Normativo do Grupo Inside

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Normativo do Grupo Inside"

Transcrição

1 Normativo do Grupo Inside As normas abaixo são para que você, nosso sócio participante, possa saber e compreender as regras da empresa assim como cada situação do dia-dia que possam lhes ocorrer. I - Horário de Atendimento e nossos contatos: Os horários e dias de atendimentos assim como funcionamento estão disponíveis no site, se atentar para os horários de atendimento para que você sócio participante não perca tempo ligando para a empresa sem ser atendido a contento por questões não estar em funcionamento. Contatos de para dúvidas como, Alterações de Cadastro, Regras e Normas vigentes, Horários de Atendimentos, Agendamentos de Visitas, Demonstrativos, Premiacões, Retiradas, Acesso/Desbloqueio ao Site, Senhas, Novos Sócios, Aportes e demais atendimentos. para Envio e recebimento de contratos, dúvidas a respeito do Contrato, cadastro para novos Contratos, Encerramentos Contratos, comprovantes de aportes Iniciais e demais assuntos pertinentes ao Contrato. da Diretoria para reclamações e assuntos de ordem Decisória. II Para Solicitações de antecipação dos Lucros no mês: Todas as solicitações de antecipação dos Lucros somente serão permitidas nas datas previstas neste normativo, sob pena de sanção na perda do Lucro do mês ou mesmo a extinção do contrato do Sócio Participante em casos que a Inside assim entender como Abusiva.

2 Todas as solicitações de antecipação dos Lucros deverão ser realizadas entre os períodos do dia 26 a 28 de cada mês, independentemente de cair em sábados, Domingos e Feriados. A data do crédito do Lucro solicitado pelo Sócio Participante será disponibilizada no último dia do mês, sejam eles 29, 30 ou 31. No caso dos dias mencionados neste normativo caírem em sábados, Domingos ou mesmo feriados simples ou prolongados, o crédito entrará no dia útil seguinte, independente do dia da semana que cair. As transferências em forma de DOCs são de compensação noturna, ou seja, se enviarmos hoje a transferência, somente amanhã o Sócio Participante terá vistas sobre o valor em seu Demonstrativo, porém com data de hoje. As demais formas de transferências como TEDs e transferências entre contas do mesmo banco, o recurso poderá ser visto em conta no mesmo dia entre os horários de expediente bancário. Não haverá exceções às regras de Antecipação dos Lucros (Pró-labore) mencionados neste normativo, salvo em caráter extremo, caso este que será levado a comitê desta Diretoria. No caso de exceção extrema e o aceite desta Diretoria, a Inside não deixará de imputar sanções ao Demonstrativo do sócio participante, o qual será também definido por esta Diretoria de acordo com os prejuízos que a empresa averiguar ou mesmo a título de penalidades pela quebra a norma vigente. As Antecipações de Lucros deverão seguir a regra vigente no exercício fiscal de cada ano, devendo esta estabelecer limites, condições, valores e sanções para a sua quebra. Para que haja a antecipação de Lucros, o Sócio Participante deverá cadastrar e manter a sua conta corrente no site/cadastro da Inside sempre atualizadas. A Conta cadastrada deverá ser de titularidade do Sócio Participante, seja poupança ou conta corrente. Demais contas não serão aceitas até por força da norma jurídica do Código Civil, o qual rege o modelo de contrato utilizado pela Inside. Para efeito de antecipações de Lucros a Inside não se responsabiliza por contas cadastradas pelo Sócio Participante com incidência de erros e em nome de terceiros, ou seja, em casos de erros deste teor a Inside não se obriga a ressarcir o recurso ao Sócio Participante no caso de o proprietário da conta cadastrada não efetuar a devolução ou o repasse do valor requerido ao Sócio Participante. O valor mínimo para as antecipações dos ganhos no mês será o Lucro de um mês fechado, ou seja, caso o Sócio Participante afira lucro proporcional no

3 mês, terá que aguardar o próximo período de fechamento para absorver o lucro cheio. III Lucros: Os demonstrativos dos Lucros serão atualizados todo mês do período fiscal na data do dia 25, porém todos os Sócios Participantes no momento de solicitarem seus devidos lucros poderão visualizar a previsão dos ganhos na tela de Retiradas. Os Lucros são aferidos sobre 20 dias úteis de cada mês, salvo quando por motivos de feriados o mês se demonstrar menor. Os Lucros são aferidos dia a dia, portanto nos caso de o sócio Participante entrar com o seu aporte Inicial ou mesmo aportes simples durante o mês, terão seus lucros pautados proporcionalmente nos dias em que seu recurso esteve sendo trabalhado até o fechamento do mês. Para efeito de contabilidades dos dias de Lucro, não será contada o dia do aporte e sim o dia seguinte. EX: No Demonstrativo aparece o Aporte no dia 15, contabilizo a partir do dia 16 do mês. IV - Cadastramento de contas no Site: No ato do cadastramento da conta corrente, se atentar ao código do banco, agencia e conta. Para Sócios Participantes com conta no banco Itaú, não será cobrado à tarifa de Transferências, porém se atentar em colocar o código correto (341). Informar se a conta é Corrente ou Poupança. No caso de o Banco Itaú mudar suas normas com relação à cobrança de tarifas de DOCs, TEDs e transferências entre contas, a Inside também deverá repassar aos seus Sócios Participantes os valores atualizados da cobrança devida. As informações referentes ao cadastro do Sócio Participante são e serão de inteira responsabilidade dos mesmos.

4 V - Regras para o Exercício Fiscal do ano de 2013 Srs (as) Sócios (as) participantes, a Inside Administradora e Participações vêm através desta, com muito prazer informar que, para o exercício de 2013, manteremos a mesma regra de 2012, mudando apenas a operacionalidade sistêmica no demonstrativo do site da Inside. A partir de Fevereiro de 2013, todos os nossos sócios participantes estarão visualizando em seus demonstrativos apenas o valor do lucro correspondente ao máximo permitido para saque mensalmente sem que haja a quebra da regra e a penalização do lucro anual. Comunicamos que estas mudanças sistêmicas se deram por confusões de entendimentos de vários sócios participantes no momento de encerramento de contrato ou mesmo entendimento da quebra da regra. Informamos também que esta mudança deixa mais justa a distribuição de lucros para aqueles que focam no crescimento do seu capital, não fazendo retiradas de lucros mensais a espera de um acumulado maior. E para demonstrar isso a Inside estará aportando um lucro maior no fim do contrato sobre o saldo final para aqueles sócios participantes que não efetuarem retiradas de lucros mensais em seus Demonstrativos. É importante frisar que todas as mudanças que a Inside coloca a seus sócios participantes são para melhorar o atendimento, gerar lucros consistentes e aumentar ainda mais a credibilidade de Grupo diante dos seus sócios participantes. Nossa pretensão é continuar construindo um Grupo forte incluindo mais empresas e gerando mais oportunidades de negócios. Vide o detalhamento da estratégia adotada para 2013 abaixo:

5 Estratégia de 2013 Na estratégia adotada para o ano de 2013, a Inside manterá a taxa de lucros que vinha sendo praticada em O processo de aporte dos lucros sofrerá algumas alterações, conforme instruções abaixo: 1. Contratos Novos o As novas contas terão aportado a metade do lucro, até o cumprimento da carência de 12 meses; o No 12º mês, será aplicado o aporte da outra metade do lucro calculado de forma retroativa ao 1º mês e com aplicação da regra de juros compostos. 2. Contratos anteriores a fevereiro de 2012 o Para as contas iniciadas antes de fevereiro de 2012, será permitida em fevereiro e março de 2013 a retirada de um valor superior como informado no início da regra de 2012, desde que o saldo disponível da conta de participação não seja inferior ao limite mínimo permitido. Para a regra de 2013, o mínimo será de 50% do saldo total de lucros ao fim do contrato. o A partir de fevereiro de 2013, estas contas terão aportado metade do Lucro até o cumprimento da nova carência de 12 meses que terminará em fevereiro de 2014; o No 12º mês, será aportada a outra metade do Lucro calculado de forma retroativa ao mês de fevereiro de Contratos já em andamento o As contas já em andamento terão a partir de fevereiro de 2013 aportadas a metade do lucro até o aniversário do Contrato. Os lucros já contabilizados não serão alterados. o No 12º mês, será aplicado o aporte da outra metade do lucro calculado de forma retroativa ao 1º mês e com aplicação da regra de juros compostos. Para todos os casos, será permitida a retiradas do lucro apresentado no mês, porém deverão ser observados os seguintes cuidados para a realização da retirada: 1 O saldo restante do Demonstrativo não deverá ser inferior ao valor mínimo do Aporte Inicial praticado pela Inside na época. Caso isto ocorra, o Contrato

6 do sócio participante será automaticamente encerrado pela Inside com o pagamento do saldo total do Demonstrativo. 2 - Caso o valor da retirada ultrapasse o valor do lucro do mês, haverá quebra de regra e o demonstrativo do sócio participante só atingirá o valor máximo de lucro se respeitar a carência de 12 meses sem realizar nenhuma nova retirada. 3-A tarifa de transferência (DOC / TED) será excluída do valor da retirada de Lucro e não mais do valor do Demonstrativo como era realizado anteriormente. Tal medida visa proteger o Contrato do sócio participante com o valor mínimo para a permanência como sócio evitando o encerramento do contrato. Sanções para a quebra da regra: Caso o Sócio Participante quebre a regra acima solicitando retiradas durante algum mês, seu Demonstrativo não terá mais o direito aos outros 50% do Lucro corrigido ao fim dos 12 meses de contrato, além do Lucro Bônus em cima do saldo final. Portanto se o Sócio Participante já estiver antecipando lucros durante os meses anteriores à quebra da regra, retirará apenas o capital inicial, caso não venha solicitando a antecipação dos lucros poderá retirar seu capital corrigido aos lucros do mês durante o período que permaneceu. No caso do sócio Participante solicitar o encerramento de contrato antes do prazo de 12 meses, ele retirará o saldo que estiver no Demonstrativo. Caso o sócio Participante solicite encerramento do contrato com menos de 30 dias não haverá lucro para o capital aportado. No caso de o sócio participante solicitar antecipação dos lucros fora do período permitido neste normativo e a Inside autorizar a exceção, fica estipulado que naquele mês não haverá incidência de Previsão de Lucros. VI - Modelo de Contrato utilizado A Inside utiliza do contrato de SCP, Sociedade em Contas de Participação, regido pela Lei do Código Civil Brasileiro. A Sociedade em Conta de Participação é uma modalidade de sociedade entre pessoas e/ou empresas existente na esfera jurídica desde a época do Império.

7 Sua regulamentação foi ratificada pelo novo Código Civil e vem ocupando espaço no mercado como instrumento jurídico de investimento empresarial. Este tipo de sociedade é desprovido de formalidades rigorosas e se constitui na união de sócios ostensivos, detentores do conhecimento do negócio que irão gerir o empreendimento e de sócios ocultos que irão investir na empresa, podendo direcioná-lo a um projeto específico, fazendo aporte de recursos que passarão a integrar o capital, e de sócios ocultos que irão investir no projeto da empresa. A Sociedade por Conta de Participação, devido à sua grande utilidade em diversos empreendimentos, é bastante conhecida pelos empresários brasileiros. Nesse tipo societário existem duas categorias de sócios: o ostensivo, que pratica a atividade empresarial em nome próprio e se obriga perante terceiros e o participante que, denominado sócio oculto, se obriga perante o sócio ostensivo. A Sociedade em Conta de Participação já era prevista no Código Comercial de Hoje, está regulada pelo Código Civil e vem ocupando espaço no mercado como instrumento jurídico de investimento empresarial. Acontece quando duas ou mais pessoas, sendo ao menos uma empresária, se reúnem sem formalização de firma social para lucro comum, em operações empresariais determinadas, trabalhando um, alguns ou todos, em seu nome individual para o fim social. Direito Societário brasileiro sofreu várias alterações nestes últimos sete anos, principalmente com as leis nº /01 e nº /02, a primeira alterando a Lei das Sociedades por Ações (Lei nº /76) e a segunda alterando o Código Civil. Não há alterações quanto aos tipos societários, apenas alteram-se algumas denominações. Assim, podem-se dividir as sociedades em anônimas ou em comandita por ações (Lei nº /76), sociedade em comum (sociedade de fato ou irregular), em conta de participação, em nome coletivo, simples (antiga sociedade civil com fins lucrativos), em comandita simples e limitada (Lei nº /02). A Sociedade em Conta de Participação (SCP), embora não seja nova, pois já existia na época do Império, tem ganhado nos últimos anos uma nova roupagem empresarial, assumindo o status de um importante instrumento jurídico para a formatação de vários negócios. Mas o que é uma SCP? Quais são suas vantagens? A Sociedade em Conta de Participação (direito brasileiro) ou conta da metade (direito português) é uma sociedade empresária que vincula, internamente, os sócios. É composta por duas ou mais pessoas, sendo que uma delas necessariamente deve ser empresária. Por ser apenas uma ferramenta existente para facilitar a relação entre os sócios, não é uma sociedade propriamente dita, ela não tem personalidade jurídica autônoma, patrimônio próprio e não aparece perante terceiros. O empreendimento é realizado por dois tipos de sócios: o sócio ostensivo e o sócio oculto. É em nome do sócio ostensivo (necessariamente empresário) que são realizados os negócios jurídicos necessários para ultimar o objeto do empreendimento, e é este sócio que responde pelas obrigações sociais não adimplidas. O sócio oculto não tem

8 qualquer responsabilidade jurídica relativa aos negócios realizados em nome do sócio ostensivo. Segundo o art. 991 do Novo Código Civil, "na sociedade em conta de participação a atividade constitutiva do objeto social é exercida unicamente pelo sócio ostensivo, em seu nome individual e sob sua própria e exclusiva responsabilidade, participando os demais dos resultados correspondentes". Assim, na SCP temos dois tipos de sócios: o sócio ostensivo, que é aquele a quem incumbe à gestão da sociedade, que pratica todos os atos necessários ao seu desenvolvimento; e o sócio participante, ainda conhecido como sócio oculto, que não tem poder de gerência na sociedade. Desta forma, apenas o sócio ostensivo pode diligenciar no sentido de cumprir as obrigações e atos derivados do acordo que originou a SCP. Ele é o responsável de forma ilimitada pelas dívidas contraídas em nome da sociedade. Tecnicamente, a SCP não é uma sociedade. Pode-se conceituá-la como um grande contrato de investimento, onde as partes comungam esforços para atingir um objetivo comum, inevitavelmente o lucro. No caso de uma sociedade limitada, por exemplo, há o registro na Junta Comercial. Há personalidade jurídica. Existe uma denominação social. É necessária também a inscrição no Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ). A SCP, ao contrário, não tem personalidade jurídica, nem há condições para efetuar o seu registro, logo não tem CNPJ e não tem denominação social. Acarreta ao sócio ostensivo responsabilidade ilimitada pelas dívidas sociais, contrariamente ao que ocorre na sociedade limitada, onde o sócio responde apenas pela integralização de sua quota social, ou do capital social, caso este não esteja totalmente integralizado. Assim, os negócios que são praticados pela SCP, externamente, são assumidos pela pessoa física ou jurídica dos sócios ostensivo. É este quem aparece para o mercado. É em seu nome que as transações são realizadas. Internamente a entidade sabe que existem outros sócios, que investem recursos e objetivam retorno. Assim, todos os contratos e distrato são firmados com o sócio ostensivo e não com a SCP, como por exemplo, abertura de conta bancária ou aquisição de bens. O aporte dos recursos dos sócios ocultos é contabilizado no Patrimônio Líquido tal qual o capital dos proprietários (os sócios ostensivos) da entidade que abriga os sócios ocultos. Então, qual é a vantagem da utilização da SCP? A sociedade em conta de participação é uma alternativa para legalizar a reunião de dois ou mais sócios, pessoas físicas ou jurídicas que explorem determinado negócio esporádico ou específico. Neste tipo de sociedade os sócios, além do sócio ostensivo, embora não apareçam, não são irregulares, visto que todas as operações da sociedade estarão escrituradas, seja em livros próprios seja em livros do sócio ostensivo. Os sócios ocultos registram em suas Declarações do Imposto de Renda o capital investido na Sociedade em Conta de Participação na parte de Bens e Direitos, código 39 - outras participações societárias, indicando o seu respectivo número de cotas de participação na SCP, a Razão Social e Cnpj do sócio ostensivo, e o valor investido.

9 O Capital da SCP será constituído pelos valores integralizados pelos sócios, que deverá ser registrado em conta do Patrimônio Líquido. A tributação da SCP estará sujeita ao mesmo regime adotado pelo sócio ostensivo (lucro real ou lucro presumido). Compete a ele apurar os resultados, apresentar declaração de rendimentos e o recolhimento dos impostos devidos pela SCP. O pagamento dos tributos deverá ser feito juntamente com os tributos devidos pelo sócio ostensivo. Uma das maiores vantagens deste tipo de sociedade é que, a partir de , como em todas as pessoas jurídicas, os lucros distribuídos aos sócios. São isentos de tributação pelo imposto de renda, tanto na fonte como na declaração do beneficiário. Quando qualquer dos sócios quiser alienar suas cotas na SCP estará sujeito a apuração de ganho ou perda de capital pelos mesmos critérios aplicáveis a alienação de participação societária em outras pessoas jurídicas. A utilização de uma SCP certas vezes requer até mesmo para transparência e segregação patrimonial, a constituição de uma sociedade com propósito específico para atuar como sócio ostensivo, o que pode ser feito, dependendo da situação, com base no art. 251 da Lei nº /76, mediante a criação de uma subsidiária integral. Enfim, a SCP é uma espécie "societária" com amplas possibilidades de adequação às necessidades do mercado e daqueles que dela fazem um instrumento lícito de geração de riquezas. Normalmente as SCPs são constituídas por um prazo limitado, no objetivo de explorar um determinado projeto. Após, cumprido o objetivo, a sociedade se desfaz. Os benefícios da constituição de uma SCP no caso acima são vários, revelando uma salutar simbiose entre capital e know-how: a) a sociedade limitada obteria o capital de que necessita e os investidores teriam seu dinheiro aplicado em produção, revelando que este tipo societário tem uma importante função econômica, permitindo que o empresário fuja dos exorbitantes juros bancários; b) os sócios ocultos poderão investir seu capital num empreendimento que está no controle de pessoas que presumidamente possuem o conhecimento necessário para desenvolver o negócio; c) garantese a privacidade dos investidores, porque a sociedade em conta de participação é uma sociedade "secreta". Seu contrato social não deverá ser averbado perante a Junta Comercial, como previsto no art. 992 do Código Civil. Muitas pessoas proibidas de comerciar optam por ser sócios ocultos (ex: magistrados, pessoas com restrições SPC/Serasa etc.); d) a responsabilidade civil pelos negócios jurídicos realizados pela sociedade é exclusivamente do sócio ostensivo. Quer dizer, o sócio ostensivo responde ilimitadamente pelas obrigações assumidas em nome próprio para o desenvolvimento do empreendimento. Os sócios participantes não mantêm qualquer relação jurídica com os credores, logo, respondem apenas regressivamente perante os sócios ocultos. Assim qualquer demanda judicial por parte de fornecedores deverá ser impetrada ao sócio ostensivo; e) impossibilidade de a sociedade em conta de participação ser demandada judicialmente, por ser despersonalizada

10 juridicamente. O contrato social firmado pelos sócios (ostensivos e ocultos) só tem efeito entre eles; Em síntese, a Sociedade em Conta de Participação transcende os limites de mera sociedade empresária, revelando-se uma alternativa bastante viável e segura de investimento, possibilitando a conciliação entre o capital e os meios de produção, certamente gerando mais riqueza do que o mero investimento especulativo. VII - Durabilidade de Contratos: Os contratos da Inside possuem a durabilidade de 12 meses e com renovação automática caso o sócio participante ao fim do prazo não manifeste interesse no encerramento do contrato. Ao final de cada contrato o sócio participante poderá efetuar a retirada do lucro no valor que quiser, devendo deixar o mínimo necessário ou normatizado para se manter sócio participante ou mesmo encerrar o contrato. No caso de o sócio participante não efetuar retiradas neste período o contrato será renovado e o sócio participante passa a entrar na regra vigente para auferir os lucros. Caso o sócio participante efetue a retirada que desejar respeitando a regra do período de manter pelo menos a metade do saldo total do Demonstrativo, o contrato será renovado automaticamente. VIII - Sobre Imposto de Renda: A Inside utiliza de Contrato de SCP e aparece como o sócio Ostensivo no contrato, ou seja, aquele que responde pela administração do contrato e por tanto a parte que tributa. Já o sócio participante conforme norma legal, não tem obrigações Tributárias, apenas aufere Lucro. Vide as normas do Contrato SCP acima. IX - Regras de Premiacões:

11 O sócio participante possui até 30 dias do lançamento da premiacão em seu demonstrativo da Inside para solicitar a retirada, após esta data à premiacão será incorporada ao contrato e não poderão ser retirados como premiacão e sim como lucros observando as regras de retiradas dos Lucros. Após a solicitação entre o período do parágrafo anterior, aguardar a sexta-feira seguinte para recebimento do crédito em conta. EX: os 30 dias caem em uma segunda, na próxima sexta-feira o crédito em conta corrente cadastrada do sócio participante é efetuado. Caso os 30 dias caia na própria sexta-feira, o crédito será na próxima sextafeira, pois na sexta-feira é dia de liberação de pagamentos solicitados das premiacões e sua devida conferencia. Caso o indicado saia ou encerre o contrato antes de 90 dias, a premiacão disponibilizada ao indicante será estornada do Demonstrativo. As premiacões somente serão pagas para sócio participantes que também possuírem contrato na Inside, exceções serão tratadas a parte pela Diretoria. Não serão pagas premiacões a sócios participantes que não forem mencionados no ato da conclusão do contrato pelo indicado, por tanto se atentar em informar ao novo sócio participante, pois não haverá exceções. X - Retiradas de premiacões: As solicitações de retiradas somente serão realizadas via site, não serão mais aceitas as solicitações via . Entrar na área de Aportes&Retiradas no site e solicitar a premiacão já prevista em seu Demonstrativo. Todas as solicitações de retiradas terão que ser realizadas impreterivelmente até o vencimento previamente de 30 dias já mencionados no Demonstrativo previamente. Em caso de haver algum erro no mencionamento do nome do Indicante pelo indicado, informar a Inside via e aguardar o prazo de cinco dias úteis para a regularização e agendamento correto do vencimento.

12 XI - Aportes Os aportes poderão ser realizados a qualquer tempo. Seguir o passo a passo a baixo: O sócio participante deverá efetuar o lançamento do aporte no site e transferir o recurso para a empresa Inside no mesmo dia ou no mais tardar até o 12:00 do dia seguinte. Em caso de Depósito simples enviar com o comprovante de Depósito digitalizado em anexo para o endereço Em caso de Transferência enviada de conta corrente de terceiros, enviar com o comprovante digitalizado em anexo para o endereço Se o recurso enviado for à forma de Depósito Identificado ou mesmo transferência da conta corrente de sua própria titularidade não haverá a necessidade de envio de comprovantes. Caso o Sócio Participante não observe em seu demonstrativo da Inside a liberação do recurso aportado em até cinco dias, entrar em contato com a Inside via para que possamos identificar o ocorrido e retornar com a resposta de identificação ou não do recurso. A Inside não se responsabilizará pelo envio errado de recurso pelo sócio participante em hipótese alguma, portanto se atentar aos meios de envio do aporte para a empresa. O Aporte do recurso deverá ser transferido impreterivelmente para a conta da Empresa Inside, não efetuar transferências para nenhuma outra conta não identificada pela a Empresa. O lucro do aporte se iniciará no primeiro dia útil após a data da transferência do aporte. Em caso de dúvidas não enviar o aporte antes das confirmações necessárias com a empresa Inside. XII - Diferença entre Regras anuais x Período de Contrato:

13 Se atentar para o entendimento de que o prazo da regra embora também tenha durabilidade de 12 meses não tem vinculo com o prazo de 12 meses do contrato aberto com a empresa Inside. Por tanto um sócio participante poderá abrir contrato com a Inside em meses do ano e no prazo de 12 meses terem a gestão de até duas regras neste período após a renovação de contrato. EX: O sr. João Belarmino abriu contrato com a Inside em julho de 2012, por tanto ele obterá a regra relativa a lucros deste ano iniciada em Janeiro até Dezembro, porém em Julho de 2013 a Inside após análise de mercado fez a alteração da regra, portanto o sr. João Berlamino também incidirá na regra de 2013 a partir de Julho. Isso não necessariamente pode ou precisa acontecer, depende da estratégia da empresa Inside, pois caso não haja mudanças ou alterações o sócio participante se mantém nas regras vigente no período. XIII - Para indicações de Sócios Participantes via e cadastro: O indicante deverá solicitar a Inside via o cadastro a ser preenchido pelo indicado no endereço Após a chegada do cadastro preenchido pelo novo sócio Participante e de forma correta, a Inside terá até dois dias para o envio do contrato também por para o novo sócio participante com cópia para o indicante. O Indicado deverá imprimir assinar e devolver digitalizado para a Inside, após o envio do contrato, o novo sócio participante poderá enviar o aporte para a empresa Inside. Informações Importantes: Enviar o nome completo do Indicante do novo sócio participante no cadastro para conclusão de contrato. Informar a data correta do aporte inicial, pois o sócio participante terá até três dias úteis para a conclusão do depósito após conclusão do contrato, caso assim não proceda, o cancelamento do mesmo é efetuado sem o prévio aviso ao novo sócio e o provisionamento da premiacão ao indicador será excluso.

14 XIV - Como fazer o primeiro acesso, reiniciar de senha e bloqueios de senha: O acesso do sócio participante ao site da Inside será liberado em até 48 horas do aporte inicial do sócio, caso assim não proceda, enviar a Inside para regularização. Caso o sócio venha bloquear a sua senha entrar em contato solicitando o reset (reiniciar) da senha via no endereço XV Encerramento de Contratos O Sócio Participante poderá solicitar encerramento de Contrato a qualquer tempo. A Conta de Participação será encerrada e o saldo será creditado em até cinco dias úteis na conta corrente do Sócio Participante que estiver cadastrada no site como conta padrão. No caso de encerramento do contrato por parte do Sócio Participante este deverá aguardar o período de doze meses para se associar novamente com o valor mínimo praticado na época pela empresa Inside. Caso deseje retornar como Sócio Participante antes do período de doze meses, o Sócio Participante deverá iniciar o novo contrato com o valor do saldo da conta de participação constante na época do encerramento do contrato. XVI Renovação de Contrato A renovação de contrato acontecerá de forma automática respeitando a legalidade do modelo de contrato utilizado pela empresa Inside, desde que o sócio não se manifeste interessado no encerramento até o último dia de retiradas estipulada por este Normativo. Para renovar o sócio terá que permanecer com 50% do saldo que estiver no Demonstrativo ao final do décimo segundo mês.

15 Caso o valor dos 50% seja inferior ao valor necessário para o aporte inicial vigente no período da renovação, prevalece o mínimo para o aporte Inicial. Nos casos em que o sócio não optar pela renovação, é imprescindível o manifesto através de s 10 dias antes da finalização do contrato. XVII Premiação por novos aportes A partir de 13/08/2013, a Inside premiará todos os seus sócios participantes que fizerem novos aportes da mesma forma que já premiava indicações de novos sócios participantes, seguindo as regras descritas abaixo: 1. Todo novo aporte efetuado em sua conta de participação gerará uma premiação de 5% sobre o valor aportado. 2. Esta premiação será apresentada em um demonstrativo separado, específico para premiações. Sobre as premiações deste demonstrativo não incidirá previsões de lucro. O valor continuará sempre o mesmo. 3. A visualização deste demonstrativo de premiações estará disponível na aba CONTAS do nosso site juntamente com os demonstrativos de suas contas de participação. 4. Esta premiação ficará disponível para retirada na tela de PREMIAÇÕES do nosso site, a partir de 90 dias depois da data do aporte se o sócio participante cumprir, sem exceções, as seguintes instruções: a. O Sócio Participante não poderá quebrar as regras de retirada (antecipações de lucro e retiradas de lucro anual) durante este período de 90 dias. Caso o sócio participante quebre estas regras, as premiações ainda não retiradas serão estornadas.

16 b. Havendo encerramento de contrato, as premiações não retiradas também serão estornadas. 5. A retirada da premiação poderá ser realizada através da tela de PREMIAÇÕES do site. 6. O pagamento desta premiação será realizado na sexta-feira seguinte a data da solicitação da retirada.

GUIA DE USO. Sobre o Moip

GUIA DE USO. Sobre o Moip GUIA DE USO Sobre o Moip Sobre o Moip 2 Qual o prazo de recebimento no Moip? Clientes Elo 7 possuem prazo de recebimento de 2 dias corridos, contados a partir da data de autorização da transação. Este

Leia mais

A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito do seu Cartão.

A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito do seu Cartão. SUMÁRIO EXECUTIVO Resumo do Contrato de Utilização American Express Linha Crédito A seguir você encontrará um resumo dos seus direitos e deveres e das principais condições e informações a respeito do seu

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009)

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP MEGA SONHOS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02

Leia mais

O sócio que ceder suas quotas continua responsável pelas obrigações sociais até dois anos depois de modificado o contrato social:

O sócio que ceder suas quotas continua responsável pelas obrigações sociais até dois anos depois de modificado o contrato social: AULA 2 4. Tipos societários 4.1 Sociedade Simples Se a sociedade simples não optar por outra forma essa é a forma que será a ela aplicada. Esse tipo é também subsidiário aos outros tipos sociais, ou seja,

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC

CONDIÇÕES GERAIS DO PIC CONDIÇÕES GERAIS DO PIC I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CIA ITAÚ DE CAPITALIZAÇÃO CNPJ: 23.025.711/0001-16 PIC - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.005217/2012-63 WEB-SITE:

Leia mais

Profa. Joseane Cauduro. Unidade I DIREITO SOCIETÁRIO

Profa. Joseane Cauduro. Unidade I DIREITO SOCIETÁRIO Profa. Joseane Cauduro Unidade I DIREITO SOCIETÁRIO Introdução A unidade I aborda: empresa e empresário; formação das sociedades; tipos de sociedades. Objetivos da disciplina: apresentar aos estudantes

Leia mais

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA

MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA MANUAL DO USUÁRIO SISTEMA SERVELOJA A Serveloja soluções empresariais é uma empresa de tecnologia, especialista em consultoria, serviços financeiros e softwares. Disponibilizamos diversas soluções de cobranças

Leia mais

TRIBUTAÇÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO E DA CONSTRUÇÃO CIVIL. Martelene Carvalhaes

TRIBUTAÇÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO E DA CONSTRUÇÃO CIVIL. Martelene Carvalhaes TRIBUTAÇÃO DO SETOR IMOBILIÁRIO E DA CONSTRUÇÃO CIVIL Martelene Carvalhaes GESTÃO DE RISCOS O mercado de empreendimentos imobiliários é onde as empresas operam com maior nível de riscos devido às particularidades

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SOS MATA ATLÂNTICA PLANO

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS De acordo com o comando a que cada um dos itens de 51 a 120 se refira, marque, na folha de respostas, para cada item: o campo designado com o código C, caso julgue o item CERTO; ou o campo designado com

Leia mais

1. REGISTRO RESTRIÇÕES PARA ATUAR COMO EMPRESÁRIO INDIVIDUAL. Falido:... Estrangeiro:... Médico:... Advogado:... Membros do legislativo:...

1. REGISTRO RESTRIÇÕES PARA ATUAR COMO EMPRESÁRIO INDIVIDUAL. Falido:... Estrangeiro:... Médico:... Advogado:... Membros do legislativo:... 1 DIREITO EMPRESARIAL PONTO 1: Registro PONTO 2: Incapacidade Superveniente PONTO 3: Sociedade Empresária 1. REGISTRO Para fazer o registro, a pessoa deve estar livre de qualquer impedimento ou proibição.

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SUPERXCAP

CONDIÇÕES GERAIS SUPERXCAP CONDIÇÕES GERAIS SUPERXCAP Versão 2013 Processo SUSEP Nº: 15414.900275/2013-83 ÍNDICE I II III IV V VI VII VIII IX X XI XII XIII XIV INFORMAÇÕES INICIAIS........... Pág. 4 GLOSSÁRIO... Pág. 4 OBJETIVO...

Leia mais

Sr (ª). Prefeito (a),

Sr (ª). Prefeito (a), Sr (ª). Prefeito (a), O Banco do Brasil é um dos principais parceiros dos Governos Federal, Estaduais e Municipais na implantação de políticas públicas, projetos e programas impulsionadores do desenvolvimento.

Leia mais

Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito do HSBC

Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito do HSBC Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito do HSBC Leia estas informações importantes para aproveitar todas as vantagens do seu novo cartão de crédito. Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito do

Leia mais

Regulamento Top Seguro Digital Lojas Dadalto. 1. Cessão: Essa promoção comercial envolve apenas a cessão de participação nos sorteios.

Regulamento Top Seguro Digital Lojas Dadalto. 1. Cessão: Essa promoção comercial envolve apenas a cessão de participação nos sorteios. Regulamento Top Seguro Digital Lojas Dadalto 1. Cessão: Essa promoção comercial envolve apenas a cessão de participação nos sorteios. 2. Promotora: A Royal & Sunalliance Seguros (Brasil)S.A, é titular

Leia mais

III - DEFINIÇÃO DE OBRA AUDIOVISUAL SEGUNDO A LEI Nº 8.401/92, ART. 2o, I

III - DEFINIÇÃO DE OBRA AUDIOVISUAL SEGUNDO A LEI Nº 8.401/92, ART. 2o, I Lei do Audiovisual I - FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Criado pela Lei 8.685, de 20.07.93 Regulamentação através do Decreto nº 974, de 08.11.93 Limite para Pessoa Jurídica deduzir do Imposto de Renda alterado de 1%

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. I - INFORMAÇÕES INICIAIS Sociedade de Capitalização - APLUB Capita-lização S.A. CNPJ - 88.076.302/0001-94 Modalidade: Popular

CONDIÇÕES GERAIS. I - INFORMAÇÕES INICIAIS Sociedade de Capitalização - APLUB Capita-lização S.A. CNPJ - 88.076.302/0001-94 Modalidade: Popular ESTIPULANTE SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO - APLUB SORTE EXTRA - TCA 420 (PROC. SUSEP Nº 15414.200104/2009-74), da APLUB Capitalização S. A. I - INFORMAÇÕES INICIAIS

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP MULTISORTE PM24P I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP MULTISORTE PM24P - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON SENNA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO INSTITUTO AYRTON

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA. Nota Fiscal Paulista. Manual da Entidade Social

GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA. Nota Fiscal Paulista. Manual da Entidade Social GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DOS NEGÓCIOS DA FAZENDA Nota Fiscal Paulista Manual da Entidade Social V.2 28.07.2009 Índice Analítico 1. Considerações Gerais 3 1.1 Definição 3 1.2

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO

CONDIÇÕES GERAIS I. INFORMAÇÕES INICIAIS II. GLOSSÁRIO CONDIÇÕES GERAIS I. INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CARDIF CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ Nº. : 11.467.788/0001-67 PRODUTO: PR_PU_POPULAR1_S100_1S_CS0834 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº:

Leia mais

Regulamento da Campanha Ganha MaiZ 2013

Regulamento da Campanha Ganha MaiZ 2013 Regulamento da Campanha Ganha MaiZ 2013 O presente regulamento tem por finalidade disciplinar a Campanha "Ganha Maiz, que constitui um programa de relacionamento e que tem por objetivo exclusivo, atendidas

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO SORTE DIA&NOITE PLANO PM

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIDADE BRADESCO PRIME

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIDADE BRADESCO PRIME Vigência a partir de Fevereiro/2015 REGULAMENTO DO PROGRAMA DE FIDELIDADE BRADESCO PRIME 1. DISPOSIÇÕES GERAIS 1.1. O Programa de Fidelidade Bradesco Prime, a seguir simplesmente designado Programa de

Leia mais

Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito Business Card do HSBC.

Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito Business Card do HSBC. Resumo do Contrato de seu Cartão de Crédito Business Card do HSBC. Leia estas informações importantes para aproveitar todas as vantagens do seu novo cartão de crédito. Resumo do Contrato de seu Cartão

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PRIME I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO PRIME PLANO PM 48/48 P - MODALIDADE:

Leia mais

Condições Gerais da Abertura da Conta Poupança Itaú e Contratação de Produtos e Serviços

Condições Gerais da Abertura da Conta Poupança Itaú e Contratação de Produtos e Serviços Condições Gerais da Abertura da Conta Poupança Itaú e Contratação de Produtos e Serviços Estas Condições Gerais para Abertura da Conta Poupança Itaú e Contratação de Produtos e Serviços (doravante denominadas

Leia mais

TRIBUTAÇÃO. Atualizado em 12/2011

TRIBUTAÇÃO. Atualizado em 12/2011 TRIBUTAÇÃO Atualizado em 12/2011 1 Tributação dos Fundos de Investimento Instruções Normativas SRF nº 487 (30/12/04) e nº 489 (07/01/05) Lei nº 11.033/04 2 Base de Incidência de IR Base de incidência:

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS

CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS CONDIÇÕES GERAIS DO IBICAPITALIZAÇÃO MAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 60/60 A - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RECOMPENSA DO BANCO DO BRASIL S.A. PONTO PRA SUA EMPRESA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RECOMPENSA DO BANCO DO BRASIL S.A. PONTO PRA SUA EMPRESA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE RECOMPENSA DO BANCO DO BRASIL S.A. PONTO PRA SUA EMPRESA I. DEFINIÇÕES 1. ADESÃO Processo pelo qual o REPRESENTANTE AUTORIZADO do CLIENTE formaliza a condição de participante

Leia mais

*O pagamento acontece diretamente para o vendedor, PJ ou PF, após toda análise crédito e do bem.

*O pagamento acontece diretamente para o vendedor, PJ ou PF, após toda análise crédito e do bem. 1- Posso comprar dois automóveis com uma única carta de crédito? Sim. Podem ser alienados dois veículos em uma única cota de consórcios, porém são duas despesas para alienação dos bens. *O pagamento acontece

Leia mais

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Uniclass Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú Uniclass.

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Uniclass Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú Uniclass. Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Uniclass Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú Uniclass. O Plano de Vantagens Itaú Uniclass oferece benefícios de acordo com o seu relacionamento

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Julgue os itens a seguir, a respeito da Lei n.º 6.404/197 e suas alterações, da legislação complementar e dos pronunciamentos do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC). 71 Os gastos incorridos com pesquisa

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP PRESENTE. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02

CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP PRESENTE. (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02 CONDIÇÕES GERAIS DO REALCAP PRESENTE I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A (Empresa Incorporadora da Real Capitalização S.A. desde 30/09/2009) CNPJ: 03.209.092/0001-02

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH

CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH CONDIÇÕES GERAIS DO PREMIUM CASH I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PREMIUM CASH PLANO PM 60/60 N - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO AYRTON SENNA 50 ANOS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 48/48 D - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

Resumo do Contrato Cartão Colombo visa

Resumo do Contrato Cartão Colombo visa Resumo do Contrato Cartão Colombo visa Leia estas informações importantes para aproveitar todas as vantagens do seu novo cartão de crédito. SuMÁRIO EXECUTIVO Este resumo apresenta informações essenciais

Leia mais

CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25 WEB-SITE:

CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25 WEB-SITE: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE FÁCIL I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.004260/2008-25

Leia mais

Regulamento do programa Clube de Vantagens da Moviecom Cinemas

Regulamento do programa Clube de Vantagens da Moviecom Cinemas Regulamento do programa Clube de Vantagens da Moviecom Cinemas O programa Clube de Vantagens da Moviecom Cinemas tem por objetivo oferecer benefícios e vantagens aos clientes participantes do Programa.

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 513 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 513 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 513 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900001/2014-75 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

OUROCAP EMPRESA CONDIÇÕES GERAIS - MODALIDADE TRADICIONAL SITE NA INTERNET: www.brasilcap.com GLOSSÁRIO

OUROCAP EMPRESA CONDIÇÕES GERAIS - MODALIDADE TRADICIONAL SITE NA INTERNET: www.brasilcap.com GLOSSÁRIO OUROCAP EMPRESA CONDIÇÕES GERAIS - MODALIDADE TRADICIONAL SITE NA INTERNET: www.brasilcap.com GLOSSÁRIO Subscritor - é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES CONDIÇÕES GERAIS DO PU 12 MESES I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ: Nº 03.558.096/0001-04 PU 12 MESES - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX

CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX CONDIÇÕES GERAIS DO OUROCAP EMPRESA FLEX I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRASILCAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 15.138.043/0001-05 OUROCAP EMPRESA FLEX - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

QUAL É A ESTRUTURA SOCIETÁRIA IDEAL? Vanessa Inhasz Cardoso 17/03/2015

QUAL É A ESTRUTURA SOCIETÁRIA IDEAL? Vanessa Inhasz Cardoso 17/03/2015 QUAL É A ESTRUTURA SOCIETÁRIA IDEAL? Vanessa Inhasz Cardoso 17/03/2015 2 CONSIDERAÇÕES INICIAIS Há vários tipos de estruturas societárias possíveis; Análise da realidade de cada empresa; Objetivos dos

Leia mais

Condições Gerais. I Informações Iniciais

Condições Gerais. I Informações Iniciais Condições Gerais I Informações Iniciais Sociedade de Capitalização: MAPFRE Capitalização S.A. CNPJ: 09.382.998/0001-00 Nome Fantasia do Produto: Mc-T-04- Pu 12 Meses Modalidade: Tradicional Processo Susep

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES

CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES CONDIÇÕES GERAIS DO PU 15 MESES I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Sul América Capitalização S.A. SULACAP CNPJ: 03.558.096/0001-04 (PU 15 MESES) - MODALIDADE: TRADICIONAL

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36

CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 Página 1 de 7 CONDIÇÕES GERAIS DO TC CASH 36 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: HSBC Empresa de Capitalização (Brasil) S.A. CNPJ: 33.425.075/0001-73 TC CASH 36 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO

Leia mais

NOTA RESUMO SOBRE A OBRIGATORIEDADE DE INSCRIÇÃO NO CNPJ DA SOCIEDADE EM CONTA DE PARTICIPAÇÃO- SCP

NOTA RESUMO SOBRE A OBRIGATORIEDADE DE INSCRIÇÃO NO CNPJ DA SOCIEDADE EM CONTA DE PARTICIPAÇÃO- SCP NOTA RESUMO SOBRE A OBRIGATORIEDADE DE INSCRIÇÃO NO CNPJ DA SOCIEDADE EM CONTA DE PARTICIPAÇÃO- SCP I INTRODUÇÃO 1. A Sociedade em Conta de Participação-SCP é um tipo societário existente há muitos anos,

Leia mais

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO

I INFORMAÇÕES INICIAIS II - GLOSSÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: INVEST CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 93.202.448/0001-79 NOME FANTASIA DO PRODUTO: INVESTCAP POP-PM 61 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.901593/2014-42

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO

CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO CONDIÇÕES GERAIS CONTRATO DE EMPRÉSTIMO Estas são as condições gerais do Empréstimo, solicitado e contratado por você. Leia atentamente estas condições gerais, que serão aplicáveis durante todo o período

Leia mais

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade

Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade Manual do Sistema TBZ OnLine - Entidade DM003.0 Página 1 / 42 Índice 1 APRESENTAÇÃO... 4 DETALHAMENTO DOS LINKS DO TECBIZ ONLINE... 5 2 INICIAL... 5 3 ASSOCIADO... 5 3.1 SELECIONA ASSOCIADO... 5 3.2 ALTERAR

Leia mais

OUROCAP ESTILO FLEX SITE NA INTERNET: www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS MODALIDADE TRADICIONAL GLOSSÁRIO

OUROCAP ESTILO FLEX SITE NA INTERNET: www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS MODALIDADE TRADICIONAL GLOSSÁRIO OUROCAP ESTILO FLEX SITE NA INTERNET: www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS MODALIDADE TRADICIONAL GLOSSÁRIO Subscritor - é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso

Leia mais

I - Partes 1 - Designado TRIBANCO

I - Partes 1 - Designado TRIBANCO I - Partes 1 - Designado TRIBANCO CONVÊNIO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS SISTEMA TRIBANCO Banco Triângulo S.A., com a sede na Avenida Cesário Alvim, nº. 2.209 - Bairro Aparecida - Uberlândia/MG - Inscrito no

Leia mais

DIREITO SOCIETÁRIO. Sociedades não personificadas

DIREITO SOCIETÁRIO. Sociedades não personificadas DIREITO SOCIETÁRIO As sociedades são classificadas como simples ou empresárias (art. 982, CC). As sociedades empresárias têm por objeto o exercício da empresa: as sociedades simples exercem uma atividade

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO CONDIÇÕES GERAIS ÍNDICE I Informações Iniciais... 4 II Glossário... 4 III Objetivo... 5 IV Natureza do Título... 5 V Vigência... 5 VI Pagamento... 5 VII Carência...

Leia mais

CAPITALIZAÇÃO 2615.99.00.E -FEV/14 1

CAPITALIZAÇÃO 2615.99.00.E -FEV/14 1 CAPITALIZAÇÃO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Porto Seguro Capitalização S.A. CNPJ Nº 16.551.758/0001-58 MODALIDADE I: Tradicional PROCESSO SUSEP Nº: 15414.003346/2012-17 II GLOSSÁRIO

Leia mais

Qual a finalidade do Departamento Nacional de Registro do Comércio DNRC?

Qual a finalidade do Departamento Nacional de Registro do Comércio DNRC? Qual a finalidade do Departamento Nacional de Registro do Comércio DNRC? O DNRC, além de ser o órgão central do Sistema Nacional de Registro Mercantil - SINREM, é o executor do Programa finalístico que

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA

CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA CONDIÇÕES GERAIS DO PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PÉ QUENTE BRADESCO PESSOA JURÍDICA PLANO PU

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO. Resumo do Contrato de Utilização do Cartão Cencosud

SUMÁRIO EXECUTIVO. Resumo do Contrato de Utilização do Cartão Cencosud SUMÁRIO EXECUTIVO Resumo do Contrato de Utilização do Cartão Cencosud SUMÁRIO EXECUTIVO Resumo do Contrato de Utilização do Cartão Cencosud A seguir você encontrará um resumo das principais condições a

Leia mais

VENDA DIRETA EXTRAJUDICIAL ONLINE (Registro nº 15.010 VD) RIPPER ESCARIFICADOR PARA TRATOR DE ESTEIRA

VENDA DIRETA EXTRAJUDICIAL ONLINE (Registro nº 15.010 VD) RIPPER ESCARIFICADOR PARA TRATOR DE ESTEIRA VENDA DIRETA EXTRAJUDICIAL ONLINE (Registro nº 15.010 VD) RIPPER ESCARIFICADOR PARA TRATOR DE ESTEIRA ** Vendas nesta modalidade poderão ser encerradas a qualquer momento mediante confirmação de lance

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO APLICAP 026

CONDIÇÕES GERAIS DO APLICAP 026 CONDIÇÕES GERAIS DO APLICAP 026 I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLICAP CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 13.122.801/0001-71 APLICAP 026 MODALIDADE: PU POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900500/2014-62

Leia mais

DAS SOCIEDADES: (A) A PERSONALIZAÇÃO DAS SOCIEDADES EMPRESARIAIS (PRINCÍPIOS DO DIREITO SOCIETÁRIO) GERA TRÊS CONSEQÜÊNCIAS:

DAS SOCIEDADES: (A) A PERSONALIZAÇÃO DAS SOCIEDADES EMPRESARIAIS (PRINCÍPIOS DO DIREITO SOCIETÁRIO) GERA TRÊS CONSEQÜÊNCIAS: DAS SOCIEDADES: CONCEITO: A sociedade empresária pode ser conceituada como a pessoa jurídica de direito privado não estatal, que explora empresarialmente seu objeto social ou a forma de sociedade por ações.

Leia mais

Gestão Contábil e Financeira nas Pequenas e Médias Empresas PMEs

Gestão Contábil e Financeira nas Pequenas e Médias Empresas PMEs Gestão Contábil e Financeira nas Pequenas e Médias Empresas PMEs. 1 A Contabilidade como Ferramenta de Gestão: Nova Visão Empresarial Benefícios e Vantagens; Parceria do Administrador e do Profissional

Leia mais

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente

Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente Convênio, Contrato de Repasse e Termo de Parceria Operados por OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias) Passo a Passo - Convenente Sumário 01 O que é OBTV (Ordem Bancária de Transferências Voluntárias)...2

Leia mais

SUMÁRIO EXECUTIVO. Resumo do Regulamento da Utilização dos Cartões de Crédito Bradesco Empresariais IMPORTANTE: LEIA ESTE SUMÁRIO COM ATENÇÃO

SUMÁRIO EXECUTIVO. Resumo do Regulamento da Utilização dos Cartões de Crédito Bradesco Empresariais IMPORTANTE: LEIA ESTE SUMÁRIO COM ATENÇÃO SUMÁRIO EXECUTIVO Resumo do Regulamento da Utilização dos Cartões de Crédito Bradesco Empresariais IMPORTANTE: LEIA ESTE SUMÁRIO COM ATENÇÃO Este sumário representa um resumo das principais informações

Leia mais

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO

CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO CONTRATO DE CRÉDITO PRÉ-APROVADO Por este instrumento e na melhor forma de direito, a COOPERATIVA, doravante designada simplesmente COOPERATIVA, neste ato devidamente representada na forma de seu Estatuto

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS Troca Premiável Bradesco Seguros

CONDIÇÕES GERAIS Troca Premiável Bradesco Seguros I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS Troca Premiável Bradesco Seguros SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S.A. CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PU 12/12 T MODALIDADE POPULAR PROCESSO SUSEP

Leia mais

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional;

Portaria Conjunta STN/SOF nº 3/2008 Manual de Despesa Nacional; Código: MAP-DIFIN-001 Versão: 00 Data de Emissão: XX/XX/XXXX Elaborado por: Gerência de Contabilidade Aprovado por: Diretoria de Finanças e Informações de Custos 1 OBJETIVO Estabelecer os procedimentos

Leia mais

PM48 MPE. SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO

PM48 MPE. SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO PM48 MPE SITE NA INTERNET : www.brasilcap.com CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma convencionada

Leia mais

ATIVO Explicativa 2012 2011 PASSIVO Explicativa 2012 2011

ATIVO Explicativa 2012 2011 PASSIVO Explicativa 2012 2011 ASSOCIAÇÃO DIREITOS HUMANOS EM REDE QUADRO I - BALANÇO PATRIMONIAL EM 31 DE DEZEMBRO (Em reais) Nota Nota ATIVO Explicativa PASSIVO Explicativa CIRCULANTE CIRCULANTE Caixa e equivalentes de caixa 4 3.363.799

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 200 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900570/2013-30 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS DO (NOME FANTASIA DO PRODUTO) (NOME FANTASIA DO PRODUTO) - MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: (nº processo SUSEP)

CONDIÇÕES GERAIS DO (NOME FANTASIA DO PRODUTO) (NOME FANTASIA DO PRODUTO) - MODALIDADE: INCENTIVO PROCESSO SUSEP Nº: (nº processo SUSEP) - textos na cor azul serão adotados caso selecionados; - textos na cor vermelha deverão ser suprimidos no documento original e trata-se de informações para a elaboração do Título; - textos em negrito,

Leia mais

Cobrança Itaú. Conheça como funciona o serviço de protesto de títulos.

Cobrança Itaú. Conheça como funciona o serviço de protesto de títulos. Cobrança Itaú Conheça como funciona o serviço de protesto de títulos. Para garantir uma gestão de Cobrança ainda mais eficiente, é preciso que você saiba como funciona o serviço de protesto de títulos

Leia mais

PROJETO IN$TRUIR - 2014

PROJETO IN$TRUIR - 2014 PROJETO IN$TRUIR - 2014 DÚVIDAS ESCLARECIMENTOS Impostos incidentes sobre a emissão da NF para os convênios Pagamentos dos médicos associados à clínica. Alteração no relatório DMED. (Declaração de Serviços

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF

Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF Parecer Consultoria Tributária de Segmentos Retenções na fonte IRRF e CSRF geradas na DIRF 27/11/2014 Título do documento Sumário 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO:

CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: CONDIÇÕES GERAIS SANTANDER CAP SORTE UNIVERSITÁRIO I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: Santander Capitalização S/A CNPJ: 03.209.092/0001-02 MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.001039/2009-04

Leia mais

Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB O que muda com o novo SPB Saiba o que não muda com o novo SPB Saiba mais

Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB O que muda com o novo SPB Saiba o que não muda com o novo SPB Saiba mais * Informações de janeiro/2002 * Sumário Entenda o Novo Sistema de Pagamentos Brasileiro O Novo SPB Benefícios do Novo SPB O que é Porque mudar O que muda O que muda com o novo SPB Transferências só com

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS. Mês de Vigência Taxa de Juros 1º 0,65% a.m. 2º ao 12º 0,45% a.m.

CONDIÇÕES GERAIS. Mês de Vigência Taxa de Juros 1º 0,65% a.m. 2º ao 12º 0,45% a.m. PLIN FIDELIDADE MODALIDADE TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.003764/2008-28 CONDIÇÕES GERAIS GLOSSÁRIO Subscritor é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso

Leia mais

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 389 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS

TÍTULO DE CAPITALIZAÇÃO APLUBCAP POPULAR 389 MODALIDADE POPULAR PAGAMENTO MENSAL CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: APLUB CAPITALIZAÇÃO S. A. CNPJ: 88.076.302/0001-94 APLUBCAP POPULAR 389 MODALIDADE: POPULAR PROCESSO SUSEP Nº: 15414.901471/2013-75 II - GLOSSÁRIO Subscritor

Leia mais

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL

GOVERNO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA DE ESTADO DE PLANEJAMENTO E GESTÃO SUBSECRETARIA DE ADMINISTRAÇÃO DE PESSOAL INFORMAÇÕES ÚTEIS SOBRE CONSIGNADO EMPRÉSTIMO, CARTÃO DE CRÉDITO E/OU SERVIÇOS CONTRATADOS - ANO 2015. 1) O que é Margem Consignável? Resposta: É o dado que indica os limites estabelecidos por lei específica

Leia mais

Contrato de Empréstimo para Cliente Pré- Selecionado - Crédito Citibank

Contrato de Empréstimo para Cliente Pré- Selecionado - Crédito Citibank Contrato de Empréstimo para Cliente Pré- Selecionado - Crédito Citibank CONSIDERANDO QUE: i) A empresa para a qual o MUTUÁRIO trabalha ( EMPREGADOR ) celebrou com o MUTUANTE (BANCO CITIBANK S.A.) Convênio

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 8.088, DE 31 DE OUTUBRO DE 1990. Mensagem de veto Dispõe sobre a atualização do Bônus do Tesouro Nacional e dos depósitos de

Leia mais

CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS

CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS CARTILHA DE PRESTAÇÃO DE CONTAS I APRESENTAÇÃO Fundação Francisco e Clara de Assis A Fundação Francisco e Clara de Assis buscam trabalhar para o desenvolvimento dos programas e ações de combate à pobreza

Leia mais

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú.

Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú. Regulamento do Plano de Vantagens Itaú Mais benefícios para quem mantém relacionamento com o Itaú. O Plano de Vantagens Itaú oferece benefícios de acordo com o seu relacionamento e a sua utilização dos

Leia mais