Regina Celle Vieira EFICÁCIA DO MÉTODO REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL NAS PATOLOGIAS QUE ACOMETEM COLUNA LOMBAR E TORÁCICA

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Regina Celle Vieira EFICÁCIA DO MÉTODO REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL NAS PATOLOGIAS QUE ACOMETEM COLUNA LOMBAR E TORÁCICA"

Transcrição

1 Regina Celle Vieira EFICÁCIA DO MÉTODO REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL NAS PATOLOGIAS QUE ACOMETEM COLUNA LOMBAR E TORÁCICA uma revisão narrativa da literatura Belo Horizonte Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional/ UFMG 2015

2 Regina Celle Vieira EFICÁCIA DO MÉTODO REEDUCAÇÃO POSTURAL GLOBAL NAS PATOLOGIAS QUE ACOMETEM COLUNA LOMBAR E TORÁCICA uma revisão narrativa da literatura Monografia apresentada ao Curso de Especialização Fisioterapia em Ortopedia da Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional da Universidade Federal de Minas Gerais, como requisito parcial à obtenção do título de Especialista em Fisioterapia em Ortopedia. Orientadora: Priscila Albuquerque de Araújo Belo Horizonte Escola de Educação Física, Fisioterapia e Terapia Ocupacional/ UFMG 2015

3 RESUMO Introdução: O método Reeducação Postural Global (RPG) tem sido utilizado na prática clínica com relato de benefícios nas patologias que acometem a coluna lombar e torácica. Entretanto, são poucos estudos voltados à comprovação da eficácia do método, o que tornam frágeis as argumentações a favor do mesmo. Objetivo: Revisar a literatura a respeito da eficácia do método de Reeducação Postural Global no tratamento de disfunções da coluna lombar e torácica. Métodos: Pesquisaram-se nas bases de dados Cochrane, LILACS, Medline, PeDRO, Pubmed e SciELO, de 2014 a 2015 considerando os termos: reeducação postural global, alongamento global, alongamento ativo, dor lombar e dor torácica. Resultados: Selecionamos 25 estudos que tiveram como intervenção o método RPG. Após análise, 12 referências foram selecionadas das quais 06 publicadas no idioma inglês. Conclusões: Os estudos encontrados sugeriram a efetividade do RPG na redução da dor, melhora a função motora, flexibilidade e alinhamento vertebral como tratamento das várias patologias que acometem a coluna lombar e torácica. Porém poucos foram os estudos com resultados estatisticamente significativos das variáveis avaliadas. Limitações metodológicas observadas sugerem serem necessários mais estudos a respeito do tema com a finalidade de certificar da eficácia do método nesta amostra da população. Palavras-chave: Reeducação Postural Global. Alongamento global. Alongamento ativo. Dor lombar. Dor torácica.

4 ABSTRACT Introduction: The Global Postural Reeducation (GPR) method has been used in clinical practice with reports of benefits in pathologies that affect the lumbar and thoracic spine. However, few studies aimed at proving the efficacy of the method, which become fragile the arguments in favor of it. Objective: To review the literature regarding the effectiveness of the Global Postural Re-education method in the treatment of disorders of the lumbar and thoracic spine. Methods: They researched up in the databases Cochrane, LILACS, Medline, Pedro, Pubmed and SciELO, considering the terms: global postural re-education, global stretching, active stretching, lower back pain and chest pain. Results: We selected 25 studies that had the intervention the RPG method. After analysis, 12 references were selected of which 06 published in English. Conclusions: Studies have found suggested the effectiveness of the RPG in reducing pain, improves motor function, flexibility and spinal alignment as treatment of various diseases that affect the lumbar and thoracic spine. But only a few studies with statistically significant results of variables. Methodological limitations observed suggest the need for more studies on the subject in order to ensure the effectiveness of the method in this sample of the population. Keywords: Global Postural Reeducation. Global stretch. Active stretching. Backache. Chest pain.

5 SUMÁRIO 1 INTRODUÇÃO MÉTODOS RESULTADOS DISCUSSÃO CONCLUSÃO REFERÊNCIAS... 18

6 5 1 INTRODUÇÃO De acordo com a mais recente pesquisa de saúde registrada pelo IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística de 2013 e divulgada em 2015, estimou-se que 27 milhões de pessoas acima de 18 anos apresentam problemas crônicos de coluna no Brasil. O IBGE ressalta que os problemas crônicos de coluna têm impactos tanto na economia quanto na qualidade de vida dos indivíduos acometidos e confirma serem os problemas lombares crônicos os mais comumente encontrados dentre os entrevistados pelo órgão acima citado por amostra de domicílios [1]. Nesta mesma pesquisa, em relação ao gênero, as mulheres tiveram proporção maior que os homens em diagnóstico médico de problemas crônicos de coluna: 21,1% feminino e 15,5% masculino. Quanto ao fator idade, problemas crônicos de coluna acometem um percentual de 8,7% de pessoas com idade de 18 a 29 anos, 19,9% na faixa etária de 30 a 59 anos, 26,6% de 60 a 64 anos, 28,9% entre 65 a 74 anos e de 28,5% com 75 anos ou mais [1]. Esses dados revelam o aumento dos casos de problemas crônicos de coluna com o passar dos anos e a relevância do tema no envelhecimento da população. Destes entrevistados que afirmaram ter problema crônico de coluna 46,4% relataram não fazer nenhum tipo de tratamento. Dos que tratavam 40,0% faziam uso de medicamentos, 18,9% faziam fisioterapia ou praticavam atividades físicas e 6,9% relataram fazer uso de acupuntura e outros tipos de tratamentos não especificados no estudo [1]. O surgimento do Método Reeducação Postural Global - RPG Na década de 1950 iniciava na França um novo método de exercício com Françoise Mézières. Ela observou que em seus pacientes os músculos reagiam a um alongamento não só localmente, mas também globalmente. E que todo

7 6 encurtamento parcial da cadeia posterior levaria a um encurtamento de toda a musculatura posterior corporal associado [2]. A partir dessas observações Mézières formulou um conjunto de seis leis nas quais se basearam o método. São elas: Primeira lei: Os músculos posteriores se comportam como um só músculo. Segunda lei: Os músculos posteriores são geralmente muito curtos e tônicos. Terceira lei: Toda ação no comprimento muscular gera um encurtamento em toda a cadeia. Quarta lei: Uma vez que se faça oposição ao encurtamento da cadeia ter-se-á como resultado látero-flexões e rotações tanto da coluna quanto dos membros. Quinta lei: os membros sempre rodam internamente. Sexta lei: A dor, o alongamento, a distorção dos membros/coluna e todo esforço para permanecer na postura, geram instantaneamente um bloqueio respiratório em inspiração. Esse pensamento corresponde à noção de cadeias musculares e no qual se baseia o método RPG [2]. O RPG baseia-se no alongamento simultâneo e global dos músculos antigravitários organizados em cadeias [3]. Para realizar o alongamento, o método utiliza de posturas/posições específicas em alongamento que são mantidas ativamente. As posturas são sustentadas isometricamente de modo a alongar os músculos encurtados em cadeia [4]. Esse alongamento muscular é ativo porque o antagonista do musculo alongado é recrutado e permanece em contração isométrica durante a sustentação na postura [5]. Durante a manutenção das posturas, são feitas correções quando surgem as compensações no posicionamento. Estas se referem à modificação ou não sustentação da posição imposta pelo terapeuta inicialmente. As posturas de RPG são executadas pelo paciente por um tempo pré-determinado, de 15 a 20 minutos em média a fim de evitar a fadiga muscular, uma vez que os músculos estão sendo trabalhados em isometria. O método RPG difere do alongamento estático, no qual o músculo ou grupo muscular é submetido à tensão tolerável por aproximadamente 30 segundos, mas estudos mostram que os efeitos do alongamento sustentado são similares aos do alongamento estático [3]. Alguns exemplos de posturas do RPG encontradas nos estudos são: asa delta, de pé contra a parede, de pé no centro, sentada, rã no ar e rã no chão. Manter-se nas

8 7 posturas é o objetivo do RPG. Só se consegue permanecer com facilidade nas posturas quando a musculatura atinge o alongamento necessário, sustentado isometricamente, para manter-se na posição. O corpo utiliza de compensações no posicionamento para lutar contra o alongamento imposto pela postura de RPG adotada. Rotações internas dos membros, aumento da lordose cervical quando se solicita retificação da lombar, bloqueio respiratório em inspiração - apnéia forçada - são exemplos de compensações corporais indesejáveis e que devem ser corrigidas pelo terapeuta durante a sessão. Esses posicionamentos incorretos artifícios utilizados pelo corpo a fim de reduzir a tensão de alongamento imposta pela postura de RPG sustentada. Na postura asa delta, fica-se de pé com retroversão pélvica e flexão de quadril inclinando o corpo para frente e mantendo retificação da coluna desde a cervical até a lombar. Braços ao longo do corpo e palmas das mãos voltadas para o chão. Como progressão, a inclinação do corpo aumenta com a flexão de quadril, porém sem perder a retificação da coluna e abdução dos braços [5]. O objetivo desta postura é o alongamento da cadeia posterior [6]. A postura de pé contra a parede inicia-se como o próprio nome já diz, posicionando cada vértebra mais próxima possível na parede promovendo o alongamento da coluna. Olhar no horizonte dosando a quantidade de lordose cervical. Escápulas encostadas confortavelmente, abdução com rotação externa de ombros, extensão de cotovelos e antebraços supinados com o dorso das mãos encostados na parede. Nos membros inferiores: calcanhares encostados na parede pontas dos pés apontando para frente, parte medial dos joelhos em contato entre si. Como progressão: retificação da lordose lombar, extensão de joelhos a fim de encostar a fossa poplítea na parede e contranutação da pelve para aumentar a retificação da coluna lombar [5]. Objetivo da postura: alongamento dos paravertebrais e cadeia anterior [6]. Na postura sentada, posicionam-se sentado em cima dos ísquios, coluna ereta, braços ao longo do corpo, flexão de quadril, as pernas estendidas ao máximo em cima do banco ou calcanhares no chão. Contato medialmente na altura dos joelhos

9 8 e maléolos mediais acrescido de dorsiflexão de tornozelo máxima. Progressão desta postura: extensão de joelhos até encostar a fossa poplítea no banco com dorsiflexão máxima de tornozelo. Esta postura tem finalidade de alongar a cadeia posterior [6]. A postura rã no chão inicia-se em decúbito dorsal. O terapeuta faz uma pompage lombar e posicionamento da escápula juntamente com rotação externa de ombros, abdução dos braços de aproximadamente 30, supinação do antebraço, mantendo o dorso das mãos encostados à maca. Flexão e abdução de quadril acompanhada de flexão de joelhos e dorsiflexão suficientes para resultar no posicionamento de uma planta do pé contra a outra. A progressão desta postura se dá com a redução da cifose torácica e da lordose lombar no momento em que o terapeuta orienta a encostar todas as vértebras na maca promovendo o alongamento. Abdução dos ombros e supinação dos antebraços com o dorso das mãos encostados à maca. E com a extensão do quadril e joelhos com dorsiflexão de tornozelo mantendo os pés em paralelo e contato dos maléolos mediais [5]. O objetivo desta postura é o alongamento da cadeia anterior [6]. A postura rã no ar começa em decúbito dorsal da mesma forma que a rã no chão com exceção do posicionamento dos membros inferiores. O quadril fica em flexão, as pernas suspensas em extensão máxima de joelhos em contato medialmente e dorsiflexão de tornozelo máximas com maléolos mediais em contato. A progressão se dá na flexão de quadril a 90 com a pelve em neutro sem tender a anteversão, extensão total de joelho mantendo o contato medial e dorsiflexão máxima de tornozelo. Abdução dos ombros e supinação dos antebraços com o dorso das mãos encostados a maca [5]. Objetivo da postura: alongar a cadeia posterior [6]. A respiração profunda é estimulada, pelo terapeuta, durante a manutenção da postura de RPG. O uso da respiração profunda é necessário durante o exercício a fim de se evitar apnéia forçada. Que pode ocorrer como uma compensação, devido ao esforço que eleva a pressão intra-abdominal durante no momento de manter-se na postura de RPG. O aumento da pressão intra-abdominal é indesejável porque leva a um aumento da pressão intratorácica concomitantemente, o que pode

10 9 resultar em elevações na frequência cardíaca, na resistência periférica e na pressão arterial. Outro benefício da respiração profunda é a melhora na perfusão tecidual de todo o corpo [4]. Como várias das posturas de RPG evidencia o alongamento da musculatura paravertebral, este estudo tem como objetivo principal revisar a literatura a respeito da eficácia do método de Reeducação Postural Global no tratamento de disfunções da coluna lombar e torácica.

11 10 2 MÉTODOS Foram feitas pesquisas de artigos nas bases de dados Cochrane, LILACS, Medline, PeDRO, Pubmed e SciELO, no período de Outubro de 2014 a Setembro de 2015 utilizando os seguintes descritores: reeducação postural global, alongamento global, alongamento ativo, dor lombar/torácica e seus respectivos correspondentes em inglês. Os artigos foram selecionados a partir da leitura do título e abstract. Critérios de inclusão: artigos com intervenção utilizando o método RPG em patologias que acometem a coluna lombar e/ou torácica. Critérios de exclusão: estudos que utilizaram em sua metodologia a aplicação de outro método a não ser o RPG e que não correlacionavam à aplicação do método RPG em patologias que não se referissem à coluna lombar e torácica. Seguindo os critérios acima, selecionamos um montante de 25 estudos que tiveram como intervenção o método RPG. Um total de 13 artigos foi excluído por não relacionarem o RPG ao tratamento de patologias que acometem a coluna lombar e/ou torácica. Referentes ao ano de publicação, para este estudo, foram aceitos artigos datados a partir do ano de 2005 devido à escassez de trabalhos publicados sobre o método RPG nas patologias que acometem a coluna lombar e/ou torácica. Dos selecionados 06 foram publicados no idioma inglês.

12 11 3 RESULTADOS A partir desta seleção criteriosa, foram separados os 12 estudos. Os selecionados constituíam de 02 revisões da literatura, 01 estudo de caso, 01 pesquisa por amostragem e o restante de ensaios clínicos. Dos 08 ensaios clínicos apenas 01 era um estudo controlado e randomizado. Tabela 1: Principais resultados dos estudos de patologias que acometem a coluna lombar e torácica tratados com Reeducação Postural Global (RPG). Autor/Ano Tipo de estudo Posturas de RPG Lawand et al. Ensaio clínico De pé no centro; 2015 [7] randomizado e Rã no ar; controlado Rã no chão. Barroqueiro et Estudo de caso De pé na al [5] parede; Rã no ar; Rã no chão. Castagnoli et Ensaio clínico Intervenção com al [8] controlado RPG sem descrição. Ciaccio et al. Ensaio clínico Asa delta; 2012 [9] Rã no chão. Silva et al. Ensaio clínico Asa delta; 2012 [6] controlado De pé na parede; Sentada; Rã no ar; Rã no chão. Gil et al Ensaio clínico Asa delta; [10] comparativo Rã no ar. Toledo et al. Ensaio clínico Rã no ar; 2011 [11] Rã no chão. Bonetti et al. Ensaio clínico Asa delta; 2010 [12] controlado Rã no ar; Rã no chão. Principais Resultados Melhora na dor e capacidade funcional de adultos acima de com dor lombar crônica. Redução do desalinhamento postural em adolescente, 15 anos, com quadro de espondilolistese em L5 confirmado em radiografia. Adultos acima de 58 anos relataram melhora semelhante ao grupo que recebeu fisioterapia padrão na dor e função em curto prazo (15 dias). O tratamento RPG foi associado com o alívio da dor significativa e estatisticamente em um ano de acompanhamento. Redução de dor e melhora na função física em adultos com hérnia lombar L4-L5 e/ou L5-S1. Melhora estatisticamente significativa da dor e na flexibilidade acrescida de redução da rigidez matinal na coluna lombar em pacientes adultos, idosos com Espondilite Anquilosante. Gestantes, entre 22 a 33 semanas, com idade de 18 e 40 anos, obtiveram decréscimo significativo na dor lombar ao longo do tratamento. Apresentou diminuição significativa da escoliose não estrutural segundo aferição do ângulo de Cobb em escolares com idades de 9 a 15 anos. Adultos maiores de 18 anos, com dor lombar crônica apresentaram significativa melhora na capacidade funcional e intensidade da dor se comparado ao grupo controle de estabilização segmentar da coluna. Essa melhoria se manteve no período de 03 e 06 meses.

13 12 4 DISCUSSÃO O estudo de Lawand et al., 2015 [7], sobre o efeito do RPG em pacientes com dor lombar teve como grupo de intervenção 31 indivíduos e no grupo controle 30 indivíduos, na faixa etária de 18 a 65 anos, com diagnóstico de lombalgia crônica caracterizada por dor que piora com o movimento e melhora no repouso. As sessões de RPG tiveram duração de 60 minutos por um total de 12 semanas. Foram utilizadas as posturas de RPG: asa delta, de pé no centro, rã no ar, rã no chão e postura sentada. O grupo controle não fez nenhum tipo de exercício no período de 24 semanas, apenas fez uso de analgésicos, se necessário. Foi avaliada a dor, por meio da Escala Visual Analógica (EVA/10) em três momentos: antes da intervenção (T1), após a intervenção (T1) e 12 semanas após o término da intervenção (T2). O escore médio da EVA no grupo RPG foi T0=6,4,T1=3,1, T2=4,4 e para o grupo controle T0=6,3, T1=6,1 e T2=5,8; os resultados mostraram redução significativa nos valores de EVA para grupo RPG (p<0,05). Além da dor, foi avaliada a capacidade funcional em indivíduos com lombalgia por meio do Questionário de Roland Morris (QRM). Os resultados mostraram que também houve redução significativa nos valores do grupo RPG a partir do início da intervenção: T0=12,6, T1=7,2 e T2 8,1. Para o grupo controle, o QRM obtido foi de T0=11,9, T1=10,9 e T2= 11,4. Quanto à capacidade funcional, estado geral de saúde e aspectos sociais, medidos pelo SF-36, não houve diferença estatisticamente significativa entre os grupos. Neste estudo, os participantes obtiveram melhora da dor pelo método. A funcionalidade para os pacientes com lombalgia crônica deste estudo mostrou resultados conflitantes, quando se comparam os dois instrumentos utilizados. O QRM é um instrumento de qualidade de vida específico para medir incapacidade física para pacientes com lombalgia, em forma de auto relato. O SF-36 é um instrumento genérico, com oito escalas, mais complexo que o QRM. Talvez não tenha sido capaz de captar as alterações promovidas pelo RPG neste grupo, e o QRM tenha sido mais sensível a essas mudanças. Um estudo de caso de Barroqueiro et al., 2014 [5] relata o efeito do RPG em um paciente com espondilolistese ístmica Grau II em L5 e S1. O tratamento com RPG

14 13 teve como finalidade melhorar a flexibilidade do quadril, ganhar alinhamento postural e estabilidade na coluna lombar. A intervenção teve duração de 05 semanas e os atendimentos 01 vez por semana nas posturas rã no ar e rã no chão por períodos de 25 minutos cada e na postura de pé na parede, sustentada por 5 minutos e repetida por 03 vezes por sessão. Foram feitas imagens radiológicas após 06 meses de intervenção. Na comparação das radiografias a classificação da espondilolistese mudou para Grau I. Segundo relato, houve melhora na dor, no alinhamento entre coluna lombar e pelve, na rigidez muscular de adutores e flexores de quadril. O RPG pareceu ser um tratamento eficaz para esse paciente do estudo. Porém como se trata de um estudo de caso, as conclusões não podem ser generalizadas. Em outro estudo Castagnoli et al., 2014, [8] avaliaram o efeito do RPG num total de 60 pessoas com dor lombar crônica, distribuídas em grupo controle e grupo intervenção com um programa de 15 sessões de 60 minutos cada, 02 vezes por semana. Ambos os grupos receberam cartilha com orientações referentes à anatomia dorsal do corpo, posturas ideais, movimentos corretos a ser executados nas atividades de vida diária (AVD). O grupo controle recebeu orientações a respeito de exercícios a serem executados em casa bem como sobre a prática regular de atividade física de baixo impacto e intensidade de baixa a moderada de acordo com a preferência de cada paciente. Neste estudo não foram descritas as posturas de RPG utilizadas. Foram avaliadas dor, pela EVA, e a capacidade funcional, pelo QRM. Observou-se que em ambos os grupos houve diferença significativa no QRM e na EVA após o tratamento. Após 01 ano de follow-up, os resultados se mantiveram. No entanto, os pacientes do grupo RPG relataram menor frequência de dor, o que pode indicar um efeito mais duradouro do RPG do que apenas orientações posturais e de atividade física. Ciaccio et al., 2012, [9] utilizaram o RPG no tratamento da hérnia de disco lombar. Numa amostra composta por 24 sujeitos (17 mulheres e 07 homens), na faixa etária de 22 a 76 anos. Destes, 63% apresentaram hérnia no nível de L5-S1, seguidos de 29% com L4-L5 + L5-S1 e apenas 8% com hérnia em L4-L5. As posturas de RPG

15 14 utilizadas foram asa delta e rã no chão. A intervenção foi de 50 a 60 minutos por sessão, totalizando uma média de 07 sessões para cada paciente de uma a duas vezes por semana por 45 dias. Foram aplicadas a escala de dor e disfunção de Quebec (QBPDS) e a EVA. Na escala EVA, obteve-se valor médio de: 6 no início do tratamento (T1), 4 com 15 dias de intervenção (T2) e estabilizando com média de 2 com 45 (T3), 120 (T4) e 180 (T5) dias. No QBPDS, o valor inicial médio obtido foi 49 em T1, 40 em T2, 22 em T3 e estabilizando na média de 12 em T4 e T5. O estudo indicou que o método RPG aplicado, reduziu a dor e melhorou a função física dos pacientes com hérnia de disco lombar do estudo. Além disso, manteve os efeitos por 180 dias. Porém, sem a comparação de um grupo controle, é difícil avaliar se esta população se beneficiaria de outros tipos de tratamento, ou mesmo de nenhuma intervenção, mais do que com o RPG. O estudo de Silva et al., 2012 [6] em pacientes diagnosticados com espondilite anquilosante (EA) consistiu de uma amostra de 35 pacientes com idades de 18 a 65 anos divididos em grupo controle e grupo RPG. Os participantes do grupo controle realizaram sessões em grupo de autoalongamento segmentar associado à respiração. Os participantes do grupo RPG tiveram sessões individuais 01 vez por semana nas posturas: rã no ar e rã no chão. A duração do estudo foi 04 meses. O estudo mostrou que houve melhora estatística significativa em ambos os grupos em todas variáveis avaliadas. Porém na análise intergrupo, a melhoria do grupo RPG foi superior ao grupo controle nas variáveis: rigidez matinal, mobilidade da coluna lombar, expansão torácica e qualidade de vida. O que pode sugerir que o alongamento global foi mais eficaz que o alongamento segmentar no tratamento dessa população. No estudo de Gil et al., 2011, [10] foram estudadas gestantes com 20 a 25 semanas e na faixa etária de 18 a 40 anos. Os critérios de inclusão foi dor à palpação da musculatura paravertebral lombar ou à flexão anterior de tronco. O grupo controle não efetuou nenhum tipo de exercício. Foi aplicado o QRM e EVA no início e após 08 semanas de estudo para avaliar função e dor relativa à lombalgia das gestantes. O grupo RPG foi submetido a um total de 08 sessões de 40 minutos e utilizadas

16 15 posturas rã no ar e rã no chão. No quesito dor, os grupos eram similares inicialmente (grupo RPG=5,2±1,5 e grupo controle=5,8±1,2). Ao final do tratamento o grupo RPG teve redução significativa nos escores (0,9±1,3, p<0,05) enquanto no grupo controle o escore foi maior (7,0±1,4). Quanto às limitações funcionais resultantes das dores lombares no início e fim do estudo, o QRM mostrou uma diminuição no grupo RPG e aumento no grupo controle. E em relação ao uso de medicamentos para dor no grupo controle foi mais frequente (87%) comparado ao grupo RPG (12%). Os resultados obtidos sugerem que o emprego do RPG é benéfico na redução da dor lombar, na diminuição da limitação funcional e na redução do uso de analgésicos de gestantes com lombalgia. Mas teve como limitação a não observação do período de maior incidência de complicações e queixas de dor da gravidez, que são as últimas 08 semanas da gestação. O efeito do Método RPG nas escolioses funcionais em um total de 20 crianças com idade de 10 anos foi relatado no estudo de Toledo et al., 2011 [11]. Todos escolares do estudo foram submetidos a radiografias. Nas radiografias, foram observados o ângulo de Cobb e o índice de Risser de cada participante no início e no final do estudo. As crianças deste estudo apresentaram Risser I, que corresponde à ossificação de até 25%, e Risser II, de 26 a 50%. O tratamento foi executado em 02 sessões semanais de duração variável de 25 a 30 minutos, de acordo com a tolerância de cada participante, por 12 semanas. Os autores utilizaram as posturas rã no ar e rã no chão no grupo RPG. As orientações quanto a melhor forma de carregar a mochila foram repassadas tanto ao grupo RPG quanto ao grupo controle durante o período do estudo. Observou-se que o grupo RPG demonstrou redução significativa nos valores médios do ângulo de Cobb após a intervenção avaliada na radiografia. Os resultados obtidos sugeriram que o método RPG diminuiu significativamente o ângulo de escoliose torácica nas crianças do estudo. Possivelmente isso se deve ao alinhamento vertebral obtido através do alongamento muscular. Bonetti et al., 2010, [12] em seu estudo sobre a eficácia do método RPG para tratamento de dor lombar persistente incluiu 78 pacientes sendo 42 no grupo de

17 16 intervenção e 36 no grupo de exercícios de estabilização lombar (EL). O perfil dos selecionados foi de idade acima de 18 anos com sintomatologia correspondente a lombalgia crônica persistente e que não haviam feito nenhum tipo de tratamento nos últimos 06 meses. Ambas as intervenções foram efetuadas 02 vezes por semana, duração de 01 hora e por 05 semanas. Utilizaram as posturas asa delta, rã no ar e rã no chão e cada uma sustentada por 15 a 20 minutos durante as sessões. Os exercícios no grupo EL consistiam de ativação seletiva da musculatura abdominal nas posições supino, sentado, em pé e ajoelhado em quatro pontos. Como progressão de EL os pacientes efetuavam a mesma contração enquanto realizavam movimentos dos membros ou quando faziam algum exercício funcional. Quanto à dor houve redução acentuada nos valores de EVA após 03 meses no grupo RPG enquanto no grupo EL a redução dos valores de EVA não foi tão acentuada. No quesito função, o QRM do grupo RPG inicialmente obteve redução significativa em 03 meses e manteve o patamar reduzido em 06 meses, enquanto o grupo EL, apresentou pequena elevação em 03 meses e após 06 meses manteve próximo da média inicial do estudo. Houve melhora na flexibilidade no grupo RPG enquanto no grupo EL também observaram-se redução, porém menos pronunciada. O valor do índice de incapacidade de Oswestry (IDO) do grupo RPG teve redução acentuada 03 meses e manteve esta redução após 06 meses enquanto o grupo EL não teve redução com 03 meses somente pequena redução com 06 meses. Os pacientes alocados no grupo RPG apresentaram significativa melhora na capacidade funcional e intensidade da dor em comparação com o grupo EL com resultados significativos tanto a curto quanto a médio prazo.

18 17 5 CONCLUSÃO Os estudos analisados sugerem que o método RPG diminui a dor e melhora a função física a médio e longo prazo em sujeitos com várias patologias que acometem a coluna lombar e torácica. Houve resultados favoráveis também na flexibilidade e mobilidade da coluna lombar, diminuição da rigidez matinal da coluna, redução do grau de escoliose medido pelo ângulo de Cobb e melhora na função física em AVD. Porém nem todos os estudos resultaram em melhora estatisticamente significativa nos quesitos avaliados. Esses estudos, em sua maioria, tiveram amostras pequenas ou até mesmo estudos de caso o que pode não refletir as características da maioria da população que sofre de patologias que acometem a coluna lombar e torácica. O RPG parece ser eficaz na redução da dor e na diminuição do uso de analgésicos na gestação. Porém, este não é o período crítico de complicações lombares, que ocorre nas últimas semanas da gravidez, pelo maior volume do abdômen, pelo aumento do peso, deslocamento do centro de gravidade e alterações ligamentares da pelve para o encaixe do feto. É necessário avaliar se o RPG pode ser eficaz nessa fase crítica da gravidez. Observamos que em alguns estudos não se relata as posturas de RPG aplicadas e esse pormenor dificultou também a comparação entre os estudos da eficácia de uma postura de RPG em detrimento de outra nas patologias que acometem a coluna lombar e torácica. Ressaltamos que o método RPG é uma das opções promissoras para o tratamento das patologias que acometem a coluna lombar e torácica, que tem como base fundamental o alongamento em cadeia da musculatura. Mas ainda são necessários mais estudos provando sua efetividade comparada, ou em detrimento de qualquer outra terapia física praticada na Fisioterapia atual.

19 18 REFERÊNCIAS 1. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa Nacional de Saúde 2013: percepção do estado de saúde, estilos de vida e doenças crônicas Brasil, Grandes Regiões e Unidades da Federação [Internet]. Rio de Janeiro: Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística; 2015 [acesso em 30 de Abril 2015]. Disponível em: ftp://ftp.ibge.gov.br/pns/2013/pns2013.pdf. 2. COELHO, L. O Método Mézières ou a revolução na Ginástica Ortopédica: O Manifesto Antidesportivo ou a Nova Metodologia de treino. Motricidade, v.4, n.2, p , Disponível em: 930b40fc85bfce4f300eaa46. Acesso em: 09 Março TEODORI, R. M. et al. Global Postural Re-education: a literature review. Rev. bras. fisioter., São Carlos, v.15, n.3, p , June Disponível em: &lng=en&nrm=iso. Acesso em: 30 Set MOTA, Y.L., et al. Cardiovascular responses in the seated posture of the Global Postural Reeducation (GPR) method. Rev. bras. fisioter., São Carlos, v. 12, n. 3, June Disponível em: < &lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 09 Março BARROQUEIRO, C. et al. The effects of a global postural reeducation program on an adolescent handball player with isthmic spondylolisthesis, Journal of Bodywork and Movement Therapies, v.18, n.2, p , April 2014, ISSN Disponível em: Acesso em: 09 Mar SILVA, E. M. et al. Evaluation of the effects of Global Postural Reeducation in patients with ankylosing spondylitis Rheumatology International v. 34, n.7, p , July Acesso em: 09 Mar doi: / s LAWAND P. et al. Effect of a muscle stretching program using the global postural reeducation method for patients with chronic low back pain: a randomized controlled trial, Joint Bone Spine, v.82, n.4, p , July

20 ISSN X. Disponível em: Acesso em: 09 Março CASTAGNOLI C., et al. Effects in Short and Long Term of Global Postural Reeducation (GPR) on Chronic Low Back Pain: a Controlled Study with One-Year Follow-Up, The Scientific World Journal, v. 2015, Article ID Acesso em: 09 Mar doi: /2015/ CIACCIO E. D. et al. Herniated lumbar disc treated with Global Postural Reeducation. A middle-term evaluation. Eur Rev Med Pharmacol Sci. v.16, n.8, p , Aug., Disponível em: PMID: [PubMed - indexed for MEDLINE]. Acesso em: 09 março GIL, V.F.B. et al. Lombalgia durante a gestação: eficácia do tratamento com Reeducação Postural Global (RPG). Fisioterapia e Pesquisa, [S.l.], v. 18, n. 2, p , jun ISSN Disponível em: Acesso em: 09 Março doi: TOLEDO, P. C. V. et al. Efeitos da Reeducação Postural Global em escolares com escoliose. Fisioterapia e Pesquisa, [S.l.], v. 18, n. 4, p , dez ISSN Disponível em: Acesso em: 09 Março doi: 12. BONETTI F. et al. Effectiveness of a 'Global Postural Reeducation' program for persistent Low Back Pain: a non-randomized controlled trial BMC Musculoskeletal Disorders v.11, p.285, Disponível em: doi: / Acesso em: 30 Setembro de

Parecer n. 05-3/2015. Processo de consulta: Ofício nº 60/2015/GAPRE COFFITO Assunto: Reeducação Postural Global - RPG

Parecer n. 05-3/2015. Processo de consulta: Ofício nº 60/2015/GAPRE COFFITO Assunto: Reeducação Postural Global - RPG Parecer n. 05-3/2015. Processo de consulta: Ofício nº 60/2015/GAPRE COFFITO Assunto: Reeducação Postural Global - RPG Da Consulta Trate-se do questionamento abaixo, acerca do RPG: - Conceituar Método/Técnica

Leia mais

~ 5 ~ A EFETIVIDADE DAS TÉCNICAS DE ISOSTRETCHING E ALOGAMENTO ESTÁTICO NA LOMBALGIA

~ 5 ~ A EFETIVIDADE DAS TÉCNICAS DE ISOSTRETCHING E ALOGAMENTO ESTÁTICO NA LOMBALGIA ~ 5 ~ A EFETIVIDADE DAS TÉCNICAS DE ISOSTRETCHING E ALOGAMENTO ESTÁTICO NA LOMBALGIA Isadora Carneiro Kovalhuk 1 Daniela dos Santos 2 Recebido em: 20.10.2013 Aceito em: 20.11.2013 Resumo: Lombalgia é o

Leia mais

Dicas de prevenção para Hérnia de Disco

Dicas de prevenção para Hérnia de Disco Dicas de prevenção para Hérnia de Disco Apresentação Olá, esse conteúdo é a realização de uma parceria entre a Cefig e a Fisioterapia Integrativa. Nesse E-book vamos abordar algumas dicas para prevenção

Leia mais

RPG. Reeducação Postural Global

RPG. Reeducação Postural Global RPG Reeducação Postural Global Criador do Método Philippe Emanuel Souchard Físico/Fisioterapeuta Criado em 1980 O que é a RPG? Micro e macro-ajustamento do sistema músculo-esquelético em decoaptação,detorção,

Leia mais

PROPOSTA DE UM PROGRAMA DE PRÁTICA EM GRUPO COMPOSTO POR FISIOTERAPIA, YOGA E MUSICOTERAPIA PARA PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON

PROPOSTA DE UM PROGRAMA DE PRÁTICA EM GRUPO COMPOSTO POR FISIOTERAPIA, YOGA E MUSICOTERAPIA PARA PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON Rev Bras Neurol. 52(3):12-19, 2016 PROPOSTA DE UM PROGRAMA DE PRÁTICA EM GRUPO COMPOSTO POR FISIOTERAPIA, YOGA E MUSICOTERAPIA PARA PACIENTES COM DOENÇA DE PARKINSON PROPOSAL FOR A PROGRAMME OF PRACTICE

Leia mais

CIOS REALMENTE MODIFICAM A POSTURA? OS EXERCÍCIOS POSTURA? Alterações da Estrutura Corporal. Os Exercícios Realmente Mudam a Postura?

CIOS REALMENTE MODIFICAM A POSTURA? OS EXERCÍCIOS POSTURA? Alterações da Estrutura Corporal. Os Exercícios Realmente Mudam a Postura? Alterações da Estrutura Corporal Exercícios e Postura OS EXERCÍCIOS CIOS REALMENTE MODIFICAM A POSTURA? Ft. Msd. Milena Dutra - milenadutra@bol.com.br Os Exercícios Realmente Mudam a Postura? OS EXERCÍCIOS

Leia mais

AVALIAÇÃO POSTURAL O QUE É UMA AVALIAÇÃO POSTURAL? 16/09/2014

AVALIAÇÃO POSTURAL O QUE É UMA AVALIAÇÃO POSTURAL? 16/09/2014 AVALIAÇÃO POSTURAL O QUE É UMA AVALIAÇÃO POSTURAL? A AVALIAÇÃO POSTURAL CONSISTE EM DETERMINAR E REGISTRAR SE POSSÍVEL ATRAVÉS DE FOTOS, OS DESVIOS OU ATITUDES POSTURAIS DOS INDIVÍDUOS, ONDE O MESMO É

Leia mais

PROGRAMA DE ALONGAMENTO PARA CRIANÇAS DE 10 A 12 ANOS ESTUDANTES DE DANÇA CLÁSSICA

PROGRAMA DE ALONGAMENTO PARA CRIANÇAS DE 10 A 12 ANOS ESTUDANTES DE DANÇA CLÁSSICA PROGRAMA DE ALONGAMENTO PARA CRIANÇAS DE 10 A 12 ANOS ESTUDANTES DE DANÇA CLÁSSICA Introdução: Este estudo de caso seleciou 21 meninos, com idades entre 9 e 12 anos de uma turma do 2º ano da Escola do

Leia mais

Bem estar e produtividade no trabalho

Bem estar e produtividade no trabalho Bem estar e produtividade no trabalho Camila Greco Müller dos Santos Fisioterapeuta Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro Especialista em osteopatia, terapia manual e biomecânica clínica O bem-estar

Leia mais

Exercícios para a coluna PROF. ALEXANDRE TANAKA

Exercícios para a coluna PROF. ALEXANDRE TANAKA Exercícios para a coluna PROF. ALEXANDRE TANAKA Exercícios para a coluna Orientações importantes: Modo de dormir Posição sentada (trabalho, carro, TV, etc) Modo de levantar e deitar da cama Em pé por tempo

Leia mais

PROTOCOLO FISIOTERAPÊUTICO DE PÓS- OPERATÓRIO INICIAL DE CIRURGIA LOMBAR. Local: Unidades de Internação

PROTOCOLO FISIOTERAPÊUTICO DE PÓS- OPERATÓRIO INICIAL DE CIRURGIA LOMBAR. Local: Unidades de Internação PROTOCOLO FISIOTERAPÊUTICO DE PÓS- OPERATÓRIO INICIAL DE CIRURGIA LOMBAR Edição: 17/09/2012 Local: Unidades de Internação Versão: 001 Data Versão: 17/07/2015 Página: 1/7 1- Considerações gerais As cirurgias

Leia mais

The Hundred. MANUAL PoCKet MOVIMENTO RESPIRAÇÃO NOTAS

The Hundred. MANUAL PoCKet MOVIMENTO RESPIRAÇÃO NOTAS MANUAL PoCKet 1 The Hundred básico intermediário avançado Subir e descer os braços em um movimento rápido e coordenado com a respiração; e Contar mentalmente 5 inspirações e 5 expirações fracionadas até

Leia mais

Coluna lombar. Características gerais: 5 vértebras 1 curvatura lordose fisiológica

Coluna lombar. Características gerais: 5 vértebras 1 curvatura lordose fisiológica COLUNA LOMBAR Coluna lombar Características gerais: 5 vértebras 1 curvatura lordose fisiológica 2 tipos de Articulações: Intervertebral cartilaginosa Proc. Articulares - sinovial Coluna lombar Coluna lombar

Leia mais

Pectoral stretching program for women undergoing radiotherapy for breast cancer: RCT

Pectoral stretching program for women undergoing radiotherapy for breast cancer: RCT Pectoral stretching program for women undergoing radiotherapy for breast cancer: RCT T.S. Lee, S.L. Kilbreath, K.M. Refshauge, S.C. Pendlebury, J.M. Beith, M.J. Lee Sara Rosado 3º ano de Fisioterapia A

Leia mais

Índice de Risco: NÃO FUME: CIGARRO MATA! Valores de referência para Glicemia. Classificação. Glicose (mg/dl)

Índice de Risco: NÃO FUME: CIGARRO MATA! Valores de referência para Glicemia. Classificação. Glicose (mg/dl) Valores de referência para adultos > 20 anos Instituto Nacional de Saúde dos EUA Nível (mg/dl) Lípides e Frações Desejável Limítrofe Elevado Colesterol < 200 200-239 240 LDL-colesterol < 130 130-159 160

Leia mais

Instituto de Cultura Física

Instituto de Cultura Física Página 1 Instituto de Cultura Física ANÁLISE BIOMECÂNICA Nome: Sexo: Data Nasc: Idade: Cafi Otta M 16/08/78 35 Objetivo: Av. fís. anterior: Av. fís. atual: Alto Rendimento Físico 24/09/12 08/10/13 AVALIAÇÃO

Leia mais

Exame Físico Ortopédico

Exame Físico Ortopédico TAKE HOME MESSAGES! Exame Físico Ortopédico ANAMNESE REALIZAR UMA HISTÓRIA CLÍNICA DETALHADA, LEMBRANDO QUE DETALHES DA IDENTIFICAÇÃO COMO SEXO, IDADE E PROFISSÃO SÃO FUNDAMENTAIS, POIS MUITAS DOENÇAS

Leia mais

Evaluation of a protocol exercises for musicians with musculoskeletal problems

Evaluation of a protocol exercises for musicians with musculoskeletal problems Evaluation of a protocol exercises for musicians with musculoskeletal problems Avaliação da efetividade de um protocolo de Exercícios de Relaxamento Muscular em músicos com alterações músculoesqueléticas

Leia mais

ANÁLISE DA FORÇA DO ASSOALHO PÉLVICO NOS PERÍODOS DO PRÉ E PÓS-PARTO

ANÁLISE DA FORÇA DO ASSOALHO PÉLVICO NOS PERÍODOS DO PRÉ E PÓS-PARTO ANÁLISE DA FORÇA DO ASSOALHO PÉLVICO NOS PERÍODOS DO PRÉ E PÓS-PARTO Autor(a):Ednalva Dias da Silva G INESUL FISIOTERAPIA LONDRINA PR Orientadora e Docente: Mirela Casonato Roveratti PÔSTER tuca.dias@bol.com.br

Leia mais

Dor Lombar. Controle Motor Coluna Lombar. O que é estabilidade segmentar? Sistema Global: Sistema Local:

Dor Lombar. Controle Motor Coluna Lombar. O que é estabilidade segmentar? Sistema Global: Sistema Local: Dor Lombar Causa de ausência no trabalho Alto custo econômico para serviços de saúde Quanto maior o afastamento, menor é a probabilidade de retorno ao serviço Controle Motor Coluna Lombar Curso de Especialização

Leia mais

DEFINIÇÃO. Forma de locomoção no qual o corpo ereto e em movimento é apoiado primeiro por uma das pernas e depois pela outra.

DEFINIÇÃO. Forma de locomoção no qual o corpo ereto e em movimento é apoiado primeiro por uma das pernas e depois pela outra. ANÁLISE DA MARCHA DEFINIÇÃO Forma de locomoção no qual o corpo ereto e em movimento é apoiado primeiro por uma das pernas e depois pela outra. Constitui-se se de movimentos automatizados que variam de

Leia mais

MOTOR EVALUATION SCALE FOR UPPER EXTREMITY IN STROKE PATIENTS (MESUPES-braço and MESUPES-mão)

MOTOR EVALUATION SCALE FOR UPPER EXTREMITY IN STROKE PATIENTS (MESUPES-braço and MESUPES-mão) MOTOR EVALUATION SCALE FOR UPPER EXTREMITY IN STROKE PATIENTS (MESUPES-braço and MESUPES-mão) Nome do paciente: Data do teste - hora: Nome do avaliador: Duração do teste: min Dominância: direita/esquerda

Leia mais

Utilização de órteses na reabilitação de pacientes portadores de osteoporose vertebral

Utilização de órteses na reabilitação de pacientes portadores de osteoporose vertebral Utilização de órteses na reabilitação de pacientes portadores de osteoporose vertebral Marcelo J es us Jus tino Ares * A reabilitação na osteoporose tem como objetivos o alívio da dor, a preservação da

Leia mais

Cinesiologia. Aula 2

Cinesiologia. Aula 2 Cinesiologia Aula 2 Graus de Liberdades de Movimentos São classificados pelo número de planos nos quais se movem os segmentos ou com o número de eixos primários que possuem Um grau de liberdade (uniaxial)

Leia mais

EXERCÍCIO FÍSICO NA TERCEIRA IDADE: NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA DOS ALUNOS DA UNIVERSIDADE ABERTA A MATURIDADE EM LAGOA SÊCA/PB

EXERCÍCIO FÍSICO NA TERCEIRA IDADE: NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA DOS ALUNOS DA UNIVERSIDADE ABERTA A MATURIDADE EM LAGOA SÊCA/PB EXERCÍCIO FÍSICO NA TERCEIRA IDADE: NA PROMOÇÃO DA SAÚDE E QUALIDADE DE VIDA DOS ALUNOS DA UNIVERSIDADE ABERTA A MATURIDADE EM LAGOA SÊCA/PB Alfredo Rosas de Lima Júnior (1); Kátia Ramalho Bento Souza

Leia mais

A importância da postura

A importância da postura Postura A importância da postura Uma das recomendações mais ouvidas na infância é olha a postura!. A advertência serve para homens e mulheres e é muito mais séria do que apenas um cuidado com a boa aparência.

Leia mais

Cinesioterapia II. Cinesioterapia II. Cinesioterapia II. Cinesioterapia II. Referências Bibliográficas. Cinesioterapia II. Horários Quinta-Feira 2 h/a

Cinesioterapia II. Cinesioterapia II. Cinesioterapia II. Cinesioterapia II. Referências Bibliográficas. Cinesioterapia II. Horários Quinta-Feira 2 h/a Cinesioterapia II Profª. Patrícia Fritzen 5 Período Fisioterapia FAP Cinesioterapia II Horários Quinta-Feira 2 h/a Faltas/ Pontualidade Aulas Teóricas Aulas Práticas Cinesioterapia II Cinesioterapia II

Leia mais

PILATES NO TRATAMENTO DE COLUNA: SAIBA COMO AJUDAR UM ALUNO

PILATES NO TRATAMENTO DE COLUNA: SAIBA COMO AJUDAR UM ALUNO PILATES NO TRATAMENTO DE COLUNA: SAIBA COMO AJUDAR UM ALUNO SUMÁRIO Introdução... 3 Problemas na Coluna: público potencial para um Studio de Pilates... 5 A importância da prática correta com apoio profissional...

Leia mais

6. Análise dos Resultados

6. Análise dos Resultados 87 6. Análise dos Resultados Os dados coletados através da Avaliação Ergonômica: avaliação observacional da sala de informática, do RULA, dos Questionários e da Avaliação Postural Computadorizada aponta

Leia mais

3/26/2009. ALTERAÇÕES DA ESTRUTURA CORPORAL -parte I (MMII)

3/26/2009. ALTERAÇÕES DA ESTRUTURA CORPORAL -parte I (MMII) ALTERAÇÕES DA ESTRUTURA CORPORAL -parte I (MMII) 1 SÓLEO GASTROCNÊMIO FIBULAR TIBIAL POSTERIOR FLEXORES CURTO DOS DEDOS L C (Marques, 2005) 2 CONSIDERAÇÕES SOBRE O PÉ BIPEDESTAÇÃO /MARCHA MECANISMO ANTIGRAVITACIONAL

Leia mais

O uso excessivo de tecnologias pode causar doenças

O uso excessivo de tecnologias pode causar doenças Saúde & Tecnologia O uso excessivo de tecnologias pode causar doenças Os aparelhos digitais, fonte de informação e entretenimento, tem levado muitos usuários a permanecerem por longos períodos conectados

Leia mais

Exercícios para a activação geral e o retorno à calma

Exercícios para a activação geral e o retorno à calma Anexo III Exercícios para a activação geral e o retorno à calma Mobilização da articulação do ombro 1 Objectivos: Aumentar a amplitude da mobilização dos ombros e parte superior Modo de execução: na posição

Leia mais

FACULDADE ANHANGUERA DE SÃO JOSÉ CURSO DE FISIOTERAPIA

FACULDADE ANHANGUERA DE SÃO JOSÉ CURSO DE FISIOTERAPIA FACULDADE ANHANGUERA DE SÃO JOSÉ CURSO DE FISIOTERAPIA Diagnóstico Cinético-Funcional e Imaginologia: Membros Superiores, Cabeça e Tórax Unidade II OMBRO 1 2 3 4 5 Luxação anterior 6 Fratura de cabeça

Leia mais

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997

Universidade Estadual do Centro-Oeste Reconhecida pelo Decreto Estadual nº 3.444, de 8 de agosto de 1997 RESOLUÇÃO Nº 52-CEPE/UNICENTRO, DE 21 DE DEZEMBRO DE 2015. Aprova o Curso de Especialização em Recursos Terapêuticos Manuais: Ênfase em Terapia Manual, modalidade modular, da UNICENTRO. O REITOR DA UNIVERSIDADE

Leia mais

AVALIAÇÃO DA COLUNA VERTEBRAL

AVALIAÇÃO DA COLUNA VERTEBRAL AVALIAÇÃO DA COLUNA VERTEBRAL COLUNA CERVICAL FUNÇÕES: Suporte e estabilidade à cabeça Dar mobilidade à cabeça Abrigar, conduzir e proteger a medula espinhal e a artéria vertebral INSPEÇÃO Postura Global

Leia mais

Avaliação Postural e Flexibilidade. Priscila Zanon Candido

Avaliação Postural e Flexibilidade. Priscila Zanon Candido Avaliação Postural e Flexibilidade Priscila Zanon Candido POSTURA A posição otimizada, mantida com característica automática e espontânea, de um organismo em perfeita harmonia com a força gravitacional

Leia mais

Termo ergonomia. Ergonomia 25/04/2012. Palavra de origem grega. Ergo Trabalho. Nomos - Regra INTERFACE HOMEM AMBIENTE ERGONOMIA

Termo ergonomia. Ergonomia 25/04/2012. Palavra de origem grega. Ergo Trabalho. Nomos - Regra INTERFACE HOMEM AMBIENTE ERGONOMIA Termo ergonomia Ergonomia Palavra de origem grega Ergo Trabalho LILIANE GRAÇA SANTANA CEREST-ES Nomos - Regra INTERFACE HOMEM AMBIENTE ERGONOMIA É o estudo da adaptação do trabalho às características fisiológicas

Leia mais

QUESTIONÁRIO ACADEMIA PRATIQUE FITNESS AVALIAÇÃO FÍSICA

QUESTIONÁRIO ACADEMIA PRATIQUE FITNESS AVALIAÇÃO FÍSICA QUESTIONÁRIO ACADEMIA PRATIQUE FITNESS AVALIAÇÃO FÍSICA NOME: UNIDADE: 1) QUAL O PROCEDIMENTO ADEQUADO DO AVALIADOR QUANDO O ALUNO CHEGA NA RECEPÇÃO? A) ESPERAR O RECEPCIONISTA ATENDER. B) ENTREGAR O PARQ

Leia mais

Lombar - Sentar no calcanhar com os braços a frente - Alongamento

Lombar - Sentar no calcanhar com os braços a frente - Alongamento Lombar e Quadril E - Abraçar um joelho - Alongamento Deitado, segure embaixo de um joelho e puxe-o em direção ao peito até sentir o alongamento. Com 5 segundo(s) de descanso. Lombar e Quadril D - Abraçar

Leia mais

A EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA

A EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA A EFICÁCIA DO MÉTODO PILATES NO TRATAMENTO DA LOMBALGIA Nicole Trento Moraes¹ Thaine Cristina Garlet 1 Daniela Branco Liposcki 1,2 1 Centro Universitário Unifacvest, Lages, SC, Brasil 2 Pontifícia Universidade

Leia mais

Semiologia Reumatológica em Crianças

Semiologia Reumatológica em Crianças Semiologia Reumatológica em Crianças PGALS - Exame de triagem básica para problemas musculoesqueléticos em crianças na idade escolar, modificado Traduzido e adaptado de "pgals A SCREENING EXAMINATION OF

Leia mais

Declaração de Consentimento Informado

Declaração de Consentimento Informado Anexos Anexo 1 Declaração de Consentimento Informado Designação do Estudo: A Influência da Reeducação Postural Global na Flexibilidade em Nadadores Federados do Escalão Infantil Este estudo basear-se-á

Leia mais

SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ Espondilite anquilosante: revisão da literatura

SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ Espondilite anquilosante: revisão da literatura SIMPÓSIO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DA UNAERP CAMPUS GUARUJÁ Espondilite anquilosante: revisão da literatura Ariellen domiciano ariellendomiciano@hotmail.com Carolina da conceição rosa Discente

Leia mais

Série criada para: Ciatalgia - piora flexão. Extensão do corpo de barriga para baixo - ADM Ativa / Mobilização

Série criada para: Ciatalgia - piora flexão. Extensão do corpo de barriga para baixo - ADM Ativa / Mobilização Lombar - Abdômen - Alongamento Em decúbito ventral coloque as mãos ao lado e empurre seu corpo para cima até sentir o alongamento. Extensão do corpo de barriga para baixo - ADM Ativa / Mobilização Deitado

Leia mais

Roteiro de exercícios para pacientes com osteoporose

Roteiro de exercícios para pacientes com osteoporose AR Roteiro de exercícios para pacientes com osteoporose Neuza Sayuri Habu* Linamara Rizzo Battistella** Introdução o paciente com osteoporose deve passar por uma consulta médica para avaliação das condições

Leia mais

E-book COLUNA SAUDÁVEL. Dr Thiago Rodrigues

E-book COLUNA SAUDÁVEL. Dr Thiago Rodrigues IMAGINE A VIDA SEM DOR NA COLUNA. E-book COLUNA SAUDÁVEL Dr Thiago Rodrigues DESCUBRA OS EXERCÍCIOS PARA DEIXAR SUA COLUNA SAUDÁVEL COM O FISIOTERAPEUTA DR THIAGO RODRIGUES ESPECIALISTA EM PROBLEMAS DE

Leia mais

ACESSÓRIO PARA POSICIONAMENTO DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL DURANTE A REALIZAÇÃO DE EXAME RADIOGRÁFICO DE TÓRAX

ACESSÓRIO PARA POSICIONAMENTO DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL DURANTE A REALIZAÇÃO DE EXAME RADIOGRÁFICO DE TÓRAX ACESSÓRIO PARA POSICIONAMENTO DE CRIANÇAS COM PARALISIA CEREBRAL DURANTE A REALIZAÇÃO DE EXAME RADIOGRÁFICO DE TÓRAX Leandro de França Antunes Tháina Schlickmann Rosângela Jakubiak Elenise Silveira Nunes

Leia mais

Fase Preparatória Objectivos Operacionais Estratégias / Organização Objectivos comportamentais / Componentes críticas Chamada

Fase Preparatória Objectivos Operacionais Estratégias / Organização Objectivos comportamentais / Componentes críticas Chamada Professor: Mário Santos Ano Lectivo: 2009/10 Ano: 8º Turma: A Nº Alunos: 20 Aula Nº: 1 e 2 Aula U.D. Nº: 1 e 2 de 3 Instalações: Pavilhão Data: 13-04-2010 Hora: 10h20min Duração: 75 minutos Unidade Didáctica:

Leia mais

Prevenção de dores lombares no ambiente de trabalho Qua, 30 de Março de :00 - Última atualização Qua, 30 de Março de :06

Prevenção de dores lombares no ambiente de trabalho Qua, 30 de Março de :00 - Última atualização Qua, 30 de Março de :06 As dores lombares representam um dos principais motivos que levam um paciente ao médico e talvez a maior causa de absenteísmo (falta no trabalho). Um estudo patrocinado pela Fundação Bill & Melinda Gates

Leia mais

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA REABILITAÇÃO PROCESSO SELETIVO 2013 Nome: PARTE 2 QUESTÕES SOBRE AS LINHAS DE PESQUISA

PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA REABILITAÇÃO PROCESSO SELETIVO 2013 Nome: PARTE 2 QUESTÕES SOBRE AS LINHAS DE PESQUISA PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS DA REABILITAÇÃO PROCESSO SELETIVO 2013 Nome: PARTE 2 QUESTÕES SOBRE AS LINHAS DE PESQUISA FUNDAMENTAÇÃO DA REABILITAÇÃO CARDIOVASCULAR, PULMONAR E METABÓLICA Com base

Leia mais

Estudos Avançados da Ginástica Artística

Estudos Avançados da Ginástica Artística Estudos Avançados da Ginástica Artística 1 Estudos das Ações Motoras - Abertura - Fechamento - Antepulsão - Retropulsão - Repulsão 2 Análise do Movimento Ginástico - Identificação dos músculos e articulações

Leia mais

FISIOTERAPIA Prevenção de Lesões

FISIOTERAPIA Prevenção de Lesões FISIOTERAPIA Prevenção de Lesões Fisioterapeuta Vinícius Santos Mestrando em Ciências da Reabilitação Especialista em Músculoesquelética Especialista em Esporte - SONAFE FISIOTERAPIA Prevenção de Lesões

Leia mais

LOMBALGIA CRÔNICA MECÂNICA:

LOMBALGIA CRÔNICA MECÂNICA: LOMBALGIA CRÔNICA MECÂNICA: ESTUDO COMPARATIVO ENTRE ACUPUNTURA SISTÊMICA E STIPER Por: Dr. Frederico Burigo Agosto/ RESUMO DA PESQUISA: A lombalgia é a mais frequente das dores em região de coluna vertebral

Leia mais

ANÁLISE POSTURAL EM UNIVERSITÁRIOS

ANÁLISE POSTURAL EM UNIVERSITÁRIOS ANÁLISE POSTURAL EM UNIVERSITÁRIOS Syndel Souza Stefanes-UNICENTRO (ssyndyy@hotmail.com) Isabely de Oliveira- UNICENTRO (isabely_07@hotmail.com) Ana Luiza Ferreira da Rocha UNICENTRO (analuizarocha@hotmail.com)

Leia mais

BE066 Fisiologia do Exercício. Prof. Sergio Gregorio da Silva. É a habilidade de uma articulação se mover através de sua amplitude articular

BE066 Fisiologia do Exercício. Prof. Sergio Gregorio da Silva. É a habilidade de uma articulação se mover através de sua amplitude articular BE066 Fisiologia do Exercício Flexibilidade Prof. Sergio Gregorio da Silva Flexibilidade É a habilidade de uma articulação se mover através de sua amplitude articular É altamente adaptável e é! aumentada

Leia mais

TIPOS DE LESÕES. Adaptado de CHAFFIN e ANDERSON (1991) TIPO DE TRAUMA

TIPOS DE LESÕES. Adaptado de CHAFFIN e ANDERSON (1991) TIPO DE TRAUMA LESÕES NO TRABALHO TIPOS DE LESÕES TIPO DE TRAUMA CAUSA EFEITO Trauma por impacto Uma força repentina de grande intensidade Contusões, lacerações, fraturas, amputações, subluxações articulares, concussões,

Leia mais

PREVALÊNCIA DOS SINTOMAS DA ASMA EM ADOLESCENTES DE 13 E 14 ANOS

PREVALÊNCIA DOS SINTOMAS DA ASMA EM ADOLESCENTES DE 13 E 14 ANOS PREVALÊNCIA DOS SINTOMAS DA ASMA EM ADOLESCENTES DE 13 E 14 ANOS Marcos Abrantes Moreira. Acadêmico de Fisioterapia da Faculdade Santa Maria. E-mail:markim.abrantes@hotmail.com Luma Soares Lustosa. Acadêmica

Leia mais

AGILIDADE E EQUILIBRIO DINÂMICO EM ADULTOS E IDOSOS

AGILIDADE E EQUILIBRIO DINÂMICO EM ADULTOS E IDOSOS AGILIDADE E EQUILIBRIO DINÂMICO EM ADULTOS E IDOSOS Jéssica Cruz de Almeida¹ Joyce Cristina de S. N. Fernandes¹ Jozilma de Medeiros Gonzaga¹ Maria Goretti da Cunha Lisboa¹ Universidade Estadual da Paraíba¹

Leia mais

AVERIGUAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL NO REPOUSO E APÓS ATIVIDADE FÍSICA EM ACADÊMICOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA

AVERIGUAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL NO REPOUSO E APÓS ATIVIDADE FÍSICA EM ACADÊMICOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA AVERIGUAÇÃO DA PRESSÃO ARTERIAL NO REPOUSO E APÓS ATIVIDADE FÍSICA EM ACADÊMICOS DO CURSO DE FISIOTERAPIA BLOOD PRESSURE OF FINDING AT HOME AND AFTER PHYSICAL ACTIVITY IN STUDENTS OF PHYSICAL THERAPY COURSE

Leia mais

Exercícios para Perder Barriga em Casa. OS 10 Exercícios para Perder Barriga em Casa

Exercícios para Perder Barriga em Casa. OS 10 Exercícios para Perder Barriga em Casa Exercícios para Perder Barriga em Casa OS 10 Exercícios para Perder Barriga em Casa A construção de uma barriga tanquinho é um sonho para todos. Ele é um dos objetivos principais entre os homens e mulheres.

Leia mais

por apresentarem contração paradoxal do AP no primeiro atendimento fisioterapêutico; duas gestantes, por parto prematuro; duas, pela ocorrência

por apresentarem contração paradoxal do AP no primeiro atendimento fisioterapêutico; duas gestantes, por parto prematuro; duas, pela ocorrência 41 A série inicial de pacientes foi composta de 70 gestantes. Excluíramse 10 mulheres que participaram do estudo-piloto, sendo que nove mulheres, por apresentarem contração paradoxal do AP no primeiro

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 8:40 às 13:30 Tarde - 14:30 às 19:00

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 8:40 às 13:30 Tarde - 14:30 às 19:00 QUIROPRAXIA - TRATAMENTO DA COLUNA VERTEBRAL (NOV 2016) - LISBOA A Quiropraxia é uma técnica de terapia manual, eficaz, segura e com reconhecimento científico, baseada na manipulação do corpo humano com

Leia mais

PILATES. Exercícios COM FOTOS. passo a passo. Por Vinicius G. Machado

PILATES. Exercícios COM FOTOS. passo a passo. Por Vinicius G. Machado PILATES nastep CHAIR Por Vinicius G. Machado Exercícios COM FOTOS passo a passo quem somos? A VOLL PILATES atua em todas as áreas de capacitação em Pilates, da formação básica inicial à workshops avançados,

Leia mais

TÍTULO: PREVALÊNCIA DE LESÕES EM CORREDORES DOS 10 KM TRIBUNA FM-UNILUS

TÍTULO: PREVALÊNCIA DE LESÕES EM CORREDORES DOS 10 KM TRIBUNA FM-UNILUS TÍTULO: PREVALÊNCIA DE LESÕES EM CORREDORES DOS 10 KM TRIBUNA FM-UNILUS CATEGORIA: CONCLUÍDO ÁREA: CIÊNCIAS BIOLÓGICAS E SAÚDE SUBÁREA: FISIOTERAPIA INSTITUIÇÃO: CENTRO UNIVERSITÁRIO LUSÍADA AUTOR(ES):

Leia mais

Fasciite PLANTAR UNIFESP - SÃO PAULO. LEDA MAGALHÃES OLIVEIRA REUMATOLOGIA - fisioterapeuta.

Fasciite PLANTAR UNIFESP - SÃO PAULO. LEDA MAGALHÃES OLIVEIRA REUMATOLOGIA - fisioterapeuta. Fasciite PLANTAR LEDA MAGALHÃES OLIVEIRA REUMATOLOGIA - fisioterapeuta americ@uol.com.br UNIFESP - SÃO PAULO Conceitos Considera-se que a fasciite atinja 10 % de corredores Seria resultante de trauma repetido

Leia mais

CONTRIBUIÇÃO PARA UMA CONSCIÊNCIA CORPORAL. Distribuição Interna

CONTRIBUIÇÃO PARA UMA CONSCIÊNCIA CORPORAL. Distribuição Interna CONTRIBUIÇÃO PARA UMA CONSCIÊNCIA CORPORAL Distribuição Interna ÍNDICE Apresentação 3 O que é Lesão por esforço repetitivo (LER)? 4 Prevenção 5 Dicas para evitar lesões 6 Exercícios 8 Ginástica Laboral

Leia mais

B I B L I O T E C A D E C I Ê N C I A S D A S A Ú D E O QUE SE DEVE SABER PARA MONTAR UMA ESTRATÉGIA DE BUSCA

B I B L I O T E C A D E C I Ê N C I A S D A S A Ú D E O QUE SE DEVE SABER PARA MONTAR UMA ESTRATÉGIA DE BUSCA B I B L I O T E C A D E C I Ê N C I A S D A S A Ú D E O QUE SE DEVE SABER PARA MONTAR UMA ESTRATÉGIA DE BUSCA 1 1 PROBLEMA DE PESQUISA O risco de eclampsia em mulheres grávidas com pressão arterial alta.

Leia mais

Postura. Bárbara Maria Camilotti Vera Lúcia Israel

Postura. Bárbara Maria Camilotti Vera Lúcia Israel Postura Bárbara Maria Camilotti Vera Lúcia Israel Cronograma Generalidades Coluna Vertebral Cargas na Coluna Vertebral Adulto Idoso Escoliose Posição Sentada Avaliação Postural Postura Coluna Vertebral

Leia mais

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA!

DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! DE VOLTA ÀS AULAS... CUIDADOS COM A POSTURA E O PESO DA MOCHILA! SUA MOCHILA NÃO PODE PESAR MAIS QUE 10% DO SEU PESO CORPORAL. A influência de carregar a mochila com o material escolar nas costas, associado

Leia mais

Reeducação postural global: uma revisão da literatura

Reeducação postural global: uma revisão da literatura artigo de revisão ISSN 1413-3555 Rev Bras Fisioter, São Carlos, v. 15, n. 3, p. 185-9, maio/jun 2011 Revista Brasileira de Fisioterapia Reeducação postural global: uma revisão da literatura Global Postural

Leia mais

FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO

FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO FUTURO DO GOLFE = NÃO SE BASEIA SOMENTE NA CÓPIA DO SWING PERFEITO - MECÂNICA APROPRIADA - EFICIÊNCIA DE MOVIMENTO CARACTERÍSTICAS INDIVIDUAIS - Flexibilidade - Estabilidade - Equilíbrio - Propiocepção

Leia mais

PROVA DE APTIDÃO FÍSICA. 1. Os Candidatos ao IPE devem executar as provas físicas abaixo descriminadas de acordo com as instruções de realização.

PROVA DE APTIDÃO FÍSICA. 1. Os Candidatos ao IPE devem executar as provas físicas abaixo descriminadas de acordo com as instruções de realização. PROVA DE APTIDÃO FÍSICA 1. Os Candidatos ao IPE devem executar as provas físicas abaixo descriminadas de acordo com as instruções de realização. 2. As provas devem ser executadas corretamente e avaliadas

Leia mais

ATITUDE POSTURAL E IDADE MOTORA NA MUCOVISCIDOSE * RESUMO

ATITUDE POSTURAL E IDADE MOTORA NA MUCOVISCIDOSE * RESUMO 1 ATITUDE POSTURAL E IDADE MOTORA NA MUCOVISCIDOSE * Haudrelise Barros Buss 1 Fernando Mendes Massignam 2 RESUMO O estudo realizado teve como objetivo detectar qual atitude postural e idade motora em uma

Leia mais

Escrito por Isabel Amaral Domingo, 12 Outubro :49 - Actualizado em Sábado, 29 Novembro :46

Escrito por Isabel Amaral Domingo, 12 Outubro :49 - Actualizado em Sábado, 29 Novembro :46 Após um AVC, a sensibilidade e o controlo dos movimentos do doente encontram-se muitas vezes diminuídos. Por isso, é muito importante ter cuidado com a posição em que se põem, pois podem não ser capazes

Leia mais

RULA (RAPID UPPER LIMB ASSESSMENT)

RULA (RAPID UPPER LIMB ASSESSMENT) www.campusesine.net RULA (RAPID UPPER LIMB ASSESSMENT) O método RULA (Rapid Upper Limb Assessment) foi desenvolvido por Lynn McAtamney e Nigel Corlett (1993) na Universidade de Nottingham. É um método

Leia mais

INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO

INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO POSTURA INVOLUÇÃO X CONCLUSÃO *Antigamente : quadrúpede. *Atualmente: bípede *Principal marco da evolução das posturas em 350.000 anos. *Vantagens: cobrir grandes distâncias com o olhar, alargando seu

Leia mais

Síndromes de dor nos membros

Síndromes de dor nos membros www.printo.it/pediatric-rheumatology/br/intro Síndromes de dor nos membros Versão de 2016 10. Osteocondrose (sinônimos: osteonecrose, necrose avascular) 10.1 O que é? A palavra "osteocondrite" significa

Leia mais

PREVINA OU ELIMINE A BARRIGA

PREVINA OU ELIMINE A BARRIGA PREVINA OU ELIMINE A BARRIGA OS EXERCÍCIOS ABDOMINAIS APRESENTADOS ABAIXO ESTÃO DIVIDIDOS DE ACORDOS COM SEU GRAU DE DIFICULDADE, ESTANDO CLASSIFICADOS COMO: EXERCÍCIOS LEVES EXERCÍCIOS INTERMEDIÁRIOS

Leia mais

Tutorial de Pesquisa Bibliográfica- BVS. 2ª. Versão 2012

Tutorial de Pesquisa Bibliográfica- BVS. 2ª. Versão 2012 B I B L I O T E C A D E C I Ê N C I A S D A S A Ú D E SD DA Universidade Federal do Paraná - UFPR Tutorial de Pesquisa Bibliográfica- BVS 2ª. Versão 2012 1 Pesquisa Bibliográfica É o levantamento de um

Leia mais

PILATES. Exercícios COM FOTOS. passo a passo. Por Vinicius G. Machado

PILATES. Exercícios COM FOTOS. passo a passo. Por Vinicius G. Machado PILATES noladder BARREL Por Vinicius G. Machado Exercícios COM FOTOS passo a passo quem somos? A VOLL PILATES atua em todas as áreas de capacitação em Pilates, da formação básica inicial à workshops avançados,

Leia mais

BOLA SUIÇA. História. Benefícios. Benefícios. Benefícios. Benefícios. Benefícios. Benefícios. 5.Treinar várias capacidades

BOLA SUIÇA. História. Benefícios. Benefícios. Benefícios. Benefícios. Benefícios. Benefícios. 5.Treinar várias capacidades História BOLA SUIÇA Susane Klein-Vogelbach Suiça 1909 Bola como trabalho de fisioterapia para reabilitação de desordens ortopédicas e neurológicas Mike e Stephanie Morris Estados Unidos - 1992 Introdução

Leia mais

Estudo epidemiológico das doenças ocupacionais relacionadas aos membros superiores dos intérpretes de surdos.

Estudo epidemiológico das doenças ocupacionais relacionadas aos membros superiores dos intérpretes de surdos. Estudo epidemiológico das doenças ocupacionais relacionadas aos membros superiores dos intérpretes de surdos. Eugênio da Silva Lima Professor Licenciado em Biologia - ISULPAR Especialista em Libras/Língua

Leia mais

POSICIONAMENTO CIRÚRGICO

POSICIONAMENTO CIRÚRGICO POSICIONAMENTO CIRÚRGICO O posicionamento cirúrgico é uma arte, uma ciência e também um fator chave no desempenho do procedimento seguro e eficiente, por meio da aplicação de conhecimentos relacionados

Leia mais

FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI. Sistema Muscular

FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI. Sistema Muscular 1 FUNDAÇÃO INSTITUTO DE EDUCAÇÃO DE BARUERI EEFMT Professora Maria Theodora Pedreira de Freitas Av. Andrômeda, 500 Alphaville Barueri SP CEP 06473-000 Disciplina: Educação Física 6ª Série Ensino Fundamental

Leia mais

A IMPORTÂNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO PARA A QUALIDADE DE VIDA DE UM GRUPO DE IDOSAS RESIDENTES NO CONJUNTO PAJUÇARA EM NATAL RN

A IMPORTÂNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO PARA A QUALIDADE DE VIDA DE UM GRUPO DE IDOSAS RESIDENTES NO CONJUNTO PAJUÇARA EM NATAL RN A IMPORTÂNCIA DO EXERCÍCIO FÍSICO PARA A QUALIDADE DE VIDA DE UM GRUPO DE IDOSAS RESIDENTES NO CONJUNTO PAJUÇARA EM NATAL RN Manoel Rogério Freire da Silva roger12edufisi@hotmail.com Centro Universitário

Leia mais

ANEXO VII NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS DA AVALIAÇÃO FÍSICA - TAF

ANEXO VII NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS DA AVALIAÇÃO FÍSICA - TAF ANEXO VII NORMAS E PROCEDIMENTOS PARA REALIZAÇÃO DAS PROVAS DA AVALIAÇÃO FÍSICA - TAF PROVA DE FLEXÃO DE BRAÇO NA BARRA FIXA BARRA (SOMENTE PARA O SEXO MASCULINO) Os procedimentos a serem adotados pelo

Leia mais

CINEMÁTICA DO MOVIMENTO HUMANO

CINEMÁTICA DO MOVIMENTO HUMANO Formas Elementares de : O movimento humano énormalmente descrito como sendo um movimento genérico, i.e., uma combinação complexa de movimentos de translação e de movimentos de rotação. Translação (Rectilínea)

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS E CADASTRO DE RESERVA PARA A PREFEITURA MUNICIPAL DE BOA ESPERANÇA EDITAL Nº 002, DE 24/01/2012.

CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS E CADASTRO DE RESERVA PARA A PREFEITURA MUNICIPAL DE BOA ESPERANÇA EDITAL Nº 002, DE 24/01/2012. CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE CARGOS E CADASTRO DE RESERVA PARA A PREFEITURA MUNICIPAL DE BOA ESPERANÇA EDITAL Nº 002, DE 24/01/2012. ANEXO V CRITÉRIOS PARA O TESTE DE APTIDÃO FÍSICA RETIFICADO EM

Leia mais

INCIDÊNCIA DE DOR EM TRABALHADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM SANTA MARIA, RIO GRANDE DO SUL 1

INCIDÊNCIA DE DOR EM TRABALHADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM SANTA MARIA, RIO GRANDE DO SUL 1 INCIDÊNCIA DE DOR EM TRABALHADORES DA CONSTRUÇÃO CIVIL EM SANTA MARIA, RIO GRANDE DO SUL 1 Nascimento, Eduardo Silva do²; Ribeiro, Felipe Brum²; SILVA JÚNIOR, Gerson Ribeiro da²; Ruviaro, Luiz Fernando²;

Leia mais

ANÁLISE DA EFICACIA DO USO DA CINESIOTERAPIA NO TRATAMENTO PÓS OPERATÓRIO DE LESÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR ESTUDO DE CASO

ANÁLISE DA EFICACIA DO USO DA CINESIOTERAPIA NO TRATAMENTO PÓS OPERATÓRIO DE LESÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR ESTUDO DE CASO 1 ANÁLISE DA EFICACIA DO USO DA CINESIOTERAPIA NO TRATAMENTO PÓS OPERATÓRIO DE LESÃO DO LIGAMENTO CRUZADO ANTERIOR ESTUDO DE CASO MARTINS, L.C.: ANDOLFATO, K.R. Resumo: A lesão do ligamento cruzado anterior

Leia mais

QUADRIL / PELVE. Prof. Gabriel Paulo Skroch

QUADRIL / PELVE. Prof. Gabriel Paulo Skroch QUADRIL / PELVE Prof. Gabriel Paulo Skroch 1. ANATOMIA Mulher Homem Ilíaco e extremidade superior do fêmur Vista anterior Vista posterior Superfícies articulares da articulação coxo-femural, cápsula e

Leia mais

NOÇÕES DO SISTEMA ESQUELÉTICO OU

NOÇÕES DO SISTEMA ESQUELÉTICO OU NOÇÕES DO SISTEMA ESQUELÉTICO OU SISTEMA LOCOMOTOR OBJETIVOS Identificar as estruturas e funções dos ossos do sistema locomotor; Analisar a importância deste sistema para processo de movimentação e locomoção;

Leia mais

IMPACTO DA ARTROPLASTIA TOTAL DE QUADRIL SOBRE A QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS PORTADORES DE ARTROSE INCAPACITANTE.

IMPACTO DA ARTROPLASTIA TOTAL DE QUADRIL SOBRE A QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS PORTADORES DE ARTROSE INCAPACITANTE. CARLA CARVALHO HORN IMPACTO DA ARTROPLASTIA TOTAL DE QUADRIL SOBRE A QUALIDADE DE VIDA EM IDOSOS PORTADORES DE ARTROSE INCAPACITANTE. Dissertação de Mestrado em Gerontologia Biomédica Para a obtenção do

Leia mais

Como evitar os riscos e aumentar os benefícios??

Como evitar os riscos e aumentar os benefícios?? Como evitar os riscos e aumentar os benefícios?? RISCOS BENEFÍCIOS RISCO DE MORTE POR DOENÇAS 100 % CARDIOVASCULARES 80 Diminuição de 34% 66% 60 40 20 0 AGITA São Paulo Sedentário Pouco Ativo Ativo Muito

Leia mais

ESCALA DE FULG MEYER. NOME: Sexo: Prontuário: Data da Lesão: I MOTRICIDADE PASSIVA E DOR. PACIENTE DEITADO Amplitude Dor Pontuação

ESCALA DE FULG MEYER. NOME: Sexo: Prontuário: Data da Lesão: I MOTRICIDADE PASSIVA E DOR. PACIENTE DEITADO Amplitude Dor Pontuação ESCALA DE FULG MEYER NOME: Sexo: Prontuário: Lado dominante ou parético: (D) (E) Diagnóstico: Idade: Data da Lesão: Data da Avaliação: Avaliador: I MOTRICIDADE PASSIVA E DOR PACIENTE DEITADO Amplitude

Leia mais

TÍTULO: ANÁLISE ANTROPOMÉTRICA DE SACROS DO SEXO MASCULINO E FEMININO DO ESTADO DE SÃO PAULO

TÍTULO: ANÁLISE ANTROPOMÉTRICA DE SACROS DO SEXO MASCULINO E FEMININO DO ESTADO DE SÃO PAULO Anais do Conic-Semesp. Volume 1, 2013 - Faculdade Anhanguera de Campinas - Unidade 3. ISSN 2357-8904 TÍTULO: ANÁLISE ANTROPOMÉTRICA DE SACROS DO SEXO MASCULINO E FEMININO DO ESTADO DE SÃO PAULO CATEGORIA:

Leia mais

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 08:30 às 13:00 Tarde - 14:00 às 17:30 INVESTIMENTO

MODELO FORMATIVO. DATA DE INíCIO / FIM / HORARIO Manhã - 08:30 às 13:00 Tarde - 14:00 às 17:30 INVESTIMENTO TREINO AVANçADO DO CONTROLO MOTOR: DOR LOMBAR E PéLVICA - COM PAUL HODGES - CNF 2015 (JUN 2015) - LISBOA Paul Hodges é uma das grandes referências mundiais da Fisioterapia Músculo-Esquelética. O trabalho

Leia mais

Alterações da Estrutura Corporal

Alterações da Estrutura Corporal Alterações da Estrutura Corporal Exercícios e Postura milenadutra@bol.com.br Os Exercícios Realmente Mudam a Postura? Vício postural pode ser corrigido voluntariamente com reeducação psicomotora Desvio

Leia mais

Série criada para: Ciatalgia - piora extensão

Série criada para: Ciatalgia - piora extensão Mobilização da Coluna (fase 1) - ADM Ativa Deitado, pés no chão. Junte as palmas das mãos a frente com o braço esticado e mova para um lado, mantenha e mova para o outro. Alongamento da Coluna - Pernas

Leia mais

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Ombro

Clínica Deckers. Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Ombro Clínica Deckers Fisioterapia Exercícios Terapêuticos para o Ombro O QUE É Estes são alguns dos exercícios recomendados com mais freqüência para a terapia do ombro. Eles foram compilados para dar a você,

Leia mais