INSS Direito Previdenciário Aula 01 a 08 Leandro Macêdo

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "INSS Direito Previdenciário Aula 01 a 08 Leandro Macêdo"

Transcrição

1 INSS Direito Previdenciário Aula 01 a 08 Leandro Macêdo Copyright. Curso Agora Eu Eu Passo - - Todos os direitos reservados ao ao autor.

2 QUESTÕES DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS

3 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONCURSO DE Seguridade Social. 1.1 Origem e evolução legislativa no Brasil. 1.2 Conceituação. 1.3 Organização e princípios constitucionais. 2 Legislação Previdenciária. 2.1 Conteúdo, fontes, autonomia. 2.3 Aplicação das normas previdenciárias Vigência, hierarquia, interpretação e integração. 3 Regime Geral de Previdência Social. 3.1 Segurados obrigatórios, 3.2 Filiação e inscrição. 3.3 Conceito, características e abrangência: empregado, empregado doméstico, contribuinte individual, trabalhador avulso e segurado especial. 3.4 Segurado facultativo: conceito, características, filiação e inscrição. 3.5 Trabalhadores excluídos do Regime Geral. 4 Empresa e empregador doméstico: conceito previdenciário. 5 Financiamento da Seguridade Social. 5.1 Receitas da União. 5.2 Receitas das contribuições sociais: dos segurados, das empresas, do empregador doméstico, do produtor rural, do clube de futebol profissional, sobre a receita de concursos de prognósticos, receitas de outras fontes. 5.3 Salário-de-contribuição Conceito Parcelas integrantes e parcelas não-integrantes Limites mínimo e máximo Proporcionalidade Reajustamento. 5.4 Arrecadação e recolhimento das contribuições destinadas à seguridade social Competência do INSS e da Secretaria da Receita Federal do Brasil Obrigações da empresa e demais contribuintes Prazo de recolhimento Recolhimento fora do prazo: juros, multa e atualização monetária.

4 CONTEÚDO PROGRAMÁTICO CONCURSO DE Decadência e prescrição. 7 Crimes contra a seguridade social. 8 Recurso das decisões administrativas. 9 Plano de Benefícios da Previdência Social: beneficiários, espécies de prestações, benefícios, disposições gerais e específicas, períodos de carência, salário-de-benefício, renda mensal do benefício, reajustamento do valor dos benefícios. 10 Manutenção, perda e restabelecimento da qualidade de segurado. 11 Lei n , de 24/07/1991 e alterações posteriores. 12 Lei n.º 8.213, de 24/07/1991 e alterações posteriores. 13 Decreto n , de 06/05/1999 e alterações posteriores; 14 Lei de Assistência Social LOAS: conteúdo; fontes e autonomia (Lei n 8.742/93 e alterações posteriores; Decreto nº /07 e alterações posteriores).

5 NÚMERO DE QUESTÕES CONCURSO DE 2012 PROVA OBJETIVA CONHECIMENTOS GERAIS CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 20 QUESTÕES 40 QUESTÕES

6 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS FCC 2012) É correto afirmar que a Seguridade Social compreende a) a Assistência Social, a Saúde e a Previdência Social. b) a Assistência Social, o Trabalho e a Saúde. c) o Sistema Tributário, o Lazer e a Previdência Social. d) a Educação, a Previdência Social e a Assistência Social. e) a Cultura, a Previdência Social e a Saúde

7 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Pelo fato de serem concedidos independentemente de contribuição, os benefícios e serviços prestados na área de assistência social prescindem da respectiva fonte de custeio prévio.

8 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS FCC 2012) A Seguridade Social encontra-se inserida no título da Ordem Social da Constituição Federal e tem entre seus objetivos: a) promover políticas sociais que visem à redução da doença. b) uniformizar o atendimento nacional. c) universalizar o atendimento da população. d) melhorar o atendimento da população. e) promover o desenvolvimento regional.

9 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS FCC 2012) No tocante à Previdência Social, é correto afirmar que a) é organizada sob a forma de regime especial e observa critérios que preservem o equilíbrio financeiro. b) é descentralizada, de caráter facultativo. c) tem caráter complementar e autônomo. d) baseia-se na constituição de reservas que garantam o benefício contratado. e) é contributiva, de caráter obrigatório.

10 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS FCC 2012) Entre as fontes de financiamento da Seguridade Social encontra-se a) o imposto de renda. b) o imposto sobre circulação de mercadorias. c) a contribuição do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. d) a contribuição social sobre a folha de salários. e) a contribuição de melhoria.

11 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) De acordo com recentes alterações constitucionais, as contribuições sociais que financiam a seguridade social somente poderão ser exigidas depois de decorridos noventa dias da publicação da lei que as houver instituído ou modificado. Essas alterações também acrescentaram, no que concerne a esse assunto, a exigência da anterioridade do exercício financeiro.

12 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Rodrigo trabalha na gerência comercial de uma grande rede de supermercados e visita regularmente cada uma das lojas da rede. Para atendimento a necessidades do trabalho que faz durante as viagens, Rodrigo recebe diárias que excedem, todos os meses, 50% de sua remuneração normal. Nessa situação, não incide contribuição previdenciária sobre os valores recebidos por Rodrigo a título dessas diárias.

13 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Otávio, contador, é aposentado por regime próprio de previdência social e começou a prestar serviços de contabilidade em sua residência. Dada a qualidade de seus serviços, logo foi contratado para dar expediente em uma grande empresa da cidade. Nessa situação, Otávio não é segurado do regime geral, tanto por ter pertencido a um regime próprio, quanto por ser aposentado.

14 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Nelson ocupa cargo em comissão, de livre nomeação e exoneração, na Secretaria de Saúde de uma prefeitura que instituiu regime próprio de previdência social. Nessa condição, apesar de trabalhar em município com regime próprio de previdência, Nelson é segurado empregado do regime geral.

15 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Ronaldo, afastado de suas atividades laborais, tem recebido auxílio doença. Nessa situação, a condição de segurado de Ronaldo será mantida sem limite de prazo, enquanto estiver no gozo do benefício, independentemente de contribuição para a previdência social.

16 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Maria, segurada empregada da previdência social, encontra-se afastada de suas atividades profissionais devido ao nascimento de seu filho, mas recebe saláriomaternidade. Nessa situação, apesar de ser um benefício previdenciário, o saláriomaternidade que Maria recebe é considerado salário-de-contribuição para efeito de incidência.

17 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Luís é vendedor em uma grande empresa que comercializa eletrodomésticos. A título de incentivo, essa empresa oferece aos empregados do setor de vendas um plano de previdência privada. Nessa situação, incide contribuição previdenciária sobre os valores pagos, pela empresa, a título de contribuição para a previdência privada, a Luís.

18 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Uma segurada empregada do regime de previdência social que tenha conseguido seu primeiro emprego e, logo na primeira semana, sofra um grave acidente que determine seu afastamento do trabalho por quatro meses não terá direito ao auxíliodoença pelo fato de não ter cumprido a carência de doze contribuições.

19 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Paulo é, de forma comprovada, dependente economicamente de seu filho, Juliano, que, em viagem a trabalho, sofreu um acidente e veio a falecer. Juliano à época do acidente era casado com Raquel. Nessa situação, Paulo e Raquel poderão requerer o benefício de pensão por morte, que deverá ser rateado entre ambos

20 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Gilmar, inválido, e Solange são comprovadamente dependentes econômicos do filho Gilberto, segurado da previdência social, que, por sua vez, tem um filho. Nessa situação, Gilmar e Solange concorrem em igualdade de condições com o filho de Gilberto para efeito de recebimento eventual de benefícios

21 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Rubens e sua esposa Amélia têm, juntos, dois filhos, trabalham e são segurados do regime geral da previdência social, além de serem considerados trabalhadores de baixa renda. Nessa situação, o salário-família somente será pago a um dos cônjuges.

22 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Durval, inscrito na previdência social na qualidade de contribuinte individual, trabalha por conta própria, recolhendo 11% do valor mínimo mensal do salário de contribuição. Nessa situação, para Durval fazer jus ao benefício de aposentadoria por tempo de contribuição, deverá recolher mais 9% daquele valor, acrescidos de juros.

23 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Marcela, empregada doméstica, após ter sofrido grave acidente enquanto limpava a vidraça da casa de sua patroa, recebeu auxílio-doença por três meses. Depois desse período, foi comprovadamente constatada a redução de sua capacidade laborativa. Nessa situação, Marcela terá direito ao auxílio-acidente correspondente a 50% do valor que recebia a título de auxílio-doença.

24 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Tomás, segurado empregado do regime geral da previdência social, teve sua capacidade laborativa reduzida por sequelas decorrentes de grave acidente. Nessa situação, se não tiver cumprido a carência de doze meses, Tomás não poderá receber o auxílio-acidente.

25 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS FCC 2012) Cláudio exerceu atividade de caldeireiro na fábrica X de 01 de janeiro de 2009 a 01 de julho de 2009 e sofreu acidente de trabalho que acarretou a perda de dois dedos da mão. Nessa situação, Cláudio a) não terá direito a receber benefício previdenciário por ausência do cumprimento do período de carência. b) receberá auxílio-doença e após a consolidação da perda dos dedos, auxílio-acidente. c) terá direito à reabilitação profissional e aposentadoria por invalidez. d) não terá direito a benefício. e) terá direito a auxílio-acidente e aposentadoria por invalidez, após a consolidação da perda dos dedos.

26 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Daniel, aposentado por invalidez, retornou à sua atividade laboral voluntariamente. Nessa situação, o benefício da aposentadoria por invalidez será cassado a partir da data desse retorno.

27 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Alexandre, caminhoneiro, sempre trabalhou por conta própria e jamais se inscreveu no regime geral da previdência social. Após sofrer um grave acidente, resolveu filiar-se à previdência. Seis meses depois, sofreu novo acidente e veio a falecer, deixando esposa e três filhos. Nessa situação, os filhos e a esposa de Alexandre não receberão a pensão por morte pelo fato de não ter sido cumprida a carência de doze meses.

28 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Pedro recebe auxílioacidente decorrente da consolidação de lesões que o deixaram com sequelas definitivas. Nessa condição, Pedro não poderá cumular o benefício que atualmente recebe com o de aposentadoria por invalidez que eventualmente venha a receber.

29 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS CESPE 2008) Sofia, pensionista da previdência social em decorrência da morte de seu primeiro marido, João, resolveu casar-se com Eduardo, segurado empregado. Seis meses após o casamento, Eduardo faleceu em trágico acidente. Nessa situação, Sofia poderá acumular as duas pensões, caso o total recebido não ultrapasse o teto determinado pela previdência social.

30 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS FCC 2012) Em relação ao valor da renda mensal dos benefícios, é correto afirmar que a) o auxílio-doença corresponde a 100% (cem por cento) do salário de benefício. b) a aposentadoria por invalidez corresponde a 91% (noventa e um) por cento do salário de benefício. c) a aposentadoria por idade corresponde a 70% (setenta por cento) do salário de benefício. d) a renda mensal da aposentadoria especial não está sujeita ao fator previdenciário. e) a renda mensal da aposentadoria por tempo de contribuição não está sujeita ao fator previdenciário.

31 (TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL INSS FCC 2012) José pleiteou aposentadoria por tempo de contribuição perante o INSS, que foi deferida pela autarquia e pretende a revisão do ato de concessão do benefício para alterar o valor da renda mensal inicial. O prazo decadencial para o pedido de José é de a) dez anos contados a partir do primeiro dia do mês seguinte ao do recebimento da primeira prestação. b) cinco anos contados a partir do primeiro dia do mês seguinte ao do recebimento da primeira prestação. c) três anos contados a partir do primeiro dia do mês seguinte ao do recebimento da primeira prestação. d) cinco anos contados da ciência da decisão que deferiu o benefício. e) dez anos contados da ciência da decisão que deferiu o benefício.

EDITAL SISTEMATIZADO TRT 2ª Região Magistratura do Trabalho

EDITAL SISTEMATIZADO TRT 2ª Região Magistratura do Trabalho EDITAL SISTEMATIZADO TRT 2ª Região Magistratura do Trabalho - 2016. De acordo com a obra: Direito Previdenciário - 6ª edição Adriana Menezes Editora Juspodivm. ITENS DO EDITAL TRT 2ª REGIÃO Magistratura

Leia mais

EDITAL SISTEMATIZADO TECNICO INSS 2015/2016. Direito Previdenciário - 6ª edição Adriana Menezes Editora Juspodivm

EDITAL SISTEMATIZADO TECNICO INSS 2015/2016. Direito Previdenciário - 6ª edição Adriana Menezes Editora Juspodivm EDITAL SISTEMATIZADO TECNICO INSS 2015/2016 De acordo com o edital do concurso e com a obra: Direito Previdenciário - 6ª edição Adriana Menezes Editora Juspodivm ITENS DO EDITAL TECNICO INSS TÓPICO DO

Leia mais

EDITAL SISTEMATIZADO TRT 1ª Região Magistratura do Trabalho.

EDITAL SISTEMATIZADO TRT 1ª Região Magistratura do Trabalho. EDITAL SISTEMATIZADO TRT 1ª Região Magistratura do Trabalho. De acordo com a obra: Direito Previdenciário - 6ª edição Adriana Menezes Editora Juspodivm. ITENS DO EDITAL TRT 1ª REGIÃO - Magistratura TÓPICO

Leia mais

EDITAL SISTEMATIZADO AUDITOR DO TRIBUNAL DE CONTAS ESTADO DO PARÁ - DIREITO/2016. Direito Previdenciário - 6ª edição Adriana Menezes Editora Juspodivm

EDITAL SISTEMATIZADO AUDITOR DO TRIBUNAL DE CONTAS ESTADO DO PARÁ - DIREITO/2016. Direito Previdenciário - 6ª edição Adriana Menezes Editora Juspodivm EDITAL SISTEMATIZADO AUDITOR DO TRIBUNAL DE CONTAS ESTADO DO PARÁ - DIREITO/2016 De acordo com o edital do concurso e com a obra: Direito Previdenciário - 6ª edição Adriana Menezes Editora Juspodivm ITENS

Leia mais

9. PROVA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO (arts. 47 e 48 da Lei e 257 a 265 do Decreto 3.048)

9. PROVA DE INEXISTÊNCIA DE DÉBITO (arts. 47 e 48 da Lei e 257 a 265 do Decreto 3.048) SUMÁRIO INTRODUÇÃO 1. SEGURIDADE SOCIAL 1.1 Noção geral 1.1.1 Saúde 1.1.2 Assistência social 1.1.3 Previdência Social 1.2 Breve histórico 1.2.1 Evolução legislativa no Brasil 1.3 Conceituação 1.4 Objetivo,

Leia mais

exercitado redação Estudado REVISÕES Ponta da língua DISCIPLINA ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO:

exercitado redação Estudado REVISÕES Ponta da língua  DISCIPLINA ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO: www.estrategiasdeaprovacao.com.br Bibliografia DISCIPLINA 1 2 3 4 5 ÉTICA NO SERVIÇO PÚBLICO: Estudado REVISÕES exercitado redação Ponta da língua bizu 1 Código de Ética Profissional do Servidor Público

Leia mais

Edital Verticalizado Concurso INSS

Edital Verticalizado Concurso INSS Edital Verticalizado Concurso INSS Baseado no último concurso O Focus Concursos Online oferece aos que desejam se preparar, um curso teórico com todas as disciplinas. Assista às aulas e fique totalmente

Leia mais

Capítulo 1 Origem e evolução histórica e legislativa no Brasil e no mundo... 1 Capítulo 2 Direito Previdenciário... 11

Capítulo 1 Origem e evolução histórica e legislativa no Brasil e no mundo... 1 Capítulo 2 Direito Previdenciário... 11 Sumário Capítulo 1 Origem e evolução histórica e legislativa no Brasil e no mundo... 1 1.1. Introdução...1 1.2. Assistência social...1 1.3. Mutualismo...2 1.4. Seguro privado...2 1.5. Seguro social...3

Leia mais

S u m á r i o. Capítulo 1 Notas Introdutórias...1

S u m á r i o. Capítulo 1 Notas Introdutórias...1 S u m á r i o Capítulo 1 Notas Introdutórias...1 1. A Seguridade Social na Constituição de 1988... 1 1.1. Seguridade Social (arts. 194 a 204)... 1 1.1.1. Natureza do Direito à Seguridade Social... 1 1.1.2.

Leia mais

Sumário. nota do autor...11 nota do autor 2ª edição a seguridade social no brasil...15 CAPÍTULO 1

Sumário. nota do autor...11 nota do autor 2ª edição a seguridade social no brasil...15 CAPÍTULO 1 nota do autor...11 nota do autor 2ª edição...13 CAPÍTULO 1 a seguridade social no brasil...15 1. Evolução histórica e composição...15 2. Definição e natureza jurídica...16 3. Competência legislativa...17

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO Questões realizadas pela Fundação Carlos Chagas FCC. 1. O financiamento da Seguridade Social, incluindo a assistência social:

DIREITO PREVIDENCIÁRIO Questões realizadas pela Fundação Carlos Chagas FCC. 1. O financiamento da Seguridade Social, incluindo a assistência social: DIREITO PREVIDENCIÁRIO Questões realizadas pela Fundação Carlos Chagas FCC 1. O financiamento da Seguridade Social, incluindo a assistência social: a) é tripartite, a cargo do Poder Público, das empresas

Leia mais

S u m á r i o. 1. A Seguridade Social na Constituição de Capítulo 1 Notas Introdutórias Seguridade Social (arts. 194 a 204)...

S u m á r i o. 1. A Seguridade Social na Constituição de Capítulo 1 Notas Introdutórias Seguridade Social (arts. 194 a 204)... S u m á r i o Capítulo 1 Notas Introdutórias... 1 1. A Seguridade Social na Constituição de 1988...1 1.1. Seguridade Social (arts. 194 a 204)...1 1.1.1. Natureza do Direito à Seguridade Social...1 1.1.2.

Leia mais

Bom dia, hoje farei breves considerações sobre a aposentadoria por idade urbana. Espero que seja útil.

Bom dia, hoje farei breves considerações sobre a aposentadoria por idade urbana. Espero que seja útil. Bom dia, hoje farei breves considerações sobre a aposentadoria por idade urbana. Espero que seja útil. Diz o art. 48, da Lei 8.213/91: Art. 48. A aposentadoria por idade será devida ao segurado que, cumprida

Leia mais

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES

RESOLUÇÃO DE QUESTÕES Em relação às fontes do direito previdenciário: (A) o memorando é fonte primária. (B) a orientação normativa é fonte primária. (C) a instrução normativa é fonte secundária. (D) a lei delegada é fonte secundária;

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 17

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 17 Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO SINOPSES PARA CARREIRAS FISCAIS... 17 EDITAL SISTEMATIZADO CARREIRAS FISCAIS... 19 1. Receita Federal do Brasil... 19 2. Ministério do Trabalho e Emprego... 21 CAPÍTULO

Leia mais

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 A SEGURIDADE SOCIAL... 19

SUMÁRIO CAPÍTULO 1 A SEGURIDADE SOCIAL... 19 SUMÁRIO S CAPÍTULO 1 A SEGURIDADE SOCIAL... 19 1. Origem e evolução legislativa no Brasil... 19 Questões comentadas de concursos públicos... 29 Questões de concursos... 30 CAPÍTULO 2 A SEGURIDADE SOCIAL

Leia mais

SALÁRIO DE BENEFÍCIO: ARTS. 31 A 34 DO DECRETO 3048/99 Prof. Andreson Castelucio 1. ITER PARA O CÁLCULO DO BENEFÍCIO PREVIDENCIÁRIO 2. CONCEITO DE SALÁRIO DE CONTRIBUIÇÃO 3. CONCEITO DE SALÁRIO DE BENEFÍCIO

Leia mais

para concurso de Juiz Federal

para concurso de Juiz Federal para concurso de Juiz Federal O livro é a porta que se abre para a realização do homem. Jair Lot Vieira Alexandre da Silva Arruda para concurso de Juiz Federal De acordo com a Resolução nº 67, de 3 de

Leia mais

Acerca do conceito e dos princípios da seguridade social no Brasil, julgue os itens que se seguem.

Acerca do conceito e dos princípios da seguridade social no Brasil, julgue os itens que se seguem. (): Acerca do conceito e dos princípios da seguridade social no Brasil, julgue os itens que se seguem. 80 A seguridade social representa um conjunto integrado de ações direcionadas à proteção exclusiva

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014

PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 PROJETO DE LEI Nº, DE 2014 (Do Sr. Alan Rick) Cria a Subseção XIII, da Seção V, do Capítulo II, do Título III, da Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, altera os arts. 18, 25, 29, 39, 40 e 124 da Lei nº

Leia mais

Resumo Aula-tema 04: Benefícios Previdenciários - Regras Gerais

Resumo Aula-tema 04: Benefícios Previdenciários - Regras Gerais Resumo Aula-tema 04: Benefícios Previdenciários - Regras Gerais O Regime Geral de Previdência Social compreende prestações, devidas inclusive em razão de eventos decorrentes de acidente do trabalho, expressas

Leia mais

PROCESSO JUDICIAL PREVIDENCIÁRIO PROGRAMA

PROCESSO JUDICIAL PREVIDENCIÁRIO PROGRAMA PROGRAMA I. SEGURIDADE SOCIAL E PREVIDÊNCIA SOCIAL 2. Princípios e Características da Seguridade Social 2.1. Solidariedade 2.2 Universalidade da Cobertura e do Atendimento 2.3. Uniformidade e Equivalência

Leia mais

Questões Passíveis de Recurso Direito Previdenciário - Prova Cubo

Questões Passíveis de Recurso Direito Previdenciário - Prova Cubo Questões Passíveis de Recurso Direito Previdenciário - Prova Cubo Questão 52: 52. Na década de 30 do século passado, as caixas de aposentadoria e pensões foram reunidas nos institutos de aposentadoria

Leia mais

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012

PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 PROJETO DE LEI Nº, DE 2012 (Da Sra. MARA GABRILLI) Acrescenta os arts. 86-A, 86-B e 86-C à Lei nº 8.213, de 24 de julho de 1991, e altera seus arts. 11, 18, 26, 29, 33, 40, 101 e 124 para dispor sobre

Leia mais

Unidade I DIREITO SOCIAL. Prof. Ligia Vianna

Unidade I DIREITO SOCIAL. Prof. Ligia Vianna Unidade I DIREITO SOCIAL Prof. Ligia Vianna 1- Introdução Constituição Federal Direitos Sociais; ART. 6º.: São direitos sociais a educação, a saúde, o trabalho, a moradia, o lazer, a segurança, a previdência

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO QUADRO 02

DIREITO PREVIDENCIÁRIO QUADRO 02 DIREITO PREVIDENCIÁRIO QUADRO 02 CONTEÚDO PRESTAÇÕES EM GERAL BENEFÍCIOS CARÊNCIA SALÁRIO DE BENEFÍCIO FATOR PREVIDENCIÁRIO RENDA MENSAL INICIAL SEGURADOS 1.aposentadoria por invalidez 2.aposentadoria

Leia mais

Direito Constitucional

Direito Constitucional Direito Constitucional Da Seguridade Social - Da Previdência Social Professor: André Vieira www.acasadoconcurseiro.com.br Direito Constitucional Seção III DA PREVIDÊNCIA SOCIAL Art. 201. A PREVIDÊNCIA

Leia mais

Conceito de Seguridade Social Divisão da Seguridade Social Evolução da Seguridade Social

Conceito de Seguridade Social Divisão da Seguridade Social Evolução da Seguridade Social Conceito de Seguridade Social Divisão da Seguridade Social Evolução da Seguridade Social Princípios Igualdade Legalidade Solidarismo Universalidade Seletividade e serviços. distributividade na prestação

Leia mais

ESTAMOS NA RETA FINAL!!!!

ESTAMOS NA RETA FINAL!!!! ESTAMOS NA RETA FINAL!!!! 4 Seguridade Social Conjunto de ações de iniciativa dos poderes públicos e da sociedade Destinada a assegurar os direitos relativos à: Saúde Previdência Assistência social Financiamento

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL DIRETORIA DE ATENDIMENTO. Programa de Educação Previdenciária

INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL DIRETORIA DE ATENDIMENTO. Programa de Educação Previdenciária Ministério da Previdência Social INSTITUTO NACIONAL DO SEGURO SOCIAL DIRETORIA DE ATENDIMENTO Todos que se inscrevem na Previdência Social podem escolher como vão contribuir. Isso permite que o segurado

Leia mais

APOSENTADORIA POR IDADE

APOSENTADORIA POR IDADE APOSENTADORIA POR IDADE APOSENTADORIA POR IDADE Fundamentação Legal Artigo 201, I, da CF Artigos 48 a 51 da Lei 8213/91 Artigos 51 a 54 Do Decreto 3048/99 Artigos 225 a 233 da IN 77 Conceito APOSENTADORIA

Leia mais

RECURSO DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO TRF 2ªregião Técnico Judiciário Administrativa Sem especialidade Prova tipo 1

RECURSO DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO TRF 2ªregião Técnico Judiciário Administrativa Sem especialidade Prova tipo 1 RECURSO DE DIREITO PREVIDENCIÁRIO TRF 2ªregião Técnico Judiciário Administrativa Sem especialidade Prova tipo 1 1) Sandra conseguiu o seu primeiro emprego na empresa Calçados Perfeitos Ltda., lá permanecendo

Leia mais

Direito Prev idcm: lario INDICE. Capitulo I

Direito Prev idcm: lario INDICE. Capitulo I Direito Prev idcm: lario Capitulo I INDICE SEGURIDADE SOCIAL: ASSISTENCIA, PREVIDENCrA & SAÚDE.,....25 1 Introdução.......... _.......... 25 2 Principios e Regras da Seguridade Social e da Previdência

Leia mais

REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL

REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL REGIMES DE PREVIDÊNCIA SOCIAL Regimes Previdenciários Principal Complementar Setor Público Setor Privado RGPS Oficial (União, Estados, Municípios e DF) Privado Civil (União, Estados, Municípios e DF) Militar

Leia mais

Auditor Fiscal Seguridade Social Art. 201 CF Leandro Macedo

Auditor Fiscal Seguridade Social Art. 201 CF Leandro Macedo Auditor Fiscal Seguridade Social Art. 201 CF Leandro Macedo 2014 2015 Copyright. Curso Agora Eu Eu Passo - - Todos os direitos reservados ao ao autor. O RGPS NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL LEANDRO MACÊDO DEFINIÇÃO

Leia mais

CAPÍTULO 4 o regime geral de previdência SoCiAl rgps Sumário 1. INTRODUÇÃO exceto o desemprego involuntário,

CAPÍTULO 4 o regime geral de previdência SoCiAl rgps Sumário 1. INTRODUÇÃO exceto o desemprego involuntário, CAPÍTULO 4 O Regime Geral de Previdência Social RGPS Sumário 1. Introdução 2. Os beneficiários do RGPS: 2.1 Os segurados obrigatórios; 2.2. O segurado facultativo; 2.3. Os dependentes 3. Dos benefícios

Leia mais

SIMULADO SOBRE DIREITO PREVIDENCIÁRIO DVD 1. A respeito dos itens abaixo, julgue e marque CERTO ou ERRADO.

SIMULADO SOBRE DIREITO PREVIDENCIÁRIO DVD 1. A respeito dos itens abaixo, julgue e marque CERTO ou ERRADO. SIMULADO SOBRE DIREITO PREVIDENCIÁRIO DVD 1 A respeito dos itens abaixo, julgue e marque CERTO ou ERRADO. 01) A inscrição é o ato pelo qual o segurado é cadastrado no RGPS, por meio de comprovação de dados

Leia mais

AULA Existem cinco perguntas para qualquer tipo de benefícios:

AULA Existem cinco perguntas para qualquer tipo de benefícios: Turma e Ano: Flex B (2014) Matéria / Aula: Direito Previdenciário / Aula 07 Professora: Marcelo Leonardo Tavares Monitora: Mariana Simas de Oliveira AULA 07 1 CONTEÚDO DA AULA: RGPS (continuação). Auxílio

Leia mais

CONSTITUIÇÃO PEC Nº 287

CONSTITUIÇÃO PEC Nº 287 CONSTITUIÇÃO PEC Nº 287 Artigo 201 Art. 1º Art. 201. A previdência social será organizada sob a forma de regime geral, de caráter contributivo e de filiação obrigatória, observados critérios que preservem

Leia mais

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO QUESTÕES CESPE COMENTADAS... 11

Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO QUESTÕES CESPE COMENTADAS... 11 Sumário APRESENTAÇÃO DA COLEÇÃO QUESTÕES CESPE COMENTADAS... 11 Guia de leitura... 13 DIRECIONAMENTO DO ESTUDO: O QUE É NECESSÁRIO PRIORIZAR NO ESTUDO DAS PROVAS DO CESPE... 19 Raio-x da incidência das

Leia mais

SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À 2ª EDIÇÃO SIGLAS E ABREVIATURAS PARTE I CESPE QUESTÕES COMENTÁRIO GERAL DAS QUESTÕES... 21

SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À 2ª EDIÇÃO SIGLAS E ABREVIATURAS PARTE I CESPE QUESTÕES COMENTÁRIO GERAL DAS QUESTÕES... 21 SUMÁRIO NOTA DO AUTOR À 2ª EDIÇÃO... 15 SIGLAS E ABREVIATURAS... 17 PARTE I CESPE QUESTÕES COMENTÁRIO GERAL DAS QUESTÕES... 21 SEGURIDADE SOCIAL... 28 CAPÍTULO 02 FINANCIAMENTO DA SEGURIDADE SOCIAL...

Leia mais

CENTRAL DE CURSOS PROF. PIMENTEL 26/03/2016 SIMULADO - DIREITO PREVIDENCIÁRIO TURMA - INSS - TÉCNICO DO SEGURO SOCIAL Você recebeu sua folha de respostas e este caderno contendo 70 questões objetivas.

Leia mais

Previdência social LEGISLAÇÃO SOCIAL E TRABALHISTA. Os beneficiários

Previdência social LEGISLAÇÃO SOCIAL E TRABALHISTA. Os beneficiários 1 Previdência social Conceito Previdência Social é um seguro que garante a renda do contribuinte e de sua família, em casos de doença, acidente, gravidez, prisão, morte e velhice. Oferece vários benefícios

Leia mais

PROVA UNIFICADA II UNIDADE

PROVA UNIFICADA II UNIDADE CURSO: BACHARELADO EM DIREITO DISCIPLINA: DIREITO DE SEGURIDADE SOCIAL CÓD. DISCIPLINA: 305718 PROFESSOR(A): ANTONIO MARCOS ALMEIDA PERÍODO DA DISCIPLINA: 7º PERÍODO TURNO: NOITE SEMESTRE: 2016.2 PROVA

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO

DIREITO PREVIDENCIÁRIO DIREITO PREVIDENCIÁRIO Benefícios Incapacitantes Auxílio-doença, Auxílio-acidente e Aposentadoria por Invalidez Índice Auxílio-doença Auxílio-acidente Aposentadoria por Invalidez 3 4 6 Autor Benny Willian

Leia mais

DICAS DE JANEIRO / 2015

DICAS DE JANEIRO / 2015 DICAS DE JANEIRO / 2015 DICA 01 Vamos começar com as alterações trazidas pela MP 664/2014 Já está em vigor: 1º, art. 74, Lei 8.213/91. Não terá direito à pensão por morte o condenado pela prática de crime

Leia mais

Comentários do Primeiro Simulado Direito Previdenciário Aula 05 Filiação e inscrição e salário-de-contribuição

Comentários do Primeiro Simulado Direito Previdenciário Aula 05 Filiação e inscrição e salário-de-contribuição Comentários do Primeiro Simulado Direito Previdenciário Aula 05 Filiação e inscrição e salário-de-contribuição Filiação e Inscrição ao RGPS 33. (1º Simulado/Profº Francisco Júnior/Preparatório INSS- 2015)

Leia mais

Direito e Legislação Previdenciária - INSS Professor: Melissa Folmann Aulas: 01-08

Direito e Legislação Previdenciária - INSS Professor: Melissa Folmann Aulas: 01-08 Aulas 1 8 Direito e Legislação Previdenciária - INSS Professor: Melissa Folmann Aulas: 01-08 Prof > wwwaprovaconcursoscombr Página 1 de 11 Aulas 1 8 Apresentação Olá Concurseiro, Será

Leia mais

Continuação do estudo dos benefícios em espécie do RGPS

Continuação do estudo dos benefícios em espécie do RGPS Continuação do estudo dos benefícios em espécie do RGPS 3. Aposentadoria por idade (art. 48 da lei n. 8213/91): Vem a concretizar a proteção social contra a velhice, nos termos da Constituição Federal

Leia mais

01 Q Direito Previdenciário Planos de Benefício da Previdência Social Lei nº 8.213, de 24 de Julho

01 Q Direito Previdenciário Planos de Benefício da Previdência Social Lei nº 8.213, de 24 de Julho 01 Q467435 Direito Previdenciário Planos de Benefício da Previdência Social Lei nº 8.213, de 24 de Julho BETA Pedro mantém vínculo com o Regime Geral da Previdência Social (RGPS) há doze anos e quatro

Leia mais

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Faculdade de Direito Direito Previdenciário Profª. Ms. Tatiana Riemann QUALIDADE DE SEGURADO

Pontifícia Universidade Católica de Goiás Faculdade de Direito Direito Previdenciário Profª. Ms. Tatiana Riemann QUALIDADE DE SEGURADO QUALIDADE DE SEGURADO Qualidade de Segurado - art. 13, Dec. 3.048/99 detém a qualidade de segurado aquele que exerce atividade remunerada, em caso de segurados obrigatórios, ou está contribuindo, em caso

Leia mais

Salário-Família & Salário-Maternidade

Salário-Família & Salário-Maternidade Salário-Família & Salário-Maternidade Temas apresentados pelos alunos: Camila Coutinho Daniel Cândido Marcos Baeta Salário-Família O que é? Benefício pago aos segurados empregados, exceto os domésticos,

Leia mais

ANÁLISE COMPLETA DO EDITAL INSS

ANÁLISE COMPLETA DO EDITAL INSS ANÁLISE COMPLETA DO EDITAL INSS BANCA: CESPE DOS CARGOS Olá Monster Guerreiro, O Concurso Público mais esperado do ano teve o edital de abertura divulgado hoje, dia 23 de dezembro de 2015. São 950 vagas

Leia mais

COMENTÁRIO GERAL DAS QUESTÕES

COMENTÁRIO GERAL DAS QUESTÕES OMNTÁRIO GRAL DAS QUSTÕS OMNTÁRIO GRAL DAS QUSTÕS ANÁLIS DO DITAL D 2008 D 2010 DO SP ORINTAÇÕS D STUDO ONURSO D 2008 ANALISTA TÉNIO m termos gerais, as questões do concurso do INSS de 2008 tiveram um

Leia mais

O Regime Geral de Previdência Social - RGPS e a PEC 287 de CURITIBA-PR, 14 DEZ 2016 Expositor: Luciano Fazio

O Regime Geral de Previdência Social - RGPS e a PEC 287 de CURITIBA-PR, 14 DEZ 2016 Expositor: Luciano Fazio O Regime Geral de Previdência Social - RGPS e a PEC 287 de 2016 CURITIBA-PR, 14 DEZ 2016 Expositor: Luciano Fazio 1 SUMÁRIO 1. O que é Previdência Social 2. Déficit do Regime Geral de Previdência Social

Leia mais

QUESTÕES PREVIDENCIÁRIAS prova 01

QUESTÕES PREVIDENCIÁRIAS prova 01 QUESTÕES PREVIDENCIÁRIAS prova 01 Em cada um dos itens subsequentes, é apresentada uma situação hipotética acerca da Organização da Seguridade Social definida na Constituição Federal, julgue cada uma delas:

Leia mais

Capítulo 1 Seguridade Social Conceito e Organização Constitucional... 1

Capítulo 1 Seguridade Social Conceito e Organização Constitucional... 1 Sumário Capítulo 1 Seguridade Social Conceito e Organização Constitucional... 1 1.1. Conceito de Seguridade Social... 1 1.2. Disposições Constitucionais Acerca da Saúde... 2 1.3. Disposições Constitucionais

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO

DIREITO PREVIDENCIÁRIO DIREITO PREVIDENCIÁRIO Prof. Eduardo Tanaka CONCEITUAÇÃO Conceituação: A seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade, destinadas a assegurar

Leia mais

SALÁRIO- MATERNIDADE

SALÁRIO- MATERNIDADE FUNDAMENTAÇÃO LEGAL Artigo 7º, XVIII c/c Artigo 201, II, ambos da CF Artigo 71 a 73, da Lei 8213/91 Artigo 93 a 103 do Decreto 3048/99 Artigo 340 a 358, IN 77 CONCEITO O salário-maternidade é o benefício

Leia mais

RECURSO INSS. Questão 53. BANCA: Cespe ANO: 2016 MATÉRIA: Direito Previdenciário PROFESSOR: Hugo Goes

RECURSO INSS. Questão 53. BANCA: Cespe ANO: 2016 MATÉRIA: Direito Previdenciário PROFESSOR: Hugo Goes RECURSO INSS BANCA: Cespe ANO: 2016 MATÉRIA: Direito Previdenciário PROFESSOR: Hugo Goes AVISO: O texto abaixo, para o pedido de recurso, é meramente ilustrativo e não deve ser copiado. Serve para orientar

Leia mais

Medida Provisória nº 529, de 2011

Medida Provisória nº 529, de 2011 Medida Provisória nº 529, de 2011 Altera os arts. 21 e 24 da Lei no 8.212, de 24 de julho de 1991, que dispõe sobre o Plano de Custeio da Previdência Social, para estabelecer alíquota diferenciada de contribuição

Leia mais

Aula-tema 08: Salário-família, salário-maternidade, auxílio-reclusão, pensão por morte e acidente de trabalho

Aula-tema 08: Salário-família, salário-maternidade, auxílio-reclusão, pensão por morte e acidente de trabalho Resumo Aula-tema 08: Salário-família, salário-maternidade, auxílio-reclusão, pensão por morte e acidente de trabalho Consoante já enfatizado nos resumos das aulas-temas anteriores, o estudo e a aplicação

Leia mais

CADERNO DE ATUALIZAÇÃO

CADERNO DE ATUALIZAÇÃO CADERNO DE ATUALIZAÇÃO Ivan Kertzman Curso Prático de Direito Previdenciário Objetivo O objetivo deste material é manter os leitores da 14ª edição do Curso Prático de Direito Previdenciário atualizados

Leia mais

1. Qualidade do que é previdente. 2. Previsão do futuro; conjectura (inferir ou deduzir que algo é provável).

1. Qualidade do que é previdente. 2. Previsão do futuro; conjectura (inferir ou deduzir que algo é provável). 1. Qualidade do que é previdente. 2. Previsão do futuro; conjectura (inferir ou deduzir que algo é provável). A Previdência Social é um seguro público que tem como função garantir que as fontes de renda

Leia mais

Convenção Coletiva de Trabalho 2009 Sinpro/RS e Sinepe/RS Direitos Previdenciários

Convenção Coletiva de Trabalho 2009 Sinpro/RS e Sinepe/RS Direitos Previdenciários Convenção Coletiva de Trabalho 2009 Sinpro/RS e Sinepe/RS Direitos Previdenciários 1. APOSENTADORIA NO REGIME GERAL DE PREVIDÊNCIA SOCIAL 1.1 Aposentadoria por Invalidez Para os professores cuja incapacidade

Leia mais

DECRETO Nº , DE 9 DE MARÇO DE PUBLICADO NO DOU DE 9/03/1973

DECRETO Nº , DE 9 DE MARÇO DE PUBLICADO NO DOU DE 9/03/1973 DECRETO Nº 71.885, DE 9 DE MARÇO DE 1973. PUBLICADO NO DOU DE 9/03/1973 O PRESIDENTE DA REPÚBLICA, usando da atribuição que lhe confere o artigo 81, item III, da Constituição, e tendo em vista o disposto

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO. Professora: Renata Salles Mesquita

DIREITO PREVIDENCIÁRIO. Professora: Renata Salles Mesquita DIREITO PREVIDENCIÁRIO Professora: Renata Salles Mesquita EMPREGADO, TRABALHADOR AVULSO E EMPREGADO DOMÉSTICO: ESSES CONTRIBUEM COM UM PERCENTUAL SOBRE OS SEUS SALÁRIOS-DE-CONTRIBUIÇÃO, DEVENDO SER RESPEITADOS

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS FICHA DE DISCIPLINA

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS FICHA DE DISCIPLINA UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA FACULDADE DE CIÊNCIAS INTEGRADAS DO PONTAL CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS FICHA DE DISCIPLINA DISCIPLINA: Legislação Previdenciária CÓDIGO: GCT034 UNIDADE ACADÊMICA: FACIP

Leia mais

DICAS DE NOVEMBRO / 2014

DICAS DE NOVEMBRO / 2014 DICAS DE NOVEMBRO / 2014 DICA 01 O segurado especial é o único segurado da previdência social que poderá ter sua inscrição feita após sua morte. DICA 02 O benefício de prestação continuada da Assistência

Leia mais

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário CEM CADERNO DE EXERCÍCIOS MASTER Direito Previdenciário Delegado da Polícia Federal Período: 2004-2016 Direito Previdenciário 1) CESPE - DPF/PF/2004 No item a seguir, é apresentada uma situação hipotética

Leia mais

SEGURIDADE SOCIAL. DIREITO PREVIDENCIÁRIO AFRF - Exercícios SEGURIDADE SOCIAL. SEGURIDADE SOCIAL Princípios Constitucionais

SEGURIDADE SOCIAL. DIREITO PREVIDENCIÁRIO AFRF - Exercícios SEGURIDADE SOCIAL. SEGURIDADE SOCIAL Princípios Constitucionais SEGURIDADE SOCIAL DIREITO PREVIDENCIÁRIO AFRF - Exercícios Prof. Eduardo Tanaka SAÚDE SEGURIDADE SOCIAL PREVIDÊNCIA SOCIAL ASSISTÊNCIA SOCIAL 1 2 SEGURIDADE SOCIAL Conceituação: A seguridade social compreende

Leia mais

Aumente as chances com o simulado para técnico

Aumente as chances com o simulado para técnico INSS Aumente as chances com o simulado para técnico O edital do concurso está previsto para 23 de dezembro. Das 1.875 ofertas, 1.500 serão destinadas a técnicos do seguro social Mapa mental, o novo aliado

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIARIO 2001 N N BENEFICIOS EM ESPECIE - DIREITO PREVIDENCIARIO

DIREITO PREVIDENCIARIO 2001 N N BENEFICIOS EM ESPECIE - DIREITO PREVIDENCIARIO 2001 N 4 DIREITO PREVIDENCIARIO 2002 N 04.01 BENEFICIOS EM ESPECIE - DIREITO PREVIDENCIARIO 2003 S 04.01.01 APOSENTADORIA POR INVALIDEZ (ART. 42/47) - BENEFICIOS EM ESPECIE - DIREITO PREVIDENCIARIO 2004

Leia mais

ATA Assistente Técnico Administrativo Direito Previdenciário Custeio da Seguridade Social Gilson Fernando

ATA Assistente Técnico Administrativo Direito Previdenciário Custeio da Seguridade Social Gilson Fernando 2012 Copyright. Curso Agora Eu Passo - Todos os direitos reservados ao autor. ATA Assistente Técnico Administrativo Direito Previdenciário Custeio da Gilson Fernando Custeio da Lei nº 8.212/1991 e alterações

Leia mais

PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL

PREVIDÊNCIA SOCIAL NO BRASIL 66 SISTEMA PREVIDENCIÁRIO DO BRASIL No Brasil, há benefícios devidos ao segurado e àqueles que dependem do segurado. Para ter direito aos benefícios, é preciso estar inscrito no INSS e manter suas contribuições

Leia mais

ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL

ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL ÉTICA E LEGISLAÇÃO PROFISSIONAL Centro de Ensino Superior do Amapá-CEAP Curso: Arquitetura e Urbanismo Disciplina: Ética e Legislação Profissional Assunto: Sistema Previdenciário/Construção Civil Prof.

Leia mais

PERGUNTAS E RESPOSTAS ACIDENTE DE TRABALHO:

PERGUNTAS E RESPOSTAS ACIDENTE DE TRABALHO: PERGUNTAS E RESPOSTAS ACIDENTE DE TRABALHO: 1- Como se dá o Acidente de Trabalho? R- Trata-se, evidentemente, de um acidente ocorrido em razão do trabalho exercido pelo trabalhador, que pode causar uma

Leia mais

Capítulo 1 Seguridade Social Conceito e Organização Constitucional... 1

Capítulo 1 Seguridade Social Conceito e Organização Constitucional... 1 Sumário Capítulo 1 Seguridade Social Conceito e Organização Constitucional... 1 1.1. Conceito de Seguridade Social... 1 1.2. Disposições Constitucionais Acerca da Saúde... 2 1.3. Disposições Constitucionais

Leia mais

DIREITO PREVIDENCIÁRIO CONCURSO INSS. PROF. ADRIANA MENEZES

DIREITO PREVIDENCIÁRIO CONCURSO INSS. PROF. ADRIANA MENEZES DIREITO PREVIDENCIÁRIO CONCURSO INSS PROF. ADRIANA MENEZES www.adrianamenezes.com DÚVIDAS QUANTO À LEGISLAÇÃO A SER COBRADA NA PROVA E A PROVA EM SI. Será cobrada a legislação previdenciária em vigor até

Leia mais

Saiba Como Contribuir com a Previdência e Planejar Melhor Sua Aposentadoria

Saiba Como Contribuir com a Previdência e Planejar Melhor Sua Aposentadoria Saiba Como Contribuir com a Previdência e Planejar Melhor Sua Aposentadoria Palestrante Hilário Bocchi Junior www.bocchiadvogados.com.br hilariojunior@bocchiadvogados.com.br Sumário SISTEMA DE SEGURIDADE

Leia mais

Profa. Joseane Cauduro. Unidade II DIREITO TRABALHISTA E SOCIAL

Profa. Joseane Cauduro. Unidade II DIREITO TRABALHISTA E SOCIAL Profa. Joseane Cauduro Unidade II DIREITO TRABALHISTA E SOCIAL Seguridade social Art. 194, CF: a seguridade social compreende um conjunto integrado de ações de iniciativa dos Poderes Públicos e da sociedade,

Leia mais

CARLOS MENDONÇA DIREITO PREVIDENCIÁRIO

CARLOS MENDONÇA DIREITO PREVIDENCIÁRIO CARLOS MENDONÇA DIREITO PREVIDENCIÁRIO Conteúdo Programático Direito Previdenciário: Seguridade social: origem e evolução legislativa no Brasil; conceito; organização e princípios constitucionais. Da assistência

Leia mais

Orçamento de Pessoal Aula

Orçamento de Pessoal Aula Orçamento de Pessoal Aula 6 30-05-2012 Prof. Procópio Aula 6 30-05-2012 Salário Família Imposto de Renda Encargos Sociais Exercícios Salário Família Benefício previdenciário que corresponde a uma quota

Leia mais

CARTILHA DO PLANO CELPREV

CARTILHA DO PLANO CELPREV CARTILHA DO PLANO CELPREV O QUE É O CELPREV? O CELPREV é um plano de contribuição definida, também conhecido como plano CD, que nada mais é do que uma poupança individual na qual serão investidos dois

Leia mais

Direito Previdenciário

Direito Previdenciário Direito Previdenciário Prof. Hugo Goes www.hugogoes.com.br SEGURADO EMPREGADO DOMÉSTICO Aquele que presta serviços de forma contínua, subordinada, onerosa e pessoal e de finalidade não lucrativa à pessoa

Leia mais

A partir de que momento começa a contar o benefício? Para o segurado empregado, é a contar do 16.º dia do afastamento da atividade.

A partir de que momento começa a contar o benefício? Para o segurado empregado, é a contar do 16.º dia do afastamento da atividade. É possível a concessão de aposentadoria por invalidez havendo moléstia preexistente? Retornamos a resposta do questionamento anterior, ou seja, o INSS submete o segurado à pericia, justamente para constatar

Leia mais

CURSO ONLINE: PREVIDÊNCIA SOCIAL. Crédito da imagem: brasil.gov.br

CURSO ONLINE: PREVIDÊNCIA SOCIAL. Crédito da imagem: brasil.gov.br CURSO ONLINE: PREVIDÊNCIA SOCIAL Crédito da imagem: brasil.gov.br O QUE É E PARA QUE SERVE A PREVIDÊNCIA SOCIAL A Previdência Social é um seguro solidário que objetiva promover o bem estar social, e cobre

Leia mais

SIMULADO DIREITO PREVIDENCIÁRIO

SIMULADO DIREITO PREVIDENCIÁRIO SIMULADO DIREITO PREVIDENCIÁRIO TRF 4ª Região 2007. 1. Para um trabalhador que não possua dependentes, o benefício salário-família não será concedido; para o trabalhador que se encontre incapaz temporariamente

Leia mais

MANUTENÇÃO, PERDA E REAQUISIÇÃO DA QUALIDADE DE SEGURADO

MANUTENÇÃO, PERDA E REAQUISIÇÃO DA QUALIDADE DE SEGURADO MANUTENÇÃO, PERDA E REAQUISIÇÃO DA QUALIDADE DE SEGURADO MANUTENÇÃO, PERDA E REAQUISIÇÃO DA QUALIDADE DE SEGURADO A Previdência Social tem caráter contributivo e de filiação obrigatória. Pela lógica, os

Leia mais

DEFINIÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL

DEFINIÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL SUMÁRIO Sumário Roteiro de estudos... 21 Capítulo 1 DEFINIÇÃO DE SEGURIDADE SOCIAL... 27 1.1. Saúde... 28 1.2. Assistência social... 31 1.3. Previdência social... 32 1.3.1. Regimes de Previdência Social...

Leia mais

LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA 1.FONTES

LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA 1.FONTES LEGISLAÇÃO PREVIDENCIÁRIA 1.FONTES Lei lato sensu - primárias Atos administrativos - secundárias Jurisprudência Outros ramos do Direito Doutrina Principais: CF/88, art. 201 Lei 8.212/91 Lei 8.213/91 Dec.

Leia mais

ABRIL 2015 DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO

ABRIL 2015 DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO DESONERAÇÃO DA FOLHA DE PAGAMENTO GENÉRICO LEI 8212/91 Art. 22 I - vinte por cento sobre o total das remunerações pagas, destinadas a retribuir o trabalho III - vinte por cento segurados contribuintes

Leia mais

PREVIDÊNCIA SOCIAL 1

PREVIDÊNCIA SOCIAL 1 PREVIDÊNCIA SOCIAL 1 SEGURIDADE SOCIAL NA CONSTITUIÇÃO FEDERAL ORDEM SOCIAL PRIMADO DO TRABALHO Art. 193. A ordem social tem como base o primado do trabalho, e como objetivo o bem-estar e a justiça sociais.

Leia mais

Pensão por Morte. Prof. Danilo Ripoli

Pensão por Morte. Prof. Danilo Ripoli Pensão por Morte Prof. Danilo Ripoli Definição: A pensão por morte é o benefício da previdência social devido aos dependentes do segurado em função da morte deste. Será devido ao conjunto de dependentes

Leia mais

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 01 (DE 08 DE JANEIRO DE 2016)

PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 01 (DE 08 DE JANEIRO DE 2016) PORTARIA INTERMINISTERIAL Nº. 01 (DE 08 DE JANEIRO DE 2016) Dispõe sobre o reajuste dos benefícios pagos pelo Instituto Nacional do Seguro Social - INSS e dos demais valores constantes do Regulamento da

Leia mais

ESTADO DE SÃO PAULO COMUNICAM:

ESTADO DE SÃO PAULO COMUNICAM: COMUNICADO CONJUNTO UCRH/CAF - 01, de 21/11//2008 Publicado em 22/11/2008 como Comunicado Conjunto UCRH/CAF nº 02/2008. (Republicado em 29/11/2008) A Unidade Central de Recursos Humanos - UCRH, da Secretaria

Leia mais

PROJETO PARA ALTERAÇÃO DE LEI

PROJETO PARA ALTERAÇÃO DE LEI CÂMARA DOS DEPUTADOS Deputado Federal ULDURICO JÚNIOR- PTC/BA PROJETO PARA ALTERAÇÃO DE LEI Dispõe sobre a alteração do art.71-b da lei 8.213/91 para ampliar a cobertura de benefício do salário-maternidade

Leia mais

Conceito, Origem e Histórico Previsão Constitucional O Financiamento da Seguridade Social... 84

Conceito, Origem e Histórico Previsão Constitucional O Financiamento da Seguridade Social... 84 S u m á r i o Capítulo 1 A Seguridade Social: Conceito, Origem e Histórico... 1 1. A Origem da Proteção SociaL... 1 2. Conceito de Seguridade Social... 5 3. A Saúde... 8 4. A Assistência Social... 13 4.1.

Leia mais

APRESENTAÇÃO DEFINIÇÃO. O que é o Plano de Contribuição Definida CD

APRESENTAÇÃO DEFINIÇÃO. O que é o Plano de Contribuição Definida CD APRESENTAÇÃO Esta cartilha tem o objetivo de informá-lo, de forma simples e precisa, sobre os principais pontos do Plano SERGUS de Benefícios na modalidade de Contribuição Definida (CD), baseado no seu

Leia mais

Sumário. Abreviaturas. PARTE I A Previdência Social e seus benefícios

Sumário. Abreviaturas. PARTE I A Previdência Social e seus benefícios Sumário Abreviaturas PARTE I A Previdência Social e seus benefícios 1. O Regime Geral de Previdência Social 1.1. A Constituição de 1988 e a Seguridade Social 1.2. Princípios do Direito Previdenciário 2.

Leia mais