MAC Computação Móvel

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "MAC5743 - Computação Móvel"

Transcrição

1 Departamento de Ciência da Computação IME/USP MAC Computação Móvel Cássio Alexandre Paixão Silva Alkmin Tema da Monografia: Mobile Commerce 1 Introdução O constante aumento nas vendas de dispositivos móveis e pesquisas para implantação de mais dispositivos eletrônicos com capacidade de utilizar redes móveis tornam o ambiente móvel importante nas estratégias de investimento das empresas, que o utilizam tanto como atividade-fim quanto em processos de apoio. A utilização do ambiente móvel nessas atividades são considerados investimentos em mcommerce (Mobile Commerce). Uma melhor compreensão do termo mcommerce requer exploração de outros conceitos relacionados, o que realizamos na seção 2. Nessa seção, analisamos os conceitos envolvidos e seus relacionamentos com o mcommerce, culminando na definição do termo e breve análise do quão abrangente é. Definido o termo, passamos a uma avaliação das características da mobilidade na seção 3, explorando as características do ambiente móvel que abrem um leque de oportunidades de negócio. Avaliamos, então, nas seções 4 e 5 alguns serviços já disponíveis nesse ambiente e algumas ideias para melhor aproveitamento das características avaliadas, com foco em aproveitar oportunidades de negócio e melhorar experiência dos usuários. 2 Definindo o mcommerce Apesar do termo ser empregado em diversas situações, podemos verificar que historicamente a definição de Mobile Commerce passou por algumas adaptações até chegar à mais aceita atualmente. Para tal resgate histórico, segue a definição de alguns conceitos relacionados.

2 2.1 Conceitos relacionados Commerce x Business Podemos tratar os termos commerce e business como comércio e negócios, respectivamente. Segundo [4], enquanto comércio está relacionado às atividades de compra e venda de bens e serviços por uma empresa, a área de negócios abrange um ambiente mais amplo, envolvendo atividades de controle de estoque, controle financeiro, recursos humanos, publicidade e, entre outros, compra e venda de produtos. Temos então que comércio é uma subárea de negócios, com foco na compra e venda de bens e serviços. Por consequencia, temos que Mobile Commerce é uma subárea de Mobile Business. Electronic x Mobile Apesar de definições aparentemente próximas, ambientes eletrônicos e móveis abrem leques de oportunidades bem distintos. Sistemas eletrônicos provém acesso a qualquer hora a processos de negócios gerenciados por uma rede de conexão mediada por computadores [1], enquanto os móveis provém acesso a qualquer hora e qualquer lugar a processo de negócios gerenciados por uma rede de conexão mediada por computadores [1]. A principal distinção entre as definições é a de que em sistemas móveis, o acesso é provido em qualquer lugar, permitindo-os aproveitar das características de mobilidade, melhor exploradas na seção Relacionando os conceitos ebusiness x ecommerce ebusiness (Electronic Business) é qualquer processo que uma organização empresarial conduz por uma rede mediada por computadores. Organização empresarial inclui organizações com fins lucrativos, governamentais e entidades sem fins de lucro. Seus processos incluem processos de negócios com foco em produção, clientes, internos ou de gestão. [2] ecommerce (Electronic Commerce) é qualquer transação concluída por uma rede mediada por computadores que envolve a transferência de propriedade ou direitos de uso de bens ou serviços. Transações concluídas podem ter preço zero. [2] mbusiness x mcommerce mbusiness (Mobile Business) envolve comunicação relacionada a negócios entre indivíduos e companhias onde transações financeiras não necessariamente ocorrem. [3] 2

3 mcommerce (Mobile Commerce) é qualquer transação, envolvendo transferência de propriedade ou direitos de uso de bens e serviços, que foi iniciada e/ou concluída pelo uso de acesso móvel a rede mediada por computadores com auxílio de um dispositivo eletrônico. [4] As principais características dessa definição, são [4]: 1. Foco no método de acesso. A definição não impõe restrições sobre os dispositivos utilizados, porém requer que seja utilizado um meio de acesso móvel na transação. 2. Partes da transação podem ocorrer em setores fixos. O ato de comprar bens a partir de um telefone móvel é considerado uma atividade de mcommerce, mesmo que a transação seja processada por computadores em rede fixa ou o preparo e envio dos bens ocorram em local fixo. O importante é que a transação seja iniciada ou finalizada em um dispositivo eletrônico por um acesso móvel. 3. A transação não necessita ter caráter monetário. Tal fator permite considerar campanhas de marketing ou serviços pós-venda atividades de mcommerce. O mcommerce Explorados os termos envolvidos, obtemos alguns fatos [4]: 1. ebusiness e mbusiness oferecem serviços similares tanto em áreas comerciais quanto não-comerciais. Como respectivos exemplos, compra e venda de bens, por um lado, e relacionamento com clientes, do outro. 2. ebusiness oferece serviços adicionais, não convenientes a mcommerce, como a coordenação de atividades de pesquisa e desenvolvimento. 3. mbusiness também oferece serviços únicos, como relacionamento com cliente sensível a contexto. 4. ecommerce é subárea de ebusiness. 5. mcommerce é subárea de mbusiness. 6. ecommerce e mcommerce oferecem muitos serviços similares, como a compra de ingressos em cinemas e jogos esportivos. 7. ecommerce oferece serviços adicionais, inviáveis com mcommerce, como a compra de produtos com alto grau de personalização, requerendo intensa apresentação de opções, inviável em dispositivos móveis. 3

4 Figura 1: Diagrama relacionando os conceitos envolvidos. 8. mcommerce também oferece serviços únicos, como serviços baseados em localização (por exemplo, encontrar caixa eletrônico mais próximo). Com tais fatos, a figura 1 apresenta um diagrama relacionando os conceitos abordados. 3 Características da mobilidade Em ambiente móvel, há algumas características únicas [4] que podem ser aproveitadas como vantagens frente a outras formas de comercialização, inclusive ecommerce. 1. Ubiquidade. Significa que o usuário pode utilizar serviços e realizar transações independente da sua localização geográfica. Útil em muitas situações, como a comparação de preços durante compras em um supermercado. 2. Imediacidade. Muito relacionado à ubiquidade, é a possibilidade de o usuário utilizar serviços no momento em que precisar, ou seja, a qualquer hora. Útil em situações que requerem decisão rápida, como dados da bolsa de valores a um investidor. 3. Localização. Tecnologias de posicionamento permitem às companhias oferecer bens e serviços específicos à localização atual do usuário. 4. Conectividade instantânea. Os dispositivos podem estar "online"constantemente, não sendo necessário um tempo de espera para iniciar a conexão. 4

5 5. Funcionalidade pró-ativa. Com a habilidade de ser imediata, local e pessoal, o mcommerce pode atingir o usuário no momento "certo"(relevante), oferecendo conteúdo ou produtos de potencial interesse ao mesmo. 6. Procedimento simples de autenticação. Cada dispositivo é único na rede, já que possuem um cartão SIM (Subscriber Identity Module), identificando o usuário, que em conjunto com o PIN (Personal Identification Number) podem ser aproveitados como meio de autenticação do usuário. 4 mcommerce hoje Muitas empresas já incorporaram ações de mcommerce, seja como forma de melhorar seus processos quanto como negócio-fim da empresa. Em cada aplicação, uma ou mais características da mobilidade 3 são aproveitadas para ofertar um melhor serviço aos usuários. Compras em lojas. Enquanto cliente visualiza produtos na loja, pode ler o código de barras e conferir mais informações sobre o produto, incluindo reviews e preços em outras lojas. Com preço competitivo, o cliente pode alí já optar por realizar a compra na loja. Cupons. A compra de ingressos online com apresentação de cupom digital para entrada, ou mesmo apresentação de cupons de desconto em estabelecimento, tem ocorrido com cada vez mais frequência. Leilões. Sistemas de leilão online podem ser categorizados de acordo com a forma do lance, sendo as mais comuns: menor lance único, lances incrementais (a cada R$0,01, por exemplo) e maior lance. Mobile Banking. Permite acesso a informações de contas bancárias, além da realização de algumas transações. Aplicações relacionadas à bolsa de valores também estão disponíveis, oferecendo cotação em tempo real, análises de especialistas, compra e venda de ações, entre outras funcionalidades. Catálogo de produtos. O usuário pode conferir os produtos disponibilizados por uma empresa em seu próprio dispositivo, sem necessidade de requisitar um catálogo físico. Marketing e publicidade. Divulgação de eventos, promoções ou mesmo produtos diretamente nos dispositivos já é uma estratégia adotada pelas empresas. Mas apesar de considerar que conhecer o do perfil do usuário seja o fator-chave para campanhas publicitárias mais efetivas nos dispositivos móveis, ainda há discussão sobre melhor forma de identificar tal perfil. A aposta atual está em conhecer o usuário a partir de dados de geolocalização, a fim de conhecer suas preferências de acordo com os locais que frequenta. 5

6 Mobile payment. Permite o pagamento de bens, serviços e conteúdo em ambiente móvel. Livros, músicas e mesmo passagens de ônibus seriam pagas com o dispositivo eletrônico do usuário, retirando necessidade de cartões ou mesmo cédulas. 5 Perspectivas As características da mobilidade 3 ainda podem ser muito exploradas. Tanto a venda de dispositivos móveis quanto a capacidade dos mesmos aumentam ano após ano, expandindo o leque de oportunidades em mcommerce. Serviços baseados em localização. Grande vantagem da mobilidade, muito ainda se pretende aproveitar dessa característica. Em especial, acredita-se que esse seja o fator-chave para tornar as campanhas de marketing em ambiente móvel mais efetivas. Cupons digitais. Percebeu-se que com a utilização de cupons digitais, a taxa de retenção supera os 50%, em contraste com a taxa de retenção de 0,2 a 2% dos cupons em papel. QR-Code. Com grande capacidade de armazenamento de dados, acredita-se que o QR-Code irá substituir os códigos de barras, e a variedade de usos atuais (desde informações de contato a endereços de páginas web para mais informações) já permite explorar novos usos. Social. Pretende-se aproveitar as vantagens da mobilidade e do social para monetizar e melhorar a experiência dos usuários. Em temporadas festivas, por exemplo, sugerir atividades com base nas atividades das quais o usuário já participou pode melhorar seu aproveitamento do evento. Carteiras virtuais. Na linha do Mobile payment (na seção 4), acredita-se que a oferta de produtos e serviços disponíveis para pagamento por dispositivo eletrônico irá aumentar. Dentre outras ideias, há a possibilidade de pagar o estacionamento simplesmente parando o veículo na vaga. Referências [1] H.E. Hohenberg and S. Rufera. Das mobiltelefon als geldbörse der zukunft chancen und potentiale des mobile payment (m-payment). der markt, 43(1):33 40, [2] T.L. Mesenbourg. Measuring electronic business. US Census Bureau, census. gov/estats,

7 [3] U. Secretariat. E-commerce and development report In United Nations Conference on Trade and Development, [4] R. Tiwari and S. Buse. The Mobile Commerce Prospects: A strategic analysis of opportunities in the banking sector. Hamburg University Press, JULHO/2012

Comércio Eletrônico AULA 18. Sistemas para Internet. Professora Ms Karen Reis

Comércio Eletrônico AULA 18. Sistemas para Internet. Professora Ms Karen Reis Comércio Eletrônico AULA 18 Professora Ms Karen Reis 2011 Sistemas para Internet 1 REFLEXÃO Faça uma busca na internet por certificados digitais. Escreva quatro ou cinco parágrafos sobre como usar os certificados

Leia mais

Como sua empresa pode

Como sua empresa pode Como sua empresa pode [ O guia de segmentação por IP ] Tecnologia de Inteligência de IP e de geolocalização O método de encontrar a localização física e geográfica de um usuário com base unicamente em

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof Odilon Zappe Jr Comércio Eletrônico Um breve histórico Comércio compra, venda, troca de produtos e serviços; Incrementado pelos Fenícios, Árabes, Assírios e Babilônios uso

Leia mais

Comparativo entre os meios de comunicação para atingir 50 milhões de usuários

Comparativo entre os meios de comunicação para atingir 50 milhões de usuários Comparativo entre os meios de comunicação para atingir 50 milhões de usuários Fonte: TAKAHASHI, 2000; VEJA ONLINE, 2006 Definições de comércio eletrônico/e-business E - BUSINESS, acrônimo do termo em

Leia mais

Tecnologia da Informação. Prof. Odilon Zappe Jr

Tecnologia da Informação. Prof. Odilon Zappe Jr Tecnologia da Informação Prof. Odilon Zappe Jr Vantagens e Desvantagens do Comércio Eletrônico Vantagens Aumento do número de contatos da empresa com fornecedores e com outras empresas do mesmo ramo, e

Leia mais

Como criar um clube de vantagens para seus clientes

Como criar um clube de vantagens para seus clientes Como criar um clube de vantagens para seus clientes Introdução Adquirir clientes no mundo competitivo atual é cada vez mais difícil e caro. Por este motivo, torna-se muito importante ações que fidelize

Leia mais

O que é comércio eletrônico?

O que é comércio eletrônico? COMÉRCIO ELETRÔNICO O que é comércio eletrônico? O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos

Leia mais

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce).

Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). Poucas inovações na história da humanidade reúnem tantos benefícios potenciais quanto o Comércio Eletrônico (também conhecido como e-commerce). A natureza global da tecnologia, a oportunidade de atingir

Leia mais

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões

Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões MÍDIA KIT INTERNET Número de pessoas com acesso à internet passa de 120 milhões Segundo pesquisa da Nielsen IBOPE, até o 1º trimestre/2014 número 18% maior que o mesmo período de 2013. É a demonstração

Leia mais

Sumário. M-Commerce. Definição. Definição 11/09/2013

Sumário. M-Commerce. Definição. Definição 11/09/2013 M-Commerce Prof. Adriano Maranhão Sumário Definição História Pontos positivos Pontos negativos Aplicações Mobile banking Compra móvel Mobile marketing e publicidade Mobile Ticketing Serviços baseados em

Leia mais

Modelos de e-commerce

Modelos de e-commerce Comércio Eletrônico Faculdade de Tecnologia SENAC Curso Superior de Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas Unidade Curricular: Comércio Eletrônico Edécio Fernando Iepsen (edecio@terra.com.br)

Leia mais

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG

Sistemas Empresariais. Capítulo 3: Sistemas de Negócios. Colaboração SPT SIG Capítulo 3: Sistemas de Negócios Colaboração SPT SIG Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos, gerentes e profissionais de empresas.

Leia mais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais

Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Capítulo 3: Sistemas de Apoio Gerenciais Colaboração nas Empresas SPT SIG Aplicações Empresariais Objetivos do Capítulo Explicar como os SI empresariais podem apoiar as necessidades de informação de executivos,

Leia mais

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos

A empresa digital: comércio e negócios eletrônicos Universidade Federal do Vale do São Francisco Curso de Administração Tecnologia e Sistemas de Informação - 06 Prof. Jorge Cavalcanti jorge.cavalcanti@univasf.edu.br www.univasf.edu.br/~jorge.cavalcanti

Leia mais

Prévia Apresentação. A E-Assis atua no mercado há mais de 10 anos e conta com mais de 1.000 clientes satisfeitos com as soluções web desenvolvidas.

Prévia Apresentação. A E-Assis atua no mercado há mais de 10 anos e conta com mais de 1.000 clientes satisfeitos com as soluções web desenvolvidas. Prévia Apresentação Um pouco mais sobre a E-Assis A E-Assis atua no mercado há mais de 10 anos e conta com mais de 1.000 clientes satisfeitos com as soluções web desenvolvidas. Nosso objetivo é fazer com

Leia mais

II. Visão Geral do e-business

II. Visão Geral do e-business II. Visão Geral do e-business 1. e-commerce X e-business 2. Vantagens do e-business 3.Problemas na Internet 4. Tipos de e-business 5. Categorias de e-business 6. Ferramentas de Comércio Eletrônico 7. Dimensões

Leia mais

SISTEMAS PARA INTERNET

SISTEMAS PARA INTERNET Unidade II SISTEMAS PARA INTERNET E SOFTWARE LIVRE Prof. Emanuel Matos Sumário Unidade II Comércio Eletrônico Tecnologia de Comércio Eletrônico Categorias do Comércio Eletrônico M-commerce Comércio eletrônico

Leia mais

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS

E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS www.espm.br/centraldecases Central de Cases E-COMMERCE COMO FERRAMENTA DE VENDAS Preparado pelo Prof. Vicente Martin Mastrocola, da ESPM SP. Disciplinas

Leia mais

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel

E-BUSINESS AGENDA. Profª. Kelly Hannel E-BUSINESS Profª. Kelly Hannel AGENDA Evolução da internet nos negócios Conceitos de E-BUSINESS e COMÉRCIO ELETRÔNICO Identificando tendências do E-BUSINESS Quadro das interações possíveis no meio eletrônico

Leia mais

Comércio eletrônico 05/05/15. Objetivos de estudo. Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes?

Comércio eletrônico 05/05/15. Objetivos de estudo. Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as aplicações mais importantes? Escola Superior de Gestão e Tecnologia Comércio eletrônico Mercados digitais, mercadorias digitais Prof. Marcelo Mar3ns da Silva Objetivos de estudo Qual o papel do e- commerce nos negócios e quais as

Leia mais

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas.

Autoatendimento Digital. Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Autoatendimento Digital Reduz custos e aprimora as relações com o cliente, criando experiências de autoatendimento personalizadas e significativas. Oferece aos clientes as repostas que buscam, e a você,

Leia mais

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida

Unidade IV MERCADOLOGIA. Profº. Roberto Almeida Unidade IV MERCADOLOGIA Profº. Roberto Almeida Conteúdo Aula 4: Marketing de Relacionamento A Evolução do Marketing E-marketing A Internet como ferramenta As novas regras de Mercado A Nova Era da Economia

Leia mais

Sistemas web e comércio eletrônico. Aula 02 Arquiteturas de comércio eletrônico

Sistemas web e comércio eletrônico. Aula 02 Arquiteturas de comércio eletrônico Sistemas web e comércio eletrônico Aula 02 Arquiteturas de comércio eletrônico Tópicos abordados Arquitetura do e-commerce Aspectos importantes do e-commerce Modelos de negócios Identificação do modelo

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões Bloco Comercial Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre os Módulos Vendas, Loja Virtual e Gestão de Comissões, que se encontram no Bloco

Leia mais

E um dia, quem sabe, poderemos despertar para o ser empreendedor. E ganhar dinheiro com esta história toda.

E um dia, quem sabe, poderemos despertar para o ser empreendedor. E ganhar dinheiro com esta história toda. COMÉRCIO ELETRÔNICO Introdução O comércio eletrônico ou e-commerce é a compra e venda de mercadorias ou serviços por meio da Internet, onde as chamadas Lojas Virtuais oferecem seus produtos e formas de

Leia mais

Como criar um clube de vantagens em sua empresa

Como criar um clube de vantagens em sua empresa Como criar um clube de vantagens em sua empresa Uma publicação Introdução Atrair e reter bons funcionários no mundo competitivo atual é cada vez mais difícil e caro. Por este motivo, torna-se muito importante

Leia mais

O que é ERP e suas vantagens

O que é ERP e suas vantagens Sistema 8Box ERP O que é ERP e suas vantagens Os ERPs em termos gerais, são uma plataforma de software desenvolvida para integrar os diversos departamentos de uma empresa, possibilitando a automação e

Leia mais

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1

Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1 Laudon & Laudon Essentials of MIS, 5th Edition. Pg. 4.1 4 OBJETIVOS OBJETIVOS A EMPRESA DIGITAL: COMÉRCIO E NEGÓCIOS ELETRÔNICOS Como a tecnologia de Internet mudou propostas de valor e modelos de negócios

Leia mais

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos.

2015 Manual de Parceiro de Educação. Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. 2015 Manual de Parceiro de Educação Suas soluções. Nossa tecnologia. Mais inteligentes juntos. Prêmios Reais, a Partir de Agora Bem-vindo ao Intel Technology Provider O Intel Technology Provider é um programa

Leia mais

Apresentação. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida!

Apresentação. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! Apresentação Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! A Vitae Tec A Vitae Tec é uma empresa de tecnologia que tem como missão oferecer serviços e produtos adequados às necessidades do cliente - pessoa física

Leia mais

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Alunos: Erik de Oliveira Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João Victor Alves. Professor : Diogo Ananias

Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Alunos: Erik de Oliveira Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João Victor Alves. Professor : Diogo Ananias Faculdade de Tecnologia Senac Goiás. Alunos: Erik de Oliveira Douglas Ferreira, Raphael Beghelli, João Victor Alves. Professor : Diogo Ananias CONSULTORIA COMÉRCIO ELETRÔNICO CONSULTORIA PARA IMPLANTAÇÃO

Leia mais

Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias

Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias Tópicos de Ambiente Web Internet: negócios eletrônicos, novas tendencias e tecnologias Professora: Sheila Cáceres Uma mensagem enviada em internet é dividida em pacotes de tamanho uniforme. Cada pacote

Leia mais

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO

COMÉRCIO ELETRÔNICO UM BREVE HISTÓRICO UM BREVE HISTÓRICO COMÉRCIO ELETRÔNICO O comércio sempre existiu desde que surgiram as sociedades. Ele é dito como o processo de comprar, vender e trocar produtos e serviços. Inicialmente praticado pelos

Leia mais

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS

SISTEMAS DE NEGÓCIOS. a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1 SISTEMAS DE NEGÓCIOS a) SISTEMAS DE APOIO EMPRESARIAIS 1. COLABORAÇÃO NAS EMPRESAS Os sistemas colaborativos nas empresas nos oferecem ferramentas para nos ajudar a colaborar, comunicando idéias, compartilhando

Leia mais

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO

FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO FUNDAMENTOS DE SISTEMAS DE INFORMAÇÃO Rafael D. Ribeiro, M.Sc,PMP. rafaeldiasribeiro@gmail.com http://www.rafaeldiasribeiro.com.br @ribeirord Pesquisa e Propagação do conhecimento: Através da Web, é possível

Leia mais

O CONSUMIDOR MOBILE. Uma visão global

O CONSUMIDOR MOBILE. Uma visão global O CONSUMIDOR MOBILE Uma visão global A PRÓXIMA POTÊNCIA EM MÍDIA Quando a primeira chamada foi realizada por um telefone móvel em 1973, o protótipo utilizado tinha bateria com duração de 30 minutos e levava

Leia mais

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com

Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5. Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Comércio Eletrônico e-commerce Aula 5 Prof. Msc. Ubirajara Junior biraifba@gmail.com Introdução Mudança no ambiente empresarial; Ligação com o desenvolvimento de tecnologia da informação. Características

Leia mais

Seminário GVcev E-COMMERCE, MOBILE E MÍDIAS SOCIAIS NO VAREJO. Está na Hora de Criar um App para sua loja? Wilson Cunha

Seminário GVcev E-COMMERCE, MOBILE E MÍDIAS SOCIAIS NO VAREJO. Está na Hora de Criar um App para sua loja? Wilson Cunha Seminário GVcev E-COMMERCE, MOBILE E MÍDIAS SOCIAIS NO VAREJO Está na Hora de Criar um App para sua loja? Wilson Cunha Mobile Commerce Quem deve ter; Website mobile; Aplicativos mobile; Diferenças Tecnologia;

Leia mais

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO.

FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. FMU - FACULDADES METROPOLITANAS UNIDAS E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING E MARKETING DE PERMISSÃO. São Paulo - SP 2016 RENAN ROCHA ALVES - RA: 6448758 E-COMMERCE, SOCIAL COMMERCE, MOBILE MARKETING

Leia mais

O que é a BuenitStore

O que é a BuenitStore O que é a A é a plataforma desenvolvida pela Buenit para projetos de comércio eletrônico, baseada no modelo SaaS, onde é possível criar lojas virtuais de forma rápida, prática e funcional, com foco total

Leia mais

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente

Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Uma nova perspectiva sobre a experiência digital do cliente Redesenhando a forma como empresas operam e envolvem seus clientes e colaboradores no mundo digital. Comece > Você pode construir de fato uma

Leia mais

webba PLATAFORMA DE ECOMMERCE

webba PLATAFORMA DE ECOMMERCE A EMPRESA A Webba foi fundada em 2008 com foco em soluções para que nossos clientes possam vender mais e melhor, amamos trabalhar com e-commerce, mais que desenvolver softwares nós desenvolvemos soluções

Leia mais

DICAS PARA PAGAMENTO MÓVEL NA 7SUA EMPRESA

DICAS PARA PAGAMENTO MÓVEL NA 7SUA EMPRESA DICAS PARA PAGAMENTO MÓVEL NA 7SUA EMPRESA ÍNDICE INTRODUÇÃO O QUE É PAGAMENTO MÓVEL CONCLUSÃO PG. 3 PG. 4 PG. 6 PG. 17 INTRODUÇÃO Os meios de pagamento eletrônico estão cada vez mais fortes no Brasil.

Leia mais

Você sabia que... O pagamento numa loja virtual. Guia #6 Como as formas de pagamento podem interferir nas minhas vendas

Você sabia que... O pagamento numa loja virtual. Guia #6 Como as formas de pagamento podem interferir nas minhas vendas Guia #6 Como as formas de pagamento podem interferir nas minhas vendas Você sabia que... Hoje, 77% dos brasileiros já utilizam cartão de crédito, aponta estudo do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil)

Leia mais

Sobre Nós. Primeiro, pensamos em construir negócios. O seu negócio!

Sobre Nós. Primeiro, pensamos em construir negócios. O seu negócio! mistura.ws Sobre Nós Primeiro, pensamos em construir negócios. O seu negócio! Depois misturamos a melhor estratégia, design e tecnologia para oferecer excelentes resultados e garantir o seu sucesso. Somos

Leia mais

Symantec University para Parceiros Perguntas freqüentes

Symantec University para Parceiros Perguntas freqüentes Symantec University para Parceiros Perguntas freqüentes Sumário INFORMAÇÕES GERAIS... 1 SYMANTEC UNIVERSITY PARA PARCEIROS... 1 TREINAMENTO... 2 SERVIÇO DE INFORMAÇÕES... 4 COLABORAÇÃO... 5 Informações

Leia mais

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal

Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal Guia Prático do Usuário Sistema e-commerce e Portal 29/11/2012 Índice ÍNDICE... 2 1. APRESENTAÇÃO... 3 2. O QUE É E-COMMERCE?... 4 3. LOJA FOCCO... 4 4. COMPRA... 13 5. E-MAILS DE CONFIRMAÇÃO... 14 6.

Leia mais

1 o. Fórum MOBILE + M-COMMERCE. Soluções B2C e B2B. Mauro Faccioni Filho. Fazion Sistemas. www.fazion.com.br

1 o. Fórum MOBILE + M-COMMERCE. Soluções B2C e B2B. Mauro Faccioni Filho. Fazion Sistemas. www.fazion.com.br M-COMMERCE Soluções B2C e B2B Mauro Faccioni Filho Fazion Sistemas www.fazion.com.br Sobre a Fazion A FAZION foi fundada em 2006, com foco no ambiente corporativo. Desenvolve inteligência em mobilidade,

Leia mais

Objetivos. Universo. Transformação. Administração 10/10/2012. Entender as definições de e-business e e- commerce;

Objetivos. Universo. Transformação. Administração 10/10/2012. Entender as definições de e-business e e- commerce; Objetivos Administração Profª Natacha Pouget Módulo: Gestão de Inovação e Ativos Intangíveis Tema da Aula: E-Business e Tecnologia da Informação I Entender as definições de e-business e e- commerce; Conhecer

Leia mais

Personalização da Loja: Personalizamos a sua loja com base na identidade visual da empresa, logomarca, personalização de botões e cores.

Personalização da Loja: Personalizamos a sua loja com base na identidade visual da empresa, logomarca, personalização de botões e cores. Curitiba, 03 de Dezembro de 2014. CLIENTE: Vidri FONE: 3272-9598 RESPONSÁVEL: Luciano Plataforma e-commerce Ideal Loja Apresentação: A Plataforma e-commerce Ideal Loja, é uma plataforma própria em uso

Leia mais

Apresentação. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida!

Apresentação. Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! Apresentação Vitae Tec Tecnologia a Serviço da Vida! A Vitae Tec A Vitae Tec é uma empresa de tecnologia que tem como missão oferecer serviços e produtos adequados às necessidades do cliente - pessoa física

Leia mais

M-Payment. Prof. Adriano Maranhão

M-Payment. Prof. Adriano Maranhão M-Payment Prof. Adriano Maranhão 1 Sumário M-Payment Pontos Positivos e Negativos do M-Payment M-Wallet (Conceito) O perfil dos usuários do M-Wallet M-Wallet (Serviços) Principais formas de comunicação

Leia mais

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1

Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva. Resposta do Exercício 1 Respostas da Lista de Exercícios do Módulo 2: Vantagem Competitiva 1 Resposta do Exercício 1 Uma organização usa algumas ações para fazer frente às forças competitivas existentes no mercado, empregando

Leia mais

com seu consumidores e seu fornecedores. Trazemos para aqui 40 dicas que vão ajudar no amadurecimento, crescimento e no sucesso da sua loja.

com seu consumidores e seu fornecedores. Trazemos para aqui 40 dicas que vão ajudar no amadurecimento, crescimento e no sucesso da sua loja. Com a consolidação do comércio eletrônico no Brasil e mundo, fica cada vez mais claro e a necessidade de estar participando, e mais a oportunidade de poder aumentar suas vendas. Mas é claro que para entrar

Leia mais

Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital

Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital Universidade Federal do Vale do São Francisco Tecnologia e Sistemas de Informações Empresa Digital Prof. Ricardo Argenton Ramos Aula 7 Desafios para a Administração Comercio eletrônico e negócios eletrônicos

Leia mais

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com.

Análise de Mercado. Análise da Indústria/Setor. Descrição do Segmento de Mercado. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado. josedornelas.com. Artigos de PN Como fazer Análise de Mercado Análise de Mercado A análise de mercado é um dos componentes do plano de negócios que está relacionado ao marketing da organização. Ela apresenta o entendimento

Leia mais

Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação

Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação Tipos de Sistemas de Informação Sistemas sob a Perspectiva de Grupos Usuários Sistemas de apoio ao executivo (SAE); Universidade Federal de Itajubá EPR 806 Sistemas de Informação Segundo semestre de 2012

Leia mais

Anderson L. S. Moreira

Anderson L. S. Moreira Tecnologia da Informação Aula 9 Telecomunicações e Rede Interconectando a Empresa Anderson L. S. Moreira anderson.moreira@ifpe.edu.br Instituto Federal de Pernambuco Recife PE Esta apresentação está sob

Leia mais

Aumente o valor do ciclo de vida de cada cliente

Aumente o valor do ciclo de vida de cada cliente Engajamento com o Cliente Gerenciamento de Ciclo de Vida do Cliente Informativo Torne cada interação relevante e envolvente Aumente o valor do ciclo de vida de cada cliente Gerenciamento do ciclo de vida

Leia mais

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico.

Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. Aula 7 Aplicações e questões do Comércio Eletrônico. TENDÊNCIAS NO COMÉRCIO ELETRÔNICO Atualmente, muitos negócios são realizados de forma eletrônica não sendo necessário sair de casa para fazer compras

Leia mais

Sistemas. ções Gerenciais

Sistemas. ções Gerenciais Sistemas Como elaborar seu currículo? de Informaçõ 04/2006 ções Gerenciais Um currículo bem feito não garante sua contratação mas um currículo mal elaborado elimina-o do processo seletivo. Novas Tecnologias...

Leia mais

Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS².

Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS². Aplicação Web para comércio eletrônico institucional Guilherme CORRÊA¹; Thiago DIAS². ¹Estudante do curso Análise e Desenvolvimento de sistemas. Instituto Federal de Minas Gerais campus Bambuí. Rod. Bambuí

Leia mais

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados

DIFERENCIAIS SERVIÇOS. 1. Desenvolvimento De Sites Personalizados DIFERENCIAIS Acredito que o desenvolvimento de soluções para Internet não é um trabalho qualquer, deve-se ter certa experiência e conhecimento na área para projetar sistemas que diferenciem você de seu

Leia mais

Rede IPTV DX - Clubes Desportivos

Rede IPTV DX - Clubes Desportivos White Paper 24 de Setembro de 2014 Rede IPTV DX - Clubes Desportivos Alcançando e realizando o potencial do torcedor móvel IPTV Móvel para Clubes Desportivos - DX - 1 O negócio de mídia e venda para torcedores

Leia mais

Mobile Payments: projeto piloto

Mobile Payments: projeto piloto Mobile Payments: projeto piloto Sustentabilidade Maio, 2013 AGENDA ENQUADRAMENTO PILOTO MOBILE PAYMENTS RESULTADOS ENQUADRAMENTO Já assumida como uma tendência, o sistema de pagamento pelo telemóvel começa

Leia mais

CARTEIRA VIRTUAL C A R D B O A R D CAMINHOS PONTOMOBI EDU

CARTEIRA VIRTUAL C A R D B O A R D CAMINHOS PONTOMOBI EDU CARTEIRA VIRTUAL G O O G L E C A R D B O A R D APLICAÇÕES E CAMINHOS!1 PONTOMOBI EDU INDICE CARACTERÍSTICAS PRINCIPAIS 4 OUTRAS CARACTERÍSTICAS 5 CUSTOMIZAÇÕES 6 EXEMPLOS DE APLICAÇÃO 8 DISTRIBUIÇÃO DOS

Leia mais

Pós- Graduação MARKETING ESTRATÉGICO Ênfase em Marketing Digital

Pós- Graduação MARKETING ESTRATÉGICO Ênfase em Marketing Digital Pós- Graduação MARKETING ESTRATÉGICO Ênfase em Marketing Digital 5ª turma em Santa Catarina Ingresso Março 2016 Informações: Educação Executiva ESPM-SUL incompany-rs@espm.br Fone: (51) 3218-1426 ADVB/SC

Leia mais

APTRA PASSPORT DA NCR. Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos

APTRA PASSPORT DA NCR. Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos APTRA PASSPORT DA NCR Um núcleo empresarial para captura remota de depósitos Uma maneira melhor para os seus clientes depositarem cheques Bancos e instituições financeiras continuam a enfrentar os desafios

Leia mais

Os aplicativos da Godiva Apps, podem ser customizados para qualquer tipo de negócio.

Os aplicativos da Godiva Apps, podem ser customizados para qualquer tipo de negócio. Os aplicativos da Godiva Apps, podem ser customizados para qualquer tipo de negócio. Restaurante Academia Farmácia Shopping Padaria Palestrante Concessionária Bar Balada Pizzaria Imobiliária Hotel Petshop

Leia mais

Estratégia e Regras do Negócio: E-Commerce. O que é e-commerce?

Estratégia e Regras do Negócio: E-Commerce. O que é e-commerce? E-Commerce O que é e-commerce? Comércio electrónico ou e-commerce é um conceito aplicável a qualquer tipo de negócio ou transação comercial que implique a transferência de informação através da Internet.

Leia mais

Daciane de Oliveira Silva www.daciane.wordpress.com

Daciane de Oliveira Silva www.daciane.wordpress.com Daciane de Oliveira Silva www.daciane.wordpress.com Marketing direto e mediação eletrônica Como a internet criou novos meios de intermediação entre as pessoas e as organizações? O que é marketing direto?

Leia mais

Os novos usos da tecnologia da informação na empresa

Os novos usos da tecnologia da informação na empresa Os novos usos da tecnologia da informação na empresa Internet promoveu: Transformação Novos padrões de funcionamento Novas formas de comercialização. O maior exemplo desta transformação é o E- Business

Leia mais

MARKETING DE RELACIONAMENTO

MARKETING DE RELACIONAMENTO MARKETING DE RELACIONAMENTO 1 O SEBRAE E O QUE ELE PODE FAZER PELO SEU NEGÓCIO Competitividade Perenidade Sobrevivência Evolução Orienta na implantação e no desenvolvimento de seu negócio de forma estratégica

Leia mais

Comércio eletrônico: mercados digitais, mercadorias digitais. slide 1

Comércio eletrônico: mercados digitais, mercadorias digitais. slide 1 Comércio eletrônico: mercados digitais, mercadorias digitais slide 1 Nexon Games: o comércio eletrônico torna-se social Problema: concorrência com outras empresas de jogos on-line e off-line; aumentar

Leia mais

Mobile Commerce. e-mail: wilson.cunha@viewit.com.br

Mobile Commerce. e-mail: wilson.cunha@viewit.com.br Mobile Commerce Wilson Cunha 30 anos de experiência em negócios. Formado em Tecnologia da Informação; E-commerce, Marketing Digital,. Há 06 anos em mobile commerce. Premiado no e-show 2013, melhor aplicativo

Leia mais

Como Atrair Clientes

Como Atrair Clientes COMO ATRAIR CLIENTES QUESTÕES BÁSICAS Quem são os meus clientes? Quantos sãos? Onde estão? Como fazer para falar com eles? DEFINIÇÃO SEGMENTO DE MERCADO Significa um grupo de consumidores com necessidades

Leia mais

APROVEITE A REVOLUÇÃO DO CÓDIGO DE BARRAS MÓVEL

APROVEITE A REVOLUÇÃO DO CÓDIGO DE BARRAS MÓVEL RELATÓRIO DE APLICAÇÃO APROVEITE A REVOLUÇÃO DO CÓDIGO DE BARRAS MÓVEL APROVEITE A REVOLUÇÃO DO CÓDIGO DE BARRAS MÓVEL COMÉRCIO VAREJISTA CÓDIGOS DE BARRAS MÓVEIS NO COMÉRCIO VAREJISTA: UMA CONEXÃO MAIS

Leia mais

SUA MAIS NOVA AGÊNCIA ON-LINE. PUBLICIDADE DESIGN WEB.

SUA MAIS NOVA AGÊNCIA ON-LINE. PUBLICIDADE DESIGN WEB. SUA MAIS NOVA AGÊNCIA ON-LINE. PUBLICIDADE DESIGN WEB. #estratégia #marketingdigital #websites Somos uma agência especializada em MARKETING DIGITAL 2007 +7 anos de experiência A Ramosdesign foi criada

Leia mais

Guia: da Loja Física para a. Experiência Multicanal

Guia: da Loja Física para a. Experiência Multicanal Guia: da Loja Física para a Experiência Multicanal Sumário: 01 02 03 04 05 Sobre este Guia O consumidor é Multicanal Muito mais E-commerce! Mobilidade faz parte do dia-a-dia Big Data: Informação a serviço

Leia mais

WWW.OUTSIDE.COM.BR Outside On-Line LTDA Telefone: +55 (19) 3869-1484 (19) 9 9441-3292 (claro) Email: carlos@outside.com.br

WWW.OUTSIDE.COM.BR Outside On-Line LTDA Telefone: +55 (19) 3869-1484 (19) 9 9441-3292 (claro) Email: carlos@outside.com.br MARKETING DIGITAL Ações de comunicação que as empresas podem se utilizar por meio da Internet e da telefonia celular e outros meios digitais para divulgar e comercializar seus produtos, conquistar novos

Leia mais

Sistema INTEGRATO. Administrativo Financeiro Estoque

Sistema INTEGRATO. Administrativo Financeiro Estoque 2012 Sistema INTEGRATO Administrativo Financeiro Estoque Há mais de 12 anos atuando com sucesso. Adaptável aos mais diversos ramos de comércio e serviços. Poderosa ferramenta para a gestão empresarial.

Leia mais

ESTRATÉGIA DIGITAL. Prof. Luli Radfahrer

ESTRATÉGIA DIGITAL. Prof. Luli Radfahrer ESTRATÉGIA DIGITAL Prof. Luli Radfahrer - Conforme estipulado no Termo de Uso, todo o conteúdo ora disponibilizado é de titularidade exclusiva do IAB ou de terceiros parceiros e é protegido pela legislação

Leia mais

Política de cookies. Introdução Sobre os cookies

Política de cookies. Introdução Sobre os cookies Introdução Sobre os cookies Política de cookies A maioria dos websites que visita usam cookies a fim melhorar a sua experiência de utilizador, permitindo ao site lembrar-se de si, tanto no que toca à duração

Leia mais

We! Shop. Loja Virtual. Design Gráfico Webdesign E-commerce Social Media Marketing Digital SEO. contato@wedesign.net.br www.wedesign.net.

We! Shop. Loja Virtual. Design Gráfico Webdesign E-commerce Social Media Marketing Digital SEO. contato@wedesign.net.br www.wedesign.net. We! Shop Loja Virtual Design Gráfico Webdesign E-commerce Social Media Marketing Digital SEO contato@wedesign.net.br contato@wedesign.net.br 01 A plataforma WE! SHOP Plataforma de e Commerce do WE! SHOP

Leia mais

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV

T2Ti Tecnologia da Informação Ltda T2Ti.COM http://www.t2ti.com Projeto T2Ti ERP 2.0. Bloco Comercial. CRM e AFV Bloco Comercial CRM e AFV Objetivo O objetivo deste artigo é dar uma visão geral sobre os Módulos CRM e AFV, que fazem parte do Bloco Comercial. Todas informações aqui disponibilizadas foram retiradas

Leia mais

ARKETING INTERNET SEO CRIATIVIDADE AGÊNCIA CRIAÇÃO

ARKETING INTERNET SEO CRIATIVIDADE AGÊNCIA CRIAÇÃO DESIGN CRIAÇÃO AGÊNCIA USABILIDA ARKETING INTERNET SEO DIGIT CRIATIVIDADE DESDE 1999 NO MERCADO, A M2BRNET É UMA AGÊNCIA DE MARKETING DIGITAL ESPECIALIZADA EM SOLUÇÕES PERSONALIZADAS. SI ARQ Desde 1999

Leia mais

LSoft SGC Gestão Empresarial

LSoft SGC Gestão Empresarial LSoft SGC Gestão Empresarial O LSoft SGC é um sistema de gestão dinâmico, eficiente e flexível idealizado para atender diversos segmentos de indústrias, comércios e serviços. O objetivo principal é tornar

Leia mais

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO

2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO 1 2.1. COMPETINDO COM TECNOLOGIA DA INFORMAÇÃO Fundamentos da Vantagem Estratégica ou competitiva Os sistemas de informação devem ser vistos como algo mais do que um conjunto de tecnologias que apoiam

Leia mais

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo

Competindo com Tecnologia da Informação. Objetivos do Capítulo Objetivos do Capítulo Identificar as diversas estratégias competitivas básicas e explicar como elas podem utilizar a tecnologia da informação para fazer frente às forças competitivas que as empresas enfrentam.

Leia mais

Estudo comprova a importância do digital nas compras em lojas físicas

Estudo comprova a importância do digital nas compras em lojas físicas Estudo comprova a importância do digital nas compras em lojas físicas foto: Renato Rebizzi Publicado O online influencia a jornada do consumidor desde a Setembro 2015 formação de decisão até a chegada

Leia mais

Website para dispositivos Móveis. O futuro na palma de sua mão!

Website para dispositivos Móveis. O futuro na palma de sua mão! Website para dispositivos Móveis O futuro na palma de sua mão! Sites Mobile A Internet está sendo cada vez mais acessada através de telefones móveis e, como resultado, sites estão recebendo uma boa quantidade

Leia mais

Frequently Asked Questions

Frequently Asked Questions Frequently Asked Questions O que é o Cartão Prépago Multi-Moedas do Banco do Brasil O Cartão Prépago Multi-Moedas do Banco do Brasil Americas é um novo cartão prépago, recarrégavel do Banco do Brasil Americas

Leia mais

APRESENTAÇÃO. Sua melhor opção em desenvolvimento de sites! Mais de 200 clientes em todo o Brasil. Totalmente compatível com Mobile

APRESENTAÇÃO. Sua melhor opção em desenvolvimento de sites! Mais de 200 clientes em todo o Brasil. Totalmente compatível com Mobile APRESENTAÇÃO Totalmente compatível com Mobile Sua melhor opção em desenvolvimento de sites! Mais de 200 clientes em todo o Brasil APRESENTAÇÃO Muito prazer! Somos uma empresa que presta serviços em soluções

Leia mais

No mundo atual, globalizado e competitivo, as organizações têm buscado cada vez mais, meios de se destacar no mercado. Uma estratégia para o

No mundo atual, globalizado e competitivo, as organizações têm buscado cada vez mais, meios de se destacar no mercado. Uma estratégia para o DATABASE MARKETING No mundo atual, globalizado e competitivo, as organizações têm buscado cada vez mais, meios de se destacar no mercado. Uma estratégia para o empresário obter sucesso em seu negócio é

Leia mais

Pós-Graduação em Marketing Digital MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso março 2011. ESPM Unidade Porto Alegre

Pós-Graduação em Marketing Digital MANUAL DO CANDIDATO. Ingresso março 2011. ESPM Unidade Porto Alegre Pós-Graduação em Marketing Digital MANUAL DO CANDIDATO Ingresso março 2011 ESPM Unidade Porto Alegre Rua Guilherme Schell, 350 Santo Antônio Porto Alegre/RS. Informações: Central de Candidatos: (51) 3218-1400

Leia mais

Comunicação Digital Empresarial MANUAL DO CURSO

Comunicação Digital Empresarial MANUAL DO CURSO Comunicação Digital Empresarial MANUAL DO CURSO ESPM Rua Joaquim Távora, 1240 Vila Mariana São Paulo - SP Informações Central de Relacionamento: (11) 5081-8200 (opção 1) Segunda a sexta 9h às 20h45 Sábado

Leia mais

GUÍA. Melhores Práticas. Tipos de Anúncios

GUÍA. Melhores Práticas. Tipos de Anúncios GUÍA Melhores Práticas Tipos de Anúncios Esse guia foi desenvolvido pela equipe da IMS Internet Media Services (IMS), representante comercial exclusivo do Waze na América Latina. Ao longo de todo o documento

Leia mais

GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING

GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING GESTÃO ESTRATÉGICA DE MARKETING PÓS-GRADUAÇÃO / FIB-2009 Prof. Paulo Neto O QUE É MARKETING? Marketing: palavra em inglês derivada de market que significa: mercado. Entende-se que a empresa que pratica

Leia mais

O Sistema Way foi além, idealizou uma forma não só de garantir a qualidade do produto final, como deotimizar a logística de transporte e entrega.

O Sistema Way foi além, idealizou uma forma não só de garantir a qualidade do produto final, como deotimizar a logística de transporte e entrega. A Way Data Solution se especializou em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) para criar um sistema inovador de logística e monitoramento de temperatura/ umidade, através do qual empresas poderão

Leia mais

BUSTER PHARMA. Pharmacy Logistics. Para quem é voltado: Como funciona: CONTATO international@gpi.it

BUSTER PHARMA. Pharmacy Logistics. Para quem é voltado: Como funciona: CONTATO international@gpi.it PL Pharmacy Logistics BUSTER PHARMA Para quem é voltado: O sistema é destinado as farmácias que querem aproveitar a vantagem de ter o quadro normativo em evolução, modernizar a própria imagem e oferecer

Leia mais