bauxita Manganês Fosfato Cobre Potássio Zinco Nióbio Níquel Ouro Fonte: IBRAM Total 2012: ± 907 milhões de toneladas

20 EXPECTATIVA DE AUMENTO DE PRODUÇÃO MINERAL BRASIL ATÉ 2016 Mineral Produção em 2011 Acréscimos até 2016 Produção Prevista Variação (1.000 ton) (A) (1.000 ton) (B) em 2016 (C)=(A+B) (C/A) Agregados % Ferro % Bauxita % Manganês % Fosfato % Cobre % Potássio % Zinco % Nióbio % Níquel % Ouro 0,066 0,029 0,095 44% Fonte: IBRAM estimativas Total 2016: ±1,700 bilhão de toneladas Curiosidade: Somente as 200 maiores minas do Brasil movimentam cerca de 764 milhões de toneladas ROM. O Brasil deve colher, na safra 2012/2013, mais de 183,5 milhões de toneladas de grãos, aumento de 10,5% em relação à safra anterior.

21 ESTRUTURA MODAL DE TRANSPORTES

22 DESTAQUE PARA ALGUNS PROJETOS DE MINERAÇÃO Informações podem ser complementadas através do site da empresa

23 DESTAQUE PARA ALGUNS PROJETOS DE MINERAÇÃO Informações podem ser complementadas através do site da empresa

24 DESTAQUE PARA ALGUNS PROJETOS DE MINERAÇÃO Informações podem ser complementadas através do site da empresa

25 DESTAQUE PARA ALGUNS PROJETOS DE MINERAÇÃO Projeto Integrado: Mineração Mineroduto Pelotização Siderurgia Porto Informações podem ser complementadas através do site da empresa

26 DESTAQUE PARA ALGUNS PROJETOS DE MINERAÇÃO Informações podem ser complementadas através do site da empresa

27 DESTAQUE PARA ALGUNS PROJETOS DE MINERAÇÃO Informações podem ser complementadas através do site da empresa

28 Brasil - Investimentos por Modo de Transporte Todos os Períodos (R$ 290,8 bi) Hidroviário 5,43% Outros 1,10% Portuário 13,39% Rodoviário 23,98% Ferroviário 51,63% Aeroportuário 4,48% Fonte: Ministério dos Transportes

29 Investimentos por Vetor Logístico e por Modal Brasil investimentos Modo Vetor Amazônico Centro- Norte Centro Sudeste Leste Nordeste Meridional Nordeste Setentrional Sul T O T A I S (R$ 1.000) Aeroportuário Ferroviário Hidroviário Outros Portuário Rodoviário T O T A I S Fonte: Ministério dos Transportes

30 MATRIZ DO TRANSPORTE DE CARGAS Fonte:

31 Fonte: MT - Relatório Final do Plano Nacional de Logística e Transportes PNLT, 2012

32 VETORES LOGÍSTICOS DIVISÃO DAS MICRORREGIÕES Fonte: MT- Relatório Final do Plano Nacional de Logística e Transportes PNLT, 2012

33 Fonte: MT- Relatório Final do Plano Nacional de Logística e Transportes PNLT, 2012

34 Fonte: MT- Relatório Final do Plano Nacional de Logística e Transportes PNLT, 2012

35 Estanho Fonte: MT- Relatório Final do Plano Nacional de Logística e Transportes PNLT, 2012

36 Fonte: MT- Relatório Final do Plano Nacional de Logística e Transportes PNLT, 2012

37 Fonte: MT- Relatório Final do Plano Nacional de Logística e Transportes PNLT, 2012

38 Fonte: MT- Relatório Final do Plano Nacional de Logística e Transportes PNLT, 2012

39 Fonte: MT- Relatório Final do Plano Nacional de Logística e Transportes PNLT, 2012

40 Fonte: MT- Relatório Final do Plano Nacional de Logística e Transportes PNLT, 2012

41 Fonte: MT- Relatório Final do Plano Nacional de Logística e Transportes PNLT, 2012

42 OBRIGADO! Diretor de Assuntos Minerários Marcelo Ribeiro Tunes

O Panorama da Mineração Brasileira

O Panorama da Mineração Brasileira O Panorama da Mineração Brasileira 9 de agosto de 2010 Câmara Britânica de Comércio e Indústria no Brasil PAULO CAMILLO VARGAS PENNA IBRAM-InstitutoBrasileirode Mineração Organização privada, sem fins

Leia mais

Mineração e sua Importância na Economia Brasileira

Mineração e sua Importância na Economia Brasileira Mineração e sua Importância na Economia Brasileira 25 de novembro de 2010 2º CONGRESSO DE MINERAÇÃO DA AMAZÔNIA ANTONIO LANNES Área > 3 milhões Km² Brasil no Mundo Bangladesh Pop > 140 milhões Nigéria

Leia mais

Indústria Mineral Brasileira e Paraense Belém, 20 de março de 2013

Indústria Mineral Brasileira e Paraense Belém, 20 de março de 2013 Indústria Mineral Brasileira e Paraense Belém, 20 de março de 2013 Um pouco sobre o IBRAM IBRAM-Instituto Brasileiro de Mineração Organização privada, sem fins lucrativos, que representa a Indústria Mineral

Leia mais

25 de agosto de 2010 III Seminário da Indústria Mineral Sustentável do Paraná PAULO CAMILLO VARGAS PENNA

25 de agosto de 2010 III Seminário da Indústria Mineral Sustentável do Paraná PAULO CAMILLO VARGAS PENNA Mineração: Instrumento de Indução do Desenvolvimento Nacional 25 de agosto de 2010 III Seminário da Indústria Mineral Sustentável do Paraná PAULO CAMILLO VARGAS PENNA IBRAM-Instituto Brasileiro de Mineração

Leia mais

Workshop Oportunidades de Desenvolvimento e Inovação em Mineração e Metais

Workshop Oportunidades de Desenvolvimento e Inovação em Mineração e Metais Workshop Oportunidades de Desenvolvimento e Inovação em Mineração e Metais 27 de Outubro de 2015 Local: Finep -Av. República do Chile, 330, 10º andar -Centro, Rio de Janeiro RJ IBRAM-Instituto Brasileiro

Leia mais

Audiência Pública. Debate: A situação da indústria do alumínio no Brasil

Audiência Pública. Debate: A situação da indústria do alumínio no Brasil Comissão de Minas e Energia - CME Audiência Pública Debate: A situação da indústria do alumínio no Brasil REUNIÃO EXTRAORDINÁRIA EM 21/5/2014 às 11h Brasília-DF Câmara dos Deputados RESERVAS BRASIL X MUNDO

Leia mais

Objetivo do estudo. Análise comparativa dos principais tributos e contribuições incidentes sobre as atividades das empresas de mineração no mundo:

Objetivo do estudo. Análise comparativa dos principais tributos e contribuições incidentes sobre as atividades das empresas de mineração no mundo: Agosto 2008 Objetivo do estudo Análise comparativa dos principais tributos e contribuições incidentes sobre as atividades das empresas de mineração no mundo: Riscos da indústria e o ambiente de negócios

Leia mais

APRESENTAÇÃO. IBRAM-Instituto Brasileiro de Mineração. Organização privada, sem fins lucrativos, que representa a Indústria Mineral Brasileira;

APRESENTAÇÃO. IBRAM-Instituto Brasileiro de Mineração. Organização privada, sem fins lucrativos, que representa a Indústria Mineral Brasileira; APRESENTAÇÃO IBRAM-Instituto Brasileiro de Mineração Organização privada, sem fins lucrativos, que representa a Indústria Mineral Brasileira; Fundado em 1976; Congrega 150 empresas [mineração e não-mineração]

Leia mais

INTERMODAL SOUTH AMERICA CONFERÊNCIA INFRAPORTOS PAINEL PALESTRA VIABILIDADE DAS EXPORTAÇÕES DEPENDE DOS PORTOS

INTERMODAL SOUTH AMERICA CONFERÊNCIA INFRAPORTOS PAINEL PALESTRA VIABILIDADE DAS EXPORTAÇÕES DEPENDE DOS PORTOS INTERMODAL SOUTH AMERICA CONFERÊNCIA INFRAPORTOS PAINEL PERSPECTIVAS E INVESTIMENTOS NO SETOR PALESTRA VIABILIDADE DAS EXPORTAÇÕES DEPENDE DOS PORTOS JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO São Paulo, 02 de abril de 2013

Leia mais

SETOR DE FERTILIZANTES E CORRETIVOS: CENÁRIOS E POTENCIAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS. Álvaro Resende

SETOR DE FERTILIZANTES E CORRETIVOS: CENÁRIOS E POTENCIAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS. Álvaro Resende SETOR DE FERTILIZANTES E CORRETIVOS: CENÁRIOS E POTENCIAL NO ESTADO DE MINAS GERAIS Álvaro Resende Belo Horizonte, 03/08/2015 A CADEIA DE FERTILIZANTES NPK N P K Grandes e poucas empresas Mercados e preços

Leia mais

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL

PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL SECRETARIA DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO DE MINAS GERAIS SUBSECRETARIA DO AGRONEGÓCIO PERFIL DO AGRONEGÓCIO MUNDIAL Março/2014 2 ÍNDICE 03. Apresentação 04. População Mundial 05. População

Leia mais

TEMA: DESAFIOS LOGÍSTICOS

TEMA: DESAFIOS LOGÍSTICOS Câmara dos Deputados Comissão Especial PL 0037/11 Audiência Pública em 18 de Setembro de 2013 TEMA: DESAFIOS LOGÍSTICOS (Brasília-DF) INSTITUTO BRASILEIRO DE MINERAÇÃO SUMÁRIO 1) A MINERAÇÃO HOJE 2) MINERAÇÃO

Leia mais

1º Semestre PROJETO JAURU Exploração de Depósitos de Fosfato, região de Mirassol D oeste, Mato Grosso

1º Semestre PROJETO JAURU Exploração de Depósitos de Fosfato, região de Mirassol D oeste, Mato Grosso 1º Semestre 2016 PROJETO JAURU Exploração de Depósitos de Fosfato, região de Mirassol D oeste, Mato Grosso 1 DISCLAIMER As informações constantes desta apresentação estão sujeitas a riscos e incertezas,

Leia mais

MINERAÇÃO. Evolução da produção Mineral

MINERAÇÃO. Evolução da produção Mineral Mineração 41 MINERAÇÃO» O setor mineral mundial vive um momento de alta demanda e preços em níveis jamais vistos, motivado principalmente pela China;» O alto crescimento da economia chinesa tem exercido

Leia mais

FERTILIZANTES HERINGER S/A

FERTILIZANTES HERINGER S/A FERTILIZANTES HERINGER S/A 4,5 bilhões de anos Área + de 51 BILHOES de hectares 71% H2O Somente 3% agua doce +- 15 bilhoes de hectares de terra + de 1 BILHÃO HECTARES PLANTADOS 6.6 BILHOES HABITANTES Previsão

Leia mais

Mineração e Agronegócio:

Mineração e Agronegócio: Mineração e Agronegócio: Superando Obstáculos para o Escoamento da Produção 8º Encontro de Logística e Transportes - FIESP Produção e Exportação Soja e Milho Produção de soja e milho > 5 mil toneladas

Leia mais

A Perspectiva Otimista da Mineração no Brasil

A Perspectiva Otimista da Mineração no Brasil A Perspectiva Otimista da Mineração no Informações e Análises da Economia Mineral eira 7ª Edição Companhias Mineradoras no De acordo com a consolidação dos Relatórios Anuais de Lavra, entregues pelas empresas

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Instituto Brasileiro de Mineração IBRAM

Instituto Brasileiro de Mineração IBRAM Instituto Brasileiro de Mineração IBRAM (Brasília, 16 de Dezembro de 2015) COMISSÃO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA, ABASTECIMENTO, E DESENVOLVIMENTO RURAL OFICINA TÉCNICA para debater a importância da exploração

Leia mais

Verticalização e investimentos no setor de mineração e metalurgia. São Paulo, 26 de fevereiro de 2016

Verticalização e investimentos no setor de mineração e metalurgia. São Paulo, 26 de fevereiro de 2016 Verticalização e investimentos no setor de mineração e metalurgia São Paulo, 26 de fevereiro de 2016 MINERAÇÃO NO ESTADO DO PARÁ O Pará possui grande parte das reservas de recursos minerais mundiais. Evolução

Leia mais

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO REFLEXOS DO CENÁRIO ECONÔMICO MUNDIAL SOBRE O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO JOÃO CRUZ REIS FILHO SECRETÁRIO DE ESTADO DE AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO Brasília/DF JULHO DE 2015 22 CENÁRIO POPULACIONAL

Leia mais

A Ásia conta com enormes reservas minerais e energéticas, circunstância que tem facilitado seu recente desenvolvimento industrial.

A Ásia conta com enormes reservas minerais e energéticas, circunstância que tem facilitado seu recente desenvolvimento industrial. A Ásia conta com enormes reservas minerais e energéticas, circunstância que tem facilitado seu recente desenvolvimento industrial. Recursos minerais e energéticos de alguns países da Ásia Os principais

Leia mais

Agronegócio em Mato Grosso. Abril 2013

Agronegócio em Mato Grosso. Abril 2013 Agronegócio em Mato Grosso Abril 2013 Brasil Visão Geral Brasil - Visão Geral Area 8,5 milhões km 2 (5º maior) População (2011) 195 milhões (6 º maior) PIB (2011) US$ 2,47 Trilhões (6 ª maior) Produção

Leia mais

Recursos Minerais: para quê e para quem?

Recursos Minerais: para quê e para quem? Recursos Minerais: para quê e para quem? Rodrigo Salles P. Santos Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) santosrodrigosp@hotmail.com Seminário Marco Regulatório da Mineração Roteiro Geologia e Dotação

Leia mais

Diretrizes do DNPM para o Fomento à Exploração Mineral. Sérgio Augusto Dâmaso de Sousa Diretor-Geral do DNPM Ouro Preto, 21 de maio de 2012

Diretrizes do DNPM para o Fomento à Exploração Mineral. Sérgio Augusto Dâmaso de Sousa Diretor-Geral do DNPM Ouro Preto, 21 de maio de 2012 Diretrizes do DNPM para o Fomento à Exploração Mineral Sérgio Augusto Dâmaso de Sousa Diretor-Geral do DNPM Ouro Preto, 21 de maio de 2012 Distribuição das Áreas Outorgadas pelo DNPM DNPM Órgão Gestor

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO JUNHO DE 2017

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos TRIGO JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas publicações

Leia mais

AMEAÇAS E OPORTUNIDADES PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO

AMEAÇAS E OPORTUNIDADES PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO AMEAÇAS E OPORTUNIDADES PARA O AGRONEGÓCIO BRASILEIRO Junho/2008 Três Pontas/MG Secretaria de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento DIMENSÃO DEMOGRÁFICO DIMENSÃO SOCIOECONÔMICA DIMENSÃO SEGURANÇA

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Índice 1 - Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso ÍNDICE 1 Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

Infraestrutura Logística para otimização da cadeia farmacêutica. Frederico Bussinger

Infraestrutura Logística para otimização da cadeia farmacêutica. Frederico Bussinger Infraestrutura Logística para otimização da cadeia farmacêutica Frederico Bussinger BRASIL NO MUNDO LOGÍSTICA: FATOR CRÍTICO DE SUCESSO Área > 4 mi Km 2 População > 100 mi Paquistão USA Bangladesh China

Leia mais

Mineração. João Eduardo Laurent Alphonse Rafael Almeida

Mineração. João Eduardo Laurent Alphonse Rafael Almeida + Mineração João Eduardo Laurent Alphonse Rafael Almeida + 1. Histórico 2. Carajás 3. Aspectos Gerais Agenda + Histórico -Um solo, uma nação + Histórico 1500 1700: exploração de Au, Fe e diamantes 1603:

Leia mais

Compreender as DIFERENÇAS e SEMELHANÇAS O que nos afasta? O que nos aproxima?

Compreender as DIFERENÇAS e SEMELHANÇAS O que nos afasta? O que nos aproxima? Maio 2014 Apresentar a Indústria de MT Compreender as DIFERENÇAS e SEMELHANÇAS O que nos afasta? O que nos aproxima? Diagnosticar as NECESSIDADES MÚTUAS Do que precisamos? Do que podemos fornecer mutuamente?

Leia mais

Dlt Dalton Carlos Heringer CEO e Membro do Conselho. Diretor de Controladoria e de Relações com Investidores. 12 de Março de 2009

Dlt Dalton Carlos Heringer CEO e Membro do Conselho. Diretor de Controladoria e de Relações com Investidores. 12 de Março de 2009 Visão Geral Da Companhia Dlt Dalton Carlos Heringer CEO e Membro do Conselho Wilson Rio Mardonado d Diretor de Controladoria e de Relações com Investidores 12 de Março de 2009 Mercado Mundial de Fertilizantes

Leia mais

AMCHAM BRASIL SÃO PAULO OBJETIVOS E METAS DO GOVERNO TEMER PARA O COMÉRCIO EXTERIOR

AMCHAM BRASIL SÃO PAULO OBJETIVOS E METAS DO GOVERNO TEMER PARA O COMÉRCIO EXTERIOR AMCHAM BRASIL SÃO PAULO PALESTRA OBJETIVOS E METAS DO GOVERNO TEMER PARA O COMÉRCIO EXTERIOR JOSÉ AUGUSTO DE CASTRO São Paulo, 30 de agosto de 2016 2 EXPORTAÇÕES POR FATOR AGREGADO, EM TONELADAS Em milhões

Leia mais

Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações

Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações Agronegócio e o Plano Nacional de Exportações Alinne B. Oliveira Superintendente de Relações Internacionais Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil CNA 17 de novembro de 2015. O agronegócio e

Leia mais

ESTADOS UNIDOS. Comércio Exterior

ESTADOS UNIDOS. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ESTADOS UNIDOS Comércio Exterior Março de 2016 Principais Indicadores

Leia mais

REUNIÃO DE TRABALHO DOS GTE S

REUNIÃO DE TRABALHO DOS GTE S IIRSA REUNIÃO DE TRABALHO DOS GTE S PLANO NACIONAL DE LOGÍSTICA E TRANSPORTES PNLT Santa Cruz de la Sierra Bolívia/2009 Engº Luiz Carlos R. Ribeiro Coordenador Geral de Planejamento Resgate do processo

Leia mais

Presença da China na América do Sul

Presença da China na América do Sul Presença da China na América do Sul 1 1 Em 2008, 3% das exportações chinesas foram destinadas à América do Sul... Principais Destinos das Exportações Chinesas (2008) Estados Unidos 17,7% Japão 8,1% Coréia

Leia mais

Vale do Rio Doce tem fábrica no Bahrein e vai fazer pesquisa mineral na Arábia Saudita

Vale do Rio Doce tem fábrica no Bahrein e vai fazer pesquisa mineral na Arábia Saudita Agência de Notícias Brasil-Árabe - SP 23/03/2004-00:00 Vale do Rio Doce tem fábrica no Bahrein e vai fazer pesquisa mineral na Arábia Saudita Na segunda reportagem da série sobre as maiores empresas exportadoras

Leia mais

MÉXICO. Comércio Exterior

MÉXICO. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC MÉXICO Comércio Exterior Março de 2016 Principais indicadores socioeconômicos

Leia mais

ANÁLISE DO MERCADO TRIGO. Análise para 2016

ANÁLISE DO MERCADO TRIGO. Análise para 2016 ANÁLISE DO MERCADO TRIGO Análise para 2016 SOJA MUNDO ANÁLISE DO MERCADO DE TRIGO MUNDO LONGO PRAZO Consumo e Projeção do Consumo Mundial de Trigo (em milhões de toneladas) 900 800 700 600 616 713 741

Leia mais

Avicultura e Suinocultura: Cenário Nacional e Mundial Desafios e Oportunidades

Avicultura e Suinocultura: Cenário Nacional e Mundial Desafios e Oportunidades FRANCISCO TURRA Presidente Executivo Avicultura e Suinocultura: Cenário Nacional e Mundial Desafios e Oportunidades Brasil é o 4º Maior Exportador Mundial de Produtos Agrícolas Exportação de produtos agrícolas

Leia mais

A Indústria de Defesa

A Indústria de Defesa A Indústria de Defesa Sergio Vaquelli Diretor Titular Adjunto COMDEFESA - Departamento da Indústria de Defesa Workshop A Base Industrial Mineira de Defesa FIEMG - Federação das Indústrias do Estado de

Leia mais

Balança Comercial Mineral da Amazônia Legal. IBRAM AMAZÔNIA Belém, fevereiro de 2010.

Balança Comercial Mineral da Amazônia Legal. IBRAM AMAZÔNIA Belém, fevereiro de 2010. Balança Comercial Mineral da Amazônia Legal 2009 IBRAM AMAZÔNIA Belém, fevereiro de 2010. Exportação Mineral da Amazônia Legal 25.000.000.000 20.000.000.000 US$ 19 Bilhões ( 16%) 15.000.000.000 US$ FO

Leia mais

União dos Produtores de Bioenergia

União dos Produtores de Bioenergia União dos Produtores de Bioenergia O Futuro da Bioenergia no Contexto do Agronegócio Brasileiro José Carlos Toledo Do Petróleo aos Biocombustíveis Fator Econômico dólar/barril 80 70 60 50 40 30 25 30 40

Leia mais

ANEXO B. DADOS MUNDIAIS DE ENERGIA

ANEXO B. DADOS MUNDIAIS DE ENERGIA ANEXO B. DADOS MUNDIAIS DE ENERGIA 1. OFERTA MUNDIAL DE ENERGIA GRÁFICO B.1: OFERTA MUNDIAL DE ENERGIA POR FONTE GRÁFICO B.2: OFERTA MUNDIAL DE ENERGIA POR REGIÃO (*) (*) Excluindo bunkers marítimos internacionais

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso ÍNDICE 1 Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso

Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso ÍNDICE 1 Agronegócio no Brasil e em Mato Grosso 1.1 Agronegócio Soja 1.2 Agronegócio Milho 1.3 Agronegócio Algodão 1.4 Agronegócio Boi 2 Competitividade 2.1 Logística

Leia mais

SEMINÁRIO DE FUNDIÇÃO

SEMINÁRIO DE FUNDIÇÃO SEMINÁRIO DE FUNDIÇÃO Fundição Mineira no Século XXI A Conquista da Excelência em Fundidos Afonso Gonzaga Presidente do SIFUMG Março de 2005 FUNDIÇÃO MINEIRA NO SÉCULO XXI Conteúdo NÚMEROS DO SETOR ANÁLISE

Leia mais

Insumos Agropecuários: Fertilizantes. Cadeias Produtivas Agrícolas

Insumos Agropecuários: Fertilizantes. Cadeias Produtivas Agrícolas Insumos Agropecuários: Fertilizantes Cadeias Produtivas Agrícolas Insumos Agropecuários Segundo dados da Associação Nacional dos Distribuidores de Insumos Agrícolas e Veterinários, o mercado distribuidor

Leia mais

Modelo de Negócios Objetivo

Modelo de Negócios Objetivo JULIO FONTANA Modelo de Negócios Objetivo Heavy haul do agronegócio Dominância dos principais corredores de exportação Expansão do setor agrícola DEMANDA DO AGRONEGÓCIO LOCALIZAÇÃO ESTRATÉGICA Grandes

Leia mais

Mineração e Transformação Mineral

Mineração e Transformação Mineral Mineração e Transformação Mineral 4 CONSIDERAÇÕES SOBRE O SETOR PIB da Mineração e Transformação Mineral - brasil (%) 15,2 14, 12,4» O agrupamento Mineração e Transformação Mineral (M&TM) compreende toda

Leia mais

SETOR DE CELULOSE E PAPEL

SETOR DE CELULOSE E PAPEL SETOR DE CELULOSE E PAPEL 7º Encontro da Cadeia Produtiva de Madeira e Móveis BENTO GONÇALVES 12/11/2008 Pedro Vilas Boas Dados Gerais Cadeia Produtiva do Setor Florestal Lenha Carvão Vegetal PRODUÇÃO

Leia mais

BOLÍVIA. Comércio Exterior

BOLÍVIA. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC BOLÍVIA Comércio Exterior Janeiro de 2016 Principais Indicadores

Leia mais

A economia agrícola internacional e a questão da expansão agrícola brasileira ABAG. Alexandre Mendonça de Barros

A economia agrícola internacional e a questão da expansão agrícola brasileira ABAG. Alexandre Mendonça de Barros A economia agrícola internacional e a questão da expansão agrícola brasileira ABAG Alexandre Mendonça de Barros 05 de Agosto de 2013 1 Índice As transformações da economia agrícola internacional Vantagens

Leia mais

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sede Nacional - SP

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS. Sede Nacional - SP ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS Sede Nacional - SP Fundação: 1937 - origem em um sindicato têxtil; Possui 1.200 empresas associadas e representa 4,5 mil empresas; Sede nacional

Leia mais

Seminário CNI BID TRANSPORTE PARA O COMÉRCIO E A INTEGRAÇÃO REGIONAL

Seminário CNI BID TRANSPORTE PARA O COMÉRCIO E A INTEGRAÇÃO REGIONAL Seminário CNI BID TRANSPORTE PARA O COMÉRCIO E A INTEGRAÇÃO REGIONAL Custos de transporte nas exportações brasileiras: como solucionar os gargalos? Eng. Elcio Ribeiro, MSc. Uso da Terra no Brasil Área

Leia mais

O super-ciclo das commodities chegou ao fim? FIESP. Alexandre Mendonça de Barros

O super-ciclo das commodities chegou ao fim? FIESP. Alexandre Mendonça de Barros O super-ciclo das commodities chegou ao fim? FIESP Alexandre Mendonça de Barros 02 de Setembro de 2013 1 Índice 2 Índice 3 Referência bibliográfica básica Jacks, D. (2013) From boom to bust: a typology

Leia mais

A MINERAÇÃO E A GLOBALIZAÇÃO

A MINERAÇÃO E A GLOBALIZAÇÃO TENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS: GEOCIÊNCIAS PAINEL EXPLORAÇÃO MINERAL A MINERAÇÃO E A GLOBALIZAÇÃO Iran F. Machado Consultor CPRM Rio de Janeiro 12 de julho de 2006 A globalização no setor mineral se traduz em:

Leia mais

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Visão Geral da Companhia

Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes. Visão Geral da Companhia Mercado Mundial e Brasileiro de Fertilizantes Visão Geral da Companhia Agosto 2009 1 Mercado Mundial de Fertilizantes 2 ( Em milhões de toneladas de nutrientes) Mercado Mundial de Fertilizantes por Nutrientes

Leia mais

Relações Brasil - China: oportunidades de negócios para o setor agropecuário

Relações Brasil - China: oportunidades de negócios para o setor agropecuário Relações Brasil - China: oportunidades de negócios para o setor agropecuário Eduardo Correa Riedel Vice-Presidente e Diretor da Confederação de Agricultura e Pecuária do Brasil - CNA Relações Brasil -

Leia mais

Prof. Edmar de Almeida Instituto de Economia - UFRJ

Prof. Edmar de Almeida Instituto de Economia - UFRJ 14 Encontro de Energia - FIESP GÁS NATURAL A PREÇO JUSTO: UMA ANÁLISE PELO LADO DA DEMANDA Prof. Edmar de Almeida Instituto de Economia - UFRJ São Paulo 5 de Agosto de 2013 PLANO DA APRESENTAÇÃO O que

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ JUNHO DE 2017

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ JUNHO DE 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ JUNHO DE 2017 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas publicações

Leia mais

Semana Fiesp/Ciesp de Meio Ambiente

Semana Fiesp/Ciesp de Meio Ambiente Semana Fiesp/Ciesp de Meio Ambiente Agronegócio Brasileiro PIB Brasileiro (2007) US$ 1.314 bilhões Agronegócio 37% Empregos (2006) 25% US$ 329,9 bilhões Exportações (2007) Agronegócio US$ 58,4 bilhões

Leia mais

Santa Maria - RS

Santa Maria - RS MERCADO INTERNO E DE EXPORTAÇÃO DE PRODUTOS DE ORIGEM ANIMAL XXVI CONGRESSO BRASILEIRO DE ZOOTECNIA ZOOTEC 2016 SIMPÓSIO III: MARKETING E EMPREENDEDORISMO Santa Maria - RS 13-05-2016 POSIÇÃO DO BRASIL

Leia mais

A Competitividade da Indústria Química no contexto da Logística

A Competitividade da Indústria Química no contexto da Logística Brasil: uma vocação natural para a indústria química A Competitividade da Indústria Química no contexto da Logística USUPORT Bahia 29 de Novembro de 2016 País rico em petróleo, gás, biodiversidade, minerais

Leia mais

São Paulo, 18 de março de 2013.

São Paulo, 18 de março de 2013. São Paulo, 18 de março de 2013. Fevereiro 2013 Balança comercial registra novo déficit: em fevereiro, o saldo negativo totalizou US$ 1,3 bilhão contra um superávit de US$ 1,7 bilhão no mesmo mês do ano

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ NOVEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ NOVEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos ARROZ NOVEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

Informações sobre a Economia Mineral do Estado do Pará

Informações sobre a Economia Mineral do Estado do Pará Informações sobre a Economia Mineral do Estado do Pará Atualizado em Julho de 2013 Distribuição da Produção Mineral no Pará Fonte: IBRAM Amazônia. Balança Mineral do Estado do PA A balança mineral do Pará

Leia mais

O AGRONEGÓCIO EM MATO GROSSO

O AGRONEGÓCIO EM MATO GROSSO O AGRONEGÓCIO EM MATO GROSSO Sistema Famato Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso. Criada em 1965, é a representante máxima da estrutura que compõe o Sistema Sindical Rural do Estado

Leia mais

Audiência Pública Senado Federal

Audiência Pública Senado Federal Audiência Pública Senado Federal Pedro de Camargo Neto Presidente Abipecs 12 de julho de 2012 Distribuição Geográfica da Suinocultura Estado Part. % 2009 RS 19,3 SC 25,1 PR 17,0 5,6% SP 5,0 MG 13,7 MT

Leia mais

AGRICULTURA. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

AGRICULTURA. Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos AGRICULTURA Novembro de 2017 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO DA AGRICULTURA o o Algodão Embora não tenha alcançado recorde, as 3 últimas safras globais seguiram em recuperação

Leia mais

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016

DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos SOJA DEZEMBRO DE 2016 O DEPEC BRADESCO não se responsabiliza por quaisquer atos/decisões tomadas com base nas informações disponibilizadas por suas

Leia mais

VLI e a Logística Integrada

VLI e a Logística Integrada VLI e a Logística Integrada José Osvaldo Cruz 22ª Semana de Tecnologia Metroferroviária Modelo de Negócio: Sistema Logístico Integrado A VLI é uma operadora logística de base ferroviária que movimenta

Leia mais

JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES

JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES JUROS, BOLSAS INTERNACIONAIS, MOEDAS E COMMODITIES JUROS TAXA DE JUROS DO TÍTULO DE 10 ANOS DO TESOURO AMERICANO 2006-2013. Fonte: Bloomberg ESTADOS UNIDOS: TAXAS DE JUROS DE 10 ANOS (% a.a.) 03/04/14

Leia mais

Claudio Scliar Secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral. Curitiba, 26 de agosto de 2010.

Claudio Scliar Secretário de Geologia, Mineração e Transformação Mineral. Curitiba, 26 de agosto de 2010. A importância da mineração para o Brasil III Seminário da Indústria Mineral sustentável do PR IX Reunião dos Produtores Nacionais de Calcário ANEPAC Assembléia Geral administrativa Claudio Scliar Secretário

Leia mais

A semente do cooperativismo no desenvolvimento competitivo do Estado do Paraná

A semente do cooperativismo no desenvolvimento competitivo do Estado do Paraná Fórum de Competitividade da Câmara Americana de Comércio - AMCHAM Curitiba 27/setembro/2017 Curitiba/PR A semente do cooperativismo no desenvolvimento competitivo do Estado do Paraná Eng. Agr. J O S É

Leia mais

Expectativa de Suprimentos para o Transporte Ferroviário. Perspectivas e Demandas das atuais Ferrovias de Carga

Expectativa de Suprimentos para o Transporte Ferroviário. Perspectivas e Demandas das atuais Ferrovias de Carga Expectativa de Suprimentos para o Transporte Ferroviário Perspectivas e Demandas das atuais Ferrovias de Carga Agosto/2014 Agenda Visão de Mercado Visão MRS Oportunidades MRS Visão Suprimentos Conclusão

Leia mais

12º Congresso Brasileiro do Agronegócio Infraestrutura e Logística Painel 3 As oportunidades e as dificuldades para o aumento da oferta

12º Congresso Brasileiro do Agronegócio Infraestrutura e Logística Painel 3 As oportunidades e as dificuldades para o aumento da oferta 12º Congresso Brasileiro do Agronegócio Infraestrutura e Logística Painel 3 As oportunidades e as dificuldades para o aumento da oferta Jorge Karl Presidente da Cooperativa Agrária e Diretor da Ocepar

Leia mais

Empresas mineradoras no Brasil

Empresas mineradoras no Brasil Em 211, a Produção Mineral Brasileira (PMB) deverá atingir um novo recorde ao totalizar US$ 5 bilhões (valor estimado), o que configurará um aumento de 28% se comparado ao valor registrado em 21: US$ 39

Leia mais

GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD. Professor Rodolfo Visentin.

GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD. Professor Rodolfo Visentin. GEOGRAFIA AGRÁRIA CACD Professor Rodolfo Visentin. QUE É GEOGRAFIA AGRÁRIA A estrutura agrária reúne as condições sociais e fundiárias de um espaço, envolvendo aspectos referentes á legalidade das terras,

Leia mais

Desempenho da Indústria Catarinense

Desempenho da Indústria Catarinense FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE SANTA CATARINA Desempenho da Indústria Catarinense Florianópolis, 21 de Agosto de 2015 SANTA CATARINA e BRASIL Desempenho econômico em 2015 INDICADOR SANTA CATARINA

Leia mais

EVOLUÇÃO DAS RESERVAS MEDIDAS E INDICADAS DE MINERAIS METÁLICOS E FERTILIZANTES NO BRASIL: PANORAMA

EVOLUÇÃO DAS RESERVAS MEDIDAS E INDICADAS DE MINERAIS METÁLICOS E FERTILIZANTES NO BRASIL: PANORAMA VI Simpósio Brasileiro de Exploração Mineral ADIMB - Agência para o Desenvolvimento Tecnológico da Indústria Mineral Brasileira EVOLUÇÃO DAS RESERVAS MEDIDAS E INDICADAS DE MINERAIS METÁLICOS E FERTILIZANTES

Leia mais

Perspectivas do Comércio Exterior Brasileiro

Perspectivas do Comércio Exterior Brasileiro Reunião de Diretoria e Conselhos da Associação de Comércio Exterior do Brasil - AEB Perspectivas do Comércio Exterior Brasileiro Secretária de Comércio Exterior Ministério da Indústria, Comércio Exterior

Leia mais

CHILE. Comércio Exterior

CHILE. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC CHILE Comércio Exterior Fevereiro de 2016 Principais indicadores

Leia mais

As perspectivas da infraestrutura logística no curto, médio e longo prazos. Priscila Santiago Coordenadora de Economia da CNT

As perspectivas da infraestrutura logística no curto, médio e longo prazos. Priscila Santiago Coordenadora de Economia da CNT As perspectivas da infraestrutura logística no curto, médio e longo prazos Priscila Santiago Coordenadora de Economia da CNT Brasília, setembro de 2013 Os efeitos do desenvolvimento do transporte Reduziram

Leia mais

Etanol de milho: situação atual, desafios e perspectivas da produção Glauber Silveira

Etanol de milho: situação atual, desafios e perspectivas da produção Glauber Silveira Etanol de milho: situação atual, desafios e perspectivas da produção Glauber Silveira Aprosoja e Abramilho Mercado do milho Produção mundial Safra 17/18* EUA 370,3 CHINA 215,0 BRASIL 95,0 EUROPA 59,6 ARGENTINA

Leia mais

AGRICULTURA. Janeiro de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos

AGRICULTURA. Janeiro de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos AGRICULTURA Janeiro de 2018 DEPEC Departamento de Pesquisas e Estudos Econômicos DESEMPENHO DA AGRICULTURA o o Algodão Embora não tenha alcançado recorde, as 3 últimas safras globais seguiram em recuperação

Leia mais

AUDIÊNCIA PÚBLICA SENADO FEDERAL: SUBMINERA - SUBCOMISSÃO PERMANENTE DE ACOMPANHAMENTO DO SETOR DE MINERAÇÃO

AUDIÊNCIA PÚBLICA SENADO FEDERAL: SUBMINERA - SUBCOMISSÃO PERMANENTE DE ACOMPANHAMENTO DO SETOR DE MINERAÇÃO AUDIÊNCIA PÚBLICA SENADO FEDERAL: SUBMINERA - SUBCOMISSÃO PERMANENTE DE ACOMPANHAMENTO DO SETOR DE MINERAÇÃO O ATUAL CONTEXTO DA CFEM PARA A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA MINERAL Brasília, 01 de Março de

Leia mais

ÁFRICA DO SUL. Comércio Exterior

ÁFRICA DO SUL. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ÁFRICA DO SUL Comércio Exterior Fevereiro de 2016 Principais Indicadores

Leia mais

IV Simpósio Brasileiro de Exploração Mineral. Programa Exploratório Bunge Participações e Investimentos BPI. Fernando Silva Filho

IV Simpósio Brasileiro de Exploração Mineral. Programa Exploratório Bunge Participações e Investimentos BPI. Fernando Silva Filho IV Simpósio Brasileiro de Exploração Mineral Programa Exploratório Bunge Participações e Investimentos Fernando Silva Filho Ouro Preto - Maio/2010 Panorama da Indústria Mundial de Fertilizantes Reservas

Leia mais

XIX Seminário ABMR&A. Safra 2008/2009. Tendências e Desafios

XIX Seminário ABMR&A. Safra 2008/2009. Tendências e Desafios XIX Seminário ABMR&A Safra 2008/2009 Tendências e Desafios 01/10/2008 SETOR DE FERTILIZANTES BRASIL ASSOCIAÇÃO NACIONAL PARA DIFUSÃO DE ADUBOS Histórico ENTIDADE REPRESENTATIVA Fundada em 13 de abril de

Leia mais

Seminário Empresarial Brasil-China Investimentos em Infraestrutura Ferroviária

Seminário Empresarial Brasil-China Investimentos em Infraestrutura Ferroviária Seminário Empresarial Brasil-China Investimentos em Infraestrutura Ferroviária Paulo Sérgio Passos Ministro de Estado dos Transportes Brasília, 16.07.2014 Brasil e China: Economias Complementares China

Leia mais

Ministério dos Transportes

Ministério dos Transportes Ministério dos Transportes VI Congresso Internacional de Transportes da Amazônia Política Nacional de Transportes Belém, 01 de setembro de 2015 Ministério dos Transportes - Competências Possui como principais

Leia mais

ARGENTINA. Comércio Exterior

ARGENTINA. Comércio Exterior Ministério das Relações Exteriores - MRE Departamento de Promoção Comercial e Investimentos - DPR Divisão de Inteligência Comercial - DIC ARGENTINA Comércio Exterior Janeiro de 2016 Principais Indicadores

Leia mais

Mineração, Desenvolvimento e Soberania.

Mineração, Desenvolvimento e Soberania. Mineração, Desenvolvimento e Soberania. A propagação da mineração nos outros setores da economia provoca um círculo virtuoso na geração de emprego e renda, interiorizando riqueza, cidadania. MINAÇU ARAXÁ

Leia mais

A A DEMANDA de PAPEL MUNDIAL e SUSTENTABILIDADE. 2o. CONGRESSO FLORESTAL DO MATO GROSSO DO SUL 8 de Junho de 2010

A A DEMANDA de PAPEL MUNDIAL e SUSTENTABILIDADE. 2o. CONGRESSO FLORESTAL DO MATO GROSSO DO SUL 8 de Junho de 2010 A A DEMANDA de PAPEL MUNDIAL e SUSTENTABILIDADE 2o. CONGRESSO FLORESTAL DO MATO GROSSO DO SUL 8 de Junho de 2010 CONTEÚDO 1. PERFIL DO SETOR BRASILEIRO DE C&P 2. OVERVIEW DO SETOR BRASILEIRO DE C&P 3.

Leia mais

Informações sobre a Economia Mineral do Estado de Minas Gerais. Informações até Dezembro de 2014 Divulgado em 25 de Março de 2015

Informações sobre a Economia Mineral do Estado de Minas Gerais. Informações até Dezembro de 2014 Divulgado em 25 de Março de 2015 Informações sobre a Economia Mineral do Estado de Minas Gerais Informações até Dezembro de 2014 Divulgado em 25 de Março de 2015 Estatísticas Minerais sobre MG Minas Gerais é o mais importante estado minerador

Leia mais

Boas Práticas para Uso Eficiente de Fertilizantes na Cultura do Café. Valter Casarin IPNI Programa Brasil

Boas Práticas para Uso Eficiente de Fertilizantes na Cultura do Café. Valter Casarin IPNI Programa Brasil Boas Práticas para Uso Eficiente de Fertilizantes na Cultura do Café Valter Casarin IPNI Programa Brasil Ranking da produção e exportação mundial Suco de laranja Açúcar Café Carne Soja Frango Milho Porco

Leia mais

Royalties e Desenvolvimento Socioeconômico. VII Encontro Executivos ADIMB Brasília Junho 2017

Royalties e Desenvolvimento Socioeconômico. VII Encontro Executivos ADIMB Brasília Junho 2017 Royalties e Desenvolvimento Socioeconômico VII Encontro Executivos ADIMB Brasília Junho 2017 Tributos e royalties em alguns países da América Latina ARGENTINA BRASIL CHILE PERU ARGENTINA Imposto de Renda

Leia mais