Sistema de Navegação

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Sistema de Navegação"

Transcrição

1 Sistema de Navegação Guilhermo Reis 2 O que é navegar? Navegar é alcançar um destino que está fora do alcance do campo de visão do ponto de partida. Para alcançar seu destino, o navegador se orienta através de instrumentos e pontos de referência que determinam a sua posição e a direção a seguir. 1

2 3 E navegar na Web? A navegação em hipertextos é análoga a navegação em espaços físico. Para se movimentar o usuário precisa de orientação, caso contrário ele se perde. No mundo físico existe uma infinidade de pontos de referências que o usuário utiliza para se orientar (árvores, rios, montanhas, estrelas, placas, etc.). Em um website, ao contrário, esses pontos de referência não existem. Assim, ao se projetar um website, é necessário criar um sistema de navegação para estabelecer pontos de referência e uma sinalização que oriente o usuário. Foto : 6 Por que as pessoas se perdem ao navegar em um hipertexto? Existem dois fenômenos cognitivos da navegação em ambientes físicos que se aplicam à navegação em hipertextos e explicam as dificuldades de navegar nesses ambientes virtuais: Esquemas ou modelos de ambiente genéricos Mapas espaciais cognitivos McKNIGHT, C; DILLON, A. ; RICHARDSON, J. Hypertext in Context. Cambridge University Press, EDWARDS, D. ; HARDMAN, L. Lost in Hyperspace: cognitive mapping and navigation in a hypertext enviroment in Hypertext: theory into practice, Oxford:Intellect,

3 7 Por que as pessoas se perdem ao navegar em um hipertexto? Esquemas ou modelos de ambientes genéricos São esquemas pré-concebidos de ambientes físicos que temos em nossa mente adquiridos através da experiência com a função criar estereótipos sobre a geografia de um ambiente físico desconhecido. Esses modelos existem em diversos níveis de escala, desde o nível de países e continentes até o nível dos cômodos de uma casa. Esse estereotipo inicia a criação do modelo mental do usuário e lhe fornece uma orientação espacial básica para guiar seus comportamentos iniciais ao navegar no novo ambiente. Documentos impressos em papel possuem um esquema genérico aceito sócio-culturalmente, o que facilita a navegação dos usuários quando se deparam com um novo documento desse tipo. Elementos como títulos, prefácio, introdução, sumário, numeração das páginas, índice remissivo são alguns dos componentes desse esquema. Nos hipertextos não existe um esquema genérico tão bem definido porque é um tipo novo de documento e porque o modus operandi adquirido pelo usuário ao utilizar um sistema em um computador nem sempre se aplica em outros sistemas. A falta de padrões faz com que a manipulação da informação varie de aplicação para aplicação, computador para computador, versão para versão, e atualmente de website para website, dificultando a formação de modelos genéricos. McKNIGHT, C; DILLON, A. ; RICHARDSON, J. Hypertext in Context. Cambridge University Press, EDWARDS, D. ; HARDMAN, L. Lost in Hyperspace: cognitive mapping and navigation in a hypertext enviroment in Hypertext: theory into practice, Oxford:Intellect, Por que as pessoas se perdem ao navegar em um hipertexto? Mapas espaciais cognitivos Mapas espaciais cognitivos são mapas internalizados na mente humana e que são análogos à disposição física de um ambiente. Eles são adquiridos através das interações do indivíduo com o ambiente e contêm os detalhes da posição espacial de cada elemento permitindo que um indivíduo se localize e trace rotas para se locomover. A aquisição de um mapa espacial cognitivo envolve um processo mental de várias etapas, que vai da identificação de marcos no ambiente até a formação na mente de um mapa geográfico completo. Mapas espaciais cognitivos não têm muita aplicação em documentos em papel, porque todo o espaço informativo é acessível instantaneamente ao leitor. Navegar por um livro é quase uma experiência de tele-transporte. Para alcançar uma página basta virar algumas outras, de modo que o custo de seguir por uma rota errada é muito pequeno tanto em termos de tempo quanto esforço. Nos hipertextos os mapas espaciais cognitivos têm grande importância na modelagem do processo mental do usuário que navega neles. Um maior conhecimento da estrutura do hipertexto diminui o sentimento de estar perdido e aumenta a satisfação de uso do sistema. Os usuários criam uma representação cognitiva da estrutura hipertextual de modo a formar um mapa espacial cognitivo com a visão geral do ambiente no hipertexto. McKNIGHT, C; DILLON, A. ; RICHARDSON, J. Hypertext in Context. Cambridge University Press, EDWARDS, D. ; HARDMAN, L. Lost in Hyperspace: cognitive mapping and navigation in a hypertext enviroment in Hypertext: theory into practice, Oxford:Intellect,

4 9 Objetivo do Sistema de Navegação O sistema de navegação é o componente de um site que especifica as maneiras de navegar, de se mover pelo espaço informacional e hipertextual do site. Sua função é indicar ao usuário a sua localização, mostrar o caminho correto para que ele encontre a informação que necessita e auxiliá-lo a realizar suas tarefas. 10 Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação Segundo NIELSEN (2000), um bom sistema de navegação deve, a todo momento, responder a 3 perguntas básicas: Onde estive? Onde Estou? Aonde posso ir? NIELSEN, J. Projetando Websites. Rio de Janeiro: Campus, (novembro/2011) 4

5 11 Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação FLEMING (1998) cita 10 princípios básicos para sistema de navegação de qualidade: Fácil de aprender O sistema de navegação precisa ser fácil de aprender porque se os usuários perderem muito tempo para entender como utilizá-lo, eles irão abandonar o site. Ser consistente Os usuários, após compreenderem como o sistema de navegação funciona, passam a confiar nele. Um sistema consistente permite que o usuário tenha previsibilidade sobre como será a resposta do sistema antes de executar a ação. Prover feedback O usuário espera que o sistema reaja a cada ação que executar sobre a sua interface porque é através dessas reações que o usuário consegue avaliar se o sistema executou a ação que desejava. Por isso o sistema de navegação precisa sempre dar feedback mostrando-lhe sua posição espacial. Presente de diferentes formas conforme o contexto Para decidir seus movimentos o usuário precisa ver as possíveis rotas. Ser contextualizado é apresentar para o usuário apenas as rotas que lhe interessam conforme o ponto em que se encontra no sistema. Oferecer alternativas Usuários diferentes possuem diferentes comportamentos e estratégias de navegação. O sistema de navegação precisa ser capaz de atender a essas diferenças. FLEMING, J. Web Navigation: Designing the User Experience. O'Reilly, Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação Economizar ações e tempo de utilização Navegações longas causam frustração no usuário. Por isso, o sistema de navegação precisa sempre manter as rotas curtas e oferecer atalhos, especialmente para os usuários experientes. Apresentar mensagens visuais claras e no momento adequado O sistema de navegação precisa ter um visual claro, que guie bem o usuário. Possuir rótulos compreensíveis O sistema de navegação precisa usar rótulos claros, sem ambiguidade, na linguagem do usuário e consistentes com as informações apresentadas. Estar em sintonia com o propósito do site A abordagem do sistema de navegação depende muito dos objetivos do site e das experiências do usuário, assim o design do sistema de navegação deve auxiliar o usuário a seguir esses objetivos. Suportar os objetivos e comportamentos do usuário O sistema de navegação precisa auxiliar os usuários a executarem suas tarefas da forma que estão acostumados a fazê-las. FLEMING, J. Web Navigation: Designing the User Experience. O'Reilly,

6 13 Trocando de estações da memória no rádio Para trocar as estações que estão na memória desse rádio o motorista (usuário) precisa realizar três ações: 2. Girar o botão para selecionar a estação. Para esquerda seleciona a próxima estação, para a direita seleciona a estação anterior. 1. Apertar o botão List. Ao apertar esse botão aparece uma lista com as 6 estações gravadas na memória. 3. Apertar o botão. Após apertar esse botão começa a tocar a estação selecionada. Esse rádio tem uma navegação ruim para trocar as estações da memória. São necessários muitos passos, que podem distrair o motorista, e o feedback é todo visual, obrigando o motorista a tirar os olhos da rua. 14 Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação Equilibre flexibilidade e confusão Flexibilidade Posso ir para qualquer lugar! Permite ao usuário ir rapidamente de um ponto a outro no site. Fornece muitos atalhos. Confusão Para onde vou? Muitas opções de navegação confundem o usuário. Demora para escolher onde clicar. 6

7 Processo de Compras da Americanas.com 15 Escolha do Produto Muitos links + Flexibilidade + Confusão Escolha forma de pagamento Poucos links - Flexibilidade - Confusão Diminua a quantidade de opções de navegação nas tarefas mais críticas para que o usuário possa focar melhor sua atenção Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação Utilize a navegação social Navegação social consiste em apresentar a um usuário o que outros usuários com os mesmos interesses encontraram no website. Ela permite criar correlações entre os conteúdos baseadas nos interesses do usuário e não nas suposições do arquiteto de informação. amazon.com (março/2014) 7

8 17 Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação Aproveite as funcionalidades e os padrões de navegação da sua plataforma tecnológica Toda plataforma tecnológica possui algumas funcionalidades e padrões de navegação, que normalmente são fruto de bastante estudo do comportamento dos seus usuários. Por exemplo, os browsers têm o botão voltar, os aplicativo para iphone normalmente tem o menu na parte de baixo da tela, os aplicativos para Windows tem uma barra de ferramenta na parte superior da tela. Ao projetar o sistema de navegação, evite desabilitar ou duplicar essas funcionalidades porque seus usuários estão acostumados a utiliza-las. A grande maioria dos usuários da web, por exemplo, utiliza o botão Voltar do browser (ou a tecla Backspace que serve de atalho para essa funcionalidade) porque ele funciona como um porto seguro. Se o usuário chega em uma página e não a entende ele volta para trás. Eliminar ou duplicar esse botão atrapalha a navegação do usuário. 18 Recomendações para o projeto do Sistema de Navegação Aproveite as funcionalidades e os padrões de navegação da sua plataforma tecnológica Botão Voltar do browser Internet Explorer Menu do aplicativo do Skype para iphone localizado na parte de baixo da tela 8

9 19 Os elementos do sistema de navegação são divididos em dois sub-sistemas: Sistema de Navegação Embutido Sistema de Navegação Remoto Formado pelos elementos de navegação que são apresentados junto com o conteúdo. Sua função é contextualizar e oferecer flexibilidade de movimento. Os elementos que compõe o sistema de navegação embutido são: Formado pelos elementos externos a hierarquia do site. Sua função é prover caminhos complementares para se encontrar o conteúdo e completar as tarefas. Os elementos que compõe o sistema de navegação remoto são: Logotipo Barra de Navegação Global Menu Local Bread Crumb Passo a Passo Cross Content Mapa do Site Índice Remissivo 20 Logotipo Tem a função de identificar o website e mostrar ao usuário a sua posição em relação a web como um todo. Como é possível entrar em um website por qualquer página, é importante que todas elas tenham o logotipo para que o usuário identifique em que site está. Normalmente possui link para a Home-Page do site. Logotipo (novembro/11) 9

10 21 Logotipo Atenção para aspectos culturais. Colocar o link para a home no logotipo é um aspecto cultural da web e por isso apenas usuários avançados conhecem e usam esse recurso. Se o site tem muitos usuários novatos é recomendado colocar um link explicito para a Home-Page. Esses dois sites indicam que existe no logotipo um link para a Home-Page, porém não implementaram isso com boa usabilidade. A indicação aparece apenas quando se passa o mouse sobre o logotipo. Usuários avançados já esperam essa funcionalidade, logo eles não precisam disso. Usuários novatos não esperam essa funcionalidade, por isso eles não vão passar o mouse sobre o logotipo e conseqüentemente não visualizarão a indicação. Melhor seria manter essa indicação sempre visível. (fevereiro/2009) 22 Barra de Navegação Global Contém os links para as áreas chaves do site, as grandes categorias do modelo de organização. Frequentemente é o único elemento de navegação comum a todo o site, por isso tem grande impacto na usabilidade. g1.globo.com (março/13) Facebook APP iphone (março/13) amazon.com (março/13) 10

11 23 Menu Local Apresenta links para páginas que estão próximas, na estrutura do website, à página que está sendo visitada (Páginas irmãs, filhas, pais, etc.) Menu local da Americanas.com (dezembro/11) 24 Menu Local - Pull-down Vantagem: permitem mostrar os itens do menu de navegação de uma forma bem compacta. Desvantagem: escondem as opções do usuário. globo.com (março/2014) 11

12 25 Menu Local Pie menu (Radial menu ou Marking menu) Menu circular onde a seleção depende da direção. É formado por vários setores circulares ao redor de um centro inativo, onde cada setor é um item do menu. Indicado para interfaces baseadas em tablet ou mouse. Pode ser implementado para uso no teclado numérico, especialmente em menus com 4 ou 8 itens. Vantagem: a seleção de um item é mais rápida que no menu linear porque depende apenas da direção e não da distância, conforme a lei de Fitt. Desvantagem: Ocupa mais espaço na tela, o número de itens precisa ser pequeno. WIKIPEDIA Pie menu, en.wikipedia.org/wiki/pie_menu. easygestures The Sims Denim 26 Bread Crumb Informa onde o usuário se encontra na estrutura do site e fornece links para os níveis hierárquicos superiores. São bastante compactos. Úteis em situações onde o usuário está pesquisando, comparando e selecionando. dir.yahoo.com (dezembro/11) 12

13 31 Orientações para o uso de bread crumbs Não utilizá-los em sites simples Colocar o bread crumb na parte superior da tela, abaixo do logotipo da empresa Utilizar algum sinal que demonstre continuidade entre os itens (>,», ) Utilizar tipografia em corpo pequeno Não utilizar o último item como título da página Utilizar duas linhas quando necessário MEMÓRIA, F. Design para a Internet Projetando a experiência perfeita. Campos, Passo a Passo Informa em qual passo de uma transação o usuário se encontra. Indicado para transações longas ou demoradas. (junho/07) 13

14 36 Cross Content Apresenta uma série de links relacionados ao conteúdo da página que está sendo visitada. Para serem úteis devem ser bastante contextualizados. (dezembro/11) g1.globo.com.br (dezembro/11) 38 Mapa do Site Apresenta toda a estrutura do website, normalmente na forma hierárquica. Reforça a hierarquia do website para que o usuário se familiarize com a sua organização. Facilita o acesso rápido e direto para o conteúdo. Evita sobrecarregar o usuário com muita informação. Não é recomendado para websites com pouca organização hierárquica. (março/2014) 14

15 39 Mapa do Site Vem se tonando um padrão na web colocar no rodapé das páginas um mini mapa do site, para facilitar a navegação do usuário. buscape.com.br (março/2014) 40 Índice Remissivo São listas de palavras chaves organizadas em ordem alfabética. Bastante úteis quando o usuário já sabe o nome do conteúdo que procura. Esse elemento de navegação vem sendo substituído pela funcionalidade de auto-completar da caixa de busca. (fevereiro/2008) (novembro/2011) 15

16 41 Posicionamento dos elementos de navegação Verifique se existe um modelo mental do usuário com relação ao posicionamento dos elementos de navegação. As figuras abaixo apresentam os resultados de uma pesquisa sobre a expectativa dos usuários com relação ao posicionamento dos elementos de navegação em sites de comércio eletrônico. As áreas mais escuras indicam maior expectativa dos usuários (RODAS, 2007). Menu principal Carrinho de Compras Botão Comprar Busca Login Link para a página Principal RODAS, L. Expectativas do usuário quanto à localização de elementos de tela em sites de comércio eletrônico, Rio de Janeiro, Monografia - UNICARIOCA. cianconi. com/ pesquisa/ monografia-localizacao-elementos-tela-leticia-cianconi. pdf 42 Bibliotecas de padrões de elementos de interface Já existem algumas bibliotecas com exemplos de diversos elementos de interface como menus, bread crumbs, listas paginadas, botões, tabs, etc. São bastante úteis na busca de referências para a construção do Sistema de Navegação. A Pattern Library for Interaction Design Biblioteca de elementos de interface para websites. Web Patterns Biblioteca de elementos de interface para websites da UC Berkeley. harbinger.sims.berkeley.edu/ui_designpatterns Yahoo! Design Pattern Library Biblioteca dos elementos de interface utilizados nos websites do Yahoo!. developer.yahoo.com/ypatterns Design Interfaces Biblioteca de elementos de interface para aplicativos Windows, websites e mobile elaborada por Jenifer Tidwell. designinginterfaces.com/responsive_enabling Mobile User Interface Design Patterns Biblioteca de elementos de interface para celulares da Little Springs Design Inc. patterns.littlespringsdesign.com Help you Play Biblioteca de elementos de interface para jogos. Para mais detalhes sobre as vantagens de utilizar essas bibliotecas veja a palestra de Lucas Pettinati sobre a biblioteca de padrões do Yahoo! apresentada no EBAI em

Sistema de Navegação. 2006 Guilhermo Reis www.guilhermo.com

Sistema de Navegação. 2006 Guilhermo Reis www.guilhermo.com Sistema de Navegação 2006 Guilhermo Reis www.guilhermo.com 2 O que é navegar? Navegar é alcançar um destino que está fora do alcance de campo de visão do ponto de partida. Para alcançar seu destino, o

Leia mais

Arquitetura de Informação - 4

Arquitetura de Informação - 4 Arquitetura de Informação - 4 Ferramentas para Web Design Prof. Ricardo Ferramentas para Web Design 1 Esquemas de Organização da Informação Exata Divide a informação em categorias bem definidas e mutuamente

Leia mais

www.rakutencommerce.com.br E-BOOK

www.rakutencommerce.com.br E-BOOK APRENDA AS ÚLTIMAS DICAS E TRUQUES SOBRE COMO DAR UM TAPA 3.0 NA SUA LOJA VIRTUAL. www.rakutencommerce.com.br E-BOOK propósito desse ebook é muito simples: ajudar o varejista on-line a dar um tapa 3.0

Leia mais

RELATÓRIO DO GOMOMETER

RELATÓRIO DO GOMOMETER RELATÓRIO DO GOMOMETER Análise e conselhos personalizados para criar sites mais otimizados para celular Inclui: Como os clientes de celular veem seu site atual Verificação da velocidade de carregamento

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web Web Design III

Tópicos de Ambiente Web Web Design III Tópicos de Ambiente Web Web Design III Professora: Sheila Cáceres Conteúdo para Web Educacional Entretenimento Comercial Industrial Cientifico Entre outros Tópicos de Ambiente Web - Prof. Sheila Cáceres

Leia mais

Desenvolvimento Web Usabilidade na Web aula I introdução e o design geral do site. Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN

Desenvolvimento Web Usabilidade na Web aula I introdução e o design geral do site. Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN Desenvolvimento Web Usabilidade na Web aula I introdução e o design geral do site Prof.: Bruno E. G. Gomes IFRN 1 Introdução A Web oferece uma enorme liberdade de escolha e movimentação Qualquer coisa

Leia mais

usabilidade assume uma importância ímpar na economia da Internet

usabilidade assume uma importância ímpar na economia da Internet WEB Usabilidade WEB usabilidade assume uma importância ímpar na economia da Internet no design de produtos e de software tradicionais, usuários pagam antes e experimentam a usabilidade depois na WEB experimentam

Leia mais

Interface Homem- Computador

Interface Homem- Computador Interface Homem- Computador (IHC) Profª. Leticia Lopes Leite Software Educacional I Interface Deve ser entendida como sendo a parte de um sistema computacional com a qual uma pessoa entra em contato física,

Leia mais

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal 29/11/2012 Índice ÍNDICE... 2 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. O QUE É E-COMMERCE?... 4 3. LOJA FOCCO... 4 4. COMPRA... 13 5. E-MAILS DE CONFIRMAÇÃO... 14 6.

Leia mais

Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO

Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO Interação Humano-Computador Design: estrutura e estética PROFESSORA CINTIA CAETANO Arte X Engenharia Desenvolver Sistema Web é arte? A Web oferece espaço para arte...... mas os usuários também desejam

Leia mais

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE

ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS TURMA 2008 4º PERÍODO - 7º MÓDULO AVALIAÇÃO A4 DATA 22/10/2009 ENGENHARIA DE USABILIDADE 2009/2 GABARITO COMENTADO QUESTÃO 1: Quando nos referimos à qualidade da interação

Leia mais

CONHECENDO A ÁREA DE TRABALHO DO WINDOWS 7

CONHECENDO A ÁREA DE TRABALHO DO WINDOWS 7 CONHECENDO A ÁREA DE TRABALHO DO WINDOWS 7 A Área de trabalho é a principal área exibida na tela quando se liga o computador e faz logon no Windows. É onde se exibe tudo o que é aberto (programas, pastas,

Leia mais

Apresentando o GNOME. Arlindo Pereira arlindo.pereira@uniriotec.br

Apresentando o GNOME. Arlindo Pereira arlindo.pereira@uniriotec.br Apresentando o GNOME Arlindo Pereira arlindo.pereira@uniriotec.br O que é o GNOME? GNOME é um ambiente desktop - a interface gráfica de usuário que roda sobre um sistema operacional - composta inteiramente

Leia mais

Projeto de Interface do Usuário

Projeto de Interface do Usuário Projeto de Interface do Usuário Arquitetura de Informação Danielle Freitas 2015.1 http://docente.ifrn.edu.br/daniellefreitas Agenda Introdução O que é arquitetura da informação Estratégia de conteúdo Sistema

Leia mais

Guia de Uso. O Pro-Treino tem uma divisão clara de funções, apresentada a seguir: E três tipos de usuários que executam as funções descritas acima:

Guia de Uso. O Pro-Treino tem uma divisão clara de funções, apresentada a seguir: E três tipos de usuários que executam as funções descritas acima: Sumário 1. Introdução... 2 2. Conceitos básicos... 2 2.1. Fluxo do sistema... 3 2.2. Acesso ao sistema... 4 2.2.1. Login... 4 2.2.2. Logoff... 4 2.2.3. Esqueci minha senha... 5 2.3. Conhecendo o Sistema...

Leia mais

Iniciação à Informática

Iniciação à Informática Meu computador e Windows Explorer Justificativa Toda informação ou dado trabalhado no computador, quando armazenado em uma unidade de disco, transforma-se em um arquivo. Saber manipular os arquivos através

Leia mais

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line)

Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Manual de Utilização do Sistema GRServer Cam on-line (Gerenciamento de Câmeras On-line) Criamos, desenvolvemos e aperfeiçoamos ferramentas que tragam a nossos parceiros e clientes grandes oportunidades

Leia mais

3 - Projeto de Site:

3 - Projeto de Site: 3 - Projeto de Site: O site de uma empresa é como um cartão de visita que apresenta sua área de negócios e sua identidade no mercado, ou ainda, como uma vitrine virtual em que é possível, em muitos casos,

Leia mais

Introdução. Introdução

Introdução. Introdução Introdução 1. Conheça a sua taxa de conversão 2. Usabilidade e navegabilidade 3. Pense mobile 4. Seja relevante 5. Tenha CTAs atraentes 6. O teste AB é fundamental Conclusão Introdução Conhecer os números

Leia mais

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano

Informática Aplicada. Aula 2 Windows Vista. Professora: Cintia Caetano Informática Aplicada Aula 2 Windows Vista Professora: Cintia Caetano AMBIENTE WINDOWS O Microsoft Windows é um sistema operacional que possui aparência e apresentação aperfeiçoadas para que o trabalho

Leia mais

Rastreamento Mobile. Manual de uso

Rastreamento Mobile. Manual de uso atualizado em 10/06/2014 Rastreamento Mobile Manual de uso Agora você pode utilizar seu aparelho móvel para acessar o seu sistema de rastreamento! O rastreamento Mobile é um website preparado para apresentar

Leia mais

Disciplina: Interface Humano-Computador Prof: João Carlos da Silva Junior

Disciplina: Interface Humano-Computador Prof: João Carlos da Silva Junior Disciplina: Interface Humano-Computador Prof: João Carlos da Silva Junior Definição Interação homem-computador é o conjunto de processos, diálogos, e ações através dos quais o usuário humano interage com

Leia mais

Design de IHC Design da Comunicação Modelos de Interação

Design de IHC Design da Comunicação Modelos de Interação 1 Design de IHC Design da Comunicação Modelos de Interação INF1403 Introdução a IHC Luciana Salgado Representações e Aspectos de IHC Representações e Aspectos de IHC Representações e Aspectos de IHC Representações

Leia mais

Microsoft Office 2007

Microsoft Office 2007 Produzido pela Microsoft e adaptado pelo Professor Leite Júnior Informática para Concursos Microsoft Office 2007 Conhecendo o Office 2007 Visão Geral Conteúdo do curso Visão geral: A nova aparência dos

Leia mais

Princípios de Design TRADUÇÃO DE TATIANE CRISTINE ARNOLD, DO ARTIGO IBM DESIGN: DESIGN PRINCIPLES CHECKLIST.

Princípios de Design TRADUÇÃO DE TATIANE CRISTINE ARNOLD, DO ARTIGO IBM DESIGN: DESIGN PRINCIPLES CHECKLIST. Princípios de Design TRADUÇÃO DE TATIANE CRISTINE ARNOLD, DO ARTIGO IBM DESIGN: DESIGN PRINCIPLES CHECKLIST. Um software deve ser projetado para simplificar tarefas e criar experiências positivas para

Leia mais

edirectory ios / Android Plataforma

edirectory ios / Android Plataforma edirectory ios / Android Plataforma Criando lindos aplicativos com edirectory Uma revolução no espaço de diretórios mobile, bem vindo ao novo aplicativo do edirectory. Mobile Completamente reestruturado

Leia mais

Guia Prático de Acesso

Guia Prático de Acesso Guia Prático de Acesso 1. Como acessar o novo e-volution? O acesso ao novo e-volution é feito através do endereço novo.evolution.com.br. Identifique abaixo as possíveis formas de acesso: 1.1 Se você já

Leia mais

Apostilas OBJETIVA Escrevente Técnico Judiciário TJ Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo - Concurso Público 2015. Índice

Apostilas OBJETIVA Escrevente Técnico Judiciário TJ Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo - Concurso Público 2015. Índice Índice Caderno 2 PG. MS-Excel 2010: estrutura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, colunas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, uso de fórmulas, funções e macros, impressão,

Leia mais

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO.

SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ. 2 DICAS PEDAGÓGICAS:. 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO. 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD. 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO. SUMÁRIO TUTORIAL DO HQ... 2 DICAS PEDAGÓGICAS:... 2 DOWNLOAD DA INSTALAÇÃO... 2 PASSO 1 FORMULÁRIO PARA DOWNLOAD... 2 PASSO 2 ESCOLHENDO A VERSÃO... 3 PASSO 3 INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO... 4 CRIANDO NOVAS

Leia mais

Instalação - SGFLeite 1

Instalação - SGFLeite 1 Instalação SGFLeite Sistema Gerenciador de Fazenda de Leite Instalação - SGFLeite 1 Resumo dos Passos para instalação do Sistema Este documento tem como objetivo auxiliar o usuário na instalação do Sistema

Leia mais

Arquitetura de Informação e Usabilidade

Arquitetura de Informação e Usabilidade Arquitetura de Informação e Usabilidade Guilhermo Reis ENCOINFO Palmas / TO março/2009 Era uma vez um atendimento do Help Desk... 1 www.youtube.com/watch?v=jo3rl2kxb4g Nós somos viciados em computador

Leia mais

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8

INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ÍNDICE INTRODUÇÃO 2 ACESSO AO SIGTECWEB 3 TEMPO DE CONEXÃO 5 NAVEGAÇÃO 7 BARRA DE AÇÕES 7 COMPORTAMENTO DOS BOTÕES 7 FILTROS PARA PESQUISA 8 ACESSO ÀS FERRAMENTAS 9 FUNÇÕES 12 MENSAGENS 14 CAMPOS OBRIGATÓRIOS

Leia mais

Análise de usabilidade de menus de navegação em portal com grande quantidade de informação e vários níveis hierárquicos

Análise de usabilidade de menus de navegação em portal com grande quantidade de informação e vários níveis hierárquicos Análise de usabilidade de menus de navegação em portal com grande quantidade de informação e vários níveis hierárquicos Marcia Maia Outubro/2007 Vamos ver nesta apresentação Análise de usabilidade de menus

Leia mais

DICAS PARA SE APERFEIÇOAR NO WINDOWS 7

DICAS PARA SE APERFEIÇOAR NO WINDOWS 7 DICAS PARA SE APERFEIÇOAR NO WINDOWS 7 1. MOVIMENTAÇÃO ENTRE PASTAS Todo o funcionamento do Windows Explorer gira em torno da sua capacidade de transitar entre as pastas salvas no disco de armazenamento.

Leia mais

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação

ebook Aprenda como aumentar o poder de captação do seu site. por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação por Rodrigo Pereira Publicitário e CEO da Agência Retina Comunicação Sobre o Autor: Sempre fui comprometido com um objetivo de vida: TER MINHA PRÓPRIA EMPRESA. Mas assim como você, eu também ralei bastante

Leia mais

Configurações do Windows para Leitores de Tela

Configurações do Windows para Leitores de Tela MÓDULO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL - CEFET BG SIEP (SISTEMA DE INFORMAÇÃO DA EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA) Configurações do Windows para Leitores de Tela Desenvolvido por Celio Marcos Dal Pizzol e

Leia mais

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho.

Barra de Títulos. Barra de Menu. Barra de Ferramentas. Barra de Formatação. Painel de Tarefas. Seleção de Modo. Área de Trabalho. Conceitos básicos e modos de utilização das ferramentas, aplicativos e procedimentos do Sistema Operacional Windows XP; Classificação de softwares; Principais operações no Windows Explorer: criação e organização

Leia mais

Lotus Notes 8.5 para o Office 365 para empresas

Lotus Notes 8.5 para o Office 365 para empresas Lotus Notes 8.5 para o Office 365 para empresas Faça a migração O Microsoft Outlook 2013 pode parecer diferente do Lotus Notes 8.5, mas você rapidamente descobrirá que o Outlook permite fazer tudo o que

Leia mais

Software. Módulo do GDM que funciona em plataforma Web Gerenciamento de Manutenção

Software. Módulo do GDM que funciona em plataforma Web Gerenciamento de Manutenção Software Módulo do GDM que funciona em plataforma Web Gerenciamento de Manutenção GDM Web O GDM Web é um módulo do GDM que funciona em plataforma Web (Intranet ou Internet) e amplia a utilização do GDM,

Leia mais

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft.

O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Introdução ao Microsoft Windows 7 O Windows 7 é um sistema operacional desenvolvido pela Microsoft. Visualmente o Windows 7 possui uma interface muito intuitiva, facilitando a experiência individual do

Leia mais

edirectory Plataforma ios / Android

edirectory Plataforma ios / Android edirectory Plataforma ios / Android Levando seu site ao próximo nível Conheça o novo aplicativo do edirectory. E seja bem vindo a revolução em aplicativos para Diretórios Online. Mobile Completamente reestruturado

Leia mais

Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região

Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região Poder Judiciário Tribunal Regional Federal da Terceira Região DIMI - Divisão de Microinformática e Redes Índice: O que é a Internet? 3 O que são Intranets? 3 Sobre o Nestcape Navigator 3 Para iniciar o

Leia mais

UFCD 0152 Estrutura de um sítio para Internet

UFCD 0152 Estrutura de um sítio para Internet INSTITUTO DO EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL, IP DELEGAÇÃO REGIONAL DO NORTE CENTRO DE EMPREGO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL DE VIANA DO CASTELO-SERVIÇO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL UFCD 0152 Estrutura de um sítio

Leia mais

Métodos de Avaliação para Sites de Entretenimento. Fabricio Aparecido Breve Prof. Orientador Daniel Weller

Métodos de Avaliação para Sites de Entretenimento. Fabricio Aparecido Breve Prof. Orientador Daniel Weller Métodos de Avaliação para Sites de Entretenimento Fabricio Aparecido Breve Prof. Orientador Daniel Weller 1 Introdução O objetivo deste trabalho é verificar a eficiência da Avaliação com o Usuário e da

Leia mais

Índice. * Recursos a partir da IOS 4.1. Telefone (11)2762-9576 Email sac@iphonebest.com.br. www.iphonebest.com.br

Índice. * Recursos a partir da IOS 4.1. Telefone (11)2762-9576 Email sac@iphonebest.com.br. www.iphonebest.com.br 1 Índice Utilizando o Gerenciador Multi Tarefa... 3 Organização de aplicativos... 8 Configurar Gmail... 15 Página favorita em ícone... 18 Excluindo Aplicativos e Ícones Favoritos...21 Gerenciar Aplicativos

Leia mais

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará :

CAPÍTULO 2. Este capítulo tratará : 1ª PARTE CAPÍTULO 2 Este capítulo tratará : 1. O que é necessário para se criar páginas para a Web. 2. A diferença entre páginas Web, Home Page e apresentação Web 3. Navegadores 4. O que é site, Host,

Leia mais

AULA: BrOffice Impress terceira parte. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de:

AULA: BrOffice Impress terceira parte. Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: AULA: BrOffice Impress terceira parte Objetivo Ao final dessa aula, você deverá ser capaz de: Conhecer a integração dos softwares do BrOffice; Aprender a trabalhar no slide mestre; Utilizar interação entre

Leia mais

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET

CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET CURSO DE INFORMÁTICA BÁSICA AULA 4 INTERNET O que é a Internet? É a ligação em escala mundial de milhões de computadores para a troca de informações. As informações, na Internet, trafegam quase que instantaneamente.

Leia mais

8VDQGR5HSRUW0DQDJHUFRP&ODULRQH3RVWJUH64/ -XOLR&HVDU3HGURVR $,'(GR5HSRUW0DQDJHU

8VDQGR5HSRUW0DQDJHUFRP&ODULRQH3RVWJUH64/ -XOLR&HVDU3HGURVR $,'(GR5HSRUW0DQDJHU $,'(GR5HSRUW0DQDJHU Neste capítulo vamos abordar o ambiente de desenvolvimento do Report Manager e como usar os seus recursos. $FHVVDQGRRSURJUDPD Depois de instalado o Report Manager estará no Grupo de

Leia mais

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft

OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft OneDrive: saiba como usar a nuvem da Microsoft O OneDrive é um serviço de armazenamento na nuvem da Microsoft que oferece a opção de guardar até 7 GB de arquivos grátis na rede. Ou seja, o usuário pode

Leia mais

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal?

Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL. O que é Marketing Multicanal? Curso Marketing Político Digital Por Leandro Rehem Módulo III MULTICANAL O que é Marketing Multicanal? Uma campanha MultiCanal integra email, SMS, torpedo de voz, sms, fax, chat online, formulários, por

Leia mais

USABILIDADE NA WEB : Projetando Websites com Qualidade

USABILIDADE NA WEB : Projetando Websites com Qualidade Universidade Federal de Santa Catarina Programa de Pós-Graduação em Eng. e Gestão do Conhecimento USABILIDADE NA WEB : Projetando Websites com Qualidade Jakob Nielsen Hoa Loranger Rafael Tezza SOBRE A

Leia mais

Tutorial de aprendizado para adicionar conteúdo no site

Tutorial de aprendizado para adicionar conteúdo no site Tutorial de aprendizado para adicionar conteúdo no site Encontrar no rodapé do site o link "Administrador", click sobre ele e vai abrir a seguinte página: Aqui você ira digitar seu usuário e senha que

Leia mais

OAB Online... 4. Acesso ao Sistema... 9. Publicações... 9. Marcar Prazo...10. Pesquisa por Publicações...11. Configuração de Preferências...

OAB Online... 4. Acesso ao Sistema... 9. Publicações... 9. Marcar Prazo...10. Pesquisa por Publicações...11. Configuração de Preferências... Índice Introdução OAB Online............................................ 4 Sistema OAB On-line Acesso ao Sistema........................................ 9 Publicações............................................

Leia mais

REBELDES Com Causa Direitos reservados Brivo Comunicação 2014

REBELDES Com Causa Direitos reservados Brivo Comunicação 2014 REBELDES Com Causa Direitos reservados Brivo Comunicação 204 O Conceito Com Causa O reposicionamento da Reserva se baseia na identificação que a marca já possui com o tema Causas Sociais, enfatizando projetos

Leia mais

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados

Construtor Iron Web. Manual do Usuário. Iron Web Todos os direitos reservados Construtor Iron Web Manual do Usuário Iron Web Todos os direitos reservados A distribuição ou cópia deste documento, ou trabalho derivado deste é proibida, requerendo, para isso, autorização por escrito

Leia mais

VPAT (Voluntary Product Accessibility Template, Modelo de Acessibilidade de Produto) do eportfolio da Desire2Learn Maio de 2013 Conteúdo

VPAT (Voluntary Product Accessibility Template, Modelo de Acessibilidade de Produto) do eportfolio da Desire2Learn Maio de 2013 Conteúdo VPAT (Voluntary Product Accessibility Template, Modelo de Acessibilidade de Produto) do eportfolio da Desire2Learn Maio de 2013 Conteúdo Introdução Recursos de acessibilidade principais Navegação usando

Leia mais

AULA 1 Iniciando o Uso do TerraView

AULA 1 Iniciando o Uso do TerraView 1.1 AULA 1 Iniciando o Uso do TerraView Essa aula apresenta o software TerraView apresentando sua interface e sua utilização básica. Todos os arquivos de dados mencionados neste documento bem como o executável

Leia mais

CargoBoss 2.0 Guia de Configuração

CargoBoss 2.0 Guia de Configuração CargoBoss 2.0 Guia de Configuração INFORMAÇÕES DE DIREITOS AUTORAIS Este documento não pode ser reproduzido, no todo ou em parte e por quaisquer meios, sem a autorização prévia da HONEYWELL MARINE. CargoBoss

Leia mais

Médio Integrado Aula 01 2014 Thatiane de Oliveira Rosa

Médio Integrado Aula 01 2014 Thatiane de Oliveira Rosa Aplicativos Web e Webdesign Aula 01 2014 Thatiane de Oliveira Rosa 1 Roteiro Apresentação da disciplina e Introdução ao HTML Desenvolvimento de Web sites e Sistemas Web; Projeto de sites web; 2 Quem é

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web. Modulo 2 Processo de desenvolvimento de um site Professora: Sheila Cáceres

Tópicos de Ambiente Web. Modulo 2 Processo de desenvolvimento de um site Professora: Sheila Cáceres Tópicos de Ambiente Web Modulo 2 Processo de desenvolvimento de um site Professora: Sheila Cáceres Roteiro Motivação Desenvolvimento de um site Etapas no desenvolvimento de software (software:site) Analise

Leia mais

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile

Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Inicialização Rápida do Novell Vibe Mobile Março de 2015 Introdução O acesso móvel ao site do Novell Vibe pode ser desativado por seu administrador do Vibe. Se não conseguir acessar a interface móvel do

Leia mais

Identidade Digital Padrão de Governo

Identidade Digital Padrão de Governo Identidade Digital Padrão de Governo Participantes do Projeto Presidência da República Secretaria de Comunicação SECOM Diretoria de Tecnologia DITEC Ministério do Planejamento Secretaria de Logística e

Leia mais

Análise sobre projeto Passo Certo

Análise sobre projeto Passo Certo UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ INSTITUTO UNIVERSIDADE VIRTUAL SISTEMAS E MÍDIAS DIGITAIS Disciplina de Cognição e Tecnologias Digitais Professor Dr. José Aires de Castro Filho Análise sobre projeto Passo

Leia mais

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br

Manual do Usuário Nextel Cloud. Manual do Usuário. Versão 1.0.0. Copyright Nextel 2014. http://nextelcloud.nextel.com.br Manual do Usuário Versão 1.0.0 Copyright Nextel 2014 http://nextelcloud.nextel.com.br 1 Nextel Cloud... 4 2 Nextel Cloud Web... 5 2.1 Página Inicial... 6 2.1.1 Meu Perfil... 7 2.1.2 Meu Dispositivo...

Leia mais

Como obter Ajuda e Suporte

Como obter Ajuda e Suporte Como obter Ajuda e Suporte Durante a utilização dos Sistemas comercializados pela Domínio Sistemas, você e sua equipe poderão ter dúvidas sobre algum processo ou alguma tela em específico. Estas dúvidas

Leia mais

Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler Neves

Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler Neves Avaliação de Acessibilidade e adequação da interface do Repositório de Objetos de Aprendizagem para a Área de informática da UDESC com foco da Deficiência Visual Thiago Corrêa da Silva Eduardo Stuhler

Leia mais

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor

Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Ambiente Virtual de Aprendizagem C.S.G. M anual do Professor Sumário Pré-requisitos para o Moodle... Entrar no Ambiente... Usuário ou senha esquecidos?... Meus cursos... Calendário... Atividades recentes...

Leia mais

Tutorial do Usuário para utilização do Magento e commerce

Tutorial do Usuário para utilização do Magento e commerce Tutorial do Usuário para utilização do Magento e commerce Sumário Introdução...3 Página inicial (Home Page)...3 Criar uma conta ou Entrar (Login)...4 Criar uma Conta...5 Entrar (Login)...6 Minha Conta...7

Leia mais

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS

MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS MANUAL DE NAVEGAÇÃO DO MILLENNIUM BUSINESS 1 Conteúdo Apresentação... 3 1 Página Principal do Sistema... 4 2 Telas de busca... 8 3 Teclas de Navegação... 11 4 Tela de Menu de Relatório... 12 5 Telas de

Leia mais

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS

OFICINA BLOG DAS ESCOLAS OFICINA BLOG DAS ESCOLAS Créditos: Márcio Corrente Gonçalves Mônica Norris Ribeiro Março 2010 1 ACESSANDO O BLOG Blog das Escolas MANUAL DO ADMINISTRADOR Para acessar o blog da sua escola, acesse o endereço

Leia mais

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013

MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 MANUAL DO NVDA Novembro de 2013 PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL Núcleo IFRS Manual do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 3 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 3 Procedimentos para Download

Leia mais

Índice. 3 Capítulo 1: Visão Geral do Blog. 4 Capítulo 2: SEO. 5 Capítulo 3: Backend: Como Funciona. Visão Geral Plataforma Frontend Backend

Índice. 3 Capítulo 1: Visão Geral do Blog. 4 Capítulo 2: SEO. 5 Capítulo 3: Backend: Como Funciona. Visão Geral Plataforma Frontend Backend MANUAL 1 Índice 3 Capítulo 1: Visão Geral do Blog Visão Geral Plataforma Frontend Backend 4 Capítulo 2: SEO O que é SEO? Google Configuração Inicial Ferramentas SEO 5 Capítulo 3: Backend: Como Funciona

Leia mais

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas

GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas GerNFe 1.0 Manual do usuário Página 1/13 GerNFe 1.0 Sistema de Gerenciador de Notas Fiscais Eletrônicas O programa GerNFe 1.0 tem como objetivo armazenar em local seguro e de maneira prática para pesquisa,

Leia mais

GUIA BÁSICO DA SALA VIRTUAL

GUIA BÁSICO DA SALA VIRTUAL Ambiente Virtual de Aprendizagem - MOODLE GUIA BÁSICO DA SALA VIRTUAL http://salavirtual.faculdadesaoluiz.edu.br SUMÁRIO 1. Acessando Turmas 4 2. Inserindo Material 4 3. Enviando Mensagem aos Alunos 6

Leia mais

Arquitetura de Informação - 6

Arquitetura de Informação - 6 Arquitetura de Informação - 6 Ferramentas para Web Design Prof. Ricardo Ferramentas para Web Design 1 Objetivo do Sistema de Rotulação O sistema de rotulação é o componente da Arquitetura de Informação

Leia mais

INTRODUÇÃO AO WINDOWS

INTRODUÇÃO AO WINDOWS INTRODUÇÃO AO WINDOWS Paulo José De Fazzio Júnior 1 Noções de Windows INICIANDO O WINDOWS...3 ÍCONES...4 BARRA DE TAREFAS...5 BOTÃO...5 ÁREA DE NOTIFICAÇÃO...5 BOTÃO INICIAR...6 INICIANDO PROGRAMAS...7

Leia mais

Sumário INTRODUÇÃO 3 DICAS PARA CRIAR UM BOM SITE 4

Sumário INTRODUÇÃO 3 DICAS PARA CRIAR UM BOM SITE 4 Sumário Todos os direitos reservados e protegidos pela Lei 5.988 de 14/12/73. Nenhuma parte deste livro, sem prévia autorização por escrito de Celta Informática, poderá ser reproduzida total ou parcialmente,

Leia mais

Menus Personalizados

Menus Personalizados Menus Personalizados Conceitos básicos do Painel Logando no Painel de Controle Para acessar o painel de controle do Wordpress do seu servidor siga o exemplo abaixo: http://www.seusite.com.br/wp-admin Entrando

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE ESTUDOS SÓCIOAMBIENTAIS LABORATÓRIO DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS E GEOPROCESSAMENTO

UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE ESTUDOS SÓCIOAMBIENTAIS LABORATÓRIO DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS E GEOPROCESSAMENTO UNIVERSIDADE FEDERAL DE GOIÁS INSTITUTO DE ESTUDOS SÓCIOAMBIENTAIS LABORATÓRIO DE PROCESSAMENTO DE IMAGENS E GEOPROCESSAMENTO MANUAL DE UTILIZAÇÃO DO MÓDULO LAPIG-DATABASE WANESSA CAMPOS SILVA Goiânia

Leia mais

Manual de criação de envios no BTG360

Manual de criação de envios no BTG360 Manual de criação de envios no BTG360 Série manuais da ferramenta ALL in Mail Introdução O BTG 360 utiliza a tecnologia do behavioral targert para que você alcance resultados ainda mais assertivos com

Leia mais

Manual do Usuário Cyber Square

Manual do Usuário Cyber Square Manual do Usuário Cyber Square Criado dia 27 de março de 2015 as 12:14 Página 1 de 48 Bem-vindo ao Cyber Square Parabéns! Você está utilizando o Cyber Square, o mais avançado sistema para gerenciamento

Leia mais

Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5.

Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5. Esse manual é um conjunto de perguntas e respostas para usuários(as) do Joomla! 1.5. Ele considera que você já tem o Joomla! instalado no seu computador. Caso você queira utilizá lo em um servidor na web,

Leia mais

Guia de Início Rápido

Guia de Início Rápido Guia de Início Rápido O Microsoft Word 2013 parece diferente das versões anteriores, por isso criamos este guia para ajudar você a minimizar a curva de aprendizado. Barra de Ferramentas de Acesso Rápido

Leia mais

O Novo Portal Etilux também foi criado para ser um facilitador para nossa Força de Vendas, abrangendo as seguintes características:

O Novo Portal Etilux também foi criado para ser um facilitador para nossa Força de Vendas, abrangendo as seguintes características: INTRODUÇÃO: O Novo Portal Etilux também foi criado para ser um facilitador para nossa Força de Vendas, abrangendo as seguintes características: Ser uma alternativa para substituição dos volumosos e pesados

Leia mais

Estilos de Interação

Estilos de Interação Universidade Federal Fluminense Mestrado em Computação Interação Humano-Computador Prof Ana Cristina Adrielle Aparecida da Silva Linha de Comando Estilos de Interação A interação realizada por linha de

Leia mais

Construção Páginas de Internet

Construção Páginas de Internet Construção Páginas de Internet Definir um Site no Frontpage Objectivos da sessão: No final da sessão os formandos deverão ser capazes de: Saber o que são os metadados do Frontpage; Distinguir entre Sites

Leia mais

Qlik Sense Cloud. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados.

Qlik Sense Cloud. Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik Sense Cloud Qlik Sense 2.0.2 Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Copyright 1993-2015 QlikTech International AB. Todos os direitos reservados. Qlik, QlikTech,

Leia mais

Acesso ao Localidade. LOCALIDADE Sistema de Cadastro Localidade. Acesso ao Sistema de Cadastro Localidade

Acesso ao Localidade. LOCALIDADE Sistema de Cadastro Localidade. Acesso ao Sistema de Cadastro Localidade Acesso ao Localidade Acesso ao O endereço do sistema é: www.saude.gov.br/localidade Quem pode acessar o Sistema de Cadastro de Localidade? Somente profissionais que foram cadastrados no CSPUWEB terão acesso

Leia mais

Dynamed. Tutorial de uso. www.ebsco.com

Dynamed. Tutorial de uso. www.ebsco.com Dynamed Tutorial de uso Tópicos Revisão geral da interface Pesquisa Termo de busca Lista de resultados Sumário clínico Índice alfabético Categorias Alertas Calculadoras médicas Acesso de dispositivos móveis

Leia mais

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário

PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA. Sumário PROJETO DE ACESSIBILIDADE VIRTUAL DO IFRS Manual Rápido do NVDA Sumário O que são leitores de Tela?... 1 O NVDA - Non Visual Desktop Access... 1 Procedimentos para Download e Instalação do NVDA... 2 Iniciando

Leia mais

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes

ALUNES MANUAL DO USUÁRIO. Guia rápido Alunes ALUNES MANUAL DO USUÁRIO Guia rápido Alunes 1 Manual de Instruções Versão 2.0 Alunes Informática 2 Sumário Introdução... 5 Pré-requisitos... 5 Principal/Home... 6 Como editar texto do home... 7 Desvendando

Leia mais

Produção de Websites. Composição Web. Artur M. Arsénio. Engenharia Informá:ca / Informá:ca Web 2014/15

Produção de Websites. Composição Web. Artur M. Arsénio. Engenharia Informá:ca / Informá:ca Web 2014/15 Produção de Websites Composição Web Engenharia Informá:ca / Informá:ca Web 2014/15 Artur M. Arsénio Planeamento Estratégico Análise da informação, a par:r de um briefing com o cliente Detectar corretamente

Leia mais

Manual do MySuite. O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes.

Manual do MySuite. O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes. Manual do MySuite O MySuite é a solução adotada pela MKData para gerenciar o atendimento aos clientes. Esta ferramenta visa agilizar e priorizar o suporte técnico, criando um canal de interatividade no

Leia mais

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit

Presskit Guia Rápido. Release 2.0. Presskit Presskit Guia Rápido Release 2.0 Presskit 06/07/2009 Sumário 1 Login 2 Login e Senha...................................... 2 Esqueci minha senha.................................. 2 Fale Com o Suporte...................................

Leia mais

W o r d p r e s s 1- TELA DE LOGIN

W o r d p r e s s 1- TELA DE LOGIN S U M Á R I O 1Tela de Login...2 2 Painel......3 3 Post...4 4 Ferramentas de Post...10 5 Páginas...14 6 Ferramentas de páginas...21 7 Mídias...25 8 Links......30 1 1- TELA DE LOGIN Para ter acesso ao wordpress

Leia mais

Informática Básica. Microsoft Word XP, 2003 e 2007

Informática Básica. Microsoft Word XP, 2003 e 2007 Informática Básica Microsoft Word XP, 2003 e 2007 Introdução O editor de textos Microsoft Word oferece um conjunto de recursos bastante completo, cobrindo todas as etapas de preparação, formatação e impressão

Leia mais

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos

Novell Vibe 4.0. Março de 2015. Inicialização Rápida. Iniciando o Novell Vibe. Conhecendo a interface do Novell Vibe e seus recursos Novell Vibe 4.0 Março de 2015 Inicialização Rápida Quando você começa a usar o Novell Vibe, a primeira coisa a se fazer é configurar sua área de trabalho pessoal e criar uma área de trabalho de equipe.

Leia mais

Mozart de Melo Alves Júnior

Mozart de Melo Alves Júnior Mozart de Melo Alves Júnior WORD 2000 INTRODUÇÃO: O Word é um processador de texto com recursos de acentuação, formatação de parágrafo, estilo de letras diferentes, criação de tabelas, corretor ortográfico,

Leia mais