Informações básicas sobre os procedimentos cirúrgicos. Straumann Dental Implant System

Save this PDF as:
 WORD  PNG  TXT  JPG

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Informações básicas sobre os procedimentos cirúrgicos. Straumann Dental Implant System"

Transcrição

1 Informações básicas sobre os procedimentos cirúrgicos Straumann Dental Implant System Straumann Dental Implant System

2 ITI (International Team for Implantology) é o parceiro académico da Institut Straumann AG nas áreas de investigação e formação.

3 Índice Acerca deste manual 2 1. O Straumann Dental Implant System Visão geral Linhas de implante Implante Straumann Standard Implante Straumann Standard Plus Implante Straumann Tapered Effect Implante Straumann Bone Level Ligações implante-pilar Ligação Straumann synocta Morse taper Ligação Straumann Narrow Neck Ligação Straumann Bone Level CrossFit Superfícies Straumann SLActive Straumann SLA Materiais Titânio Roxolid Indicações e contra-indicações Indicações Indicações específicas para implantes com diâmetro pequeno (Ø 3,3 mm) Indicações específicas para implantes Straumann com um comprimento de 6 mm Contra-indicações Contra-indicações relativas Contra-indicações locais Indicações específicas para os implantes Implantes titânio Implantes Roxolid Planeamento pré-operatório Posição do implante Posição mesiodistal dos implantes Exemplos para espaços entre dentes individuais Exemplos para a ausência de vários elementos dentários Posição orofacial do implante Posição corono-apical do implante Auxílios de planeamento Necessidade de espaço mesiodistal e orofacial Diagnostic T para implantes Straumann Standard, Standard Plus e Tapered Effect Indicador de distância para implantes Straumann Determinação do osso vertical disponível Bola de referência de raio X Folhas de referência de raio X Matriz de perfuração cirúrgica Matriz de perfuração modelada ao vazio Procedimentos cirúrgicos Preparação do local de implantação Preparação básica do local de implantação Preparação precisa do local de implantação Exemplos para a preparação precisa do local de implantação Abertura da embalagem do implante Colocação do implante Acondicionamento dos tecidos moles Cicatrização submucosal Cicatrização transmucosal Fase de cicatrização Duração da fase de cicatrização Straumann SLActive e SLA em comparação Informações adicionais sobre os instrumentos Instrumentos cirúrgicos Marcas de profundidade nos instrumentos Straumann Brocas piloto e helicoidais descartáveis Limitador de profundidade Straumann Estojo cirúrgico Straumann Catraca Chave de retenção Chaves de parafusos SCS Osteótomos Kit de instrumentos para a condensação óssea Kit de instrumentos para a elevação transalveolar do seio maxilar Limitadores de profundidade para osteótomos Limpeza e conservação dos instrumentos Anexo Etiquetagem e codificação de cores do Straumann Dental Implant System Documentação relacionada Linhas de orientação importantes Índice 82

4 Acerca deste manual As informações básicas sobre os procedimentos cirúrgicos do Straumann Dental Implant System oferecem aos dentistas e aos especialistas uma descrição dos passos mais importantes a seguir no tratamento cirúrgico, no planeamento e no procedimento. O manual é dividido nas seguintes partes principais: ppo Straumann Dental Implant System ppindicações e contra-indicações ppplaneamento pré-operatório ppprocedimentos cirúrgicos ppfase de cicatrização ppinformações adicionais sobre os instrumentos ppanexo ppíndice Para informações mais detalhadas visite o nosso website em 2

5 1. O STRAUMANN DENTAL IMPLANT SYSTEM 1.1 Visão geral O Straumann Dental Implant System oferece quatro linhas de implante com diferentes formas de corpo e colo, desde o implante clássico ao nível do tecido mole até ao implante ao nível do osso. Todos os implantes podem ser inseridos com a ajuda de um kit cirúrgico e a aplicação de procedimentos cirúrgicos muito semelhantes. Os implantes Straumann têm sido extensamente investigados. A sua forma optimizada, o chamado Bone Control Design, baseia-se nos cinco princípios biológicos mais importantes na implantologia: Osteocondutividade da superfície do implante, controlo do micro-espaço, design biomecânico do implante, distância biológica e a localização da margem superficial. Com o Bone Control Design, os implantes Straumann contribuem para a preservação optimizada do osso alveolar e a estabilidade perfeita do tecido mole. S SP TE BL 2,8 mm 1,8 mm Implante Implante Implante Implante Straumann Standard (S) Straumann Standard Plus (SP) Straumann Tapered Effect (TE) Straumann Bone Level (BL) O implante clássico ao nível do tecido mole O implante para o posicionamento flexível O implante para a inserção imediata A experiência Straumann aplicada ao nível do osso Os implantes dentários Straumann estão disponíveis com três diâmetros intra-ósseos: Ø 3,3 mm, Ø 4,1 mm e Ø 4,8 mm. Um código de cores uniforme facilita a identificação de instrumentos e implantes. Cores de codificação Amarelo Vermelho Verde Diâmetro intra-ósseo do implante 3,3 mm Diâmetro intra-ósseo do implante 4,1 mm Diâmetro intra-ósseo do implante 4,8 mm 1. O Straumann Dental Implant System 1.1 Visão geral 3

6 Resumo dos implantes Diâmetro do colo Implante Straumann Standard Implante Straumann Sta S Ø 3,3 RN S Ø 4,1 RN S Ø 4,8 RN S Ø 4,8 WN SP Ø 3,3 NN SP Ø 3,3 RN SP Ø 4,1 RN Ø 4,8 mm Ø 4,8 mm Ø 4,8 mm Ø 6,5 mm Ø 3,5 mm Ø 4,8 mm Ø 4,8 mm Roxolid 2,8 mm Titânio Diâmetro intra-ósseo SLActive SLActive SLA Ligação 8 mm S S 10 mm S S 12 mm S S 14 mm S S 16 mm S Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm Ø 4,8 mm Ø 3,3 mm Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm 6 mm S S S S 8 mm S S S S S S S 10 mm S S S S S S S 12 mm S S S S S S S 14 mm S S S S S S 16 mm S S 6 mm S S S S 8 mm S S S S S S S 10 mm S S S S S S S 12 mm S S S S S S S 14 mm S S S S S S 16 mm S S RN RN RN WN NN RN RN Componentes protéticos para restaurações RN synocta RN Pilar solido Elemento retentivo* steco Titanmagnetics * RN synocta RN Pilar sólido Elemento retentivo steco Titanmagnetics RN synocta RN Pilar sólido Elemento retentivo steco Titanmagnetics WN synocta WN Pilar sólido NN RN synocta RN Pilar solido Elemento retentivo* steco Titanmagne- RN synocta RN Pilar sólido Elemento retentivo steco Titanmagnetics LOCATOR * LOCATOR LOCATOR tics * LOCATOR LOCATOR * *apenas com implantes Roxolid 4 1. O Straumann Dental Implant System 1.1 Visão geral

7 ndard Plus Implante Straumann Tapered Effect Implante Straumann Bone Level SP Ø 4,8 RN SP Ø 4,8 WN TE Ø 3,3 RN TE Ø 4,1 RN TE Ø 4,8 WN BL Ø 3,3 NC BL Ø 4,1 RC BL Ø 4,8 RC Ø 4,8 mm Ø 6,5 mm Ø 4,8 mm Ø 4,8 mm Ø 6,5 mm Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm 1,8 mm 1,8 mm Ø 4,8 mm Ø 4,8 mm Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S S RN WN RN RN WN NC RC RC RN synocta WN synocta RN synocta RN synocta WN synocta NC CrossFit RC CrossFit RC CrossFit RN Pilar sólido WN Pilar sólido RN Pilar sólido RN Pilar sólido WN Pilar sólido LOCATOR LOCATOR LOCATOR Elemento retentivo Elemento retentivo Elemento retentivo steco steco steco Titanmagnetics Titanmagnetics Titanmagnetics LOCATOR LOCATOR LOCATOR steco e Titanmagnetics são marcas da firma steco-system-technik GmbH & Co. KG, Alemanha. LOCATOR é uma marca registada da firma Zest Anchors, Inc., USA. 1. O Straumann Dental Implant System 1.1 Visão geral 5

8 1.2 Linhas de implante Implante Straumann Standard O implante clássico ao nível do tecido mole Os implantes Straumann Standard têm uma secção de colo lisa de 2,8 mm e são especialmente apropriados para o procedimento clássico de fase única em que o implante é colocado ao nível do tecido mole e não fica coberto de tecido mole durante a fase de cicatrização. O implante Standard usa a ligação Straumann synocta juntamente com os respectivos componentes protéticos, a gama Straumann synocta e o pilar sólido Straumann. O passo de rosca dos implantes Standard é de 1 mm para os implantes Ø 3,3 mm e 1,25 mm para os diâmetros restantes Implante Straumann Standard Plus O implante para o posicionamento flexível Os implantes Straumann Standard Plus têm uma secção de colo mais curta de 1,8 mm que permite um posicionamento corono-apical flexível dos implantes em combinação com uma cicatrização transgengival ou subgengival. Este facto oferece ao cirurgião opções adicionais que são particularmente úteis na região frontal do maxilar onde as exigências estéticas são elevadas. À semelhança do que acontece com os implantes Straumann Standard, este tipo de implante usa a ligação Straumann synocta juntamente com os respectivos componentes protéticos, a gama Straumann synocta e o pilar sólido Straumann. O passo de rosca dos implantes Standard Plus é de 1 mm para os implantes Ø 3,3 mm e 1,25 mm para os diâmetros restantes Implante Straumann Tapered Effect O implante para o posicionamento imediato Os implantes Straumann Tapered Effect têm um design anatómico especial que combina uma forma cilíndrica na sua região apical com uma forma cónica na região coronal, pelo que este implante é particularmente adequado para uma implantação imediata ou precoce após uma extracção ou perda dos dentes naturais. Com a secção de colo de 1,8 mm a cicatrização pode realizar-se de forma transgengival ou subgengival. Os implantes Tapered Effect possuem uma ligação Straumann synocta. Assim, podem ser usados os componentes protéticos da gama Straumann synocta e o pilar sólido Straumann. O passo de rosca de 0,8 mm proporciona uma excelente estabilidade primária Implante Straumann Bone Level A experiência Straumann aplicada ao nível do osso Os implantes Straumann Bone Level são apropriados para tratamentos a nível do osso em combinação com uma cicatrização transgengival ou subgengival. A superfície áspera do implante estende-se até ao topo do implante e a ligação foi deslocada para o interior. O implante Bone Level usa uma ligação cónica cilíndrica, a ligação CrossFit, juntamente com os respectivos componentes protéticos CrossFit da gama de produtos Bone Level. Um contorno exterior cilíndrico e um passo de rosca de 0,8 mm que se alarga na parte coronal do implante proporcionam uma excelente estabilidade primária. Os implantes Straumann Standard Plus Narrow Neck podem ser usados como alternativa em espaços interdentais apertados. São muito flexíveis para indicações com exigências estéticas elevadas. O implante de peça única tem uma ligação externa com um diâmetro de ombro de 3,5 mm, um diâmetro intra-ósseo de 3,3 mm e uma secção de colo lisa de 1,8 mm. Os implantes Narrow Neck usam os seus próprios componentes protéticos Narrow Neck (NN). O implante tem um passo de rosca de 1 mm O Straumann Dental Implant System 1.2 Linhas de implante

9 1.3 Ligações implante-pilar Ligação Straumann synocta Morse taper O conceito Straumann synocta foi introduzido mundialmente em 1999, utilizando o bem conhecido desenho cónico Morse desenvolvido em O ajuste de fricção com bloqueio mecânico da ligação interna Straumann synocta, com um cone de 8º e um octógono para o reposicionamento de componentes protéticos, apresentam uma melhor performance em comparação com outras ligações tradicionais externas. A perda de pilares foi praticamente eliminada, mesmo nas situações aparafusadas. A ligação Straumann synocta está disponível para todos os implantes Straumann Standard, Standard Plus e Tapered Effect com as plataformas Regular Neck (RN) e Wide Neck (WN) Ligação Straumann Narrow Neck Os implantes Straumann Standard Plus Narrow Neck têm uma ligação externa baseada num octógono. O seu design está optimizado especialmente para proporcionar estabilidade e faz do implante Straumann Narrow Neck um dos implantes de diâmetro pequeno mais estáveis no mercado. A ligação Narrow Neck só pode ser usada com componentes protéticos Narrow Neck (NN) especiais. A ligação Narrow Neck está disponível apenas para implantes Straumann Standard Plus Narrow Neck. 1. O Straumann Dental Implant System 1.3 Ligações implante-pilar 7

10 1.3.3 Ligação Straumann Bone Level CrossFit A ligação CrossFit dos implantes Straumann Bone Level usa o know-how e as vantagens da ligação Straumann synocta Morse taper para as exigências de uma ligação ao nível do osso. À semelhança da ligação Straumann synocta, também o ajuste de fricção com bloqueio mecânico da ligação cónica cilíndrica CrossFit de 15º com quatro ranhuras internas possui uma excelente estabilidade a longo prazo, sob todas as condições de carga, e elimina praticamente a perda de parafusos. A ligação CrossFit está disponível apenas para implantes Straumann Bone Level. NC RC Os implantes Straumann Bone Level Ø 4,1 mm e Ø 4,8 mm têm a mesma ligação, ou seja, a ligação regular CrossFit (RC), e usam os mesmos componentes secundários. Os implantes Straumann Bone Level Ø 3,3 mm possuem a ligação Narrow CrossFit (NC). Os respectivos componentes secundários são codificados por cores: ppamarelo = ligação NC ppmagenta = ligação RC Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm 8 1. O Straumann Dental Implant System 1.3 Ligações implante-pilar

11 1.4 Superfícies Os implantes Straumann são fabricados de titânio puro grau 4 biocompatível. Todos os implantes dentários são entregues com as superfícies SLActive e SLA Straumann SLActive A superfície SLActive possui a topografia de superfície SLA cientificamente comprovada. Além disso, apresenta características de superfície substancialmente melhoradas, como a superfície hidrófila e a actividade química, que aceleram significativamente todo o processo de osseointegração. Superfície hidrófila As propriedades hidrófilas da SLActive permitem uma superfície com maior acessibilidade para um contacto sanguíneo mais acentuado e uma melhor aderência das células ósseas. Actividade química A actividade química de SLActive proporciona condições ideais para a absorção directa da proteína que, por sua vez, estimula a formação imediata de osso novo. Straumann SLActive Inovação a nível de superfície pptopografia superficial SLA comprovada ppsuperfície hidrófila para uma melhor acessibilidade da superfície ppactividade química para acelerar a osteo-integração Straumann SLA A superfície SLA é obtida mediante a técnica de jacto de areia de grão grosso que produz uma macro-aspereza na superfície de titânio. A seguir, é feita a corrosão por ácido que, por sua vez, proporciona a micro-aspereza. A topografia daí resultante oferece a estrutura ideal para a aderência das células, formando também a base para a superfície mais evoluída SLActive. 1. O Straumann Dental Implant System 1.4 Superfícies 9

12 1.5. Materiais A Straumann fornece implantes fabricados de titânio puro grau 4 e uma liga de titânio zircónio (Roxolid ) Titânio A linha de produtos completa da Straumann encontra-se disponível fabricada em titânio grau 4. O titânio Straumann grau 4 é trabalhado em frio a fim de melhorar sua resistência mecânica. O titânio mostrou possuir excelente biocompatibilidade a longo prazo. Sua estrutura mecânica permite produzir os implantes com a superfície SLA /SLActive, desta forma possibilitando uma boa osseointegração Roxolid Adicionalmente aos implantes de titânio, a Straumann oferece uma parte de sua linha de implantes feitos de uma nova liga composta de titânio e zircónio, chamada Roxolid. Roxolid foi desenvolvido a fim de atender às necessidades dos implantologistas dentários. Roxolid e SLActive combinam uma resistência mais elevada com excelente osseointegração O Straumann Dental Implant System 1.5 Materiais

13 2. INDICAÇÕES E CONTRA-INDICAÇÕES 2.1 Indicações Os implantes dentários Straumann são apropriados para a terapia baseada na implantação oral intra-óssea nos maxilares inferior e superior bem como para a reabilitação oral funcional e estética de pacientes total ou parcialmente desdentados (excepto em caso de indicações específicas ou limitações, como indicado mais abaixo). Os implantes dentários Straumann também podem ser usados para a implantação imediata ou precoce após a extracção ou a perda dos dentes naturais. Os implantes Straumann estão aprovados, no âmbito das suas indicações, para a restauração imediata de espaços individuais e para maxilares total ou parcialmente sem dentes. Uma boa estabilidade primária e uma carga oclusal apropriada são essenciais. Em caso de restauração imediata, dois ou mais implantes adjacentes devem ser ligados por uma prótese comum. Em caso de restauração imediata de uma situação totalmente sem dentes, pelo menos 4 implantes devem ser interligados. A fase de cicatrização para restaurações posteriores é indicada na página 66. As restauração protética é feita com coroas individuais, pontes e próteses parciais e totais que então são ligadas aos implantes com a ajuda dos elementos correspondentes (pilares). Na página 12 e segs. encontram-se detalhes específicos dos implantes relativamente às indicações, ao volume ósseo necessário bem como ao espaço necessário entre os implantes e à distância aos dentes adjacentes Indicações específicas para implantes com diâmetro pequeno (Ø 3,3 mm) Regra geral, deve ser usado sempre o implante com o maior diâmetro possível. Devido à sua estabilidade mecânica reduzida, os implantes com diâmetros reduzidos são usados apenas nos casos em que se verifica uma carga mecânica reduzida. A colocação na região molar não é recomendável. Mais restrições encontram-se na página 12 e segs. ppcomo implante complementar juntamente com implantes mais compridos para o apoio de restaurações suportadas por implantes. ppcomo implante auxiliar em estruturas suportadas por implantes, para o suporte de próteses totais quando se trata de um maxilar inferior fortemente atrofiado. 2.2 Contra-indicações Sérias doenças internas, distúrbios do metabolismo ósseo, distúrbios incontrolados da coagulação sanguínea, capacidade de cicatrização inadequada, higiene oral insuficiente, crescimento dos maxilares incompleto, deficiente estado geral da saúde, paciente não cooperativo e não motivado, abuso de medicamentos ou álcool, psicoses, distúrbios funcionais prolongados que resistem a qualquer tratamento medicamentoso, xerostomia, sistema imunológico enfraquecido, doenças que requerem a utilização regular de esteróis, alergia ao titânio, doenças endocrinológicas incontroláveis Contra-indicações relativas Osso já exposto a radiações, diabetes mellitus, medicamentos anticoagulação / diátese hemorrágica, bruxismo, hábitos parafuncionais, situação óssea anatomicamente desfavorável, abuso do tabaco, periodontite incontrolada, síndroma da articulação temporomandibular, doenças maxilares patológicas tratáveis e alterações da mucosa oral, gravidez, higiene oral insuficiente Contra-indicações locais Volume ósseo / qualidade óssea inadequados, resíduos de raízes no local. É preciso prestar atenção às indicações específicas acima expostas no que se refere aos implantes com diâmetro pequeno e aos implantes com um comprimento de 6 mm Indicações específicas para implantes Straumann com um comprimento de 6 mm Devido à superfície de fixação reduzida estes implantes só devem ser usados para as seguintes indicações: 2. Indicações e contra-indicações 2.1 Indicações 2.2 Contra-indicações 11

14 2.3 Indicações específicas para os implantes Implantes titânio Indicações específicas para os implantes Straumann Standard e Standard Plus Tipo de implante Indicações e características especiais Largura mínima do rebordo alveolar* Largura mínima do espaço** SP Ø 3,3 mm NN ppimplante com diâmetro pequeno para espaços interdentais e rebordos alveolares estreitos 5,5 mm 5,5 mm Cuidado Uma inserção na região molar não é recomendável S Ø 3,3 mm RN SP Ø 3,3 mm RN ppuma alternativa para rebordos alveolares com largura limitada ppface à sua estabilidade mecânica inferior em comparação aos implantes de Ø 4,1 mm, estes implantes devem ser usados, exclusivamente, para as seguintes indicações: ppmaxilar desdentado: 4 implantes S/SP Ø 3,3 RN em combinação com uma estrutura de barra ppmaxilar parcialmente desdentado: Com uma restauração fixa em combinação com implantes de Ø 4,1 mm e ligada a uma supra-estrutura Cuidado Uma inserção na região molar não é recomendável 5,5 mm 7 mm S Ø 4,1 mm RN pppara indicações implantológicas orais intra-ósseas nos maxilares superior e inferior, para a reabilitação funcional e estética de pacientes total ou parcialmente desdentados 6 mm 7 mm SP Ø 4,1 mm RN S = Standard SP = Standard Plus NN = Narrow Neck Ø 3,5 mm RN = Regular Neck Ø 4,8 mm cont. * Largura mínima do rebordo alveolar: Largura orofacial mínima do rebordo alveolar, arredondada a 0,5 mm ** Largura mínima do espaço: Largura mesial-distal mínima do espaço para a restauração de um dente individual, entre dentes adjacentes, arredondada a 0,5 mm Indicações e contra-indicações 2.3 Indicações específicas para os implantes

15 Indicações específicas para os implantes Straumann Standard e Standard Plus, cont. Tipo de implante Indicações e características especiais Largura mínima do rebordo alveolar* Largura mínima do espaço** S Ø 4,8 mm RN SP Ø 4,8 mm RN pppara indicações implantológicas orais intra-ósseas nos maxilares superior e inferior, para a reabilitação funcional e estética de pacientes total ou parcialmente desdentados ppos implantes S/SP Ø 4,8 mm são principalmente adequados para espaços interdentais e rebordos alveolares mais largos 7 mm 7 mm S Ø 4,8 mm WN SP Ø 4,8 mm WN pppara indicações implantológicas orais intra-ósseas nos maxilares superior e inferior, para a reabilitação funcional e estética de pacientes total ou parcialmente desdentados ppos implantes S/SP Ø 4,8 mm são principalmente adequados para espaços interdentais e rebordos alveolares mais largos ppos implantes S/SP com uma plataforma WN destinam-se à reconstrução de dentes com um maior diâmetro de colo 7 mm 8,5 mm S = Standard SP = Standard Plus RN = Regular Neck Ø 4,8 mm WN = Wide Neck Ø 6,5 mm * Largura mínima do rebordo alveolar: Largura mínima orofacial do rebordo alveolar, arredondada a 0,5 mm ** Largura mínima do espaço: Largura mesial-distal mínima do espaço para a restauração de um dente individual, entre dentes adjacentes, arredondada a 0,5 mm 2. Indicações e contra-indicações 2.3 Indicações específicas para os implantes 13

16 Indicações específicas para implantes Straumann Tapered Effect Tipo de implante Indicações e características especiais Largura mínima do rebordo alveolar* Largura mínima do espaço** TE Ø 3,3 mm RN pppara indicações implantológicas orais intra-ósseas nos maxilares superior e inferior, para a reabilitação funcional e estética de pacientes total ou parcialmente desdentados ppalternativamente em espaços interdentais onde as raízes estão muito juntas e onde implantes com um diâmetro intra-ósseo maior estão contra-indicados 7 mm 7 mm TE Ø 4,1 mm RN pppara indicações implantológicas orais intra-ósseas nos maxilares superior e inferior, para a reabilitação funcional e estética de pacientes total ou parcialmente desdentados 7 mm 7 mm TE Ø 4,8 mm WN pppara indicações implantológicas orais intra-ósseas nos maxilares superior e inferior, para a reabilitação funcional e estética de pacientes total ou parcialmente desdentados ppos implantes TE Ø 4,8 mm são principalmente adequados para espaços interdentais e rebordos alveolares mais largos 8,5 mm 8,5 mm TE = Tapered Effect RN = Regular Neck Ø 4,8 mm WN = Wide Neck Ø 6,5 mm * Largura mínima do rebordo alveolar: Largura orofacial mínima do rebordo alveolar, arredondada a 0,5 mm ** Largura mínima do espaço: Largura mesial-distal mínima do espaço para a restauração de um dente individual, entre dentes adjacentes, arredondada a 0,5 mm Indicações e contra-indicações 2.3 Indicações específicas para os implantes

17 Indicações específicas para implantes Straumann Bone Level Tipo de implante Indicações e características especiais Largura mínima do rebordo alveolar* Largura mínima do espaço** BL Ø 3,3 mm NC ppimplante com diâmetro pequeno para espaços interdentais e rebordos alveolares estreitos 5,5 mm 5,5 mm Cuidado Uma inserção na região molar não é recomendável BL Ø 4,1 mm RC pppara indicações implantológicas orais intra-ósseas nos maxilares superior e inferior, para a reabilitação funcional e estética de pacientes total ou parcialmente desdentados 6 mm 6 mm BL Ø 4,8 mm RC pppara indicações implantológicas orais intra-ósseas nos maxilares superior e inferior, para a reabilitação funcional e estética de pacientes total ou parcialmente desdentados ppos implantes BL Ø 4,8 mm são principalmente adequados para espaços interdentais e rebordos alveolares mais largos 7 mm 7 mm BL = Bone Level NC = Narrow CrossFit RC = Regular CrossFit * Largura mínima do rebordo alveolar: Largura orofacial mínima do rebordo alveolar, arredondada a 0,5 mm ** Largura mínima do espaço: Largura mesial-distal mínima do espaço para a restauração de um dente individual, entre dentes adjacentes, arredondada a 0,5 mm 2. Indicações e contra-indicações 2.3 Indicações específicas para os implantes 15

18 2.3.2 Implantes Roxolid Indicações específicas para os implantes Straumann Roxolid Tipo de implante Características distintivas Largura mínima do rebordo alveolar* Largura mínima do espaço** S Ø 3,3 mm RN SLActive Roxolid ppideal no caso de largura restrita do rebordo 5,5 mm 7 mm SP Ø 3,3 mm RN SLActive Roxolid TE Ø 3,3 mm RN SLActive Roxolid pppara indicações de implantes orais intra-ósseas na maxilla e na mandíbula, para reabilitação funcional e estética de pacientes desdentados e parcialmente desdentados ppalternativamente, em espaços interdentários onde as raízes dos dentes adjacentes estão demasiado próximas, e em que os implantes com um maior diâmetro intra-ósseo estão contra-indicados 7 mm 7 mm BL Ø 3,3 mm NC SLActive Roxolid ppimplante de pequeno diâmetro para espaços interdentários e rebordos estreitos 5,5 mm 5,5 mm S = Standard SP = Standard Plus TE = Tapered Effect, BL = Bone Level RN = Regular Neck Ø 4,8 mm NC = Narrow CrossFit * Largura mínima do rebordo alveolar: Largura orofacial mínima do rebordo alveolar, arredondada a 0,5 mm ** Largura mínima do espaco: Largura mesial-distal mínima do espaço para a restauração de um dente individual, entre dentes adjacentes, arredondada a 0,5 mm Indicações e contra-indicações 2.3 Indicações específicas para os implantes

19 3. PLANEAMENTO PRÉ-OPERATÓRIO 3.1 Posição do implante O implante é o ponto central da restauração. O implante fornece a base para o planeamento do procedimento cirúrgico. Uma comunicação intensa entre o paciente, o dentista, o cirurgião e o técnico de prótese é imprescindível para conseguir o resultado protético desejado. Para determinar a situação topográfica, a orientação axial e para escolher os implantes, recomendamos o seguinte: ppfaça um wax-up/set-up com base nos modelos de estudo anteriormente confeccionados. ppdefina o tipo de supra-estrutura. O wax-up/set-up pode ser usado posteriormente como base para uma folha de referência de raio X ou de perfuração personalizada e para uma restauração provisória. Nota A carga sobre os pilares dos implantes deve ser aplicada sempre axialmente. No caso ideal, o eixo longitudinal do implante está alinhado com as cúspides do dente antagonista. As cúspides não devem ser muito acentuadas, pois poderiam provocar uma carga não fisiológica. O diâmetro, o tipo, a posição e a quantidade de implantes devem ser seleccionados individualmente, tendo em consideração a anatomia e as circunstâncias relacionadas com o espaço (p.ex., dentes mal posicionados ou inclinados.) As dimensões indicadas devem ser consideradas como mínimo. Só quando forem observadas as distâncias mínimas, é possível planear a restauração de modo a possibilitar as medidas de higiene oral necessárias. A reacção a longo prazo dos tecidos moles e duros é influenciada pela posição entre o implante e a restauração planeada. Por isso, deve basear-se na posição da ligação entre o implante e o pilar. A posição do implante pode ser vista em três dimensões: ppmesiodistal pporofacial ppcorono-apical 3. Planeamento pré-operatório 3.1 Posição dos implantes 17

20 3.1.1 Posição mesiodistal dos implantes A disponibilidade mesiodistal do osso é um factor importante para a selecção do tipo e do diâmetro do implante. Quando se trata de vários implantes, também as distâncias interimplantares são significativas. O ponto de referência no implante para a medição das distâncias mesiodistais é sempre o ombro como a parte do implante com o maior volume. Tenha em atenção que todas as distâncias indicadas neste capítulo foram arredondadas a 0,5 mm. Devem ser aplicadas as seguintes regras base: Regra 1 Distância ao dente adjacente ao nível do osso: É necessária uma distância mínima de 1,5 mm do ombro do implante ao dente adjacente ao nível do osso (mesial e distal). Implantes S/SP Implantes TE Implantes BL 1,5 mm 1,5 mm 1,5 mm Regra 2 Distância ao implante adjacente ao nível do osso: É necessária uma distância mínima de 3 mm entre os ombros de dois implantes adjacentes (mesiodistal). Implantes S/SP Implantes TE Implantes BL 3 mm 3 mm 3 mm Planeamento pré-operatório 3.1 Posição dos implantes

21 Exemplos para espaços entre dentes individuais Para a restauração de um dente individual o implante é inserido no espaço do dente individual numa posição central. Os seguintes exemplos demonstram a implementação da regra 1. Implantes Straumann Standard, Standard Plus e Tapered Effect Nos implantes Straumann ao nível do tecido mole deve ser considerado o espaço para a selecção do diâmetro do ombro (NN, RN, WN). Para a utilização da largura do espaço em combinação com a regra 1, pode ser usada a seguinte fórmula de aproximação. Distância entre dentes adjacentes ao nível do osso 0,5 mm Largura do espaço 0,5 mm A distância entre dentes adjacentes ao nível do osso ultrapassa a largura do espaço em aproximadamente 1 mm (2 x 0,5 mm). Por isso, aplicando a regra 1, o espaço tem de ter uma largura que ultrapassa o ombro do implante em 2 mm. 3. Planeamento pré-operatório 3.1 Posição dos implantes 19

22 Implantes S/SP/TE Diâmetro do ombro D (mm) Largura do espaço a min (mm) Distância entre dentes adjacentes ao nível do osso b min (mm) b Ø 3,5 (NN) 5,5 6,5 a D Ø 4,8 (RN) 7 8 Ø 6,5 (WN) 8,5 9,5 Regra D + 2 mm D + 3 mm* 1,5 mm 1,5 mm *Regra 1 aplicada aos dois locais de implante O Diagnostic T (ver pág. 25), aplicado na boca do paciente ou no modelo, pode ser usado para obter um valor de medição inicial da largura do espaço para a selecção do diâmetro do ombro do implante e da restauração protética. Implantes Straumann Bone Level Nos implantes Straumann Bone Level é a distância entre dentes adjacentes ao nível do osso que determina o diâmetro do implante. Implantes BL Diâmetro do implante D (mm) Largura do espaço a min (mm) Distância entre dentes adjacentes ao nível do osso b min (mm) b BL Ø 3,3 5,5 6,5 a D BL Ø 4,1 6 7 BL Ø 4,8 7 8 Regra D + 2 mm D + 3 mm* 1,5 mm 1,5 mm *Regra 1 aplicada aos dois locais de implante Planeamento pré-operatório 3.1 Posição do implante

23 Exemplos para a ausência de vários elementos dentários Os seguintes exemplos mostram a forma de implementação das regras 1 e 2 quando se trata da ausência de vários elementos dentários. A medição realiza-se ao nível do osso, do dente adjacente ao centro do implante e entre os centros dos implantes. A distância mínima de 3 mm entre os ombros de dois implantes adjacentes (regra 2) é importante para facilitar a adaptação dos retalhos, para evitar componentes secundários muito próximos e para criar espaço suficiente para as medidas de manutenção e os cuidados a ter em casa. Implantes Straumann Standard, Standard Plus e Tapered Effect Implantes S/SP/TE Diâmetro do ombro D 1 (mm) Diâmetro do ombro D 2 (mm) a min (mm) b min (mm) c min (mm) L min (mm) L Ø 3,5 (NN) Ø 3,5 (NN) 3 6,5 3 12,5 a b c Ø 3,5 (NN) Ø 4,8 (RN) D 1 D 2 3 mm Ø 3,5 (NN) Ø 6,5 (WN) Ø 4,8 (RN) Ø 4,8 (RN) Ø 4,8 (RN) Ø 6,5 (WN) 4 8,5 5 17,5 1,5 mm 1,5 mm Ø 6,5 (WN) Ø 6,5 (WN) 5 9,5 5 19,5 Implantes Straumann Bone Level Implantes BL Diâmetro do implante D 1 (mm) Diâmetro do implante D 2 (mm) a min (mm) b min (mm) c min (mm) L min (mm) L BL Ø 3,3 BL Ø 3,3 3 6,5 3 12,5 a b c BL Ø 3,3 BL Ø 4, ,5 13,5 D 1 D 2 BL Ø 3,3 BL Ø 4, BL Ø 4,1 BL Ø 4,1 3,5 7 3,5 14 BL Ø 4,1 BL Ø 4,8 3,5 7, ,5 mm 3 mm 1,5 mm BL Ø 4,8 BL Ø 4,8 4 7,5 4 15,5 3. Planeamento pré-operatório 3.1 Posição do implante 21

24 3.1.2 Posição orofacial do implante A camada facial e palatal do osso deve ter uma espessura mínima de 1 mm, a fim de assegurar condições estáveis para os tecidos duro e mole. As larguras orofaciais mínimas do rebordo alveolar para os respectivos tipos de implante são indicadas nas tabelas constantes na pág. 12 e segs. Dentro destas limitações deve ser escolhida uma posição e um eixo orofacial do implante com base na restauração, de modo a haver a possibilidade de aplicar restaurações aparafusadas. Cuidado Um procedimento para aumentar o osso é indicado quando a parede orofacial do osso tem uma espessura inferior a 1 mm ou quando a camada de osso é inexistente em um ou mais lados. Esta técnica só deve ser utilizada por dentistas que tenham uma experiência adequada com procedimentos para aumentar o osso. 1 mm Camada de osso com uma espessura mínima de 1 mm 1 mm Escolha a posição e o eixo orofacial do implante de modo que o canal do parafuso da restauração aparafusada se situe por trás da aresta de corte Planeamento pré-operatório 3.1 Posição dos implantes

25 3.1.3 Posição corono-apical do implante Os implantes dentários Straumann permitem uma posição corono-apical flexível do implante, em função da anatomia individual, do local de implantação, do tipo de restauração planeado e das preferências do dentista e do paciente. Por motivos estéticos, na área anterior uma posição corono-apical mais profunda do implante é melhor. Nessa situação, recomenda-se a utilização de implantes Straumann Standard Plus, Tapered Effect ou Bone Level. A seguinte ilustração mostra a posição corono-apical destes implantes. 2,8 mm 1,8 mm Standard Standard Plus Tapered Effect Bone Level Implantes Straumann Standard Os implantes Straumann Standard com um colo liso de 2,8 mm são inseridos no osso até à margem da superfície SLA /SLActive. Implantes Straumann Standard Plus e Tapered Effect Os implantes Straumann Standard Plus e Tapered Effect com um colo liso de 1,8 mm são inseridos no osso até à margem da superfície SLA /SLActive. Se necessário, podem ser inseridos ainda mais fundo. Num caso ideal, na área estética o ombro do implante é posicionado apicalmente a uma distância aproximada de 1 mm da junção de cimento/ esmalte (JCE) do dente contralateral ou subgengivalmente a uma distância aproximada de 2 mm da futura margem da gengiva (ver também indicações na página 24). Cuidado Quando um implante Straumann Standard Plus ou Tapered Effect for inserido mais fundo e não apenas até à margem da superfície Straumann SLA / SLActive, a profundidade de preparação deve ser correspondentemente aumentada (ver também pág. 67). 3. Planeamento pré-operatório 3.1 Posição dos implantes 23

26 Implantes Straumann Bone Level Os implantes Straumann Bone Level são posicionados, de preferência, de forma que o bordo exterior do pequeno canto com um chanfro de 45º (fase) se situa ao nível do osso. No caso ideal, na área estética, o ombro do implante é posicionado subgengivalmente a uma distância de 3 4 mm da futura margem da gengiva (ver também a utilização do transportador Bone Level na página 48). Em caso de situação irregular posicione o ponto mesial-distal da margem exterior do implante ao nível do osso. A parede lingual-palatinal sobressai então ligeiramente da linha de topo do implante. A parede bucal encontra-se um pouco abaixo da aresta do implante. Para mais informações sobre os procedimentos cirúrgicos em casos esteticamente exigentes consulte as seguintes publicações científicas: ITI Consensus Paper ITI Treatment Guide Buser D./ Martin W./Belser U.: Optimizing esthetics for implant restorations in the anterior maxilla: anatomic and surgical considerations. Int J Oral Maxillofac Implants, 2004; 19 Suppl: Buser D./ Martin W, Belser U.: Surgical considerations for single-tooth replacements in the esthetic zone: standard procedure in sites without bone deficiencies. ITI Treatment Guide. Implant Therapy in the Esthetic Zone. Single- Tooth Replacements. 2007, Vol. 1; Quintessence Publishing Co. Ltd, Berlin Planeamento pré-operatório 3.1 Posição dos implantes

27 3.2 Auxílios de planeamento Necessidade de espaço mesiodistal e orofacial Diagnostic T para implantes Straumann Standard, Standard Plus e Tapered Effect Usando o Diagnostic T na boca do paciente ou no modelo, é possível obter uma primeira impressão das condições de espaço para a escolha do diâmetro do ombro e da restauração protética. Os pictogramas nos instrumentos mostram os braços a usar para as respectivas medições. A utilização de métodos de planeamento complementares como, por exemplo, o uso de uma matriz de perfuração (ver página 30) é recomendável. Nota Actualmente, o Diagnostic T não está disponível para implantes Straumann Bone Level. X = Espaço oclusal mínimo necessário (para a opção protética restaurativa mais baixa) Y = Distância interproximal (largura do espaço) Z = Centro do implante até ao dente adjacente ( 1 / 2 largura do espaço) Determinação do diâmetro do ombro do implante quando se trata do espaço para um dente individual Ombros de implante: NN = Narrow Neck (Ø 3,5 mm) RN = Regular Neck (Ø 4,8 mm) WN = Wide Neck (Ø 6,5 mm) Determinação da distância mínima entre o eixo do implante e o dente adjacente Espaço vertical mínimo necessário para o acesso dos instrumentos cirúrgicos 3. Planeamento pré-operatório 3.2 Auxílios de planeamento 25

28 Indicador de distância para implantes Straumann Dois tipos de indicadores de distância estão disponíveis: pppara os implantes Straumann Standard, Standard Plus e Tapered Effect (N.º art ) pppara os implantes Straumann Bone Level (N.º art ) Os quatro discos dos indicadores de distância dos implantes mostram os diâmetros do ombro dos implantes Straumann. O indicador de distância dos implantes pode ser usado para verificar o espaço disponível antes de iniciar o tratamento ou durante a intervenção, para a marcação do local de implante desejado. Depois de abrir e posicionar os discos precisamente no local de implantação planeado, é possível entrar com a broca esférica Ø 1,4 mm (N.º art ) no orifício do disco, a fim de marcar o centro do local de implantação. Uso intra-operatório do indicador de distância antes da abertura do disco Broca esférica Ø 1,4 mm Indicador de distância para implantes Straumann Standard, Standard Plus e Tapered Effect Indicador de distância para os implantes Straumann Standard, Standard Plus e Tapered Effect (N.º art ) Marcação do braço Diâmetro do disco Implantes correspondentes Braço 1 RN Ø 4,8 Ø 4,8 mm todos os implantes Regular Neck (RN) Braço 2 RN Ø 4,8 Ø 4,8 mm todos os implantes Regular Neck (RN) Braço 3 NN Ø 3,5 Ø 3,5 mm todos os implantes Narrow Neck (NN) Braço 4 WN Ø 6,5 Ø 6,5 mm todos os implantes Wide Neck (WN) Planeamento pré-operatório 3.2 Auxílios de planeamento

29 Indicador de distância para implantes Straumann Bone Level Indicador de distância para implantes Straumann Bone Level (N.º art ) Marcação do braço Diâmetro do disco Implantes correspondentes Braço 1 BL Ø 4,1 Ø 4,1 mm Implantes Bone Level Ø 4,1 mm Braço 2 BL Ø 4,1 Ø 4,1 mm Implantes Bone Level Ø 4,1 mm Braço 3 BL Ø 3,3 Ø 3,3 mm Implantes Bone Level Ø 3,3 mm Braço 4 BL Ø 4,8 Ø 4,8 mm Implantes Bone Level Ø 4,8 mm Determinação do osso vertical disponível O osso verticalmente disponível determina o comprimento máximo permitido do implante. Para facilitar a determinação do osso verticalmente disponível, recomenda-se a utilização de uma folha de raio X com esferas de referência de raio X Bola de referência de raio X A bola de referência de raio X (N.º art V4) tem um diâmetro de 5 mm. A imagem da esfera na radiografia fornece o valor de referência para o factor de ampliação. Para a obtenção de uma folha equipada com esferas de referência as posições seleccionadas do implante são marcadas no modelo de estudo. As esferas de referência de raio X são fixadas nos pontos marcados. A seguir é confeccionada a folha modelada ao vazio com as esferas. A radiografia feita a seguir mostra o osso verticalmente disponível e a espessura da mucosa, sendo que com base nestes dados pode ser escolhido o comprimento e o tipo de implante, tendo em consideração o factor de ampliação. 3. Planeamento pré-operatório 3.2 Auxílios de planeamento 27

30 Folhas de referência de raio X As folhas de referência de raio X são usadas para a medição e a comparação. Ajudam o utilizador também na escolha dos tipos, diâmetros e comprimentos adequados dos implantes. Disponíveis estão as seguintes folhas de referência de raio X: ( V4) = Ø 5,0 mm S S S Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm RN RN RN S = Straumann Standard implant SP = Straumann Standard Plus implant S SP SP Ø 4,8 mm Ø 3,3 mm Ø 3,3 mm WN NN RN NN = Narrow Neck (Ø 3,5 mm) RN = Regular Neck (Ø 4,8 mm) SP SP SP Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm Ø 4,8 mm RN RN WN WN = Wide Neck (Ø 6,5 mm) ( V4) = Ø 5,5 mm pppara implantes Straumann Standard e Standard Plus (N.º art ) pppara implantes Straumann Tapered Effect (N.º art ) pppara implantes Straumann Bone Level (N.º art ) À semelhança das distorções que ocorrem nas radiografias, as dimensões do implante são mostradas nas várias folhas com os respectivos factores de distorção (1:1 até 1,7:1). Tapered Effect Implant 1.0 : 1 S S S S SP SP SP SP SP Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm Ø 4,8 mm Ø 3,3 mm Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm Ø 4,8 mm RN RN RN WN NN RN RN RN WN max. 0,4 mm 07/ E20807 Folha de referência de raio X para os implantes Straumann Standard e Standard Plus (N.º art ) ( V4) = Ø 5,0 mm Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm RN RN WN RN RN WN A determinação do respectivo factor ou da respectiva escala de ampliação é facilitada pela representação da bola de referência de raio X (ao lado da escala de referência) Tapered Effect Implant 1.1 : 1 ( V4) = Ø 5,5 mm Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm RN RN Ø 4,8 mm WN Ø 3,3 mm RN Ø 4,1 mm RN Ø 4,8 mm WN Em primeiro lugar, o tamanho da bola de referência de raio X na radiografia do paciente é comparado com o tamanho da bola de referência na folha. Sobrepondo as duas imagens pode ser encontrada a escala correcta. Depois são determinadas as condições de espaço à volta da posição do implante e definidos o comprimento do implante e a profundidade de inserção RN = Regular Neck (Ø 4,8 mm) 0,4 mm WN = Wide Neck (Ø 6,5 mm) Folha de referência de raio X para implantes Straumann Tapered Effect (N.º art ) 07/ E : 1 ( V4) = Ø 5.0 mm ( V4) = Ø 6.0 mm Straumann Bone Level Implant Ø 4.8 mm Ø 4.1 mm Ø 3.3 mm Ø 4.8 mm Ø 4.1 mm 1.2 : 1 Ø 3.3 mm Straumann Bone Level Implant ( V4) = Ø 5.5 mm Exemplo: escala 1,1:1 = bola de referência Ø 5,5 mm 1.1 : 1 Straumann Bone Level Implant Ø 4.8 mm Ø 4.1 mm Ø 3.3 mm Ø 4.8 mm Ø 4.1 mm ( V4) = Ø 5.5 mm 0.4 mm ( V4) = Ø 6.5 mm 1.3 : 1 Ø 3.3 mm Straumann Bone Level Implant Folha de referência de raio X para implantes Straumann Bone Level (N.º art ) 11/ B Planeamento pré-operatório 3.2 Auxílios de planeamento

31 Para calcular o osso efectivamente disponível deve ser usada a seguinte fórmula: Bola de referência de raio X 5 mm x osso disponível (raio X*) Diâmetro bola de referência na radiografia = osso efectivamente disponível * Tendo em consideração todas as estruturas anatomicamente relevantes para o implante (por exemplo, canal mandibular, sinus maxillaris etc.) Exemplo para os valores medidos na radiografia referentes à disponibilidade de osso e ao diâmetro da bola de referência de 13 mm ou 6 mm (+ 20% de distorção), respectivamente. 5 mm x 13 mm 6 mm = 10,8 mm Comprimento adicional da ponta da broca: max. 0.4 mm Nota Devido à construção e à função das brocas, a ponta da broca é, no máximo, 0,4 mm mais comprida que a profundidade de inserção do implante. Este comprimento adicional deve ser tido em consideração durante a fase de planeamento. Comprimento adicional da ponta da broca: Ver também a secção Métodos de medição e análise para o planeamento da intervenção cirúrgica no DVD Straumann Dental Implant System Cirurgia (N.º art ) 3. Planeamento pré-operatório 3.2 Auxílios de planeamento 29

32 3.2.3 Matriz de perfuração cirúrgica Uma matriz de perfuração personalizada facilita o planeamento e a preparação do local de implantação, permitindo uma aplicação precisa dos instrumentos de corte. A base de planeamento para o fabrico desta matriz deve ser o resultado protético desejado Matriz de perfuração modelada ao vazio Uma matriz de perfuração cirúrgica convencional pode ser fabricada com os componentes da matriz modelada ao vazio. O pino metálico com um comprimento de 10 mm funciona como pino de referência de raio X. Depois da integração deste pino na matriz, o eixo e a posição planeados do implante são visíveis na radiografia. Depois, o casquilho guia é fixado na matriz de perfuração. Nota Para a verificação também pode ser tirada uma radiografia com a matriz de perfuração. Para a perfuração seguinte é usada uma broca piloto de Ø 2,2 mm. Informações mais detalhadas encontram-se em Confecçao e utilização de uma matriz de perfuração individual para o planeamento preciso e a preparação do local de implante (N.º art ) que contém uma descrição passo-a-passo de dois métodos de fabrico Planeamento pré-operatório 3.2 Auxílios de planeamento

33 4. PROCEDIMENTOs CIRÚRGICOs 4.1 Preparação do local de implantação A preparação do local de implantação é feita usando um único kit cirúrgico para todos os implantes dentários Straumann e abrange dois passos principais: Passos Factores de influência 1. Preparação básica do local de implantação Preparação do rebordo alveolar Perfuração helicoidal Diâmetro intra-ósseo do implante A preparação básica do local de implantação implica a preparação do rebordo alveolar e a perfuração helicoidal. Na perfuração helicoidal, é o diâmetro intra-ósseo do implante (3,3/4,1/4,8 mm) e não o tipo de implante ou a classe de osso que determina os instrumentos que devem ser usados. 2. Preparação precisa do local de implantação Perfuração perfilada Tipo de implante e classe de osso A preparação precisa do local de implantação implica a perfuração helicoidal e a abertura da rosca. Na abertura da rosca, são o tipo de implante (S/SP/TE/BL) e a classe de osso que determinam os instrumentos que devem ser usados. Abertura de rosca 3. Planeamento pré-operatório 3.2 Auxílios de planeamento 31

34 Antes de iniciar e durante a intervenção cirúrgica, devem ser considerados os seguintes pontos: ppverifique se os instrumentos estão completos e se todos estão funcionais. Deve haver sempre um stock suficiente de implantes e instrumentos suplentes estéreis à disposição. ppos instrumentos de corte não devem ser usados mais de 10 vezes. A tabela Número de utilizações máximo dos instrumentos de corte (N.º art ) facilita o respectivo registo. ppas brocas devem ser abundantemente refrigeradas com soro fisiológico (NaCl) estéril previamente refrigerado (5 ºC, 41 ºF) ou com solução Ringer. ppnão ultrapasse a velocidade indicada para as brocas (ver gráficos e tabelas na pág. 33 e segs.). ppuse as brocas por ordem crescente dos seus diâmetros. ppaplique apenas uma pressão ligeira e trabalhe com uma técnica de perfuração intermitente Procedimentos cirúrgicos 4.1 Preparação do local de implantação

35 Preparação básica do local de implantação Depois da abertura da gengiva, a preparação básica do local de implantação começa com a preparação do rebordo alveolar (passo 1) e a marcação do local de implantação com uma broca esférica (passo 2). A seguir, o local de implantação é preparado com brocas de perfil e helicoidais (passos 3 7), de acordo com o diâmetro intraósseo do implante escolhido aquando do planeamento pré-operatório (ver capítulo 3, página 17 e segs.) rpm máx. Passo 1 Preparação do rebordo alveolar Reduza e alise cuidadosamente um rebordo alveolar estreito e cónico com uma broca esférica grande. Desta forma, irá obter uma superfície óssea plana e suficientemente larga. Nota Ao escolher o comprimento do implante (superfície SLA /SLActive ) tem de ser considerada a redução vertical do osso rpm máx. Passo 2 Marcação do local de implantação Marque o local de implantação definido durante o planeamento da implantação, usando para o efeito uma broca esférica de Ø 1,4 mm. Nesta situação pode ser usado o indicador de distância dos implantes (ver págs. 26 e 27). Se necessário, alargue e corrija a posição com a broca esférica de Ø 2,3 mm ou Ø 3,1 mm. 4. Procedimentos cirúrgicos 4.1 Preparação do local de implantação 33

36 3 800 rpm máx. Passo 3 Marcação do eixo do implante Marque o eixo do implante com a broca piloto Ø 2,2 mm, furando até à profundidade de aproximadamente 6 mm. Insira o extremo curto do medidor de profundidade com o indicador de distância para verificar a orientação correcta do eixo do implante. Se necessário, corrija uma orientação insatisfatória no passo seguinte. Nota O indicador de distância mostra o diâmetro de ombro de 4,8 mm (RN) e permite a verificação da posição provável do ombro do implante rpm máx. Passo 4 Preparação do local de implante para Ø 2,2 mm Com a broca piloto de Ø 2,2 mm faça o orifício até atingir a profundidade definitiva. Use o pino de alinhamento de Ø 2,2 mm para verificar o eixo do implante e a profundidade da preparação. Cuidado Quando chegar a este ponto tire uma radiografia, sobretudo quando a disponibilidade óssea vertical é reduzida. O pino de alinhamento é inserido no furo, o que permite avaliar o orifício em relação às estruturas anatómicas rpm máx. Passo 5 Alargamento do local de implante para Ø 2,8 mm Continue com a preparação do local de implantação. Se necessário, corrija a posição do implante com a broca piloto de Ø 2,8 mm. Use o medidor de profundidade de Ø 2,8 mm para verificar a profundidade da preparação. Num implante com um diâmetro intra-ósseo de 3,3 mm a preparação básica termina aqui. Continue com a preparação precisa do local de implantação na página Procedimentos cirúrgicos 4.1 Preparação do local de implantação

37 6 500 rpm máx. Para implantes de Ø 4,1 mm e Ø 4,8 mm Passo 6 Alargamento do local de implante para Ø 3,5 mm Continue com a Broca Helicoidal Straumann PRO Ø 3,5 mm e verifique a profundidade definitiva da preparação com o medidor de profundidade de Ø 3,5 mm. Num implante com um diâmetro intra-ósseo de 4,1 mm a preparação básica está concluída. Continue com a preparação precisa do local de implantação na página rpm máx. Para implantes de Ø 4,8 mm Passo 7 Alargamento do local de implante para Ø 4,2 mm Continue com a Broca Helicoidal Straumann PRO Ø 4,2 mm e verifique a profundidade definitiva da preparação com o medidor de profundidade de Ø 4,2 mm. Continue com a preparação precisa do local de implantação na página 37. Nota Para facilitar a introdução dos instrumentos na cavidade óssea, a margem óssea do orifício pode ser ligeiramente chanfrada, usando para o efeito uma broca esférica grande ou uma broca de perfil SP, de acordo com o diâmetro da última broca helicoidal usada. Apenas uma parte das brocas de perfil é inserida no orifício. 4. Procedimentos cirúrgicos 4.1 Preparação do local de implantação 35

38 A tabela seguinte apresenta um resumo da utilização dos instrumentos para a preparação básica do local de implantação de acordo com o diâmetro intra-ósseo do implante. Todas as brocas podem ser adquiridas na versão longa e na versão curta bem como na versão reutilizável e na versão descartável (ver também Instrumentos Cirúrgicos na pág. 67). Nesta tabela constam apenas as brocas curtas reutilizáveis. Instrumentos para a preparação básica do local de implantação Diâmetro intra-ósseo (mm) Passo N.º art. Produto Máx. rpm Ø 3,3 Ø 4,1 Ø 4,8 1 Preparação do rebordo alveolar 2 Marcação da posição do implante Broca esférica, Ø 3,1 mm Broca esférica, Ø 1,4 mm Broca esférica, Ø 2,3 mm Broca esférica, Ø 3,1 mm 3 Marcação do eixo do implante 4 Preparação do local de implantação para Ø 2,2 mm 5 Preparação do local de implante para Ø 2,8 mm 6 Preparação do local de implante para Ø 3,5 mm Broca piloto 1, curta, Ø 2,2 mm Medidor de profundidade, com indicador de distância, Ø 2,2/2,8 mm Broca piloto 1, curta, Ø 2,2 mm Pino de alinhamento, Ø 2,2 mm, direito Broca piloto 2, curta, Ø 2,8 mm Medidor de profundidade, com indicador de distância, Ø 2,2/2,8 mm Broca helicoidal PRO, curta, Ø 3,5 mm Medidor de profundidade Ø 3,5 mm Preparação do local de implante para Ø 4,2 mm Broca helicoidal PRO, curta, Ø 4,2 mm Medidor de profundidade Ø 4,8 mm Procedimentos cirúrgicos 4.1 Preparação do local de implantação

39 Preparação precisa do local de implantação A preparação precisa do local de implantação compreende a abertura do orifício perfilado seguida da abertura da rosca. Os instrumentos dependem do tipo de implante, do diâmetro intra-ósseo do implante e da classe de osso. Abertura do orifício perfilado A broca de perfil prepara o local de implantação para um determinado implante Straumann. ppos implantes Straumann Standard Plus, Tapered Effect e Bone Level requerem a abertura de um orifício perfilado com instrumentos especiais, independentemente da classe do osso. ppos implantes Straumann Standard são inseridos sem ser aberto um orifício perfilado. As brocas de perfil estão claramente marcadas com SP, TE ou BL. O (primeiro) diâmetro indicado na etiqueta corresponde ao diâmetro do cilindro guia e, por conseguinte, ao diâmetro do local de implantação antes da abertura do orifício perfilado. Todas as brocas de perfil Straumann existem nas versões curta e longa. Broca de perfil Straumann Standard Plus Broca de perfil Straumann Tapered Effect Broca de perfil Straumann Bone Level Profundidade de inserção a nível da margem da superfície SLActive / SLA Profundidade de inserção a nível do ombro do implante Profundidade de inserção a nível da margem da superfície SLActive / SLA Profundidade de inserção a nível do ombro do implante Insira a broca de perfil Straumann Standard Plus no osso de acordo com a profundidade de inserção planeada do implante. Insira a broca de perfil Straumann Tapered Effect, de acordo com a profundidade de inserção planeada do implante. Insira a broca de perfil Straumann Bone Level no osso até ao nível planeado do ombro do implante. Uma ranhura na frente do cilindro guia permite distinguir melhor as brocas das brocas de perfil Tapered Effect. 400 rpm máx. 300 rpm máx. 300 rpm máx. Nota Devido ao colo não alargado os implantes Straumann Standard Plus Ø 3,3 mm NN e Standard Plus Ø 4,8 mm RN são inseridos sem abrir um orifício perfilado. Cuidado As brocas de perfil são adequadas apenas para o respectivo tipo de implante! 4. Procedimentos cirúrgicos 4.1 Preparação do local de implantação 37

40 Abertura de rosca A abertura da rosca prepara o local de implantação para um determinado tipo de rosca. É um passo opcional que proporciona ao cirurgião a flexibilidade de ajustar o protocolo cirúrgico à classe de osso, para conseguir uma estabilidade primária optimizada. Num osso denso e quando se trata de implantes de grandes diâmetros recomenda-se manter o torque de inserção numa gama desejável. A tabela seguinte apresenta um resumo da utilização recomendada dos promotores de rosca. Nota Os implantes TE não necessitam normalmente de ser aparafusados. Em condições específicas de implantes TE (por exemplo, em condições de osso denso), a rosca BL/TE pode ser usada de acordo com os implantes BL, como sugerido na tabela abaixo. Abertura de rosca de acordo com a classe de osso Implantes S, SP Implantes BL Osso Diâmetro intra-ósseo Diâmetro intra-ósseo Classes* Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm Ø 3,3 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm Classe 1 total total total total total total Classe 2 coronal coronal total total total total Classe 3 total total Classe 4 total total *Classe 1: osso mais duro / Classe 4: osso macio coronal = abertura de rosca na área coronal do local de implantação total = abertura de rosca em toda a profundidade do local de implantação Promotores de rosca Straumann Standard e Standard Plus Promotor de rosca para adaptador Promotores de rosca Straumann Bone Level e Tapered Effect Promotor de rosca para adaptador Acoplamento para adaptador Marcação de profundidade Cabeça cortante Acoplamento para adaptador Etiqueta a indicar o tipo de implante Marcação de profundidade Cabeça cortante Os promotores de rosca S/SP são usados apenas na área coronal ou em toda a profundidade do local de implantação, em função do diâmetro do implante e da classe de osso (ver tabela acima). 15 rpm máx. 15 rpm máx. Um promotor de rosca BL/TE deve ser inserido sempre em toda a profundidade da preparação do local de implantação (ver tabela acima). Os promotores de rosca BL/TE só existem para adaptadores. Cuidado Os promotores de rosca Straumann só podem ser usados para o respectivo tipo de implante! Procedimentos cirúrgicos 4.1 Preparação do local de implantação

41 Existem dois tipos de promotores de rosca: promotores de rosca para catraca e promotores de rosca para adaptador. Os promotores de rosca para catraca são inseridos directamente na catraca e só podem ser usados com a catraca. Os promotores de rosca para adaptadores podem ser inseridos numa peça de mão ou num adaptador de catraca, o que permite a abertura da rosca tanto com a peça de mão como também com a catraca. Abertura de rosca com a peça de mão Ligue o promotor de rosca para adaptadores à peça de mão, através do adaptador da peça de mão. Não ultrapasse os 15 rpm. Abertura de rosca com a catraca Para a abertura da rosca com a catraca ligue um adaptador de catraca ao promotor de rosca para adaptadores. Depois da inserção do promotor de rosca na cavidade, a catraca é colocada no seu acoplamento, sendo aberta a rosca com um movimento rotativo lento. A chave de retenção é usada como estabilizador, para manter a direcção do corte durante o processo. Peça de mão Adaptador da peça de mão Catraca Chave de retenção Adaptador de catraca Promotor de rosca para adaptador Promotor de rosca para adaptador 4. Procedimentos cirúrgicos 4.1 Preparação do local de implantação 39

42 4.1.3 Exemplos para a preparação precisa do local de implantação Implantes Straumann Standard e Standard Plus rpm máx. Passo 1 Broca de perfil Standard Plus Molde a parte coronal do local de implantação com a ajuda da broca de perfil Standard Plus. Insira a broca de perfil Standard Plus até à altura planeada do ombro de implante (ver pág. 37). Nota Para implantes Standard a abertura do orifício com a broca de perfil não é necessária rpm máx. Passo 2 Abertura de rosca em osso denso Abra a rosca no local de implantação com o promotor de rosca S/SP, de acordo com a classe de osso e o diâmetro intra-ósseo (ver tabela na pág. 38). Implantes Straumann Tapered Effect rpm máx. Passo 1 Broca de perfil TE Molde a parte coronal do local de implantação com a ajuda da broca de perfil TE. Insira a broca de perfil TE até à altura planeada do ombro de implante (ver pág. 37) Procedimentos cirúrgicos 4.1 Preparação do local de implantação

43 Nota Os implantes TE não necessitam normalmente de ser aparafusados. Em condições específicas de implantes TE (por exemplo, em condições de osso denso), a rosca BL/TE pode ser usada de acordo com os implantes BL. Implantes Straumann Bone Level O exemplo seguinte mostra a preparação precisa do local de implantação para um implante Bone Level de Ø 4,1 mm e 12 mm de comprimento inserido num osso da classe 1 ou 2, havendo a necessidade de uma pré-abertura da rosca (ver tabela na pág. 38). Estes passos são executados a seguir à preparação básica do local de implantação (ver págs ) rpm máx. Passo 1 Broca de perfil Bone Level Prepare o local de implantação com a broca de perfil Straumann Bone Level. Insira a broca de perfil até à altura planeada do ombro de implante (ver pág. 37) rpm máx. Passo 2 Abertura de rosca em osso denso Abra a rosca em todo o comprimento do local de implantação com a ajuda do promotor de rosca BL/TE. 4. Procedimentos cirúrgicos 4.1 Preparação do local de implantação 41

44 A tabela seguinte apresenta um resumo da utilização das brocas de perfil e dos promotores de rosca para a preparação precisa do local de implantação para todos os implantes Straumann. Todas as brocas de perfil existem nas versões curta e longa. Os promotores de rosca S/SP estão disponíveis para catraca e adaptador. Nesta tabela constam apenas as brocas de perfil curtas e os promotores de rosca para adaptadores. Instrumentos para a preparação precisa do local de implantação Implante Straumann Standard N.º art. Produto rpm máx. Passo de rosca S Ø 3,3 RN S Ø 4,1 RN S Ø 4,8 RN Broca de perfil SP, curta, Ø 2,8 mm, RN Broca de perfil SP, curta, Ø 3,5 mm, RN Broca de perfil SP, curta, Ø 4,2 mm, WN Promotor de rosca S/SP, Ø 3,3 mm, 1 para adaptador Promotor de rosca S/SP, Ø 4,1 mm, 15 para adaptador Promotor de rosca S/SP, Ø 4,8 mm, para adaptador Broca de perfil TE, curta, Ø 2,8 mm, RN 1,25 1, Broca de perfil TE, curta, Ø 3,5 mm, RN Broca de perfil TE, curta, Ø 4,2 mm, WN Broca de perfil BL, Ø 3,3 mm, curta Broca de perfil BL, Ø 4,1 mm, curta Broca de perfil BL, Ø 4,8 mm, curta Promotor de rosca BL/TE, Ø 3,3 mm, para adaptador 0, Promotor de rosca BL/TE, Ø 4,1 mm, 15 para adaptador Promotor de rosca BL/TE, Ø 4,8 mm, para adaptador 0,8 0, Procedimentos cirúrgicos 4.1 Preparação do local de implantação

45 Passo necessário * Necessário apenas em osso denso Devido ao colo não alargado os implantes Straumann Standard Plus Ø 3,3 mm NN e Standard Plus Ø 4,8 mm RN são inseridos sem abrir um orifício perfilado. Implante Straumann Standard Plus Implante Straumann Tapered Effect Implante Straumann Bone Level S Ø 4,8 WN SP Ø 3,3 NN SP Ø 3,3 RN SP Ø 4,1 RN SP Ø 4,8 RN SP Ø 4,8 WN TE Ø 3,3 RN TE Ø 4,1 RN TE Ø 4,8 WN BL Ø 3,3 NC BL Ø 4,1 RC BL Ø 4,8 RC * * 4. Procedimentos cirúrgicos 4.1 Preparação do local de implantação 43

46 4.2 Abertura da embalagem do implante Straumann SLActive 1 Passo 1 Abertura do blister e remoção da ampola Nota O blister assegura a esterilidade do implante. Abra o blister apenas imediatamente antes da inserção do implante. 2 Passo 2 Abertura da ampola Rode a tampa no sentido contrário dos ponteiros do relógio. Mantenha a ampola direita para evitar que o líquido seja derramado. Nota Se o portador do implante não estiver firmemente fixado na tampa, enrosque a tampa novamente. 3 Passo 3 Remoção do portador do implante Retire o portador do implante da tampa puxando-o manualmente para fora. Nota Depois de tirar o implante da solução, a actividade química da superfície SLActive ainda se mantém durante 15 minutos Procedimentos cirúrgicos 4.2 Abertura da embalagem do implante

47 Straumann SLA 1 Passo 1 Abertura da tampa de segurança Abra a tampa de segurança da ampola estéril. Nota Nos implantes SLA é a ampola que assegura a esterilidade do implante, ao contrário da SLActive que usa uma embalagem de blister. 2 Passo 2 Remoção do implante do portador Puxe o portador do implante para baixo e, ao mesmo tempo, retire o implante do portador (com os braços apoiados). 4. Procedimentos cirúrgicos 4.2 Abertura da embalagem do implante 45

48 4.3 Colocação do implante Um implante Straumann pode ser colocado manualmente com a catraca ou com a ajuda da peça de mão. Recomenda-se uma velocidade máxima de 15 rpm. As seguintes instruções passo-a-passo mostram a colocação de um implante Straumann Standard Plus com a peça de mão (nas páginas seguintes, coluna da esquerda) e a colocação de um implante Straumann Bone Level com a catraca (coluna da direita). Nota Os implantes Straumann Bone Level têm de ser alinhados correctamente, sejam inseridos com a peça de mão ou com a catraca (ver passo 5 na pág. 49). Salvo esta excepção, todos os implantes Straumann são colocados da mesma maneira. Colocação com a peça de mão Exemplo: Implante Straumann Standard Plus 1 1 Colocação com a catraca Exemplo: Implante Straumann Bone Level clic Passo 1 Montagem do adaptador da peça de mão Segure o portador do implante no extremo fechado. Fixe o adaptador da peça de mão no implante. Se o adaptador da peça de mão estiver fixado correctamente, ouve-se um clic. Passo 1 Montagem do adaptador da catraca Segure o portador do implante no extremo fechado e encaixe o adaptador da catraca no transportador até ouvir um clic Procedimentos cirúrgicos 4.3 Colocação do implante

49 2 2 Passo 2 Remoção do implante do portador Puxe o portador do implante para baixo e, ao mesmo tempo, retire o implante do portador (com os braços apoiados). Passo 2 Remoção do implante do portador Puxe o portador do implante ligeiramente para baixo e retire o implante do seu portador. Ao mesmo tempo, retire o implante do portador com um ligeiro movimento rotativo (faça isto com as mãos apoiadas). 3 3 Passo 3 Inserção do implante Insira o implante no local de implantação com a ajuda da peça de mão. Passo 3 Colocação do implante Coloque o implante manualmente no local de implantação com a ajuda do adaptador. 4. Procedimentos cirúrgicos 4.3 Colocação do implante 47

50 4 4 4 mm Passo 4 Inserção do implante com a peça de mão Coloque o implante na sua posição definitiva, com uma rotação no sentido dos ponteiros do relógio, aplicando um máximo de 15 rpm. Nota Ao chegar ao fundo da cavidade óssea, sente-se nitidamente que a resistência aumenta. Passo 4 Inserção do implante com a catraca Aplique a catraca e o pino da chave de retenção usado para a estabilização. A seta no botão rotativo mostra a direcção de inserção (ver instruções em anexo). Coloque o implante na sua posição definitiva ao nível do osso, fazendo movimentos lentos com a catraca. A parte superior cilíndrica de 4 mm do transportador para implantes Straumann Bone Level pode ser usada como indicador de profundidade (por exemplo, em relação à futura margem da gengiva), o que facilita o posicionamento coronal-apical do implante na área anterior. Cuidado O torque de inserção não deve ultrapassar os 35 Ncm. Para evitar a compressão do osso, ao atingir os 35 Ncm verifique a preparação correcta do local de implantação, antes de o implante tomar a sua posição definitiva. Para evitar uma danificação do osso (necrose óssea ou fractura do osso) como resultado de um procedimento errado (por exemplo, resistência excessiva ao fazer o aperto num furo com profundidade inadequada), o transportador possui um ponto de fractura predefinido. Se o transportador partir durante o aperto, uma parte do parafuso de transposição fica no adaptador e a outra no implante. A parte que fica no implante pode ser facilmente desenroscada com a ajuda de uma pinça Procedimentos cirúrgicos 4.3 Colocação do implante

51 5 Passo 5 Não necessário para S/SP/TE Os implantes S, SP e TE não precisam de ser rodados para conseguir o seu alinhamento. Para colocar um implante Bone Level com a peça de mão, escolha a posição correcta, conforme mostrado no passo 5 na coluna da direita. Passo 5 Orientação correcta do implante Ao aproximar-se da posição final do implante, certifique-se de que os orifícios existentes na peça de transferência azul estão orientados exactamente no sentido orofacial. Isto posiciona as quatro protrusões da ligação interna para orientação ideal do pilar protético. Um quarto de volta no sentido dos orifícios seguintes corresponde a uma deslocação vertical de 0,2 mm. Os orifícios também indicam a profundidade de inserção do ombro do implante no osso. Cuidado Evite correcções da posição vertical por rotações contrárias (ao contrário do sentido dos ponteiros do relógio). Tal poderia provocar a perda do transportador e a redução da estabilidade primária. 4. Procedimentos cirúrgicos 4.3 Colocação do implante 49

52 6 6 Passo 6 Remoção do transportador Antes de remover o transportador, coloque o sentido de rotação do motor da peça de mão em reverse. Durante as primeiras rotações segure o implante com a chave de retenção usada para estabilizar (segurar) o sextavado. Remova o transportador (os detalhes da chave de retenção encontram-se na pág. 73). Passo 6 Remoção do transportador Mude o sentido de rotação da catraca. A seta no botão rotativo aponta agora no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio (ver instruções em anexo). Use a chave de retenção para segurar o octógono e remova o transportador com a ajuda da catraca, no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio (os detalhes da chave de retenção encontram-se na pág. 73) Procedimentos cirúrgicos 4.3 Colocação do implante

53 7 7 Passo 7 Remoção dos instrumentos Remova do implante a chave de retenção e depois o transportador com o adaptador. Passo 7 Remoção dos instrumentos Remova a chave de retenção e depois a catraca enquanto segura o adaptador na parte de baixo. Por último, remova do implante o transportador com o adaptador ainda montado. 4. Procedimentos cirúrgicos 4.3 Colocação do implante 51

54 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles Depois da implantação, para proteger o implante, este é fechado, com força manual, com um parafuso de fecho SCS, uma tampa de cicatrização ou um pilar de cicatrização (os detalhes das chaves de parafusos SCS encontram-se na pág. 73). O cirurgião pode escolher entre a cicatrização submucosal ou transmucosal. Um vasto conjunto de componentes de cicatrização secundários oferece-lhe todas as opções para o acondicionamento dos tecidos moles. Pilar de cicatrização Restauração provisória Restauração definitiva Os resultados estéticos dependem, em primeiro lugar, do acondiciomamento bem sucedido do tecido mole. Para optimizar o processo de acondicionamento do tecido mole, existem vários componentes com Consistent Emergence Profiles na gama protética do Straumann Bone Level Implant. Esta afirmação aplica-se a todos os pilares de cicatrização, ao pilar provisório e aos pilares de restauração definitiva. Por isso, os perfis de emergência são uniformes durante todo o processo de tratamento (sobre a selecção do pilar de cicatrização ideal consulte a pág ). O lado não epitelizado do retalho deve ser aproximado ao colo do implante (aproximação do tecido mole). Se necessário, este passo tem de ser combinado com uma gengivectomia. As margens da ferida são fechadas com um material de sutura atraumático, a sutura não deve ser muito apertada. É feita uma sutura de alívio nos dois lados do parafuso de fecho ou da tampa de cicatrização, de modo que as margens da ferida possam ser aproximadas sem tensões. Recomenda-se usar um material de sutura não reabsorvível (por exemplo, poliamida ou teflon). As suturas são removidas após 7 10 dias. Recomenda-se uma radiografia pós-operatória Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles

55 4.4.1 Cicatrização submucosal Para a cicatrização submucosal (cicatrização debaixo do retalho mucoperiostal fechado) recomenda-se usar um parafuso de fecho, uma tampa de cicatrização mais curta ou um pilar de cicatrização mais curto. A cicatrização submucosal é recomendada para indicações estéticas e para implantações realizadas em simultâneo com uma restauração controlada do osso (GBR) ou a técnica de membrana. É necessária uma segunda intervenção cirúrgica para pôr o implante a descoberto e inserir o componente secundário desejado. 1 Passo 1 Inserção do parafuso de fecho depois da primeira cirurgia Assegure-se de que a configuração interna do implante está limpa e isenta de resíduos de sangue. Use a chave de parafusos SCS e pegue no parafuso de fecho. O ajuste de fricção fixa o parafuso no instrumento durante a inserção e permite um manuseamento seguro. Aperte o parafuso de fecho com força manual. A forma promove uma ligação apertada entre os dois componentes. Nota Os parafusos de fecho Bone Level são fornecidos no estado estéril e prontos a serem usados. Todos os outros parafusos de fecho Straumann são fornecidos no estado não estéril e têm de ser esterilizados antes da sua utilização. A posterior remoção é facilitada pela aplicação de gel de clorohexidina ou vaselina estéril no parafuso de fecho antes do enroscamento no implante. 4. Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles 53

56 2 Passo 2 Sutura Ajuste os retalhos mucoperiostais cuidadosamente e faça suturas individuais. Assegure-se de que o implante fica bem fechado. 3 Passo 3 Reabertura e remoção: segunda cirurgia Localize o implante. Faça uma pequena incisão crestal até ao parafuso de fecho. Afaste o retalho ligeiramente e remova o parafuso de fecho com uma chave de parafusos SCS Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles

57 4 Passo 4 Inserção e sutura Lave a ligação interna exposta do implante cuidadosamente com soro fisiológico estéril. Insira um componente secundário adequado. (Sobre a selecção do pilar Bone Level ideal consulte a pág ) Adapte o tecido mole e faça uma sutura ajustada ao componente secundário. 4. Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles 55

58 4.4.2 Cicatrização transmucosal Uma vasta gama versátil de tampas de cicatrização e pilares de cicatrização está à sua disposição para todos os implantes Straumann, permitindo a modelagem do tecido mole durante a cicatrização transmucosal. São recomendados para a utilização imediata. Depois da fase de cicatrização do tecido mole, são substituídos por uma restauração provisória ou definitiva apropriada. (Sobre a selecção do pilar Bone Level ideal consulte a pág ) 1 Passo 1 Situação Assegure-se de que a configuração interna do implante está limpa e isenta de resíduos de sangue. Insira a tampa de cicatrização ou o pilar de cicatrização com a chave de parafusos SCS. O ajuste de fricção fixa os componentes no instrumento durante a inserção e garante um manuseamento seguro. Aperte a tampa de cicatrização ou o pilar de cicatrização com força manual. A forma promove uma ligação apertada entre os dois componentes. Nota As tampas e os pilares de cicatrização são fornecidos em blisteres no estado não estéril e têm de ser esterilizados antes da sua utilização. A posterior remoção é facilitada pela aplicação de gel de clorohexidina ou vaselina estéril na tampa de cicatrização ou no pilar de cicatrização antes do enroscamento no implante. 2 Passo 2 Sutura Adapte o tecido mole e faça uma sutura ajustada ao pilar Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles

59 Resumo de parafusos de fecho e tampas de cicatrização para implantes Straumann Standard, Standard Plus e Tapered Effect Indicação Ligação Artigo N.º art. Cicatrização submucosal pppara uma cicatrização submucosal deve ser usado um parafuso de fecho ou uma tampa de cicatrização mais curta NN Parafuso de fecho com sextavado interior, altura ,8 mm, Ti RN Parafuso de fecho, pequeno, Ti V4 RN Parafuso de fecho, grande, altura 1,5 mm, Ti V4 WN Parafuso de fecho, Ti Cicatrização transmucosal pputilizando uma tampa de cicatrização maior, pode ser conseguida uma cicatrização transmucosal, mesmo quando o ombro do implante se encontra numa posição subgengival. NN NN Tampa de protecção com parafuso oclusal integrado, Ø 4 mm, altura 3,4 mm, plástico/ti Tampa de cicatrização com parafuso oclusal integrado, Ø 4 mm, altura 3,4 mm, Ti RN Parafuso de fecho, grande, altura 1,5 mm, Ti V4 RN Tampa de cicatrização, altura 2 mm, Ti RN Tampa de cicatrização, altura 3 mm, Ti RN Tampa de cicatrização, altura 4,5 mm, Ti WN Tampa de cicatrização, altura 2 mm, Ti WN Tampa de cicatrização, altura 3 mm, Ti WN Tampa de cicatrização, altura 4,5 mm, Ti Região estética ppo bisel vestibular facilita a aproximação exacta do tecido mole por cima da tampa de cicatrização. Assegure-se de que a margem vestibular da ferida está isenta de tensões, caso contrário, poderá ocorrer uma necrose da mucosa. pppara optimizar o contorno da gengiva, após a exposição do implante (4 6 semanas depois da implantação), recomenda-se substituir a tampa de cicatrização com bisel vestibular por uma tampa de cicatrização mais comprida e sem (escolhida de acordo com a espessura da mucosa e a restauração provisória). NN RN RN WN Tampa de cicatrização com parafuso oclusal integrado, Ø 4 mm, altura 3,4 mm, Ti Tampa de cicatrização com bisel vestibular, curta, altura 2 mm, Ti Tampa de cicatrização com bisel vestibular, longa, altura 3,5 mm, Ti Tampa de cicatrização com bisel vestibular, altura 2 mm, Ti Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles 57

60 Resumo dos parafusos de fecho e pilares de cicatrização para implantes Straumann Bone Level Indicação Ligação Artigo N.º art. Cicatrização submucosal pppara uma cicatrização submucosal deve ser usado um parafuso de fecho ou um pilar de cicatrização curto. Para implantes inseridos numa determinada profundidade recomendase o uso de um parafuso de fecho com uma altura de 0,5 mm, se o osso estiver fechado. NC NC Parafuso de fecho, altura 0 mm, Ti * NC NC Parafuso de fecho, altura 0,5 mm, Ti * NC NC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 3,6 mm, altura 2 mm, Ti RC RRC Parafuso de fecho, altura 0 mm, Ti * RC RC Parafuso de fecho, altura 0,5 mm, Ti * RC RC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 4,5 mm, altura 2 mm, Ti Cicatrização transmucosal ppa gama de pilares de cicatrização com os perfis adequados para os componentes secundários, permite um acondicionamento fácil e fiável do tecido mole. (Sobre a selecção do pilar de cicatrização ideal consulte a pág ) NC NC NC NC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 3,6 mm, altura 2 mm, Ti NC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 3,6 mm, altura 3,5 mm, Ti NC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 3,6 mm, altura 5 mm, Ti NC NC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 4,8 mm, altura 2 mm, Ti NC NC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 4,8 mm, altura 3,5 mm, Ti NC NC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 4,8 mm, altura 5 mm, Ti RC RC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 4,5 mm, altura 2 mm, Ti RC RC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 4,5 mm, altura 4 mm, Ti RC RC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 4,5 mm, altura 6 mm, Ti RC RC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 6 mm, altura 2 mm, Ti RC RC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 6 mm, altura 4 mm, Ti RC RC Pilar de cicatrização, cónico, Ø 6 mm, altura 6 mm, Ti * Embalagem estéril de 4 unidades cont Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles

61 Resumo dos parafusos de fecho e pilares de cicatrização para implantes Straumann Bone Level, cont. Indicação Ligação Artigo N.º art. Região estética ppo pilar de cicatrização, forma de garrafa, modela o tecido mole, permitindo uma ligeira sobreposição da mucosa durante a cicatrização. A inserção da restauração definitiva empurra o tecido modelado para o exterior e favorece a criação de um tecido periimplantar com forma natural. assegurese de que as margens da ferida não estão sob tensão. Caso contrário, poderá ocorrer uma necrose da mucosa. (Sobre a selecção do pilar de cicatrização ideal consulte a pág ) NC NC RC RC NC, Pilar de cicatrização, personalizável, Ø 5 mm, polímero NC Pilar de cicatrização, forma de garrafa, Ø 3,3 mm, altura 5 mm, Ti RC Pilar de cicatrização, forma de garrafa, Ø 4,4 mm, altura 4 mm, Ti RC Pilar de cicatrização, forma de garrafa, Ø 4,7 mm, altura 6 mm, Ti ppo pilar de cicatrização personalizável permite um acondicionamento individual do tecido mole. NC NC, Pilar de cicatrização, personalizável, Ø 5 mm, polímero Nota Os pilares de cicatrização personalizáveis não devem ser usados mais que 6 meses. RC RC, Pilar de cicatrização, personalizável, Ø 7 mm, polímero Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles 59

62 Apresentação dos pilares Bone Level e dos pilares de cicatrização correspondentes Que pilar de cicatrização combina com que pilar? Linha de implantes Straumann Bone Level Plataforma NC NC Anatómico IPS e.max Anatómico Ø 4,0 mm LOCATOR Ø 4,0 mm Ø 3,8 mm N. art N. art. GH 2,0 mm 3,5 mm 2,0 mm 3,5 mm 2,0 mm 3,0/4,0 mm 5,0/6,0 mm Cónico Ø 3,6 mm ,0 mm 3,5 mm 5,0 mm Cónico Ø 4,8 mm ,0 mm 3,5 mm 5,0 mm Forma de garrafa Ø 3,3 mm ,5 mm 5,0 mm Personalizável Ø 5,0 mm Provisório Ø 5,0 mm Provisório Ø 3,5 mm (coroa) Provisório Ø 3,5 mm (ponte) GH = Altura da gengiva = combinação ideal = melhor ajuste Nota Os pilares de cicatrização adequados para os respectivos pilares Meso, de ouro e Straumann CARES dependem do perfil de emergência da restauração final! A representação supra deve ser entendida como recomendação da straumann para a utilização optimizada do conceito dos Consistent Emergence Profiles. IPS e.max é uma marca registada da Ivoclar Vivadent AG, Liechtenstein Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles

63 Linha de implantes Straumann Bone Level Plataforma NC Cimentável Ø 3,5 mm Cimentável Ø 5,0 mm NC N. art N. art. GH 1,0 mm 2,0 mm 3,0 mm 1,0 mm 2,0 mm 3,0 mm Cónico Ø 3,6 mm ,0 mm 3,5 mm 5,0 mm Cónico Ø 4,8 mm ,0 mm 3,5 mm 5,0 mm Forma de garrafa Ø 3,3 mm ,5 mm 5,0 mm Personalizável Ø 5,0 mm Provisório Ø 5,0 mm Provisório Ø 3,5 mm (coroa) Provisório Ø 3,5 mm (ponte) GH = Altura da gengiva = combinação ideal = melhor ajuste Nota Os pilares de cicatrização adequados para os respectivos pilares Meso, de ouro e Straumann CARES dependem do perfil de emergência da restauração final! A representação supra deve ser entendida como recomendação da straumann para a utilização optimizada do conceito dos Consistent Emergence Profiles. 4. Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles 61

64 Linha de implantes Straumann Bone Level Plataforma NC NC N. art. Multi-Base Ø 3,5 mm Multi-Base Ø 4,5 mm Multi-Base Ø 4,0 mm N. art. GH 1,0 mm 2,5 mm 4,0 mm 1,0 mm 2,5 mm 4,0 mm 2,5 mm Cónico Ø 3,6 mm ,0 mm 3,5 mm 5,0 mm Cónico Ø 4,8 mm ,0 mm 3,5 mm 5,0 mm Forma de garrafa Ø 3,3 mm ,5 mm 5,0 mm Personalizável Ø 5,0 mm Provisório Ø 5,0 mm Provisório Ø 3,5 mm (coroa) Provisório Ø 3,5 mm (ponte) GH = Altura da gengiva = combinação ideal = melhor ajuste Nota Os pilares de cicatrização adequados para os respectivos pilares Meso, de ouro e Straumann CARES dependem do perfil de emergência da restauração final! A representação supra deve ser entendida como recomendação da straumann para a utilização optimizada do conceito dos Consistent Emergence Profiles Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles

65 Linha de implantes Straumann Bone Level Plataforma RC RC Anatómico IPS e.max Anatómico Ø 6,5 mm Locator Ø 6,5 mm Ø 3,8 mm N. art N. art. GH 2,0 mm 3,5 mm 2,0 mm 3,5 mm 1,0/2,0 mm 3,0/4,0 mm 5,0/6,0 mm Cónico Ø 4,5 mm ,0 mm 4,0 mm 6,0 mm Cónico Ø 6,0 mm ,0 mm 4,0 mm 6,0 mm Forma de garrafa Ø 4,4/4,7 mm ,0 mm 6,0 mm Personalizável Ø 7,0 mm Provisório Ø 7,0 mm Provisório Ø 4,5 mm (coroa) Provisório Ø 4,5 mm (ponte) GH = Altura da gengiva = combinação ideal = melhor ajuste Nota Os pilares de cicatrização adequados para os respectivos pilares Meso, de ouro e Straumann CARES dependem do perfil de emergência da restauração final! A representação supra deve ser entendida como recomendação da straumann para a utilização optimizada do conceito dos Consistent Emergence Profiles. IPS e.max é uma marca registada da Ivoclar Vivadent AG, Liechtenstein. 4. Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles 63

66 Linha de implantes Straumann Bone Level Plataforma RC Cimentável Ø 5,0 mm Cimentável Ø 6,5 mm RC N. art N. art. GH 1,0 mm 2,0 mm 3,0 mm 1,0 mm 2,0 mm 3,0 mm Cónico Ø 4,5 mm ,0 mm 4,0 mm 6,0 mm Cónico Ø 6,0 mm ,0 mm 4,0 mm 6,0 mm Forma de garrafa Ø 4,4/4,7 mm ,0 mm 6,0 mm Personalizável Ø 7,0 mm X X Provisório Ø 7,0 mm X X Provisório Ø 4,5 mm (coroa) Provisório Ø 4,5mm (ponte) GH = Altura da gengiva = combinação ideal = melhor ajuste X = com modificação Nota Os pilares de cicatrização adequados para os respectivos pilares Meso, de ouro e Straumann CARES dependem do perfil de emergência da restauração final! A representação supra deve ser entendida como recomendação da straumann para a utilização optimizada do conceito dos Consistent Emergence Profiles Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles

67 Linha de implantes Straumann Bone Level Plataforma RC RC N. art. Multi-Base Ø 4,5 mm Multi-Base Ø 6,5 mm Multi-Base Ø 4,0 mm N. art. GH 1,0 mm 2,5 mm 4,0 mm 1,0 mm 2,5 mm 4,0 mm 2,5 mm Cónico Ø 4,5 mm ,0 mm 4,0 mm 6,0 mm Cónico Ø 6,0 mm ,0 mm 4,0 mm 6,0 mm Forma de garrafa Ø 4,4/4,7 mm ,0 mm 6,0 mm Personalizável Ø 7,0 mm Provisório Ø 7,0 mm Provisório Ø 4,5 mm (coroa) Provisório Ø 4,5 mm (ponte) GH = Altura da gengiva = combinação ideal = melhor ajuste Nota Os pilares de cicatrização adequados para os respectivos pilares Meso, de ouro e Straumann CARES dependem do perfil de emergência da restauração final! A representação supra deve ser entendida como recomendação da straumann para a utilização optimizada do conceito dos Consistent Emergence Profiles. 4. Procedimentos cirúrgicos 4.4 Acondicionamento dos tecidos moles 65

68 5. FASE DE CICATRIZAÇÃO 5.1 Duração da fase de cicatrização Situação Fase de cicatrização SLActive SLA ppboa qualidade óssea e quantidade óssea adequada ppimplantes com um diâmetro de 4,1 mm ou 4,8 mm e superfície Straumann SLActive/SLA com um comprimento 8 mm Pelo menos 3 4 semanas Pelo menos 6 semanas ppqualidade óssea esponjosa ppimplantes com um diâmetro de 3,3 mm ppimplantes com superfície Straumann SLActive/SLA com um comprimento de 6 mm Pelo menos 8 semanas Pelo menos 12 semanas ppa superfície Straumann SLActive/SLA não está totalmente em contacto com o osso ppé necessário tomar medidas para aumentar o osso* Fase de cicatrização conforme a situação SLActive = Sand-blasted, Large grit, Acid-etched, chemically active and hydrophilic (tratada com jacto de areia, grão grosso, corroída com ácido, quimicamente active e hidrófila) SLA = Sand-blasted, Large grit, Acid-etched (tratada com jacto de areia, grão grosso, corroída com ácido) * Esta técnica só deve ser usada por dentistas que tenham uma experiência adequada no campo do aumento ósseo. 5.2 Straumann SLActive e SLA em comparação Com Straumann SLActive, o processo de formação do osso é iniciado mais cedo, o que significa que também a estabilidade secundária se verifica nitidamente mais cedo e que os riscos durante o período crítico da cicatrização são mais reduzidos. Estabilidade total com SLA Estabilidade total com SLActive Estabilidade total Estabilidade total Estabilidade Estabilidade primária (osso velho) Lacuna de estabilidade SLA Estabilidade secundária (osso novo) S. Raghavendra, M. Wood, T.D. Taylor (2005) Estabilidade Estabilidade primária (osso velho) SLActive Estabilidade secundária (osso novo) SLA SLActive (linha azul), SLA (linha azul tracejada) Tempo (semanas) Tempo (semanas) Fase de cicatrização 5.1 Duração da fase de cicatrização 5.2 Straumann SLActive e SLA em comparação

69 6. INFORMAÇÕES ADICIONAIS SOBRE OS INSTRUMENTOS 6.1 Instrumentos cirúrgicos Verifique se os instrumentos estão completos e funcionais. Deve haver sempre um stock suficiente de implantes e instrumentos suplentes estéreis à disposição. Para a esterilização os instrumentos têm de ser desmontados. Uma boa manutenção dos instrumentos previne o surgimento de infecções que podem ser perigosas tanto para os pacientes como para a equipa do consultório. Para evitar uma contaminação do campo operatório, todos os instrumentos e materiais usados têm de ser estéreis. Para impedir a contaminação dos instrumentos estéreis, estes devem ser tirados do estojo cirúrgico com a ajuda de uma pinça estéril e inseridos no punho ou na catraca. A pinça (N.º art ) foi desenvolvida e concebida especialmente para agarrar com segurança instrumentos redondos. Pinça Todos os passos relacionados com a manutenção dos instrumentos cirúrgicos Straumann fazem parte de um plano de higiene para o consultório (ver também Conservação e manutenção dos instrumentais cirúrgicos e protéticos (N.º art ) Marcas de profundidade nos instrumentos Straumann Os instrumentos Straumann possuem marcas de profundidade em intervalos de 2 mm que correspondem aos comprimentos disponíveis dos implantes. As marcas nas brocas são bandas largas entre 10 mm e 12 mm. A margem inferior da marca corresponde a 10 mm e a margem superior a 12 mm. Quando se insere um implante Straumann Standard Plus ou Tapered Effect até ao nível do ombro do implante (ver Planeamento pré-operatório na pág. 23), a profundidade da preparação deve ultrapassar o comprimento indicado do implante em 2 mm. Exemplo: A profundidade de preparação para um implante SP de 10 mm que é inserido até ao nível do ombro do implante deve ser de 12 mm. 12 mm 10 mm 8 mm 6 mm Broca piloto 1, Ø 2,2 mm 6. Implante Straumann Standard Plus, 2. Pino de alinhamento, Ø 2,2 mm Ø 4,1 RN, comprimento 10 mm 3. Broca piloto 2, Ø 2,8 mm 7. Implante Straumann Bone Level, 4. Broca helicoidal PRO, Ø 3,5 mm Ø 4,1 RC, comprimento 10 mm 5. Broca helicoidal PRO, Ø 4,2 mm 12 mm 10 mm Devido à função e ao design das brocas, a ponta da broca é 0,4 mm mais comprida que a profundidade de inserção do implante (ver também pág. 28 sobre folhas de referência de raio X). Comprimento adicional da ponta da broca max. 0.4 mm 6. Informações adicionais sobre os instrumentos 6.1 Instrumentos cirúrgicos 67

70 6.1.2 Brocas piloto e helicoidais descartáveis Tal como as brocas de multi-uso, também as brocas descartáveis são indicadas para a preparação do local de implantação de implantes dentários Straumann. São fornecidas no estado estéril e só podem ser usadas para uma única intervenção num único paciente. As brocas descartáveis podem minimizar o risco de infecção do paciente. São codificadas por cores, a fim de facilitar a identificação do diâmetro. Casquilho para a montagem do limitador de profundidade Devido à função e à forma das brocas, a ponta da broca é 0,4 mm mais comprida que a profundidade de inserção do implante. As brocas descartáveis da nova geração são compatíveis com o limitador de profundidade. Podem ser encomendadas com números de referência diferentes. Broca descartável, compatível com limitador de profundidade (com casquilho para a montagem do limitador de profundidade) Limitador de profundidade Straumann Controlo preciso da profundidade O limitador de profundidade Straumann permite um controlo preciso da profundidade de perfuração durante a preparação do local de implantação com vista à colocação de implantes dentários Straumann. Os limitadores de profundidade para brocas são fornecidos em kits estéreis e estão prontos a usar. O limitador de profundidade Straumann só pode ser usado num único paciente e apenas com brocas descartáveis especialmente concebidas para ele. Cada jogo de limitadores de profundidade Straumann inclui limitadores de profundidade com os seguintes diâmetros: Ø 2,2 mm (azul), Ø 2,8 mm (amarelo), Ø 3,5 mm (vermelho), Ø 4,2 mm (verde). Estes diâmetros correspondem aos diâmetros das brocas Straumann. Ø 2,2 mm Ø 2,8 mm Ø 3,5 mm Ø 4,2 mm Kit de limitadores para uma única profundidade Informações adicionais sobre os instrumentos 6.1 Instrumentos cirúrgicos

71 Tabela de referência para limitadores de profundidade Straumann Profundidade do local de implantação 16 mm 14 mm 12 mm 10 mm 8 mm 6 mm Broca curta Tipo de limitador de profundidade A B C D Broca longa Tipo de limitador de profundidade A B C D Nota Os limitadores de profundidade Straumann não estão indicados nas seguintes situações: pplocais de extracção onde a cavidade no osso é mais larga do que o diâmetro necessário para segurar o limitador de profundidade. pputilização com folhas de perfuração, devido às interferências mútuas. Informações mais detalhadas sobre o limitador de profundidade Straumann encontram-se na brochura Controlo preciso da profundidade: Limitador de profundidade para brocas Straumann (N.º art ). 6. Informações adicionais sobre os instrumentos 6.1 Instrumentos cirúrgicos 69

72 6.1.4 Estojo cirúrgico Straumann O estojo cirúrgico destina-se à conservação e esterilização segura dos instrumentos cirúrgicos e auxiliares do Straumann Dental Implant System. O estojo é constituído por um material termoplástico altamente resistente ao choque que tem dado bons resultados na área da medicina e que está apropriado para frequentes esterilizações em autoclave. Recipiente de parafusos Diâmetro intra-ósseo do implante 3,3 mm Diâmetro intra-ósseo do implante 4,1 mm Diâmetro intra-ósseo do implante 4,8 mm ppdisposição nova e simples: guias de aplicação identificadas com um código de cores proporcionam orientação ao longo do procedimento cirúrgico ppformato prático para todos os instrumentos necessários para a implantação claramente dispostos e facilmente acessíveis pprecipiente para parafusos, concebido para conter tampas de cicatrização, pilares de cicatrização e parafusos de fecho Straumann ppos instrumentos encontram-se dentro de casquilhos de silicone onde podem ser esterilizados e guardados com segurança ppo estojo pode ser equipado de acordo com o procedimento de trabalho Informações adicionais sobre os instrumentos 6.1 Instrumentos cirúrgicos

73 Directrizes para a esterilização do estojo cirúrgico Método Temperatura Tempo de actuação Método de vácuo fracionado 121 C pelo menos 20 minutos Método de vácuo fracionado 132 C, até um máximo de 134 C pelo menos 3 minutos* Método de gravitação 132 C, até um máximo de 134 C pelo menos 5 minutos * 18 minutos para inativação prévia Acondicione os instrumentos ou cassetes de esterilização simples ou duplas numa embalagem de esterilização descartável que obedeça aos seguintes requisitos: ppser adequada para esterilização a vapor (resistente a uma temperatura de 137 C, pelo menos, e suficientemente permeável ao vapor); ppapresentar uma proteção adequada dos instrumentos ou da embalagem de esterilização contra danos mecânicos; ppdin EN ISO/ANSI AAMI ISO 11607¹. Nota Para evitar danificar a cassete cirúrgica durante o processamento em autoclave, a mesma deve ser colocada corretamente na autoclave (observe a fig.). Respeite sempre as instruções de utilização do fabricante do equipamento de esterilização, especialmente no que se refere ao peso máximo admissível, tempo de funcionamento e teste funcional. Os instrumentos que apresentem corrosão ou ferrugem podem contaminar o circuito de água do equipamento de esterilização com partículas de ferrugem. Estas partículas de ferrugem causam ferrugem inicial nos instrumentos intactos e em todos os futuros ciclos de esterilização. É importante inspecionar e limpar a unidade regularmente! Após a esterilização, os instrumentos têm de ser armazenados. Cuidado A esterilização empregando o método de flash não é permitida. De igual forma, não empregue a esterilização por ar quente, radiação, plasma, formaldeído ou óxido de etileno. Ver também DVD Straumann Dental Implant System Cirurgia, N.º art , Estojo cirúrgico, ou consulte a brochura Conservação e manutenção dos instrumentais cirúrgicos e protéticos, Art. Nº ¹ din EN ISO/ANSI AAMI ISO Embalagens para dispositivos médicos esterilizados trimestralmente 6. Informações adicionais sobre os instrumentos 6.1 Instrumentos cirúrgicos 71

74 6.1.5 Catraca Catraca Instrumento de serviço Catraca desmontada A catraca do Straumann Dental Implant System é um instrumento de braço de duas partes com um botão rotativo para mudar a direcção da força. A catraca é necessária para as seguintes operações: ppabertura manual de rosca ppinserção manual de implantes na sua posição definitiva no local de implantação A catraca é fornecida com um instrumento de serviço que é usado para a remoção do parafuso. Quando este parafuso estiver desaparafusado, o perno da catraca pode ser removido do corpo da catraca. A limpeza e a esterilização têm de ser feitas no estado desmontado Informações adicionais sobre os instrumentos 6.1 Instrumentos cirúrgicos

75 6.1.6 Chave de retenção A chave de retenção é usada para ppestabilizar a catraca ppsegurar o transportador Chave de retenção Estabilizar a catraca Use a ponta da chave de retenção para a estabilização da catraca durante a inserção do implante ou durante a abertura da rosca. Segurar o transportador Use a chave de retenção para segurar o transportador ao removê-lo do implante. O transportador deve ser removido apenas com a catraca ou com a peça de mão (no sentido contrário ao dos ponteiros do relógio). Estabilização da catraca A forma da chave de retenção foi concebida especialmente para diversas situações orais. ppextremo em forma de forquilha: Quando se trata de um espaço normal, o extremo em forma de forquilha é aplicado directamente no sextavado. ppextremo fechado: Quando o espaço interdental é limitado, o extremo fechado deve ser aplicado ao sextavado através do transportador. Para esse efeito, a catraca e o adaptador ou a peça de mão têm de ser removidos. Extremo em forma de forquilha Extremo fechado Chaves de parafusos SCS Chave de parafusos para uso manual Artigo: extracurto, curto, longo Comprimentos: 15 mm, 21 mm, 27 mm Material: aço inox Chave de parafusos SCS para aplicação mecânica na peça de mão Artigo: extracurto, curto, longo Comprimentos: 20 mm, 26 mm, 32 mm Material: aço inox 6. Informações adicionais sobre os instrumentos 6.1 Instrumentos cirúrgicos 73

76 6.2 Osteótomos Kit de instrumentos para a condensação óssea ppindicado para osso esponjoso (osso classe 3 e 4) ppreforça o osso radialmente, para melhorar a estabilidade primária do implante. Nota Os instrumentos com diâmetros de 2,2 mm, 2,8 mm, 3,5 mm e 4,2 mm são adequados para os diâmetros de implante do Straumann Dental Implant System. Existem nas formas direitas e anguladas, o que facilita o acesso à área posterior. Osteótomos para a condensação óssea Kit de instrumentos para a elevação transalveolar do seio maxilar Indicado para os casos em que o osso vertical não é adequado. Batendo nos osteótomos com um martelo, o seio maxilar pode ser quebrado e elevado. Nota Os instrumentos com diâmetros de 2,2 mm, 2,8 mm, 3,5 mm e 4,2 mm são adequados para os diâmetros de implante do Straumann Dental Implant system. Existem nas formas direitas e anguladas, o que facilita o acesso à área posterior. Osteótomos para a elevação do seio maxilar Limitadores de profundidade para osteótomos Todos os osteótomos apresentam marcas de laser inequívocas para as profundidades de 6 mm, 8 mm, 10 mm, 12 mm e 14 mm. Além disso, os limitadores de profundidade ajustáveis facilitam a verificação da profundidade. Informações mais detalhadas sobre a utilização encontram-se nas instruções de utilização Osteótomos Straumann (N.º art e ). Ver também DVD Straumann Dental Implant System Cirurgia (N.º art ). Limitadores de profundidade para osteótomos Informação adicional sobre os instrumentos 6.2 Osteótomos

77 6.3 Limpeza e conservação dos instrumentos Um tratamento cuidadoso de todos os instrumentos é de grande importância. Mesmo danificações pequenas, por exemplo, nas pontas das brocas (por exemplo, quando a broca é atirada para um recipiente de água) afectam a capacidade de corte e, por conseguinte, o resultado clínico. Se a manutenção for correcta e cuidadosa, a elevada qualidade do material e do acabamento garante que os instrumentos rotativos (brocas*, promotores de rosca etc.) podem ser usados várias vezes (recomenda-se um máximo de dez vezes). A ficha Ficha de registo cirúrgico para instrumentos de corte Straumann (N.º art ) permite fazer o registo de cada vez que um instrumento for utilizado. *Excepção: Brocas descartáveis (ver pág. 68). NúmERO de utilizações máximo dos instrumentos de CORTE Artigo Nº Art Dimensões Numéro de utilizações Broca esférica Ø 1,4 mm Broca esférica Ø 2,3 mm Broca esférica Ø 3,1 mm Broca piloto Ø 2,2 mm, corta Broca piloto Ø 2,2 mm, larga Broca piloto Ø 2,8 mm, corta Broca piloto Ø 2,8 mm, larga Broca helicoidal PRO Ø 3,5 mm, corta Broca helicoidal PRO Ø 3,5 mm, larga Broca helicoidal PRO Ø 4,2 mm, corta Broca helicoidal PRO Ø 4,2 mm, larga Broca de perfil SP, RN Ø 2,8 mm, corta Broca de perfil SP, RN Ø 2,8 mm, larga Broca de perfil SP, RN Ø 3,5 mm, corta Broca de perfil SP, RN Ø 3,5 mm, larga Broca de perfil SP, WN Ø 4,2 mm, corta Broca de perfil SP, WN Ø 4,2 mm, larga Broca de perfil TE, RN Ø 2,8 mm, corta Broca de perfil TE, RN Ø 2,8 mm, larga Broca de perfil TE, RN Ø 3,5 mm, corta Broca de perfil TE, RN Ø 3,5 mm, larga Broca de perfil TE, WN Ø 4,2 mm, corta Broca de perfil TE, WN Ø 4,2 mm, larga Broca de perfil BL/NNC Ø 3,3 mm, corta Broca de perfil BL/NNC Ø 3,3 mm, larga Broca de perfil BL Ø 4,1 mm, corta Broca de perfil BL Ø 4,1 mm, larga Broca de perfil BL Ø 4,8 mm, corta Broca de perfil BL Ø 4,8 mm, larga Promotor de rosca S/SP para catraca Ø 3,3 mm, corto institut Straumann ag, Todos os direitos reservados. Straumann e/ou outras marcas comerciais e logótipos de Straumann aqui mencionados são marcas comerciais ou marcas comerciais registadas de Straumann Holding ag e/ou suas afiliadas. Todos os direitos reservados. Promotor de rosca S/SP para catraca Ø 3,3 mm, largo Promotor de rosca S/SP para adaptador Ø 3,3 mm Promotor de rosca S/SP para catraca Ø 4,1 mm, corto Promotor de rosca S/SP para catraca Ø 4,1 mm, largo Promotor de rosca S/SP para adaptador Ø 4,1 mm Promotor de rosca S/SP para catraca Ø 4,8 mm, corto Promotor de rosca S/SP para catraca Ø 4,8 mm, largo Promotor de rosca S/SP para adaptador Ø 4,8 mm Promotor de rosca BL/TE/NNC para adaptador Ø 3,3 mm Promotor de rosca BL/TE para adaptador Ø 4,1 mm Promotor de rosca BL/TE para adaptador Ø 4,8 mm Os produtos Straumann estão marcados com CE 10/ /pt Ba21011 Nota a elevada qualidade do material e de fabrico das brocas, dos promotores de roscas e das brocas de perfil permitem que estes sejam utilizados várias vezes, até 10 vezes no máximo, mas só se lhes for dado um tratamento correcto e cuidadoso (ver também Conservação e manutenção dos instrumentos cirúrgicos e protéticos ). Mais informações em 6. Informação adicional sobre os instrumentos 6.3 Limpeza e manutenção dos instrumentos 75

78 Os instrumentos de corte com uma elevada capacidade de corte são a condição básica para uma implantação coroada de êxito. Por isso, deverá ter em atenção os seguintes pontos: ppnunca deixe que os instrumentos fiquem apoiados nas respetivas pontas. pputilize cada instrumento apenas para o fim a que se destina. ppnão permita nunca que os resíduos cirúrgicos (sangue, secreções, resíduos de tecidos) sequem num instrumento; limpe-o imediatamente após a cirurgia. pplimpe minuciosamente as incrustações, utilizando apenas escovas macias. Desmonte os instrumentos e limpe com especial cuidado as cavidades. ppnunca desinfete, limpe (também em banhos de ultra-sons) ou esterilize em conjunto instrumentos fabricados com diferentes materiais. pputilize apenas agentes de limpeza e desinfetantes específicos para os materiais em causa, e siga as instruções de utilização do fabricante. pplave completamente com água os desinfetantes e agentes de limpeza. ppnunca deixe nem armazene os instrumentos húmidos ou molhados. Informações mais detalhadas encontram-se na brochura Conservação e manutenção dos instrumentais cirúrgicos e protéticos, N.º art Estojo de limpeza por ultra-sons O estojo de limpeza por ultra-sons garante uma conservação optimizada durante a desinfecção e limpeza dos instrumentos no banho de ultra-sons. O tapete de silicone impede que os bordos cortantes dos instrumentos se toquem, o que iria ter um efeito negativo sobre a sua capacidade de corte Informação adicional sobre os instrumentos 6.3 Limpeza e manutenção dos instrumentos

79 7. ANEXO 7.1 Etiquetagem e codificação de cores do Straumann Dental Implant System Explicação dos nomes e das etiquetagens Codificação de cores Amarelo Vermelho Verde Diâmetro intra-ósseo do implante 3,3 mm Diâmetro intra-ósseo do implante 4,1 mm Diâmetro intra-ósseo do implante 4,8 mm Tipos de implante S: Implante Standard SP: Implante Standard Plus TE: Implante Tapered Effect BL: Implante Bone Level Tipos de ligação NN: Narrow Neck Ø 3,5 mm Ø 3,5 mm RN: Regular Neck Ø 4,8 mm Ø 4,8 mm WN: Wide Neck Ø 6,5 mm Ø 6,5 mm NC: Narrow CrossFit Ø 3,3 mm Ø 3,3 mm RC: Regular CrossFit Ø 4,1 e Ø 4,8 mm Ø 4,1 mm Ø 4,8 mm 7. Anexo 7.1 Etiquetagem e codificação de cores do Straumann Dental Implant System 77

80 Exemplo de uma etiqueta na embalagem do implante Tipo de ligação Comprimento da superfície SLA /SLActive Tipo de implante Diâmetro intra-ósseo Tipo de superfície Número de referência Número de lote 128 código de barra O ponto verde Válido até Fabricante Não reutilizar Atenção: a lei federal restringe a venda deste dispositivo a um profissional dentário ou por ordem deste. Atenção, consulte a documentação em anexo Os produtos Straumann equipados com a marca CE cumprem os requisitos da directiva 93/42 CEE relativa a dispositivos médicos Esterilizado por radiação Ø 3.3 SP 8 NN SP Ø 4.1 RN SLActive 10Ti TE Ø 4.8 WN SLActive 12Ti BL Ø 4.1 RC SLActive 12Ti Implante Straumann Standard Plus Diâmetro intra-ósseo 3,3 mm Narrow Neck 8 mm SLA Implante Straumann Standard Plus Diâmetro intra-ósseo 4,1 mm Regular Neck 10 mm SLActive Implante Straumann Tapered Effect Diâmetro intra-ósseo 4,8 mm Wide Neck 12 mm SLActive Implante Straumann Bone Level Diâmetro intra-ósseo 4,1 mm Regular CrossFit 12 mm SLActive Anexo 7.1 Etiquetagem e codificação de cores do Straumann Dental Implant System

Optimize o seu processo CAD/CAM com software Tebis.

Optimize o seu processo CAD/CAM com software Tebis. Optimize o seu processo CAD/CAM com software Tebis. MODELOS PROTOTIPOS MOLDES CUNHOS E CORTANTES PRODUÇÃO DE MODELOS PRODUÇÃO EM SERIE AERONAUTICA 2 ÍNDICE Tebis processo em cadeia 4 Página 10 Tebis filosofia

Leia mais

CAD. all ceramic all you need I N S T R U Ç Õ E S D E U S O

CAD. all ceramic all you need I N S T R U Ç Õ E S D E U S O CAD all ceramic all you need I N S T R U Ç Õ E S D E U S O C O N S U LT Ó R I O Índice INFORMAÇÕES DO PRODUTO CAD 3 IPS e.max System um sistema para todas as indicações 4 Informações do produto Material

Leia mais

CIF. Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. Classificação Detalhada com definições

CIF. Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. Classificação Detalhada com definições Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde Classificação Detalhada com definições Todas as categorias com as suas definições, inclusões e exclusões Organização Mundial da Saúde

Leia mais

ADENSAMENTO DO CONCRETO POR VIBRAÇÃO

ADENSAMENTO DO CONCRETO POR VIBRAÇÃO ADENSAMENTO DO CONCRETO POR VIBRAÇÃO Gestão de Equipamentos e Obras Dezembro 2005 Apresentação A falta de literatura especializada em nosso idioma e o comportamento das pessoas envolvidas no trabalho de

Leia mais

Manual de Transporte Vertical em Edifícios Elevadores de Passageiros, Escadas Rolantes, Obra Civil e Cálculo de Tráfego.

Manual de Transporte Vertical em Edifícios Elevadores de Passageiros, Escadas Rolantes, Obra Civil e Cálculo de Tráfego. Manual de Transporte Vertical em Edifícios Elevadores de Passageiros, Escadas Rolantes, Obra Civil e Cálculo de Tráfego. PREFÁCIO É com satisfação que Elevadores Atlas Schindler dá continuidade a este

Leia mais

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS SISTEMA CAD/CAM EM PRÓTESE SOBRE IMPLANTE

INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS SISTEMA CAD/CAM EM PRÓTESE SOBRE IMPLANTE INSTITUTO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE FUNORTE / SOEBRÁS SISTEMA CAD/CAM EM PRÓTESE SOBRE IMPLANTE DANIELA RODRIGUES NEVES NEDER Monografia apresentada ao Programa de Especialização em Implantodontia do ICS FUNORTE/SOEBRÁS

Leia mais

Linhas de orientação de salvamentos

Linhas de orientação de salvamentos file://c:\users\qx54891\appdata\local\temp\14\dw_temp_qx54891\vul-rel-bm Page 1 of 68 BMW Linhas de orientação de salvamentos Informação para operadores Janeiro de 2015 Introdução Fundamento Aspectos da

Leia mais

Eficiência energética nos edifícios residenciais

Eficiência energética nos edifícios residenciais Manual do Consumidor 1 Eficiência energética nos edifícios residenciais Textos Pieraldo Isolani Membros do Grupo de Trabalho Transnacional que colaboraram: Riccardo Comini - Adiconsum, Itália Florence

Leia mais

Manual de Operador Catálogo de Peças www.semeato.com.br

Manual de Operador Catálogo de Peças www.semeato.com.br Manual do Operador O PRESENTE CATÁLOGO DE PEÇAS CONTÉM O DESENHO, O CÓDIGO E A DENOMINAÇÃO DE CADA PEÇA DA SEME ADORA ADUBADORA FACILITANDO ASSIM Á IDENTIFICAÇÃO E O RECONHECIMENTO DAS MESMAS NO ATO DA

Leia mais

Ocupação Científica de Jovens nas Férias 2003. 8 a 12 de Setembro 2003 Instituto Superior Técnico Instituto de Sistemas e Robótica

Ocupação Científica de Jovens nas Férias 2003. 8 a 12 de Setembro 2003 Instituto Superior Técnico Instituto de Sistemas e Robótica 8 a 12 de Setembro 2003 Instituto Superior Técnico Instituto de Sistemas e Robótica Manual de construção de um Robot Futebolista e Interface Gráfica Índice 1 Introdução...3 1.1 Estrutura Funcional de um

Leia mais

VÁLVULAS de SEGURANÇA

VÁLVULAS de SEGURANÇA VÁLVULAS de SEGURANÇA 1.1 Introdução As válvulas de segurança e/ou alívio são dispositivos automáticos de alívio de pressão sendo obrigatórios em vasos de pressão ou caldeiras, cuja pressão interna seja

Leia mais

Identificar e eliminar danos nos pistões

Identificar e eliminar danos nos pistões Identificar e eliminar danos nos pistões SERVICE Tips & infos Identificar e eliminar danos nos pistões 1 Trago a força da Kolbenschmidt, Pierburg e TRW Engine Components! Grupo Motor Service. Qualidade

Leia mais

Uma casa para a vida aplicação do design inclusivo à habitação. uma casa para a vida aplicação do design inclusivo à habitação

Uma casa para a vida aplicação do design inclusivo à habitação. uma casa para a vida aplicação do design inclusivo à habitação Uma casa para a vida aplicação do design inclusivo à habitação aplicação do design inclusivo à habitação Ficha Técnica Edição Instituto Nacional para a Reabilitação, I.P. Direcção Editorial CPD - Beatriz

Leia mais

Inserir imagem no tamanho 215x70 mm. Diretrizes para Montagem de Carroçarias e Equipamentos

Inserir imagem no tamanho 215x70 mm. Diretrizes para Montagem de Carroçarias e Equipamentos Inserir imagem no tamanho 215x70 mm Diretrizes para Montagem de Carroçarias e Equipamentos Índice Índice L 1Introdução... 6 1.1Estrutura deste Manual... 8 1.2Formas de apresentação...10 1.3Segurança do

Leia mais

Acoplamento De Diafragma Flexível Modelo Naval MS. Instruções de Instalação Folheto Técnico 13-402 Revisado Fevereiro 2003 AVISO

Acoplamento De Diafragma Flexível Modelo Naval MS. Instruções de Instalação Folheto Técnico 13-402 Revisado Fevereiro 2003 AVISO Acoplamento De Diafragma Flexível Modelo Naval MS Instruções de Instalação Folheto Técnico 13-402 Revisado Fevereiro 2003 Kop-Flex, Inc., P. O. Box 1696, Baltimore, Maryland 21203, 410-768-2000 Kop-Flex

Leia mais

Krautkramer MIC 10. GE Tecnologias de Inspeção. Manual de Operação 084-028-547. . GEInspectionTechnologies.com

Krautkramer MIC 10. GE Tecnologias de Inspeção. Manual de Operação 084-028-547. . GEInspectionTechnologies.com GE Tecnologias de Inspeção Ultra som Krautkramer MIC 10 Manual de Operação 084-028-547. GEInspectionTechnologies.com 2005 General Electric Empresa. Todos os direitos reservados. Nós nos reservamos o direito

Leia mais

O Carburador. O que é um carburador?

O Carburador. O que é um carburador? O Carburador O que é um carburador? É um aparelho ou dispositivo, que a partir de um combustível líquido e do ar da atmosfera, prepara e fornece para todos os regimes de trabalho do motor, uma mistura

Leia mais

MANUAL BÁSICO DO UTILIZADOR

MANUAL BÁSICO DO UTILIZADOR MANUAL BÁSICO DO UTILIZADOR DCP-J125 DCP-J315W Versão A BRA-POR Se precisar de contactar o Serviço de Clientes Complete as seguintes informações para futura referência: Número do Modelo: DCP-J125 e DCP-J315W

Leia mais

Diretivas ABNT, Parte 2 Regras para a estrutura e redação de Documentos Técnicos ABNT

Diretivas ABNT, Parte 2 Regras para a estrutura e redação de Documentos Técnicos ABNT Diretivas ABNT, Parte 2 Regras para a estrutura e redação de Documentos Técnicos ABNT Rules for the structure and drafting of ABNT Technical Documents Primeira edição, 2007 Todos os direitos reservados.

Leia mais

Orientações para a apreciação das concentrações horizontais nos termos do regulamento do Conselho relativo ao controlo das concentrações de empresas

Orientações para a apreciação das concentrações horizontais nos termos do regulamento do Conselho relativo ao controlo das concentrações de empresas 5.2.2004 Jornal Oficial da União Europeia C 31/5 Orientações para a apreciação das concentrações horizontais nos termos do regulamento do Conselho relativo ao controlo das concentrações de empresas (2004/C

Leia mais

Prevenção de Úlceras de Pressão. Guia de Consulta Rápido

Prevenção de Úlceras de Pressão. Guia de Consulta Rápido de Úlceras de Pressão Guia de Consulta Rápido Introdução Este Guia de consulta rápido sumariza as linhas de orientação baseadas na evidência para a e Tratamento das Úlceras de Pressão. Foi desenvolvido

Leia mais

Atuadores multi-voltas SA 07.2 SA 16.2/SAR 07.2 SAR 16.2 com controlo de atuador AUMA MATIC AM 01.1/AM 02.1

Atuadores multi-voltas SA 07.2 SA 16.2/SAR 07.2 SAR 16.2 com controlo de atuador AUMA MATIC AM 01.1/AM 02.1 Atuadores multi-voltas SA 07.2 SA 16.2/SAR 07.2 SAR 16.2 com controlo de atuador AUMA MATIC AM 01.1/AM 02.1 Instruções de Operação Montagem, operação, colocação em funcionamento Índice AM 01.1/AM 02.1

Leia mais

COMPANHIA ESTADUAL DE ÁGUAS E ESGOTOS

COMPANHIA ESTADUAL DE ÁGUAS E ESGOTOS COMPANHIA ESTADUAL DE ÁGUAS E ESGOTOS NORMA GERAL PARA PROJETO E CONSTRUÇÃO DE ESTAÇÕES ELEVATÓRIAS DE ESGOTO SANITÁRIO NT-3.200-000.000-SPT-04-001 OUTUBRO/2006 REVISÃO 0 APRESENTAÇÃO A presente regulamentação

Leia mais

Como Elaborar um Plano de Negócios: O SEU GUIA PARA UM PROJECTO DE SUCESSO

Como Elaborar um Plano de Negócios: O SEU GUIA PARA UM PROJECTO DE SUCESSO Como Elaborar um Plano de Negócios: O SEU GUIA PARA UM PROJECTO DE SUCESSO Como Elaborar um Plano de Negócios Ao pensar em procurar um parceiro de Capital de Risco, um empreendedor necessita de estruturar

Leia mais

Manual formação pme HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO

Manual formação pme HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO Manual formação pme HIGIENE E SEGURANÇA NO TRABALHO Índice: Fundamentos da Higiene e Segurança 3 Introdução 3 Definições 4 Acidentes de Trabalho 5 Factores que afectam a Higiene e Segurança 8 As Perdas

Leia mais