Escola SENAI Comendador Santoro Mirone

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Escola SENAI Comendador Santoro Mirone"

Transcrição

1 Escola SENAI Comendador Santoro Mirone NÚCLEO DE ENERGIA & EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

2 16 ÁREAS INDUSTRIAIS 22 NÚCLEOS DE TECNOLOGIA ALIMENTOS & BEBIDAS ENERGIA AUTOMAÇÃO & ELETRÔNICA CERÂMICA CONSTRUÇÃO CIVIL COURO E CALÇADOS ENERGIA GRÁFICA MADEIRA & MOBILIÁRIO METALURGIA MEIO AMBIENTE METALMECÂNICA PETRÓLEO & GÁS PLÁSTICOS & POLÍMEROS QUÍMICA TÊXTIL & VESTUÁRIO INCLUSÃO SOCIAL

3 NÚCLEOS DE ENERGIA - SP SENAI Ettore Zanini Sertãozinho São Paulo / SP SENAI Comendador Santoro Mirone Indaiatuba São Paulo / SP

4 NOSSAS CERTIFICAÇÕES Consultores em Energia e Certificação: TÜV Rheinland Gestores de Energia SIEMENS e GIZ Alemanha Auditores da ISO 50001: Gestão de Energia - Bureau Veritas PIMVP: Protocolo Internacional de Medição e Verificação de Performance - EVO

5 Eficiência Energética????? LEMBRE-SE FAVOR APAGAR AS LUZES AO SAIR.

6 Eficiência Energética?????

7 GERAÇÃO DE ENERGIA EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

8 Eficiência Energética consiste em promover um melhor aproveitamento das fontes de energia de que se dispõe por meio da otimização dos vários processos de conversão e hábitos de uso das mesmas, com consequente redução dos custos relacionados à aquisição destes insumos energéticos e dos impactos ambientais gerados. Matéria Prima Aditivos INSUMOS ENERGÉTICOS: Carvão, gás, biomassa, óleo, energia elétrica, etc. PRODUÇÃO RETRABALHO PRODUTOS

9 Eficiência Energética consiste em promover um melhor aproveitamento das fontes de energia de que se dispõe por meio da otimização dos vários processos de conversão e hábitos de uso das mesmas, com consequente redução dos custos relacionados à aquisição destes insumos energéticos e dos impactos ambientais gerados. Matéria Prima Aditivos INSUMOS ENERGÉTICOS: Carvão, gás, biomassa, óleo, energia elétrica, etc. PRODUÇÃO RETRABALHO PRODUTOS

10 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA O FUTURO DA ENERGIA COMEÇA AQUI. QUAIS OPÇÕES TENHO PARA OTIMIZAR A ENERGIA NO MEU NEGÓCIO? EFICIÊNCIA ENERGÉTICA!!! RESULTADO NO FIM DO MÊS = Imagine que... Máquina ou equipamento de baixa E.E + Alguém esqueceu ligado + Estou na Tarifa Verde PONTA CONSUMO USO CUSTO

11 Cenários Consumo de Energia Elétrica (%) Fonte: Eletrobras, 2016 O consumo de energia elétrica do setor industrial é equivalente a 48% do total de energia elétrica consumida no Brasil. Consequentemente onde temos grande parcela de desperdício.

12 Cenários Consumo de Energia Elétrica na Indústria (%) Fonte: Eletrobras, 2016 Os sistemas motrizes representam aproximadamente 58% do consumo do setor industrial. São responsáveis por 25% da energia total consumida no país; Apresenta o maior potencial de redução de perdas.

13 ...SENAI oferece: SERVIÇOS TÉCNOLÓGICOS

14 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA O FUTURO DA ENERGIA COMEÇA AQUI. ETAPAS DO ATENDIMENTO 1º) AVALIAÇÃO TÉCNICA AVALIAÇÃO DOS POTENCIAIS ENERGÉTICOS Etapas Preenchimento de questionário; Pré avaliação de dados; Visita técnica e medições básicas; Análise preliminar. Elaboração de propostas; Benefícios Transparência; Estimativa de potenciais. 2º) DIAGNÓSTICO ENERGÉTICO AUDITORIA ENERGÉTICA Etapas Medições e estudos; Aquisição de dados; Análise do processo e da planta; (catálogo de medições) Emissão de Relatório e apresentação dos resultados. Benefícios Métodos concretos; Expressão da economia.

15 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA O FUTURO DA ENERGIA COMEÇA AQUI. CASE DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ILUMINAÇÃO Substituir lâmpadas fluorescentes T12 para lâmpadas fluorescentes T5 Substituir reatores convencionais por reatores eletrônicos. Economia energética de até 40% (com espelhos refletores, até 60%) Vida útil prolongada 4016 lâmpadas fluorescentes 40W Economia anual de energia Economia de energia final R$/a Porcentagem de economia 50% 740 MWh/a Investimento R$ Tempo de retorno (Payback), estática Retorno (ROI) 60% 1,5 a

16 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA O FUTURO DA ENERGIA COMEÇA AQUI. CASE DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA CLIMATIZAÇÃO Substituição dos motores FAN COIL por motores de alto rendimento (potência instalada de 1023 kw ); Economia anual de energia R$/a Economia de energia final MWh/a Porcentagem de economia 15% Investimento R$ Tempo de retorno (Payback), estática 0,6 a Retorno (ROI) 290% Controle de Fluxo de Ar, substituindo a situação atual (Damper) por controle de Inversores de Freqüência. Economia anual de energia R$/a Economia de energia final MWh/a Porcentagem de economia 44% Investimento R$ Tempo de retorno (Payback), estática 0,3 a Retorno (ROI) 750%

17 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA O FUTURO DA ENERGIA COMEÇA AQUI. SERVIÇOS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA DO SENAI... Custos reduzidos; Atendimento de acordo com as necessidades dos clientes; Competência técnica; Credibilidade da marca SENAI; Imparcialidade, clareza e coerência nas propostas; Transferência de conhecimento; Bom relacionamento com os clientes (Indústrias).

18 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA O FUTURO DA ENERGIA COMEÇA AQUI. CAPACITAÇÃO EM EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Senai oferece Cursos de Formação Inicial e Continuada na área de Eficiência Energética. Os Cursos de Aperfeiçoamento Profissional Gerenciamento de Energia e Eficiência Energética tem por objetivo o desenvolvimento de competências relativas à analise e diagnóstico de consumo que permitam a elaboração de propostas para a otimização do consumo de energia elétrica. Curso Técnico de Eletrotécnica, curso gratuito desenvolvido exclusivamente na Escola SENAI de Indaiatuba. Além disso, o SENAI também oferece curso de Pós Graduação em Eficiência Energética.

19 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA O FUTURO DA ENERGIA COMEÇA AQUI. CAPACITAÇÃO EM ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA ABERTO À COMUNIDADE

20 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA O FUTURO DA ENERGIA COMEÇA( AQUI. CAPACITAÇÃO EM ENERGIA SOLAR FOTOVOLTAICA PARA EMPRESAS (CPFL)

21 Programa de Eficiência Energética CIESP - SENAI/SP Workshops (4h) Avaliação Técnica (a definir) Assessoria em Eficiência Energética (a definir) Assessoria para Implantação de Sistema de Gestão de Energia

22 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA O FUTURO DA ENERGIA COMEÇA AQUI. Alguns dos nossos clientes...

23 Alguns dos nossos clientes... EFICIÊNCIA ENERGÉTICA O FUTURO DA ENERGIA COMEÇA AQUI.

24 Parceiros... EFICIÊNCIA ENERGÉTICA O FUTURO DA ENERGIA COMEÇA AQUI.

25 Escola SENAI Comendador Santoro Mirone OBRIGADO! José Angelo Giomo Especialista de Eficiência Energética da Escola SENAI de Indaiatuba Tel

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL: DESENVOLVIMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL, DEMANDAS DE MERCADO, APLICAÇÃO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS SOLARES.

FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL: DESENVOLVIMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL, DEMANDAS DE MERCADO, APLICAÇÃO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS SOLARES. FORMAÇÃO E CAPACITAÇÃO PROFISSIONAL: DESENVOLVIMENTO DE FORMAÇÃO PROFISSIONAL, DEMANDAS DE MERCADO, APLICAÇÃO DE TECNOLOGIA EM SISTEMAS SOLARES. Edson Pereira dos Santos Coordenador Técnico - Núcleo Tecnológico

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PARA A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA. Núcleo de Energia: SENAI Jorge Mahfuz

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PARA A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA. Núcleo de Energia: SENAI Jorge Mahfuz EFICIÊNCIA ENERGÉTICA PARA A COMPETITIVIDADE DA INDÚSTRIA Núcleo de Energia: SENAI Jorge Mahfuz Objetivos Atuação do SENAI. Cenário Atual. Sustentabilidade e a Indústria. Soluções Tecnológicas. Cases.

Leia mais

Programa de Eficiência Energética

Programa de Eficiência Energética Programa de Eficiência Energética ETAPAS CARGA HORÁRIA OBJETIVOS SENSIBILIZAÇÃO 3 h Sensibilizar quanto ao uso e consumo de Energia Apresentar o programa(benefícios, etapas, custos, relatórios, depoimentos,

Leia mais

O SENAI-SP é a maior instituição de educação profissional e tecnológica da América Latina

O SENAI-SP é a maior instituição de educação profissional e tecnológica da América Latina abril de 2016 O SENAI-SP é a maior instituição de educação profissional e tecnológica da América Latina MISSÃO Promover a educação profissional e tecnológica, a inovação e a transferência de tecnologias

Leia mais

WORKSHOP Título do trabalho CHAMADA PÚBLICA PROPEE - 001/2016. WORKSHOP Centro de Pesquisas de Energia Elétrica - CEPEL

WORKSHOP Título do trabalho CHAMADA PÚBLICA PROPEE - 001/2016. WORKSHOP Centro de Pesquisas de Energia Elétrica - CEPEL CEPEL WORKSHOP Título do trabalho CHAMADA PÚBLICA PROPEE - 001/2016 Autor/apresentador José Carlos de Souza Guedes Área Cepel - DTE Materiais e equipamentos Vida útil e perdas O anexo I da chamada Pública

Leia mais

Programa de Eficiência Energética

Programa de Eficiência Energética Conservação de Água e Energia Elétrica 14 de outubro de 2014 Programa de Eficiência Energética Schaeffler Brasil Ltda. Programa de Eficiência Energética EnEffPro Guilherme Megda Mafra Engº Ambiental Aproximadamente

Leia mais

Instituto SENAI de Tecnologia Ambiental

Instituto SENAI de Tecnologia Ambiental Instituto SENAI de Tecnologia Ambiental Programa SENAI + Competitividade LOCALIZAÇÃO DOS INSTITUTOS SENAI DE TECNOLOGIA (62) DF - Construção AC - Madeira e Mobiliário MT Bio-energia MT - Alimentos e Bebidas

Leia mais

O que é o SENAI? Educação Profissional. Inovação e Tecnologia

O que é o SENAI? Educação Profissional. Inovação e Tecnologia O que é o SENAI? Educação Profissional Inovação e Tecnologia O QUE É O SENAI? Uma organização privada, sem fins lucrativos, com estrutura federativa em todo Brasil. Financiada e gerenciada por empresas

Leia mais

Motores Elétricos. Medição e Verificação de Performance. Mário Ramos

Motores Elétricos. Medição e Verificação de Performance. Mário Ramos Motores Elétricos Medição e Verificação de Performance Mário Ramos INTRODUÇÃO A eficiência energética é um conjunto de políticas e ações que tem por objetivo a redução dos custos da energia efetivamente

Leia mais

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA (EFE)

EFICIÊNCIA ENERGÉTICA (EFE) EFICIÊNCIA ENERGÉTICA (EFE) Prof.: Bruno Gonçalves Martins bruno.martins@ifsc.edu.br RECAPITULANDO Apresentação da disciplina; Conceito de energia; Conceito de eficiência energética; Panorama energético

Leia mais

Departamento Nacional do SENAI

Departamento Nacional do SENAI do SENAI Rede SENAI de Serviços Técnicos e Tecnológicos Sérgio Motta 16 de Agosto de 2011 O que é o SENAI - Criado em 1942 por iniciativa do empresariado do setor industrial; - Maior complexo de educação

Leia mais

Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Indústria Brasileira

Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Indústria Brasileira Programa SENAI de Apoio à Competitividade da Indústria Brasileira SENAI Departamento Nacional Brasília, de Novembro de 204 Bilhões US$ FOB Desenvolvimento da Balança Comercial Brasileira Déficit recorde

Leia mais

A dinâmica do Mundo do Trabalho e seus impactos na Educação Profissional. Claiton Costa

A dinâmica do Mundo do Trabalho e seus impactos na Educação Profissional. Claiton Costa A dinâmica do Mundo do Trabalho e seus impactos na Educação Profissional Claiton Costa Gerência de Desenvolvimento Educacional GDE SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL Departamento Regional do Rio

Leia mais

OFERTA DE SERVIÇOS DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A CADEIA DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL

OFERTA DE SERVIÇOS DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A CADEIA DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL Lançamento do PROMINP na Bahia Auditório FIEB OFERTA DE SERVIÇOS DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A CADEIA DE PETRÓLEO E GÁS NATURAL SENAI - IEL OFERTA DE SERVIÇOS DE CAPACITAÇÃO TECNOLÓGICA PARA A CADEIA

Leia mais

Eficiência Energética e Mercado Livre: Como reduzir Custos sem Investimento

Eficiência Energética e Mercado Livre: Como reduzir Custos sem Investimento Eficiência Energética e Mercado Livre: Como reduzir Custos sem Investimento 2 EDP no Mundo EDP no mundo Video 14 países 11.992 colaboradores Geração: 25.223 MW Canada Estados Unidos Reino Unido Bélgica

Leia mais

Movimento Pela Inovação (MPI) São José dos Campos-SP 29/08/2017

Movimento Pela Inovação (MPI) São José dos Campos-SP 29/08/2017 Movimento Pela Inovação (MPI) São José dos Campos-SP 29/08/2017 Agenda SENAI Institutos SENAI de Tecnologia Institutos SENAI de Inovação Rede de Laboratórios Edital de Inovação Programa SENAI de Apoio

Leia mais

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA JOSE ARTHURO TEODORO

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA JOSE ARTHURO TEODORO PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA JOSE ARTHURO TEODORO Eficiência Energética Conceito Otimização no consumo da energia elétrica; Motivação Desenvolvimento econômico, sustentabilidade; Métodos Avanços tecnológicos,

Leia mais

em gás e 25 de clientes no na atualidade eletricidade 18 mil 15 GW GNL 30 BCMs da Espanha Quem somos 3ºoperador mundial de na Espanha

em gás e 25 de clientes no na atualidade eletricidade 18 mil 15 GW GNL 30 BCMs da Espanha Quem somos 3ºoperador mundial de na Espanha Quem somos na atualidade Mais de 20 M 25 de clientes no países mundo Maior companhia integrada em gás e eletricidade 18 mil funcionários Capacidade instalada 3ºoperador mundial de GNL 30 BCMs O Grupo tem

Leia mais

Profa. Eliane Fadigas Prof. Alberto Bianchi

Profa. Eliane Fadigas Prof. Alberto Bianchi PEA 2200 Energia, Meio Ambiente e Sustentabilidade Profa. Eliane Fadigas Prof. Alberto Bianchi Aula 5 Conservação de Energia: Aspectos técnicos e econômicos slide 1 / 19 ATÉ ONDE SE SABE A ENERGIA PODE

Leia mais

O setor industrial destaca-se como o maior consumidor de energia elétrica no país, com 40,7% do total (EPE, 2012).

O setor industrial destaca-se como o maior consumidor de energia elétrica no país, com 40,7% do total (EPE, 2012). Programa Indústria +Eficiente Seleção de Projetos de Eficiência Energética através de Chamada Pública O setor industrial destaca-se como o maior consumidor de energia elétrica no país, com 40,7% do total

Leia mais

Eficiência Energética Cocelpa

Eficiência Energética Cocelpa Eficiência Energética Cocelpa 1 CARACTERÍSTICAS DA EMPRESA Nome fantasia: Cocelpa Ramo de atividade: Papel e Celulose Localização: Araucária / PR Estrutura tarifária: Horo-sazonal Azul A4 Demanda Contratada:

Leia mais

SEL-0437 Eficiência Energética PROCEL

SEL-0437 Eficiência Energética PROCEL SEL-0437 Eficiência Energética PROCEL 1 PROCEL Programa Nacional de Conservação de Energia Elétrica Criado em 1985 pelo Ministério das Minas e Energia e da Indústria e Comércio Sua função é promover a

Leia mais

V German-Brazilian RenewableEnergy Business Conference. Natal, 30/05/2017

V German-Brazilian RenewableEnergy Business Conference. Natal, 30/05/2017 V German-Brazilian RenewableEnergy Business Conference Natal, 30/05/2017 SENAI A maior rede privada de educaçãoprofissionale serviços tecnológicos da América Latina 75 anos de atividades Presente nas 27

Leia mais

I WORKSHOP CHAMADA PÚBLICA

I WORKSHOP CHAMADA PÚBLICA I WORKSHOP CHAMADA PÚBLICA SUMÁRIO Programa de Eficiência Energética PEE PEE CEMIG Projetos em Hospitais Chamada Pública de Projetos - CPP Tipos de Investimento Etapas da CPP Portal Eficiência Energética

Leia mais

Catálogo de Produtos

Catálogo de Produtos Catálogo de Produtos Missão Proporcionar soluções eficientes e de alta qualidade em iluminação, buscando a excelência no atendimento, inovação constante de nossos produtos, superando assim as expectativas

Leia mais

14º Encontro de Energia - FIESP

14º Encontro de Energia - FIESP 14º Encontro de Energia - FIESP Aspectos Normativos e Legais da Eficiência Energética A contribuição da norma ISO 50001 para a Eficiência Energética São Paulo, 06 de agosto de 2013 Objetivo Promover a

Leia mais

O Grupo CPFL Energia e a Eficiência Energética

O Grupo CPFL Energia e a Eficiência Energética O Grupo CPFL Energia e a Eficiência Energética Setembro/2010 AGENDA 1. Quem somos 2. Direcionadores Estratégicos do Grupo CPFL Energia 3. Eficiência Energética no Grupo CPFL Energia 2 O Grupo CPFL Energia

Leia mais

GESTÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA NO CAMPUS DA UnB

GESTÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA NO CAMPUS DA UnB GESTÃO DO CONSUMO DE ENERGIA ELÉTRICA NO CAMPUS DA UnB MsC. Eng a. Lilian Silva de Oliveira (UnB/PRC/CICE) Prof. Dr. Marco Aurélio Gonçalves de Oliveira (UnB/FT/ENE) HISTÓRICO DE ATIVIDADES RELACIONADAS

Leia mais

Encontro Gestão Eficiente de Água e Energia

Encontro Gestão Eficiente de Água e Energia Encontro Gestão Eficiente de Água e Energia 26 de novembro de 2015 10h às 17h30 Sistema FIRJAN Rio de Janeiro Eficiência Natural Jefferson Monteiro Gás Natural Fenosa Sistema FIRJAN Encontro de Gestão

Leia mais

Painel 3 Resultados da Chamada Pública de Projetos

Painel 3 Resultados da Chamada Pública de Projetos Painel 3 Resultados da Chamada Pública de Projetos PROJETOS APRESENTADOS 2014 e 2015 18 5 2.014 2.015 VALORES DISPONÍVEIS EM 2015 EMPRESA Industrial Residencial Poder Público Serviço Público Comercial

Leia mais

Departamento Regional de São Paulo

Departamento Regional de São Paulo SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM INDUSTRIAL www.sp.senai.br Departamento Regional de São Paulo O QUE É O SENAI? Uma organização privada, sem fins lucrativos com estrutura federal em todo Brasil. Financiada

Leia mais

Cooperação Brasil Alemanha Programa Energia

Cooperação Brasil Alemanha Programa Energia Cooperação Brasil Alemanha Programa Energia MAPEAMENTO PARA PUBLIC-PRIVATE-PARTNERSHIPS NOS SETORES DE ENERGIAS RENOVÁVEIS E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA ENTRE O BRASIL E A ALEMANHA Raymundo Aragão Anima Projetos

Leia mais

Eficiência Energética e Gestão de Energia na Sabesp. SENAI/SC 3 de outubro de 2014

Eficiência Energética e Gestão de Energia na Sabesp. SENAI/SC 3 de outubro de 2014 Eficiência Energética e Gestão de Energia na Sabesp SENAI/SC 3 de outubro de 2014 A Sabesp em números Os Números da Sabesp 364 municípios, quase 60% da população urbana de São Paulo Os Números da Sabesp

Leia mais

SENAI Vetor da inovação no Brasil

SENAI Vetor da inovação no Brasil SENAI Vetor da inovação no Brasil Foto: ISI Conformação de Materiais. Foto: ISI Laser. Desafio de transformar conhecimento e inovação em produtividade e competitividade nas indústrias O que estamos fazendo

Leia mais

para o setor industrial no Brasil Felipe Sgarbi

para o setor industrial no Brasil Felipe Sgarbi O avanço da gestão da energia e as oportunidades para o setor industrial no Brasil Felipe Sgarbi Agenda O ICA/Procobre Gestão de Energia e a ISO 50001 O setor industrial brasileiro Conclusões O avanço

Leia mais

TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAS NO SENAI

TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO DE PESSOAS NO SENAI TREINAMENTO E CERTIFICAÇÃO E PESSOAS NO SENAI II CONGRESSO BRASILEIRO E ENERGIA SOLAR MAIO E 2017 SENAI Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Instituição mantida e administrada pela indústria em

Leia mais

Cursos de Gestão de Energia no Setor das Águas

Cursos de Gestão de Energia no Setor das Águas Cursos de Gestão de Energia Eficiência Energética Apresentação Destinatários Recomendação Inscrições A ERSAR, em parceria com a ADENE - Agência para a Energia, dá início no próximo dia 13 de novembro à

Leia mais

DIRETORIA DE MEIO AMBIENTE DO SISTEMA FIRJAN CENTRO DE TECNOLOGIA AMBIENTAL

DIRETORIA DE MEIO AMBIENTE DO SISTEMA FIRJAN CENTRO DE TECNOLOGIA AMBIENTAL DIRETORIA DE MEIO AMBIENTE DO SISTEMA FIRJAN CENTRO DE TECNOLOGIA AMBIENTAL - Serviços Analíticos Ambientais DMA - Serviços Analíticos Ocupacionais - Serviços Analíticos Especiais - Serviços Logísticos

Leia mais

Sistemas de Eficiência Energética na Pequena e Média Indústria

Sistemas de Eficiência Energética na Pequena e Média Indústria Sistemas de Eficiência Energética na Pequena e Média Indústria SEMINÁRIO BRASIL-ALEMANHA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA Junho 2015 Departamento de Infraestrutura Deinfra/Ruy Bottesi A Federação das Indústrias

Leia mais

Gerenciamento de Energia. Soluções Schneider Electric voltadas à Eficiência Energética

Gerenciamento de Energia. Soluções Schneider Electric voltadas à Eficiência Energética Gerenciamento de Energia Soluções Schneider Electric voltadas à Eficiência Energética Sistemas de tarifario Brasileiro: Conceitos Dois modelos de tarifação: Convencional e Horo-Sazonal. Clientes do Grupo

Leia mais

EN-2416 Energia, meio ambiente e sociedade Necessidades humanas, estilos de vida e uso final da energia

EN-2416 Energia, meio ambiente e sociedade Necessidades humanas, estilos de vida e uso final da energia EN-2416 Energia, meio ambiente e sociedade Necessidades humanas, estilos de vida e uso final da energia João Moreira UFABC Necessidades humanas e energia Existência humana - nas residências Movimento,

Leia mais

PEA 2200 Energia, Meio Ambiente e Sustentabilidade

PEA 2200 Energia, Meio Ambiente e Sustentabilidade PEA 2200 Energia, Meio Ambiente e Sustentabilidade Aula 4 Eficiência Energética e Uso Racional de Energia slide 1 / 22 EFICIÊNCIA ENERGÉTICA & USO RACIONAL DE ENERGIA DEFINIÇÕES: Uso racional da energia:

Leia mais

Empresas e Consórcios do Grupo CEMIG

Empresas e Consórcios do Grupo CEMIG Empresas e Consórcios do Grupo CEMIG Roteiro 1. A EMPRESA EFFICIENTIA 2. CAMPOS DE ATUAÇÃO 3. PROJETOS TÍPICOS E CASOS DE SUCESSO A Efficientia na Holding CEMIG Empresa especializada em eficiência e Soluções

Leia mais

O que é o SENAI? Educação Profissional em destaque. Inovação e Tecnologia

O que é o SENAI? Educação Profissional em destaque. Inovação e Tecnologia O que é o SENAI? Educação Profissional em destaque Inovação e Tecnologia O QUE É O SENAI? Uma organizaçãoprivada, semfins lucrativos, com estrutura federativa em todo Brasil. Financiada e gerenciada por

Leia mais

STCP.COM.BR CONSULTORIA ENGENHARIA GERENCIAMENTO

STCP.COM.BR CONSULTORIA ENGENHARIA GERENCIAMENTO 1 2 A Sustentabilidade Energética nas Empresas: Desafios e Oportunidades Joésio Pierin Siqueira joesio@stcp.com.br 21 de Setembro de 2017 Curitiba, PR 3 CONTEÚDO 1. CONCEITOS Sustentabilidade Governança

Leia mais

A Eficiência de Recursos Energéticos na Saúde

A Eficiência de Recursos Energéticos na Saúde A Eficiência de Recursos Energéticos na Saúde Desenvolvimentos e Oportunidades Programa ECO.AP no Ministério da Saúde Realidade do Centro Hospitalar do Tâmega e Sousa (CHTS), EPE Vasco Ribeiro Lisboa,

Leia mais

Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL. Procedimentos do Programa de Eficiência Energética PROPEE. Módulo 6 Projetos com Fontes Incentivadas

Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL. Procedimentos do Programa de Eficiência Energética PROPEE. Módulo 6 Projetos com Fontes Incentivadas Agência Nacional de Energia Elétrica ANEEL Procedimentos do Programa de Eficiência Energética PROPEE Módulo 6 Projetos com Fontes Incentivadas Revisão Motivo da Revisão 1 Correções e aperfeiçoamentos Instrumento

Leia mais

ENERGIA movimentando a vida

ENERGIA movimentando a vida ENERGIA movimentando a vida Renováveis: é a energia que vem de recursos naturais como sol, vento, chuva e biomassa. Não-renováveis: é a energia que vem de recursos naturais, que, quando utilizados não

Leia mais

Energia Solar: como o Centro Sebrae de Sustentabilidade se tornou um Prédio Zero Energia

Energia Solar: como o Centro Sebrae de Sustentabilidade se tornou um Prédio Zero Energia Energia Solar: como o Centro Sebrae de Sustentabilidade se tornou um Prédio Zero Energia CENTRO SEBRAE DE SUSTENTABILIDADE MISSÃO Gerir e disseminar conhecimentos, soluções xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Leia mais

Departamento Regional de São Paulo

Departamento Regional de São Paulo SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM NACIONAL www.sp.senai.br Departamento Regional de São Paulo O QUE É O SENAI? Uma organização privada, sem fins lucrativos, com estrutura federativa em todo Brasil. Financiada

Leia mais

PEA 3110 Energia, Meio Ambiente e Sustentabilidade

PEA 3110 Energia, Meio Ambiente e Sustentabilidade PEA 3110 Energia, Meio Ambiente e Sustentabilidade Aula 2 Usos finais de eletricidade e Conservação slide 1 / 30 O Processo de Uso Final da EE (1) Eletricidade Motor Força motriz Entrada de energia Tecnologia

Leia mais

Laboratório de Eficiência Energética Universidade Federal de Juiz de Fora

Laboratório de Eficiência Energética Universidade Federal de Juiz de Fora Combate ao Desperdício de Energia Elétrica Laboratório de Eficiência Energética Universidade Federal de Juiz de Fora Energia - É a capacidade de realizar trabalho. aquilo que permite a mudança a na configuração

Leia mais

Início: 2001, com a criação do SGE e automação da RMF

Início: 2001, com a criação do SGE e automação da RMF Programa de Eficiência Energética Início: 2001, com a criação do SGE e automação da RMF Objetivos: Contribuir para a eficientização de todos os sistemas da Cagece e redução das despesas com energia. Conscientizar

Leia mais

Energia Incentivada Geração Distribuída de Energia Mini e Micro Geração de Energia Conceitos Básicos

Energia Incentivada Geração Distribuída de Energia Mini e Micro Geração de Energia Conceitos Básicos Energia Incentivada Geração Distribuída de Energia Mini e Micro Geração de Energia Conceitos Básicos José Henrique Diniz Consultor ADENOR, SEBRAE e FUNDAÇÃO DOM CABRAL Sócio-Consultor: CONEXÃO Energia

Leia mais

Evolução do modelo de gestão de energia e medidas de eficiência energética na Águas do Douro e Paiva, S. A.

Evolução do modelo de gestão de energia e medidas de eficiência energética na Águas do Douro e Paiva, S. A. Evolução do modelo de gestão de energia e medidas de eficiência energética na Águas do Douro e Paiva, S. A. APDA Encontro "Alterações Climáticas Escassez de Água e Eficiências Energética e Hídrica no Ciclo

Leia mais

17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro. Aproveitamento Energético com Biogás Beatriz Blauth Schlobach

17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro. Aproveitamento Energético com Biogás Beatriz Blauth Schlobach 17 a 20 de agosto de 2010, Rio de Janeiro Aproveitamento Energético com Biogás Beatriz Blauth Schlobach Conceito de Biogás É o gás obtido a partir da fermentação anaeróbica de material orgânico: resíduos

Leia mais

REDE BÁSICA DO METRÔ DE SÃO PAULO

REDE BÁSICA DO METRÔ DE SÃO PAULO 10 º SEMANA DE TECNOLOGIA METROVIÁRIA FÓRUM TÉCNICO CONSERVAÇÃO DE ENERGIA UTILIZAÇÃO DE BENEFÍCIOS LEGAIS COMPANHIA DO METROPOLITANO DE SÃO PAULO - METRÔ APRESENTADORES: DAVID TURBUK MASSARU SAITO REDE

Leia mais

Substituição do antigo RSECE (Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização em Edifícios) (1)

Substituição do antigo RSECE (Regulamento dos Sistemas Energéticos de Climatização em Edifícios) (1) A energia é indispensável para o funcionamento da generalidade das empresas, e em particular para os edifícios de comércio e serviços, responsáveis por mais de 40% do consumo de energia final na Europa.

Leia mais

ENERGIAS RENOVÁVEIS E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA

ENERGIAS RENOVÁVEIS E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA EIXO 4 ENERGIAS RENOVÁVEIS E EFICIÊNCIA ENERGÉTICA VERSÃO PRELIMINAR Contexto O mundo vive atualmente o desafio de seguir com seu processo de desenvolvimento socioeconômico com recursos cada vez mais escassos.

Leia mais

KM 12% do mercado Segmento fortemente regulado

KM 12% do mercado Segmento fortemente regulado SOBRE O GRUPO ATUAÇÃO VERTICALIZADA GERAÇÃO DE CAPACIDADE 7.038 MW 7% do mercado Fonte predominantemente hidráulica Crescimento em energias renováveis Gás natural como alternativa MERCADO NÃO REGULADO

Leia mais

DOMINGO SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA QUARTA-FEIRA QUINTA-FEIRA SEXTA-FEIRA SÁBADO Inscrição Inscrição Inscrição Inscrição Inscrição

DOMINGO SEGUNDA-FEIRA TERÇA-FEIRA QUARTA-FEIRA QUINTA-FEIRA SEXTA-FEIRA SÁBADO Inscrição Inscrição Inscrição Inscrição Inscrição junho 2017 28 29 30 31 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 Divulgação do Edital 18 19 20 21 22 23 24 Inscrição Inscrição Inscrição Inscrição Inscrição 25 26 27 28 29 30 1 Inscrição Inscrição Inscrição

Leia mais

Formação, Ciência e Tecnologia no Setor Eólico Nacional

Formação, Ciência e Tecnologia no Setor Eólico Nacional 9º Fórum Nacional Eólico - Carta dos Ventos Formação, Ciência e Tecnologia no Setor Eólico Nacional Natal - RN, 28 junho 2017 Sistema de Conversão Eoli-Elétrica Áreas Relevantes Engenharia Elétrica Máquinas

Leia mais

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE RELATÓRIO DE ENCERRAMENTO

PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE RELATÓRIO DE ENCERRAMENTO PROGRAMA DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE RELATÓRIO DE ENCERRAMENTO 1 OBJETIVO O presente tem por objetivo apresentar o detalhamento das etapas de execução e das metas previstas

Leia mais

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Catálogo de Cursos da Habilitação Técnica

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Catálogo de Cursos da Habilitação Técnica Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Catálogo de Cursos da Habilitação Técnica SENAI - Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial Departamento de Educação Profissional Vitória/ES 2016 Catalógo

Leia mais

Educação Profissional SENAI. Inovação. Tecnologia. Eixos de atuação. Institutos. Tecnologia e Inovação

Educação Profissional SENAI. Inovação. Tecnologia. Eixos de atuação. Institutos. Tecnologia e Inovação SENAI Há mais de 70 anos, o Senai no Paraná é referência em educação profissional para a indústria. Mas os desafios do setor inspiraram o Senai a ir além, tornando-se um dos maiores centros indutores de

Leia mais

Demanda. Poder Público 30,42 2,42 10 Escolas Municipais

Demanda. Poder Público 30,42 2,42 10 Escolas Municipais Eficiência Energética em 2013 8,68 5,52 1 Escolas Estaduais Poder Público 1.055,16 282,24 112 Escolas Municipais 8.311.058,43 5.642,00 963,00 33 Prédios Públicos Serviço Público 2.040,60 700,26 3 SAE's

Leia mais

Encontro RMPI/FIEMG de Inovação 2013

Encontro RMPI/FIEMG de Inovação 2013 Encontro RMPI/FIEMG de Inovação 2013 O Processo de Inovação na Empresa Brasileira: Avanços e Desafios Prof. Dr. Ruy Quadros Unicamp e Innovarelab Belo Horizonte 4/11/2013 O Processo de Inovação na Empresa

Leia mais

O que o SAEP avalia? Avaliar apenas uma dessas dimensões é tomar a realidade de forma parcial. Aprendizagem. Currículo. Institucional.

O que o SAEP avalia? Avaliar apenas uma dessas dimensões é tomar a realidade de forma parcial. Aprendizagem. Currículo. Institucional. Aprendizagem (sala de aula) O que o SAEP avalia? Currículo Perfil profissional Institucional Gestão Sistema educacional Avaliar apenas uma dessas dimensões é tomar a realidade de forma parcial Avaliação

Leia mais

SEMINÁRIO A gestão eficiente de energia no setor público

SEMINÁRIO A gestão eficiente de energia no setor público SEMINÁRIO A gestão eficiente de energia no setor público 16 Novembro Teatro Aveirense - Aveiro Os Modelos ESE Sofia Tavares EDP Comercial Agenda 1 2 ESE Empresas de Serviços Energéticos O conceito Eco.AP

Leia mais

A APREN e as Universidades

A APREN e as Universidades A APREN e as Universidades A Importância da Biomassa no Contexto Energético Nacional Comemoração do Dia Internacional das Florestas 15:00 15:10 Abertura 5 de abril de 2016 Instituto Politécnico de Setúbal

Leia mais

DETALHAMENTO - DAEP - SP

DETALHAMENTO - DAEP - SP DETALHAMENTO - DAEP - SP Medidas de Eficiência Energética ADOTAR UMA POLÍTICA DE COMPRAS SUSTENTÁVEIS Medida nº 1 Custo estimado do investimento (R$) Economia anual estimada (kwh/ano) Economia anual estimada

Leia mais

Empresa. ROKA Engenharia S/S Ltda - Serviços em NR12. Concept for standards

Empresa. ROKA Engenharia S/S Ltda - Serviços em NR12. Concept for standards Serviços em NR12 Empresa A ROKA ENGENHARIA foi fundada em 1992, com prestação de serviços em Engenharia Elétrica e Mecânica. Em 2009 ampliou as suas atividades para serviços em Gestão Integrada (Segurança

Leia mais

A Visão da Indústria sobre os Movimentos de Eficiência Energética e Conformidade. Fórum de Eficiência Energética

A Visão da Indústria sobre os Movimentos de Eficiência Energética e Conformidade. Fórum de Eficiência Energética A Visão da Indústria sobre os Movimentos de Eficiência Energética e Conformidade Fórum de Eficiência Energética Agenda Conceito de Esco; Conceito de Contrato de Performance; Potencial Nacional da Indústria

Leia mais

Metodologia Para Ações de Eficiência Energética, Operacional e Redução de Perdas

Metodologia Para Ações de Eficiência Energética, Operacional e Redução de Perdas Metodologia Para Ações de Eficiência Energética, Operacional e Redução de Perdas Marcos Danella 29/julho/2015 Agenda Quem somos Cenários/Diagnósticos de Campo Metodologia Etapa 1 Engajamento do Corpo Diretivo/Gerencial

Leia mais

I Seminário de Iluminação Pública Eficiente - SEMIPE

I Seminário de Iluminação Pública Eficiente - SEMIPE I Seminário de Iluminação Pública Eficiente - SEMIPE Regulamento para Etiquetagem e Selo das Luminárias de Iluminação Pública Alexandre Paes Leme Inmetro Ribamar Vilela Velez Eletrobras/Procel Juiz de

Leia mais

Eficiência Energética e a Regulamentação do PEE ANEEL

Eficiência Energética e a Regulamentação do PEE ANEEL Eficiência Energética e a Regulamentação do PEE ANEEL Eficiência Energética no Brasil Procedimentos do Programa de Eficiência Energética ANEEL Projetos de Eficiência Energética da Celesc 4 Geração Transmissão

Leia mais

Selo Procel Eletrobras 04 de Setembro de Rafael M. David

Selo Procel Eletrobras 04 de Setembro de Rafael M. David Selo Procel Eletrobras 04 de Setembro de 2012 Rafael M. David Ministério das Minas e Energia 39.453 MW É A CAPACIDADE GERADORA DAS EMPRESAS ELETROBRAS, O QUE EQUIVALE A CERCA DE TRANSMISSÃO GERAÇÃO 37%

Leia mais

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. Substituição do Sistema de Refrigeração na Prefeitura da Cidade do Recife

XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica. Substituição do Sistema de Refrigeração na Prefeitura da Cidade do Recife XVIII Seminário Nacional de Distribuição de Energia Elétrica SENDI 2008-06 a 10 de outubro Olinda - Pernambuco - Brasil Substituição do Sistema de Refrigeração na Prefeitura da Cidade do Recife Dorival

Leia mais

Em vigor. Aprovação - Operações. (dd/mm/aaaa) Nome: Depto.: Cargo: (dd/mm/aaaa) Nome: Depto.: Cargo: (dd/mm/aaaa) Nome: Depto.

Em vigor. Aprovação - Operações. (dd/mm/aaaa) Nome: Depto.: Cargo: (dd/mm/aaaa) Nome: Depto.: Cargo: (dd/mm/aaaa) Nome: Depto. Versão 1.1 01/10/2013 Página: 1 de 9 Código do Documento RH-P0XX Política Institucional de Eficiência Autor Aprovação - Operações Karen Ribeiro Operações Gerente Planejamento Adm Aprovação - Jurídico Raimundo

Leia mais

3. CONTRIBUIÇÃO DAS RENOVÁVEIS PARA O DESENVOLVIMENTO NACIONAL 4. PERSPECTIVAS PARA A EVOLUÇÃO DAS RENOVÁVEIS

3. CONTRIBUIÇÃO DAS RENOVÁVEIS PARA O DESENVOLVIMENTO NACIONAL 4. PERSPECTIVAS PARA A EVOLUÇÃO DAS RENOVÁVEIS ÍNDICE 1. QUEM SOMOS 2. A ENERGIA EM PORTUGAL E NO MUNDO 3. CONTRIBUIÇÃO DAS RENOVÁVEIS PARA O DESENVOLVIMENTO NACIONAL 4. PERSPECTIVAS PARA A EVOLUÇÃO DAS RENOVÁVEIS 5. O PAPEL DE PORTUGAL NAS ENERGIAS

Leia mais

Certificação ISO

Certificação ISO Sistema de Gestão Ambiental SGA Certificação ISO 14.000 SISTEMA DE GESTÃO AMBIENTAL - SGA Definição: Conjunto de ações sistematizadas que visam o atendimento das Boas Práticas, das Normas e da Legislação

Leia mais

FORMAS DE ENERGIA E SUAS CONVERSÕES. Profa. Me Danielle Evangelista Cardoso

FORMAS DE ENERGIA E SUAS CONVERSÕES. Profa. Me Danielle Evangelista Cardoso FORMAS DE ENERGIA E SUAS CONVERSÕES Profa. Me Danielle Evangelista Cardoso danielle@profadaniell.com.br www.profadanielle.com.br Tipos de Energia Energia pode exisitr em inúmeras formas como: Energia Mecânica

Leia mais

FENERGIA

FENERGIA FENERGIA 2016 28.11.2016 Eficiência Energética: Cenários e Oportunidades CENÁRIO DE ENERGIA - MUNDO Mudança na demanda de Energia: atual - 2035 Insights» 21 % do consumo mundial atual = China» Crescimento

Leia mais

síntese dos resultados obtidos

síntese dos resultados obtidos síntese dos resultados obtidos a. consumos de energia A análise detalhada dos consumos energéticos incluiu uma visita técnica realizada no dia 10 de julho de 2013, a análise das faturas de eletricidade

Leia mais

ABDE-BNDES-BID. Seminário e oficina Técnica ABDE-BNDES-BID: Políticas Ambientais como fonte de negócio para IFDs.

ABDE-BNDES-BID. Seminário e oficina Técnica ABDE-BNDES-BID: Políticas Ambientais como fonte de negócio para IFDs. ABDE-BNDES-BID Seminário e oficina Técnica ABDE-BNDES-BID: Políticas Ambientais como fonte de negócio para IFDs. Sessão V: Ampliando a atuação de IFDs no financiamento climático. Painel: O potencial na

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA RC/PEE 001/2016

CHAMADA PÚBLICA RC/PEE 001/2016 CHAMADA PÚBLICA RC/PEE 001/2016 RESULTADO - CHAMADA PÚBLICA RC/PEE 001/2016 CPFL SANTA CRUZ 28 de junho de 2016 O grupo CPFL ENERGIA comunica que na CHAMADA PÚBLICA RC/PEE 001/2016, após análise da Comissão

Leia mais

A Produtividade e a Competitividade da Indústria Naval e de BK Nacional. Fernanda De Negri Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA

A Produtividade e a Competitividade da Indústria Naval e de BK Nacional. Fernanda De Negri Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA A Produtividade e a Competitividade da Indústria Naval e de BK Nacional Fernanda De Negri Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - IPEA Produtividade e sustentabilidade do crescimento econômico Decomposição

Leia mais

Otimize suas operações com Soluções Inteligentes em Eficiência Energética. São Paulo, 28 de outubro de 2016

Otimize suas operações com Soluções Inteligentes em Eficiência Energética. São Paulo, 28 de outubro de 2016 Otimize suas operações com Soluções Inteligentes em Eficiência Energética São Paulo, 28 de outubro de 2016 Combinamos os recursos de nossa organização global com as oportunidades de um mundo novo, aberto

Leia mais

ACIJS. Uso Eficiente de Energia Outubro/2014

ACIJS. Uso Eficiente de Energia Outubro/2014 ACIJS Uso Eficiente de Energia Outubro/2014 Unidades de negócios Motores Automação Energia Transmissão & Distribuição Tintas Evolução da tarifa de energia elétrica Fonte: Aneel Tarifa de Energia; IBGE

Leia mais

A energia elétrica alternada não pode ser armazenada

A energia elétrica alternada não pode ser armazenada FUNDAMENTOS BÁSICOS A energia elétrica alternada não pode ser armazenada Necessidade de gerar, transmitir, distribuir e suprir a energia elétrica de forma praticamente instantânea Geração no Brasil: essencialmente

Leia mais

As perspetivas e o impacto da Energia Solar na economia portuguesa. Aplicação de paineis fotovoltaicos no ISEL para autoconsumo

As perspetivas e o impacto da Energia Solar na economia portuguesa. Aplicação de paineis fotovoltaicos no ISEL para autoconsumo As perspetivas e o impacto da Energia Solar na economia portuguesa Aplicação de paineis fotovoltaicos no ISEL para autoconsumo Cristina Camus António Moisés ISEL ISEL ISEL ISEL ISEL ISEL ISEL ISEL ISEL

Leia mais

Programa Fontes Renováveis e Eficiência Energética (ProFREE) Educação Profissional e Capacitação

Programa Fontes Renováveis e Eficiência Energética (ProFREE) Educação Profissional e Capacitação Cooperação Alemã para o Desenvolvimento Sustentável Programa Fontes Renováveis e Eficiência Energética (ProFREE) Educação Profissional e Capacitação Christoph Büdke Cooperação Técnica Alemã Pag. 1 Agenda

Leia mais

Números de Empresas e Emprego Industrial

Números de Empresas e Emprego Industrial 1 1 Números de Empresas e Emprego Industrial DEPECON/FIESP 08/08/2005 2 2 A FIESP consultou o Cadastro de Estabelecimentos e Empresas referente à sua parte industrial (Min. do Trabalho e Emprego) resultando

Leia mais

Workshop FIESP "Usos Múltiplos do Gás Natural. GD e Cogeração GN

Workshop FIESP Usos Múltiplos do Gás Natural. GD e Cogeração GN Workshop FIESP "Usos Múltiplos do Gás Natural GD e Cogeração GN 1 COGEN - Associação da Indústria de Cogeração de Energia www.cogen.com.br Fundada em 5 de Setembro de 2003 97 associados que atuam na cadeia

Leia mais

Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Energia Energia Renovável e Geração Descentralizada de Energia Elétrica

Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Energia Energia Renovável e Geração Descentralizada de Energia Elétrica Governo do Estado de São Paulo Secretaria de Energia Energia Renovável e Geração Descentralizada de Energia Elétrica Milton Flávio Marques Lautenschlager Subsecretário de Energias Renováveis 2013 Gás Natural

Leia mais

CRONOGRAMA - APRENDIZAGEM BÁSICA E APRENDIZAGEM TÉCNICA 2017 JANEIRO

CRONOGRAMA - APRENDIZAGEM BÁSICA E APRENDIZAGEM TÉCNICA 2017 JANEIRO CRONOGRAMA - APRENDIZAGEM BÁSICA E APRENDIZAGEM TÉCNICA 2017 JANEIRO Gestão Assistente Administrativo 30 30/01/2017 Total 30 FEVEREIRO SENAI Cabo Gestão Assistente Administrativo 44 06/02/2017 Logística

Leia mais

A Cooperação Brasil-Alemanha para o Desenvolvimento Energético. VIII FENERGIA Vitória/ES 28 de Novembro 2016

A Cooperação Brasil-Alemanha para o Desenvolvimento Energético. VIII FENERGIA Vitória/ES 28 de Novembro 2016 A Cooperação Brasil-Alemanha para o Desenvolvimento Energético VIII FENERGIA Vitória/ES 28 de Novembro 2016 Agenda... Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha Transição energética da Alemanha ( Energiewende

Leia mais

Aplicação do EcoDrive. Descubra os benefícios e desafios de uma transformação ecológica na sua empresa.

Aplicação do EcoDrive. Descubra os benefícios e desafios de uma transformação ecológica na sua empresa. Aplicação do EcoDrive. Descubra os benefícios e desafios de uma transformação ecológica na sua empresa. O EcoDrive pode reduzir o consumo de energia, ajudando a melhorar sua eficiência energética. O consumo

Leia mais

Eficiência Energética e Hídrica das Edificações

Eficiência Energética e Hídrica das Edificações Eficiência Energética e Hídrica das Edificações Introdução Edifícios representam um dos maiores consumos de energia nas grandes cidades. Em 2010, edifícios foram responsáveis por 32% do consumo de energia

Leia mais

Oportunidades de Eficiência Energética na Indústria

Oportunidades de Eficiência Energética na Indústria Oportunidades de Eficiência Energética na Indústria Apresentador: Eng Dany de Moraes Venero Centro de Negócios de Eficiência Energética WEG cnee@weg.net 3. Digitem aqui 2. Espaço para apresentação pessoal,

Leia mais