PEDIDO DE VISTA NA INDICAÇÃO Nº 019/2010, DO PROJETO DE LEI Nº 7.327/2010, DE RELATORIA DO DR. SILVÉRIO SANTOS.

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PEDIDO DE VISTA NA INDICAÇÃO Nº 019/2010, DO PROJETO DE LEI Nº 7.327/2010, DE RELATORIA DO DR. SILVÉRIO SANTOS."

Transcrição

1 PEDIDO DE VISTA NA INDICAÇÃO Nº 019/2010, DO PROJETO DE LEI Nº 7.327/2010, DE RELATORIA DO DR. SILVÉRIO SANTOS. VOTO DE VISTA: FAUZI AMIM SALMEM PELA APROVAÇÃO DO CONTEÚDO DO PROJETO DE LEI E PARCIALMENTE DO RELATÓRIO, COM AS SEGUINTES MODIFICAÇÕES NO ART. 883, DA CLT: Art. 883 Não pagando o executado, nem garantindo a execução, seguir-se-á penhora dos bens, tantos quantos bastem ao pagamento da importância apurada na liquidação do título, em cujos cálculos haverá o acréscimo das custas, da taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia SELIC, acumulada mensalmente e aplicada ao valor histórico da dívida, e da taxa de juros de mora de um por cento ao mês a partir do ajuizamento da Reclamação, ambas as taxas incidindo até a data do efetivo pagamento. BREVE HISTÓRICO Em síntese, o Projeto de Lei, objeto da indicação, propõe a integração dos preceitos do art. 39, da lei 8.177/91, à Consolidação das Leis do Trabalho, com uma única modificação, qual seja a de substituir, no caput daquele dispositivo, os "juros de mora equivalentes à TRD acumulada", por "juros equivalentes à SELIC acumulada". Assim sendo, propõe a introdução do art. 12-A, no Título I, Introdução, da CLT, com a seguinte redação: Art. 12-A Os débitos trabalhistas de qualquer natueza, quando não satisfeitos pelo empregador nas épocas próprias previstas em lei, convenção ou acordo coletivo, sentença normativa ou cláusula contratual, serão acrescidos de juros equivalentes

2 à taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia SELIC para títulos federais, acumulada mensalmente, calculados a partir da data do vencimento da obrigação até o mês anterior ao efetivo pagamento e juros de um por cento ao mês em que o pagamento ocorrer. Par. único Além dos juros de mora previstos no caput, os débitos trabalhistas decorrentes de decisão judicial ou de acordo homologado, quando não cumprido, serão acrescidos de juros de um por cento ao mês, contados do ajuizamento da ação. O ilustre Relator, Dr. Silvério dos Santos, com propriedade, identificou uma melhor alocação para o conteúdo do dispositivo, qual seja no art. 883, do Título X, Capítulo V, "Da Execução", da CLT, mas inserindo a Capitalização dos juros de mora, combatida por ilustres consócios. Pedi vista para melhor apreciar ambas as propostas e quiçá apresentar uma redação substitutiva, intenção que concretizo neste voto. NO MÉRITO Esclareça-se, inicialmente, que apreciando o art. 39, da lei 8.177/91, a jurisprudência trabalhista tem entendido que a TRD (Taxa Referencial Diária), aplicada aos débitos trabalhistas, representa a correção monetária, e que os juros de um por cento ao mês, previstos naquele dispositivo, representam os juros de mora aplicados a partir do ajuizamento da Reclamação. Transcrevese, da página do Colendo TST, a Orientação Jurisprudencial da Seção de Dissídios Individuais (Subseção I), de nº 300: EXECUÇÃO TRABALHISTA. CORREÇÃO MONETÁRIA. JUROS. LEI Nº 8.177/91, ART. 39, E LEI Nº /01, ART. 15 (nova redação) - DJ Não viola norma constitucional (art. 5, II e XXXVI) a determinação de aplicação da TRD, como fator de correção monetária dos débitos trabalhistas, cumulada com juros

3 de mora, previstos no artigo 39 da Lei nº 8.177/91 e convalidado pelo artigo 15 da Lei nº /01. A partir da edição da lei 8.660/93, a TRD foi substituída pela TR (Taxa Referencial Mensal), o que não mudaria o teor da Orientação. Então a SELIC, que é também uma taxa de juros, ao substituir a TR no art. 39, da lei 8.177/91, iria também ser interpretada como um fator de correção monetária. Verifica-se que, anteriormente à edição da vigente lei 8.177/91, era o Dec.-lei 2.322/87, que determinava a variação da OTN (após mudada para o BTN a mesma da poupança e do FGTS) como índice de correção monetária dos créditos judiciais trabalhistas. No entanto, para desindexar a economia, o art. 39, da lei 8.177/91, não mais referiu-se a correção monetária, apenas determinando que os débitos trabalhistas sofressem juros de mora equivalentes à TRD (Taxa Referencial Diária, que foi criada por aquela mesma lei), acumulada desde o vencimento da obrigação, e acrescida de um por cento ao mês, desde o ajuizamento da Reclamação, quando não fossem cumpridas as decisões judiciais ou o acordo homologado. Tanto a TRD como a TR sempre foram fixadas pelo Banco Central. Durante alguns anos a TR apresentou uma variação compatível com os índices inflacionários. No entanto, desde o fim do século passado que os seus percentuais têm sido fixados em patamares irrisórios em relação aos menores índices medidores da inflação. Em novembro passado, apresentei proposta de modificação do art. 39, da lei 8.177/91 (Indicação nº 234/2011, até hoje não relatada), na

4 qual demonstrei o enorme prejuízo que o credor trabalhista vem sofrendo, se comparado com o credor consumidor na Justiça Comum, prejuízo causado pelo uso da TR. Para se ter uma ideia da insignificância desta Taxa Referencial, basta comparar a sua variação com a variação do IPCA-E, este que é o menor índice medidor da inflação brasileira e que tem sido usado como fator de correção monetária de créditos judiciais comuns. Com efeito, a variação do IPCA-E, entre julho de 1994 (início do Plano Real) até 30 de junho de 2011, foi de 296%, enquanto que, no mesmo período, a TR variou apenas 171,6%, em valores aproximados. Então, como exemplo, um crédito de R$ ,00, em 1º de julho de 1994, corrigidos pela variação da TR (tabela da Justiça Trabalhista), resultaria em R$ ,00, enquanto que, se fosse corrigido pelo IPCA-E (tabela da Justiça Comum), resultaria em ,00. Por outro lado, um empréstimo tomado pelo empregador, em um Banco, fica várias vezes superior à remuneração legal do seu passivo trabalhista. Então o empregador sente-se motivado a usar de todos os meios, para protelar o pagamento devido ao seu ex-empregado, pois a dívida, para ele, funciona como um empréstimo de custo baixíssimo; um pouco superior a 1% (juros de 1%, mais a irrisória TR). Em tempos de maior rentabilidade dos Fundos de Investimento, o empregador que não precisar de empréstimos, poderá também ganhar nas aplicações financeiras, conforme a fundamentação do Projeto de Lei em apreciação. Considerando a iniquidade em curso, não seria imprópria a adoção da taxa SELIC

5 para substituir a diminuída TR, pois é ela que a lei , de 19/07/02, escolheu para ser o fator de atualização dos créditos fazendários, conforme os trechos seguintes: Art Os débitos de qualquer natureza para com a Fazenda Nacional e os decorrentes de contribuições arrecadadas pela União...omissis. Art. 30. Em relação aos débitos referidos no art. 29, bem como aos inscritos em Dívida Ativa da União, passam a incidir, a partir de 1 o de janeiro de 1997, juros de mora equivalentes à taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia Selic para títulos federais, acumulada mensalmente, até o último dia do mês anterior ao do pagamento, e de 1% (um por cento) no mês de pagamento. De forma análoga, o Projeto propõe a aplicação da SELIC desde o vencimento da obrigação trabalhista até o efetivo pagamento, o que eliminaria a injustiça em curso. Quanto à capitalização dos juros de mora, proposta pelo ilustre Relator, penso que poderia ser objeto de uma Indicação específica, por se tratar de um tema extenso e complexo, que dificultaria a apreciação da substituição da TR (TRD), objetivo principal do Projeto de Lei. Por esses motivos, voto pela rejeição da Capitalização dos juros de mora e pela aprovação de alocação dos preceitos do Projeto, no art. 883, da CLT, que passaria a ter a redação acima formulada como substitutiva, para apreciação deste Plenário. Rio de Janeiro, 07 de novembro de FAUZI AMIM SALMEM

NOTA TÉCNICA. O texto proposto traz a seguinte redação:

NOTA TÉCNICA. O texto proposto traz a seguinte redação: NOTA TÉCNICA Assunto: PROJETO DE LEI 1981/15 (CÂMARA FEDERAL), DE AUTORIA DO DEPUTADO SR. SILVIO COSTA, que dispõe sobre juros de mora e atualização monetária dos débitos judiciais. O Projeto de Lei PL

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO 2ª Vara do Trabalho de Sorocaba

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO 2ª Vara do Trabalho de Sorocaba PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 15ª REGIÃO 2ª Vara do Trabalho de Sorocaba PODER JUDICIÁRIO FEDERAL Justiça do Trabalho - 15ª Região 2ª Vara do Trabalho de Sorocaba

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO PROCESSO TRT\SP Nº 0002073-90.2011.5.02.0029 RECURSO ORDINÁRIO ORIGEM: 29ª VARA DO TRABALHO DE SÃO PAULO RECORRENTE: SINDICATO DOS EMPREGADOS NO COMÉRCIO HOTELEIRO E SIMILARES DE SÃO PAULO RECORRIDA: PONTEIO

Leia mais

RECUPERAÇÃO DE PERDAS DO FUNDO DE GARANTIA (FGTS) Sex, 20 de Setembro de :51 - Última atualização Sex, 20 de Setembro de :44

RECUPERAÇÃO DE PERDAS DO FUNDO DE GARANTIA (FGTS) Sex, 20 de Setembro de :51 - Última atualização Sex, 20 de Setembro de :44 Com relação a AÇÃO COLETIVA para recuperação das perdas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) a partir de janeiro de 1999, Administradores e Tecnólogos interessados deverão entrar em contato

Leia mais

1) do termo final do período de apuração;

1) do termo final do período de apuração; RESOLUÇÃO NO 2.554, DE 17 DE AGOSTO DE 1994 (MG de 18 e ret. em 25) REVOGADA PELA RESOLUÇÃO Nº 2.880/97 Trata da atualização monetária dos créditos tributários do Estado, da cobrança de juros de mora,

Leia mais

SENTENÇA. Citada, a Caixa Econômica Federal apresentou contestação, sustentando a improcedência dos pedidos.

SENTENÇA. Citada, a Caixa Econômica Federal apresentou contestação, sustentando a improcedência dos pedidos. ÇÃO ORDINÁRIA (PROCEDIMENTO COMUM ORDINÁRIO) Nº 5017226-43.2013.404.7108/RS AUTOR : LUIZ CARLOS BARBOZA LOPES ADVOGADO : GABRIEL DORNELLES MARCOLIN RÉU : CAIXA ECONÔMICA FEDERAL - CEF SENTENÇA RELATÓRIO

Leia mais

RECUPERAÇÃO JUDICIAL GRUPO PEDERTRACTOR

RECUPERAÇÃO JUDICIAL GRUPO PEDERTRACTOR RECUPERAÇÃO JUDICIAL GRUPO PEDERTRACTOR ASSEMBLEIA GERAL DE CREDORES Continuação da assembleia geral de credores suspensa em 06/04/2016 29/06/2016 às 13:00 HORAS COMENTÁRIOS INICIAIS Considerando que:

Leia mais

A nova redação da Súmula 277 do TST e a integração das cláusulas normativas dos acordos coletivos ou convenções coletivas nos contratos de trabalho.

A nova redação da Súmula 277 do TST e a integração das cláusulas normativas dos acordos coletivos ou convenções coletivas nos contratos de trabalho. A nova redação da Súmula 277 do TST e a integração das cláusulas normativas dos acordos coletivos ou convenções coletivas nos contratos de trabalho. Convenção Coletiva de Trabalho É um ato jurídico pactuado

Leia mais

l llllll mil mil um mu mu um IIÍU MI mi

l llllll mil mil um mu mu um IIÍU MI mi TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO ACÓRDÃO T *J5w - DE JUST ÇA DE SÃO PAULO ACORDAO/DECISAO MONOCRÁTICA REGISTRADO(A) SOB N l llllll mil mil um mu mu um IIÍU MI mi Vistos, relatados e discutidos estes autos

Leia mais

Repetição de indébito federal, estadual e municipal (STJ info. 394)

Repetição de indébito federal, estadual e municipal (STJ info. 394) Repetição de indébito federal, estadual e municipal (STJ info. 394) Devido ao princípio da vedação ao enriquecimento sem causa, o Estado tem o dever de restituir o tributo, ou parcela de tributo, pago

Leia mais

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL - EM R$. 1,00

COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE - DESO CNPJ / BALANÇO PATRIMONIAL - EM R$. 1,00 COMPANHIA DE SANEAMENTO DE SERGIPE DESO CNPJ. 13.018.171/000190 BALANÇO PATRIMONIAL EM R$. 1,00 A T I V O 31.12.2007 31.12.2006 ATIVO CIRCULANTE 138.417.550 134.143.301 Caixa e Bancos 1.286.238 3.838.555

Leia mais

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA

MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA Nº 2544/2014 - PGGB RECLAMAÇÃO Nº 18.091/RO RECLTE RECLDO ADVOGADO MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA-GERAL DA REPÚBLICA : UNIÃO : JUIZ FEDERAL DA 6ª VARA FEDERAL DA SEÇÃO JUDICIÁRIA DO ESTADO DE

Leia mais

RESPONSABILIDADE DO EMPREGADOR NOS ACIDENTES E DOENÇAS DO TRABALHO

RESPONSABILIDADE DO EMPREGADOR NOS ACIDENTES E DOENÇAS DO TRABALHO RESPONSABILIDADE DO EMPREGADOR NOS ACIDENTES E DOENÇAS DO TRABALHO INTRODUÇÃO REVOLUÇÃO INDUSTRIAL NOVOS MEIOS DE PRODUÇÃO ACIDENTES DO TRABALHO DOENÇAS RELACIONADAS AO TRABALHO AÇÕES TRABALHISTAS RESPONDABILIDADE

Leia mais

PROCESSO Nº TST-RR A C Ó R D Ã O 1ª Turma GMHCS/cg

PROCESSO Nº TST-RR A C Ó R D Ã O 1ª Turma GMHCS/cg A C Ó R D Ã O 1ª Turma GMHCS/cg AGRAVO DE INSTRUMENTO EM RECURSO DE REVISTA. EXECUÇÃO. ACIDENTE DE TRABALHO INDENIZAÇÃO POR DANOS MORAIS. JUROS DE MORA. TERMO INICIAL. COISA JULGADA. Se a sentença exequenda

Leia mais

Walter S. de Macedo Advocacia

Walter S. de Macedo Advocacia SOBRE O FGTS. O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), foi instituído em 1966 e é atualmente regulado pela Lei nº 8.036/90 e pelo Decreto 99.684/90 1. Trata-se de um conjunto de recursos captados

Leia mais

Parcelamento Especial do Simples Nacional. Ministério da Fazenda

Parcelamento Especial do Simples Nacional. Ministério da Fazenda Parcelamento Especial do Simples Nacional LEGISLAÇÃO Lei Complementar nº 55/206 Resolução CGSN nº 32/206 Instrução Normativa RFB nº.677/206 Portaria PGFN nº.0/206 2 ADESÃO Prazo de adesão: de 2/2/206 até

Leia mais

N o 8.949, DE 26 DE AGOSTO DE D E C R E T A: Seção I Das Disposições Gerais

N o 8.949, DE 26 DE AGOSTO DE D E C R E T A: Seção I Das Disposições Gerais D E C R E T O N o 8.949, DE 26 DE AGOSTO DE 2013 DISCIPLINA O PARCELAMENTO DOS CRÉDITOS TRIBUTÁRIOS E NÃO TRIBUTÁRIOS, INSCRITOS OU NÃO EM DÍVIDA ATIVA, DO MUNICÍPIO DE ANGRA DOS REIS, DE SUAS AUTARQUIAS

Leia mais

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SERGIPE CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA. Ofício circular n. 0234/2011-CGJ Aracaju, 27 de janeiro de 2011,

TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SERGIPE CORREGEDORIA-GERAL DA JUSTIÇA. Ofício circular n. 0234/2011-CGJ Aracaju, 27 de janeiro de 2011, Ofício circular n. 0234/2011-CGJ Aracaju, 27 de janeiro de 2011, Senhor(es) Notário(s), Com o intuito de uniformizar e divulgar o procedimento para PROTESTOS DE TÍTULOS JUDICIAIS, a Corregedoria-Geral

Leia mais

Matemática Financeira

Matemática Financeira UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto - FEA-RP Matemática Financeira Profa. Dra.Luciana C.Siqueira Ambrozini Conceitos gerais 1 Estudo do valor

Leia mais

2013 AINDA MAIS LONGE DE UMA BOLHA IMOBILIÁRIA.

2013 AINDA MAIS LONGE DE UMA BOLHA IMOBILIÁRIA. Brasília, 31 de Janeiro de 2013 NOTA À IMPRENSA 2013 AINDA MAIS LONGE DE UMA BOLHA IMOBILIÁRIA. Por: (*) Rafhael Carvalho Marinho O índice de preços imobiliários verifica a existência de descolamento entre

Leia mais

ANO XXVI ª SEMANA DE AGOSTO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 32/2015

ANO XXVI ª SEMANA DE AGOSTO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 32/2015 ANO XXVI - 2015-1ª SEMANA DE AGOSTO DE 2015 BOLETIM INFORMARE Nº 32/2015 IMPOSTO DE RENDA PESSOA JURÍDICA TAXAS DE CÂMBIO PARA ATUALIZAÇÃO DOS CRÉDITOS E OBRIGAÇÕES EM MOEDA ESTRANGEIRA ATUALIZAÇÃO EM

Leia mais

INDENIZAÇÃO ADICIONAL - DEVIDA NA DESPEDIDA ANTES DA DATA-BASE

INDENIZAÇÃO ADICIONAL - DEVIDA NA DESPEDIDA ANTES DA DATA-BASE INDENIZAÇÃO ADICIONAL - DEVIDA NA DESPEDIDA ANTES DA DATA-BASE A Lei 6.708/79 e a Lei 7.238/84, ambas no artigo 9º, determinam uma Indenização Adicional, equivalente a um salário mensal, no caso de dispensa

Leia mais

RESOLUÇÃO Nº 4.278, DE 31 DE OUTUBRO DE 2013

RESOLUÇÃO Nº 4.278, DE 31 DE OUTUBRO DE 2013 RESOLUÇÃO Nº 4.278, DE 31 DE OUTUBRO DE 2013 Altera e revoga disposições da Resolução nº 4.192, de 1º de março de 2013, que dispõe sobre a metodologia para apuração do Patrimônio de Referência (PR). O

Leia mais

TÉCNICO BANCÁRIO - ESPECIFÍCA nº INSCRIÇÃO QUESTÃO STATUS PARECER

TÉCNICO BANCÁRIO - ESPECIFÍCA nº INSCRIÇÃO QUESTÃO STATUS PARECER TÉCNICO BANCÁRIO - ESPECIFÍCA nº INSCRIÇÃO QUESTÃO STATUS PARECER 8057 37 INDEFERIDO 28932 37 INDEFERIDO A NOTA FISCAL ESTÁ PLENAMENTE CONTIDA NO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO ANEXO III DO EDITAL NO ITEM 3, PORTANTO

Leia mais

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos

Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos LEI N o 10.336, DE 19 DE DEZEMBRO DE 2001. Institui Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico incidente sobre a importação e

Leia mais

Condições Gerais - Plano PM 60/60H

Condições Gerais - Plano PM 60/60H Premium Cash Condições Gerais GLOSSÁRIO Condições Gerais - Plano PM 60/60H Subscritor - é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento na forma

Leia mais

Posicionamento Consultoria De Segmentos. Descanso Semanal Remunerado - Hora Noturna

Posicionamento Consultoria De Segmentos. Descanso Semanal Remunerado - Hora Noturna Descanso Semanal Remunerado - Hora Noturna 30/09/2015 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 3 4. Conclusão... 4 5. Informações

Leia mais

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 241-D, DE 2016

PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 241-D, DE 2016 CÂMARA DOS DEPUTADOS PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 241-D, DE 2016 REDAÇÃO PARA O SEGUNDO TURNO DE DISCUSSÃO DA PROPOSTA DE EMENDA À CONSTITUIÇÃO Nº 241-C, DE 2016, que altera o Ato das Disposições

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI RF LP PRECOS / Informações referentes a Fevereiro de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI RF LP PRECOS / Informações referentes a Fevereiro de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA LONGO PRAZO. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Horas In Itinere

Orientações Consultoria de Segmentos Horas In Itinere 28/07/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas apresentadas pelo cliente... 3 3. Análise da Legislação... 4 4. Conclusão... 5 5. Informações Complementares... 8 6. Referências... 8 7.

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº 353/2009 Poder Executivo

PROJETO DE LEI Nº 353/2009 Poder Executivo DIÁRIO OFICIAL DA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA Porto Alegre, sexta-feira, 20 de novembro de 2009. PRO 1 PROJETO DE LEI Nº 353/2009 Poder Executivo Introduz modificações na Lei nº 6.537, de 27 de fevereiro de

Leia mais

TOTVS S/A 1ª Emissão de Debêntures. 1ª e 2ª Séries. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015

TOTVS S/A 1ª Emissão de Debêntures. 1ª e 2ª Séries. Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 TOTVS S/A 1ª Emissão de Debêntures 1ª e 2ª Séries Relatório Anual do Agente Fiduciário Exercício de 2015 Data Base 31/12/2015 PARTICIPANTES EMISSORA COORDENADOR(ES) ESCRITURADOR LIQUIDANTE TOTVS S/A Banco

Leia mais

III - Início de Vigência Art. 3 - O Título entra em vigor na data do primeiro pagamento.

III - Início de Vigência Art. 3 - O Título entra em vigor na data do primeiro pagamento. Pé Quente Bradesco Instituto Ayrton Senna GLOSSÁRIO Condições Gerais - Plano PM 48/48 GP Subscritor - é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento

Leia mais

PROJETO DE LEI. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

PROJETO DE LEI. O CONGRESSO NACIONAL decreta: PROJETO DE LEI Dispõe sobre as contribuições devidas para os conselhos profissionais em geral, bem como sobre a forma de cobrança, pelos conselhos, das anuidades e multas por violação da ética. O CONGRESSO

Leia mais

CIRCULAR N 12/2009. Rio de Janeiro, 09 de fevereiro de Ref.: Produto BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa Especial de Crédito PEC - BNDES

CIRCULAR N 12/2009. Rio de Janeiro, 09 de fevereiro de Ref.: Produto BNDES AUTOMÁTICO. Ass.: Programa Especial de Crédito PEC - BNDES CIRCULAR N 12/2009 Rio de Janeiro, 09 de fevereiro de 2009 Ref.: Produto BNDES AUTOMÁTICO Ass.: Programa Especial de Crédito PEC - BNDES O Superintendente da Área de Operações Indiretas, consoante Resolução

Leia mais

Caderno de Debêntures

Caderno de Debêntures Caderno de Debêntures CMGT11 Cemig Geração e Transmissão Valor Nominal na Emissão: R$ 15.641,490773 Quantidade Emitida: 31.250 Emissão: 1/11/2006 Vencimento: 1/11/2009 Classe: Não Conversível Forma: Escritural

Leia mais

a) Pré Fixado: quando a taxa de remuneração do ativo fica definida no início da operação e o valor de resgate já é conhecido.

a) Pré Fixado: quando a taxa de remuneração do ativo fica definida no início da operação e o valor de resgate já é conhecido. Outubro de 2016 TÍTULOS PRÉ Na nossa carta do mês passado salientamos a importância do ajuste fiscal na engrenagem macroeconômica, criando condições para a queda das taxas de juros e consequente crescimento

Leia mais

EMENTA: CONSÓRCIO - DEVOLUÇÃO DE PARCELAS PAGAS - CORREÇÃO MONETÁRIA - JUROS - TERMO INICIAL.

EMENTA: CONSÓRCIO - DEVOLUÇÃO DE PARCELAS PAGAS - CORREÇÃO MONETÁRIA - JUROS - TERMO INICIAL. EMENTA: CONSÓRCIO - DEVOLUÇÃO DE PARCELAS PAGAS - CORREÇÃO MONETÁRIA - JUROS - TERMO INICIAL. - O Consorciado desistente tem o direito de obter a devolução do que pagou, devidamente corrigido, nos termos

Leia mais

PROCESSO N

PROCESSO N PROCESSO N 1584-42.2011.5.01.0074 SENTENÇA Vistos, etc. I. RELATÓRIO SINDICATO DOS PROFESSORES DO MUNICÍPIO DO RIO DE JANEIRO/ RJ, qualificado (a) na inicial, ajuizou ação trabalhista em face de CENTRO

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI RF LP PRECOS / Informações referentes a Março de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC FI RF LP PRECOS / Informações referentes a Março de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FUNDO DE INVESTIMENTO RENDA FIXA LONGO PRAZO. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento

Leia mais

Janeiro-Dezembro/2014

Janeiro-Dezembro/2014 IRRF - Décimo terceiro salário 2014 - Roteiro Aqui serão analisados os aspectos gerais relacionados à retenção do Imposto de Renda incidente no pagamento do décimo terceiro salário. Introdução Os rendimentos

Leia mais

Refis da Copa Eliminação dos honorários sobre os débitos previdenciários

Refis da Copa Eliminação dos honorários sobre os débitos previdenciários Refis da Copa Eliminação dos honorários sobre os débitos previdenciários Marcelo Alvares Vicente Mestre em Direito Tributário pela PUC/SP, advogado especialista em administração do passivo fiscal, professor

Leia mais

BuscaLegis.ccj.ufsc.br

BuscaLegis.ccj.ufsc.br BuscaLegis.ccj.ufsc.br Prazo prescricional para requerer as perdas da poupança com o Plano Bresser Eduardo de Souza Floriano* A imprensa nacional, de forma unânime, elegeu, sabe-se lá porquê, o dia 31

Leia mais

INSTRUÇÃO NORMATIVA SMF Nº 01, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2013.

INSTRUÇÃO NORMATIVA SMF Nº 01, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2013. INSTRUÇÃO NORMATIVA SMF Nº 01, DE 08 DE FEVEREIRO DE 2013. Estabelece procedimentos a serem adotados pelos estabelecimentos bancários quanto à arrecadação de tributos e demais receitas do município. CAPÍTULO

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P S E T E M B R O, 2 0 1 5 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 5,38 bilhões Saldo: R$ 498,7 bilhões

Leia mais

Altera a Lei nº ,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos.

Altera a Lei nº ,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência Goiana de Regulação, Controle e Fiscalização de Serviços Públicos. GOVERNO DO ESTADO DE GOIÁS Gabinete Civil da Governadoria Superintendência de Legislação LEI Nº 16.653, DE 23 DE JULHO DE 2009 Altera a Lei nº 13.569,de 27 de dezembro de 1999, que dispõe sobre a Agência

Leia mais

Taxa opção 1 = [(0,04 /30) + 1) ^ 40] - 1 Taxa opção 1 = 5,47% Taxa opção 2 = [(1 + 0,036) ^ (40/30)] - 1 Taxa opção 2 = 4,83%

Taxa opção 1 = [(0,04 /30) + 1) ^ 40] - 1 Taxa opção 1 = 5,47% Taxa opção 2 = [(1 + 0,036) ^ (40/30)] - 1 Taxa opção 2 = 4,83% 1 Universidade de São Paulo Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade LISTA 2 - Disciplina de Matemática Financeira Professora Ana Carolina Maia Monitora Pg: Paola Londero / Monitor: Álvaro

Leia mais

O reduzido rendimento do FGTS e suas consequências para o trabalhador brasileiro

O reduzido rendimento do FGTS e suas consequências para o trabalhador brasileiro PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RS FACULDADE DE ADMINISTRAÇÃO, CONTABILIDADE E ECONOMIA SINDICATO DAS EMPRESAS DE SERVIÇOS CONTÁBEIS DO RS Convênio FACE/PUCRS e SESCON-RS Relatório 29 O reduzido rendimento

Leia mais

Curso Resultado. Jurisprudência ordenada por matérias e assuntos Juizados

Curso Resultado. Jurisprudência ordenada por matérias e assuntos Juizados Curso Resultado Jurisprudência ordenada por matérias e assuntos Juizados Atualizado em 19 de novembro de 2015 Sumário Alçada Criação por Estado Depósito para recurso ALÇADA Em relação à questão da competência

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013

PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 PROJETO DE LEI Nº, DE 2013 (Do Sr. Guilherme Campos) Dispõe sobre juros de mora e atualização monetária dos débitos judiciais. O Congresso Nacional decreta: Art. 1º Esta lei disciplina os juros de mora

Leia mais

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil COMO UTILIZAR A TABELA PRÁTICA NO CÁLCULO DE CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS EM ATRASO

MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil COMO UTILIZAR A TABELA PRÁTICA NO CÁLCULO DE CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS EM ATRASO MINISTÉRIO DA FAZENDA Secretaria da Receita Federal do Brasil COMO UTILIZAR A TABELA PRÁTICA NO CÁLCULO DE CONTRIBUIÇÕES PREVIDENCIÁRIAS EM ATRASO Orientação para divulgação na Internet e Intranet Prezados

Leia mais

Contabilidade na crise: O impacto da política monetária na preparação dos balanços e seus reflexos para acionistas. Edison Carlos Fernandes

Contabilidade na crise: O impacto da política monetária na preparação dos balanços e seus reflexos para acionistas. Edison Carlos Fernandes Contabilidade na crise: O impacto da política monetária na preparação dos balanços e seus reflexos para acionistas Edison Carlos Fernandes Esta exposição não trata ou propõe teoria sobre política econômica;

Leia mais

Sentença publicada em secretaria aos vinte e dois dias do mês de março de 2013, sexta-feira, às 17 horas. VISTOS, ETC.

Sentença publicada em secretaria aos vinte e dois dias do mês de março de 2013, sexta-feira, às 17 horas. VISTOS, ETC. Fl. 1 Processo n. 839/11 Rito: Ordinário Origem: Reclamante: Bruna Martins Pereira Reclamado: Consórcio Público da Associação dos Municípios do Litoral Norte Sentença publicada em secretaria aos vinte

Leia mais

Programa de Regularização Tributária - PRT

Programa de Regularização Tributária - PRT Programa de Regularização Tributária - PRT Aprovadas pela MEDIDA PROVISÓRIA Nº 766, DE 4 DE JANEIRO DE 2017. janeiro de 2017 Introdução A MP 766, institui o Programa de Regularização Tributária - PRT,

Leia mais

DIREITO DO TRABALHO. Fontes formais autônomas: elaboradas pelos próprios interessados em aplicá-las. (grupos sociais = sindicatos)

DIREITO DO TRABALHO. Fontes formais autônomas: elaboradas pelos próprios interessados em aplicá-las. (grupos sociais = sindicatos) DIREITO DO TRABALHO FONTES DO DIREITO DO TRABALHO: MATERIAIS: FORMAIS: Fontes formais autônomas: elaboradas pelos próprios interessados em aplicá-las. (grupos sociais = sindicatos) Convenções coletivas

Leia mais

Cia Itaú de Capitalização. PIC Plano Itaú de Capitalização Condições Gerais GLOSSÁRIO

Cia Itaú de Capitalização. PIC Plano Itaú de Capitalização Condições Gerais GLOSSÁRIO Cia Itaú de Capitalização PIC Plano Itaú de Capitalização Condições Gerais GLOSSÁRIO Subscritor - é a pessoa que subscreve a proposta de aquisição do Título, assumindo o compromisso de efetuar o pagamento

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF Título financeiro em dólar

Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF Título financeiro em dólar IRRF 30/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1. Da Tributação na Fonte - RIR/99... 3 3.2. Ato Declaratório Interpretativo...

Leia mais

COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO. PROJETO DE LEI N o 7.047, DE 2010 (Apensado PL 307/2011)

COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO. PROJETO DE LEI N o 7.047, DE 2010 (Apensado PL 307/2011) COMISSÃO DE DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO, INDÚSTRIA E COMÉRCIO PROJETO DE LEI N o 7.047, DE 2010 (Apensado PL 307/2011) Acrescenta parágrafo ao art. 899 do Decreto-Lei nº 5.452, de 1943, que aprova a Consolidação

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE)

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE) 1 de 5 31/01/2015 14:52 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE) O artigo 187 da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976 (Lei das Sociedades por Ações) estipula a Demonstração do Resultado do Exercício.

Leia mais

FEA RP USP. Principais taxas de juros do mercado (e taxa over) Prof. Dr. Daphnis Theodoro da Silva Jr. Daphnis Theodoro da Silva Jr 1

FEA RP USP. Principais taxas de juros do mercado (e taxa over) Prof. Dr. Daphnis Theodoro da Silva Jr. Daphnis Theodoro da Silva Jr 1 FEA RP USP Principais taxas de juros do mercado (e taxa over) Prof. Dr. Daphnis Theodoro da Silva Jr. Daphnis Theodoro da Silva Jr 1 Formas de apresentação das taxas de juros Taxa Efetiva Taxa Nominal

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI N o 3.734, DE 2008 Altera a Lei nº 3.999, de 15 de dezembro de 1961, que altera o salário-mínimo dos médicos e cirurgiões-dentistas.

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 23ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 23ª REGIÃO Processo Judicial Eletrônico - 2º Grau: [pje-jb-int-2b] 1 de 12 19/11/2014 07:34 PODER JUDICIÁRIO JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 23ª REGIÃO PROCESSO nº 0000049-89.2014.5.23.0000 (IUJ)

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SANTA CATARINA/SC

EXCELENTÍSSIMO SENHOR PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SANTA CATARINA/SC EXCELENTÍSSIMO SENHOR PROCURADOR-GERAL DE JUSTIÇA DO ESTADO DE SANTA CATARINA/SC A ASSOCIAÇÃO CATARINENSE DO MINISTÉRIO PÚBLICO (ACMP), inscrita no CNPJ n. 82510330/0001-91, sediada na Avenida Othon Gama

Leia mais

Curso Êxito e Prof. Bruno Creado

Curso Êxito e Prof. Bruno Creado Curso Êxito e Prof. Bruno Creado Questões Comentadas Segue às questões da Vunesp do concurso de procurador municipal, devidamente comentada. Cargo de confiança 1) A determinação do empregador para que

Leia mais

Inconstitucionalidade dos Juros do Estado de São Paulo

Inconstitucionalidade dos Juros do Estado de São Paulo Inconstitucionalidade dos Juros do Estado de São Paulo Abrangência da decisão e consequências aos contribuintes Carolina Martins Sposito 2015 Trench, Rossi e Watanabe Advogados Agenda Juros praticados

Leia mais

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DA 20ª. VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO RJ

EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DA 20ª. VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO RJ EXCELENTÍSSIMO SENHOR JUIZ DA 20ª. VARA DO TRABALHO DO RIO DE JANEIRO RJ RT n 0001948-10.2011.5.03.0020 PEDRO DE OLIVEIRA (completo, sem abreviaturas e em caixa alta), pessoa física, brasileiro, estado

Leia mais

OS DESEQUILÍBRIOS CONTRATUAIS EM FINANCIAMENTOS PELA TABELA PRICE

OS DESEQUILÍBRIOS CONTRATUAIS EM FINANCIAMENTOS PELA TABELA PRICE OS DESEQUILÍBRIOS CONTRATUAIS EM FINANCIAMENTOS PELA PARTE II TABELA PRICE Finalmente, ainda no grupo da Disponibilidade de Renda e concluindo o exame dos principais fatores de Redução Relativa de Renda,

Leia mais

A C Ó R D Ã O 6ª T U R M A E M E N T A

A C Ó R D Ã O 6ª T U R M A E M E N T A A C Ó R D Ã O 6ª T U R M A E M E N T A CONTRIBUIÇÃO SINDICAL INDEVIDA PELAS MICROEMPRESAS INSCRITAS NO SIMPLES, CONFORME ARTIGO 149 DA CRFB C/C ARTIGO 3º, 4º, DA LEI 9.317/1996 E ARTIGO 5º, 8º, DA INSTRUÇÃO

Leia mais

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO

COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO COMISSÃO DE TRABALHO, DE ADMINISTRAÇÃO E SERVIÇO PÚBLICO PROJETO DE LEI N o 3.898, DE 2008 Altera a redação do art. 12 da Lei nº 605, de 5 de janeiro de 1949, que dispõe sobre o repouso semanal remunerado

Leia mais

LEI MUNICIPAL Nº 1106/09, de 29 de dezembro de 2009.

LEI MUNICIPAL Nº 1106/09, de 29 de dezembro de 2009. LEI MUNICIPAL Nº 1106/09, de 29 de dezembro de 2009. Altera a Lei Complementar nº 001/06 de 13 de fevereiro de 2006, Código Tributário Municipal de Camocim e determina outras providências. O PREFEITO MUNICIPAL

Leia mais

PERDCOMP (Pedido de Eletronico de Ressarcimento ou Restituição e Declaração de Compensação)

PERDCOMP (Pedido de Eletronico de Ressarcimento ou Restituição e Declaração de Compensação) (Pedido de Eletronico de Ressarcimento ou Restituição e Declaração de Compensação) contato@agmcontadores.com.br 2015 Atualizada em março-2015 2 PER/DCOMP - PEDIDO ELETRÔNICO DE RESSARCIMENTO OU RESTITUIÇÃO

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO TRT RO

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO 3ª REGIÃO TRT RO RECORRENTE: KAREN KETHELIN SILVA LOPES RECORRIDOS: ACTIVA ASSESSORIA E COBRANÇA LTDA E OUTRA BANCO BMG S/A LOSANGO PROMOÇÕES DE VENDAS LTDA Relator: Desembargador Jales Valadão Cardoso Revisor: Desembargador

Leia mais

Universidade de São Paulo Mercado Financeiro I RCC 0407 Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Ribeirão Preto

Universidade de São Paulo Mercado Financeiro I RCC 0407 Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Ribeirão Preto Carlos R. Godoy Universidade de São Paulo Carlos R. Godoy 2 Mercado Financeiro I RCC 0407 Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade Ribeirão Preto Mercado Financeiro I RCC 0407 Taxas de Juros

Leia mais

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO A

Poder Judiciário JUSTIÇA FEDERAL Seção Judiciária do Paraná 2ª TURMA RECURSAL JUÍZO A JUIZADO ESPECIAL (PROCESSO ELETRÔNICO) Nº200870500208531/PR RELATOR : Juiz Federal Leonardo Castanho Mendes RECORRENTE : Roberto Osvaldo Heil RECORRIDO : INSS VOTO DIVERGENTE Trata-se de recurso do autor

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO 89ª Vara do Trabalho de São Paulo Processo nº:

PODER JUDICIÁRIO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 2ª REGIÃO 89ª Vara do Trabalho de São Paulo Processo nº: Data da distribuição: 30/07/2015 Data do julgamento: 27/10/2015 Autor: SINTHORESP - SINDICATO DOS TRABALHADORES EM HOTÉIS, APART HOTÉIS, MOTÉIS, FLATS, RESTAURANTES, BARES, LANCHONETES E SIMILARES DE SÃO

Leia mais

Superior Tribunal de Justiça

Superior Tribunal de Justiça RELATOR : MINISTRO TEORI ALBINO ZAVASCKI PROCURADOR : CESAR AUGUSTO BINDER E OUTRO(S) EMENTA TRIBUTÁRIO. EMBARGOS À EXECUÇÃO FISCAL. MASSA FALIDA. JUROS MORATÓRIOS. ATIVO SUFICIENTE PARA PAGAMENTO DO PRINCIPAL.

Leia mais

TÉCNICO DO TESOURO DO ESTADO TTE 2001

TÉCNICO DO TESOURO DO ESTADO TTE 2001 TÉCNICO DO TESOURO DO ESTADO TTE 2001 01) Um navio, em velocidade normal de cruzeiro, leva 2 horas para se deslocar em uma distância de 160 km. A distância que o navio alcançará em 5 horas, na mesma velocidade,

Leia mais

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA. Regulamento de Empréstimos Plano BD- 01

REGIUS SOCIEDADE CIVIL DE PREVIDÊNCIA PRIVADA. Regulamento de Empréstimos Plano BD- 01 1/6 TÍTULO: CLASSIFICAÇÃO: REFERENCIAL NORMATIVO: ASSUNTO: GESTOR: ELABORADOR: APROVAÇÃO: Documento Executivo Resolução CMN nº 3456/2007 PO-GEREL-002_Solicitação de Empréstimo Estabelece as regras para

Leia mais

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO

PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO PODER JUDICIÁRIO FEDERAL JUSTIÇA DO TRABALHO TRIBUNAL REGIONAL DO TRABALHO DA 1ª REGIÃO Gab Des Roque Lucarelli Dattoli Av. Presidente Antonio Carlos, 251 11o andar - Gab.10 Castelo Rio de Janeiro 20020-010

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS

CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 48/48 CA - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900992/2015-77

Leia mais

I mediante solicitação da instituição financeira que efetivar a quitação antecipada da operação;

I mediante solicitação da instituição financeira que efetivar a quitação antecipada da operação; COMISSÃO DE DEFESA DO CONSUMIDOR PROJETO DE LEI N o 1.150, DE 2011 Dispõe sobre o Imposto sobre Operações de Crédito, Câmbio e Seguro ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários IOF. Autora: Deputada

Leia mais

Custo de Vida. Copyright 2004 South-Western

Custo de Vida. Copyright 2004 South-Western Custo de Vida 16 Custo de Vida Inflação é o aumento do nível de preços geral da economia. A taxa de inflação é a mudança percentual do nível de preço em relação ao período anterior. Índice de Preço ao

Leia mais

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança

Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança Boletim Informativo de Crédito Imobiliário e Poupança D A T A A B E C I P N O V E M B R O, 2 0 1 5 D E S T A Q U E S D O M Ê S Poupança SBPE Captação Líquida: - R$ 962 milhões Saldo: R$ 501,2 bilhões Financiamentos

Leia mais

DECRETO Nº , DE 7 DE JANEIRO DE 2015 (DOC de 08/01/2015)

DECRETO Nº , DE 7 DE JANEIRO DE 2015 (DOC de 08/01/2015) DECRETO Nº 55.828, DE 7 DE JANEIRO DE 2015 (DOC de 08/01/2015) Regulamenta o Programa de Parcelamento Incentivado de 2014 PPI 2014, instituído pela Lei nº 16.097, de 29 de dezembro de 2014, e o artigo

Leia mais

I) Resolução 171 do TST - Cancela a OJ 293 da Subseção I Especializada em Dissídios Individuais e dá nova redação à Súmula 353 do TST.

I) Resolução 171 do TST - Cancela a OJ 293 da Subseção I Especializada em Dissídios Individuais e dá nova redação à Súmula 353 do TST. I) Resolução 171 do TST - Cancela a OJ 293 da Subseção I Especializada em Dissídios Individuais e dá nova redação à Súmula 353 do TST. 353. EMBARGOS. AGRAVO. CABIMENTO (incorporada a Orientação Jurisprudencial

Leia mais

CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS

CONDIÇÕES GERAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS I INFORMAÇÕES INICIAIS CONDIÇÕES GERAIS SOCIEDADE DE CAPITALIZAÇÃO: BRADESCO CAPITALIZAÇÃO S/A CNPJ: 33.010.851/0001-74 PLANO PM 48/48 T - MODALIDADE: TRADICIONAL PROCESSO SUSEP Nº: 15414.900061/2014-98

Leia mais

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais)

BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 (Valores expressos em reais) BALANÇOS PATRIMONIAIS EM 31 DE DEZEMBRO DE 2011 E 2010 ATIVO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 PASSIVO E PATRIMÔNIO LÍQUIDO Explicativa n o 31/12/2011 31/12/2010 CIRCULANTE CIRCULANTE Disponibilidades

Leia mais

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei:

Faço saber que o Congresso Nacional decreta e eu sanciono a seguinte Lei: LEI Nº 13.202, DE 08.12.2015 Institui o Programa de Redução de Litígios Tributários - PRORELIT; autoriza o Poder Executivo federal a atualizar monetariamente o valor das taxas que indica; altera as Leis

Leia mais

O F Í C I O C I R C U L A R. Associados da BM&F e Participantes do Mercado de Títulos Públicos

O F Í C I O C I R C U L A R. Associados da BM&F e Participantes do Mercado de Títulos Públicos 04 de dezembro de 2006 135/2006-DG O F Í C I O C I R C U L A R Associados da BM&F e Participantes do Mercado de Títulos Públicos Ref: SISBEX Introdução do Contrato de Operações Compromissadas Genéricas

Leia mais

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 761, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2016.

MEDIDA PROVISÓRIA Nº 761, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2016. MEDIDA PROVISÓRIA Nº 761, DE 22 DE DEZEMBRO DE 2016. Altera o Programa de que trata a Lei nº 13.189, de 19 de novembro de 2015, para denominá-lo Programa Seguro-Emprego e para prorrogar seu prazo de vigência.

Leia mais

PROCESSO: AP

PROCESSO: AP ACÓRDÃO 1ª TURMA PODER JUDICIÁRIO FEDERAL AGRAVO DE PETIÇÃO. TAXA DE JUROS SELIC. PREVISÃO EM ACORDO HOMOLOGADO. INCIDÊNCIA. Deve ser aplicada a taxa de juros SELIC, quando há previsão de sua incidência

Leia mais

CONTRATO DE RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS E OUTRAS AVENÇAS. Meios eletrônicos e/ou de comunicação à distância

CONTRATO DE RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS E OUTRAS AVENÇAS. Meios eletrônicos e/ou de comunicação à distância CONTRATO DE RENEGOCIAÇÃO DE DÍVIDAS E OUTRAS AVENÇAS Meios eletrônicos e/ou de comunicação à distância Por este contrato e melhor forma de direito: 1. PARTES 1.1 CREDOR: BANCO BRADESCO S.A., inscrito no

Leia mais

Disciplina: Direito e Processo do Trabalho 3º Semestre Professor Donizete Aparecido Gaeta Resumo de Aula

Disciplina: Direito e Processo do Trabalho 3º Semestre Professor Donizete Aparecido Gaeta Resumo de Aula 1. Fontes materiais e formais. 2. Normas Jurídicas de Direito do Trabalho. Constituição, Leis, Atos do Poder Executivo, Sentença normativa, Convenções e Acordos Coletivos, Regulamentos de empresa, Disposições

Leia mais

DECRETO Nº , DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015.

DECRETO Nº , DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015. DECRETO Nº 19.269, DE 28 DE DEZEMBRO DE 2015. Estabelece o Calendário Fiscal de Arrecadação dos Tributos Municipais, o valor da Unidade Financeira Municipal (UFM) e os preços do metro quadrado de terrenos

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE (Do Senhor Alexandre Leite)

PROJETO DE LEI Nº, DE (Do Senhor Alexandre Leite) PROJETO DE LEI Nº, DE 2015. (Do Senhor Alexandre Leite) Altera a Constituição das Leis do Trabalho (CLT), aprovada pelo Decreto-Lei nº 5.452, de 1º de maio de 1943, bem como insere o artigo 15-A no Novo

Leia mais

ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2016 Funcionamento do comércio e questões trabalhistas 2 7 / 0 9 /

ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2016 Funcionamento do comércio e questões trabalhistas 2 7 / 0 9 / ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2016 Funcionamento do comércio e questões trabalhistas 2 7 / 0 9 / 2 0 1 6 ELEIÇÕES MUNICIPAIS 2016 PRIMEIRO TURNO: 02 de outubro de 2016 (primeiro domingo de outubro) SEGUNDO TURNO:

Leia mais

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO

VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO VERITAE TRABALHO PREVIDÊNCIA SOCIAL SEGURANÇA E SAÚDE NO TRABALHO Orientador Empresarial ORIENTAÇÕES TRABALHO Equiparação Salarial Considerações Gerais Sumário 1. Conceito 2. Mesma Localidade 3. Trabalho

Leia mais

Instrução Normativa RFB nº 1.343, de 5 de abril de 2013

Instrução Normativa RFB nº 1.343, de 5 de abril de 2013 Instrução Normativa RFB nº 1.343, de 5 de abril de 2013 DOU de 8.4.2013 Dispõe sobre o tratamento tributário relativo à apuração do Imposto sobre a Renda da Pessoa Física (IRPF) aplicável aos valores pagos

Leia mais

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Sindical A IMPOSSIBILIDADE DE APLICAÇÃO DA MULTA DO ART. 475-J DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL (CPC) AO PROCESSO DO TRABALHO

TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Sindical A IMPOSSIBILIDADE DE APLICAÇÃO DA MULTA DO ART. 475-J DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL (CPC) AO PROCESSO DO TRABALHO TRABALHOS TÉCNICOS Divisão Sindical A IMPOSSIBILIDADE DE APLICAÇÃO DA MULTA DO ART. 475-J DO CÓDIGO DE PROCESSO CIVIL (CPC) AO PROCESSO DO TRABALHO Alain Alpin Mac Gregor Advogado Tendo em vista a adaptação

Leia mais

CARTA-CIRCULAR Nº 767 Documento normativo revogado pela Carta-Circular 2.823, de 13/11/1998.

CARTA-CIRCULAR Nº 767 Documento normativo revogado pela Carta-Circular 2.823, de 13/11/1998. CARTA-CIRCULAR Nº 767 Documento normativo revogado pela Carta-Circular 2.823, de 13/11/1998. Em decorrência das Resolução nº 566, de,de 20.09.79, e 676, de 22.01.81, de que estabeleceram prazos mínimos

Leia mais