PROVA DE DISSERTATIVA (01/novembro/2013) Nome. Assinatura

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "PROVA DE DISSERTATIVA (01/novembro/2013) Nome. Assinatura"

Transcrição

1 Concurso Público para o preenchimento de uma vaga na carreira do Grupo Técnico I A (Técnico de Laboratório) (com área de atuação em cultura de tecidos vegetais, biologia molecular de plantas e métodos biotecnológicos para melhoramento in vitro) junto ao Departamento de Produção Vegetal (USP/ESALQ) PROVA DE DISSERTATIVA (01/novembro/2013) Nome Assinatura Observações: O tempo de duração da prova é de 3 horas. Saída permitida somente após 30 minutos do início da prova. Utilize o espaço reservado para resposta de cada questão. A prova deve ser feita com caneta com tinta azul ou preta. Respostas não claras ou grafadas com grafite serão consideradas incorretas. Não são permitidas perguntas durante a execução da prova. Quando terminar a prova, avise o fiscal, levantando seu braço. Aguarde autorização do fiscal para iniciar a prova. 1

2 1) Cite cinco aplicações das técnicas de cultura de células, tecidos e órgãos e comente a importância de cada uma na agropecuária, ambiente ou indústria. 2

3 2) A cultura de células, tecidos e órgãos pode ser realizada através do uso de diferentes partes das plantas. Cite cinco tipos de culturas, suas finalidades e indique os tipos de explantes utilizados em cada uma delas. 3

4 3) Faça uma análise comparativa entre os dois principais métodos de transformação genética de plantas: Biobalística e Agrobacterium. 4

5 4) Descreva os principais marcadores moleculares de DNA utilizados para estudo da genética das plantas. Quais são as principais vantagens e desvantagens de cada um destes métodos? Apresente-os na ordem do mais antigo ao mais recente. 5

6 5) Em um projeto em parceria com um laboratório de uma Universidade, localizada em outro Estado da Federação, será necessária a experimentação com plantas geneticamente modificadas. As sementes para obtenção destas plantas foram enviadas para o laboratório de sua responsabilidade e devem ser cultivadas até a fase adulta para coleta de sementes. Quais etapas devem ser observadas, legalmente, do ponto de vista da biossegurança? 6

7 6) No referente ao manuseio de equipamentos e descarte de resíduos de laboratório: a) Descreva os cuidados básicos a serem observados na manipulação dos seguintes equipamentos no laboratório: centrífuga, bico de Bunsen e autoclave. b) Descreva os principais elementos que devem ser contemplados para a implantação de um plano de gerenciamento de resíduos em um laboratório de biotecnologia. (continuação) 7

8 (Questão 6: continuação) 7) Cite pelo menos cinco aplicações da Tecnologia da Informação para gestão das atividades de um laboratório de biotecnologia. 8

9 8) Traduza o texto abaixo para a língua portuguesa, da forma mais adequada: Two trifoliate varieties (Poncirus trifoliata var. monstrosa and P. trifoliata cv Xiaoganzhi ) were used separately as pollinators to cross with Shantou-Suanju (Citrus sunki Hort. ex. Tan.) for breeding new citrus rootstocks. Embryos from the seeds of mature fruits were rescued and individually cultured in vitro. On average, embryos per seed were rescued from the two crosses. The zygotic seedlings were only derived from large- to medium-sized embryos. The small embryos were not able to germinate or develop into seedlings. The numbers of seedlings per seed produced from the two crosses were similar, ranging from 1 to 11 and 1 to 14, at average of 4.17 and 4.90, respectively, with in vitro culture in this study. A dominant trifoliate leaf trait from P. trifoliata was used as a morphological marker to discriminate hybrid from nucellar seedlings. Of 43 and 14 zygotic seedlings were obtained from 98 and 65 seeds of the two crosses, respectively. In addition to the use of morphological marker, single nucleotide polymorphism based on allele specific PCR (AS-PCR) was also successfully employed as a handy tool to confirm and identify zygotic seedlings. Texto adaptado de: 9

Federal de Alagoas. Universidade PROVA PRÁTICA 03. TÉCNICO DE LABORATÓRIO/BIOTECNOLOGIA. (Editais nº 31 e 81/2016) UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

Federal de Alagoas. Universidade PROVA PRÁTICA 03. TÉCNICO DE LABORATÓRIO/BIOTECNOLOGIA. (Editais nº 31 e 81/2016) UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-reitoria de Gestão de Pessoas e do Trabalho CONCURSO PÚBLICO PARA TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO PROVA TIPO Cargo (Nível Médio NM): 0. TÉCNICO DE LABORATÓRIO/BIOTECNOLOGIA CADERNO DE QUESTÕES PROVA

Leia mais

TÉCNICO EM LABORATÓRIO ÁREA QUÍMICA (retificado)

TÉCNICO EM LABORATÓRIO ÁREA QUÍMICA (retificado) TÉCNICO EM LABORATÓRIO ÁREA QUÍMICA (retificado) Universidade Federal de Juiz de Fora Campus Juiz de Fora. Laboratório Q3-203, Instituto de Ciências Exatas ICE Novo. Bairro: Martelos. Cidade: Juiz de Fora

Leia mais

Avaliação Escrita 1ª Etapa

Avaliação Escrita 1ª Etapa Caderno de Questões PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS Edital Nº 59/2015 Avaliação Escrita 1ª Etapa Atenção! Não abra

Leia mais

PÚBLICO UFAL CONCURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO FEDERAL TÉCNICO DE LABORATÓRIO DE BIOLOGIA. CARGO Nível Médio/Técnico

PÚBLICO UFAL CONCURSO UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO FEDERAL TÉCNICO DE LABORATÓRIO DE BIOLOGIA. CARGO Nível Médio/Técnico CONCURSO PÚBLICO FEDERAL CARGO Nível Médio/Técnico TÉCNICO DE LABORATÓRIO DE BIOLOGIA 2010 CONCURSO PÚBLICO UFAL CADERNO DE ATIVIDADES PROVA PRÁTICA INSTRUÇÕES GERAIS 1. Leia com atenção todas as instruções

Leia mais

PONTOS PARA A PROVA DIDÁTICA

PONTOS PARA A PROVA DIDÁTICA Página 1 de 6 DISCIPLINAS: Estatística Pontos das Disciplinas: 1. CONCEITOS BASICOS, ORGANIZAÇÃO E APRESENTAÇÃO DOS RESULTADOS, DISTRIBUIÇÃO DE FREQUÊNCIA. 2. MEDIDAS DE POSIÇÃO 3. MEDIDAS DE DISPERSÃO

Leia mais

CURSO. 8 a edição BIOTECNOLOGIA. Aplicada à Agropecuária. 18 a 29 de julho de Embrapa Cerrados. Auditório Roberto Engel Aduan

CURSO. 8 a edição BIOTECNOLOGIA. Aplicada à Agropecuária. 18 a 29 de julho de Embrapa Cerrados. Auditório Roberto Engel Aduan CURSO 8 a edição BIOTECNOLOGIA Aplicada à Agropecuária 18 a 29 de julho de 2016 Embrapa Cerrados Auditório Roberto Engel Aduan Introdução A Biotecnologia, conceitualmente, é a união de biologia com tecnologia,

Leia mais

c u r s o Biotecnologia Aplicada à Agropecuária 20 a 31 de julho de 2009

c u r s o Biotecnologia Aplicada à Agropecuária 20 a 31 de julho de 2009 c u r s o Biotecnologia Aplicada à Agropecuária 20 a 31 de julho de 2009 Introdução A Biotecnologia, conceitualmente, é a união de biologia com tecnologia, é um conjunto de técnicas que utilizam os seres

Leia mais

Melhoramento Genético de Plantas

Melhoramento Genético de Plantas Melhoramento Genético de Plantas Prof. Dr. Natal A. Vello Doutoranda Fernanda A. Castro Pereira Genética Mendeliana Genética Quantitativa Estatística Melhoramento genético convencional Biotecnologia Biotecnologia

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 06 Técnico de Laboratório EDIFICAÇÕES 2014 Universidade Federal de Alagoas (Edital

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 04 Técnico de Laboratório ANATOMIA E NECRÓPSIA 2014 Universidade Federal de Alagoas

Leia mais

CURSO BIOTECNOLOGIA. Aplicada à Agropecuária. 9 a 20 de julho de Embrapa Cerrados Auditório Roberto Engel Aduan. 4 a edição

CURSO BIOTECNOLOGIA. Aplicada à Agropecuária. 9 a 20 de julho de Embrapa Cerrados Auditório Roberto Engel Aduan. 4 a edição CURSO BIOTECNOLOGIA Aplicada à Agropecuária 9 a 20 de julho de 2012 Embrapa Cerrados Auditório Roberto Engel Aduan 4 a edição Introdução A Biotecnologia, conceitualmente, é a união de biologia com tecnologia,

Leia mais

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Cerrados Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Biotecnologia

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Embrapa Cerrados Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Biotecnologia Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento Biotecnologia estado da arte e aplicações na agropecuária Editores Técnicos Fábio Gelape Faleiro Solange

Leia mais

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA BIOLOGIA 2016

INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA BIOLOGIA 2016 INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA BIOLOGIA 2016 Prova 302 2016 ----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- 12.º Ano

Leia mais

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro

Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro Ministério da Educação Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro Professor de Ensino Básico, Técnico e Tecnológico Edital Nº

Leia mais

Universidade Estadual de Maringá. Curso de Especialização em Biotecnologia e Bioprocessos Ementa e Programa das disciplinas

Universidade Estadual de Maringá. Curso de Especialização em Biotecnologia e Bioprocessos Ementa e Programa das disciplinas Ementa e Programa das disciplinas Iniciação à Pesquisa Fundamentos teóricos da produção do conhecimento científico como instrumento para a análise e desenvolvimento de estudos na área de biotecnologia.

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS UNIVERSITÁRIO PROF. ALBERTO ANTUNES CONCURSO PÚBLICO FEDERAL INSTRUÇÕES GERAIS

UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS UNIVERSITÁRIO PROF. ALBERTO ANTUNES CONCURSO PÚBLICO FEDERAL INSTRUÇÕES GERAIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS HOSPITAL UNIVERSITÁRIO PROF. ALBERTO ANTUNES CONCURSO PÚBLICO FEDERAL Cargo (Nível Médio): AUXILIAR DE ENFERMAGEM PROVA PRÁTICA UFAL-HUPAA/2012 CADERNO DE ATIVIDADES INSTRUÇÕES

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 204 PROVA TIPO Cargo de Nível Médio: Código: 4 Técnico de Laboratório PARASITOLOGIA 204 Universidade Federal de Alagoas (Edital

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA CADERNO DE PROVAS

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA CADERNO DE PROVAS PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA 20/10/2013 INSTRUÇÕES CADERNO DE PROVAS 1. Confira, abaixo, seu nome e número de inscrição. Confira, também, o curso e a série correspondentes à sua inscrição.

Leia mais

A atuação profissional do graduado em Biotecnologia.

A atuação profissional do graduado em Biotecnologia. A atuação profissional do graduado em Biotecnologia. Com ênfases especialmente fortes em e Celular, e Bioinformática, o profissional em Biotecnologia formado pela UFRGS irá ocupar uma ampla lacuna existente

Leia mais

IBE 1 - Campinas INSTRUÇÕES DA PROVA

IBE 1 - Campinas INSTRUÇÕES DA PROVA Assinatura: Nº Questão: 5 INSTRUÇÕES DA PROVA A prova é individual e intransferível, confira os seus dados. Responda dentro da área reservada ao aluno. Não escreva fora das margens ou atrás da folha. Textos

Leia mais

023. Prova dissertativa

023. Prova dissertativa MPSP1503 03023001 Concurso Público 023. Prova dissertativa analista técnico científico (Engenheiro de Tráfego) Você recebeu este caderno contendo um. Confira seus dados impressos na capa deste caderno.

Leia mais

Comportamento meiótico em irmãos-germanos e meios-irmãos entre Brachiaria ruziziensis x B. brizantha (Poaceae)

Comportamento meiótico em irmãos-germanos e meios-irmãos entre Brachiaria ruziziensis x B. brizantha (Poaceae) MARIANA FERRARI FELISMINO Comportamento meiótico em irmãos-germanos e meios-irmãos entre Brachiaria ruziziensis x B. brizantha (Poaceae) Dissertação apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências

Leia mais

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NOTURNO

CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NOTURNO assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 CIÊNCIAS BIOLÓGICAS NOTURNO Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO.

Leia mais

ENSINO E BIOSSEGURANÇA

ENSINO E BIOSSEGURANÇA IV CBIO E XX ENBIO - 4/10/2011 CONGRESSO DE BIÓLOGOS DOS ESTADOS DO RIO DE JANEIRO E DO ESPÍRITO SANTO ENSINO E BIOSSEGURANÇA Dra. Maria Antonia Malajovich Instituto de Tecnologia ORT do Rio de Janeiro

Leia mais

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO

INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 2º EM Biologia A Pedro Verdan Av. Dissertativa 25/05/16 INSTRUÇÕES PARA A REALIZAÇÃO DA PROVA LEIA COM MUITA ATENÇÃO 1. Verifique, no cabeçalho desta prova, se seu nome, número e turma estão corretos.

Leia mais

Federal de Alagoas. Universidade PROVA PRÁTICA 10. TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA. (Editais nº 31 e 81/2016) UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

Federal de Alagoas. Universidade PROVA PRÁTICA 10. TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA. (Editais nº 31 e 81/2016) UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-reitoria de Gestão de Pessoas e do Trabalho CONCURSO PÚBLICO PARA TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO PROVA TIPO Cargo (Nível Médio NM): CADERNO DE QUESTÕES 0. TÉCNICO EM ELETROTÉCNICA PROVA PRÁTICA

Leia mais

PROVA ESPECIALMENTE ADEQUADA A AVALIAR A CAPACIDADE PARA FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS

PROVA ESPECIALMENTE ADEQUADA A AVALIAR A CAPACIDADE PARA FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS PROVA ESPECIALMENTE ADEQUADA A AVALIAR A CAPACIDADE PARA FREQUÊNCIA DO ENSINO SUPERIOR DOS MAIORES DE 23 ANOS Parte Natureza Vocacional Matérias Vocacionais Matéria Específica (Disciplina): BIOLOGIA Conteúdos

Leia mais

BIOTECNOLOGIA NO MELHORAMENTO

BIOTECNOLOGIA NO MELHORAMENTO BIOTECNOLOGIA NO MELHORAMENTO Biotecnologia Utilização de organismos no desenvolvimento de novos produtos e processos para a alimentação, saúde e preservação do ambiente. Algumas técnicas biotecnológicas

Leia mais

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIREÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE BIOLOGIA Código 302

SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIREÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO. INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE BIOLOGIA Código 302 SECRETARIA REGIONAL DA EDUCAÇÃO E CULTURA DIREÇÃO REGIONAL DA EDUCAÇÃO INFORMAÇÃO PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA DE BIOLOGIA Código 302 Ensino Secundário Ano Letivo 2015/2016 1. Objeto de avaliação

Leia mais

CURSO de NUTRIÇÃO - Gabarito

CURSO de NUTRIÇÃO - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2005 e 1 o semestre letivo de 2006 CURSO de NUTRIÇÃO - Gabarito INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Verifique se este caderno contém : PROVA DE

Leia mais

Avaliação Escrita 1ª Etapa

Avaliação Escrita 1ª Etapa Caderno de Questões PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU ESPECIALIZAÇÃO EM GESTÃO DA SEGURANÇA DE ALIMENTOS E QUALIDADE NUTRICIONAL Edital Nº 57/2015 Avaliação Escrita 1ª Etapa

Leia mais

Informação-Prova de Biologia Código

Informação-Prova de Biologia Código Agrupamento de Escolas n.º 1 de Gondomar Informação-Prova de Biologia Código 302 2016 Disciplina (cód.): Biologia (302) Duração da Prova (min.): 90 (escrita); 90 + 30 (prática) Tipo de Prova: escrita +

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 13 Técnico de Laboratório MICROBIOLOGIA 2014 Universidade Federal de Alagoas (Edital

Leia mais

Avaliação Estratégica da Introdução de Milho Transgênico no Brasil Sidney Parentoni Chefe Adjunto de P&D EMBRAPA Milho e Sorgo

Avaliação Estratégica da Introdução de Milho Transgênico no Brasil Sidney Parentoni Chefe Adjunto de P&D EMBRAPA Milho e Sorgo Avaliação Estratégica da Introdução de Milho Transgênico no Brasil Sidney Parentoni Chefe Adjunto de P&D EMBRAPA Milho e Sorgo chpd@cnpms.embrapa.br Fonte: https://www.msu.edu/~howardp/foodsystem.html

Leia mais

Currículos dos Cursos UFV BIOQUÍMICA. COORDENADORA Juliana Lopes Rangel Fietto

Currículos dos Cursos UFV BIOQUÍMICA. COORDENADORA Juliana Lopes Rangel Fietto 68 BIOQUÍMICA COORDENADORA Juliana Lopes Rangel Fietto jufietto@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2013 69 Bacharelado ATUAÇÃO O curso de Bacharelado em Bioquímica se destina à formação de profissionais

Leia mais

Manipulação genética em modelos animais

Manipulação genética em modelos animais Manipulação genética em modelos animais Antes da biologia molecular aplicada a genética: -Modelos animais = mutações espontâneas -Transmitidas para descendentes -Identificar defeitos genéticos de interesse

Leia mais

029. Prova dissertativa. Professor de Educação Básica II

029. Prova dissertativa. Professor de Educação Básica II GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO COORDENADORIA DE GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS Processo de Promoção / 2014 Quadro do Magistério QM 029. Prova dissertativa Professor de Educação

Leia mais

ORIENTAÇÕES GERAIS 1. Nos termos do subitem do Edital, as instruções constantes nos Cadernos de Questões das Provas Objetiva e Dissertativa, na

ORIENTAÇÕES GERAIS 1. Nos termos do subitem do Edital, as instruções constantes nos Cadernos de Questões das Provas Objetiva e Dissertativa, na CONCURSO PÚBLICO Edital n. 01/2009 ANALISTA DE GESTÃO E ASSISTÊNCIA À SAÚDE-AGAS NÍVEL III GRAU A ARQUITETURA / ARQUITETURA HOSPITALAR Código 501 CADERNO 1 PROVA DISSERTATIVA ATENÇÃO Leia as instruções

Leia mais

Avaliação Escrita 1ª Etapa

Avaliação Escrita 1ª Etapa Caderno de Questões PROCESSO SELETIVO PARA O PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO LATO SENSU MESTRADO PROFISSIONAL EM CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE ALIMENTOS Edital Nº 53/2014 Avaliação Escrita 1ª Etapa Atenção! Não abra

Leia mais

Biossegurança dos Alimentos Geneticamente Modificados. Rita Batista Novembro de 2011

Biossegurança dos Alimentos Geneticamente Modificados. Rita Batista Novembro de 2011 Biossegurança dos Alimentos Geneticamente Modificados Rita Batista Novembro de 2011 O que é um Organismo Geneticamente Modificado (OGM)? É um organismo no qual foi introduzido, com recurso à engenharia

Leia mais

PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR

PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR U N I V E R S I D A D E F E D E R A L D O R E C Ô N C A V O D A B A H I A CENTRO DE CIÊNCIAS AGRÁRIAS, AMBIENTAIS E BIOLÓGICAS COORDENAÇÃO ACADÊMICA FORMULÁRIO R0092 PROGRAMA DE COMPONENTE CURRICULAR COMPONENTE

Leia mais

Bragantia ISSN versão impressa ASPECTOS BIOLÓGICOS DO REDUZIDO NÚMERO DE SEMENTES DA TANGERINA 'SUNKI' ( 1 )

Bragantia ISSN versão impressa ASPECTOS BIOLÓGICOS DO REDUZIDO NÚMERO DE SEMENTES DA TANGERINA 'SUNKI' ( 1 ) Página 1 de 8 Scientific Electronic Library Online vol.56 no.1 SHOOT AND ROOT EVALUATIONS ON SEEDLINGS FROM C Bragantia ISSN 0006-8705 versão impressa Curriculum Lattes Bragantia v. 56 n. 1 Campinas 1997

Leia mais

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA

ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA UNIVERSIDADE DE SÃO PAULO ESCOLA SUPERIOR DE AGRICULTURA LUIZ DE QUEIROZ ÁREA DE CONCENTRAÇÃO EM BIOTECNOLOGIA CURSO DE ENGENHARIA AGRONÔMICA 2010 APRESENTAÇÃO Os programas das Áreas de Concentração foram

Leia mais

PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM

PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM Caderno de Questões PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM realização S18 - Médico Clínico Geral AT E N Ç Ã O 1. O caderno de questões contém 20 questões de múltipla-escolha, conforme distribuição abaixo,

Leia mais

CURSO de MATEMÁTICA (Niterói) - Gabarito

CURSO de MATEMÁTICA (Niterói) - Gabarito PROAC / COSEAC. UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ACADÊMICOS COSEAC-COORDENADORIA DE SELEÇÃO TRANSFERÊNCIA o semestre letivo de 007 e 1 o semestre letivo de 008 CURSO de MATEMÁTICA

Leia mais

CURSO de NUTRIÇÃO - Gabarito

CURSO de NUTRIÇÃO - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ACADÊMICOS COSEAC-COORDENADORIA DE SELEÇÃO TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2007 e 1 o semestre letivo de 2008 CURSO de NUTRIÇÃO - Gabarito

Leia mais

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 ENFERMAGEM

Admissão por Transferência Facultativa 2. a Transferência Facultativa/2010 ENFERMAGEM assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa. a Transferência Facultativa/00 Segunda Etapa Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Confira atentamente se os dados

Leia mais

NOTAS CIENTÍFICAS VIGOR HÍBRIDO EM TANGERINA SUNKI 1

NOTAS CIENTÍFICAS VIGOR HÍBRIDO EM TANGERINA SUNKI 1 VIGOR HÍBRIDO EM TANGERINA SUNKI 903 NOTAS CIENTÍFICAS VIGOR HÍBRIDO EM TANGERINA SUNKI 1 WALTER DOS SANTOS SOARES FILHO 2, CÉLIO DOS SANTOS MOREIRA 3, MARIO AUGUSTO PINTO DA CUNHA 4, ALMIR PINTO DA CUNHA

Leia mais

PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM

PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM Caderno de Questões PREFE ITURA MUNICIPAL DE GUAJ ARÁ MIRIM realização S25 - Médico Veterinário AT E N Ç Ã O 1. O caderno de questões contém 40 questões de múltipla-escolha, conforme distribuição abaixo,

Leia mais

BANCA 01 PROFESSOR EBTT AGRONOMIA COM ÊNFASE EM GENÉTICA E MELHORAMENTO DE PLANTAS

BANCA 01 PROFESSOR EBTT AGRONOMIA COM ÊNFASE EM GENÉTICA E MELHORAMENTO DE PLANTAS TEMAS SORTEDOS PARA A PROVA PRÁTICA DE DESEMPENHO DIDÁTICO-PEDAGÓGICO PARA O CARGO DE PROFESSOR DA CARREIRA DE MAGISTÉRIO DO ENSINO BÁSICO, TÉCNICO E TECNOLÓGICO DO EDITAL N.º 13/2017//IFTO, DE 18 DE ABRIL

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. TRANSFERÊNCIA FACULTATIVA e REINGRESSO E MUDANÇA DE CURSO CADERNO DE REDAÇÃO INSTRUÇÕES AO CANDIDATO

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE. TRANSFERÊNCIA FACULTATIVA e REINGRESSO E MUDANÇA DE CURSO CADERNO DE REDAÇÃO INSTRUÇÕES AO CANDIDATO UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA FACULTATIVA e REINGRESSO E MUDANÇA DE CURSO 2017 CADERNO DE REDAÇÃO INSTRUÇÕES AO CANDIDATO Você deverá ter recebido o Caderno com a Proposta de Redação, dois

Leia mais

Olá! Vamos aprender um pouco sobre Biotecnologia? A Biotecnologia é uma ciência que abrange todos estes campos do conhecimento:

Olá! Vamos aprender um pouco sobre Biotecnologia? A Biotecnologia é uma ciência que abrange todos estes campos do conhecimento: Biotecnologia Olá! Vamos aprender um pouco sobre Biotecnologia? A Biotecnologia é uma ciência que abrange todos estes campos do conhecimento: É definida como uma técnica que usa organismo vivo ou parte

Leia mais

Informação Prova Prova código 302 de Biologia

Informação Prova Prova código 302 de Biologia Informação Prova Prova código 302 de Biologia Prova de Equivalência à Frequência do Ensino Secundário Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho Despacho normativo n.º 1-D/2016, de 4 de março O presente documento

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA

CONCURSO PÚBLICO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA CONCURSO PÚBLICO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2012 PROVA TIPO C C / NP NEUROLOGIA PEDIÁTRICA 1 2 CONCURSO 2012 PARA RESIDÊNCIA MÉDICA UFF UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE HUAP HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

Leia mais

PRECISÃO DOS DELINEAMENTOS TIPO LATTICE EM MILHO ( 1 )

PRECISÃO DOS DELINEAMENTOS TIPO LATTICE EM MILHO ( 1 ) PRECISÃO DOS DELINEAMENTOS TIPO LATTICE EM MILHO ( 1 ) H. VAZ DE ARRUDA Engenheiro agrônomo, Secção Técnica Experimental e Cálculo, Instituto Agronômico. Campinas ( 1 ) Trabalho apresentado à Segunda Reunião

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2011

PROCESSO SELETIVO 2011 PROCESSO SELETIVO 2011 Data da Prova: 05/12/2010 Início: 14h00 Duração: 5 horas Caderno de Questões Nome do candidato: Nº de inscrição: Antes de iniciar a prova, leia atentamente as seguintes instruções:

Leia mais

Eucalipto Geneticamente Modificado Aspectos Regulatórios. Apresentação para:

Eucalipto Geneticamente Modificado Aspectos Regulatórios. Apresentação para: Eucalipto Geneticamente Modificado Aspectos Regulatórios Apresentação para: Março 2014 Agenda Ambiente regulatório Eucalipto GM FuturaGene Avaliação ambiental e de segurança Resumo 2 Estrutura legal no

Leia mais

Currículo do Curso de Bioquímica

Currículo do Curso de Bioquímica Currículo do Curso de Bioquímica Bacharelado ATUAÇÃO O curso de Bacharelado em Bioquímica se destina à formação de profissionais para atuar em pesquisa e ensino de instituições de ensino superior e, ou,

Leia mais

C A D E R N O D E P R O V A S

C A D E R N O D E P R O V A S CONCURSO PÚBLICO ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE MINAS GERAIS C A D E R N O D E P R O V A S CADERNO 8 ESPECIALIDADE: ENFERMEIRO PROVA: CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS - DISCURSIVA LEIA ATENTAMENTE AS INSTRUÇÕES

Leia mais

Tipos de Bandejas e Número de Sementes por Célula Sobre o Desenvolvimento e Produtividade de Rúcula.

Tipos de Bandejas e Número de Sementes por Célula Sobre o Desenvolvimento e Produtividade de Rúcula. Tipos de Bandejas e Número de Sementes por Célula Sobre o Desenvolvimento e Produtividade de Rúcula. Luis Felipe V. Purquerio 1, Ary Gertes Carneiro Jr. 1, Rumy Goto 1. 1 UNESP-FCA, Depto. Produção Vegetal/Horticultura,

Leia mais

Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Biologia. Não abra o caderno antes de receber autorização.

Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Biologia. Não abra o caderno antes de receber autorização. 04/12/2011 Biologia Caderno de prova Este caderno, com dezesseis páginas numeradas sequencialmente, contém dez questões de Biologia. Não abra o caderno antes de receber autorização. Instruções 1. Verifique

Leia mais

PROCESSO SELETIVO 2010

PROCESSO SELETIVO 2010 PROCESSO SELETIVO 2010 Prova: 06/12/2009 Início: 14h00 Duração: 4 horas Caderno de Questões Nome do(a) candidato(a): Nº de inscrição: ATENÇÃO: Antes de iniciar a prova, leia atentamente as instruções a

Leia mais

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA

UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA UNIVERSIDADE FEDERAL RURAL DO SEMI-ÁRIDO PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM FITOTECNIA COMPONENTES CURRÍCULARES Código Nome Nível de Ensino 1 FTC0001 AGROECOLOGIA STRICTO

Leia mais

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES

Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva INSTRUÇÕES Pesquisa clínica e translacional em terapia celular humana Pesquisador em Saúde Pública Prova Discursiva 1. Você recebeu do fiscal o seguinte material: INSTRUÇÕES a) Este Caderno de Questões contendo o

Leia mais

no ensino da Microbiologia e da Genética: Estratégias de e-learning Uma abordagem prática com aplicação nos ensinos Básico B

no ensino da Microbiologia e da Genética: Estratégias de e-learning Uma abordagem prática com aplicação nos ensinos Básico B Estratégias de e-learning no ensino da Microbiologia e da Genética: Uma abordagem prática com aplicação nos ensinos Básico B e Secundário Teresa Vieira 2, Dorit Schuller 1 e Margarida Casal 1 1 Departamento

Leia mais

Instruções para a Prova de GEOGRAFIA:

Instruções para a Prova de GEOGRAFIA: Instruções para a Prova de : Confira se seu nome e RG estão corretos. Não se esqueça de assinar a capa deste caderno, no local indicado, com caneta azul ou preta. Você terá 4 horas para realizar as provas.

Leia mais

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISICPLINAR 520 PLANIFICAÇÃO

ESCOLA SECUNDÁRIA MANUEL DA FONSECA, SANTIAGO DO CACÉM GRUPO DISICPLINAR 520 PLANIFICAÇÃO ANO: 12º NÍVEL: Biologia ANO LECTIVO: 2008/2009 p.1/5 1º PERÍODO 45 UNIDADE 1 REPRODUÇÃO E MANIPULAÇÂO DA FERTILIDADE 1- REPRODUÇÃO HUMANA Gametogénese e fecundação Controlo Hormonal Desenvolvimento embrionário

Leia mais

Embrapa origem de algumas commodities transgênicas; e IV - o direito do consumidor de optar pelo consumo de alimentos não transgênicos I A RELEVÂNCIA

Embrapa origem de algumas commodities transgênicas; e IV - o direito do consumidor de optar pelo consumo de alimentos não transgênicos I A RELEVÂNCIA RESUMO DA POSIÇÃO DA EMBRAPA SOBRE PLANTAS TRANSGÊNICAS A Embrapa é instituição pioneira no Brasil no que se refere à adaptação e geração de tecnologias modernas de interesse agrícola Investimentos estratégicos

Leia mais

Currículos dos Cursos do CCB UFV. CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Licenciatura. COORDENADORA Silvia das Graças Pompolo

Currículos dos Cursos do CCB UFV. CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Licenciatura. COORDENADORA Silvia das Graças Pompolo 118 CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Licenciatura COORDENADORA Silvia das Graças Pompolo spompolo@ufv.br UFV Catálogo de Graduação 2011 119 Licenciatura ATUAÇÃO A Licenciatura em Ciências Biológicas tem como objetivo

Leia mais

TRANSFERÊNCIA FACULTATIVA, REINGRESSO E MUDANÇA DE CURSO

TRANSFERÊNCIA FACULTATIVA, REINGRESSO E MUDANÇA DE CURSO PROAC / COSEAC UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA FACULTATIVA, REINGRESSO E MUDANÇA DE CURSO - 2015 CADERNO DE BIOLOGIA INSTRUÇÕES AO CANDIDATO 1. Você deve ter recebido do fiscal, um Caderno

Leia mais

Admissão por Transferência Facultativa GEOGRAFIA. 2 Quando autorizado pelo chefe de sala, assine apenas no local apropriado no cabeçalho desta página.

Admissão por Transferência Facultativa GEOGRAFIA. 2 Quando autorizado pelo chefe de sala, assine apenas no local apropriado no cabeçalho desta página. assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa. a Transferência Facultativa/0 Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Confira atentamente se os dados pessoais transcritos

Leia mais

Provas de História, Geografia, Física, Química e Biologia

Provas de História, Geografia, Física, Química e Biologia Vestibular 2010 Provas de História, Geografia, Física, Química e Biologia Assinatura do candidato Caderno de Questões (Questões 01-10) Verifique se estão corretos seu nome e número de inscrição impressos

Leia mais

029. Prova dissertativa

029. Prova dissertativa MPSP1503 03029001 Concurso Público 029. Prova dissertativa analista técnico científico (Médico Veterinário) Você recebeu este caderno contendo um. Confira seus dados impressos na capa deste caderno. Quando

Leia mais

DIVERSIDADE GENÉTICA DE ETNOVARIEDADES DE MANDIOCA UTILIZADAS NA REGIONAL JURUÁ, ACRE, PARA A FABRICAÇÃO DE FARINHA

DIVERSIDADE GENÉTICA DE ETNOVARIEDADES DE MANDIOCA UTILIZADAS NA REGIONAL JURUÁ, ACRE, PARA A FABRICAÇÃO DE FARINHA DIVERSIDADE GENÉTICA DE ETNOVARIEDADES DE MANDIOCA UTILIZADAS NA REGIONAL JURUÁ, ACRE, PARA A FABRICAÇÃO DE FARINHA 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 32

Leia mais

CURSO de MEDICINA VETERINÁRIA - Gabarito

CURSO de MEDICINA VETERINÁRIA - Gabarito PROAC / COSEAC CURSO de MEDICINA VETERINÁRIA Gabarito. UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ACADÊMICOS COSEAC-COORDENADORIA DE SELEÇÃO TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2007 e 1

Leia mais

Desenvolvimento de híbridos interespecíficos entre espécies de Capsicum.

Desenvolvimento de híbridos interespecíficos entre espécies de Capsicum. Desenvolvimento de híbridos interespecíficos entre espécies de Capsicum. Karina Pereira de Campos 1 ; Telma Nair Santana Pereira 1 ; Tatiana Andrade Rocha da Silva 1 ; Carlos Eduardo da Silva Monteiro

Leia mais

Biotecnologia vegetal uma visão breve

Biotecnologia vegetal uma visão breve Biotecnologia vegetal uma visão breve A utilização integrada das Ciências da Vida e dos processos de Engenharia possibilitou o desenvolvimento da Biotecnologia, a qual tem como finalidade a produção de

Leia mais

EDUCAÇÃO ARTÍSTICA: MÚSICA LICENCIATURA

EDUCAÇÃO ARTÍSTICA: MÚSICA LICENCIATURA assinatura do(a) candidato(a) Admissão para Portador de Diploma de Curso Superior. a DCS/0 EDUCAÇÃO ARTÍSTICA: MÚSICA LICENCIATURA Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Confira atentamente

Leia mais

Admissão por Transferência Facultativa HISTÓRIA BACHARELADO/LICENCIATURA

Admissão por Transferência Facultativa HISTÓRIA BACHARELADO/LICENCIATURA assinatura do(a) candidato(a) Admissão por Transferência Facultativa. a Transferência Facultativa/0 HISTÓRIA BACHARELADO/LICENCIATURA Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. Confira atentamente

Leia mais

Federal de Alagoas. Universidade PROVA PRÁTICA 13. TÉCNICO EM REFRIGERAÇÃO. (Editais nº 31 e 81/2016) UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS

Federal de Alagoas. Universidade PROVA PRÁTICA 13. TÉCNICO EM REFRIGERAÇÃO. (Editais nº 31 e 81/2016) UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS Pró-reitoria de Gestão de Pessoas e do Trabalho CONCURSO PÚBLICO PARA TÉCNICO-ADMINISTRATIVO EM EDUCAÇÃO PROVA TIPO Cargo (Nível Médio NM): CADERNO DE QUESTÕES. TÉCNICO EM REFRIGERAÇÃO PROVA PRÁTICA Universidade

Leia mais

POLIEMBRIONIA E ATRIBUTOS MORFOLÓGICOS DE SEMENTES DE PORTA-ENXERTOS DE CITROS 1

POLIEMBRIONIA E ATRIBUTOS MORFOLÓGICOS DE SEMENTES DE PORTA-ENXERTOS DE CITROS 1 246 POLIEMBRIONIA E ATRIBUTOS MORFOLÓGICOS DE SEMENTES DE PORTA-ENXERTOS DE CITROS 1 FERNANDA EMILIA VITAL DE OLIVEIRA DUARTE 2, DAIANA DOS REIS BARROS 3, EDUARDO AUGUSTO GIRARDI 4, WALTER DOS SANTOS SOARES

Leia mais

CURSO de BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO - Gabarito

CURSO de BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO - Gabarito UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de 2006 e 1 o semestre letivo de 2007 CURSO de BIBLIOTECONOMIA E DOCUMENTAÇÃO - Gabarito Verifique se este caderno contém: INSTRUÇÕES AO

Leia mais

Caderno de Prova. Professor de Educação Física. Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Educação

Caderno de Prova. Professor de Educação Física. Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Educação Prefeitura Municipal de Florianópolis Secretaria Municipal de Educação Concurso Público Edital 00/ http://educa.fepese.org.br Caderno de Prova outubro de outubro das 5 às 8 h h de duração* questões S5

Leia mais

ESTRUTURA CURRICULAR E PLANO DE ESTUDOS

ESTRUTURA CURRICULAR E PLANO DE ESTUDOS B ESTRUTURA CURRICULAR E PLANO DE ESTUDOS 1. Estabelecimento de ensino: 2. Unidade orgânica (faculdade, escola, instituto, etc.): 3. Curso: 4. Grau ou diploma: Mestrado 5. Área científica predominante

Leia mais

AGRONOMIA. COORDENADOR Carlos Eduardo Magalhães dos Santos

AGRONOMIA. COORDENADOR Carlos Eduardo Magalhães dos Santos AGRONOMIA COORDENADOR Carlos Eduardo Magalhães dos Santos carlos.magalhaes@ufv.br 46 Currículos dos Cursos UFV Engenheiro Agrônomo ATUAÇÃO Compete ao Engenheiro Agrônomo desempenhar as atividades profissionais

Leia mais

Biologia CÓDIGO 302 maio de 2017 Prova

Biologia CÓDIGO 302 maio de 2017 Prova Biologia CÓDIGO 302 maio de 2017 Prova 302 2017 Ensino Secundário 1. Introdução O presente documento visa divulgar as características da prova de equivalência à frequência do Ensino Secundário da disciplina

Leia mais

Admissão para Portador de Diploma de Curso Superior. 1. a DCS/2011 ESTATÍSTICA

Admissão para Portador de Diploma de Curso Superior. 1. a DCS/2011 ESTATÍSTICA assinatura do(a) candidato(a) Admissão para Portador de Diploma de Curso Superior 1. a DCS/2011 Prova Dissertativa LEIA COM ATENÇÃO AS INSTRUÇÕES ABAIXO. 1 Confira atentamente se os dados pessoais transcritos

Leia mais

CONCURSO PÚBLICO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA

CONCURSO PÚBLICO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA CONCURSO PÚBLICO DE SELEÇÃO PARA RESIDÊNCIA MÉDICA 2012 PROVA TIPO C C / EG ENDOSCOPIA GINECOLÓGICA 1 2 CONCURSO 2012 PARA RESIDÊNCIA MÉDICA UFF UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE HUAP HOSPITAL UNIVERSITÁRIO

Leia mais

GENÉTICA DE COFFEA. VI INDEPENDÊNCIA DOS FATORES xc xc (XANTHOCARPA) E Br Br (BRONZE) EM COFFEA ARABICA L. C. A. Krug e Alcides Carvalho

GENÉTICA DE COFFEA. VI INDEPENDÊNCIA DOS FATORES xc xc (XANTHOCARPA) E Br Br (BRONZE) EM COFFEA ARABICA L. C. A. Krug e Alcides Carvalho GENÉTICA DE COFFEA VI INDEPENDÊNCIA DOS FATORES xc xc (XANTHOCARPA) E Br Br (BRONZE) EM COFFEA ARABICA L. C. A. Krug e Alcides Carvalho 222 B R A G A N T I A VOL. II à conclusão de que plantas com folhas

Leia mais

Págiina 1 de 5 webmail assinantes shopping vídeos músicas games na Web Busca.... Compre aqu OK Instruções............ Fruta Frutas A à Z Economia Informações Técnicas Banco de Germoplasma e Coleções BANCOS

Leia mais

Método Genealógico ( Pedigree )

Método Genealógico ( Pedigree ) Método Genealógico ( Pedigree ) Usado durante as etapas de autofecundação de populações para o desenvolvimento de linhas homozigotas, mantendo-se o registro de genitores e progênies. Histórico: pedigree

Leia mais

Prova Prática de Desenho A

Prova Prática de Desenho A EXAME NACIONAL DO ENSINO SECUNDÁRIO Decreto-Lei n.º 74/2004, de 26 de Março Prova Prática de Desenho A 12.º ano de Escolaridade Prova 706/2.ª Fase 7 Páginas Duração da Prova: 150 minutos. Tolerância: 30

Leia mais

CURSO de SERVIÇO SOCIAL RIO DAS OSTRAS - Gabarito

CURSO de SERVIÇO SOCIAL RIO DAS OSTRAS - Gabarito PROAC / COSEAC CURSO de SERVIÇO SOCIAL RIO DAS OSTRAS Gabarito. UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE PRÓ-REITORIA DE ASSUNTOS ACADÊMICOS COSEAC-COORDENADORIA DE SELEÇÃO TRANSFERÊNCIA 2 o semestre letivo de

Leia mais

PROCURADOR MUNICIPAL

PROCURADOR MUNICIPAL CONCURSO PÚBLICO-2012 PREFEITURA MUNICIPAL DE MESQUITA PROCURADOR MUNICIPAL ORIENTAÇÕES AO CANDIDATO A Prova Discursiva consta de uma Peça Judicial versa sobre os seguintes temas: Direito Constitucional;

Leia mais

ENGENHARIA GENÉTICA 2016/2017

ENGENHARIA GENÉTICA 2016/2017 ENGENHARIA GENÉTICA 2016/2017 Docente Teóricas: Leonilde Moreira lmoreira@tecnico.ulisboa.pt Gabinete: Torre Sul, Piso 6 (6.6.20) Docentes Laboratórios: Leonilde Moreira Cristina Viegas Nuno Mira Filipa

Leia mais

SITUAÇÃO DA PRODUÇÃO DE SEMENTES NO BRASIL

SITUAÇÃO DA PRODUÇÃO DE SEMENTES NO BRASIL SITUAÇÃO DA PRODUÇÃO DE SEMENTES NO BRASIL AGRICULTURA NA ECONOMIA BRASILEIRA REPRESENTA 28% PIB EMPREGA 37% DOS TRABALHADORES GERA 44% DAS EXPORTAÇÕES PRINCIPAIS CULTURAS BRASILEIRAS: SOJA, MILHO, ALGODÃO,

Leia mais

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA CADERNO DE PROVAS

PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA CADERNO DE PROVAS PROCESSO SELETIVO DE TRANSFERÊNCIA EXTERNA 20/10/2013 INSTRUÇÕES CADERNO DE PROVAS 1. Confira, abaixo, seu nome e número de inscrição. Confira, também, o curso e a série correspondentes à sua inscrição.

Leia mais

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA BIOLOGIA. (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) OBJETO DE AVALIAÇÃO

INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA BIOLOGIA. (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) OBJETO DE AVALIAÇÃO INFORMAÇÃO-PROVA DE EQUIVALÊNCIA À FREQUÊNCIA BIOLOGIA (Decreto-Lei n.º 139/2012, de 5 de julho) CÓDIGO 302 OBJETO DE AVALIAÇÃO 12º ANO A prova é concebida de acordo com o currículo de referência e com

Leia mais

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a):

Serviço Público Federal CONCURSO PÚBLICO 2014 INSTRUÇÕES GERAIS. Nº do doc. de identificação (RG, CNH etc.): Assinatura do(a) candidato(a): Serviço Público Federal UNIVERSIDADE FEDERAL DE ALAGOAS CONCURSO PÚBLICO 2014 PROVA TIPO 1 Cargo de Nível Médio: Código: 03 REVISOR DE TEXTO EM BRAILLE 2014 Universidade Federal de Alagoas (Edital nº 025/2014)

Leia mais

FINEZA E COMPRIMENTO DE FIBRA DE DEZ VARIEDADES DE RAMI ( 1 )

FINEZA E COMPRIMENTO DE FIBRA DE DEZ VARIEDADES DE RAMI ( 1 ) FINEZA E COMPRIMENTO DE FIBRA DE DEZ VARIEDADES DE RAMI ( 1 ) GUILHERME AUGUSTO DE PAIVA CASTRO ( 2 ), Seção de Plantas Fibrosas, Agronômico Instituto SINOPSE Estudaram-se a fineza e o comprimento de fibra

Leia mais