Portfólio INDIVIDUAL - URUCURITUBA. Primeiro Dia- SÁBADO

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Portfólio INDIVIDUAL - URUCURITUBA. Primeiro Dia- SÁBADO"

Transcrição

1 Portfólio INDIVIDUAL - URUCURITUBA Primeiro Dia- SÁBADO O grande dia chegou, nos arrumamos, colocamos nossas expectativas na mala e fomos nos aventurar neste projeto que o governo federal juntamente com o Ministério da Saúde nos proporcionou. Aproveitamos a viagem para nos conhecermos melhor e interagir. De inicio pegamos um ônibus e por volta das 12 hrs chegamos ao destino do municipio de Itacoatiara, logo depois fomos almoçar. E a viagem continua.. A vivente Laís é natural do municipio e a sua familia nos ajudou da melhor e mais gentil forma possível, seu pai nos deu apoio na locomoção até ao porto e pegamos uma lancha que por vlta de 45 minutos chegamos a URUCURITUBA. Ao chegarmos, os moradores estavam acanhados mas foram bem receptivos e nos informou o local do hotel, nos deslocamos para lá, aonde conhecemos o dono que foi muito educado conosco, nos instalamos e o fim do dia foi para descanço e interação do grupo. Segundo Dia- DOMINGO Reservaram o domingo para nós descansarmos, conhecer a cidade, nos conhecer e desarrumar as malas então foi dia de regalias, não precisamos acordar tão cedo e não tínhamos crompomissos marcados. Acordamos e fomas tomar café no seu Pedro, depois voltamos ao hotel e fomos providenciar um transporte para irmos conhecer um banho, foi aí que conhecemos o famoso Café que nos ajudou e depois dali se tornou um grande amigo. Fomos ao banho do Arrozal, lá nós tomamos banho e nos divertimos.

2 No começo da noite fomos ao restaurante do seu Pedro, jantamos e retornamos ao hotel. Depois nós fizemos uma reunião sobre o que cada um esperava do VER-SUS e o que achava que ia deparar por ali. E por fim fomos para nossos quartos, descansar. Terceiro Dia- segunda-feira Hoje é dia de começar os trabalhos então acordamos cedo e fomos nos encontrar com o secretário de saúde, lá nos apresentamos e ele começou a nos contar a situação da saúde que até sem secretária de saúde estava pois a última havia pedida as contas, ele nos encaminhou para UBS DOMINGAS ROLIM MOURÃO e disse que lá haveria uma enfermeira para nos atender. Chegando nessa UBS, não conseguimos encontrar ninguém responsável, então fomos na outra na UBS GERSON KETLE que lá também não havia ninguém e cada um foi começando a falar com a população mesmo, eu conversei com uma que estava muito acanhada mas disse que lá estava sem médico e tinha que esperar a enfermeira chegar para ser atendida. Depois eu fui atras de mais alguem e encontrei umas ACS s onde eu vi minha grande oportunidade para relmente saber da saúde pública. Elas disseram que lá havia dentista mas não tinha material para trabalhar, mas que parece que já havia chegado mas a dentista não estava no munícipio, tinha um médico do programa mais médicos que saiu de férias e já havia terminado as férias mas ainda não tinha retornado. As ACS s tinham que cobrir o município e as comunidades vizinhas, pois eram cobradas, as vezes só tem acesso de lancha nessas comunidades então elas tiravam do seu dinheiro para gasolina, ou seja, pagavam para trabalhar. Elas contaram a situação do SUS mas sempre com receio de sermos de algum órgão fiscalizador pois o sistema não funciona mas elas tinham que mostrar que está excelente. Voltamos a UBS GERSON KETLE e conseguimos falar com uma enfermeira, ela disse que lá havia médico e ele conseguia suprir a área dela, havia dois dentistas mas eles estavam com pouquissímos materiais, os exames que o médico tinha a disposição eram muito reduzidos. Ela relatou que o munícipio não é uma área epidêmica que os casos são mais de verminoses e viroses, nem sempre tinha remédio a disposição mas os dos hipertensos e diabéticos quase nunca faltava. A tarde voltamos novamente a UBS para tentar falar com a responsável e nos informaram que ela estava em uma reunião e que não poderia nos atender, então ficamos esperando e depois voltamos para o hotel no meio do caminho paramos numa escola que a diretora abriu as portas para nós então eu o facilitador entramos na sua sala e começamos a programar uma ação social de saúde bucal para ser realizada na sexta e essa foi a nossa devolutiva, depois voltamos para o hotel. Quarto Dia- TERÇA-FEIRA

3 Fomos convidados a ir ao centro de convivência ao idoso, por volta das 06:20 todos já estávamos arrumados para ir. Quando nós chegamos nos deparamos com um grupo grande, por volta 30. Havia uma senhora no meio do salão muito alerge, dançando como se fosse uma garotinha na flor da idade, ela nos recebeu com muito carinho e logo nos acomodou. Particulamente, fiquei muito comovida pelo fato de está ali reunidos e dispostos, interagindo uns com os outros. Depois saímos para uma caminhada e fui conversar com uma voluntária do CCI, ela falou que os idosos hipertensos as vezes ficam sim sem remédio e que foi uma luta para eles conseguirem o local para se reunir, no começo não tinha as refeições mas mesmo assim eles iam e se deixasse iam as 06:00 e só retornavam para suas casas a noite. Depois fomos visitar o hospital, que por sua vez está com uma estrutura precária, não tem desfibrilador, médico, raio-x, ou seja, se chegar uma pessoa com alguma complicação quem terá que atender são as técnicas de enfermagem pois a enfermeira não fica no hospital 24 horas. Lá nos deparamos com falta de estrutura mas com a boa vontade de pessoas que sabem que não é função delas mas mesmo assim exercem para que a população seja melhor assistida. A tarde nos reunimos com o pessoal da NASF que conta com um apoio de nutricionista, psicologa, farmacêutica e assistente social. Cada uma nos contou o que atua na sua área mas assistente social nos disse que não havia muitos casos de gravidez na adolescência e que mais tarde essa informação entrou em conflito e logo nós começamos a desconfiar de tudo o que nos falavam. Fomos ao Conselho Tutelar, que por sinal também se situa a polícia militar e primeiramente conversamos com um policial que nos contou que o maior índice de crimes era agressão a mulher e estupro de vulnerável, no qual as jovens também eram desde muito cedo aliciadas e logo perdiam sua inocência se tornando mãe. Logo as informações começam a se contradizer e ficamos ouvindo o policial pois acredito que ele não medo de falar da real situação do munícipio. Voltamos para casa, descansamos e a noite teve discursão onde cada um tve a oportunidade de expor sua opinião. Quinto Dia- QUARTA-FEIRA Fomos convidados a participar do mutirão de saúde que o médico Rafael Di Tomasso realizou para atender crianças na escola José Gama Filho- Anexo, no bairro São Lázaro. Pela manhã houve uma divisão de postos, fiquei com a Thaynara na parte de conferir dados dos baixinhos, como peso, IMC, PC, altura, etc. Na parte da tarde eram poucas crianças, logo, terminamos mais rápido mas ainda sim houve espera para esperar a consulta. Eu aproveitei para juntar um grupo de crianças que estavam um pouco eufóricas para conversar. No momento eu tinha um manquim e uma escova na bolsa do VER-SUS, então fiz uma roda ao meu redor e comecei a ensiná-los de forma lúdica como se escova os dentinhos, alguns me relataram que não tinha escova,

4 ou que em casa tinha que compartilhar, outro falou que quando fosse chegar em casa não teria o que comer por isso não iria escovar os dentes, foi nesse momento que o VER-SUS me tocou, era uma criança de aproximadamente 5 anos que me falava que não tinha o que comer em casa. É importante citar, que o médico não tinha obrigação de ir atender fora do seu ambiente de trabalho e ir realizar um mutirão para ter acesso aquelas crianças mais distantes e que não tinham condições de chegar a UBS. São de pessoas assim que o SUS precisa, alguém que vista essa camisa e lute pela causa, se cada um fizer um pouco já teremos feito uma grande diferença. Sexto- Dia- QUINTA-FEIRA O Secretário de Saúde de Urucurituba, nos disponibilizou uma lancha para irmos visitar uma comunidade vizinha, Itapeaçu. Ao chegar, fomos visitar a UBS, que apesar da falta de recuros parece funcionar, vimos que lá tem um mapeamento populacional, no qual eles tem o controle de quanas pessoas são diabéticos, hipertensos, acamados. A UBS, possui uma sala odontológica bem equipada, sala de atendimento, coleta para preventivo, farmácia. Dois médicos, do programa mais médicos, e uma dentista atendem na UBS e conseguem suprir toda a necessidade da população, pois são comprometidos com seu trabalho. A gestão, por sua vez, desenvolveu um sistema de agendamento que é eficaz para a comunidade e evita filas, mas se alguém chegar com um problema de urgência também são assistidos. Caminhamos um pouco e fomos ao hospital, vimos uma estrutura incrível que conta até com encubadora neonatal, sala de observação, entre outras, mas que não possui um médico, nem enfermeira para atender a população, encontramos apenas duas técnicas de enfermagem que alegaram que não podia fazer muita coisa por quem iria ao hospital. Tem alguns medicamentos na farmácia do hospital e que ajuda a suprir a necessidade da UBS Raul Alves, no qual trabalham em parceria. SÉTIMO DIA- SEXTA-FEIRA Último dia de vivência, pela manhã fomos ao CRAS e falamos com o coordenador que explicou o funcionamento, quais eram os serviços oferecidos e as dificuldades que encontravam em poder assistir á todos. É feito um questionário longo com as famílias participantes do bolsa-família entre outros programas, mas que não conseguem cadastrar a todos pois a verba que é disponibilizada é estável mas o número de famílias crescem a cada dia, então, visam aqueles que são mais necessitados do programa. Á tarde, fomos a escola Armando Ketle fazer a nossa devolutiva que tínhamos programados para ser uma apresentação, em sala de aula, de fantoche depois uma pequena explicação de como escovar os dentes, para melhor fixação das

5 crianças. Mas quando chegamos, a diretora tinha uma programação do Dia do Estudante e chamou todas as crianças para se reunir no pátio, começando pelo hino nacional e depois entrega de medalhas de melhores estudantes. Depois passou a palavra para nós, quando começamos a apresentação de fantoche o microfone falhou e não queria funcionar de maneira alguma, portanto os integrantes da peça tiveram que improvisar falando bem alto, contudo as crianças foram muito participativas. Como tinha muitas crianças e talvez nem todas tivessem entendido muito bem, eu falei com ela de forma bem simples ensinando-as a fazerem certinho a bolinha, a vassourinha e o trenzinho. Expliquei que se eles não escovassem iria vim a cárie malvada fazer um buraquinho nos dentinhos deles e por isso que eles deviam sempre mantê-los bem limpos, após apresentação eu marquei uma reunião com o único cirurgião-dentista de Urucurituba. Ele me explicou que há uma enorme deficiência em medicamentos odontológicos, dos mais simples a um sal anestésico e que por isso muita das vez praticava apenas a parte preventiva da odontologia deixando a curativa em segundo plano. O médico precisa apenas do conhecimento para ajudar alguém, já o cirurgião-dentista é fundamental que tenha material e instrumental de apoio, o que ele me disse que não tem, sua caneta de alta rotação estava a seis meses danificada e foi para o conserto. Deixando-o assim sem poder exercer a maoiria dos procedimentos, mas faz visitas nas escolas e visita os moradores, juntamente com a enfermeira e a auxiliar, dando orientação fazendo levantamento de quantas pessoas precisam de tratramento e quais são os dentes mais urgentes para tratar, ou seja, desenvolve a sua função como pode e como lhe é permitido. Voltei para o hotel e a noite fomos visitar a Dona Rosarinha, que conhecemos no CCI, demos a ela uma fotofia que tiramos com todos os idosos para ficar de recordação e lembrar que VER-SUS passou por lá, uma senhora que muito me parece que está na flor da idade, ativa, dançante e brincalhona é como irei lembrar dela. Mais tarde o Café apareceu, tínhamos violão então o Pedro tocou e nós acompanhamos cantando. Foi tão bom, tão leve e me trouxe na memória tudo o que ali eu tinha vivido e dali iria levar. OITAVO DIA- SÁBADO Dia de voltar para casa, com a mala cheia de esperança nos futuros profissionais, vontade de fazer a diferença e com toda certeza ser um profissional de excelência e humanizado para com o próximo. As pessoas, os ensinamentos, a experiência, o conhecer o SUS, a compaixão, tudo o que vivi e que procurei tirar proveito levarei comigo. Com toda certeza existe uma pessoa antes e depois do VER-SUS, alguém que se compadece com o problema do próximo, que pensa no grupo e não somente em si, mas que junta tudo e busca melhorar e se aperfeiçoar a cada dia, para que quando formada eu possa fazer muito além do que fica apenas na vontade

6 hoje e também que acredita no SUS mas no qual cada um dar o melhor de si para fazer funcionar o sistema. Agradeço a Deus tudo o que pude viver e peço que conserve essa minha vontade de fazer mudar e ajudar aquele que na maioria das vezes nao tem voz. Obrigada por tudo, VER-SUS.

Dia 09 Nesse segundo dia foi estabelecido que ele estava separado para conhecer melhor a cidade e para termos uma interação maior. Alugamos um carro e

Dia 09 Nesse segundo dia foi estabelecido que ele estava separado para conhecer melhor a cidade e para termos uma interação maior. Alugamos um carro e Portfolio do dia 8 Finalmente chegou o grande dia, o início de mais uma vivência, o dia que marcaria o inicio de uma caminhada longa e árdua, cheia de desafios e de fortes emoções. Ao desembarcamos no

Leia mais

Acadêmica Janaina Duarte de Oliveira Enfermagem UEA 08/08/15 - Primeiro dia:

Acadêmica Janaina Duarte de Oliveira Enfermagem UEA 08/08/15 - Primeiro dia: Acadêmica Janaina Duarte de Oliveira Enfermagem UEA 08/08/15 - Primeiro dia: Teve início a 4ª vivência do VerSus. Cada equipe foi encaminhada para seus locais conforme o sorteio. Minha equipe foi composta

Leia mais

#PRIMEIROdia #PartiuVerSus

#PRIMEIROdia #PartiuVerSus #PRIMEIROdia #PartiuVerSus De mala fechada noite em claro De tanto esperar coração apertado Saindo às 6 horas tão distante imaginei Já era quase onze quando de longe avistei Era Itacoatiara de tão linda

Leia mais

Debate com Aline Julião, Coordenadora de gestão estratégica e Participativa.

Debate com Aline Julião, Coordenadora de gestão estratégica e Participativa. Angra dos Reis, 15 de Agosto de 2016 Todas as manhãs ela deixa os sonhos na cama, acorda e põe a roupa de viver - Clarice Lispector (Trecho retirado da placa de identificação do programa saúde da mulher

Leia mais

Saindo da bolha. Maratona Saúde

Saindo da bolha. Maratona Saúde PORTIFÓLIO Saindo da bolha Domingo, 03 de agosto de 2014. Eu estava muito ansiosa pra viajar e conhecer meus colegas de viagem, até então só tinha falado com o nosso facilitador. Cheguei a rodoviária por

Leia mais

Primeiro dia de vivência, apenas viajamos de Manaus para Itacoatiara, para depois irmos para Urucurituba, o destino final da equipe.

Primeiro dia de vivência, apenas viajamos de Manaus para Itacoatiara, para depois irmos para Urucurituba, o destino final da equipe. Portfólio Ver-SUS Urucurituba 2015.2 dia 8 sábado primeiro dia. Primeiro dia de vivência, apenas viajamos de Manaus para Itacoatiara, para depois irmos para Urucurituba, o destino final da equipe. Novas

Leia mais

VER-SUS-Imperatriz-MA

VER-SUS-Imperatriz-MA VER-SUS-Imperatriz-MA 2016.1 Relatoria de Vivencia Alana Bethyere Rodrigues Silva Acadêmica de Enfermagem-UFMA CCSST VER-SUS (Imperatriz-Ma) 06/01/2016 Foi o dia que a nossa vivência teve início. Fomos

Leia mais

Em um feriado, a família do Fernando resolveu dar uma volta no parque, em uma cidadezinha no interior. Muitas coisas interessantes

Em um feriado, a família do Fernando resolveu dar uma volta no parque, em uma cidadezinha no interior. Muitas coisas interessantes Em um feriado, a família do Fernando resolveu dar uma volta no parque, em uma cidadezinha no interior. Muitas coisas interessantes aconteceram. Vamos ver o que houve? Vovô! Chegamos, finalmente! Eu já

Leia mais

Esta história foi criada por: Milton Aberto Eggers Junior, Autor de todo esse livro.

Esta história foi criada por: Milton Aberto Eggers Junior, Autor de todo esse livro. 1 Esta história foi criada por: Milton Aberto Eggers Junior, Autor de todo esse livro. Agradecimentos para: minha namorada, Gabriela Antonio Severino e para minha mãe, Maria Dionéia de Camargo, e para

Leia mais

VER-SUS. Facilitador: Adilon Oliveira Sousa. Curso: Psicologia (Universidade Federal do Piauí) DIARIO DE CAMPO

VER-SUS. Facilitador: Adilon Oliveira Sousa. Curso: Psicologia (Universidade Federal do Piauí) DIARIO DE CAMPO VER-SUS Vivencias e Estágios na Realidade do Sistema Único de Saúde, um projeto estratégico do ministério da Saúde em parceria com a Rede Unida que tem como foco a formação de militantes para o SUS. Facilitador:

Leia mais

VER-SUS TOCANTINS 2016/1 EDIÇÃO DE VERÃO

VER-SUS TOCANTINS 2016/1 EDIÇÃO DE VERÃO VER-SUS TOCANTINS 2016/1 EDIÇÃO DE VERÃO Facilitadora: Fabiane Santos Barros Acadêmica de Enfermagem UFT Palmas-TO O VER-SUS Tocantins, edição de verão 2016 aconteceu do dia 11 a 17 de janeiro, na cidade

Leia mais

PROJETO VER-SUS BRASIL VER-SUS BARRA DO GARÇAS MT

PROJETO VER-SUS BRASIL VER-SUS BARRA DO GARÇAS MT PROJETO VER-SUS BRASIL VER-SUS BARRA DO GARÇAS MT Amanda Souza da Silva Araujo Vivência: 23/10/2016 à 29/10/16 Versus é mais do que viver a realidade SUS, é renascer em cada dificuldade, é chorar em cada

Leia mais

Atendimento Diferenciado Dedicação

Atendimento Diferenciado Dedicação Atendimento Diferenciado Nossa equipe de atendimento é comprometida com você para a produção do seu álbum dentro das especificações. Além disso, nós estamos constantemente acompanhando processos para oferecer

Leia mais

ANDRESSA SOUSA PEREIRA RELATÓRIO DA VIVÊNCIA DO VER-SUS TOCANTINS 2016/2 PALMAS-TO

ANDRESSA SOUSA PEREIRA RELATÓRIO DA VIVÊNCIA DO VER-SUS TOCANTINS 2016/2 PALMAS-TO ANDRESSA SOUSA PEREIRA RELATÓRIO DA VIVÊNCIA DO VER-SUS TOCANTINS 2016/2 PALMAS-TO AGOSTO DE 2016 RELATÓRIO DA VIVÊNCIA DO VER-SUS TOCANTINS 2016/2 Na segunda-feira de manhã, 01 de agosto, teve o primeiro

Leia mais

ENTREVISTA USF CARUARU USUARIA DIABETES 14/07/14. R - não. Porque eu to deficiente. Eu trabalho m casa. Amputei a perna.

ENTREVISTA USF CARUARU USUARIA DIABETES 14/07/14. R - não. Porque eu to deficiente. Eu trabalho m casa. Amputei a perna. ENTREVISTA USF CARUARU USUARIA DIABETES 14/07/14 P - por favor, me diga sua idade. R - 56. Vou fazer para o mês. P - a senhora estudou? R - estudei até a 3ª série. P - 3ª série. A senhora tem alguma ocupação,

Leia mais

Bebel tem Dia de Princesa e realiza sonho de ir à pizzaria

Bebel tem Dia de Princesa e realiza sonho de ir à pizzaria Bebel tem Dia de Princesa e realiza sonho de ir à pizzaria Há alguns anos, o Centro de Uberaba foi presenteado por uma personalidade marcante, de sorriso largo, que gosta de dançar, conversar, rir e tenta

Leia mais

RELATÓRIO DE VIVÊNCIA DO VERSUS AMAZONIA /02/16 (Sábado)

RELATÓRIO DE VIVÊNCIA DO VERSUS AMAZONIA /02/16 (Sábado) RELATÓRIO DE VIVÊNCIA DO VERSUS AMAZONIA 2016 Vivente: David Gomes Araújo Júnior Município de referência: Tefé Externo/Município de origem: Sobral/CE 20/02/16 (Sábado) Primeiro dia de vivência estava muito

Leia mais

Os Principais Tipos de Objeções

Os Principais Tipos de Objeções Os Principais Tipos de Objeções Eu não sou como você" Você tem razão, eu não estou procurando por pessoas que sejam como eu. Sou boa no que faço porque gosto de mim como eu sou. Você vai ser boa no que

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Fabrício Local: Núcleo de Arte do Neblon Data: 26.11.2013 Horário: 14h30 Duração da entrevista: 20min COR PRETA

Leia mais

TABUADA DAS OBJEÇÕES

TABUADA DAS OBJEÇÕES TABUADA DAS OBJEÇÕES Você já sentiu acuada, sem palavras ao ouvir alguma objeção de sua potencial iniciada!? As pessoas que você vai abordar são tão especiais quanto você e se elas disserem não, lembre-se

Leia mais

Participação no programa da mobilidade do Projecto Comenius a Almada

Participação no programa da mobilidade do Projecto Comenius a Almada Eu penso que este projecto contribuiu para uma interacção entre diferentes culturas e contribuiu também para aprendermos outras línguas. Eu gostei muito de participar neste projecto dado que foi muito

Leia mais

Primeiro Dia 08 de Agosto de2015

Primeiro Dia 08 de Agosto de2015 Primeiro Dia 08 de Agosto de2015 Hoje começamos a nossa jornada na quarta edição do Ver-SUS. O dia começou cedo, antes mesmo do sol nascer. A ansiedade foi o café da manhã, pois saber que a partir de hoje

Leia mais

INFORMA. equilibrando sua. pessoal. de Canoas. Igreja Batista

INFORMA. equilibrando sua. pessoal. de Canoas. Igreja Batista INFORMA Igreja Batista de Canoas Vida equilibrando sua pessoal Nº 889 26 de Junho a 02 de Julho de 2016 equilibrando sua Vida pessoal "Pois Deus não quer que nós vivamos em desordem e sim em paz." 1 Cor.

Leia mais

GIANA GISLANNE DA SILVA DE SOUSA RELATÓRIO: VER- SUS IMPERATRIZ-MA

GIANA GISLANNE DA SILVA DE SOUSA RELATÓRIO: VER- SUS IMPERATRIZ-MA GIANA GISLANNE DA SILVA DE SOUSA RELATÓRIO: VER- SUS 2016.2 IMPERATRIZ-MA 2016 A 3º edição do VER-SUS Imperatriz foi realizada no período de 12 a 18 de agosto de 2016. Uma experiência única, proporcionou

Leia mais

QUAL É O NOSSO CAMPO DE ATUAÇÃO?

QUAL É O NOSSO CAMPO DE ATUAÇÃO? QUEM SOMOS? Caros jovens participantes do Jovens em Ação, para ajudar o grupo na realização do seu empreendimento social, o projeto entregará a vocês, em partes, algumas propostas de atividades que contribuirão

Leia mais

Mais importante é aprender e nunca perder a capacidade de aprender.

Mais importante é aprender e nunca perder a capacidade de aprender. 1º DIA DE SEMANA 13/08/2016 sábado FACILITADORA: ANA PAULA Sou Elibel Jorge estudante de enfermagem, privilegio de esta como vivente participando do VERSU AMAZONAS, hoje de manha acordei cedo as 03h00

Leia mais

10 coisas que você precisa saber antes de viajar a Madrid

10 coisas que você precisa saber antes de viajar a Madrid 10 coisas que você precisa saber antes de viajar a Madrid Na hora de organizar uma viagem para outro país sempre surgem muitas dúvidas e é importante se preparar com antecedência para que a viagem aconteça

Leia mais

CENTRO DE PREVENÇÃO E TRATAMENTO AO TOXICÔMANOS. Coordenador: Renato Carlos Vieira. Endereço: Rua Álvaro Sarlo, 160. Bairro: Ilha de Santa Maria

CENTRO DE PREVENÇÃO E TRATAMENTO AO TOXICÔMANOS. Coordenador: Renato Carlos Vieira. Endereço: Rua Álvaro Sarlo, 160. Bairro: Ilha de Santa Maria CENTRO DE PREVENÇÃO E TRATAMENTO AO TOXICÔMANOS Coordenador: Renato Carlos Vieira Endereço: Rua Álvaro Sarlo, 160 Bairro: Ilha de Santa Maria CEP: 29051-100 Horários de atendimento: 7 às 19h (Atendimento

Leia mais

RYE Nome: Ana Carolina Bragança. Data: 28/10/2016. Patrocinado no Brasil pelo Rotary Club de: Guanabara-Galeão

RYE Nome: Ana Carolina Bragança. Data: 28/10/2016. Patrocinado no Brasil pelo Rotary Club de: Guanabara-Galeão RYE 2016-2017 Nome: Ana Carolina Bragança Data: 28/10/2016 Patrocinado no Brasil pelo Rotary Club de: Guanabara-Galeão Hospedado pelo Rotary Club de: Siracusa País: Itália Minha aventura começou no dia

Leia mais

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DO MARANHÃO - FACEMA. ACADÊMICO: FRANCISCO EDUARDO RAMOS DA SILVA. FACILITADOR

FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DO MARANHÃO - FACEMA. ACADÊMICO: FRANCISCO EDUARDO RAMOS DA SILVA. FACILITADOR FACULDADE DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DO MARANHÃO - FACEMA. ACADÊMICO: FRANCISCO EDUARDO RAMOS DA SILVA. FACILITADOR RELATÓRIO DE VIVÊNCIA CAXIAS MA 2016 1 RELATÓRIO DE VIVÊNCIA O VER-SUS é um projeto que

Leia mais

NÃO TEMAS! ESTOU CONTIGO NA TUA FAMÍLIA 2º CICLO

NÃO TEMAS! ESTOU CONTIGO NA TUA FAMÍLIA 2º CICLO 2ª FEIRA 25 DE SETEMBRO Bom dia! Depois de um fim de semana para re carregar energias, espera-nos uma semana em cheio. Nesta semana vamos falar da importância da família e de como a devemos tratar como

Leia mais

MÃE, QUANDO EU CRESCER...

MÃE, QUANDO EU CRESCER... MÃE, QUANDO EU CRESCER... Dedico este livro a todas as pessoas que admiram e valorizam a delicadeza das crianças! Me chamo Carol, mas prefiro que me chamem de Cacau, além de ser um apelido que acho carinhoso,

Leia mais

Dimensões. Institucionalização. Entrevistado

Dimensões. Institucionalização. Entrevistado Dimensões Institucionalização Entrevistado F 2 Imagem sobre a velhice Entristece-me muito chegar aqui e olhar para determinados idosos que estão aqui, venho cá três vezes por semana no mínimo e nunca vejo

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. PIBID PEDAGOGIA Área Letramento e Educação Infantil. Plano: Nº 01 (22/11/16) Fio Condutor do Planejamento

UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA. PIBID PEDAGOGIA Área Letramento e Educação Infantil. Plano: Nº 01 (22/11/16) Fio Condutor do Planejamento UNIVERSIDADE FEDERAL DO PAMPA PIBID PEDAGOGIA Área Letramento e Educação Infantil Plano: Nº 01 (22/11/16) Nome do bolsista: Laura Sabbado Campos Escola em que atua: EMEI SILVINHA Turma: creche II B Turno:

Leia mais

UPE UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO DISCIPLINA: PSICOPATOLOGIA FUNDAMENTAL I ALUNA: FRANCY L. C. LIMA ANAMNESE HOSPITALAR

UPE UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO DISCIPLINA: PSICOPATOLOGIA FUNDAMENTAL I ALUNA: FRANCY L. C. LIMA ANAMNESE HOSPITALAR UPE UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCO DISCIPLINA: PSICOPATOLOGIA FUNDAMENTAL I ALUNA: FRANCY L. C. LIMA ANAMNESE HOSPITALAR GARANHUNS 2011 ANAMNESE HOSPITALAR DIÁRIO DE CAMPO RELATO DA VISITA E ANAMNESE 24/10/2011

Leia mais

CONTATOS E AGENDAMENTOS. Como fazer contatos e agendar corretamente em cada situação para lotar sua agenda sempre e BOMBAR seu negócio

CONTATOS E AGENDAMENTOS. Como fazer contatos e agendar corretamente em cada situação para lotar sua agenda sempre e BOMBAR seu negócio CONTATOS E AGENDAMENTOS Como fazer contatos e agendar corretamente em cada situação para lotar sua agenda sempre e BOMBAR seu negócio Agendamento para o Inicio Perfeito das novas consultoras IP: Primeiro

Leia mais

UM DIA CHEIO. Língua Portuguesa. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos. Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara

UM DIA CHEIO. Língua Portuguesa. 6º Ano do Ensino Fundamental II. Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos. Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara UM DIA CHEIO Língua Portuguesa 6º Ano do Ensino Fundamental II Nome: Maria Clara Gonçalves dos Santos Professora: Maristela Mendes de Sousa Lara Tudo começou quando eu queria pescar com meu avô. Ele tinha

Leia mais

Falará sobre o NTI auxiliando no processo de apoio às ações de ensino dos alunos, particularmente os alunos do Curso de Letras da UFAC.

Falará sobre o NTI auxiliando no processo de apoio às ações de ensino dos alunos, particularmente os alunos do Curso de Letras da UFAC. UFAC RBR-AC 31.10.2011 Falará sobre o NTI auxiliando no processo de apoio às ações de ensino dos alunos, particularmente os alunos do Curso de Letras da UFAC. [Se identificou, identificou o setor e o Diretor

Leia mais

Anexo Entrevista G2.5

Anexo Entrevista G2.5 Entrevista G2.4 Entrevistado: E2.5 Idade: 38 anos Sexo: País de origem: Tempo de permanência em Portugal: Feminino Ucrânia 13 anos Escolaridade: Imigrações prévias: --- Ensino superior (professora) Língua

Leia mais

Este livro pertence a

Este livro pertence a Cristais em meus olhos Este livro pertence a Em seu consultório, a médica está explicando tudo sobre cistinose para Bruno. Seu corpo é feito de milhares e milhares de células pequeninas, ela disse. Imagine

Leia mais

Oficina de Comunicação #4

Oficina de Comunicação #4 Oficina de Comunicação #4 Para se ter EMPATIA: ü Excluir opiniões e julgamentos ü Ouvir sem qualquer intenção ü Simplesmente esteja presente ü Deixamos nossos mapas de lado Tô cansado desse emprego, estou

Leia mais

Projeto Comenius Verantwortungsbewusster Konsum Consumir com consciência

Projeto Comenius Verantwortungsbewusster Konsum Consumir com consciência Projeto Comenius Verantwortungsbewusster Konsum Consumir com consciência 2012 2014 No âmbito do 8º encontro do Projeto Verantwortungsbewusster Konsum, que teve como encontro na Hungria Budapeste, na escola

Leia mais

Feriado de solidariedade e fé

Feriado de solidariedade e fé Feriado de solidariedade e fé Feriado de 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida, padroeira do Brasil. Nesta data também se comemora o Dia das Crianças. Mas, enquanto muitos descansam no feriado,

Leia mais

Entrevista Jessica

Entrevista Jessica Entrevista 1.10 - Jessica (Bloco A - Legitimação da entrevista onde se clarificam os objectivos do estudo, se contextualiza a realização do estudo e participação dos sujeitos e se obtém o seu consentimento).

Leia mais

Suelen e Sua História

Suelen e Sua História Suelen e Sua História Nasci em Mogi da Cruzes, no maternidade Santa Casa de Misericórdia no dia 23 de outubro de 1992 às 18 horas. Quando eu tinha 3 anos de idade fui adotada pela tia da minha irmã, foi

Leia mais

RELATÓRIO DA VIVÊNCIA E ESTÁGIO NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE PAÇO DO LUMIAR EDIÇÃO 2016/2

RELATÓRIO DA VIVÊNCIA E ESTÁGIO NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE PAÇO DO LUMIAR EDIÇÃO 2016/2 RELATÓRIO DA VIVÊNCIA E ESTÁGIO NA REALIDADE DO SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE PAÇO DO LUMIAR EDIÇÃO 2016/2 VIVENTE: Sarah Rakel Barbosa Rocha, acadêmica de Psicologia,7º período da Faculdade Pitágoras- São luís.

Leia mais

Portfólio. Vivências e Estágios na realidade do Sistema do Único de Saúde em João Pessoa - PB, 2015

Portfólio. Vivências e Estágios na realidade do Sistema do Único de Saúde em João Pessoa - PB, 2015 Portfólio Vivências e Estágios na realidade do Sistema do Único de Saúde em João Pessoa - PB, 2015 Um grupo de 27 viventes e 8 facilitadores vindouros de diversos estados do país, inclusive de outro país,

Leia mais

RELATÓRIO DAS VIVÊNCIAS DO VERSUS DO ALTO URUGUAI. Frederico Westphalen

RELATÓRIO DAS VIVÊNCIAS DO VERSUS DO ALTO URUGUAI. Frederico Westphalen RELATÓRIO DAS VIVÊNCIAS DO VERSUS DO ALTO URUGUAI Frederico Westphalen 2016.2 Cícera Michel Facilitadora A experiência do VERSUS Alto Uruguai após recepção da 19º. Coordenadoria de saúde ficou hospedada

Leia mais

CUIDANDO DA SAÚDE MENTAL AÇÃO AINDA NÃO VALORIZADA, MAS QUE TEM RESULTADO TERAPIA

CUIDANDO DA SAÚDE MENTAL AÇÃO AINDA NÃO VALORIZADA, MAS QUE TEM RESULTADO TERAPIA CUIDANDO DA SAÚDE MENTAL AÇÃO AINDA NÃO VALORIZADA, MAS QUE TEM RESULTADO TERAPIA COMUNITÁRIA Maira Sayuri Sakay Bortoletto Enfermeira do município de Londrina PR Colaboração: Maria da Graça P. Martini

Leia mais

*SÃO PALAVRAS EMPREGADAS PARA ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR OS SUBSTANTIVOS. *PRONOME SUBSTANTIVO = SUBSTITUI *PRONOME ADJETIVO = ACOMPANHA

*SÃO PALAVRAS EMPREGADAS PARA ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR OS SUBSTANTIVOS. *PRONOME SUBSTANTIVO = SUBSTITUI *PRONOME ADJETIVO = ACOMPANHA * AULA 07 PRONOME *SÃO PALAVRAS EMPREGADAS PARA ACOMPANHAR OU SUBSTITUIR OS SUBSTANTIVOS. *PRONOME SUBSTANTIVO = SUBSTITUI ALGUÉM BATEU À PORTA *PRONOME ADJETIVO = ACOMPANHA ALGUMAS ALUNAS VIERAM À AULA

Leia mais

comunitários serem os responsáveis por agendar a consulta facilitando assim o serviço dos profissionais do barco. Por serem bem entrosados, a equipe d

comunitários serem os responsáveis por agendar a consulta facilitando assim o serviço dos profissionais do barco. Por serem bem entrosados, a equipe d 7 o DIA Acordei cedo com o barulho do Catuiara dançando sobre o Amazonas. Organizei minhas bolsas e bagagens, já que esse era o último dia a bordo. Retornaríamos a Manaus no final da tarde. Aproveitei

Leia mais

EXCELÊNCIA NO RELACIONAMENTO COM OS CLIENTES

EXCELÊNCIA NO RELACIONAMENTO COM OS CLIENTES FUNDAMENTOS DO ATENDIMENTO DE QUALIDADE Quem, na atualidade não foi obrigado a enfrentar fila no banco, ou em uma repartição pública...? Viver e trabalhar em uma sociedade global é um grande desafio para

Leia mais

Raciocínio Lógico. Cada gaveta 12 pastas Cada arquivo 6 gavetas. Portanto, cada arquivo possui 12x6=72pastas.

Raciocínio Lógico. Cada gaveta 12 pastas Cada arquivo 6 gavetas. Portanto, cada arquivo possui 12x6=72pastas. Raciocínio Lógico 21 A nova sala de arquivos de um tribunal possui 9 arquivos numerados de 1 a 9. Cada arquivo possui 6 gavetas numeradas de 1 a 6 e cada gaveta possui 12 pastas numeradas de 01 a 12. Cada

Leia mais

Como Organizar seu Canal de Vídeos No Youtube

Como Organizar seu Canal de Vídeos No Youtube Como Organizar seu Canal de Vídeos No Youtube Com certeza você já notou que criar vídeos é uma das melhores formas de fazer a divulgação dos seus projetos online e ter uma boa apresentação, organização,

Leia mais

Em dois mil anos...um dia em que ninguém creu. Slide 1 - Páscoa

Em dois mil anos...um dia em que ninguém creu. Slide 1 - Páscoa Em dois mil anos...um dia em que ninguém creu Slide 1 - Páscoa 05.04.2015 Um dia entre os dois mais incríveis dias: Um Sábado de silêncio Slide 2 - Páscoa 05.04.2015 Duas histórias de três dias Abraão

Leia mais

Relatório 06. Dia 13/10/2016

Relatório 06. Dia 13/10/2016 Relatório 06 Dia 13/10/2016 ` Hoje acordamos as 6:30hs e após o café fiquei sabendo que fui uma das sorteadas para ir a uma visita extra a Fundação Gregório F. Baremblitt, uma clínica de saúde mental que

Leia mais

As cinco escolhas que você deve fazer para ter uma produtividade extraordinária

As cinco escolhas que você deve fazer para ter uma produtividade extraordinária As cinco escolhas que você deve fazer para ter uma produtividade extraordinária Reunião, trabalho, família, internet, saídas, e-mails, tecnologia, relatório, informação... Você já reparou quantas coisas

Leia mais

o casamento do fazendeiro

o casamento do fazendeiro o casamento do fazendeiro ERA uma fez um fazendeiro que ele sempre dia mania de ir na cidade compra coisas mais ele tinha mania de ir sempre de manha cedo um dia ele acordou se arrumou e foi pra cidade,

Leia mais

Relatório de Viagem: Intercâmbio

Relatório de Viagem: Intercâmbio Relatório de Viagem: Intercâmbio 2016.1 Luisa Miranda Braga Engenharia Mecânica 1310783 Rio, 28 de Outubro de 2016 Meu nome é Luisa Miranda Braga, tenho 22 anos e atualmente estou cursando o oitavo período

Leia mais

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar...

A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... O pequeno Will A minha vida sempre foi imaginar. Queria ter um irmãozinho para brincar... Então um dia tomei coragem e corri até mamãe e falei: - Mãeee queria tanto um irmãozinho, para brincar comigo!

Leia mais

Nesse artigo falaremos sobre: 3 Regras essenciais sobre cotação de preços. Como fazer cotação de preços na sua gestão de compras

Nesse artigo falaremos sobre: 3 Regras essenciais sobre cotação de preços. Como fazer cotação de preços na sua gestão de compras Nesse artigo falaremos sobre: 3 Regras Essenciais de cotação de preços Que tipo de empresa deve fazer gestão de compras? Como fazer cotação de preços bem feita na sua gestão de compras Planilha pronta

Leia mais

Memórias de uma Vida

Memórias de uma Vida Secretaria Municipal de Saúde Pouso Novo RS GRUPO DE IDOSOS: Memórias de uma Vida Nutricionista Lilia Heck Gonçalves Fisioterapeuta Renate Scherer Brandt Agosto/2014 Município de Pouso Novo-RS Localização:

Leia mais

sobre tudo o INFORMA de Canoas Igreja Batista Nº a 16 de Julho de 2016 dias de amor

sobre tudo o INFORMA de Canoas Igreja Batista Nº a 16 de Julho de 2016 dias de amor INFORMA sobre tudo o Amor Igreja Batista de Canoas Nº 891 10 a 16 de Julho de 2016 dias de amor dias de amor sobre tudo o Amor 1 Coríntios 14:1, Marcos 12:30,31, 1 Cor. 16:14 (NTLH) OS FUNDAMENTOS DO AMOR

Leia mais

O que você faria se trabalhasse em outro emprego das 8h00 ás 17h00...

O que você faria se trabalhasse em outro emprego das 8h00 ás 17h00... Técnicas de Vendas O que você faria? O que você faria se trabalhasse em outro emprego das 8h00 ás 17h00... E saindo de lá você pega ônibus das 18h00 ás 19h00 para ir a faculdade. E estudasse na faculdade

Leia mais

Quero iniciar este informativo compartilhando uma palavra em Kriolo:

Quero iniciar este informativo compartilhando uma palavra em Kriolo: INFORMATIVO/JULHO Sheila Vaz e Crystal Emanuelly Quero iniciar este informativo compartilhando uma palavra em Kriolo: Gosi inda no na fika ku e tris kusa; fe ku speransa ku amor, ma mas garandi di tudu

Leia mais

Pegada nas Escolas - TRANSPORTE - PROPOSTAS PARA A ESCOLA: TRANSPORTE

Pegada nas Escolas - TRANSPORTE - PROPOSTAS PARA A ESCOLA: TRANSPORTE Pegada nas Escolas - TRANSPORTE - 1 PROPOSTAS PARA A ESCOLA: TRANSPORTE Nessa fase vamos colocar a mão na massa para criar um conjunto de soluções que permitam reduzir a Pegada Ecológica e de Carbono*

Leia mais

RELATÓRIO DE VIVÊNCIA E ESTÁGIO NA REALIDADE DO SITEMA ÚNICO DE SAÚDE DE ALAGOAS AL.

RELATÓRIO DE VIVÊNCIA E ESTÁGIO NA REALIDADE DO SITEMA ÚNICO DE SAÚDE DE ALAGOAS AL. RELATÓRIO DE VIVÊNCIA E ESTÁGIO NA REALIDADE DO SITEMA ÚNICO DE SAÚDE DE ALAGOAS AL. O Projeto ocorreu entre os dias 10 e 22 de dezembro. Neste período ficamos alojados na Universidade Federal de Alagoas.

Leia mais

Um ato de amor sonhador ao mundo

Um ato de amor sonhador ao mundo Um ato de amor sonhador ao mundo Este livro esta aberto para qualquer idade, pois relata uma historia de amor com a nossa sociedade, uma garotinha de 09 anos de idade busca fazer a diferença sempre dando

Leia mais

INFORMA. QUANDO tudo. perdido. Nº a 08 de Outubro de de Canoas. Igreja Batista

INFORMA. QUANDO tudo. perdido. Nº a 08 de Outubro de de Canoas. Igreja Batista INFORMA Igreja Batista de Canoas Nº 903 02 a 08 de Outubro de 2016 Parece QUANDO tudo perdido Parece 2 Reis 4:1-7 QUANDO tudo perdido Todos nós enfrentamos momentos ou situações em que tudo nos parece

Leia mais

Áreas de Abordagem. Com base na experiência acumulada do IBOPE Inteligência, somada a recentes

Áreas de Abordagem. Com base na experiência acumulada do IBOPE Inteligência, somada a recentes Objetivo O IBOPE Inteligência desenvolveu uma metodologia exclusiva de medição e explicação da satisfação dos usuários de serviços públicos no Brasil, que oferece aos gestores uma ferramenta precisa para

Leia mais

Uma vida que floresce

Uma vida que floresce Uma vida que floresce Um gato, um sapato e um susto Feito por : Haylin Certo dia, ao voltar da escola,(quando eu ainda morava com a minha avó), fui correndo para o banheiro e tomei um banho bem gostoso.

Leia mais

Gestão do cuidado como forma de garantir a integralidade da atenção na RAS: a experiência do Município de Itajaí (SC)

Gestão do cuidado como forma de garantir a integralidade da atenção na RAS: a experiência do Município de Itajaí (SC) Gestão do cuidado como forma de garantir a integralidade da atenção na RAS: a experiência do Município de Itajaí (SC) Introdução Ser gestora das ações de alimentação e nutrição de um município é um grande

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Igor Local: Núcleo de Arte Nise da Silveira Data: 05 de dezembro de 2013 Horário: 15:05 Duração da entrevista:

Leia mais

FERNANDA PIÇARRA. De: ALFREDO DE SOUZA

FERNANDA PIÇARRA. De: ALFREDO DE SOUZA Pág 1 De: ALFREDO DE SOUZA FERNANDA PIÇARRA Pág 2 Eu escolhi um poema porque adoro ler este tipo de texto. Seleccionei este, em especial, visto que me tem acompanhado já há alguns anos. Encontrei-o, pela

Leia mais

Daniel Duarte. 1 a edição

Daniel Duarte. 1 a edição Daniel Duarte 1 a edição Rio de Janeiro 2016 Agradecimentos Agradeço ao Thiago, que me encontrou pela internet adentro e acreditou neste projeto, e que em tão pouco tempo se tornou uma pessoa muito especial

Leia mais

Ministério da Saúde VERSUS (Vivência e Estágio na Realidade do Sistema Único de Saúde)

Ministério da Saúde VERSUS (Vivência e Estágio na Realidade do Sistema Único de Saúde) Ministério da Saúde VERSUS (Vivência e Estágio na Realidade do Sistema Único de Saúde) Maria Beatriz de Azevedo Barbalho Silva Facilitadora Rodolfo Fernandes/RN Rodolfo Fernandes-RN Janeiro/2015 12 de

Leia mais

''TU DUM, TU DUM, TU DUM'' este era o barulho do coração de uma mulher que estava prestes a ter um filho, o clima estava tenso, Médicos correndo de

''TU DUM, TU DUM, TU DUM'' este era o barulho do coração de uma mulher que estava prestes a ter um filho, o clima estava tenso, Médicos correndo de ''TU DUM, TU DUM, TU DUM'' este era o barulho do coração de uma mulher que estava prestes a ter um filho, o clima estava tenso, Médicos correndo de lá para cá sem descanso, até que um choro é ouvido, sim,

Leia mais

Transcrição de Entrevista nº 10

Transcrição de Entrevista nº 10 Transcrição de Entrevista nº 10 E Entrevistador E10 Entrevistado 10 Sexo Feminino Idade 31 anos Área de Formação Engenharia Informática E - Acredita que a educação de uma criança é diferente perante o

Leia mais

Escrito por Sáb, 18 de Julho de :00 - Última atualização Qui, 13 de Dezembro de :18

Escrito por Sáb, 18 de Julho de :00 - Última atualização Qui, 13 de Dezembro de :18 TRIBUNAL ECLESIÁSTICO Dte // Dda Libelo da Autora (Parte Demandante) Meu nome é XXX XXXX Dte, nasci em JesuCity no dia 00 de mês de Ano, e resido na RUA N, CEP. No dia de 27 de Mês de 1983 na Igreja Nossa

Leia mais

por : laura de souza fonseca ottolina e otto dois gemeos nada iguais

por : laura de souza fonseca ottolina e otto dois gemeos nada iguais por : laura de souza fonseca ottolina e otto dois gemeos nada iguais ottolina é uma menina calma que mora em uma casa em uma cidade em um estado de um pais de um mundo... já seu irmão gemêo o otto é bagunseiro,

Leia mais

Venha nos visitar! IGREJA EVANGÉLICA CONGREGACIONAL EM PAU DOS FERROS-RN. ANUNCIANDO JESUS DESDE 1855 NO BRASIL. Pastor: Jones e Missionária: Rosimere

Venha nos visitar! IGREJA EVANGÉLICA CONGREGACIONAL EM PAU DOS FERROS-RN. ANUNCIANDO JESUS DESDE 1855 NO BRASIL. Pastor: Jones e Missionária: Rosimere IGREJA EVANGÉLICA CONGREGACIONAL EM PAU DOS FERROS-RN. ANUNCIANDO JESUS DESDE 1855 NO BRASIL. Portanto ide, fazei discípulos de todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo;

Leia mais

Nova Esperança para a Vida Por David Batty

Nova Esperança para a Vida Por David Batty Nova Esperança para a Vida Por David Batty Projeto 302 Nome do Aluno Data do Início / / Data do Fim / / 2 Nova Esperança Para a Vida Lição 302 David Batty 1ª Edição Brasil As referências Bíblicas usadas

Leia mais

Transcrição da Entrevista

Transcrição da Entrevista Transcrição da Entrevista Entrevistadora: Valéria de Assumpção Silva Entrevistada: Praticante Sonia Local: Núcleo de Arte Nise da Silveira Data: 5 de dezembro de 2013 Horário: 15:05 Duração da entrevista:

Leia mais

1º dia Expectativa. Estava a andar; Sem eira nem beira; Desestimulada com a faculdade de saúde; E com o sistema que sufoca...

1º dia Expectativa. Estava a andar; Sem eira nem beira; Desestimulada com a faculdade de saúde; E com o sistema que sufoca... 1º dia Expectativa Estava a andar; Sem eira nem beira; Desestimulada com a faculdade de saúde; E com o sistema que sufoca... Apareceu a oportunidade, De mudar o SUS; Com vontade e amor; Luta, ação e revolução.

Leia mais

Integração entre Serviços e Benefícios. VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015

Integração entre Serviços e Benefícios. VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015 Integração entre Serviços e Benefícios VI Seminário Estadual de Gestores e trabalhadores da Política de Assistência Social Santa Catariana/ 2015 A desproteção e a vulnerabilidade são multidimensionais

Leia mais

PIPOCA INICIAR. Quinzena de Iniciação! De 18 a 31 de Janeiro

PIPOCA INICIAR. Quinzena de Iniciação! De 18 a 31 de Janeiro PIPOCA INICIAR Quinzena de Iniciação! De 18 a 31 de Janeiro Dicas e Idéias para Agendamentos e Entrevistas de Inícios!! Pipoca iniciar!!! - 15 dias para 3 inícios!!! - Capacitação + Desafios + Reconhecimentos

Leia mais

Lembre-se dos seus direitos:

Lembre-se dos seus direitos: Os seguintes direitos e regalias são-lhe garantidos ao abrigo da lei da Inglaterra e do País de Gales e em concordância com a Convenção Europeia dos Direitos Humanos. Lembre-se dos seus direitos: 1. Informe

Leia mais

Todos os domingos à tarde, depois do culto da manhã na igreja, o pastor e seu filho de 11 anos saíam pela cidade e entregavam folhetos evangelísticos.

Todos os domingos à tarde, depois do culto da manhã na igreja, o pastor e seu filho de 11 anos saíam pela cidade e entregavam folhetos evangelísticos. Todos os domingos à tarde, depois do culto da manhã na igreja, o pastor e seu filho de 11 anos saíam pela cidade e entregavam folhetos evangelísticos. Numa tarde de domingo, quando chegou à hora do pastor

Leia mais

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão.

REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS. Idade na admissão. REPRESENTAÇÕES SOCIAIS DA GRAVIDEZ: A EXPERIÊNCIA DA MATERNIDADE EM INSTITUIÇÃO Código Entrevista: 3 Data: 18/10/2010 Hora: 19h00 Duração: 22:25 Local: Casa de Santa Isabel DADOS SÓCIO-DEMOGRÁFICOS Idade

Leia mais

RELATÓRIO PREVISTO E REALIZADO PROJETO VARGEM GRANDE: COMUNIDADE SAUDÁVEL AGOSTO INTRODUÇÃO

RELATÓRIO PREVISTO E REALIZADO PROJETO VARGEM GRANDE: COMUNIDADE SAUDÁVEL AGOSTO INTRODUÇÃO RELATÓRIO PREVISTO E REALIZADO PROJETO VARGEM GRANDE: COMUNIDADE SAUDÁVEL AGOSTO 2016 1. INTRODUÇÃO Neste mês, inúmeras transformações aconteceram no projeto. Temos um grande desafio: a mudança de endereço

Leia mais

Protocolo da Entrevista a Anália

Protocolo da Entrevista a Anália Protocolo da Entrevista a Anália 1 Pedia-lhe que me contasse o que lhe aconteceu de importante desde que acabou a licenciatura até agora. Então, eu acabei o 4.º ano da licenciatura e tinha o 5.º ano que

Leia mais

HISTÓRIA DO IOGURTE TRABALHO COLETIVO. Professora: Batasina Colombari. Atividade desenvolvida: 4º e 5ª ano

HISTÓRIA DO IOGURTE TRABALHO COLETIVO. Professora: Batasina Colombari. Atividade desenvolvida: 4º e 5ª ano HISTÓRIA DO IOGURTE TRABALHO COLETIVO Professora: Batasina Colombari Atividade desenvolvida: 4º e 5ª ano Tudo começou numa fazenda no Sul da Turquia onde morava um menino chamado Vigor. Vigor era um menino

Leia mais

2ª Reunião de Orientação Programa Juventude sem Fronteiras

2ª Reunião de Orientação Programa Juventude sem Fronteiras 2ª Reunião de Orientação Programa Juventude sem Fronteiras Quais os próximos passos? Como vai sera minha rotina? Como será a acomodação? Hábitos culturais, transporte o que eu preciso saber? Datas Oficiais

Leia mais

Minha História de amor

Minha História de amor Minha História de amor Hoje eu vou falar um pouco sobre a minha história de amor! Bem, eu namoro à distância faz algum tempinho. E não é uma distância bobinha não, são 433 km, eu moro em Natal-Rn, e ela

Leia mais

NÃO TEMAS! NA TUA MISSÃO! 2º CICLO

NÃO TEMAS! NA TUA MISSÃO! 2º CICLO 2ª FEIRA 09 DE OUTUBRO Bom Dia! Esta semana terminam as comemorações dos cem anos das aparições de Nossa Senhora aos três pastorinhos. Uma das pastorinhas, a Lúcia, já mais velha, escreveu algumas memórias

Leia mais

ORIENTAÇÃO NOVAS CONSULTORAS

ORIENTAÇÃO NOVAS CONSULTORAS ORIENTAÇÃO NOVAS CONSULTORAS MÓDULO 1 FILOSOFIA E PRINCÍPIOS MARY KAY Orientação para Novas Consultoras Bem-Vindas!!! Orientação para Novas Consultoras Sabemos da importância de estar sempre aprendendo

Leia mais

Edição n.º 4 9 de outubro de Palixa

Edição n.º 4 9 de outubro de Palixa JORNAL DO PRÍNCIPE Edição n.º 4 9 de outubro de 2014 Palixa Todas as quartas-feiras, pelas 18h00, há um grupo de amigos que se reúne no Centro Cultural do Príncipe para conversar e ensinar Lung ie. Pág.

Leia mais

Ela respondeu -pode ser liguem pra duda e falei vem aqui em casa amanha pra festa do pijama ela disse -claro No dia seguinte Elas chegaram cedo entao

Ela respondeu -pode ser liguem pra duda e falei vem aqui em casa amanha pra festa do pijama ela disse -claro No dia seguinte Elas chegaram cedo entao amizade louca Tava bem tarde pra pensar em amigas porque e dificil pensar em amizade verdadeira que as vezes pode se torna uma coisa bem amorosa... As vezes penso em pessoas que não são reais como uma

Leia mais

RELATÓRIO DE VIVENCIA

RELATÓRIO DE VIVENCIA RELATÓRIO DE VIVENCIA Acadêmica: Vanessa Gomes Matos dos Santos Curso: Enfermagem Instituição: ITPAC-PORTO NACIONAL Relatório de Vivencia da Acadêmica de Enfermagem do ITPAC-PORTO, Vanessa Gomes Matos

Leia mais

A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada.

A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada. Era Uma Vez A Rata Era uma vez uma rata que estava sozinha na toquinha. Ela morava com sua mãe e seu padrasto no castelo do rei, ela não tinha medo de nada. A ratinha tinha uma felpa de ferro e pensava

Leia mais