Visão Geral. Financeiro - Contas a Receber

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Visão Geral. Financeiro - Contas a Receber"

Transcrição

1 Financeiro - Contas a Receber

2 Sumário Sumário Introdução Visão Geral do Contas a Receber Objetivos Instrucionais Conceito de Contas a Receber Macro Fluxo do Contas a Receber Principais Cadastros Cadastro de Clientes Conceitual Principais Campos Processo de Contas a Receber Processo de Integrações Processo de Baixa a Receber Processo de Movimentações Bancárias Processo de Controle de Cheques Conclusão Financeiro - Contas a Receber Visão Geral

3 1. Introdução Visão Geral do Contas a Receber Olá! Seja bem-vindo ao treinamento Visão Geral do Contas a Receber do ambiente Financeiro. 1.1 Objetivos Instrucionais Ao término deste treinamento você terá conhecido um pouco mais sobre: Conceito do Contas a Receber. Macro Fluxo do Contas a Receber. Principais Cadastros. Principais Processos. 1.2 Conceito de Contas a Receber O ambiente de Contas a Receber proporciona um controle das atividades da área de cobrança: Controle da carteira a receber no geral. Controle da conta corrente dos clientes, emissão de faturas/duplicatas e envio de cobranças. Análise para controle do grau de eficiência da cobrança. Análise para controle do grau de eficiência financeira nos recebimentos pela organização. 1.3 Macro Fluxo do Contas a Receber Em Contas a Receber temos os seguintes processos: Inclusão: é o processo de entrada de documentos financeiros que representem valores a serem recebidos pela organização. Normalmente são notas fiscais faturadas que representam crédito para os clientes na venda de um produto ou serviço. Financeiro - Contas a Receber Visão Geral 3

4 Manutenção: é o processo que auxilia a manter a carteira de documentos a receber de acordo com a realidade, caso seja necessário corrigir algum documento financeiro a receber ou excluir do sistema alguma cobrança indevida, a manutenção auxilia o administrador nesse gerenciamento, quando necessário. Baixas: é o processo de baixa de documentos a receber, ou seja, é o registro da movimentação em uma organização. Quando um cliente efetua o pagamento de uma cobrança e esta ação movimenta valores para uma conta bancária ou para o caixa da empresa, este processo movimenta o fluxo de caixa da organização, dessa forma, registra-se uma baixa a receber representando este processo. Compensação: é o processo de confronto de créditos que um cliente possui com débitos existentes deste mesmo cliente. Vamos imaginar que a organização é uma empresa de produtos de insumos de escritório, e um cliente solicitou papel sulfite para a sua empresa, quando a mercadoria foi entregue, percebeu-se que o cliente realmente necessitava de um papel sulfite tamanho A4, que não era o que foi entregue a ele. O cliente efetuará a devolução deste produto, gerando um crédito na organização que vendeu a mercadoria. Quando este cliente efetuar uma nova compra, esta cobrança poderá ter valores abatidos do total com o crédito criado anteriormente com a devolução de mercadorias ocorridas. Nestes processos mais importantes, existem algumas entidades no sistema, com informações que apoiam esses processos básicos. Essas entidades são: Cliente: o cadastro do cliente é a entidade que determina os processos de recebimento de uma organização. É a partir de sua solicitação são gerados os documentos a receber que representam valores a serem recebidos pela organização, apoiando os processos que ocorrem quando algum produto ou serviço é solicitado. Se não houvesse um cadastro de cliente, não seria possível saber para quem deveríamos cobrar uma dívida e até mesmo onde deveríamos entregar um produto ou prestar um serviço solicitado. Assim, o cadastro de clientes é uma das ferramentas mais importantes que uma organização pode ter para aumentar a sua produtividade e lucratividade. Bancos: o cadastro de bancos é uma das entidades mais importantes do sistema. É a partir dele que conseguimos efetuar as movimentações de entrada e saída de valores pela organização. Se não fosse por essas informações, não seria possível enviar aos clientes as cobranças com os dados bancários. Moedas: este cadastro é utilizado para informar taxas de variação cambial quando uma organização trabalha com mais de uma moeda. Podemos ter uma organização que trabalha com processos em que o valor monetário é real, mas há transações que são efetuadas e o valor monetário é em dólar, sendo assim, é necessário converter os valores de reais para o dólar e vice-versa para que o processo reflita o real valor movimentado. Cheques: a emissão de um cheque é uma ordem de pagamento à vista expedida contra um banco sobre fundos depositados na conta do emitente para pagamento ao beneficiário do cheque. Ou seja, é a ordem de pagamento que será expedida contra o saldo bancário do titular do cheque. Naturezas: a natureza financeira é a forma de classificar e agrupar as movimentações financeiras no sistema. São apenas valores sendo recebidos e pagos, porém, não se sabe a razão ou origem dessas movimentações, nesse sentido é que a natureza financeira atua dizendo o motivo e a origem de um movimento. Exemplo: O pagamento de uma despesa de energia elétrica terá o movimento no fluxo de caixa classificado como Consumo de Energia Elétrica. Títulos Financeiros: os títulos financeiros são documentos que representam o valor empenhado em algum pagamento ou um valor de crédito. Exemplo: O provisionamento do pagamento de um serviço de segurança por um fornecedor e um crédito para um cliente pela aquisição de produtos produzidos pela organização. 4 Financeiro - Contas a Receber Visão Geral

5 Movimentos Bancários: os movimentos bancários são as representações de circulação de valores monetários, vinculados a uma origem, que pode ser pessoa física ou jurídica, utilizando uma organização bancária que intermedeia os relacionamentos necessários para as movimentações de valores da origem até o destino. Exemplo: Pagamento de um serviço a um fornecedor por meio do pagamento de boleto bancário. Títulos de Impostos: os títulos financeiros de impostos são documentos que representam o valor empenhado em alguma obrigação com alguma entidade governamental. Geralmente são gerados a partir de outros processos financeiros passíveis de retenção de impostos.exemplo: O pagamento de uma conta de energia elétrica é passível do recolhimento do imposto do ISS Imposto sobre o Serviço Prestado. E além das entidades, temos alguns processos de apoio que completam o ciclo de processos do ambiente do Contas a Receber, que são: Transferências: As transferências podem ser utilizadas para manipular documentos financeiros entre carteiras. Exemplo: Existe a carteira Normal do Contas a Receber que possui um título a receber de um cliente. Neste processo, a este cliente, foi concedido um desconto, assim na rotina de transferência, podemos transferir um título da carteira a receber Normal para a carteira a receber Descontada. Comunicação Bancária: utilizada quando existir o processo de movimentações bancárias automatizadas com alguma organização bancária. Exemplo: Utilizar o serviço do banco de processamento de movimentações bancárias via CNAB. Controle de Cheques: é o processo de apoio para gerenciamento de cheques recebidos pela organização, assim como o controle de origem e destinação de cada cheque. Controle de Impostos: o processo de controle de impostos visa gerenciar o crédito de impostos na carteira de títulos a receber, sendo que a obrigação com as organizações governamentais nos processos comerciais passíveis de retenção de impostos é dos clientes. Quando o cliente efetua algum pagamento para organização, e este processo é passível de retenção de imposto serão gerados títulos de créditos do tipo abatimento no sistema, destacando o valor de impostos que será recolhido pelo cliente e deduzido do valor a ser pago pelo cliente. 1.4 Principais Cadastros Financeiro - Contas a Receber Visão Geral 5

6 Falaremos mais sobre os principais cadastros que apoiam grande parte dos principais processos do ambiente Financeiro, como foco no Contas a Receber e que são necessários para o funcionamento básico do sistema. Moedas: este cadastro tem o objetivo de registrar a taxa cambial em outras moedas que serão usadas para conversão de valores no sistema. Ou seja, tem o propósito de registrar a taxa cambial de moedas monetárias utilizadas no sistema, além da moeda principal ou moeda forte. É muito utilizado para organizações que trabalham com diversas cotações como Dólar, Peso, Libra etc. Além de índices financeiros com o IGP, IGPM etc. Tipos de Títulos: este cadastro permite classificar os tipos de títulos existentes, sendo possível realizar alterações, descrições, identificar se os títulos referem-se aos abatimentos concedidos ou obtidos e definir se irão somar ou abater valores das contas correntes de clientes ou fornecedores. Condições de Pagamento: cadastro de Condições de Pagamento que atende aos principais pontos no processo e negociação de uma determinada venda ou pagamento. Nela são informadas quando e como o pagamento dos títulos de uma venda será realizado, especificando as datas de vencimento, número e valores das parcelas. Tipos de Entrada e Saída: cadastro de Tipos de Entrada e Saída inclui automaticamente títulos a carteira a pagar, que são compras e entradas, e a carteira a receber que são vendas e saídas, no ambiente Financeiro. Naturezas: o cadastro de Natureza tem o objetivo de classificar os movimentos do ambiente Financeiro, auxiliando as análises gerenciais do sistema. Ou seja, possibilita o controle das finanças da empresa, sem a colaboração direta ou dependência da contabilidade na geração automática de títulos. Por meio da natureza de operação financeira, o sistema faz a classificação dos títulos a pagar e a receber, e todos os seus processos, conforme a operação. O cadastro de naturezas é importante, também, na definição do cálculo da maioria dos impostos tratados pelo ambiente Financeiro. Orçamentos: o cadastro de orçamento tem o objetivo de registrar o planejamento mensal de valores empenhados, destinado a uma determinada operação. O orçamento é feito por natureza de operação financeira e por moeda do sistema, sendo possível controlar neste nível de detalhe o planejamento financeiro das operações que serão realizadas ao longo de um período numa organização. Orçar significa fazer a previsão de um determinado evento, em função das entradas e saídas de recursos financeiros. O orçamento é utilizado para planejar financeiramente as atividades operacionais, quer sejam atividades rotineiras (como folha de pagamento, por exemplo) ou esporádicas (como projetos, participação em eventos). Bancos: o cadastro de Bancos tem o objetivo de registrar todas as contas bancárias de propriedade da organização que serão usadas nas transações financeiras do sistema. Ou seja, este cadastro permite a inclusão de bancos, caixas e agentes cobradores com os quais uma empresa trabalha. As contas correntes devem ser cadastradas individualmente, mesmo que pertençam ao mesmo banco. O cadastro de Bancos está presente em todas as transações financeiras da Linha de Produto Microsiga Protheus e é de extrema importância para controle do fluxo de caixa, emissão de borderôs, baixas manuais e automáticas dos títulos. Lançamentos Padronizados: o cadastro de lançamento tem o objetivo de determinar como e quais lançamentos serão feitos para o ambiente da Contabilidade Gerencial. Este cadastro é o elo entre os diversos ambientes da Linha de Produto Microsiga Protheus e o ambiente Contabilidade Gerencial. Toda a integração contábil será feita a partir dos dados e regras aqui cadastrados. As regras contábeis são fundamentais para a correta integração contábil, portanto, antes de iniciar o cadastramento é necessário definir como cada processo gerador de lançamentos contábeis deverá ser integrado. Uma vez estabelecidas as regras de contabilização, os processos serão automaticamente contabilizados sem a necessidade de intervenção do usuário. Clientes: O cadastro do cliente é a entidade que determina o início dos processos de recebimento de uma organização. 6 Financeiro - Contas a Receber Visão Geral

7 1.5 Cadastro de Clientes Conceitual É partir da solicitação do cliente que são gerados os documentos que representam valores a serem recebidos pela organização, e que apoiam os processos que ocorrem quando algum produto ou serviço é solicitado. Se não houvesse um cadastro de cliente com suas informações, não seria possível saber a quem deveríamos cobrar uma dívida e até mesmo onde deveríamos entregar um produto ou prestar um serviço. Assim, o cadastro de clientes é uma das ferramentas mais importantes que uma organização pode ter para aumentar a sua produtividade e lucratividade. Este cadastro reúne todas as informações necessárias para o processo de venda de produtos e serviços, além da cobrança de débitos aos clientes. Para incluir um novo cadastro de cliente acesse: Atualizações / Cadastros / Clientes. 1. Acesse a opção Incluir. 2. Preencha as informações solicitadas. 3. Clique em Confirmar. 1.6 Principais Campos Os principais campos do cadastro do lançamento padrão são: Aba Dados Cadastrais Código: código que individualiza cada um dos clientes da empresa. É complementado pelo código da loja. Loja: código identificador de cada uma das unidades (lojas) de um cliente. Permite o controle individual dos estabelecimentos no que diz respeito à transações fiscais e sumarização por cliente, sendo possível trabalhar com filiais do mesmo cliente. Razão Social: nome ou razão social do cliente. Nome Fantasia: é o nome pelo qual o cliente é conhecido. Auxilia nas consultas e nos relatórios do Sistema. Endereço: Endereço do cliente. Município: Município em que está localizado o endereço do cliente. UF: sigla da unidade da federação em que está localizado o cliente, Estado. Tipo: Define o tipo da pessoa do cliente, influenciando diretamente à tributação das vendas realizadas a ele. Pode ter os seguintes valores: F Consumidor final. L Produtor rural. R Revendedor. S Solidário. X Exportação. CPF/CNPJ: código do cadastro de Pessoa Física ou cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas do cliente. Financeiro - Contas a Receber Visão Geral 7

8 Aba Administrativo/Financeiro Natureza: Natureza financeira a ser utilizada para o fornecedor no momento da geração de títulos para o ambiente Financeiro. Endereço de Cobrança: Endereço para onde deve ser enviada a cobrança. Endereço de Recebimento: endereço da central de compras do cliente ou recebimento do produto/serviço. Vendedor: vendedor responsável por atender a este cliente. Percentual de Comissão: percentual apresentado como padrão na tela do pedido de venda para cálculo de comissão. Tem prioridade sobre o percentual informado no cadastro de Vendedor, porém não sobre o percentual informado no produto. No ambiente Financeiro, esse percentual não é considerado, o que conta é o percentual de comissão cadastrado em Vendedores. Conta Contábil: código da conta contábil em que deve ser lançado (via lançamento padrão) nas movimentações do cliente na integração contábil, se houver. Banco : código do agente cobrador sugerido como primeira opção para a distribuição automática dos títulos do cliente, no momento da montagem de um borderô de cobrança. Maior Saldo: valor histórico do maior saldo devedor em aberto para um determinado cliente. Esse campo tem tratamento interno do sistema, assim, não pode se editado manualmente. Maior Compra: identifica o valor da maior compra realizada pelo cliente na empresa. Este campo tem tratamento interno do sistema, por isso é atualizado a cada nota fiscal emitida ou título financeiro incluído, portanto, não pode ser editado manualmente. Média de Atraso: identifica a média de atrasos (em dias) de títulos quitados pelo cliente. Este campo tem tratamento interno do sistema, por isso é atualizado a cada baixa de títulos em atraso em nome do cliente, portanto, não pode ser editado manualmente. Número de Compras: dado histórico do número de compras realizadas por um cliente na empresa. Esse campo tem tratamento interno do sistema, por isso é atualizado a cada pedido de venda emitido no nome do cliente, portanto, não pode ser editado manualmente. Saldo de Títulos: saldo atual das duplicatas a serem recebidas para cliente. Este campo tem tratamento interno do sistema, assim, não é editado manualmente. Números de Pagamento: dado histórico do número de pagamentos do cliente. O sistema utiliza este campo para calcular a média de atraso do cliente. Este campo tem tratamento interno do sistema, a cada pagamento efetuado soma-se um, portanto, não pode ser editado manualmente. Títulos Protestados: número de títulos protestados para o cliente. Maior Duplicata: dado histórico do valor da maior duplicata emitida para o cliente. Saldo na Moeda do Cliente: saldo atual das duplicatas, a serem recebidas do cliente, convertido em moeda forte. A moeda utilizada para essa conversão deve ser definida no parâmetro <MV_MCUSTO>. Aba Fiscais Recolhe ISS: informa se o cliente é responsável pelo recolhimento do ISS. Caso o cliente não seja, o sistema fará a retenção do tributo. 8 Financeiro - Contas a Receber Visão Geral

9 Recolhe INSS: campo para tratamento de efetivação de cálculo ou não de INSS, nos títulos desse cliente. Recolhe Pis: campo para tratamento de efetivação de cálculo, ou não, de PIS nos títulos desse cliente. Recolhe Cofins: campo para tratamento de efetivação de cálculo, ou não, de Cofins nos títulos desse cliente. Recolhe CSLL: campo para tratamento de efetivação de cálculo ou não de INSS nos títulos desse cliente. Aba Vendas Condição de Pagamento: código da condição de pagamento padrão para o cliente. Tipo Período: informa o tipo de período para fechamento das duplicatas provisórias a serem efetivadas no sistema para os clientes periódicos. 1.7 Processo de Contas a Receber No Contas a Receber temos os seguintes processos que também dão início aos demais. São eles: Inclusão é o processo de entrada de documentos financeiros que representam valores a serem recebidos pela organização, sendo um dos principais processos que alimenta a carteira a receber do sistema. Normalmente são notas fiscais faturadas que representam crédito com os clientes na venda de um produto ou prestação de serviço, por exemplo. A Substituição de Títulos Provisórios é utilizada para provisionar receitas que irão ocorrer para efeitos de orçamentos/fluxo de caixa. Na implantação do título deve ser indicado o tipo PR ou informada sua condição no campo Tipos de Títulos. É necessário efetivá-lo, para que se tornem documentos financeiros e alimente a carteira a receber do sistema. A Solicitação de Transferência pode ser utilizada para manipular documentos financeiros entre carteiras. Exemplo: Existe a carteira Normal do contas a receber que possui um título a receber de um cliente, neste processo, foi concedido um desconto a ele. Dessa forma, na rotina de transferência podemos transferir um título da carteira a receber Normal para a carteira a receber Descontada. Assim, ocorre solicitação de transferências como controle de aprovação de transferência de documentos financeiros a receber. E todas as informações desses processos mencionados vai para o Contas a Receber. Financeiro - Contas a Receber Visão Geral 9

10 1.8 Processo de Integrações Em Integrações temos os seguintes processos que são também geradores de contas a receber via integrações com outros ambientes da Linha de Produto Microsiga Protheus: No fluxo do ambiente Faturamento temos o pedido de venda, quando faturado gera o documento de entrada, integrando o Financeiro via configuração de TES com o Contas a Receber, e com a geração do título a receber o ambiente Financeiro integra-se com a Contabilidade Gerencial via Lançamento Padronizado gerando o lançamento contábil. 1.9 Processo de Baixa a Receber O processo de Baixas a Receber ocorre quando um título a receber é processado mediante a um recebimento de valores. Pode ocorrer de duas formas: Por meio da baixa a receber do Contas a Receber ou por meio do processo de Recebimentos Diversos, no qual vários documentos podem ser relacionados a um recebimento, podendo baixar várias contas a receber, gerando movimentos de baixa. Neste processo existe o Rateio de múltiplas Naturezas e Centros de Custos, que serão integrados ao ambiente Contabilidade Gerencial via Lançamento Padronizado. 10 Financeiro - Contas a Receber Visão Geral

11 1.10 Processo de Movimentações Bancárias Seguindo o fluxo dos processos, na Baixa a Receber são gerados os Movimentos de baixa que são os Movimentos Bancários. Estes podem ser gerados também via Transferências de títulos, dependendo da carteira a receber de destino, e também pela Comunicação Bancária, por meio de Borderô de Recebimentos processados Processo de Controle de Cheques 1.12 Conclusão Assim, você terminou o treinamento Visão Geral do Contas a Receber do ambiente Financeiro. Neste treinamento você conheceu um pouco mais sobre: Financeiro - Contas a Receber Visão Geral 11

12 Conceito do Contas a Receber. Macro Fluxo do Contas a Receber. Principais Cadastros. Principais Processos. 12 Financeiro - Contas a Receber Visão Geral

Financeiro Visão Geral

Financeiro Visão Geral Financeiro Visão Geral 17/09/2012 Sumário Sumário... 2 1 Conceitos Básicos... 3 1.1 Objetivos Instrucionais... 3 2 Principais Processos do Ambiente Financeiro... 3 3 Patrimônio... 4 4 Macro Processo do

Leia mais

TOTVS Integrações com o Contas a Receber

TOTVS Integrações com o Contas a Receber TOTVS Integrações com o Contas a Receber 10/10/2012 Sumário Sumário... 2 1 Conceitos Básicos... 3 1.1 Objetivos Instrucionais... 3 1.2 Fluxo de Integração Contabilidade Gerencial... 3 1.3 Lançamento Padrão...

Leia mais

TOTVS Baixas a Pagar. Contas a Pagar - Financeiro

TOTVS Baixas a Pagar. Contas a Pagar - Financeiro TOTVS Baixas a Pagar Contas a Pagar - Financeiro Sumário Sumário... 2 1 Conceitos Básicos... 3 1.1 Objetivos Instrucionais... 3 2 Baixas a Pagar... 3 2.1 Principais Parâmetros... 4 3 Baixa Manual... 4

Leia mais

TOTVS Contas a Pagar. Contas A Pagar - Financeiro

TOTVS Contas a Pagar. Contas A Pagar - Financeiro TOTVS Contas a Pagar Contas A Pagar - Financeiro Sumário Sumário... 2 1. Conceitos Básicos... 3 1.1 Objetivos Instrucionais... 3 2 Manutenção de Contas a Pagar... 3 3 Contas a Pagar... 4 4 Desdobramento

Leia mais

Controle de Caixa. Financeiro - Tesouraria

Controle de Caixa. Financeiro - Tesouraria Financeiro - Tesouraria Sumário Sumário... 2 1 Conceitos Básicos... 3 1.1 Objetivos Instrucionais... 3 1.2 Fluxo de Processo do Controle de Caixinha... 3 1.3 Controle de Caixinha... 3 1.4 Controle de Caixinha

Leia mais

Marketing Comercial. campanhas promocionais. marketing. mala direta. classificação de contatos. Menu

Marketing Comercial. campanhas promocionais.  marketing. mala direta. classificação de contatos. Menu Soluções Marketing Comercial Registro e classificação dos contatos com clientes e prospects. Possibilidade de geração de compromissos encadeados, além de acompanhamento das ações promovidas pelas equipes

Leia mais

Marketing Comercial. campanhas promocionais. marketing. mala direta. classificação de contatos. Menu

Marketing Comercial. campanhas promocionais.  marketing. mala direta. classificação de contatos. Menu Soluções Marketing Comercial Registro e classificação dos contatos com clientes e prospects. Possibilidade de geração de compromissos encadeados, além de acompanhamento das ações promovidas pelas equipes

Leia mais

Gestão Financeira (Tesouraria)

Gestão Financeira (Tesouraria) Soluções Gestão Financeira (Tesouraria) Contas a Receber - Cobrança Registro de contrato de prestação de serviços com condições de cobrança; Controle de reajuste contratuais com periodicidade, índices

Leia mais

ASSOCIAÇÕES A G E S TÃ O C O M P L E TA PA R A O S E U S I N D I C AT O. Missão Asplan

ASSOCIAÇÕES A G E S TÃ O C O M P L E TA PA R A O S E U S I N D I C AT O. Missão Asplan Missão Asplan Compromisso com o negócio dos nossos clientes provendo soluções inteligentes na gestão de informações. Asplan Sistemas Durante toda a sua história a Asplan sempre teve uma preocupação: desenvolver

Leia mais

SINDICAL A G E S TÃ O C O M P L E TA PA R A O S E U S I N D I C AT O. Missão Asplan

SINDICAL A G E S TÃ O C O M P L E TA PA R A O S E U S I N D I C AT O. Missão Asplan Missão Asplan Compromisso com o negócio dos nossos clientes provendo soluções inteligentes na gestão de informações. Asplan Sistemas Durante toda a sua história a Asplan sempre teve uma preocupação: desenvolver

Leia mais

ERP BRASCOMM Sistema de Gestão Empresarias 100% Web. Manual do Usuário. Módulo de Contas a Pagar

ERP BRASCOMM Sistema de Gestão Empresarias 100% Web. Manual do Usuário. Módulo de Contas a Pagar ERP BRASCOMM Sistema de Gestão Empresarias 100% Web Manual do Usuário Módulo de Contas a Pagar O ERP Brascomm oferece toda ferramenta necessária para a perfeita gestão do departamento de contas a pagar.

Leia mais

Controle de Financiamentos. Sumário

Controle de Financiamentos. Sumário Fernanda Klein Both 02/04/2013 008.011.0035 B13 1/8 Controle de Financiamentos Sumário 1. Objetivo... 2 2. Cadastros... 2 2.1. Instituições Financeiras... 2 2.2. Conta Corrente... 2 2.3. Linhas de Crédito...

Leia mais

MPE-Manual ADV_Processo_Comissionamento

MPE-Manual ADV_Processo_Comissionamento ADMINISTRAÇÃO DE VENDAS COMISSIONAMENTO _ Página 1 de 10 ÍNDICE INTRODUÇÃO... 3 1.0 Cadastro Comissionado (ADV/Cadastros/Gerais/Comissionado)... 3 1.1 Cliente x Comissionado (ADV/Comissão/Vinculações/Cliente

Leia mais

Agradecemos a oportunidade que nos é dada de podermos levar ao seu conhecimento, nossas condições e os benefícios de nossos produtos.

Agradecemos a oportunidade que nos é dada de podermos levar ao seu conhecimento, nossas condições e os benefícios de nossos produtos. Cascavel, 23 de Outubro de 2015. À MEDVET Prezado(s) Senhor(es): Com a satisfação de podermos estreitar nossas relações comerciais, apresentamos a proposta dos nossos produtos e serviços. Sua preferência

Leia mais

Configuração e Utilização de Boletos FAQ23

Configuração e Utilização de Boletos FAQ23 Configuração e Utilização de Boletos FAQ23 Através do sistema Futura Server é possível configurar e controlar a emissão de boletos bancários, Para isso é necessário realizar as seguintes configurações:

Leia mais

Fábio Figueiredo Supervisor. Suporte

Fábio Figueiredo Supervisor. Suporte Olá! Bem Vindo! Fábio Figueiredo Supervisor Suporte Fabio.figueiredo@grupopc.com.br Agenda do dia: Custos e precificação Importação do XML na entrada de mercadoria Entendendo a precificação de Produtos

Leia mais

GUIA DO AUXILIAR FINANCEIRO

GUIA DO AUXILIAR FINANCEIRO Fernanda Klein Both 26/08/2013 1/10 GUIA DO AUXILIAR FINANCEIRO Sumário 1. Comandos do ERP Solution... 3 2. Cadastro de cliente / fornecedor (7034)... 3 3. Dados financeiros de cliente / fornecedor (1177)...

Leia mais

CONSUMO INTERNO DOCUMENTO DE SUGESTÃO

CONSUMO INTERNO DOCUMENTO DE SUGESTÃO CONSUMO INTERNO DOCUMENTO DE SUGESTÃO RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado

Leia mais

TOTVS Pedido de Vendas. Faturamento

TOTVS Pedido de Vendas. Faturamento Faturamento Sumário 1 Conceitos Básicos... 3 1.1 Objetivos do Treinamento... 3 2 Pedido de Vendas... 3 2.1 Procedimentos Pedido de Vendas... 4 2.2. Pedidos de Venda Específicos... 5 3. Tipos de Pedidos

Leia mais

TOTVS - Microsiga Protheus Financeiro

TOTVS - Microsiga Protheus Financeiro 16/08/2011 Sumário Sumário... 2 1 Conceitos Básicos... 4 1.1 Novas Funcionalidades... 4 2 Produto Padrão... 5 2.1 Fluxo de Caixa por Natureza Financeira... 5 2.2 Base Diferenciada para Impostos... 6 2.3

Leia mais

Guia de Implantação Bluesoft ERP Tesouraria Menu Rápido

Guia de Implantação Bluesoft ERP Tesouraria Menu Rápido Guia de Implantação Bluesoft ERP Tesouraria Menu Rápido O objetivo deste guia é fornecer um roteiro para a implantação módulo Menu Rápido do sistema Bluesoft ERP. O que é Tesouraria Menu Rápido? Tesouraria

Leia mais

APRESENTAÇÃO SISTEMAS BEM-VINDO A APRESENTAÇÃO DO SISTEMA PROSIS: AFFINCO

APRESENTAÇÃO SISTEMAS BEM-VINDO A APRESENTAÇÃO DO SISTEMA PROSIS: AFFINCO BEM-VINDO A APRESENTAÇÃO DO SISTEMA PROSIS: AFFINCO - - - - SPED s - Clique sobre os botões do lateral para acessar a página que desejar - Informações completas do produto e sua movimentação; - Possibilidade

Leia mais

A solução para otimizar seus negócios e acelerar seu crescimento.

A solução para otimizar seus negócios e acelerar seu crescimento. A solução para otimizar seus negócios e acelerar seu crescimento. Módulo financeiro para o SAP Business One Assistente completo de pagamentos Utilizado para fazer a quitação de documentos em lote (dinheiro,

Leia mais

Este manual tem como principal finalidade, ajudar os usuários nas movimentações do Bancos. ERP -> Lançamento Bancário.

Este manual tem como principal finalidade, ajudar os usuários nas movimentações do Bancos. ERP -> Lançamento Bancário. Manual Financeiro Bancos Página 1 de 19 Descrição Este manual tem como principal finalidade, ajudar os usuários nas movimentações do Bancos. Relação dos Tópicos a serem vistos neste manual - Bancos o o

Leia mais

Bem-vindo ao tópico sobre pedido de vendas ao pagamento.

Bem-vindo ao tópico sobre pedido de vendas ao pagamento. Bem-vindo ao tópico sobre pedido de vendas ao pagamento. Neste tópico, executamos as etapas no processo de vendas do pedido de vendas ao pagamento. Conforme criamos cada documento, descrevemos o efeito

Leia mais

Departamento de Tecnologia da Informação PROJETO INTEGRAÇÃO INTRANET/FINANCIERO E CONTABILIDADE

Departamento de Tecnologia da Informação PROJETO INTEGRAÇÃO INTRANET/FINANCIERO E CONTABILIDADE Departamento de Tecnologia da Informação PROJETO INTEGRAÇÃO INTRANET/FINANCIERO E CONTABILIDADE Este documento tem como objetivo detalhar tecnicamente a integração de dados da atual intranet para o sistema

Leia mais

Contas a Pagar. Manual do Usuário

Contas a Pagar. Manual do Usuário Manual do Usuário Periodicamente são efetuadas alterações nas informações contidas neste manual. Estas alterações serão incorporadas em novas edições desta publicação. Qualquer Informação adicional pode

Leia mais

ROTEIRO RESUMIDO DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER / COBRANZA

ROTEIRO RESUMIDO DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER / COBRANZA ROTEIRO RESUMIDO DE INTEGRAÇÃO CONTROLLER / COBRANZA O objetivo deste material é apresentar a contabilização das principais operações existentes nos sistemas Controller e Cobranza, de forma resumida. A

Leia mais

PROTOCOLO DE ENTREGA DE DOCUMENTOS

PROTOCOLO DE ENTREGA DE DOCUMENTOS PROTOCOLO DE ENTREGA DE DOCUMENTOS 1 Entendendo o Negócio: Para melhorar o controle interno empresarial no que diz respeito a documentos derivados do faturamento da empresa, foi desenvolvido no Sistema

Leia mais

Manual de Treinamento Documento de Entrada UNIDADES Cliente: SERVIÇO SOCIAL DO TRANSPORTE - SEST Projeto: PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DO PROTHEUS Contrato

Manual de Treinamento Documento de Entrada UNIDADES Cliente: SERVIÇO SOCIAL DO TRANSPORTE - SEST Projeto: PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DO PROTHEUS Contrato Manual de Treinamento Documento de Entrada UNIDADES Cliente: SERVIÇO SOCIAL DO TRANSPORTE - SEST Projeto: PROJETO DE IMPLANTAÇÃO DO PROTHEUS Contrato No.: 00232/15 VERSÃO 01 Sumário 1 DADOS GERAIS...3

Leia mais

Grupos de Serviços Tipos de Serviços Serviços Eventuais Recorrentes

Grupos de Serviços Tipos de Serviços Serviços Eventuais Recorrentes Grupos de Serviços Tipos de Serviços Serviços Eventuais Recorrentes Desenvolvimento do Conteúdo Grupos de Serviços Centralizam todos os serviços que pertencem a determinado grupo e que serão vinculados

Leia mais

TUTORIAL DEVOLUÇÃO A FORNECEDOR

TUTORIAL DEVOLUÇÃO A FORNECEDOR Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 1 2. Devolução a Fornecedor Gerando Desconto na Duplicata... 2 3. Devolução a Fornecedor Gerando uma Verba... 4 4. Devolução a Fornecedor Gerando

Leia mais

Título: Como realizar a configuração da integração contábil de uma empresa com Atividade Imobiliária Custo Incorrido?

Título: Como realizar a configuração da integração contábil de uma empresa com Atividade Imobiliária Custo Incorrido? Título: Como realizar a configuração da integração contábil de uma empresa com Atividade Imobiliária Custo Incorrido? Os dados a seguir foram elaborados para demonstrar uma rotina de lançamentos contábeis,

Leia mais

MANUAL DE CONFIGURAÇÕES DOS SISTEMAS DIGISAT PARA SPED EFD CONTRIBUIÇÕES

MANUAL DE CONFIGURAÇÕES DOS SISTEMAS DIGISAT PARA SPED EFD CONTRIBUIÇÕES MANUAL DE CONFIGURAÇÕES DOS SISTEMAS DIGISAT PARA SPED EFD CONTRIBUIÇÕES Digisat Tecnologia Ltda Rua Marechal Deodoro, 772 Edifício Mirage 1º Andar Centro Concórdia/SC CEP: 89700-000 Fone/Fax: (49) 3441-1600

Leia mais

Por Percentual Fixo = preço de venda X (percentual de comissão para empresa)

Por Percentual Fixo = preço de venda X (percentual de comissão para empresa) 1 VENDAS DIRETAS É comum varejistas no seguimento de materiais de construção realizarem vendas com participação do fornecedor. Essas vendas são realizadas pela loja, no entanto a responsabilidade de entrega

Leia mais

DOCUMENTOS FISCAIS DE SAÍDA DFS

DOCUMENTOS FISCAIS DE SAÍDA DFS DOCUMENTOS FISCAIS DE SAÍDA DFS O Sistema Documentos Fiscais de Saída apresenta os seguintes menus: Lançamento Lançamento de Notas Fiscais Esta tela destina-se ao lançamento manual de notas fiscais de

Leia mais

Contas a Receber. Índice. 1. Adicionando uma Receita Manual

Contas a Receber. Índice. 1. Adicionando uma Receita Manual Contas a Receber Gerencie suas contas a receber com o VHSYS, sistema integrado e boletos, com registro, sem registro e duplicadas em apenas alguns cliques. Índice 1. Adicionando uma Receita Manual 2. Gerenciando

Leia mais

Orientações Consultoria de Segmentos Retenção em baixas parciais de PIS, COFINS e CSLL

Orientações Consultoria de Segmentos Retenção em baixas parciais de PIS, COFINS e CSLL 28/04/2010 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1. Contribuição PIS e COFINS pela Sistemática Não Cumulativa... 4 3.2. Da

Leia mais

MIT041 - Especificação de Processos Padrão do Módulo Financeiro - Protheus Cliente: Caern - Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte

MIT041 - Especificação de Processos Padrão do Módulo Financeiro - Protheus Cliente: Caern - Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte Página: 1 de 34 8. Contas a Pagar: O departamento ou a Gestão de Contas a Pagar de uma determinada empresa e/ou organização é responsável por fazer toda a gestão dos compromissos que são assumidos por

Leia mais

Importação de Extrato Eletrônico EEFI Operadora de Cartão de Crédito REDECARD

Importação de Extrato Eletrônico EEFI Operadora de Cartão de Crédito REDECARD Importação de Extrato Eletrônico EEFI Operadora de Cartão de Crédito REDECARD Introdução Quando o pagamento é efetuado via cartão de crédito ou débito, é gerado um título financeiro em nome da operadora

Leia mais

Manual de Usuário. Módulo Acerto Viagens

Manual de Usuário. Módulo Acerto Viagens Manual de Usuário Módulo Acerto Viagens MÓDULO DOS ACERTOS DE VIAGENS DOS MOTORISTAS. Este módulo permite registrar, acompanhar e calcular os valores envolvidos nas viagens dos motoristas ou agregados

Leia mais

Manual. Sistema Venus 2.0. (Módulo Financeiro)

Manual. Sistema Venus 2.0. (Módulo Financeiro) Manual Do Sistema Venus 2.0 (Módulo Financeiro) 1 Tela Principal: Esta é a tela principal do módulo financeiro, aqui trabalhamos com: Contas a Receber, Contas a Pagar, Controle de cheques recebidos, vendas

Leia mais

MANUAL CDL CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS

MANUAL CDL CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS MANUAL CDL CÂMARA DE DIRIGENTES LOJISTAS MENU ADMINISTRATIVO Elaborado para cadastro de produtos, serviços, materiais de expediente, setores, controle de entrada e saída de materiais, controle do patrimônio

Leia mais

Como Fazer Renegociação de Parcelas (Contas a Receber)? FS136

Como Fazer Renegociação de Parcelas (Contas a Receber)? FS136 Como Fazer Renegociação de Parcelas (Contas a Receber)? FS136 Sistema: Futura Server Caminho: Contas a Receber>Renegociação de Parcelas Referência: FS136 Versão: 2016.02.15 Como Funciona: Esta tela é utilizada

Leia mais

MIT041 - Especificação de Processos Padrão do Módulo Financeiro - Protheus Cliente: Caern - Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte

MIT041 - Especificação de Processos Padrão do Módulo Financeiro - Protheus Cliente: Caern - Companhia de Água e Esgoto do Rio Grande do Norte Página: 1 de 16 9. Movimentos Bancários: O controle bancário é um poderoso instrumento de gestão, pelo qual o empresário ou a diretoria de uma empresa pode verificar com rapidez e eficiência a disponibilidade

Leia mais

Conversão Livro Caixa para Contabilidade

Conversão Livro Caixa para Contabilidade Conversão Livro Caixa para Contabilidade Índice CONVERSÃO LIVRO CAIXA PARA CONTABILIDADE... 1 1. REGIME DE COMPETÊNCIA X REGIME DE CAIXA... 2 2. CONVERSÃO LIVRO CAIXA... 3 Menu Utilitários / Conversão

Leia mais

Manual Gestor Financeiro

Manual Gestor Financeiro Manual Gestor Financeiro 1 2 Sub-módulo Consulta 2 - Digitar no campo Pesquisar texto ou número conforme a opção selecionada e dê um ENTER. EX1: Selecionado código > campo pesquisar 123. EX2:Selecionado

Leia mais

Contabilidade Rotinas Contábeis Importar Livro Detalhado

Contabilidade Rotinas Contábeis Importar Livro Detalhado 1.0 28/12/2015 1 / 13 Contabilidade Rotinas Contábeis Importar Livro Detalhado 1.0 28/12/2015 2 / 13 1. Índice 1. Índice... 2 3. Objetivos... 3 4. Informações Importantes... 3 5. Vínculos Contábeis - Impostos...

Leia mais

Manual de Ativo Imobilizado

Manual de Ativo Imobilizado Manual de Ativo Imobilizado Este manual foi cuidadosamente elaborado pela ELPIS INFORMÁTICA, com a intenção de garantir ao usuário, todas as orientações necessárias para que possa usufruir ao máximo de

Leia mais

Emissão Doc Extra de Condomínio Sami ERP ++

Emissão Doc Extra de Condomínio Sami ERP ++ Emissão Doc Extra de Condomínio Sami ERP ++ 1. Baixa de Parcelas Acesse o Módulo CONDOMÍNIO CÁLCULOS DA EMISSÃO BAIXA DE PARCELAS. Este programa efetua a baixa das parcelas dos eventos lançados nas unidades,

Leia mais

DÚVIDAS E RESPOSTAS Treinamento Financeiro Projeto PLUG

DÚVIDAS E RESPOSTAS Treinamento Financeiro Projeto PLUG DÚVIDAS E RESPOSTAS Treinamento Financeiro Projeto PLUG DÚVIDAS MÓDULO FINANCEIRO 1. O cadastro dos fornecedores deverá ser preenchido em todos os módulos? O cadastro de fornecedores deverá ser preenchido

Leia mais

A FORTES PREPARA VOCÊ PARA O MERCADO DE TRABALHO MANUAL FORTES FINANCEIRO

A FORTES PREPARA VOCÊ PARA O MERCADO DE TRABALHO MANUAL FORTES FINANCEIRO A FORTES PREPARA VOCÊ PARA O MERCADO DE TRABALHO MANUAL FORTES FINANCEIRO MANUAL Apresentação O presente manual tem o objetivo de apresentar o sistema Fortes Financeiro, instruindo o usuário sobre as funcionalidades

Leia mais

Nota Fiscal de Serviços

Nota Fiscal de Serviços Nota Fiscal de Serviços Para emitir ou gerenciar suas Notas Fiscais de Serviços acesse o menu: Serviços > Notas Fiscais. Em seguida clique no botão 1 / 13 Dados da Nota Fiscal No campo Cliente basta iniciar

Leia mais

TUTORIAL DEVOLUÇÃO DE CLIENTE

TUTORIAL DEVOLUÇÃO DE CLIENTE Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 2 2. Realizar Devolução de Cliente... 3 2.1 Geração Nota Fiscal Própria.... 3 2.2 Utilizando uma Nota de Devolução Enviada pelo Cliente.... 4 2.3

Leia mais

TUTORIAL ADIANTAMENTOS AO FORNECEDOR

TUTORIAL ADIANTAMENTOS AO FORNECEDOR Apresentação Este tutorial contém informações que orientam como proceder nos processos de: inclusão de adiantamentos que foram feitos para o fornecedor, baixa de adiantamento ao fornecedor com vários títulos,

Leia mais

Sistemas sob medida w w w. i n f o r m a t i z. c o m (31)

Sistemas sob medida w w w. i n f o r m a t i z. c o m (31) Sistemas sob medida w w w. i n f o r m a t i z. c o m (31) 3497-0098 das empresas obtém sucesso das empresas fecham em no máximo Não desenvolvemos simplesmente Sistemas de Gestão Promovemos um Conceito

Leia mais

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE)

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE) 1 de 5 31/01/2015 14:52 DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO (DRE) O artigo 187 da Lei nº 6.404, de 15 de dezembro de 1976 (Lei das Sociedades por Ações) estipula a Demonstração do Resultado do Exercício.

Leia mais

Apresentação Procedimentos iniciais Baixar Títulos... 3

Apresentação Procedimentos iniciais Baixar Títulos... 3 Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 1 2. Baixar Títulos... 3 Apresentação Esta rotina tem como objetivo processar os arquivos magnéticos de retorno do banco, referente à remessa enviada

Leia mais

SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. APLICAÇÃO 3. ATRIBUIÇÃO E RESPONSABILIDADE 4. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 5. TERMINOLOGIA 6. DESCRIÇÃO DO PROCESSO/ATIVIDADE

SUMÁRIO 1. OBJETIVO 2. APLICAÇÃO 3. ATRIBUIÇÃO E RESPONSABILIDADE 4. DOCUMENTOS DE REFERÊNCIA 5. TERMINOLOGIA 6. DESCRIÇÃO DO PROCESSO/ATIVIDADE Aprovado ' Elaborado por Fernando Cianci/BRA/VERITAS em 16/09/2014 Verificado por Mercio Sobrinho em 16/09/2014 Aprovado por Sandro de Luca/BRA/VERITAS em 16/09/2014 ÁREA GFI Tipo Procedimento Regional

Leia mais

TOTVS - Microsiga Protheus Comércio Exterior

TOTVS - Microsiga Protheus Comércio Exterior 30/06/2011 Sumário Sumário... 2 1 Conceitos Básicos... 3 1.1 Novas funcionalidades... 3 1.2 Demurrage por Contêiner... 3 1.3 Importação por Conta e Ordem... 3 1.4 Workflor... 4 1.5 Custeio de Armazenagem...

Leia mais

Manual Gestor Distribuidora

Manual Gestor Distribuidora Manual Gestor Distribuidora 1 2 Sub-módulo Consulta 2 - Digitar no campo Pesquisar texto ou número conforme a opção selecionada e dê um ENTER. EX1: Selecionado código > campo pesquisar 123. EX2:Selecionado

Leia mais

Marketing Comercial. campanhas promocionais. marketing. mala direta. classificação de contatos. Menu

Marketing Comercial. campanhas promocionais.  marketing. mala direta. classificação de contatos. Menu Soluções Marketing Comercial Registro e classificação dos contatos com clientes e prospects. Possibilidade de geração de compromissos encadeados, além de acompanhamento das ações promovidas pelas equipes

Leia mais

SLF e SCP. Sistema de Livros Fiscais e Sistema de Contas a Pagar

SLF e SCP. Sistema de Livros Fiscais e Sistema de Contas a Pagar SLF e SCP Sistema de Livros Fiscais e Sistema de Contas a Pagar Cadastros - Cadastros Cadastros dos Parâmetros da Empresa: Cadastro de Fornecedores: O Cadastro de Fornecedores pode ser alimentado manualmente

Leia mais

Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF Título financeiro em dólar

Parecer Consultoria Tributária Segmentos IRRF Título financeiro em dólar IRRF 30/09/2014 Sumário Título do documento 1. Questão... 3 2. Normas Apresentadas pelo Cliente... 3 3. Análise da Consultoria... 3 3.1. Da Tributação na Fonte - RIR/99... 3 3.2. Ato Declaratório Interpretativo...

Leia mais

DATA: 27/07/ OBJETIVO MODO PROCEDER HISTÓRICO DAS ALTERAÇÕES... 38

DATA: 27/07/ OBJETIVO MODO PROCEDER HISTÓRICO DAS ALTERAÇÕES... 38 1/39 ÍNDICE 1. OBJETIVO... 2 2. MODO PROCEDER... 2 3. HISTÓRICO DAS ALTERAÇÕES... 38 Página 1/39 2/39 1. OBJETIVO Mostrar a implantação de todo processo de CNAB desde comunicação com o banco, homologação

Leia mais

Parametrização para Documentos Fiscais

Parametrização para Documentos Fiscais Parametrização para Documentos Fiscais O sistema da Ommega Data é interativo e permite realizar as configurações necessárias conforme a necessidade da sua empresa. É importante que as configurações sejam

Leia mais

NOVO PROCESSO DEVOLUÇÃO SIMPLIFICADA

NOVO PROCESSO DEVOLUÇÃO SIMPLIFICADA NOVO PROCESSO DEVOLUÇÃO SIMPLIFICADA 1. O que é Devolução? 1 2. Novo Processo de Devolução 1 3. Devolução Simplificada 2 3.1 Configurações para Devolução Simplificada 2 3.2 Realizando uma Devolução Simplificada

Leia mais

GNRE on-line LOGIX. Sumário. 1.1 Pré-requisitos Conversores Parametrização... 3

GNRE on-line LOGIX. Sumário. 1.1 Pré-requisitos Conversores Parametrização... 3 GNRE on-line LOGIX 07/2016 Sumário 1.1 Pré-requisitos... 3 1.2 Conversores... 3 1.3 Parametrização... 3 1.3.1 Parâmetros por empresa... 3 1.3.2 Configuração GNRE on-line... 5 1.3.3 Parametrização de produto

Leia mais

Manual. Sistema Venus 2.0. (Faturamento)

Manual. Sistema Venus 2.0. (Faturamento) Manual Do Sistema Venus 2.0 (Faturamento) 1 O Objetivo do módulo Faturamento é cadastrar pedidos de venda, fazer orçamentos, emitir notas fiscais, faturar e controlar pedidos de clientes, enfim toda a

Leia mais

VISÃO CONTÁBIL DE RECEBIMENTOS DE PRODUTOS EM BONIFICAÇÕES E DESCONTOS EM BOLETOS

VISÃO CONTÁBIL DE RECEBIMENTOS DE PRODUTOS EM BONIFICAÇÕES E DESCONTOS EM BOLETOS VISÃO CONTÁBIL DE RECEBIMENTOS DE PRODUTOS EM BONIFICAÇÕES E DESCONTOS EM BOLETOS Bonificações A Receita Federal reconhece dois tipos de bonificações, que são: 1. Aquelas recebidas na mesma nota fiscal

Leia mais

Neste bip. Dicas para resolver erros do Seguro Desemprego. Você Sabia? Edição 68 Abril de 2016

Neste bip. Dicas para resolver erros do Seguro Desemprego. Você Sabia? Edição 68 Abril de 2016 Neste bip Dicas para resolver erros do Seguro Desemprego... 1 Geração dos recibos de vale transporte... 2 Horário de Trabalho... 3 Dicas para resolver erros do Seguro Desemprego O validador do arquivo

Leia mais

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO

FAPAN Faculdade de Agronegócio de Paraíso do Norte DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO DRE DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO DO EXERCÍCIO A DRE é a apresentação, em forma resumida, das operações realizadas pela empresa, durante o exercício social, demonstradas de forma a destacar o resultado líquido

Leia mais

Retenções de Impostos Federais Regime de Caixa/Regime de Competência

Retenções de Impostos Federais Regime de Caixa/Regime de Competência Retenções de Impostos Federais Regime de Caixa/Regime de Competência Introdução Quando a operação determina retenção de impostos federais na emissão de notas fiscais, é possível efetuar o cálculo das retenções

Leia mais

Emenda Constitucional 87/2015 e NT LOGIX

Emenda Constitucional 87/2015 e NT LOGIX Emenda Constitucional 87/2015 e NT 2015-003 LOGIX 15/12/2015 Sumário Título do documento 1. Objetivo... 3 2. Pré-requisitos... 3 3. Conversores... 3 4. Atualização fiscal... 3 5. Parametrização e cadastros...

Leia mais

WEB Manual Administrativo

WEB Manual Administrativo WEB Manual Administrativo http://www.flickr.com/photos/70419528@n08/show Crediário WEB Manual Administrativo Outubro 2014 Sumário 1 PARA USUFRUIR DA GARANTIA... 3 1.1 SOLICITAR GARANTIA... 3 1.2 ACOMPANHAMENTO

Leia mais

Manual de Versão Sistema Condomínio21

Manual de Versão Sistema Condomínio21 Manual de Versão Sistema Condomínio21 Belo Horizonte, 2015. Group Software. Todos os direitos reservados. Sumário 1. Ajustes no processo de Homologação Carteira 112 Banco Itaú...3 2. Melhoria na alteração

Leia mais

5 Os gastos com aquisição de uma marca devem ser classificadas no seguinte grupo de contas do balanço patrimonial:

5 Os gastos com aquisição de uma marca devem ser classificadas no seguinte grupo de contas do balanço patrimonial: FUCAMP Fundação Carmelitana Mário Palmério FACIHUS Faculdade de Ciências Humanas e Sociais Curso: Disciplina Ano Letivo: Semestre: Ciências Contábeis 1 Relacione a coluna da direita com a da esquerda:

Leia mais

GESTÃO DE PONTOS DE VENDA VND

GESTÃO DE PONTOS DE VENDA VND GESTÃO DE PONTOS DE VENDA VND O sistema Gestão de Pontos de Venda consiste no controle de caixa, movimentação, saldo do consumidor, vendas e estoque, podendo gerar nota fiscal dos produtos. Este sistema

Leia mais

TUTORIAL ALTERAR PEDIDO DE VENDA

TUTORIAL ALTERAR PEDIDO DE VENDA Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 1 2. Incluir \ Alterar 3 2.1 Itens no Pedido de Venda... 4 2.2 Quantidade do Item no Pedido de Venda... 5 2.3 Preço do Item no Pedido de Venda...

Leia mais

Emitir Notas (NFS-e) - Fly e-nota

Emitir Notas (NFS-e) - Fly e-nota Emitir Notas (NFS-e) - Fly e-nota 1. Como emitir Notas Fiscais no Fly e-nota Para emissão de NFS-e, é necessário que o prestador esteja devidamente autorizado a realizar este processo. Após acessar o módulo

Leia mais

Plano de Saúde. Gestão de Pessoal

Plano de Saúde. Gestão de Pessoal Gestão de Pessoal Sumário 1. Introdução... 3 1.1. Objetivos do Treinamento... 3 2. Conceito... 3 3. Fornecedores de Plano de Saúde... 3 4. Cadastro de Plano de Saúde... 4 5. Planos Ativos... 6 6. Histórico

Leia mais

Software de Gestão Empresarial

Software de Gestão Empresarial Software de Gestão Empresarial MyCommerce A Visual Software possui uma das melhores softwares de gestão empresarial de Gerenciamento Individual e de Rede de Lojas do país, o MyCommerce. Este software tem

Leia mais

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS

RMS Software S.A. - Uma empresa TOTVS DEFINIÇÃO ACORDO RMS Software S.A. - Uma Empresa TOTVS Todos os direitos reservados. A RMS Software é a maior fornecedora nacional de software de gestão corporativa para o mercado de comércio e varejo.

Leia mais

Minuta de Despacho? FS153

Minuta de Despacho? FS153 Como Imprimir Layout de Minuta de Despacho? FS153 Sistema: Futura Server Caminho: Impressos > Minuta de Despacho Referência: FS153 Versão: 2016.04.11 Como Funciona: Esta tela é utilizada para fazer a impressão

Leia mais

Processo de Férias. GPE Gestão de Pessoal

Processo de Férias. GPE Gestão de Pessoal GPE Gestão de Pessoal Sumário 1 Introdução... 3 1.1 Objetivos do Treinamento... 3 2 Fluxo do Ambiente... 3 3 Conceito de Férias... 4 4 Conceito de Abono... 5 5 Incidências - Férias... 5 6 Cálculo de Requisitos...

Leia mais

Retenções no Lançamento de Entrada de Serviços

Retenções no Lançamento de Entrada de Serviços Retenções no Lançamento de Entrada de Serviços Introdução No lançamento de notas de entrada de serviços, é possível efetuar o lançamento de retenções conforme a emissão da nota pelo fornecedor. O lançamento

Leia mais

Cartilha do Cliente Financeiro / Controle de RPA. Cartilha do Cliente. Versão:

Cartilha do Cliente Financeiro / Controle de RPA. Cartilha do Cliente. Versão: Cartilha do Cliente Versão: 4.70 1 Apresentação... 3 A quem se destina... 3 Módulo Financeiro... 4 Global... 4 Tabelas Auxiliares IRRF... 4 Tabelas Auxiliares INSS... 5 Parâmetro Financeiro Agentes Especiais...

Leia mais

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO...

SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... SUMÁRIO APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO... 19 CAPÍTULO I ESTRUTURA CONCEITUAL BÁSICA DA CONTABILIDADE... 21 1. Conceito de contabilidade... 21 2. Objeto... 22 3. Campo de aplicação... 23 4. Objetivos... 23 5.

Leia mais

CONTAS A PAGAR CADASTRO DE TÍTULOS A PAGAR AVULSO 339

CONTAS A PAGAR CADASTRO DE TÍTULOS A PAGAR AVULSO 339 CONTAS A PAGAR Conforme a Regras de Negócio da Empresa o Contas a Pagar pode ter os títulos gerados a partir da entrada de Notas Fiscais de entrada nos seus programas específicos ou então pelo cadastramento

Leia mais

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS

FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS FIATNET - EXPORTAÇÃO SPED PIS/COFINS NOTA TÉCNICA - CONFIGURAÇÕES NECESSÁRIAS ATUALIZADA EM: 15/08/2011 ÍNDICE 1. CONFIGURAÇÃO NATUREZAS DE OPERAÇÕES... 1 1.1. Naturezas de Operações (compras)... 3 1.2.

Leia mais

As rotinas do Contas a Receber envolvem todas as atividades de venda das empresas.

As rotinas do Contas a Receber envolvem todas as atividades de venda das empresas. CONTAS A RECEBER As rotinas do Contas a Receber envolvem todas as atividades de venda das empresas. É importante relembrar que o contas a receber está relacionado com outros setores da empresa da mesma

Leia mais

ERP BRASCOMM Sistema de Gestão Empresarial 100% Web. Manual do Usuário. Módulo de Contas a Receber

ERP BRASCOMM Sistema de Gestão Empresarial 100% Web. Manual do Usuário. Módulo de Contas a Receber ERP BRASCOMM Sistema de Gestão Empresarial 100% Web Manual do Usuário Módulo de Contas a Receber O ERP Brascomm oferece toda ferramenta necessária para a perfeita gestão do departamento de contas a receber

Leia mais

Manual Comissões SUPERANDO DESAFIOS

Manual Comissões SUPERANDO DESAFIOS SUPERANDO DESAFIOS Autora: Laila M G Gechele Doc. VRS. 1.0 Aprovado em: 18/09/2012 Revisor: Gustavo Ribas Segunda atualização em Abril de 2014 Última Atualização em Novembro de 2016 Nota de copyright Copyright

Leia mais

Bem-vindo ao curso sobre contabilidade dos processos de compra e venda.

Bem-vindo ao curso sobre contabilidade dos processos de compra e venda. Bem-vindo ao curso sobre contabilidade dos processos de compra e venda. 1-1 Neste tópico, trataremos de algumas convenções contábeis gerais e forneceremos exemplos dos lançamentos contábeis automáticos

Leia mais

MANUAL. Cartão de Pagamento do Governo Estadual e Municipal

MANUAL. Cartão de Pagamento do Governo Estadual e Municipal 1 MANUAL Cartão de Pagamento do Governo Estadual e Municipal ÍNDICE Introdução Cartão de Pagamento do Governo Estadual e Municipal Público-alvo Descrição Formalização Anuidade Finalidade Atributos Limites

Leia mais

TUTORIAL MANTER ORDEM DE SERVIÇO

TUTORIAL MANTER ORDEM DE SERVIÇO Sumário Apresentação... 1 1. Procedimentos iniciais... 1 2. Gerar Nova Ordem de Serviço... 3 3. Pesquisar e Alterar Ordem de Serviço... 9 4. Gerar OS a partir de Orçamento Aprovado... 11 Apresentação A

Leia mais

MANUAL CONFIGURAÇÃO PARA CONTABILIZAÇÃO DO CONTAS A PAGAR MÓDULO FINANCEIRO

MANUAL CONFIGURAÇÃO PARA CONTABILIZAÇÃO DO CONTAS A PAGAR MÓDULO FINANCEIRO MANUAL CONFIGURAÇÃO PARA CONTABILIZAÇÃO DO CONTAS A PAGAR MÓDULO FINANCEIRO Datahouse Automação Rua Barão do Itaqui, número 55, sala 101, Bairro Passo D areia, Porto Alegre / RS CONTABILIZAÇÃO MÓDULO FINANCEIRO

Leia mais

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 16/11/2010.

Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 16/11/2010. OPERAÇÃO BACK TO BACK - Aspectos Contábeis Matéria elaborada com base na legislação vigente em: 16/11/2010. 1 - INTRODUÇÃO 2 - TRATAMENTO FISCAL 3 - TRATAMENTO CONTÁBIL 1 - INTRODUÇÃO As chamadas operações

Leia mais

Contabilidade Básica Prof. Procópio

Contabilidade Básica Prof. Procópio 29-02-2012 Recapitulando... Prof. Procópio Contabilidade e Finalidade Usuários Patrimônio Representação Gráfica do Patrimônio Aspectos Qualitativos e Quantitativos do Patrimônio Formação do Patrimônio

Leia mais

MPE-Manual ADF_Conciliação Bancária de Cartão de Crédito

MPE-Manual ADF_Conciliação Bancária de Cartão de Crédito ADMINISTRAÇÃO FINANCEIRA CONCILIAÇÃO BANCÁRIA DE CARTÃO DE CRÉDITO Página 1 de 8 1.0 CONCILIAÇÃO BANCÁRIA DE OPERAÇÕES DE CARTÃO DE CRÉDITO Esse processo será utilizado para conciliar os lançamentos, referentes

Leia mais