PEDIDOS DE VAGAS E FUNCIONAMENTO DOS CICLOS DE ESTUDOS ANO LECTIVO 2015/2016

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PEDIDOS DE VAGAS E FUNCIONAMENTO DOS CICLOS DE ESTUDOS ANO LECTIVO 2015/2016"

Transcrição

1 PEDIDOS DE VAGAS E FUNCIONAMENTO DOS CICLOS DE ESTUDOS ANO LECTIVO 2015/2016 Sendo a transparência dos processos de candidatura e recrutamento de estudantes um dos elementos constituintes do sistema interno de garantia da qualidade, todos os pedidos de vagas e de funcionamento de segundos e terceiros ciclos de estudos terão de incluir os seguintes elementos: 3.º ciclo de estudos em em Engenharia do Ambiente Unidade(s) Orgânica(s) Faculdade de Engenharia Universidade(s) em associação /grau conjunto/duplo/múltiplo (1) Não aplicável Nome e endereço eletrónico do(a) Diretor(a) do Ciclo de Estudos (em 2015/2016) Fernando Veloso Gomes: VAGAS NÚMERO TOTAL DE VAGAS (2) 15 DISRIBUIÇÃO DO NÚMERO TOTAL DE VAGAS (se VAGAS POR FASE DE CANDIDATURAS VAGAS ESPECIALMENTE DESTINADAS A CANDIDATOS(AS) AO ABRIGO DE PROTOCOLOS (se NÚMERO MÍNIMO DE ESTUDANTES PARA FUNCIONAMENTO (3) 1.ª FASE 10 2.ª FASE (se 5 + sobrantes da 1ª fase, caso existam 3.ª FASE (se Sobrantes da 2ª fase, caso existam 4.ª FASE (se Sobrantes da 3ª fase, caso existam Às vagas acima definidas acrescem vagas para ao abrigo de programas específicos/protocolos 1 O Programa Doutoral em Engenharia do Ambiente não envolve atualmente unidades curriculares para além da Tese, mesmo que só seja admitido um novo estudante a viabilidade de funcionamento não estará em causa. VAGAS PARA 2º ANO DE SEGUNDOS CICLOS (4) NA Condições de Ingresso: CONDIÇÕES DE ACESSO CRITÉRIOS DE SELECÇÃO E SERIAÇÃO E RESPETIVA PONDERAÇÃO (5) Podem candidatar-se aos Programas Doutorais os titulares do grau de mestre ou equivalente legal; titulares de um grau de licenciado, detentores de um currículo escolar e científico especialmente relevante que seja reconhecido; detentores de um currículo escolar, científico ou profissional que seja reconhecido como atestando a capacidade para realização deste ciclo de estudos. A seriação dos será feita de acordo com uma classificação ponderada resultante da apreciação dos seguintes parâmetros: a) Currículo académico; b) Currículo científico e c) Currículo profissional. a) O currículo académico (CA) será apreciado tendo em conta uma ponderação das habilitações académicas exigidas nos seguintes termos: i) Pontuação igual à classificação final do mestrado ou equivalente, ponderada pelos factores 1 se o curso tiver sido realizado em instituições de ensino superior de reconhecido prestígio e 0,8 se a instituição não estiver nessas condições. ii) Se o candidato for detentor de uma pós-graduação na área do programa doutoral, acrescem um, dois ou três valores, consoante a duração for respetivamente de um

2 trimestre, de um semestre ou anual. iii) Aos alunos detentores duma bolsa de Doutoramento financiada pela FCT, ou por outra instituição de reconhecido mérito, acresce igualmente três valores. b) O Currículo científico (CC) - pondera, numa escala de 0-20 valores, a participação dos em projectos de investigação, numero de artigos publicados, prémios e elementos análogos, congressos e seminários, desde que se trate de actividades na área científica do ciclos de estudos em apreço, nos seguintes termos: currículo pouco relevante: 12 valores currículo relevante: 14 valores currículo muito relevante: 16 valores currículo extremamente relevante: 18 valores c) Currículo profissional (CP) - pondera, numa escala de 0-20 valores, a duração e a natureza de funções profissionais exercidas, desde que tituladas por contrato de trabalho, ou em regime de trabalho independente, na área científica do ciclo de estudos em apreço, nos seguintes termos: currículo pouco relevante: 12 valores currículo relevante: 14 valores currículo muito relevante: 16 valores currículo extremamente relevante: 18 valores A classificação final será pontuada mediante a aplicação da seguinte formula, numa escala de 0 (zero) e 20 (vinte) valores: Nota Ponderada = (2.CA+ CC + CP) / 4. A nota ponderada será expressa até às décimas. Serão excluídos os com classificação final ponderada inferior a 13 valores (12,5 com a precisão anteriormente definida). CALENDÁRIO 1.ª FASE CANDIDATURAS CALENDÁRIO 2.ª FASE CANDIDATURAS (6) CALENDÁRIO 3.ª FASE CANDIDATURAS (se CANDIDATURAS: CALENDARIZAÇÃO Prazo para apresentação das candidaturas 24 de fevereiro a 16 de abril de 2015 Prazo para afixação de resultados 12 de maio de 2015 Modo de notificação dos indicado na candidatura Prazo para apresentação de reclamação dos 12 a 25 de maio de 2015 Prazo para publicação da decisão de Até 8 de junho de 2015 Prazo para matrículas 15 a 21 de maio de 2015 Prazo para colocação de suplentes Até 3 de junho de 2015 Prazo para publicação de vagas sobrantes Até 19 de junho de 2015 para a 2.ª Fase Prazo para apresentação das candidaturas 17 de abril a 12 de agosto de 2015 Prazo para afixação de resultados 4 de setembro de 2015 Modo de notificação dos indicado na candidatura Prazo para apresentação de reclamação dos 4 a 17 de setembro de 2015 Prazo para publicação da decisão de Até 6 de outubro de 2015 Prazo para matrículas 10 a 16 de setembro de 2015 Prazo para colocação de suplentes Até 1 de outubro de 2015 Prazo para apresentação das candidaturas 5 a 19 de outubro de 2015 Prazo para afixação de resultados 30 de outubro de 2015 Modo de notificação dos indicado na candidatura Prazo para apresentação de reclamação dos 30 de outubro a 12 de novembro de 2015 Prazo para publicação da decisão de Até 30 de novembro de 2015

3 CALENDÁRIO 4.ª FASE CANDIDATURAS (se Prazo para matrículas 3 a 9 de novembro de 2015 Prazo para colocação de suplentes Até 16 de novembro de 2015 Prazo para apresentação das candidaturas 5 de novembro a 11 de dezembro de 2015 Prazo para afixação de resultados 7 de janeiro de 2016 Modo de notificação dos indicado na candidatura Prazo para apresentação de reclamação dos 7 a 20 de janeiro de 2016 Prazo para publicação da decisão de Até 8 de fevereiro de 2016 Prazo para matrículas 12 a 18 de janeiro de 2016 Prazo para colocação de suplentes Até 29 de janeiro de 2016 CREDITAÇÕES: CALENDARIZAÇÃO PRAZO PARA PEDIDO DE CREDITAÇÃO DE FORMAÇÃO ANTERIOR/ EXPERIÊNCIA PROFISSIONAL PRAZO PARA PUBLICAÇÃO DE RESULTADOS DESSA CREDITAÇÃO PRAZO PARA ALTERAÇÃO DA INSCRIÇÃO RESULTANTE DO PROCESSO DE CREDITAÇÃO 1ª fase: até 21 de maio de ª fase: até 16 de setembro de ª fase: até 9 de novembro de ª fase: até 18 de janeiro de ª fase: até 12 de junho de ª fase: até 7 de outubro de ª fase: até 30 de novembro de ª fase: até 8 de fevereiro de ª, 2ª, 3.ª e 4.ª fase até 10 dias úteis após publicação do resultado da creditação ANO LETIVO: CALENDARIZAÇÃO INÍCIO DO ANO LECTIVO 14 de setembro de 2015 PRAZO LIMITE PARA PUBLICAÇÃO RESULTADOS DO 1º SEMESTRE 26 de fevereiro de 2016 INÍCIO DO SEGUNDO SEMESTRE 15 de fevereiro de 2016 PRAZO LIMITE PARA PUBLICAÇÃO RESULTADOS DO 2º SEMESTRE 31 de julho de 2016 PROPINAS Estudantes nacionais e estrangeiros não abrangidos pelo estatuto de estudante internacional: 3.000,00 VALOR DE PROPINA TEMPO INTEGRAL (7) Estudantes abrangidos pelo estatuto de estudante internacional: 6.000,00 Estudantes abrangidos pelo estatuto de estudante internacional (CPLP): 3.000,00 Nota: Decreto-Lei n.º 36/2014 de 10 de março - Regulamenta o estatuto do estudante internacional Estudantes nacionais e estrangeiros não abrangidos pelo estatuto de estudante internacional: 1.800,00 VALOR DE PROPINA TEMPO PARCIAL Estudantes abrangidos pelo estatuto de estudante internacional: 3.600,00 Estudantes abrangidos pelo estatuto de estudante internacional (CPLP): 1.800,00 OBSERVAÇÕES Nota: Decreto-Lei n.º 36/2014 de 10 de março - Regulamenta o estatuto do estudante internacional CONTACTOS PARA OBTENÇÃO DE INFORMAÇÕES PARA DIVULGAÇÃO INFORMAÇÕES E DIVULGAÇÃO (8) Identificação da pessoa de contacto (se Dra. Célia Cerqueira Endereço(s) eletrónico(s) Telefone(s) VAGAS UNIDADES CURRICULARES SINGULARES VAGAS POR UC PARA UNIDADSE CURRICULARES SINGULARES NA DOCUMENTOS NECESSÁRIOS NA APRESENTAÇÃO DAS CANDIDATURAS

4 DOCUMENTOS NECESSÁRIOS NA APRESENTAÇÃO DAS CANDIDATURAS Documento de identificação (Bilhete de Identidade/Cartão de Cidadão/ Passaporte) (Obrigatório) Certidão de conclusão de um curso superior (Obrigatório) Certidão de unidades curriculares do estabelecimento do ensino superior em que obteve aprovação com indicação do regime (semestral ou anual) e nº de UC/ECTS. Caso não obtenha a certidão contendo todos estes elementos, deverá acrescentar lista discriminativa das unidades curriculares realizadas, com a informação em falta. (Obrigatório) Curriculum vitae (Obrigatório) Informação referente ao orientador (opcional) (Opcional) Cartas de recomendação (Opcional) (2*) Fotografia ORIENTAÇÕES PREENCHIMENTO DE PROPOSTAS DE FUNCIONAMENTO DE CICLOS DE ESTUDOS (1) Sempre que o ciclo de estudos funcione em colaboração com outra(s) Universidade(s), será necessário incluir EM ANEXO todas as informações que estejam contempladas no respetivo Protocolo/ Adenda a propósito do funcionamento do ciclo de estudos, mesmo que não estejam contemplados neste formulário. (2) Sempre que o ciclo de estudos funcione em colaboração com outra(s) Universidade(s) e funcione em simultâneo nas instituições envolvidas, será necessária, caso se aplique, a indicação do número de vagas em cada Universidade. Exemplo: TOTAL DE VAGAS: X Vagas U.Porto: Y Vagas U.Lisboa: Z. (3) Nos segundos ciclos, o número de estudantes necessário para autorização de funcionamento do ciclo de estudos deverá ser, no mínimo, 15. Nos terceiros ciclos o número de estudantes necessário para funcionamento deverá ser, no mínimo, 5 para os ciclos de estudos com parte curricular (curso de doutoramento). Qualquer alteração a estes valores deverá ser fundamentada e sujeita a autorização do reitor. (4) Apenas vagas para o 2.º ano dos segundos ciclos ao abrigo da Recomendação do CRUP de 08 de Janeiro de (5) Critérios de seleção e seriação de candidaturas: Os critérios terão de ser acompanhados da informação dos respetivos pesos. Considerando que a informação detalhada poderá ser muito extensa, sugere-se o seu envio em anexo. (6) 2.ª fase de candidaturas segundos ciclos: Para se garantir a possibilidade de candidaturas por estudantes que terminem o seu primeiro ciclo em Julho, deve ser sempre prevista uma segunda fase, com vagas específicas (a que poderão acrescer eventuais vagas sobrantes da primeira fase). (7) Propinas segundos ciclos: sempre que a propina a aplicar ao segundo ciclo seja equivalente ao valor da propina da formação inicial, em que a UO determine os primeiros e segundos ciclos enquanto pares de ciclos de estudos de licenciatura e de mestrado abrangidos pelo n.º 2 do artigo 27.º do DL 74/2006, de 24 de Março ( o valor das propinas devidas pela inscrição no ciclo de estudos conducente ao grau de mestre no ensino público, quando a sua conjugação com um ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado seja indispensável para o acesso ao exercício de uma atividade profissional, é igualmente fixado nos termos previstos para o ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado no n.º 2 do artigo 16.º da Lei n.º 37/2003, de 22 de Agosto ), a proposta de funcionamento deverá ser acompanhada da respetiva fundamentação (EM ANEXO), cuja informação deverá ser oportunamente remetida por estes Serviços à DGES.

5 (8) Fazemos notar que os dados fornecidos neste campo serão os indicados em ações de divulgação da oferta formativa, nomeadamente, na Revista Alumni e em folhetos de divulgação da U.Porto.

EDITAL MESTRADO EM SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO. (edição )

EDITAL MESTRADO EM SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO. (edição ) EDITAL MESTRADO EM SEGURANÇA E SAÚDE DO TRABALHO (edição 2016-) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de março, com as alterações introduzidas pelo

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA. ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE AVALIAÇÃO E APLICAÇÃO CLÍNICA DO MOVIMENTO (edição )

EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA. ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE AVALIAÇÃO E APLICAÇÃO CLÍNICA DO MOVIMENTO (edição ) EDITAL MESTRADO EM FISIOTERAPIA ÁREA DE ESPECIALIZAÇÃO DE AVALIAÇÃO E APLICAÇÃO CLÍNICA DO MOVIMENTO (edição 2016-) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006

Leia mais

MESTRADO EM AGRICULTURA BIOLÓGICA Edição

MESTRADO EM AGRICULTURA BIOLÓGICA Edição INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL (EDIÇÃO 2016-2018) Nos termos do Decreto-Lei nº42/2005, de 22 de fevereiro e do Decreto-Lei nº74/2006, de 24 de março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM AUDIOLOGIA (edição )

EDITAL MESTRADO EM AUDIOLOGIA (edição ) EDITAL MESTRADO EM AUDIOLOGIA (edição -) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de março, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 107/2008

Leia mais

3. Os prazos para candidatura, seleção, seriação, matrícula, inscrição e reclamação são os fixados no anexo 1;

3. Os prazos para candidatura, seleção, seriação, matrícula, inscrição e reclamação são os fixados no anexo 1; EDITAL 1. Faz-se público que estão abertas, candidaturas para a admissão ao Curso de Mestrado em Promoção e Educação para a Saúde, a iniciar no 1º semestre do ano letivo de 2016/2017, em organização conjunta

Leia mais

AVISO DE ABERTURA N.º 361/GA/GAI. Ano letivo 2017/2018 Curso de 2º Ciclo. 2º Ciclo Mestrado em Direito

AVISO DE ABERTURA N.º 361/GA/GAI. Ano letivo 2017/2018 Curso de 2º Ciclo. 2º Ciclo Mestrado em Direito AVISO DE ABERTURA N.º 361/GA/GAI Faculdade de Direito Ano letivo 2017/2018 Curso de 2º Ciclo 2º Ciclo Mestrado em Direito 1. Numerus clausus: 1ª Fase: 0 vagas 2ª Fase: 130* vagas 3ª Fase: 130* vagas +

Leia mais

EDITAL anexo 1 anexo 2 anexo 3 anexo 1 anexo 4 20)

EDITAL anexo 1 anexo 2 anexo 3 anexo 1 anexo 4 20) EDITAL 1. Faz-se público que está aberto concurso para admissão ao Curso de Mestrado em Gerontologia Social, a iniciar no 1º semestre do ano letivo de 2016/2017 em organização conjunta da Escola Superior

Leia mais

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM DIREÇÃO HOTELEIRA DA ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO 1

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM DIREÇÃO HOTELEIRA DA ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO 1 EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM DIREÇÃO HOTELEIRA DA ESCOLA SUPERIOR DE HOTELARIA E TURISMO 1 Delminda Augusta Pinto Lopes, Vice-Presidente, em substituição

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TÉCNICO DE INSPEÇÃO AVANÇADA DE ESTRUTURAS EDIÇÃO 2014/2015

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TÉCNICO DE INSPEÇÃO AVANÇADA DE ESTRUTURAS EDIÇÃO 2014/2015 CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE PÓS-GRADUAÇÃO EM TÉCNICO DE INSPEÇÃO AVANÇADA DE ESTRUTURAS EDIÇÃO 2014/2015 O Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, João Manuel Simões da Rocha, faz saber:

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO URBANA

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO URBANA INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM ENGENHARIA CIVIL ESPECIALIZAÇÃO EM CONSTRUÇÃO URBANA Edição 2016-2018 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005,

Leia mais

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM INFORMÁTICA E SISTEMAS.

INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM INFORMÁTICA E SISTEMAS. INSTITUTO SUPERIOR DE ENGENHARIA DE COIMBRA EDITAL DE ABERTURA DE CONCURSO DE ACESSO MESTRADO EM INFORMÁTICA E SISTEMAS Edição 2016-2018 Nos termos do Decreto -Lei n.º 42/2005, de pelo 22 de Fevereiro,

Leia mais

Ano letivo 2015/2016

Ano letivo 2015/2016 EDITAL CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO DO TURISMO, DA ESCOLA SUPERIOR DE GESTÃO DO INSTITUTO POLITÉCNICO DO CÁVADO E DO AVE E DO INSTITUTO SUPERIOR DE CONTABILIDADE E ADMINISTRAÇÃO DO

Leia mais

D E S P A C H O Nº 17/2013

D E S P A C H O Nº 17/2013 D E S P A C H O Nº 17/2013 Por proposta do Conselho Pedagógico, foram aprovados os Calendários Escolares (1.º, 2.º e 3.º ciclos) para o ano lectivo de 2013/2014, que se anexam ao presente Despacho e dele

Leia mais

EDITAL. MESTRADO EM ENSINO DE EDUCAÇÃO MUSICAL NO ENSINO BÁSICO (Edição 2012/2014)

EDITAL. MESTRADO EM ENSINO DE EDUCAÇÃO MUSICAL NO ENSINO BÁSICO (Edição 2012/2014) 1/9 EDITAL MESTRADO EM ENSINO DE EDUCAÇÃO MUSICAL NO ENSINO BÁSICO (Edição 2012/2014) Nos termos do Decreto-Lei nº 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/2006, de 24 de março, com as alterações

Leia mais

Doutoramento em Saúde Pública

Doutoramento em Saúde Pública Doutoramento em Saúde Pública Normas regulamentares Artigo 1.º Criação do curso A Universidade Nova de Lisboa, através da Escola Nacional de Saúde Pública (ENSP/UNL), em cumprimento do disposto no Decreto-Lei

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EDIÇÃO 2016/ º SEMESTRE

CONCURSO DE ACESSO AOS CURSOS DE PÓS-GRADUAÇÃO EDIÇÃO 2016/ º SEMESTRE O Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, João Manuel Simões da Rocha faz saber: 1. É aberto o calendário constante do Anexo I, o concurso de acesso para frequência, no 2.º semestre do

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor DESPACHO N.º 2016/R/11 Assunto: Calendário Escolar e Académico Ano Letivo 2016/2017 Nos termos do estabelecido n.º 1 do artigo 24.º dos Estatutos determino que: 1. O Calendário Escolar e Académico para

Leia mais

Universidade de Évora. Universidade do Algarve - Faculdade de Ciências e Tecnologia

Universidade de Évora. Universidade do Algarve - Faculdade de Ciências e Tecnologia Universidade de Évora Universidade do Algarve - Faculdade de Ciências e Tecnologia Edital Abertura do Programa de Doutoramento Ciências Agrárias e Ambientais Ano Letivo 2016/2017 1. O Curso é promovido

Leia mais

EDITAL. 3. Os prazos para candidatura, seleção, seriação, matrícula, inscrição e reclamação são os fixados no anexo 1;

EDITAL. 3. Os prazos para candidatura, seleção, seriação, matrícula, inscrição e reclamação são os fixados no anexo 1; EDITAL 1. Faz-se público que estão abertas candidaturas para a admissão ao Curso de Mestrado em Gerontologia Social, a iniciar no 1º semestre do ano letivo de 2014/2015, em organização conjunta da Escola

Leia mais

Regulamento das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do Curso de Licenciatura em Enfermagem da ESEL dos

Regulamento das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do Curso de Licenciatura em Enfermagem da ESEL dos Regulamento das provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do Curso de Licenciatura em Enfermagem da ESEL dos maiores de 23 anos e do Concurso Especial dos Estudantes

Leia mais

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS-GRADUADA EM GESTÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE ELEVAÇÃO - ELEVADORES EDIÇÃO 2013/2014

CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS-GRADUADA EM GESTÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE ELEVAÇÃO - ELEVADORES EDIÇÃO 2013/2014 CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS-GRADUADA EM GESTÃO E MANUTENÇÃO DE EQUIPAMENTOS DE ELEVAÇÃO - ELEVADORES EDIÇÃO 2013/2014 O Presidente do Instituto Superior de Engenharia do Porto, João

Leia mais

Universidade de Évora. Instituto Politécnico de Beja - Escola Superior de Saúde

Universidade de Évora. Instituto Politécnico de Beja - Escola Superior de Saúde Universidade de Évora Instituto Politécnico de Beja - Escola Superior de Saúde Instituto Politécnico de Castelo Branco - Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias Instituto Politécnico de Portalegre - Escola

Leia mais

Edital 2016/17 Terceira fase de candidaturas

Edital 2016/17 Terceira fase de candidaturas Edital 2016/17 Terceira fase de candidaturas Candidaturas à 4ª edição do Programa Doutoral Estudos de Comunicação: Tecnologia, Cultura e Sociedade. Funcionamento do 1º semestre: ULHT (Lisboa) Funcionamento

Leia mais

REGULAMENTO DO 3º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA MECÂNICA NA FCT-UNL

REGULAMENTO DO 3º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA MECÂNICA NA FCT-UNL REGULAMENTO DO 3º CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA MECÂNICA NA FCT-UNL PREÂMBULO O programa de doutoramento organiza, estrutura e explicita o percurso dos estudantes de doutoramento

Leia mais

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Gestão Estratégica das Relações Públicas.

MESTRADOS. Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Gestão Estratégica das Relações Públicas. MESTRADOS REGIME DE FREQUÊNCIA E AVALIAÇÃO GESTÃO ESTRATÉGICA DAS RELAÇÕES PÚBLICAS Artigo 1.º Criação A Escola Superior de Comunicação Social confere o grau de Mestre em Gestão Estratégica das Relações

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM PSICOACÚSTICA (edição )

EDITAL MESTRADO EM PSICOACÚSTICA (edição ) EDITAL MESTRADO EM PSICOACÚSTICA (edição -) Nos termos do Decreto-Lei n.º 42/2005, de 22 de fevereiro, do Decreto-Lei n.º 74/2006 de 24 de março, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 107/2008

Leia mais

Mestrado em Educação Pré-Escolar

Mestrado em Educação Pré-Escolar ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO Mestrado em Educação Pré-Escolar 24-06-2014 Instituto Politécnico de Setúbal Última atualização: 12/11/2013 Pág. 1 de 5 Mestrado em Educação Pré-Escolar 1. ENQUADRAMENTO DO

Leia mais

Pós-graduação Tecnologia Aeronáutica. Edital 2013/2014

Pós-graduação Tecnologia Aeronáutica. Edital 2013/2014 Pós-graduação Tecnologia Aeronáutica Edital 2013/2014 Setúbal, dezembro de 2012 ENQUADRAMENTO E OBJECTIVOS O curso de Pós-Graduação em Tecnologia Aeronáutica (PGTA) é uma realização da Escola Superior

Leia mais

MESTRADO EM DIREITO INTERNACIONAL E EUROPEU ANO LETIVO 2016/2017

MESTRADO EM DIREITO INTERNACIONAL E EUROPEU ANO LETIVO 2016/2017 MESTRADO EM DIREITO INTERNACIONAL E EUROPEU ANO LETIVO 2016/2017 VAGAS o 15 vagas para a candidatura na 1.ª fase o 15 vagas para a candidatura na 2.ª fase Na 1.ª fase aceitam-se candidaturas condicionadas

Leia mais

Artigo 1.º Objeto e âmbito. Artigo 2.º Avaliação da capacidade para a frequência. Artigo 3.º Provas

Artigo 1.º Objeto e âmbito. Artigo 2.º Avaliação da capacidade para a frequência. Artigo 3.º Provas REGULAMENTO DO CONCURSO LOCAL PARA A CANDIDATURA À MATRÍCULA E INSCRIÇÃO NO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE LICENCIADO EM TECNOLOGIAS DA MÚSICA MINISTRADO PELA ESCOLA SUPERIOR DE MÚSICA DO INSTITUTO

Leia mais

Universidade de Évora Universidade de Aveiro. Universidade Nova de Lisboa - Faculdade de Ciências e Tecnologias

Universidade de Évora Universidade de Aveiro. Universidade Nova de Lisboa - Faculdade de Ciências e Tecnologias Universidade de Évora Universidade de Aveiro Universidade Nova de Lisboa - Faculdade de Ciências e Tecnologias Edital Abertura do Mestrado Gestão e Poĺıticas Ambientais Ano Letivo 2015/2016 1. O Curso

Leia mais

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso nos Ciclos de Estudos de Licenciatura do Instituto Superior de Administração e Gestão

Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso nos Ciclos de Estudos de Licenciatura do Instituto Superior de Administração e Gestão Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso nos Ciclos de Estudos de Licenciatura do Instituto Superior de Administração e Gestão Ouvidos os órgãos de gestão do ISAG, nos termos do artigo

Leia mais

Universidade de Évora Universidade dos Açores. Universidade de Lisboa - Instituto Superior de Agronomia

Universidade de Évora Universidade dos Açores. Universidade de Lisboa - Instituto Superior de Agronomia Universidade de Évora Universidade dos Açores Universidade de Lisboa - Instituto Superior de Agronomia Edital Abertura do Programa de Doutoramento Gestão Interdisciplinar da Paisagem Ano Letivo 2016/2017

Leia mais

DESPACHO Nº 60/VR/DC/2016

DESPACHO Nº 60/VR/DC/2016 DESPACHO Nº 60/VR/DC/2016 MESTRADO EM GESTÃO / MBA Sob proposta do Conselho Científico e ao abrigo do disposto nos Decretos-Leis n.º 42/2005 de 22 de fevereiro e n.º 74/2006 de 24 de março, alterado pelos

Leia mais

REGIME MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO NO ENSINO SUPERIOR LICENCIATURAS ANO LETIVO 2016/2017

REGIME MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO NO ENSINO SUPERIOR LICENCIATURAS ANO LETIVO 2016/2017 REGIME MUDANÇA DE PAR INSTITUIÇÃO/CURSO NO ENSINO SUPERIOR LICENCIATURAS ANO LETIVO 2016/2017 Mudança de par instituição/curso é o ato pelo qual um estudante se matricula e ou inscreve em par instituição/curso

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE. (Edição )

EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE. (Edição ) EDITAL MESTRADO EM SISTEMAS E TECNOLOGIAS DA INFORMAÇÃO PARA A SAÚDE (Edição 2010-2012) Nos termos dos Decretos-Lei nº /2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto-Lei nº 74/200, de 24 de Março, com as alterações

Leia mais

Universidade de Évora. Instituto Politécnico de Beja - Escola Superior de Saúde

Universidade de Évora. Instituto Politécnico de Beja - Escola Superior de Saúde Universidade de Évora Instituto Politécnico de Beja - Escola Superior de Saúde Instituto Politécnico de Castelo Branco - Escola Superior de Saúde Dr. Lopes Dias Instituto Politécnico de Portalegre - Escola

Leia mais

ASSOCIAÇÃO DE POLITÉCNICOS DO NORTE (APNOR) CONCURSO DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADO EM ASSOCIAÇÃO. Edição de 2010/2011

ASSOCIAÇÃO DE POLITÉCNICOS DO NORTE (APNOR) CONCURSO DE ACESSO A CURSOS DE MESTRADO EM ASSOCIAÇÃO. Edição de 2010/2011 EDITAL João Alberto Sobrinho Teixeira, Presidente do Instituto Politécnico de Bragança; João Baptista da Costa Carvalho, Presidente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave; Maria do Rosário Gambôa

Leia mais

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO

REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO REGULAMENTO DOS REGIMES DE MUDANÇA DE CURSO, TRANSFERÊNCIA E REINGRESSO NA UNIVERSIDADE DE AVEIRO Nos termos do disposto no artº 10º da Portaria nº 401/2007, de 5 de Abril, é aprovado o Regulamento dos

Leia mais

Concursos Especiais para Estudantes Internacionais Guia de Acesso - Ano Lectivo

Concursos Especiais para Estudantes Internacionais Guia de Acesso - Ano Lectivo De acordo com o estipulado no Regulamento do concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional a ciclos de estudo de licenciatura na Universidade de Atlântica, e no cumprimento do Decreto-Lei

Leia mais

REGULAMENTO DE CONCURSO PARA DIRETOR DO CENTRO DE FORMAÇÃO DE ESCOLAS BEIRA MAR

REGULAMENTO DE CONCURSO PARA DIRETOR DO CENTRO DE FORMAÇÃO DE ESCOLAS BEIRA MAR REGULAMENTO DE CONCURSO PARA DIRETOR DO CENTRO DE FORMAÇÃO DE ESCOLAS BEIRA MAR Artigo 1º Princípio da legalidade regulamentar Ao abrigo do Decreto-Lei n.º 22/2014 que define o novo Regime Jurídico da

Leia mais

LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS FOTOGRAFIA

LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS FOTOGRAFIA LICENCIATURA EM ARTES VISUAIS FOTOGRAFIA NORMAS REGULAMENTARES Curso do 1.º ciclo de estudos do ensino superior, de cariz universitário, conferente do grau de licenciado, adequado ao Processo de Bolonha,

Leia mais

Regulamento para obtenção do Grau de Mestre pelos Licenciados Pré-Bolonha. (Recomendação CRUP)

Regulamento para obtenção do Grau de Mestre pelos Licenciados Pré-Bolonha. (Recomendação CRUP) Regulamento para obtenção do Grau de Mestre pelos Licenciados Pré-Bolonha (Recomendação CRUP) Na sequência da Recomendação do CRUP relativa à aquisição do grau de mestre pelos licenciados Pré-Bolonha,

Leia mais

Regulamento Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior

Regulamento Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior Regulamento Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior Titulares de um diploma de técnico superior profissional Artigo 1.º Âmbito São abrangidos pelo concurso especial os titulares de

Leia mais

REGULAMENTO DAS PROVAS ESPECIALMENTE ADEQUADAS DESTNADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DE MAIORES DE 23 ANOS.

REGULAMENTO DAS PROVAS ESPECIALMENTE ADEQUADAS DESTNADAS A AVALIAR A CAPACIDADE PARA A FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DE MAIORES DE 23 ANOS. Regulamento Nos termos da lei e dos estatutos da Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa (FCT/UNL), procede-se à atualização do Regulamento das Provas Especialmente Adequadas

Leia mais

Oferta Formativa Pós- Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação

Oferta Formativa Pós- Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Instituto de Oferta Formativa Pós- Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Tecnologias e Metodologias da Programação no Ensino Básico 16 17 Edição Instituto de Educação

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM Regulamento da PGDEEC 0 Departamento Engenharia Electrotécnica e de Computadores REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA ELECTROTÉCNICA E DE COMPUTADORES (PDEEC) Departamento de Engenharia

Leia mais

01 de abril de 2016 Republicação

01 de abril de 2016 Republicação Regulamento Geral dos Regimes de Reingresso e de Mudança de Par Instituição / Curso no Ensino Superior e do Concurso Especial de Acesso para Titulares de Cursos Superiores 2016 01 de abril de 2016 Republicação

Leia mais

EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO PARA DE ALUNOS ESTRANGEIROS PARA MESTRADO E DOUTORADO EM ENGENHARIA ELÉTRICA TURMA

EDITAL Nº 02/2014 SELEÇÃO PARA DE ALUNOS ESTRANGEIROS PARA MESTRADO E DOUTORADO EM ENGENHARIA ELÉTRICA TURMA UNIVERSIDADE FEDERAL DO CEARÁ CENTRO DE TECNOLOGIA COORDENAÇÃO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA ELÉTRICA C.P. 6001 CEP 60455-760 - Fortaleza - CE Fone: (85) 3366-9581 Fax:(85) 3366-9574 e-mail:

Leia mais

Reitoria. Universidade do Minho, 24 de Fevereiro de 2010

Reitoria. Universidade do Minho, 24 de Fevereiro de 2010 Reitoria RT-21/2010 Por proposta do Conselho Académico da Universidade do Minho, é homologado o Regulamento do Mestrado Integrado em Psicologia, anexo a este despacho. Universidade do Minho, 24 de Fevereiro

Leia mais

PROJECTO DE REGULAMENTO INTERNO DE CONTRATAÇÃO DE DOCENTES ESPECIALMENTE CONTRATADOS EM REGIME CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS

PROJECTO DE REGULAMENTO INTERNO DE CONTRATAÇÃO DE DOCENTES ESPECIALMENTE CONTRATADOS EM REGIME CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS PROJECTO DE REGULAMENTO INTERNO DE CONTRATAÇÃO DE DOCENTES ESPECIALMENTE CONTRATADOS EM REGIME CONTRATO DE TRABALHO EM FUNÇÕES PÚBLICAS Artigo 1.º Objecto O presente Regulamento tem como objecto a definição

Leia mais

[ PRESIDENTE ] Edital

[ PRESIDENTE ] Edital [ PRESIDENTE ] Edital Abertura das candidaturas à matrícula e inscrição, no ano letivo 2016/2017, em ciclos de estudos conducentes ao grau de licenciado, através do Concurso Especial de Acesso e Ingresso

Leia mais

LICENCIATURA EM MÚSICA CONCURSO LOCAL DE ACESSO ANO LECTIVO EDITAL

LICENCIATURA EM MÚSICA CONCURSO LOCAL DE ACESSO ANO LECTIVO EDITAL LICENCIATURA EM MÚSICA CONCURSO LOCAL DE ACESSO ANO LECTIVO 2014-2015 EDITAL António M. Cunha, Reitor da Universidade do Minho, faz saber que se encontram abertas as candidaturas ao Concurso Local para

Leia mais

CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL A CICLOS DE ESTUDOS DE LICENCIATURA

CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL A CICLOS DE ESTUDOS DE LICENCIATURA INSTITUTO SUPERIOR DE AGRONOMIA UNIVERSIDADE DE LISBOA CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL A CICLOS DE ESTUDOS DE LICENCIATURA As condições de acesso e ingresso do Estudante

Leia mais

Concurso Especial de Acesso e Ingresso para Estudantes Internacionais. Ano letivo 2016/2017

Concurso Especial de Acesso e Ingresso para Estudantes Internacionais. Ano letivo 2016/2017 Concurso Especial de Acesso e Ingresso para Estudantes Internacionais Ano letivo 2016/2017 Concurso realizado ao abrigo do Decreto-Lei nº 36/2014, de 10 de março, que aprov o Estatuto do Estudante Internacional

Leia mais

4. Será necessário o preenchimento e envio/entrega de: a. Formulário de candidatura (disponível em

4. Será necessário o preenchimento e envio/entrega de: a. Formulário de candidatura (disponível em EDITAL CURSO DE ESPECIALIZAÇÃO PÓS- GRADUADO EM NUTRIÇÃO CELULAR ATIVA E ORTOMOLECULAR ANO LECTIVO DE 2016/2017 REPUBLICAÇÃO Agostinho Luís da Silva Cruz, Presidente da Escola Superior de Tecnologia da

Leia mais

PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTE EM ESPAÇO PÚBLICO

PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTE EM ESPAÇO PÚBLICO PÓS-GRADUAÇÃO EM ARTE EM ESPAÇO PÚBLICO Normas regulamentares Artigo 1.º Grau A Escola Superior Artística do Porto confere a Pós-Graduação em Arte em Espaço Público. Artigo 2.º Objectivos do curso 1. A

Leia mais

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL. Artigo 1º. (Natureza e âmbito de aplicação)

REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL. Artigo 1º. (Natureza e âmbito de aplicação) REGULAMENTO DO CURSO DE MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL Artigo 1º (Natureza e âmbito de aplicação) 1. O presente Regulamento dá cumprimento ao estabelecido no artº. 32º do Regulamento do Ciclo de Estudos

Leia mais

TRANSFERÊNCIAS - 1.º CICLO - Direito

TRANSFERÊNCIAS - 1.º CICLO - Direito TRANSFERÊNCIAS - 1.º CICLO - Direito PORTARIA N.º 401/2007, DE 5 DE ABRIL, ALTERADA PELA PORTARIA N.º 232-A/2013, DE 22 DE JULHO, E REGULAMENTO DOS REGIMES DE REINGRESSO, MUDANÇA DE CURSO E TRANSFERÊNCIA

Leia mais

REGULAMENTO DOS CONCURSOS ESPECIAIS

REGULAMENTO DOS CONCURSOS ESPECIAIS Página 1 de 5 Capítulo I Disposições Gerais Artigo 1.º (Objeto) O presente regulamento fixa os procedimentos relativos aos concursos especiais para acesso e ingresso no ensino superior, nos termos da lei.

Leia mais

EDITAL N.º 04/2016. O período de candidaturas decorrerá entre 7 de julho a 31 de agosto de 2016.

EDITAL N.º 04/2016. O período de candidaturas decorrerá entre 7 de julho a 31 de agosto de 2016. EDITAL N.º 04/2016 A Universidade dos Açores faz saber que está aberto o concurso de acesso e ingresso ao Curso Técnico Superior Profissional (CTeSP) em Desenvolvimento de Aplicações WEB, no polo de Ponta

Leia mais

ANO LETIVO 2015 / 2016 I NÚMERO DE VAGAS

ANO LETIVO 2015 / 2016 I NÚMERO DE VAGAS Código IMP.EM.EI.8_ ANO LETIVO 25 / 26 I NÚMERO DE VAGAS. O número total de vagas para o º ano de cada curso, é: VAGAS Medicina Dentária (MD) 2 Ciências Farmacêuticas (CF) 2 Engenharia Biomédica (EB) 8

Leia mais

Artigo 2º Conceito de Estudante Internacional 1. É estudante internacional o estudante que não tem nacionalidade portuguesa.

Artigo 2º Conceito de Estudante Internacional 1. É estudante internacional o estudante que não tem nacionalidade portuguesa. Artigo 1º Objetivo e âmbito de aplicação O presente regulamento tem como objetivo dar cumprimento ao artigo 14º do Decreto-Lei nº 36/2014, de 10 março e aplica-se exclusivamente aos estudantes internacionais

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA CIVIL (PRODEC)

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA CIVIL (PRODEC) REGULAMENTO DO PROGRAMA DE DOUTORAMENTO EM ENGENHARIA CIVIL (PRODEC) Objectivos Como definido no Decreto-Lei nº 74/2006, o grau de doutor é conferido aos que demonstrem: Capacidade de compreensão sistemática

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM ECOTURISMO. (Edição )

EDITAL MESTRADO EM ECOTURISMO. (Edição ) INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL MESTRADO EM ECOTURISMO () Nos termos do Decreto-Lei nº42/2005, de 22 de fevereiro, e do Decreto-Lei nº74/2006, de 24 de março, com as alterações que lhes foram introduzidas

Leia mais

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM DESIGN DA ESCOLA SUPERIOR DE MEDIA ARTES E DESIGN 1

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM DESIGN DA ESCOLA SUPERIOR DE MEDIA ARTES E DESIGN 1 EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM DESIGN DA ESCOLA SUPERIOR DE MEDIA ARTES E DESIGN 1 Delminda Augusta Pinto Lopes, Vice-Presidente, em substituição da Presidente

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL

EDITAL MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL INSTITUTO POLITÉCNICO DE COIMBRA EDITAL MESTRADO EM GESTÃO AMBIENTAL () Nos termos do Decreto-Lei n.º42/2005, de 22 de fevereiro, e do Decreto-Lei n.º74/2006, de 24 de março, com as alterações que lhes

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Gabinete do Reitor DESPACHO N.º 2015/R/21 Assunto: Regulamento para atribuição de bolsas de mérito e prémios escolares As Bolsas de Mérito e os Prémios Escolares constituem um importante estímulo para os estudantes como

Leia mais

(Preâmbulo) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º (Objeto e âmbito)

(Preâmbulo) CAPÍTULO I DISPOSIÇÕES GERAIS. Artigo 1.º (Objeto e âmbito) (Preâmbulo) Conforme disposto no Decreto-Lei nº 113/2014 de 16 de julho, aprova-se o Regulamento dos Concursos Especiais de Acesso e Ingresso no Ensino Superior a aplicar no Instituto Superior de Ciências

Leia mais

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO POR MÉRITO

REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO POR MÉRITO REGULAMENTO DE ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE ESTUDO POR MÉRITO ÍNDICE OBJECTO 3 ÂMBITO 3 CONCEITO 3 COMPETÊNCIAS 4 VALOR DA BOLSA 4 NÚMERO DE BOLSAS A ATRIBUIR 4 DISTRIBUIÇÃO DAS BOLSAS 4 ADMISSÃO 4 CRITÉRIOS

Leia mais

INUAF - INSTITUTO SUPERIOR DOM AFONSO III

INUAF - INSTITUTO SUPERIOR DOM AFONSO III Colégio de Pós Graduações Regulamento do Mestrado em Psicologia Clínica Artigo 1º O Instituto Superior Dom Afonso III (INUAF) confere o grau de Mestre em Psicologia Clínica. Artigo 2º Objectivos Gerais

Leia mais

(Preâmbulo) Artigo 1.º Objecto e âmbito

(Preâmbulo) Artigo 1.º Objecto e âmbito Instituto Politécnico de Bragança Regulamento dos regimes de mudança de curso, transferência e de reingresso no ciclo de estudos conducente ao grau de licenciado (Preâmbulo) A legislação decorrente da

Leia mais

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM COMUNICAÇÃO AUDIOVISUAL 1 ANO LETIVO 2016/2017

EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM COMUNICAÇÃO AUDIOVISUAL 1 ANO LETIVO 2016/2017 EDITAL INSTITUTO POLITÉCNICO DO PORTO CONCURSO DE ACESSO AO CURSO DE MESTRADO EM COMUNICAÇÃO AUDIOVISUAL 1 Maria do Rosário Gambôa Lopes de Carvalho, Presidente do Instituto Politécnico do Porto (IPP),

Leia mais

REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE

REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTES AO GRAU DE MESTRE REGULAMENTO DO CICLO DE ESTUDOS CONDUCENTE AO GRAU DE MESTRE O presente regulamento dá cumprimento ao estabelecido no Decreto-Lei n.º 115/2013,

Leia mais

Mestrado Segurança e Higiene no Trabalho Edição 2007/2008

Mestrado Segurança e Higiene no Trabalho Edição 2007/2008 Mestrado Segurança e Higiene no Trabalho Edição 2007/2008 Enquadramento e Objectivos O Mestrado em Segurança e Higiene no Trabalho é uma realização conjunta da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal

Leia mais

Despacho n.º /2015. Regulamento Académico dos Cursos de Pós-Graduação não Conferentes de Grau Académico do Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria)

Despacho n.º /2015. Regulamento Académico dos Cursos de Pós-Graduação não Conferentes de Grau Académico do Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria) Despacho n.º /2015 Regulamento Académico dos Cursos de Pós-Graduação não Conferentes de Grau Académico do Instituto (IPLeiria) Preâmbulo Nos termos do n.º 1 do artigo 15.º da Lei n.º 46/86, de 14.10 1,

Leia mais

DESPACHO N.º GR.01/04/2014. Aprova o Regulamento de Aplicação do Estatuto de Estudante Internacional da Universidade do Porto

DESPACHO N.º GR.01/04/2014. Aprova o Regulamento de Aplicação do Estatuto de Estudante Internacional da Universidade do Porto DESPACHO N.º GR.01/04/2014 Aprova o Regulamento de Aplicação do Estatuto de Estudante Internacional da Universidade do Porto No uso da competência que me é consagrada na alínea o), do n.º 1, do artigo

Leia mais

LICENCIATURA EM CINEMA E AUDIOVISUAL

LICENCIATURA EM CINEMA E AUDIOVISUAL LICENCIATURA EM CINEMA E AUDIOVISUAL NORMAS REGULAMENTARES Curso do 1º ciclo de estudos do ensino superior, de cariz universitário, conferente do grau de licenciado, adequado ao Processo de Bolonha, constante

Leia mais

EDITAL CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO NO IPCA. Ano Letivo de 2016/2017

EDITAL CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO NO IPCA. Ano Letivo de 2016/2017 EDITAL CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO NO IPCA Ano Letivo de 2016/2017 Por delegação de competências do Presidente do Instituto Politécnico do Cávado e Ave, Agostinha Patrícia Silva Gomes faz saber

Leia mais

Instituto de Educação Universidade de Lisboa

Instituto de Educação Universidade de Lisboa Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Curso Pós-Graduado de Especialização em Educação Especialização: Liderança e Gestão Intermédia na Escola 14 15 Edição Instituto

Leia mais

DISPOSIÇÕES GERAIS. 1 Dimensão Pedagógica... 50% 2 Dimensão Técnica e Científica... 35% 3 Dimensão Organizacional... 15%

DISPOSIÇÕES GERAIS. 1 Dimensão Pedagógica... 50% 2 Dimensão Técnica e Científica... 35% 3 Dimensão Organizacional... 15% GRELHA DE AVALIAÇÃO PARA SERIAÇÃO DE CANDIDATOS A CONCURSO DOCUMENTAL PARA PROFESSOR ADJUNTO DA ÁREA CIENTÍFICA DE ENGENHARIA MECÂNICA, SUBÁREA DISCIPLINAR DE CONSTRUÇÕES MECÂNICAS DISPOSIÇÕES GERAIS 1)

Leia mais

Doutoramento em Economia

Doutoramento em Economia Doutoramento em Economia 2010/2011 O Programa O Programa de Doutoramento em Economia tem como objectivo central proporcionar formação que permita o acesso a actividades profissionais de elevada exigência

Leia mais

EDITAL. 2. Vagas. 1/5 Pólo Maria Fernanda Resende. Serviços Centrais Avenida do Brasil, 53-B LISBOA Tel.: / Fax:

EDITAL. 2. Vagas. 1/5 Pólo Maria Fernanda Resende. Serviços Centrais Avenida do Brasil, 53-B LISBOA Tel.: / Fax: Concurso Especial dos Estudantes Aprovados nas provas especialmente adequadas destinadas a avaliar a capacidade para a frequência do Curso de Licenciatura em Enfermagem da ESEL dos maiores de 23 anos.

Leia mais

U LISBOA. Despacho D-5/2016. Concurso Especial de Acesso e Ingresso para Estudantes Internacionais. Ano letivo 2016/2017

U LISBOA. Despacho D-5/2016. Concurso Especial de Acesso e Ingresso para Estudantes Internacionais. Ano letivo 2016/2017 U LISBOA (DIRETOR] Despacho D-5/2016 Concurso Especial de Acesso e Ingresso para Estudantes Internacionais Ano letivo 2016/2017 Considerando o Decreto-Lei n.2 36/2014, de 10 de março, que aprov o Estatuto

Leia mais

Regulamento dos ciclos de estudos conducentes ao grau de mestre do Instituto Politécnico de Castelo Branco

Regulamento dos ciclos de estudos conducentes ao grau de mestre do Instituto Politécnico de Castelo Branco Regulamento dos ciclos de estudos conducentes ao grau de mestre do Instituto Politécnico de Castelo Branco Artigo 1.º Âmbito O presente regulamento fixa as normas dos ciclos de estudos conducentes ao grau

Leia mais

Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Instituto Politécnico de Viseu REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CURSO DE

Escola Superior de Tecnologia e Gestão. Instituto Politécnico de Viseu REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CURSO DE Escola Superior de Tecnologia e Gestão Instituto Politécnico de Viseu REGULAMENTO ESPECÍFICO DO CURSO DE MESTRADO EM ENGENHARIA MECÂNICA E GESTÃO INDUSTRIAL 3ª edição 2011-2013 Nos termos do artigo 26.º

Leia mais

EDITAL MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA ESPECIALIZAÇÃO DE HEMATOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICO LABORATORIAL. (Edição 2010 2012)

EDITAL MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA ESPECIALIZAÇÃO DE HEMATOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICO LABORATORIAL. (Edição 2010 2012) EDITAL MESTRADO EM ANÁLISES CLÍNICAS E SAÚDE PÚBLICA ESPECIALIZAÇÃO DE HEMATOLOGIA E IMUNOLOGIA CLÍNICO LABORATORIAL (Edição 2010 2012) Nos termos dos Decretos Lei nº 42/2005, de 22 de Fevereiro, do Decreto

Leia mais

Despacho Nº 18/2016. Assunto: Normas orientadoras relativas à inscrição, pagamento de propinas, taxas e emolumentos na FCSH/NOVA.

Despacho Nº 18/2016. Assunto: Normas orientadoras relativas à inscrição, pagamento de propinas, taxas e emolumentos na FCSH/NOVA. Despacho Nº 18/2016 Assunto: Normas orientadoras relativas à inscrição, pagamento de propinas, taxas e emolumentos na FCSH/NOVA Por proposta do Subdiretor para os Estudantes, Prof. Doutor João Soeiro de

Leia mais

Instituto de Educação Universidade de Lisboa

Instituto de Educação Universidade de Lisboa Instituto de Educação Universidade de Lisboa Oferta Formativa Pós-Graduada Mestrado em Educação Especialização: Educação e Tecnologias Digitais 14 15 Edição Instituto de Educação da Universidade de Lisboa

Leia mais

EDITAL. CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL Ano Letivo de 2016/2017

EDITAL. CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL Ano Letivo de 2016/2017 EDITAL CONCURSO ESPECIAL DE ACESSO E INGRESSO DO ESTUDANTE INTERNACIONAL Ano Letivo de 2016/2017 Por delegação de competências do Presidente do Instituto Politécnico do Cávado e Ave, Agostinha Patrícia

Leia mais

Edital. Ref. 484.5/2016 Pág. 1/5

Edital. Ref. 484.5/2016 Pág. 1/5 Universidade de Évora Universidade Nova de Lisboa - Faculdade de Ciências Sociais e Humanas Universidade de Lisboa - Instituto Superior de Ciências Sociais e Poĺıticas Universidade de Lisboa - Instituto

Leia mais

Concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional na Universidade dos Açores

Concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional na Universidade dos Açores EDITAL Concurso especial de acesso e ingresso do estudante internacional na Universidade dos Açores 2016-2017 Nos termos do Decreto-lei n.º 36/2014, de 10 de março, alterado pelo Decreto-Lei, n.º 113/2014,

Leia mais

REGULAMENTO DOS CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS MINISTRADOS NA UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO

REGULAMENTO DOS CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS MINISTRADOS NA UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO REGULAMENTO DOS CONCURSOS ESPECIAIS DE ACESSO E INGRESSO NO ENSINO SUPERIOR NOS CURSOS MINISTRADOS NA UNIVERSIDADE DE TRÁS-OS-MONTES E ALTO DOURO TÍTULO I Disposições gerais Artigo 1.º Âmbito O presente

Leia mais

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE FACULDADE DE ECONOMIA E D I T A L

UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE FACULDADE DE ECONOMIA E D I T A L UNIVERSIDADE EDUARDO MONDLANE FACULDADE DE ECONOMIA E D I T A L PROGRAMA DE MESTRADO EM GESTÃO DE POLÍTICAS ECONÓMICAS 4ª EDIÇÃO/2012 BOLSAS DE ESTUDO A Universidade Eduardo Mondlane (UEM), assinou um

Leia mais

2014/2016 INSTITUTO PIAGET. Regulamento do Curso de Complemento de Formação para a Docência no grupo de recrutamento 120.

2014/2016 INSTITUTO PIAGET. Regulamento do Curso de Complemento de Formação para a Docência no grupo de recrutamento 120. 2014/2016 Pós-Graduação/ INSTITUTO PIAGET ESCOLA SUPERIOR DE EDUCAÇÃO JEAN PIAGET/ ARCOZELO Regulamento do Curso de Complemento de Formação para a Docência no grupo de recrutamento 120 Capítulo I Disposições

Leia mais

Aviso de Abertura das Candidaturas à Pós-Graduação em Educação Musical Madeira Funchal 3ª FASE. 18 de Julho a 26 de Agosto de 2011

Aviso de Abertura das Candidaturas à Pós-Graduação em Educação Musical Madeira Funchal 3ª FASE. 18 de Julho a 26 de Agosto de 2011 Aviso de Abertura das Candidaturas à Pós-Graduação em Educação Musical Madeira Funchal 3ª FASE 18 de Julho a 26 de Agosto de 2011 1. Introdução A presente proposta refere-se a uma pós-graduação de 60 créditos

Leia mais

LICENCIATURA EM TEATRO INTERPRETAÇÃO E ENCENAÇÃO

LICENCIATURA EM TEATRO INTERPRETAÇÃO E ENCENAÇÃO LICENCIATURA EM TEATRO INTERPRETAÇÃO E ENCENAÇÃO NORMAS REGULAMENTARES Curso do do 1º ciclo de estudos do ensino superior, de cariz universitário, conferente do grau de licenciado, adequado ao Processo

Leia mais

ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATURAS, EMOLUMENTOS, CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO E DOCUMENTOS A APRESENTAR

ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATURAS, EMOLUMENTOS, CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO E DOCUMENTOS A APRESENTAR ESTUDANTE INTERNACIONAL CANDIDATURAS, EMOLUMENTOS, CRITÉRIOS DE SERIAÇÃO E DOCUMENTOS A APRESENTAR Prazos de Candidatura 2016/17: Primeira fase: 01 a 27 de março Segunda fase: 06 a 24 de junho Nota: Para

Leia mais

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Resumo do anúncio

AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA. Resumo do anúncio AVISO DE ABERTURA DE CONCURSO PARA ATRIBUIÇÃO DE BOLSAS DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA Resumo do anúncio Determina-se a abertura de concurso para a atribuição de 1 (uma) Bolsa de Iniciação Científica, (adiante

Leia mais

Regulamento do Concurso de Acesso e Ingresso nos Cursos Ministrados pelo ISAVE

Regulamento do Concurso de Acesso e Ingresso nos Cursos Ministrados pelo ISAVE Regulamento do Concurso de Acesso e Ingresso nos Cursos Ministrados pelo Instituto Superior de Saúde do Alto Ave CAPÍTULO I Candidatura Artigo 1º Condições de candidatura aos cursos do 1. Para realizar

Leia mais