Topografia Aplicada à Engenharia Civil AULA 06

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Topografia Aplicada à Engenharia Civil AULA 06"

Transcrição

1 Topografia Geoática plicada à Engenharia Civil UL 06 Declividade, Irradiações, Interseções, Levantaentos a Trena e ússola e Orientações sobre o Trabalho Prático Laboratório de Cartografia Digital - CTUFES

2 PLNIMETRI Declividade 2 6 DN θ DH Tan θ = DN => δ = DN DH DH

3 PLNIMETRI 3 6 Declividade DN θ DH δ = DN. 100 DH % δ = + clive -Declive δ = arctan DN DH graus

4 PLNIMETRI 4 6 Métodos de Levantaento Topográfico Irradiação Interseção Lev. a Trena e ússola Poligonação ou Cainhaento

5 PLNIMETRI Métodos de Levantaento Topográfico Irradiação Método utilizado para levantaento de pequenas áreas ou coo étodo auiliar à poligonação 5 6

6 PLNIMETRI Métodos de Levantaento Topográfico Irradiação Escolhe-se convenienteente u ponto, interno ou eternaente à superfície a ser levantada. 6 6

7 PLNIMETRI Métodos de Levantaento Topográfico Irradiação partir deste ponto lê-se os ziutes ou Defleões e as respectivas distâncias para os deais pontos de interesse. 7 6

8 PLNIMETRI Métodos de Levantaento Topográfico Irradiação Se o ponto escolhido não peritir a total cobertura da superfície desejada, escolhe-se outro ponto após esgotadas as leituras no ponto inicial. 1 NM d 2 d C

9 PLNIMETRI Métodos de Levantaento Topográfico Irradiação Planilha de Capo NM d 5 C 6 d Ré Est Vnt Dis RS RM RI Z i Z Î

10 PLNIMETRI 10 6 Métodos de Levantaento Topográfico Irradiação Planilha de Capo NM d 5 C 6 d Ré Est Vnt Dis RS RM RI Z i Z Î

11 PLNIMETRI X 5 C X 6 C C Î Z i Z RI RM RS Dis Vnt Est Ré

12 PLNIMETRI 12 6 Método assi chaado por fazer a intersecção entre as edidas de dois pontos (duas estações). Interseção P1

13 PLNIMETRI 13 6 Interseção Este étodo se resue e visar da base os vértices do polígono lendo os aziutes de cada u e da base, lendose as respectivas defleões. NM z P1 Î

14 PLNIMETRI Interseção 14 6

15 PLNIMETRI 15 6 Interseção NM z

16 PLNIMETRI 16 6 Interseção Planilha de Capo. Ré Estação Vante ziute Î

17 PLNIMETRI 17 6 Levantaento a Trena e ússola Método de Levantaento Planiétrico Topográfico, que faz uso de diastíetro e bússola para a obtenção dos dados de ua deterinada superfície.

18 PLNIMETRI Lev. trena e ússola NM z 12 a 1 φ c b

19 PLNIMETRI Lev. trena e ússola b a φ c

20 PLNIMETRI 20 6 Lev. trena e ússola Lei dos cossenos 1 a c = a 2 + b 2 2ab cos φ φ c log o : b a 2 + b 2 c 2 φ = arc cos 2ab

21 PLNIMETRI 21 6 Lev. Trena e ússola Planilha de Capo. Ré Est Vte DH a b c φ Î z Ru O O O O O O O O

22 Trabalho Prático - Relatório Técnico - Planta Topográfica Plani-altiétrica - Relatório Técnico: Introdução - Objetivos - Metodologias - Resultados obtidos - Considerações Gerais - Conclusão - Referências ibliográficas

23 PLNIMETRI Métodos de Levantaento Topográfico 23 6 Relatório Topográfico

24 Trabalho Prático - Relatório Técnico: - Introdução - Definição da Ciência - plicações -Citações - Estado da rte 24 7

25 Trabalho Prático - Relatório Técnico: -Objetivos - Objetivo Geral do Trabalho - Objetivo Específico 25 7

26 Trabalho Prático - Relatório Técnico: - Metodologias (Planietria e ltietria) - Técnicas epregadas - Justificativa dos étodos epregados - Liites e Tolerâncias adotadas 26 7

27 Trabalho Prático - Relatório Técnico: - Resultados Obtidos - Planilhas de Capo - Planilha Calculada - Erros - Tabelas de Coordenadas - Meorial Descritivo -(Planietria e ltietria) 27 7

28 Trabalho Prático - Relatório Técnico: - Considerações Gerais - Observações pertinentes à eecução dos trabalhos - Probleas de observação - Discussão sobre iprecisões - Outros apontaentos técnicos 28 7

29 Trabalho Prático - Relatório Técnico: - Conclusões - nálises sobre o fechaento e qualidade do trabalho - Resultados Obtidos X Resultados Esperados 29 7

30 Trabalho Prático - Relatório Técnico: - Referências ibliográficas - NR Eeplo -Citação: (TOMLIN, 1990) TOMLIN, Dana. Geographic Inforation Syste and Cartographic Modeling. New Jersey: Prentice Hall, Englewood Cliffs p. 30 7

31 PLNIMETRI Métodos de Levantaento Topográfico 31 6 Planta Topográfica

32 Trabalho Prático -Planta Topográfica Plani-altiétrica : - Dados Plani-altiétricos - Indicação do Norte Magnético - Caribo: - Título do Trabalho - Curso - Equipe (Grupo co os noes dos coponentes) - Tura - Escala - Data - Área e Períetro da Poligonal - Declinação Magnética 32 7

33 Trabalho Prático -Planta Topográfica Plani-altiétrica : 33 7

34 PLNIMETRI Planta Topográfica 34 6

35 PLNIMETRI Planta Topográfica 35 6

36 PLNIMETRI Métodos de Levantaento Topográfico 36 6 Meorial Descritivo

37 PLNIMETRI Métodos de Levantaento Topográfico 37 6 MEMORIL DESCRITIVO PLNIMETRICO " [NOME DO LOCL] " [MUNICIPIO] " "NOME DO PROPRIETÁRIO" FUSO: XXXX- MC: XXXX - SD_69 LOTE: PERIM: XXXX Liites e confrontações O NORTE : Co a estrada /". ESTE : Co a arge esquerda do Corrego XXXXXX. O SUL : Co terras da Fazenda XXXXXX. OESTE : Co a estrada para a Localidade de XXXXXXXX. Descrição do períetro Inicia no vértice (1) de coordenadas E: XXXXXX.XXX e N: XXXXXXX.XXX, sistea UTM e eridiano central XX, Fuso XX, SD_69, localizado proio da estrada para XXXXXXXXXX, do lado esquerdo desta, fazendo divisa co terras da Fazenda XXXXXXXXX, seguindo dai co aziute de ' 44" e distãncia de 4.82, confrontado co terras da Fazenda XXXXXXXXXX, até o vértice (2) de coordenadas E: XXXXXX.XXX e N: XXXXXXX.XXX; segue co aziute de ' 50" e distãncia de , confrontando co a estrada para XXXXXXXXXXXX, até o vértice (4) de coordenadas E: XXXXXX.XXX e N: XXXXXXX.XXX; segue co aziute de ' 31" e distãncia de até o vértice (7) de coordenadas E: XXXXXX.XXX e N: XXXXXXX.XXX; segue co aziute de ' 12" e distãncia de até o vértice (8) de coordenadas E: XXXXXX.XXX e N: XXXXXXX.XXX; segue co aziute de ' 28" e distãncia de até o vértice (9) de coordenadas E: XXXXXX.XXX e N: XXXXXXX.XXX; segue co aziute de ' 23" e distãncia de até o vértice (26) até o vértice (329) de coordenadas E: XXXXXX.XXX e N: XXXXXXX.XXX; segue co aziute de ' 09" e distãncia de até o vértice (336) localizado no ponto de divisa da Fazenda YYYYYYYYYYYYYYY, co o Corrego WWWWWWW e a Fazenda Pendengo, de coordenadas E: e N: ; segue co aziute de ' 51" e distãncia de , confrontando co terras da Fazenda XXXXXXXXXX; segue, fechando o perietro, co aziute de ' 18" e distãncia de até alcancar o vértice inicial (1). O perietro acia descrito encerra ua area de XXXXXX.XX ha Município, XX de XXXXX de 200X

Trabalho Prático. - Relatório Técnico: - Introdução. - Objetivos - Metodologias - Resultados obtidos - Considerações Gerais

Trabalho Prático. - Relatório Técnico: - Introdução. - Objetivos - Metodologias - Resultados obtidos - Considerações Gerais Trabalho Prático - Relatório Técnico - Planta Topográfica Plani-altimétricaaltimétrica - Relatório Técnico: 1 A7 - Introdução - Objetivos - Metodologias - Resultados obtidos - Considerações Gerais - Conclusão

Leia mais

Topografia Aplicada à Engenharia Civil AULA 07

Topografia Aplicada à Engenharia Civil AULA 07 Topografia Geomática Aplicada à Engenharia Civil AULA 07 Poligonação Parte 1 Laboratório de Cartografia Digital - CTUFES Poligonação ou Caminhamento 2 A6 3 A6 Poligonação ou Caminhamento Este processo

Leia mais

NORMAS E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA TRABALHOS TOPOGRÁFICOS - CDA I OPERAÇÕES DE CAMPO

NORMAS E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA TRABALHOS TOPOGRÁFICOS - CDA I OPERAÇÕES DE CAMPO NORMAS E ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS PARA TRABALHOS TOPOGRÁFICOS - CDA I OPERAÇÕES DE CAMPO 1- As normas técnicas objetivam a caracterização de imóveis rurais pelo levantamento e materialização de seus limites,

Leia mais

Panorama do Sistema de Automação Topográfica - POSIÇÃO

Panorama do Sistema de Automação Topográfica - POSIÇÃO Panorama do Sistema de Automação Topográfica - POSIÇÃO MundoGEO#Connect LatinAmerica 2013 18 a 20 de Junho São Paulo Brasil Apresentado por: Danilo Sidnei dos Santos Gerente e Desenvolvedor do Posição

Leia mais

Topografia Geomática Aplicada à Engenharia Civil AULA 03

Topografia Geomática Aplicada à Engenharia Civil AULA 03 Topografia Geomática Aplicada à Engenharia Civil AULA 03 Medidas Lineares Diretas e Indiretas: Leitura e Formulação Laboratório de Cartografia Digital - CTUFES Definição de levantamento topográfico NBR13.133/1994

Leia mais

PLANIMETRIA. Laboratório de Topografia e Cartografia - CTUFES

PLANIMETRIA. Laboratório de Topografia e Cartografia - CTUFES PLANIMETRIA Medidas Lineares DV DH Distância Horizontal (DH): é a distância medida entre dois pontos, no plano horizontal. Este plano pode, conforme indicado na figura, passar tanto pelo ponto A, quanto

Leia mais

O que é o Sistema Geodésico de Referência? Qual é o Sistema Geodésico adotado no Brasil? Qual a diferença entre o Sistema SAD69 e SIRGAS2000?

O que é o Sistema Geodésico de Referência? Qual é o Sistema Geodésico adotado no Brasil? Qual a diferença entre o Sistema SAD69 e SIRGAS2000? O que é o Sistema Geodésico de Referência? É um sistema coordenado que serve de referência ao posicionamento no globo terrestre ou em um território nacional ou continental, utilizado para representar características

Leia mais

RODOLFO MOREIRA DE CASTRO JUNIOR TOPOGRAFIA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL

RODOLFO MOREIRA DE CASTRO JUNIOR TOPOGRAFIA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL RODOLFO MOREIRA DE CASTRO JUNIOR TOPOGRAFIA CURSO DE ENGENHARIA CIVIL UNIVERSIDADE FEDERAL DO ESPÍRITO SANTO Centro Tecnológico Laboratório de Topografia e Cartografia LTC - CTUFES Recolhido, Montado e

Leia mais

Introdução a Topografia

Introdução a Topografia Resumo dos conhecimentos necessários para o entendimento e uso das técnicas de levantamento e descrição do terreno para a aplicação na implantação da faixa de dutos. 1 Definição de Topografia A palavra

Leia mais

Capítulo IV TAQUEOMETRIA

Capítulo IV TAQUEOMETRIA 62 Capítulo IV TAQUEOMETRIA 1. Princípios Gerais A taqueometria, do grego takhys (rápido), metren (medição), compreende uma série de operações que constituem um processo rápido e econômico para a obtenção

Leia mais

EXERCÍCIOS DE TOPOGRAFIA

EXERCÍCIOS DE TOPOGRAFIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO Escola Superior de Agricultura "Luiz de Queiroz" DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA RURAL Área de Topografia e Geoprocessamento 1 EXERCÍCIOS DE TOPOGRAFIA Professores: Rubens Angulo Filho

Leia mais

FACULDADE SUDOESTE PAULISTA CURSO - ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA- TOPOGRAFIA

FACULDADE SUDOESTE PAULISTA CURSO - ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA- TOPOGRAFIA FACULDADE SUDOESTE PAULISTA CURSO - ENGENHARIA CIVIL DISCIPLINA- TOPOGRAFIA EXERCÍCIO DE REVISÃO 1. Com base nos seus conhecimentos, complete a lacuna com a alternativa abaixo que preencha corretamente

Leia mais

TopoHAM-Excel Software para cálculo e desenho de topografia. 1 / 1. Manual do TopoHAM-Excel

TopoHAM-Excel Software para cálculo e desenho de topografia. 1 / 1. Manual do TopoHAM-Excel 1 / 1 Manual do Manual do Manual do O Manual do TopoHAM ensinará tudo que você precisa para o futuro dos seus negócios e desenvolvimento da sua empresa. -Caderneta de Campo. -Ajustamento MMQ. -Coordenadas

Leia mais

Levantamento topográfico

Levantamento topográfico MA092 - Geometria plana e analítica - Segundo projeto Levantamento topográfico Francisco A. M. Gomes Outubro de 2014 1 Descrição do projeto Nessa atividade, vamos usar a lei dos senos e a lei dos cossenos

Leia mais

2.0 CONCEITOS BÁSICOS EM TOPOGRAFIA

2.0 CONCEITOS BÁSICOS EM TOPOGRAFIA MÓDULO TOPOGRAFIA 2 1. INTRODUÇÃO Segundo [ESPARTEL69] "a Topografia tem por finalidade determinar o contorno, a dimensão e a posição relativa de uma porção limitada da superfície terrestre". Esta determinação

Leia mais

Georreferenciamento de Imóveis Rurais SIGEF

Georreferenciamento de Imóveis Rurais SIGEF Georreferenciamento de Imóveis Rurais SIGEF O Sistema de Gestão Fundiária (SIGEF) é uma ferramenta eletrônica desenvolvida pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA) e pelo Ministério

Leia mais

Levantamento. Levantamento altimétrico:

Levantamento. Levantamento altimétrico: Levantamento planimétrico trico: projeção plana que não traz informações acerca do relevo do terreno levantado; somente acerca de informações relativas à medições feitas na horizontal. Levantamento altimétrico:

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA UNIDADE DE FLORIANÓPOLIS DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE CONSTRUÇÃO CIVIL

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA UNIDADE DE FLORIANÓPOLIS DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE CONSTRUÇÃO CIVIL CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE SANTA CATARINA UNIDADE DE FLORIANÓPOLIS DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE CONSTRUÇÃO CIVIL CURSO TÉCNICO DE GEOMENSURA MÓDULO I UNIDADE CURRICULAR TOPOGRAFIA I 5.7 Medição

Leia mais

Departamento de Engenharia Civil Métodos de Levantamento Clássico

Departamento de Engenharia Civil Métodos de Levantamento Clássico Departamento de Engenharia Civil Métodos de Levantamento Clássico Rosa Marques Santos Coelho Paulo Flores Ribeiro 006 / 007 1. INTRODUÇÃO O levantamento clássico utiliza aparelhos como a prancheta e respectiva

Leia mais

REPRESENTAÇÃO DO RELEVO

REPRESENTAÇÃO DO RELEVO REPRESENTAÇÃO DO RELEVO Nas cartas topográficas o relevo é representado através de curvas de níveis e pontos cotados com altitudes referidas ao nível médio do mar (datum vertical) Ponto Cotado - é a projeção

Leia mais

Por que os cartógrafos e os geógrafos têm necessidade de conhecer topografia? Os levantamentos de base não existem em todos os lugares;

Por que os cartógrafos e os geógrafos têm necessidade de conhecer topografia? Os levantamentos de base não existem em todos os lugares; 1 - ELEMENTOS DE TOPOGRAFIA Definição: É o conjunto de técnicas aplicadas ao terreno, cujo objeto é o estabelecimento das cartas e das plantas. Conforme a etimologia da palavra, topografia é a arte de

Leia mais

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS - ESALQ / USP LEB 340 - Topografia e Geoprocessamento I Prof. Rubens Angulo Filho 1º Semestre de 2015

DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE BIOSSISTEMAS - ESALQ / USP LEB 340 - Topografia e Geoprocessamento I Prof. Rubens Angulo Filho 1º Semestre de 2015 Trabalho prático nº 01: Levantamento à Trena 1) Material: a) trena de 20,0m; b) 3 balizas; c) 4 fichas; d) GPS de navegação 2) Método: A medição dos alinhamentos, no campo, será executada por 3 balizeiros

Leia mais

SPID TOPO GUIA DE USO

SPID TOPO GUIA DE USO SPID TOPO GUIA DE USO 1. ABRINDO O SPID TOPO O usuário poderá ter acesso ao aplicativo na página do Laboratório de Topografia e Cartografia (LTC) no endereço: http://www.ltc.ufes.br/. Na área reservada

Leia mais

ST 301 TOPOGRAFIA I 2 0 1 3

ST 301 TOPOGRAFIA I 2 0 1 3 FACULDADE DE TECNOLOGIA / UNICAMP FT / UNICAMP CAMPUS 1 - LIMEIRA - SP ST 301 TOPOGRAFIA I 2 0 1 3 Prof. Hiroshi Paulo Yoshizane hiroshiy@ft.unicamp.br hiroshi55ster@gmail.com SITE: www.professorhiroshi.com.br

Leia mais

Lista de Exercícios de Topografia Planimetria

Lista de Exercícios de Topografia Planimetria Lista de Exercícios de Topografia Planimetria 1. Cite 3 métodos de levantamento topográfico e uma situação prática onde cada um poderia ser empregado. 2. Verifique se existe erro de fechamento angular

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UFPB CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA Departamento de Solos e Engenharia Rural - DSER. Aula 01 Turma - 03

UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UFPB CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA Departamento de Solos e Engenharia Rural - DSER. Aula 01 Turma - 03 UNIVERSIDADE FEDERAL DA PARAÍBA UFPB CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS - CCA Departamento de Solos e Engenharia Rural - DSER Laboratório de Topografia Aula 0 Turma - 03 Prof. Dr. Guttemberg Silvino Prof. Dr.

Leia mais

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE CAMPUS SOMBRIO NOME DO AUTOR. TÍTULO: subtítulo (se houver)

INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE CAMPUS SOMBRIO NOME DO AUTOR. TÍTULO: subtítulo (se houver) INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA CATARINENSE CAMPUS SOMBRIO (3 espaços entre linhas de 1,5) NOME DO AUTOR (8 espaços entre linhas de 1,5) TÍTULO: subtítulo (se houver) Cidade (UF) ano

Leia mais

Eventos MT-611-00005 Última Atualização 25/04/2012

Eventos MT-611-00005 Última Atualização 25/04/2012 Eventos MT-611-00005 Última Atualização 25/04/2012 I. Objetivos Após este módulo de capacitação você será capaz de: 1. Pesquisar eventos disponíveis para participação de uma empresa; 2. Confirmar presença

Leia mais

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2. Métodos de Aquisição de dados Planialtimétricos

UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2. Métodos de Aquisição de dados Planialtimétricos UNICAP Universidade Católica de Pernambuco Laboratório de Topografia de UNICAP - LABTOP Topografia 2 Métodos de Aquisição de dados Planialtimétricos Recife, 2014 Métodos de Aquisição dos Dados O cuidado

Leia mais

RELATÓRIO TÉCNICO DE LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO PLANIALTIMETRO NO MUNICÍPIO DE ALTAMIRA: CARACTERIZAÇÃO DA COTA 100 NO NÚCLEO URBANO

RELATÓRIO TÉCNICO DE LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO PLANIALTIMETRO NO MUNICÍPIO DE ALTAMIRA: CARACTERIZAÇÃO DA COTA 100 NO NÚCLEO URBANO Universidade Federal do Pará RELATÓRIO TÉCNICO DE LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO PLANIALTIMETRO NO MUNICÍPIO DE ALTAMIRA: CARACTERIZAÇÃO DA COTA 100 NO NÚCLEO URBANO SOLICITANTE: MINISTÉRIO PÚBLICO FEDERAL PROCURADORIA

Leia mais

Laboratório de Cartografia Digital - CTUFES

Laboratório de Cartografia Digital - CTUFES Geotecnologias Planejamento e Gestão AULA 05 Fundamentos de Geodésia Geodésia - Definição: Geodésia é a ciência de medida e mapeamento das variações temporais da superfície da Terra, considerando seu campo

Leia mais

LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO (PLANIMETRIA)

LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO (PLANIMETRIA) Topografia LEVANTAMENTO TOPOGRÁFICO (PLANIMETRIA) Prof. Paulo Carvalho, M.Sc Macedo, M.Sc Prof. Emilia Rabanni, Dra. Poli, Brasil.. 2014 2/27 Levantamento Topográfico Planimétrico Medição Métodos de Levantamento

Leia mais

ATIVIDADE DE COMPOSTAGEM

ATIVIDADE DE COMPOSTAGEM ATIVIDADE DE COMPOSTAGEM 1. Identificação Epresa/Interessado: Endereço: Bairro: Município: CEP: CNPJ/CPF: Telefone: Fax: E-ail: Atividade: Localização do epreendiento (Endereço): Bairro: CEP: Contato:

Leia mais

GEORREFERENCIAMENTO E CERTIFICAÇÃO

GEORREFERENCIAMENTO E CERTIFICAÇÃO GEORREFERENCIAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE IMÓVEIS RURAIS Curitiba Dezembro/2013 Fábio Pagliosa Ulkowski - Engenheiro Cartógrafo Analista em Reforma e Desenvolvimento Agrário INCRA-PR SUMÁRIO 1. O Georreferenciamento

Leia mais

F. Jorge Lino Módulo de Weibull MÓDULO DE WEIBULL. F. Jorge Lino

F. Jorge Lino Módulo de Weibull MÓDULO DE WEIBULL. F. Jorge Lino MÓDULO DE WEIBULL F. Jorge Lino Departaento de Engenharia Mecânica e Gestão Industrial da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, Rua Dr. Roberto Frias, 4200-465 Porto, Portugal, Telf. 22508704/42,

Leia mais

Tipos de poligonal. Poligonal fechada Poligonal enquadrada Poligonal aberta

Tipos de poligonal. Poligonal fechada Poligonal enquadrada Poligonal aberta Técnicas de levantamento planimétrico Tipos de poligonal Poligonal fechada Poligonal enquadrada Poligonal aberta Técnicas de levantamento planimétrico Irradiações Consiste em, a partir de uma linha de

Leia mais

FACULDADES SÃO JOSÉ NOME DO AUTOR TÍTULO DO PROJETO

FACULDADES SÃO JOSÉ NOME DO AUTOR TÍTULO DO PROJETO FACULDADES SÃO JOSÉ NOME DO AUTOR TÍTULO DO PROJETO Rio de Janeiro 2007 NOME DO AUTOR TÍTULO DO PROJETO Projeto de pesquisa apresentado para a Programa de Iniciação à Pesquisa das FSJ, ou para elaboração

Leia mais

LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS II GA108

LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS II GA108 LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS II GA108 Universidade Federal do Paraná Setor de Ciências da Terra Departamento de Geomática Profa. Dra. Regiane Dalazoana LEVANTAMENTOS TOPOGRÁFICOS II GA108 a) Cálculo de Volumes

Leia mais

Especificações Técnicas para Uso da Rede de Referência Cartográfica Municipal RRCM

Especificações Técnicas para Uso da Rede de Referência Cartográfica Municipal RRCM Especificações Técnicas para Uso da Rede de Referência Cartográfica Municipal RRCM Junho de 2004 SUMÁRIO Página APRESENTAÇÃO 03 1. OBJETIVOS 03 2 DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 04 3. DEFINIÇÕES 04 3.1. SISTEMA

Leia mais

ANEXO 1 Relação e orientação de Demarcação das Unidades de Manejo Florestal UMF

ANEXO 1 Relação e orientação de Demarcação das Unidades de Manejo Florestal UMF ANEXO 1 Relação e orientação de Demarcação das Unidades de Manejo Florestal UMF A 3 licitação para concessão em floresta pública no Estado do Pará será realizada na Floresta Estadual (FLOTA) do Paru, localizada

Leia mais

PROJETO BÁSICO. Serviço de Comunicação Multimídia

PROJETO BÁSICO. Serviço de Comunicação Multimídia PROJETO BÁSICO Serviço de Comunicação Multimídia xxxxxxxxxx, xx de xxxxx de 2009 PROJETO BÁSICO (De acordo com a Res. n 272 da Anatel - SCM, de 9 de agosto de 2001, Anexo II) O B J E T O SOLICITAÇÃO DE

Leia mais

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO PROPRIETÁRIO PRESUMIDO: João Belmiro da Silva NÚMERO DO LOTE: 048 NOME DA PROPRIEDADE: Fazenda Santa Luzia MUNICÍPIO: Ilhéus/ BA DATA: 05 de novembro de 2013 APRESENTAÇÃO NÚMERO

Leia mais

Engenharia Civil. Alexandre Souza Eng. Agrimensor MSc. alexandre0363@gmail.com

Engenharia Civil. Alexandre Souza Eng. Agrimensor MSc. alexandre0363@gmail.com Engenharia Civil Alexandre Souza Eng. Agrimensor MSc. alexandre0363@gmail.com Levantamento topográfico -Planimetria Em um levantamento topográfico, normalmente são determinados pontos de apoio ao levantamento

Leia mais

2 O Preço Spot de Energia Elétrica do Brasil

2 O Preço Spot de Energia Elétrica do Brasil 2 O Preço Spot de Energia Elétrica do Brasil Inicialente, vai se expor de ua fora uita sucinta coo é criado o preço spot de energia elétrica do Brasil, ais especificaente, o CMO (Custo Marginal de Operação).

Leia mais

DIRETRIZES PARA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LEGISLAÇÃO, DOCUMENTOS, PROJETOS E DIRETRIZES ESPECÍFICAS

DIRETRIZES PARA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LEGISLAÇÃO, DOCUMENTOS, PROJETOS E DIRETRIZES ESPECÍFICAS DIRETRIZES PARA REGULARIZAÇÃO FUNDIÁRIA LEGISLAÇÃO, DOCUMENTOS, PROJETOS E DIRETRIZES ESPECÍFICAS Visando subsidiar tecnicamente o processo com fins de regularização fundiária em áreas de AEIS-II, deverão

Leia mais

SENAI SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL/SE

SENAI SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL/SE SENAI SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL/SE CURSO: HABILITAÇÃO PROFISSIONAL TÉCNICA DE NÍVEL MEDIO DA CONSTRUÇÃO CIVIL, COM ÊNFASE EM CANTEIRO DE OBRAS 2ª parte: Altimetria e Planialtimetria (APLICÁVEL

Leia mais

Guia para formatação de Teses e Dissertações do programa de Pós Graduação em Zootecnia (PPGZ)

Guia para formatação de Teses e Dissertações do programa de Pós Graduação em Zootecnia (PPGZ) UNIVERSIDADE FEDERAL DA BAHIA PROGRAMA DE PÓS GRADUAÇÃO EM ZOOTECNIA Guia para formatação de Teses e Dissertações do programa de Pós Graduação em Zootecnia (PPGZ) APRESENTAÇÃO Estas normas têm por finalidade

Leia mais

A Topografia no Sistema CR - Campeiro 7.0

A Topografia no Sistema CR - Campeiro 7.0 A Topografia no Sistema CR - Campeiro 7.0 Introdução a Topografia Enio Giotto Professor Titular da UFSM Elódio Sebem Professor Associado da UFSM SUMÁRIO 1 A TOPOGRAFIA E SEU CAMPO DE ATUAÇÃO 2 DIVISÃO

Leia mais

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL. Conselho do Patrimônio Imobiliário

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL. Conselho do Patrimônio Imobiliário LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL Imóvel rural denominado Barra do Rio dos Lobos localizado no Distrito de Lagoinha Barra do Chapéu-SP Conselho do Patrimônio Imobiliário Rua Tangará, 70 Vila Mariana

Leia mais

CAPÍTULO VIII PROCESSAMENTO E RESULTADOS

CAPÍTULO VIII PROCESSAMENTO E RESULTADOS 111 CAPÍTULO VIII PROCESSAMENTO E RESULTADOS 8.1 Processamento preliminar da poligonal do imóvel Curucutú Condição preliminar para o posicionamento georreferenciado de polígonos topográficos nas condições

Leia mais

CAPÍTULO VI TRANSPORTE DE COORDENADAS RETANGULARES POLIGONAIS FECHADAS

CAPÍTULO VI TRANSPORTE DE COORDENADAS RETANGULARES POLIGONAIS FECHADAS CAPÍTULO VI TRANSPORTE DE COORDENADAS RETANGULARES POLIGONAIS FECHADAS 1 o ) Durante o levantamento topográfico planimétrico foram medidos os seguintes valores angulares relativos a uma poligonal fechada:

Leia mais

PASSO A PASSO PORTAL DO CORRETOR. Versão: maio/2015

PASSO A PASSO PORTAL DO CORRETOR. Versão: maio/2015 PASSO A PASSO PORTAL DO CORRETOR Versão: maio/2015 BEM-VINDO AO PORTAL DO CORRETOR GENERALI SEGUROS PÁGINA DE LOGIN Página inicial de login A senha fornecida pela Generali confere acesso irrestrito, como

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS 3 cm As medidas em cm são referentes à BORDA SUPERIOR da Folha. A configuração das margens da página deve ser a seguinte: superior e esquerda 3 cm; inferior e direita 2 cm. FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO

Leia mais

COMPLETA AUTOMAÇÃO PARA

COMPLETA AUTOMAÇÃO PARA COMPLETA AUTOMAÇÃO PARA TOPOGRAFIA E GEODÉSIA Algumas Novidades da Versão Office: Reformulação das Planilhas de Cálculos; GeraçãodeLayoutsdeImpressão; Inserção e Georreferenciamento de Imagens Raster;

Leia mais

REFERENTE: RDO. nº 2XXX/2012 TAQUARITINGA-SP. LOCAL: RUA XXXXXXXXX XXXXXXX Nº XXX JD. XXXXXX

REFERENTE: RDO. nº 2XXX/2012 TAQUARITINGA-SP. LOCAL: RUA XXXXXXXXX XXXXXXX Nº XXX JD. XXXXXX Laudo M42/2013 REFERENTE: RDO. nº 2XXX/2012 TAQUARITINGA-SP. NATUREZA: ROUBO (art. 157). LOCAL: RUA XXXXXXXXX XXXXXXX Nº XXX JD. XXXXXX DATA FATO: XX AGOSTO DE 2012. VÍTIMA: XXXXXX XXXXXX XXX E OUTROS

Leia mais

LAUDO TÉCNICO DE ENGENHARIA CIVIL LTA. 120. 05. 16

LAUDO TÉCNICO DE ENGENHARIA CIVIL LTA. 120. 05. 16 1 / 19 LAUDO TÉCNICO DE ENGENHARIA CIVIL LTA. 120. 05. 16 EUCALIPTO SERVIÇOS TÉCNICOS NA CONSTRUÇÃO CIVIL LTDA Rua Marquês de Maricá, 625 - cj. 42 - Sacomã - São Paulo - SP CEP: 04252-000 Tel: (11) 2215-3064

Leia mais

(a) nivelamento geométrico; e (b) nivelamento trigonométrico.

(a) nivelamento geométrico; e (b) nivelamento trigonométrico. 45 Capítulo III ALTIMETRIA 1. Introdução A altimetria ou nivelamento tem por finalidade determinar a distância vertical ou diferença de nível entre diversos pontos. A diferença de altura entre dois pontos

Leia mais

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA

ESPECIFICAÇÃO TÉCNICA SUMÁRIO CONTEÚDO PG.. Cabos Elétricos e Acessórios 02.1. Geral 02.2. Noras 02.3. Escopo de Forneciento 02 T-.1. Tabela 02.4. Características Construtivas 04.4.1. Aplicação 04.4.2. Diensionaento 04.4.3.

Leia mais

Objetivo: converter um comando de posição de entrada em uma resposta de posição de saída.

Objetivo: converter um comando de posição de entrada em uma resposta de posição de saída. Prof. Celso Módulo 0 83 SISTEMAS DE CONTOLE DE POSIÇÃO Objetivo: converter u coando de posição de entrada e ua resposta de posição de saída. Aplicações: - antenas - braços robóticos - acionadores de disco

Leia mais

Modelo de Capa. 3 cm FACULDADES OSWALDO CRUZ INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA SOLANGE MIRANDA RIBEIRO

Modelo de Capa. 3 cm FACULDADES OSWALDO CRUZ INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA SOLANGE MIRANDA RIBEIRO Papel A4 Branco Modelo de Capa opcional FACULDADES OSWALDO CRUZ INSTITUTO SUPERIOR DE EDUCAÇÃO CURSO DE PEDAGOGIA SOLANGE MIRANDA RIBEIRO TRABALHADORES RURAIS E EDUCAÇÃO: estudo de caso das Ligas Camponesas

Leia mais

RESOLUÇÃO N. 012/2015.

RESOLUÇÃO N. 012/2015. RESOLUÇÃO N. 012/2015. Dispõe sobre a aprovação do Programa MINHA CASA MINHA VIDA no âmbito do Município de Paulo Afonso. O Plenário do (CMD), no uso das suas competências, especialmente as previstas no

Leia mais

NIVELAMENTO GEOMÉTRICO

NIVELAMENTO GEOMÉTRICO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS DEPARTAMENTO DE GEODÉSIA TOPOGRAFIA I NIVELAMENTO GEOMÉTRICO PROFESSOR JORGE LUIZ BARBOSA DA SILVA JUNHO/2003 MONITORES: VIVIAN, RODRIGO

Leia mais

MEMOCAD GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS

MEMOCAD GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS MEMOCAD GEORREFERENCIAMENTO DE IMÓVEIS RURAIS Desenvolvimento: MARIA NELY ALVARENGA LIMA http://www.memocad.com.br www.nelyalv@memocad.com.br www.nelyalv@gmail.com ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO 3 2. MONTAGEM SIGEF

Leia mais

ALGUNS TERMOS TÉCNICOS IMPORTANTES

ALGUNS TERMOS TÉCNICOS IMPORTANTES Topografia Medições de Distâncias ALGUNS TERMOS TÉCNICOS IMPORTANTES Ponto topográfico: É todo e qualquer ponto do terreno, que seja importante e levado em conta na medição da área. Ao final de cada alinhamento

Leia mais

Topografia. Conceitos Básicos. Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004-

Topografia. Conceitos Básicos. Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004- Topografia Conceitos Básicos Prof.: Alexandre Villaça Diniz - 2004- 1 ÍNDICE ÍNDICE...1 CAPÍTULO 1 - Conceitos Básicos...2 1. Definição...2 1.1 - A Planta Topográfica...2 1.2 - A Locação da Obra...4 2.

Leia mais

DIRETRIZES DO CADASTRO TÉCNICO DE REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS

DIRETRIZES DO CADASTRO TÉCNICO DE REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS DIRETRIZES DO CADASTRO TÉCNICO DE REDES DE ESGOTOS SANITÁRIOS 1. OBJETIVO Esta Diretriz fixa as condições exigíveis na elaboração de plantas e relatórios detalhados do cadastro de redes de coleta de esgoto,

Leia mais

Tubos Jaquetados e com Isolamento

Tubos Jaquetados e com Isolamento www.swagelok.co s Jaquetas e co Isolaento Características Disponíveis nos taanhos 1/4" a " e 6 a 12 e aço inoxidável 316/316L e cobre s e aço inoxidável co e se costura Jaqueta e PVC para baixa teperatura

Leia mais

Aula 8 : Desenho Topográfico

Aula 8 : Desenho Topográfico Aula 8 : Desenho Topográfico Topografia, do grego topos (lugar) e graphein (descrever), é a ciência aplicada que representa, no papel, a configuração (contorno,dimensão e posição relativa) de um porção

Leia mais

Método Simbólico. Versus. Método Diagramas de Euler. Diagramas de Venn

Método Simbólico. Versus. Método Diagramas de Euler. Diagramas de Venn IV Método Sibólico Versus Método Diagraas de Euler E Diagraas de Venn - 124 - Método Sibólico Versus Método Diagraas de Euler e Diagraas de Venn Para eplicar o que é o Método Sibólico e e que aspecto difere

Leia mais

AGÊNCIA REGULADORA DE SERVIÇOS DE SANEAMENTO BÁSICO DO MUNICÍPIO DE NATAL

AGÊNCIA REGULADORA DE SERVIÇOS DE SANEAMENTO BÁSICO DO MUNICÍPIO DE NATAL AGÊNCIA REGULADORA DE SERVIÇOS DE SANEAMENTO BÁSICO DO MUNICÍPIO DE NATAL RESOLUÇÃO Nº 002/2011, de 25 de maio de 2011. Dispõe sobre determinações a serem cumpridas pela CAERN, no âmbito do Município do

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROF. ALBERTO ANTUNES CONCURSO PÚBLICO FEDERAL INSTRUÇÕES GERAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROF. ALBERTO ANTUNES CONCURSO PÚBLICO FEDERAL INSTRUÇÕES GERAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROF. ALBERTO ANTUNES CONCURSO PÚBLICO FEDERAL Cargo (Nível Médio/Técnico): Técnico de Laboratório / TOPOGRAFIA PROVA PRÁTICA UFAL-HUPAA/2012 CADERNO

Leia mais

RELAÇÃO DAS UNIDADES DE MANEJO FLORESTAL (UMFs)

RELAÇÃO DAS UNIDADES DE MANEJO FLORESTAL (UMFs) A licitação para concessão em floresta pública será realizada em um lote contendo três Unidades de Manejo Florestal (UMFs), todas localizadas no Lote-1 da Floresta Estadual do Amapá, no Amapá, devidamente

Leia mais

CAPíTULO 10 - ACELERAÇÃO DE CORIOL\S E CORRENTES GEOSTRÓFICAS

CAPíTULO 10 - ACELERAÇÃO DE CORIOL\S E CORRENTES GEOSTRÓFICAS 1 CAPíTULO 10 - ACELERAÇÃO DE CORIOL\S E CORRENTES GEOSTRÓFICAS 1. Introdução Seja u vetor à nu sistea de coordenadas (x, y, z), co os versores T,], k, de odo que - - - A = A 1 i + A 2 j + A 3 k. A derivada

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO LOTEAMENTO FECHADO BOSQUES DE ATLÂNTIDA

MEMORIAL DESCRITIVO MEMORIAL DESCRITIVO LOTEAMENTO FECHADO BOSQUES DE ATLÂNTIDA LOTEAMENTO FECHADO BOSQUES DE ATLÂNTIDA 1. GENERALIDADES A gleba destinada ao condomínio horizontal de lotes possui superfície de 446.750,54 m², em Atlântida município de Xangrilá-RS, conforme plantas

Leia mais

Ensino Fundamental no Brasil: a Média do Gasto Por Aluno, o IDEB e Sua Correlação nos Municípios Brasileiros.

Ensino Fundamental no Brasil: a Média do Gasto Por Aluno, o IDEB e Sua Correlação nos Municípios Brasileiros. Ensino Fundaental no Brasil: a Média do Gasto Por Aluno, o IDEB e Sua Correlação nos Municípios Brasileiros. Autoria: Jaie Crozatti Resuo: Para contribuir co a discussão da gestão de políticas públicas

Leia mais

*Professor do Departamento de Transportes e Obras de Terra FATEC-SP, Mestre em Engenharia de Transportes (EPUSP) Objetivo

*Professor do Departamento de Transportes e Obras de Terra FATEC-SP, Mestre em Engenharia de Transportes (EPUSP) Objetivo PROPOSTA DE METODOLOGIA E PROCEDIMENTOS PARA OBTENÇÃO DE INFORMAÇÕES PLANIMÉTRICAS GEORREFERENCIADAS DE IMÓVEIS RURAIS E URBANOS PARA FINS DE DESAPROPRIAÇÃO E REGISTRO Décio Moreira* *Professor do Departamento

Leia mais

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL

LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL LAUDO TÉCNICO DE AVALIAÇÃO DE IMÓVEL Rua Pernambuco, s/nº Lote 11 quadra O Jardim Pacaembu São Carlos/SP Conselho do Patrimônio Imobiliário COORDENADAS GEOGRÁFICAS: S 22.04565º W 47.894178º FICHA CADASTRAL

Leia mais

MEMORIAL DESCRITIVO. Memorial descritivo do Loteamento ÁREA DESTINADA A CONSTRUÇÃO DE CASAS POPULARES

MEMORIAL DESCRITIVO. Memorial descritivo do Loteamento ÁREA DESTINADA A CONSTRUÇÃO DE CASAS POPULARES MEMORIAL DESCRITIVO Memorial descritivo do Loteamento ÁREA DESTINADA A CONSTRUÇÃO DE CASAS POPULARES Loteamento localizado no município de Goianá MG, de propriedade de PREFEITURA MUNICIPAL DE GOIANÁ, com

Leia mais

LEB 340 Topografia e Geoprocessamento I. Prof. Rubens Angulo Filho

LEB 340 Topografia e Geoprocessamento I. Prof. Rubens Angulo Filho LEB 340 Topografia e Geoprocessamento I Tópicos Abordados 7. Levantamento por caminhamento ou poligonação 7.1 Introdução 7.2 Planejamento, seleção de métodos e aparelhagem 7.3 Apoio topográfico planimétrico

Leia mais

GUIA DE CONTROLE AMBIENTAL ELETRÔNICA GCA-E

GUIA DE CONTROLE AMBIENTAL ELETRÔNICA GCA-E GUIA DE CONTROLE AMBIENTAL ELETRÔNICA GCA-E Luciana Lima de Magalhães Coordenadora NUCAR Belo Horizonte, 10 de fevereiro de 2015. Núcleo Regional de Cadastro e Registro NUCAR Com a publicação da Lei Delegada

Leia mais

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS

PREFEITURA DE PALMAS SECRETARIA MUNICIPAL DE ASSUNTOS JURÍDICOS LEI COMPLEMENTAR Nº 292, DE 3 DE FEVEREIRO DE 2014. Dispõe sobre a criação da Zona Especial de Interesse Social ZEIS Palmas Sul, estabelece normas para a implantação de Empreendimento Habitacional de Interesse

Leia mais

APOSTILA TOPOGRAFIA PRÁTICA

APOSTILA TOPOGRAFIA PRÁTICA APOSTILA TOPOGRAFIA PRÁTICA 1. INTRODUÇÃO A TOPOGRAFIA O verdadeiro nascimento da topografia veio da necessidade de o homem ter conhecimento do meio em que vive. Este desenvolvimento ocorreu desde os primeiros

Leia mais

Revisões de análise modal e análise sísmica por espectros de resposta

Revisões de análise modal e análise sísmica por espectros de resposta Revisões de análise odal e análise sísica por espectros de resposta Apontaentos da Disciplina de Dinâica e Engenharia Sísica Mestrado e Engenharia de Estruturas Instituto Superior Técnico Luís Guerreiro

Leia mais

Síntese de Transformadores de Quarto de Onda

Síntese de Transformadores de Quarto de Onda . Sítese de rasforadores de Quarto de Oda. Itrodução rasforadores de guia de oda são aplaete epregados o projeto de copoetes e oda guiada e são ecotrados e praticaete todas as cadeias alietadoras de ateas

Leia mais

RELATÓRIO DE ESTÁGIO

RELATÓRIO DE ESTÁGIO Escola Técnica Maracanã Unidade Educacional SEDE - Maracanã RELATÓRIO DE ESTÁGIO CURSO: TÉCNICO EM XXXXXXXXXXXX Nome do Aluno: XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX Matrícula: XXXXXXX Rio de Janeiro, RJ 2011 SUMÁRIO

Leia mais

1ª LISTA DE DINÂMICA E ESTÁTICA. está inicialmente em repouso nas coordenadas 2,00 m, 4,00 m. (a) Quais são as componentes da

1ª LISTA DE DINÂMICA E ESTÁTICA. está inicialmente em repouso nas coordenadas 2,00 m, 4,00 m. (a) Quais são as componentes da Universidade do Estado da Bahia UNEB Departaento de Ciências Exatas e da Terra DCET I Curso de Engenharia de Produção Civil Disciplina: Física Geral e Experiental I Prof.: Paulo Raos 1 1ª LISTA DE DINÂMICA

Leia mais

LEB 340 Topografia e Geoprocessamento I

LEB 340 Topografia e Geoprocessamento I http://www.leb.esalq.usp.br/aulas.html Departamento de Engenharia de Biossistemas Disciplina: LEB 340 - Topografia e Geoprocessamento I Créditos: 6 Período: 1 semestre 2015 Turmas: 3 e 4 Professor Responsável:

Leia mais

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás.

liberada por se tratar de um documento não aprovado pela PUC Goiás. ONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓICA DE GOIÁS ró-reitoria de Graduação - ROGRAD lano de Ensino 2015/1 Atenção! Este lano de Ensino é um Rascunho. Sua impressão não está liberada por se tratar de um documento

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO TRIÂNGULO MINEIRO Pró-Reitoria de Pesquisa e Inovação Edital Interno n.9/2016 para Seleção de Propostas da I OLIMPÍADA DE INOVAÇÃO do Instituto A - PROPI do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Triângulo Mineiro IFTM no uso de suas atribuições

Leia mais

I Seminário SIGCidades: Cadastro Territorial Multifinalitário. Fundamentos de Cartografia aplicados aos SIGs

I Seminário SIGCidades: Cadastro Territorial Multifinalitário. Fundamentos de Cartografia aplicados aos SIGs I Seminário SIGCidades: Cadastro Territorial Multifinalitário Fundamentos de Cartografia aplicados aos SIGs 1. FORMA DA TERRA Geóide Elipsóide Esfera Modelos de representação da Terra O modelo que mais

Leia mais

FLUXOGRAMA DE TRÂMITE DE PROCESSO DE PENALIZAÇÃO CONTRA LICITANTE INFRATOR

FLUXOGRAMA DE TRÂMITE DE PROCESSO DE PENALIZAÇÃO CONTRA LICITANTE INFRATOR ADVOCACIA-GERAL DA UNIÃO PROCURADORIA-GERAL FEDERAL Procuradoria Federal junto ao IF Catarinense Rua das Missões, 100 Ponta Aguda Blumenau/SC CEP 89051000 Fone (47) 33317820 procuradoria@ifc.edu.br FLUXOGRAMA

Leia mais

PREFEITURA MUNICIPAL DE GRAVATÁ Secretaria de Planejamento e Orçamento Secretaria Executiva de Planejamento Urbano

PREFEITURA MUNICIPAL DE GRAVATÁ Secretaria de Planejamento e Orçamento Secretaria Executiva de Planejamento Urbano PREFEITURA MUNICIPAL DE GRAVATÁ Secretaria de Planejamento e Orçamento Secretaria Executiva de Planejamento Urbano 2014 CONCEITOS GERAIS DOS SERVIÇOS E Lei nº 3401/06 ( Plano Diretor), Lei nº 3420/07 (Código

Leia mais

EAM 301 TOPOGRAFIA BÁSICA (Notas de Aula - Teoria e Prática)

EAM 301 TOPOGRAFIA BÁSICA (Notas de Aula - Teoria e Prática) UNIVERSIDADE FEDERAL DE VIÇOSA CENTRO DE CIÊNCIAS EXATAS E TECNOLÓGICAS DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA CIVIL SETOR DE ENGENHARIA DE AGRIMENSURA EAM 301 TOPOGRAFIA BÁSICA (Notas de Aula - Teoria e Prática)

Leia mais

ORIENTAÇÕES BÁSICAS SOBRE POLOS DO SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UAB

ORIENTAÇÕES BÁSICAS SOBRE POLOS DO SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UAB ORIENTAÇÕES BÁSICAS SOBRE POLOS DO SISTEMA UNIVERSIDADE ABERTA DO BRASIL UAB 1. POLOS DO SISTEMA UAB 1.1 Requisitos básicos de um Polo UAB No âmbito do Sistema Universidade Aberta do Brasil - UAB, o Polo

Leia mais

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS

CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS Nas questões de 21 a 50, marque, para cada uma, a única opção correta, de acordo com o respectivo comando. Para as devidas marcações, use a folha de respostas, único documento válido para a correção da

Leia mais

CIRCUITOS ELÉTRICOS REGIME PERMANENTE SENOIDAL, REPRESENTAÇÃO FASORIAL E POTÊNCIAS ELÉTRICAS

CIRCUITOS ELÉTRICOS REGIME PERMANENTE SENOIDAL, REPRESENTAÇÃO FASORIAL E POTÊNCIAS ELÉTRICAS CICUIOS EÉICOS EGIME PEMANENE SENOIDA, EPESENAÇÃO FASOIA E As análises de circuitos até o presente, levou e consideração a aplicação de fontes de energia elétrica a u circuito e conseqüente resposta por

Leia mais

TRABALHO ACADÊMICO. Apresentação gráfica

TRABALHO ACADÊMICO. Apresentação gráfica 2012 2 Núcleo de Apoio à Pesquisa na Graduação- NAP/UNIMAR Projeto de Pesquisa; Apresentação gráfica TRABALHO ACADÊMICO Apresentação gráfica Segundo normas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas

Leia mais

A Teoria dos Jogos é devida principalmente aos trabalhos desenvolvidos por von Neumann e John Nash.

A Teoria dos Jogos é devida principalmente aos trabalhos desenvolvidos por von Neumann e John Nash. Teoria dos Jogos. Introdução A Teoria dos Jogos é devida principalente aos trabalhos desenvolvidos por von Neuann e John Nash. John von Neuann (*90, Budapeste, Hungria; 957, Washington, Estados Unidos).

Leia mais

Topografia Aplicada a Terraplenagem

Topografia Aplicada a Terraplenagem Topografia Aplicada a Terraplenagem ALTIMETRIA Nivelamento Geométrico Método das Visadas Extremas PLANIMETRIA Malha Regular PLANIMETRIA IMPLANTAÇÃO DA MALHA REGULAR Equipamentos: 1 Teodolito (Utilizado

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO DE ASSIS FACULDADES INTEGRADAS MACHADO DE ASSIS CURSO SUPERIOR DE TECNOLOGIA EM GESTÃO DE TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO As medidas em cm são referentes à BORDA SUPERIOR da Folha. 3 cm 6 cm A configuração das margens da página deve ser a seguinte: superior e esquerda 3 cm; inferior e direita 2 cm. FUNDAÇÃO EDUCACIONAL MACHADO

Leia mais