Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº3

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº3"

Transcrição

1 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. Electrotécnica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº3 Rede Ponto-a-Ponto; Rede Cliente-Servidor; WAN básica com Routers

2 1 Objectivo Criar uma rede ponto-a-ponto simples entre dois PCs Identificar o cabo correcto para ligar os dois PCs directamente Criar uma rede simples com dois PCs usando um Hub ou Switch Identificar o cabo correcto para ligar os dois PCs ao Hub ou Switch Criar uma rede de longa distância (WAN) simples com dois PCs, dois Switches ou Hubs e dois Routers Identificar os cabos apropriados para ligar um PC e Router a cada Hub ou Switch Identificar os cabos apropriados para ligar os Routers para formar um link WAN Configurar as informações relacionadas com o endereço IP da estação de trabalho Testar a conectividade usando o comando ping. 2 Introdução 2.1 Rede Ponto-a-Ponto Com a utilização das tecnologias de redes locais e WAN, vários computadores são interligados para oferecer serviços aos seus utilizadores. Para tal, os computadores interligados assumem diferentes papéis ou funções em relação aos outros. Alguns tipos de aplicações exigem que os computadores funcionem como parceiros iguais. Outras distribuem as suas tarefas para que um computador funcione para servir vários outros numa relação de desigualdade. Em qualquer um dos casos, dois computadores tipicamente comunicam usando protocolos de pedido/resposta (request/response). Um computador emite um pedido de um serviço e o segundo computador recebe e responde ao pedido. O requisitante assume o papel de um cliente e o que responde assume o papel de um servidor. Numa rede ponto-a-ponto, os computadores interligados agem como parceiros iguais, ou pares. Como pares, cada computador pode assumir a função de cliente ou a função de servidor. Num determinado momento, o computador A pode solicitar um ficheiro do computador B, o qual responde enviando o ficheiro. Nesta situação, o Computador A funciona como cliente, enquanto que o B funciona como servidor. Noutra situação os computadores A e B podem inverter os papéis. 2006/2007 2

3 Numa rede ponto-a-ponto, os utilizadores individuais controlam os seus próprios recursos. Os utilizadores podem decidir partilhar determinados arquivos com outros utilizadores. Os utilizadores podem também solicitar passwords antes de permitir que outros acedam aos seus recursos. Sendo os utilizadores individuais a tomar essas decisões, não existe um ponto central de controle ou administração na rede. Além disso, os utilizadores individuais precisam fazer backup dos seus próprios sistemas para poderem recuperar a perda de dados em caso de falhas. Quando um computador actua como servidor, o utilizador dessa máquina poderá sofrer uma redução de desempenho enquanto a máquina atende as solicitações feitas por outros sistemas. As redes ponto-a-ponto são relativamente fáceis de instalar e operar. Não é necessário nenhum equipamento adicional além de um sistema operativo apropriado instalado em cada computador. Sendo os utilizadores individuais a controlar os seus próprios recursos não são necessários administradores dedicados. Com o crescimento das redes, as relações ponto-a-ponto tornam-se cada vez mais difíceis de coordenar. Uma rede ponto-a-ponto funciona bem até 10 computadores. As redes ponto-aponto não se adaptam bem ao seu crescimento, a sua eficiência diminui rapidamente à medida que o número de computadores na rede for aumentando. Sendo os utilizadores individuais a controlar o acesso aos recursos dos seus computadores poderá ser difícil manter a segurança. O modelo de rede cliente/servidor pode ser usado para superar as limitações da rede ponto-aponto. 2.2 Rede Cliente-Servidor Numa configuração cliente-servidor, os serviços de rede estão localizados num computador dedicado designado por servidor. O servidor responde às solicitações dos clientes. O servidor é um computador central que está disponível continuamente para atender às solicitações dos clientes para acesso a ficheiros, impressão, aplicações e outros serviços. A maior parte dos sistemas operativos de rede adoptam o formato de relação cliente/servidor. Tipicamente, os computadores de secretária (desktops) funcionam como clientes e um ou mais computadores com maior capacidade de processamento e memória além de software especializado funcionam como servidores. Os servidores são projectados para processarem simultaneamente solicitações de vários clientes. Antes que um cliente possa aceder aos recursos do servidor, ele precisa ser identificado e autorizado a usá-los. Isto é possível quando se atribui a cada cliente um nome de conta e password que é verificada por um serviço de autenticação. O serviço de autenticação age como uma sentinela para guardar o acesso à rede. Com a centralização das contas, da segurança e do 2006/2007 3

4 controle de acesso do utilizador, as redes baseadas em servidor simplificam a administração de grandes redes. A concentração de recursos de rede como ficheiros, impressoras e aplicações nos servidores também torna mais fácil o backup e a manutenção dos dados gerados. Ao contrário de se ter esses recursos espalhados em máquinas individuais, eles podem ser localizados em servidores especializados e dedicados para um acesso mais fácil. A maior parte dos sistemas cliente-servidor também incluem instalações para melhorar a rede com a adição de novos serviços que aumentam a utilidade da rede. A distribuição das funções nas redes cliente-servidor trazem consideráveis vantagens, mas também acarretam alguns custos. Embora a agregação de recursos aos sistemas de servidor traga maior segurança, um acesso mais simples e controle coordenado, o servidor apresenta um único ponto de falha da rede. Sem um servidor operacional, a rede não pode funcionar de maneira alguma. Os servidores exigem pessoal treinado e experiente para administrá-los e mantê-los. Isso aumenta as despesas de operação da rede. Os sistemas cliente-servidor exigem hardware adicional e software especializado o que aumenta o seu custo. 3 Realização experimental 3.1 Rede Ponto-a-Ponto Esta secção do laboratório pretende ilustrar a capacidade de ligação de dois PCs para criar uma rede local Ethernet ponto-a-ponto simples. As estações de trabalho serão ligadas directamente uma à outra sem a utilização de um hub ou switch. Além das ligações da Camada 1 (física) e da Camada 2 (ligação de dados), os computadores precisam também ser configurados com os endereços IP correctos para a rede (Camada 3), para que possam comunicar entre si. Um cabo cruzado UTP CAT 5/5e é tudo o que se necessita para a ligação entre os PCs. A ligação dos PCs desta forma pode ser muito útil para a transferência de ficheiros a alta velocidade e para resolver problemas com dispositivos de interligação entre PCs. Se os dois PCs puderem ser ligados com um único cabo e comunicarem entre si, é sinal que qualquer problema de rede não se deve aos próprios PCs. Para a realização desta parte do trabalho devem juntar-se dois grupos ficando um grupo em cada PC Identificar o cabo Ethernet apropriado e ligar os dois PCs A ligação entre os dois PCs será realizada através de um cabo cruzado Categoria 5 ou 5e. Examine cuidadosamente as extremidades do cabo e seleccione apenas um cabo cruzado. 2006/2007 4

5 3.1.2 Verificar a ligação física Ligue os computadores. Para verificar as ligações dos computadores, certifique-se de que as luzes de link em ambas as placas de rede estão acesas. As duas luzes de link estão acesas? Aceder à janela de configuração de IP a. Seleccione Start > Control Panel e depois Network Connections. b. Seleccione Local Area Connection e clique em properties. c. Seleccione da lista apresentada o ícone do TCP/IP protocol associado à placa de rede do PC. d. Clique Properties e de seguida Use the following IP address Definir as configurações TCP/IP nos dois PCs a. Defina as informações de endereço IP para cada PC de acordo com as informações da tabela. Computador Endereço IP Máscara de sub-rede Gateway por omissão PC A Não Exigido PC B Não Exigido Note que o endereço IP do gateway por omissão não é necessário, já que os computadores estão ligados directamente. O gateway por omissão só é necessário em redes locais que estão ligadas a um router Aceder ao prompt de comando ou do MS-DOS Use o menu Start para abrir a janela do Prompt de Comando (tipo MS-DOS). Start > Programs > Accessories > Command Prompt 2006/2007 5

6 3.1.6 Verificar que os PCs comunicam entre si Teste a conectividade de um PC a outro fazendo ping ao endereço IP do outro computador. a. Use o seguinte comando no prompt de comando. C:>ping (ou ) b. Procure resultados semelhantes aos apresentados em seguida. Em caso negativo, verifique as ligações dos PCs e as configurações TCP/IP nos dois PCs Confirmar as configurações TCP/IP da rede Insira o comando ipconfig a partir do Prompt de Comando. Os resultados obtidos estão de acordo com os valores configurados em 3.1.6? 3.2 Rede Cliente-Servidor Esta secção do laboratório pretende ilustrar a capacidade de ligação de dois PCs para criar uma rede local simples baseada num switch (ou Hub) Ethernet usando duas estações de trabalho. Um switch é um dispositivo de concentração de rede, por vezes também conhecido como bridge multiporta. Os switches são económicos e fáceis de instalar. Ao operar no modo full-duplex proporcionam às estações de trabalho uma largura de banda dedicada. Os switches eliminam colisões ao criarem microsegmentos entre as portas às quais estão ligadas as duas estações de trabalho. São apropriados para redes locais pequenas ou grandes com tráfego moderado a intenso. Usando um switch será necessário um cabo directo UTP Categoria 5/5e para ligar cada PC ao switch. Este cabo é conhecido como cabo directo ou cabo transparente e é usado para fazer a ligação das estações de trabalho numa rede local típica. 2006/2007 6

7 3.2.1 Identificar o cabo Ethernet apropriado e ligar os dois PCs ao switch A ligação entre os dois PCs e o switch será realizada através de um patch cable directo Categoria 5 ou 5e. Ligue uma das extremidades à placa de rede e a outra a uma porta do switch. Examine cuidadosamente as extremidades do cabo e seleccione apenas um cabo directo Verificar a ligação física Ligue os cabos de energia e os computadores. Para verificar as ligações dos computadores certifique-se de que as luzes de link em ambas as placas de rede e nas interfaces do switch estão acesas. Todas as luzes de link estão acesas? Repita as etapas a da secção Rede Ponto-a-Ponto 3.3 WAN básica com Routers Esta secção do laboratório pretende ilustrar a capacidade de se ligarem duas redes locais simples, cada uma constituída por uma estação de trabalho e um switch ou hub, para formar uma WAN básica router a router. Um router é um dispositivo de rede que pode ser usado para interligar redes locais e que encaminha pacotes entre diferentes redes usando endereçamento IP da Camada 3. Os routers são geralmente usados para ligação à Internet. São usados cabos directos para ligar cada PC e router ao seu switch ou hub. São usados dois cabos V.35 especiais para a criação do link WAN simulado entre os routers. NOTA: Os dois routers precisam ser previamente configurados pelo docente de laboratório para ter o endereço IP correcto nas suas interfaces de rede local e de WAN Identificar e ligar o cabo Ethernet apropriado desde o PC até o switch a. A ligação entre o PC e o switch será realizada usando-se um patch cable directo Categoria 5 ou 5e. Ligue uma das extremidades na placa de rede e a outra a uma porta no switch. Examine cuidadosamente as extremidades do cabo e seleccione apenas um cabo directo. 2006/2007 7

8 b. Examine o switch. Qual o modelo do switch que está a usar? Identificar as interfaces Ethernet ou Fast Ethernet nos routers a. Examine os routers. b. Qual é o modelo do Router A? c. Qual é o modelo do Router B? d. Localize um ou mais conectores RJ-45 em cada router etiquetado(s) 10/100 Ethernet conforme a figura abaixo. O identificador pode variar dependendo do tipo de router usado; a figura mostra um router da série Um router de série 2500 terá uma porta AUI Ethernet DB-15 identificada por AUI 0. Estes exigirão um adaptador AUI/10Base-T para ligar ao cabo RJ-45. e. Identifique as portas Ethernet que poderiam ser usadas para ligar nos routers. Anote as informações na tabela abaixo. Registe os números das portas AUI se estiver a trabalhar com um router Cisco da série Router Porta Porta A B Fazer as ligações da rede local ao router A ligação entre o router e o switch será realizada através de um cabo directo CAT 5. Examine cuidadosamente as extremidades do cabo e seleccione apenas cabos directos. Faça a ligação da interface Ethernet que usa a designação 0 (zero) no router a uma porta no switch. Se estas ligações forem efectuadas em routers da série 2500, use o adaptador AUI/10BASE-T. NOTA: Os routers devem ser previamente configurados pelo docente do laboratório para que a interface Ethernet 0 em cada router tenha o endereço IP e máscara de sub-rede apropriados, conforme indicado na tabela abaixo. Isto permitirá que os routers encaminhem pacotes entre as redes locais e Router Endereço IP de Interface E0 Máscara de sub-rede Router A Router B /2007 8

9 3.3.4 Verificar as ligações físicas Ethernet Ligue o cabo de energia na tomada e ligue os computadores, switches e routers. Para verificar as ligações, certifique-se de que as luzes de link em ambas as placas de rede dos PCs, em ambas as interfaces do switch/hub e nas interfaces Ethernet dos routers estão acesas. Todas as luzes de link estão acesas? Caso contrário, verifique as ligações e os tipos de cabos Identificar as interfaces série no router a. Examine os routers. b. Identifique as portas série em cada router que podem ser usadas para fazer a ligação entre os routers para simular um link WAN. Anote as informações na tabela abaixo. Se houver mais de uma interface série, use a Interface 0 em cada router. Nome do Router Porta Série do Router Porta Série do Router Router A Router B Identificar e localizar os cabos V.35 apropriados a. Inspeccione os cabos série disponíveis no laboratório. Dependendo do tipo de router e/ou placa série as portas série poderão ter conectores diferentes. b. Características da porta série do router Os dois tipos mais comuns são o conector DB-60 e o smart série. Usando a tabela abaixo, indique quais são os tipos de routers que estão a ser usados. Router Smart Série DB60 RTR A RTR B a. Simular o link WAN - DCE / DTE e gerar o Clock A simulação que se irá efectuar não utilizará linhas alugadas activas. Assim, um dos routers precisará gerar o clock para o circuito. Este sinal de clock é normalmente fornecido a cada router por um dispositivo DCE tal como um CSU/DSU. Para gerar o sinal de clock, um dos routers precisará de um cabo DCE em vez do cabo DTE usado pelo outro router. Um cabo DCE V.35 e um cabo DTE V.35 serão usados para simular a ligação à WAN. 2006/2007 9

10 b. Características do cabo V.35 O conector DCE V.35 é um conector V.35 fêmea (de 34 pinos). O cabo DTE possui um conector V.35 macho. Os cabos também têm etiquetas indicando DCE ou DTE na extremidade do cabo junto ao conector. Use o cabo DCE no Router A, já que este irá gerar o sinal de clock, e o DTE no router B Fazer a cablagem para a ligação WAN do router O cabo DCE será ligado à interface Série 0 no Router A. O cabo DTE deve ser ligado à interface Série 0 no Router B. a. Faça primeiramente a ligação entre os dois cabos V.35. Existe apenas uma maneira correcta dos cabos se encaixarem. Alinhe os pinos do cabo macho com os sockets fêmea e faça o encaixe cuidadosamente. Quando estiverem unidos, gire os parafusos manuais no sentido horário para fixar os conectores. b. Faça a ligação em cada um dos routers. Segurando o conector com uma mão, oriente correctamente o conector do cabo e o conector do router de modo que os ângulos correspondam. Empurre o conector do cabo parcialmente no conector do router e aperte os parafusos manualmente até que o cabo fique completamente introduzido no conector. NOTA: O Router A deve ser configurado pelo docente do laboratório para proporcionar um sinal de clock DCE na interface Série 0. A interface Série 0 em cada router deverá ter um endereço IP e máscara de sub-rede apropriados conforme indicado na tabela abaixo. A rede que interliga as interfaces série do router é a Router Clock Endereço IP de Interface S0 Máscara de sub-rede Router A DCE Router B DTE Definir as Configurações IP da Estação de Trabalho a. Aceda à janela de configuração IP. b. Defina as informações de endereço IP para cada PC de acordo com as informações na tabela. Note que o endereço IP de cada PC está na mesma rede que o gateway por omissão, que é a interface Ethernet do router à qual o PC está ligado. O gateway por omissão é sempre necessário em redes locais ligadas a um router. Computador Endereço IP Máscara de sub-rede Gateway por omissão PC A PC B /

11 3.3.9 Verificar se os PCs comunicam através da WAN a. Testar a conectividade Faça ping ao endereço IP do computador na outra rede local. Digite o seguinte comando no prompt de comando: C:>ping (ou ) Assim testará a conectividade IP de uma estação de trabalho através de seu switch e router, do link da WAN e do router e switch até ao outro PC. b. Qual foi o resultado do ping? c. Se não obteve sucesso no ping, verifique as ligações e as configurações TCP/IP dos dois PCs. Reponha os PCs nas suas configurações IP originais, desligue o equipamento e guarde os cabos. 2006/

12 4 Questões finais 1. Qual é o tipo de cabo necessário para se fazer a ligação de uma placa de rede a outra placa de rede directamente? 2. Qual é a designação da categoria do cabo usado? 3. Como se verifica uma ligação física? 4. Como se pode testar a conectividade entre dois PC s numa rede? 5. Como se confirmam as configurações TCP/IP da rede? 6. Qual é o tipo de cabo necessário para se fazer a ligação da placa de rede switch? 7. Indique as vantagens e desvantagens de cada tipo de rede local utilizada. Vantagens Desvantagens Rede Ponto-a-Ponto Rede Cliente-Servidor 8. Explique como se podem interligar duas redes locais simples. Apresente uma arquitectura possível indicando o tipo de ligações e configurações necessárias. 2006/

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº2

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº2 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº2 Configuração de TCP/IP numa rede de computadores Utilização de Ipconfig, Ping e Tracert

Leia mais

Módulo 5 Cablagem para LANs e WANs

Módulo 5 Cablagem para LANs e WANs CCNA 1 Conceitos Básicos de Redes Módulo 5 Cablagem para LANs e WANs Cablagem de LANs Nível Físico de uma Redes Local Uma rede de computadores pode ser montada utilizando vários tipos de meios físicos.

Leia mais

Experiência 05: CONFIGURAÇÃO BÁSICA DE UMA REDE. Objetivo Geral Criar uma rede ponto-a-ponto com crossover e utiizando switch.

Experiência 05: CONFIGURAÇÃO BÁSICA DE UMA REDE. Objetivo Geral Criar uma rede ponto-a-ponto com crossover e utiizando switch. ( ) Prova ( ) Prova Semestral ( ) Exercícios ( ) Prova Modular ( ) Segunda Chamada ( ) Exame Final ( ) Prática de Laboratório ( ) Aproveitamento Extraordinário de Estudos Nota: Disciplina: Turma: Aluno

Leia mais

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO

Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Apresentação de REDES DE COMUNICAÇÃO Curso Profissional de Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos MÓDULO VI Programação de Sistemas de Comunicação Duração: 30 tempos Conteúdos 2 Construção

Leia mais

Utilizar o Cisco UC 320W com o Windows Small Business Server

Utilizar o Cisco UC 320W com o Windows Small Business Server Utilizar o Cisco UC 320W com o Windows Small Business Server Esta nota de aplicação explica como implementar o Cisco UC 320W num ambiente do Windows Small Business Server. Índice Este documento inclui

Leia mais

Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida. Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic.

Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida. Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic. Conceptronic C100BRS4H Guia de Instalação Rápida Parabéns pela compra do seu Router de Banda Larga com 4 portas da Conceptronic. O seguinte Guia de Instalação de Hardware explica-lhe passo-a-passo como

Leia mais

Equipamentos de Rede. Prof. Sérgio Furgeri 1

Equipamentos de Rede. Prof. Sérgio Furgeri 1 Equipamentos de Rede Repetidor (Regenerador do sinal transmitido)* Mais usados nas topologias estrela e barramento Permite aumentar a extensão do cabo Atua na camada física da rede (modelo OSI) Não desempenha

Leia mais

Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows XP

Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows XP Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows XP O Express First Net Internet Kit da D-Link permitirá que você conecte seu escritório com o mundo, compartilhe o acesso à Internet com grande

Leia mais

Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows 2000

Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows 2000 Guia DIE-100 para Cable Modem e sistema operacional Windows 2000 O Express First Net Internet Kit da D-Link permitirá que você conecte seu escritório com o mundo, compartilhe o acesso à Internet com grande

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº1

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº1 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. Electrotécnica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº1 Cablagem estruturada 1 Introdução Vivemos em plena segunda revolução industrial.

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº6

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº6 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº6 Configuração básica de um router Configuração do protocolo de routing RIP 1 Objectivo

Leia mais

Guia DIE-100 para ADSL e sistema operacional Windows 98

Guia DIE-100 para ADSL e sistema operacional Windows 98 Guia DIE-100 para ADSL e sistema operacional Windows 98 O Express First Net Internet Kit da D-Link permitirá que você conecte seu escritório com o mundo, compartilhe o acesso à Internet com grande velocidade

Leia mais

Aula 03 Regras de Segmentação e Switches

Aula 03 Regras de Segmentação e Switches Disciplina: Dispositivos de Rede II Professor: Jéferson Mendonça de Limas 4º Semestre Aula 03 Regras de Segmentação e Switches 2014/1 19/08/14 1 2de 38 Domínio de Colisão Os domínios de colisão são os

Leia mais

Série de CÂMARA IR EM REDE EXTERIOR

Série de CÂMARA IR EM REDE EXTERIOR Série de CÂMARA IR EM REDE EXTERIOR MANUAL DE INSTALAÇÃO Ler estas instruções na sua totalidade antes de colocar em funcionamento e devem ser guardadas para consulta futura. 1. GENERALIDADES 1.1 Conteúdo

Leia mais

Redes de Computadores Grupo de Redes de Computadores

Redes de Computadores Grupo de Redes de Computadores Redes de Computadores Grupo de Redes de Computadores Interligações de LANs: Equipamentos Elementos de interligação de redes Aplicação Apresentação Sessão Transporte Rede Ligação Física LLC MAC Gateways

Leia mais

ICORLI. INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO e OPERAÇÃO EM REDES LOCAIS e INTERNET

ICORLI. INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO e OPERAÇÃO EM REDES LOCAIS e INTERNET INSTALAÇÃO, CONFIGURAÇÃO e OPERAÇÃO EM REDES LOCAIS e INTERNET 2010/2011 1 Protocolo TCP/IP É um padrão de comunicação entre diferentes computadores e diferentes sistemas operativos. Cada computador deve

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DE MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM

ESCOLA SECUNDÁRIA C/ 3º CICLO DE MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM ANO: 11º Redes de Comunicação ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/8 Componentes de um sistema de comunicações; Sistemas Simplex, Half-Duplex e Full- Duplex; Transmissão de sinais analógicos e digitais; Técnicas

Leia mais

CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBODA MANUAL DE INSTALAÇÃO

CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBODA MANUAL DE INSTALAÇÃO CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBODA MANUAL DE INSTALAÇÃO Ler estas instruções na sua totalidade antes de colocar em funcionamento e devem ser guardadas para consulta futura. 1. GENERALIDADES

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº 4

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº 4 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº 4 Configuração Básica de um Switch; Configuração de VLANs 1 Objectivo Criar e verificar

Leia mais

IPBbrick.GT Manual de Instalação. iportalmais - Serviços de Internet e Redes, Lda.

IPBbrick.GT Manual de Instalação. iportalmais - Serviços de Internet e Redes, Lda. IPBbrick.GT Manual de Instalação iportalmais - Serviços de Internet e Redes, Lda. Junho 2006 2 Copyright c iportalmais Todos os direitos reservados. Junho 2006. A informação contida neste documento está

Leia mais

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter Powerline Adapter Note! Não expor o Powerline Adapter a temperaturas extremas. Não deixar o dispositivo sob a luz solar directa ou próximo a elementos aquecidos. Não usar o Powerline Adapter em ambientes

Leia mais

Autenticação 802.1x. Configuração SSID eduroam, em Windows XP

Autenticação 802.1x. Configuração SSID eduroam, em Windows XP Autenticação 802.1x ISCAC Configuração SSID eduroam, em Windows XP Requisitos Hardware Placa de rede wireless que preencha as normas Wi-Fi 802.11b e/ou 802.11g. Software - Apresentamos a configuração para

Leia mais

ENCAMINHADOR PONTO DE ACESSO SEM FIOS 300MBIT BANDA DUPLA

ENCAMINHADOR PONTO DE ACESSO SEM FIOS 300MBIT BANDA DUPLA ENCAMINHADOR PONTO DE ACESSO SEM FIOS 300MBIT BANDA DUPLA Manual de Instalação Rápida DN-70590 Conteúdo Conteúdo da Embalagem... Página 1 Ligação de Rede Instaladas... Página 2 Configuração de Rede...

Leia mais

CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBADA MANUAL DE INSTALAÇÃO

CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBADA MANUAL DE INSTALAÇÃO CÂMARA DE VIGILÂNCIA DE REDE AVANÇADA COM ABÓBADA MANUAL DE INSTALAÇÃO Ler estas instruções na sua totalidade antes de colocar em funcionamento e devem ser guardadas para consulta futura. 1. GENERALIDADES

Leia mais

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750

Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Roteador Load-Balance / Mikrotik RB750 Equipamento compacto e de alto poder de processamento, ideal para ser utilizado em provedores de Internet ou pequenas empresas no gerenciamento de redes e/ou no balanceamento

Leia mais

RC1 4ª ficha de avaliação

RC1 4ª ficha de avaliação RC 4ª ficha de avaliação Junho 004 A entrega desta ficha é no fim da sua aula de laboratório. A resposta às fichas é individual. A resolução é entregue em versão papel. Quem entregar por mail, terá de

Leia mais

Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador. Viva o momento

Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador. Viva o momento Vodafone ADSL Station Manual de Utilizador Viva o momento 3 4 5 5 6 6 7 8 9 12 12 14 16 17 18 19 20 21 22 22 23 23 24 24 24 25 26 27 Ligar o Router LEDs Configuração do Router Aceder à ferramenta de configuração

Leia mais

Protocolos em Redes de Dados

Protocolos em Redes de Dados GUIÃO DE Protocolos em Redes de Dados Fichas de laboratório: OSPF Hugo Miranda e Luís Rodrigues DI-FCUL GU PRD 02 2 Março 2002 Departamento de Informática Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa

Leia mais

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter

Conteúdo do pacote. Lista de terminologia. Powerline Adapter Powerline Adapter Note! Não expor o Powerline Adapter a temperaturas extremas. Não deixar o dispositivo sob a luz solar directa ou próximo a elementos aquecidos. Não usar o Powerline Adapter em ambientes

Leia mais

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14

ETI/Domo. Português. www.bpt.it. ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 ETI/Domo 24810180 www.bpt.it PT Português ETI-Domo Config 24810180 PT 29-07-14 Configuração do PC Antes de realizar a configuração de todo o sistema, é necessário configurar o PC para que esteja pronto

Leia mais

Universidade de Brasília

Universidade de Brasília Universidade de Brasília Introdução a Microinformática Turma H Redes e Internet Giordane Lima Porque ligar computadores em Rede? Compartilhamento de arquivos; Compartilhamento de periféricos; Mensagens

Leia mais

Guia de Instalação de Software

Guia de Instalação de Software Guia de Instalação de Software Este manual explica como instalar o software através de uma ligação USB ou de rede. A ligação de rede não se encontra disponível para os modelos SP 200/200S/203S/203SF/204SF.

Leia mais

Interconexão de redes locais. Repetidores. Pontes (Bridges) Hubs. Pontes (Bridges) Pontes (Bridges) Existência de diferentes padrões de rede

Interconexão de redes locais. Repetidores. Pontes (Bridges) Hubs. Pontes (Bridges) Pontes (Bridges) Existência de diferentes padrões de rede Interconexão de redes locais Existência de diferentes padrões de rede necessidade de conectá-los Interconexão pode ocorrer em diferentes âmbitos LAN-LAN LAN: gerente de um determinado setor de uma empresa

Leia mais

O endereço IP (v4) é um número de 32 bits com 4 conjuntos de 8 bits (4x8=32). A estes conjuntos de 4 bits dá-se o nome de octeto.

O endereço IP (v4) é um número de 32 bits com 4 conjuntos de 8 bits (4x8=32). A estes conjuntos de 4 bits dá-se o nome de octeto. Endereçamento IP Para que uma rede funcione, é necessário que os terminais dessa rede tenham uma forma de se identificar de forma única. Da mesma forma, a interligação de várias redes só pode existir se

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br

REDES DE COMPUTADORES Prof. Ricardo Rodrigues Barcelar http://www.ricardobarcelar.com.br - Aula Complementar - EQUIPAMENTOS DE REDE 1. Repetidor (Regenerador do sinal transmitido) É mais usado nas topologias estrela e barramento. Permite aumentar a extensão do cabo e atua na camada física

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº8

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº8 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº8 Configuração e utilização do FTP 2004/2005 1 Objectivo Configuração de um servidor

Leia mais

Capítulo 1: Introdução às redes de computadores

Capítulo 1: Introdução às redes de computadores ÍNDICE Capítulo 1: Introdução às redes de computadores Redes domésticas... 3 Redes corporativas... 5 Servidor... 5 Cliente... 7 Estação de trabalho... 8 As pequenas redes... 10 Redes ponto-a-ponto x redes

Leia mais

M3 Redes de computadores avançado (36 horas - 48 TL)

M3 Redes de computadores avançado (36 horas - 48 TL) M3 Redes de computadores avançado (36 horas - 48 TL) Redes de Comunicação Ano lectivo 2013/2014 Camada de rede do modelo OSI Routers e portos de interface de routers (I) 2 Nesta camada imperam os routers.

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE GOIÁS CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF.

REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE GOIÁS CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. 1 REDES DE COMPUTADORES - I UNI-ANHANGUERA CENTRO UNIVERSITÁRIO DE GOIÁS CURSO DE ANÁLISE E DESENVOLVIMENTO DE SISTEMAS PROF. MARCIO BALIAN E L A B O R A Ç Ã O : M Á R C I O B A L I A N / T I A G O M A

Leia mais

Guia de Rede. Configuração do Windows Utilizar um Servidor de Impressão Monitorizar e Configurar a Impressora Apêndice

Guia de Rede. Configuração do Windows Utilizar um Servidor de Impressão Monitorizar e Configurar a Impressora Apêndice Guia de Rede 1 2 3 4 Configuração do Windows Utilizar um Servidor de Impressão Monitorizar e Configurar a Impressora Apêndice Leia este manual cuidadosamente antes de utilizar o equipamento e mantenha-o

Leia mais

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática

UNIVERSIDADE DA BEIRA INTERIOR Faculdade de Engenharia Departamento de Informática 1. Esta teste serve como avaliação de frequência às aulas teóricas. 2. Leia as perguntas com atenção antes de responder. São perguntas de escolha múltipla. 3. Escreva as suas respostas apenas na folha

Leia mais

Guia DFEE-500 para sistema operacional Windows 98/98SE

Guia DFEE-500 para sistema operacional Windows 98/98SE Guia DFEE-500 para sistema operacional Windows 98/98SE O Express Fast Net x5 Kit da D-Link permitirá que você conecte seu escritório em rede (até 5 usuários) para compartilhar recursos, arquivos e dispositivos,

Leia mais

Guia de Instalação do Software

Guia de Instalação do Software Guia de Instalação do Software Este manual explica como instalar o software através de uma ligação USB ou de rede. A ligação de rede não se encontra disponível para os modelos SP 200/200S/203S/203SF/204SF.

Leia mais

REDE DE COMPUTADORES

REDE DE COMPUTADORES SERVIÇO NACIONAL DE APRENDIZAGEM COMERCIAL REDE DE COMPUTADORES Tecnologias de Rede Topologias Tipos de Arquitetura Prof. Airton Ribeiro de Sousa E-mail: airton.ribeiros@gmail.com 1 REDES LOCAIS LAN -

Leia mais

LANs Virtuais Comutação e Encaminhamento

LANs Virtuais Comutação e Encaminhamento LANs Virtuais Comutação e Encaminhamento 1. Introdução Neste trabalho são utilizados dois tipos de dispositivos activos usados em LANs: Comutadores de nível 2 Layer 2 LAN switches Comutadores com capacidade

Leia mais

Fundamentos em Informática

Fundamentos em Informática Fundamentos em Informática Aula 06 Redes de Computadores francielsamorim@yahoo.com.br 1- Introdução As redes de computadores atualmente constituem uma infraestrutura de comunicação indispensável. Estão

Leia mais

Equipamentos de rede. Repetidores. Repetidores. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br

Equipamentos de rede. Repetidores. Repetidores. Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br 1 Equipamentos de rede Prof. Leandro Pykosz Leandro@sulbbs.com.br Repetidores É o dispositivo responsável por ampliar o tamanho máximo do cabeamento de rede; Como o nome sugere, ele repete as informações

Leia mais

ZS Rest. Manual Avançado. Instalação em Rede. v2011

ZS Rest. Manual Avançado. Instalação em Rede. v2011 Manual Avançado Instalação em Rede v2011 1 1. Índice 2. Introdução... 2 3. Hardware... 3 b) Servidor:... 3 c) Rede:... 3 d) Pontos de Venda... 4 4. SQL Server... 5 e) Configurar porta estática:... 5 5.

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 ÍNDICE Capítulo 1: Iniciando em redes Redes domésticas...3 Redes corporativas...5 Servidor...5 Cliente...6 Estação de

Leia mais

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7

Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Professor: Macêdo Firmino Configuração TCP/IP no Windows 7 Se você tem mais que um computador ou outros dispositivos de hardware, como impressoras, scanners ou câmeras, pode usar uma rede para compartilhar

Leia mais

Laboratório de Redes

Laboratório de Redes Laboratório de Redes Rui Prior 2008 Equipamento de rede Este documento é uma introdução muito básica aos equipamentos de rede mais comuns, a maior parte dos quais iremos utilizar nas aulas de Laboratório

Leia mais

Topologia de rede Ligação Ponto-a-Ponto

Topologia de rede Ligação Ponto-a-Ponto TIPOS DE REDE Tipos de Redes Locais (LAN - Local Area Network), Redes Metropolitanas (MAN - Metropolitan Area Network) e Redes Remotas (WAN - Wide Area Network). Redes que ocupam um pequeno espaço geográfico

Leia mais

Laboratório de Redes

Laboratório de Redes Laboratório de Redes Rui Prior 2008 2012 Equipamento de rede Este documento é uma introdução muito básica aos equipamentos de rede mais comuns, a maior parte dos quais iremos utilizar nas aulas de Laboratório

Leia mais

Placa de rede local sem fios Nokia C110/C111. Manual de Instalação

Placa de rede local sem fios Nokia C110/C111. Manual de Instalação Placa de rede local sem fios Nokia C110/C111 Manual de Instalação DECLARAÇÃO DE CONFORMIDADE A NOKIA MOBILE PHONES Ltd declara ser a única responsável pela conformidade dos produtos DTN-10 e DTN-11 com

Leia mais

Roteamento e Comutação

Roteamento e Comutação Roteamento e Comutação Design de Rede Local Design Hierárquico Este design envolve a divisão da rede em camadas discretas. Cada camada fornece funções específicas que definem sua função dentro da rede

Leia mais

Capítulo 5: Roteamento Inter-VLANS

Capítulo 5: Roteamento Inter-VLANS Unisul Sistemas de Informação Redes de Computadores Capítulo 5: Roteamento Inter-VLANS Roteamento e Comutação Academia Local Cisco UNISUL Instrutora Ana Lúcia Rodrigues Wiggers 1 Capítulo 5 5.1 Configuração

Leia mais

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO VOIP

MANUAL DE INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO VOIP MANUAL DE INSTALAÇÃO DO EQUIPAMENTO VOIP 1 INDICE 1. Identifique seu tipo de conexão à internet:... 3 1.1 Como Identificar sua Conexão Banda Larga... 3 1.1.1 Conexão ADSL... 3 1.1.2 Conexão a Cabo... 3

Leia mais

Conceitos básicos sobre redes

Conceitos básicos sobre redes Capítulo 1 Conceitos básicos sobre redes Topologias de redes Colisão Clientes e servidores Redes ponto-a-ponto e clienteservidor Compartilhamentos Outras aplicações Cabos de rede Velocidades Os capítulos

Leia mais

Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra

Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra Departamento de Engenharia Informática Arquitectura de Computadores 2 João Eurico Rosa Pinto jepinto@student.dei.uc.pt Filipe Duarte da Silva

Leia mais

Guia de Laboratório de Redes Encaminhamento OSPF

Guia de Laboratório de Redes Encaminhamento OSPF Guia de Laboratório de Redes Encaminhamento OSPF 1 Introdução Este trabalho tem como objectivo familiarizar os alunos com os protocolos de encaminhamento dinâmico RIP e OSPF e a utilização de rotas estáticas.

Leia mais

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores

prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores prof.edney@superig.com.br Redes de Computadores Apresentação do professor, da disciplina, dos métodos de avaliação, das datas de trabalhos e provas; introdução a redes de computadores; protocolo TCP /

Leia mais

Redes de Computadores. Guia de Laboratório Configuração de Redes

Redes de Computadores. Guia de Laboratório Configuração de Redes Redes de Computadores LEIC-T 2012/13 Guia de Laboratório Configuração de Redes Objectivos O objectivo do trabalho consiste em configurar uma rede simples usando o sistema Netkit. O Netkit é um emulador

Leia mais

Ponto de acesso sem fios 802.11g DWL-G700AP. CD-ROM (que contém o Manual e a Garantia) Cabo Ethernet (CAT5 UTP) Adaptador de corrente CC 7.5V 1.

Ponto de acesso sem fios 802.11g DWL-G700AP. CD-ROM (que contém o Manual e a Garantia) Cabo Ethernet (CAT5 UTP) Adaptador de corrente CC 7.5V 1. Este produto pode ser configurado utilizando um web browser normal, p.ex., Internet Explorer 6 ou Netscape Navigator 7 e superior. DWL-G700AP Ponto de acesso sem fios 802.11g AirPlus TM da D-Link Antes

Leia mais

Actividade 3: Configuração de VLANs

Actividade 3: Configuração de VLANs Actividade 3: Configuração de VLANs Gestão de Sistemas e Redes 1. Introdução As VLANs operam no nível 2 e permitem segmentar as redes locais em múltiplos domínios de difusão. Isto pode ser feito de forma

Leia mais

Equipamentos de Redes de Computadores

Equipamentos de Redes de Computadores Equipamentos de Redes de Computadores Romildo Martins da Silva Bezerra IFBA Estruturas Computacionais Equipamentos de Redes de Computadores... 1 Introdução... 2 Repetidor... 2 Hub... 2 Bridges (pontes)...

Leia mais

Guia DFEE-500 para sistema operacional Windows XP

Guia DFEE-500 para sistema operacional Windows XP Guia DFEE-500 para sistema operacional Windows XP O Express Fast Net x5 Kit da D-Link permitirá que você conecte seu escritório em rede (até 5 usuários) para compartilhar recursos, arquivos e dispositivos,

Leia mais

Nway Switch 8 Portas Manual do Usuário

Nway Switch 8 Portas Manual do Usuário P R E F Á C I O Este é um produto da marca GTS Network, que está sempre comprometida com o desenvolvimento de soluções inovadoras e de alta qualidade. Este manual descreve, objetivamente, como instalar

Leia mais

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br

Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Claudivan C. Lopes claudivan@ifpb.edu.br Por que redes de computadores? Tipos de redes Componentes de uma rede IFPB/Patos - Prof. Claudivan 2 Quando o assunto é informática, é impossível não pensar em

Leia mais

GUIÃO DE Protocolos em Redes de Dados. Ficha de Laboratório nº 1

GUIÃO DE Protocolos em Redes de Dados. Ficha de Laboratório nº 1 GUIÃO DE Protocolos em Redes de Dados Ficha de Laboratório nº 1 Bruno Simões, Paulo Sousa, Fernando Vicente, Nuno Neves, Luís Rodrigues e Hugo Miranda DI-FCUL GU PRD 02 1 Março 2002 Departamento de Informática

Leia mais

Laboratório - Visualização das tabelas de roteamento do host

Laboratório - Visualização das tabelas de roteamento do host Laboratório - Visualização das tabelas de roteamento do host Topologia Objetivos Parte 1: Acessar a tabela de roteamento de host Parte 2: Examinar as entradas da tabela de roteamento de host IPv4 Parte

Leia mais

Fundamentos de Redes de Computadores. Elementos de Redes Locais

Fundamentos de Redes de Computadores. Elementos de Redes Locais Fundamentos de Redes de Computadores Elementos de Redes Locais Contexto Implementação física de uma rede de computadores é feita com o auxílio de equipamentos de interconexão (repetidores, hubs, pontos

Leia mais

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação

AULA 01 INTRODUÇÃO. Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação AULA 01 INTRODUÇÃO Eduardo Camargo de Siqueira REDES DE COMPUTADORES Engenharia de Computação CONCEITO Dois ou mais computadores conectados entre si permitindo troca de informações, compartilhamento de

Leia mais

Laboratório 5.2.7 Estabelecendo uma Conexão de Console para um Roteador ou Switch

Laboratório 5.2.7 Estabelecendo uma Conexão de Console para um Roteador ou Switch Laboratório 5.2.7 Estabelecendo uma Conexão de Console para um Roteador ou Switch Objetivo Criar uma conexão de console desde um PC até um roteador ou switch usando o cabo apropriado Configurar o HyperTerminal

Leia mais

Guia de Instalação para Windows Vista /Windows 7

Guia de Instalação para Windows Vista /Windows 7 Série Impressora Laser Guia de Instalação para Windows Vista / 7 Antes de utilizar a impressora, tem de configurar o hardware e instalar o controlador. Leia o Guia de Instalação Rápida e este Guia de Instalação

Leia mais

Este manual utiliza duas unidades de medição. Este equipamento utiliza a versão métrica.

Este manual utiliza duas unidades de medição. Este equipamento utiliza a versão métrica. Guia de Rede Para uma utilização segura e correcta, certifique-se de que lê as Informações de Segurança em "Referência de Cópia" antes de utilizar o equipamento. Introdução Este manual contém instruções

Leia mais

Guia de iniciação Bomgar B400

Guia de iniciação Bomgar B400 Guia de iniciação Bomgar B400 Documento: 043010.15 Publicado: maio de 2010 Guia de iniciação Bomgar B400 Documento: 043010.15 Publicado: maio 2010 Obrigado por utilizar a Bomgar. Na Bomgar, o atendimento

Leia mais

Técnico em Redes de Computadores. Equipamentos e Acessórios

Técnico em Redes de Computadores. Equipamentos e Acessórios Técnico em Redes de Computadores Equipamentos e Acessórios Componentes de uma Rede Uma rede é um sistema composto de um arranjo de componentes: Cabeamento Hardware Software Cabeamento Componentes de uma

Leia mais

Guia de Instalação de Software

Guia de Instalação de Software Guia de Instalação de Software Este manual explica como instalar o software por meio de uma conexão USB ou de rede. A conexão de rede não está disponível para os modelos SP 200/200S/203S/203SF/204SF. Fluxograma

Leia mais

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes

Tecnologia e Infraestrutura. Conceitos de Redes Tecnologia e Infraestrutura Conceitos de Redes Agenda Introdução às Tecnologias de Redes: a) Conceitos de redes (LAN, MAN e WAN); b) Dispositivos (Hub, Switch e Roteador). Conceitos e tipos de Mídias de

Leia mais

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº7

Redes de Computadores. Trabalho de Laboratório Nº7 Redes de Computadores Curso de Eng. Informática Curso de Eng. de Electrónica e Computadores Trabalho de Laboratório Nº7 Análise do tráfego na rede Protocolos TCP e UDP Objectivo Usar o Ethereal para visualizar

Leia mais

Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2

Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2 Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2 Página 1 de 14 Guia de Instalação ATA (Adaptador de Terminal Analógico) Modelo PAP2-NA Este guia irá ajudá-lo a instalar o seu ATA,

Leia mais

A camada de rede do modelo OSI

A camada de rede do modelo OSI A camada de rede do modelo OSI 1 O que faz a camada de rede? (1/2) Esta camada tem como função principal fazer o endereçamento de mensagens. o Estabelece a relação entre um endereço lógico e um endereço

Leia mais

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA

Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Centro Federal de Educação Tecnológica CEFET/BA Disciplina: Redes de Computadores Prof.: Rafael Freitas Reale Aluno: Data / / Prova Final de Redes Teoria Base 1) Qual o tipo de ligação e a topologia respectivamente

Leia mais

Cisco Packet Tracer 5.3

Cisco Packet Tracer 5.3 Cisco Packet Tracer 5.3 www.rsobr.weebly.com O PT 5.3 (Packet Tracer) permite criar ambientes de redes LANs e WANs e além disso simular também, permitindo realizar diversas situações como por exemplo:

Leia mais

Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP

Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP 1 Aula Pratica 3 Configurações de Rede Ethernet com Protocolo TCP/IP Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como configurar equipamentos em redes Ethernet com os protocolos TCP/IP.

Leia mais

Manual de Comunicações de Rede e Internet Desktops Empresariais

Manual de Comunicações de Rede e Internet Desktops Empresariais Manual de Comunicações de Rede e Internet Desktops Empresariais Número de peça do documento: 312968-132 Maio de 2004 Este manual fornece definições e instruções para utilização das funcionalidades da placa

Leia mais

LIGANDO MICROS EM REDE

LIGANDO MICROS EM REDE LAÉRCIO VASCONCELOS MARCELO VASCONCELOS LIGANDO MICROS EM REDE Rio de Janeiro 2007 LIGANDO MICROS EM REDE Copyright 2007, Laércio Vasconcelos Computação LTDA DIREITOS AUTORAIS Este livro possui registro

Leia mais

Redes de Computadores. Professor MSc Wylliams Barbosa Santos wylliams.wordpress.com wylliamss@gmail.com

Redes de Computadores. Professor MSc Wylliams Barbosa Santos wylliams.wordpress.com wylliamss@gmail.com Redes de Computadores Professor MSc Wylliams Barbosa Santos wylliams.wordpress.com wylliamss@gmail.com Agenda Introdução a Rede de Computadores Classificação Tipos de Redes Componentes de Rede Internet,

Leia mais

Manual do utilizador Ethernet

Manual do utilizador Ethernet Manual do utilizador Ethernet Índice 1. Nome da placa de interface e impressora disponível... 2 2. Especificação... 3 3. Forma de instalação... 4 4. Configuração da placa de interface IP fixo... 5 5. Configuração

Leia mais

Manual de Comunicações de Rede e Internet Desktops empresariais

Manual de Comunicações de Rede e Internet Desktops empresariais Manual de Comunicações de Rede e Internet Desktops empresariais Número de peça do documento: 312968-131 Fevereiro de 2003 Este manual fornece definições e instruções para utilização das funcionalidades

Leia mais

Aula pratica 4 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping e Net View (1.a Parte)

Aula pratica 4 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping e Net View (1.a Parte) 1 Aula pratica 4 Testar Conexões TCP/IP em Redes Industrias Usando os comandos Ping e Net View (1.a Parte) Objetivo: Esta aula tem como objetivo apresentar aos alunos como testar a conectividade de uma

Leia mais

Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de 2007 - Página

Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Redes. Associação dos Instrutores NetAcademy - agosto de 2007 - Página Capítulo 2 - Conceitos Básicos de Redes 1 Redes de Dados Inicialmente o compartilhamento de dados era realizado a partir de disquetes (Sneakernets) Cada vez que um arquivo era modificado ele teria que

Leia mais

Redes Ponto a Ponto. Os drivers das placas de rede devem estar instalados.

Redes Ponto a Ponto. Os drivers das placas de rede devem estar instalados. Redes Ponto a Ponto É fácil configurar uma rede ponto-a-ponto em qualquer versão do Windows. Antes entretanto é preciso tomar algumas providências em relação ao hardware: Todos os computadores devem estar

Leia mais

Voltar. Placas de rede

Voltar. Placas de rede Voltar Placas de rede A placa de rede é o dispositivo de hardware responsável por envio e recebimento de pacotes de dados e pela comunicação do computador com a rede. Existem placas de rede on-board(que

Leia mais

Servidor de Rede USB Série Multi-função

Servidor de Rede USB Série Multi-função Servidor de Rede USB Série Multi-função Manual de Instalação Rápida: Introdução Este documento descreve os passos para instalação e configuração do Servidor de Rede USB como um servidor de dispositivo

Leia mais

Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O

Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O Guia de Conectividade Worldspan Go Res! A V A N Ç A D O Í n d i c e Considerações Iniciais...2 Rede TCP/IP...3 Produtos para conectividade...5 Diagnosticando problemas na Rede...8 Firewall...10 Proxy...12

Leia mais

Procedimento de configuração para usuários VONO

Procedimento de configuração para usuários VONO Adaptador de telefone analógico ZOOM Procedimento de configuração para usuários VONO Modelos 580x pré configurados para VONO 1 - Introdução Conteúdo da Embalagem (ATENÇÃO: UTILIZE APENAS ACESSÓRIOS ORIGINAIS):

Leia mais

REDES DE COMPUTADORES

REDES DE COMPUTADORES REDES DE COMPUTADORES Rede é um conjunto de módulos processadores capazes de trocar informações e compartilhar recursos. O tipo de rede é definido pela sua área de abrangência, podemos classificar as redes

Leia mais

Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul

Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul Faculdade Anhanguera de São Caetano do Sul Redes Locais Curso: Tecnologia em Redes de Computadores Prof:Eduardo M. de Araujo Site-http://professoreduardoaraujo.com Modelo de Rede Hierárquico Camada de

Leia mais

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Capitulo 1

Generated by Foxit PDF Creator Foxit Software http://www.foxitsoftware.com For evaluation only. Capitulo 1 Capitulo 1 Montagem de duas pequenas redes com a mesma estrutura. Uma é comandada por um servidor Windows e outra por um servidor linux, os computadores clientes têm o Windows xp Professional instalados.

Leia mais