Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência"

Transcrição

1 Nº 2 Set 2013 Boletim Informativo do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência e m f o c o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência O Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência foi instituído pelo movimento social em Encontro Nacional, em 1982, com todas as entidades nacionais. O dia 21 de setembro foi escolhido pela proximidade com a primavera e o dia da árvore numa representação do nascimento das reivindicações de cidadania e participação plena em igualdade de condições. A data foi oficializada através da Lei Federal nº , de 14 de julho de Esta data é comemorada e lembrada todos os anos, desde então, em todos os estados, e se constitui em momento para reflexão e busca de novos caminhos para as lutas do segmento. Para as pessoas com deficiência, é também momento para divulgar as lutas e cobrar mais inclusão social. Páginas 4 e 5 Reunião descentralizada do Conade O Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade) realizou, no mês de agosto, a sua 87ª reunião ordinária, estendendo-a aos conselhos municipais e estaduais. Páginas 6 e7 Imagem da plenária Leia nesta edição: O Plano Viver sem Limite é pauta permanente no Conade. Em todas as reuniões ocorrerão apresentações do balanço do andamento das ações de cada eixo. Todos os materiais e dados apresentados são enviados a todos os conselhos estaduais! Estatuto da Pessoa com Deficiência: Entendendo o processo! Página 3 Agendas transversais dos conselhos são debatidas em Brasília Encontro de Conselhos Representantes de 33 conselhos estaduais e municipais do Conade se reúnem em Brasília Página 8 Conade no Fórum Mundial de Direitos Humanos Página 9 Página 10

2 2 editorial O Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência surgiu em um período em que vivíamos à margem da sociedade e das políticas públicas. Passamos por tempos difíceis, onde na história das civilizações o extermínio, a exclusão e a integração estavam presentes em nossas vidas. Em 2008, o Brasil ratificou a Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência, adotada pela ONU, bem como seu Protocolo Facultativo, em 2009, documento que obteve equivalência constitucional, valorizando a atuação conjunta entre sociedade civil e governo. O comprometimento dos Estados Partes a assegurar e promover o pleno exercício de todos os direitos humanos e liberdades fundamentais para todas as pessoas com deficiência, sem qualquer tipo de discriminação, pode ser considerado um dos principais elementos da Convenção. Celebrar e Lutar! Para atender os desafios, o governo brasileiro lançou o Plano Viver sem Limite, que busca garantir que a política da pessoa com deficiência seja transversal, estando estabelecida em eixos estratégicos que enfrentam os anos de opressão e discriminação promovidos pela ausência de ações governamentais concretas. Não podemos deixar de destacar que, nos últimos anos, tivemos três conferências nacionais com participação de milhares de atores sociais em processos democráticos e participativos, os quais produziram centenas de propostas para aperfeiçoamento das políticas públicas. Os novos tempos exigem cada vez mais protagonismo. O controle social avança em todo país, com mais de 500 conselhos municipais e estaduais dos direitos da pessoa com deficiência já consolidados. Hoje, todas as unidades da federação possuem órgão gestor da política pública para a pessoa com deficiência e cresce a implantação destes espaços nas capitais e demais municípios. O dia é de luta, mas também de celebração de vitórias. Almejamos que a garantia dos direitos esteja enraizada nas diferentes instâncias sociais, como forma de avançar cada vez mais nas conquistas e na construção de uma sociedade que tenha como princípios a acessibilidade e a inclusão de todas as pessoas. Antonio José Ferreira do Nascimento Presidente do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade) Conselhos Uma escola da prática social Criar, manter e fortalecer as ações dos conselhos é tarefa de toda a cidadania. No atual cenário do sistema de controle social, a ninguém é dado o direito de isentarse do aprimoramento e qualificação. O papel dos governos e sociedade civil no fortalecimento dos conselhos é determinante na atuação dessas esferas de participação. Um conselho composto por representantes conscientes de sua missão e um governo aberto à transformação social resultam numa sociedade menos desigual, fora de qualquer dúvida. Investir em qualificação de conselheiros e conselheiras é atitude que deve ser apoiada por todos nós. Ao longo da História, bagagem cultural da sociedade civil e investimento público em capacitação resultam em espaços fortalecidos de controle, fiscalização e monitoramento das ações públicas: ganha a sociedade e ganha o Brasil. expediente No segmento de pessoas com deficiência em particular, a necessidade da formação política é um imperativo. A dificuldade no acesso a educação formal representa um entrave a uma participação plena e qualificada na arena da luta por defesa e promoção de direitos. Com isso, organizações, estado e sociedade devem contribuir para trazer ao centro desse debate, aqueles que poucas oportunidades tiveram para qualificar-se e atingir uma razoável mobilidade social. Muitas lideranças do movimento das pessoas com deficiência surgem a partir de suas necessidades cotidianas, inerentes à sua condição, não necessariamente lapidadas em bancos escolares. Essa é uma realidade que precisamos enfrentar: a permanente formação de conselheiros para uma atuação qualificada frente à gestão pública. Precisamos conjugar dois fatores no enfrentamento a desigualdade em nosso país: transformar nossos conselhos de direitos em bancos de escola da cidadania e mesa de debates das questões sociais que nos afligem. Ednilson Sacramento Presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência da cidade de Salvador (COMPED) Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade) Composição da Comissão de Comunicação Social Academia Brasileira de Neurologia; Associação Brasileira de Autismo (ABRA); Associação de Pais, Amigos e Pessoas com Deficiência dos Funcionários do Banco do Brasil e a Comunidade (APABB); Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC); Ministério da Cultura; Ministério das Cidades; Ministério das Comunicações e Ministério do Turismo. Comitê Editorial CCS e Coordenação Geral do Conade projeto gráfico e diagramação Daniel Dino Secretaria Executiva do Conade (SE/Conade) Secretaria Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPD) Setor Comercial Sul Quadra 9 Lote C Torre A 8º andar Ed. Parque Cidade Corporate CEP: Brasília-DF Telefones: (61) Fax: (61) Nº 2 Set 2013 Boletim Informativo do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência

3 3 Estatuto da Pessoa com Deficiência: Entendendo o processo! 1. O Grupo de Trabalho do Estatuto da Pessoa com Deficiência, instituído pela Portaria 616/2012, foi composto por representantes da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, que o coordenou, convidados da Frente Parlamentar Mista do Congresso Nacional em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, juristas convidados e representantes do Conselho Nacional dos Direitos das Pessoas com Deficiência Conade, através de entidades da sociedade civil ONCB, AMPID e APABB. 2. As atribuições prioritárias do GT estiveram centradas em sistematização dos relatórios das Conferências Nacionais dos Direitos das Pessoas com Deficiência, realizadas nos anos de 2006 e 2008, no que concerne à incorporação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência no ordenamento jurídico nacional; na sistematização dos relatórios dos cinco encontros regionais realizados pelo Conade no ano de 2009, cuja temática era o debate dos Projetos de Lei nº 3.638, de 2000 e 7.699, de 2006 à luz da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência; na análise da adequação dos Projetos de Lei nº 3.638, de 2000 e 7.699, de 2006 e da legislação vigente ao texto da Constituição da República Federativa do Brasil, emendada pela Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência e seu Protocolo Facultativo; e por fim, no oferecimento de subsídios e contribuições ao Congresso Nacional sobre o tema. 3. Após conclusão dos objetivos pelo qual foi instituído, o GT apresentou a proposta de substitutivo a Câmara e ao Senado Federal, no prazo de dez meses, conforme acordado com a Frente Parlamentar Mista do Congresso Nacional em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência que abre agora, nova rodada de discussões, parte do processo democrático. 4. O Conade realizou oficina nos dias 1 e 2 de agosto, onde foram qualificadas as propostas do texto enviado a Câmara dos Deputados à relatora do Texto, deputada Mara Gabrilli. 5. A Câmara dos Deputados e outras entidades em todo país estão debatendo o tema através de seminários e audiências públicas. O Conade acompanha o processo através da CAN e da CPP. 6. As entidades podem participar pelo E- Democracia: gov.br/web/estatuto-da-pessoa-com-deficiencia/wikilegis#.ugpjz5kkql0 Atividades pelo Brasil! Alagoas A Frente Parlamentar do Congresso Nacional em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, em parceria com a Assembleia Legislativa de Alagoas, estará realizando um debate sobre o estatuto no dia 26 de setembro na Assembleia Legislativa de Alagoas as 11h! Rio de Janeiro No dia 09 de agosto, ocorreu o Seminário ESTATUTO DA PESSOA COM DEFI- CIÊNCIA COMO REGULAMENTO DA CONVENÇÃO DA ONU, organizado pela Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CDPD) da OAB/RJ. Rio Grande do Sul No dia 12 de setembro, no Auditório Marcelo Kufner, ocorreu o Seminário de Avaliação do Anteprojeto Substitutivo ao Projeto de Lei 7.699/2006, que cria o Estatuto da Pessoa com Deficiência, organizado pelo Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Coepede-RS). Rio de Janeiro A Comissão de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CDPD) da OAB/RJ, em parceria com a Frente Parlamentar do Congresso Nacional em Defesa dos Direitos das Pessoas com Deficiência, realizou na sexta-feira, dia 13, uma audiência pública para debater e propor alterações ao Projeto de Lei nº 7.699/06, que visa a instituir o Estatuto da Pessoa com Deficiência. Mato Grosso do Sul No dia 19 de setembro, ocorre audiência pública para a confecção do Estatuto da Pessoa com Deficiência. O evento será realizado na Assembleia Legislativa do Mato Grosso do Sul, das 13h às 18h, por solicitação do deputado federal Geraldo Resende (PMDB-MS) ao presidente da Casa, Jerson Domingos (PMDB). Geraldo Resende é membro e um dos fundadores da Frente Parlamentar em Defesa das Pessoas com Deficiência. Informações: Piauí No dia 27 de setembro ocorre seminário sobre o estatuto no Piauí, sob coordenação da Secretaria Estadual para Inclusão da Pessoa com Deficiência (SEID), em consonância com o Conselho Estadual de Defesa dos Direitos da Pessoa com Deficiência (CONEDE-PI)! fique por dentro Formação na Bahia Entre os dias 07 e 09 de agosto, o Conade esteve presente no estado da Bahia, auxiliando no planejamento estratégico do Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência (COEDE). Durante os três dias foram tratados diversos temas e ainda, elaborado o planejamento do conselho. O Conade esteve representando pela conselheira Naira Rodrigues. Parlamentares O Conade está cadastrando parlamentares que tenham deficiência ou militam nesta área. Se você conhece vereadores, deputados estaduais, deputados federais e senadores com estas características, acesse o cadastro e nos informe seus dados: https://docs.google.com/forms/d/1ytjv4s9x00_2dhngoojevap6nzxer_sarchtioaf8gs/viewform Nº 2 Set 2013

4 Páginas 4 e 5 ABRASO É bom saber que estamos juntos nesse dia 21 de setembro, no Dia Internacional de Luta da Pessoa com Deficiência. AMPID Considerando que a Convenção dos Direitos das Pessoas com Deficiência, aprovada como emenda constitucional em 2008 pelo nosso Congresso Nacional, e outras normas infraconstitucionais de proteção à pessoa com Deficiência, ainda padecem de uma invisibilidade jurídica, provocando ainda algumas decisões esdrúxulas pelo Poder Judiciário e demais órgãos auxiliares da Justiça, quando não a impunidade de muitas pessoas físicas e jurídicas que discriminam este grupo de pessoas; necessário ainda que divulguemos a referida Convenção e demais normas, seja através de campanhas, publicações e eventos junto a esses operadores do direito, seja também fomentando ações judiciais e extrajudiciais para que se criem novas posturas para uma efetiva aplicação dos direitos ONEDEF No início dos anos 80, durante o processo da constituinte os movimentos sociais contribuíram decisivamente na democratização do nosso país. Esta democratização passa necessariamente pelo controle social, e sociedade organizada tem finalmente o importante papel na formulação, deliberação, monitoramento, avaliação e financiamento das políticas públicas. É neste contexto que no dia 21 de setembro de 1982 o movimento das pessoas com deficiência em um grande encontro de todas as entidades nacionais decide criar o dia Nadas pessoas com deficiência e o consequente respeito, dignidade e autonomia que o segmento busca para realizar sua concreta inclusão social neste País. A AMPID através de suas ações e de seus associados, nas suas atribuições como membros do Ministério Público, busca cotidianamente realizar ações em prol da independência e dignidade dessas pessoas com impedimentos físicos, sensoriais, intelectuais e mentais. E nossa participação no Conade é mais um passo nessa missão de respeito à diversidade. Façamos assim deste 21 de setembro mais um dia de labuta por melhores e mais inclusivos dias para as pessoas com deficiência. APABB Todos os dias são dias de luta para as pessoas com deficiência! E no dia 21 de setembro, Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, pelo anúncio da Primavera e por ser o Dia da Árvore, temos um símbolo muito bonito das justas reivindicações pela Cidadania e Justiça e pela participação plena com igualdade de condições e contra a discriminação e o preconceito. Este dia deve servir para reconhecer os avanços na política nacional das pessoas com deficiência e, ao mesmo tempo, é o momento para refletir, articular, inovar e construir novos caminhos para avançar por uma inclusão social plena de acessibilidade. A Sociedade precisa perceber que o desenvolvimento sustentável demanda acessibilidade e inclusão das pessoas com deficiência em todos os níveis. A Sociedade deve tomar para si uma luta que é de todos os cidadãos, e essa luta deve ramificar e se espalhar como as árvores e florir intensamente como a Primavera, anunciando novos tempos. A luta é grande! Vamos a ela! FEBRAPEM Acreditamos que conseguiremos fazer com que a luta pelos direitos da pessoa com deficiência seja uma luta, não das pessoas com deficiência, mas sim uma luta da sociedade como um todo. Somente quando todos entendermos que deficiência pode atingir qualquer um, a qualquer momento, é que teremos realmente uma sociedade justa e incluída, pois é a sociedade quem tem que ser incluída na diversidade. FENASP Neste ano de 2013, completam-se oito anos de uma nova conquista na vida das pessoas com deficiência, que é o reconhecimento de luta desse importante segmento. Mais do que celebrar o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, neste dia precisamos reafirmar a necessidade de continuarmos lutando para que alguns direitos já conquistados sejam de fato assegurados. Temos todos, instituições de e para pessoas com deficiência e as próprias pessoas com deficiência, a missão de gritar para os órgãos públicos e principalmente para a sociedade, que pessoas com deficiência, são e serão altamente capazes, na medida em que a própria sociedade promover suas mudanças atitudinais e se despir dos preconceitos, derrubando todas as barreiras que impedem as pessoas com deficiência mostrarem as suas potencialidade e eficiências. Que neste Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência, possamos comemorar os avanços, sem nos esquecer dos desafios que ainda nos são impostos. OAB Nossa missão, como movimento político, é garantir o acesso das pessoas com deficiência a todos os bens, produtos e serviços existentes na sociedade. Assegurar os direitos das pessoas com deficiência é o ápice do processo civilizatório, na construção de uma sociedade que realmente valorize a diversidade humana, entendendo que nela reside nossa principal riqueza. Nosso desafio é esclarecer a todos que a adoção prática dos princípios do desenho universal, além de inclusivos para as pessoas com deficiência, traz benefícios concretos de acessibilidade, usabilidade e conforto para todos os cidadãos. Nº 2 Set 2013 Boletim Informativo do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência

5 cional de Lutas das Pessoas com Deficiência, 23 anos depois através da Lei nº /2005 se institui o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. É importante resgatarmos estes momentos da história para podermos entender como o movimento das pessoas com deficiência avançou. É certo que muitos destes direitos ainda se encontram apenas no papel, mas não podemos negar que hoje as pessoas com deficiência são os protagonistas de suas histórias. Somos 24% da população brasileira, mas o que temos que ter em mente é que somos parte dos 100% da população, e é com este ideal que o movimento das pessoas com deficiência caminha para garantir a nossa cidadania. Atividades pelo Brasil! Amapá - O Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, 21 de setembro, será comemorado no Amapá com uma programação que inclui ações sociais, show e caminhada. Será uma semana de atividades que iniciam na segunda-feira (16), às 8h, no Teatro das Bacabeiras, no Centro de Macapá. Com o tema Sou diferente, e daí? a ideia da Secretaria de Estado da Educação (Seed), organizadora da programação, é buscar melhorias na inclusão da pessoa com deficiência. A data foi escolhida devido à proximidade com a primavera e o Dia da Árvore, numa representação do nascimento das reivindicações de cidadania e participação plena em igualdade de condições. Bahia - Feira de Santana sedia o I Fórum de debates sobre o Atendimento educacional Especializado no dia 20 de setembro, uma ação do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência em parceria com a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Ceará - Na semana de luta das pessoas com deficiência, o Governo do Estado, por meio da Secretaria da Saúde do Estado realiza nesta quarta-feira (18), o Seminário Saúde da Pessoa com Deficiência Rede de Cuidados, que reunirá 120 gestores, profissionais de saúde e representantes de organizações da sociedade civil no auditório Waldir Arcoverde, da Sesa. Durante o seminário será apresentada a proposta de organização da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência do Ceará. No sábado (21), uma caminhada na Avenida Beira Mar, com concentração às 14h30min na Avenida Rui Barbosa, marcará o Dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiência. A Secretaria do Trabalho e Desenvolvimento Social (STDS) e do Instituto de Desenvolvimento do Trabalho (IDT), realiza 19 a 27 de setembro, uma série de atividades dedicadas ao trabalhador com deficiência. Na quinta-feira (19), na Unidade Central do Sine/IDT, em Fortaleza, ocorreu o Mutirão da Inclusão, com oferta de empregos para os profissionais com deficiência e o Laboratório de Inclusão da STDS promoverá, no auditório da pasta, o III Arte com Acessibilidade, com o tema Inclusão Qualitativa: uma receita que vem dando certo. Maranhão - Com o slogan Derrubando os muros da exclusão! estarão ocorrendo entre os dias 16 e 21 de setembro diversas atividades no estado, com participação de diversas entidades públicas e da sociedade civil! Mato Grosso - Realizada pela Gerência de Gestão de Qualidade e Produtividade ou Serviço Social do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso sob a coordenação de Aureniza Ferreira dos Santos, a Semana da Luta da Pessoa com Deficiência começou na quarta-feira (18) e vai até a próxima sexta-feira (20) com programação no Auditório do órgão. Pará - A Secretaria Municipal de Esporte, Juventude e Lazer ( Sejel), de Belém, preparou uma programação inédita para comemorar o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, unindo em um mesmo evento esporte, lazer e cidadania. O Supera Belém vai reunir atletas e não atletas, pessoas com e sem deficiência, crianças, jovens e adultos em uma prova de 10 quilômetros, chamada de Circuito Vida. O Circuito Vida não será uma caminhada ou corrida, será uma oportunidade de integração e superação para cada um dos participantes, divididos em equipes de 10 integrantes cada uma. Paraíba - A Semana de Luta da Pessoa com Deficiência em João Pessoa visa promover a causa do deficiente físico procurando oferecer visibilidade e garantir os direitos dessa parcela da população. A Asdef, juntamente com outras instituições voltadas para a causa, está envolvida diretamente com a organização e planejamento do evento, que aproveita a celebração do Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência no dia 21. O Núcleo de Apoio às Pessoas com Necessidades Especiais (Napne) do Campus João Pessoa do Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) vai realizar a Semana de Inclusão entre os dias 16 e 20 de setembro. Com o tema Eu posso! Vamos juntos?, a programação é extensa envolvendo servidores e estudantes. O Napne espera a participação de toda a comunidade, inclusive externa ao Instituto. Na quinta-feira (19) às 15h30, a Ouvidoria Geral da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), através do vereador e ouvidor da Casa, Marmuthe Cavalcanti (PT do B), realizou Audiência Pública alusiva ao dia Nacional de Luta das Pessoas com Deficiências, e contou com a presença de Secretários Municipais, representantes de Órgãos Públicos, pais, professores, funcionários e alunos de entidades ligadas a essas pessoas. Paraná - A Secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Curitiba, realizará no dia 21 de setembro, a 5ª edição do Dia da Cidadania Especial. Este é um evento que consta no calendário da Prefeitura e este ano estará celebrando o Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência. Estão previstas entre as várias atividades, palco com apresentações culturais, jogos de mesa, aula de ginástica, orientação de benefícios previdenciários, orientação vocacional, teste de glicemia. Piauí - A Secretaria Estadual para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Seid), em parceria com a Coordenadoria Estadual da Juventude (Cojuv), está organizando uma programação especial para comemorar a passagem do Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência. Com atividades esportivas, artísticas e culturais, a comemoração será realizada no próximo dia 21 de setembro, sábado, na Nova Potycabana, com a presença de representantes de diversos segmentos da área da pessoa com deficiência, além de familiares e autoridades. Rio de Janeiro - Na segunda-feira (16), começaram as ações da Semana de Luta da Pessoa com Deficiência em Cabo Frio, Região dos Lagos do Rio de Janeiro. As atividades começaram pela manhã, com uma caminhada. A concentração foi na Praia do Forte, e do local os participantes foram em direção ao centro da cidade. Roraima - O Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência, 21 de setembro, será celebrado em Boa Vista com uma programação especial. A primeira atividade alusiva à data ocorreu na quinta-feira (19) na escola municipal Raimundo Eloy Gomes, no bairro Conjunto Cidadão, zona Oeste de Boa Vista. São Paulo - Mogi das Cruzes sedia estará realizando atividades entre os dias 16 e 21 de setembro! Ocorrerão palestras, apresentações e workshop! O Fórum Paulista de Entidades das Pessoas com Deficiência iniciativa, que marca o Dia Nacional de Luta da Pessoa com Deficiência (21 de setembro), reunirá organizações, militantes e autoridades nesta sexta, 20/09, na Alameda das Flores, região da Paulista, das 13h às 17h. Como fruto da manifestação promovida em agosto, em São Paulo, pelo Movimento Paulista dos Direitos das Pessoas com Deficiência, nasce agora o Fórum Paulista de Entidades das Pessoas com Deficiência, cujo lançamento está marcado para essa sexta-feira, 20 de setembro, na Alameda das Flores 1330, na região da Avenida Paulista, das 13h às 17h. O Centro Cultural São Paulo realiza uma série de eventos voltados à acessibilidade durante o mês em questão. As atividades iniciaram no sábado, 7, e continuam até o dia 29. A entrada é Catraca Livre para toda programação. A Secretaria Municipal de Ação Social e Cidadania de Salto promove no dia 21 de setembro, às 19 horas, diversas atividades em comemoração ao Dia Nacional da Luta da Pessoa com Deficiência. Realizado pela Coordenadoria da Pessoa com Deficiência, o evento acontece na Sala Palma de Ouro do Centro de Educação e Cultura Anselmo Duarte, que fica na Rua Prudente de Moraes, nº 580, Centro. O atleta brasileiro Antônio Tenório da Silva, único tetracampeão paralímpico consecutivo de Judô para deficientes visuais, irá contar seu depoimento durante o evento. Sergipe - O Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência estará organizando atividades entre os dias 16 e 26 de setembro, em parceria com 13 municípios! A abertura ocorreu no dia 16 de setembro no município de Lagarto! Nº 2 Set 2013

6 6 Reunião descentralizada do Conade O Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade) realizou, no mês de agosto, a sua 87ª reunião ordinária, estendendo-a aos conselhos municipais e estaduais. O Secretário de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira, abriu a sessão anunciando a pactuação do Estado ao Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência Viver Sem Limite. O Termo de Adesão deve ser assinado no dia 17 de setembro, no Palácio Guanabara, em Laranjeiras. A secretaria está construindo, junto à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), a Adesão Coletiva do Plano Viver Sem Limite. É um esforço para que o estado inteiro vivencie em seu cotidiano a questão da acessibilidade e da integração total das cidades com a pessoa com deficiência, declarou o secretário Zaqueu Teixeira. O objetivo desta reunião ampliada, segundo o secretário nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antônio José Ferreira, além de cumprir com a deliberação das normas legais que regem o conselho em suas prorrogativas, é promover a aproximação dos Conselhos Estadual e Municipais. Na elaboração do nosso plano estratégico anual, definimos a necessidade de uma reunião descentralizada, com a intenção de aproximar e estimular os conselhos. Além disso, escolhemos o Rio de Janeiro como sede pela relevância de um dos temas que serão discutidos hoje à tarde, relacionando às ações de fomento à acessibilidade nos Jogos Olímpicos e Paraolímpicos de 2016, destacou Ferreira. A Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (SEASDH) também promoveu, por meio do Conselho Estadual para a Política de Integração das Pessoas Portadoras de Deficiência (CEPDE), a capacitação de gestores e técnicos, para o fortalecimento dos 92 Conselhos Municipais que atuam na área em parceria com o CEPDE, de acordo com o presidente do conselho, Marcio Rodrigues. A reunião teve como palco o a sede da OAB-RJ. Representando a entidade, Luís Cláudio Pontes destacou que a entidade tem compromisso com as políticas para pessoas com deficiência. O presidente do conselho estadual, Marco Castilhos apoiou a iniciativa do Conade em estar em diálogo com conselhos municipais e estaduais, pois esta ação fortalece o controle social e as políticas públicas. Estiveram na reunião os representantes dos municípios de Duque de Caxias, Carmo, Niterói. Mesa de abertura da reunião Novo modelo de Avaliação dos Benefícios por incapacidade no âmbito do INSS Sergio Antonio Martins Carneiro, diretor de saúde do trabalhador INSS Articular a seguridade social com outras políticas intersetoriais no âmbito da saúde do trabalhador e analisar os processos de adoecimento é o nosso desafio. Transparência na utilização dos critérios, humanização, busca de diversas fontes de informação qualificam a perícia. O que pode qualificar uma boa perícia não é o perito individualmente, e sim o quanto ele possui informações. Se ele tiver mais informações desse segurado, com certeza ele vai estar mais seguro para tomar juízo em relação a suas decisões. Esta é a transição que estaremos fazendo, de um modelo medico, para um modelo social que leva em conta a funcionalidade. Acessibilidade na telefonia Karla Crosara Ikuma Rezende, Gerente de Universalização e Ampliação do Acesso ANATEL Há necessidade de atuação governamental para que sejam oferecidos produtos, serviços com custo reduzido. Outras questões que estamos conversando na Anatel é que hoje a gente vislumbra vários dispositivos voltados à acessibilidade nas telecomunicações, só que espalhados em vários regulamentos diferentes. Isso dificulta o acesso organizado e de fácil compreensão para toda população. Então a curto e médio prazo a gente já tá trabalhando num regulamento que faça uma compilação de todos esses direitos e um regulamento só pra facilitar exatamente a identificação de quais são os direitos relativos à acessibilidade no nosso setor de telecomunicações. Estamos também trabalhando numa construção de modelo de orelhões com novos funcionalidades, aí seriam funcionalidades multimídias, talvez ou com teclados pra acessar a internet, ou com a possibilidade inclusive de ter o Wi Fi embutido no terminal justamente pra se dar novas funcionalidades e multimídias que são mais acessíveis pra se poder então estar sendo utilizado pela população com deficiência, inclusive. Acessibilidade na Rio 2016 Augusto Fernandes, Coordenador de Acessibilidade Estamos buscando a melhoria da acessibilidade dos pontos turísticos, educação profissional e treinamento pra pessoas com deficiência, incentive a participação de pessoas com deficiência no programa de voluntaries, recrutamento de pessoas com deficiência pra fazer parte do time 2016 e estimular o desenvolvimento da produção de uma gama de produtos voltados ao segmento são algumas de nossas iniciativas. Nº 2 Set 2013 Boletim Informativo do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência

7 Ações de empregabilidade MTE Fernanda Cavalcante, Conselheira Titular, Auditora Fiscal do Trabalho O Ministério do Trabalho e Emprego MTE, por competência determinada no 2º do art. 93 da Lei nº 8.213, de 1991, combinado com o 5º do art. 36 do Decreto nº 3.298, de 1999, é o único órgão responsável pela geração de estatísticas sobre o trabalho das pessoas com deficiência e pela fiscalização do cumprimento da cota legal, por meio da Auditoria Fiscal do Trabalho, além da intermediação de mão de obra por meio do Sistema Nacional de Emprego SINE. As estatísticas relacionadas ao trabalho de pessoas com deficiência são divulgadas anualmente por meio do Boletim da RAIS, divulgado no sítio eletrônico do MTE. O Projeto de Fiscalização para a Inserção de Pessoa com Deficiência no Mercado de Trabalho é projeto obrigatório, desenvolvido pelas coordenações regionais nas 27 SRTE do Brasil, que fazem a articulação com os demais parceiros com vistas à inclusão com qualidade da pessoa com deficiência no mercado de trabalho e atingir o objetivo maior da política afirmativa do Estado Brasileiro que é a promoção da igualdade de oportunidades para todos, com a eliminação de todas as formas de discriminação e a promoção do bem estar social. No início de 2006, a Secretaria de Inspeção do Trabalho (SIT) assume a coordenação das atividades de fiscalização relacionadas ao cumprimento de cotas de pessoas com deficiência. A partir de 2005, os resultados da fiscalização passam a ser lançados em campo especificamente criado para o tema no Sistema Federal de Inspeção do Trabalho (SFIT), gerando um estatísticas específicas sobre a inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho sob a ação direta da fiscalização. No primeiro ano, foram inseridas, sob ação fiscal, pessoas com deficiência no mercado de trabalho; em 2006 um total de trabalhadores, em 2007, mais , em 2008, ; em 2009, ; em 2010, ; em 2011, ; em 2012, mais ; e até agosto de 2013 outros trabalhadores com deficiência pela ação direta da fiscalização do trabalho. No período de 2005 a agosto de 2013 totalizamos trabalhadores com deficiência adentraram no mercado formal de trabalho. No período de 2011 a agosto de 2013, mais de 22 mil ações fiscais foram realizadas visando especificamente o cumprimento da cota legal. O turista com deficiência Priscila Cavalcante Grintzos, Coordenação- Geral de Segmentação O Ministério do Turismo, em parceria com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e a UNESCO, realizou Estudo do Perfil de Demanda da Pessoa com Deficiência. O Estudo é resultado de uma das metas do Programa Turismo Acessível lançado em novembro de 2012 pelo Ministério do Turismo em parceria com a Embratur e a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. A pesquisa realizada pela empresa CP2 Pesquisas, de 13 a 20 de maio de 2013, nos cinco principais centros emissores de turistas brasileiros, utilizou-se do método de discussão com grupos focais e entrevistas em profundidade e teve por objetivo identificar as características, comportamentos de consumo e necessidades dos turistas com deficiência (reais e potenciais), conhecendo suas percepções em relação à infraestrutura e ao atendimento nas cidades, as barreiras e empecilhos para a realização de viagens, suas expectativas e seus relatos de experiências positivas e negativas. Foram pesquisados dois grupos distintos de pessoas com deficiência: os chamados turistas reais e turistas potenciais, que residem atualmente nas cidades de Belo Horizonte, São Paulo, Porto Alegre, Rio de Janeiro e Curitiba (cinco principais centros emissores de turistas brasileiros). Os turistas reais são aqueles que viajaram a lazer para algum destino turístico brasileiro nos últimos 12 meses. Já os turistas potenciais são aqueles que não viajaram no último ano, mas que pretendem viajar a lazer para algum destino turístico nos próximos 12 meses. Ressalta-se ainda que, na composição dos grupos, procurou-se contemplar os 4 tipos de deficiências: visual, auditiva, física e intelectual. Principais Resultados Hábitos de Mídia: Verifica-se que a internet é o principal canal de comunicação utilizado pela pessoa com deficiência: é utilizada por todos os pesquisados e o tempo gasto navegando varia entre 1 a 16 horas por dia. Planejamento das Viagens: Nota-se que a pessoa com deficiência procura realizar um 7 planejamento para sua viagem com maior frequência que as pessoas sem deficiência. Os motivos para tanto variam desde a minimização na ocorrência de imprevistos e custos até a sensação de maior segurança que o planejamento permite. Canais de Comercialização utilizados: Verifica-se uma preferência pela utilização de pacotes ofertados por agência/operadora de viagens ou por viagens organizadas por grupos de trabalho/associações/igrejas por estes oferecerem maio segurança em caso de imprevistos durante a viagem. Aqueles que são autoguiados, ou seja, que contratam diretamente o produto/serviço turístico, possuem uma característica recorrente: o fazem sempre por intermédio de um amigo ou parente sendo o primeiro um ator considerado muito importante no planejamento das viagens, já que geralmente viajam acompanhados. A escolha do destino: A pesquisa mostra que o turista com deficiência considera também, além da acessibilidade, os preços competitivos, a existência de locais com aspectos históricos e culturais interessantes e singulares, gastronomia típica, as paisagens raras, condições do transporte local para a escolha do destino. Disponibilidade de informações sobre estes locais: Os pesquisados reforçam a percepção de que as informações disponíveis sobre os locais para os quais gostariam de visitar não são suficientes e não têm o detalhamento necessário. Para eles é difícil encontrar informações tanto sobre a estrutura física de hotéis, restaurantes e pontos turísticos como por exemplo, a existência de rampas e adaptação dos espaços para acesso de cadeira de rodas como sobre existência de pessoal qualificado para atender pessoas com deficiência. Duração das viagens realizadas: Maior parte dos entrevistados costuma realizar viagens com duração média de uma semana, sendo que a frequência gira em torno de 2 a 4 vezes ao ano. Conselhos Participantes Estadual: Rio de Janeiro. Municipais: Tanguá; Itaboraí; Duque de Caxias; Niterói; Mesquita; São João do Meriti; Nilópolis; Petrópolis; Rio de Janeiro. Nº 2 Set 2013

8 8 Encontro de Conselhos Representantes de 33 conselhos estaduais e municipais do Conade se reúnem em Brasília Imagem panorâmica do encontro Representantes de 20 estados e de 13 municípios participaram, na manhã desta segundafeira (2), da reunião do Conselho Nacional da Pessoa com Deficiência (Conade), na sede da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), em Brasília. O objetivo do encontro é aproximar o Conade dos demais conselhos locais, além da apresentação das ações do Plano Nacional da Pessoa com Deficiência Viver sem Limite. O secretário nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, Antonio José Ferreira, abriu o encontro e considerou bastante positivo o número de conselheiros presentes. Tivemos uma conversa essencial para articulação da rede de conselhos na perspectiva de fortalecer a política da pessoa com deficiência e o monitoramento do Plano Nacional Viver sem Limite, afirmou. O presidente do Conselho Municipal dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Joinville (Comde), Sérgio Celestino Pereira, considerou o encontro importante para o conhecimento das políticas, mas lamentou o pouco tempo para conhecer as ações de todos os outros conselhos presentes. São muitos conselhos para conhecermos, ações bem sucedidas e políticas que poderiam ser copiadas. Presidindo o Conselho Estadual dos Direitos da Pessoa com Deficiência de Roraima (COE- DE/RR), a socióloga Maria das Dores Pereira ratificou a importância da aproximação do Conade junto aos conselheiros estaduais. Nosso conselho é recente e hoje percebemos a quantidade de informações que precisamos de outros estados e municípios para pensarmos nossas ações. Conselhos Municipais no Brasil: REGIÃO NORTE TO 7 (5%) AM 1 (1,6%) PA 6 (4,1%) RR 0 (0%) RO 5 (9,6%) AC 1 (4,54) AP 0 (0%) Total: 19 (4,2%) REGIÃO NORDESTE BA 24 (5,7%) SE 8 (10,6%) PE 22 (11,8%) PI 22 (9,9%) MA 14 (6,4%) CE 29 (15,7%) RN 7 (4,1%) PB 9 (4%) AL 2 (1,9%) Total: 137 (7,6%) REGIÃO CENTRO-OESTE GO 34 (13,8%) MT 6 (4,3%) MS 7 (8,9%) Total: 47 (10,1%) REGIÃO SUL SC 16 (7,2%) PR 29 (5,4%) RS 60 (12%) Total: 105 (8,8%) REGIÃO SUDESTE MG 27 (3,1%) SP 122 (18,9%) RJ 34 (36,9%) ES 16 (20,5%) Total: 199 (10,1%) Nº 2 Set 2013 Boletim Informativo do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência

9 Agendas transversais dos conselhos são debatidas em Brasília R epresentantes e integrantes dos conselhos vinculados à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR), participaram, na última segunda-feira (2), no Palácio do Planalto, em Brasília, do IV Fórum Interconselhos. Presente no evento, o Secretário Nacional de Promoção e Defesa dos Direitos Humanos e presidente do Conselho Nacional do Idoso, Biel Rocha, ressaltou a importância do fortalecimento dos conselhos. De acordo com o secretário, o diálogo com estas instituições é fundamental para a construção das políticas públicas que compreendem demandas de segmentos como população em situação de rua, idosos e população LGBT. A Ministra do Planejamento, Miriam Belchior, apresentou o relatório das agendas transversais O documentos traz um balanço das políticas do governo federal para Juventude, Mulheres, Igualdade Racial, População LGBT, População de Rua, Criança e Adolescente, Idosos, Deficientes e Povos Indígenas, a partir dos Planos Plurianuais implementados no país desde Participaram ainda do fórum representantes do Conselho Nacional do Idoso (CNDI); Conselho Nacional contra a Discriminação Conselheiros do Conade no encontro LGBT (CNCD-LGBT); Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência (Conade) e o Conselho Nacional da Criança e Adolescente (CONANDA). Representantes do Conade no evento: Carmem Lúcia Lopes Fogaça (ONEDEF) Janilton Fernandes Lima (CNC) José Antonio Ferreira Freire (CBDV) 9 Wilson Roberto Gomiero (FEBRAPEM) Ester Alves Pacheco Henriques (FENASP) Adinilson Marins dos Santos (FENAPAE) Pedro Leonardo da Luz Loss (APABB) Isaias Dias (CUT) Assessoria de Comunicação Social Protocolo Nacional Conjunto para a Proteção Integral a Crianças e Adolescentes, Pessoas Idosas e Pessoas com Deficiência em Situação de Riscos e Desastres Portaria Interministerial nº 02 de 06 de dezembro de 2012 O Brasil vem enfrentando, nos últimos anos, um número significativo de alterações climáticas e desastres naturais que provocam risco à população, sobretudo àquelas que, nessas situações, se encontram mais vulneráveis ao acometimento de violações de direitos. Em meio a esse contexto, o Protocolo Nacional Conjunto foi construído pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República em parceira com o Ministério da Integração com o foco na proteção integral de crianças e adolescente, pessoas idosas e pessoas com deficiência sujeitos de direitos que necessitam de uma atenção diferenciada nos momentos de riscos e desastres. O Protocolo consolida ações transversais e intersetoriais dentre as diversas políticas públicas no âmbito nacional, estadual, distrital e municipal. Tem como objetivo orientar os agentes públicos, a sociedade civil, o setor privado e as agências de cooperação internacional que atuem em situação de riscos e desastres no desenvolvimento das fases de preparação, prevenção, resposta e recuperação. Uma das diretrizes do Protocolo é o fortalecimento das capacidades locais e controle social, fundamentais para a constituição de espaços de participação dos usuários no diálogo com o poder público, com vistas a garantir padrões mínimos de proteção a crianças e adolescentes, pessoas idosas e pessoas com deficiência em situações de riscos e desastres. Para tanto, o envolvimento de todos os Conselhos de Direito das Pessoas com Deficiência torna-se imprescindível, visto que representam um importante canal de divulgação e ampliação do alcance das orientações e diretrizes presentes no Protocolo. Link de acesso ao Protocolo: Ana Luísa Coelho Moreira Coordenadora de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência Nº 2 Set 2013

10 10 Conade no Fórum Mundial de Direitos Humanos O Conade estará realizando atividade com conselhos estaduais e municipais durante o Fórum Mundial de Direitos Humanos. Calendário de Eventos! Reuniões Ordinárias OUTUBRO REUNIÃO: 88ª Reunião Plenária Datas: 17 e 18 Local: Sala do Plenário (10º andar) Brasília-DF Horário: 9h às 19h DEZEMBRO REUNIÃO: 88ª Reunião Plenária Datas: 12 e 13 Local: Sala do Plenário (10º andar) Brasília-DF Horário: 9h às 19h Encontros Regionais O FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS FMDH acontecerá em Brasília, no período de 10 a 13 de dezembro de O FMDH é uma iniciativa da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República SDH/PR, com o objetivo de promover um espaço de debate público sobre Direitos Humanos, no qual serão tratados seus principais avanços e desafios com foco no respeito às diferenças, na participação social, na redução das desigualdades e no enfrentamento a todas as violações de direitos humanos. O FMDH será um espaço de debate público sobre Direitos Humanos, no qual serão tratados seus principais avanços e desafios com foco no respeito às diferenças, na participação social, na redução das desigualdades e no enfrentamento a todas as violações de direitos humanos. Concebido para aproximar e integrar pessoas e organizações, o FMDH será composto por conferências, debates temáticos e atividades autogestionadas. Para saber mais: Encontros Seminários OUTUBRO ENCONTRO: Regional Nordeste Datas: 03 e 04 Local: Recife-PE Horário: 9h às 18h NOVEMBRO ENCONTRO: Regional Centro-Oeste Datas: 21 e 22 Local: Goiânia-GO Horário: 9h às 18h ENCONTRO: Fórum Mundial de Direitos Humanos Datas: 10 a 13 Local: Brasília-DF Horário: 9h às 18h Seminário na Paraíba Durante três dias, 150 representantes de Conselhos da Pessoa com Deficiência de todo o Estado, participaram do Seminário que discutiu os avanços e desafios da pessoa com deficiência na Paraíba. O evento, promovido pelo Governo do Estado, através da Fundação Centro Integrado de Apoio ao Portador de deficiência( FU- NAD), teve como objetivo, qualificar os Conselheiros dos Direitos da pessoa com Deficiência no Estado e debater sobre a Convenção Internacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o Plano Viver Sem Limites, as ações já implementadas na Paraíba, a política de controle e os desafios na estruturação dos conselhos, como espaço de articulação política e participação social. Segundo Rosa Helena Vasconcelos, Coordenadora do Núcleo de Educação Permanente da FUNAD o evento é de grande importância. Espera-se que com essa formação sejam aprofundados os debates sobre direitos humanos, controle social, avanços e desafios dos Conselhos De Direitos Da Pessoa Com Deficiência, de modo que possam atuar com efetividade. Monitoramento da 3ª Conferência Nacional O Conade definiu o processo de monitoramento das ações da conferência nacional dos direitos da pessoa com deficiência. O processo envolverá publicação impressa das deliberações, que será enviado a todos os conselhos estaduais e municipais, bem como gestores da política da pessoa com deficiência. O monitoramento envolverá duas etapas. A primeira envolve a tabulação de todas as propostas, analisando sua constitucionalidade. A partir disso, as comissões estarão identificando a responsabilidade (pública, privada, sociedade civil), o âmbito (federal, estadual ou municipal), o poder (executivo, legislativo, judiciário, ministério público), o órgão específico e o território de abrangência. A partir disso serão definidos os encaminhamentos de cada uma das propostas, que poderá ser um ofício, reunião ou seminário, por exemplo. Queremos que na próxima conferência possamos ter os elementos necessários para uma avaliação consistente e madura de tudo que foi aprovado e assim, dar uma resposta à sociedade destacou o presidente do Conade Antonio José Ferreira. Nº 2 Set 2013 Boletim Informativo do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012

Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Pesquisa de Informações Básicas Estaduais 2012 Informações Básicas Recursos Humanos Foram pesquisadas as pessoas que trabalhavam na administração direta e indireta por vínculo empregatício e escolaridade;

Leia mais

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília

FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS. Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília FÓRUM MUNDIAL DE DIREITOS HUMANOS Data: 10 a 13 de Dezembro de 2013 Local: Brasília Nome do Evento: Fórum Mundial de Direitos Humanos Tema central: Diálogo e Respeito às Diferenças Objetivo: Promover um

Leia mais

Participação Social como Método de Governo. Secretaria-Geral da Presidência da República

Participação Social como Método de Governo. Secretaria-Geral da Presidência da República Participação Social como Método de Governo Secretaria-Geral da Presidência da República ... é importante lembrar que o destino de um país não se resume à ação de seu governo. Ele é o resultado do trabalho

Leia mais

O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA ESPECIAL DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA

O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA ESPECIAL DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL DA PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA PORTARIA N o, DE DE DE 2009. Aprova o regimento da II Conferência Nacional de Promoção da Igualdade Racial O MINISTRO DE ESTADO CHEFE DA SECRETARIA ESPECIAL DE POLÍTICAS DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL

Leia mais

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO Nota Técnica elaborada em 01/2014 pela CGAN/DAB/SAS. MINISTÉRIO DA SAÚDE SECRETARIA DE ATENÇÃO À SAÚDE DEPARTAMENTO DE ATENÇÃO BÁSICA COORDENAÇÃO-GERAL DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NOTA TÉCNICA Nº15/2014-CGAN/DAB/SAS/MS

Leia mais

Programa 2063 - Promoção dos Direitos de Pessoas com Deficiência

Programa 2063 - Promoção dos Direitos de Pessoas com Deficiência Programa Momento do Programa: Momento LOA+Créditos Tipo de Programa: Temático Macrodesafio Fortalecer a cidadania Eixo Direitos da Cidadania e Movimentos Sociais R$ 50.000.000 Notas de usuário para Programa

Leia mais

NOTA TÉCNICA 63 2011 PROPOSTA DE AMPLIAÇÃO DO PROJETO VIDA NO TRÂNSITO

NOTA TÉCNICA 63 2011 PROPOSTA DE AMPLIAÇÃO DO PROJETO VIDA NO TRÂNSITO NOTA TÉCNICA 63 2011 PROPOSTA DE AMPLIAÇÃO DO PROJETO VIDA NO TRÂNSITO Repasse financeiro do Fundo Nacional de Saúde aos Fundos de Saúde Estaduais, Municipais e do Distrito Federal, por meio do Piso Variável

Leia mais

PROGRAMA. Brasil, Gênero e Raça. Orientações Gerais

PROGRAMA. Brasil, Gênero e Raça. Orientações Gerais PROGRAMA Brasil, Gênero e Raça Orientações Gerais Presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva Ministro do Trabalho e Emprego Luiz Marinho Secretário-Executivo Marco Antonio de Oliveira Secretário

Leia mais

CARTA DE FERRAZ DE VASCONCELOS

CARTA DE FERRAZ DE VASCONCELOS CARTA DE FERRAZ DE VASCONCELOS O Fórum de Inovação Tecnológica, Inclusão Social e Redes de Cooperação realizou-se nas dependências do Complexo Poli Esportivo Gothard Kaesemodel Junior Ferraz de Vasconcelos

Leia mais

DELIBERAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA N 01/2014

DELIBERAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA N 01/2014 CONSELHO ESTADUAL DOS DIREITOS DA CRIANÇA E DO ADOLESCENTE MINAS GERAIS DELIBERAÇÃO DA DIRETORIA EXECUTIVA N 01/2014 A Diretoria Executiva do Conselho Estadual dos Direitos da Criança e do Adolescente

Leia mais

DIRETRIZES A SEREM DEBATIDAS NAS CONFERÊNCIAS NO ANO DE 2015 E 2016

DIRETRIZES A SEREM DEBATIDAS NAS CONFERÊNCIAS NO ANO DE 2015 E 2016 DIRETRIZES A SEREM DEBATIDAS NAS CONFERÊNCIAS NO ANO DE 2015 E 2016 A Constituição de 1988 criou a possibilidade de que os cidadãos possam intervir na gestão pública. Pela via do controle social, influenciam

Leia mais

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social

Objetivos Consolidar uma política garantidora de direitos Reduzir ainda mais a desigualdade social AGENDA SOCIAL AGENDA SOCIAL Estamos lutando por um Brasil sem pobreza, sem privilégios, sem discriminações. Um país de oportunidades para todos. A melhor forma para um país crescer é fazer que cada vez

Leia mais

DECRETO Nº 8.243, DE 23 DE MAIO DE 2014

DECRETO Nº 8.243, DE 23 DE MAIO DE 2014 Presidência da República Casa Civil Subchefia para Assuntos Jurídicos DECRETO Nº 8.243, DE 23 DE MAIO DE 2014 Institui a Política Nacional de Participação Social - PNPS e o Sistema Nacional de Participação

Leia mais

Inventar com a diferenca,

Inventar com a diferenca, Inventar com a diferenca, cinema e direitos humanos PATROCÍNIO APOIO REALIZAÇÃO Fundação Euclides da Cunha O que é Inventar com a diferença: cinema e direitos humanos O projeto visa oferecer formação e

Leia mais

Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado

Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado Estratégia de fortalecimento dos Pequenos Negócios Maria Aparecida Bogado Consultor Sebrae Nacional PARCERIAS MPOG - Ministério do Planejamento Orçamento e Gestão/SLTI CONSAD Conselho Nacional de Secretários

Leia mais

CARTILHA ORIENTADORA PARA CRIAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS CONSELHOS DE DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

CARTILHA ORIENTADORA PARA CRIAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS CONSELHOS DE DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA CARTILHA ORIENTADORA PARA CRIAÇÃO E FUNCIONAMENTO DOS CONSELHOS DE DIREITOS DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA Dilma Rousseff Presidenta da República Federativa do Brasil Maria do Rosário Nunes Ministra de Estado

Leia mais

Ministério da Saúde Conselho Nacional de Saúde/CNS

Ministério da Saúde Conselho Nacional de Saúde/CNS Ministério da Saúde Conselho Nacional de Saúde/CNS Ministério da Saúde Conselho Nacional de Saúde/CNS Comissão Nacional de Ética em Pesquisa 256ª Reunião Ordinária CNS Jorge Alves de Almeida Venancio 09/04/2014

Leia mais

Esta publicação tem por objetivo apresentar o Programa Cultura Viva, de responsabilidade da Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural do

Esta publicação tem por objetivo apresentar o Programa Cultura Viva, de responsabilidade da Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural do Esta publicação tem por objetivo apresentar o Programa Cultura Viva, de responsabilidade da Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural do Ministério da Cultura, de modo a facilitar sua compreensão

Leia mais

No Brasil, existem cerca de 45 milhões de Pessoas com Deficiência, o que representa ¼ da população geral (Censo IBGE, 2010).

No Brasil, existem cerca de 45 milhões de Pessoas com Deficiência, o que representa ¼ da população geral (Censo IBGE, 2010). O Plano Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência PLANO VIVER SEM LIMITE 2011-2014 foi instituído por meio do Decreto da Presidência da República nº 7.612, de 17/11/2011 e tem como finalidade promover,

Leia mais

Planejamento estratégico do Conade

Planejamento estratégico do Conade Nº 1 Jul 2013 Boletim Informativo do Conselho Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência Planejamento estratégico do Conade E m reunião ocorrida em Pirenópolis, o Conade aprovou seu planejamento estratégico

Leia mais

Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy

Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy Pesquisa sobre municipalização do trânsito e regulamentação do exercício da atividade de moto taxista e de moto boy Tabulação dos Resultados da Pesquisa Objetivos: Diagnosticar a situação atual dos municípios

Leia mais

Apresentação do IDConselho Municipal. Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília

Apresentação do IDConselho Municipal. Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília Apresentação do IDConselho Municipal Apresentação elaborada pela Coordenação Geral de Vigilância Socioassistencial CGVIS Brasília 5.366 Conselhos Municipais que preencheram o Censo SUAS 2014 Dinâmica de

Leia mais

BALANÇO SEMESTRAL DO DISQUE DIREITOS HUMANOS DISQUE 100 PESSOA IDOSA PESSOA COM DEFICIÊNCIA

BALANÇO SEMESTRAL DO DISQUE DIREITOS HUMANOS DISQUE 100 PESSOA IDOSA PESSOA COM DEFICIÊNCIA BALANÇO SEMESTRAL DO DISQUE DIREITOS HUMANOS DISQUE 100 PESSOA IDOSA LGBT PESSOA COM DEFICIÊNCIA CRIANÇA E ADOLESCENTE POPULAÇÃO EM SITUAÇÃO DE RUA PESSOAS EM RESTRIÇÃO DE LIBERDADE BALANÇO SEMESTRAL

Leia mais

O Desafio da Implementação das Políticas Transversais

O Desafio da Implementação das Políticas Transversais O Desafio da Implementação das Políticas Transversais Professora: Juliana Petrocelli Período: Novembro de 2013 PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE DIREITOS HUMANOS SECRETARIA NACIONAL DE PROMOÇÃO DOS

Leia mais

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras

Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras Plano de Trabalho e Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras 1. Introdução O Projeto Político-Pedagógico da Escola Legislativa de Araras foi idealizado pelo Conselho Gestor da Escola,

Leia mais

GRUPO 5 - COMUNICAÇÃO

GRUPO 5 - COMUNICAÇÃO GRUPO 5 - COMUNICAÇÃO Nº PROPOSTA UF e Nº Original da Proposta 01 Garantir que todo material produzido pelo poder público e privado seja produzido e veiculado em sistema de braile, texto digital, caracteres

Leia mais

Programa. orientações. Portal do Ministério da Cultura www.cultura.gov.br. Cultura Viva www.cultura.gov.br/culturaviva

Programa. orientações. Portal do Ministério da Cultura www.cultura.gov.br. Cultura Viva www.cultura.gov.br/culturaviva Programa Portal do Ministério da Cultura www.cultura.gov.br Cultura Viva www.cultura.gov.br/culturaviva orientações @DiversidadeMinC e @CulturaViva cidadaniaediversidade Secretaria da Cidadania e da Diversidade

Leia mais

GRUPO 3 - TRABALHO e REABILITAÇÃO PROFISSIONAL

GRUPO 3 - TRABALHO e REABILITAÇÃO PROFISSIONAL GRUPO 3 - TRABALHO e REABILITAÇÃO PROFISSIONAL Nº PROPOSTA UF e Nº Original da Proposta 01 Garantir os 20% das vagas, e a efetivação das condições de acesso e permanência AC/08 necessárias para pessoas

Leia mais

Promovendo o autodesenvolvimento para as pessoas viverem melhor

Promovendo o autodesenvolvimento para as pessoas viverem melhor Promovendo o autodesenvolvimento para as pessoas viverem melhor para as pessoas Promover o autodesenvolvimento viverem melhor é a missão do Instituto Walmart www.iwm.org.br O Instituto Walmart é uma organização

Leia mais

Política Nacional de Participação Social

Política Nacional de Participação Social Política Nacional de Participação Social Apresentação Esta cartilha é uma iniciativa da Secretaria-Geral da Presidência da República para difundir os conceitos e diretrizes da participação social estabelecidos

Leia mais

AS COMPRAS GOVERNAMENTAIS E O SEBRAE. Denise Donati Coordenadora do Projeto Compras Governamentais Sebrae Nacional

AS COMPRAS GOVERNAMENTAIS E O SEBRAE. Denise Donati Coordenadora do Projeto Compras Governamentais Sebrae Nacional AS COMPRAS GOVERNAMENTAIS E O SEBRAE Denise Donati Coordenadora do Projeto Compras Governamentais Sebrae Nacional Desafio Fomentar o Uso do Poder de Compra do Governo Junto aos Pequenos Negócios para Induzir

Leia mais

Psicólogo: o seu fazer nos interessa!

Psicólogo: o seu fazer nos interessa! Serviço de Enfrentamento à Violência, Abuso e Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes Pesquisa Online Centro de Referência Técnica em Psicologia e Políticas Públicas Psicólogo: o seu fazer nos

Leia mais

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012

OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 (Estudo Técnico nº 175) François E. J. de Bremaeker Salvador, julho de 2012 2 OS MUNICÍPIOS BILIONÁRIOS EM 2012 François E. J. de Bremaeker Economista e Geógrafo Associação

Leia mais

Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes

Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes Financiamento e apoio técnico Inscrições abertas para edital com foco em crianças e adolescentes A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH/PR) e o Conselho Nacional dos Direitos

Leia mais

Anexo PROPOSTA DOCUMENTO BASE. Versão Consulta Pública SISTEMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - SINAPIR

Anexo PROPOSTA DOCUMENTO BASE. Versão Consulta Pública SISTEMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - SINAPIR 1 Anexo PROPOSTA DOCUMENTO BASE Versão Consulta Pública SISTEMA NACIONAL DE PROMOÇÃO DA IGUALDADE RACIAL - SINAPIR A Definição e organização do sistema: 1 O Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial

Leia mais

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007

PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 PORTARIA NORMATIVA INTERMINISTERIAL Nº- 17, DE 24 DE ABRIL DE 2007 Institui o Programa Mais Educação, que visa fomentar a educação integral de crianças, adolescentes e jovens, por meio do apoio a atividades

Leia mais

TECNOLOGIA PARA UM MUNDO MELHOR

TECNOLOGIA PARA UM MUNDO MELHOR TECNOLOGIA PARA UM MUNDO MELHOR Garantir que todas as pessoas tenham oportunidade de utilizar equipamentos e redes de comunicação digital é uma das principais formas de contribuir para o desenvolvimento

Leia mais

A REVISTA DA. FAMília brasileira

A REVISTA DA. FAMília brasileira A REVISTA DA FAMília brasileira 80 anos presente na cultura brasileira Uma revista muito especial que faz sucesso entre seus leitores desde 1934 Um público numeroso e qualificado, comprovado pelos números:

Leia mais

Unidade I: SEPN 515 - Bloco B - Ed. Ômega CEP: 70770-502 - Brasília - DF Telefone: (61) 3448-1000

Unidade I: SEPN 515 - Bloco B - Ed. Ômega CEP: 70770-502 - Brasília - DF Telefone: (61) 3448-1000 5. órgãos do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) Unidade I: SEPN 515 - Bloco B - Ed. Ômega CEP: 70770-502 - Brasília - DF Telefone: (61) 3448-1000

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança Metodologia Seleção

Leia mais

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006

CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006 CHAMADA PÚBLICA MCT/FINEP PAPPE SUBVENÇÃO 02/2006 SELEÇÃO E CREDENCIAMENTO DE PARCEIROS PARA OPERAÇÃO DESCENTRALIZADA DO PROGRAMA DE APOIO À PESQUISA EM EMPRESAS NA MODALIDADE SUBVENÇÃO A MICRO E PEQUENAS

Leia mais

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014

RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014 16 RETRATOS DA SOCIEDADE BRASILEIRA: PROBLEMAS E PRIORIDADES DO BRASIL PARA 2014 FEVEREIRO/2014 16 Retratos da Sociedade Brasileira: Problemas e Prioridades do Brasil para 2014 CONFEDERAÇÃO NACIONAL DA

Leia mais

Governança Pública. O Desafio do Brasil. Contra a corrupção e por mais desenvolvimento. Governança de Municípios. Março/2015

Governança Pública. O Desafio do Brasil. Contra a corrupção e por mais desenvolvimento. Governança de Municípios. Março/2015 Governança Pública O Desafio do Brasil Contra a corrupção e por mais desenvolvimento Governança de Municípios Março/2015 João Augusto Ribeiro Nardes Ministro do TCU Sumário I. Introdução-OTCUeocombateàcorrupção

Leia mais

Combate à Pobreza, Crescimento Inclusivo e Nova Agenda Social. Centro de Políticas Sociais FGV Wanda Engel Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2015

Combate à Pobreza, Crescimento Inclusivo e Nova Agenda Social. Centro de Políticas Sociais FGV Wanda Engel Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2015 Combate à Pobreza, Crescimento Inclusivo e Nova Agenda Social Centro de Políticas Sociais FGV Wanda Engel Rio de Janeiro, 27 de novembro de 2015 Marcos da Política de Combate à Pobreza Antecedentes: Assistência

Leia mais

Mapeamento de Experiências Municipais e Estaduais no campo do Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa

Mapeamento de Experiências Municipais e Estaduais no campo do Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa COMEMORAÇÃO DOS 29 ANOS DO ICICT/FIOCRUZ Mapeamento de Experiências Municipais e Estaduais no campo do Envelhecimento e Saúde da Pessoa Idosa O papel da COSAPI no incentivo de experiências exitosas de

Leia mais

RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL

RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL RELATÓRIO ANUAL SOBRE A APLICAÇÃO DA LEI DE ACESSO À INFORMAÇÃO NO SENADO FEDERAL Brasília 2013 SUMÁRIO MOTIVAÇÃO DO RELATÓRIO... 3 INTRODUÇÃO... 3 INICIATIVAS DO SENADO FEDERAL PARA ADEQUAÇÃO À LEI DE

Leia mais

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr

Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr Imagem: Santa Casa de Santos fundada em 1543 Atualização: 26/outubro Programa de Melhoria da Gestão em Hospitais Filantr ópicos Filantró Hospitais e Entidades Filantrópicas - CMB Objetivos do Projeto Governança

Leia mais

PROJETO 1. IDENTIFICAÇÃO. da Inclusão e da Permanência Escolar de Crianças e Adolescentes com Necessidades Educativas Especiais.

PROJETO 1. IDENTIFICAÇÃO. da Inclusão e da Permanência Escolar de Crianças e Adolescentes com Necessidades Educativas Especiais. PROJETO 1. IDENTIFICAÇÃO Nome do projeto Nome da Instituição Proponente Construindo Pontes Garantia da Inclusão e da Permanência Escolar de Crianças e Adolescentes com Necessidades Educativas Especiais.

Leia mais

Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Saúde do Trabalhador

Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Saúde do Trabalhador Instituto Nacional do Seguro Social Diretoria de Saúde do Trabalhador Coordenação-Geral de Perícias Médicas Coordenação-Geral de Serviços Previdenciários e Assistenciais Saúde do Trabalhador do INSS Perícia

Leia mais

NOTÍCIAS OFICINA DE AVALIAÇÃO

NOTÍCIAS OFICINA DE AVALIAÇÃO EDITORIAL O Conselho Nacional dos Direitos do Idoso CNDI, órgão colegiado de caráter deliberativo, cuja finalidade é elaborar as diretrizes para a formulação e implementação da Política Nacional do Idoso,

Leia mais

A inclusão de alunos com necessidades educativas especiais no ensino superior

A inclusão de alunos com necessidades educativas especiais no ensino superior UNIrevista - Vol. 1, n 2: (abril 2006) ISSN 1809-4651 A inclusão de alunos com necessidades educativas especiais no ensino superior Marilú Mourão Pereira Resumo Fisioterapeuta especialista em neurofuncional

Leia mais

Articulação da Participação Social e Processos Formativos Voltados ao Desenvolvimento Rural

Articulação da Participação Social e Processos Formativos Voltados ao Desenvolvimento Rural Universidade Federal da Paraíba - UFPB / Centro de Ciências Agrárias - CCA / Campus II Areia, Paraíba - 27 a 30 de outubro de 2014. Articulação da Participação Social e Processos Formativos Voltados ao

Leia mais

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 6.047-D, DE 2005. O CONGRESSO NACIONAL decreta:

COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 6.047-D, DE 2005. O CONGRESSO NACIONAL decreta: COMISSÃO DE CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA E DE CIDADANIA REDAÇÃO FINAL PROJETO DE LEI Nº 6.047-D, DE 2005 Cria o Sistema Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional - SISAN com vistas em assegurar o direito

Leia mais

APRESENTAÇÃO. 1. Identificação do Órgão/Unidade Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro Escola Judiciária Eleitoral.

APRESENTAÇÃO. 1. Identificação do Órgão/Unidade Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro Escola Judiciária Eleitoral. APRESENTAÇÃO 1. Identificação do Órgão/Unidade Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro. 2. E-mail para contato eje@tre-rj.gov.br. 3. Nome do Projeto. 4. Tema escolhido Gestão Sócio Ambiental. 5.

Leia mais

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO

Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Perguntas e Respostas Conselho de Usuários VIVO Resolução n o 623, de 18 de Outubro de 2013 1. Qual a Resolução que trata sobre Conselho de Usuários e onde ela está disponível? Trata-se da Resolução n

Leia mais

Consultor/a Local Pesquisa OPM Nordeste exceto Bahia e Maranhão

Consultor/a Local Pesquisa OPM Nordeste exceto Bahia e Maranhão PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA SECRETARIA DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES CCBB SCES, Trecho 2, Lote 22 Edifício Tancredo Neves, 1º andar Cep 70200-002 Brasília / DF Telefone (61) 3313-7101 Central de Atendimento

Leia mais

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia

Sublimites estaduais de enquadramento para. Nacional 2012/2013. Vamos acabar com essa ideia Sublimites estaduais de enquadramento para o ICMS no Simples Nacional 2012/2013 Vamos acabar com essa ideia 4 CNI APRESENTAÇÃO Os benefícios do Simples Nacional precisam alcançar todas as micro e pequenas

Leia mais

AMPLIAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA NOVE ANOS

AMPLIAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA NOVE ANOS AMPLIAÇÃO DO ENSINO FUNDAMENTAL PARA NOVE ANOS RELATÓRIO DO PROGRAMA MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Secretaria de Educação Básica A ampliação do Ensino Fundamental para nove anos vem sendo discutida pela Secretaria

Leia mais

Proposta de ações para elaboração do. Plano Estadual da Pessoa com Deficiência;

Proposta de ações para elaboração do. Plano Estadual da Pessoa com Deficiência; 1 Proposta de ações para elaboração do Plano Estadual da Pessoa com Deficiência Objetivo Geral: Contribuir para a implementação das diretrizes e metas na garantia de direitos às pessoas com deficiência

Leia mais

Objetivo do Projeto Articular, organizar e animar uma Rede Nacional

Objetivo do Projeto Articular, organizar e animar uma Rede Nacional Objetivo do Projeto Articular, organizar e animar uma Rede Nacional de Comercialização Solidária constituída por empreendimentos econômicos comerciais feiras permanentes, lojas e centrais/centros públicos

Leia mais

LEI Nº 12.947 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2014. Institui a Política Estadual para a População em Situação de Rua e dá outras providências.

LEI Nº 12.947 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2014. Institui a Política Estadual para a População em Situação de Rua e dá outras providências. Salvador, Bahia Terça-feira 11 de Fevereiro de 2014 Ano XCVIII N o 21.355 LEI Nº 12.947 DE 10 DE FEVEREIRO DE 2014 Institui a Política Estadual para a População em Situação de Rua e dá outras providências.

Leia mais

Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte Eunápolis Bahia

Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte Eunápolis Bahia Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte Eunápolis Bahia PORTARIA Nº 14/2009 Aprova o Regulamento da I Conferência Municipal de Cultura de Eunápolis-BA e dá outras providências. A SECRETÁRIA

Leia mais

APABB - Relatório de Atividades - 2007

APABB - Relatório de Atividades - 2007 APABB - Relatório de Atividades - 2007 Sumário: Apresentação 02 Programa de Atenção às Famílias e às Pessoas com Deficiência 03 Programa de Capacitação e Qualificação Profissional 12 Programa de Lazer

Leia mais

V Encontro Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares

V Encontro Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares V Encontro Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares Programa Nacional de Fortalecimento dos Conselhos Escolares: uma política de apoio à gestão educacional Clélia Mara Santos Coordenadora-Geral

Leia mais

PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. SAUDE VAGAS: 08 (OITO)

PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. SAUDE VAGAS: 08 (OITO) PROJETO BRA/04/029 Seleciona CONSULTOR na modalidade PRODUTO* CÓD. SAUDE VAGAS: 08 (OITO) Os currículos e as fichas de cadastro deverão ser encaminhados para o endereço eletrônico seguranca.cidada@mj.gov.br

Leia mais

Departamento de Pesquisas Judiciárias RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS. SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009

Departamento de Pesquisas Judiciárias RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS. SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009 RELATÓRIO DE DADOS ESTATÍSTICOS SEMANA PELA CONCILIAÇÃO META 2 Período: 14 a 18 de setembro de 2009 1. Introdução O presente relatório objetiva apresentar os resultados estatísticos obtidos durante o período

Leia mais

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS

POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS Seminário POLITICAS PARA O TRÂNSITO SEGURO DE MOTOS LEGISLAÇÃO, FISCALIZAÇÃO E POLÍTICA DE SEGURANÇA Brasília DF 13 de setembro de 2012 Regulamentação da atividade de mototaxista Mesmo diante da ausência

Leia mais

Interior de SP. Mailing Jornais

Interior de SP. Mailing Jornais São Paulo AGORA SÃO PAULO BRASIL ECONÔMICO D.C.I. DESTAK (SP) DIÁRIO DO COMMERCIO (SP) DIÁRIO DE SÃO PAULO DIÁRIO DO GRANDE ABC EMPREGO JÁ (SP) EMPREGOS & CONCURSOS (SP) EMPRESAS & NEGÓCIOS (SP) FOLHA

Leia mais

Fazendo valer o direito à Convivência Familiar e Comunitária Claudia Cabral

Fazendo valer o direito à Convivência Familiar e Comunitária Claudia Cabral Fazendo valer o direito à Convivência Familiar e Comunitária Claudia Cabral Psicóloga, terapeuta de família, pós-graduada em Pedagogia pela Universidade Católica de Paris, diretora executiva da Associação

Leia mais

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO

ANEXO IV PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL. Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO PROPOSTAS APROVADAS NA CONFERÊNCIA ESTADUAL ANEXO IV Eixo MOBILIZAÇÃO IMPLEMENTAÇÃO MONITORAMENTO 1-Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes Buscar apoio das esferas de governo (Federal e Estadual)

Leia mais

ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 15, DE 2013.

ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 15, DE 2013. ATO DA COMISSÃO DIRETORA Nº 15, DE 2013. Institui a Política de Acessibilidade do Senado Federal. A COMISSÃO DIRETORA DO SENADO FEDERAL, no uso das competências que lhe foram conferidas pelo art. 98, inciso

Leia mais

AGRADECIMENTOS... 4 PREFÁCIO... 5 SUMÁRIO EXECUTIV O...

AGRADECIMENTOS... 4 PREFÁCIO... 5 SUMÁRIO EXECUTIV O... ÍNDICE AGRADECIMENTOS... 4 PREFÁCIO... 5 SUMÁRIO EXECUTIV O... 6 1 O ATUAL ESTÁGIO DE IMPLANTAÇÃO DA PREVIDÊNCIA COMPLEMENTAR NO SETOR PÚBLICO... 7 2 VARIÁVEIS E DADOS UTILIZADOS... 8 VARIÁVEL I... 8 VARIÁVEL

Leia mais

Coordenação-Geral dos Direitos da População em Situação de Rua. Política Nacional para a População em Situação de Rua

Coordenação-Geral dos Direitos da População em Situação de Rua. Política Nacional para a População em Situação de Rua Política Nacional para a O Desafio da Implementação das Políticas Transversais Professor: Carlos Ricardo Período: Novembro de 2013 Reconhecimento das experiências desenvolvidas há mais de 20 anos (1980

Leia mais

LEVANTAMENTO DOS CRESS SOBRE QUADRO DE ASSISTENTES SOCIAIS NOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DOS ESTADOS

LEVANTAMENTO DOS CRESS SOBRE QUADRO DE ASSISTENTES SOCIAIS NOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DOS ESTADOS LEVANTAMENTO DOS CRESS SOBRE QUADRO DE ASSISTENTES SOCIAIS NOS TRIBUNAIS DE JUSTIÇA DOS ESTADOS Informações enviadas pelos CRESS: 1ª. PA; 2ª. MA; 5ª. BA; 6ª.-MG; 7ª. RJ; 10ª. RS; 11ª. PR; 12ª-SC; 13ª.

Leia mais

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS

Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS Nota Técnica 7/13 (7 de Maio) Consultoria de Orçamento e Fiscalização Financeira Núcleo de Assuntos Econômico-Fiscais NOVO RATEIO DOS RECURSOS DO FUNDO DE PARTICIPAÇÃO DOS ESTADOS IMPACTOS DA DIVISÃO DO

Leia mais

Oficina GIFE para Investidores PRONON e PRONAS. 16 de setembro de 2015

Oficina GIFE para Investidores PRONON e PRONAS. 16 de setembro de 2015 Oficina GIFE para Investidores PRONON e PRONAS 16 de setembro de 2015 Conteúdo a serem abordados Contextualização Nexo PRONON e PRONAS Legislação Principais Pontos Panorama 2013-2014 Elaboração e Captação

Leia mais

SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ

SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ SISTEMA DE PARTICIPAÇÃO POPULAR E CIDADÃ 1 1. Participação regular dos cidadãos no processo de definição das políticas públicas e definição das diretrizes para o desenvolvimento. 2. Deslocamento das prioridades

Leia mais

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 285, DE 2006

PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 285, DE 2006 PROJETO DE LEI DO SENADO Nº 285, DE 2006 Autoriza o Poder Executivo a criar o Programa Cantando as Diferenças, destinado a promover a inclusão social de grupos discriminados e dá outras providências. O

Leia mais

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI

Ministério da Cultura Secretaria de Articulação Institucional SAI Secretaria de Articulação Institucional SAI O Processo de Construção do SNC Teresina-PI 04/Dez/2012 A Importância Estratégica do SNC Após os inúmeros avanços ocorridos nos últimos anos no campo da cultura

Leia mais

Fórum Paranaense de ONG AIDS.

Fórum Paranaense de ONG AIDS. RELATÓRIA TRABALHO DE SUBTEMAS XVII ERONG PR SUL 2013 REGIÃO SUL CURITIBA. ERONG PR SUL 2013 Cidade: CURITIBA UF: PARANÁ Pessoa/s de contato:amauri Instituição/es: Fórum Paranaense de ONG AIDS, Ferreira

Leia mais

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS

CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS CONHEÇA OS NOSSOS PROJETOS APRESENTAÇÃO Em Dezembro de 2004 por iniciativa da Federação das Indústrias do Estado do Paraná o CPCE Conselho Paranaense de Cidadania Empresarial nasceu como uma organização

Leia mais

MDS: principais resultados e perspectivas

MDS: principais resultados e perspectivas MDS: principais resultados e perspectivas Patrus Ananias de Sousa Ministro de Estado do Desenvolvimento Social e Combate à Fome Comissão de Assuntos Sociais do Senado Federal Brasília-DF, 22 de abril de

Leia mais

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA

PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA ( 44.ª EDIÇÃO ) AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES - ANATEL PANORAMA DOS SERVIÇOS DE TV POR ASSINATURA PRESIDENTE Ronaldo Mota Sardenberg CONSELHEIROS Emília

Leia mais

É uma ação permanente de promoção dos museus brasileiros coordenada pelo Ibram;

É uma ação permanente de promoção dos museus brasileiros coordenada pelo Ibram; Pesquisa da 13ª Semana Nacional de Museus Período de aplicação: 25 de maio a 30 de junho de 2015 Coordenação de Estudos Socioeconômicos e Sustentabilidade Ceses Departamento de Difusão, Fomento e Economia

Leia mais

CALENDÁRIO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS/REGIONAIS

CALENDÁRIO DAS CONFERÊNCIAS MUNICIPAIS/REGIONAIS II Conferência Nacional de Boletim Informativo - Edição Abril de 2007, Brasília-DF, ano I, nº 3 Mulheres brasileiras! Como alguns estados estão com dificuldades de encerrar as suas conferências municipais

Leia mais

Impactos da Lei Geral (LG) nas Micro e Pequenas Empresas no Brasil

Impactos da Lei Geral (LG) nas Micro e Pequenas Empresas no Brasil Impactos da Lei Geral (LG) nas Micro e Pequenas Empresas no Brasil Observatório das MPEs SEBRAE-SP Março/2008 1 Características da pesquisa Objetivos: Identificar o grau de conhecimento e a opinião dos

Leia mais

Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o PPA 2012-2015

Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o PPA 2012-2015 Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o PPA 2012-2015 Bogotá, junho de 2013 Promoção dos Direitos de Crianças e Adolescentes e o Plano Mais Brasil PPA 2012-2015 Dimensão Estratégica do Desenvolvimento

Leia mais

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA

MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO CONCURSO PÚBLICO PARA PROVIMENTO DE VAGAS EM CARGOS DE NÍVEL SUPERIOR E DE NÍVEL MÉDIO DEMANDA DE CANDIDATOS POR VAGA Nível superior Cargo 1: Contador DF Brasília/Sede da Administração Central 35 1820 52,00 Nível médio Cargo 2: Agente Administrativo AC Rio Branco/Sede da SRTE 2 1496 748,00 Nível médio Cargo 2: Agente

Leia mais

Arquivos públicos municipais. Mais transparência pública, mais informação, mais memória e mais cidadania

Arquivos públicos municipais. Mais transparência pública, mais informação, mais memória e mais cidadania Arquivos públicos municipais Mais transparência pública, mais informação, mais memória e mais cidadania APRESENTAÇÃO Este documento tem como objetivo principal informar e sensibilizar as autoridades públicas

Leia mais

Relatório do 1º Seminário Regional da Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente em Situação de Rua - Região Norte Manaus.

Relatório do 1º Seminário Regional da Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente em Situação de Rua - Região Norte Manaus. Relatório do 1º Seminário Regional da Rede de Atenção à Criança e ao Adolescente em Situação de Rua - Região Norte Manaus. 1. Resumo Descritivo Data: 31 de outubro de 2013. Local: Assembleia Legislativa

Leia mais

Secretaria de Desenvolvimento Territorial - Notícias Territoriais Nº 35

Secretaria de Desenvolvimento Territorial - Notícias Territoriais Nº 35 Notícias em Destaque >> No domingo (13) teve início, no Rio de Janeiro (RJ), o seminário Construção do Sistema Nacional de Comércio Justo e Solidário. O evento foi promovido pela Articulação Nacional de

Leia mais

COORDENAÇÕES ESTADUAIS DO ARTESANATO

COORDENAÇÕES ESTADUAIS DO ARTESANATO COORDENAÇÕES ESTADUAIS DO ARTESANATO ACRE Secretaria de Estado de Turismo e Lazer Endereço: Av. Chico Mendes, s/n - Arena da Floresta - Bairro Areal. CEP: 69.906-119 - Rio Branco - AC TEL: (68) 3901-3027/

Leia mais

Secretarias Municipais de Meio Ambiente Lista atualizada em 06/05/2005 por Fernando Tatagiba

Secretarias Municipais de Meio Ambiente Lista atualizada em 06/05/2005 por Fernando Tatagiba Secretarias Municipais de Meio Ambiente Lista atualizada em 06/05/2005 por Fernando Tatagiba ACRE Rio Branco SECRETARIA DE MEIO AMBIENTE DO MUNICÍPIO - SEMEIA Arthur César Pinheiro Leite Antônio da Rocha

Leia mais

PROJETO SEMANA CULTURA VIVA 10 ANOS DE CIDADANIA E DIVERSIDADE CULTURAL

PROJETO SEMANA CULTURA VIVA 10 ANOS DE CIDADANIA E DIVERSIDADE CULTURAL MINISTÉRIO DA CULTURA SECRETARIA DA CIDADANIA E DA DIVERSIDADE CULTURAL PROJETO SEMANA CULTURA VIVA 10 ANOS DE CIDADANIA E DIVERSIDADE CULTURAL Brasília, Novembro de 2014. APRESENTAÇÃO A primeira Semana

Leia mais

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Gabinete do Ministro Assessoria Internacional

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO Gabinete do Ministro Assessoria Internacional COORDENADORES REGIONAIS ACRE Josenir de Araújo Calixto Coordenador do Ensino Médio Coordenação de Ensino Médio Secretaria de Estado da Educação do Acre Rua Rio Grande do Sul, 1907 Aeroporto Velho 69903-420

Leia mais

Relatório Gerencial TECNOVA

Relatório Gerencial TECNOVA Relatório Gerencial TECNOVA Departamento de Produtos Financeiros Descentralizados - DPDE Área de Apoio à Ciência, Inovação, Infraestrutura e Tecnologia - ACIT Fevereiro de 2015 Marcelo Nicolas Camargo

Leia mais

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012

Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão Secretaria de Orçamento Federal. Ações Orçamentárias Integrantes da Lei Orçamentária para 2012 Programa 2016 - Política para as Mulheres: Promoção da Autonomia e Enfrentamento à Violência 20O0 - Políticas Culturais de Incentivo à Igualdade de Gênero Número de Ações 13 Esfera: 10 - Orçamento Fiscal

Leia mais

Quinta-feira, 26 de março de 2015

Quinta-feira, 26 de março de 2015 Quinta-feira, 26 de março de 2015 TRT-CE e Ministério Público realizam ação contra o trabalho infantil O Tribunal Regional do Trabalho do Ceará, em parceria com o Ministério Público do Trabalho e diversas

Leia mais

Caravana de Direitos Humanos pelo Brasil Agenda dia 18 de Agosto

Caravana de Direitos Humanos pelo Brasil Agenda dia 18 de Agosto Caravana de Direitos Humanos pelo Brasil Agenda dia 18 de Agosto ATIVIDADE LOCAL HORA RESPONSÁVEL Mutirão da Cidadania para a População em Situação de Rua CREAS População de Rua 08h às 12h SDH/FOR Ato

Leia mais