seuestilo Admirável mundo web leia também: BB e Votorantim concluem parceria Outubro 2009 Ano 3 nº 30

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "seuestilo Admirável mundo web leia também: BB e Votorantim concluem parceria Outubro 2009 Ano 3 nº 30"

Transcrição

1 Outubro 2009 Ano nº 0 seuestilo Publicação dirigida aos clientes do Banco do Brasil Estilo Brasilprev Estilo na sua internet palavra do BB Admirável mundo web Oavanço tecnológico não é, isoladamente, bom ou ruim. O que define essas dimensões é sempre o uso que fazemos das tecnologias disponíveis. E, acredite, elas podem facilitar bastante sua vida neste mundo cada vez mais complexo, em que a interatividade e a convergência das mídias alcançaram espaços inimagináveis. É com base nesse conceito que seuestilo traz nesta edição o encarte Brasilprev Estilo na sua internet, material que mostra uma série de funcionalidades e serviços interativos de previdência privada desenvolvidos exclusivamente para o ambiente internet. Tudo para que você, cliente Estilo, aproveite a tecnologia no que ela tem de melhor: proporcionar mais comodidade, inclusive na hora de realizar seus sonhos e planejar o futuro. Ampliar o conhecimento dos assuntos que dizem respeito à relação entre você e seu banco, também no plano de serviços ou produtos, é uma das razões pelas quais esta publicação existe. Por isso, trazemos também nesta edição uma matéria sobre os fundos multimercados, que vêm ganhando importância na indústria de investimento e cujas diferenças muitas vezes passam despercebidas pelo investidor. BB e Votorantim concluem parceria A presente instituição aderiu ao Código ANBID de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento O Banco do Brasil concluiu no mês de outubro a aquisição de metade do capital total do Banco Votorantim. A negociação, anunciada no início deste ano, foi aprovada no dia 11 de setembro pelo Banco Central. Além de combinar estratégias de negócios complementares entre os dois bancos, a parceria abre novas oportunidades de mercado para ambas as instituições. O BB, por exemplo, ampliará sua atuação no ramo de veículos e de outros produtos como seguridade e corretora de valores. O maior beneficiado dessa parceria, no entanto, é você, que terá um banco cada vez mais sólido e competitivo e com mais ofertas diferenciadas de produtos e serviços. O boletim seuestilo traz ainda uma matéria sobre a onda dos selos relacionados à neutralização da emissão de CO2 na atmosfera, casos do Carbon Free ou Zero Carbono, incluindo as ações do próprio Banco do Brasil nesse sentido. Boa leitura! leia também: BB lança fundo multimercado com ações Pé no pedal. Pé no futuro Economia de Baixo carbono Mais limite no BB Crediário para clientes Estilo

2 Estratégia de investimentos O mês de setembro trouxe a boa notícia da saída técnica da economia brasileira da recessão. O PIB do segundo trimestre de 2009 apresentou crescimento de 1,9 na margem e queda de 1,2, quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Os números vieram em linha com o consenso de mercado. A perspectiva para esse mesmo dado no terceiro trimestre, que será divulgado em 10 de dezembro pelo IBGE, é de que a indústria, do lado da oferta, e os investimentos, do lado da demanda, continuem em recuperação, o que faz com que o crescimento na margem possa ficar próximo do observado no segundo trimestre. O quarto trimestre começa com evidências de fortes resultados no nível de atividade, principalmente no caso da indústria. A forte recuperação em V da atividade e da ocupação, corroborada pela criação de 252 mil postos formais de trabalho em setembro, será importante para estabilizar os níveis de inadimplência para pessoa física e elevar o crédito na economia durante o período Desempenho da Alocação Acumulado em 12 meses ( CDI) Fundos DI e/ou CDB DI 100,1 89,5 102,85 Perfil Conservador Perfil Moderado Perfil Arrojado Sugestão de Alocação de Recursos Perfil Conservador Perfil Moderado Fundos Renda Fixa e/ou CDB Pré Fundos Multimercado Fundos de Ações e/ou Ações Perfil Arrojado Em função da divulgação de números melhores do que o esperado para diversos indicadores de atividade, o mercado, representado pela mediana das projeções econômicas divulgado pelo boletim Focus, passou a revisar o crescimento do PIB brasileiro. Agora, espera-se crescimento próximo de zero em 2009 e de,5 em Juros O Banco Central (BC) deve enfrentar dilema difícil no próximo ano. Tarefa essa que vai passar, necessariamente, pela decisão de subir ou não a taxa básica de juros da economia (Selic), atualmente no menor patamar histórico da série, em 8,75 ao ano. A Ata do Copom e o Relatório de Inflação, os documentos institucionais divulgados pelo BC em setembro, deram indicação explícita da preocupação da autoridade monetária com a inflação em A conjugação das políticas fiscal e monetária expansionistas, aliada ao fato do próximo ano ser marcado pela sucessão presidencial, alimenta a necessidade de possível reinício do processo de elevação da Selic. Tal fato está, há algumas semanas, consolidado nos prêmios negociados no mercado futuro de juros. Os contratos futuros de DI de um dia seguem precificando sucessivas altas para a taxa Selic, tanto em 2010 quanto em Câmbio Depois da ligeira depreciação observada em agosto (0,7), a moeda brasileira voltou a se valorizar frente ao dólar norte-americano no mês de setembro. Dentre as 16 moedas globais com maior liquidez, a moeda brasileira foi a que mais se apreciou no mês, atingindo 5,7 de alta. Após a forte desvalorização no fim do ano passado, o real já acumula apreciação de mais de 20 desde o início do ano, o que tem levado alguns empresários, economistas e membros do governo a soar os sinais de alerta sobre os danos à exportação, ao setor industrial brasileiro e às perspectivas de crescimento do país. Bolsa O índice Ibovespa apresentou expressiva elevação de 8,90 em setembro. Esta é a terceira alta mensal consecutiva do índice este ano, que chega a quase 65 em reais e 115 em dólar. O fluxo líquido de ingresso de recursos de investidores estrangeiros na bolsa brasileira atingiu R$,06 bilhões terceiro maior saldo do ano. A abertura da janela para diversas colocações (primárias ou secundárias) de ações explica em parte o forte movimento comprador observado no mês. Yves Cardoso Fidalgo Junior, CFP Estrategista em investimentos seuestilo BB lança fundo multimercado com ações A família de fundos de investimento do BB Estilo não para de crescer. O Banco do Brasil acaba de lançar o Fundo BB Multimercado Balanceado Dividendos LP Estilo. O novo produto é da categoria multimercado. A política de investimento do novo fundo consiste, basicamente, na alocação de 85 dos recursos em ativos de renda fixa e 15 em ativos de renda variável com bom histórico de pagamento de dividendos. O rebalanceamento dessa alocação é feito automaticamente pelo gestor, sem custo de IR e IOF para o investidor. 2 O Fundo BB Multimercado Balanceado Dividendos LP Estilo não exige valor mínimo para a aplicação ou movimentação. É você quem escolhe quanto quer aplicar em cada momento, contando sempre com a assessoria financeira do BB Estilo para ajudá-lo a entender melhor os movimentos do mercado. Para mais informações, consulte seu gerente de relacionamento.

3 Economia de Baixo Carbono Termo frequente na atualidade, economia de baixo carbono significa aliar preocupações ambientais ao desenvolvimento econômico de empresas e países. O dióxido de carbono (CO2), ou gás carbônico, é um dos principais gases do efeito estufa, responsável por manter a temperatura da Terra em níveis suficientes para garantir a manutenção da vida. Sem o efeito estufa, nosso planeta seria uma grande bola de gelo no espaço. O excesso de CO2 e de outros gases responsáveis pelo efeito estufa, no entanto, gera o aumento da temperatura média do planeta, fenômeno conhecido como aquecimento global, que, se não for controlado, pode comprometer não só a economia como a manutenção da vida nos padrões até então observados. São várias as causas do aquecimento global, sendo uma das principais o aumento das emissões geradas a partir da revolução industrial, seja pelo aumento das fábricas e indústrias, ou pela alteração nos padrões de consumo da população mundial. Uma economia de baixo carbono significa continuar gerando as riquezas necessárias para o nosso desenvolvimento. Mas de forma responsável com o meio ambiente, por meio da introdução de tecnologias limpas, equipamentos menos poluentes, utilização de energia renovável, racionalização no uso de recursos naturais como a água, por exemplo. A população, por sua vez, também tem a sua parcela de responsabilidade. Mudanças nos padrões de consumo podem contribuir para um mundo mais sustentável. Evitar o uso de sacolas plásticas, contribuir com a reciclagem de materiais por meio do descarte seletivo dos resíduos domésticos, consumir de forma consciente recursos como a água, a energia e os combustíveis, priorizar empresas social e ambientalmente responsáveis em suas opções de compras e de investimentos, entre outras possibilidades, são alguns exemplos de atitudes que podem contribuir para que as futuras gerações tenham acesso aos recursos de que hoje dispomos. O Banco do Brasil desenvolve uma série de ações voltadas para uma economia de baixo carbono, a começar pelo levantamento, divulgação e gestão de suas próprias emissões, buscando alternativas ambientalmente mais eficientes para a manutenção do seu negócio. Desde 1991, o Banco investe em programas de eficiência energética, de racionalização no uso de água, de reutilização de materiais como os cartuchos de suas impressoras, de redução na utilização de papel em seus processos internos e de relacionamento com clientes, no descarte seletivo de materiais como papel e plástico, encaminhando-os para cooperativas de reciclagem, no investimento e incentivo na utilização de equipamentos de áudio e videoconferências, reduzindo, dessa forma, o volume de deslocamentos de seus funcionários, em viagens a serviço, entre outras iniciativas. Ter uma política estratégica de redução das próprias emissões representa o alinhamento da estratégia corporativa do Banco do Brasil com a tendência mundial de comprometimento das empresas no combate às mudanças climáticas e na geração de negócios ambientalmente responsáveis. Para saber mais a respeito desta e de outras ações do BB na área socioambiental, acesse a página de Sustentabilidade no portal BB (www.bb.com.br/sustentabilidade). Pé no pedal. Pé no futuro A promoção Pé no pedal. Pé no futuro está de volta. Até o próximo dia 20 de novembro, todo cliente Estilo que adquirir Seguro Ouro Vida, BB Seguro Vida Mulher, Seguro Ouro Residencial ou BB Proteção concorre automaticamente ao sorteio de bicicletas, acompanhadas de capacete e garrafa plástica exclusivos. A edição 2009 da promoção contempla também clientes que já possuam qualquer um dos seguros participantes. Aproveite essa chance. Participe e torça para sair pedalando. Você ainda tem mil chances de ganhar no sorteio, que ocorrerá no dia 12 de dezembro. Distribuição gratuita de prêmios. C.A. SEAE/MF nº 01/01/2009. Consulte o regulamento oficial no site Produtos da Companhia de Seguros Aliança do Brasil, CNPJ: /0001-, comercializados pela BB Corretora de Seguros e Administradora de Bens S.A. Processos Susep nºs /00-21; / ; /200-7; / ; /99-5; /01-27 e / O registro desses planos na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação à sua comercialização. Aproveite a nova promoção de assinaturas das revistas IstoÉ e IstoÉ Dinheiro para clientes Estilo. Até o final de novembro, você paga 12 parcelas de apenas R$ 12, ou R$ 1 à vista, pela assinatura anual (52 exemplares) de cada uma das revistas utilizando o seu Ourocard Estilo Platinum MasterCard. seuestilo

4 seuestilo Participe da promoção de seguros pela internet Você considera a leitura uma fonte de lazer e de informação? Então aproveite a promoção de seguros que oferece brindes especiais para quem contratar até 1 de dezembro de 2009 o BB Seguro Vida Mulher ou o Seguro Ouro Residencial por meio da internet. A contratação do BB Seguro Vida Mulher, com prêmio mensal igual ou superior a R$ 50, vale a assinatura semestral da revista Boa Forma, da Editora Abril, que aborda assuntos relacionados à alimentação saudável, exercícios físicos e qualidade de vida. Já o Seguro Ouro Residencial dá direito à Assistência Help Desk Remoto, por um ano. E mais: se o prêmio total for igual ou superior a R$ 250, você recebe a assinatura semestral da revista Casa Cláudia, da Editora Abril, que traz dicas para deixar sua casa com todo o estilo que você merece. expediente Participe! Consulte o regulamento dessa campanha no site do BB (bb.com.br/estilo). A aceitação dos seguros está sujeita à análise prévia do risco por parte da Seguradora, conforme condições contratuais. Produtos da Companhia de Seguros Aliança do Brasil, CNPJ: /0001-, comercializados pela BB Corretora de Seguros e Administradora de Bens S.A. Processos Susep nºs /00-21 e / O registro desses planos na Susep não implica, por parte da autarquia, incentivo ou recomendação à sua comercialização. Mais limite no BB Crediário para clientes Estilo Ficou mais fácil antecipar aquela compra de bens e serviços. O Banco do Brasil Estilo aumentou de R$ 20 mil para R$ 50 mil o teto do BB Crediário, a linha de crédito voltada para o financiamento de bens novos, serviços (tratamentos de saúde, cirurgias plásticas, cursos de pós-graduação etc.), impostos, entre outros. A medida está em linha com a política de redução de taxas de juros e ampliação nos limites de crédito do Banco do Brasil. Com o BB Crediário você financia o valor integral desses itens em condições exclusivas. As menores taxas de juros do mercado, prazos de até 60 meses para o pagamento e de até 59 dias de carência. Tudo de maneira prática e rápida, sem a exigência de garantias e com as prestações mensais debitadas em conta corrente na data escolhida pelo cliente. Para contratar é muito fácil: basta efetuar a compra ou adquirir o serviço com seu cartão de crédito Visa. Conheça ainda condições especiais de juros e carência de até 180 dias para o financiamento de viagens turísticas, válidas até o fim de Central de Atendimento: SAC: Ouvidoria: Deficiente auditivo ou de fala: seuestilo é uma publicação mensal do Banco do Brasil Estilo, distribuída como cortesia aos clientes. Coordenação: Diretoria de Marketing e Comunicação e Unidade Alta Renda. Produção editorial: IMK Relações Públicas. Editor responsável: Fraterno Vieira (MTb 7760). Textos: André Palhano. Produtor Gráfico: Márcia de Azevedo e Antonio Marcos G. Martinez Correspondência: Av. Paulista, 2.00, 8º andar, CEP , São Paulo SP BB reorganiza atuação na área de seguros O Banco do Brasil anunciou em outubro seu novo modelo de atuação no setor de seguros. Entre as principais novidades está a aliança estratégica com o grupo segurador espanhol Mapfre. O acordo prevê estrutura compartilhada das operações e de canais de venda das duas companhias no segmento de seguros de risco (pessoas, automóveis e ramos elementares). Assim que formalizada, a aliança cria a maior seguradora no ramo pessoas do Brasil e a segunda maior seguradora de auto e ramos elementares, com 16 de participação do mercado. Além dos ganhos de sinergia nas operações, cria-se também uma série de oportunidades para a atuação do BB no mercado externo, na área de seguros, reforçando sua estratégia de internacionalização e ampliando a gama de serviços e de coberturas oferecidas aos segurados. Outra mudança importante do novo modelo de atuação é a criação de duas subsidiárias integrais: a BB Seguros Participações S.A. ( BB Seguros ) e a BB Aliança Participações S.A. ( BB Aliança ), empresas não financeiras e vinculadas diretamente ao Banco do Brasil. Ambas as subsidiárias têm o objetivo específico de participar nas coligadas do Banco, nos segmentos de seguros, previdência complementar aberta e capitalização. Este boletim foi impresso em papel certificado FSC. Fundos de investimento não contam com a garantia do administrador do fundo, do gestor da carteira, de qualquer mecanismo seguro ou, ainda, do Fundo Garantidor de Crédito FGC. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. Ao investidor é recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e do regulamento do fundo de investimento ao aplicar os seus recursos. Embora cuide com rigor da qualidade dos conteúdos, o BB não se responsabiliza pela precisão dos dados e também por qualquer operação que venha a ser feita com base nos prognósticos sobre o comportamento dos ativos mencionados. É permitida a reprodução parcial ou integral do conteúdo desta publicação desde que citada a fonte.

5 A presente instituição aderiu ao Código ANBID de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento Fundos de Investimentos Estilo - Indicadores de Rentabilidade Fundos Setembro/ Referenciado DI BB Referenciado DI Estilo BB Referenciado DI LP Estilo Renda Fixa BB Renda Fixa LP Estilo BB Renda Fixa Pré LP Estilo (i) BB Renda Fixa LP Índice de Preço Estilo (i) Multimercado Juros e Moedas BB Multimercado Trade LP Estilo (i) (ii) Multimercado Macro BB Multimercado Conservador LP Estilo (i) BB Multimercado Moderado LP Estilo (i) BB Multimercado Arrojado LP Estilo (i) Multimercado Long Short Direcional BB Multimercado Arbitragem LP Estilo (i) (ii) Cambial Dólar BB Cambial Dólar LP mil BB Cambial Dólar LP 20 mil BB Cambial Dólar LP 100 mil Cambial Euro BB Cambial Euro LP mil Dívida Externa BB Dívida Externa LP mil Renda Variável BB Ações Ibovespa Indexado Estilo (i) BB Ações Ibovespa Ativo Estilo (i) BB Ações IBRx Indexado Estilo (i) BB Ações Multisetorial Ativo (i) BB Ações Exportação BB Ações Small Caps BB Ações Índice Sustentabilidade Empresarial (i) BB Ações Dividendos BB Ações Energia BB Ações Telecomunicações BB Ações Embraer BB Ações Petrobras BB Ações Vale do Rio Doce BB Ações Consumo (i) BB Ações Bancos (i) BB Ações Siderurgia (i) BB Ações Construção Civil (i) BB Ações BB BB Ações PIBB 0,61 7,10 10,225 21,888 5, ,00 2,06291 Qualquer Valor 2h00 D + 0 D + 0 D dez-0 0,671 7,10 10, ,70 1, ,00 Qualquer Valor 17h00 D + 0 D + 0 D set-08 0,660 7,8 10,270 21,895 5, ,00 2,019 Qualquer Valor 17h00 D + 0 D + 0 D dez-0 0,6 9,150 15,67 2,6 0, ,00 1,68669 Qualquer Valor 15h00 D + 0 D + 0 D jun-06 1,07 15,10 21, ,00 1, ,00 Qualquer Valor 15h00 D + 1 D + D + 02-out-07 0,928 7,67 11,077 2,57 9, ,00 1,076 Qualquer Valor 17h00 D + 1 D + 1 D jun-06 0,685 7,06 9,860 1,66 27, ,50 1,1612 Qualquer Valor 17h00 D + 1 D + 1 D jun-06 0,695 7,586 0,2 1,22 1, ,50 1,68295 Qualquer Valor 17h00 D + 1 D + 1 D dez-0 1,8 6,776 -,292 -,056 8, ,50 1,11997 Qualquer Valor 17h00 D + 1 D + 1 D jun-06 0,55 7,698 1,277 18,575 2, ,00 1,0857 Qualquer Valor 17h00 D + 1 D + 9 D jun-06-5,196-21,78 -,1 2,528-9, ,00 1, ,00 200,00 200,00 200,00 15h00 D + 0 D + 0 D mar-99-5,019-20,215-1,05 6,971 -, ,00 6, , , , ,00 15h00 D + 0 D + 0 D out-95-5,000-20,086-0,82 7,82 -, ,80 6, , , , ,00 15h00 D + 0 D + 0 D set-00 -,69-1,95 2,951 12,780 11, ,50 1, ,00 200,00 200,00 200,00 17h00 D + 1 D + 1 D jul-02-2,621-1,981 8,908 1,870 1, ,50 7, ,00 200,00 200,00 200,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 06-jan-95 8,909 57,855 18, ,00 0,97 Qualquer Valor 17h00 D + 1 D + 1 D + 02-out-07 8,86 6,527 27, ,00 1,0599 Qualquer Valor 17h00 D + 1 D + 1 D + 02-out-07 9,977 52,59 1, ,00 0, Qualquer Valor 17h00 D + 1 D + 1 D + 02-out-07 8,08 6,550 8,972 0,69 59, ,00 1, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 2-mar-06 9,110 59,552 16,719-19,90, ,00, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 2-jul-02 6,21 85,60 8,56-7,281, ,00 5, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 19-jul-02 9,68 52,750 11,881 2,05 6, ,50 1, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 01-dez-05 5,70 2,19 1,51-1,951 56, ,00 7, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 19-jul-02,8,16,551 25,655 70, ,00, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 15-out-97 10,12 9,792 25,09 -,859 1, ,00 1, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 25-fev-97 1,129 1,927-22,52-8,16-50, ,00 0, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 28-mai-01 9,97 9,01-0,22 18,288 8, ,00 10, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 19-jul-00 11,76 50,19 1,25-2,69 78, ,00 9, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 26-fev-02 6,855 7,080 7, ,00 0, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 02-out-07 12,575 68,551 8, ,00 1, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 02-out-07 7,059 71,66 20, ,00 1, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 02-out-07 2,20 17,9 88, ,00 1, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 18-jul-08 18,79 119,76, ,50 1, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 19-dez-07 6,65 5,222 18,88 -,2 58, ,50, ,00 17h00 D + 1 D + 1 D + 1-jul-0 Previdência Indicadores Setembro/ Brasilprev Renda Total Fix II Brasilprev Renda Total Fix V Brasilprev Renda Total Composto 20 V Brasilprev Renda Total Composto 9 D Brasilprev Renda Total Ciclo 2020 Brasilprev Renda Total Ciclo 200 Brasilprev Renda Total Ciclo 200 Acum. Acum. Acum. PL médio (R$) Taxa Adm. Quota em Aplicação Aplicação Resgate Saldo Horário Limite Quota Quota Crédito Dt. Início 12 meses 2 meses 6 meses Setembro/09 ( a.a) 0/09/09 Inicial Subseqüente Mínimo Mínimo Movimentação Aplicação Resgate Resgate do Fundo 0,581 7,50 10,67 21,271, ,50, ,59 7,05 9,919 20,072 2, ,00, ,092 15,970 1,69 16,652 9, ,00,29860,11 2,96 15,592 11, ,00 1,1619,198 29,677 2,55 16, ,00 1,21515,11,982 25,16 1, ,00 1,21825,685 8,295 25,52 11, ,00 1, (i) A BBDTVM cobra taxa de administração (T.A.) no FI no qual este fundo (FIC) investe. A T.A. apresentada representa a taxa total praticada atualmente pelo fundo (FIC+FI). Consulte seu gerente sobre a T.A. máxima permitida para cada fundo. (ii) Este fundo possui taxa de performance de 20 (vinte por cento) sobre a rentabilidade que exceder a taxa média diária DI de um dia. Os indicadores informados são apenas referências econômicas. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. Para avaliação de performance do fundo de investimento é recomendável a análise para um período de, no mínimo, 12 meses. A rentabilidade apresentada é bruta, estando sujeita a tributação, conforme legislação vigente. Ao investidor é recomendada a leitura cuidadosa do prospecto e do regulamento do fundo de investimento antes de aplicar seus recursos. As aplicações realizadas em fundos de investimentos não são garantidas pelo administrador, por suas coligadas, pelo Gestor, por qualquer mecanismo de seguro, nem pelo Fundo Garantidor de Créditos - FGC. Acum. Acum. Acum. 12 meses 2 meses 6 meses CDI 0,692 7,68 11,219 2,11 9,97 Dólar -5,71-2,915-7,115 -,06-18,218 Euro -,699-21,205 -,17-0,861-5,67 Ibovespa 8,902 6,828 2,175 1,71 68,776 Ibrx Brasil 9,816 56,09 18,92-1,57 65,22

6 Guia de Investimentos em Ações - BB Estilo Carteira Dividendos Empresa Ação Setor Ambev Ambv Alimentos e Bebidas 10,0 CCR Rodovias Ccro Exploração de Rodovias 10,0 Eternit Eter Materiais para Construção 10,0 AES Tietê Geti Energia Elétrica 15,0 Petrobras Petr Petróleo e Gás 15,0 Sabesp Sbsp Água e Saneamento 10,0 Telesp Tlpp Telecomunicações 15,0 Vale do Rio Doce Vale5 Mineração 15,0 Carteira Top Pick * Empresa Ação Setor ALL Alll11 Transporte e Serviços 10,0 Aracruz Arcz6 Papel e Celulose 6,0 BMF&Bovespa Bvmf Serviços Financeiros 8,0 CCR Rodovias Ccro Exploração de Rodovias 10,0 Sid. Nacional Csna Siderurgia 8,0 Itaúsa Itsa Holding 7,0 Lojas Renner Lren Vestuário e Calçados 5,0 Petrobras Petr Petróleo e Gás 8,0 Tractebel Tble Energia Elétrica 10,0 Telemar Tnlp Telecomunicações 6,0 Ultrapar Ugpa Químico 7,0 Vale do Rio Doce Vale5 Mineração 8,0 WEG Wege Motores e Compressores 7,0 Carteira Small Caps Empresa Ação Setor ALL Alll11 Transportes e Serviços 15,0 Cyrela Realt Cyre Construção e Engenharia 1,0 Dasa Dasa Laboratório 10,0 AES Tietê Geti Energia Elétrica 15,0 Lupatech Lupa Siderurgia 12,0 Porto Seguro Pssa Serviços Financeiros 10,0 Localiza Rent Transportes e Serviços 15,0 Totvs Tots Software 10,0 (*) Para o mês de outubro/2009, alteramos a composição da carteira Top Pick, excluindo o papel CCRO (CCR) e elevando a exposição nos papéis: Cia.Siderúrgica Nacional (CSNA) de 8,0 para 1 e Lojas Renner (LREN) de 5,0 para 10. Histórico das Carteiras Acompanhadas x Ibovespa (posição até 0/09) Desempenho das Carteiras Abril 2007 de Ações - Setembro Bovespa Carteira Dividendos Carteira Top Pick Carteira Small Caps 0 2, 6,7 8, jan-08 fev-08 mar-08 abr-08 mai-08 jun-08 jul-08 0/abr/08 S&P: Classificação BBB- para o Brasil (Grau de Investimento) ago-08 set-08 out-08 nov-08 dez-08 jan-09 fev-09 mar-09 abr-09 mai-09 jnh-09 jul-09 ago-09 set-09 out-09, -0 Temores de recessão nos EUA. Impacto no Ibovespa: desvalorização de 20,0 de 6/dez/07 a 21/jan/08 0,00 2,00,00 6,00 8,00 10,00 12,00 1,00 Ibovespa Dividendos Top Pick Small Caps Temores de Risco Sistêmico, Recessão Global e Quebra de Bancos nos EUA. 29/mai/08 a 27/out/08 queda de 60,19-60 Desempenho das Ações Acompanhadas (posição até 0/09) Desempenho das Carteiras de Ações - Ano 2009 Ação ALLL11 Empresa All Amer Lat UNT N2 Último Preço 1,66 Mín. 52 semanas 6,5 Máx. 52 semanas 1,20 No mês 0,29 No ano 7,7 Div. Yield 0,50 IFR 62,6 Preço Alvo 17,27 Prazo set./10 Potencial 26, AMBV Ambev PN 16,26 7,68 17,90,98 8,87 2,60 76,8 172,2 set./10 17,76 ARCZ6 Aracruz PNB,95 1,25 6,99-0,25 58,6 0,00 60,,16 ago./10 em revisão BVMF BMF Bovespa ON 1,06,79 1,55 12,9 122,98 1,90 77,1 1,6 set./10 9,95 CCRO CCR Rodovias ON 0,1 12,62 2,7-2,8 5,1 5,00 51,1,00 set./10 12,18 6,8 CSNA Sid Nacional ON 5,8 18,9 55,80 10,9 100,6,0 69,0 52,58 ago./10 em revisão CYRE Cyrela Realty ON 2,05 5,5 25,9-2,70 15,00 0,80 7,7 28,7 set./10 2,07 5,27 DASA Dasa ON 5,82 19,50 7,90 7,86 10,8 0,00 55,0 8,75 ago./10 6,0 ETER Eternit ON 7,,0 7,75 2,8 57,66 10,0 61,7 10,1 jul./10 8,76 50,77 GETI ITSA AES Tiete PN Itausa PN 19,98 10,72 10,20,11 21,08 10,75-1,8 10,90 6,57 56,8 11,00,80 6, 81,8 2,6 11,90 ago./10 mai./10 18,26 11,0 76,0 LREN Lojas Renner ON 1,06 11,78 2,0,88 98,99 1,20 59,0,66 set./10 11,59 LUPA Lupatech ON 25,88 1,8 9,00 1,51 10,55 0,00 57,9 28,7 jul./10 11,00 PETR Petrobras PN 5,00 15,82 5,19 11,5 56,52,10 68,2 1,20 ago./10 17,71 PSSA Porto Seguro ON 18,00 9,17 18,69,05 2,8 2,50 61,9 18,6 ago./10 2,5 RENT Localiza ON 17,71 5,01 18,60 5,2 152,5 1,10 61,7 21,62 ago./10 22,07 SBSP Sabesp ON,10 17, 6,00-1,7 27,2,00 9,8 6,01 jul./10 5,59 TBLE Tractebel ON 20,88 1,82 22,05,66 15,6,80 57, 26,68 ago./10 27,75 20,00 25,00 0,00 5,00 0,00 5,00 50,00 55,00 60,00 65,00 70,00 75,00 80,00 85,00 90,00 TLPP Telesp PN,1 7,1 50,05 2,12 2,8 10,90 60, 55,8 ago./10 25,72 TNLP Telemar ON 0,00 21,05 1,15 1,28 19,2 1,00 66,2 51,25 jul./10 28,1 TOTS Totvs ON 87,00 2,51 90,00 6,21 18,27 1,0 67, 9,55 ago./10 7,5 Ibovespa Dividendos Top Pick Small Caps UGPA Ultrapar PN 71,1 0,26 7,50,58,71 2,50 57,2 91,66 ago./10 28,6 VALE5 Vale R Doce PNA 6,60 19,89 7,50 11,25 55,89,20 69, 0,62 ago./10 10,99 WEGE Weg ON 16,88 9,06 17,15 8,5 9,21 2,70 82, 18,6 ago./10 8,77 OBS.: Os percentuais indicados em cada papel têm como único objetivo auxiliar o investidor, podendo variar de acordo com o perfil de cada cliente. Este é apenas um acompanhamento de alocação e não exprime deliberações do Banco do Brasil. A utilização dos dados aqui fornecidos é de restrita responsabilidade dos usuários. A rentabilidade obtida no passado não representa garantia de rentabilidade futura. O investimento em ações não é garantido pelo FGC - Fundo Garantidor de Créditos, é de alto risco e pode trazer perdas ao investidor. Fonte: Economática

7 Mais facilidades para você! O Banco do Brasil Estilo criou uma série de inovações na página de previdência do portal BB Estilo, para facilitar sua vida e tornar ainda mais prático o acompanhamento dos planos contratados. Conheça algumas destas funcionalidades: 1 2 Simulação: Aqui você pode simular o plano mais adequado ao seu perfil. Aporte Esporádico: Se você já possui um plano de previdência Brasilprev, realize uma contribuição adicional em seu plano e antecipe a realização de seus projetos de vida. Contrate um Brasilprev Estilo em 5 passos* Pense no tempo Aproveite as funcionalidades no portal do Banco do Brasil e veja como é fácil escolher o plano de previdência complementar ideal para você: Você precisa determinar o prazo que deseja para realizar seus projetos de vida. Ele também fará a diferença na hora de escolher o regime de tributação e o tipo de plano. 1 PGBL ou VGBL? A maior diferença é a tributação. O PGBL é indicado para quem faz declaração completa do IR. Já o VGBL é ideal para quem faz a declaração simplificada, uma vez que o IR incide somente sobre os rendimentos. É possível ainda fazer um mix entre as opções: um PGBL até o valor dedutível de 12 da renda bruta anual 2 e um VGBL para o restante. Há dois modelos: a regressiva, na qual o IR decresce com o passar do tempo, podendo chegar a 10 para aplicações por mais de 10 anos, e a progressiva, que segue a tabela vigente do Imposto de Renda. Escolha da tributação Acesse as funcionalidades da página de previdência do portal BB Estilo. Tudo o que você precisa para a realização de seus projetos de vida em um único lugar Inibição/Reativação de Extrato Impresso: Para sua maior segurança, iniba o envio de seu extrato impresso e ainda colabore com o meio ambiente. Extrato: Aqui você consulta os lançamentos de crédito e débito dos últimos 12 meses no seu plano. 2ª via de Certificado: Maior comodidade para a impressão do seu certificado. Rentabilidade Fundos: Para melhor gerenciar seu plano, acompanhe o desempenho dos fundos Brasilprev. a) Fundos Ciclo de Vida: com políticas de investimento que se adequam ao longo do tempo; b) Fundos FIX: com gestão mais conservadora; c) Fundos Compostos 9: para os que buscam oportunidades também na renda va- riável. Selecione o tipo de plano Além das ferramentas que o ajudam nessa tarefa, é importante definir quanto e quando você quer aplicar. Para isso, o Banco do Brasil Estilo oferece diversos planos adequados ao seu perfil. Invista com planejamento 5 *Para mais informações, acesse o site bb.com.br/estilo e clique em Investimentos e Previdência e em Previdência. bb.com.br/estilo Sac: Realize seus projetos de vida e ainda ganhe prêmios! Agora que você já sabe tudo sobre previdência, aproveite para realizar seus projetos de vida pela internet e ainda ganhe prêmios. Clientes Estilo que contratarem um Brasilprev ou realizarem uma contribuição adicional em um já existente, diretamente pelo site BB, ganham uma assinatura grátis da revista Época Negócios (Editora Globo) ou Elle (Editora Abril). Não é sorteio: basta realizar uma dessas operações, conforme tabela abaixo, e ganhar a assinatura. Editora Globo Contratação de um novo plano Produto Periodicidade PGBL ou VGBL Prêmio Estilo Mensal Inicial: 5.000,00 / Demais: 500,00 12 meses Único ,00 12 meses Aporte Esporádico (Contribuição Adicional) Produto Periodicidade PGBL ou VGBL Prêmio Estilo Esporádica 6.000,00 12 meses Além disso, ao contratar um plano de previdência complementar Brasilprev Estilo na internet, você participa automaticamente da Promoção bb.com.br, com o número da sorte que lhe dará chance de concorrer a prêmios no valor de R$ mil. Regulamento disponível no site: bb.com.br/estilo. Clique na aba Promoções e Ponto pra Você e depois em Promoções de Previdência. Editora Abril Brasilprev Estilo na sua internet

Estratégia de investimentos

Estratégia de investimentos Maio 2010 Ano 4 nº 37 Publicação dirigida aos clientes do Banco do Brasil Estilo palavra do BB A presente instituição aderiu ao Código ANBID de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento

Leia mais

seuestilo Os bons resultados do BB em 2008 leia também: BB Crédito Automático com taxas especiais na internet Abril 2009 Ano 3 nº 24

seuestilo Os bons resultados do BB em 2008 leia também: BB Crédito Automático com taxas especiais na internet Abril 2009 Ano 3 nº 24 Abril 2009 Ano 3 nº 24 seuestilo Publicação dirigida aos clientes do Banco do Brasil Estilo palavra do BB Os bons resultados do BB em 2008 Na edição de abril de 2008 deste Boletim, informamos que investimentos

Leia mais

seuestilo Lucro e desenvolvimento leia também: Mais pontos para você Setembro 2010 Ano 4 nº 41

seuestilo Lucro e desenvolvimento leia também: Mais pontos para você Setembro 2010 Ano 4 nº 41 Setembro 2010 Ano 4 nº 41 seuestilo Publicação dirigida aos clientes do Banco do Brasil Estilo A presente instituição aderiu ao Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento.

Leia mais

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - CONSERVADORA FIX

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - CONSERVADORA FIX BENCHMARK 100.00%CDI Relatório Gerencial Consolidado - Período de 01/04/2015 Posição e Desempenho da Carteira - Resumo a 30/04/2015 pg. 1 Posição Sintética dos Ativos em 30/04/2015 Financeiro % PL FUNDOS

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL O que é um Plano Brasilprev Pecúlio? O plano Brasilprev Pecúlio é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

econômico e social do país.

econômico e social do país. Agosto 2010 Ano 4 nº 40 Publicação dirigida aos clientes do Banco do Brasil Estilo A presente instituição aderiu ao Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento. palavra

Leia mais

seuestilo Reconhecimento ao cliente leia também: Autoatendimento BB pela Internet dá um salto de qualidade Janeiro 2010 Ano 4 nº 33

seuestilo Reconhecimento ao cliente leia também: Autoatendimento BB pela Internet dá um salto de qualidade Janeiro 2010 Ano 4 nº 33 Janeiro 2010 Ano 4 nº 33 seuestilo Publicação dirigida aos clientes do Banco do Brasil Estilo palavra do BB A presente instituição aderiu ao Código ANBID de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Gestão Financeira Prof. Marcelo Cruz Fundos de Investimento 3 Uma modalide de aplicação financeira Decisão de Investimento 1 Vídeo: CVM Um fundo de investimento é um condomínio que reúne recursos de um

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 04 de Maio de 2015 Prezado(a) FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 01/04/2015 a 30/04/2015 Panorama Mensal Abril 2015 No cenário internacional, o mês de abril foi marcado por surpresas negativas em

Leia mais

seuestilo Banco do Brasil Estilo, mais próximo de você leia também: Banco do João faz sucesso em Cannes Agosto 2007 Ano 1 nº 4

seuestilo Banco do Brasil Estilo, mais próximo de você leia também: Banco do João faz sucesso em Cannes Agosto 2007 Ano 1 nº 4 Agosto 2007 Ano 1 nº 4 Publicação dirigida aos clientes Estilo do Banco do Brasil palavra do BB Banco do Brasil Estilo, mais próximo de você É com satisfação que chegamos à 4ª edição de, uma publicação

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 01 de Abril de 2015 Prezado(a) FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 02/03/2015 a 31/03/2015 Panorama Mensal Março 2015 Os mercados financeiros seguiram voláteis ao longo do mês de março, em especial

Leia mais

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - MODERADA MIX 20

Posição e Desempenho da Carteira - Resumo HSBC INSTITUIDOR FUNDO MULTIPLO - MODERADA MIX 20 BENCHMARK RF:80.00% ( 100.00%CDI ) + RV:20.00% ( 100.00%IBRX 100 ) Relatório Gerencial Consolidado - Período de 01/04/2015 Posição e Desempenho da Carteira - Resumo a 30/04/2015 pg. 1 Posição Sintética

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV PECÚLIO PGBL E VGBL O que é um Plano Brasilprev Pecúlio? O plano Brasilprev Pecúlio é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 02 de Janeiro de 2015 Prezado(a) Período de Movimentação FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 01/12/2014 a 31/12/2014 Panorama Mensal Dezembro 2014 A volatilidade

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL O que é o Plano Brasilprev Exclusivo? O Brasilprev Exclusivo é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização dos

Leia mais

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012

Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Como investir em 2012 Entenda como funciona cada produto financeiro : O Globo 2/fev/2012 Analistas indicam quais cuidados tomar no mercado financeiro em 2012 e quais investimentos oferecem menor probabilidade

Leia mais

PREVIDÊNCIA RIO BRAVO

PREVIDÊNCIA RIO BRAVO PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR RIO BRAVO Recomendações ao investidor: As informações contidas neste material são de caráter exclusivamente informativo. Fundos de investimento não contam com garantia do administrador

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 01 de Setembro de 2015 Prezado(a) FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 03/08/2015 a 31/08/2015 Panorama Mensal Agosto 2015 O mês de agosto novamente foi marcado por grande volatilidade nos mercados

Leia mais

Semana Nacional de Educação Financeira Tema. Opções de investimentos em um cenário de juros em elevação

Semana Nacional de Educação Financeira Tema. Opções de investimentos em um cenário de juros em elevação Tema Opções de investimentos em um cenário de juros em elevação Apresentação JOCELI DA SILVA SILVA Analista Administrativo/Gestão Pública Lotado na Assessoria de Coordenação 3ª CCR Especialização UNB Clube

Leia mais

E por falar em final de ano, as férias de verão se aproximam e é chegada a hora de escolher o melhor destino para curtir a estação do sol.

E por falar em final de ano, as férias de verão se aproximam e é chegada a hora de escolher o melhor destino para curtir a estação do sol. Novembro 2011 Ano 5 nº 55 seuestilo Publicação dirigida aos clientes do Banco do Brasil Estilo A presente instituição aderiu ao Código ANBIMA de Regulação e Melhores Práticas para os Fundos de Investimento.

Leia mais

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar.

Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. FUNDO REFERENCIADO DI Os fundos referenciados identificam em seu nome o indicador de desempenho que sua carteira tem por objetivo acompanhar. Para tal, investem no mínimo 80% em títulos públicos federais

Leia mais

Relatório Mensal - Novembro de 2013

Relatório Mensal - Novembro de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor Depois de quatro meses consecutivos de alta, o Ibovespa terminou o mês de novembro com queda de 3,27%, aos 52.842 pontos. No cenário externo, os dados

Leia mais

Fundos de Investimento

Fundos de Investimento Fundo de Investimento é uma comunhão de recursos, constituída sob a forma de condomínio que reúne recursos de vários investidores para aplicar em uma carteira diversificada de ativos financeiros. Ao aplicarem

Leia mais

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em dezembro/2013 sendo esta a sétima elevação do ano.

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em dezembro/2013 sendo esta a sétima elevação do ano. PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em dezembro/2013 sendo esta a sétima elevação do ano. Esta elevação é reflexo da elevação da Taxa Básica de Juros (Selic)

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SPINELLI FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 55.075.238/0001-78 SETEMBRO/2015

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O SPINELLI FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 55.075.238/0001-78 SETEMBRO/2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o Spinelli Fundo de Investimento em Ações. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo,

Leia mais

Extrato de Fundos de Investimento

Extrato de Fundos de Investimento Extrato de Fundos de Investimento São Paulo, 01 de Outubro de 2012 Prezado(a) Período de Movimentação FUNDO DE PENSAO MULTIPATR OAB 03/09/2012 a 28/09/2012 Panorama Mensal Setembro de 2012 O mês de setembro

Leia mais

IMA Institute of Management Accountants PESQUISA DE JUROS

IMA Institute of Management Accountants PESQUISA DE JUROS PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em outubro/2013, sendo esta a sexta elevação no ano. Esta elevação pode ser atribuída à última elevação da Taxa de Juros

Leia mais

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI

PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI PROGRAMA DE PREVIDÊNCIA UVERGS PREVI UVERGS PREVI A União dos Vereadores do Estado do Rio Grande do Sul visa sempre cuidar do futuro de seus associados Por conta disso, está lançando um Programa de Benefícios

Leia mais

Banco do Brasil - Cartilha de Fundos de Investimento Fundos de Investimento

Banco do Brasil - Cartilha de Fundos de Investimento Fundos de Investimento Fundos de Investimento O que é?...2 Tipos de Fundos...2 Fundos de curto prazo...2 Fundos renda fixa...2 Fundos referenciados DI...2 Fundos multimercado...3 Fundos de ações...3 Fundos da dívida externa...3

Leia mais

seuestilo Previdência pessoal: um tema cada vez mais atual em nossas vidas leia também: Viaje com segurança Novembro 2007 Ano 1 nº 7

seuestilo Previdência pessoal: um tema cada vez mais atual em nossas vidas leia também: Viaje com segurança Novembro 2007 Ano 1 nº 7 Novembro 2007 Ano 1 nº 7 seuestilo Publicação dirigida aos clientes Estilo do Banco do Brasil palavra do BB Previdência pessoal: um tema cada vez mais atual em nossas vidas Nesta edição de seuestilo, você

Leia mais

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV

RELATÓRIO MENSAL DE INVESTIMENTOS INFINITY JUSPREV CENÁRIO ECONÔMICO EM OUTUBRO São Paulo, 04 de novembro de 2010. O mês de outubro foi marcado pela continuidade do processo de lenta recuperação das economias maduras, porém com bons resultados no setor

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O VIDA FELIZ FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 07.660.310/0001-81 OUTUBRO/2015

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O VIDA FELIZ FUNDO DE INVESTIMENTO EM AÇÕES CNPJ 07.660.310/0001-81 OUTUBRO/2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o Vida Feliz Fundo de Investimento em Ações. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo,

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV JÚNIOR VGBL E PGBL

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV JÚNIOR VGBL E PGBL NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV JÚNIOR VGBL E PGBL Com este material, você entenderá melhor o seu plano Brasilprev Júnior. Se você contratou o plano em nome do Júnior, consulte as informações em Titular:

Leia mais

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR

PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR O FUTURO DA PREVIDÊNCIA SOCIAL O déficit da previdência social coloca em risco o direito à aposentadoria Fatores que agravam a situação: Queda da taxa de natalidade Aumento da

Leia mais

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários

Um novo plano, com muito mais futuro. Plano 5x4. dos Funcionários Um novo plano, com muito mais futuro Plano 5x4 dos Funcionários Sumário 03 Um novo plano, com muito mais futuro: 5x4 04 Comparativo entre o plano 4 x 4 e 5 x 4 08 Regras de resgate 10 Como será o amanhã?

Leia mais

www.anefac.com.br Rua 7 de abril. 125 - conj. 405 - CEP 01043-000 República - São Paulo-SP - Telefone: 11 2808-320 PESQUISA DE JUROS

www.anefac.com.br Rua 7 de abril. 125 - conj. 405 - CEP 01043-000 República - São Paulo-SP - Telefone: 11 2808-320 PESQUISA DE JUROS PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em maio/2014, sendo esta a décima segunda elevação seguida, quinta elevação no ano. Estas elevações podem ser atribuídas

Leia mais

E-book de Fundos de Investimento

E-book de Fundos de Investimento E-book de Fundos de Investimento O QUE SÃO FUNDOS DE INVESTIMENTO? Fundo de investimento é uma aplicação financeira que funciona como se fosse um condomínio, onde as pessoas somam recursos para investir

Leia mais

ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 08/2014

ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 08/2014 ATA DE REUNIÃO DO COMITÊ DE INVESTIMENTOS - COMIN COMIN - Nº 08/2014 Data: 29/04/2014 Participantes Efetivos: Edna Raquel Rodrigues Santos Hogemann Presidente, Valcinea Correia da Silva Assessora Especial,

Leia mais

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE CARAZINHO/RS. RELATÓRIO BIMESTRAL DA CARTEIRA DE INVESTIMENTOS Fevereiro/15

INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE CARAZINHO/RS. RELATÓRIO BIMESTRAL DA CARTEIRA DE INVESTIMENTOS Fevereiro/15 INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES PÚBLICOS DO MUNICÍPIO DE CARAZINHO/RS RELATÓRIO BIMESTRAL DA CARTEIRA DE INVESTIMENTOS Fevereiro/15 INTRODUÇÃO Informamos que o conteúdo deste relatório bem como

Leia mais

Jornal da Globo destaca as Cooperativas financeiras como alternativa para fugir dos juros altos

Jornal da Globo destaca as Cooperativas financeiras como alternativa para fugir dos juros altos cogem news Desde 1974, estimulando a poupança e ajudando a realizar sonhos! Junho de 2015 Jornal da Globo destaca as Cooperativas financeiras como alternativa para fugir dos juros altos Veja o que fazer

Leia mais

Relatório Mensal Dezembro de 2015

Relatório Mensal Dezembro de 2015 Relatório Mensal Relatório Mensal Carta do Gestor O Ibovespa teve um desfecho melancólico no ultimo mês de 2015, fechando com queda de 3,92% e acumulando uma retração de 13,31% no ano. O cenário econômico

Leia mais

O Banco do Brasil Estilo quer comemorar com você duas importantes conquistas acumuladas pelo Banco do Brasil no mês de junho.

O Banco do Brasil Estilo quer comemorar com você duas importantes conquistas acumuladas pelo Banco do Brasil no mês de junho. Julho 2007 Ano 1 nº 3 Publicação dirigida aos clientes Estilo do Banco do Brasil palavra do BB BB: destaque em sustentabilidade na América Latina Pelos princípios de responsabilidade socioambiental e desenvolvimento

Leia mais

A importância do asset allocation na otimização dos resultados

A importância do asset allocation na otimização dos resultados A importância do asset allocation na otimização dos resultados Joaquim Levy Diretor Superintendente da BRAM Cristiano Picollo Corrêa Portfolio Specialist da BRAM Agenda Introdução Estudo de Casos Caso

Leia mais

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS

SINCOR-SP 2015 JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS JUNHO 2015 CARTA DE CONJUNTURA DO SETOR DE SEGUROS 1 Sumário Palavra do presidente... 3 Objetivo... 4 1. Carta de Conjuntura... 5 2. Análise macroeconômica... 6 3. Análise do setor de seguros 3.1. Receita

Leia mais

A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID

A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil. Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID A Indústria de Fundos de Investimento no Brasil Luiz Calado Gerente de Certificação da ANBID A ANBID A ANBID Associação Nacional dos Bancos de Investimentos Criada em 1967, é a maior representante das

Leia mais

seuestilo BB aposta em um horizonte promissor leia também: Uma opção mais barata para pagamento do cheque especial ou cartão Janeiro 2009 Ano 3 nº 21

seuestilo BB aposta em um horizonte promissor leia também: Uma opção mais barata para pagamento do cheque especial ou cartão Janeiro 2009 Ano 3 nº 21 Janeiro 2009 Ano 3 nº 21 Publicação dirigida aos clientes do Banco do Brasil Estilo palavra do BB BB aposta em um horizonte promissor A creditar no futuro de um país especialmente em meio a uma turbulência

Leia mais

Carta ao Cotista Abril 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional

Carta ao Cotista Abril 2015. Ambiente Macroeconômico. Internacional Carta ao Cotista Abril 2015 Ambiente Macroeconômico Internacional O fraco resultado dos indicadores econômicos chineses mostrou que a segunda maior economia mundial continua em desaceleração. Os dados

Leia mais

Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13

Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13 CARTEIRA COMENTÁRIO Carteira Top Pick Dezembro 01.12.13 A carteira direcional recomendada pela equipe de analistas da Socopa Corretora é mensalmente avaliada buscando relacionar as cinco melhores opções

Leia mais

Cenário Econômico de Curto Prazo O 2º Governo Lula

Cenário Econômico de Curto Prazo O 2º Governo Lula Cenário Econômico de Curto Prazo O 2º Governo Lula Esta apresentação foi preparada pelo Grupo Santander Banespa (GSB) e o seu conteúdo é estritamente confidencial. Essa apresentação não poderá ser reproduzida,

Leia mais

seuestilo Há 200 anos fazendo o futuro leia também: Mobile BB agora também no iphone Outubro 2008 Ano 2 nº 18

seuestilo Há 200 anos fazendo o futuro leia também: Mobile BB agora também no iphone Outubro 2008 Ano 2 nº 18 Outubro 2008 Ano 2 nº 18 seuestilo Publicação dirigida aos clientes do Banco do Brasil Estilo palavra do BB Há 200 anos fazendo o futuro Concluir um ciclo de existência, que aprendemos a denominar de aniversário,

Leia mais

Carta Mensal Mauá Sekular

Carta Mensal Mauá Sekular Mauá Participações I e II www.mauasekular.com.br contato@mauasekular.com.br Carta Mensal Mauá Sekular Fundos Macro Maio 2015 Sumário (I) (II) (III) Cenário Internacional Cenário Doméstico Principais Estratégias

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em setembro/2013, sendo esta a quinta elevação no ano. Esta elevação

Leia mais

Boletim de Conjuntura Econômica Outubro 2008

Boletim de Conjuntura Econômica Outubro 2008 Boletim de Conjuntura Econômica Outubro 008 PIB avança e cresce 6% Avanço do PIB no segundo trimestre foi o maior desde 00 A economia brasileira cresceu mais que o esperado no segundo trimestre, impulsionada

Leia mais

Presente em mais de 170 países. Entre as 100 maiores empresas do mundo (ranking mundial Fortune. Tradição: fundada em 1872

Presente em mais de 170 países. Entre as 100 maiores empresas do mundo (ranking mundial Fortune. Tradição: fundada em 1872 Previdência Privada Zurich Global Presente em mais de 170 países Entre as 100 maiores empresas do mundo (ranking mundial Fortune Tradição: fundada em 1872 Solidez Financeira: classificação AA pela Standard

Leia mais

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito apresentaram em agosto/2014 comportamentos distintos.

PESQUISA DE JUROS. As taxas de juros das operações de crédito apresentaram em agosto/2014 comportamentos distintos. PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito apresentaram em agosto/2014 comportamentos distintos. Na pessoa física as taxas de juros tiveram uma pequena elevação sendo esta a décima quinta

Leia mais

Visão. O papel anticíclico do BNDES e sua contribuição para conter a demanda agregada. do Desenvolvimento. nº 96 29 jul 2011

Visão. O papel anticíclico do BNDES e sua contribuição para conter a demanda agregada. do Desenvolvimento. nº 96 29 jul 2011 Visão do Desenvolvimento nº 96 29 jul 2011 O papel anticíclico do BNDES e sua contribuição para conter a demanda agregada Por Fernando Puga e Gilberto Borça Jr. Economistas da APE BNDES vem auxiliando

Leia mais

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL BB

NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL BB NOTAS EXPLICATIVAS BRASILPREV EXCLUSIVO PGBL E VGBL BB O que é o Plano Brasilprev Exclusivo? O Brasilprev Exclusivo é uma solução moderna e flexível que ajuda você a acumular recursos para a realização

Leia mais

Movimentações entre aplicações financeiras sem CPMF

Movimentações entre aplicações financeiras sem CPMF Movimentações entre aplicações financeiras sem CPMF A Conta Investimento foi instituída pela Lei 10.892, que entrou em vigor em 01/10/2004. Trata-se de uma conta corrente de depósitos para investimento

Leia mais

Termos e Condições para opção pelos Novos Perfis de Investimentos

Termos e Condições para opção pelos Novos Perfis de Investimentos Termos e Condições para opção pelos Novos Perfis de Investimentos Conforme aprovado pelo Conselho Deliberativo em reunião realizada em 4 de abril de 2011 a São Bernardo implementará em 1º de julho de 2011

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em fevereiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

Como funcionam os fundos de investimentos

Como funcionam os fundos de investimentos Como funcionam os fundos de investimentos Fundos de Investimentos: são como condomínios, que reúnem recursos financeiros de um grupo de investidores, chamados de cotistas, e realizam operações no mercado

Leia mais

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Questões Onde queremos chegar? Como vamos chegar? Onde estamos? Como estamos indo? 2 Mercado Segurador Brasileiro Expanção Geográfica: Oportunidade de Crescimento Queremos

Leia mais

NOSSA HISTÓRIA UM INVESTIMENTOS S/A

NOSSA HISTÓRIA UM INVESTIMENTOS S/A NOSSA HISTÓRIA A UM INVESTIMENTOS S/A Corretora de Títulos e Valores Mobiliários é uma instituição financeira independente e atua no mercado financeiro há 40 anos. Em 2008 iniciou um processo de reestruturação,

Leia mais

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte:

Conhecimentos Bancários. Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte: Conhecimentos Bancários Item 2.1.4- Fundos de Investimentos 2ª parte: Conhecimentos Bancários Item 2.1.4- Fundos de Investimentos: São condomínios, que reúnem aplicações de vários indivíduos para investimento

Leia mais

Carteira de dividendos: retorno pode superar a poupança. 27/06/2012 08:14 Arena do Pavani

Carteira de dividendos: retorno pode superar a poupança. 27/06/2012 08:14 Arena do Pavani Carteira de dividendos: retorno pode superar a poupança. 27/06/2012 08:14 Arena do Pavani Por Eduardo Tavares, em Arena do Pavani. Montar uma carteira de ações de empresas que são boas pagadoras de dividendos

Leia mais

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA

5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA 5 ECONOMIA MONETÁRIA E FINANCEIRA Os sinais de redução de riscos inflacionários já haviam sido descritos na última Carta de Conjuntura, o que fez com que o Comitê de Política Monetária (Copom) decidisse

Leia mais

Programa de Previdência OUROFINO. Manual do Participante

Programa de Previdência OUROFINO. Manual do Participante Programa de Previdência OUROFINO Manual do Participante Um excelente investimento no presente e a garantia de um futuro tranquilo Programa Previdenciário Empresarial Itaú - OUROFINO Regras do Programa

Leia mais

Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC

Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC Taxas de juros das operações de crédito têm terceira elevação no ano, constata ANEFAC Todas as linhas de crédito para pessoas jurídicas subiram. Para pessoas físicas, houve aumento nos juros do comércio,

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito voltaram a ser elevadas em janeiro/2015. Estas elevações podem ser atribuídas aos seguintes

Leia mais

Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento

Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Objetivos das Famílias e os Fundos de Investimento Prof. William Eid Junior Professor Titular Coordenador do GV CEF Centro de Estudos em Finanças Escola

Leia mais

PARECER MENSAL - 4/2015 14/05/2015. Regime Próprio de Previdência Social do município de Sorriso - MT PREVISO

PARECER MENSAL - 4/2015 14/05/2015. Regime Próprio de Previdência Social do município de Sorriso - MT PREVISO PARECER MENSAL - 4/2015 14/05/2015 Regime Próprio de Previdência Social do município de Sorriso - MT PREVISO Prezado(a) Diretor(a) Executivo(a), Sr(a). Adélio Dalmolin; Atendendo a necessidade do Instituto

Leia mais

Resultados do 2T08 PSSA3

Resultados do 2T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Perspectivas Perspectivas para o para segundo 2008 semestre de 2008 A Aumento criação de de empregos 31,6% no formais número até de empregos junho foi o formais maior desde em relação

Leia mais

O desafio da competitividade. Maio 2012

O desafio da competitividade. Maio 2012 O desafio da competitividade Maio 2012 ECONOMY RESEARCH Roberto Padovani Economista-Chefe (55 11) 5171.5623 roberto.padovani@votorantimcorretora.com.br Rafael Espinoso Estrategista CNPI-T (55 11) 5171.5723

Leia mais

Nosso presente é cuidar do seu futuro

Nosso presente é cuidar do seu futuro Nosso presente é cuidar do seu futuro Quem quer ser um milionário? Investimento Mensal - R$ 1.000,00 R$ 1.200.000,00 Evolução Patrimonial R$ 1.000.000,00 R$ 800.000,00 R$ 600.000,00 R$ 400.000,00 R$ 200.000,00

Leia mais

O efeito da rentabilidade...

O efeito da rentabilidade... O efeito da rentabilidade... A importância da variável taxa: R$ 500 reais mensais, por 25 anos 0,80% 1,17% 1,53% 1,88% 2,21% 10% 15% 20% 25% 30% 10% aa 15% aa 20% aa 25% aa 30% aa Ano 0 R$ 0 R$ 0 R$ 0

Leia mais

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013

Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 Teleconferência Resultado 2T2013 13/08/2013 BB Seguridade S.A. Resultado do 2º Trimestre de 2013 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas,

Leia mais

Relatório Mensal - Junho de 2013

Relatório Mensal - Junho de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor Junho foi mais um mês bastante negativo para o Ibovespa. O índice fechou em queda pelo sexto mês consecutivo impactado pela forte saída de capital estrangeiro

Leia mais

MATERIAL. EXPlICatIvo. Plano BAYER CD

MATERIAL. EXPlICatIvo. Plano BAYER CD MATERIAL EXPlICatIvo Plano BAYER CD 1 Prezado Colaborador! você, que está sendo admitido agora ou ainda não aderiu ao Plano de Previdência oferecido pelo Grupo Bayer, tem a oportunidade de conhecer, nas

Leia mais

DESMISTIFICANDO A PREVIDÊNCIA

DESMISTIFICANDO A PREVIDÊNCIA DESMISTIFICANDO A PREVIDÊNCIA Todos os direitos reservados para Icatu Seguros S/A - 2014. Nenhuma parte desta publicação pode ser reproduzida, arquivada ou transmitida de nenhuma forma ou por meio nenhum,

Leia mais

Tranquilidade e segurança para você e sua família.

Tranquilidade e segurança para você e sua família. Material de uso exclusivo do Bradesco. Produzido pelo Departamento de Marketing em fevereiro/2009. Reprodução proibida. Não jogue este impresso em via pública. Bradesco PGBL Proteção Familiar Para informações

Leia mais

Banco do Brasil - Cartilha de CDB CDB

Banco do Brasil - Cartilha de CDB CDB CDB O que é?... 2 Pré ou pós-fixado... 2 CDI... 3 Indicação... 3 Taxa de administração... 3 Segurança... 3 Modalidades de CDB... 4 Valor mínimo... 5 Rentabilidade... 4 Prazos... 5 Vencimento... 6 Final

Leia mais

Retorno dos Investimentos 1º semestre 2011

Retorno dos Investimentos 1º semestre 2011 Retorno dos Investimentos 1º semestre 2011 Cesar Soares Barbosa Diretor de Previdência É responsável também pela gestão dos recursos garantidores dos planos de benefícios administrados pela Sabesprev,

Leia mais

Plano de Gestão Administrativa - PGA

Plano de Gestão Administrativa - PGA Evolução Mensal da Carteira de Investimentos Período: Jan/09 - Mai/15 (R$ Mil) 43.000 42.000 41.000 40.000 39.000 38.000 37.000 36.000 35.000 34.000 33.000 32.000 jan/09 mar/09 mai/09 jul/09 set/09 nov/09

Leia mais

Plano de Contribuição Definida

Plano de Contribuição Definida Plano de Contribuição Definida Gerdau Previdência CONHEÇA A PREVIDÊNCIA REGIME DE PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR Oferecido pelo setor privado, com adesão facultativa, tem a finalidade de proporcionar uma proteção

Leia mais

FUNDOS DE INVESTIMENTO

FUNDOS DE INVESTIMENTO FUNDOS DE INVESTIMENTO O QUE É FUNDO DE INVESTIMENTO? O Fundo de Investimento é um mecanismo organizado e tem a finalidade de captar e investir recursos no mercado financeiro, transformando-se numa forma

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CLIC FUNDO DE INVEST. EM ACOES

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CLIC FUNDO DE INVEST. EM ACOES LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O CNPJ: Informações referentes a Novembro de 2015 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o As informações completas sobre esse fundo podem

Leia mais

HSBC Strategy S&P Diversifique seus investimentos com ativos internacionais

HSBC Strategy S&P Diversifique seus investimentos com ativos internacionais HSBC Strategy S&P Diversifique seus investimentos com ativos internacionais HSBC Strategy S&P Diversifique seus investimentos com ativos internacionais Avaliando oportunidades de sucesso através de um

Leia mais

Finanças Pessoais e Mercado Financeiro 14º Encontro Informal - IBRI 11 de agosto de 2004. Mauricio Gallego Augusto Gestor de Renda Variável

Finanças Pessoais e Mercado Financeiro 14º Encontro Informal - IBRI 11 de agosto de 2004. Mauricio Gallego Augusto Gestor de Renda Variável Finanças Pessoais e Mercado Financeiro 14º Encontro Informal - IBRI 11 de agosto de 2004 Mauricio Gallego Augusto Gestor de Renda Variável 1 Objetivo Abordar assuntos que são focados pelos gurus das finanças

Leia mais

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC DI SOLIDARIEDADE 04.520.220/0001-05 Informações referentes a Abril de 2013

LÂMINA DE INFORMAÇÕES ESSENCIAIS SOBRE O HSBC DI SOLIDARIEDADE 04.520.220/0001-05 Informações referentes a Abril de 2013 Esta lâmina contém um resumo das informações essenciais sobre o HSBC FICFI REFERENCIADO DI LONGO PRAZO. As informações completas sobre esse fundo podem ser obtidas no Prospecto e no Regulamento do fundo,

Leia mais

PARECER MENSAL - 8/2015 22/09/2015. Regime Próprio de Previdência Social do município de Vera - MT VERA - PREVI

PARECER MENSAL - 8/2015 22/09/2015. Regime Próprio de Previdência Social do município de Vera - MT VERA - PREVI PARECER MENSAL - 8/2015 22/09/2015 Regime Próprio de Previdência Social do município de Vera - MT VERA - PREVI Prezado(a) Diretor(a) Executivo(a), Sr(a). Clarice Scheit Calgaro; Atendendo a necessidade

Leia mais

Perfin Long Short 15 FIC FIM

Perfin Long Short 15 FIC FIM Perfin Long Short 15 FIC FIM Relatório Mensal- Junho 2013 O Perfin LongShort 15 FICFIM tem como objetivo gerarretorno superior ao CDIno médio prazo. O fundo utiliza-se de análise fundamentalista eaestratégia

Leia mais

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1

ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 ANEFAC IMA Institute of Management Accountants 1 PESQUISA DE JUROS As taxas de juros das operações de crédito ficaram praticamente estáveis em janeiro/2013 frente a dezembro/2012. Pessoa Física Das seis

Leia mais

Relatório Mensal - Setembro de 2013

Relatório Mensal - Setembro de 2013 Relatório Mensal - Relatório Mensal Carta do Gestor O Ibovespa emplacou o terceiro mês de alta consecutiva e fechou setembro com valorização de 4,65%. Apesar dos indicadores econômicos domésticos ainda

Leia mais

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JULHO DE 2015 1

A seguir, detalhamos as principais posições do trimestre. PACIFICO HEDGE JULHO DE 2015 1 No segundo trimestre de 2015, o fundo Pacifico Hedge FIQ FIM apresentou rentabilidade de 3,61%, líquida de taxas. No mesmo período, o CDI apresentou variação de 3,03% e o mercado de bolsa valorizou-se

Leia mais

Cenário Econômico para 2014

Cenário Econômico para 2014 Cenário Econômico para 2014 Silvia Matos 18 de Novembro de 2013 Novembro de 2013 Cenário Externo As incertezas com relação ao cenário externo em 2014 são muito elevadas Do ponto de vista de crescimento,

Leia mais

Síntese de set/out/nov-2014

Síntese de set/out/nov-2014 Síntese de set/out/nov-2014 23 de dezembro de 2014 Análise de Cenário O que está ruim pode piorar um pouco mais... Embora a nomeação da equipe econômica e seus primeiros discursos tenham agradado aos mercados,

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução.

RISCOS DE INVESTIMENTO. Proibida a reprodução. Proibida a reprodução. A Planner oferece uma linha completa de produtos financeiros e nossa equipe de profissionais está preparada para explicar tudo o que você precisa saber para tomar suas decisões com

Leia mais

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV

Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV INVESTIMENTOS Esclarecimentos sobre rentabilidade das cotas do Plano SEBRAEPREV Uma questão de suma importância para a consolidação e perenidade de um Fundo de Pensão é a sua saúde financeira, que garante

Leia mais

[CONFIDENCIAL] Tesouro Direto. Títulos Públicos

[CONFIDENCIAL] Tesouro Direto. Títulos Públicos 1 Tesouro Direto Títulos Públicos Títulos Públicos Os títulos públicos possuem a finalidade primordial de captar recursos para o financiamento da dívida pública. Comprando títulos públicos, você emprestará

Leia mais