Relatório Anual de Atividades

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Relatório Anual de Atividades"

Transcrição

1 Relatório Anual de Atividades 2014 Centro de Dia Quinta das Laranjeiras Documento produzido por: Joana Fernandes Coordenadora Centro de Dia Quinta das Laranjeiras Anabela Pinto Coordenadora Ação Social JFPN

2 Introdução O presente relatório visa dar conhecimento sobre o trabalho realizado na resposta social do Centro de Dia Quinta das Laranjeiras, no ano de Todo o trabalho realizado teve como princípio desenvolver um novo programa de intervenção, visando por um lado a implementação de iniciativas viradas para o convívio e atividades de promoção de bem-estar físico e psíquico e, por outro, o envelhecimento ativo através do envolvimento dos utentes em ações que os possam motivar sendo de benefício para a comunidade local. São grandes objetivos do Centro de Dia promover o envelhecimento ativo, saudável, apoio à família e comunidade e ser um espaço de combate à exclusão social e ao isolamento da pessoa idosa. Foi baseado nestes objetivos que o plano de atividades foi elaborado. Trabalhamos para a autonomia, a confiança, a autoestima e o empowerment da pessoa idosa na vida em sociedade. O Centro tem capacidade máxima para 40 utentes, estando neste momento admitidos 35 utentes. O Centro de Dia encontra-se sob gestão direta da Junta de Freguesia do Parque das Nações, desde o dia 1 de Fevereiro de 2014 e encontra-se aberto de 2ª a 6ª feira, no horário das 9H às 18H. 2

3 Atividades e serviços do Centro de Dia Atividades O plano de atividades foi elaborado de forma muito cuidada, visando dar cumprimento ao novo programa de intervenção para o Centro de Dia, previsto nas Grandes Opções do Plano para São grandes prioridades por um lado, a implementação de iniciativas viradas para o convívio e atividades de promoção de bem-estar físico e psíquico e, por outro, o envelhecimento ativo através do envolvimento dos utentes em ações que os possam motivar sendo de benefício para a comunidade local. O novo Programa deu particular atenção à realização de rastreios de saúde, alfabetização, atividades de verão e participação em jornadas de informação, entre outros. A coordenação dos serviços é assegurada por uma Equipa dedicada, constituída pela Técnica de Serviço Social Joana Fernandes e a Assistente Operacional Paula Belo, que tudo fazem para garantir a plena satisfação dos utentes. 3

4 Serviço de Refeição O serviço de refeições é assegurado localmente por duas colaboradoras, sob gestão da Empresa ITAU, nos horários estabelecidos pelo Centro de Dia. Também neste serviço o Centro de Dia esteve atento às necessidades e cuidados que cada utente devia ter na alimentação e como resultado dessa análise, o menu Itaú é constituído por uma alimentação diferenciada composto por 15 pratos normais e 20 pratos de dieta. Total de refeições confecionadas e servidas no Centro de Dia Fevereiro a Dezembro 2014 Almoços Lanches

5 Descrição das principais atividades realizadas no Centro de Dia Cantar das Janeiras - 6 janeiro Neste dia os utentes foram cantar as janeiras aos meninos da creche da SCML, e pela tarde tiveram a presença do Sr. Ramiro que animou a tarde onde a dança foi uma constante. Seguiu-se o tradicional bolo-rei na companhia da equipa do Centro de Dia e da Vogal da Ação Social, Conceição Palha, da Coordenadora da Ação Social Anabela Pinto e da Anabela Aiveca. Foi uma tarde divertida e bem passada. Festa de Carnaval - 3 de março Durante uma semana, foram dados aos utentes vários moldes de máscaras para que cada um escolhesse o molde que mais gostava. Escolhidos os moldes, os utentes começaram a trabalhar e a decorar as mesmas, para a festa de Carnaval. O dia de Carnaval começou com jogos de mímica e provérbios pela parte da manhã e um baile pela parte da tarde. O jogo de provérbios teve como finalidade, completar provérbios incompletos. Houve muitos risos, pois os utentes sabiam todos. O jogo da mímica tinha como finalidade, apresentar algo aos colegas por gestos e estes adivinharem. Houve palmas para a capacidade de imaginação. O Baile teve como finalidade, dançar, conviver e divertir. Esta atividade tinha como finalidade, trabalhar a capacidade de memória, concentração e imaginação dos utentes, mas também permitir um convívio agradável e diferente entre ambos. 5

6 Limpar Portugal Limpar Portugal é uma iniciativa da Rede LM e tem como objetivo sensibilizar a população dos bairros Casal dos Machados e Quinta das Laranjeiras para a limpeza do Bairro. Os utentes do Centro de Dia foram intervenientes nesta iniciativa e participaram de forma ativa nesta ação. Visionamento do Filme - 20 de março O visionamento do filme foi um pedido das responsáveis da Câmara de Lisboa e da Gebalis que fazem parte do subgrupo da Cidadania e Ambiente da Rede LM. Esta atividade decorreu nas instalações do Centro pelas 14h45 de dia 20 de Março. O visionamento teve como finalidade sensibilizar a população idosa para a limpeza das ruas e do bairro em si. O filme teve uma duração de minutos, e no final seguiu-se um debate de opiniões e testemunhos sobre algumas questões retratadas no filme. Resumindo, foi uma atividade que lhes deu muito orgulho, por terem um papel ativo num filme desta importância para o seu bairro. Festa da Primavera - 21 de março Esta atividade decorreu nas instalações do Centro pelas 15h do dia 21 de março. Durante a semana, foram dados aos utentes moldes de flores em cartolina, para cada utente decorar a gosto. No dia da festa, preparadas e coloridas as flores, foi sugerido escreverem em cada flor uma frase relativa ao que é o centro dia para cada um. Finalizada esta etapa, decorámos as mesas do Centro com jarras e respetivas flores. Realizou-se um jogo com perguntas/tarefas de cultura geral, de mímica, de desenho, de cantigas e de matemática. O objetivo deste jogo era criar situações de improviso, cálculo mental, imaginação e reflexão, estimulando assim as capacidades cognitivas dos utentes. Seguiu-se o lanche, com um bolo oferecido e por último, um Baile para conviver e fazer de um modo suave, exercício físico. 6

7 Nesta atividade contou-se com a presença das Voluntárias Verónica Monteiro e Helena Duarte. Proporcionou-se um ambiente de alegria, de raciocínio, interajuda, partilha de valores e de proatividade. Trabalho temático.. Inauguração da Sede da Junta de Freguesia Entrega da tela intitulada O dia-a-dia no Centro de Dia, na sede da Junta de Freguesia do Parque das Nações- 9 de abril Durante os dias 7 e 8 de abril decorreu a atividade de criar uma peça que retrate o dia-a-dia dos utentes, com a finalidade de dar a conhecer a todos, o que se faz no Centro. Esta tela retrata temáticas como o lazer, atividades (croché, pintura, expressão oral e escrita) e festejos. Foram ainda colocadas, borboletas, recortadas em mapas, a simbolizar a nova freguesia. No dia 9 de Abril a técnica informou os utentes, que se deliciaram com o trabalho final, que iria entregar a peça ao Sr. Presidente, Dr. José Moreno e à Vogal Conceição Palha. Esta atividade teve o apoio da nossa criativa Anabela Aiveca. Depois da tela entregue, a técnica transmitiu aos utentes o agradecimento e os elogios feitos na Junta, ao trabalho por eles realizado. Projeto Nós Reciclamos 2014 da PSP Após inscrição formal do Centro de Dia neste projeto da PSP, os utentes trabalharam durante mais de um mês no desafio colocado pela PSP em fazer um boneco polícia com material reciclado que não podia ultrapassar a medida de 1,50cm. 7

8 Se foi um trabalho bastante exigente foi também o melhor a nível de relações. Todos os utentes criaram laços com a boneca e uniram-se para que saísse bonita a denominada Agente Laranjeiras. A construção deste boneco permitiu adequar a cada utente os trabalhos que mais gostam de fazer. Foi um projeto bem sucedido e enriquecedor, sob a coordenação da artista plástica Anabela Aiveca. Ação sobre Segurança, 40ª Esquadra- Parque das Nações -14 de maio A Ação de sensibilização sobre a temática Segurança decorreu nas instalações do Centro de Dia, os agentes informaram os nossos utentes de cuidados a ter e situações a evitar no quotidiano. Algumas questões como, a segurança de trancar a porta de casa com chave ou sem chave por dentro, levantamento de dinheiro, pensões, entre outros. Os nossos utentes ficam muito satisfeitos quando este tipo de atividade é feita porque lhes permite serem informados e evita-se muitas situações desagradáveis, algumas já por eles vividas. 8

9 Visita à Exposição Champalimaud para ver a exposição do concurso Nós Reciclamos de maio Foi uma atividade não prevista, mas realizada com muita satisfação pelo pelouro de Ação Social. É saudável quando permitimos aos nossos utentes ver o seu trabalho feito, e dar a possibilidade de dizer é o nosso, foi feito por nós, a quem por ali passava. A boneca foi um projeto muito bem concebido, permitiu neste tempo um envelhecimento ativo e saudável, ficando na memória boas recordações na elaboração deste projeto. Dia Internacional do Vizinho - 30 de maio Esta atividade decorreu no exterior, nas traseiras do Centro de Dia, junto ao parque infantil. Teve como finalidade dar a conhecer neste dia aos Vizinhos do bairro todo o trabalho realizado diariamente pelas instituições existentes. Foi um espaço de partilha e convívio intergeracional. No que diz respeito aos utentes do Centro de Dia, estes elaboraram alguns dos trabalhos realizados no Centro, como por exemplo, a renda, a pintura, a colagem, os bordados e os jogos. 9

10 Festejar o Dia da Criança 2 de junho Para comemorar o Dia da Criança o Centro de Dia, realizou uma pequena apresentação de uma peça de teatro adaptada a cada um, retratando temas da infância realizada pelos idosos às crianças do Espaço Crescer. No fim da apresentação, houve um bolinho para todos e o Centro de Dia ofereceu chocolates às crianças na sua despedida. Foi mais uma atividade que gerou sorrisos e convívio entre duas gerações, permitindo aos nossos idosos estimular as suas funções cognitivas e psicossociais, bem como, estimular o sentimento de participação e inclusão na sociedade. Festejos dos Santos Populares - Sardinhada 12 de junho Sardinhada - almoço convívio entre os Idosos do Centro de Dia e a Associação Entrementes. Juntaram-se as instituições para promover um dia diferente do normal e alusivo à época dos santos populares. A atividade realizou-se ao ar livre nas traseiras do Centro de Dia, todo o recinto foi decorado a rigor com música alusiva às festas. Foi um almoço típico em todo o âmbito da atividade. A atividade ficou marcada pela música composta pelos utentes da Associação Entrementes e que a dedicaram aos utentes do Centro de Dia. Com boa disposição, festejamos o Santo António! 10

11 Ação de sensibilização Saúde - O Verão e o Calor 4 de julho Informação aos utentes dos cuidados a ter e situações a evitar nesta estação do ano. Os idosos são um grupo de risco nesta altura do ano, houve então necessidade de informar os cuidados a ter e os comportamentos a evitar na altura do calor. A exposição ao sol também foi abordado deixando dicas aos utentes das horas para fazer praia em segurança, dos utensílios a levar, a comida, e a escolha do protector solar. Esta ação contou com a presença da médica voluntária Dra. Catarina Tasso, que fez questão de responder a todas as perguntas colocadas pelos nossos utentes. Praia Senior - 7 a 18 julho De 7 a 18 de julho no período da manhã um grupo de 8 utentes deslocou-se para a praia do Tamariz para se deliciarem com o sol, a praia e o mar que tanto adoram. Entre banhos de água, passeios à beira-mar e conversas, a quinzena da praia decorreu dentro da normalidade, num ambiente divertido e descontraído A atividade foi realizada em parceria com a Junta de Freguesia de Santa Maria dos Olivais o que proporcionou o convívio e o lazer entre os seniores dos dois Centros de Dia. 11

12 Celebração do 6º Aniversário do Centro de Dia 1 de agosto O 6º. Aniversário do Centro de dia foi celebrado com um almoço convívio entre os Idosos, o Sr. Presidente, Dr. José Moreno, a Vogal Conceição Palha, a Coordenadora de Ação Social Dra. Anabela Pinto. Foram ainda convidados o Sub Comissário Nuno Marques da 40ª Esquadra da PSP bem como todas as pessoas que durante este ano colaboraram / realizaram atividades no Centro de Dia. Houve também a oferta de uma foto de grupo como lembrança aos utentes, e ainda, ofertas de dois trabalhos realizados pelos utentes para o Sr. Presidente Dr. José Moreno e para a Vogal Conceição Palha. Foi com muitos sorrisos e boa disposição que se cantaram os Parabéns ao Centro de Dia Quinta das Laranjeiras no seu 6º aniversário. 12

13 Atividades livres e criação de bijuteria- todo o mês de agosto. A inovação também deve estar na arte de envelhecer ativamente e saudavelmente, então o Centro de Dia criou a bijuteria que teve um feedback bastante positivo por parte dos utentes. São atividades livres, as que os utentes queiram fazer, como por exemplo, jogos, reciclagem, renda, bijuteria entre outros. Este mês é normalmente um mês dedicado ao lazer por motivos de ausência de utentes que fazem as suas férias, visitam a terra onde nasceram, entre outros. Os utentes começaram a realizar trabalhos diferentes dos habituais com esta arte antiga, que tão bem dominam, o crochet Os trabalhos produzidos ao longo do ano fizeram parte de duas vendas de Natal, realizadas em Dezembro: uma na Sede da JFPN e outra no átrio do Hospital Cuf Descobertas. 13

14 Fantoches da Biblioteca David Mourão Ferreira 10 de setembro Os utentes do Centro de Dia da Quinta das Laranjeiras puseram mãos à obra e recuperaram os fantoches da Biblioteca David Mourão Ferreira, do Parque das Nações. Tendo em vista a sua recuperação para uma nova vida em novas atividades, nada melhor do que recorrer a quem sabe da arte da costura. Os utentes do Centro de Dia abraçaram o projecto, não previsto no plano de actividades, tendo «devolvido» os fantoches renovados. Dia de Karaoke - 23 de setembro Esta atividade decorreu nas instalações do Centro de Dia num ambiente muito descontraído e bem disposto. Cantaram-se músicas populares como Alecrim aos Molhos, Ora Zumba na Caneca, Nossa Senhora, entre muitas outras. As músicas foram escolhidas pelos utentes e cantadas por todos. Foi um momento de convívio e de recordações. Como o ditado diz quem canta, seus males espanta e os sorrisos foram uma constante. 14

15 Torneio de Boccia 30 de setembro O Torneio de Boccia foi uma atividade promovida pela Rede LM e teve o apoio da Federação Nacional de Boccia. A actividade decorreu nas instalações da Escola Infante D. Henrique pelas 16h. Do Centro de Dia participaram duas equipas, os Manjericos, os Cravos e uma plateia que os acompanhou e apoiou até ao fim. Foi mais uma tarde onde o envelhecimento ativo e saudável foram uma constante entre Instituições dos Bairros Quinta das Laranjeiras e Casal dos Machados. Dia Mundial do Idoso e da Música 1 de outubro O Centro de Dia proporcionou aos utentes um dia pleno de atividades. 15

16 A manhã começou com um jogo entre utentes em que consistia refletir e opinar sobre alguns temas relacionados com a 3ª idade, como por exemplo, o que era ser idoso, quais as maiores necessidades de um idoso, o que mais gostam de fazer, a violência para o idoso entre outros, permitindo entender todos os anseios e receios da nossa população idosa. Seguiu-se um almoço de convívio para os nossos utentes e pela parte da tarde, o Centro de Dia recebeu o Grupo de música Cultura Sénior, que fez as delícias dos nossos utentes. Entre as palmas e a dança a alegria foi uma constante até ao fim. Ficou o pedido dos idosos a este grupo de voltarem sempre que possível. Para finalizar este dia, o Centro de dia cantou os parabéns a todos os Idosos que fizeram anos no mês de Setembro, partilhando um bolo entre todos e para recordar este dia tão feliz para todos, ofereceu aos idosos e aos representantes do grupo cultura sénior, lembranças relativas ao dia. Alimentação saudável Dra. Catarina Tasso- 6 de outubro Foi com muito gosto, que mais uma vez, o Centro de dia recebeu a Dra. Catarina Tasso, que veio conversar com os nossos utentes sobre a saúde e prevenção, dotando-os de toda a informação importante sobre os hábitos alimentares na 3ª Idade. Foram ainda abordados problemas como o colesterol, a obesidade, a diabetes, a tensão arterial alta, as doenças Cardiovasculares e de estômago, entre outros. Os idosos foram alertados para cuidados a ter e a evitar num simples hábito do dia a dia que é a alimentação. Ficou a dica que, comer bem não é comer muito, mas sim, comer variado e várias vezes ao dia. E ainda, que hoje existem muitos substitutos que permitem às pessoas com problemas de saúde saborear a comida sem problemas. 16

17 Concurso de fósforo- 7 a 17 de outubro A atividade Concurso de fosforo decorreu no Centro de Dia, com duas equipas de 9 elementos cada uma. A atividade tinha como finalidade elaborar um presépio de natal usando como material, fósforos. Os utentes puxaram pela imaginação e facilmente puseram mãos à obra nesta atividade em que se apelava à capacidade de imaginação e organização dos utentes. Os resultados foram belíssimos como se pode comprovar pelas fotografias. Foi muito gratificante saberem que um dos seus presépios foi utilizado para ilustrar o postal de Natal da Junta de Freguesia do Parque das Nações. Halloween ou Dia das Bruxas- 31 de outubro O Centro de Dia não deixou de comemorar este dia, em que o Doce ou a travessura é uma constante no bairro. Foi proposto a cada utente decorar uma abóbora em cartolina ao gosto de cada um e outras duas abóboras grandes em conjunto. 17

18 No final do dia, o trabalho de cada utente foi exposto como decoração nas janelas do Centro de Dia. Foi mais uma atividade que apelou à imaginação e criatividade dos utentes. A exposição dos trabalhos foi sem dúvida a parte melhor, pois os utentes riam-se e admiravam os trabalhos de cada um. A população que por ali passava, também deu a sua opinião com sorrisos. Magusto no Centro de Dia - 11 de novembro Pelo dia de S. Martinho o Centro de dia realizou um Magusto. Castanhas, castanhas, assadinhas com sal, quentinhas para que não façam mal. Foi com esta cantiga que se iniciou o Magusto no Centro de Dia numa tarde fria. Durante a tarde os utentes foram surpreendidos com os cartuchos de jornal (como manda a tradição) com castanhas quentinhas que foram distribuídas fazendo as delícias dos utentes. Num ambiente alegre e de convívio foi assim festejado o S. Martinho no Centro de Dia. 18

19 Comemoração do Dia da Freguesia 13 de novembro Para assinalar o dia da Freguesia do Parque das Nações, os utentes foram visitar o Pavilhão do Conhecimento e tiveram a oportunidade de visitar a Exposição Loucamente. Foi com um espírito de descoberta que os utentes foram realizar as experiências existentes. Apesar do tempo, nada os demoveu, e foi com um sorriso que disseram: Dia 5 estrelas. Ficou a vontade de repetir e explorar toda a área envolvente do Parque das Nações. Manhã Saudável 29 de novembro A Manhã Saudável foi uma atividade promovida pelo Grupo Comunitário Rede LM na qual os utentes do Centro de Dia participaram de forma muito entusiástica. O percurso consistia na volta aos Bairros Casal dos Machados e Quinta das Laranjeiras e entre a corrida e a caminhada os utentes aceitaram o desafio e participaram nesta atividade. 19

20 No fim seguiu-se o almoço convívio na associação dos Amigos e Idosos da Quinta das Laranjeiras e a entrega dos certificados. Na categoria de idosos o certificado de 1º. Classificado foi entregue a Emília Garcia, utente do Centro de Dia. Um orgulho para todos nós! Decoração de Natal- 2 a 12 de dezembro Este ano o Centro de Dia realizou uma decoração de Natal sustentável. Todos os trabalhos foram realizados pelos utentes e o resultado não podia ser melhor. Houve alegria, boa disposição e motivação por parte dos utentes em realizar esta atividade. No fim da decoração o que se ouviu foi UAU, Está muito Bonito!. Ida à Natalis/FIL - 5 de dezembro A Natalis é um evento dedicado, exclusivamente, ao Natal, onde áreas temáticas diferenciadas oferecem, a todos e a todas que a visitem, compras e experiências variadas. 20

21 O Centro de Dia foi lá, e passou uma tarde diferente, divertida, de conhecimento, partilha e convívio. Sessão de Esclarecimento dobre Demências- 10 de dezembro O Centro de Dia, com o apoio da Associação Entrementes, promoveu uma ação de sensibilização sobre as doenças associadas à idade, permitindo informar os utentes de como as podem retardar no seu dia a dia. Identificou-se os vários tipos de demências, como estes se revelam, o que devemos fazer para o despiste e a quem devemos pedir ajuda. Deixaram ainda, algumas dicas aos utentes para facilitar o dia a dia dos mesmos, quando a cabeça teima em se esquecer de tudo como alguns utentes referiram. 21

22 Festa de Natal 22 de dezembro Num ambiente alegre e de convívio entre seniores e convidados ligados às atividades, à 1hora em ponto foi servido o tradicional almoço de Natal onde o bacalhau a couve portuguesa e o arroz doce não faltaram. O Presidente, Dr. José Moreno, acompanhado da vogal Conceição Palha e restante Equipa Social, desejaram um Feliz e Santo Natal a todos os utentes. A tarde festiva continuou com o visionamento de um filme surpresa produzido com o registo fotográfico dos trabalhos feitos nos ateliers e dos melhores momentos vividos no Centro de Dia, em O dia terminou com um lanche de iguarias de natal e oferta de um anjinho para colocarem na sua árvore de natal. 22

23 Jogos para prevenir a Demência - 30 de dezembro No seguimento da sessão de esclarecimento sobre demência e alguns exercícios que podemos fazer para exercitar a mente, o Centro de Dia promoveu um dia de jogos de sopas de letras, de palavras cruzadas, de memória e de concentração. Os nossos utentes gostaram e o Centro de Dia vai repetir mais vezes. 23

24 Ateliers Os ateliers são atividades que foram implementadas gradualmente e integradas neste plano de atividades para 2014, desejando que permaneçam o ano inteiro e que vão ao encontro das necessidades dos nossos utentes proporcionando assim um envelhecimento ativo e saudável. A abertura dos ateliers foi, sem dúvida, de muita satisfação para os utentes já que permitem por um lado uma aprendizagem de novas tarefas e por outro um ensinamento da riqueza que cada um acumulou ao longo da sua vida. Para a ocupação dos tempos livres, foram criadas atividades de reciclagem, pintura, colagem, crochet e costura. Atelier Frequência Horário Classe de Movimentos 2 X Semana 3ª e 5ªfeiras 10:30h-11:30h Cantinho das Letras 1 X Semanal 4ª feira 14h-15:30h Arte Terapia 1 X mês 14h-15H Hidroginástica 2 X Semana 2ª e 4ª feira 11:45h-12:30h 24

25 CLASSE MOVIMENTOS A Classe Movimentos surge como resposta no âmbito da saúde visando um envelhecimento ativo e saudável, sendo o resultado de um acordo celebrado entre a Junta de Freguesia Parque das Nações e a Expoclínica. Área Fisioterapia Músculo-esquelética - Fisioterapeuta Cristina Mobilidade geral das articulações; Alongamento muscular; Fortalecimento muscular; Aumento da capacidade vascular, principalmente membros inferiores; Consciencialização/cuidados posturais; Destreza manual; Área Fisioterapia Neuromuscular - Fisioterapeuta Telma Coordenação motora global; Equilíbrio estático e dinâmico na posição de sentados e em pé; Aumento da autoconfiança nas atividades diárias; Capacidade cognitiva; Ritmo; Treino de marcha em utentes com mais dificuldade. As Terapeutas insistem no respeito pelo limite articular, pela dor, tentamos conduzir os exercícios da forma mais individualizada e aconselham em termos de cuidados que os utentes do centro devem ter no seu dia-a-dia, face às queixas apresentadas ou a escolhas que devem adotar para terem mais segurança e melhorar a sua condição física. 25

26 Cantinho das Letras Este espaço foi criado com o objetivo de trabalhar as capacidades cognitivas e de expressão dos nossos utentes dotando os mesmos de um saber sobre vários temas da atualidade ou de curiosidade para eles, juntando neste trabalho a alfabetização. Foram muitos os temas abordados, os nossos utentes mostraram que gostam de estar informados e de saber sempre mais sobre os assuntos da nossa sociedade. Realçamos e agradecemos o trabalho Voluntário e dedicado da professora Idalina Grilo. Arte Terapia Nada melhor que a frase da nossa orientadora do atelier, especialista em Arte Terapia, Dra. Lourdes Maneta: Aqui, o objetivo é trabalhar os utentes nas suas emoções, sentimentos, anseios juntando a arte e realização de trabalhos com vários materiais. Este é um espaço dedicado a trabalhar as emoções e sentimentos dos utentes e facilitador da autonomia e confiança. A voluntária assinala que a mais bela de todas as artes é a arte de bem saber viver, já que a arte é usada como ligação às fontes de energias criativas e revitalizantes para uma vida saudável. Foi com boa disposição e satisfação que os utentes integraram este novo atelier. 26

27 A Arte Terapia ajuda os idosos a descobrir uma postura mais positiva diante da vida, despertando a vontade de procurar a felicidade pessoal. Esta atividade visa estimular a criatividade através das diversas expressões artísticas, entendendo que estas se apresentam como um instrumento facilitador e catalisador do processo de resgate da qualidade de vida do homem. Hidroginástica A hidroginástica surge no plano de atividades, após a passagem da Piscina do Oriente para a gestão da Junta de Freguesia. A disponibilidade por parte do Pelouro do Desporto para a realização da atividade semanal com os idosos foi total. O objetivo vai no sentido em que mexer o corpo praticando atividade física na água regularmente é a melhor maneira de ficar longe do sedentarismo e garantir mais disposição. O exercício físico é, sem dúvida, um grande aliado para prevenir e retardar o processo de envelhecimento. A prática de hidroginástica visa melhorar a mobilidade, flexibilidade, resistência e bem-estar da pessoa idosa e é neste âmbito e com estes objetivos que o Centro de Dia promoveu aos seus idosos esta oportunidade. 27

28 Controlo de Tensão Arterial É mais uma atividade anual no âmbito da saúde e prevenção que se realiza todas as sextas feiras do mês. Logo pela manhã, o Centro de Dia verifica junto dos utentes a medição da tensão arterial de cada um. Celebração de Aniversários Para assinalar os aniversários dos utentes, o Centro de Dia oferece no final de cada mês um bolo e canta os parabéns a todos os aniversariantes do mês em questão. É um momento de convívio entre todos e para todos. Nº Mês Celebrações Janeiro 1 Fevereiro 5 Março 3 Abril 3 Maio 3 Junho 4 Julho 3 Agosto 3 Setembro 3 Outubro 2 Novembro 2 Dezembro 5 28

29 Concluindo Fazendo uma análise retrospetiva de todo o trabalho realizado no Centro de Dia nestes 11 meses, bem como o feedback dos nossos utentes em cada atividade e ateliers criados, podemos dizer que cumprimos com os nossos objetivos. Obtivemos a satisfação, a participação e a entrega dos nossos utentes em cada atividade. Criaram-se laços, empatias e até cumplicidades. Fomos ao encontro do envelhecimento ativo e saudável, da inclusão e socialização, da vivência intergeracional, do empowerment e autonomia em cada resposta pedida, da autoestima e confiança da pessoa idosa mas também da partilha de saberes e experiências de vida. Foi um trabalho gradual atento às necessidades mas também, às vontades dos nossos utentes, e assim continuará a ser. Esperamos melhorar em 2015, criar mais ateliers, mais atividades e gerar ainda mais sorrisos, porque Saber envelhecer é a grande sabedoria da vida. Para finalizar, ficam os agradecimentos a todos os que colaboraram com o Centro de Dia dando o seu tempo e conhecimento de forma voluntária, ao longo do ano. Bem hajam! 29

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida

Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida Sala: 4 anos (2) Educadora: Luísa Almeida SETEMBRO Regresso à escola/adaptação Facilitar a adaptação/readaptação ao jardim de infância Negociar e elaborar a lista de regras de convivência Diálogo sobre

Leia mais

Relatório Anual de Atividades 2015 Centro de Dia Quinta das Laranjeiras

Relatório Anual de Atividades 2015 Centro de Dia Quinta das Laranjeiras momentos 2015 Relatório Anual de Atividades 2015 Centro de Dia Quinta das Laranjeiras Rua Padre Joaquim Alves Correia, Lote 4 D e E 1800-292 Lisboa Centro de Dia Quinta das Laranjeiras Índice Introdução...

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Idosos PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CENTRO DE DIA E CONVIVIO 2014-2015

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Idosos PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CENTRO DE DIA E CONVIVIO 2014-2015 PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CENTRO DE DIA E CONVIVIO 2014-2015 Setembro (08-seg) C.S.P.C Dia da Alfabetização - Ação de informação. Desenvolvimento das capacidades cognitivas (motricidade fina). 90% dos

Leia mais

Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo. Outubro:

Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo. Outubro: CALENDARIZAÇÃO ATIVIDADES OBJETIVOS RECURSOS HUMANOS Setembro: 01 - Início do ano escolar - Início do ano letivo Preparar o ano letivo Criar uma relação de empatia entre as crianças e os adultos da sala

Leia mais

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS

DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2014/2015 (Resposta Social de Creche) DATA TEMA OBJETIVOS ATIVIDADES RECURSOS Setembro Integração/adaptação das Crianças Reunião de Pais 24/09/2014 Outono - Promover a integração

Leia mais

Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira

Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira Sala: 3 anos (1) Educadora: Isabel Ferreira SETEMBRO A Escola as Cores (cont.) Estabelecer relações com os outros e conhecer as regras e os comportamentos sociais na sala; Utilizar de forma adequada os

Leia mais

Plano Anual de Atividades CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA/CATL 2013-2014

Plano Anual de Atividades CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA/CATL 2013-2014 Fundação Centro Social de S. Pedro de, FCSR Plano Anual de Atividades CRECHE/JARDIM DE INFÂNCIA/CATL 2013-2014 Atividade Objetivos Recursos Calendarização Local Receção e acolhimento das crianças que vão

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades A Casinha Brincalhona, Creche Lda Urb. Pisolar, LT 31, Alto do Pacheco 8500 Portimão www.acasinhabrincalhona.com Educadora Ângela Soares Educadora Rita Almeida 2015/2016 Plano

Leia mais

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR

PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR MÊS Setembro TEMA Adaptação das Crianças PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES CRECHE ANO LECTIVO 2014 / 2015 - Tema transversal a trabalhar ao longo do ano: A Magia do Circo DATAS A SALIENTAR ACTIVIDADES PEDAGÓGICAS

Leia mais

Eventos. Eixo I Emprego, Formação e Qualificação. Acção: Bom Porto

Eventos. Eixo I Emprego, Formação e Qualificação. Acção: Bom Porto Eventos Eixo I Emprego, Formação e Qualificação Acção: Bom Porto - Gabinete de Empregabilidade e Empreendedorismo: Uma das acções do projecto consiste na criação de um Gabinete de atendimento na área da

Leia mais

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades

Externato Cantinho Escolar. Plano Anual de Atividades Externato Cantinho Escolar Plano Anual de Atividades Ano letivo 2014 / 2015 Pré-escolar e 1º Ciclo Ação Local Objetivos Atividades Materiais Recursos Humanos Receção dos Fomentar a integração da criança

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Objetivos Atividades Responsáveis Datas Recursos Avaliaçõe s Promover o convívio entre os elementos da comunidade educativa Proporcionar momentos de alegria e partilha Recepção

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA JARDIM DE INFÂNCIA Nº1 PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2014/2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular

Leia mais

INTRODUÇÃO. Projecto Curricular de Turma SALA DO ATL

INTRODUÇÃO. Projecto Curricular de Turma SALA DO ATL INTRODUÇÃO A Educação não formal distingue-se, nas últimas décadas da Educação formal ou ensino tradicional, uma vez que confere outro tipo de reconhecimento, organização, qualificação e estrutura. A Educação

Leia mais

Agrupamento de Escolas Nº1 de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2014/2015

Agrupamento de Escolas Nº1 de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2014/2015 Calendarização / Mês Tema Objetivos Responsáveis pela Atividade Outubro Outono - Desenvolver o gosto pelo saber; Halloween - Valorizar diferentes formas de conhecimento, Dia Mundial da Alimentação comunicação

Leia mais

Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO

Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO 1 Calendarização Atividade Objetivos Responsáveis Destinatários 1º PERÍODO Setembro Acolhimento das crianças - Integração e adaptação das crianças ao Centro Infantil Setembro Reunião de Pais e Encarregados

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá distinguir e recriar

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2015/2016

Agrupamento de Escolas de Santiago do Cacém Plano Anual de Atividades de Animação 2015/2016 Calendarização / Mês Tema Objetivos Responsáveis pela Atividade Outubro Outono - Desenvolver o gosto pelo saber; Halloween - Valorizar diferentes formas de conhecimento, Dia Mundial da Alimentação comunicação

Leia mais

Projetos de Voluntariado no Concelho de Odemira

Projetos de Voluntariado no Concelho de Odemira Projetos de Voluntariado no Concelho de Odemira Inscreva-se! Uma mão, um amigo Casa do Povo de Relíquias Através da realização de atividades lúdicas, visitas domiciliárias, apoio na alimentação e acompanhamento

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO SALA CURIOSOS

PROJETO PEDAGÓGICO SALA CURIOSOS PROJETO PEDAGÓGICO SALA CURIOSOS Ano letivo 2012/2013 PROJETO PEDAGÓGICO SALA DOS CURIOSOS INDICE 1- Caracterização do grupo 2- Tema do projeto pedagógico da sala dos Curiosos: A Brincar vamos descobrir

Leia mais

Projeto: Férias em Movimento

Projeto: Férias em Movimento Projeto: Férias em Movimento 2012 INTRODUÇÃO Este projeto pretende ser um guia orientador da ação educativa, pedagógica e ocupacional a desenvolver ao longo das férias de Verão de 2012 na resposta de Centro

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2014/2015

Plano Anual de Atividades 2014/2015 Mãos na Massa Plano Anual de Atividades 2014/2015 Equipa pedagógica do Centro de Educação de Infância Casa da Cruz Introdução O Plano Anual de Atividades é um documento orientador de uma dinâmica comum

Leia mais

Despertar os sentidos!

Despertar os sentidos! Despertar os sentidos! Tudo o que conhecemos chega-nos, de uma forma ou de outra, através de sensações sobre as realidades que nos rodeiam. Esta consciência sensorial pode e deve ser estimulada! Quanto

Leia mais

MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR

MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Instituto Superior de Educação e Ciências/Universitas Prática de Ensino Supervisionada I (Educação Pré-Escolar) MESTRADO DE QUALIFICAÇÃO PARA A DOCÊNCIA EM EDUCAÇÃO PRÉ-ESCOLAR Identificação da Instituição:

Leia mais

Teatro com Teias e Histórias

Teatro com Teias e Histórias Teatro com Teias e Histórias 3 em Pipa Associação de Criação Teatral e Animação Cultural Organização de um grupo de voluntários que, integrados num projecto comunitário de vertente artística, actuam junto

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CRECHE

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CRECHE 2014/2015 MÊS ATIVIDADES OBJETIVOS INTEVENIENTES - Promover a integração; Dia 1 (segunda-feira) Receção às crianças - Desenvolver atitudes de autoestima e autoconfiança;

Leia mais

Flor de Cerejeira. IIªs Jornadas APCG «A Pensar nos Frutos»

Flor de Cerejeira. IIªs Jornadas APCG «A Pensar nos Frutos» Flor de Cerejeira Número 2, Edição Trimestral, Dezembro de 2011 EDITORIAL Esta segunda edição da «Flor de Cerejeira» pretende dar a conhecer o que de mais importante se desenvolveu na Instituição. Pretende

Leia mais

1 ENTIDADES PARCEIRAS PROMOTORAS DE VOLUNTARIADO Se tem uma sugestão de ação voluntária, uma competência especial ou específica

1 ENTIDADES PARCEIRAS PROMOTORAS DE VOLUNTARIADO Se tem uma sugestão de ação voluntária, uma competência especial ou específica Data última atualização: 05 Novembro de 2012 Índice 1 - Entidades parceiras promotoras de voluntariado 2- Projetos específicos de voluntariado 1 ENTIDADES PARCEIRAS PROMOTORAS DE VOLUNTARIADO Se tem uma

Leia mais

Plano Anual de Actividades

Plano Anual de Actividades 2015 2015 CENTRO SOCIAL DA SÉ CATEDRAL DO PORTO Plano Anual de Actividades Resposta Social: Centro Comunitário Porto, 2015 1. INTRODUÇÃO O presente plano tem o intuito de programar estrategicamente a intervenção

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO 2015/2016 CATL

PROJETO PEDAGÓGICO 2015/2016 CATL PROJETO PEDAGÓGICO 2015/2016 CATL A vida é a arte de pintar e sentir a nossa própria história. Somos riscos, rabiscos, traços, curvas e cores que fazem da nossa vida uma verdadeira obra de arte! Autor

Leia mais

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES

PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES. Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PRÉ-ESCOLAR PROJETO EDUCATIVO / PLANO DE ATIVIDADES Vale Mourão 2014 / 2015 PROJETO: CHUVA DE CORES INTRODUÇÃO «Será a emergência do sentido e conteúdo curricular que permitirá

Leia mais

Plano de Atividades para o ano 2012

Plano de Atividades para o ano 2012 Plano de Atividades para o ano 2012 A finalidade da planificação de atividades consiste na ocupação do utente e no seu envolvimento nas atividades, para que este possa sentir prazer na sua realização,

Leia mais

Entidades Promotoras de Voluntariado Lourinhã

Entidades Promotoras de Voluntariado Lourinhã Entidades Promotoras de Voluntariado Câmara Municipal da Casa do Povo da Casa Pia de Lisboa Centro Social e Paroquial da ADAPECIL Associação Juvenil Tá a Mexer GEAL Junta de Freguesia de Ribamar LOURAMBI

Leia mais

Mês Objetivos Atividades Local Recursos Colaboradores

Mês Objetivos Atividades Local Recursos Colaboradores Graça Jardim Proporcionar aos um ambiente acolhedor e amigo, integrando-os no centro de ; Receção aos e visualização de fotografias de anos anteriores. Cento Social e Cultural do Cabouco. Tela. Projetor

Leia mais

Sala: CATL Professora: Elisabete Oliveira Animadora: Cristiana Almeida

Sala: CATL Professora: Elisabete Oliveira Animadora: Cristiana Almeida Sala: CATL Professora: Elisabete Oliveira Animadora: Cristiana Almeida 1 SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO A minha Escola Segurança Infantil Outono Dia das bruxas Dia de S. Martinho Vindimas Conhecer os diferentes

Leia mais

VOLUNTARIADO CÁRITAS IDOSOS

VOLUNTARIADO CÁRITAS IDOSOS IDO 01/2013 Acompanhamento Personalizado do Idoso IDO 02/2013 Acompanhamento Personalizado do Idoso IDO 03/2013 Acompanhamento Personalizado do Idoso IDO 04/2013 Acompanhamento Personalizado do Idoso IDO

Leia mais

Plano Anual de Atividades. Resposta Social: Serviço de Apoio Domiciliário

Plano Anual de Atividades. Resposta Social: Serviço de Apoio Domiciliário 2015 CENTRO SOCIAL DA SÉ CATEDRAL DO PORTO Plano Anual de Atividades Resposta Social: Serviço de Apoio Domiciliário Porto, 2015 Índice Introdução 2 Serviço de Apoio Domiciliário SAD 3 Princípios/regras

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Atividades Previstas para o ano letivo de 2013 2014 Atividades Objetivos Estratégias Calendarização Adaptar a criança à escola e à vida Diálogos conviventes de social; apresentação

Leia mais

Projetos Pedagógicos. Agosto 2012

Projetos Pedagógicos. Agosto 2012 Projetos Pedagógicos Agosto 2012 AMIZADE Amigo a gente cuida, faz carinho, brinca, sorri e até chora junto, e percebemos o quanto precisamos um do outro. A amizade é muito valiosa para nós que construímos

Leia mais

PLANO EDUCATIVO MUNICIPAL

PLANO EDUCATIVO MUNICIPAL MUNICÍPIO DE VOUZELA PLANO EDUCATIVO MUNICIPAL 2014/2015 Designação da Formação Toxicodependências Programa de Respostas Integradas As Crianças Marcam a Diferença! Natação 1º Ciclo Prolongamento de Horário

Leia mais

Agrupamento de Escolas de Cascais Plano Anual de Atividades 2014/2015 ANEXO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO

Agrupamento de Escolas de Cascais Plano Anual de Atividades 2014/2015 ANEXO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO ANEO 1 DEPARTAMENTO DO PRÉ-ESCOLAR E 1.º CICLO 0 1º Período A CAF (Componente de Apoio à Família 2 primeiras semanas de setembro e interrupção do Natal) será acionada de acordo com resposta dos Encarregados

Leia mais

Plano de Atividades de 2016

Plano de Atividades de 2016 GRUPO DE ACÇÃO COMUNITÁRIA IPSS Plano de Atividades de 2016 Fórum Sócio Ocupacional do GAC Unidade de Vida Protegida UPRO Formação Profissional Novembro de 2015 Plano de atividades 2016 1 Grupo de Ação

Leia mais

Plano Anual de Atividades 2013/ 2014. - Receção e entrega de lembranças às. - Proporcionar momentos de alegria e Educadoras (S.A.

Plano Anual de Atividades 2013/ 2014. - Receção e entrega de lembranças às. - Proporcionar momentos de alegria e Educadoras (S.A. Data em que se realiza Setor/ Departamento Atividades Objetivos Específicos Responsáveis 2 de setembro - Receção e entrega de lembranças às - Fomentar a adaptação das crianças e Ajudantes crianças; na

Leia mais

Plano Anual de Actividades

Plano Anual de Actividades 2016 2016 CENTRO SOCIAL DA SÉ CATEDRAL DO PORTO Plano Anual de Actividades Resposta Social: Centro Comunitário Porto, 2016 1. INTRODUÇÃO O presente plano tem como objectivo definir e delinear estratégias

Leia mais

CENTRO DE BEM ESTAR INFANTIL NOSSA SENHORA DE FÁTIMA

CENTRO DE BEM ESTAR INFANTIL NOSSA SENHORA DE FÁTIMA CENTRO DE BEM ESTAR INFANTIL NOSSA SENHORA DE FÁTIMA Projecto Pedagógico 2007/2008 Sala 9- Sala Aventura Estão habituadas à convivência com outras crianças e adultos não pertencentes à família. Aprenderam

Leia mais

Plano Anual de Atividades (2014/2015) Intervenientes Calendarização Objetivos da Atividade. 1º Período Setembro de 2014

Plano Anual de Atividades (2014/2015) Intervenientes Calendarização Objetivos da Atividade. 1º Período Setembro de 2014 Plano Anual de Atividades (2014/2015) Atividade Curricular Intervenientes Calendarização Objetivos da Atividade 1º Período Setembro de 2014 Início do ano lectivo /Pais 1ª Quinzena de Setembro Reunião de

Leia mais

Notícias da Quinta do Outeiro

Notícias da Quinta do Outeiro 8ª Edição 03 de novembro de 2014 Notícias da Quinta do Outeiro Editorial Apresentamos a oitava edição das Notícias da Quinta do Outeiro - Lar para Idosos, Lda, que estará disponível em formato digital

Leia mais

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede

AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede AGRUPAMENTO DE ESCOLAS DE ALCABIDECHE ESCOLA BÁSICA 2,3 DE ALCABIDECHE Sede 1. Identificação DEPARTAMENTO: Pré-Escolar PLANO ANUAL DE ACTIVIDADES - PROPOSTA DE ACTIVIDADES ANO LECTIVO - 2010 / 2011 Coordenador(a):

Leia mais

OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014. Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo de ensino e aprendizagem dos alunos

OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014. Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo de ensino e aprendizagem dos alunos OBJETIVOS DO PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2013-2014 Promover o sucesso académico Reforçar a organização, coordenação e articulação curricular Promover a participação dos Encarregados de Educação no processo

Leia mais

Desenvolver as capacidades musicais e teatrais. Estimular as relações de pertença a um grupo.

Desenvolver as capacidades musicais e teatrais. Estimular as relações de pertença a um grupo. Promover uma tradição natalícia. Janeiro 6 Sexta-feira Dia de Reis Desenvolver as capacidades musicais e teatrais. Estimular as relações de pertença a um grupo. Fazer uma coroa de Rei com material reciclado

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CAF/AAAF 2015/2016

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CAF/AAAF 2015/2016 MULTICULTURALIDADE CULTURAS DO MUNDO NO PARQUE DAS NAÇÕES PLANO ANUAL DE ATIVIDADES CAF/AAAF 2015/2016 Junta de Freguesia Parque das Nações Sede: Alameda dos Oceanos, nº 83 1990-212 Lisboa Telf.: +351

Leia mais

Conhecer, sentir e viver a Floresta

Conhecer, sentir e viver a Floresta Projeto de Sensibilização e Educação da População Escolar Conhecer, sentir e viver a Floresta 2011-12 Floresta, Fonte de Vida Guia das Atividades - - Dia de S. Martinho, Castanhas e Castanheiros - Dia

Leia mais

Ano letivo: 2012/2013

Ano letivo: 2012/2013 TEMA : SER É CRESCER Contextualização: Ano letivo: 2012/2013 O Plano Anual de Atividades deste ano lectivo 2012/2013, tem como tema SER É CRESCER.Este tema faz parte integrante do nosso Projeto Educativo

Leia mais

Atividades realizadas no 3º período. EB de Comporta - " A Menina do Mar"

Atividades realizadas no 3º período. EB de Comporta -  A Menina do Mar Agrupamento de Escolas de Alcácer do Sal Comissão de Acompanhamento e Avaliação Interna Balanço das Atividades Nome da Atividade Atividades realizadas no 1º período Atividades realizadas no 2º período

Leia mais

PLANO DE ACTIVIDADES. Lar Cónego Manuel José Barbosa Correia. Animadora Sociocultural: Rosa Caldas

PLANO DE ACTIVIDADES. Lar Cónego Manuel José Barbosa Correia. Animadora Sociocultural: Rosa Caldas PLANO DE ACTIVIDADES Lar Cónego Manuel José Barbosa Correia Animadora Sociocultural: Rosa Caldas Índice Índice... 2 Introdução... 3 PARTE I... 4 Ateliers Semanais... 4 PARTE II... 9 Ateliers Mensais...

Leia mais

VOLUNTARIADO CÁRITAS IDOSOS

VOLUNTARIADO CÁRITAS IDOSOS IDO 01/2015 Acompanhamento Personalizado do Idoso IDO 02/2015 Acompanhamento Personalizado do Idoso IDO 03/2015 Acompanhamento Personalizado do Idoso IDO 04/2015 Acompanhamento Personalizado do Idoso IDO

Leia mais

Programa de Férias verão 2013

Programa de Férias verão 2013 Programa de Férias verão 2013 Data: 3 de Junho 2013 Assunto: Programa de Férias de Verão Caros pais, Vimos, por este meio, dar-lhes a conhecer o Programa de Férias de Verão que será oferecido às crianças

Leia mais

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas

PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016. Associação Sénior de Odivelas PLANO DE ATIVIDADES 2015/2016 Associação Sénior de Odivelas A Universidade Sénior de Odivelas é um projecto inovador que tem por base a promoção da qualidade de vida dos seniores de Odivelas, fomentando

Leia mais

PROGRAMA MUNICIPAL DE PROMOÇÃO DO ENVELHECIMENTO ATIVO E SAUDÁVEL

PROGRAMA MUNICIPAL DE PROMOÇÃO DO ENVELHECIMENTO ATIVO E SAUDÁVEL PROGRAMA MUNICIPAL DE PROMOÇÃO DO ENVELHECIMENTO ATIVO E SAUDÁVEL ENQUADRAMENTO O tema «envelhecimento» tem sido alvo de estudos de pesquisadores e profissionais e vem desencadeando a produção de conhecimentos

Leia mais

Animação Sénior. Animação

Animação Sénior. Animação Animação Animar-se ou distrair-se é uma necessidade essencial de todos nós, e aquele que se diverte com uma ocupação agradável com o fim de se descontrair física e psicologicamente consegue satisfazer

Leia mais

Jornal do Centro Social Paroquial de Pinhal Novo Número 2 Novembro/Dezembro 2011

Jornal do Centro Social Paroquial de Pinhal Novo Número 2 Novembro/Dezembro 2011 Jornal do Centro Social Paroquial de Pinhal Novo Número 2 Novembro/Dezembro 2011 1.Editorial Este jornal continua a ser feito a pensar em pais e familiares! Dedicamo-lo a todos os pais e mães interessados

Leia mais

Projecto Educativo de Estabelecimento. Triénio de 2010-2013

Projecto Educativo de Estabelecimento. Triénio de 2010-2013 Projecto Educativo de Estabelecimento Triénio de 2010-2013 Creche Mundo Infantil Queremos que juntos, Equipa Educativa, Crianças e Familias, possamos proporcionar boas experiencias e aprendizagens. Só

Leia mais

Projeto Pedagógico e de Animação

Projeto Pedagógico e de Animação Projeto Pedagógico e de Animação 1 - Memória Descritiva 2 Identificação e Caracterização da Instituição Promotora 3 - Objetivos Gerais 4 - Objetivos Específicos 5 - Princípios educacionais 6 Metodologias

Leia mais

CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2012/2013. Telef: 238490000 Fax: 238490003 Av. Cidade da Covilhã Apto. 52 6290-322 Gouveia - www.abpg.

CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2012/2013. Telef: 238490000 Fax: 238490003 Av. Cidade da Covilhã Apto. 52 6290-322 Gouveia - www.abpg. CRECHE PLANO ANUAL DE ATIVIDADES ANO LETIVO 2012/2013 Unidade 1 Vamos à escola PLANO ANUAL DE ATIVIDADES 2012/2013 Unidade 2 Uma árvore de Natal muito familiar Mês: Outubro/Novembro/Dezembro Objetivos

Leia mais

Projeto Pedagógico do Apoio Pós-letivo da Primária Escola Alemã de Lisboa

Projeto Pedagógico do Apoio Pós-letivo da Primária Escola Alemã de Lisboa Projeto Pedagógico do Apoio Pós-letivo da Primária Escola Alemã de Lisboa Índice Pág. 1. A Escola Alemã de Lisboa 1 1.1 História do Apoio Pós-letivo da Escola Primária 1 2. O que é o Apoio Pós-letivo da

Leia mais

Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores do Município de Ponte de Lima PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO

Centro de Cultura e Desporto dos Trabalhadores do Município de Ponte de Lima PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO PLANO DE ATIVIDADES E ORÇAMENTO 2014 MISSÃO 2014 Renovar a imagem da associação Melhorar a qualidade dos serviços prestados Restabelecer as ações de carácter cultural, desportivo e recreativo Promover

Leia mais

plano anual de educação ambiental

plano anual de educação ambiental plano anual de educação ambiental 2009/2010 complexo de educação ambiental da quinta da gruta PROGRAMA FAMÍLIAS Grelha Resumo por Sector Sector Rios/Espaços Verdes Animais Dias comemorativos Férias Datas

Leia mais

Relacionamentos. Laços familiares, amizades e atividades sociais fazem bem à saúde.

Relacionamentos. Laços familiares, amizades e atividades sociais fazem bem à saúde. Relacionamentos Relacionamentos Laços familiares, amizades e atividades sociais fazem bem à saúde. Dependendo de como você leva a sua vida, pode prevenir ou não as chamadas doenças da civilização (cardiovasculares,

Leia mais

PROJETO PEDAGÓGICO MUSSOC

PROJETO PEDAGÓGICO MUSSOC PROJETO PEDAGÓGICO dos Campos de Férias da MUSSOC Associação Mutualista dos Trabalhadores da Solidariedade e Segurança Social I CARATERIZAÇÃO GERAL DA MUSSOC 1. Introdução O presente documento tem como

Leia mais

Centro Social Cultural e Recreativo Arelhense

Centro Social Cultural e Recreativo Arelhense Centro Arelhense Rua Principal, s/nº Arelho 2510 191 Óbidos Telefone: 262 959 317 Maill: geral@arelho-obidos.com Site - www.arelho-obidos.com Aprovado em reunião de a / / 2013 Aprovado em Assembleia Geral

Leia mais

Fundamentação e Contextualização do Programa de Voluntariado

Fundamentação e Contextualização do Programa de Voluntariado Fundamentação e Contextualização do Programa de Voluntariado O Programa de Voluntariado do Centro Solidariedade e Cultura de Peniche pretende ir ao encontro do ideário desta instituição, numa linha da

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades Ano letivo O constitui-se como um documento orientador das actividades desenvolvidas 2014/2015 ao longo do ano lectivo. Desta forma, nas páginas que

Leia mais

Boletim Olhares EDITORIAL DO OLHARES. Deseja a Todos. um Feliz Ano Novo. Irmãs Hospitaleiras. A Casa de Saúde Nª Sª da Conceição

Boletim Olhares EDITORIAL DO OLHARES. Deseja a Todos. um Feliz Ano Novo. Irmãs Hospitaleiras. A Casa de Saúde Nª Sª da Conceição EDITORIAL DO OLHARES Boletim Olhares Caros Leitores CASA DE SAÚDE Nª Sª DA CONCEIÇÃO Nº 29 NOVEMBRO/ DEZEMBRO 2014 A edição nº29 do Boletim Olhares, referente a novembro e dezembro, marca a viragem para

Leia mais

ORDEM DE TRABALHOS. 1ª reunião

ORDEM DE TRABALHOS. 1ª reunião ORDEM DE TRABALHOS. 1ª reunião 1. Tomada de Posse dos membros do Conselho Municipal de Educação; 2. Proposta de regimento do Conselho Municipal de Educação; 3. Apresentação de propostas para a constituição

Leia mais

Plano Anual de Actividades

Plano Anual de Actividades Plano Anual de Actividades (Actividades de Tempos Livres) Jardim de Infância e Escola EB1 da Quinta das Indias Jardim de Infância e Escola EB1 de Alpriate Escola EB1 do Cabo de Vialonga Ano Lectivo 2012/2013

Leia mais

Como é a criança de 4 a 6 anos

Como é a criança de 4 a 6 anos de 4 a 6 anos Como é a criança Brinque: lendo histórias, cantando e desenhando. A criança se comunica usando frases completas para dizer o que deseja e sente, dar opiniões, escolher o que quer. A criança

Leia mais

Projeto Curricular do 1.º Ciclo

Projeto Curricular do 1.º Ciclo Projeto Curricular do 1.º Ciclo Tema Felizes os que constroem a vida na verdade e no bem. INTRODUÇÃO Este ano letivo 2014/2015 ficou definido como tema geral Felizes os que constroem a vida na verdade

Leia mais

Plano Anual de Atividades

Plano Anual de Atividades Plano Anual de Atividades 1º Período setembro novembro 10 Receção aos alunos Toda a Comunidade Escolar Todos Departamentos 10 Início do ano letivo Comemoração do início do Outono visita à Quinta da Eira

Leia mais

Plano Anual de Actividades Animação Educativa e Sociocultural -2013-

Plano Anual de Actividades Animação Educativa e Sociocultural -2013- Plano Anual de Actividades Animação Educativa e Sociocultural -2013- Combater o Isolamento/solidão Animação Inter-geracional Troca de afectos/ Participação Actividades Cognitivas Actividades de desenvolvimento

Leia mais

ÍNDICE: 1. Introdução. 1. - Caracterização do meio 2. - Caracterização do espaço ATL... 2. - Caracterização do grupo. 3

ÍNDICE: 1. Introdução. 1. - Caracterização do meio 2. - Caracterização do espaço ATL... 2. - Caracterização do grupo. 3 ÍNDICE: 1. Introdução. 1 2. CONTEXTUALIZAÇÃO - Caracterização do meio 2 - Caracterização do espaço ATL... 2 3. Grupo - Caracterização do grupo. 3 - Caracterização da equipa/horário. 3 4. OBJETIVOS: - Objetivos

Leia mais

Santa Casa da Misericórdia de Cadaval. Projeto Pedagógico Sala das Formiguinhas

Santa Casa da Misericórdia de Cadaval. Projeto Pedagógico Sala das Formiguinhas Santa Casa da Misericórdia de Cadaval Projeto Pedagógico Sala das Formiguinhas Ano lectivo 2012/2013 Índice Projeto Pedagógico 1. Metodologia do projecto pedagógico 1.1 Contextualização do Projeto Pedagógico-------------------------------------------------------------------------2

Leia mais

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES

BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES 1.º PERÍODO PLANIFICAÇÃO DA ATIVIDADE DE ENRIQUECIMENTO CURRICULAR BLOCOS CONTEÚDOS OBJETIVOS ATIVIDADES. Reconhecimento da importância das artes plásticas;. Desenvolvimento progressivo das possibilidades

Leia mais

Projeto Curricular de Sala (resumido)

Projeto Curricular de Sala (resumido) Projeto Curricular de Sala (resumido) Sala Azul Jardim-de-Infância 3/4anos Educadora de Infância: Ana Patrícia Fitas Ano letivo: O Projeto Curricular da Sala Azul para o ano letivo de 2013-2014 encontra-se

Leia mais

Unidos com o mundo. Equipa pedagógica da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro 2013/2014

Unidos com o mundo. Equipa pedagógica da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro 2013/2014 Unidos com o mundo Equipa pedagógica da Santa Casa da Misericórdia de Aveiro 2013/2014 Introdução O Plano Anual de Atividade é um documento orientador de uma dinâmica comum a todas as salas da Pré, que

Leia mais

Plano Anual de atividades 2014/2015 1º Periodo

Plano Anual de atividades 2014/2015 1º Periodo Plano Anual de atividades 2014/2015 1º Periodo Designação Objectivos Grupo alvo Calendarização Responsáveis pela actividade Recursos a afectar J F M A M J J A S O N D Humanos Materiais Logísticos Exercício

Leia mais

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades;

Brincar, expressando emoções, sentimentos, pensamentos, desejos e necessidades; INFANTIL II OBJETIVOS GERAIS DA EDUCAÇÃO INFANTIL Desenvolver uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com a confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações:

Leia mais

plano anual de educação ambiental

plano anual de educação ambiental plano anual de educação ambiental 2009/2010 complexo de educação ambiental da quinta da gruta PROGRAMA SÉNIOR Grelha Resumo Sector Designação Opção I - Atelier Entrelaçando Opção II - Atelier de Olaria

Leia mais

Projeto Pedagógico 2014/15

Projeto Pedagógico 2014/15 Projeto Pedagógico 2014/15 Introdução Um Projeto Educativo, qualquer que seja, compreende sempre um conjunto de intenções, de motivações, de interesses variados e está sujeito a alterações diversas conforme

Leia mais

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança

Planificação Anual. Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação. Registo e produções - Confiança Planificação Anual Professor: Gabriela Maria R. D. T. L. C. Silva Disciplina: Ano: préescolar Turma: I Ano letivo: 2014-2015 Competências Aprendizagens Atividades/Estratégias Avaliação Facilitar a adaptação

Leia mais

- Visitas orientadas Público-alvo: público geral

- Visitas orientadas Público-alvo: público geral Criado em 2006, o Serviço Educativo do Museu de Santa Maria de Lamas (MSML) tem desenvolvido um conjunto de actividades pedagógicas e lúdicas, no sentido de divulgar o património integrado no seu vasto

Leia mais

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA

COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA COMPONENTE DE APOIO À FAMÍLIA PROJETO DA CAF ANIMADORA SOCIAL: Liliana Baladares Ano letivo 2015/2016 Página 1 Ano letivo 2015/2016 Página 2 A EQUIPA Animadora Sociocultural Liliana Baladares AAe da sala

Leia mais

Projeto Intervir em Marvila Responsável do Executivo: Jorge Máximo (Secretário e Responsável do Pelouro da Economia e Sociedade)

Projeto Intervir em Marvila Responsável do Executivo: Jorge Máximo (Secretário e Responsável do Pelouro da Economia e Sociedade) Projeto Intervir em Marvila Responsável do Executivo: Jorge Máximo (Secretário e Responsável do Pelouro da Economia e Sociedade) Coordenadora: Joana Gonçalves Equipa Técnica: David Rodrigues Marina Fernandes;

Leia mais

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano Letivo 2013/2014. Resposta Social: Creche

PLANO ANUAL DE ATIVIDADES Ano Letivo 2013/2014. Resposta Social: Creche Ano Letivo 2013/2014 Mês Dia Atividade Intenções Pedagógicas Intervenientes Setembro 02 23 a 27 01 Início do Ano Letivo Semana Comemorativa da Chegada do outono Dia Nacional da Água - Festejar a chegada

Leia mais

Comunicação JOGOS TEATRAIS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO MATERNAL E EDUCAÇÃO INFANTIL

Comunicação JOGOS TEATRAIS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO MATERNAL E EDUCAÇÃO INFANTIL Comunicação JOGOS TEATRAIS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES DO MATERNAL E EDUCAÇÃO INFANTIL ROSA, Maria Célia Fernandes 1 Palavras-chave: Conscientização-Sensibilização-Transferência RESUMO A psicóloga Vanda

Leia mais

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008

Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Escola Básica do 1º Ciclo com Pré-Escolar de São Vicente Plano Anual de Actividades 2007/2008 Objectivos gerais: - Proporcionar o diálogo e o respeito pelas pessoas mais velhas. - Desenvolver o espírito

Leia mais

Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE

Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE Plano Anual de Actividades 2011/2012 CRECHE 1 Fundamentação Teórica O Plano Anual de Actividades constituiu, em conjunto com o Projecto Educativo e o Regulamento Interno, um dos principais instrumentos

Leia mais

Newsletter. Temos uma nova imagem! Número I Abril 2015

Newsletter. Temos uma nova imagem! Número I Abril 2015 Número I Abril 2015 Temos uma nova imagem! Um coração colorido é agora o novo logotipo e representa o amor da CERCIAMA e de todos os nossos profissionais pelo próximo, a dedicação de alma e coração, a

Leia mais

Projeto Pedagógico Sala da Alegria. Vamos descobrir os Alimentos

Projeto Pedagógico Sala da Alegria. Vamos descobrir os Alimentos Projeto Pedagógico Sala da Alegria Vamos descobrir os Alimentos Ano letivo 2015-2016 Índice Introdução... 3 2. Caraterização do grupo... 4 3. Organização e Gestão do Tempo... 4 4. Fundamentação do tema...

Leia mais

Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês

Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês Ação 1 Foral andante o que eu escrevo, o que tu lês Criar ambientes de partilha; Proporcionar momentos de incentivo à leitura e ao relevo das ilustrações; Facilitar e promover a criatividade e imaginação;

Leia mais