1. Introdução. 2. Torque. Centro de Pós Graduação em Ortodontia

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "1. Introdução. 2. Torque. Centro de Pós Graduação em Ortodontia"

Transcrição

1 1. Introdução Com o surgimento dos acessórios pré-programados, a aplicação do torque passou a ser realizada de duas formas distintas: Pela torção do fio retangular em torno do longo eixo (técnica Edgewise) ou diretamente na base dos acessórios (técnica Straight Wire). Apesar da incorporação das características ideais de torque na base do acessório, em alguns casos existe a necessidade da realização de torques adicionais ou individuais em certos dentes. Assim, na finalização do tratamento ortodôntico os elementos dentários estão posicionados de maneira adequada, proporcionando deste modo, estabilidade, estética e função oclusal. Todos os dentes têm seu próprio eixo de inclinação como referência aos ossos basais, que na maioria das vezes pode ser obtido utilizando os acessórios pré-programados. Fig 1 Acessórios pré-programados com o fio retangular 2. Torque Sempre que usamos fios retangulares, devemos estar atentos ao fato de que estes podem estar com uma torção que produzirá um torque no elemento dentário. Em ortodontia, as palavras torção e torque adquiram um significado particular. Torção: é a manobra que consiste em torcer o arco sobre si próprio (dobra de 3ª ordem). Fig 2 Torção do fio 1

2 4. Incorporações dos torques Fig 3 Torque com a torção do arco (Edgewise) Cada grupo de dentes apresentam inclinações características no sentido vestibulingual, que podem ser incorporadas ao dente pelo acessório (técnica Straight Wire) ou por torções no fio retangular Angulação Fig 4 Torque com acessório préprogramado (Straight Wire) Torque: é o deslocamento do ápice produzido pelo movimento de torção. No movimento de torque, o ponto de apoio ou centro de rotação situa-se no braquete. 3. Classificação dos torques Os torques podem ser classificados quanto: À região do arco dentário À intensidade À distribuição da intensidade Ao sentido do movimento Inclinação Fig 5 Prescrição I (Capelozza) 4. 1) Torque na região posterior superior (contínuo) Na região posterior superior, o torque é lingual de coroa e o mesmo é contínuo. Para a incorporação deste torque segura-se o fio retangular com um dos alicates 442, firmemente na mão esquerda, pressionando na região 2

3 correspondente à distal do incisivo lateral (mesial do canino). Com a mão direita, utiliza-se o alicate 442 e posicionando-o justaposto (distalmente) ao primeiro alicate. Fig 8 Incorporação do torque lingual contínuo Fig 6 Alicates justapostos (visão superior) Fig 9 Incorporação do torque lingual contínuo Fig 7 Alicates justapostos (visão lateral) Faz-se um movimento para baixo com o alicate na mão direita, a fim de incorporar um torque que seja contínuo desde a região de caninos até a região de molares. lado oposto. Repete-se a seqüência para o Fig 10 Leitura do torque lingual no alicate Seqüência da incorporação do torque lingual contínuo: 3

4 molares. Segura-se o fio retangular com um alicate 442, firmemente na mão esquerda, na região distal do incisivo lateral (mesial do canino). Com a mão direita, utiliza-se o outro alicate 442 que deve ser colocado na extremidade do fio ortodôntico, a fim de, ao se promover a torção, se incorporado um torque com diferentes intensidades. Fig 11 Posicionamento dos alicates Faz-se um movimento de torção para dentro com o alicate na mão direita. 4. 2) Torque na região posterior inferior (progressivo) Na região posterior inferior, o torque é lingual de coroa e o mesmo é progressivo. Portanto, o torque lingual progressivo inicia-se na região dos caninos e acentua-se em direção aos Fig 12 Torção do alicate 4

5 Repete-se a mesma seqüência para o lado oposto. A incorporação do torque lingual também pode ser realizada a partir do espaço distal do canino, ficando a região do canino com torque neutro. Leitura do torque lingual progressivo no alicate: Seqüência da incorporação do torque progressivo: Região de canino Região de pré-molar Região de molar 4. 3) Verificação do torque nos dentes posteriores superiores Para a verificação do torque na região de molares superiores, deve-se inserir uma extremidade do arco nos dentes posteriores e observar o comportamento da extremidade oposta. 5

Bráquetesq. metálicos cerâmicos plásticos. corpo; base (superfície de contato). fio). aletas; fixação.

Bráquetesq. metálicos cerâmicos plásticos. corpo; base (superfície de contato). fio). aletas; fixação. Bráquetesq metálicos cerâmicos plásticos Composição i ã : corpo; encaixe ou slot (abriga o fio). aletas; fixação. base (superfície de contato). Bráquetes á t simples e duplo. Bráquetes á t para colagem

Leia mais

ATLAS DE CONFECÇÃO DE DISPOSIIVOS MECÂNICOS

ATLAS DE CONFECÇÃO DE DISPOSIIVOS MECÂNICOS ATLAS DE CONFECÇÃO DE DISPOSIIVOS MECÂNICOS Registro ANVISA nº 80519210001 Relação dos componentes do Sistema SAO Registro ANVISA dos componentes do Sistema SAO: 80519210001 Edição 1208-00-01 Página 1

Leia mais

MBT Roth Andrews Hilgers Ricketts Standard Edgewise. Braquetes Metálicos Tamanho Médio. Características e Benefícios. Prescrições

MBT Roth Andrews Hilgers Ricketts Standard Edgewise. Braquetes Metálicos Tamanho Médio. Características e Benefícios. Prescrições Braquetes Metálicos Tamanho Médio Braquete de tamanho médio fabricado com aço 17/4 (o aço mais resistente do mercado), fazendo do Kirium um braquete de excelente controle. Seu desenho proporciona conforto

Leia mais

CATÁLOGO DE ODONTOLOGIA - SUBGRUPO DE BOTÕES, BRÁQUETES, GANCHO E TUBOS PARA ORTODONTIA

CATÁLOGO DE ODONTOLOGIA - SUBGRUPO DE BOTÕES, BRÁQUETES, GANCHO E TUBOS PARA ORTODONTIA CATÁLOGO DE ODONTOLOGIA - SUBGRUPO DE BOTÕES, BRÁQUETES, GANCHO E TUBOS PARA ORTODONTIA Descrição Botão lingual para colagem base côncava Botão lingual para colagem com base côncava, confeccionado em aço

Leia mais

SOLUÇÕES PARA ORTODONTIA. Guia de Referência de Produtos Odontológicos

SOLUÇÕES PARA ORTODONTIA. Guia de Referência de Produtos Odontológicos SOLUÇÕES PARA ORTODONTIA Guia de Referência de Produtos Odontológicos 3M Oral Care. Ciência que conecta você a um mundo de soluções em Odontologia. A rapidez e a simplicidade no trabalho do profissional

Leia mais

0800 11 10 68 * Capelozza Filho, et al. Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial, v.4, n.4, p.87, Jul/Ago 1999.

0800 11 10 68  * Capelozza Filho, et al. Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial, v.4, n.4, p.87, Jul/Ago 1999. Os braquetes Straight-Wire a serviço do ortodontista. Esta frase define bem o que estamos buscando com a nossa proposta de individualização de braquetes nessa técnica. Alicerçados no conceito de diagnóstico

Leia mais

UBM IV 2ºano 1º Semestre Mestrado Integrado em Medicina Dentária Octávio Ribeiro 2009/2010

UBM IV 2ºano 1º Semestre Mestrado Integrado em Medicina Dentária Octávio Ribeiro 2009/2010 Incisivos & Caninos UBM IV 2ºano 1º Semestre Mestrado Integrado em Medicina Dentária Octávio Ribeiro 2009/2010 Anatomia Dentária 2º ano. INCISIVOS Incisivos Existem dois por quadrante Função de corte Importância

Leia mais

ANGULAÇÕES E INCLINAÇÕES DENTÁRIAS EM PACIENTES COM MÁ OCLUSÃO DE CLASSE I DENTAL ANGULATIONS AND INCLINATIONS IN CLASS I PATIENTS WITH MALOCCLUSION

ANGULAÇÕES E INCLINAÇÕES DENTÁRIAS EM PACIENTES COM MÁ OCLUSÃO DE CLASSE I DENTAL ANGULATIONS AND INCLINATIONS IN CLASS I PATIENTS WITH MALOCCLUSION ARTIGO DE PESQUISA / Research Article ANGULAÇÕES E INCLINAÇÕES DENTÁRIAS EM PACIENTES COM MÁ OCLUSÃO DE CLASSE I DENTAL ANGULATIONS AND INCLINATIONS IN CLASS I PATIENTS WITH MALOCCLUSION Ilza Vanessa Campos

Leia mais

PARÂMETROS ESTÉTICOS DENTES ANTERIORES E FUNCIONAIS DOS CAPÍTULO

PARÂMETROS ESTÉTICOS DENTES ANTERIORES E FUNCIONAIS DOS CAPÍTULO PARÂMETROS ESTÉTICOS E FUNCIONAIS DOS DENTES ANTERIORES 12 CAPÍTULO ANATOMIA E ESCULTURA DENTAL COLEÇÃO APDESPBR VOLUME I CONCEITOS 299 ANATOMIA E ESCULTURA DENTAL SENSAÇÕES ALINHAMENTO AXIAL BILATERAL

Leia mais

Finalização e Detalhamento com um Sistema de Aparelho Pré-ajustado

Finalização e Detalhamento com um Sistema de Aparelho Pré-ajustado Artigo Traduzido Finalização e Detalhamento com um Sistema de Aparelho Pré-ajustado Finishing and Detailing with a Preadjusted Appliance System * Artigo traduzido - J Clin Orthod, v. 25, n. 4, pp. 251-264,

Leia mais

BIOMECÂNICA DO MOVIMENTO ORTODÔNTICO. forças que permite o controle do movimento dentário.

BIOMECÂNICA DO MOVIMENTO ORTODÔNTICO. forças que permite o controle do movimento dentário. BIOMECÂNICA DO MOVIMENTO ORTODÔNTICO A biomecânica é uma ciência i básica da Ortodontia e observa 3 áreas essenciais: 1. Estudo do sistema de forças que permite o controle do movimento dentário. 2. Comportamento

Leia mais

Ary dos Santos Pinto, responde:

Ary dos Santos Pinto, responde: Pergunte a um Expert Ary dos Santos Pinto, responde: Que recursos mecânicos o Sr utilizaria na correção da sobremordida profunda onde a intrusão dos incisivos (superiores e/ou inferiores)é necessária?

Leia mais

BITE BLOCK. Série Aparelhos Ortodônticos. A mordida aberta é uma má oclusão que preocupa o ortodontista desde os primórdios

BITE BLOCK. Série Aparelhos Ortodônticos. A mordida aberta é uma má oclusão que preocupa o ortodontista desde os primórdios Série Aparelhos Ortodônticos BITE BLOCK A mordida aberta é uma má oclusão que preocupa o ortodontista desde os primórdios da ortodontia. Persiste uma preocupação, não só quanto ao diagnóstico e planificação

Leia mais

2. REVISÃO DA LITERATURA

2. REVISÃO DA LITERATURA 5 2. REVISÃO DA LITERATURA E m 1907, Angle 8 descreveu em seu livro cinco tipos distintos de ancoragem: simples, estacionária, recíproca, intermaxilar e occipital. Ancoragem simples permite movimento de

Leia mais

Individualização da angulação dos molares superiores

Individualização da angulação dos molares superiores Mecânica Ortodôntica Individualização da angulação dos molares superiores Reginaldo César Zanelato*, Danilo Furquim Siqueira**, Liliana Ávila Maltagliati**, Marco Antonio Scanavini**** Resumo O presente

Leia mais

CURSOS ICMDS INICIAÇÃO À ORTODONTIA com autoligados

CURSOS ICMDS INICIAÇÃO À ORTODONTIA com autoligados CURSOS ICMDS INICIAÇÃO À ORTODONTIA com autoligados OBJECTIVOS O curso básico de Ortodontia tem por objetivo possibilitar o Médico Dentista, por meio de conhecimento e treino técnico científico, através

Leia mais

Classificação de Angle: A Oclusão Normal; B Maloclusão Classe I; C Maloclusão Classe II; D Maloclusão Classe III

Classificação de Angle: A Oclusão Normal; B Maloclusão Classe I; C Maloclusão Classe II; D Maloclusão Classe III CLASSIFICAÇÃO DE ANGLE Edward Harthey Angle (Dental Cosmos, 1899), baseando-se nas relações ântero-posteriores, classificou as maloclusões de acordo com os primeiros molares permanentes, pois eles são

Leia mais

Método para mensuração das angulações e inclinações das coroas dentárias utilizando modelos de gesso

Método para mensuração das angulações e inclinações das coroas dentárias utilizando modelos de gesso RTIGO I NÉDITO Método para mensuração das angulações e inclinações das coroas dentárias utilizando modelos de gesso driano C. Trevisi Zanelato*, Liliana Ávila Maltagliati**, Marco ntônio Scanavini***,

Leia mais

AVALIAÇÃO DO TORQUE DOS BRAQUETES DE INCISIVOS DA PRESCRIÇÃO MBT MAIRA FERREIRA BÓBBO

AVALIAÇÃO DO TORQUE DOS BRAQUETES DE INCISIVOS DA PRESCRIÇÃO MBT MAIRA FERREIRA BÓBBO UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO CURSO DE MESTRADO EM ORTODONTIA AVALIAÇÃO DO TORQUE DOS BRAQUETES DE INCISIVOS DA PRESCRIÇÃO MBT MAIRA FERREIRA BÓBBO Dissertação apresentada à Universidade Cidade de São

Leia mais

I N N O VAT I O N M A D E S I M P L E

I N N O VAT I O N M A D E S I M P L E I N N O VAT I O N M A D E S I M P L E A DC Ortho atua com excelência na área ortodôntica. Buscamos a excelência em qualidade e serviços. Nosso foco é desenvolver soluções para ortodontia. Somos movidos

Leia mais

do arco utilidade INTRODUÇÃO OBJETIVOS

do arco utilidade INTRODUÇÃO OBJETIVOS versatilidade clínica do arco utilidade Márcio Antonio de Figueiredo Claudia Tebet Peyres de Figueiredo Masato Nobuyasu Marco Antonio Scanavini Danilo Furquim Siqueira INTRODUÇÃO Dentro da ciência Bioprogressiva,

Leia mais

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA

ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA 1 ANÁLISE DA DENTIÇÃO MISTA INTRODUÇÃO O período da dentição mista inicia-se por volta dos 6 anos de idade com a erupção dos primeiros molares permanentes, e termina ao redor dos 12 anos de idade, com

Leia mais

CURSOS ICMDS SISTEMA AUTOLIGAVEL

CURSOS ICMDS SISTEMA AUTOLIGAVEL CURSOS ICMDS SISTEMA AUTOLIGAVEL DESCRIÇÃO Aulas teóricas e praticas baseadas na Literatura mundial sem achismos ou exageros O que funciona? Quais os limites? Conheça os erros mais comuns e como não cair

Leia mais

RELEVO E MORFOLOGIA DENTAL

RELEVO E MORFOLOGIA DENTAL RELEVO E MORFOLOGIA DENTAL DidaAcamente dividimos a coroa dental em terços e senado de visualização. Face vesabular ou lingual -- horizontal: terço mesial, médio e distal -- veracal: terço oclusal ou incisal,

Leia mais

UBM IV 2ºano Mestrado Integrado em Medicina Dentária Viseu, 6 de Outubro de 2009 Octávio Ribeiro

UBM IV 2ºano Mestrado Integrado em Medicina Dentária Viseu, 6 de Outubro de 2009 Octávio Ribeiro Pré-molares UBM IV 2ºano Mestrado Integrado em Medicina Dentária Viseu, 6 de Outubro de 2009 Octávio Ribeiro Anatomia Dentária 1º Pré-molar superior Primeiro Pré-molar Superior Calcificação- inicio aos

Leia mais

Prefaciar um livro é uma imensa responsabilidade, porque você endossa a obra que está sendo apresentada à comunidade científica como um todo.

Prefaciar um livro é uma imensa responsabilidade, porque você endossa a obra que está sendo apresentada à comunidade científica como um todo. e Cirurgião-Dentista, que desempenha as duas atividades como poucos. Nos últimos anos, passamos a ter mais contato, o que para mim foi uma imensa satisfação ter o professor Hilton como aluno no nosso curso

Leia mais

Arcos, Fios e Molas. Variação de Arcos de Nitinol Variação de Arcos de Aço Diversos Fios em Vareta Variedade de Molas de Nitinol

Arcos, Fios e Molas. Variação de Arcos de Nitinol Variação de Arcos de Aço Diversos Fios em Vareta Variedade de Molas de Nitinol Arcos, Fios e Molas Variação de Arcos de Nitinol Variação de Arcos de Aço Diversos Fios em Vareta Variedade de Molas de Nitinol 38 Arcos de Nitinol Termo Ativado Este fio é ativado pelo calor da boca e

Leia mais

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL

INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL INTERPRETAÇÃO DE IMAGENS DAS ALTERAÇÕES DA COROA DENTAL Na imagem radiográfica de um dente íntegro todas as partes são facilmente identificáveis, pois já conhecemos a escala de radiopacidade. Agora começamos

Leia mais

Padronização na confecção do arco de intrusão

Padronização na confecção do arco de intrusão Dica Clínica Padronização na confecção do arco de intrusão Marcio Rodrigues de Almeida*, Renata Rodrigues de Almeida-Pedrin**, Renato Rodrigues de Almeida***, Fernando Pedrin****, Celina Martins Insabralde*****,

Leia mais

Catálogo. de Produtos

Catálogo. de Produtos Catálogo de Produtos Dental Morelli: Comprometimento e tecnologia. Desde sua criação em 1980 a Dental Morelli tem como determinação manter uma política empreendedora de reinvestimento, quer seja em atualização

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO APARELHO (FIG. 1) a) base acrílica b) mola coffin c) arco vestibular d) alças bucinadoras FIGURA 5 FIGURA 6

APRESENTAÇÃO DO APARELHO (FIG. 1) a) base acrílica b) mola coffin c) arco vestibular d) alças bucinadoras FIGURA 5 FIGURA 6 Série Aparelhos Ortodônticos BIONATOR INTRODUÇÃO As más oclusões de Classe II apresentam etiologias distintas, de natureza esquelética, dentária ou a combinação de ambas. O diagnóstico diferencial é de

Leia mais

Resumo. Adriano C. Trevisi Zanelato * André C. Trevisi Zanelato ** André Luis Urbano *** Liliana Àvila Maltagliati Brangeli ****

Resumo. Adriano C. Trevisi Zanelato * André C. Trevisi Zanelato ** André Luis Urbano *** Liliana Àvila Maltagliati Brangeli **** Avaliação comparativa das angulações dos caninos superiores e inferiores durante a fase inicial de alinhamento e fase final de nivelamento, utilizando-se radiografia panorâmica e segundo as prescrições

Leia mais

DENTAL PRESS INTERNATIONAL

DENTAL PRESS INTERNATIONAL MARINGÁMaringá / 2013 2013 1 a Reimpressão DENTAL PRESS INTERNATIONAL 2013 by Dental Press Editora Todos os direitos para a língua portuguesa reservados pela Dental Press Editora Ltda. Nenhuma parte desta

Leia mais

Aparelho Churro Jumper: relato de um caso clínico

Aparelho Churro Jumper: relato de um caso clínico Caso Clínico Aparelho Churro Jumper: relato de um caso clínico Marcos José das Neves*, Ana Carla Raphaelli Nahás**, Wanderson Márcio Itaborahy***, Karina Martins do Valle-Corotti**, Marcus Vinícius dos

Leia mais

Prof. Gustavo Hauber Gameiro. GRUPO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ORTODONTIA

Prof. Gustavo Hauber Gameiro.  GRUPO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ORTODONTIA www.andradegameiro.com.br G E A O GRUPO DE ESTUDOS AVANÇADOS EM ORTODONTIA BIOMECÂNICA AVANÇADA Técnica do Arco Segmentado Aliada à Ortodontia Straight-wire Contemporânea Prof. Gustavo Hauber Gameiro Objetivos

Leia mais

Técnica do Arco Segmentado de Burstone

Técnica do Arco Segmentado de Burstone Tópico Especial Técnica do Arco Segmentado de Burstone Burstone Segmented Arch Technique Maurício Tatsuei Sakima Resumo O presente trabalho elucida as bases da filosofia da Técnica do Arco Segmentado de

Leia mais

Aparelho Arco E-1886E. Partes do aparelho

Aparelho Arco E-1886E. Partes do aparelho BRÁQUETES Aparelho Arco E-1886E Partes do aparelho Aparelho Arco E -1886 APARELHO PINO E TUBO - 1912 Arco Cinta -1915 Aparelho Edgewise - 1925 Braquete original Os primeiros bráquetes eram.022 de uma liga

Leia mais

Consideração de Forças para a Movimentação Dentária

Consideração de Forças para a Movimentação Dentária A R T I G O T R A D U Z I D O Consideração de Forças para a Movimentação Dentária James J. BALDWIN* Resumo Os conceitos básicos relacionados às forças e aos momentos aplicados durante o tratamento ortodôntico

Leia mais

INFLUÊNCIA DA ANGULAÇÃO DOS DENTES ANTERIORES NO PERÍMETRO DO ARCO SUPERIOR

INFLUÊNCIA DA ANGULAÇÃO DOS DENTES ANTERIORES NO PERÍMETRO DO ARCO SUPERIOR INFLUÊNCIA DA ANGULAÇÃO DOS DENTES ANTERIORES NO PERÍMETRO DO ARCO SUPERIOR THE EFECT OF INCISORS AND CANINES TEETH ANGULATION ON SUPERIOR ARCH PERIMETER Capelozza,L.F e Cordeiro, A.S 1. Introdução: A

Leia mais

ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA - INNOVARE

ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA - INNOVARE ESPECIALIZAÇÃO EM ORTODONTIA - INNOVARE DISCIPLINAS DO CURSO, CARGA HORÁRIA E PROFESSOR RESPONSÁVEL 1º SEMESTRE: Total = 348h Disciplina Carga Horária Créditos Docente Responsável Ortodontia Básica 48h

Leia mais

1º PRÉ-MOLAR INFERIOR

1º PRÉ-MOLAR INFERIOR 1º PRÉ-MOLAR INFERIOR 1º PRÉ-MOLAR INFERIOR A CARACTERISTICAS GERAIS Situado distalmente ao canino inferior e mesialmente ao 2º pré-molar inferior. É o menor dente do grupo dos pré-molares, conseqüentemente,

Leia mais

Alternativas para a fixação da contenção fixa ântero-inferior durante a colagem

Alternativas para a fixação da contenção fixa ântero-inferior durante a colagem Dica Clínica Alternativas para a fixação da contenção fixa ântero-inferior durante a colagem Lívia Barbosa Loriato*, André Wilson Machado*, José Maurício de Barros Vieira** Resumo A fase de contenção após

Leia mais

Viseu, 6 de Novembro de 2008. Dentição Decidua. UBM IV 2ºano. Mestrado Integrado em Medicina Dentária Octávio Ribeiro

Viseu, 6 de Novembro de 2008. Dentição Decidua. UBM IV 2ºano. Mestrado Integrado em Medicina Dentária Octávio Ribeiro Viseu, 6 de Novembro de 2008 Dentição Decidua UBM IV 2ºano Mestrado Integrado em Medicina Dentária Octávio Ribeiro Dentição Decidua Funções Fisiológicas Funções Fisiológicas Mastigação Formação de um plano

Leia mais

1º MOLAR INFERIOR A - CARACTERÍSTICAS GERAIS. É o 6 º dente do arco inferior;

1º MOLAR INFERIOR A - CARACTERÍSTICAS GERAIS. É o 6 º dente do arco inferior; MOLARES INFERIORES A - CARACTERÍSTICAS GERAIS É o 6 º dente do arco inferior; A superfície oclusal deste dente é a mais complicada de todos, pois apresenta, em 95% dos casos, cinco cúspides, devido ao

Leia mais

TÁGIDES Saúde e Bem-Estar

TÁGIDES Saúde e Bem-Estar TÁGIDES Saúde e Bem-Estar Estrada Nacional 1,Urbanização Quinta do Cabo, lojas 8 e 9, Povos 2600-009, Vila Franca de Xira Tel; 263209176 914376214 924376162 Email: tagides.sbe@gmail.com Ortodontia- Bases

Leia mais

Bráquetes Cerâmicos ABZIL VERSÃO (A)

Bráquetes Cerâmicos ABZIL VERSÃO (A) Bráquetes Cerâmicos ABZIL VERSÃO (A) Produto de Uso Único Material para Uso Dental Profissional Produto não Estéril Proibido Reprocessar ou Reutilizar COMPOSIÇÃO: Cerâmica. VALIDADE: Indeterminada PRECAUÇÕES:

Leia mais

INCISIVOS INCISIVO CENTRAL SUPERIOR INCISIVO LATERAL SUPERIOR INCISIVO CENTRAL INFERIOR INCISIVO LATERAL INFERIOR CANINOS

INCISIVOS INCISIVO CENTRAL SUPERIOR INCISIVO LATERAL SUPERIOR INCISIVO CENTRAL INFERIOR INCISIVO LATERAL INFERIOR CANINOS INCISIVOS Os incisivos permanentes são o primeiro e segundo dente a contar da linha média; Juntamente com os caninos constituem os dentes anteriores; Os incisivos superiores são geralmente maiores que

Leia mais

Série Aparelhos Ortodônticos: Barra Transpalatina

Série Aparelhos Ortodônticos: Barra Transpalatina Série Aparelhos Ortodônticos barra transpalatina INTRODUÇÃO A barra transpalatina (BTP) tem sido aplicada na mecânica ortodôntica de forma crescente e em muitas situações clínicas. Isto pela característica

Leia mais

Catálogo de Produtos

Catálogo de Produtos Catálogo de Produtos A Dental Morelli Ltda. iniciou suas atividades em 1980 determinada a produzir exclusivamente peças para Ortodontia e Ortopedia funcional. Com o auxílio de tecnologias avançadas e

Leia mais

Avaliação ortopantomográfica das angulações mesiodistais de caninos, pré-molares e molares inferiores com e sem a presença dos terceiros molares

Avaliação ortopantomográfica das angulações mesiodistais de caninos, pré-molares e molares inferiores com e sem a presença dos terceiros molares A r t i g o I n é d i t o Avaliação ortopantomográfica das angulações mesiodistais de caninos, pré-molares e molares inferiores com e sem a presença dos terceiros molares Rodrigo Castellazzi Sella*, Marcos

Leia mais

Tratamento da Má Oclusão de Classe II com Extração de Pré-Molares Superiores

Tratamento da Má Oclusão de Classe II com Extração de Pré-Molares Superiores Tratamento da Má Oclusão de Classe II com Extração de Pré-Molares Superiores *Adriano Cesar Trevisi Zanelato, **Reginaldo Cesar Trevisi Zanelato, ***André Trevisi Zanelato, ****Fernanda M. Machado Bastia.

Leia mais

O CIOF é uma clínica de odontologia especializada que há mais de 13 anos é comprometida com saúde bucal e o bem estar de seus clientes.

O CIOF é uma clínica de odontologia especializada que há mais de 13 anos é comprometida com saúde bucal e o bem estar de seus clientes. A Clínica O CIOF é uma clínica de odontologia especializada que há mais de 13 anos é comprometida com saúde bucal e o bem estar de seus clientes. Localizada nas cidades de Fortaleza, Itapipoca e Pentecoste,

Leia mais

Extração de incisivo inferior: uma opção terapêutica

Extração de incisivo inferior: uma opção terapêutica A r t i g o I n é d i t o Extração de incisivo inferior: uma opção terapêutica Camilo Massa Ferreira Lima*, Eduardo Lacet**, Candice Ramos Marques*** Resumo O planejamento ortodôntico em casos de apinhamento,

Leia mais

gustavo cosenza botelho nogueira mauro luiz matheus

gustavo cosenza botelho nogueira mauro luiz matheus gustavo cosenza botelho nogueira mauro luiz matheus 2006 ÍNDICE Grampos de Retenção...3 Confecção do Grampo Adams...4 Acrilização...7 Hawley...8 Hawley Modificado...9 Expansor Móvel...10 Grade Móvel...11

Leia mais

Arcos, Fios e Molas. Variação de Arcos de Nitinol Variação de Arcos de Aço Diversos Fios em Vareta Variedade de Molas de Nitinol

Arcos, Fios e Molas. Variação de Arcos de Nitinol Variação de Arcos de Aço Diversos Fios em Vareta Variedade de Molas de Nitinol Arcos, Fios e Molas Variação de Arcos de Nitinol Variação de Arcos de Aço Diversos Fios em Vareta Variedade de Molas de Nitinol 0800 11 10 68 www.abzil.com.br 34 Arcos de Nitinol Termo Ativado Este fio

Leia mais

MORDIDAS CRUZADAS. Etiologia

MORDIDAS CRUZADAS. Etiologia MORDIDAS CRUZADAS Mordida Cruzada é uma alteração da oclusão dentária normal, no sentido ântero-posterior para os dentes anteriores, ou no sentido transversal para os dentes posteriores. Etiologia Baseia-se

Leia mais

ANATOMIA INTERNA DENTAL

ANATOMIA INTERNA DENTAL ANATOMIA INTERNA DENTAL Cavidade Pulpar: Espaço no interior dos dentes onde se aloja a polpa. Esta cavidade reproduz a morfologia externa do dente,podendo se distinguir duas porções: uma coronária e outra

Leia mais

COLEÇÃO MANUAIS DA ODONTOLOGIA

COLEÇÃO MANUAIS DA ODONTOLOGIA COLEÇÃO MANUAIS DA ODONTOLOGIA Características normais da oclusão na dentadura decídua CAPÍTULO 2 O que você irá ver neste capítulo: Alessandra Castro Alves Tatiana Kelly da Silva Fidalgo Introdução Análise

Leia mais

8. Restos humanos O material

8. Restos humanos O material 8. Restos humanos DAVID GONÇALVES 8.1. O material As intervenções arqueológicas realizadas em 1995, 1997 e 1998 num depósito de concheiro em Toledo (Vimeiro/Lourinhã) resultaram na recolha de um reduzido

Leia mais

Aparelho para apnéia obstrutiva do sono

Aparelho para apnéia obstrutiva do sono Dica Clínica Aparelho para apnéia obstrutiva do sono Ligiane Vieira Tokano Ramos*, Laurindo Zanco Furquim** A apnéia obstrutiva do sono é conhecida como um distúrbio respiratório crônico, progressivo,

Leia mais

Alguns aspectos da mecânica das alças de retração ortodôntica

Alguns aspectos da mecânica das alças de retração ortodôntica A RTIGO I NÉDITO Alguns aspectos da mecânica das alças de retração ortodôntica Marcelo do Amaral Ferreira*, Paulo César Borges**, Marco Antônio Luersen** Resumo As alças de retração ortodôntica são comumente

Leia mais

AVALIAÇÃO DO TORQUE DOS BRAQUETES DOS INCISIVOS SUPERIORES E INFERIORES DA TERAPIA BIOPROGRESSIVA DE RICKETTS

AVALIAÇÃO DO TORQUE DOS BRAQUETES DOS INCISIVOS SUPERIORES E INFERIORES DA TERAPIA BIOPROGRESSIVA DE RICKETTS UNIVERSIDADE CIDADE DE SÃO PAULO CURSO DE MESTRADO EM ORTODONTIA AVALIAÇÃO DO TORQUE DOS BRAQUETES DOS INCISIVOS SUPERIORES E INFERIORES DA TERAPIA BIOPROGRESSIVA DE RICKETTS WANDER VICENTE GOMES FILHO

Leia mais

Avaliação Estética de Prof. Dr. Fernando Mandarino. Nome do Paciente:, Data: / /.

Avaliação Estética de Prof. Dr. Fernando Mandarino. Nome do Paciente:, Data: / /. Avaliação Estética de Prof. Dr. Fernando Mandarino Nome do Paciente:, Data: / /. 1. Questões Preliminares 1.1 Se houvesse algo que você pudesse fazer para modificar seu sorriso, o que seria? 1.2 Você prefere

Leia mais

PRÉ-MOLARES. Os Pré-Molares superiores decrescem no sentido mésio-distal enquanto os inferiores têm sentido crescente.

PRÉ-MOLARES. Os Pré-Molares superiores decrescem no sentido mésio-distal enquanto os inferiores têm sentido crescente. PRÉ-MOLARES PRÉ-MOLARES Pré-Molares são conhecidos como pequenos molares bicuspidados, em número de quatro para cada arco, dois de cada lado da linha mediana chamados de primeiros e segundos prémolares;

Leia mais

Inovação. Precisão. Eficiência. Descubra o universo Portia.

Inovação. Precisão. Eficiência. Descubra o universo Portia. Inovação. Precisão. Eficiência. Descubra o universo Portia. Conheça o Portia - bracket autoligado, e posicione-se no mercado como um provedor de soluções para as novas demandas dos pacientes. Estar preparado

Leia mais

Emprego racional da Biomecânica em Ortodontia: arcos inteligentes

Emprego racional da Biomecânica em Ortodontia: arcos inteligentes T ó p i c o E s p e c i a l Emprego racional da iomecânica em Ortodontia: arcos inteligentes Marcio Rodrigues de lmeida*, Giovanni Modesto Vieira**, Carlos Henrique Guimarães Jr***, Mustapha mad Neto****,

Leia mais

A r t i g o I n é d i t o

A r t i g o I n é d i t o A r t i g o I n é d i t o A influência do posicionamento ântero-posterior da alça T segmentada durante o movimento de retração inicial: uma avaliação pelo método dos elementos finitos* Raquel Silva Lotti**,

Leia mais

Rev. Cient. In FOC v.1 n RELATO DE CASO CLÍNICO

Rev. Cient. In FOC v.1 n RELATO DE CASO CLÍNICO CLÍNICO RETRAÇÃO EM MASSA UTILIZANDO ANCORAGEM ABSOLUTA: Apresentação de um caso clínico com miniimplantes para ancoragem direta Mass retraction using absolute anchorage: A case report with miniscrews

Leia mais

Descrição de Técnica. Leopoldino Capelozza Filho*, José Antonio Zuega Capelozza** Palavras-chave: Diagrama. Straight-wire.

Descrição de Técnica. Leopoldino Capelozza Filho*, José Antonio Zuega Capelozza** Palavras-chave: Diagrama. Straight-wire. Descrição de Técnica DIAO: Diagrama individual anatômico objetivo. Uma proposta para escolha da forma dos arcos na técnica de Straight-Wire, baseada na individualidade anatômica e nos objetivos de tratamento

Leia mais

Utilização de ancoragem esquelética indireta para verticalização de molares inferiores

Utilização de ancoragem esquelética indireta para verticalização de molares inferiores Caso Clínico Utilização de ancoragem esquelética indireta para verticalização de molares inferiores Rafael de Faria Bicalho*, Jaime Sampaio Bicalho**, Marcos Laboissière Jr.*** Resumo Um movimento particularmente

Leia mais

INSTALAÇÃO LINHA NYLOFOR

INSTALAÇÃO LINHA NYLOFOR INSTALAÇÃO LINHA NYLOFOR 23 de AGOSTO 2013 Situação 1 INÍCIO DE LANCE E TRECHO INTERMEDIARIO 2,50m (centro a centro) 2,46m (internamente) Largura Painel = 2,50m / Postes: 4 X 6 cm ESPAÇAMENTO ENTRE POSTES

Leia mais

Especialização! Ortodontia- T16! Início:JAN/2014,16ª turma.! Dr. Paulo Picanço e Equipe.!

Especialização! Ortodontia- T16! Início:JAN/2014,16ª turma.! Dr. Paulo Picanço e Equipe.! Especialização Ortodontia- 6 Início:JA/2014,16ª turma. Dr. Paulo Picanço e Equipe. Mestre e Doutorando em Ortodontia; Membro da Charles Tweed Foundation - Arz- USA; Membro da MEAW Foundation - Boston -

Leia mais

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL

BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL BOARD BRASILEIRO DE ORTODONTIA E ORTOPEDIA FACIAL Caso Clínico IGC: 17 Classe II Divisão 1 de Angle, com Retrusão Maxilar, Apinhamento Inferior e Caninos Superiores Impactados Paciente: Pimenta, L. T.

Leia mais

Utilização da barra transpalatina na correção da má-oclusão de Classe II durante a dentição mista

Utilização da barra transpalatina na correção da má-oclusão de Classe II durante a dentição mista Ortoclínica Utilização da barra transpalatina na correção da má-oclusão de Classe II durante a dentição mista Angle Class II correction using the transpalatal arch during early treatment Ewaldo Luiz de

Leia mais

Histórico. Histórico. Histórico. Histórico. Forma. Classificação

Histórico. Histórico. Histórico. Histórico. Forma. Classificação Histórico 1751 - Cronstedt descobre o elemento níquel. 1791 Gregor descobre o elemento titânio. 1797 - Vauquelin descobre o elemento cromo. 1916 Brearley desenvolve a primeira liga de aço inoxidável. Histórico

Leia mais

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS:

APRESENTAÇÃO DAS BANDAS TIPOS: 1 2 BANDAS ORTODÔNTICAS Introdução Para entendermos a real importância destes componentes de um aparelho ortodôntico, devemos inicialmente compreender qual a função da bandagem frente à um complexo sistema

Leia mais

1) grade fixa 2) arco palatino 3) banda 4) solda para unir a banda ao arco FIGURA 1 FIGURA 2

1) grade fixa 2) arco palatino 3) banda 4) solda para unir a banda ao arco FIGURA 1 FIGURA 2 Série Aparelhos Ortodônticos GRADE PALATINA GRADE PALATINA A grande preocupação atual em identificar-se as características de uma má oclusão nos sentidos transversal e vertical, deve-se ao fato de que

Leia mais

RECUPERADORES DE ESPAÇO

RECUPERADORES DE ESPAÇO RECUPERADORES DE ESPAÇO Conceito Recuperadores de espaço são usados para recuperar o espaço perdido nas arcadas dentárias. Eles verticalizam os dentes que inclinaram, depois que outros foram perdidos.

Leia mais

Mantenedores de Espaço e sua Aplicação Clínica

Mantenedores de Espaço e sua Aplicação Clínica REVISÃO DA LITERATURA Mantenedores de Espaço e sua Aplicação Clínica Guidelines on the Use of Space Maintainers Renato Rodrigues de ALMEIDA* Renata Rodrigues de ALMEIDA-PEDRIN** Marcio Rodrigues de ALMEIDA***

Leia mais

compensatório da no paciente adulto Introdução Fabrício Pinelli Valarelli Karina Maria Salvatore de Freitas Rodrigo Hermont Cançado

compensatório da no paciente adulto Introdução Fabrício Pinelli Valarelli Karina Maria Salvatore de Freitas Rodrigo Hermont Cançado Tratamento compensatório da mordida aberta anterior no paciente adulto Fabrício Pinelli Valarelli Karina Maria Salvatore de Freitas Rodrigo Hermont Cançado Introdução O tratamento da mordida aberta anterior

Leia mais

Individualização de Braquetes na Técnica de Straight-Wire: Revisão de Conceitos e Sugestão de Indicações para Uso

Individualização de Braquetes na Técnica de Straight-Wire: Revisão de Conceitos e Sugestão de Indicações para Uso Tópico Especial Individualização de Braquetes na Técnica de Straight-Wire: Revisão de Conceitos e Sugestão de Indicações para Uso Brackets Individualization in Straight-Wire Technique: Concepts Review

Leia mais

TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO.

TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO. TIP-EDGE e a TÉCNICA DIFERENCIAL DO ARCO RETO....Tip-Edge é um braquete com um slot edgewise modificado, pré-ajustado, que permite inclinação da coroa em uma direção e ainda cria ancoragem através de movimento

Leia mais

FIGURA 3 - FIGURA 4 - FIGURA 5 - Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial 1 5

FIGURA 3 - FIGURA 4 - FIGURA 5 - Revista Dental Press de Ortodontia e Ortopedia Facial 1 5 B A C FIGURA 3 - Ilustração do fio NiTi superelástico. A, Stop colocado no fio distal ao braquete do primeiro pré-molar e a porção distal do tubo do molar. B, Fio inserido no tubo do molar, defletido no

Leia mais

(22) Data do Depósito: 25/02/2015. (43) Data da Publicação: 20/09/2016

(22) Data do Depósito: 25/02/2015. (43) Data da Publicação: 20/09/2016 INPI (21) BR 102015003982-4 A2 (22) Data do Depósito: 25/02/2015 *BR102015003982A República Federativa do Brasil Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços Instituto Nacional da Propriedade

Leia mais

A versatilidade clínica do arco utilidade

A versatilidade clínica do arco utilidade T ÓPICO ESPECIL versatilidade clínica do arco utilidade Márcio ntonio de Figueiredo*, Claudia Tebet Peyres de Figueiredo**, Masato Nobuyasu***, Gervásio Yoshio Gondo****, Danilo Furquim Siqueira***** Resumo

Leia mais

ORTODONTIA CATÁLOGO 2016

ORTODONTIA CATÁLOGO 2016 ORTODONTIA CATÁLOGO 2016 O Grupo Dentaurum desenvolve, fabrica e vende produtos para dentistas e técnicos de prótese dentária em todo o mundo. Sediado na Alemanha, a empresa tem 129 anos de tradição e

Leia mais

Colagem Indireta Fase Laboratorial e Clínica

Colagem Indireta Fase Laboratorial e Clínica Colagem Indireta Fase Laboratorial e Clínica Autore Adriano César Trevisi Zanelato Introdução Em 1972, com o surgimento do aparelho ortodôntico Straight-Wire de Andrews 1 e dos braquetes programados, a

Leia mais

Má oclusão Classe II de Angle tratada sem extrações e com controle de crescimento*

Má oclusão Classe II de Angle tratada sem extrações e com controle de crescimento* C a s o Cl í n i c o BBO Má oclusão Classe II de Angle tratada sem extrações e com controle de crescimento* Flávia Artese** Resumo A má oclusão Classe II de Angle é caracterizada por uma discrepância dentária

Leia mais

PULS. Placa Radio Distal. Sistema de Placas para o Rádio Distal com ângulo fixo

PULS. Placa Radio Distal. Sistema de Placas para o Rádio Distal com ângulo fixo PULS Placa Radio Distal Sistema de Placas para o Rádio Distal com ângulo fixo Introdução Ao contrário dos implantes tradicionais, as placas de angulação fixa permitem um tratamento funcional precoce, desejado

Leia mais

HASTE PROXIMAL FEMORAL TÉCNICA CIRÚRGICA

HASTE PROXIMAL FEMORAL TÉCNICA CIRÚRGICA TÉCNICA CIRÚRGICA TÉCNICA CIRÚRGICA PFN Obs.: A técnica deve ser aplicada com o auxílio do intensificador de imagens. DETERMINAÇÃO DO COMPRIMENTO E POSICIONAMENTO DA HASTE Coloque o Gabarito Visual sobre

Leia mais

IGC - Índice do Grau de Complexidade

IGC - Índice do Grau de Complexidade IGC - Índice do Grau de Complexidade Uma medida da complexidade do caso DI -American Board of Orthodontics Autorização American Board of Orthodon1cs- ABO Atualização: 13.05.2013 12. Outros Itens pontuados

Leia mais

Aplicação da versatilidade do aparelho pré-ajustado MBT, nos casos que apresentam os incisivos laterais superiores em linguoversão

Aplicação da versatilidade do aparelho pré-ajustado MBT, nos casos que apresentam os incisivos laterais superiores em linguoversão Caso Clínico Aplicação da versatilidade do aparelho pré-ajustado MBT, nos casos que apresentam os incisivos laterais superiores em linguoversão Reginaldo César Zanelato*, Sáverio Mandetta**, Cássia Terezinha

Leia mais

Avaliação da densidade óssea para instalação de mini-implantes

Avaliação da densidade óssea para instalação de mini-implantes A r t i g o I n é d i t o Avaliação da densidade óssea para instalação de mini-implantes Marlon Sampaio Borges*, José Nelson Mucha** Resumo Introdução: além da espessura da cortical óssea e da largura

Leia mais

Lição 02 Noções de Ergonomografia

Lição 02 Noções de Ergonomografia Lição 02 Noções de Ergonomografia Ergonomografia significa buscar nas características anatômicas, fisiológicas e psicológicas do ser humano a otimização para realizar o trabalho de escrever, usando os

Leia mais

Curso de Especialização em Ortodontia Lista de Materiais

Curso de Especialização em Ortodontia Lista de Materiais 2015 Curso de Especialização em Ortodontia Lista de Materiais Lista de Materiais para laboratório e clínica ORTOGEO Rua República do Iraque, 340- São José dos Campos-SP (12) 3923-2626 2 RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES

Leia mais

TYPODONT. 1 - Partes Constituintes: 1.1 - Bases 1.2 - Plataformas de Suporte

TYPODONT. 1 - Partes Constituintes: 1.1 - Bases 1.2 - Plataformas de Suporte TYPODONT 1 - Partes Constituintes: 2 - Preparo: 3 - Finalidade: 4 - Dentes: 1.1 - Bases 1.2 - Plataformas de Suporte 1.3 - Hastes 1.4 - Parafusos de Fixação das Bases 1.5 - Parafusos de Fixação dos Guias

Leia mais

Tipos de Esforços: Resistência dos Materiais. Tensão esforço/área. Esforço carga. Esforços complexos: transversal - Tangentes a secção transversal

Tipos de Esforços: Resistência dos Materiais. Tensão esforço/área. Esforço carga. Esforços complexos: transversal - Tangentes a secção transversal Resistência dos Materiais Conceito: É a parte da física que estuda o efeito de esforços na parte interna dos corpos. Esforço carga Tensão esforço/área Tipos de Esforços: - Perpendiculares a secção transversal

Leia mais

ROTEIRO DE TÉCNICAS ANESTÉSICAS

ROTEIRO DE TÉCNICAS ANESTÉSICAS ROTEIRO DE TÉCNICAS ANESTÉSICAS Anestesia em anestésico o mais próximo possível do ápice do dente a ser anestesiado. Objetivo : Propiciar o conhecimento das técnicas anestésicas, principalmente as utilizadas

Leia mais

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento

O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Dica Clínica O setup ortodôntico como método auxiliar de diagnóstico e planejamento Hallissa Simplício*, Ary dos Santos-Pinto**, Marcus Vinicius Almeida de Araújo***, Sergei Godeiro Fernandes Rabelo Caldas****,

Leia mais

Fechamento de espaços com arco contínuo e alças em T distais aos caninos

Fechamento de espaços com arco contínuo e alças em T distais aos caninos 18 Fechamento de espaços com arco contínuo e alças em T distais aos caninos Gerson Luiz Ulema Ribeiro Mauricio runetto ndré Weissheimer Orlando Motohiro Tanaka 256 Introdução O fechamento de espaços constitui

Leia mais