RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE Sistema de Gestão da Qualidade

Tamanho: px
Começar a partir da página:

Download "RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE Sistema de Gestão da Qualidade"

Transcrição

1 RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE Sistema de Gestão da Qualidade - 1 -

2 SUMÁRIO 1. - Introdução Metodologia Amostragem e coleta de dados Serviço de Atendimento ao cidadão SAC Participação em Eventos organizados pela Embrapa Meio Ambiente Resultados Resultados originários do SAC Atendimentos do SAC Conhecimento sobre a forma de atendimento - SAC da Unidade Percepção quanto ao atendimento Nível de satisfação (IS) e Insatisfação (IS)- Atendimento Série Histórica dos Índices de Satisfação e de Insatisfação Percepção quanto a satisfação com os eventos as Unidade Conclusões

3 RELATÓRIO DOS RESULTADOS DA PESQUISA COM CLIENTES EXTERNOS ANO Introdução A Embrapa Meio Ambiente realiza anualmente, desde 2005, uma pesquisa junto aos seus clientes externos com o objetivo de medir seu grau de satisfação com relação ao atendimento, as tecnologias, serviços e produtos. Essa pesquisa procura também identificar os aspectos que o cliente considera mais importantes no relacionamento com a Unidade, permitindo identificar pontos fracos e fortes do atendimento oferecido. Os resultados são apresentados graficamente e, quando aplicável, compara-os com os resultados dos 2 últimos anos, para verificar a evolução dos índices de satisfação e insatisfação do cliente externo, objetivando estabelecer uma tendência numa série de 3 anos. 2 Metodologia. 2.1 Amostragem e coleta de dados Serviço de Atendimento ao cidadão - SAC Acessando o SAC, os clientes são classificados nas seguintes categorias: Instituição Pública: empresas e instituições públicas federais, estaduais e municipais, instituições de fomento. Sociedade Civil: Demandantes de prestação de serviços e ONGs organizações não governamentais, cooperativas, agricultores da região, corpo docente e discente do ensino público e privado, imprensa em geral, além dos cidadãos interessados nas atividades permeadas pela missão institucional da Unidade. Empresas Privadas: empresas que possuem interesse em prestação de serviços (consultoria, análises laboratoriais, etc) Instituições de Fomento: Instituições que financiam os projetos de pesquisa da Unidade (FAPESP, CNPq, FINEP, etc.) - 3 -

4 Os clientes que contataram a Embrapa Meio Ambiente via o SAC são convidados a preencher uma pesquisa de satisfação. O acesso à pesquisa é agilizado com envio de um link no corpo da mensagem de resposta aos seus questionamentos. Assim, todos os clientes atendidos via SAC são convidados a responder a pesquisa. Essa estratégia utilizada na composição da amostra teve como objetivo aumentar o retorno da pesquisa, evitando-se consultar o mesmo cliente duas ou mais vezes sobre sua satisfação. Além disso, objetiva-se atingir de forma representativa todos os grupos de clientes da Unidade conforme o Manual da Qualidade. Os clientes que participaram de eventos promovidos pela Unidade registram suas opiniões em formulários apropriados aplicados ao final dos eventos. O instrumento de pesquisa utilizado e veiculado em meio eletrônico (link) do SAC é enviado ao cliente, por correio eletrônico, e possui questões que identifica: como teve conhecimento do canal de atendimento SAC da Embrapa Meio Ambiente, se considera que sua solicitação foi atendida e o nível de satisfação, em cada aspecto de atendimento. Solicita ainda que registre comentários que possam contribuir para a melhoria dos serviços oferecidos pela Embrapa Meio Ambiente. A cada questão são atribuídos conceitos que auxiliam na classificação dos dados, conforme descrição abaixo: 1 - Como teve conhecimento do canal de atendimento SAC da Embrapa Meio Ambiente? (Internet, Veículos de comunicação, Indicação, Material institucional) 2 - Considera que sua solicitação foi atendida? (Plenamente, Parcialmente, Encaminhado, Não atendido) 3 - Identifique seu nível de satisfação, em cada aspecto de atendimento. (Péssimo, Ruim, Regular, Bom e Ótimo) 4 - Sinta-se a vontade para registrar sugestões e comentários que possam contribuir para melhoria dos nossos serviços Participação em Eventos organizados pela Embrapa Meio Ambiente. Todos os eventos da unidade são avaliados quanto a satisfação com relação aos seguintes requisitos: conteúdo técnico, atendimento aos objetivos propostos, material utilizado, instalações, cafés, organização geral evento, equipe de apoio

5 A pesquisa com os participantes de eventos foram realizadas tomando uma amostragem do ano de 2010, através dos formulários FQ e FQ O nível de satisfação foi avaliado através das perguntas especificas onde o cliente deveria atribuir conceitos: Péssimo, Ruim, Regular, Bom e Excelente Para a avaliação dos participantes dos eventos de 2010 foram considerados os números dos três últimos trimestres. 3 Resultados O link para de consulta aos clientes via SAC foi enviado para 721 cadastros. Destes, 98 retornaram respostas (13,6%), representando um índice de retorno maior do que em 2009 (6,4%), gráfico 1. A seguir é feita uma análise resumida dos principais resultados da pesquisa do cliente externo.. Estes resultados são apresentados graficamente. 3.1 Resultados originários do SAC Atendimentos do SAC. A tabela 1 apresenta o numero de clientes SAC de Todos os 721 clientes que entram em contato com a Unidade pelo SAC tiveram a oportunidade de responder a pesquisa de satisfação. A tabela também explicita o numero das pesquisas respondidas e a porcentagem relativa por categoria de cliente. Tabela1: Porcentagem de retorno dos questionários enviados 2010 Tipo de Cliente Pesquisas Enviadas Pesquisas Respondidas % Pesquisas resp./ Categoria de clientes % Pesq. Resp/ Total Clientes Índice de clientes por categoria (%) Pessoa física ,4 4,9 39,3 Instituição pública ,5 4,6 33,8 Empresa privada ,8 2,9 21,1 Sociedade civil ,0 0,4 3,5 Terceiro setor ,3 0,8 2,4 Total Clientes ,6 10 Os Gráficos abaixo representam o índice global de resposta por categoria de cliente, gráfico 1, e o índice de reposta de cada categoria é apresentado no gráfico

6 Pesquisa de satisfação cliente externo 2010-SAC Gráfico 1: Índice de clientes por categoria (%) Nº total de Clientes: 721 % 45,0 4 35,0 3 39,3% 33,8% 25,0 2 21,1% 15,0 1 5,0 3,5% 2,4% Pessoa física Instituição pública Empresa privada Sociedade civil Terceiro setor Clientes 4 35,0 Pesquisa de satisfação cliente externo 2010-SAC Gráfico 2: Índice de resposta da Pesquisa Nº total de respondentes: 98 35,3 3 25,0 % 2 15,0 12,4 13,5 13,8 12,0 13,6 1 5,0 Pessoa física 4,9 4,6 Instituição pública 2,9 Empresa privada Sociedade civil 0,4 0,8 Terceiro setor Total Clientes Clientes % Pesq. Resp./categoria de clientes % Pesq. Resp/ Total Clientes Conhecimento sobre a forma de atendimento - SAC da Unidade. O gráfico 3 mostra como os clientes tiveram conhecimento sobre a forma de atendimento ( SAC) da Embrapa Meio Ambiente

7 % ,3 Pesquisa de satisfação cliente externo 2010-SAC Gráfico 3: Como teve conhecimento do canal de atendimento 85, ,3 58, ,2 16,7 16,7 9,4 9,4 1 5,0 2,8 Instituição pública Empresa privada Sociedade civil Terceiro setor Pessoa física Clientes Internet Veículos de comunicação Indicação Material institucional O gráfico demonstra que a Internet, para todos os diferentes clientes, foi a forma mais citada de como conheceram o SAC da Unidade. Na seqüência estão os veículos de comunicação (jornal, revista, rádio ou tv), e as indicações (boca-a-boca) foram os outros meios que auxiliaram na divulgação da Unidade Percepção quanto ao atendimento A pesquisa manteve a preocupação em obter, junto aos vários grupos de clientes externos, quais seus requisitos em relação ao atendimento oferecido pela Embrapa Meio Ambiente para promover sua satisfação. No Gráfico 4 abaixo são apresentados os dados globais dos resultados. Pesquisa de satisfação cliente externo SAC Gráfico 4: Grau de atendimento (%) ,8% 20,4% 11,2% 8,2% Plenamente Parcialmente Encaminhado Não Atendida - 7 -

8 % 9% 8% 7% 6% 5% 4% 3% 2% 1% % 76,7% Pesquisa de satisfação cliente externo 2010-SAC Gráfico 5: Grau de atendimento por categoria de cliente (%) 63,2% 31,6% 66,7% 33,3% 5% 5% 51,4% 2% 17,1% 1% 6,7% 6,7% 5,3% % % 11,4% % % % Instituição pública Empresa privada Sociedade civil Terceiro setor Pessoa física Clientes Plenamente Parcialmente Encaminhado Não Atendida Para o grupo constituído por instituições públicas, um dos requisitos se destacou: Plenamente (76%); Atendimento parcial ficou num segundo nível (10%) e Encaminhado e/ou Não Atendido, ficou no último nível (6,7%) O nível de satisfação dos clientes foi avaliado para os seguintes requisitos: Confiabilidade das informações recebidas, cortesia, clareza nas informações, prazo de retorno e qualidade técnica recebida. A avaliação do nível de satisfação, por tipo de cliente, são visualizadas no Gráfico 6. Pesquisa de satisfação cliente externo SAC Gráfico 6: Nível de satisfação com relação ao atendimento % Instituição Pública Empresa Privada Sociedade Civil Terceiro setor Pessoa Física Confiabilidade das informações recebidas Clareza nas informações Qualidade técnica transmitida Cortesia Prazo para retorno Média - 8 -

9 Observa-se que os clientes das Instituições Públicas apresentam um índice de satisfação médio de 96%. Percebe-se também que o item `Prazo de Retorno` apresentou o menor índice para três categorias de clientes Instituição Pública (89,7%), Empresa Privada (75%) e Sociedade Civil (66,7%) Nível de satisfação (IS) e Insatisfação (IS)- Atendimento O Gráfico 7 apresenta os índices gerais de satisfação e insatisfação dos clientes com relação ao atendimento Pesquisa de Satisfação Cliente Externo SAC Gráfico 7: Índice Geral de Satisfação (IS) e Insatisfação (II) com o atendimento ,5 89,8 93, ,3 93,4 8 % ,1 Instituição pública Empresa privada 1,0 5,4 Sociedade civil Terceiro setor Pessoa física Total Clientes 1,7 IS II Pelo gráfico é possível observar que para os clientes da categoria pessoa física apresentaram o maior índice de insatisfação, sendo para o grau de satisfação geral a média é de 93,4% Série Histórica dos Índices de Satisfação e de Insatisfação - SAC O Gráfico 8 mostra a evolução dos Índices de Satisfação (IS)e de Insatisfação (II) médios do cliente externo da Embrapa Meio Ambiente nos últimos 5 anos ( 2006 a 2010)

10 Gráfico 8: Indice de Satisfação (IS) e Insatisfação (II) (Série Histórica) 100% 90% 80% 80,30% 81,80% 77,90% 90% 93,40% 70% 60% 50% 40% 30% 20% 10% 0% 8,80% 2,70% 3,30% 4,50% 1,70% IS II O Gráfico 9 apresenta o índice de retorno da pesquisa de satisfação com a utilização do novo sistema de gerenciamento de suporte técnico (Helpdesk) OcoMon implantado em Pesquisa de Satisfação Cliente Externo SAC Gráfico 9 -Porcentagem de retorno da pesquisa 16% 14% 12% 10% 8% 6% 4% 2% 0% 5,9% 6,4% 13,6% Percepção quanto a satisfação com os eventos as Unidade Para a avaliação dos participantes dos eventos de 2010foram considerados os números dos três últimos trimestres. O gráfico 9 apresenta os resultados do período avaliado

11 Gráfico 9: Indice de Satisfação (IS) e de Insatisfação (II) dos Eventos 120% 100% 98,6% 97,0% 92,0% 95,5% 92,1% 94,7% 95,0% 95,0% 80% 60% 40% 20% % Conteúdo tecnico Atend objetivos propostos Material utilizado Instalações Cafés Organização geral evento Equipe de apoio MÉDIA GERAL IS% II % A média geral ficou em 95% no índice de satisfação enquanto que o índice de insatisfação ficou em torno de 0,5%. 5 - Conclusões. Verifica-se que o Índice de Satisfação - IS dos clientes do SAC vem apresentando uma tendência crescente nos últimos três anos, com valores acima de 77%. Já o Indice de Insatisfação -II, variou bruscamente no ano de 2006, diminuindo de 9,3% para 2,3%. Em 2007 o índice subiu para 2,6% e em ,7% alta de 42% com relação ao ano anterior e retornando a patamares de 1,8% em Desde 2010, com a implantação da nova sistemática de atendimento, utilizando uma nova ferramenta sistema de gerenciamento de suporte técnico (Helpdesk) OcoMon, estas pesquisas foram realizadas após cada atendimento. A melhoria neste processo de coleta dos retornos das pesquisas junto aos clientes é um fator que contribuiu para garantirmos aumento no percentual de retorno das pesquisas de 6,4% em 2009 para 13,6 %em 2010, representando um aumento de 112%. O índice de Satisfação dos participantes dos eventos da Unidade teve média geral de 95%

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE Sistema de Gestão da Qualidade

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE Sistema de Gestão da Qualidade RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2012 Sistema de Gestão da Qualidade 1/13 SUMÁRIO 1. - Introdução.... 3 2. - Metodologia.... 3 2.1 - Amostragem e

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2011. Sistema de Gestão da Qualidade

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2011. Sistema de Gestão da Qualidade RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2011 Sistema de Gestão da Qualidade SUMÁRIO 1. - Introdução.... 3 2. - Metodologia.... 3 2.1 - Amostragem e coleta

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2006 SGQ SUMÁRIO 1. Introdução... - 1 2. Metodologia... - 2 2.1 Amostragem... - 2 2.2 Coleta e análise dos dados...

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2008 SGQ SUMÁRIO 1. Introdução... - 1 2. Metodologia... - 2 2.1 Amostragem... - 2 2.2 Coleta e análise dos dados...

Leia mais

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2013. Núcleo de Desenvolvimento Institucional

RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2013. Núcleo de Desenvolvimento Institucional RELATÓRIO DA PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO CLIENTE EXTERNO EMBRAPA MEIO AMBIENTE ANO BASE - 2013 Núcleo de Desenvolvimento Institucional Sistema de Gestão da Qualidade SUMÁRIO 1. Introdução.... 3 2. Metodologia....

Leia mais

Grupo de Indicadores de Clientes do Núcleo de Apoio à Gestão Hospitalar (NAGEH) 13 de novembro de 2013

Grupo de Indicadores de Clientes do Núcleo de Apoio à Gestão Hospitalar (NAGEH) 13 de novembro de 2013 Grupo de Indicadores de Clientes do Núcleo de Apoio à Gestão Hospitalar (NAGEH) 13 de novembro de 2013 Relatório de Indicadores elaborado pelo Grupo de Indicadores de Clientes versão 2010 Taxa de Satisfação

Leia mais

Parte 3 Descrição da Pesquisa de Satisfação com os Usuários

Parte 3 Descrição da Pesquisa de Satisfação com os Usuários Parte 3 Descrição da Pesquisa de Satisfação com os Usuários - 2010 Perfil dos Usuários: Observa-se no gráfico 1 abaixo, que do total de usuários (N = 42) que respondeu à pesquisa, a maioria (67%) era de

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A SISTEMÁTICA DE ENTREGA DOS RELATÓRIOS DE GESTÃO EM 2009

PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A SISTEMÁTICA DE ENTREGA DOS RELATÓRIOS DE GESTÃO EM 2009 PESQUISA DE OPINIÃO SOBRE A SISTEMÁTICA DE ENTREGA DOS RELATÓRIOS DE GESTÃO EM 2009 /Adplan 7/10/2009 Sumário 1. INTRODUÇÃO... 3 2. PERFIL DAS UNIDADES DOS RESPONDENTES... 3 3. SÍNTESE DAS OPINIÕES DOS

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DAS ATIVIDADES 2015/1

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DAS ATIVIDADES 2015/1 UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL INSTITUTO DE GEOCIÊNCIAS NÚCLEO DE AVALIAÇÃO DA UNIDADE RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DAS ATIVIDADES 2015/1 Em resposta ao Of. Circular Nº 170/2014, da Secretaria de

Leia mais

RELATÓRIO GERENCIAL AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE, CURSO E COORDENADOR DE CURSO GRADUAÇÃO PRESENCIAL REGIME QUADRIMESTRAL

RELATÓRIO GERENCIAL AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE, CURSO E COORDENADOR DE CURSO GRADUAÇÃO PRESENCIAL REGIME QUADRIMESTRAL RELATÓRIO GERENCIAL AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DOCENTE, CURSO E COORDENADOR DE CURSO GRADUAÇÃO PRESENCIAL REGIME QUADRIMESTRAL MÓDULO B 2015 CENTRO UNIVERSITÁRIO INTERNACIONAL UNINTER COMISSÃO PRÓPRIA DE

Leia mais

Relatório Estatístico

Relatório Estatístico SERVIÇO PÚBLICO FEDERAL MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE FURG Gabinete da Reitora Ouvidoria da Universidade Federal do Rio Grande FURG Relatório Estatístico Exercício 2015 e 1º

Leia mais

Eficiência e Sustentabilidade

Eficiência e Sustentabilidade Eficiência e Sustentabilidade P r i n c i p a i s r e s u l t a d o s d a p e s q u i s a J u n h o / 2 0 1 6 w w w. o i 3 e. o r g. b r E f i c i ê n c i a e S u s t e n t a b i l i d a d e Objetivos

Leia mais

Relatório da Avaliação de Disciplinas

Relatório da Avaliação de Disciplinas Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho Faculdade de Engenharia de Bauru Relatório da Avaliação de Disciplinas 2014-2016 Sumário Introdução...3 Análise por Curso...4 Participação dos Alunos...4

Leia mais

Serviço de atendimento ao cidadão: uma ferramenta para comunicação e transferência de tecnologia

Serviço de atendimento ao cidadão: uma ferramenta para comunicação e transferência de tecnologia Serviço de atendimento ao cidadão: uma ferramenta para comunicação e transferência de tecnologia TARGA-LIMA, P.V. 1 ; PRADO, S.R.F. 2 1 Universidade Estadual de Londrina - UEL, targa@ cnpso.embrapa.br;

Leia mais

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011

AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO SECRETARIA DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL E TECNOLÓGICA INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE AUTO-AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2011 NATAL/RN MARÇO/2012

Leia mais

FACULDADE HORIZONTINA - FAHOR PAE - PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS

FACULDADE HORIZONTINA - FAHOR PAE - PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS FACULDADE HORIZONTINA - FAHOR PAE - PROGRAMA DE ACOMPANHAMENTO DE EGRESSOS HORIZONTINA - RS 2011 PAE Programa de Acompanhamento de Egressos I HISTÓRICO Desde 2006, ano em que formou a sua primeira turma,

Leia mais

PESQUISA AVALIATIVA GERAL (GRADUAÇÃO TRADICIONAL E TECNOLÓGICA)

PESQUISA AVALIATIVA GERAL (GRADUAÇÃO TRADICIONAL E TECNOLÓGICA) PESQUISA AVALIATIVA 2013.2 GERAL (GRADUAÇÃO TRADICIONAL E TECNOLÓGICA) 2015 1 GRÃO CHANCELER DOM MURILO SEBASTIÃO RAMOS KRIEGER REITOR PROF. DR. PE. MAURÍCIO DA SILVA FERREIRA SUPERINTENDENTE ACADÊMICA

Leia mais

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE VOUPORANGA FEV

FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE VOUPORANGA FEV RELATÓRIO DE ATIVIDADES 212 FUNDAÇÃO EDUCACIONAL DE VOUPORANGA FEV CENTRO UNIVERSITÁRIO DE VOTUPORANGA UNIFEV COLÉGIO TÉCNICO UNIFEV COLÉGIO UNIFEV FUNDAÇÃO RÁDIO EDUCACIONAL DE VOTUPORANGA - FREV PRESIDENTE

Leia mais

Os avanços do código de defesa do consumidor nos 25 anos. Março/2016. Kleber José Trinta Moreira e Lopes Coordenador-Geral

Os avanços do código de defesa do consumidor nos 25 anos. Março/2016. Kleber José Trinta Moreira e Lopes Coordenador-Geral Os avanços do código de defesa do consumidor nos 25 anos Março/2016 Kleber José Trinta Moreira e Lopes Coordenador-Geral Quem somos Secretaria Nacional do Consumidor - Senacon Ligada ao Ministério da Justiça

Leia mais

Concurso: Determinantes da vitimização em São Paulo ao longo do tempo

Concurso: Determinantes da vitimização em São Paulo ao longo do tempo Concurso: Determinantes da vitimização em São Paulo ao longo do tempo CPP Centro de Políticas Públicas São Paulo, 2010 Centro de Políticas Públicas (CPP) O CPP é um centro de pesquisas voltado para a produção

Leia mais

AVALIAÇÃO DO GRAU DE SATISFAÇÃO

AVALIAÇÃO DO GRAU DE SATISFAÇÃO AVALIAÇÃO DO GRAU DE SATISFAÇÃO Colaboradores 2012 DOC. 412.1 1. PROCEDIMENTO O questionário de avaliação do grau de satisfação dos colaboradores foi aplicado por via Web distribuído por e-mail e em suporte

Leia mais

Relatório de Pesquisa JULHO / Área de Gestão do Conhecimento Programa Estudos e Pesquisas

Relatório de Pesquisa JULHO / Área de Gestão do Conhecimento Programa Estudos e Pesquisas Relatório de Pesquisa JULHO / 2003 Área de Gestão do Conhecimento Programa Estudos e Pesquisas Coordenação Área de Gestão do Conhecimento Programa Estudos e Pesquisas Coleta de Dados, Tabulação e Elaboração

Leia mais

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Relatório Geral das Disciplinas

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Relatório Geral das Disciplinas AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL Relatório Geral das Disciplinas FIPEL 1 semestre 2010 Comissão Própria de Avaliação - CPA 1 Coordenação de Avaliação Institucional - COGEAV Equipe Técnica / Elaboração do Relatório

Leia mais

ANÁLISE DA SATISFAÇÃO DO AUTOR COM O VALOR RECEBIDO EM INDENIZAÇÃO JUDICIAL

ANÁLISE DA SATISFAÇÃO DO AUTOR COM O VALOR RECEBIDO EM INDENIZAÇÃO JUDICIAL ANÁLISE DA SATISFAÇÃO DO AUTOR COM O VALOR RECEBIDO EM INDENIZAÇÃO JUDICIAL INTRODUÇÃO O presente trabalho propõe uma pesquisa de satisfação com pessoas Autoras em processos de indenização já concluídos.

Leia mais

RELATÓRIO DOS INQUÉRITOS DE SATISFAÇÃO A STAKEHOLDERS EXTERNOS

RELATÓRIO DOS INQUÉRITOS DE SATISFAÇÃO A STAKEHOLDERS EXTERNOS RELATÓRIO DOS INQUÉRITOS DE SATISFAÇÃO A STAKEHOLDERS EXTERNOS / RESULTADOS DOS INQUÉRITOS DE SATISFAÇÃO A UTENTES/STAKEHOLDERS EXTERNOS EFETUADOS PELO INSTITUTO DA VINHA E DO VINHO, I.P. EM E Considerando

Leia mais

Encontro Nacional das Equipes Colaboradoras do Programa Segundo Tempo. Logística PST

Encontro Nacional das Equipes Colaboradoras do Programa Segundo Tempo. Logística PST Encontro Nacional das Equipes Colaboradoras do Programa Segundo Tempo Logística PST Fonte imagem: http://pt.dreamstime.com/ Apresentação dos Resultados Resultados apresentados sob a forma relativa (%).

Leia mais

Assessoria de Comunicação Social - ASCOM

Assessoria de Comunicação Social - ASCOM UNIVERSIDADE FEDERAL DO VALE DO SÃO FRANCISCO Assessoria de Comunicação Social - ASCOM Petrolina - PE Julho de 2016 2ª Versão Apresentação A Assessoria de Comunicação Social (Ascom) da Univasf tem como

Leia mais

HISTÓRICO DAS REVISÕES

HISTÓRICO DAS REVISÕES Página 1 de 7 HISTÓRICO DAS REVISÕES REVISÃO DATA DESCRIÇÃO 00 06/02/2015 Emissão inicial 1. OBJETIVO Criar uma sistemática de produção e disseminação de notícias institucionais para os diversos públicos

Leia mais

Taxa de Satisfação do Cliente - Internação = ra X 100 ra + rn

Taxa de Satisfação do Cliente - Internação = ra X 100 ra + rn Indicador : Taxa de Satisfação do Cliente - Internação Definição: Taxa de Satisfação do Cliente Internação: é a relação entre o número de respostas afirmativas dos serviços oferecidos na instituição e

Leia mais

RELATÓRIO GERAL PESQUISA SAPES SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS DO

RELATÓRIO GERAL PESQUISA SAPES SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS DO RELATÓRIO GERAL PESQUISA SAPES SISTEMA DE ACOMPANHAMENTO DOS EGRESSOS DO SENAI - 1ª ETAPA Alunos Concluintes 2009 Faculdade de Tecnologia Senai Ítalo Bologna SENAI Departamento Regional de Goiás Avaliação

Leia mais

1 GLOSSÁRIO Área de TI Catálogo de serviços de TI Solicitante Chamado Formulário...

1 GLOSSÁRIO Área de TI Catálogo de serviços de TI Solicitante Chamado Formulário... Pág.: 1 de 21 SUMÁRIO 1 GLOSSÁRIO... 3 1.1 Área de TI... 3 1.2 Catálogo de serviços de TI... 3 1.3 Solicitante... 3 1.4 Chamado... 3 1.5 Formulário... 3 1.6 Situação do Chamado... 3 2 CATALOGO DE SERVIÇOS

Leia mais

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA REGULAMENTO INSTITUCIONAL

UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA REGULAMENTO INSTITUCIONAL UNIÃO DAS INSTITUIÇÕES DE SERVIÇOS, ENSINO E PESQUISA LTDA REGULAMENTO INSTITUCIONAL OUVIDORIA São Paulo 2010 CAPÍTULO I DA OUVIDORIA Art. 1º A Ouvidoria da Unidade de Ensino, é um elo entre a comunidade

Leia mais

Relatório dos Resultados do Questionário de Satisfação aos Clientes Externos do GPP

Relatório dos Resultados do Questionário de Satisfação aos Clientes Externos do GPP Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral Relatório dos Resultados do Questionário de Satisfação aos Clientes Externos do GPP 2015 Gabinete de Planeamento, Políticas e Administração Geral

Leia mais

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DE OUVIDORIA /2 SUMÁRIO

RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DE OUVIDORIA /2 SUMÁRIO RELATÓRIO DAS ATIVIDADES DE OUVIDORIA - 2015/2 RESOLUÇÃO CMN/BACEN Nº 4433/2015 SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO... 2 2. OBJETIVO... 2 3. DIRETRIZES... 2 4. ESTRUTURA E TRATAMENTO... 2 4.1. Equipe... 3 5. ANÁLISE

Leia mais

ADMINISTRAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE

ADMINISTRAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE ADMINISTRAÇÃO DO RELACIONAMENTO COM O CLIENTE Módulo 12 ESTUDOS DE CASOS Casos: [1] da Bahia Sul; [2] da Politeno; [3] do Hospital Taquaral; [4] do 7.o Ofício. Os estudos de casos propostos podem ajudar,

Leia mais

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS MUNICIPES. Câmara Municipal de Mogadouro

RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS MUNICIPES. Câmara Municipal de Mogadouro RELATÓRIO DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DOS MUNICIPES Câmara Municipal de Mogadouro ÍNDICE 1. INTRODUÇÃO... 2 2. A IMPORTÂNCIA DE MEDIR A SATISFAÇÃO DOS CLIENTES... 2 3. OBJETIVOS... 2 4. METODOLOGIA... 2

Leia mais

RELATÓRIO DA I PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO DO

RELATÓRIO DA I PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO DO RELATÓRIO DA I PESQUISA DE SATISFAÇÃO DO USUÁRIO DO SIG@ Período: 20/02/2013 e 05/04/2013 Sumário 1. Introdução 2. Método de Pesquisa 3. Resultados 3.1. Parte 1: Caracterização dos respondentes 3.1. Parte

Leia mais

Integração da Análise SWOT com o Método ELECTRE TRI na Avaliação do Desempenho dos Programas de Pós-Graduação

Integração da Análise SWOT com o Método ELECTRE TRI na Avaliação do Desempenho dos Programas de Pós-Graduação Integração da Análise SWOT com o Método ELECTRE TRI na Avaliação do Desempenho dos Programas de Pós-Graduação Mestranda: Roberta Braga Neves Orientador: Prof. Dr. Helder Gomes Costa Mestrado em Engenharia

Leia mais

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE A COPA DO MUNDO NO BRASIL

PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE A COPA DO MUNDO NO BRASIL PESQUISA DE OPINIÃO PÚBLICA SOBRE A COPA DO MUNDO NO JULHO DE 2014 JOB1107 ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS DA PESQUISA OBJETIVO LOCAL O principal objetivo desse projeto é a percepção da população sobre a Copa

Leia mais

EIXO 2 DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL

EIXO 2 DIMENSÃO 1 A MISSÃO E O PLANO DE DESENVOLVIMENTO INSTITUCIONAL EIXO 1 DIMENSÃO 8 PLANEJAMENTO E AVALIAÇÃO 1 O plano de desenvolvimento do instituto PDI ( http://www.ufopa.edu.br/arquivo/portarias/2015/pdi20122016.pdf/view ) faz referência a todos os processos internos

Leia mais

PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE

PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE PROCEDIMENTO DE AVALIAÇÃO DA SATISFAÇÃO DO CLIENTE Código: PRO.QUALI 006/05 Folhas: 30 Revisão: 16 Data: 14.01.2016 Elaborado por: Mariana Ferraz Fernandes Verificado por: Berilo Gonçalves de Oliveira

Leia mais

A RELEVÂNCIA DA AUDITORIA INTERNA PARA O GESTOR

A RELEVÂNCIA DA AUDITORIA INTERNA PARA O GESTOR A RELEVÂNCIA DA AUDITORIA INTERNA PARA O GESTOR Rodrigo Stigger Dutra CGE TOP A DIFÍCIL VIDA DE UM GESTOR A DIFÍCIL VIDA DE UM GESTOR Todo dia é dia de gestão de crise! A DIFÍCIL VIDA DE UM GESTOR Não

Leia mais

Relatório Técnico. Análise dos dados estatísticos da Autoavaliação dos Prestadores de Serviços Privados do CE (IA-8)

Relatório Técnico. Análise dos dados estatísticos da Autoavaliação dos Prestadores de Serviços Privados do CE (IA-8) 1 MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA CENTRO DE EDUCAÇÃO COMISSÃO DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL DO CE CAICE Pesquisa Proposta Experimental de Avaliação do Projeto políticopedagógico

Leia mais

10. Metas e Indicadores 1. PERSPECTIVA: SOCIEDADE. Tema: Qualidade 2. PERSPECTIVA: PROCESSOS INTERNOS. Tema: Responsabilidade socioambiental

10. Metas e Indicadores 1. PERSPECTIVA: SOCIEDADE. Tema: Qualidade 2. PERSPECTIVA: PROCESSOS INTERNOS. Tema: Responsabilidade socioambiental 10. Metas e Indicadores As metas representam os resultados a serem alcançados pelo tribunal para atingir os objetivos propostos. Elas permitem um melhor controle do desempenho da instituição, pois são

Leia mais

Avaliação Institucional Docentes

Avaliação Institucional Docentes Avaliação Institucional Docentes A avaliação é um processo fundamental para a qualidade do trabalho desenvolvido nas Instituições de Ensino Superior. Nesse sentido, a Comissão Própria de Avaliação (CPA)

Leia mais

ANÁLISE DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO DOCENTE INSTITUCIONAL

ANÁLISE DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO DOCENTE INSTITUCIONAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL ELETRÔNICA 2015 NOTA EXPLICATIVA: I A metodologia de análise dos dados relativos à Avaliação Institucional Eletrônica /2015 considerou: a) os dados gerais da instituição, visando

Leia mais

Pesquisa Mestrado Alunos Regulares/Disciplinas Isoladas 2015/ º semestre de Teoria do Direito

Pesquisa Mestrado Alunos Regulares/Disciplinas Isoladas 2015/ º semestre de Teoria do Direito Pesquisa Mestrado Alunos Regulares/Disciplinas Isoladas 215/217 1º semestre de 215 Teoria do Direito 1 Análise dos dados Pesquisa Mestrado Alunos Regulares/Disciplinas Isoladas 215/217 1º semestre de 215

Leia mais

1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob:

1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob: 1. Esta Política Institucional de Comunicação e Marketing do Sicoob: a) visa estabelecer diretrizes sistêmicas aplicáveis à execução do Planejamento Estratégico em vigência, no que se refere às ações de

Leia mais

Portal NeoGrid. Brasil. Guia de Atendimento NeoGrid

Portal NeoGrid. Brasil. Guia de Atendimento NeoGrid Portal NeoGrid Brasil Guia de Atendimento NeoGrid 2016 Sumário Guia de Atendimento NeoGrid... 3 Canais de Atendimento... 3 O que é o Portal NeoGrid?... 4 Prazo de Atendimento... 9 Pesquisa de Satisfação...

Leia mais

BOLETIM INFORMATIVO AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010 FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS DE ITABIRA FACCI

BOLETIM INFORMATIVO AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010 FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS DE ITABIRA FACCI BOLETIM INFORMATIVO AUTOAVALIAÇÃO INSTITUCIONAL 2010 FACULDADE DE CIÊNCIAS ADMINISTRATIVAS E CONTÁBEIS DE ITABIRA FACCI 1. Apresentação A FACCI aplicou, entre agosto e setembro de 2010, uma pesquisa de

Leia mais

Pesquisa Mestrado Alunos Regulares/Disciplinas Isoladas 2015/ º semestre de Garantias Penais Processuais da Cidadania

Pesquisa Mestrado Alunos Regulares/Disciplinas Isoladas 2015/ º semestre de Garantias Penais Processuais da Cidadania Pesquisa Mestrado Alunos Regulares/Disciplinas Isoladas 215/217 1º semestre de 215 Garantias Penais Processuais da Cidadania 1 Análise dos dados Pesquisa Mestrado Alunos Regulares/Disciplinas Isoladas

Leia mais

Veículos de comunicação interna: oportunizando a comunicação estratégica

Veículos de comunicação interna: oportunizando a comunicação estratégica Veículos de comunicação interna: oportunizando a comunicação estratégica PEREIRA, F.M. 1 ; SAIZ-MELO, P.G. 2 1 Universidade Estadual de Londrina - UEL, fpereira@ cnpso.embrapa.br; 2 Embrapa Soja A comunicação

Leia mais

MANUAL DE PREENCHIMENTO FORMULÁRIO ELETRÔNICO REA OUVIDORIAS OUVIDORIA DA ANS

MANUAL DE PREENCHIMENTO FORMULÁRIO ELETRÔNICO REA OUVIDORIAS OUVIDORIA DA ANS MANUAL DE PREENCHIMENTO FORMULÁRIO ELETRÔNICO REA OUVIDORIAS OUVIDORIA DA ANS Este Manual tem por objetivo orientar as operadoras de planos privados de assistência à saúde quanto ao preenchimento do formulário

Leia mais

Manual de Navegação. Nos itens localizados no Menu na barra cinza, logo na cabeça do Portal, o usuário poderá acessar o seguinte:

Manual de Navegação. Nos itens localizados no Menu na barra cinza, logo na cabeça do Portal, o usuário poderá acessar o seguinte: 1 Menu na barra cinza 1.1 Itens localizados no Menu na barra cinza Nos itens localizados no Menu na barra cinza, logo na cabeça do Portal, o usuário poderá acessar o seguinte: - Site da Prefeitura: link

Leia mais

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2015

PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2015 PESQUISA DE CLIMA ORGANIZACIONAL 2015 COOPERATIVA GERAL Quantidade de colaboradores: 1146 Quantidade de Respondentes: 835 Percentual de participação: 73% Dr. João Damasceno Porto Diretor Administrativo

Leia mais

ATENDIMENTO EMISSÃO DE GUIAS

ATENDIMENTO EMISSÃO DE GUIAS 82 5.2 RESULTADO DO PROCESSO 2: SATISFAÇÃO DO USUÁRIO Para controlar este processo foram utilizados os seguintess indicadores: - Atendimento na emissão de guias: visa verificar comoo o beneficiário está

Leia mais

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014

APRESENTAÇÃO DO CEBC COMO SE ASSOCIAR 2014 APRESENTAÇÃO DO CEBC 201 QUEM SOMOS FUNDADO EM 200, O CONSELHO EMPRESARIAL BRASIL CHINA CEBC É UMA INSTITUIÇÃO BILATERAL SEM FINS LUCRATIVOS FORMADA POR DUAS SEÇÕES INDEPENDENTES, NO BRASIL E NA CHINA,

Leia mais

P.A.I. PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

P.A.I. PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL P.A.I. PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL O QUE É O P.A.I? O PAI - Programa de Avaliação Institucional, promove os processos de avaliação internos baseados nos preceitos do Ministério da Educação e da

Leia mais

Pesquisa de Satisfação. Uso Estratégico na Entidade

Pesquisa de Satisfação. Uso Estratégico na Entidade Pesquisa de Satisfação Uso Estratégico na Entidade RESPOSTAS São cruciais para o crescimento e sustentabilidade de qualquer negócio. Como saber o que quer e o que pensa o Participante? Como saber se está

Leia mais

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ATIVIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS NO VAREJO DIRETRIZES PARA ADEQUAÇÃO DE PERFIL DO INVESTIDOR (API)

CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ATIVIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS NO VAREJO DIRETRIZES PARA ADEQUAÇÃO DE PERFIL DO INVESTIDOR (API) CONSELHO DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS DA ATIVIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS NO VAREJO DIRETRIZES PARA ADEQUAÇÃO DE PERFIL DO INVESTIDOR (API) CAPÍTULO I OBJETIVO Art. 1º Estas Diretrizes tem por

Leia mais

ANÁLISE DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO DOCENTE INSTITUCIONAL

ANÁLISE DOS RESULTADOS DA AVALIAÇÃO DOCENTE INSTITUCIONAL AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL ELETRÔNICA 2015 NOTA EXPLICATIVA: I A metodologia de análise dos dados relativos à Avaliação Institucional Eletrônica /2015 considerou: a) os dados gerais da instituição, visando

Leia mais

PGE Digital DESCRIÇÃO DO PROJETO

PGE Digital DESCRIÇÃO DO PROJETO PGE Digital DESCRIÇÃO DO PROJETO Desenvolvimento de sistema de acompanhamento processual efetivo e eficaz para toda a Administração Pública, incluindo Autarquias e posterior desenvolvimento e implantação

Leia mais

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96

Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 Hospital Privado Capital Fechado com fins lucrativos Geral e de Médio Porte Selado Qualidade Programa CQH desde 2008 Média e alta complexidade 96 leitos 19 leitos de UTI 5 Salas Cirúrgicas 300 Cirurgias/mês

Leia mais

APÊNDICE A Questionários Aplicados

APÊNDICE A Questionários Aplicados APÊNDICE A Questionários Aplicados CPA Comissão Própria de Avaliação 60 INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DE SÃO PAULO CAMPUS SERTÃOZINHO COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO CPA AUTOAVALIAÇÃO

Leia mais

Publicada no D.O.U. nº 26, de 10/02/2016, Seção 1, pag. 94 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 476, DE 03 DE FEVEREIRO DE 2016

Publicada no D.O.U. nº 26, de 10/02/2016, Seção 1, pag. 94 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 476, DE 03 DE FEVEREIRO DE 2016 Publicada no D.O.U. nº 26, de 10/02/2016, Seção 1, pag. 94 RESOLUÇÃO NORMATIVA CFA Nº 476, DE 03 DE FEVEREIRO DE 2016 Aprova o Regulamento da Ouvidoria do Conselho Federal de Administração e dá outras

Leia mais

Os principais objetivos desta pesquisa são: verificar a freqüência e as características da mesma e estimular a atenção para a análise concentrada.

Os principais objetivos desta pesquisa são: verificar a freqüência e as características da mesma e estimular a atenção para a análise concentrada. ESTUDO PRELIMINAR SOBRE A OPINIÃO DOS MEMBROS DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PSICANÁLISE A RESPEITO DE SESSÕES EM DIAS CONCENTRADOS NO SEGUNDO SEMESTRE DE 1999 Alfredo Menotti Colucci * 1 Alírio Torres Dantas

Leia mais

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE - CHOPINZINHO

UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE - CHOPINZINHO UNIVERSIDADE ESTADUAL DO CENTRO OESTE - CHOPINZINHO Apresentação O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) constitui-se em um componente do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior

Leia mais

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES FLORIANÓPOLIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA

Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES FLORIANÓPOLIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Relatório da IES ENADE 2012 EXAME NACIONAL DE DESEMEPNHO DOS ESTUDANTES FLORIANÓPOLIS UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA CATARINA Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais G O V E R N O F E D E

Leia mais

PESQUISA ABRAPP RAIO-X - 2ª EDIÇÃO

PESQUISA ABRAPP RAIO-X - 2ª EDIÇÃO PESQUISA ABRAPP RAIO-X - 2ª EDIÇÃO LEVANTAMENTO DO PASSIVO DOS FUNDOS DE PENSÃO ANTONIO FERNANDO GAZZONI DIRETOR PRESIDENTE DA GAMA CONSULTORES ASSOCIADOS NÍVEIS DE ADESÃO AOS PLANOS (NOVOS PARTICIPANTES)

Leia mais

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PETROLINA - PETROLINA

CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PETROLINA - PETROLINA CENTRO FEDERAL DE EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA DE PETROLINA - PETROLINA Apresentação O Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE) constitui-se em um componente do Sistema Nacional de Avaliação da Educação

Leia mais

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIO PIC DIREITO/UniCEUB EDITAL DE 2016

PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIO PIC DIREITO/UniCEUB EDITAL DE 2016 PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIO PIC DIREITO/UniCEUB EDITAL DE 2016 O reitor do Centro Universitário de Brasília UniCEUB, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, torna público que

Leia mais

Relatório da Ouvidoria

Relatório da Ouvidoria Relatório da Ouvidoria Janeiro, Fevereiro e Março de 2015 Florianópolis, abril de 2015 Relatório da Ouvidoria A Ouvidoria é um elo entre a comunidade acadêmica e as instâncias administrativas da Instituição,

Leia mais

ENADE 2010 ENADE. Relatório da IES EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DE ESTUDANTES

ENADE 2010 ENADE. Relatório da IES EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DE ESTUDANTES ENADE EXAME NACIONAL DE DESEMPENHO DE ESTUDANTES ENADE 2010 Relatório da IES INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE NATAL G Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas

Leia mais

Santa Casa da Misericórdia de Pombal

Santa Casa da Misericórdia de Pombal Manual de Políticas Santa Casa da Misericórdia de Pombal Índice 1. Política da Qualidade 2. Politica de Apoio Social 3. Politica de Recursos Humanos 4. Politica de Ética 5. Politica de Envolvimento Ativo

Leia mais

PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL PAI 2012

PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL PAI 2012 FACULDADE AMADEUS PROGRAMA DE AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL PAI 2012 ORGANIZAÇÃO: COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO DA FACULDADE AMADEUS - CPA REPRESENTANTES Presidente: Eduardo de Andrade Gonçalves Vice-presidente:

Leia mais

APELAÇÕES E RECLAMAÇÕES 1. ESCOPO MANUTENÇÃO ALTERAÇÕES DEFINIÇÕES... 3

APELAÇÕES E RECLAMAÇÕES 1. ESCOPO MANUTENÇÃO ALTERAÇÕES DEFINIÇÕES... 3 Página: 1 de 9 SUMÁRIO 1. ESCOPO... 3 2. MANUTENÇÃO... 3 3. ALTERAÇÕES... 3 4. DEFINIÇÕES... 3 5. PROCEDIMENTO... 3 5.1. GERAL... 3 5.2. APELAÇÃO... 4 5.3. ABERTURA E ANÁLISE CRÍTICA INICIAL DA RECLAMAÇÃO...

Leia mais

Expectativas do evento. 1 - Expectativas do evento

Expectativas do evento. 1 - Expectativas do evento I Workshop Internacional de Biometeorologia AVALIAÇÃO PARTICIPANTES - 89 FICHAS 1 - Expectativas do evento Plenamente Atendidas 65 Parcialmente Atendidas 24 Não Atendidas 0 Expectativas do evento 27% 73%

Leia mais

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional

Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia nacional Excelência na Gestão Desafio dos Pequenos Negócios INSTITUCIONAL SEBRAE MISSÃO Promover a competitividade e o desenvolvimento dos pequenos negócios e fomentar o empreendedorismo para fortalecer a economia

Leia mais

Integrando Gestão de Pessoas à Gestão de Negócios

Integrando Gestão de Pessoas à Gestão de Negócios Nossa história Integrando Gestão de Pessoas 31 anos de existência Atua em 07 Estados + Distrito Federal 3355 colaboradores diretos Matriz RAO e 15 filiais 140 unidades de negócios 1300 colaboradores indiretos

Leia mais

PRÊMIO. PMO do Ano 2014

PRÊMIO. PMO do Ano 2014 PRÊMIO PMO do Ano 2014 1. Objetivo da Premiação O prêmio PMO do Ano tem como objetivo reconhecer a excelência e a inovação no desenvolvimento e amadurecimento de PMOs (Project Management Offices), em seu

Leia mais

Avaliação do Desempenho Sistêmico da FACENE Alunos

Avaliação do Desempenho Sistêmico da FACENE Alunos Avaliação do Desempenho Sistêmico da FACENE 2008.2 Alunos Foram analisadas as respostas, a um questionário estruturado, dos alunos do P1 ao P7 da FACENE, no período letivo de 2008.2, perfazendo um total

Leia mais

REQUISITOS PARA A CRIAÇÃO DE CURSOS NOVOS 2016

REQUISITOS PARA A CRIAÇÃO DE CURSOS NOVOS 2016 REQUISITOS PARA A CRIAÇÃO DE CURSOS NOVOS 2016 IDENTIFICAÇÃO ÁREA DE AVALIAÇÃO: Biotecnologia PERÍODO DE AVALIAÇÃO: 2016 ANO DE PUBLICAÇÃO DESTE DOCUMENTO: 2016 COORDENADOR: Odir Antônio Dellagostin COORDENADORA

Leia mais

OBJETIVO. Reestruturar o Call Center da Unimed Cuiabá, a fim de atender as exigências do Decreto 6.523/08.

OBJETIVO. Reestruturar o Call Center da Unimed Cuiabá, a fim de atender as exigências do Decreto 6.523/08. OBJETIVO Reestruturar o Call Center da Unimed Cuiabá, a fim de atender as exigências do Decreto 6.523/08. FOCO Estrutura Física; Tecnologia; Pessoas; Telefonia ENVOLVIDOS 21 pessoas envolvidas diretamente

Leia mais

Regulamento da Ouvidoria

Regulamento da Ouvidoria Regulamento da Ouvidoria TÍTULO I DA OUVIDORIA E SUAS FINALIDADES Art. 1º. A Ouvidoria da Faculdade AGES é órgão interno vinculado à Diretoria-geral, representa um mecanismo institucionalizado de interação

Leia mais

ENADE Relatório da IES INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE MOSSORÓ

ENADE Relatório da IES INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE MOSSORÓ ENADE 2011 Relatório da IES G Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO RIO GRANDE DO NORTE MOSSORÓ O V E R N O F E D E R A L PAÍS RICO

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FATEC PINDAMONHANGABA

REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FATEC PINDAMONHANGABA REGULAMENTO DO PROGRAMA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FATEC PINDAMONHANGABA 1. INTRODUÇÃO O objetivo de presente regulamento é estabelecer as normas e os procedimentos gerais do programa de iniciação científica-tecnológica

Leia mais

REGULAMENTO DO PROGRAMA ESTADUAL DE QUALIFICAÇÃO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DE INTERCÂMBIO CLIENTE + INTERCÂMBIO

REGULAMENTO DO PROGRAMA ESTADUAL DE QUALIFICAÇÃO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DE INTERCÂMBIO CLIENTE + INTERCÂMBIO REGULAMENTO DO PROGRAMA ESTADUAL DE QUALIFICAÇÃO DE ATENDIMENTO AO CLIENTE DE INTERCÂMBIO CLIENTE + INTERCÂMBIO 1. Objetivo 1.1 Cliente + Intercâmbio O Programa Estadual de Qualificação de Atendimento

Leia mais

INSTITUTO NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL, I.P. RELATÓRIO DO QUESTIONÁRIO A CLIENTES DO INAC, I.P. PARA APRECIAÇÃO DA QUALIDADE DO SERVIÇO PRESTADO

INSTITUTO NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL, I.P. RELATÓRIO DO QUESTIONÁRIO A CLIENTES DO INAC, I.P. PARA APRECIAÇÃO DA QUALIDADE DO SERVIÇO PRESTADO INSTITUTO NACIONAL DE AVIAÇÃO CIVIL, I.P. RELATÓRIO DO QUESTIONÁRIO A CLIENTES DO INAC, I.P. PARA APRECIAÇÃO DA QUALIDADE DO SERVIÇO PRESTADO FICHA TÉCNICA Título Relatório do Questionário a Clientes do

Leia mais

FACULDADES PROMOVE DE SETE LAGOAS. Manual do Egresso

FACULDADES PROMOVE DE SETE LAGOAS. Manual do Egresso FACULDADES PROMOVE DE SETE LAGOAS Manual do Egresso Sete Lagoas 2012 PROGRAMA DE RELACIONAMENTO COM EX-ALUNOS FACULDADES PROMOVE DE SETE LAGOAS O Programa de Relacionamento com Ex-alunos das Faculdades

Leia mais

Técnicas de pesquisa de clima organizacional. 1 Profª Carminha Lage

Técnicas de pesquisa de clima organizacional. 1 Profª Carminha Lage Técnicas de pesquisa de clima organizacional 1 Profª Carminha Lage Técnicas de pesquisa de clima organizacional Profª Carminha Lage 1 ª- Questionário - mais utilizado Permite aplicação maciça, mesmo para

Leia mais

HISTÓRICO DE REVISÕES

HISTÓRICO DE REVISÕES PÁGINA: 1/8 DIRETORIA DE ADMINISTRAÇÃO DIRAD ÁREAS SGT/ QUALIDADE CÓDIGO DE CLASSIFICAÇÃO DO DOCUMENTO 010 TíTULO: Capacitar Servidores Planejamento Anual ELABORADO EM:22/06/2016 REVISADO EM:15/07/2016

Leia mais

REGULAMENTO DA OUVIDORIA

REGULAMENTO DA OUVIDORIA REGULAMENTO DA OUVIDORIA Ribeirão Preto - SP 1 Sumário CAPÍTULO I... 3 Da Natureza, Objetivos e Finalidade... 3 CAPÍTULO II... 4 Da Vinculação Administrativa... 4 CAPÍTULO III... 4 Da Competência e Atribuições

Leia mais

Vera Lúcia de Moraes Ouvidora

Vera Lúcia de Moraes Ouvidora DPBHE / OUVIDORIA Assunto: Relatório Ouvidoria 1º trimestre 2013 Vera Lúcia de Moraes Ouvidora OUVIDORIA/vlm 1 1. Do processo e da transparência A Ouvidoria Interna do Serpro foi criada em 2001, e tem

Leia mais

Nesse artigo falaremos sobre:

Nesse artigo falaremos sobre: Este conteúdo faz parte da série: Consultores Ver 5 posts dessa série Nesse artigo falaremos sobre: O mundo da consultoria em Recursos Humanos 1. Planilha de Avaliação de Desempenho (por Competências)

Leia mais

CONCORRÊNCIA COMPAGAS Nº 032/2012 ERRATA

CONCORRÊNCIA COMPAGAS Nº 032/2012 ERRATA OBJETO: Contratação de empresa prestadora de serviços de conteúdo para Internet, compreendendo o planejamento, a criação, o desenvolvimento e a implementação de ações para ambientes digitais, incluindo

Leia mais

Operacionalização de Ouvidoria Recursos e Ferramentas de Apoio. Seminário de Atualização e Implantação de Ouvidoria do Sistema Unimed Julho/2013

Operacionalização de Ouvidoria Recursos e Ferramentas de Apoio. Seminário de Atualização e Implantação de Ouvidoria do Sistema Unimed Julho/2013 Operacionalização de Ouvidoria Recursos e Ferramentas de Apoio Seminário de Atualização e Implantação de Ouvidoria do Sistema Unimed Julho/2013 Canais de Entrada A Unimed Vitória possui como canais de

Leia mais

Portal Senac/SC. Outubro de 2010

Portal Senac/SC. Outubro de 2010 Portal Senac/SC Roteiro Testes com Usuários Outubro de 2010 Orientações Gerais Sua participação é fundamental para a construção do novo Portal do Senac, por isso, precisamos da sua atenção para o preenchimento

Leia mais

AVALIAÇÃO DO DESPERDÍCIO, QUALIDADE DO CARDÁPIO E PESQUISA DE SATISFAÇÃO DE CLIENTES EM UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO

AVALIAÇÃO DO DESPERDÍCIO, QUALIDADE DO CARDÁPIO E PESQUISA DE SATISFAÇÃO DE CLIENTES EM UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO AVALIAÇÃO DO DESPERDÍCIO, QUALIDADE DO CARDÁPIO E PESQUISA DE SATISFAÇÃO DE CLIENTES EM UMA UNIDADE DE ALIMENTAÇÃO E NUTRIÇÃO NA CIDADE DE SETE LAGOAS MG Anna Luiza Fernandes de SOUZA 1 Juliana Costa LIBOREDO

Leia mais

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta

PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO. Escola SENAI Anchieta PROGRAMA VIVÊNCIA PROFISSIONAL : REGULAMENTO DA PRÁTICA PROFISSIONAL / ESTÁGIO Escola SENAI Anchieta Sumário Página 01 Prática Profissional / Estágio 03 02 Da carga horária da Prática Profissional / Estágio

Leia mais

Indicadores de Desempenho

Indicadores de Desempenho Indicadores de Desempenho 1 Conceito Características mensuráveis de processos, produtos ou serviços, utilizadas pela organização para acompanhar, avaliar e melhorar o seu desempenho. OS INDICADORES NECESSITAM

Leia mais