2T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "2T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL"

Transcrição

1 FACT SHEET 2T13 PERFIL DA COMPANHIA Fundado em 1928, o Banrisul é um banco múltiplo: comercial, de desenvolvimento e social, controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul. A proximidade com o setor público garante à Instituição forte penetração junto à população gaúcha e reforça a identidade como banco regional. PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL O foco geográfico de atuação do Banco é a Região Sul do Brasil, especialmente o Rio Grande do Sul, Estado que ocupa a 4ª posição entre as economias que compõem o Produto Interno Bruto (PIB) do País e no qual está situada a sede da Instituição. No mercado competitivo, a Instituição ocupava, em Dezembro de 2012, a 11ª posição em ativos totais entre os bancos que compõem o Sistema Financeiro, 11ª posição em patrimônio líquido, 7ª posição em depósitos totais e 7ª em número de agências, conforme ranking divulgado pelo Banco Central do Brasil, excluído o BNDES.

2 VANTAGENS COMPETITIVAS Rentabilidade e baixo custo de captação. Plataforma de atendimento com capacidade de criar novos negócios e flexibilidade para ampliação da carteira de crédito. Forte presença e reconhecimento da marca na Região Sul do país, em especial no Estado do Rio Grande do Sul. Solidez financeira evidenciada pela qualidade dos ativos, decorrente da política conservadora de concessão de crédito. Sólido relacionamento institucional com entidades públicas. Modelo de gestão com foco em resultados e comprometimento com transparência e controles internos. FACT SHEET 2T13 ESTRATÉGIAS Crescimento da carteira de crédito de forma prudente e sustentável, mantendo níveis atrativos de rentabilidade. Consolidar e manter a liderança no Estado do Rio Grande do Sul. Fortalecer o relacionamento com entidades públicas e consolidar sua presença no setor. Investir em tecnologia, obter ganhos de escala e produtividade e aumentar a gama de produtos disponíveis. VISÃO GERAL JUNHO/2013 Rede de Atendimento Pontos de Atendimento 485 Agências 235 Postos de Atendimento Bancário 599 Pontos de Atendimento Eletrônico Rio Grande do Sul 444 Agências Santa Catarina 26 Agências Demais Estados 13 Agências Exterior Miami e Ilhas Cayman

3 CARTEIRA DE CRÉDITO 2T13 (%) 99,6% 0,4% Setor Privado Setor Público SETOR PRIVADO 32,7% 9,9% 7,0% 3,0% 6,2% 0,3% 2,5% 38,4% Crédito Comercial - PF Crédito Comercial - PJ Financiamento Imobiliário Rural Câmbio Carteira de Desenvolvimento Arrendamento Mercantil Crédito Vinculados a Operações Adquiridas em Cessão Pessoa Física (em R$ Milhões) Pessoa Jurídica (em R$ Milhões) T11 2T12 2T13 Crédito Comercial - PF Crédito Pessoal Consignado 2T11 2T12 2T13 Crédito Comercial - PJ Capital de Giro

4 ESTRUTURA SOCIETÁRIA Estado do Rio Grande do Sul 99,6% ON 76,8% PNA 13,0% PNB 57,0% Total Mercado 0,4% ON 23,2% PNA 87,0% PNB 43,0% Total Mercado 0,4% ON Banco do Estado 23,2% do PNA Rio Grande do 87,0% Sul S.A. PNB 43,0% Total Banrisul S.A. Administradora de Consórcios 99,7% Total Banrisul S.A. Corretora de VM 98,9% Total Banrisul Armazéns Gerais 99,5% Total Banrisul Serviços Ltda. 99,8% Total Credimatone Promotora de Vendas e Serviços S.A. 49,9% Total

5 ESTRUTURA ACIONÁRIA Capital Votante Grupo de Controle: 99,59% do Capital Votante Fundação Banrisul de Seguridade Social 0,22% Free Float 0,17% Estado do Rio Grande do Sul 99,59% Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul 0,02% Capital Total Grupo de Controle: 56,97% do Capital Total ON 50,1% PNA 0,9% PNB 49,0% Estado do Rio Grande do Sul 56,97% Free Float 42,83% Fundação Banrisul de Seguridade Social 0,15% Instituto de Previdência do Estado do Rio Grande do Sul 0,05% DISTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA Ações e Acionistas Banrisul - JUNHO/2013 0,00% 0,00% 0,03% 0,01% 0,20% 0,02% 0,65% 0,04% 4,77% 0,13% 9,56% 0,43% 99,00% 18,71% 0,37% 66,08% Acões Acionistas África América Central América do Sul (exceto Brasil) Oceania Ásia América do Norte Europa Brasil

6 MODERNIZAÇÃO TECNOLÓGICA Os gastos com investimentos em hardware, software e manutenção de bens patrimoniais somaram R$157,2 milhões no primeiro semestre de Entre as realizações relacionadas à infraestrutura de TI, destacam-se: (i) a conclusão da implantação de solução que garante ao Banrisul total contingência na rede de armazenamento de dados; (ii) a ampliação da capacidade de comunicação entre o Banrisul e a RSFN - Rede do Sistema Financeiro Nacional, com vistas ao atendimento de novas demandas; (iii) a adesão ao projeto de Governo do Estado, INFOVIA RS, com 14 agências integrando os CPDs centrais através da nova rede que utiliza tecnologia em fibra ótica e velocidade de 10 Mbps, dez vezes superior à máxima atual; (iv) adoção de nova solução Spectrum IM, responsável pela monitoração da disponibilidade e capacidade dos entes (links, roteadores e switches) responsáveis pela comunicação da rede de computadores instalados no Banrisul; (v) implantação de nova versão 12.7, da solução do CA Service Desk, ferramenta de apoio para a realização das melhores práticas relacionadas ao gerenciamento de serviço de TI, por meio da implementação de metodologia específica. Entre as iniciativas de interação com ambiente externo e àquelas relacionadas à segurança de TI, destacam-se: (i) participação do Banrisul em 37 feiras/eventos comerciais, onde foram instalados, configurados e desinstalados equipamentos de POS (Rede Banricompras); (ii) homologação do produto Cartão Múltiplo Banrisul junto ao Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI) para emissão de certificados digitais da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileiras (ICP Brasil); o Banrisul é o primeiro banco do Brasil a ter solução homologada, possibilitando identificação digital do cidadão, acesso seguro a aplicações diversas e assinatura de documentos eletrônicos; (iii) edição do 6º Fórum Internacional de TI Banrisul, tendo como tema A Tecnologia e os Negócios no Mundo da Computação em Nuvem, com público recorde de mais de inscritos, abrangendo tanto colaboradores do Banrisul, como universitários e profissionais do setor público e privado, que tiveram a oportunidade de assistir palestras proferidas por especialistas do Brasil, Rússia, Alemanha e EUA; (iv) participação em dois eventos nos Estados Unidos: visita técnica com enfoque em Segurança da Informação, realizada por uma comitiva da FEBRABAN em conjunto com outros bancos nacionais e o Banco Central, a convite do governo americano e organizada pela Agência Americana de Comércio e Desenvolvimento USTDA, além de evento de apresentação do projeto de Gestão de Identidades do Banrisul no CA World Entre as soluções relacionadas a sistemas corporativos, (i) o Banrisul efetuou, no primeiro semestre de 2013, o lançamento do Portal Fornecedores RS, que é um ambiente virtual, criado para facilitar o acesso ao crédito de empresas fornecedoras de produtos e serviços às entidades públicas do Governo do Estado e do Grupo Banrisul; (ii) a Instituição disponibilizou o acesso ao M-Banking para plataforma Android; (iii) ocorreu o lançamento da primeira solução de Mobile Payment no Brasil e América Latina, com uso de cartão com chip totalmente segura.

7 GOVERNANÇA CORPORATIVA Listado no Nível 1 de Governança Corporativa da BM&FBovespa S.A. - Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros, o Banrisul atende integralmente os requisitos desse nível de listagem e, em linha com as melhores práticas de mercado, também exigências dos demais níveis de Governança Corporativa, conferindo-lhe maior transparência, equidade e adequada prestação de contas, reforçando sua credibilidade e o interesse de investidores e clientes. O Banco mantém, desde o início de 2008, política de pagamento trimestral de juros sobre o capital próprio e, historicamente, tem remunerado os seus acionistas com pagamento de juros sobre o capital próprio e dividendos superiores ao mínimo exigido. No final do primeiro semestre de 2013, líquidos de imposto de renda na fonte, foram pagos e/ou provisionados R$159,5 milhões a título de juros sobre o capital próprio e dividendos. SUSTENTABILIDADE A continuidade da inserção e consolidação de princípios de sustentabilidade aos processos e estratégias de negócio ocorreu, no primeiro semestre de 2013, pela reafirmação do compromisso do Banrisul com o desenvolvimento sustentável e social do Estado. Em 13 de junho, a Instituição aderiu formalmente aos Objetivos de Desenvolvimento do Milênio, através da incorporação de princípios voltados à qualidade de vida e respeito ao meio ambiente e de parcerias para a promoção do desenvolvimento. A inserção dos princípios de sustentabilidade em uma instituição financeira, como no Banrisul, que contempla tanto o foco de Responsabilidade Socioambiental como Gestão para Sustentabilidade, comunica-se com a sociedade e impulsiona outros fóruns. Destaca-se, no último trimestre, a participação do Banco no painel Profissionais de Sustentabilidade, promovido em Porto Alegre pela Abraps - Associação Brasileira de Profissionais da Sustentabilidade - Núcleo Porto Alegre, com o propósito de fomentar a reflexão a respeito de sustentabilidade e impulsionar profissionais para essa atuação. No último trimestre, o Banco expandiu a rede do Projeto Coletor de Pilhas Banrisul, atingindo a região serrana gaúcha e a região central do Estado. No âmbito do Programa Voluntariado Banrisul, iniciou, no semestre, a 10ª turma, composta por 20 jovens que serão capacitados para o mercado de trabalho. O Voluntariado concluiu ainda a 5ª edição do curso Cooperação Digital, voltado à Inclusão Digital para a Terceira Idade. Também no tema de inclusão digital, o Banco participa do programa estadual RS Mais Digital, pelo qual já distribuiu mais de 5 mil computadores para escolas estaduais e comunidades gaúchas, além de apoiar o Centro de Recondicionamento de Computadores de Viamão/RS, voltado a jovens do município.

8 PRINCIPAIS INDICADORES 2T13 (em R$ Milhões) Total de Ativos Captação de Recursos T12 1T13 2T13 2T12 1T13 2T13 Carteira de Crédito Patrimônio Líquido Índice de Basileia Mínimo Exigido: 11% 2T12 1T13 2T13 19,7% 18,6% 18,7% 20,4% 18,3% Jun/12 Set/12 Dez/12 Mar/13 Jun/13 2T12 1T13 2T13 1 Corresponde ao total das Receitas de Intermediação Financeira menos o total das Despesas de Intermediação Financeira. 2 Índice de Eficiência - Acumulado no período dos últimos 12 meses. Despesas de Pessoal + Outras Despesas Administrativas/ Margem Financeira Líquida + Rendas de Prestação de Serviços + Resultado de Partic. em Controladas + (Outras Receitas Operacionais - Outras Despesas Operacionais). 3 Retorno sobre o Patrimônio Líquido considerando os doze meses do ano. Em R$ milhões, exceto porcentagens e pontos de atendimento 1S13 1S12 Variação Lucro Líquido Ajustado 419,7 419,6 0,02% Resultado Bruto da Intermediação Financeira , ,1 1,54% Resultado Operacional 642,7 628,2 2,24% Índice de Eficiência 2 49,2% 46,3% 290 pb Retorno sobre o Patrimônio Líquido 3 18,4% 19,5% -110 pb Pontos de Atendimento ,46%

9 EVOLUÇÃO DESEMPENHO BANRISUL Ativos Totais (Em R$ Bilhões) 31,1 34,8 42,7 52,5 25,2 29,1 32,1 37,6 46,6 2T10 2T11 2T12 2T Patrimônio Líquido (Em R$ Bilhões) 3,6 4,1 4,6 4,9 3,1 3,4 3,9 4,4 4,9 2T10 2T11 2T12 2T Carteira de Crédito (Em R$ Bilhões) 15,4 18,8 22,9 25,2 11,5 13,4 17,0 20,4 24,3 2T10 2T11 2T12 2T Lucro Líquido (Em R$ Milhões) 183,1 227,2 205,2 215,0 210,8 305,0 438,5 419,6 419,7 590,9 504,7 541,1 541,1 741,2 904,0 818,6 2T10 2T11 2T12 2T13 1S09 1S10 1S11 1S12 1S Lucro Líquido Contábil Lucro Líquido Recorrente

10 Volume Financeiro Banricompras (Em R$ Milhões) Transações Banricompras (Em R$ Milhões) ,6 16,7 18,6 21,8 22,3 2T09 2T10 2T11 2T12 2T13 2T09 2T10 2T11 2T12 2T13 Perspectivas Banrisul Projetado 2013 Revisado 2013 Carteira de Crédito Total 15% a 20% 11% a 16% Crédito Comercial Pessoa Física 10% a 15% 12% a 17% Crédito Comercial Pessoa Jurídica 18% a 22% 4% a 8% Crédito Imobiliário 12% a 17% 15% a 20% Despesa Provisão Crédito/Carteira Crédito 3% a 4% 3% a 4% Saldo de Provisão sobre a Carteira de Crédito 6% a 8% 6% a 8% Captação Total 13% a 18% 13% a 18% Depósitos a Prazo 18% a 23% 18% a 23% Rentabilidade Recorrente sobre o Patrimônio Líquido Médio 16% a 20% 15% a 19% Índice de Eficiência 45% a 49% 47% a 51% Margem Financeira Líquida sobre Ativos Rentáveis 9% a 10% 8% a 9%

11 FALE COM RI Alexandre Pedro Ponzi Telefone: +55 (51)

12 FACT SHEET 2T13

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL

1T13 FACT SHEET PERFIL DA COMPANHIA PRESENÇA NO BRASIL: FOCO NA REGIÃO SUL FACT SHEET 1T13 PERFIL DA COMPANHIA Fundado em 1928, o Banrisul é um banco múltiplo: comercial, de desenvolvimento e social, controlado pelo Estado do Rio Grande do Sul. A proximidade com o setor público

Leia mais

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas

Índice. RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas CICLO APIMEC 2010 Índice RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Análise Comparativa Sustentabilidade Projeções e Estimativas 3 RS no Brasil DADOS DEMOGRÁFICOS RS BRASIL População

Leia mais

Informações Financeiras Consolidadas

Informações Financeiras Consolidadas Informações Financeiras Consolidadas 3º trimestre 2007 Dados Cadastrais Denominação Comercial: Banrisul S/A Natureza Jurídica: Banco Múltiplo Público Estadual. Sociedade de Economia Mista, sob forma de

Leia mais

Divulgação dos Resultados 1T15

Divulgação dos Resultados 1T15 Divulgação dos Resultados 1T15 Sumário Resultado Itens Patrimoniais Índices Financeiros e Estruturais Guidance 2 Resultado Margem Financeira (em e %) * 1T15 / 1T14 1T15 / 4T14 1T15 / 1T14 21,1% 5,4% 21,1%

Leia mais

REUNIÕES APIMEC 2011

REUNIÕES APIMEC 2011 REUNIÕES APIMEC 2011 Í n d i c e RS no Brasil Nossa Empresa Governança Corporativa Nossos Números Concorrentes Sustentabilidade Projeções e Estimativas 1 RS no Brasil Visão Geral do Estado do Rio Grande

Leia mais

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro

Destaques Operacionais. Desempenho Financeiro Press Release Destaques Operacionais O Banrisul apresentou, nos nove meses de 2011, trajetória ascendente de crescimento no crédito. Os indicadores de inadimplência e de qualidade da carteira mantiveram-se

Leia mais

Banco Santander (Brasil) S.A.

Banco Santander (Brasil) S.A. Banco Santander (Brasil) S.A. Resultados em BR GAAP 4T14 3 de Fevereiro de 2015 INFORMAÇÃO 2 Esta apresentação pode conter certas declarações prospectivas e informações relativas ao Banco Santander (Brasil)

Leia mais

www.panamericano.com.br

www.panamericano.com.br www.panamericano.com.br Agenda Principais dados do Banco Histórico Divulgação das Demonstrações Financeiras Resultado e Balanço Providências e Perspectivas 2 Agenda Principais dados do Banco 3 Composição

Leia mais

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores

Luiz Carlos Angelotti. Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores 59 Luiz Carlos Angelotti Diretor Executivo Gerente e Diretor de Relações com Investidores Estratégia de Atuação 60 60 Balanço Patrimonial Tecnologia vs Eficiência operacional Basileia Desempenho Financeiro

Leia mais

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012

BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 BANCO DO BRASIL 1º Trimestre 2012 Aviso Importante Esta apresentação faz referências e declarações sobre expectativas, sinergias planejadas, estimativas de crescimento, projeções de resultados e estratégias

Leia mais

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup

Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup Gerenciamento de Serviços de TI e Site Backup ATIVAS encerra o ano como a empresa que mais cresceu no mercado brasileiro de serviços de TI ATIVAS é formalmente apresentada ao mercado CEMIG Telecom adquire

Leia mais

Earnings Release 1s14

Earnings Release 1s14 Earnings Release 1s14 1 Belo Horizonte, 26 de agosto de 2014 O Banco Bonsucesso S.A. ( Banco Bonsucesso, Bonsucesso ou Banco ), Banco múltiplo, de capital privado, com atuação em todo o território brasileiro

Leia mais

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15

BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 BRB ANUNCIA RESULTADOS DO 2T15 Brasília, 26 de agosto de 2015 O BRB - Banco de Brasília S.A., sociedade de economia mista, cujo acionista majoritário é o Governo de Brasília, anuncia seus resultados do

Leia mais

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO

EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO L2 0 0 6 R E L AT Ó R I O A N U A EMPRESAS BRADESCO SEGUROS, PREVIDÊNCIA E CAPITALIZAÇÃO Prêmio de Seguros Participação no Mercado (em %) Mercado 74,2% Fonte: Susep e ANS Base: Nov/2006 Bradesco 25,8%

Leia mais

Apresentação Bradesco

Apresentação Bradesco Apresentação Bradesco 1 Perspectivas Econômicas 2013 Bradesco 2014 * Consenso do Mercado ** 2015 * 2014 2015 PIB 2,50% 0,50% 1,50% 0,29% 1,01% Juros(SelicFinal) 10,00% 11,00% 11,00% 11,00% 11,38% Inflação(IPCA)

Leia mais

Perspectivas do Mercado de Crédito Marcus Manduca, sócio da PwC

Perspectivas do Mercado de Crédito Marcus Manduca, sócio da PwC Perspectivas do Mercado de Crédito Marcus Manduca, sócio da PwC Perspectivas do Mercado de Crédito Cenário econômico Cenário econômico Contexto Macro-econômico e Regulamentação Redução de spreads Incremento

Leia mais

Fortaleza, 4 de novembro de 2013.

Fortaleza, 4 de novembro de 2013. Fortaleza, 4 de novembro de 2013. Discurso do Ministro Alexandre Tombini, Presidente do Banco Central do Brasil, no V Fórum Banco Central sobre Inclusão Financeira Senhoras e senhores, boa tarde a todos.

Leia mais

Itautec S.A. Grupo Itautec. Guilherme Pereira Diretor Administrativo e Financeiro CFO 07.03.2013

Itautec S.A. Grupo Itautec. Guilherme Pereira Diretor Administrativo e Financeiro CFO 07.03.2013 Itautec S.A. Grupo Itautec Guilherme Pereira Diretor Administrativo e Financeiro CFO 07.03.2013 Sumário Executivo a mudança no cenário macroeconômico do Brasil (desvalorização cambial, redução das taxas

Leia mais

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL

APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL APRESENTAÇÃO INSTITUCIONAL A- NOVEMBRO 2013 INSTITUIÇÃO FINANCEIRA REGULADA PELO BANCO CENTRAL DO BRASIL A Brickell CFI é uma instituição financeira, regulada pelo Banco Central do Brasil, com sede em

Leia mais

Agência Bradesco Praça Panamericana

Agência Bradesco Praça Panamericana Agência Bradesco Praça Panamericana Presença em todos os municípios brasileiros A B C D E 03 Crescimento Orgânico dos Canais de Distribuição 4.634 4.650 3.160 3.359 3.454 3.628 2007 2008 2009 2010 2011

Leia mais

Relatório da Administração. 1º Semestre de 2015

Relatório da Administração. 1º Semestre de 2015 Relatório da Administração 1º Semestre de 2015 Sumário 1. Senhores Acionistas... 3 2. Banco Luso Brasileiro S.A.... 3 3. Estrutura Acionária... 3 4. Desempenho Operacional... 3 5. Destaques do Semestre...

Leia mais

Sustentabilidade nas instituições financeiras Os novos horizontes da responsabilidade socioambiental

Sustentabilidade nas instituições financeiras Os novos horizontes da responsabilidade socioambiental Sustentabilidade nas instituições financeiras Os novos horizontes da responsabilidade socioambiental O momento certo para incorporar as mudanças A resolução 4.327 do Banco Central dispõe que as instituições

Leia mais

AVISO LEGAL. A VALID isenta-se expressamente do dever de atualizar qualquer uma das declarações e informações prospectivas.

AVISO LEGAL. A VALID isenta-se expressamente do dever de atualizar qualquer uma das declarações e informações prospectivas. APIMEC VALID 2013 AVISO LEGAL Esta apresentação pode conter declarações e informações que constituem previsões para o futuro. Tais declarações e informações prospectivas são unicamente previsões e não

Leia mais

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA

SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA SINDICATO DOS BANCÁRIOS DE BRASÍLIA PÚBLICA 2 Caixa, patrimônio dos brasileiros. Caixa 100% pública! O processo de abertura do capital da Caixa Econômica Federal não interessa aos trabalhadores e à população

Leia mais

Gerenciamento de Riscos Pilar 3

Gerenciamento de Riscos Pilar 3 Gerenciamento de Riscos Pilar 3 2º Trimestre de 2014 ÍNDICE I - INTRODUÇÃO 3 II OBJETIVO 3 III PERFIL CORPORATIVO 3 IV GOVERNANÇA CORPORATIVA 4 V RISCO DE CRÉDITO 4 VI RISCO DE MERCADO 5 VII RISCO DE LIQUIDEZ

Leia mais

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS

MARCA BRADESCO RECURSOS HUMANOS ATIVOS INTANGÍVEIS Embora a Organização não registre seus ativos intangíveis, há evidências da percepção de sua magnitude pelos investidores e que pode ser encontrada na expressiva diferença entre o Valor

Leia mais

Por que abrir o capital?

Por que abrir o capital? Por que abrir capital? Por que abrir o capital? Vantagens e desafios de abrir o capital Roberto Faldini Fortaleza - Agosto de 2015 - PERFIL ABRASCA Associação Brasileira de Companhias Abertas associação

Leia mais

SOCINAL S.A- CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO

SOCINAL S.A- CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO SOCINAL S.A- CRÉDITO FINANCIAMENTO E INVESTIMENTO RELATÓRIO DE GERENCIAMENTO DE RISCO DE CAPITAL - EXERCICIO 2014 SUMÁRIO 1. Introdução; 2. Política Institucional para Gestão do Risco de Capital; 3. Estrutura,

Leia mais

Release de Resultado 2T14

Release de Resultado 2T14 BANCO BMG ANUNCIA SEUS RESULTADOS CONSOLIDADOS DO 2T14 São Paulo, 07 de agosto de 2014 O Banco BMG S.A. e suas controladas ( BMG ou Banco ) divulgam seus resultados consolidados referentes ao período encerrado

Leia mais

Sumário do Resultado 2T09

Sumário do Resultado 2T09 Sumário do Resultado 1 BB lucra R$ 4,0 bilhões no 1º semestre de 2009 O Banco do Brasil registrou lucro líquido de R$ 4.014 milhões no 1S09, resultado que corresponde a retorno sobre Patrimônio Líquido

Leia mais

Resultados 2005 Resultados 2005

Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 2005 Resultados 1T06 Bovespa: RSID3 NYSE (ADR): RSR2Y Receita Líquida alcança R$ 85,2 milhões VGV totaliza R$ 94,3 milhões Vendas contratadas crescem 63% São Paulo, 11 de maio

Leia mais

Atualidades do Mercado Financeiro

Atualidades do Mercado Financeiro Atualidades do Mercado Financeiro Sistema Financeiro Nacional Dinâmica do Mercado Mercado Bancário Conteúdo 1 Sistema Financeiro Nacional A estrutura funcional do Sistema Financeiro Nacional (SFN) é composta

Leia mais

ENTIDADES AUTO-REGULADORAS DO MERCADO ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO

ENTIDADES AUTO-REGULADORAS DO MERCADO ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO BM&FBOVESPA A BM&FBOVESPA é muito mais do que um espaço de negociação: lista empresas e fundos; realiza negociação de ações, títulos, contratos derivativos; divulga cotações; produz índices de mercado;

Leia mais

BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012

BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012 Informativo para a Imprensa São Paulo (SP), 21 de fevereiro de 2013. BB tem lucro líquido recorde nominal de R$ 12,2 bilhões em 2012 Crédito cresce 25% no ano e atinge participação de mercado histórica

Leia mais

Demonstrações Financeiras

Demonstrações Financeiras Demonstrações Financeiras Junho 2015 1 SUMÁRIO ANÁLISE DE DESEMPENHO... 4 SUMÁRIO EXECUTIVO 1S15... 6 MERCADO COMPETITIVO... 8 MARGEM ANALÍTICA... 9 Desempenho da Intermediação Financeira... 9 Variações

Leia mais

Painel II: Estratégia de crescimento inorgânico e impactos na estrutura de capital

Painel II: Estratégia de crescimento inorgânico e impactos na estrutura de capital Painel II: Estratégia de crescimento inorgânico e impactos na estrutura de capital Paulo Sérgio Navarro Geral da Unidade Integração de Negócios Banco Votorantim UBV - Parceria estratégica Agenda Estrutura

Leia mais

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento

Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Sistema Financeiro e os Fundamentos para o Crescimento Henrique de Campos Meirelles Novembro de 20 1 Fundamentos macroeconômicos sólidos e medidas anti-crise 2 % a.a. Inflação na meta 8 6 metas cumpridas

Leia mais

Plano Nacional. de Banda Larga. Brasília, 05 de maio de 2010

Plano Nacional. de Banda Larga. Brasília, 05 de maio de 2010 Plano Nacional de Banda Larga Brasília, 05 de maio de 2010 Sumário 1. Importância Estratégica 2. Diagnóstico 3. Objetivos e Metas 4. Ações 5. Investimento 6. Governança e Fórum Brasil Digital 2 1. Importância

Leia mais

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade

PGQP. Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade. Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade PGQP Programa Gaúcho da Qualidade e Produtividade Qualidade Gestão Inovação Competitividade Sustentabilidade visão das lideranças A Excelência de qualquer organização depende da sinergia entre três fatores:

Leia mais

Convergência de Aplicações de Meios de Pagamento e Certificação Digital. Fernando Guerreiro de Lemos, Presidente do Banrisul S.A.

Convergência de Aplicações de Meios de Pagamento e Certificação Digital. Fernando Guerreiro de Lemos, Presidente do Banrisul S.A. Convergência de Aplicações de Meios de Pagamento e Certificação Digital Fernando Guerreiro de Lemos, Presidente do Banrisul S.A. Visão Geral da Apresentação Sobre o Banrisul A visão do Banrisul em relação

Leia mais

Resultados do 2T08 PSSA3

Resultados do 2T08 PSSA3 Resultados do PSSA3 Perspectivas Perspectivas para o para segundo 2008 semestre de 2008 A Aumento criação de de empregos 31,6% no formais número até de empregos junho foi o formais maior desde em relação

Leia mais

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013

RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 RELATÓRIO DE ATIVIDADES 2013 Instituto Lojas Renner Instituto Lojas Renner Promover a inserção de mulheres no mercado de trabalho por meio de projetos de geração de renda é o objetivo do Instituto Lojas

Leia mais

Encontro de Bancos Centrais de países de língua portuguesa

Encontro de Bancos Centrais de países de língua portuguesa Encontro de Bancos Centrais de países de língua portuguesa Antônio Gustavo Matos do Vale Diretor de Liquidações e Desestatização 4 de outubro de 2010 1 Evolução recente da economia brasileira O momento

Leia mais

Divulgação de resultados 3T13

Divulgação de resultados 3T13 Brasil Brokers divulga seus resultados do 3º Trimestre do ano de 2013 Rio de Janeiro, 13 de novembro de 2013. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no

Leia mais

Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011

Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Reunião Pública Apresentação de Resultados 1º Semestre 2011 Rio de Janeiro, 09 de Agosto 2011 1 Informação importante Esta apresentação foi preparada pelo Banco Santander (Brasil) S.A., eventuais declarações

Leia mais

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013

Apimec Florianópolis. Dezembro 2013 Apimec Florianópolis Dezembro 2013 Exoneração de Responsabilidades Esta apresentação não constitui uma oferta, convite ou pedido de qualquer forma, para a subscrição ou compra de ações ou qualquer outro

Leia mais

Teleconferência Resultados 1T10

Teleconferência Resultados 1T10 Teleconferência Resultados 1T10 18 de maio de 2010 Visão Geral da Administração Venda da estrutura de Varejo + Foco no segmento de crédito a Empresas Transferência das atividades de originação e crédito

Leia mais

Sexta-feira 14.05.2010 Divulgação do Resultado do Primeiro Trimestre de 2010

Sexta-feira 14.05.2010 Divulgação do Resultado do Primeiro Trimestre de 2010 Press Release 9 Bovespa: BRSR3, BRSR5, BRSR6 Este Press Release pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas

Leia mais

A SANTANA FINANCEIRA

A SANTANA FINANCEIRA A SANTANA FINANCEIRA QUEM SOMOS A Santana Financeira surgiu com o firme propósito de oferecer soluções de crédito para pessoas físicas e jurídicas. Seu principal diferencial é o relacionamento estreito

Leia mais

Favela como Oportunidade: Plano de Desenvolvimento das Favelas para sua Inclusão Social e Econômica

Favela como Oportunidade: Plano de Desenvolvimento das Favelas para sua Inclusão Social e Econômica ESTUDOS E PESQUISAS Nº 457 Favela como Oportunidade: Plano de Desenvolvimento das Favelas para sua Inclusão Social e Econômica Walsey de Assis Magalhães * Fórum Nacional (Sessão Especial) Novos Caminhos

Leia mais

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h

Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011. 01/03/2011 às 09:30h Conferência Telefônica dos Resultados do 4T11 e 2011 01/03/2011 às 09:30h Agenda 4T11e 2011 Principais Realizações e Destaques em 2011 Receitas, Lucro Líquido e Retorno sobre Capital Desempenho dos principais

Leia mais

Dispõe sobre a implementação de estrutura de gerenciamento de capital.

Dispõe sobre a implementação de estrutura de gerenciamento de capital. RESOLUCAO 3.988 Dispõe sobre a implementação de estrutura de gerenciamento de capital. O Banco Central do Brasil, na forma do art. 9º da Lei nº 4.595, de 31 de dezembro de 1964, torna público que o Conselho

Leia mais

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS

1. COMISSÃO EXECUTIVA DE RECURSOS HUMANOS Governança Corporativa se faz com Estruturas O Itaú se orgulha de ser um banco essencialmente colegiado. A Diretoria atua de forma integrada e as decisões são tomadas em conjunto, buscando sempre o consenso

Leia mais

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014

Ciclo Apimec 2014. Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 1 Ciclo Apimec 2014 Itaú Unibanco Holding S.A. Fernando Foz de Macedo Relações com Investidores PF Vitória 25 de setembro de 2014 Ciclo Ciclo Apimec 2014 2014 Itaú Itaú Unibanco Unibanco Holding Holding

Leia mais

Resultados 1T07 10 de maio de 2007

Resultados 1T07 10 de maio de 2007 PUBLICIDADE CAIXA CRESCEU 102% BASE DE ASSINANTES BANDA LARGA CRESCEU 32% São Paulo, O UOL (BOVESPA: UOLL4) anuncia hoje os resultados do 1T07. As demonstrações financeiras da Companhia são elaboradas

Leia mais

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 3º trimestre de 2015

Ações Itaú em foco. Informativo para acionistas Ano 12 3º trimestre de 2015 Ações Itaú em foco Informativo para acionistas Ano 12 3º trimestre de 2015 nº 48 www.itau.com.br/relacoes-com-investidores facebook.com/itauunibancori @itauunibanco_ri Recompra de Ações No período de janeiro

Leia mais

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital

{ 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 2 } Parque Tecnológico Capital Digital { 3 } 1. INTRODUÇÃO: PARQUE TECNOLÓGICO CAPITAL DIGITAL - PTCD Principal polo de desenvolvimento Científico, Tecnológico e de Inovação do Distrito Federal, o PTCD

Leia mais

Apresentação Investidores

Apresentação Investidores Apresentação Investidores Setembro de 2010 Aviso Importante Esse material pode conter previsões de eventos futuros.tais previsões refletem apenas expectativas dos administradores da Companhia, e envolve

Leia mais

Globalweb otimiza oferta e entrega de serviços a clientes com CA AppLogic

Globalweb otimiza oferta e entrega de serviços a clientes com CA AppLogic CUSTOMER SUCCESS STORY Globalweb otimiza oferta e entrega de serviços a clientes com CA AppLogic PERFIL DO CLIENTE Indústria: Serviços de TI Companhia: Globalweb Outsourcing Empregados: 600 EMPRESA A Globalweb

Leia mais

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3

2005 Corretora em Nova York. Diversificação do portfólio. 2007 Expansão em Investment Bank, Consignado e Cartões. Estrutura acionária 3 VISÃO GERAL - 2T5 Histórico 99 Início das operações como banco múltiplo 2002 Agência em Nassau 2005 Corretora em Nova York 2009 Início da parceria estratégica com o Banco do Brasil 205 BV Promotora (Consignado

Leia mais

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio

Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Empresas Familiares aprimoramento da governança corporativa para o sucesso do negócio Nome Desarrollo de Sistemas de Gobierno y Gestión en Empresas de Propiedad Familiar en el Perú Objetivo Contribuir

Leia mais

Rizele Santana Norberto Marques Sereno. Banco do Brasil 18/06/2013

Rizele Santana Norberto Marques Sereno. Banco do Brasil 18/06/2013 A Gestão do Conhecimento para a Efetividade da Administração Pública Rizele Santana Norberto Marques Sereno Programa de Certificação Interna de Conhecimentos Banco do Brasil 18/06/2013 Missão Ser um banco

Leia mais

Especial Lucro dos Bancos

Especial Lucro dos Bancos Boletim Econômico Edição nº 90 novembro de 2014 Organização: Maurício José Nunes Oliveira Assessor econômico Especial Lucro dos Bancos 1 Tabela dos Lucros em 2014 Ano Banco Período Lucro 2 0 1 4 Itaú Unibanco

Leia mais

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A.

4 trimestre de 2010. Sumário Executivo. Itaú Unibanco Holding S.A. 4 trimestre de 2010 Sumário Executivo Apresentamos, abaixo, informações e indicadores financeiros do (Itaú Unibanco) do quarto trimestre de 2010 e do exercício findo em 31 de dezembro de 2010. (exceto

Leia mais

TI do Banese foca em negócios com as soluções EITM da CA

TI do Banese foca em negócios com as soluções EITM da CA Case de sucesso TI do Banese foca em negócios com as soluções EITM da CA Perfil do CLIENTE Indústria: Financeira Companhia: BANESE Banco do Quadro de pessoal: 1.200 funcionários NEGÓCIOS O Banese é uma

Leia mais

Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa

Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa Análise XP Fundamentos Senior Solution (SNSL3) Conhecendo a empresa A Empresa A Senior Solution está presente, há mais de 17 anos, no segmento de Tecnologia da Informação no mercado brasileiro, sendo uma

Leia mais

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 3T15. 10 de novembro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 3T15 10 de novembro de 2015 Magazine Luiza Destaques do 3T15 Vendas E-commerce Ganho de participação de mercado com aumento da margem bruta Receita bruta consolidada de R$2,4

Leia mais

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas)

TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) TELEFÔNICA DATA BRASIL HOLDING S.A. Resultado Consolidado para o Terceiro Trimestre de 2005 Publicação, 08 de novembro de 2005 (07 páginas) Para maiores informações, contatar: Daniel de Andrade Gomes TELEFÔNICA

Leia mais

O PAPEL E A IMPORTÂNCIA DOS BANCOS DE DESENVOLVIMENTO. Rodrigo Teixeira Neves Outubro, 2014

O PAPEL E A IMPORTÂNCIA DOS BANCOS DE DESENVOLVIMENTO. Rodrigo Teixeira Neves Outubro, 2014 O PAPEL E A IMPORTÂNCIA DOS BANCOS DE DESENVOLVIMENTO Rodrigo Teixeira Neves Outubro, 2014 Sistema Financeiro Nacional Instituições Financeiras Captadoras de Depósitos à Vista Bancos Múltiplos Bancos Comerciais

Leia mais

GERENCIAMENTO DE RISCOS. Pilar III Basiléia

GERENCIAMENTO DE RISCOS. Pilar III Basiléia GERENCIAMENTO DE RISCOS Pilar III Basiléia 3º Trimestre 2015 ÍNDICE I - INTRODUÇÃO 3 II OBJETIVO 3 III PERFIL CORPORATIVO 3 IV GOVERNANÇA CORPORATIVA 4 V RISCO DE CRÉDITO 4 VI RISCO DE MERCADO 5 VII RISCO

Leia mais

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3

Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Resultados do 4T08 e 2008 PSSA3 Questões Onde queremos chegar? Como vamos chegar? Onde estamos? Como estamos indo? 2 Mercado Segurador Brasileiro Expanção Geográfica: Oportunidade de Crescimento Queremos

Leia mais

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010

Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Brasil Brokers divulga seus resultados do 2º Trimestre de 2010 Rio de Janeiro, 16 de agosto de 2010. A Brasil Brokers Participações S.A. (BM&FBovespa: BBRK3) uma empresa com foco e atuação no mercado de

Leia mais

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet

10 Anos de Transmissão das Reuniões APIMEC pela Internet Esta apresentação pode conter informações sobre eventos futuros. Tais informações não seriam apenas fatos históricos, mas refletiriam os desejos e as expectativas da direção da companhia. As palavras "antecipa",

Leia mais

Diretrizes de Governança Corporativa

Diretrizes de Governança Corporativa Diretrizes de Governança Corporativa DIRETRIZES DE GOVERNANÇA CORPORATIVA DA BM&FBOVESPA Objetivo do documento: Apresentar, em linguagem simples e de forma concisa, o modelo de governança corporativa da

Leia mais

RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA

RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA RESUMO DO RELATÓRIO DO COMITÊ DE AUDITORIA 1- INTRODUÇÃO O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico Social, por meio do Decreto nº 5.212, de 22 de setembro de 2004, teve o seu Estatuto Social alterado

Leia mais

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010

Apresentação da Companhia. Setembro de 2010 Apresentação da Companhia Setembro de 2010 Comprovada capacidade de execução Visão geral da Inpar Empreendimentos por segmento (1) Modelo de negócios integrado (incorporação, construção e venda) Comercial

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14. 27 de fevereiro de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2014 e 4T14 27 de fevereiro de 2015 Magazine Luiza Destaques 2014 Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Ajustado Luizacred Lucro Líquido Ajustado Crescimento da receita

Leia mais

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico

Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico Oi e Portugal Telecom formalizam parceria e investimento estratégico A parceria prevê capitalização da empresa brasileira em até R$ 12 bi, reduzindo alavancagem e ampliando capacidade de investimento,

Leia mais

Secretaria para Assuntos Estratégicos

Secretaria para Assuntos Estratégicos Secretaria para Assuntos Estratégicos DO DESAFIO A REALIDADE Nosso desafio: 399 municípios conectados por uma internet rápida, que oportuniza a aproximação da gestão pública com o cidadão. O projeto Rede399

Leia mais

Reunião Pública de Analistas 2T10

Reunião Pública de Analistas 2T10 Reunião Pública de Analistas 2T10 Porto Seguro Inicio das atividades Mudança de Controle Líder nacional em seguro de automóvel Maior seguradora do Brasil Posição Companhia `Principal Produto 1 Bradesco

Leia mais

O QUE SÃO COOPERATIVAS DE CRÉDITO PERFIL INSTITUCIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO SOLUÇÕES FINANCEIRAS SUSTENTABILIDADE

O QUE SÃO COOPERATIVAS DE CRÉDITO PERFIL INSTITUCIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO SOLUÇÕES FINANCEIRAS SUSTENTABILIDADE O QUE SÃO COOPERATIVAS DE CRÉDITO PERFIL INSTITUCIONAL DESEMPENHO ECONÔMICO SOLUÇÕES FINANCEIRAS SUSTENTABILIDADE AGENTES DA PROMOÇÃO DO DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL DAS COMUNIDADES ONDE ATUAM Principais

Leia mais

Apresentação dos resultados do 4T09 & 2009. Março/2010

Apresentação dos resultados do 4T09 & 2009. Março/2010 Apresentação dos resultados do & Março/2010 Destaques & DESTAQUES OPERACIONAIS DO E VENDAS CONTRATADAS LÍQUIDAS ATINGIRAM R$753 MILHÕES NO E R$2,67 BILHÕES EM, REPRESENTANDO UM CRESCIMENTO DE 47% EM RELAÇÃO

Leia mais

BNDES Prosoft. Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação

BNDES Prosoft. Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação BNDES Prosoft Programa BNDES para o Desenvolvimento da Indústria Nacional de Software e Serviços de Tecnologia da Informação Objetivo - Contribuir para o desenvolvimento da indústria nacional de software

Leia mais

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Corrente Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros.

PERFIL CORPORATIVO S E R V I Ç O S C R É D I T O. Crédito Imobiliário. Conta Corrente Digital Intermedium. Crédito Pessoal. Seguros. 3 trimestre de 2015 PERFIL CORPORATIVO Banco múltiplo privado com 21 anos de experiência no mercado financeiro. Sólida estrutura de capital e administração conservadora. Atuação em operações de: Core Business

Leia mais

Institucional. Base: Junho/2014

Institucional. Base: Junho/2014 Grupo Seculus Institucional Base: Junho/2014 Estrutura Societária Família Azevedo 50% 50% LATAN Participações e Investimentos S.A. 100% ON 75.896.000 ações 100% PN 75.896.000 ações Quem Somos Nossa história,

Leia mais

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004

Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 Porto Seguro Anuncia Lucro Líquido de R$ 44,2 milhões no 4T04 Crescimento de 22% dos Prêmios Auferidos em 2004 São Paulo, 25 de fevereiro de 2005 - A Porto Seguro S.A. (Bovespa: PSSA3) anuncia hoje seus

Leia mais

Apresentação de Resultados 1T11 17 de Maio de 2011

Apresentação de Resultados 1T11 17 de Maio de 2011 Apresentação de Resultados 1T11 17 de Maio de 2011 Relações com Investidores Agenda 1. Destaques 2. Evolução das Receitas e Custos Hardware Software Serviços 3. Despesas e Margens 4. Investimentos e Caixa

Leia mais

Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking

Especialista questiona ascensão de bancos brasileiros em ranking Veículo: Valor Online Data: 13/04/09 Especialista questiona "ascensão" de bancos brasileiros em ranking A crise global colocou os bancos brasileiros em destaque nos rankings internacionais de lucro, rentabilidade

Leia mais

Gerenciamento de Capital. Maio/2013

Gerenciamento de Capital. Maio/2013 Gerenciamento de Capital Maio/2013 Perfil do BANDES FOCO DE ATUAÇÃO: Interiorização do crédito Crédito para empreendedores de micro e pequenos negócios Fortalecer o crédito ao setor urbano Fortalecer a

Leia mais

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 2T15. 31 de julho de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 2T15 31 de julho de 2015 Magazine Luiza Destaques do 2T15 Vendas E-commerce Ganho consistente de participação de mercado Redução na receita líquida de 10,1% para R$2,1 bilhões

Leia mais

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza

Teleconferência de Resultados 1T15. 8 de maio de 2015. Magazine Luiza Teleconferência de Resultados 8 de maio de 2015 Magazine Luiza Destaques do Vendas E-commerce Despesas Operacionais EBITDA Luizacred Lucro Líquido Ganhos de market share, principalmente em tecnologia Receita

Leia mais

www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008

www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008 www.estacioparticipacoes.com/ri Global Services Conference Phoenix-AZ, 27 de fevereiro de 2008 0 1. Visão Geral Setor de Ensino Superior no Brasil Visão Geral Estratégia Empresarial Destaques Financeiros

Leia mais

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco

Marco Antonio Rossi. Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 1 Marco Antonio Rossi Diretor Presidente do Grupo Bradesco Seguros e Vice Presidente do Banco Bradesco 2 AGENDA AVANÇO DO MERCADO SEGURADOR NOSSO CRESCIMENTO PRESENTE E FUTURO 3 4 SEGUROS E RESSEGUROS:

Leia mais

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014

Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta. Novembro de 2014 Resultado da Oferta Pública Voluntária de Permuta Novembro de 2014 OFERTA VOLUNTÁRIA DE PERMUTA DE AÇÕES No dia 30 de outubro realizamos o leilão da oferta voluntária. A adesão dos minoritários do Santander

Leia mais

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada

CONSULTA PÚBLICA até 28/08/2009. até a data acima mencionada CONSULTA PÚBLICA O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social BNDES está preparando processo licitatório para contratação de serviços de consultoria técnica especializada, conforme detalhado

Leia mais

do 4º Trimestre de 2009

do 4º Trimestre de 2009 Divulgação dos Resultados Divulgação dos Resultados do 4º Trimestre de 2009 Destaques Operacionais O ano de 2009 foi marcado por investimentos em sistemas (plataforma proprietária de planos odontológicos),

Leia mais

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020

ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 ANEXO I PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO 2014-2020 1 Missão 2 Exercer o controle externo da administração pública municipal, contribuindo para o seu aperfeiçoamento, em benefício da sociedade. Visão Ser reconhecida

Leia mais

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário

ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário RESOLUÇÃO Nº 99, DE 24 DE NOVEMBRO DE 2009 Dispõe sobre o Planejamento Estratégico de TIC no âmbito do Poder Judiciário e dá outras providências. ANEXO I A Estratégia de TIC do Poder Judiciário Planejamento

Leia mais

Direcional Engenharia S.A.

Direcional Engenharia S.A. 1 Direcional Engenharia S.A. Relatório da Administração Exercício encerrado em 31 / 12 / 2007 Para a Direcional Engenharia S.A., o ano de 2007 foi marcado por recordes e fortes mudanças: registramos marcas

Leia mais

1º Seminário de Educação Empreendedora, Financeira e Cooperativista

1º Seminário de Educação Empreendedora, Financeira e Cooperativista 1º Seminário de Educação Empreendedora, Financeira e Cooperativista Educação como Estratégia de Inclusão Financeira Luiz Edson Feltrim Diretor Prêmio Country Awards 2014 (CYFI) ONU Reconhecimento ao Brasil

Leia mais