AKS - ANATOMIC KNEE SYSTEM. Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Anatômica Cimentada

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "AKS - ANATOMIC KNEE SYSTEM. Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Anatômica Cimentada"

Transcrição

1 AKS - ANATOMIC KNEE SYSTEM Técnica Cirúrgica Prótese de Joelho Anatômica Cimentada

2 Prótese de Joelho Anatômica Cimentada Materiais Liga de Cr Co Mo ASTM F-75 ou ISO Polietileno UHMWPE ASTM F-648 ou ISO Indicações Osteoartrite Primária do Joelho Osteoartrite Pós Traumática Artrite Reumatóide Necrose Avascular Asséptica Traumática e Não Traumática Doenças Articulares Degenerativas do Joelho com Comprometimento Pan Articular Códigos das Bandejas: CG.150, CG.151, CG e CG.154 2

3 Planejamento Pré-Operatório Trace no raio- X o eixo mecânico e o eixo no centro de fêmur. Com o template, determine o ângulo entre o centro do fêmur e o eixo mecânico. Em seguida, com o auxílio dos templates, determine o tamanho dos implantes a serem utilizados. Após definição dos implantes utilize os instrumentais correspondentes para fazer os respectivos cortes. Via de acesso Após o acesso cirúrgico, de acordo com a preferência do cirurgião e do correto equilíbrio de partes moles que deverão obedecer aos princípios estabelecidos na literatura, proceda da seguinte maneira: Furo inicial Faça o orifício central com a broca inicial BR.24 na região intercondílea, com aproximadamente 10mm anterior ao ponto de inserção do ligamento cruzado posterior. BR.24 ME.20 Colocação do guia intramedular Coloque o guia ME.20 no orifício até que o mesmo encoste na face distal do fêmur. Em seguida, apoie o guia na cortical anterior e nos côndilos posteriores. Faça a leitura do tamanho do fêmur. Se a marcação estiver entre dois tamanhos, escolha o tamanho menor. Para obter a rotação externa de 3 o, coloque o prego de fixação FG.27.2 no furo apropriado, de acordo com o lado afetado. Impacte o prego até que o mesmo faça o orifício no osso. FG.27.2 Observação: A rotação externa não será obtida quando os côndilos estiverem deformados 3

4 Guia de alinhamento O guia intramedular está disponível em 2 comprimentos de haste, sendo guia curto GS.76.B e o guia longo GS.76A, este último o mais indicado para um perfeito alinhamento. GS.76.A/B Coloque o guia GS.76.A/B no orifício, posicione o guia com rotação externa 3 o usando os furos previamente feitos, coloque o prego FG.27.2 no rasgo do guia e no furo. Impacte o guia com o impactor IP.60 até que o mesmo encoste no côndilo, fixe-o com os respectivos pregos. IP.60 Alinhamento correto Guia de corte anterior Monte o apalpador GS.89 no guia de corte anterior GS.77. Encaixe o guia de corte no guia de alinhamento GS.76.A/B, até que o apalpador encoste na cortical anterior, fixe-o e faça o corte anterior. Alinhamento incorreto GS.89 GS.77 GS.76.A/B 4

5 Guia de corte distal Monte o guia de corte distal GS.79 no guia de alinhamento GS.76.A/B, deixando a indicação D (Direito) ou E (Esquerdo) para cima de acordo com o lado afetado. Encaixe o pino guia no furo do Guia de alinhamento, em seguida encaixe o prego FG.27.2 no ângulo ( 2 o, 3 o, 4 o, 5 o, 6 o, 7 o, 8 o, 9 o, 10 o e 11 o ) determinado no pré-operatório. Fixe o guia com os respectivos pregos. GS.79 FG.27.2 GS.76.A/B Alinhamento opcional Com o pino guia encaixado no furo do guia de alinhamento, monte o guia GS.82 sobre o guia de corte distal GS.79. Em seguida, encaixe a haste móvel GS.75.A/B no guia GS.82. O centro da haste deve coincidir com o centro da cabeça do fêmur. Dessa forma o guia de corte GS.79 estará posicionado para fazer o corte distal. Remova o guia de alinhamento GS.76.A/B com o auxilio do extrator EX.16. GS.75.A/B GS.82 GS.79 GS.76.A/B 5

6 Corte distal Faça o corte distal do fêmur utilizando o rasgo distal do guia GS.79. Este corte remove a mesma quantidade de osso que será preenchida com o componente femoral definitivo. O rasgo proximal remove 3,5mm a mais de osso que o rasgo distal. Este corte pode ser usado caso exista contratura na flexão ou se o cirurgião precisar ressecar mais osso devido a outros motivos. Rasgo Proximal Rasgo Distal GS.79 GS.78 FG.27.2 Opcional recorte distal O guia de recorte distal de fêmur GS.78, possibilita o recorte de 3 ou 5mm a mais de osso distal. Coloque os pregos FG.27.2 nos respectivos orifícios de 3 ou 5mm para recorte, apoie o guia na face anterior do fêmur e os pregos na face distal previamente cortada, fixe o guia com os pregos ou com os parafusos FG.27.3 e faça o recorte através do rasgo apropriado. Face distal previamente cortada ME.21 Definição do tamanho do componente femoral definitivo Coloque o medidor ME.21, apoiado na face distal do Fêmur previamente cortada, com as duas garras apoiadas nos côndilos e o pino de apoio na face anterior. Verifique o tamanho do componente femoral. Se a marcação estiver entre dois tamanhos, escolha o tamanho menor. 6

7 Guia de corte posterior, chanfros e recorte anterior Selecione o guia de corte final GS.81.3/4/5/6 de acordo com o determinado no procedimento anterior. Apoie nas faces anterior e distal do fêmur e centralize-o médio lateralmente. Fixe o guia pelos furos centrais com dois pregos FG GS.81.Ref. Para uma melhor estabilização do guia, coloque os parafusos FG.27.3 nos orifícios laterais. Os parafusos podem ser colocados manualmente com o auxílio da chave CH.75.B, ou com o mandril FG.28 acoplado a uma furadeira. FG.27.3 GS.81.Ref. FG.27.3 CH.75.B Para uma maior estabilidade do guia de corte durante as ressecções, faça os cortes finais do fêmur obedecendo a seguinte sequência: 1- Corte Posterior; 2 - Chanfro Posterior; 3 - Corte Anterior; 4 - Chanfro Anterior. GS.81.Ref

8 Use o rasgo central do guia para fazer o corte da base da tróclea. Utilize uma lâmina estreita e longa. Use os rasgos da face anterior do guia para fazer o corte da lateral da tróclea. Corte central para prótese com estabilização posterior Selecione o guia de corte central GS.80.3/4/5/6 de acordo com o tamanho estabelecido pelo guia anterior. Apoie o guia na face anterior e na face distal do fêmur, centralize usando como referencia o corte da tróclea com o centro do guia. Fixe o guia com o auxílio dos parafusos FG.27.3 ou dos pregos FG.27.1 e FG Faça o corte central, lateral / medial, e em seguida a base intercondilar. FG.27.3 GS.80.Ref. 8

9 Colocação e extração do parafuso de fixação COLOCAÇÃO Encaixe o sextavado do parafuso FG.27.3 no sextavado do mandril FG.28 e rosqueie no osso até que o sextavado do mandril se desprenda do sextavado do parafuso. FG.28 FG.27.3 EXTRAÇÃO Empurre a capa até que o sextavado do mandril encaixe no sextavado do parafuso. Gire o mandril no sentido anti horário para retirar o parafuso. Corte tibial proximal guia intramedular Faça o orifício na tíbia com a broca BR.21.B na posição anterior a inserção do ligamento cruzado anterior e centralizado na posição médio lateral. GS.83 GS.86 Coloque a haste intramedular GS.83 no orifício da tíbia, até o ponto de diâmetro maior da haste. Monte a conecção GS.86 no guia de corte GS.88, em seguida monte o conjunto do guia sobre a haste intramedular. Ajuste o guia na haste e encoste o guia de corte na face anterior da tíbia. GS.88 9

10 GS.75.A Utilize a haste guia GS.75.A para verificar se o guia de corte tibial esta perpendicular ao eixo mecânico da tíbia. Se necessário, ajuste o ângulo guia até que fique perpendicular. Observe que o apalpador ME.19 possui duas abas, uma aba marcando 2mm que é utilizada para checar a profundidade do platô tibial com defeito e fazer a ressecção mínima, e uma aba marcando do 10mm que é utilizada para checar a medida do platô integro e fazer um corte anatômico. Encaixe a aba de 2mm no rasgo do guia de corte e apoie o apalpador no ponto mais profundo do platô tibial. ME.19 10

11 GS.83 Fixe o guia de corte com os parafusos FG Em seguida retire a haste intramedular GS.83 com o auxilio do extrator EX.16 e o conector GS.86. GS.86 GS.88 ME.19 FG.23.3 EX.16 Faça o corte proximal da tíbia através do rasgo do guia. 11

12 Corte tibial proximal guia extramedular O guia extramedular de corte tibial GS.87 permite variação da espessura do corte do osso, após o alinhamento do mesmo. Alinhe o guia extrator tendo como referência o eixo mecânico da tíbia. GS.87 Após o guia estar fixado na parte distal da tíbia. O guia de corte tibial proximal pode ser ajustado manualmente de acordo com a deformidade da tíbia. 12

13 ME.19 Encaixe a aba de 2mm no rasgo do guia e apoie o apalpador ME.19 no ponto mais profundo do platô tibial para fazer o corte mínimo, ou encaixe a aba de 10mm no rasgo do guia e apoie o apalpador no platô integro para fazer um corte anatômico. Fixe o guia de corte com o auxilio dos parafusos FG GS.87 Com o guia de ressecção GR.90, verifique a posição de corte na parte medial, lateral e posterior da tíbia. GR.90 Faça o corte proximal da tíbia através do rasgo do guia. 13

14 Opcional recorte do platô tibial Utilize o guia de recorte paralelo 2mm GS.84 para cortar mais 2mm do platô tibial. GS.84 Utilize o guia de recorte angulado GS.85 para fazer o recorte em ângulo. GS.85 Preparação do platô tibial Selecione o guia do platô tibial TT.30.3/4/5/6 de acordo com o tamanho dos guias utilizados no corte femoral. Monte o guia do platô no cabo dos guia CH.80, puxe o pino guia do cabo e monte através da conexão em V. TT.30.Ref. CH.80 14

15 Coloque o guia do platô tibial sobre a face cortada da tíbia, o guia deve cobrir completamente o platô tibial. Utilize a barra de alinhamento GS.75.A/B para verificar o alinhamento de varo ou valgo. Fixe o guia com 02 pregos pequenos FG GS.75.A/B Encaixe o guia de broca GS.73 nos dois pinos fixos existentes sobre o guia do platô tibial. Faça o orifício central da tíbia com a broca BR.21.A até a marcação coincidir com a face do guia de broca GS.73. BR.21.A GS.73 TT.30.Ref. 15

16 Encaixe o alargador RP 14.A/B no cabo do alargador CH.79. O alargador pode ser montado somente pela frente. Puxe o pino trava, engate e monte o conjunto. RP.14.A/B CH.79 Encaixe a base do impactor no guia do platô tibial e impacte o alargador até a marcação coincidir com a face do cabo, em seguida retire o alargador. Marcação 16

17 Teste dos componentes I Monte o componente femoral bloqueado de teste TT.24.3/4/5/6.D/E no fêmur e monte o teste do componente tibial bloqueado de polietileno TT.27.34/ 56.10/12/14/17/20, ou então o componente femoral não bloqueado de teste TT.23.3/4/5/6.D/E no fêmur e monte o teste do componente tibial não bloqueado de polietileno TT.26.34/56.10/12/14/17/20 e verifique o correto funcionamento do conjunto durante a flexoextensão do joelho. TT.27.Ref. Tíbia Bloqueada TT.26.Ref. Tíbia Não Bloqueada TT.30.Ref. TT.24.Ref. Fêmur Bloqueado TT.23.Ref. Fêmur Não Bloqueado Teste dos componentes II Selecione o teste do componente tibial metálico TT.25.3/ 4/5/6, rosqueie no impactor IP.57.A e impacte na tíbia. Para extrair o teste, rosqueie o cabo extrator IP.57.B e faça a extração com o extrator EX.16. IP.57.A TT.25.Ref. Teste dos componentes III Monte o componente femoral bloqueado de teste TT.24.3/4/5/6.D/E no fêmur e monte o teste do componente tibial bloqueado de polietileno TT.27.34/ 56.10/12/14/17/20, ou então o componente femoral não bloqueado de teste TT.23.3/4/5/6.D/E fêmur e monte o teste do componente tibial não bloqueado de polietileno TT.26.34/56.10/12/14/17/20 e verifique o correto funcionamento do conjunto durante a flexo-extensão do joelho. TT.27.Ref. Tíbia Bloqueada TT.26.Ref. Tíbia Não Bloqueada TT.30.Ref. TT.24.Ref. Fêmur Bloqueado TT.23.Ref. Fêmur Não Bloqueado 17

18 Verificação do alinhamento e teste de altura Verifique a altura e o alinhamento dos cortes com o joelhoem flexão e extensão. Com o joelho fletido, encaixe o espaçador TT.29.10/12/14/17/20 entre as superfícies ressecadas do fêmur e da tíbia. Em seguida coloque a haste guia GS.75.A e verifique o alinhamento. Remova o espaçador, e extenda o joelho, encaixe o espaçador e coloque as hastes guias GS.75.A/B e verifique o alinhamento, onde a haste deve coincidir com o eixo mecânico. Se a altura dos espaçadores não estiver correta em flexão e extensão, remova osso adicional ou faça a soltura de tecido mole, o quanto necessário. GS.75.B TT.29.Ref. GS.75.A 18

19 Corte e furação da patela Com a pinça de corte da patela CH.77, fixe a mesma apoiando no batente de 10mm. CH.77 Corte a superfície da articulação da patela. BR.22 Coloque o guia de broca GS.74 sobre a superfície cortada, centralize o guia e faça o furo central com a broca BR.22. Utilize o componente patelar de teste TT.28.32/34/36 para fazer os testes. CH.77 GS.74 Implantação do componente femoral, tibial e patelar Depois de selecionar os implantes definitivos, verifique se os tamanhos escolhidos 3 / 4 / 5 e 6, são compatíveis entre si, e que a altura do polietileno esteja correta, em seguida verifique se as etiquetas coloridas da caixa estão com a cor coincidente. 19

20 Para iniciar a montagem, coloque o componente tibial de polietileno definitivo sobre o componente tibial metálico definitivo, no sentido do encaixe da chaveta, forçando com a mão. Encaixe a pinça de impacção de polietileno CH.73 no rebaixo do componente tibial metálico definitivo, e em seguida trave a pinça no implante através da aba inferior, e pressione o polietileno até encaixar. Certifique com a absoluta certeza o sucesso do encaixe. CH.73 Coloque o implante final na tíbia, fêmur e patela, seguindo as técnicas de cimentação convencional. EC REP Gi. Bi. S.a.s. Di Bisegna Tatiana Via di Villa Braschi, Tivoli - Roma - Italy P.IVA Baumer S.A. Customer Service/Comercial: 55(11) Fax: 55(11) Factory/Fábrica: Av.Pref. Antonio T. Leite,181 Pq. da Empresa Mogi Mirim SP Brasil Tel: 55(19) Fax: 55(19) Rev

INTERSOMATIC FUSER DEVICE. Técnica Cirúrgica Dispositivos para Fusão Intersomática

INTERSOMATIC FUSER DEVICE. Técnica Cirúrgica Dispositivos para Fusão Intersomática INTERSOMATIC FUSER DEVICE Técnica Cirúrgica 68.30 - 68.30 - Materiais Titânio Ti 6Al 4V ELI Alloy ASTM F-136 / ISO 5832-3 Indicações Os implantes tipo Cage Rosqueado / Quadrado Intersomático, são indicados

Leia mais

PLACA TUBO PLACA ÓSSEA COM DISPOSITIVO DE FIXAÇÃO DESLIZANTE - PLACA TUBO BCPP 135º E 150º. Técnica Cirúrgica

PLACA TUBO PLACA ÓSSEA COM DISPOSITIVO DE FIXAÇÃO DESLIZANTE - PLACA TUBO BCPP 135º E 150º. Técnica Cirúrgica PLACA TUBO PLACA ÓSSEA COM DISPOSITIVO DE FIXAÇÃO DESLIZANTE - PLACA TUBO BCPP 135º E 150º Técnica Cirúrgica - 50.30 BCPP Tube Plate Placa Tubo BCPP - 135 o e 150 o Materiais Titânio - Ti 6Al 4V ELI ASTM

Leia mais

AKS PRÓTESE TOTAL DE JOELHO PARA ARTROPLASTIA PRIMÁRIA. Técnica Cirúrgica

AKS PRÓTESE TOTAL DE JOELHO PARA ARTROPLASTIA PRIMÁRIA. Técnica Cirúrgica AKS PRÓTESE TOTAL DE JOELHO PARA ARTROPLASTIA PRIMÁRIA Técnica Cirúrgica - 28.30 PRÓTESE TOTAL DE JOELHO PARA ARTROPLASTIA PRIMÁRIA - AKS Características Modelo com estabilização posterior. Modelo com

Leia mais

Cage Expansivo Torácico e Lombar Thoraco - Lumbar Expansive Cage Técnica Cirúrgica

Cage Expansivo Torácico e Lombar Thoraco - Lumbar Expansive Cage Técnica Cirúrgica Thoraco - Lumbar Expansive Cage Cage Expansivo Torácico e Lombar Thoraco - Lumbar Expansive Cage Material Titânio Ti 6AL 4V-ELI ASTM F-136 Acabamento Ionizado Indicações O implante tipo Cage expansivo

Leia mais

CEMENTLESS ACETABULAR CUP. Técnica Cirúrgica Componente Acetabular Não Cimentado

CEMENTLESS ACETABULAR CUP. Técnica Cirúrgica Componente Acetabular Não Cimentado CEMENTLESS ACETABULAR CUP Técnica Cirúrgica 13.30 - COLABORADOR: Dr. Flávio M. Turíbio MATERIAIS: TITÂNIO ASTM F67 / ISO 5832-2 Cr Co Mo ASTM F75 / ISO 5832-4 AÇO INOX ASTM F138 / ISO 5832-1 TITÂNIO -

Leia mais

Haste Femoral não Cimentada de Revisão com Fixação Distal VEGA Técnica Cirúrgica

Haste Femoral não Cimentada de Revisão com Fixação Distal VEGA Técnica Cirúrgica Haste Femoral não Cimentada de Revisão com Fixação Distal VEGA 82.30 - Técnica Cirúrgica VEGA Revision Cementless Femoral Stem With Distal Fixation MATERIAL: TITANIUM ( Ti 6Al 4V ELI ) ISO 5832-3 / ASTM

Leia mais

SCORE. SCORE total knee prosthesis cemented or cementless. Técnica Cirúrgica Mecânica

SCORE. SCORE total knee prosthesis cemented or cementless. Técnica Cirúrgica Mecânica SCORE SCORE total knee prosthesis cemented or cementless Técnica Cirúrgica Mecânica 1. Índice 2. Introdução 3. Tíbia 3.1 Montagem do guia tibial 3.1.1 Guia de corte intramedular 3.1.2 Guia de corte extra

Leia mais

CO-10. haste femoral modular não cimentada - titânio liga. Técnica Cirúrgica

CO-10. haste femoral modular não cimentada - titânio liga. Técnica Cirúrgica CO-10 haste femoral modular não cimentada - titânio liga CO-10 Haste Femoral Modular não Cimentada - Titânio Liga Material A Haste Femoral Modular Não Cimentada Titânio Liga CO-10 Primária e Revisão Haste

Leia mais

LOCKING NAIL FEMORAL. Técnica Cirúrgica Haste Femoral Intramedular

LOCKING NAIL FEMORAL. Técnica Cirúrgica Haste Femoral Intramedular LOCKING NAIL FEMORAL Técnica Cirúrgica 73.30 - Haste Femoral Intramedular Locking Nail Femoral Haste Femoral Intramedular Colaborador Dr Geraldo Motta Filho (Brasil) Material Titânio Ti 6AI 4V - Eli ASTM

Leia mais

ANTERIOR CERVICAL PLATE. Técnica Cirúrgica - 66.30

ANTERIOR CERVICAL PLATE. Técnica Cirúrgica - 66.30 ANTERIOR CERVICAL PLATE Placa Cervical Anterior Coluna Cervical Materiais Titânio Ti 6Al 4V ELI Alloy ASTM F-136 / ISO 5832-3 Indicações A Placa Cervical é indicado para fixação anterior de segmentos cervicais

Leia mais

BCPP TUBE PLATE 95 O. Técnica Cirúrgica. 51.30 - Placa Tubo BCPP - 95 o

BCPP TUBE PLATE 95 O. Técnica Cirúrgica. 51.30 - Placa Tubo BCPP - 95 o BCPP TUBE PLATE 95 O Técnica Cirúrgica 51.30 - BCPP Tube Plate Materiais Titânio - Ti 6Al 4V ELI ASTM F-136 ISO 5832-3 Aço Inoxidável ASTM F-138 ISO 5832-1 Indicações A é indicada para as seguintes fraturas

Leia mais

MLP. guia de montagem

MLP. guia de montagem MLP guia de montagem MLP Maxxion Locking Plate Características - Perfil baixo. - Pontas afiladas. - Furos bloqueados e não bloqueados. Materiais Liga Titânio - Ti 6Al 4V ELI - ASTM F-136. Indicações -

Leia mais

Kit Instrumental p/ Prótese de Joelho Revisão

Kit Instrumental p/ Prótese de Joelho Revisão Um compromisso com a saúde desde 1995 Instrumentos, Implantes e Fixadores Kit Instrumental p/ Prótese de Joelho Revisão Estrada Municipal RCL 10, km 09, Nº 13.500 - Ajapi - Rio Claro - SP Tel.: 55 (19)

Leia mais

TIBIAL LOCKING NAIL. Técnica Cirúrgica 72.30 - Haste Tibial Intramedular

TIBIAL LOCKING NAIL. Técnica Cirúrgica 72.30 - Haste Tibial Intramedular TIBIAL LOCKING NAIL Técnica Cirúrgica 72.30 - Tibial Locking Nail COLABORADORES: Dr. Geraldo Motta Filho MATERIAL: Aço inox NBR ISO 5832-1 Indicações Para fixação intramedular das fraturas da tíbia. Esta

Leia mais

HASTE PROXIMAL FEMORAL TÉCNICA CIRÚRGICA

HASTE PROXIMAL FEMORAL TÉCNICA CIRÚRGICA TÉCNICA CIRÚRGICA TÉCNICA CIRÚRGICA PFN Obs.: A técnica deve ser aplicada com o auxílio do intensificador de imagens. DETERMINAÇÃO DO COMPRIMENTO E POSICIONAMENTO DA HASTE Coloque o Gabarito Visual sobre

Leia mais

CORREÇÃO GRADUAL DE DEFORMIDADES PEDIÁTRICAS PARA EXTREMIDADES SUPERIORES E INFERIORES TÉCNICA CIRÚRGICA

CORREÇÃO GRADUAL DE DEFORMIDADES PEDIÁTRICAS PARA EXTREMIDADES SUPERIORES E INFERIORES TÉCNICA CIRÚRGICA CORREÇÃO GRADUAL DE DEFORMIDADES PEDIÁTRICAS PARA EXTREMIDADES SUPERIORES E INFERIORES TÉCNICA CIRÚRGICA INDICAÇÕES Indicado para correção gradual de deformidades pediátricas para as extremidades superiores

Leia mais

TIBIAL LOCKING NAIL Intramedullary Locked Nail Clavo TIbial Intramedular Haste Tibial Intramedular

TIBIAL LOCKING NAIL Intramedullary Locked Nail Clavo TIbial Intramedular Haste Tibial Intramedular TIBIAL LOCKING NAIL Intramedullary Locked Nail Clavo TIbial Intramedular Haste Tibial Intramedular is a blocked intramedullary nail for the tibia, that has two carnical screws, of 4.5 mm diameter, on its

Leia mais

JOELHOS META BIO 1023

JOELHOS META BIO 1023 1023 JOELHOS META BIO JOELHOS META BIO Sistema para Artroplastia de Joelho META BIO Excelente desempenho biomecânico. Histórico com mais de 10 anos de sucesso. Variedade de tamanhos intercambiáveis de

Leia mais

MODELO DE INSTRUÇÃO DE USO

MODELO DE INSTRUÇÃO DE USO Página 1 MODELO DE INSTRUÇÃO DE USO SISTEMA DE JOELHO SEM RESTRIÇÃO GENESIS II Descrição do Sistema O Sistema de Joelho sem Restrição Gênesis II consiste em componentes modulares, sendo eles femorais,

Leia mais

JOELHO TOTAL MB V REVISÃO TÉCNICA CIRÚRGICA

JOELHO TOTAL MB V REVISÃO TÉCNICA CIRÚRGICA JOELHO TOTAL MB V REVISÃO TÉCNICA CIRÚRGICA PRÓTESE TOTAL DE JOELHO REVISÃO MB V INTRODUÇÃO O Sistema de Revisão de Prótese de Joelho da Meta Bio apresenta uma gama completa de instrumentais e implantes

Leia mais

Artroplastia Total de Quadril Cerâmica/cerâmica sem cimento. Técnica Cirúrgica Mecânica HORIOZON + LOGIC. LOGIC grooved. HORIZON ceramic/ceramic

Artroplastia Total de Quadril Cerâmica/cerâmica sem cimento. Técnica Cirúrgica Mecânica HORIOZON + LOGIC. LOGIC grooved. HORIZON ceramic/ceramic HORIOZON + LOGIC Artroplastia Total de Quadril Cerâmica/cerâmica sem cimento Técnica Cirúrgica Mecânica LOGIC grooved cementless partial HAP femoral stem HORIZON ceramic/ceramic cementless acetabular component

Leia mais

Columbus Streamlined. Aesculap. Artroplastia de Joelho. Técnica Cirúrgica. Aesculap Ortopedia

Columbus Streamlined. Aesculap. Artroplastia de Joelho. Técnica Cirúrgica. Aesculap Ortopedia Aesculap Artroplastia de Joelho Columbus Streamlined Técnica Cirúrgica Aesculap Ortopedia Descubra a universalidade - Descubra a individualidade Um mundo - Um joelho 2 Aesculap Columbus Streamlined Columbus

Leia mais

O Fixador Verona Fix Dinâmico Axial é um sistema monolateral e um método de correção onde é realizada uma osteotomia de abertura gradual da tíbia OAG.

O Fixador Verona Fix Dinâmico Axial é um sistema monolateral e um método de correção onde é realizada uma osteotomia de abertura gradual da tíbia OAG. Vesão 1.1 O Fixador Verona Fix Dinâmico Axial é um sistema monolateral e um método de correção onde é realizada uma osteotomia de abertura gradual da tíbia OAG. Através do uso do Fixador Verona Fix Dinâmico

Leia mais

Ele é indicado em fraturas de quadril intertrocanterianas.

Ele é indicado em fraturas de quadril intertrocanterianas. Versão 1.1 O Fixador Externo Pertrocantérico trata fraturas de quadril intertrocantéricas (entre os dois trocânteres do fêmur) sem exposição da fratura. Sua aplicação reduz o tempo operatório, perda mínima

Leia mais

Instrumental para Haste Intramedular Femoral Charfix System. com ASB (Angular Set Block)

Instrumental para Haste Intramedular Femoral Charfix System. com ASB (Angular Set Block) 1 Instrumental para Haste Intramedular Femoral Charfix System com ASB (Angular Set Block) O Instrumental com ABS para implantação da Haste Intramedular Femoral Charfix System é composto por caixa contendo

Leia mais

INSTRUÇÃO DE USO. Descrição Geral

INSTRUÇÃO DE USO. Descrição Geral INSTRUÇÃO DE USO Descrição Geral O Parafuso de Compressão HBS é constituído por uma família de dois modelos de parafusos, sendo um modelo de alta compressão na cor azul, e outro de compressão padrão na

Leia mais

TÉCNICA CIRÚRGICA. Sistema de haste supracondilar e retrógrado de titânio Centronail

TÉCNICA CIRÚRGICA. Sistema de haste supracondilar e retrógrado de titânio Centronail TÉCNICA CIRÚRGICA Sistema de haste supracondilar e retrógrado de titânio Centronail 1 2 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Parafusos de bloqueio 2 INDICAÇÕES 3 EQUIPAMENTO NECESSÁRIO 7 7 8 9 10 11 14 20 21 TÉCNICA

Leia mais

MESA ESTABILIZADORA MANUAL DE CONFECÇÃO

MESA ESTABILIZADORA MANUAL DE CONFECÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE MECÂNICA TECNOLOGIA ASSISTIVA (http://www.damec.ct.utfpr.edu.br/assistiva/) MESA ESTABILIZADORA MANUAL DE CONFECÇÃO PROJETO ELABORADO

Leia mais

IMAGE TO COME. Zimmer NexGen Complete Knee Solution Ressector Tibial Extramedular/ Intramedular. Técnica Cirúrgica

IMAGE TO COME. Zimmer NexGen Complete Knee Solution Ressector Tibial Extramedular/ Intramedular. Técnica Cirúrgica Zimmer NexGen Complete Knee Solution Ressector Tibial Extramedular/ Intramedular Técnica Cirúrgica IMAGE TO COME Fornece uma variedade de técnicas para a ressecção da tíbia. Zimmer NexGen Complete Knee

Leia mais

MODELO DE INSTRUÇÃO DE USO

MODELO DE INSTRUÇÃO DE USO Página 1 MODELO DE INSTRUÇÃO DE USO SISTEMA DE JOELHO COM RESTRIÇÃO GENESIS II Descrição do Sistema O Sistema de Joelho com Restrição Gênesis II consiste em componentes modulares, sendo eles componentes

Leia mais

MESA ADAPTÁVEL PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO MESA ADAPTÁVEL PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO

MESA ADAPTÁVEL PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO MESA ADAPTÁVEL PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE MECÂNICA TECNOLOGIA ASSISTIVA (http://www.damec.ct.utfpr.edu.br/assistiva/) UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO

Leia mais

New Wave. Prótese Total de Joelho Rotacional

New Wave. Prótese Total de Joelho Rotacional Eliminando complicações mecânicas iniciais Centro de Rotação Condilar Sistema Central de Estabilização Alta elevação para eliminar qualquer risco de deslocamento. Aprofundado para evitar tensões patelares.

Leia mais

Lock-1 - Dispositivos para Fixação de Coluna 75.30 - Técnica Cirúrgica

Lock-1 - Dispositivos para Fixação de Coluna 75.30 - Técnica Cirúrgica 75.30 - Técnica Cirúrgica Lock-1 Dispositivos para Fixação de Coluna COLABORADORES: Dr. André Luis Fernandes Andujar Dr. Luiz Cláudio M. França Dr. Mauricio P. Calais Oliveira Dr. Waldemar de Souza Junior

Leia mais

Parafuso EIS Técnica Cirúrgica da Osteotomia de Scarf do M1 Princípios Gerais Indicações da Osteotomia de SCARF Contra-Indicação

Parafuso EIS Técnica Cirúrgica da Osteotomia de Scarf do M1 Princípios Gerais Indicações da Osteotomia de SCARF Contra-Indicação EIS Parafuso EIS da Osteotomia de Scarf do M1 Princípios Gerais Permite a transação lateral da primeira cabeça metatarsal, juntamente com o realinhamento sobre os sesamóides. Osteotomia extra-articular.

Leia mais

MESA PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO (Regulável em altura por sistema de pinos)

MESA PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO (Regulável em altura por sistema de pinos) UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE MECÂNICA TECNOLOGIA ASSISTIVA (http://www.damec.ct.utfpr.edu.br/assistiva/) MESA PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO (Regulável

Leia mais

CO C NTEÚ E DO D D O D KI K T pe p rf r i f s i voltar para o índice

CO C NTEÚ E DO D D O D KI K T pe p rf r i f s i voltar para o índice CONTEÚDO DO KIT MONTAGEM DO BATENTE MONTAGEM DA FOLHA elementos de fixação perfis acessórios corte dos perfis laterais corte do perfil superior colocação da escova conexão dos perfis instalação das contraplacas

Leia mais

ALPHA-CEMENTED FEMORAL PROSTHESIS. Técnica Cirúrgica 8.30 - Prótese Femoral Cimentada-ALPHA

ALPHA-CEMENTED FEMORAL PROSTHESIS. Técnica Cirúrgica 8.30 - Prótese Femoral Cimentada-ALPHA ALPHA-CEMENTED FEMORAL PROSTHESIS Técnica Cirúrgica 8.30 - ALPHA - Cemented Femoral Prosthesis Prótese Femoral Cimentada ALPHA Colaboradores Dr. Flávio Turíbio Dr. Milton Roos Material INOX ASTM F.138

Leia mais

INSTRUÇÃO DE USO Kit de Instrumentos para Sistema Anatômico de Joelho - Sartori

INSTRUÇÃO DE USO Kit de Instrumentos para Sistema Anatômico de Joelho - Sartori Luiz Guilherme Sartori & Cia Ltda. EPP CNPJ: 04.861.623/0001-00 Estr. Municipal RCL-010 nº. 13500, Km 9 Ajapi - Rio Claro/SP - Resp. Téc.: Charles Eduardo Ceccato CREA/SP: 5062635520 Visando a praticidade

Leia mais

Técnica Cirúrgica Navegada LOGIC HORIZON HORIOZON + LOGIC. grooved cementless partial HAP femoral stem

Técnica Cirúrgica Navegada LOGIC HORIZON HORIOZON + LOGIC. grooved cementless partial HAP femoral stem HORIOZON + LOGIC Técnica Cirúrgica Navegada LOGIC grooved cementless partial HAP femoral stem HORIZON ceramic/ceramic cementless acetabular component with HAP coating 1. Introdução 2. Navegador 2.1 Aparelho

Leia mais

TÉCNICA CIRÚRGICA PRÓTESE TOTAL DE JOELHO PRIMÁRIO MB V

TÉCNICA CIRÚRGICA PRÓTESE TOTAL DE JOELHO PRIMÁRIO MB V TÉCNICA CIRÚRGICA PRÓTESE TOTAL DE JOELHO PRIMÁRIO MB V Sistema para Artroplastia de Joelho META BIO Excelente desempenho biomecânico. Histórico com mais de 10 anos de sucesso. Durabilidade Design da prótese

Leia mais

MESA PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO (Regulável em altura por sistema de pinos)

MESA PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO (Regulável em altura por sistema de pinos) UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE MECÂNICA TECNOLOGIA ASSISTIVA (http://www.damec.ct.utfpr.edu.br/assistiva/) MESA PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO (Regulável

Leia mais

Baumer. Líder no Brasil. Forte no mundo.

Baumer. Líder no Brasil. Forte no mundo. SOLUÇÃO PARA: Ortopedia. FIXADORES EXTERNOS TECNOLOGIA PARA: Lesões Traumáticas e Cirúrgicas reconstrutoras do sistema músculo-esquelético. Vista Aérea - Parque Industrial Baumer - Mogi Mirim - SP - Brasil

Leia mais

G-III PRÓTESE MODULAR DE ÚMERO. Técnica Cirúrgica - 6.30.A

G-III PRÓTESE MODULAR DE ÚMERO. Técnica Cirúrgica - 6.30.A G-III PRÓTESE MODULAR DE ÚMERO Técnica Cirúrgica - 6.30.A Material A Haste e a Cabeça Umeral para Prótese Modular de Úmero G-III são fabricadas em Aço Inoxidável Austenítico, conforme as normas internacionais

Leia mais

1º PASSO 2º PASSO 3º PASSO 4º PASSO

1º PASSO 2º PASSO 3º PASSO 4º PASSO Minicômoda ref. 1343 Ferramentas: Para limpeza do móvel utilize um pano macio umedecido apenas com água. Etapas para montagem do produto 1º PASSO 2º PASSO 3º PASSO 4º PASSO Preparar Laterais Montar Caixote

Leia mais

PULS. Placa Radio Distal. Sistema de Placas para o Rádio Distal com ângulo fixo

PULS. Placa Radio Distal. Sistema de Placas para o Rádio Distal com ângulo fixo PULS Placa Radio Distal Sistema de Placas para o Rádio Distal com ângulo fixo Introdução Ao contrário dos implantes tradicionais, as placas de angulação fixa permitem um tratamento funcional precoce, desejado

Leia mais

Prótese total de joelho de plataforma móvel

Prótese total de joelho de plataforma móvel Installation du patient Posicionamento do paciente O paciente é posicionado em posição de supino. Coloque duas almofadas: uma na lateral da coxa e uma sob o pé para dar referências ao posicionar o membro

Leia mais

Instruções para Instalação

Instruções para Instalação Instruções para Instalação 1- PARA MARCAR A POSIÇÃO DE COLOCAÇÃO DA FECHADURA NA PORTA: Marque uma linha horizontal na altura que será colocada a fechadura, sugerimos que a maçaneta fique a 1,10m de altura

Leia mais

Instruções de Uso. Somente materiais biocompatíveis são selecionados na produção dos componentes dos Instrumentos para Hastes Bloqueadoras - Orthofix.

Instruções de Uso. Somente materiais biocompatíveis são selecionados na produção dos componentes dos Instrumentos para Hastes Bloqueadoras - Orthofix. Instruções de Uso Kit Instrumental para Haste Bloqueadora para Inserção, Fixação e Extração de Haste Bloqueadora ORTHOFIX Finalidade O Kit Instrumental para Haste Bloqueadora tem por finalidade fornecer

Leia mais

Trilliance. Haste de Quadril Polida Triplo Cônica. Aesculap Ortopedia

Trilliance. Haste de Quadril Polida Triplo Cônica. Aesculap Ortopedia Haste de Quadril Polida Triplo Cônica Aesculap Ortopedia Haste de Quadril Polida Triplo Cônica 2 CONTEÚDO Conteúdo Página Filosofia 4 Design 6 Implantes 8 Cirurgia 10 Informação de Pedidos 16 3 Filosofia

Leia mais

ORTOBIO - INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS ORTOPÉDICOS LTDA.

ORTOBIO - INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS ORTOPÉDICOS LTDA. Visando a facilidade de acesso à informação, conforme a Instrução Normativa n 4/2012 estabelecida pela ANVISA, a empresa Ortobio Industria e Comércio de Produtos ortopédicos Ltda., passa a disponibilizar

Leia mais

Implantes Implants. Índice Index

Implantes Implants. Índice Index Índice Index Implantes Implants ORION SP Proximal Orion SP Proximal Haste Intramedular ORION SP Proximal ORION SP Proximal Intramedullary Nail 5 Parafuso de Bloqueio Ø 5,0mm Ø5,0mmLocking Screw 6 Parafuso

Leia mais

Esta publicação não se destina a distribuição nos EUA. TÉCNICA CIRÚRGICA

Esta publicação não se destina a distribuição nos EUA. TÉCNICA CIRÚRGICA Esta publicação não se destina a distribuição nos EUA. TÉCNICA CIRÚRGICA INTRODUÇÃO A substituição total do joelho é efectuada numa série de pacientes, de todas as idades, com várias patologias e anomalias

Leia mais

Escopo de Serviços em Implantes

Escopo de Serviços em Implantes Escopo de Serviços em Implantes I- Sumário Executivo (Laboratório de Ensaios Mecânicos) A SCiTec aparece como uma empresa de base tecnológica apta para prestar serviços de forma integrada com o setor empresarial.

Leia mais

INSTRUÇÃO DE USO. Registro ANVISA n Revisão 00

INSTRUÇÃO DE USO. Registro ANVISA n Revisão 00 Luiz Guilherme Sartori & Cia Ltda. EPP CNPJ: 04.861.623/0001-00 Estr. Municipal RCL-010 nº. 13500, Km 9 Ajapi - Rio Claro/SP - Resp. Téc.: Charles Eduardo Ceccato CREA/SP: 5062635520 Visando a praticidade

Leia mais

TÉCNICA CIRÚRGICA. O sistema Centronail de haste tibial em titânio

TÉCNICA CIRÚRGICA. O sistema Centronail de haste tibial em titânio TÉCNICA CIRÚRGICA O sistema Centronail de haste tibial em titânio 1 2 CARACTERÍSTICAS E VANTAGENS Parafusos de bloqueio 2 INDICAÇÕES 3 EQUIPAMENTO NECESSÁRIO 7 8 9 10 11 12 16 17 18 TÉCNICA CIRÚRGICA Posicionamento

Leia mais

Pyxis. Parafuso de compressão canulado Ø 2,5 mm

Pyxis. Parafuso de compressão canulado Ø 2,5 mm - Indicações O parafuso é indicado para a estabilização de osteotomias do antepé: Osteotomias do º metatarso para correção do Hálux Valgo (por exemplo, Scarf, Chevron), Osteotomias da falange do hálux,

Leia mais

ORTOBIO - INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS ORTOPÉDICOS LTDA.

ORTOBIO - INDÚSTRIA E COMÉRCIO DE PRODUTOS ORTOPÉDICOS LTDA. Visando a facilidade de acesso à informação, conforme a Instrução Normativa n 4/2012 estabelecida pela ANVISA, a empresa Ortobio Industria e Comércio de Produtos ortopédicos Ltda., passa a disponibilizar

Leia mais

MESA PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO (Regulável em altura pelo comprimento dos pés)

MESA PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO (Regulável em altura pelo comprimento dos pés) UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE MECÂNICA TECNOLOGIA ASSISTIVA (http://www.damec.ct.utfpr.edu.br/assistiva/) MESA PARA CADEIRA DE RODAS MANUAL DE CONFECÇÃO (Regulável

Leia mais

RACK AUDIENCE TO GO X 3255

RACK AUDIENCE TO GO X 3255 RACK AUDIENCE TO GO X 3255 INSTRUÇÕES DE MONTAGEM Imagens Ilustrativas AUDIENCE TO GO X 3255 AUDIENCE TO GO X 3255 50 Kg Carga Máxima www.aironflex.com INSTRUÇÕES DE MONTAGEM RELAÇÃO DE COMPONENTES KIT

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM. Relação de Componentes. Relação de Materiais ARMÁRIO MULTIUSO ENCAIXADO ARMÁRIO MULTIUSO ENCAIXADO IMPORTANTE ATENÇÃO

MANUAL DE MONTAGEM. Relação de Componentes. Relação de Materiais ARMÁRIO MULTIUSO ENCAIXADO ARMÁRIO MULTIUSO ENCAIXADO IMPORTANTE ATENÇÃO Última Atualização 0/0/06 - Página de 6 Este manual orienta e montagem completa do ARMÁRIO ENCAIXADO MULTIUSO, e guia passo a passo as fixações e encaixes necessários para o perfeito funcionamento do produto.

Leia mais

Instruções de Instalação do Rack para o IBM Gen-II Slides Kit

Instruções de Instalação do Rack para o IBM Gen-II Slides Kit Instruções de Instalação do Rack para o IBM Gen-II Slides Kit Revise a documentação fornecida com o gabinete do rack para obter informações de segurança e cabeamento. Antes de instalar o servidor em um

Leia mais

C A T Á L O G O D E P R O D U T O S

C A T Á L O G O D E P R O D U T O S C A T Á L O G O D E P R O D U T O S - 2 0 0 8 ÍNDICE Suportes Vídeo Millano 12 Arezzo 15 Arezzo Flex 17 Turim 19 Turim Flex 21 Rimini 24 Maranello 27 Veneza 29 Verona 31 Trento 33 Suportes Áudio

Leia mais

Reconstrução Pélvica Sistema de Placas e Parafusos Bloqueados de ângulo variável

Reconstrução Pélvica Sistema de Placas e Parafusos Bloqueados de ângulo variável Reconstrução Pélvica Sistema de Placas e Parafusos Bloqueados de ângulo variável RECONSTRUÇÃO PÉLVICA 30º O Sistema de Reconstrução Pélvica GMReis foi desenvolvido para a osteossíntese das fraturas que

Leia mais

Características: 100 fotos meramente ilustrativas. Conserve este Manual - Fev/2016. AAS quinta-feira, 17 de agosto de :23:56

Características: 100 fotos meramente ilustrativas. Conserve este Manual - Fev/2016. AAS quinta-feira, 17 de agosto de :23:56 MULTI FUNÇÃO Características: AAS1321 quinta-feira, 17 de agosto de 217 9:23:6 1 fotos meramente ilustrativas Motor: 2cv (1W) Tensão Nominal: 127V OU 22V Rotação do motor: 9 rpm/ 36 rpm Dimensões da mesa:

Leia mais

Ortopedia e Traumatologia Soluções inovadoras para Joelho

Ortopedia e Traumatologia Soluções inovadoras para Joelho Ortopedia e Traumatologia Soluções inovadoras para Joelho NexGen LPS, CR, LPS Flex y LCCK Osteoartrose Grupo de enfermidades que têm diferentes etiologias, porém similar biologia, morfologia e quadro clínico.

Leia mais

Lesões Traumáticas do Membro Superior. Lesões do Ombro e Braço Lesões do Cotovelo e Antebraço Lesões do Punho e Mão

Lesões Traumáticas do Membro Superior. Lesões do Ombro e Braço Lesões do Cotovelo e Antebraço Lesões do Punho e Mão André Montillo UVA Lesões Traumáticas do Membro Superior Lesões do Ombro e Braço Lesões do Cotovelo e Antebraço Lesões do Punho e Mão Fratura Distal do Úmero Fratura da Cabeça do Rádio Fratura do Olecrâneo

Leia mais

GABARITOS PARA MONTAGEM DE MÓVEIS

GABARITOS PARA MONTAGEM DE MÓVEIS GABARITOS PARA MONTAGEM DE MÓVEIS ÍNDICE CONCEITO Os Gabaritos Zinni foram desenvolvidos exclusivamente para furações em MDF/MDP Nacional, onde a fixação do móvel seja com dispositivos de montagem, tais

Leia mais

INTRODUÇÃO - LEIA TODO MANUAL DE INSTRUÇÕES ANTES DA MONTAGEM

INTRODUÇÃO - LEIA TODO MANUAL DE INSTRUÇÕES ANTES DA MONTAGEM INSTRUÇÕES DE MONTAGEM ELOS ACESSÓRIOS PARA CABO REDE SUBTERRÂNEA PÁG. 1 / 7 EMCF 36kV TAM. 3 Edição: JUN 14 DESCRIÇÃO: A EMENDA ELOS COMPACTA FRIA é um acessório de cabo de média tensão isolado com EPR

Leia mais

DICAS 1º PASSO 2º PASSO 3º PASSO. Balcão Multiuso de 4 Portas ref Colocar Portas e Puxadores. Etapas para montagem do produto

DICAS 1º PASSO 2º PASSO 3º PASSO. Balcão Multiuso de 4 Portas ref Colocar Portas e Puxadores. Etapas para montagem do produto Balcão Multiuso de 4 Portas ref. 1360 Ferramentas: Para limpeza do móvel utilize um pano macio umedecido apenas com água. Etapas para montagem do produto 1º PASSO 2º PASSO 3º PASSO Preparar Laterais Montar

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM. Médio (25 a 50kg) Gatilho Cinza

MANUAL DE MONTAGEM. Médio (25 a 50kg) Gatilho Cinza Cód.: 1398 MANUAL DE MONTAGEM SS 200 Qual o amortecedor para sua porta? Leve (15 a 25kg) Gatilho Branco Médio (25 a 50kg) Gatilho Cinza Pesado (50 a 80kg) Gatilho Preto Importante: Caso o peso não seja

Leia mais

TÉCNICAS RADIOLÓGICAS APLICADAS NOS ESTUDOS DAS INSTABILIDADES

TÉCNICAS RADIOLÓGICAS APLICADAS NOS ESTUDOS DAS INSTABILIDADES TÉCNICAS RADIOLÓGICAS APLICADAS NOS ESTUDOS DAS INSTABILIDADES FEMOROPATELARES Abelardo Raimundo de Souza* INTRODUÇÃO A articulação femoropatelar é de fundamental importância para o aparelho extensor,

Leia mais

durante toda a cirurgia e a rotação da cabeça também deve ser evitada. Localização da linha média / Determinação da largura

durante toda a cirurgia e a rotação da cabeça também deve ser evitada. Localização da linha média / Determinação da largura Considerações pré-operatórias Avalie radiograficamente os discos adjacentes saudáveis por meio da medição de sua altura normal. O nível operatório irá precisar de uma profundidade mínima de 14 mm e não

Leia mais

substitui todos os anteriores Abril Este Manual

substitui todos os anteriores Abril Este Manual Abril 2016 - Este Manual substitui todos os anteriores ATENÇÃO: Índice As Medidas de Folga e os Desenhos deste Manual são para referência de montagem e podem sofrer modificações. Consulte sempre o Site

Leia mais

STOL CH 701. STOL CH 701 Leme. As peças são identificadas por uma etiqueta tendo. Exemplo do No da Peça: 7R2-1 Rudder Spar

STOL CH 701. STOL CH 701 Leme. As peças são identificadas por uma etiqueta tendo. Exemplo do No da Peça: 7R2-1 Rudder Spar Leme As peças são identificadas por uma etiqueta tendo numero da peça e descrição: Exemplo do No da Peça: 7R2-1 Rudder Spar 7 - Modelo. R Rudder section do desenho da aeronave. 2 - Pagina 2 do desenho

Leia mais

MANUAL DO CONSUMIDOR VENTILADOR DE TETO

MANUAL DO CONSUMIDOR VENTILADOR DE TETO VENTILADOR DE TETO MODELOS: SUNNY, SUNNY CONTR FHARO Obrigado por adquirir o. Antes de utilizar o seu produto leia atentamente este manual de instruções. Após a leitura guarde-o em local seguro para consultas

Leia mais

SUPORTE MÓVEL PARA PROJETOR, DVD OU NOTEBOOK

SUPORTE MÓVEL PARA PROJETOR, DVD OU NOTEBOOK SUPORTE MÓVEL PARA PROJETOR, DVD OU NOTEBOOK MANUAL DE UTILIZAÇÃO 1 Características: - Deslocamento através de rodízios. - Ajustes para diferentes tamanhos de equipamentos. - Base para a utilização de

Leia mais

Cópia não controlada. CBT 70J-1 e CBT 70JE-1 Guia de Instalação do Suporte. Incluído: Peça Inclusa 70JE

Cópia não controlada. CBT 70J-1 e CBT 70JE-1 Guia de Instalação do Suporte. Incluído: Peça Inclusa 70JE CBT 70J-1 e CBT 70JE-1 Guia de Instalação do Suporte Revisão B Para Suporte de Parede Giratório/Inclinado Incluído: SUPORTE DO ALTO-FALANTE M6-60L Porcas M6 SUPORTE DE PAREDE GIRATÓRIO/INCLINADO Cabeça

Leia mais

NOVO SISTEMA BAUMER PARA FIXAÇÃO PEDICULAR DE COLUNA. Técnica Cirúrgica

NOVO SISTEMA BAUMER PARA FIXAÇÃO PEDICULAR DE COLUNA. Técnica Cirúrgica NOVO SISTEMA BAUMER PARA FIXAÇÃO PEDICULAR DE COLUNA Introdução O Sistema para Fixação Pedicular de Coluna é composto por três modelos de parafusos: Monoaxial, poliaxial e sagital. O parafuso monoaxial

Leia mais

Osteotomia da tuberosidade

Osteotomia da tuberosidade Osteotomia da Tuberosidade Anterior da Tíbia (TAT) com Anteromedialização (AMZ) para Realinhamento do Mecanismo Extensor usando o Sistema T3 AMZ Técnica Cirúrgica Osteotomia da tuberosidade Sistema T3

Leia mais

SUPORTE COM 4 MOVIMENTOS PARA TV. Manual de Instruções

SUPORTE COM 4 MOVIMENTOS PARA TV. Manual de Instruções SUPORTE COM 4 MOVIMENTOS PARA TV Manual de Instruções INSTALAÇÃO DO SUPORTE COM 4 MOVIMENTOS PARA TV 1 - Defina com cuidado o local onde será instalada a TV verificando vários pontos, tais como: altura,

Leia mais

MANUAL DE MONTAGEM ARMÁRIO MULTIUSO ENCAIXADO Página 1 de 6

MANUAL DE MONTAGEM ARMÁRIO MULTIUSO ENCAIXADO Página 1 de 6 Página de 6 690 689 69 69 689 IMPORTANTE Confira se a embalagem contém todas as peças e componentes no ato da abertura da mesma, caso não esteja de acordo com a lista, entre em contato com o seu revendedor.

Leia mais

SUPORTE DE TETO UNIVERSAL NEW EASY PARA PROJETOR

SUPORTE DE TETO UNIVERSAL NEW EASY PARA PROJETOR SUPORTE DE TETO UNIVERSAL NEW EASY PARA PROJETOR MANUAL DE UTILIZAÇÃO 1 Características: - Compatível com diversos modelos de projetor. - Fixação no teto. - Produzido em aço. - Hastes móveis para ajuste

Leia mais

Guia de Instalação. plastics for longer life

Guia de Instalação. plastics for longer life Guia de Instalação plastics for longer life Sistema de Calha Articulada igus - Guia de E-Chain Calha Articulada Extensão suplementar Terminal móvel Suporte de fixação 2 Instalação Calha guia Terminal fixo

Leia mais

TOWER PARA PLASMA OU LCD 32 /50

TOWER PARA PLASMA OU LCD 32 /50 SUPORTE TOWER PARA PLASMA OU LCD 32 /50 MANUAL DE UTILIZAÇÃO 1 Características: - Para Tv s e monitores com padrão VESA máx. 600x400 (HxV) 32 a 50. - Para televisores com largura máxima de 1100 mm. - Articulações

Leia mais

SUPORTE DE TETO PARA PROJETOR THIN COM HASTES MÓVEIS

SUPORTE DE TETO PARA PROJETOR THIN COM HASTES MÓVEIS SUPORTE DE TETO PARA PROJETOR THIN COM HASTES MÓVEIS MANUAL DE 1UTILIZAÇÃO Características: - Disponível em dois tamanhos: - Ajuste de altura de 485 a 735 mm - Ajuste de altura de 1,25 a 2,00 metros -

Leia mais

Ajuste de Lâmina e de Mídia na Plotter

Ajuste de Lâmina e de Mídia na Plotter Ajuste de Lâmina e de Mídia na Plotter Instalação da Lâmina A figura abaixo ilustra o suporte da lâmina. Insira a lâmina na base do suporte e remova-a empurrando o pino. Certifique-se de manter os dedos

Leia mais

Instruções para montagem da prótese BIOT. César Augusto Martins Pereira Laboratório de Biomecânica IOT-HC-FMUSP

Instruções para montagem da prótese BIOT. César Augusto Martins Pereira Laboratório de Biomecânica IOT-HC-FMUSP Instruções para montagem da prótese BIOT César Augusto Martins Pereira Laboratório de Biomecânica IOT-HC-FMUSP Montagem do corpo da prótese Alargar os furos com uma broca de 13/64 ou 5mmdediâmetro. Suporte

Leia mais

Ficha Técnica. Quadros Sistema VDI

Ficha Técnica. Quadros Sistema VDI Quadros Sistema VDI Ficha Técnica Localização no Website TIGRE: Obra predial Eletricidade Quadros Sistema VDI Função: Abrigar tubulações, fiações e dispositivos das instalações de Telefone (Voz), Rede

Leia mais

Bem Vindo INSTRUÇÃO DE MONTAGEM. Home Alessio

Bem Vindo INSTRUÇÃO DE MONTAGEM. Home Alessio Bem Vindo Home Alessio www.pollodecor.com.br comercial@pollodecor.com.br 55 32 3532 8842 Ubá/G - Brasil INSTRUÇÃO DE ONTAGE Trazemos até você soluções práticas de montagem com manuais de instalação detalhada

Leia mais

44 Fresando ranhuras retas - I

44 Fresando ranhuras retas - I A U A UL LA Fresando ranhuras retas - I Na aula passada você aprendeu como fresar superfícies planas e superfícies planas inclinadas. Viu como escolher os dispositivos para fixação da peça e da fresa de

Leia mais

INSTRUÇÕES DE USO DE PRODUTOS MÉDICOS SISTEMA DE HASTE INTRAMEDULAR DE FÊMUR NEOGEN

INSTRUÇÕES DE USO DE PRODUTOS MÉDICOS SISTEMA DE HASTE INTRAMEDULAR DE FÊMUR NEOGEN Nome Técnico: SISTEMA DE HASTE SEMI-RÍGIDA COM BLOQUEIO MISTO Nome Comercial: Fabricado por: Importado e Distribuído por: Changzhou Kanghui Medical Innovation CO., LTD. No. 11, Changjiang North Road, Xinbei

Leia mais

Lesões Traumáticas dos Membros Inferiores

Lesões Traumáticas dos Membros Inferiores Prof André Montillo Lesões Traumáticas dos Membros Inferiores Lesões do Joelho: Lesões Ósseas: Fratura Distal do Fêmur Fratura da Patela Fratura Proximal da Tíbia: Platô Tibial Anatomia: Lesões Traumáticas

Leia mais

FORCE P/PLASMA/LCD 32 /52

FORCE P/PLASMA/LCD 32 /52 SUPORTE ARTICULÁVEL DE PAREDE FORCE P/PLASMA/LCD 32 /52 MANUAL DE UTILIZAÇÃO 1 Características: - Disponível em dois modelos: SUPFORCE - Para Tv s Plasma ou LCD, compatíveis com fixação VESA máxima de

Leia mais

Symmetry. 3,05 m e 3,66 m. Guarda-corpos de compósito de baixa manutenção INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO. fiberondecking.com.

Symmetry. 3,05 m e 3,66 m. Guarda-corpos de compósito de baixa manutenção INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO. fiberondecking.com. Symmetry Guarda-corpos de compósito de baixa manutenção 3,05 m e 3,66 m INSTRUÇÕES DE INSTALAÇÃO Fabricado por fiberondecking.com secções lineares de 3,05 e 3,66 m Ferramentas e materiais necessários:

Leia mais

SUPORTE AIRON WALL MF 100

SUPORTE AIRON WALL MF 100 SUPORTE AIRON WALL MF 100 INSTRUÇÕES DE MONTAGEM Imagens Ilustrativas www.aironflex.com INSTRUÇÕES DE MONTAGEM 05 07 03 05 06 Componentes - Haste do Tv - Distanciador Regulável 03 - Trava de Segurança

Leia mais

Alinhamento de Máquinas Rotativas. Introdução

Alinhamento de Máquinas Rotativas. Introdução Alinhamento de Máquinas Rotativas Introdução Alinhamento mecânico é um recurso utilizado pela mecânica, em conjunto de equipamentos rotativos, com a finalidade de deixar as faces do acoplamento sempre

Leia mais

MESA DE ATIVIDADES MANUAL DE CONFECÇÃO

MESA DE ATIVIDADES MANUAL DE CONFECÇÃO UNIVERSIDADE TECNOLÓGICA FEDERAL DO PARANÁ DEPARTAMENTO ACADÊMICO DE MECÂNICA TECNOLOGIA ASSISTIVA (http://www.damec.ct.utfpr.edu.br/assistiva/) MESA DE ATIVIDADES MANUAL DE CONFECÇÃO PROJETO ELABORADO

Leia mais

Sistema de Parafuso Pedicular Poliaxial. Características do implante. Tamanhos de implante. As hastes curvas reduzem a necessidade de moldagem

Sistema de Parafuso Pedicular Poliaxial. Características do implante. Tamanhos de implante. As hastes curvas reduzem a necessidade de moldagem Sistema de parafusos pediculares poliaxiais ETHOS Synchronizing Medical Innovation with Global Markets 75 Mill Street I Stoughton, MA 02072 EUA Tel.: +1 781.344.3670 I Fax: +1 781.341.9693 www.syncmedical.com

Leia mais

substitui todos os anteriores Maio Este Manual

substitui todos os anteriores Maio Este Manual Maio 2016 - Este Manual substitui todos os anteriores ATENÇÃO: As Medidas de Folga e os Desenhos deste Manual são para referência de montagem e podem sofrer modificações. Índice Consulte sempre o Site

Leia mais

Caixa de Emenda FibreGuard TM

Caixa de Emenda FibreGuard TM JANEIRO 2015 Caixa de Emenda FibreGuard TM Leia atentamente as instruções a seguir e certifique-se que entendeu tudo antes de iniciar a aplicação do produto. 1.0 NOMENCLATURA 01 - TAMPA NA COR PRETA 02

Leia mais